Issuu on Google+

澳 門 論 壇 日 報

Jornal

www.jtm.com.mo ao serviço de macau desde 1982

Tribuna de Macau Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 3860 | quinta-feira, 22 de setembro de 2011

10 Patacas

SOLUÇÃO PODERÁ PASSAR PELO USO DE SALAS DO CONSULADO

IPOR com espaço “insuficiente” para responder ao aumento de alunos Pág 3

Obama diz que “não há atalhos” para o Médio Oriente O Presidente norte-americano admitiu ontem estar “desiludido” com o impasse no processo de paz no Médio Oriente, mas disse não acreditar em “atalhos” para pôr fim às décadas de conflito entre israelitas e palestinianos. Uma posição assumida na altura em que se intensificam os esforços diplomáticos para evitar que Mahmoud Abbas peça a adesão à ONU de um Estado palestiniano independente. O discurso de Barack Obama na Assembleia Geral da ONU surge como um contraponto à intervenção naquele mesmo lugar, em 2010, quando disse acreditar que seria possível chegar “no prazo de um ano” a um acordo para a criação de um Estado palestiniano – esperanças depois frustradas pela recusa de Abbas em continuar as negociações perante a falta de garantias israelitas de que a colonização na Cisjordânia seria suspensa.

A bonança depois da tempestade

O interesse pelo Aeroporto de Macau voltou a crescer nos últimos meses, levando a infra-estrutura a recuperar algum “terreno perdido” desde 2007, destaca o último relatório do Centro para a Aviação na Ásia-Pacífico. O “thinktank” afasta, por isso, o cenário de “tempestade perfeita” traçado no estudo anterior e antecipa um crescimento “moderado” no futuro mais próximo. pág 7

Autocarro da Reolian abasteceu com passageiros a bordo

Caixa dá “extrema relevância” ao projecto do BNU Macau

Coreias tiveram encontro “construtivo” sobre nuclear

A Reolian atribuiu a falta de combustível de um autocarro, que foi abastecido com passageiros no interior, quebrando as regras de segurança da empresa, a um erro humano. Segundo comunicado da companhia, “os procedimentos da empresa não foram cumpridos”. O caso ocorreu no dia 16, pelas 15h20, quando o autocarro da linha 50 parou para abastecer num posto de combustível. A companhia refere que o abastecimento da frota é um ponto crítico, uma vez que é a única empresa de transportes públicos que não possui um tanque privado de combustível e que, por isso, tem de usar os postos públicos. Segundo o comunicado, o motorista devia ter alertado a central e os passageiros deviam ter sido transferidos de veículo. Normalmente, os autocarros são abastecidos de noite ou de manhã cedo.

“O BNU Macau é um projecto de extrema relevância para a CGD, e do interesse do país, que passa pela intensificação das relações com os mercados do Japão, China e Singapura. Precisamos de ter uma pessoa muito forte no Extremo Oriente”, frisou o presidente não executivo da Caixa Geral de Depósitos, Fernando Faria de Oliveira, ao “Jornal de Negócios”. Segundo o mesmo responsável, é por essa razão que Pedro Cardoso, que em Julho foi reeleito administrador financeiro da CGD, foi nomeado líder executivo do BNU Macau. “Precisamos de uma pessoa muito forte em Macau”, frisou, ao referir-se ao substituto de Artur Santos na presidência da Comissão Executiva do BNU. De acordo com o “Diário Económico”, Pedro Cardoso só assumirá funções em Macau a tempo inteiro no final deste ano. (ver “En Passant” na última página)

As Coreias do Sul e do Norte mantiveram ontem, em Pequim, uma ronda negocial para discutir o desarmamento nuclear norte-coreano. Para o responsável norte-coreano pela área do nuclear, Ri Yong-ho, o encontro foi “construtivo e útil”, segundo relatos da agência de notícias Yonhap, da Coreia do Sul. “Conversámos sobre questões nucleares, e isso é parte do nosso esforço para retomar as negociações a seis. Vamos continuar a fazer esses esforços no futuro”, disse por sua vez o homólogo sul-coreano, Wi Sung-lac, aos jornalistas, após o encontro que abriu novas perspectivas sobre o possível reinício das conversas multilaterais, nas quais participam também China, Estados Unidos, Japão e Rússia, e que permanecem estagnadas desde o final de 2008.


60 EMPRESÁRIOS VISITAM A INDONÉSIA. A Associação Comercial Internacional ASEAN de Macau organizou uma delegação, com mais de 60 empresários do Interior da China, de Taiwan e das RAE’s, para visitar a Indonésia. O objectivo é criar mais oportunidades de negócios.

local

PREÇO DO ÓLEO AUMENTOU. O preço do arroz nos supermercados de Macau manteve-se estável, enquanto que o do óleo alimentar sofreu um aumento. Estes dados fazem parte dos últimos resultados publicados pelo Conselho de Consumidores, a 15 de Setembro.

resolvidos três conflitos desde junho

Arbitragem Predial redefiniu linha de actuação Criado em Junho deste ano, o Centro de Arbitragem de Administração Predial já resolveu três situações de conflito, sendo que outro ainda está em andamento. Além disso, o organismo redefiniu a sua estratégia, com 23 áreas de actuação. Questionados sobre as acusações do deputado Pereira Coutinho sobre a escolha dos árbitros, os responsáveis apenas afirmaram que o Governo “teve em consideração” as capacidades dos membros para o cargo

E

m três meses de funcionamento, o Centro de Arbitragem de Administração Predial, criado para resolver litígios de forma não judicial, já resolveu três casos, sendo que um ainda se encontra em processo de resolução. Este balanço foi avançado aos jornalistas ontem, depois da primeira reunião que esta entidade efectuou desde a sua criação. Aos jornalistas, Tam Kuong Man, presidente do Instituto de Habitação (IH), afirmou que “em termos de coordenação, conseguimos resolver três casos através de telefonemas, sendo que outro ainda está em processo”. Para além disso, o Centro de Arbitragem de Administração Predial tem ainda 31 casos em processo de consulta, relacionados com problemas nas assembleias de condomínio ou recuperação de edifícios antigos.

“Temos encontrado muitos problemas sobre a validade e regulamento das assembleias. Durante a resolução dos litígios o primeiro passo é a coordenação das partes, isso é o mais importante”, considerou. Meio ano é o tempo que o Centro de Arbitragem tem para resolver estes casos. Se após esse período não se chegar a nenhum acordo, o litígio irá para tribunal, disse Tam Kuong Man. Outro dos pontos levantados foi a necessidade de definir melhor quais os âmbitos que entram para a área de decisão desta entidade do IH, algo que, segundo o seu presidente, tem a ver com limitações de ordem legislativa que foram detectadas. Para já, são 23 matérias que o Centro de Arbitragem pode tratar, sendo que oito ficaram de fora. “Reparámos que existem disposições da legislação que em termos de funcionamento

surgem alguns problemas, porque são um pouco abstractas. Concluímos que há áreas que devem ser aceites no âmbito do Centro de Arbitragem e outras que rejeitadas. Dividimo-las a fim de os âmbitos se tornarem mais claros. Queremos melhorar a arbitragem, por isso depois de definir estes 23 assuntos vamos divulgá-los mais ao público, também para facilitar os residentes”, explicou o presidente do IH. HABILITAÇÕES “EM CONSIDERAÇÃO”. Questionado sobre as críticas apontadas pelo deputado José Pereira Coutinho relativamente às nomeações dos membros do Conselho de Arbitragem, Tam Kuong Man apenas referiu que o Executivo teve “em consideração” as capacidades dos indivíduos em questão para o cargo e para as áreas que iriam tratar. “O Governo, antes de nomear os membros, teve consideração

profunda sobre estas nomeações em termos de habilitações e das competências dos mesmos. Os membros estão de acordo com as legislações e características”, explicou aos jornalistas. Recorde-se que José Pereira Coutinho apresentou uma interpelação escrita em Agosto deste ano, apontando para a existência de “nomeações cirúrgicas” para os membros do Centro de Arbitragem do IH, e que terão sido efectuadas pelo próprio Tam Kuong Man. No documento, o deputado da Assembleia Legislativa considerou que “o processo de ‘escolha’ que se procedeu nos ‘bastidores do poder’ ocorreu de uma forma pouco transparente, sem se justificar publicamente a experiência e qualificações profissionais dos árbitros ‘escolhidos’ para o exercício de funções”. A.S.S.

COUTINHO QUER SINDICÂNCIA PARA APURAR “ESCÂNDALOS” NOS SERVIÇOS DE SAÚDE

Enfermeiros queixam-se de “exploração” Alguns enfermeiros voltam a queixar-se de abusos por parte dos Serviços de Saúde, organismo que estará a pagar as horas extraordinárias efectuadas no descanso semanal com valores do tempo extra em horário normal, contrariando a lei. O caso foi denunciado por Pereira Coutinho, que instou o Governo a acabar com “vários escândalos dentro dos Serviços de Saúde”

S

entem-se privados nas folgas e nos dias de trabalho acumulam horas a fio. Segundo Pereira Coutinho, alguns enfermeiros voltaram a queixar-se de “exploração” por parte dos Serviços de Saúde que lhes estarão a pagar as horas extraordinárias a um preço inferior ao estipulado na lei para períodos de descanso semanal ou em trabalho nocturno. As reclamações voltaram a chegar ao Gabinete de Atendimento aos Cidadãos do deputado que exortou o Governo a esclarecer quando vai cessar “com os vários abusos de poderes públicos que acontecem quase todos os dias nos Serviços de Saúde” e a determinar o pagamento das horas extra de acordo com o estabelecido nos Estatutos dos Trabalhadores da Administração Pública de Macau. Isto porque, segundo o deputado desde o segun-

do semestre de 2009 que as horas extraordinárias realizadas durante o período de descanso semanal ou o horário nocturno são pagas ao preço do trabalho extraordinário diurno em vez de serem cotadas num coeficiente maior, como estabelecem os estatutos. “Os referidos enfermeiros queixam-se que as horas extraordinárias executadas nos dias de descanso semanal

e complementar bem como feriados obrigatórios têm sido abusivamente pagos pelo coeficiente 1.5 em vez de serem pagos pelo coeficiente 2”, frisa Coutinho. O deputado questiona ainda o Chefe do Executivo sobre a realização de uma investigação para apurar a verdade face aos “vários escândalos dentro dos Serviços de Saúde”, que foram “desvendados publicamente”. “Vai o Chefe do Executivo ordenar uma sindicância para o apuramento geral do funcionamento dos Serviços de Saúde a fim de acabar com estes abusos?”, questiona o deputado, enumerando um lote de alegadas irregularidades. Além da “restrição ilegal dos direitos fundamentais dos trabalhadores e entrada e saída livre da RAEM nos dias de folga”, o deputado critica “o atraso na transição e promoção das carreiras, a deficiente gestão de recursos humanos, a cedência de espaços públicos dentro do Centro Hospitalar Conde S. Januário para a banca local angariar novos clientes e o recrutamento e promoção de trabalhadores da função pública por via do compadrio e influência”. Segundo Coutinho, já desde o segundo semestre de 2009, que “muitos enfermeiros alertam os dirigentes dos Serviços de Saúde para as contínuas ilegalidades e para o abusos de poderes públicos, ignorando o regime de trabalho extraordinário”. Por isso, pergunta “mais uma vez”, quando vão ser apuradas responsabilidades.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Paulo Barbosa e Viviana Chan • Editor Multimédia: Pedro André Santos • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, José Simões Morais, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau


(...) “Neste momento, a situação é complexa, porque não há muitas verbas. Vamos tentar primeiro dentro do Consulado e, se não for suficiente, teremos que tentar em instalações externas” (...) - Rui Rocha

(...) “O Plano de Actividades do IPOR deverá reflectir uma nova filosofia de articulação com a Livraria Portuguesa que, de resto, deu já os seus os primeiros passos no corrente ano” (...) - Idem

local

NÚMERO DE INSCRITOS NO CURSO GERAL VOLTOU A AUMENTAR

IPOR com espaço “insuficiente” para alunos É uma tendência que se tem vindo a afirmar nos últimos anos: As inscrições no IPOR voltaram a aumentar e o director da instituição considera as actuais instalações “insuficientes”. A solução poderá passar pelo uso de salas do Consulado de Portugal, segundo revelou ao JTM PAULO BARBOSA

