Page 1

澳 門 論 壇 日 報

Jornal

www.jtm.com.mo ao serviço de macau desde 1982

Tribuna de Macau 10 Patacas

Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 3836 | quarta-feira, 24 de Agosto de 2011

IPM PROMETE MAIS INICIATIVAS PARA REFORÇAR ENSINO DA LÍNGUA

Fórum sobre Português “não fica no papel”

Pág 3

Oito anos a espicaçar a criatividade CENTRAIS

DSAT implementa “plano B” para melhorar serviços de autocarros Pág 2

Crimes aumentaram pela primeira vez em dois anos e meio Pág 5

ÚLTIMA HORA

Rebeldes entraram no palácio de Kadhafi As forças rebeldes terão assumido ontem o controlo do quartel-general de Muammar Kadhafi em Tripoli, após horas de violentos combates, indicaram várias agências internacionais. Os consecutivos ataques das forças rebeldes ao complexo fortificado de Kadhafi, em Baba alAzizya, onde resistiam ainda as últimas tropas leais ao líder líbio, terão assim dado frutos substanciais, já depois do Conselho Nacional de Transição, órgão político da rebelião líbia, ter afirmado à chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton que controlava 80 por cento da capital líbia. Porém, Ashton indicou que o presidente do CNT admitiu, na mesma conversa, que o controlo total de Tripoli ainda poderá demorar algum tempo. Abubakar al Misrati, um porta-voz da oposição líbia, afirmou que os combates decorriam em várias zonas de Tripoli, sendo que os confrontos mais intensos estavam concentrados no bairro de Bab-al-Aziziya, junto ao complexo residencial de Kadhafi.


DSSOPT ANALISA FISSURAS. A Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transporte prometeu divulgar uma análise em breve sobre as obras “ilegais” no Edifício Kong Hoi, na Rua da Praia do Manduco. Respondendo a queixas pelas existência de fissuras, os trabalhadores do organismo já examinaram o prédio.

local

USARAM BARCO PARA TENTAR ROUBAR MOTO. Seis pessoas alertaram a polícia depois de assistirem a uma situação caricata: dois homens tentavam colocar um motociclo dentro de um barco no Lago de Sai Van. Ao perceberem que estavam a ser observados, os homens desistiram da moto e fugiram de barco.

CARREIRAS SOFREM AJUSTES EM VÉSPERAS DO REGRESSO ÀS AULAS

“Plano B” para melhorar autocarros Como forma de reduzir a influência do trânsito no primeiro dia de regresso às aulas, bem como permitir aos cidadãos adaptaremse mais rapidamente às novas paragens, serão implementadas novas medidas a partir de domingo pedro andré santos

A

Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) diz estar atenta aos problemas de congestionamento de trânsito, antevendo ainda dificuldades acrescidas com o regresso às aulas. Dessa forma, e também para permitir aos cidadãos adaptarem-se rapidamente às novas paragens, vão ser implementadas novas medidas a partir de domingo. Numa fase inicial, a DSAT irá destacar trabalhadores para as respectivas paragens para serviços de consulta dos itinerários dos autocarros. Simultaneamente será feito um reforço do policiamento, a cargo do Departamento de Trânsito do Corpo da Polícia de Segurança Pública, através de agentes de trânsito que irão disciplinar a ordem do trânsito das vias do local e da periferia. A redistribuição das carreiras pelas paragens do centro é vista pela DSAT como um passo importante para reduzir o congestionamento do trânsito. Os itinerários serão, assim, repartidos. Actualmente, nas paragens da Avenida de

D. João IV e da Avenida do Infante D. Henrique, fazem escala 22 carreiras de autocarros. O organismo reconhece que, com a implementação do novo modelo de

serviços dos autocarros, aumentou a frequência das partidas, facto que agravou inevitavelmente a pressão do trânsito nas respectivas vias, principalmente durante as horas de ponta. A fim de escoar o fluxo de tráfego na zona cen-

tral da cidade, e para não concentrar várias carreiras numa mesma paragem para o embarque e desembarque dos passageiros, a DSAT decidiu actualizar as carreiras para implementar a repartição dos itinerários dos autocarros da Zona Central. Na zona da estrada Almirante Marques Esparteiro, junto ao Hotel Regency, será ainda instalada uma nova paragem “Esparteiro/Regency”, onde as carreiras 21A, 22, 25, 25X, 26A, 28A, 33, 50, MT1 e N3 fazem escala quando chegam da ilha da Taipa através da Ponte Governador Nobre de Carvalho. 120 AVARIAS E 88 ACIDENTES. Foram registados, nas primeiras três semanas de Agosto, 120 casos de avarias e 88 acidentes nas três empresas de autocarros de Macau, Transmac, TCM e Reolian. No caso das avarias, estes dados incluem também pequenos problemas, como mau funcionamento das portas. Dados individualizados referentes a cada uma das companhias só serão avançados posteriormente, segundo os responsáveis. O caso da Reolian foi também comentado no decorrer da conferência de imprensa, havendo um reconhecimento dos esforços para melhorar o serviço da nova companhia, apesar das dificuldades óbvias que têm sido constatadas. O reforço da qualidade dos motoristas, bem como uma melhor adaptação às vias do território, são alguns dos problemas identificados que carecem de resolução mais acelerada.

DSAT adverte pais sobre estacionamento junto às escolas

Motorista e passageiro em confrontação física

A situação da tomada e largada dos alunos por parte dos pais em frente à Escola Portuguesa (EPM) foi levantada no decorrer da conferência de imprensa de ontem da DSAT. Em resposta foi dito aos jornalistas que, tanto no caso da EPM como qualquer outra escola em Macau, existem normas que têm que ser cumpridas. Desta forma, os pais que decidam estacionar os seus veículos em frente do estabelecimento escolar à espera dos filhos poderão ser multados visto que provocam congestionamento no trânsito. Já a situação de deixar os alunos junto da escola “não tem problema”, pois “demora apenas 30 segundos no máximo”. Os responsáveis da DSAT aconselham os pais a “dar uma volta” e passar de novo no local, caso cheguem às proximidades da escola e os seus filhos não estejam ainda presentes, uma medida que pretende simplesmente reduzir o impacto do trânsito.

Um passageiro e um motorista de autocarro da Reolian envolveram-se ontem em confrontos físicos que culminaram em ferimentos ligeiros para ambos. O passageiro, com 50 anos, aguardava que o autocarro iniciasse o percurso na carreira 30, na Areia Preta, e ter-se-á dirigido ao motorista para perguntar quando é que a viatura partia. A discussão terá começado nessa altura e evoluiu para uma luta física entre os dois que terminou no hospital. Cédric Rigaud, director da Reolian, já assegurou que será reforçada a aposta na formação dos condutores. “Quando começámos tivemos mais preocupação com a condução, mas vamos implementar medidas com toda a certeza e lidar com a violência dos passageiros”. Este foi o segundo caso do género nos últimos dias. No sábado um passageiro ter-se-á queixado que os autocarros da empresa não paravam nos locais correctos, o que originou confrontos com um funcionário da Reolian.

SAFP EXPLICA NOVAS REGRAS PARA CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS

Recrutamento comum “reduz injustiças”

O recrutamento dos trabalhadores dos serviços públicos através de concurso centralizado oferece “várias vantagens”, defendeu ontem o director dos SAFP, convicto de que o processo será mais justo

A

adopção do critério de recrutamento comum com vista a reduzir as injustiças, sem obrigatoriedade dos cidadãos se candidatarem aos vários concursos abertos por serviços diferentes mas para lugares de carreira idêntica, a diminuição dos redução dos custos dos recursos humanos e administrativos na abertura de concursos, bem como nos procedimentos e no tempo, foram alguns dos factores positivos apontados ontem por José Chu, durante as

sessões de esclarecimento sobre o novo sistema de contratação de funcionários públicos. Segundo os SAFP, serão sujeitas ao concurso centralizado 34 carreiras gerais e especiais, com prioridade para os casos dos técnicos superiores e adjuntos técnicos. O organismo salienta ainda que, “para que o mecanismo de acesso possa cumprir efectivamente o seu papel de motivação no âmbito da gestão de recursos humanos”, um dos requisitos de acesso assenta

na introdução de acções de formação. “A realização de concursos centralizados e de acesso necessitará ainda do apoio e da cooperação dos vários serviços públicos”, sublinham os responsáveis dos SAFP. As primeiras duas sessões de esclarecimento decorreram no “World Trade Center”, contando com a presença de mais de 500 participantes, entre pessoal de direcção, chefia e chefia funcional dos serviços públicos.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Paulo Barbosa e Viviana Chan • Editor Multimédia: Pedro André Santos • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, José Simões Morais, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 jornal tribuna de macau


(...) “Queremos fazer esta plataforma, aliás, é o papel de Macau fazer de ponto de encontro face ao interesse da China pela língua e cultura portuguesas. Para além da cooperação económica e social, penso que se pode fazer muito mais pela educação e cultura” - Lei Heong Iok

local

(...) “Se houver mais mestres e doutorados acontece o efeito multiplicador. Os professores que estão aqui em Macau depois farão essa continuação, que é o que se pretende” (...) - Maria José Grosso

PRIMEIRO ENCONTRO DE PROFESSORES DE PORTUGUÊS NA CHINA TERMINA SÁBADO

“Este Fórum não fica no papel” Está a acontecer o 1º Fórum Internacional de Português como Língua Estrangeira na China, mas o presidente do IPM garante que este encontro não ficará por aqui. Acções de cooperação entre o IPM e universidades portuguesas estão a ser pensadas, tudo para tornar Macau uma plataforma de ligação no ensino do Português

N

o ano em que se comemoram 50 anos sobre a criação do curso de língua portuguesa para chineses na Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim, diversas entidades da RAEM e de Portugal, ligadas ao ensino do Português, decidiram unir esforços para manter viva a aprendizagem do idioma neste território. Prova disso é a realização do Fórum Internacional de Português como Língua Estrangeira na China, que foi apresentado ontem no Instituto Politécnico de Macau (IPM). A primeira edição da iniciativa visa reunir todos os professores de língua portuguesa na China. Lei Heong Iok, presidente do IPM, referiu ao JTM que este é apenas o primeiro passo para uma maior cooperação. “É o primeiro Fórum, mas penso que vamos fazer mais. Este reveste-se de grande significado e influência não só para Macau como para a China, e talvez até para os países da Ásia Pacífico”. Lei Heong Iok reforçou também o papel da RAEM neste campo. “Realmente queremos fazer esta plataforma, aliás, é o papel de Macau fazer de ponto de encontro face ao interesse da China pela língua e cultura portuguesas. Para além da cooperação económica e social, penso que se pode fazer muito mais pela educação e cultura”. Contudo, ainda não há datas para a realização do segundo encontro de Língua Portuguesa. “Estamos ainda a desenvolver essa cooperação, entre o IPM, a Universidade de Pequim e com muito apoio da Universidade de Lisboa (UL) e da Universidade de Coimbra (UC). As instituições mais importantes de ambos os lados

estarão interligadas. Temos também o apoio da Fundação Macau. Com este primeiro Fórum, haverá diversos temas de discussão de como fazer de Macau uma plataforma”, salientou ao JTM Lei Heong Iok. Dentro de um ano as prometidas acções deverão ser concretizadas. A publicação de mais livros de ensino do Português e a aposta na terceira edição das acções de formação de professores são dois dos projectos em

desenvolvimento. “Este Fórum não fica no papel. Já planeámos acções para concretizar dentro de um ano, com o professor Malaca Casteleiro e Carlos André. Lançamos agora o livro ‘Português Global I’, e temos um plano definido para fazer mais livros. Concluímos agora a segunda edição do curso de formação de docentes aqui no IPM, com a ajuda da União Europeia, e devemos lançar a terceira edição no próximo ano”. Já a ligação do Instituto Politécnico de Macau ao Instituto Politécnico de Leiria (IPL) é antiga, mas promete continuar. “Enviamos os estudantes da licenciatura e mestrado para esta instituição, e também para os cursos de verão. O nosso plano de formação de professores fica melhor delineado, de acordo com as necessidades existentes”, garantiu o presidente do IPM. Questionado sobre a criação de dois novos cursos de mestrado no IPM, com o apoio da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Lei Heong Iok considerou que esse projecto vem reforçar as ligações às restantes instituições de ensino portuguesas. “Os mestrados com a UC vêm selar a nossa cooperação que fica mais firme com estas três pontes de ligação. Vamos conferir o grau de Professor Honorífico ao docente Carlos André e depois vamos iniciar vários projectos com a UC. Um deles são os mestrados, em que uma série de professores reputados virão aqui dar palestras. É uma boa notícia para Macau”, rematou o presidente do IPM. O 1º Fórum Internacional de Português como Língua Estrangeira na China é o resultado de uma cooperação que vai funcionar entre o IPM e a Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim, juntamente com três instituições de ensino superior portuguesas, nomeadamente a UC, UL e IPL. Do lado da RAEM, o Governo garante o apoio através da Fundação Macau. Tudo para tornar Macau cada vez mais uma plataforma no ensino do português para a China, nomeadamente na área de formação de professores. A.S.S.

