Issuu on Google+

澳 門 論 壇 日 報

Jornal

www.jtm.com.mo ao serviço de macau desde 1982

Tribuna de Macau Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 3930 | sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

10 Patacas

David Chow insinua corrupção O empresário David Chow foi demolidor nas críticas que ontem fez quanto ao processo da mudança do terminal do Porto Exterior. Na apresentação de uma sondagem em que 53 associações e 38 hotéis

se mostraram contra a mudança daquela estrutura marítima, o ex-deputado disse não acreditar que o caso Ao Man Long tenha sido “obra de um homem só” e só não quer a situação se repita agora. Pág 3

Reforma política conquista adeptos entre a população

Pág 2

Imposto do tabaco sobe 150% mas deputados queriam mais Págs 4 e 5

INSTITUIÇÃO PREMIOU ONTEM MELHORES ALUNOS

IPOR pode contratar mais um professor centrais

EUA elogiam possível democratização na RAEM Pág 9

Cinemas no Galaxy trazem novidades de Hollywood centrais

Milhares protestam em Guangdong contra expropriações de terras

Famílias portugueses são as mais “caseiras” no Natal

Novas manifestações reuniram ontem milhares de habitantes de uma aldeia da Província chinesa de Guangdong, convertida num símbolo da luta dos camponeses contra expropriações de terras que consideram abusivas. Os habitantes de Wukan garantem que as terras foram expropriadas sem compensação, mas as autoridades negam as acusações e afirmam que seguiram os procedimentos legais. Segundo a AFP, as autoridades de Lufeng, cuja jurisdição engloba Wukan, indicaram que a polícia, os agentes anti-motins e os bombeiros foram mobilizados ao redor da cidade com canhões de água para “garantir a estabilidade”. Os manifestantes ergueram bandeiras pedindo ao Governo Central que intervenha, bem como retratos de Xue Jinbo, um dos manifestantes que faleceu no domingo enquanto estava detido. Os manifestantes acusam a polícia de ter espancado Xue, que em Setembro liderou os protestos contra as expropriações, que culminaram em episódios de violência.

Destinado a analisar a forma como as pessoas utilizam os meios de transporte durante o Natal, comparativamente com o resto do ano, o estudo “Natal 2011” foi encomendado pela Zurich à GfK e promovido em sete países europeus: Portugal, Espanha, Itália, Suíça, Alemanha, Áustria e Rússia. Do trabalho resulta que, em ano de crise, os portugueses serão o povo mais “caseiro” na quadra natalícia, com 72% a permanecer em casa e apenas 21% a planear visitar a família e/ou amigos. De acordo com a sondagem, 74% dos portugueses que planeia viajar no Natal irá percorrer até 50 quilómetros, elegendo o automóvel como meio de transporte. Entre os restantes, 18% pretende deslocar-se a pé e apenas 6% de transportes públicos. Segundo os autores do estudo, “a tendência de fazer poucos quilómetros estende-se aos outros países mediterrâneos (Espanha e Itália), enquanto na Alemanha e na Rússia percorrem-se distâncias mais longas, na ordem dos 300 quilómetros”.


Reservas cambiais SEMPRE EM ALTA. As reservas cambiais de Macau cresceram 45,4% para 82,8 mil milhões de patacas no final de Novembro, face ao período homólogo de 2010, revelam estimativas preliminares da Autoridade Monetária. Face aos dados rectificados de Outubro de 2011, registou-se uma subida de 4,6%.

local

CONSULTA SOBRE ATERROS PERTO DO FIM. A 2ª fase de auscultação do plano das novas zonas urbanas termina no dia 23, estando a última sessão agendada para este domingo. Segundo o Governo, durante dois meses, realizaram-se 38 sessões de auscultação, workshops, colóquios e seminários. Alem disso, a exposição sobre os anteprojectos foi visitada por mais de 10.000 pessoas e 81 entidades e associações que realizaram cerca de 90 visitas de grupo.