A

s instalações do Instituto Português do Oriente (IPOR) são escassas face ao aumento dos alunos inscritos no Curso Geral de Português Língua Estrangeira. Este ano, foram 1.116 os estudantes que se inscreveram no primeiro semestre do curso, mais 239 do que no ano lectivo de 2010/2011. Ontem começaram as aulas de Português para crianças e jovens dos 6 aos 15 anos, com quatro turmas, num total de 50 alunos. É a primeira vez que o IPOR organiza este tipo de curso, destinado maioritariamente a famílias de cidadania portuguesa, que optam por matricular os seus filhos em escolas internacionais. Acrescem aos alunos do Curso Geral, que tem a duração de cinco anos, os 34 inscritos no Curso de Aperfeiçoamento, mais seis do que no ano passado. Este curso é autónomo face ao Curso Geral, embora partilhe com ele “características lectivas idênticas”, sendo, na prática, “uma continuação” para quem conclui o décimo e último nível do Curso Geral, disse ontem Rui Rocha ao JTM. O director do IPOR frisa que as 1.150 inscrições incluem apenas os “alunos fixos de cursos curriculares”. Não há ainda dados finais quanto aos cursos sazonais promovidos pelo IPOR, muitas vezes em cooperação com outras instituições, entre elas o Instituto de Formação Turística (250 alunos no primeiro semestre do ano passado), o Centro de Formação Jurídica e Judiciária (21 inscritos), as Forças de Segurança de Macau (656) e escolas

Rui Rocha procura soluções para responder à forte procura no IPOR

chinesas. O certo é que o crescimento de alunos que frequentam os vários cursos de português do IPOR é evidente. Em 2000/2001, eram pouco mais de 600 os inscritos nos dois semestres, enquanto que no ano lectivo de 2010/2011 a instituição contabilizou um total de 3.700 inscrições. A quantidade de inscritos tem vindo a subir desde o ano lectivo de 2007/2008. O acréscimo de estudantes faz mesmo com que as instalações do IPOR, na Rua Pedro Nolasco da Silva, “já não sejam suficientes” e que duas turmas estejam a ter aulas na Escola Portuguesa. A instituição está a ponderar uma “solução a curto prazo” para extensão do espaço lectivo. Provavelmente virão a ser utilizadas algumas salas do Consulado Geral de Portugal, que funciona no edifício contíguo. “Neste momento, a situação é complexa, porque não há muitas verbas. Vamos tentar primeiro dentro do Consulado e, se não for suficiente, teremos que tentar em instalações externas”, reconhece Rui Rocha. Os alunos do IPOR estão organizados em mais de meia centena de turmas, com as aulas a serem garantidas por um corpo docente que inclui um quadro de oito professores a tempo inteiro e oito a dez professores a tempo parcial, provenientes de outras instituições. Numa altura em que a concessão da Livraria Portuguesa à empresa Edições Praia Grande está prestes a completar o primeiro semestre, Rui Rocha referiu ao JTM que o processo de articulação entre o IPOR e os gestores da livraria “tem corrido bastante bem” e que “tem havido muitas iniciativas”. Num encarte publicado no Jornal de Letras, o responsável pela instituição que tem como vocação prioritária promover o ensino da língua portuguesa em Macau (e que é proprietária da Livraria Portuguesa) acrescenta que, a partir do próximo ano, “o Plano de Actividades do IPOR deverá reflectir uma nova filosofia de articulação com a Livraria Portuguesa que, de resto, deu já os seus primeiros passos no corrente ano”.

IPOR quer retomar cooperação com leitorados do Instituto Camões

Mais diálogo entre instituições promotoras do Português

Rui Rocha defende que o IPOR “poderá aprofundar a cooperação activa com o Instituto Camões (IC) na coordenação pedagógica e didáctica dos leitorados de português, por razões de proximidade geográfica com tais leitorados e por razões de economia de custos”. O responsável considera benéfico recuperar a cooperação institucional que existia até 2007, quando o IPOR repartia responsabilidades de coordenação com o IC dos leitorados na China e Ásia Oriental. Segundo especifica no encarte publicado no Jornal de Letras, a cooperação é necessária na coordenação pedagógica e didáctica dos leitorados por razões de proximidade geográfica e de economia de custos. “A utilização de plataformas de ‘e-learning’ para a formação de professores, para a permuta de informação didáctica, de ‘webgrafias’, etc, são instrumentos em que o IPOR poderá cooperar com o IC. O acompanhamento sistemático da actividade pedagógica e didáctica dos leitores da China e da Ásia Oriental e a permuta de informação com o IPOR parece-nos essencial para o reforço das competências no ensino de Português Língua Estrangeira”, argumenta.

Para o director do IPOR, deve haver “uma maior abertura ao diálogo e à convergência de esforços das instituições promotoras da língua portuguesa em matéria de permuta, de avaliação de metodologias, de práticas pedagógicas e de produção didáctica para PLE” [Português como Língua Estrangeira]. Considerando que Macau tem “pujantes recursos financeiros”, mas “uma grande raridade de recursos profissionais qualificados no domínio da docência da língua portuguesa, e particularmente PLE”, Rui Rocha advoga que tal convergência seria “útil para o presente e para o futuro da língua portuguesa em Macau”. “Reflectese pouco em Macau sobre tais matérias, investiga-se e publica-se menos ainda”, conclui. jornal tribuna de macau quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 pág 03


DETIDO NO ISTMO FERREIRA DO AMARAL. Um homem com 24 anos, residente e desempregado, foi detido por posse de 1,15 gramas de Ketamina, enroladas numa nota de 10 patacas. O indivíduo confessou que tinha comprado a substância no Jardim Triangular por 300 patacas e que se destinava a uso próprio.

local

“SABOTAGEM” NO JARDIM. Um vigilante do Jardim de Mong Há terá visto alguém a pontapear vasos. Chamada a polícia, foi descoberto um suspeito, que nega ter destruído os 10 vasos, mas é acusado do crime de sabotagem.

QUEIXA DE INSÓLITO FURTO

VOX POPuli

180 mil “voaram” entre Xangai e Macau O caso é insólito e aconteceu num voo entre Xangai e Macau. Um indivíduo queixa-se do furto de 180 mil dólares de Hong Kong, mas o dinheiro ainda não apareceu PAULO BARBOSA

U

DAN

(Estudante de Israel)

“Estudar em Macau é uma excelente oportunidade” - Qual é a sua impressão sobre Macau? - Fabulosa! Macau é uma cidade espectacular. Acho que todas as coisas aqui são boas, incluindo a qualidade de vida. Por exemplo, os transportes públicos são baratos, muito acessíveis e permitem-nos ir a todo o lado. Além disso, a qualidade da comida é bem melhor, comparativamente ao Interior da China, onde já estive há mais de três anos, pois estudei chinês nas cidades de Dalian e Shenzhen. No aspecto da qualidade da comida, julgo que Macau é mais ou menos igual ao meu país. - Gosta da vida universitária na RAEM? - Penso que para um aluno, Macau é muito confortável. A cidade tem tudo o que precisamos, os supermercados são bons e, sinceramente, acho que os produtos são baratos. Portanto, considero que estudar em Macau é uma excelente oportunidade. Parece-me que o nível da Universidade de Macau é bastante bom. - Porque é que decidiu frequentar um curso de ensino superior aqui? - Prefiro ficar na Ásia. Mudei do Interior da China para Macau, porque quero algo de novo. Apesar de fazer parte da China, Macau é diferente. - Quais são as principais diferenças que encontra entre o Continente chinês e Macau? - Há imensas semelhanças, mas são sítios com bastantes diferenças, desde a língua, a atitude das pessoas, a forma de ser ou a maneira de viver. Notei que as pessoas de Macau gostam mais de viver em grupinhos e não falam tanto como as pessoas do Interior da China. V.C.

pág 04 quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

m gerente de uma sociedade financeira com 42 anos apanhou um voo de Xangai para Macau, acompanhado pela sua mulher e também por uma quantia avultada de dinheiro. O cidadão de nacionalidade chinesa queixa-se de ter entrado no avião com uma mala recheada com 300 mil dólares de Hong Kong e de ter saído do voo com menos 180 mil. A vítima alega que colocou a mala com o dinheiro no compartimento para bagagem de mão. Quando o avião estava prestes a aterrar, verificou que não tinha bateria no telemóvel. Dado que o carregador estava na mala, levantou-se do seu lugar e abriu o compartimento das bagagens. Foi então que observou notas soltas pelo compartimento e, alarmado, confirmou que a sua mala tinha sido violada. Feitas as contas, só sobravam 120 mil dólares de Hong Kong no seu interior. O queixoso e a sua mulher declararam que tinham observado um indivíduo em movimentações suspeitas junto ao compartimento e que este teria embrulhado alguma coisa no seu casaco. Com base nestas denúncias, um indivíduo com 43 anos foi detido. O suspeito, de apelido Fong, defende-se dizendo que tomou comprimidos durante a viagem e que nem se lembra bem do que se passou. A Polícia de Segurança Pública refere que o dinheiro ainda não apareceu e que o caso está a ser investigado. LIGOU PARA ESQUADRA SEM SABER. Numa patrulha junto às Portas do Cerco, um homem de 21 anos, que apresentava “atitudes suspeitas” foi revistado pela PSP, tendo sido encontrados seis sacos com pó, provavelmente ketamina. Levado para a esquadra, o indivíduo, que já esteve envolvido noutros casos de tráfico de droga, declarou que “um amigo” lhe tinha solicitado para adquirir Ketamina no interior da China, um pedido a que ele acedeu. Mas, enquanto o suspeito depunha, o telefone tocou e foi combinado um lugar para a entrega dos estupefacientes, num restaurante de “fast food” situado no Fai Chi Kei. Foi aí que foi detido o alegado amigo, que tinha telefonado para a esquadra sem o saber. Este segundo suspeito disse que nunca pediu a ninguém para comprar algo e que o motivo do seu telefonema se prendia com uma razão altruísta. Segundo o seu depoimento, o encontro no restaurante de “fast food” não tinha como motivo a entrega

Alegado furto ocorreu num voo de Xangai para Macau

da droga, mas antes o empréstimo de dinheiro e de uma mota, tal como lhe tinha sido solicitado. BURLA POR TELEFONE. A Polícia Judiciária (PJ) foi alertada para um caso de tentativa de burla por telefone. Ao contrário do que acontece muitas vezes nestas situações, a perspicácia da vítima acabou por impedir que fosse lesada materialmente. A tentativa de burla começou a desenhar-se quando uma mulher, de apelido Lei, recebeu um telefonema com origem na China interior, de um indivíduo que alegava ser seu primo e que lhe disse que iria visitar Macau. Na terça-feira, a mulher voltou a receber um telefonema da mesma pessoa, desta vez com um conteúdo mais suspeito. Segundo referia, tinha sofrido um acidente quando estava a caminho e precisava de 6.000 renminbis. Foi então que a senhora Lei desconfiou da tramóia, ligando para a sua família e confirmando que nenhum primo seu se encontrava a caminho de Macau. De seguida, ligou para a PJ, que está a investigar o caso.

Álcool detectado em “operações Stop” Em “operações Stop” realizadas nos últimos dias foram detectados casos de indivíduos com elevadas taxas de álcool no sangue. Na terça-feira, um comerciante com 31 anos registou uma taxa de 1,6 g/l e foi posteriormente condenado a uma pena de prisão de três meses e proibido de conduzir durante um ano e três meses. A pena de prisão foi substituída por uma multa de 200 patacas por dia, a pagar durante três meses. No mesmo dia, junto ao empreendimento “Ocean Gardens”, um condutor com 41 anos foi “convidado” a “soprar o balão”. A taxa de alcoolemia que apresentava levou a que fosse condenado a uma pena suspensa de três meses de prisão, ficando também interdito de conduzir durante um ano.

Mais dois furtos em residências A PJ está a investigar dois casos de furto em residências, um deles na Travessa Martinho Montenegro (onde desapareceram 13.000 renminbis e 1.100 patacas de um apartamento) e o outro na Rua de Kunming, onde se registou um arrombamento de porta. É já a segunda situação do género que ocorre na Rua de Kunming (localizada próximo do Instituto Politécnico) esta semana. No outro caso, um morador da entrou em casa e verificou que, na sua ausência, alguém subtraiu um mala avaliada em 14.800 patacas e jóias avaliadas em 30 mil patacas.


CONTROLO DE TABACO NA CAPITANIA. Os representantes dos Serviços de Saúde deram uma formação aos funcionários da Capitania dos Portos, sobre os locais autorizados para os não-fumadores (incluindo os espaços interiores e exteriores) previstos no novo “Regime de Prevenção e Controlo do Tabagismo”.

local

CORRIDA CONTRA O CANCRO. O hotel Four Seasons de Macau vai organizar uma corrida de beneficência, que decorrerá a 6 de Novembro. A actividade vai servir para financiar programas de combate ao cancro. A organização espera atrair pelo menos 200 corredores.