PROGRAMA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DEVERÁ ARRANCAR EM NOVEMBRO

IPM acolhe Doutoramento em Língua Portuguesa Em Novembro deverá começar no Instituto Politécnico de Macau um programa de doutoramento em Língua e Cultura Portuguesa, ministrado pela Universidade de Lisboa, avançou ao JTM Lei Heong Iok. É mais um passo na aposta de formação de professores na RAEM

D

epois dos mestrados em Jornalismo e História, surge agora a aposta no grau de doutoramento na área da linguística. O Instituto Politécnico de Macau (IPM) vai receber já em Novembro deste ano o programa de doutoramento em Língua e Cultura Portuguesa, que já é leccionado na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL). Com esta acção, poderá aumentar o número de professores que podem ensinar Português, colmatando uma lacuna existente no território. À margem da apresentação do 1o Fórum Internacional de Português como Língua Estrangeira na China, Lei Heong Iok, presidente do IPM, sublinhou a sua satisfação com esta iniciativa. “O curso de doutoramento vai servir para a formação de docentes de Português, de origem chinesa, o que é uma boa notícia. A procura é tanta que o objectivo é exactamente ajudar nessa perspectiva. O IPM está a fazer o seu papel, e é algo que serve os interesses de Macau e de toda a China”. Lei Heong Iok acredita que esta iniciativa “vai avançar muito em breve”. “Compete à FLUL a criação de todos os conteúdos programáticos. Os programas leccionados e os professores virão de Lisboa para garantir a qualidade”, explicou. Questionada sobre esta iniciativa, Maria José Grosso, directora do Centro de Avaliação do Português como Língua Estrangeira (CAPLE) da Universidade de Lisboa, disse acreditar que o curso pode avançar ainda este ano. “Pensamos começar aqui em

Novembro, mas é uma questão de ajuste”. Segundo explicou a mesma responsável ao JTM, o programa será como uma “transferência” de conteúdos entre as duas instituições de ensino superior. “É o nosso doutoramento em Língua e Cultura Portuguesa (Língua Portuguesa / Língua Segunda), e que vai ser sediado aqui no IPM. Já temos tudo organizado, até ao nível de protocolos”, frisou. Maria José Grosso garante que o sistema de ensino será semelhante ao aplicado em Portugal. “Os doutoramentos agora são escolarizados, o que significa que numa parte os alunos vão frequentar seminários. É igual na FLUL. De qualquer das formas vai ter uma adaptação a esta realidade”, ressalvou. A responsável pelo CAPLE garantiu que, por norma, as turmas de doutoramento nunca são muito grandes, e neste caso cada turma terá, no máximo, até oito alunos. “Depende das pessoas que se inscreverem, algo que ainda está a decorrer”. E não só os conteúdos são “transferidos”, mas também os próprios docentes da universidade. “Vêm professores dos estudos pós-graduados e outros colegas que lá também apoiam os cursos desses ciclos”, afirmou. Desta forma, espera-se que surjam mais docentes de origem chinesa a ensinar Português. “Se houver mais mestres e doutorados acontece o efeito multiplicador. Os professores que estão aqui em Macau depois farão essa continuação, que é o que se pretende”, referiu a docente. A.S.S.

Maria José Grosso acredita que o curso de doutoramento levará ao aumento dos docentes de Português em Macau jornal tribuna de macau quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 pág 03


carne de vaca MAIS CARA. Os preços da carne fresca de vaca vão subir amanhã, o que sucede pela quinta vez este ano. O aumento médio deverá atingir 17%. Os vendedores reclamam que a carne de sete ou oito vacas fornece hoje mais de 20 bancas, quando há alguns anos o número atingia cerca de duas dezenas.

VOX POPuli

local

SUPERAVIT DE 41 MIL MILHÕES. O “superavit” da Balança de Pagamentos de Macau cifrou-se em 41,3 mil milhões de patacas em 2010, revelou a Autoridade Monetária. Já o saldo da conta corrente registou um saldo positivo de 97,9 mil milhões.

CONSELHO DE CONSUMIDORES ALERTA TURISTAS

“Má fé” nas vendas de produtos tecnológicos O Conselho de Consumidores manifestou-se ontem preocupado com a “má fé” de algumas empresas na venda de produtos a turistas, nomeadamente da área da tecnologia

Alzx Chan

(Turista de Hong Kong)

“Muitos visitantes sentem-se perdidos sem saber para onde ir” - Está a visitar Macau pela primeira vez? - Não, já vim em diversas ocasiões, mas desta vez estou aqui em trabalho. Trabalho numa empresa de Hong Kong, na área da engenharia, e vim a Macau por causa de alguns projectos, apenas por um dia. - Qual é a sua opinião sobre a RAEM? - Na verdade, a minha preferência vai para os casinos. Além disso, gosto do próprio ambiente da cidade e das pessoas, que são muito simpáticas. Em terceiro lugar, talvez a comida. - Considera que a indústria do jogo é positiva para Macau? - Os casinos são, sem dúvida, a grande atracção desta cidade e a maioria das pessoas vem a Macau por causa disso. Eu vou aos casinos simplesmente para divertir-me ou ganhar algum dinheiro. Portanto, acho que os casinos devem ser os primeiros locais a visitar aqui. - Mas não acha que a cultura da RAEM também pode ser importante? - Sim, é claro que, para além dos casinos, podemos encontrar aqui muitas atracções. Pelo que já percebi, há muitas coisas para ver aqui. - Sendo natural de Hong Kong, quais as principais diferenças que encontra entre as duas regiões? - A diferença mais importante tem a ver com o sistema político. Mas, também na cultura, até porque Hong Kong foi uma antiga colónia inglesa e Macau pertenceu a Portugal. E isso mudou tudo, tornando as culturas muito diferentes. - Em termos de turismo, acha que Macau poderia mudar alguma coisa para ajudar os turistas? - Talvez pudesse colocar mais placas informativas para ajudar os turistas a planear a sua visita, porque acho que muitos dos que vêm aqui sentem-se perdidos sem saber para onde ir. As placas que encontramos nas ruas não são suficientes. A.S.S. pág 04 quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 jornal tribuna de macau

D

irigido sobretudo aos visitantes oriundos da China Continental, o alerta do Conselho de Consumidores de Macau foi motivado, por um lado, pelo número de queixas registadas pelo organismo e, por outro, pela ocorrência de casos de “má fé” envolvendo comerciantes de Hong Kong. Segundo os dados do Conselho de Consumidores, entre os 3.438 casos denunciados nos primeiros seis meses do corrente ano constam 321 queixas relacionadas com a comercialização de produtos tecnológicos, o que representa 9,3 por cento do total. Em causa estão sobretudo computadores, artigos fotográficos e da área das comunicações. Das mais de 300 queixas apresentadas, 101 foram formuladas por turistas, incluindo casos ligados a produtos de informática (13), artigos fotográficos (25) e equipamentos de comunicação (63). O organismo alertou ainda para o facto do Conselho de Consumidores de Hong Kong ter detectado recentemente casos de negociação de “má fé” por parte de duas empresas, que terão induzido em erro alguns turistas, tanto no que se refere ao verdadeiro preço dos produtos como à subscrição dos mesmos. Embora ressalvando que o objectivo dos casos ocorridos em Hong Kong era distinto dos verificados em Macau, o Conselho de Consumidores salienta que, “ocasionalmente”, há situações em que os turistas compram produtos de preços elevados, o que provoca um “impacto negativo” na estratégia de afirmar Macau como um centro internacional de lazer e turismo, além de prejudicar os direitos dos consumidores.

Vendas de produtos informáticos já geraram várias queixas este ano

Tendo em conta os poderes que lhe são conferidos por lei, o Conselho de Consumidores assegura que tem colaborado e resolvido frequentemente com os respectivos departamentos públicos os casos relacionados com negociações de “má fé”, mas, apesar disso, decidiu estender o alerta às autoridades do Continente chinês. Nesse sentido, já foram publicadas advertências de consumo junto de associações de cerca de 40 províncias, a fim de chamar a atenção dos cidadãos da China Continental para a eventual ocorrência de situações do género quando visitarem Macau. Num comunicado ontem divulgado, o Conselho de Consumidores de Macau volta ainda a apelar às lojas certificadas e aderentes do sector de tecnologias para que promovam negociações de boa fé, procurando não só obter lucros mas também esforçarem-se por apoiar a promoção de Macau como uma cidade internacional de lazer e turismo.

SUSPEITO TERÁ CONFESSADO A MORTE DE MULHER

Alegado homicida colocado em prisão preventiva Um indivíduo da China Continental já está a aguardar julgamento em prisão preventiva, no âmbito de um caso de homicídio ocorrido em Junho no hotel Lisboa

O

Ministério Público (MP) concluiu a investigação preliminar sobre um caso ocorrido na noite de 25 de Junho deste ano que resultou na morte de uma mulher residente do Interior da China que, segundo o organismo, se dedicava à prostituição em Macau. De acordo com o MP, o suspeito, de apelido Fu e 42 anos, também da China Continental conheceu a vítima na noite do crime, acabando por ter relações sexuais com a jovem de 22 anos num quarto do hotel. “O suspeito confessou ter entrado em conflito com a vítima durante o negócio porque queria uma redução do preço”, refere ainda o mesmo comunicado, acrescentando que, posteriormente, Fu estrangulou a jovem, primeiro com as mãos e depois com um fio de telefone que atou ao pescoço da vítima.

Antes de deixar o quarto, o indivíduo ainda cobriu o corpo da vítima com uma cortina, tiroulhe a pulseira de ouro e mudou de roupa, salienta o MP. O suspeito terá depois vendido a pulseira numa loja de penhores, apanhado um táxi para as Portas do Cerco e saído de Macau. O corpo da vítima só foi descoberto dois dias depois por empregados de limpeza do hotel que informaram a polícia. O suspeito voltou a entrar no território no dia 19 deste mês, através das Portas do Cerco, mas foi detido pela polícia. Depois da análise do caso e das provas obtidas, o delegado do Procurador titular do processo considerou haver “fortes indícios do crime de homicídio” cometido pelo suspeito de “forma violenta e maliciosa”. Perante a “gravidade do caso”, o delegado promoveu e viu ser aceite pelo juiz a aplicação

da medida de prisão preventiva, pelo que o suspeito foi levado de imediato para o Estabelecimento Prisional de Macau onde aguarda o julgamento. Entretanto, o caso foi devolvido à polícia para mais investigação.


Hotéis com mais de 90% de ocupação. Segundo o presidente da Associação dos Hoteleiros de Macau, a taxa de ocupação dos hotéis superou os 90% nas férias de Verão. Os preços dos quartos também subiram entre 20% e 30%. Já o número dos quartos reservados pelas agências diminuiu.

local

FÁRMACO COM BACTÉRIAS A MAIS. Os Serviços de Saúde ordenaram a retirada do mercado de um lote do fármaco “Cortisone Cream”, produzido por um laboratório malaio, por conter bactérias em quantidade superior à prevista. O medicamento foi fornecido em exclusivo ao Hospital Kiang Wu.

CRIMINALIDADE NÃO SUBIA DESDE 2008

Seis mil crimes no primeiro semestre FOTO ARQUIVO

Depois de dois anos a descer, o número geral de crimes registados pelas forças de segurança aumentou no primeiro semestre. Cheong Kuoc Va está especialmente preocupado com os furtos e promete mais operações para contrariar a tendência ascendente paulo barbosa

A

actividade delituosa geral subiu no primeiro semestre do ano relativamente ao período homólogo de 2010. Ao longo dos primeiros seis meses do ano, verificaram-se 5.928 crimes, mais 243 do que no mesmo período de 2010. Trata-se da primeira subida registada desde 2008. No primeiro semestre do ano passado, tinha-se observado uma diminuição de 11,8% em relação ao período homólogo de 2009. Nesse ano, a descida face ao primeiro semestre de 2008 tinha sido de sete pontos percentuais. A última vez que a criminalidade subira aconteceu em 2008, quando aumentou 7,3% face a 2007. Em conferência de imprensa realizada na tarde de ontem, o Secretário para a Segurança, Cheong Kuoc Vá, fez o balanço da criminalidade no primeiro semestre deste ano. O responsável realçou o “significativo aumento” de 13 por cento (2.220 casos, mais 254 do que no período homólogo) nos crimes de furto. Aumentaram também significativamente os casos de ofensas graves à integridade física (foram 11, mais sete do que em 2010) e foram investigados dois casos de homicídio, ambos com suspeitos já detidos. Já os roubos (94) foram menos quatro do que no ano passado. Nos casinos foram recebidas participações quanto a 358 crimes, 70 deles de usura, 43 de furto por carteiristas e 32 de furto de fichas. Aconteceram 20 casos de sequestro, o que Cheong Kuoc Vá relaciona com “mais actividade no interior dos casinos, que a Polícia Judiciária vai combater com mais policiamento nas proximidades dos casinos”. Os seques-

tros estão incluídos nos 297 casos de criminalidade violenta (mais 18). No capítulo dos “crimes contra a pessoa”, a maioria dos delitos foi tipificada como de ofensa simples à integridade física, com um aumento de 2,2 por cento (mais 19 casos). Os crimes de ofensa grave à integridade física registaram um aumento de sete casos e os de ameaça subiram 22,2 por cento (mais 16 casos). No que diz respeito a crimes contra o património, os 3.316 delitos registados representam um aumento de 8,3 por cento (mais 254 casos) em relação a igual período do ano transacto. Nos chamados “crimes contra o território”, foram registados 485 delitos, o que representa um crescimento de 20 por cento. Nesta tipologia destaca-se um