(...) “O ano dourado para Macau não é agora, é daqui a três anos, quando todas as grandes infra-estrutas estiverem concluídas. Mas quem é o homem que controla tudo? Wong Chan Tong” (...) - David Chow

local

(...) “As pessoas que agora chegam a Macau são cerca de 11 ou 12 milhões mas ...eles têm previsto 15 milhões para o novo terminal. E como vai ser quando a ponte estiver pronta?” (...) - idem

ESTUDO DE OPINIÃO AVALIOU LEIS ELEITORAIS E DESEMPENHO DO GOVERNO

Apenas 17% rejeitam reforma política Os residentes da RAEM revelam um desejo crescente de ver o território implementar reformas nos sistemas de eleição do Chefe do Executivo e dos deputados, indica uma pesquisa realizada pelo Centro de Estudos “Um País, Dois Sistemas”. O estudo também concluiu que a maior parte da população avalia de forma positiva ou muito positiva as políticas do Governo viviana chan

A

s Leis Eleitorais para o Chefe do Executivo e Assembleia Legislativa estiveram em destaque no inquérito de opinião efectuado pelo Centro de Estudos “Um País, Dois Sistemas” do Instituto Politécnico de Macau, entre finais de Novembro e início deste mês. Os resultados ontem apresentados revelam que 46,69% dos 1.071 inquiri-

Pesquisa do Centro de Estudos “Um País, Dois Sistemas” decorreu entre finais de Novembro e início de Dezembro

dos via telefone defendem a revisão da Lei Eleitoral para o Chefe do Executivo e 46,50% acham que o método de escolha

Os maiores desejos da população * Combate à inflação 66,01% Redução do fosso entre ricos e pobres 65,73% Diversificação económica 59,01% Plano de desenvolvimento social 49,60% Mais controlo e fiscalização do Jogo 45,10% Melhoria estrutural da classe média 40,99% Revisão do sistema monetário 38,84% * Dados da pesquisa feita pelo Centro de Estudos “Um País, Dois Sistemas”

Chefe concorda com relatório sobre sepulturas Após ter apreciado o Relatório do Grupo de Trabalho para o Aperfeiçoamento do Processo de Concessão de Sepulturas, o Chefe do Executivo expressou a sua concordância com as sugestões apresentadas no documento. De acordo com uma nota do Gabinete do Chefe do Executivo, Chui Sai On já deu ordens aos serviços competentes para pôr em prática algumas medidas, designadamente no que se refere ao “reforço do mecanismo de gestão e dos procedimentos de funcionamento” e ao “aperfeiçoamento da gestão de cemitérios públicos”. Na quinta-feira, o Grupo de Trabalho revelou que chegou à conclusão que a concessão das referidas sepulturas por parte do presidente da antiga Câmara, Sales Marques, foi feita de acordo com a “autoridade legítima” e “no quadro de competências que lhe haviam sido delegadas”.

dos deputados da Assembleia Legislativa deve ser modificado, sendo que a percentagem de pessoas indecisas ou sem opinião clara sobre o assunto atingiu, respectivamente, 36,41 e 34,92 pontos. A possibilidade de reformas mereceu assim a reprovação de 16,9 e 18,5%, respectivamente para a eleição do Chefe do Executivo e dos deputados. O facto de existirem mais de 30% de indecisos ou sem opinião formada foi interpretado pelo director do Centro de Estudos “Um País, Dois Sistemas”, Ieong Wan Chong, como uma consequência da falta de “consciência de cidadania”. Cerca de um terço dos entrevistados admitiu não saber como poderá ser alterada a composição da Comissão para os Assuntos Eleitorais para o Chefe do Executivo ou a proporção dos deputados nomeados e eleitos pelas vias directa e indirecta. Na apresentação do estudo, o mesmo académico apontou que “mais de