Assinado protocolo entre instituto de acção social e a cAritas

Esperados 6.000 pedidos de ajuda alimentar A inflação vai provocar uma subida dos pedidos de ajuda de famílias mais carenciadas. A Caritas prevê que o número de necessitados triplique nos próximos dois anos

D

urante os próximos dois anos, seis mil pessoas residentes na RAEM podem vir a necessitar da ajuda alimentar da Caritas. O número foi avançado ontem pelo secretáriogeral da organização humanitária, Paul Pun, que assinou um acordo de cooperação com o Instituto de Acção Social (IAS) para o fornecimento temporário de alimentos, e significa que o número de beneficiários pode triplicar. A razão para este aumento prendese com a inflação, que tem encarecido o preço dos alimentos. “Com a inflação tudo fica mais caro, por isso, já prevemos que haja mais pessoas que nos venham pedir ajuda”, afirmou Paul Pun. Durante o último programa, de Julho de 2009 a Setembro deste ano, o IAS beneficiou 2.172 pessoas, segundo dados oficiais. Para este programa, o Governo da RAEM prevê um investimento de cerca de dez milhões de patacas, montante que inclui as despesas do arranque do armazém alimentar “Meng Leong Fong”, as despesas administrativas e a aquisição dos alimentos. Mas Paul Pun já disse que este valor não vai ser suficiente. “Vamos precisar de doações para gerir serviços adicionais e também de voluntários. Precisamos de cerca de 20 pessoas”, afirmou aos jornalistas. Para se ser beneficiado, tem de

se obedecer a uma série de requisitos como: ter Macau como residência habitual, não ser beneficiário de qualquer subsídio atribuído pelo IAS, e o rendimento da família não ultrapassar os limites máximos. No caso de se tratar apenas de uma pessoa, esta não pode auferir mais de 4.500 patacas por mês. Se forem duas pessoas na família o patamar sobe para o limite de 7.560 patacas e no caso de serem três para 10.280 patacas. Já uma família com mais de oito elementos não pode ganhar mais de 16.510 patacas por mês. Também há regras quanto ao dinheiro que um agregado familiar pode ter no banco,

se quiser habilitar-se a estas ajudas. Assim, uma pessoa que tenha mais de 27.000 patacas não pode candidatar-se. Se o agregado tiver dois elementos, o valor limite sobre para 46.890 patacas e se for de três o limite já é de 66.060 patacas. No caso de um agregado com mais do que oito elementos, o valor máximo que uma família pode ter no banco é de 129.150 patacas. Outros possíveis beneficiários são os que procuram emprego, sem-abrigo, quem esteja na lista de espera para subsídios e indivíduos ou famílias que se depararam com situações inesperadas como calamidades naturais.

As famílias vão poder beneficiar deste apoio durante um período máximo de seis semanas. A partir desse tempo, a ajuda pode ser renovada por período igual, consoante os casos. “Depois deste tempo as pessoas devem ser apoiadas por outras vias. Isto só pode ser uma ajuda a curto prazo”, explicou Paul Pun. A Caritas vai iniciar a prestação deste serviço já a partir da próxima segunda-feira, dia 26. A escolha do IAS para a gestão do serviço de apoio alimentar recaiu nesta organização humanitária pelos “serviços sociais diversificados e a grande rede de cobertura comunitária [da Caritas]”. Desta forma “conseguirá rápida e eficazmente encontrar os necessitados latentes aos quais prestará, por um lado, o apoio alimentar de curto prazo e por outro, encaminhá-los-á aos outros serviços oportunos e adequados”, sublinhou o presidente do IAS, Iong Kong Io, na cerimónia de assinatura do protocolo de cooperação entre esta entidade governamental e a Caritas. Paul Pun referiu também que neste programa não está prevista a atribuição de quantias monetárias às famílias. “Se precisam de dinheiro não estão neste programa. Estão noutro, e no qual já são apoiadas cerca de mil famílias”, referiu. O secretário-geral da Caritas abordou ainda a questão dos refugiados. “Não sei ao todo quantos estão a ser apoiados, mas não há muitos em Macau”, referiu Paul Pun. Esta organização criou na semana passada uma associação para o bem-estar dos refugiados. H.A.

SUBIDA DOS PREÇOS ACENTUOU-SE EM AGOSTO

Inflação subiu para 4,89 por cento A subida de preços intensificou-se em Agosto, levando a taxa de inflação a aproximar-se já dos cinco por cento, tendo em conta a variação média dos últimos 12 meses, indicam dados estatísticos oficiais ontem divulgados

E

m Agosto, o índice geral de preços no consumidor (IPC) aumentou 6,15 por cento comparativamente ao mesmo mês de 2010, voltando a evidenciar uma aceleração face à subida de 5,96 por cento apurada em Julho. De acordo com os dados ontem revelados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), a inflação atingiu no final de Agosto 4,89 por cento, tendo em conta a variação média dos últimos 12 meses, ou seja o critério normalmente usado para calcular a inflação anual. Em Julho, a inflação foi

estimada em 4,59 por cento. Comparando o IPC geral médio dos 12 meses terminados em Agosto com o mesmo período anterior, registaramse acréscimos de 4,56 por cento no IPC-A e de 5,05 por cento no IPC-B. O IPC-A reflecte a evolução de preços para 50 por cento das famílias residentes, cuja despesa mensal está compreendida entre 6.000 e 18.999 patacas, enquanto que o IPC-B representa o mesmo indicador

para 30 por cento das famílias, com gastos que oscilam entre 19.000 e 34.999 patacas. Na apresentação dos dados de Julho, a DSEC salienta que, face a Agosto do ano transacto, verificaram-se subidas notáveis no índice de preços dos transportes (10,64 por cento), produtos e serviços diversos (10,34 por cento), produtos alimentares e bebidas não alcoólicas (8,79 por cento) e do vestuário e calçado (8,49 por cento). As su-

bidas foram motivadas, sobretudo, pelos preços da gasolina, joalharia em ouro, peixe fresco, carne do porco fresca, vestuário de senhoras e das refeições adquiridas fora de casa. Em contrapartida, o índice da secção comunicações desceu 13,98 por cento, em termos anuais, devido à redução dos preços dos serviços de Internet. Em Agosto deste ano, o IPC-A e o IPC-B registaram acréscimos de 5,78 e 6,37 por

cento, em termos anuais, respectivamente. Por outro lado, no mês em análise, o IPC geral recuou 0,04 por cento em termos mensais, sendo de destacar que os índices de preços das comunicações e vestuário e calçado diminuíram 6,22 e 2,24 por cento, respectivamente. Em sentido inverso, os preços nas áreas da recreação e cultura e transportes subiram 0,97 e 0,82 por cento face a Julho, respectivamente. Segundo da DSEC, estas subidas foram impulsionadas pelos preços das excursões turísticas ao exterior e dos bilhetes de avião. Entre Julho e Agosto do corrente ano, o IPC-A desceu 0,19 por cento e o IPC-B cresceu 0,01 por cento. As estatísticas oficiais indicam ainda que, no cômputo geral dos primeiros oito meses deste ano, o IPC geral médio aumentou 5,37 por cento face ao período homólogo do ano transacto, sendo que o IPC-A e IPC-B avançaram 5,02 e 5,55 por cento, respectivamente.

jornal tribuna de macau quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 pág 05


publicidade

pรกg 06 quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau


ARENA DO COTAI RECEBE OPEN DE BADMINTON. De 29 de Novembro a 4 de Dezembro, o Open de Badminton de Macau vai trazer alguns dos mais conhecidos atletas à Arena do COTAI. Vão estar presentes cerca de 400 jogadores e o prémio deste ano é de cerca de 1,6 milhões de patacas.

local

SESSÕES DE ESCLARECIMENTO NA UM. A sessão de esclarecimento sobre admissão a estudos pós-graduados, da Associação de Escolas Profissionais de Assuntos Internacionais, realiza-se hoje na sala X do Centro Cultural da Universidade de Macau. Na sessão vão estar representantes de várias universidades estrangeiras.

“THINK-TANK” MELHORA PROJECÇÕES PARA O AEROPORTO DE MACAU

A bonança depois da tempestade O interesse pelo Aeroporto Internacional de Macau voltou a crescer nos últimos meses, levando a infra-estrutura a recuperar algum “terreno perdido” desde 2007, destaca o último relatório do Centro para a Aviação na Ásia-Pacífico. Por isso, o “think-tank” afasta o cenário de “tempestade perfeita” traçado no estudo anterior SÉRGIO TERRA

O

Centro para a Aviação na ÁsiaPacífico (CAPA, na sigla inglesa) reviu pela positiva as suas projecções sobre o desenvolvimento futuro do Aeroporto Internacional de Macau, a curto e médio prazo. Contrariando as previsões carregadas de pessimismo que foram inscritas no estudo anterior, divulgado em Abril deste ano, os especialistas do “think-tank” consideram agora que a RAEM voltou a despertar a atenção de várias operadoras regionais, facto que deverá ajudar a consolidar a tendência de recuperação evidenciada no Aeroporto Internacional de Macau nos últimos três meses, sobretudo ao nível do movimento de passageiros. Reiterando que o mercado da aviação da RAEM tem sofrido, desde 2007, as consequências da abertura de voos directos entre a China Continental e Taiwan e de “um impasse estratégico, político e

operacional”, traduzidas na falência da Viva Macau e nos decréscimos significativos dos números de passageiros e carga aérea, o novo estudo do CAPA sublinha que “o interesse por Macau está a ser retomado, numa altura em que emergem novas companhias de baixo custo no Norte da Ásia, nomeadamente na Coreia do Sul e Japão”. Algumas companhias aéreas de baixo custo estrangeiras e as ligações entre Macau e a China Continental estão agora a direccionar mais tráfego para a RAEM, indica o estudo, destacando o exemplo do grupo Jetstar, que “identificou Macau como potencial opção” para funcionar como centro de operações da transportadora. “No cômputo geral, 2011 deverá ser

um ano de estabilização para Macau, que começa recuperar algum terreno perdido nos últimos anos”, consideram os peritos do CAPA, ressalvando, porém, que o ritmo de crescimento deverá ser “moderado” no futuro mais próximo. A revisão em alta das previsões também é sustentada pela força dos números, com os especialistas do CAPA a realçarem o facto do número de passageiros que usaram o Aeroporto de Macau em Agosto ter aumentado 8,8 por cento para cerca de 396 mil, face ao mesmo mês de 2010, o que representou a terceira subida mensal consecutiva. Além disso, os movimentos de aeronaves também subiram 11 por cento para mais de 3.400. De acordo com dados estatísticos publicados na página da internet da

CASO DE PROIBIÇÃO DE FOTOS AO TRÂNSITO AINDA MEXE

Polícias sob críticas O facto de um polícia ter impedido um jornalista de captar imagens num espaço público significa uma falta de competências e uma leitura incorrecta da lei, entendem um académico e um deputado. Camões Tam considera que o episódio atenta contra a liberdade de imprensa e reflecte a falta de formação dos agentes. Au Kam San fala em abuso de poder VIVIANA CHAN

A

lém de um “atentado à liberdade”, impedir os jornalistas de captarem imagens do trânsito evidencia também lacunas na formação dos agentes da autoridade. Esta é pelo menos a interpretação de Au Kam San e Camões Tam que criticam a actuação de alguns agentes. As reacções surgem depois de um polícia ter obstruído dois jornalistas de captar imagens no trânsito por se sentir incluído dentro daquela moldura. No entanto, à luz da lei os agentes não têm o direito de impedir a captação de imagens nos espaços públicos, pelo que a sua atitude entrou em confronto com a liberdade de imprensa expressa na legislação. O agente só poderia ter proibido a captação de imagens se estivesse numa missão secreta, observou Camões Tam, antigo presente da Associação de Jornalistas de Hong Kong e actual professor da Universidade de Macau. Caso contrário, segundo disse o docente à imprensa chinesa, os cidadãos têm todo o direito de filmar os agentes durante as suas patrulhas em locais públicos. Segundo Camões Tam, tal é contemplado na Lei

de Imprensa, que confere aos jornalistas o direito de captar imagens às autoridades. Por isso, o académico concluiu que houve uma leitura incorrecta da lei, o que, na sua opinião, significa falta de competência de alguns profissionais que prestam serviços públicos. “Os funcionários públicos representam a imagem do Governo. Quando estão a trabalhar, os cidadãos têm todo o direito de saber o que eles estão a fazer, é um acto de fiscalização e tal é razoável. É ridículo ser proibido”, disse Camões Tam. AU KAM SAN PEDE INVESTIGAÇÃO. Considerando também que na base desta atitude está a falta de formação, o deputado Au Kam San exigiu uma investigação para apurar quais os responsáveis que abusam do poder. O membro da Associação da Associação Novo Macau acusou ainda os agentes de falta de conhecimentos sobre as leis e de empenho. “O problema é muito grave. Os agentes da lei não possuem conhecimentos jurídicos, como é que podem cumprir as suas responsabilidades?”, questionou o deputado em declarações à imprensa chinesa, notando que a próprio Corpo de Polícia de Segurança Pública já admitiu que tem sido necessário reforçar a competência dos agentes através de acções de formação. O deputado aproveitou a polémica para notar ainda que tem recebido denúncias de residentes que se queixaram de abuso da autoridade por parte de alguns polícias. “Parece que o Conselho de Fiscalização dos polícias não tem funcionado correctamente”, criticou o deputado exigindo ainda um reforço da vigilância sobre os agentes. Au Kam San apontou o dedo aos escalões superiores da polícia, reiterando que não cumpriram as suas responsabilidades, e sugerindo que conheçam os regulamentos, que são “claros”, para evitar que casos como este se repitam.