crescimento de 12 por cento nos crimes de desobediência e de 68 por cento nos crimes de falsa declaração. Foram contados 304 “crimes contra a vida em sociedade” (menos 11,4 por cento). Neste âmbito, os delitos de falsificação de documentos e de passagem de moeda falsa registaram uma redução respectiva de 10,9 por cento (menos 15 casos) e 25,6 por cento (menos 34 casos) e houve um aumento de três casos de fogo posto. A delinquência juvenil registou uma ligeira subida (61 casos, nos quais estiveram envolvidos 83 menores), mas desceram um pouco os casos de indivíduos indocumentados ou em excesso de permanência no território (15.643 casos, menos 111 do que no primeiro semestre de 2010). Verificou-se também uma re-

dução nos crimes de tráfico e venda de drogas (menos 4,8%) e de consumo de drogas (menos 22,4%). O Secretário para a Segurança, que falava no Quartel de São Francisco (onde funciona o seu gabinete), considerou que a diminuição dos crimes relacionados com a droga resulta de uma maior eficácia na troca de informação com as autoridades do interior da China e de Hong Kong. A curto prazo vão ser adquiridos aparelhos que permitem detectar casos de estupefacientes que são ingeridos pelos traficantes, para passagem de fronteira. Os aparelhos serão instalados no aeroporto. Apesar do aumento da actividade delituosa geral, as autoridades fizeram menos detenções durante as acções de investigação criminal e de policiamento preventivo. Assim, foram presentes ao Ministério Público 1.952 indivíduos, uma redução de seis pessoas em relação ao mesmo período do ano anterior. Esta diminuição estará relacionada com um menor número de casos de situações detectadas em flagrante delito, segundo o Secretário. Aludindo aos 58 suicídios registados no período em análise, o governante disse que “o Governo está preocupado, mas compete a outra área [depreende-se que os Serviços de Saúde] lidar com este tipo de fenómeno”. Cheong Kuoc Vá declarou que a polícia vai intensificar as acções preventivas e repressivas da criminalidade assim como aumentar coordenação das suas forças, desenvolvendo operações anti-furto. O dirigente prometeu que as forças policiais vão continuar a adoptar medidas eficazes para garantir a segurança, tendo em atenção o crescimento dos delitos de crimes de furto, especialmente durante a época alta do turismo.

REGISTADO SEGUNDO CASO DE ENFORCAMENTO EM DOIS DIAS

Desespero com final trágico

Uma mulher colocou ontem um ponto final na sua vida, tendo sido encontrada pela família enforcada no seu quarto. Foi o segundo caso de morte por enforcamento registado esta semana, depois de um jovem de 25 anos ter sido encontrado no quarto de um hotel na segunda-feira em circunstâncias similares pedro andré santos

S

ão casos distintos mas acabaram por ter o mesmo final trágico. Ontem de manhã a Polícia Judiciária tomou conhecimento de um caso de enforcamento num apartamento situado perto do Hospital Kiang Wu. A vítima, uma mulher de 85 anos de idade de apelido Lam e residente do território, foi encon-

trada pela família pelas oito da manhã enforcada por cima da cama do seu quarto. As autoridades acreditam, após declarações da família, que a luta contra uma doença prolongada poderá ter estado na origem do suicídio. Na segunda-feira um jovem de Hong Kong de apenas 25 anos foi encontrado num quarto do hotel-casino Wynn. Um funcionário terá batido à porta do quarto de manhã, e como não obteve resposta decidiu entrar re-

Beco “denunciou” alegada traficante A Polícia de Segurança Pública (PSP) apanhou uma alegada traficante de droga enquanto aguardava por um toxicodependente no Beco Tomé Pires. Segundo relataram as autoridades, uma patrulha detectou uma mulher no local com um comportamento suspeito, vagueando de um lado para o outro no início da tarde de segunda-feira. Uma revista à suspeita levou à descoberta de três tubos com uma substância que a PSP acredita tratar-se de heroína, e ainda um comprimido de Dormicum, pesando no total 0,94 gramas. A mulher terá revelado à polícia que estaria à espera de um toxicodependente para lhe vender a mercadoria, a mando de um homem, algo que já fazia deste o início deste mês a troco de droga. O outro suspeito foi também já detido pelas autoridades, que encontraram no seu apartamento uma caixa com heroína, sete comprimidos de Dormicum, e diverso material relacionado com o consumo e tráfico de estupefacientes, como seringas, lâminas, sacos de plástico e tubos de ensaio. A droga terá sido adquirida na zona norte do território, destinando-se à venda e consumo.

correndo a uma chave-mestra. Foi então que se deparou com o jovem enforcado na porta da casa-de-banho, segundo um comunicado da polícia. Apesar de não haverem quaisquer indícios que levem a considerar outro desfecho que não o suicídio, o caso continua a ser investigado pelas autoridades. TESTE SANGUÍNEO “TRAIU” CONDUTOR. Uma operação “stop” de rotina realizada no domingo apanhou um condutor num motociclo que aparentava estar alcoolizado. O teste efectuado no local acusou 1.35 gramas de álcool por litro no sangue, mas o homem não terá ficado convencido, pedindo um exame de sangue complementar no hospital, que acabou por acusar um valor superior: 1.39 gramas. Foi-lhe aplicada uma pena suspensa de prisão por três meses, substituída por uma multa de nove mil patacas, e inibição de conduzir pelo período de um ano. Outro caso de condução sob o efeito de álcool, ocorrido na madrugada de ontem, envolveu um castigo mais pesado para o condutor de um veículo ligeiro, que foi interceptado na Alameda Doutor Carlos d’Assumpção com 1.70 gramas de álcool por litro no sangue. Foi-lhe aplicada uma multa de 14 mil patacas e ficou inibido de conduzir durante um ano. jornal tribuna de macau quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 pág 05


local

CEM RECEBE PRÉMIO “VERDE”. A CEM anunciou que foi distinguida com o “Prémio HP Soluções Ecológicas de Impressão Ásia Setentrional 2011”. Segundo a CEM, o prémio representa um reconhecimento das “sólidas práticas ambientais” da empresa.

PREÇOS EM ALTA NOS SUPERMERCADOS. O Conselho de Consumidores comprovou a tendência inflacionista em Macau numa análise feita no dia 17 a mais de 250 produtos em 14 supermercados. Segundo o organismo, 120 produtos ficaram mais caros face à anterior constatação de preços.

TURISMO CRESCEU ACIMA DA MÉDIA EM JULHO

30% dos visitantes vêm de Guangdong

O movimento de visitantes em Macau aumentou cerca de 10 por cento nos primeiros sete meses deste ano, mais de metade das entradas continuaram a ser asseguradas por cidadãos da China Continental. Só Guangdong foi responsável por quase um terço do total de visitantes

N

os primeiros sete meses do corrente ano, Macau acolheu 15.797.523 visitantes, o que corresponde a uma subida de 9,8% em relação ao período homólogo de 2010, mas os dados estatísticos continuam a não ser muito lisonjeiros para a estratégia de diversificação de mercados. Segundo os Serviços de Estatística e Censos (DSEC), a China Continental reforçou o seu peso como principal mercado de visitantes, ao registar um total de 8.935.559, mais 16,8% do que no mesmo período de 2010. As estatísticas oficiais revelam assim que 56,5 por cento dos visitantes eram provenientes do Continente chinês, com especial destaque para o caso da Província de Guangdong, com 4.599.417, ou 29,11 por cento do total. Num patamar claramente inferior surgem as Províncias de Fujian (489.061), Zhejiang (319.851) e Hunan (271.798) e a cidade de Xangai (266.907). Entre Janeiro e Julho, também se registaram crescimentos noutros mercados, como os de Hong Kong (4.440.583 visitantes; mais 4,5%), Coreia do Sul (230.721; mais 25,6%) ou Indonésia (116.480; mais 7,6%), mas os números em questão ficaram muito distantes dos relativos aos visitantes do Interior da China em termos absolutos. Em termos globais, os dados da DSEC referem ainda que os visitantes de países e territórios da Ásia cresceram 10%, evoluindo a um ritmo superior ao verificado nos mercados com origens nas Américas (mais 3,6%), Europa (mais 3,3%) ou África (mais 4,7%). Entre os visitantes provenientes da Oceânia registou-se mesmo uma descida homóloga de 4,3%. Pela negativa evidenciaram-se ainda os

visitantes de Taiwan (menos 6,2%), Malásia (menos 10,9%), Japão (menos 7,0%), Tailândia (menos 4,4%) e Filipinas (menos 2,5%). A análise aos primeiros sete meses também indica que o número de excursionistas (8.514.474) equivaleu a 53,9% do total de visitantes. A via terrestre foi escolhida por 8.585.722 visitantes como meio de entrada em Macau nos primeiros sete meses de 2011, o que traduz um aumento de 14,5%, em relação ao mesmo período do ano passado. Só nas Portas do Cerco foi registada a chegada de 7.940.851 indivíduos, 80,8% dos quais da China Continental. O número de visitantes chegados por via marítima também subiu 5,5% para 6.250.259, em termos anuais, com o Porto Exterior a ser o mais movimentado, fruto de um aumento de 9,2% para 4.032.759. Os principais mercados a utilizar esta via foram Hong Kong (54,0%) e a China Continental (24,3%). No Posto Fronteiriço do Terminal Provisório da Taipa, os números assinalaram um recuo de 3,5% para 1.954.215 visitantes. Por seu turno, entraram na RAEM por via aérea 961.542 pessoas, menos 0,8% do que no período de Janeiro a Julho de 2010. No Aeroporto, registouse uma quebra de 1,1% para 946.966 visitantes, com a China Continental e Taiwan a assegurarem 36,9% e 35% do total, respectivamente. A DSEC revelou ainda que o crescimento do número de visitantes em Julho superou a média dos sete meses, ao atingir 18%, para um total de 2.550.867. Num mês em que os excursionistas representaram 51,9% do total, os visitantes de Hong

Kong, Taiwan, Coreia do Sul e Malásia aumentaram 7,3%, 4,1%, 23,6% e 16,4%, respectivamente, compensando a descida de 11,1% dos provenientes do Japão. Em Julho, os visitantes oriundos da China Continental também aumentaram acima da média (mais 27,9%) e equivaleram a 57,3% do total. A província de Guangdong voltou a destacar-se (750.839 pessoas), seguida de Fujian (86.836) e Zhejiang (57.222). Por outro lado, os visitantes oriundos do Interior da China, com visto individual, cresceram 29,4% para 617.591 em Julho.

Aviso de recrutamento Pretende admitir, mediante contrato individual de trabalho, nos termos do “Novo Estatuto de Pessoal do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais”, homologado pelo Despacho n° 49/CE/2010, trabalhadores para o seguinte cargo: 1. Dez Adjuntos-Técnicos de 2ª classe, 1º escalão (Referência n°3205/DFAA-SAL/2011) Funções: Desempenhar funções de fiscalização na área da higiene e utilização de instalações e espaços públicos, de inspecção de espaços para actividades e instalações privadas no que seja da responsabilidade do IACM, emissão de autuações, face à existência de actos contra a Lei, elaboração de autos de notícia e tratamento de queixas, recolha e organização da informação, elaboração de mapas estatísticos, expediente diverso e relatórios. Requisitos gerais: 1) Titular do Bilhete de Identidade de Residente Permanente da RAEM; 2) Idade não superior a 50 anos nem inferior a 18 anos; 3) Capacidade profissional; 4) Inexistência de impedimento legal; 5) Aptidão física e mental para o desempenho de funções. Forma e prazo de apresentação da candidatura: • O prazo de apresentação das candidaturas terminará no dia 05 de Setembro de 2011. • Os interessados poderão obter os formulários de candidatura através da internet do IACM, efectuando o download dos formulários no endereço (http://www.iacm.gov.mo/recruit/apply.pdf) ou, durante a hora de expediente, dirigir-se aos Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação e solicitá-los. • Os formulários devidamente preenchidos e assinados, deverão ser entregues pessoalmente nos Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação, acompanhados da seguinte documentação: - Fotocópia do Bilhete de Identidade de Residente Permanente na RAEM (em papel de formato A4, com os dois lados na mesma página) *; - Nota curricular (devem indicar o conteúdo e o período funcional); - Fotocópia do diploma do Ensino Secundário Complementar *. * Os concorrentes devem apresentar, para efeitos de autenticação, o original dos respectivos documentos no acto de entrega das fotocópias. Se não apresentarem os originais, serão considerados em falta esses documentos. • Os candidatos que não entregarem todos os documentos deverão fazê-lo obrigatoriamente até à data limite de inscrição no concurso, sob pena de a candidatura ser considerada nula. Os interessados podem consultar os avisos, com informações pormenorizadas sobre estes concursos, na página da internet deste Instituto (http://www.iacm.gov.mo/main_p.htm) ou nos citados Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação abaixo indicados, durante a hora de expediente.