30% dos inquiridos pensam que a margem para o desenvolvimento pessoal é pequena ou quase nenhuma em Macau, o que mostra que a estrutura económica local ainda está muito concentrada no sector do jogo”. Executivo e LAG COM NOTAS POSITIVAS. Os participantes na pesquisa também foram convidados avaliar o desempenho do Executivo ao longo deste ano e o relatório das Linhas de Acção Governativa (LAG) para 2012. Segundo foi anunciado, 32,21% dos inquiridos estão satisfeitos ou muito satisfeitos com o Executivo da RAEM, enquanto que 46,59% acham razoável o trabalho desenvolvido em 2011. A percentagem de insatisfeitos ou muito insatisfeitos quedou-se pelos 17,18%. Relativamente às novas LAG, 4,11% dos entrevistados revelaram-se “muito satisfeitos” com as estratégias planeadas para 2012, 30,16% consideraram que se tratam de medidas “satisfatórias” e 39,4% deram uma pontuação “razoável”. Bem diferente é a opinião de 9,8% dos participantes no estudo que acham que as LAG são insatisfatórias ou muito insatisfatórias. Apesar disso, 16,53% disseram não saber responder ou recusar fazê-lo. Comentando este universo de indecisos, Ieong Wan Chong sublinhou que se trata de um problema que não pode ser ignorado. Para o académico, o Governo deve ouvir mais as opiniões da população, até para proteger melhor os interesses públicos. O Centro de Estudos entende que os resultados desta pesquisa representam uma opinião geral da sociedade de Macau, uma vez que os inquiridos abrangem quase todas as faixas etárias, bem como diferentes profissões, níveis de educação e classes sociais.

Quatro protestos no dia da RAEM Três associações e dois residentes manifestaram a intenção de realizar manifestações no próximo dia 20 de Dezembro, anunciou a PSP. Em todos os casos, foram aceites as alterações ao itinerário propostas pelas autoridades

O

s protestos agendados para o dia do aniversário da RAEM serão promovidos pela Associação Novo Macau, Associação da União Familiar de Macau, dois residentes da RAEM e a Associação de Armação de Ferro e Aço de Macau e a Associação de Aliança de Conterrâneos de Cinco Localidades de Guangdong, sendo que estas irão manifestar-se em conjunto. O Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) indicou ontem que já se reuniu com os promotores das manifestações, tendo decidido propor alterações

aos itinerários, com o objectivo principal de “não influenciar a circulação de outros utentes”. Em comunicado, o CPSP acrescentou que as reuniões levaram à assinatura de acordos sobre o cumprimento dos itinerários propostos pelas autoridades. Como tem sido habitual nos últimos anos, as manifestações não irão passar pela Avenida Almeida Ribeiro. O protesto da Associação Novo Macau - que estará centrado nos apelos à reforma política - partirá do Jardim do Mercado de Iao Hon pelas 15 horas e vai rumar à Sede do Governo, onde será entregue uma petição, por volta das 20 horas. No mesmo local e com idêntico procedimento culminará também o protesto organizado pela Associação da União Familiar de Macau, que escolheu o Jardim Triangular como ponto de partida. Pelo meio será também entregue outra petição, ao Gabinete de Ligação do Governo Central na RAEM.

Do Jardim Triangular partirão também dois residentes da RAEM, que também pretendem entregar petições ao Governo da RAEM e ao referido Gabinete de Ligação. Já as associações de Armação de Ferro e Aço de Macau e de Aliança de Conterrâneos de Cinco Localidades de Guangdong preferiram concentrar-se em frente ao Jockey Clube de Macau. Daí seguirão um trajecto que os levará a atravessar a Ponte da Amizade até à península de Macau, onde irão entregar petições ao Departamento de Trânsito do CPSP e à Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego. O comunicado do CPSP frisa ainda que, durante as reuniões com os promotores das manifestações, estes foram avisados, entre outros aspectos, de que devem “garantir a ordem no decorrer da actividade” e “controlar as emoções dos participantes, de forma a evitar comportamentos irritantes”.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Paulo Barbosa e Viviana Chan • Editor Multimédia: Pedro André Santos • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, José Simões Morais, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