ADA - Administração de Aeroportos empresa agora integrada na estrutura da CAM – o movimento de passageiros nos primeiros oito meses deste ano continua ainda assim a assinalar um decréscimo de quatro por cento para cerca de 2,7 milhões, comparativamente a igual período de 2010. As quebras estendem-se também ao volume de carga processada (menos 27 por cento), mas no capítulo do movimento de aeronaves registou-se um aumento homólogo de seis por cento para 25.912. O lançamento de novas rotas pela Jin Air e Air Macau, o acréscimo de 14 por cento ao longo dos últimos 12 meses na capacidade de transporte nas rotas entre a RAEM e as Filipinas e o crescimento contínuo do número de visitantes no território são alguns dos argumentos apresentados pelo CAPA para afastar, pelo menos para já, o panorama “cinzento” esboçado no estudo anterior. Na altura, o Centro para a Aviação advertiu que o Aeroporto de Macau seria confrontado este ano com “desafios mais sérios”, muitos dos quais “fora do controlo” da infra-estrutura, o que resultaria numa “tempestade perfeita”, criada por “acontecimentos externos” e “mudanças estratégicas na indústria”. “Além do aumento contínuo dos custos de combustível, a indústria da aviação de Macau vai sentir o impacto do sismo e crise nuclear no Japão, das pressões inflacionárias e do fim do contrato de gestão de serviços do Aeroporto e outras subconcessionárias”, previam então os especialistas.

Breves Curto-circuito causou incêndio no Banyan Tree Um incêndio eclodiu na madrugada de ontem no 23º andar do Hotel Banyan Tree Macau, que está integrado no complexo da Galaxy, noticiou a TDM. Segundo os Bombeiros, um curto-circuito pode ter estado na origem do fogo. Os Bombeiros evacuaram todos os hóspedes daquele andar e não se registaram quaisquer vítimas. O hotel fica situado no COTAI.

Casos colectivos de gripe afectam várias escolas Os Serviços de Saúde foram notificados nos últimos dias de diversos casos de infecção colectiva de gripe em estabelecimentos de ensino. Na terça-feira, 46 alunos da Escola Santa Maria Mazzarello foram afectados, mas 21 já reiniciaram as aulas. Ontem, na mesma escola, verificaram-se pelo menos mais cinco casos, indicaram os Serviços de Saúde, adiantando que terão sido causados pelo vírus comum de gripe sazonal. A gripe também está a atingir a creche da Associação das Mulheres situada na Rua do Campo, onde há registo de nove alunos infectados. Todos os doentes que recorreram às entidades médicas para tratamento não necessitaram de internamento, sendo o seu estado de saúde considerado normal. Nenhum dos alunos doentes foi submetido à vacina anti-gripal para o Inverno. Os Serviços de Saúde iniciaram no dia 15 a vacinação gratuita contra a gripe sazonal para os grupos de alto risco: residentes menores de idade ou com 60 ou mais anos, portadores de doenças crónicas, bem como funcionários de lares, creches e instituições de ensino primário e secundário. jornal tribuna de macau quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 pág 07


CHEFES INTERNACIONAIS EM MACAU. Dois chefes do restaurante espanhol Mugaritz, que tem duas estrelas Michelin e está em terceiro lugar no guia de San Pellegrino, que classifica os 50 melhores restaurantes do Mundo, estiveram ontem a fazer uma demonstração em Macau, a convite do Instituto de Formação Turística. O objectivo foi mostrar aos profissionais locais um conjunto de novas técnicas e teorias de cozinha para ajudar a desenvolver este sector. Os dois chefes trouxeram as criações e receitas mais recentes que incluíam ingredientes naturais à base de sementes e ervas.

FESTIVAL DE TURISMO E GASTRONOMIA LEVOU DST A YANGJIANG. A Di Serviços de Turismo (DST) participou no Festival de Cultura e G Yangjiang, na província de Guangdong, entre 8 e 9 de Setembro da DST, Manuel Pires, chefiou a delegação de Macau, que inclu de seis agências de viagem, que mantiveram encontros para inc cooperação entre os serviços turísticos dos dois lados.

IC sem certezas sobre “autenticid das alegadas peças da antiga Cad O Instituto Cultural está a averiguar se as pedras da antiga Cadeia são autênticas e “únicas”. Se o organismo se decidir pela compra deverá ter de pagar pelo menos 100 mil patacas, segundo o preço estipulado para o Governo pelo dono, que espera no entanto fazer negócio com coleccionadores privados a 300 mil patacas FÁTIMA ALMEIDA

O

Instituto Cultural está a analisar o “valor” das pedras da fachada da antiga Cadeia de Macau, que um funcionário público tem à venda por 300 mil dólares de Hong Kong para coleccionadores privados. Sem conseguir ainda avançar se as peças, uma com a inscrição do brasão português e outra com o ano de inauguração da antiga cadeia, vão integrar o espólio público, o IC mostrou interesse em conhecer mais detalhes. “Neste momento, estamos a analisar mais pormenores sobre as pedras e a considerar a sua autenticidade e se são únicas”, explicou fonte do Instituto ao JTM. O organismo mostra-se cauteloso antes da possibilidade de adquirir as pedras, ao salientar que primeiro é preciso haver uma avaliação cuidada. “Precisamos de avaliar o valor das pedras cuidadosamente”, sublinhou o IC. O objectivo do dono, Pak Fok Tong, que adquiriu as pedras por um “valor secreto”, há quatro

anos, é que a venda seja efectuada a coleccionadores privados a quem planeia vender as peças por 300 mil dólares de Hong Kong. Segundo a agência Lusa, o funcionário público não descartou, no entanto, a possibilidade de vender as pedras ao Governo por um valor que não seja inferior às 100 mil patacas. O dono das pedras já avançou que irá procurar interessados “até ao último minuto”, o que deverá acontecer até finais de Outubro. “Se ninguém com-

prar até lá vou contactar o Governo para saber se estão interessados”, disse à Lusa. Pak Fok Tong mostrou urgência em vender as pedras por “razões financeiras” e “por falta de espaço” já que no final do ano mudará de casa e não terá onde guardá-las. Por isso, embora tenha considerado que também “pode doá-las a um museu”, primeiro vai tentar vendê-las. Tong diz ter comprado as pedras num estaleiro de obra na Taipa – entre a Rua de Choi Long onde vivia, e a Estrada Nordeste

da Ta Maca O çada A out tuada que, q tencia da fac

CONCURSO DE FOGO DE ARTIFÍCIO PROSSEGUE NO SÁBADO

Portugal “brinca com o fogo” e Filipinas fazem tributo nacional É já no próximo sábado que as equipas de Portugal e Filipinas protagonizam mais uma ronda do 23o Concurso Internacional de Fogo de Artifício. A Pirotecnia Lanhelas promete trazer um espectáculo com materiais próprios e luzes mais fortes. Já as Filipinas pretendem recordar os 150 anos de criação do país

A

maior parte do material pirotécnico é produzido em Caminha, e é esse um dos pontos fortes que a equipa portuguesa Pirotecnia Lanhelas pretende trazer mais uma vez para os céus de Macau. A sua participação na 23a edição do Concurso Internacional de Fogo de Artifício de Macau promete trazer música portuguesa e mais cores. “Vamos ter um fogo de artifício 90 por cento português, com material produzido por nós. Vai ser um espectáculo diferente, com muitos efeitos”, referiu aos jornalistas Benjamin Fernandes, gerente da empresa. Com a duração de 17 minutos, o espectáculo de pirotecnia tem como tema “Brincando com o fogo”, e que tem inspiração numa canção de Rita Guerra. Os portugueses vão, aliás, apresentar pág 08

mais temas da cantora, em concordância com as luzes. Uma das novidades é a aposta em mais efeitos especiais, com cores mais vivas. “Vamos ter cores em tons de limão e laranja. Apostamos nisso este ano, algo que não é muito habitual. Além disso, a durabilidade das cores também vai ser maior”, afirmou o responsável. Sendo a quinta vez que a equipa passa por Macau, Benjamin Fernandes salientou que participar neste evento “dá mais nome e mais prestígio”. “Vamos aprendendo uns com os outros, e observamos a evolução ao nível do fogo de artificio”, disse. O responsável pela Pirotecnia Lanhelas sublinhou ainda que a baía da Torre de Macau é um local “esplêndido, melhor do que no ano passado”. Contudo, apontou uma crítica. “Devia ser construída uma plataforma fixa apenas para este concurso”, disse. Benjamin Fernandes afirmou que o facto deste ser um espectáculo feito por portugueses envolve “mais respeito da parte do público de Macau, faz mais sentido para eles”. Este espectáculo que vai trazer um “cheiro” de Portugal aos céus da RAEM levou cerca de um mês a ser preparado. A equipa, que arrecadou o segundo lugar na primeira edição do evento, em 1989,

Equipas

espera “ficar bem classificada” este ano. HISTÓRIA NOS CÉUS DE MACAU. Na sexta participação da equipa oriunda das Filipinas, a Platinum Fireworks Inc vai apostar num espectáculo elaborado para comemorar os 150 anos da criação do país. “Vamos fazer um tributo à nacionalidade das Filipinas, e para este ano temos um grande espectáculo”, adiantou Joel M. Santa Ana. Talvez por isso a equipa utilize as cores da bandeira “pinoy” este ano. “Vamos fazer diferentes sequências de cores para seguir os

‘beats’ das músicas, do meio para o topo. Vamos focar-nos nas cores da bandeira das Filipinas, com dourados e brancos. Normalmente usamos um único disparo, mas este ano esperamos utilizar mais materiais”. As luzes das Filipinas serão acompanhadas por música pop, com algumas canções da cantora Katy Perry. “Na primeira parte vamos ter músicas modernas para conseguir captar a emoção do público. Já na segunda parte vamos ter músicas mais calmas, com 300 luzes que disparam em 30 segundos”,

quinta-feira, 22 de Setembro de


Edgar Martins inaugurou exposição em Londres. O interior das centrais hidroeléctricas portuguesas simboliza a evolução da sociedade nas últimas décadas e o fracasso da modernização do país, segundo o olhar do fotógrafo Edgar Martins, que ontem inaugurou uma exposição em Londres. Ao logo de dois anos, entre 2010 e 2011, o artista com raízes em Macau fotografou o interior de 19 barragens portuguesas, um projecto proposto pela Fundação EDP.

irecção dos Gastronomia de o. O subdirector uiu representantes ncremento da

local dade” Jovens à conversa deia com Ung Vai Meng ENCONTRO AGENDADO PARA DOMINGO EM SÃO LÁZARO

A juventude de Macau vai ter, no domingo, uma oportunidade de expressar ideias sobre o panorama cultural da cidade durante um encontro com o presidente do Instituto Cultural, Ung Vai Meng

O

aipa, uma zona bastante distante do centro de au onde funcionava a antiga prisão. O actual vendedor resgatou aliás de uma cala pedra com a inscrição de “Anno de 1912”. tra estava ao lado de uma casa de madeira sia no tal estaleiro de obras. Pak Fok Tong disse quando adquiriu as peças, não sabia que peram à antiga Cadeia, e pensou até que eram chada do antigo Tribunal de Macau.

Instituto Cultural vai organizar no domingo, pelas 16 horas, na “incubadora” de indústrias culturais “10 Fantasia”, situada na Calçada da Igreja de São Lázaro, uma “conversa” intitulada “Amar a Cultura, Amar a Vida”. De acordo com um comunicado do organismo, os protagonistas deste encontro serão o presidente do Instituto Cultural, Ung Vai Meng e jovens de Macau. A iniciativa tem por objectivo criar “uma ponte de comunicação” e possibilitar aos jovens “compreender mais a fundo o trabalho” do Instituto Cultural. Por isso, o organismo desafiou “todos os jovens de Macau a participar e a partilhar com o seu presidente pensamentos e pontos de vista sobre Cultura”. “Esta conversa informal permitirá aos jovens compreender as linhas orientadoras do contexto cultural local e também os pontos de vista do Instituto sobre a evolução da cultura em Macau”, salienta ainda o mesmo comunicado. Para além de participar nesta troca de ideias, Ung Vai Meng irá também “partilhar com os jovens a sua experiência de vida, os seus sucessos e frustrações profissionais, tornando esta uma oportunidade única para todos os que desejam seguir uma carreira na cultura e nas artes”. O encontro vai contar com a colaboração da publicação mensal “New Gen”, que se responsabiliza pela partilha de informação e recrutamento de participantes em redes sociais. No quadro da “conversa” de domingo, a “New Gen” criou uma página no Facebook com o título “O que queres dizer

ao Presidente do Instituto Cultural?”, por forma a que os jovens possam colocar questões e publicar pontos de vista que poderão depois ser abordados por Ung Vai Meng. A página está também aberta à participação de todos os interessados na cultura local e no seu futuro, frisa o Instituto Cultural.