Locais e horário de expediente dos Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação: ➢ Centro de Prestação de Serviços ao Público da Zona Norte – Rua Nova da Areia Preta, n° 52, Centro de Serviços da RAEM (Tel. 2847 1366) ➢ Centro de Prestação de Serviços ao Público das Ilhas – Rua da Ponte Negra, Bairro Social da Taipa, n° 75 K (Tel. 2882 5252) ➢ Posto de Atendimento e Informação Central – Avenida da Praia Grande nºs 762-804, China Plaza, 2° andar (Tel. 2833 7676) ➢ Posto de Atendimento e Informação de T’ói San – Avenida de Artur Tamagnini Barbosa, n° 127, r/c, Edf. D. Julieta Nobre de Carvalho, bloco “B” (Tel. 2823 2660) ➢ Posto de Atendimento e Informação de S. Lourenço – Rua de João Lecaros, Complexo Municipal do Mercado de S. Lourenço, 4° andar (Tel. 2893 9006) Horário: Centro de Prestação de Serviços ao Público: 2ª a 6ª feira, das 09:00 às 18:00 horas, sem interrupção ao almoço. Posto de Atendimento e Informação: 2ª a 6ª feira, das 09:00 às 19:00 horas, sem interrupção ao almoço. A lista dos candidatos admitidos, com indicação da data, hora, local da prestação das provas, bem como a lista classificativa final e demais dados serão afixadas na Divisão de Gestão de Recursos Humanos, deste Instituto, (Calçada do Tronco Velho, n.º 14, Edifício Centro Oriental “M”) e divulgada através da página da internet (http://www.iacm.gov.mo/main_p.htm). Os dados que o concorrente apresente, servem apenas para efeitos de recrutamento. Os dados pessoais apresentados serão tratados de acordo com as normas da Lei n° 8/2005, “Lei da Protecção de Dados Pessoais”, da RAEM. Caso advenham algumas dúvidas na verificação de documentos dos candidatos, os respectivos dados poderão ser entregues às entidades competentes para o devido apuramento ou para a obtenção de informações. Os candidatos, no uso do direito que lhes assiste nos termos legais, podem obter as informações que pretendam, consultar os seus dados e exercer o direito de oposição, necessitando, para o efeito, de apresentar o respectivo pedido, por escrito, ao IACM. Macau, 19 de Agosto de 2011.

www.iacm.gov.mo pág 06 quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 jornal tribuna de macau

Presidente do Conselho de Administração, Substº. Lei Wai Nong


NOVO ESPAÇO NO CENTRO DE CIÊNCIA. O Centro de Ciência de Macau tem, a partir de hoje, um espaço de exposição que poderá ser alugado. A Associação de Divulgação da Lei Básica estreará o novo local, com uma mostra fotográfica.

local

AFA CONCEDE TRÊS BOLSAS. A “Art For All Society” (AFA) atribuiu três bolsas escolares a estudantes locais, após um processo de selecção que envolveu 15 candidaturas. Os contemplados estão a estudar em universidades de Hong Kong e Taiwan.

FINAL DO GRANDE PRÉMIO DA FIVB ARRANCA HOJE

Lotação esgotada para jogos decisivos Começa hoje a disputar-se a fase final do Grande Prémio da Federação Internacional de Voleibol. Depois dos jogos preliminares, as melhores equipas do voleibol feminino vão disputar o título. Os protagonistas apresentaram ontem a competição, que está a suscitar grande interesse por parte do público paulo barbosa

O

s bilhetes para os jogos decisivos do Grande Prémio da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), que hoje começa no Macau Dome, já estão esgotados.

Os jogos dos próximos dias: Hoje: Japão - USA (11h00) Brasil - Itália (13h30) Tailândia - Rússia (17h00) Cerimónia de Abertura (19h30) China - Sérvia (20h) Amanhã: USA - Itália (11h) Brasil - Japão (13h30) Rússia - Sérvia (17h00) China - Tailândia (19h30) Sexta-feira: Itália - Japão (11h) Brasil – USA (13h30) Sérvia - Tailândia (17h00) China - Rússia (11h00)

As entradas para a competição que junta oito selecções femininas já não estão disponíveis através da Internet ou das lojas “Circle K”, mas José Tavares, vice-presidente do Instituto do Desporto (ID), refere que “ainda há alguns bilhetes para os primeiros dias, que podem ser comprados nas bilheteiras do Dome”. A lotação está esgotada para os jogos da final e das meias-finais, que decorrerão no próximo fim-de-semana. Realizou-se ontem uma conferência de imprensa em que estiveram presentes todos os treinadores e algumas das jogadoras que trazem a Macau o voleibol feminino ao mais alto nível. A décima nona edição do Grande Prémio teve mais equipas na fase

Canadian Health Clinic

ICQ dental team is a group of dental specialists with internationally recognized qualifications. We provide all range of dental services: − Oral examination and radiology investigation − Restorative and Cosmetic Dentistry − Children Dentistry − Orthodontic Treatment − Oral and Dental implant Surgery – Endodontic Treatment − Periodontal Treatment − Emergency Treatment We are committed to deliver high quality dental services with personalized care. We ensure the highest level of infection control.

Website:www.icqoral.com

Consultation by appointment: Mon to Sat: 10:30am - 7:30pm Sun: 10:30am - 2:00pm Tue and public holidays: closed

Tel: 28373266 Fax: 28356483 Email: appoint@icqoral.com Avenida da Praia Grande, Nº 665, Edifício Great Will, 2º Andar A

preliminar (16, em vez de 12), pelo que a fase final inclui oito equipas, mais duas do que o habitual. São elas a China, os EUA, o Brasil, a Tailândia, a Sérvia, a Itália, o Japão e a Rússia. Em nome do comité organizador, Alex Vong perspectivou a prova que hoje arranca, referindo que “após três semanas de jogos altamente competitivos nas rondas preliminares, as 16 selecções nacionais lutaram arduamente para assegurar um dos sete lugares disponíveis para a fase final, juntando-se à China [qualificada automaticamente, pois joga no seu território]”. O presidente do ID declarou ainda que “os espectadores espalhados pelo mundo vão testemunhar alguns dos melhores jogos de voleibol

ao longo dos próximos dias”. O seleccionador do Brasil, que é um dos favoritos à vitória, elogiou a organização da fase final e perspectivou a prova: “Penso que estamos num grupo muito forte, com a Itália, o Japão e os EUA. Teremos que jogar muito bem para chegar às meiasfinais. Mas estamos em boa forma e faremos o nosso melhor”, disse José Roberto Guimarães. A jogar em casa, a selecção chinesa é outra das favoritas, mas está em renovação após se ter classificado em terceiro lugar nos Jogos Olímpicos de 2008. O seleccionador Yu Juemin considera que a sua equipa se encontra em fase de formação. “Somos uma equipa jovem, mais acredito que se trata de uma boa oportunidade para os jogadores aprenderem e ganharem alguma experiência. Vamos dar o máximo para apresentarmos uma boa performance nas finais”, apontou. Todos os outros selecionadores prometeram jogar a fase final com o maior empenho possível. O prémio para a equipa vencedora é de 200 mil dólares americanos, enquanto que o finalista vencido receberá 100 mil dólares. O valor total de prémios a distribuir é de 550 mil dólares. A primeira ronda da prova, que se disputa hoje (ver caixa para consultar os horários), começa com o encontro Japão-USA, sendo de destacar que as americanas venceram a fase final do ano passado. Seguem-se os jogos Brasil-Itália e Tailândia-Rússia. À noite, a China defronta a Sérvia. A organização vai disponibilizar transporte regular para o Dome, em autocarros que partem do Estádio de Macau e do Fórum Macau.

Services

[ O ] SHAPE

[ X ] SHAPE

General Practice, Chiropractic, Physical & Rehabilitation Therapy, Custom Orthotics, Aromatherapy

Chiropak School bag- Anatomically Designed

For Appointment

Tel: 28335035

Fax: 28335036

Monday to Friday: 9:30 am - 1:00 pm / 2:30 pm - 6:30 pm Saturday: 9:30 am - 2:00 pm

Av. Almeida Ribeiro, Nº 99, Edifício Comercial Nam Wah, 6º andar, Sala 608, Macau jornal tribuna de macau quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 pág 07


(...) “Queremos continuar a motivar e a inspirar as pessoas para uma viagem feita não apenas em Macau mas em todo o mundo” (...) - Lúcia Lemos

loca

LÚCIA LEMOS DESTACA PROGRESSOS OITO ANOS APÓS A CRIAÇÃO DA “CREATIVE MA

“É bom vermos qu Uma exposição intitulada “Wild Road Trip 8” é a iniciativa escolhida para mais um aniversário do Centro de Indústrias Criativas de Macau, que se comemora no próximo domingo. No dia anterior a festa promete fazerse com as obras de 20 artistas e do compositor de música electrónica Scorpio. Oito anos depois do nascimento da “Creative Macau”, Lúcia Lemos faz um balanço “bastante bom” e mostra-se satisfeita com o aumento do número de grupos criativos em Macau

A

aposta num novo conceito de indústria criativa na RAEM começou a ganhar contornos mais evidentes há oito anos. Aliás, na altura, “nem sequer existia a palavra criativo como hoje a conhecemos”, sublinhou ao JTM Lúcia Lemos, coordenadora do Centro de Indústrias Criativas de Macau (“Creative Macau”). Desde então, o principal objectivo daquele espaço tem sido, essencialmente, mostrar à sociedade os artistas que ainda não são conhecidos do grande público. Para comemorar os oito anos de existência, a “Creative Macau” vai inaugurar no sábado, dia 27, a exposição intitulada “Wild Road Trip 8”, que ficará patente até 14 de Setembro e vai contar com as obras de pelo menos cerca de duas dezenas de artistas activos do Centro de Indústrias Criativas, incluindo nomes como os de Caroline Bettencourt, Mell Cheong, Adam Lui ou Wo Lu Seng, entre outros. “Queremos mostrar que caminhamos há oito anos e que ainda pág 08

continuamos. Ainda há muito para ser feito”, reconheceu Lúcia Lemos. Nesse sentido, o caminho que ainda falta traçar é exactamente o tema central desta exposição, ou seja, uma viagem global. “Queremos continuar a motivar e a inspirar as pessoas para uma viagem feita não apenas em Macau mas em todo o mundo. Este tema remete para algo abstracto, mas também concreto. Mexe com metáforas, com percursos de vida e profissionais”, explicou Lúcia Lemos. A “Creative Macau” decidiu ainda convidar para a festa de aniversário o compositor chinês de música electrónica Scorpio, que irá apresentar o espectáculo intitulado “The hand shelter electronic music live and experimental vídeo”. “Inscreveu-se como membro no Creative Macau e é engraçado porque, além de compor, faz vídeos, faz tudo sozinho”, realçou Lúcia Lemos. Scorpio representa apenas uma das muitas facetas do trabalho desenvolvido pela “Creative Macau”. Embora o Centro também integre alguns artistas já com portfolio, a principal aposta está centrada naqueles que são menos conhecidos do público. “Desde 2003 que quem é criativo se pode juntar a nós e tornar-se membro, e tem a capacidade de ser promovido. Mostramos várias facetas e a partir daí nasce uma crítica. Arriscamos pelo talento e muitas vezes não sabemos bem o que sai”, afirmou a coordenadora daquele espaço. Ao fim de oito anos de funcionamento da “Creative”, Lúcia Lemos faz um balanço “bastante bom” e destaca a existência de mais grupos criativos em Macau. “Fomos crescendo e a população criativa também, é bom vermos que já não caminhamos sozinhos. O tempo e a concorrência da exigência do mercado vai definir e se-

quarta-feira, 24 de Agosto de 2


al

(...) “Desde 2003 que quem é criativo se pode juntar a nós e tornarse membro, e tem a capacidade de ser promovido. Mostramos várias facetas e a partir daí nasce uma crítica. Arriscamos pelo talento e muitas vezes não sabemos bem o que sai” - Idem

(...) “Neste momento o Governo aposta em três grandes áreas - a música, o vídeo e o design de moda. Não deixou de apostar na cultura de maneira geral, mas existem maiores ajudas do ponto de vista comercial” (...) - Ibidem

ACAU”

ue já não caminhamos sozinhos”

leccionar os melhores”, acrescentou. Apoio governamental sempre houve, “de forma selectiva”, embora a coordenadora da “Creative Macau” defenda que hoje os subsídios surgem

2011 jornal tribuna de macau

mais sobretudo pelo lado comercial. “Neste momento o Governo aposta em três grandes áreas - a música, o vídeo e o design de moda. Não deixou de apostar na cultura de maneira

geral, mas existem maiores ajudas do ponto de vista comercial. Isto porque as artes visuais são mercantis mas não se reproduzem. Mostra-se o que se faz, mas sem dúvida que há uma

maior aposta no comercial”, indicou a mesma responsável. Na perspectiva de Lúcia Lemos, as associações funcionam cada vez mais como um meio de ligação entre o Governo e o artista na hora de receber subsídios. “São criadas diariamente muitas associações que servem de canal a esse apoio governamental”, salientou. Além das iniciativas associadas às comemorações do oitavo aniversário, a “Creative Macau” prepara-se para acolher, em Setembro, mais duas exposições, uma de fotografia e outra de pintura. Os resultados do concurso “Sound & Image Challenge 2011” também deverão ser divulgados em breve. REALIZAR DESEJOS. Este mês, o calendário de exposições da “Creative” já integrou “Ever”, uma mostra com a assinatura de Chan Ka Keong que apresentou várias obras de multimédia. Chan Ka Keong trabalha como designer de comunicação e é presidente da Associação de Vídeo e Arte de Macau, para além de ser membro da “Creative Macau”. E porque é que um designer resolve fazer este projecto artístico? Lúcia Lemos explicou que a razão está no facto de existirem pessoas “com sensibilidade, além de que o facto de vivermos num mundo global permite mais facilmente realizar os nossos desejos”. A coordenadora da “Creative” notou ainda que “Macau é uma região pequena e as pessoas podem experimentar, no sentido de mostrar e publicar arte”, algo que vai de encontro à linha de funcionamento daquele espaço. “Queremos promover os artistas locais ou com alguma ligação a Macau que precisem de mostrar o seu trabalho”, frisou. A.S.S. pág 09


Mourinho pondera sair do Real? José Mourinho pondera sair do Real Madrid por sentir que o clube merengue não saiu em sua defesa após os incidentes no final da Supertaça espanhola, disse o seu porta-voz, Eládio Paramés, ao programa «Más Deporte», do Canal+.

desporto

POlémica

Olhanense e Setúbal empataram. Olhanense e Vitória de Setúbal empataram, 2-2, em jogo da segunda jornada da Liga portuguesa de futebol profissional, cujo resultado impediu os ‘sadinos’ de manter o contacto com FC Porto e Académica, que partilham a liderança.