David Chow deverá entregar hoje ao Chefe do Executivo os 62.045 inquéritos sobre o Terminal Marítimo do Porto Exterio

EMPRESÁRIO DAVID CHOW SOBRE A MUDANÇA DO TERMINAL DO PORTO EXTERIOR

“Não quero que o caso Ao Man Long se repita” Diz que não é contra a construção de mais terminais marítimos, mas contra o fim do terminal do Porto Exterior. David Chow fez ontem um discurso demolidor, na apresentação de um inquérito em que cerca de 60 mil se mostraram contra a saída do terminal. Pediu a demissão dos responsáveis das Obras Públicas, uns “incompetentes” e lançou a suspeição de corrupção em todo este processo

R

odeado de 53 representantes de associações locais, numa sala com cerca de 300 pessoas, o empresário David Chow, antigo deputado, não teve receios em insinuar que a mudança do terminal marítimo do Porto Exterior para as ilhas pode envolver corrupção. Afirmando “não acreditar” que “o caso Ao Man Long foi obra de um homem só”, fez questão de sublinhar que não quer que “uma situação do género se repita”. As críticas ferozes ao Governo, principalmente aos elementos da Secretaria para os Transportes e Obras Públicas, de quem pediu a demissão, foram feitas ontem à tarde durante a apresentação de um inquérito lançado aos responsáveis de hotéis, associações e cidadãos em geral sobre a mudança do terminal do Porto Exterior para as ilhas. Dos 62.045 inquéritos recolhidos com sucesso (que indicavam o nome e o contacto), 94,7% dos inquiridos pronunciaram-se a favor da manutenção do terminal nos moldes actuais. Outros 3,1% referiram que poderia ser mudado de local desde que não saísse da Península e apenas 1,9% concordou com a mudança para as ilhas. Era ainda questionado se a consulta lançada pelo Governo sobre o Plano Director das Novas Zonas Urbanas era

Jorge Fão e David Chow na apresentação do inquérito em que cerca de 95% dos inquiridos se mostraram contra a mudança do terminal do Porto Exterior

suficientemente transparente. “Insuficiente”, responderam 94,5% dos inquiridos, enquanto 5% consideravam “suficiente”. Para além das 53 associações, David Chow conta com o apoio de 38 hotéis e pensões (Wynn Resorts, Grand Lapa, Casa Real, Grand Lisboa, Lisboa, Sintra, MGM Grand Paradise ou Holiday Inn são apenas alguns dos que discordam da mudança do terminal). No longo e efusivo discurso que proferiu no final da sessão, o empresário, que detém a Doca dos Pescadores, não se esqueceu de lembrar o Executivo que de entre os opositores ao projecto de mudança estão cerca de 30 membros da Colégio Eleitoral, que elege o Chefe do Executivo. “É 10% do colégio”, frisou Jorge Manuel Fão, sócio de David Chow, que lembrou que estes elementos “ainda têm algum peso político”. PRESSÃO EM WONG CHAN TONG. David Chow lembrou ainda o caso Ao Man Long, ex-Secretário para os Transportes e Obras Públicas condenado pelo Tribunal de Última Instância em Janeiro de 2008 a 27 anos de prisão por corrupção. E apontou que o antigo chefe de gabinete de Ao Man Long é o mesmo de Lau Sio Io: Wong Chan Tong.