NO Início do ano lectivo no ift

Alunos aprendem com Costa Antunes O director dos Serviços de Turismo esteve no IFT para partilhar experiências e introduzir aos 478 alunos do primeiro ano às exigências e especificidades do sector do turismo de Macau

O

s das Filipinas e Portugal prometem bons espectáculos

explicou Joel M. Santa Ana. Para este ano, o responsável assegurou que a equipa “está muito bem preparada”. “Conhecemos bem o local da competição. Japão, Taiwan e França são equipas muito boas e temos essa forte competição”, defendeu o responsável pela Platinum Fireworks Inc. A equipa filipina será a primeira a actuar no sábado, pelas 21 horas. Um hora depois será a vez da Pirotecnia Lanhelas. A.S.S.

e 2011 jornal tribuna de macau

ano lectivo 2011/2012 do Instituto de Formação Turística (IFT) começou com uma palestra do director dos Serviços de Turismo (DST), João Manuel Costa Antunes, que sublinhou a importância do desenvolvimento da indústria do turismo, fez projecções de visitas, traçou o perfil do turista, a estratégia de promoção dos Serviços de Turismo e as actividades futuras da Comissão para o Desenvolvimento de Convenções e Exposições (MICE). O objectivo era introduzir os 478 novos alunos nas novidades sobre o desenvolvimento da indústria do turismo de Macau e discutir competências profissionais que podem levar a uma carreira de sucesso. Os responsáveis do IFT querem ainda que os estudantes estejam o mais bem preparados possível para enfrentar os desafios de uma indústria dinâmica.

A presidente do IFT, Fanny Vong, reiterou ainda a importância dos estudantes promoverem qualidades pessoais. A indústria e os serviços do turismo é um sector que requer qualidades individuais únicas, como a capacidade para se auto-educar, ter uma atitude positiva, uma aparência cuidada, uma ética profissional e a capacidade de criar eventos memoráveis para os clientes, referiu Fanny Vong, citado por uma nota de imprensa do IFT.

No final das palestras, houve uma sessão de perguntas e respostas. Os estudantes mostraram interesse em saber mais sobre o futuro da indústria do turismo de Macau e a estratégia do Governo para desenvolver o turismo e a indústria do jogo. Colocaram ainda perguntas de âmbito pessoal, como a melhor forma de gerir a sua carreira. O convite de personalidades ligadas à indústria do turismo para dar seminários é uma prática regular do IFT. pág 09


DJ BOY GEORGE NO CLUB LOTUS. O ex-vocalista dos Culture Club vai actuar amanhã no Club Lotus, no Venetian, a partir da meia-noite. “Boy George Live DJ Set in Macau” traz o músico pela primeira vez à RAEM, num espectáculo apoiado por outros DJ’s e modelos de Hong Kong.

local

JAZZ NO ALBERGUE SCM. A banda de jazz Rusconi, vinda da Suíça, actua hoje no Albergue SCM por volta das 20h30. A organização é da revista Macau Closer. Os bilhetes custam 100 patacas, mas para quem quiser ter o jantar incluído, servido às 19 horas, o preço ascenderá a 400 patacas.

RAEM PROMOVE PAPEL DE PONTE NO FÓRUM DO GRANDE DELTA

Sinergias sino-lusófonas em Nanchang O Chefe do Executivo lançou o compromisso de reforçar o papel de Macau como elo de ligação entre a China e os países lusófonos, no VII Fórum para a Cooperação e Desenvolvimento do Grande Delta do Rio das Pérolas, em Nanchang. Durante a cimeira foram ainda assinados quatro protocolos de cooperação entre empresários de Macau e de outras regiões

O

Governo de Macau quer criar um centro internacional de turismo e lazer e ao mesmo tempo quer fazer com que a região se afirme cada vez mais como plataforma de serviços de cooperação económica entre a China e os Países de Língua Portuguesa. O compromisso foi reiterado ontem pelo Chefe do Executivo, Chui Sai On, no VII Fórum para a Cooperação e Desenvolvimento da Região do Grande Delta do Rio das Pérolas. Na cimeira, que decorre em Nanchang, foram também assinados quatro protocolos de cooperação entre vários empresários de Macau e de outras províncias e regiões, segundo uma nota de imprensa do Gabinete de Comunicação Social do Governo de Macau. Dois

dos protocolos envolvem empresários ligados ao sector do vinho: um com uma empresa da província de Fujian, e outro com uma companhia de vinho branco chinês, da província de Yunnan. Os restantes dois protocolos estabelecidos dizem respeito ao comércio de produtos de marca, com uma empresa de Hong Kong, e a aquisição de uma grande quantidade de materiais metálicos para construção, com uma empresa da Província de Guangdong. A pensar no reforço do intercâmbio económico e comercial entre a Região do Grande Delta do Rio das Pérolas e Macau, o Instituto de Promoção

chamou a atenção de mais de 100 representantes de departamentos governamentais, câmaras de comércio e associações comerciais, provenientes do Interior da China: estiveram presentes representantes dos organismos de promoção comercial e empresários das nove províncias e duas regiões administrativas especiais inseridas na Região do Grande Delta do Rio das Pérolas. A sessão também interessou representantes de departamentos governamentais dos países de língua portuguesa e de Macau. Ao discursar, na tarde de ontem, o Chefe do Executivo referiu que, no ano transacto, a economia e a sociedade do Grande Delta registaram um desenvolvimento estável com o apoio do Governo Central e esforço conjunto das províncias e regiões. Chui Sai On indicou ainda que se acelerou o ritmo da cooperação entre a RAEM e Guangdong, e a integração económica regional alcançou um “novo sucesso”. Lembrou que, em Março deste ano, foi assinado o Acordo-Quadro de Cooperação Guangdong-Macau, no qual é proposto o desenvolvimento coordenado e conjunto de indústrias, a exploração conjunta da Ilha da Montanha, a interligação dos planos de infraestruturas, e a partilha dos serviços sociais prestados ao público.

do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), organizou bolsas de contacto entre empresários destas duas regiões. No total, foram realizadas mais de 50 sessões de bolsas de contacto, envolvendo empresários de diversos ramos de actividades, da restauração, à construção, passando pela protecção do ambiente, energia, importação e exportação, bens imóveis, agricultura e criação de gado. A sessão de apresentação sobre a cooperação económica e comercial da região do Delta do Rio das Pérolas e dos países de língua portuguesa, segundo a mesma nota de imprensa,

O INSTITUTO INTERNACIONAL DE MACAU e O MOVIMENTO INTERNACIONAL DE CULTURAS, LÍNGUAS E LITERATURAS NEOLATINAS – FESTLATINO têm o prazer de convidar para o Seminário “A LÍNGUA PORTUGUESA NO CONTEXTO DO DIÁLOGO ENTRE A CHINA E O MUNDO LUSÓFONO” que decorrerá: - no dia 28, pelas 18H00, no auditório do IIM, e - no dia 29, pelas 11H00, na Escola Portuguesa, e das 15H00 às 19H30, no Anfiteatro n.º 2, 1.º andar, do Edifício Wu Chi, do Instituto Politécnico de Macau

pág 10 quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau


Turquia rompeu diálogo com a Síria. A Turquia rompeu o diálogo com a Síria e prevê sanções contra o país vizinho, cujo regime actua com extrema violência há seis meses contra um movimento de protesto, anunciou o Primeiro-Ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, após um encontro com o Presidente americano, Barack Obama.

actual

CHINA

Independentes tentam eleições Centenas de independentes estão a candidatar-se a um lugar na Assembleia Nacional Popular da China, em eleições que decorrem a nível municipal e provincial. “A melhor compreensão dos direitos pelo Povo e a melhoria de comunicação devido à internet” são apontadas como razões para este aumento inesperado de candidatos fora das listas do PC Chinês

N

os próximos meses, a população chinesa vai escolher cerca de 2 milhões de delegados para a representar na denominada Assembleia Nacional Popular ou “National People Congress” em inglês, o mais próximo que a China tem de poder chamar-se um Parlamento. A eleição decorre de cinco em cinco anos, mas desta vez, há algumas surpresas. O Governo Central fez uma maior promoção pública do acto eleitoral, distribuindo cartazes a apelar para que a população vá votar, e que o voto decorra dentro da lei e sem interferências politicas ou de grupos organizados. O resultado foi um número enorme de candidatos independentes. “Há muitos, muitos mais candidatos, embora seja impossível dar um número certo” dizia ontem à Reuters, Li Fan, directora do “World and China Institute” um grupo privado que

“Tome parte activa nas eleições e defenda o processo eleitoral de acordo com a lei” lê-se nos posters que se encontram espalhados pela China

monitoriza as eleições. Para Li Fan, as razões são simples: “Neste momento, aumentou o descontentamento social e muita gente considera que a ANP é o lugar certo para dar voz a essas queixas, e por outro lado reforçou-se muito o papel dos me-

dia sociais, através da internet”. Zhou Decai, um exagricultor que se tornou empresário e está a lutar por um lugar na sua terra natal Henan, aprofunda a matéria. “Temos que resolver os problemas do sistema da China e a chave de sucesso

Canadian Health Clinic

ICQ dental team is a group of dental specialists with internationally recognized qualifications. We provide all range of dental services: − Oral examination and radiology investigation − Restorative and Cosmetic Dentistry − Children Dentistry − Orthodontic Treatment − Oral and Dental implant Surgery – Endodontic Treatment − Periodontal Treatment − Emergency Treatment We are committed to deliver high quality dental services with personalized care. We ensure the highest level of infection control.

Website:www.icqoral.com

Consultation by appointment: Mon to Sat: 10:30am - 7:30pm Sun: 10:30am - 2:00pm Tue and public holidays: closed

Tel: 28373266 Fax: 28356483 Email: appoint@icqoral.com Avenida da Praia Grande, Nº 665, Edifício Great Will, 2º Andar A

é o acto eleitoral” salienta, explicando que “mesmo que alguns sejam eleitos, as coisas não vão mudar, mas expor os problemas do sistema vai colocar uma enorme pressão nos dirigentes locais e provinciais”. Todos reconhecem que as possibilidades de serem eleitos são bastante diminutas, mas desde já os círculos de activistas consideram que a participação mostra que parte da população está cada vez mais interessada na vida pública chinesa. E é preciso reconhecer que ser candidato independente na China não é fácil. Quase todos se queixam de que “encontram muitas barreiras burocráticas antes de serem formalmente aceites como candidatos, incluindo pressões por parte da policias, aos candidatos ou aos apoiantes das suas candidaturas”. Mesmo assim, estão a dar a cara. Mais tarde se saberá qual o resultado...

Services

[ O ] SHAPE

[ X ] SHAPE

General Practice, Chiropractic, Physical & Rehabilitation Therapy, Custom Orthotics, Aromatherapy

Chiropak School bag- Anatomically Designed

For Appointment

Tel: 28335035

Fax: 28335036

Monday to Friday: 9:30 am - 1:00 pm / 2:30 pm - 6:30 pm Saturday: 9:30 am - 2:00 pm

Av. Almeida Ribeiro, Nº 99, Edifício Comercial Nam Wah, 6º andar, Sala 608, Macau

volta ao aO MUND Passos fora da campanha de Jardim O primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, anunciou ontem que não vai participar na campanha do candidato social-democrata Alberto João Jardim às eleições regionais da Madeira. Em entrevista à RTP1, Pedro Passos Coelho considerou que «nas actuais condições, em que foi conhecido pelo país uma situação que é grave e que é irregular, que tem custos de reputação para Portugal, não seria compreensível que o Primeiro-Ministro fizesse qualquer confusão de carácter partidário e se envolvesse na campanha eleitoral da Madeira».

Japão em alerta devido ao “Roke” Pelo menos quatro pessoas morreram e duas estão desaparecidas no Japão devido aos ventos e chuvas fortes provocados pelo tufão “Roke”, que obrigou à retirada de quase 6.000 pessoas e já deixou mais de 8.000 casas sem electricidade. A Agência Meteorológica do Japão mantém o estado de alerta em praticamente todo o país.

Euromilhões integra OE português As receitas provenientes dos Jogos Santa Casa bem como o património doado à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) vão passar a entrar nos cofres do Estado, revelou o jornal i de ontem. Esta foi aliás a razão que levou o ex-provedor Rui Cunha a pedir o afastamento de funções, pois alega que o procedimento viola “um vasto leque de normas jurídicas” e impossibilita a instituição de “concretizar eficazmente a sua missão, em razão das limitações que daí podem decorrer para a sua execução orçamental”.

Barco voltou-se no rio Jialing Um barco-restaurante virou-se em Chongqing quando as chuvas contínuas levaram que as águas do Rio Jialing tivessem subido 14 metros. Onze pessoas encontravam-se no barco na altura do acidente, estando ainda desaparecidas três. De acordo com a Xinhua, as inundações já causaram 70 mortos em oito províncias da China.