PLAYOFF DE ACESSO À LIGA EUROPA

Árbitros portugueses exigem Golos, precisam-se desculpas do Sporting

As equipas portuguesas presentes no “playoff” de acesso à Liga Europa de futebol têm de marcar golos se quiserem seguir em frente na competição, enquanto, caso sofram, ficam com a sua tarefa muito complicada

O

s árbitros pediram à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) que interceda junto do Sporting para que o clube de Alvalade se retracte das críticas feitas ao sector. “Não podemos tolerar pressões. Os árbitros já mostraram que estão unidos e pedimos junto da Liga que os árbitros tenham condições para fazer o que gostam, que é apitar jogos”, disse ao “Público”, Luís Guilherme, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), após uma reunião realizada na segunda-feira, em Leiria, em que participaram cerca de 50 árbitros e assistentes da primeira categoria e Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem da Liga. Os árbitros vão esperar até ao final da semana, antes de tomar uma decisão sobre uma eventual continuação do boicote aos jogos do Sporting. Segundo o jornal, há árbitros internacionais que não concordam com a continuação de um boicote. Esta reunião surgiu no mesmo dia em que se soube que o presidente da Liga escreveu uma carta aos líderes dos clubes das duas divisões profissionais a pedir contenção verbal relativamente à arbitragem, lembrando o acordo a que todos os clubes tinham chegado há poucas semanas. “Na Assembleia-Geral [da LPFP] de 27 de Junho passado (...) fizemos aprovar, por unanimidade, uma forte penalização

D das declarações contra elementos de arbitragem desde a sua nomeação até à hora do jogo” recordou Fernando Gomes na missiva que a Agência Lusa reproduziu. Esta foi a forma encontrada pelo máximo responsável da LPFP para serenar os ânimos, mas não é líquido que o consiga. Ainda antes da reunião de Leiria, o presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), acusou alguns clubes de quererem ter “privilégios”. Sem nomear ninguém, Luís Guilherme deixou no ar a ideia de que o Sporting pretende um tratamento de excepção. “Para os árbitros, os clubes são todos iguais e tratados de igual forma, mas há uns que não percebem isso. Há clubes que pretendem ter privilégios que outros não têm”, acusou o presidente da APAF.

epois de três igualdades a zero - Sporting, Sporting de Braga e Nacional -, cabe ao Vitória de Guimarães a tarefa mais “espinhosa”, já que terá virar um resultado desfavorável de 2-0, sofrido em casa dos espanhóis do Atlético de Madrid. Das restantes três, o Sporting é quem tem teoricamente caminho aberto para a fase de grupos, depois de ter empatado 0-0 na Dinamarca com o Nordsjaelland, sendo, apesar da apagada exibição na primeira mão, claramente favorito diante da equipa dinamarquesa. Em Guimarães, o Vitória terá de se superar para ultrapassar uma das grandes equipas de Espanha, que, apesar de se encontrar arredada da luta pelo título nas últimas épocas, tem apostado forte no reforço do seu plantel - contratou recentemente o goleador colombiano do FC Porto Falcao - e tentado encurtar o actual fosso para os “colossos” FC Barcelona e Real Madrid. Mais incertas são as tarefas de Nacional e Sporting de Braga, que cederam igualdades em casa também sem golos e vão agora ter de marcar em casa dos adversários. Os “arsenalistas”, finalistas venci-

dos da última edição da prova, entraram como favoritos na eliminatória, mas acabaram por ceder a igualdade em casa, pelo que terão agora de se deslocar a Berna e tentar impor o seu favoritismo. Menos favorito, apesar de defrontar uma equipa de segundo escalão, o Nacional tem pela frente o Birmingham, que desceu na temporada passada à segunda divisão inglesa e participa na Liga Europa na condição de vencedor da Taça da Liga inglesa. Na primeira mão registou-se também uma igualdade 0-0. Numa eliminatória em que as equipas consideradas teoricamente mais fortes estão praticamente encaminhadas para a fase de grupos, o destaque vai para a reviravolta que os gregos do Panathinaikos terão de operar. A equipa orientada pelo português Jesualdo Ferreira, que foi surpreendentemente afastada pelos dinamarqueses do Odense na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, tem agora de vencer por três golos de diferença para poder empatar a eliminatória com o Maccabi Telavive, depois de ter perdido 3-0 em Israel, ou vencer por quatro para seguir em frente.

Direcção dos Serviços de Finanças

Aviso

Cobrança da contribuição predial urbana 1. A única prestação da Contribuição Predial Urbana referente ao exercício de 2010, será cobrada nos meses de Junho, Julho e Agosto do ano corrente. 2. Se, até 01 de Junho, os Srs. Contribuintes não tiverem recebido o conhecimento de cobrança, agradece-se que se dirijam ao Núcleo de Informações Fiscais, situado no R/C do Edifício “Finanças”, ao Centro de Atendimento Taipa ou ao Centro de Serviços da RAEM, trazendo consigo conhecimento de cobrança ou fotocópia do ano anterior, para efeitos de emissão de 2ª via do conhecimento de cobrança. 3. O pagamento pode ser efectuado, até ao último dia do mês indicado no conhecimento de cobrança (Junho, Julho ou Agosto), nos seguintes locais: – Nas Recebedorias do Edifício “Finanças”, do Centro de Atendimento Taipa ou do Centro de Serviços da RAEM; Os impostos/contribuições poderão ser pagos por intermédio de cartão de crédito emitido pelo Banco da China ou Banco Nacional Ultramarino. O montante total de pagamento não pode ser inferior a MOP$200.00 (duzentas patacas), nem superior a MOP$100,000.00 (cem mil patacas). O pagamento, através de cartão de crédito, deve ser efectuado pelo montante total da dívida, sendo apenas permitido utilizar na operação um único cartão de crédito. – Nos balcões dos Bancos a seguir discriminados: Banco da China; Banco Comercial de Macau; Banco Delta Ásia; Banco Industrial e Comercial da China; Banco Luso Internacional; Banco Nacional Ultramarino; Banco Tai Fung; Banco Weng Hang. – Nas máquinas ATM da rede “Jetco”, assinaladas com a indicação «Jet payment»; – Por pagamento electrónico [“banca-on-line” ], no Banco da China, no Banco Nacional Ultramarino ou no Banco Tai Fung, através dos endereços: www.bocmacau.com , www.bnu.com.mo. e www.taifungbank.com respectivamente; – Por pagamento telefónico “banca por telefone”, no Banco da China ou no Banco Tai Fung. 4. Se o pagamento for efectuado por meio de cheque, a data de emissão não poderá ser anterior, em mais de três dias, à da sua entrega nas Recebedorias da DSF, e deve ser emitido a favor da «Direcção dos Serviços de Finanças», nos termos das alíneas 2) e 3) do nº 1 do Artigo 4º do Regulamento Administrativo nº 22/2008 da RAEM. Se o valor do cheque for igual ou superior a MOP50.000,00 patacas, deverá o mesmo ser visado, nos termos da alínea 4) do Artigo 5º do Regulamento Administrativo acima mencionado. 5. Os contribuintes podem também efectuar o pagamento através do envio de ordem de caixa ou de cheque por correio registado para a Caixa Postal 3030. Note-se que não se pode enviar dinheiro, mas apenas ordem de caixa ou cheque que deve remeter-se num envelope devidamente selado e endereçado ao próprio contribuinte, a fim de se enviar o respectivo conhecimento, comprovando o pagamento. Lembra-se que devem ser respeitadas as regras descritas no ponto 4, relativamente aos cheques. – O envio para a caixa postal deve ser feito 5 dias úteis antes do termo do prazo de pagamento indicado no conhecimento de cobrança. 6. Nenhum dos métodos acima mencionados acarreta quaisquer encargos adicionais aos contribuintes pela prestação do serviço de cobrança. 7. Para a sua comodidade, evite pagar os impostos nos últimos dias do prazo. Aos 24 de Maio de 2011. A Directora da Serviços, Vitória da Conceição pág 10 quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 jornal tribuna de macau


Explosão de bomba fere 12 na Tailândia. Dois monges, dois aldeões e oito soldados ficaram feridos na sequência da explosão de uma bomba numa estrada em Pattani, uma das três províncias de maioria muçulmana no sul da Tailândia.

actual

FRANÇA

O MUND NOS “MEDIA” Portugal

Milionários querem pagar mais imposto Milionários franceses, representantes das dezasseis maiores fortunas do país, pediram ao Governo para lhes impor um imposto especial de modo a ajudarem a pôr fim à crise, de acordo com uma petição divulgada ontem pela imprensa francesa

E

ntre os signatários incluem-se o presidente da L’Oreal e seu maior acionista, os patrões da petroleira Total, o grupo hoteleiro Accor, a Danone, o banco Société Générale, o operador de comunicações Orange, a companhia aérea Air France-KLM ou o fabricante automóvel PSA Peugeot-Citroën. “Nós, presidentes e líderes empresariais, empresários, financeiros, profissionais ou cidadãos ricos, queremos o estabelecimento de uma ‘contribuição excepcional’ que afectaria os contribuintes franceses mais favorecidos”, segundo a petição a ser publicada amanhã pelo jornal Le Nouvel Observateur.

Jean Paul Agon , Ceo da “L’Oreal

Os signatários pedem ainda que o imposto tenha “proporções razoáveis” para “evitar indesejáveis efeitos económicos como a fuga de capitais ou o crescimento da evasão fiscal”. Segundo os signatários, é por estarem conscientes de que beneficiaram do actual modelo francês e do contexto europeu que pretendem “contribuir para o preservar”. “Num momento em que as finanças públicas e as perspectivas de agravamento da dívida do Estado está a ameaçar o futuro da França e da Europa, num

momento em que o governo pede a todos um esforço de solidariedade, consideramos necessário contribuir para o mesmo”, acrescentaram. Este pedido acontece uns dias depois de, a 15 de Agosto, o multimilionário Warren Buffett ter dito aos políticos para deixarem de “mimar” os ricos com isenções fiscais, pedindo para aumentarem os impostos sobre milionários como ele próprio. “Enquanto os pobres e a classe média lutam por nós no Afeganistão e a maioria dos

norte-mericanos lutam para fazer face às suas despesas, continuamos com as nossas extraordinárias isenções fiscais”, afirmou o terceiro homem mais rico do mundo num artigo publicado no New York Times, intitulado “Parem de mimar os super ricos”. O anúncio do pedido feito pelos milionários franceses acontece um dia antes de o governo francês apresentar as medidas destinadas a reduzir o défice, com o objectivo de cumprir o compromisso de 5,7 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, 4,6 por cento no próximo e 3,0 por cento em 2013. Segundo a comunicação social francesa, o executivo vai anunciar um imposto especial entre 1,0 e 2,0 por cento para os contribuintes cuja rendimentos fiscais superarem um milhão de euros. O Governo estima que cerca de 30 mil pessoas sejam afectadas por esta medida, que fará o cofres do Estado arrecadar um montante suplementar de 300 milhões de euros.