“O ano dourado para Macau não é agora, é daqui a três anos, quando todas as grandes infra-estruturas estiverem concluídas. Mas quem é o homem que controla tudo? Wong Chan Tong”, disse o empresário aos jornalistas, em inglês. Numa sessão que decorreu sempre em cantonês, Jorge Fão esclareceu algumas das passagens que o empresário fez no discurso. “David criticou o facto de o terminal em Pac On já ter sido expandido quatro ou cinco vezes mais [do que o previsto inicialmente]. Mas se o Governo diz que prevê a redução do número de turistas por via marítima, em função da construção da ponte do Delta (que vai ligar Macau-Hong Kong-Zhuhai), que deve estar pronta em 2016, porquê é que o terminal de Pac On está a ser ampliado?”. Mas David Chow concretizou aos jornalistas no final: “Tudo isto é apenas para cobrir um erro. Construíram demais no outro lado [Pac On] e agora querem fechar este [terminal do Porto Exterior] e assegurar que toda a gente vai para lá [ilhas]. Mas, mesmo que os seis ou sete milhões que utilizam por ano o terminal [da península] sejam transferidos, Pac On continua a ser uma construção demasiado grande. As pessoas que agora

chegam a Macau são cerca de 11 ou 12 milhões mas ...eles têm previsto 15 milhões para o novo terminal. E como vai ser quando a ponte estiver pronta?”. O empresário avisa ainda que “o Governo tem de ouvir os cidadãos de Macau”, porque esta obra é “algo que afecta todos”. Antes, no discurso, David Chow, segundo Jorge Fão, tinha pedido “a demissão de todos aqueles incompetentes do Governo, nomeadamente os altos funcionários dos serviços das Obras Públicas, que não ouvem a opinião pública”. Para o empresário já está tudo decidido, até porque “as maquetas já foram feitas sem o terminal”. De modo que a consulta que o Executivo está a levar a cabo apenas serve “para validar o que já está decidido”. Ainda assim, todos esperam que o Governo seja sensível aos vários argumentos dos que defendem a manutenção do terminal do Porto Exterior. Porque, “se o Governo se mantiver na sua política vamos subir de tom”, prometeu Jorge Fão. Hoje à tarde está previsto que David Chow entregue todos os 62.045 inquéritos ao Chefe do Executivo, Chui Sai On. 53 ASSOCIAÇÕES CONTRA MUDANÇA DE TERMINAL. Ao longo de três horas, 53 representantes de várias associações deram a opinião, desfavorável, sobre a mudança do terminal. O presidente da Associação de Aposentados, Reformados e Pensionistas de Macau, Francisco Manhão, lembrou que os “aposentados que estão numa posição precária não vão ter possibilidades de se deslocar para fora de Macau se o terminal passar para as ilhas”. Já a representante da Assembleia Geral da Associação de Pessoal de Enfermagem de Macau, Mónica Cordeiro, sugeriu que se o espaço actual no terminal da península não é suficiente então “que se construa mais um andar em cima”. H.A.

jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 03


local

“A ideia de proteger os indivíduos de origem portuguesa [na Assembleia Legislativa] perdeu relevância” – Au Kam San, deputado

“Espero que o Governo reforce a conversão dos diplomas legais em versão electrónica, [...] evitando recorrer à declaração de ‘isenção de responsabilidades’, de carácter ambíguo, para se esquivar” – Ung Choi Kun

A culpa é dos portugueses FOTO ARQUIVO

Tabaco vai ser mais caro

raquel carvalho

S

e o regime de nomeação para a Assembleia Legislativa existe, deve-se ao receio dos portugueses de perderem a voz após a transferência, disse ontem Au Kam San, antes da ordem do dia. A Lei Básica precisa de ser actualizada, considera o deputado da Associação Nova Macau, porque são demasiadas as “múmias políticas sem poderes provenientes do povo”. “Há quem defenda com a sua vida o regime de nomeação, invocando que, segundo a Lei Básica, a Assembleia Legislativa é constituída por uma maioria de membros eleitos”. No entanto, a verdade prende-se – aponta Au Kam San – com um receio antigo dos portugueses. “Esta disposição proveniente da Declaração Conjunta Sino-Portuguesa