Governo da Região Administrativa Especial de Macau

Serviços de Saúde

AVISO Concurso Público Nº 33/P/2011 Faz-se público que, por despacho do Exmo Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 2 de Setembro de 2011, se encontra aberto o Concurso Público para «Fornecimento e Instalação de Uma Sistema de Ultrasonografia Intravascular aos Serviços de Saúde», cujo Programa do Concurso e o Caderno de Encargos que encontram à disposição dos interessados desde o dia 21 de Setembro de 2011, todos os dias úteis, das 9:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 17:30 horas, na Divisão de Aprovisionamento e Economato, sita na Cave 1 do Centro Hospitalar Conde de S. Januário, onde serão prestados esclarecimentos relativos ao concurso, estando os interessados sujeitos ao pagamento do custo das respectivas fotocópias ou ainda mediante a transferência gratuita de ficheiros pela internet no website dos S.S. (www.ssm.gov.mo). As propostas serão entregues na Secção de Expediente Geral destes Serviços, situada no r/c do Centro Hospitalar Conde de São Januário e o respectivo prazo de entrega termina às 17:45 horas do dia 24 de Outubro de 2011. O acto público deste concurso terá lugar no dia 25 de Outubro de 2011, pelas 10:00 horas na sala do «Auditório» situada no r/c do Edifício da Administração dos Serviços de Saúde junto ao C.H.C.S.J. A admissão a concurso depende da prestação de uma caução provisória no valor de $ 24 000,00 (vinte e quatro mil patacas) a favor dos Serviços de Saúde, mediante depósito, em numerário ou em cheque, na Secção de Tesouraria destes Serviços ou através da Garantia Bancária/Seguro-Caução de valor equivalente. Serviços de Saúde, aos 14 de Setembro de 2011. O Director dos Serviços, Lei Chin Ion

jornal tribuna de macau quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 pág 11


PAULO SOUSA INVESTIGADO POR ALEGADA AGRESSÃO. A polícia de Bicske está a investigar o o actual treinador dos húngaros do Videoton, Paulo Sousa, por, alegadamente, ter agredido com uma cabeçada um jornalista. Segundo a imprensa húngara, o jornalista teve de levar três pontos.

desporto

TONGA BATE JAPÃO E ESTREIA-SE A VENCER. O Tonga alcançou a primeira vitória no Grupo A do Mundial de râguebi, ao bater o Japão por 31-18, muito por culpa do “pé afinado” de Kurt Morath, autor de 16 pontos.

LIGA PORTUGUESA

Liderança em jogo no Dragão FC Porto e Benfica partem amanhã para o primeiro “clássico” de 2011/2012, no Dragão, separados por um golo e apenas alguns dias depois de os “encarnados” se terem colado aos campeões na liderança da liga portuguesa de futebol

Gasperini despedido do Inter de Milão

O

Inter de Milão anunciou que o italiano italiano Gian Piero Gasperini abandonou o comando técnico da equipa de futebol do clube “nerazzurri”, através de um comunicado divulgado no seu sítio oficial na Internet. O emblema milanês agradeceu ainda o esforço e dedicação demonstrados por Gasperini durante a sua passagem pelo clube e lamentou “a interrupção na relação profissional”. A confirmação da saída de Gasperini surgiu na página de internet do Inter pouco depois de o presidente do clube, Massimo Moratti, ter admitido a saída do técnico aos jornalistas. “Gasperini? Creio que não vai continuar”, disse Moratti, à entrada das instalações da sua empresa, a

Saras, admitindo que “a sua situação é difícil em todos os pontos de vista”. Claudio Ranieri é referido pela imprensa italiana como o favorito à sucessão de Gasperini, numa “lista” que inclui ainda Delio Rossi (ex-Palermo) e o antigo internacional português Luís Figo, actual dirigente do Inter. Mas Moratti assegurou “ainda não ter pensado” em nomes. Sob o comando de Gasperini, o Inter apenas tinha conseguido um empate a zero na recepção à Roma e perdido todos os outros encontros: o jogo da Supertaça italiana frente ao AC Milan (2-1), a estreia na Liga dos Campeões na recepção ao Trabzonspor (1-0) e a deslocação para o campeonato a Palermo (4-3), antes da derrota em Novara.

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Juízo de Pequenas Causas Cíveis

ANÚNCIO

Cumprimento de Obrigações Pecuniárias nº PC1-09-0820-COP Juízo de Pequenas Causas Cíveis Autor: BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, S.A., com sede em Macau, na Avenida Almeida Ribeiro, n°. 22. Réu/Ré: SKYLER DALE JEWELL, residente em Macau, na Rua de Seng Tou, n.º 47, Edificio Mou Tan Garden, Bloco 2, 16.º andar “G” ou em USA, 3269 Casey Dr. #101, Las Vegas, NV 89120, ora ausente em parte incerta. FAZ-SE SABER que nos autos, Juízo e Tribunal acima referidos, correm éditos de TRINTA (30) DIAS, contados da data da publicação do anúncio, citando o Réu/a Ré SKYLER DALE JEWELL, acima identificado(a), para querendo, no prazo de quinze (15) dias, findo o dos éditos, contestar querendo, a acção supra identificada, com a cominação de que a falta de contestação importa a confissão dos factos articulados pelo Autor o que consiste na condenação do(a) Réu/Ré a pagar a dívida, as despesas e os juros de mora na quantia de MOP$50.000,00 (Cinquenta mil patacas), a que acrescem os juros que se forem vencendo, à taxa de juros convencionais, após a propositura da acção e até integral pagamento, o respectivo imposto de selo que sobre os mesmos incide e, ainda, as custas e condigna procuradoria, Tudo como melhor consta do duplicado da petição inicial, que se encontra nesta Secretaria do Juízo de Pequenas Causas Cíveis à disposição do(a) citando(a). Fica advertido(a) de que não é obrigatória a constituição de mandatário judicial. Para constar se lavrou este e outros de igual teor, que serão fixados nos lugares designados pela Lei. R.A.E.M., aos 7 de Setembro de 2011.

Acção Ordinária nº CV2-11-0015-CAO

pág 12 quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

2° Juízo Cível

Autor: Banco Nacional Ultramarino, S.A., com sede em Macau, na Avenida Almeida Ribeiro, nº 22. Réu: Wong Yoon Choy, casado, portador do passaporte da Malásia, residente na Avenida R. Rodrigues, Keng Fong Hou Teng - Sun Fung Ko, 4º andar G, Macau, e ora ausente em parte incerta. Correm éditos de trinta (30) dias, a contar da segunda e última publicação do anúncio, citando o réu acima identificado, para no prazo de trinta (30) dias, decorrido que seja o dos éditos, contestarem, querendo, o pedido formulado na petição inicial nos mencionados autos, que resumidamente consiste em que: O réu seja condenado a pagar ao autor a quantia de MOP128.088,58, a que acrescem os juros e legais acréscimos. Conforme tudo melhor consta do duplicado da petição inicial que neste 2º Juízo Cível se encontra à sua disposição e que poderá ser levantado nesta secretaria nas horas normais de expediente, de que a falta da contestação, não implica o reconhecimento dos factos articulados pelo autor e ainda que é obrigatória a constituição de advogado (nos termos do artº 74º do C.P.C.M.). Macau, aos 07 de Setembro de 2011. A Juiz, Cheong Un Mei A Escrivã Judicial Principal, Pun Choi Ieng

A Juiz, Lap Hong Lou Silva A Escrivã Judicial Auxiliar, Lei Veng Si

“JTM” - 22 de Setembro de 2011

À

quinta jornada, o Benfica retirou ao FC Porto a condição de líder isolado do campeonato, embora sejam os “dragões” a comandar a tabela, fruto do saldo positivo de um golo (12-3 contra 13-5) na contabilidade entre marcados e sofridos. A colagem, resultado da conjugação do “nulo” do FC Porto na visita ao Feirense, em Aveiro, e da goleada do Benfica sobre a Académica, por 4-1, na Luz, ocorre precisamente nas vésperas do “clássico”, que acaba por representar praticamente um novo tiro de partida para os dois maiores candidatos ao título. Enquanto o Benfica perdeu pontos logo a abrir, ao empatar 2-2 em Barcelos, com o Gil Vicente, o FC Porto é líder desde a primeira jornada, mas só a partir da terceira se desembaraçou de associações com outros clubes. Nessa jornada, a Académica, que era na altura, a par com o FC Porto, a única equipa que tinha vencido os dois primeiros jogos, perdeu no reduto do Gil Vicente (2-0), enquanto os portistas golearam fora a União de Leiria por 5-2. Agora, os campeões perderem os dois primeiros pontos e recebem o Benfica com o concorrente directo ao lado da classificação, um cenário bem diferente do da época passada. O paraguaio Óscar Cardozo tem-se destacado na equipa de Jorge Jesus, com seis golos, mas esta temporada tem a competição do espanhol Nolito, que, apesar de não ter sido titular em todos os jogos, já leva sete. Esta temporada, Jesus tem desfeito a dupla Cardozo/Saviola nos jogos mais difíceis, fazendo sentar o argentino no banco, por troca com mais

2ª Vez

“JTM” - 22 de Setembro de 2011

um jogador para o meio-campo, transformado o seu “4-4-2” de sempre num “4-3-3”. Neste esquema, Javi Garcia jogo como “6” e tem a companhia de Witsel, como “8”, à frente da defesa, enquanto Aimar, o “10”, tem mais liberdade - jogando nas costas de Cardozo, tal como os dois extremos (Gaitan e Nolito ou Bruno César). Do lado dos “dragões, tem sido ainda notada a falta de um “matador” na frente de ataque, após a saída de Falcao. Com o “substituto” Kléber ainda sem a “rodagem” do actual avançado do Atlético de Madrid e Walter sem a confiança competitiva do técnico, é em Hulk (vai regressar após lesão) que a estratégia ofensiva dos portistas se apoiará. A equipa orientada por Vítor Pereira não poderá contar com James já que o colombiano foi expulso na jornada anterior.

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Processo: Declaração de Morte Presumida nº CV1-11-0115-CPE 1° Juízo Cível Requerentes: Leong Mun Fat, solteiro, maior, de nacionalidade chinesa, titular do BIRM, residente em “澳門連勝街1號麗豪大廈2樓Q座”. Leong Mun SanG, solteiro, maior, de nacionalidade chinesa, titular do BIRM, residente em “澳門連勝街1號麗豪大廈2樓Q座”. Leong Lou MEng, solteira, maior, de nacionalidade chinesa, titular do BIRM, residente em “澳門連勝街1號麗豪大廈2樓Q座”. Ausente: Leong Choi Weng, divorciado, nascido em 26/12/1956, titular do BIRM, com última residência conhecida em “澳門連勝街1號麗豪大廈2樓 Q座”, ora ausente em parte incerta. Requeridos: Wong Wan Pan, solteiro, de nacionalidade chinesa, titular do BIRM, residente em “澳門黑沙環廣福安海花園第六座GF樓B室”; Ministério Público da R.A.E.M. Interessados Incertos. Faz-se saber que pelo Tribunal Judicial de Base da RAEM, correm éditos, respectivamente, de Três Meses e Trinta Dias, contados a partir da segunda e última publicação do anúncio, citando o ausente Leong Choi Weng e os Interessados Incertos para, no prazo de Trinta dias, finco o dos éditos, contestarem a petição inicial dos autos acima identificados, apresentada pelos requerentes, na qual pedem se julgue procedente e provada a presente acção e, em consequência, se declare a morte presumida de Leong Choi Weng, devendo as provas ser requeridas com a contestação, tudo como melhor consta da petição inicial, cujos duplicados se encontram nesta Secretaria à sua disposição. Aoa 01 de Setembro de 2011.

A Juiz, Kan Cheng Ha O Escrivão Judicial Principal, Cheong Tou Fan

2ª Vez

“JTM” - 22 de Setembro de 2011


Dito

(...) “Macau está constantemente sob o microscópio, vigiada por equipas de analistas. E parece que novos analistas saem debaixo das pedras diariamente. Alguns nunca foram verdadeiros analistas mas conseguem passar como tal. Outros não fazem mais do que falar sobre os seus palpites à mesa de jantar” (...) Paulo A. Azevedo, in “Macau Business”

opinião

(...) “O estado visível de alguns restaurantes ou estabelecimentos de comida que por aqui proliferam, faz soar campainhas de alarme sobre aquilo que chega às nossas bocas e estômagos” (...) – Jorge Silva

Há 20 anos UM OUTRO OLHAR

In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 22/09/1991

Jorge Silva*

NOVO COMANDANTE DA PSP TOMOU ONTEM POSSE

Por uma melhor alimentação 1

. Um novo centro alimentar, anunciado pelo governo, vai permitir uma melhor qualidade da comida que consumimos ou que chega às nossas mesas. Uma decisão acertada face aos inúmeros casos de intoxicação alimentar e aos produtos adulterados que nos chegam do outro lado da fronteira. Num território com esta densidade populacional e com níveis de humidade assustadores, todo o cuidado deve ser tido em consideração em relação à alimentação. Depois, o estado visível de alguns restaurantes ou estabelecimentos de comida que por aqui proliferam, faz soar campainhas de alarme sobre aquilo que chega às nossas bocas e estômagos. Já aqui tinha falado da urgência em criar uma espécie de ASAE para controlar os movimentos gastronómicos em Macau mas provavelmente uma estrutura semelhante seria um exagero por estas bandas. O novo centro alimentar pode desempenhar as tarefas que se impõem no que se refere à qualidade e limpeza da comida que consumimos, certamente...

sistema político de participação democrática abre caminho ao escrutínio demasiado meticuloso de aspectos menos relevantes da coisa pública...