Portugal

Portugal

china

Crise equilibra balança comercial A balança comercial da China vai equilibrar-se em 2012 com a redução do superavit devido à diminuição da procura de produtos pelas economias dos EUA e Europa, prevê o antigo vice-ministro do Comércio Wei Jianguo

O

ano que vem será crítico para a China, já que a crise da dívida nos EUA e Europa irá reduzir a procura destas economias e a valorização do yuan afectará as exportações”, disse o secretáriogeral do Centro para o Intercâmbio Económico Internacional da China e antigo viceministro do Comércio, Wei Jianguo, citado pela jornal oficial China Daily. O responsável salientou que apesar de as exportações da China para as economias emergentes estarem a aumentar a ritmos acelerados estas cobrem apenas um terço daquelas que foram perdidas na América do Norte e Europa. “Com as exportações em baixa no próximo ano e as importações a crescer, a China poderá alcançar o equilíbrio comercial”, disse Wei, ao prever que o superavit comercial do país cairá para menos de 100 mil milhões de dólares este ano face aos 183 mil milhões de dólares de 2010. Em relação à Europa, Wei Jianguo alerta que as exportações deverão registar uma queda de 10 por cento para um acréscimo máximo entre os 13 e os 15 por cento este ano face a um aumento entre os 22 e os 28 por cento registado em 2010. Em Julho, a China registou um superávit comercial de 31.500 milhões de dólares, o mais alto dos últimos dois anos, situação que Wei atribui às exportações antes da va-

lorização do yuan, que a 11 de Agosto registou um recorde dos últimos 17 anos. O Governo chinês vai baixar nos próximos meses as tarifas de importações para diversos produtos, entre os quais artigos de luxo, para estimular o consumo, anunciou em Junho um porta-voz do Ministério do Comércio. Marcas afectadas. Vestígios de substâncias químicas tóxicas, susceptíveis de afectar os órgãos reprodutivos de seres vivos, foram detectados em produtos de catorze grandes fabricantes de vestuário, anunciou ontem a Greenpeace em Pequim. Entre as marcas colocadas em causa por esta organização não governamental (ONG) de defesa do ambiente figuram a Adidas, a Uniqlo, a Calvin Klein, a Li Ning, a H&M, a Abercrombie & Fitch, a Lacoste, a Converse e a Ralph Lauren. A Greenpeace comprou em 18 países várias peças de vestuário destas marcas, fabricadas na China, no Vietname, na Malásia e nas Filipinas e posteriormente submeteu os têxteis para análise. “Éthoxylates de nonylphénol (NPE) foram detectados em dois terços destas amostras”, explicou numa conferência de imprensa, em Pequim, Li Yifang, durante a apresentação do relatório “Dirty Laundry 2”. Os éthoxylates de nonylphénol (NPE) são produtos químicos frequentemente utilizados como detergentes em numerosos processos industriais e na produção de têxteis naturais e sintéticos. Derramados nos esgotos, decompõem-se em nonylphénol (NP), um subproduto muito tóxico. “O nonylphénol é um perturbador hormonal”, sublinhou Li Yifang, precisando que a substância pode contaminar a cadeia alimentar e pode acumular-se nos organis-

portugal

china

mos vivos, ameaçando a fertilidade, o sistema de reprodução e o crescimento. “Não é apenas um problema para os países em desenvolvimento, onde são fabricados os têxteis. Como quantidades residuais de NPE são libertadas quando o vestuário é lavado, os produtos são derramados em países onde o seu uso é proibido”, insistiu Li Yifang. No mês passado, a Greenpeace tornou público o “Dirty Laundry”, um relatório que mostrou como os fornecedores das grandes marcas têxteis poluem a água de certos rios chineses com as suas descargas químicas. Na sequência desta publicação, as marcas Puma e Nike comprometeram-se a eliminar dos seus processos de fabrico qualquer substância química tóxica até 2020. Em contrapartida, a Adidas limitou-se “a um comunicado vago, sem compromisso da sua parte”, indicou Li Yifang.

jornal tribuna de macau quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 pág 11

hong Kong


Dito

“O Estado português é gordo, esbanjador e está cheio de clientelas. Reduzir isso a fundações e institutos é só para inglês ver.” Eduardo Dâmaso in “Correio da Manhã”

opinião

“Nem que tenhamos de militar nalgum movimento ecológico “armados” de caneta em riste! Deixem as nossas lindas casuarinas em paz e sossego!” - Luis Machado

Há 20 anos zoom sobre macau

In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 24/08/1991

POESIA CHINESA EDITADA EM MACAU Uma antologia em português de um dos maiores poetas clássicos chineses, Bai Juyi, traduzida por António Graça de Abreu, foi lançada em Macau pelo Instituto Cultural do Território (ICM). Reunindo mais de duas centenas de poemas, em apresentação bilíngue, anotados por Graça de Abreu, a antologia integra-se num conjunto de traduções de poemas chineses preparados por este sinólogo nascido no Porto em 1947. Graça de Abreu, que este ano foi galardoado com o prémio nacional de tradução em Portugal pela sua antologia de poemas de Li Bai – considerado o expoente máximo da poesia da dinastia Tang (618-906) – começou em 1977, data em que iniciou a actividade de professor de português em Pequim, o seu estudo da língua chinesa. Até 1983 Graça de Abreu viveu na capital chinesa e em Xangai, tendo no regresso a Portugal leccionando como assistente convidado no instituto de estudos orientais da Universidade Nova de Lisboa. Na sua primeira tradução, à semelhança das restantes edições pelo ICM, lançada em 1985, Graça de Abreu verteu para português a peça “O Pavilhão do Oriente”, um clássico do século XIII-XIV da autoria de Wang Shifu. No próximo ano o ICM editará uma nova antologia preparada por Graça de Abreu, intitulada “Poemas de Wang Wei”, prosseguindo o plano do tradutor de apresentar em português “colectâneas significativas dos maiores poetas da China”. O sinólogo português visa abarcar neste seu projecto “um conjunto de sete ou nove grandes poetas – Du Fu, Tão Yuan Ming, Han Yu, Su Dong Bo, entre outros”, até porque, segundo declarou, “estes números são tidos como muito favoráveis na tradição chinesa”.

Luis Machado*

machado.luispc@gmail.com

As belas casuarinas de Hac-Sá S

ou neto, com imensa honra, de um engenheiro silvicultor, homem que militou quase toda a sua vida em defesa da árvore. Em 1938 surgiu o Plano de Povoamento Florestal e o eng. Augusto Ferreira Machado foi um dos pioneiros e responsáveis pela florestação do norte de Portugal, como chefe da 1ª Circunscrição Florestal dos Serviços Florestais. Tinha a seu cargo as montanhas agrestes do Gerês, Marão, Cabreira, Montesinho e Corôa, Bornes e Nogueira. Milhões de árvores foram plantadas e a paisagem do norte do país viria a ser alterada, de uma tonalidade acastanhada escura para uma enorme mancha verde! No entanto, houve também o condão de saber negociar com as populações que se opunham à retirada dos baldios que eram uma tradição comunitária e serviam de pastagem, pois aí o gado andava livre. Foram pois necessárias muitas horas de negociações, em virtude da oposição das aldeias, muitas horas de diálogo, que o meu avô sempre soube enfrentar de cabeça erguida, pois o melhor estaria para vir e os beneficiários seriam os próprios habitantes destas aldeias, com as novas potencialidades que iriam ser criadas, turismo de montanha, madeira, piscicultura. Uma mudança que se operou no norte e o centro desta foi indiscutivelmente o meu avô Augusto! Em Macau, corria o ano da graça de 1968, ano do Verão quente na Sorbonne, em que era “Proibido Proibir”, dos excessos, da Revolução Cultural na República Popular da China e com os ânimos a arrefecer, mas ainda algo exaltados, em Macau, no pós 12.3 de Dezembro de 66! Foi neste Verão que o meu pai, militar na altura, comandante da Polícia de Segurança Pública, José Luís Ferreira Machado, resolveu dar continuidade ao espírito ecológico e amigo da árvore do seu pai. E vai daí, com a colaboração dos serviços responsáveis da então Administração das Ilhas, e do Eng. Reinault, um homem enorme e bom, a fazer lembrar um pegador de touros do grupo de forcados amadores, com toda aquela sua pujança física, resolveram plantar um infindável número de casuarinas na zona reservada à colónia de férias da PSP em Hac-Sá. Este plano mais tarde estendeu-se ao que é hoje o parque de estacionamento em frente da piscina pública e parque infantil e das merendas.

Um esforço que contou com a colaboração de todo o pessoal de serviço nessa colónia de férias, entre eles o destaque vai para os chefes e polícias Sabugueiro, Machado, Ricardo, Saludes, e outros que a memória não me permite recordar, assim como dos jovens, que como os meus amigos do Liceu e eu, por lá passávamos os nossos meses de Verão naquela idílica praia de areia preta, ainda não tanto assoreada nem poluída como hoje, passados que estão mais de quarenta anos. A escolha desta árvore, “Casuarinaceae”, não foi pois, obra do acaso. Requereu estudos profundos e teve sempre em conta o habitat, o clima tropical e sub-tropical, os ventos marítimos que por vezes são trazidos com as intempéries, os tufões, que nos assolam nos meses mais quentes do Verão macaense. Era preciso segurar as areias e estas árvores, por terem fortes raízes e profundas, eram as mais indicadas, para além de servirem de corta-ventos e barreira natural à fuga das areias para o interior, sendo imensamente eficazes nessas tarefas. Agora que o meu pai vai fazer 90 anos, esta notícia da substituição das lindas e robustas casuarinas, por umas palmeiras “lingrinhas” ao estilo de “Sunset Boulevard” ou de mais um novo riquismo qualquer que não se compreende lá muito bem, foi um golpe muito forte e traiçoeiro. Para nós, que as plantámos com todo o carinho e as vimos crescer em altura ao longo dos últimos 43 anos, é uma tristeza saber que as querem arrancar só porque não gostam delas! Ou será que os interesses financeiros também aqui se sobrepõem?! Espero bem que não sejam mais uma história de enriquecimento fácil, os motivos que estão por detrás desta encenação! Estou com o meu amigo Albano Martins e digo não ao abate das casuarinas de Hac-Sá! Nem que tenhamos de militar nalgum movimento ecológico “armados” de caneta em riste! Deixem as nossas lindas casuarinas em paz e sossego! Obrigado!

Direcção dos Serviços de Finanças

Aviso

COBRANÇA DA CONTRIBUIÇÃO ESPECIAL 1. Faço saber que, o prazo de concessão por arrendamento dos terrenos da RAEM abaixo indicados, encontra-se terminado, e, que de acordo com o artigo 3.° da Lei nº. 8/91/M de 29 de Julho, conjugado com o artigo 2.° e o artigo 4.° da Portaria n.º 219/93/M, de 2 de Agosto, foi o mesmo automaticamente renovado por um período de dez anos a contar da data do seu termo, pelo que, deverão os interessados proceder ao pagamento da contribuição especial liquidada pela Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes. Localização dos terrenos: – Estrada Marginal da Ilha Verde, nºs 996 a 1056 (Edifício Mei Lok Garden); – Avenida de Artur Tamagnini Barbosa, nºs 472 a 490, Rua Três do Bairro Va Tai, nºs 1 a 13, Rua Va Tai, nºs 5 a 11 e Praça das Portas do Cerco, nºs 2 a 40 (Edifício Jardins do Mar do Sul – Bloco I); – Praça das Portas do Cerco, nºs 50 a 94, Istmo de Ferreira do Amaral, nºs 133 a 145, Rua Va Tai, nºs 6 a 12 e Rua Três do Bairro Va Tai, nºs 15 a 27 (Edifício Jardins do Mar do Sul – Bloco II); – Rua do Mercado de Iao Hon, nºs 524 a 568, Avenida da Longevidade, nºs 200 a 250, Rua Direita do Hipódromo, nºs 4 a 48 e Rua da Tribuna, nºs 332 a 386 (Edifício Lok Fu Garden). 2. Agradecemos aos contribuintes que, no prazo de 30 dias após a recepção da notificação do pagamento, ou, até 30/08/2011, se dirijam ao Núcleo da Contribuição Predial e Renda, situado no rés-do-chão do Edifício Finanças, ao Centro de Serviços da RAEM, ou, ao Centro de Atendimento da Taipa, para levantamento da guia de pagamento M/B, destinada ao respectivo pagamento nas Recebedorias dos referidos locais. 3. Na falta de pagamento da contribuição no prazo estipulado, proceder-se-á à cobrança coerciva da dívida, de acordo com o disposto no artigo 6.° da Portaria acima mencionada. Aos, 18 de Julho de 2011. A Directora dos Serviços de Finanças, Vitória da Conceição

pág 12 quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 jornal tribuna de macau

* Escreve neste espaço às quartas-feiras.

Direcção dos Serviços de Finanças

Aviso (Extracto) Faz-se público que se acha aberto o concurso comum, de ingresso, geral, de prestação de provas, para o preenchimento dos seguintes lugares do grupo de pessoal técnico superior, do quadro de pessoal da Direcção dos Serviços de Finanças. Condições de candidatura: Podem candidatar-se todos os residentes permanentes da Região Administrativa Especial de Macau que até ao termo do prazo de apresentação de candidaturas, reunam os requisitos gerais para o desempenho de funções públicas mencionados no ETAPM, em vigor, e que estejam habilitados com adequada licenciatura. Para mais pormenores, deve consultar o aviso de abertura publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau, nº 34, II Série, de 24 de Agosto de 2011 e afixado na S/L da Direcção dos Serviços de Finanças, sita na Avenida da Praia Grande, nºs 575, 579 e 585, Edifício “Finanças”. Pode também consultar o aviso em causa através do website destes Serviços www.dsf.gov.mo. O prazo para a apresentação de candidaturas é de 25 de Agosto de 2011 a 14 de Setembro de 2011. Aos, 22 de Agosto de 2011. O Director dos Serviços, Subst.º, Iong Kong Leong