. A mais recente polémica ou caso envolvendo a Polícia de Trânsito e os jornalistas não tem muita razão de ser e só serve para distrair. As mais altas instâncias da governação não podem nem devem perder tempo com este tipo de arrufos que se resolvem directamente entre os interessados evitando, assim, inquéritos e investigações sobre casos menores. Os agentes de trânsito sabemos que são muito sensíveis, se levarmos em consideração o excesso de zelo na aplicação de multas de estacionamento a torto e direito. Agora, ficámos a saber que odeiam ser fotografados quando no exercício da função... Pois, que isto se resolva entre eles e os jornalistas que também gostam de perder tempo com casos menores e, às vezes, se esquecem do que é realmente importante.... Sobretudo em Macau, onde a ausência de um

. O primeiro-ministro e o ministro das Finanças de Portugal merecem um rasgado elogio pela coragem que demonstraram ao denunciar a fraude política da Madeira que dura há dezenas de anos. Até porque não tiveram medo de enfrentar Alberto João Jardim, do mesmo partido, que anda há anos a mascarar obras públicas que, na verdade, transformaram para melhor a Madeira, à custa de dinheiros sobre os quais nunca prestou contas. Alberto João é um demagogo e populista, que adora insultar todos aqueles que não estão de acordo com ele mas, agora, foi desmascarado. Ele que gosta tanto do carnaval madeirense do qual é um participante incontornável, ficou a saber que a lenda da festa se virou contra a sua pessoa - afinal, o Rei vai mesmo nu... * Jornalista

2

tribuna

3

. O Fórum China-Países de Língua Portuguesa continua no bom caminho, depois de uma série de erros de avaliação que levaram demasiado tempo a ser corrigidos. Durante esta semana, decorreram mais acções de formação de quadros das nações que falam português e esse é uma das orientações positivas que devem ser aprofundadas para que o Fórum seja, realmente, uma verdadeira plataforma ou centro de divulgação de conhecimentos e troca de experiências, longe da engenharia contabilística... E a direcção do Fórum é certamente alheia à pequena perturbação em torno da substituição da delegada da Guiné-Bissau, um processo mal conduzido pelo governo guineense ainda a braços com métodos de organização que não se compadecem com as exigências da diplomacia onde o trabalho deve ser reconhecido em vez do favorecimento...

4

Baptista-Bastos

A Madeira como assunto P

arece que o dr. Jardim se ensarilhou na política de intimidação e de terror com a qual se tem mantido no poder. Ao omitir e manipular números vultosos e importâncias consideráveis nas contas públicas, ele pensava continuar na impunidade desprezível, cumpliciada por governos e Presidentes da República. A prova do Direito é a justiça clara e consistente. Ao admitir que ocultou números e somas enormes de dinheiro, em nome de uma falaciosa e obtusa “legítima defesa”, colocou-se sob a alçada da lei. Não há que escapar ao facto nem ao argumento. É uma figura grotesca e ridícula, já o sabemos e quase todos o dizem. E tem servido o folclore político nacional com a desenvoltura e o escarcéu de um velho clown. Os políticos, quase todos, rilham nas suas costas, mas são abjectamente mesureiros na sua frente. Os jornalistas que se atrevem a comentar os seus desmandos e aleivosias incorrem nas suas iras e perseguições. Fui um deles. Escrevi,

no Jornal de Negócios, um artigo sobre a xenofobia do senhor, que, num comício do PSD, gritara, congestionado como sempre, não querer nem chineses nem indianos na ilha. Três anos depois, talvez devido à circunstância de esse artigo ter percorrido o universo dos blogues, e obtido uma repercussão extraordinária, fui processado e enviado a juízo no Funchal. Tudo ficou em águas de bacalhau, por ausência de causa. A vaidosa arrogância com que se move e comporta, as alusões escabrosas a que recorre para injuriar este e insultar aquele, criaram-lhe uma legião de inimigos poderosos e infatigáveis. Inclusive no seu próprio partido, em que muitos aguardam, arquejantes, uma ditosa mudança. Ele pode ganhar as próximas eleições; porém, as coisas não vão ser as mesmas. E já se agitam, aqui e ali, aqueles que sabem o que se impõe fazer e o que é necessário alterar. Talvez ele ainda desconheça ou nem sequer creia, mas é já um cadáver po-

lítico adiado. As dores das pequenas vinganças é o preço por que vai pagar este homem sem amigos, vítima de uma sobranceria sem nome, afinal a causa da sua destruição. Digo-o sem regozijo nem satisfação. E não gosto do caudal de retaliações com que, só agora, o cobrem oportunistas a retalho. Mas foi ele quem forçou a escolha. E a escolha não poderia ser outra se não a indiferença ou o desprezo pelo seu destino. A tragédia do poder traduz-se na solidão, ocasionalmente encoberta por aplausos momentâneos. Será preciso, no entanto, estudar os métodos e os efeitos de um procedimento e de uma acção políticos, cujos excessos podem conduzir a tudo. Até a expressões de fascismo. A questão é a de se apurar quais as consequências do “jardinismo”, qualquer que seja o significado da expressão. Contudo, as mudanças serão dolorosas e, até, assustadoras. Para o povo madeirense, claro. JTM/DN

O secretário-adjunto para a segurança apontou seis “áreas de esforço” sobre as quais deverá basear-se a actividade das forças de segurança de Macau. Para Lages Ribeiro, que falava na posse do novo comandante do corpo de polícia de segurança pública de Macau, tenente-coronel Pinto Ribeiro, uma das “áreas de esforço” a desenvolver prende-se com o “reforço e uma maior cooperação” entre os vários corpos de, segurança do território. “A cooperação deverá espalhar-se ao longo dos corpos e, tal como no sistema circulatório, chegar aos capilares que, neste caso, são os agentes dos vários organismos de segurança do território”, disse. Para o secretárioadjunto, não “há competição” entre os organismos de segurança de Macau, já que existe apenas “um só adversário – os fora da lei, os marginais e os criminosos”. Lages Ribeiro indicou como segunda “área de esforço” a necessidade dos responsáveis de cada corpo “cuidarem da análise das funções de cada um dos elementos que integram os seus comandos, para considerarem a possibilidade de desviar pessoal dos serviços de apoio para actividade de segurança”. A “produtividade” foi a terceira área avançada por Lages Ribeiro ao considerar que cada agente deve criar o seu campo de dissuasão e de acção no âmbito da sua actividade, que será gerido através de uma postura, competência e profissionalismo próprios que, embora já tenha um nível razoável, poderá ser melhorada”. O responsável pela área da segurança adiou para posterior conferência de imprensa a caracterização da quarta “área de esforço” – a ligação entre as forças de segurança e o público. A quinta área – prosseguiu – prende-se com a “disponibilidade que os agentes têm de manifestar para todo o tipo de acções consideradas úteis para a comunidade”, considerando que a sexta “área de esforço” deverá incidir numa reanálise de alguns programas já em curso, com base “na situação real que o território atravessa”. Lages Ribeiro deixou ainda uma palavra de “apreço e reconhecimento pelo trabalho desenvolvido” pelo anterior comandante da PSP de Macau, coronel Martins Dias, e desejou “um bom trabalho” ao empossado. O novo comandante apontou a formação, ética e a preparação e valorização permanente dos agentes como algumas das “áreas preferenciais” do seu trabalho em Macau. O reforço da disciplina, a dignificação da imagem da PSP de Macau “e a melhoria das condições socioeconómicas dos agentes e do seu moral e bem-estar foram outras das “áreas preferenciais” avançadas por Pinto Ribeiro.

jornal tribuna de macau quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 pág 13


MICKEY ROONEY ACUSA ENTEADO DE ABUSO E FRAUDE. O actor americano Mickey Rooney interpôs um processo no Tribunal Superior de Los Angeles contra o seu enteado, que acusa de o ter enganado fazendo-o crer que estava na ruína e tê-lo “obrigado a trabalhar”.

lazer

CELEBRIDADES DESPEM-SE CONTRA DISCRIMINAÇÃO POR IDADE. Algumas das caras mais famosas da televisão no Reino Unido despiram-se para a revista Best para marcar uma posição contra a discriminação pela idade no pequeno écran. Sherrie Hewson, Andrea McLean, Beverley Callard e Gillian Taylforth posaram nuas para a revista.

Kevin Costner “afastado” de filme de Tarantino O actor Kevin Costner foi excluído do elenco do novo filme de Quentin Tarantino, “Django Unchained”, devido a conflitos de calendário. O protagonista de “Waterworld” iria interpretar Ace Woddy, um bruto dono de escravos, ao serviço do vilão Calvin Candle (Leonardo DiCaprio), mas já não poderá participar, segundo a Variety. A notícia surge depois de Will Smith ter rejeitado o papel principal do “western”, alegando que se afastava muito do seu perfil, devido ao uso de linguagem grosseira. Jamie Foxx será o protagonista, contando o elenco também com Samuel L Jackson.

Elisabetta Canalis Lady Gaga lidera nomeações deslumbra em aos prémios da MTV “Dancing With A cantora pop The Stars” Lady Gaga

Pamela diz “nunca mais” ao Botox Pamela Anderson, em declarações à revista New, garantiu que não voltará a usar botox para travar o envelhecimento. “É uma escolha pessoal. O botox era popular nos anos 80. Hoje em dia, todos se injectam de Botox mas a mim já não me interessa. Toda a gente me diz que devia usar, mas eu já não ligo. Tenho curiosidade em ver como vou ficar quando for mais velha. Estou quase nos 44 anos, e os 50 estão próximos, e para dizer a verdade isso já não me inquieta. É uma fase diferente, e quero vivê-la de outra forma”, disse.

pág 14 quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

Elisabetta Canalis, a ex-namorada de George Clooney, ultrapassou o nervosismo e deu um show de sensualidade no concurso “Dancing With The Stars”. Robert Kardashian, Kristen Cavallari, Chaz Bono e David Arquette são outras celebridades que se estreiam neste programa de entretenimento.

lidera a corrida aos Prémios Europeus de Música atribuídos pelo canal de televisão MTV, com seis nomeações, seguida dos norteamericanos Katy Perry e Bruno Mars, com quatro cada um. De acordo com um comunicado da MTV, a britânica Adele, a jovem estrela da pop Justin Bieber e a banda de Jared Leto, os Thirty Second to Mars, contam com três nomeações cada para os prémios, que serão entregues a 6 de Novembro em Belfast, na Irlanda do Norte.


Star Movies 22:45

Knowing

Roteiro

tdm

40 star movies

13:00 TDM News

13:10 15:05 16:50 18:50 21:00 22:45 00:50

13:30 Jornal das 24h RTPi 14:30 RTPi Directo 19:00 Música Movimento 19:30 Amanhecer 20:28 Acontecimentos Históricos 20:30 Telejornal 21:00 Jornal da Tarde RTPi 22:10 JK 22:40 Amor Atrás das Grades 22:58 Acontecimentos Históricos 23:00 TDM News 23:30 Ásia Global 00:00 Ecomundo

The Net Unrivaled The Incredibles In The Line Of Fire Pillars Of The Earth Knowing Centurion

41 HBO 13:45 15:45 17:25 19:30 22:00 23:35

Blue Crush Clifford The Goonies Sleepers Frozen Resident Evil

00:30 RTPi Directo

42 Cinemax 30 ESPN 12:30 Ettu European Champions 15:00 FINA Aquatics World 15:30 MLB Regular Season 18:30 (Delay) Baseball 19:30 (LIVE) Sportscenter Asia 20:00 Total Rugby 20:30 Simply The Best 21:00 Beach Soccer

Worldwide Miami Cup

22:00 Sportscenter Asia 22:30 Rugby World Cup

31 Star Sports 14:00 Max Power

14:50 FIA Wtcc 15:20 Rugby World Cup

19:00 19:30 20:00 21:00 21:30 21:40

Simon Sez The Beast From 20,000 Fathoms Horror Of Dracula Kinjite Killer: A Journal Of Murder The Warriors Gunfighter’s Moon

43 MGM 14:15 16:00 17:30 19:15 21:00 23:00 00:30

Neon City Alphabet City UHF Lisa Crooked Hearts Once Bitten Sleepover

50 Discovery

13:00 14:00 FA Classics 15:00 Inside Grand Prix 16:00 Engine Block 17:00 V8 Supercars C’ship 18:00 (LIVE) Score Tonight 18:30 FINA Aquatics World 19:00 (LIVE) 2011 20:00 Opening Night - Nokia CLT20 21:00