“É de palavras destas que os jovens precisam – e que eles querem – e não de mais facilitismos dos pais, mais desregramentos dos sistemas de ensino e mais incompetência e falsas promessas de quem os governa.” - Luiz Oliveira Dias

opinião

postais das ilhas

As Portas do Sol E

m Madrid, as Portas do Sol são uma praça do centro da cidade antiga encravada entre duas das suas avenidas mais castiças – a Gran Via e a Calle de Alcalá. Nem grande – pouco maior que as nossas do Senado e de São Domingos juntas – e nem monumental, que o seu edifício mais aparatoso é, por coincidência, o do Comando Geral da Polícia. Foi esta a praça escolhida há meses por alguns milhares de jovens espanhóis justamente “indignados”, para acamparem em protesto contra a incompetência dos sucessivos governos que vêm conhecendo em os apoiarem na realização do seu direito a um futuro digno. Foi também nesta praça que alguns milhares de outros jovens, em agressão irracional contra as liberdades de crença e culto e de expressão (todas consagradas na Constituição) exibiram agora as suas raivas e os seus complexos contra a presença em Madrid do Papa e de dois milhões de rapazes e raparigas católicos dos cinco Continentes para confirmarem pacificamente a sua Fé e fidelidade à Igreja. Finalmente, foi ainda esta praça aquela em que o Papa, esses milhões de jovens peregrinos e ou-

tros milhões de Madrid e de toda a Espanha percorreram, rezando a Via Sacra, em penitência pública contra a expulsão de Deus da Sociedade nas Jornadas Mundiais da Juventude há dias realizada. Porquê este entusiasmo, esta crescente atracção da gente nova pela figura do Papa e para, do Papa, ouvirem a palavra de Cristo? Desde as primeiras Jornadas, em Roma, em 1986 que se assistiu ao relançar – ao reactivar – da relação entre o Papa e as novas gerações. Porque muitos pais têm sido incapazes de serem realmente mães e pais? Porque a Juventude está farta de ver e ouvir os políticos a governarem como se as suas responsabilidades se confinassem à economia e às finanças públicas? Porque os jovens não sabem responder sozinhos aos desafios actualmente imperantes, referidos por Bento XVI, “da superficialidade, do consumismo, do hedonismo a comandar a sexualidade, da falta de solidariedade entre pessoas e nações e da corrupção” impune e generalizada que corrói as estruturas até dos países mais evoluídos? Conscientemente ou não, os jovens estão saturados da materialização – da laicização – da vida e da expulsão de

tribuna

“Um ministro que, em encontro informal com pessoas que tutela, liberta elogios e críticas, com ar descontraído, sobre jornalistas que os seus interlocutores têm de avaliar, deixa-me muito assustado quanto ao que aí vem na comunicação social.” - Pedro Tadeu

Luiz Oliveira Dias*

Deus e dos valores do espírito da Família, da Escola, da Politica e da Sociedade. Por isso correm a ouvir o Papa e, repito, do Papa quererem ouvir a palavra de Cristo: é que eles sabem que o Papa não somente lhes fala sempre com verdade, como os encara não com alguém que os pretende “disciplinar” mas, com um amigo mais velho que muito bem lhes quer. No fundo, porque todos – o Papa e a Juventude – têm a certeza de que Deus continua a ser o mesmo e de que o que falta hoje são homens de Fé. E foi precisamente esse apelo à Fé o tema das Jornadas, logo a começar, logo nas palavras de Bento XVI à chegada a Madrid: “Venho como Sucessor de Pedro confirmar-vos na Fé pois sabeis que, sem Deus, será muito difícil vencer as dificuldades que hoje a vida vos coloca e atingir a verdadeira felicidade. Por isso, oiçam Cristo dentro de vós mesmos, exponham-lhe as vossas dúvidas, conversem com Ele sobre a vossa vocação na vida e na Igreja”. E aqueles milhões de jovens, resplandecentes de alegria, a beberem e a aplaudirem estas palavras de “vida eterna” como se com elas quisessem passar a estar comprometidos! Que pais e que educadores falam assim aos seus filhos nos tempos que vivemos? E, no entanto, é de palavras destas que os jovens precisam – e que eles querem – e não de mais facilitismos dos pais,

mais desregramentos dos sistemas de ensino e mais incompetência e falsas promessas de quem os governa: “Vós os jovens – disse-lhes agora o Sumo Pontífice – vós sabeis o que significa a palavra de Jesus para os primeiros apóstolos – segui-me”. E, à despedida, naquela colossal manifestação da Missa campal no velho aeroporto de Cuatro Ventos, ainda um último apelo aos jovens para fortalecerem a sua Fé: “O Mundo tem fome – carece – do testemunho da vossa Fé; não guardeis Cristo só para vós mesmos – comunicai-o aos outros dando-lhes a alegria da vossa Fé, que a Fé fortalece-se quando se dá”. Daqui a dois anos, no Rio de Janeiro, novas Jornadas (de certeza com ainda mais milhões de jovens) a “levarem a Fé a outras terras e países onde há multidões de jovens que aspiram a coisas maiores, vislumbrando nos seus corações a possibilidade de valores mais autênticos e sem se deixarem seduzir pelas falsas promessas de um estilo de vida sem Deus”. Como agora foi, com o Papa a abrir as Portas das almas boas de milhões de jovens, ao Sol das Jornadas de Madrid.

um ponto é tudo

Pedro Tadeu

*Docente. Anterior presidente do Instituto Politécnico de Macau.

Ferreira Fernandes

Crespo deixa-me triste mas Relvas assusta-me

Só não acerto no Euromilhões

M

H

ário Crespo é um jornalista prestigiado. O director do Expresso, Ricardo Costa, também. Nunca trabalhei com qualquer um deles. Pelo que leio e vejo, há anos, formei uma opinião. Sobre o primeiro, tenho respeito profissional. Sobre o segundo, tenho admiração. Costa co-assina uma notícia polémica sobre Crespo. A história, que confronta os dois jornalistas empregados de Francisco Pinto Balsemão, começou no site do semanário, quarta-feira, com um título taxativo: “Mário Crespo convidado pelo Governo para correspondente da RTP em Washington.” Vieram os desmentidos. O próprio Crespo, admitindo o gosto em voltar a desempenhar tal tarefa, começa por dizer ao jornal onde é colunista que “nenhuma proposta formal” lhe fora apresentada. Mais tarde, no espaço da SIC Notícias que edita, intervém para garantir que tal informação é “integralmente falsa”. A administração da RTP, por seu lado, emite um comunicado onde informa que “não houve nenhuma tentativa de impor qualquer nome”. Sábado, o Expresso, na versão impressa, volta à carga: “Relvas defendeu Crespo em reunião” com o Conselho de Opinião da RTP. No dia seguinte, o presidente do dito Conselho precisa ao JN que foi durante “uma conversa informal com o ministro Miguel Relvas, para apresentar cumprimentos” e que “o ministro assinalou que

Mário Crespo foi o único jornalista português a ter tido acreditação do departamento de Estado norte-americano”, o que é interpretado, pelos vistos, como um elogio. Mário Crespo, nos últimos anos, notabilizou-se por ser crítico do Governo de José Sócrates. Estava no seu direito, só tinha de respeitar regras básicas de conduta profissional. Não pode é esperar que qualquer nomeação sua que envolva o actual poder - mesmo indirectamente - não seja interpretada como um prémio por serviços prestados. Será uma injustiça factual, mas tal como nós jornalistas exigimos aos políticos comportamentos exemplares sobre hipotéticos conflitos de interesses - sempre com o argumento de “à mulher de César não basta ser séria, tem de parecê-lo” - não podemos exigir menos de nós próprios. O que vai na consciência de Crespo será, no entanto, irrelevante para o País. Mas é relevante o que se passa na cabeça de Miguel Relvas, que sobre isto nada desmente ou confirma. Um ministro que, em encontro informal com pessoas que tutela, liberta elogios e críticas, com ar descontraído, sobre jornalistas que os seus interlocutores têm de avaliar, deixa-me muito assustado quanto ao que aí vem na comunicação social. Espero, sinceramente, não ter razão. JTM/DN

á um ano e picos (27 de Dezembro de 2009), publiquei uma crónica a que dei o título “Pacheco Pereira e os bolcheviques à portuguesa, suaves”. Nela, eu emendava-o. Dias antes, na revista Sábado, Pacheco Pereira (PP) dissera que o Bloco de Esquerda (BE) era de revolucionários da tanga, hesitantes entre a democracia burguesa, na qual já debicavam algumas benesses, e as saudades da via revolucionária. Para sublinhar a hesitação do BE, PP serviu-se, como contraponto, do blogue 5 Dias: aí, sim, havia revolucionários puros e duros, o último reduto da violência revolucionária! Estando substancialmente de acordo com PP sobre o BE, dediquei a minha crónica a emendá-lo sobre os do tal blogue - eram tão da tanga como os outros só que mais esganiçados, expliquei eu pacientemente. É certo que quem por lá passasse podia assustar-se com um que tecia loas ao norte-coreano Kim Jong-il, ou outro - na esteira do maluquinho que partira a cara de Berlusconi com uma estatueta - que proclamava a via revolucionária a golpes de estatuetas: “O que a democracia não resolve tem de ser o povo a resolver!...” Mas bolcheviques à portuguesa, bolcheviques suaves, insisti. Ontem, soube-se que António Figueira, do blogue 5 Dias, foi contratado para o gabinete do ministro Miguel Relvas. Há nesta história um tipo certo (Relvas, que escolheu alguém culto e que escreve muito bem) e um tipo errado (PP, que se enganou de revolucionário). É só. JTM/DN jornal tribuna de macau quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 pág 13


ESTELLA WARREN ESCAPA À PRISÃO. Estella Warren, que a 24 de Maio foi detida na sequência de condução embriagada, em Los Angeles, acabou por ser condenada a 60 meses de suspensão informal e um programa de 18 meses para combater o seu problema com o álcool.

lazer

Jennifer Lopez sente-se traída Marc Anthony, ex-marido de Jennifer Lopez, procurou consolo nos braços de Eva Longoria logo após a separação da cantora, de acordo com a revista “Life & Style”. Jennifer Lopez, que se sente traída, terá encontrado assim mais um motivo para não gostar muito da actriz de “Desperate Housewives”. É que já em 2008 Marc Anthony e Eva Longoria mostraram ter uma grande cumplicidade. Numa festa em Las Vegas, o cantor foi fotografado com a actriz sentada ao seu colo e Jennifer Lopez não achou graça, até porque o episódio aconteceu poucos meses após o nascimento dos gémeos, Max e Emme.

MARC JACOBS APONTADO COMO SUCESSOR DE GALLIANO. Marc Jacobs, director artístico da Vuitton desde 1997, pode ocupar em breve o lugar deixado por John Galliano na Dior desde Março. A Dior ainda não confirmou a nomeação, mas a imprensa internacional avança que o eleito será o estilista americano, de 48 anos.

Jane Fonda usa testosterona para manter desejo sexual A actriz contou numa autobiografia que desde os 71 anos tem desfrutado do melhor sexo da sua vida, apesar de ter de recorrer às hormonas masculinas. Jane Fonda, de 73 anos, premiada com o Óscar de melhor actriz por duas vezes, revelou alguns conselhos para as mulheres com mais de 70 anos se manterem activas no “quarto”. Uma das grandes revelações feita pela também activista política foi o facto de tomar hormonas masculinas, como a testosterona, para aumentar o seu desejo sexual.

Prince será a estrela de festival no Rio Prince vai ser a estrela do festival Back2Black, no Rio de Janeiro, e como estrela internacional que é, já começou a fazer uma série de pedidos à organização. O cantor exigiu que uma equipa de médicos, nomeadamente um dentista, um especialista de voz e um quiroprático, estivessem 24 horas ao seu dispor. Além disso, proibiu o consumo de álcool aos elementos da sua equipa e a todos aqueles que fazem parte da organização do evento.

Nasceu a primeira filha de Benicio del Toro Kimberly Stewart deu à luz no domingo, em Los Angeles. Esta é a primeira filha de Kimberly e do actor Benicio Del Toro, pai da criança. Kimberly, de 31 anos, é filha de Rod Stewart que, ainda recentemente, foi pai pela oitava vez, aos 66 anos. Recorde-se que, quando a modelo anunciou a gravidez, esclareceu que não mantinha uma relação com o actor Benicio del Toro mas que este apoiava totalmente a gravidez.

Já À venda na Livraria Portuguesa pág 14 quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 jornal tribuna de macau


TDM 02:45

Benfica vs Twente tdm 11:00 Galaxy - Finais do GPM da FIVB

- Macau 2011 (Directo)

13:01 TDM News - Repetição 13:30 Galaxy - Finais do GPM da FIVB

- Macau 2011 (Directo)

16:00 Jornal das 24h 17:00 Galaxy - Finais do GPM da FIVB

- Macau 2011 (Directo)

19:30 Galaxy - Finais do GPM da FIVB

Roteiro

17:00 18:00 19:00 21:00 21:30 22:00 22:30

40 star movies

14:15 - Cerimónia de Abertura (Directo) 16:10 20:00 Galaxy - Finais do GPM da FIVB 17:45 - Macau 2011 (Directo) 19:25 20:25 Acontecimentos Históricos 21:00 20:30 Telejornal 23:05 21:00 Jornal da Tarde da RTPi 22:10 JK 22:55 Acontecimentos Históricos 23:00 TDM News 23:30 Pele 01:10 Telejornal (Repetição) 01:40 Galaxy - Finais do GPM da FIVB

- Macau 2011 (Resumo)

02:00 Sexo e a Verdade 02:45 Liga dos Campeões:

Benfica - Twente (Directo)

30 ESPN 15:30 Bupa Great Manchester Run 16:00 MLB - Oakland Athletics

vs New York Yankees

19:00 Baseball Tonight International

Max Power 2011/12 Classics 2008/09 -Coventry City vs Chelsea V8 Championship Series - Races HSBC Sevens World Series (LIVE) Score Tonight Mobil 1 The Grid 2011 Ace 2011

Precious Attack Force The Marine 2 Xtinction Stealth The A-Team

41 HBO 14:30 17:15 18:45 20:15 22:00 00:00

Troy Airplane Ii: The Sequel Daddy Day Care Ghosts Of Girlfriends Past Scott Pilgrim Vs. The World Goodfellas

42 Cinemax 14:15 16:00 17:30 19:00 20:30 22:00 00:10

Tremors 3:10 To Yuma The Revenge Of Frankenstein Hardwired A Kiss Before Dying State Of Play Into The Badlands

19:30 Sportscenter Asia 20:00 Chang World of Football 20:30 Bupa Great Manchester Run 21:00 Mundialito - Beach Soccer

Lokomotiv vs Sporting

22:00 Sportscenter Asia 22:30 Chang World of Football 23:00 Mundialito - Beach Soccer

Barcelona vs AC Milans

43 MGM 15:15 16:45 18:30 20:00 21:00 22:45 00:30

SFW Foxes Fatal Charm The White Bus Taking of Beverly Hills Cop Igby Goes Down

31 Star Sports

50 Discovery

14:00 Mission Foods World Netball

14:00 Toughest Military Jobs

14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 21:00 22:00 23:00

Sons Of Guns Kidnap & Rescue Moments Of Impact Dirty Jobs Everything You Need To Know How Do They Do It Deconstructed Factory Made Storm Chasers 2010 Time Warp My Shocking Story River Monsters

51 NGC

TDM Sports

62 AXN

Um filme de: Chung Shu Kai - Falado em Cantonense Com: Eric Tsang, Cho-Iam Wong, Siu Cheung Yuen.

14:55 Chuck

Relapse I Survived Celebrity Ghost Stories Alec Baldwin Heavy Relapse Sell This House The Locator Gene Simmons: Family Jewels Bruce Lee: The immortal dragon My Ghost Story Heavy I Survived

14:15H 18:00H 19:45H 21:45H

15:45 Csi: Ny 16:35 Hawaii Five-O 18:20 Csi: Crime Scene Investigation 19:15 The Voice 21:05 Hawaii Five-0 22:00 Csi: Miami 22:55 Csi: Crime Scene Investigation 23:50 Csi: Miami

13:35 Hell’s Kitchen 14:30 The Glee Project 16:20 Parenthood

Cineteatro Sala 2 cars 2

Um filme de: John Lasseter - Falado em Cantonense

20:10 The Amazing Race

54 History

13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 19:30 20:30 21:00 22:00 23:00 00:00

Cineteatro Sala 1 the fortune buddies

14:00 Wipeout

15:25 Glee

55 Biography Channel

www.macaucabletv.com

cinema

13:05 Blue Bloods

63 Star World

Modern Marvels Underwater Universe Modern Marvels The Manila Hostage Massacre Modern Marvels Monsterquest Ancient Aliens Ottomans vs Christians Modern Marvels The Universe Ancient Discoveries

28822866

Udinese vs Arsenal

10:00 Animals Behaving Badly 18:00 Dog Whisperer 00:00 Monster Fish

13:00 14:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

Serviço de atendimento a clientes

02:45

14:15H 16:00H 18:00H 19:45H Cineteatro Sala 3 The smurfs Um filme de: Raja Gosnell. Com: Hank Azaria, Neil Patrick Harris.

14:15H 16:00H 19:45H 21:45H Torre de macau Captain America

Um filme de: Joe Johnston. Com: Chris Evans, Samuel L. Jackson.

14:30H 16:45h 19:15h 21:30H

17:15 Australia’s Next Top Model

Clube Militar de Macau

18:10 How I Met Your Mother 18:35 Masterchef Australia 20:00 Hell’s Kitchen 20:55 The Glee Project

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000

21:50 Glee 22:45 Masterchef Australia 00:05 Hell’s Kitchen Telefones Úteis

82 RTPi 14:00 Telejornal Madeira 14:30 A Hora De Baco 15:00 Viver É Fácil 15:30 Reportagem Rtp 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 Quem Quer Ser Milionário

- Alta Pressão

17:45 Resistirei 18:30 Trio D´Ataque(R/) 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 O Preço Certo 22:15 Maternidade 23:00 Verão Total: Especial “7

Maravilhas Da Gastronomia”

01:00 Portugal Em Directo

Número de Socorro Bombeiros PJ (Linha aberta) PJ (Piquete) PSP Serviços de Alfândega Centro Hospitalar Conde S. Januário Hospital Kiang Wu CCAC IACM DST Aeroporto Táxi (Amarelo) Táxi (Preto) Água - Avarias Telecomunicações - Avarias Electricidade - Avarias Directel Rádio Macau

999 28 572 222 993 28 557 775 28 573 333 28 559 944 28 313 731 28 371 333 28 326 300 28 387 333 28 882 184 59 888 88 28 519 519 28 939 939 2990 992 1000 28 339 922 28 517 520 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 / 63018939 Telefone: fax: fax: 28715732 / 63018939 28703224

Novo Abrigo da Anima Altinho de Ká Hó- Coloane junto ao Reservatório * Sem adopções a Anima não pode socorrer outros animais * Nunca abandone o seu animal de estimação

Contacto da Anima: 63018939 (Bernardo) Ajude-nos a Ajudá-los jornal tribuna de macau quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 pág 15


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

última

en passant Perda O futebol é um “mundo cão”, onde não há “santos”, nem “demónios”. Nele pontifica José Mourinho, um português de Setúbal que se guindou ao posto mais elevado do futebol internacional, à conta de muito trabalho, dedicação e capacidade de criação. Sem o conhecer pessoalmente ou o seu trabalho no quotidiano, admiro ver o modo como dirige a equipa. Pressinto o que lhe vai na cabeça, por exemplo, numa substituição, ou numa mudança táctica aparentemente inexplicáveis. Erro no tempo dos verbos. Não admiro, admirava; não pressinto, pressintia. Dir-se-á que, afinal foi provocado, como se vê por novas imagens da TVE (e que grande profissionalismo este de contar apenas parte da história...). Não interessa. A cena do dedo no olho do Pito ou do Tito não tem qualquer desculpa. Mesmo na maior comoção, o Chefe tem que manter o sangue frio para decidir bem em todas as circunstâncias. Mourinho é reincidente nestas “cenas” e agora mandou admitir que vai sair do Real. Boa viagem. Perdi mais um “herói”! J.R.D.

tempo

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 27 C 330C 0

27 C 320C 0

câmbios - indicativos Pataca Compra US Dólar 7.98 EURO 11.57 yuan (rpc) 1.217

fonte: bnu

Venda 8.08 11.72 1.268

PRIMEIRO PR PORTUGUÊS ELEITO HÁ CEM ANOS Há cem anos, o advogado e professor Manuel de Arriaga foi eleito o primeiro Presidente da República Portuguesa, cargo que ocupou durante quatro anos, muito longe do ‘recorde’ de Óscar Carmona, que esteve em Belém 25 anos. Manuel de Arriaga foi eleito a 24 de Agosto de 1911, mas resignou antes do final do mandato, a 26 de Maio de 1915, numa altura de grande instabilidade governativa. Saiu do Palácio de Belém escoltado por forças da Guarda Republicana. Teófilo Braga substituiu Manuel Arriaga a 14 de Maio de 1915. Contudo, acabaria por ser um Presidente de transição, por apenas quatro meses. O terceiro Presidente da I República foi Bernardino Machado, que ocupou por duas vezes a chefia do Estado, entre 1915-1919 e 1925-1929, não tendo cumprido nenhum dos mandatos até ao fim. Sidónio Pais foi o quarto Presidente e o primeiro a ser eleito por sufrágio directo e universal. O mandato acabaria por ser interrompido oito meses mais tarde com o seu assassinato na estação do Rossio. João do Canto e Castro foi o “inquilino” seguinte do Palácio de Belém. Depois de um mandato marcado por revoltas e tentativas de restauração monárquicas, a 05 de Outubro de 1919 passou o testemunho a António José de Almeida, o médico que acabou por ser o único chefe de Estado da I República que cumpriu os quatro anos de mandato estabelecidos na Constituição. Manuel Teixeira Gomes teve depois um mandato marcado pela instabilidade governativa, acabando por se demitir em 1925, dois anos depois de tomar posse. Mendes Cabeçada assumiu de seguida a chefia do Estado, mas por escassas semanas, acabando afastado do cargo por Gomes da Costa, que liderou no final de Maio o golpe militar que a partir de Braga pôs fim à I República. Gomes da Costa ocupou a chefia do Estado e do Governo entre 17 de Junho e 9 de Julho de 1926, altura em que foi deposto por Óscar Carmona e Sinel de Cordes.

COINCIDÊNCIA... OU TALVEZ NÃO!

DÉFICE EM LISBOA DIMINUI 25%

O actual presidente da Standard & Poor, Devem Sharma, 55 anos, será substituído a 12 de Setembro por Douglas Peterson de 53, que actualmente é administrador no Citibank N.A., o principal banco do Citigroup. Sharma fica até ao fim do ano com uma tarefa especial no grupo, a de rever o seu portfólio estratégico, após o que sairá, explica a McGraw-Hill num comunicado publicado no seu site. A baixa da nota dos Estados Unidos do famoso AAA, o nível máximo, para AA+, o nível seguinte, pela maior das três principais agências de notação do país, causou grande celeuma e iniciou uma contenda com o Tesouro (o Ministério das Finanças) americano. Entretanto, soube-se que, já antes da descida da nota soberana dos EUA, a Standard & Poor´s estava a ser alvo se uma investigação judicial sobre os seus procedimentos na notação de obrigações hipotecárias subprime, que estiveram na origem directa da crise financeira que no final de 2008 levou à falência do Lehman Brothers e pôs o sistema financeiro ocidental á beira do colapso. Os investigadores suspeitam de que a S&P terá inflacionado a nota dessas obrigações, para obter maior volume de trabalho e desse modo mais receitas, o que as tornou mais apetecíveis para os investidores e ajudou à sua disseminação, antes de se transformarem em activos tóxicos que afectaram o balanço de muitas instituições. A McGrawHill Companies, fundada em 1888, é um grupo que se dedica à informação financeira e à edição na área da educação. Tem cerca de 21 mil trabalhadores e mais de 280 escritórios em 40 países, com um volume de negócios de 4,3 mil milhões de euros no ano passa

De acordo com a síntese de execução orçamental, hoje divulgada pela DirecçãoGeral do Orçamento (DGO), o défice do subsector Estado atingiu os 6.687 milhões de euros nos primeiros sete meses do ano, uma melhoria de 2.243 milhões em termos homólogos. O saldo da Administração Central – Estado e Serviços e Fundos Autónomos (institutos públicos, universidades, hospitais) – e da Segurança Social foi negativo em 5.042 milhões de euros, uma melhoria de 1.791 milhões relativamente ao mesmo período de 2010. De acordo com a DGO, a receita do Estado cresceu 4,4 por cento, o que representa uma desaceleração de 0,4 pontos percentuais em relação ao mês anterior, “justificado, em grande medida, pelo abrandamento do crescimento da receita do imposto sobre o valor acrescentado”. Esta desaceleração já se tinha feito sentir na execução orçamental de Junho e vem comprovar a inversão da tendência das receitas fiscais, que estão a desvanecer-se com o regresso da economia portuguesa à recessão. Por outro lado, a despesa efectiva até intensificou o seu ritmo de descida, mas apenas devido a um factor extraordinário. Em vez dos 3,4 por cento habituais, a despesa total está agora a cair 4,8 por cento, devido ao “efeito de base de 2010 associado à transferência do Ministério das Finanças para o Instituto de Apoio às PME e à Inovação (IAPMEI)”, explica a DGO.

STRAUSS-KAHN REGRESSA A FRANÇA Ainda na terça-feira americana, o ex-director do FMI Dominique Strauss-Kahn deverá regressar a França após o Ministério Público de Nova Iorque ter deixado cair todas as acusações de que era alvo. Segundo a AFP, na sessão marcada para meio do dia, o juiz Michael Obus deverá seguir a recomendação do procurador de Nova Iorque e ilibar DSK de todas as acusações. Num documento de 25 páginas, o procurador Cyrus Vance afirma que Nafissatou Diallo, a empregada de quartos do hotel de 32 anos que acusa Dominique Strauss-Kahn de agressões sexuais, mentiu várias vezes aos investigadores, escreve a AFP. A acusação diz existirem provas de que ela manteve relações sexuais com o ex-director do FMI, mas não é possível demonstrar que não tenham sido consentidas. Segundo o mesmo documento, as mentiras e contradições da empregada, detectadas em “quase todos os interrogatórios com os investigadores”, “feriram seriamente a credibilidade da testemunha no caso”.3:11 Dominique Strauss-Kahn, 62 anos, foi acusado de td12_JTM_banner4.pdf 1 6/15/11 PM tentativa de violação, agressão sexual e sequestro.

TIMOR E INDONÉSIA DECIDEM FRONTEIRAS O ministro dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste, Zacarias da Costa, disse ontem à agência Lusa que a discussão das fronteiras terrestres com a Indonésia está na fase final. “Estamos na fase final. Temos três segmentos para resolver. De dois segmentos, de MemoDilomil e Naktuka (no enclave de Oecussi) temos acordo técnico”, afirmou à Lusa no final de uma palestra na Universidade de Timor-Leste sobre política externa. Segundo o ministro timorense, “uma equipa conjunta” vai em breve fazer o “levantamento topográfico necessário em relação a Bijau Sunami/ Passabe (no enclave de Oecussi)” para se realizar uma próxima reunião conjunta ministerial em Novembro. O chefe da diplomacia timorense espera ter depois uma “decisão política que ponha fim às negociações sobre a fronteira terrestre”, para dar início às negociações sobre a fronteira marítima.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

pág 16 quarta-feira, 24 de Agosto de 2011 jornal tribuna de macau

fecho desta edição jtm - 00:00horas


JTM 24-08-2011  

Jornal Tribuna de Macau

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you