15:50 (LIVE) Rugby World Cup 18:00

14:45 16:00 17:30 19:00 20:30 22:00 23:35

Mythbusters Freedom Rising Miracle Detectives River Monsters Dirty Jobs How Its Made How Do They Do It? Kidnap & Rescue Deadliest Catch Auction Hunters

21:30 22:00 23:00 00:00

First Time Filmmakers Vietnam Mega Moves Mega Builders Auction Hunters

51 NGC 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

The Bombing of Germany Lonely Planet Perfect Weapon Is It Real? 21st Century Shark Dangerous Encounters With Brady Barr Seconds From Disaster D-Day: Men And Machines Earth Overhaul Mega Factories The Known Universe Earth Overhaul

54 History 13:00 14:00 16:00 18:00 19:00 20:00 21:00 23:00 00:00

Modern Marvels The Real Face Of Jesus? The Kennedys Modern Marvels UFO Hunters Mega Disasters The Kennedys Swamp People Pawn Stars

14:00 14:55 15:50 16:40 17:30 18:20 19:15 20:10 21:05 22:00 22:55 23:50 00:45

Hell’s Kitchen America’s Next Top Model Raising Hope iTunes Festival 2011 Ugly Betty Got To Dance UK The Bachelorette How I Met Your Mother Traffic Light Switched At Birth The Gates Glee The Bachelorette How I Met Your Mother Switched At Birth

55 Biography Channel

82 RTPi

13:00 14:00 15:00 17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

14:00 14:35 15:00 15:28 16:00 17:01 17:55 18:45 19:12 20:00 21:15 22:05 22:56 01:00

I Survived Hoarders Child of Our Time: 2001 Flip This House Sell This House Billy The Exterminator Hoarders Storage Wars Private Chefs Of Beverly Hills Trauma: Life In The E.R. Hoarders I Survived

62 AXN 13:05 The Guardian

Telejornal Madeira A Verde E A Cores O Humor E A Cidade Especial Saúde Bom Dia Portugal Quem Quer Ser Milionário Resistirei Kampung Portugis, O Bairro Português Luís De Matos - Mistérios Jornal Da Tarde O Preço Certo Pai À Força Portugal No Coração Portugal Em Directo

Serviço de atendimento a clientes

18:45

28822866

Kampung Portugis, O Bairro Português

Masters Of Illusion The Amazing Race CSI: Ny Ncis: Los Angeles Leverage CSI: Crime Scene Investigation CSI: Miami Wipeout Leverage The Challenger Muaythai CSI: Crime Scene Investigation The Challenger Muaythai CSI: Crime Scene Investigation

63 Star World 13:05 14:00 14:55 15:25 16:20 17:15 18:10 19:05 19:30 20:00 20:55 21:50 22:45 23:40 00:05

RTPi

www.macaucabletv.com

cinema

Cineteatro Sala 1 love in space Um filme de: Wing Shya, Tony Chan. Com: Aaron Kwok, Rene Liu e Eason Chan.

14:30H 16:30H 19:30H 21:30H Cineteatro Sala 2 one day

Um filme de: Lone Scherfig • Com: Emma Morley, Jim Sturgess.

14:30H 16:30H 19:30H 21:30H Cineteatro Sala 3 the whistleblower Um filme de: Larysa Kondracki. Com: Rachel Weisz e Vanessa Redgrave.

14:30H 16:30H 21:30h Torre de macau Captain America

Um filme de: Joe Johnston. Com: Chris Evans, Samuel L. Jackson.

14:30H 16:45h 19:15h 21:30H

Clube Militar de Macau

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000 Telefones Úteis

Número de Socorro Bombeiros PJ (Linha aberta) PJ (Piquete) PSP Serviços de Alfândega Centro Hospitalar Conde S. Januário Hospital Kiang Wu CCAC IACM DST Aeroporto Táxi (Amarelo) Táxi (Preto) Água - Avarias Telecomunicações - Avarias Electricidade - Avarias Directel Rádio Macau

999 28 572 222 993 28 557 775 28 573 333 28 559 944 28 313 731 28 371 333 28 326 300 28 387 333 28 882 184 59 888 88 28 519 519 28 939 939 2990 992 1000 28 339 922 28 517 520 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 / 63018939 Telefone: fax: fax: 28715732 / 63018939 28703224

Novo Abrigo da Anima Altinho de Ká Hó- Coloane junto ao Reservatório * Sem adopções a Anima não pode socorrer outros animais * Nunca abandone o seu animal de estimação

Contacto da Anima: 63018939 (Bernardo) Ajude-nos a Ajudá-los

jornal tribuna de macau quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 pág 15


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

última

en passant Made in Portugal

Apesar da imediata reacção negativa ida de Macau, parece confirmar-se a vinda de um administrador da Caixa Geral de Depósitos para presidir ao BNU-Macau. Ao que fui sabendo, de há algum tempo que Pedro Cardoso manifestara a vontade de vir trabalhar para Macau. Certamente para conhecer melhor esta zona do Globo, contactar novas culturas e civilizações, etc, etc... A anterior Administração da Caixa Geral de Depósitos não lhe dera crédito. Afinal, de Pedro Cardoso não se conhece qualquer mais valia específica relacionada com a RAEM e o seu interesse para vir para Macau é igual ao de milhares de portugueses. Julgo mesmo que, no actual estado da banca em Portugal, todos desejariam vir para Macau! Novo Governo, rearranjo no topo (há sempre uns “militantes” a colocar) e Pedro Cardoso vem mesmo para Macau, fazendo com que Artur Santos vá presidir à CDG local. É mais um disparate “made in Portugal”, igual a tantos outros em que, no passado, os locais com obra feita foram preteridos por pessoas vindas de Portugal sem qualquer razão. Em Macau, ficamos certos que a CGD vai continuar em força. Fica ali, aliás, uma equipa forte, bem conhecedora do “terreno” que pisa e não há futuro a temer. Quanto ao BNU, e apesar do optimismo que se me conhece, temese o pior... J.R.D.

Medina Carreira ataca governantes

tempo

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 23 C 300C 0

24 C 300C 0

câmbios - indicativos Pataca Compra US Dólar 7.97 EURO 10.90 yuan (rpc) 1.216

fonte: bnu

Venda 8.07 11.03 1.269

Proposta palestiniana suspensa na ONU?

Para evitar um confronto diplomático nas Nações Unidas, o Quarteto para o Médio Oriente está a tentar que a proposta de reconhecimento do Estado palestiniano, que o presidente Mahmoud Abbas pretende apresentar esta semana ao Conselho de Segurança, fique com a votação suspensa enquanto decorrem novas negociações, avançou o “Guardian”. O Quarteto (formado por ONU, União Europeia, Estados Unidos e Rússia) tem feito esforços intensos para convencer Abbas a recuar nas suas intenções de, no dia 23, apresentar a proposta de criação de um Estado ao Conselho de Segurança (CS), onde um veto de Washington é garantido. Na última madrugada da RAEM, o Presidente americano, Barack Obama deverá encontrar-se com Abbas e discutir o plano de compromisso: o líder palestiniano entregaria a sua carta ao CS, e paralelamente o Quarteto publicaria o calendário de novas negociações, que incluiria uma data para a criação do Estado palestiniano, continua o jornal britânico. O acordo permitiria a Abbas não quebrar o seu compromisso conseguindo ao mesmo tempo uma vitória: quebrar o impasse da situação palestiniana, que “há anos não assiste a uma acção séria para a criação de um Estado”, salienta o “Guardian”. O plano parece simples, mas deixa questões por resolver, alertam diplomatas. Entre estas está a exigência palestiniana de que qualquer declaração inclua a suspensão da construção de colonatos israelitas nos territórios ocupados. Por seu lado, estes insistem que o diálogo deve começar sem pré-condições. “Os palestinianos estão abertos a uma saída”, comentou ao “Guardian” um diplomata com conhecimento das negociações. “Mas não podem abandonar o CS sem uma coisa para mostrar. A questão é como transformar isto numa vantagem para eles. Se o resultado for um avanço sério para fazer com que as conversações resultem, então será uma vitória para os palestinianos. Acho que todas as partes envolvidas nisto – americanos, europeus – gostavam que isso acontecesse”.

O antigo ministro das Finanças defendeu ontem que os governantes dos últimos 10 anos deviam ser julgados pelo estado em que deixaram o País, relativizando o caso da dívida da Madeira. “Estamos com as baterias contra o dr. João Jardim (...), mas temos muita gente que à frente dele devia sentar-se no banco dos réus. As pessoas que puseram este País no estado em que está deveriam ser julgadas”, disse Medina Carreira, durante uma tertúlia na Figueira da Foz. Questionado por Fátima Campos Ferreira, anfitriã da tertúlia Conversas do Casino, sobre se o caso madeirense devia ser do foro penal, Medina Carreira respondeu: “Não só a Madeira. Quem pôs o País de pantanas como está, se houvesse lei aplicável, também devia ir aos tribunais”. Defendeu ainda que uma eventual acção judicial deveria incidir sobre os governantes dos últimos 10 anos. “Era seleccioná-los, porque houve uma data de mentirosos a governar”, argumentou. Medina Carreira alegou que o caso da Madeira “só existe” porque Portugal “chegou ao estado de abandalhamento completo” e que a questão só foi tornada pública dado o período eleitoral na região autónoma. “É fruto muito de haver eleições agora. Se não houvesse isto passava relativamente bem”, afirmou. Segundo Medina Carreira “antes da Madeira, houve várias Madeiras” em Portugal. “Por toda a parte se nota que falta dinheiro aqui e ali. Rouba-se aqui. Rouba-se acolá. Nunca ninguém é julgado. Nunca ninguém presta contas. Eu atribuo uma importância relativa à Madeira”, sustentou. Sobre eventuais novas “surpresas” em termos de dívida escondida, Medina Carreira disse que em Portugal “tudo é possível em matéria de dinheiro” num Estado “onde realmente não há rigor, não há seriedade, não há verdade”, sublinhou.

China “está a comprar a Europa”

A China “está a comprar a Europa”, replicando a estratégia seguida em África, alerta um estudo europeu divulgado ontem em Pequim. “Outrora um grande mas distante parceiro comercial, a China também é agora um poderoso actor dentro da própria Europa”, afirma o estudo, assinado por três investigadores do European Council on Foreign Relations (ECFR). A Europa não é uma fonte de matérias-primas, mas “possui tecnologias avançadas que interessam à China” e, além disso, “necessita de dinheiro a curto prazo”, o que a China parece possuir em grande quantidade. Há cinco anos – salienta o estudo – o investimento chinês na Europa somava 1.300 milhões de dólares: em 2011, aquisições de empresas chinesas em Espanha, Hungria e Noruega excederam, cada uma delas, aquele montante, salienta. Entretanto, um fabricante automóvel chinês, a Gelly, sediado em Hangzhou, leste da China, comprou a Volvo e empresas chinesas de transportes “estão a comprar, alugar ou a gerir portos, aeroportos e bases logísticas através do continente europeu”, exemplifica o estudo. Os autores do estudo – François Godement, Jonas Parello-Plesner e Alice Richard – defendem, contudo, que a Europa “não deve recorrer ao proteccionismo”, mas reclamar “reciprocidade”. “A Gelly pode comprar a Volvo, mas a Volvo não poderia comprar a Gelly”, observou Jonas Parello-Plesner num encontro com jornalistas e diplomatas na Embaixada da Dinamarca em Pequim, promovido pelo Foreign Correspondente Club of China. “Os europeus não devem culpar a China por aproveitar a oportunidade para expandir a sua influencia dentro da Europa (…) Devem, antes, unir-se para que as empresas europeias possam competir na China da mesma maneira que as companhias chineses competem na Europa”, preconiza o estudo.

Morreu o pintor Júlio Resende

Júlio Resende morreu ontem, em Valbom, Gondomar, aos 93 anos, disse à Lusa um amigo do pintor. O corpo do pintor ficará em câmara-ardente na igreja paroquial de Valbom, em Gondomar. Nascido no Porto a 23 de Outubro de 1917, filho de um comerciante e de uma professora de música, Júlio Resende diplomou-se em pintura, em 1945, pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto. Fez trabalhos de ilustração para vários jornais do Porto, entre os quais o “Jornal de Notícias”, “O Primeiro de Janeiro” e “O Papagaio”. A primeira exposição do artista realizou-se em 1946, em Lisboa, cidade onde conhece Almada Negreiros. Resende volta a viver no Porto em 1951, ano em que ganha o prémio especial na Bienal de S. Paulo. O tema principal da sua pintura é, na altura, a gente do mar. Professor do ensino secundário, arrecadou em 1952 o Prémio da 7.ª Exposição Contemporânea dos Artistas do Norte, ano em que também executou um fresco da Escola Gomes Teixeira, Porto e td12_JTM_banner4.pdf 1 6/15/11 3:11 PM fez investigação sobre desenho infantil. C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

pág 16 quinta-feira, 22 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

fecho desta edição jtm - 00:10horas


JTM 22-09-2011