surgiu porque os portugueses estavam preocupados com a falta de vozes dos indivíduos de origem portuguesa no Hemiciclo, depois da transferência de soberania”. Ficou, por isso, definido na Lei Básica que “a Assembleia Legislativa (AL) é constituída por uma maioria de membros eleitos”. No entanto, “indivíduos de origem portuguesa, como Pereira Coutinho, entre outros, não necessitaram de obter tratamento especial [...] e adquiriram pelo próprio esforço assentos”. Esta situação

mostra, continua o deputado, “que a ideia de proteger os indivíduos de origem portuguesa perdeu relevância”. Tal como já aconteceu várias vezes com a Constituição da República Popular da China, a Lei Básica devia ser actualizada, seguindo as correntes dos novos tempos, propõe Au Kam San. “Como é que alguns pontos desactualizados da Lei Básica podem manter-se inalterados?”. Por outro lado, “é uma situação caricata o facto de se manterem no par-

lamento muitas ‘múmias políticas’ sem poderes provenientes do povo, o que lhes permite reprimir ou restringir os que fiscalizam o Governo”. Baseado neste e noutros motivos, Au Kam San pede uma “transição gradual”, sugerindo que a AL evolua com o correr dos anos. Na mente do deputado, existem três etapas fundamentais “rumo à democratização”. “A primeira passa pela redução, a partir de 2013, de três deputados nomeados e pelo aumento de três deputados por sufrágio directo”. Um segundo passo implicará a “transformação dos 10 assentos de sufrágio indirecto para directo e pela redução do número de assentos para nomeados entre um a três”. E o terceiro deve redundar na “eliminação, a partir de 2021, de todos os assentos para nomeados, ou seja, pela implementação do sistema de sufrágio directo e universal, sendo necessário alterar a Lei Básica e comunicar isso, por uma questão protocolar, à República Portuguesa”. Recordando a história, Au Kam San deixa um apelo aos cidadãos do território. “Os residentes de Macau não devem menosprezar-se, pois não podemos esquecer que já em 1984 estávamos envolvidos em processo eleitoral democrático”. Há “maturidade, racionalidade e sabedoria política” para a mudança, conclui o deputado.

UNG CHOI KUN APONTA O DEDO À IMPRENSA OFICIAL

Assumir responsabilidade sobre Boletim online O cancelamento da distribuição do Boletim Oficial pelas caixas de correio de Macau não agrada a Ung Choi Kun. O deputado entende ainda que a Imprensa Oficial deve “reforçar” a conversão dos diplomas legais em documentos electrónicos, sem sacudir responsabilidades

P

erante uma sociedade cada vez mais informatizada, o Governo tem de se adaptar e satisfazer os desejos da população. Ung Choi Kun entende que a Imprensa Oficial deve disponibilizar mais diplomas legais em versão electrónica, assumindo as respectivas responsabilidades. A distribuição dos Boletim Oficial (B.O.) por correio é também um hábito para manter, considera o deputado.

“Se decidirem cancelar essa distribuição, os diversos sectores vão ficar com a sensação de que os serviços competentes são passivos e que até ignoram o valor político do B.O., por isso espero que ponderem com cautela e sob uma visão jurídico-política”, afirmou Ung Choi Kun. A posição do deputado surge na sequência da notificação enviada pela Imprensa Oficial aos subscritores na semana passada. Ung Choi Kun lembra ainda que o “Governo electrónico é cada vez mais procurado por vários estratos sociais”, devendo ser corrigida a “falta de clareza quanto às normas colocadas na página electrónica da Imprensa Oficial e a existência da declaração de isenção de responsabilidades que perturba os leitores”. Recorde-se que tornou-se público recentemente a existência de boletins oficiais disponíveis online e em ficheiros PDF com data anterior a Dezembro de 1999, que

NA AGENDA DOS DEPUTADOS

INTERNET MAIS ALARGADA. “A rede informática tornou-se um elemento importante na nossa vida quotidiana”, analisam Kou Hoi In, Cheang Chi Keong e Ho Iat Seng. Estando a querer tornar-se num Centro Internacional de Turismo e Lazer, “Macau deve alargar a cobertura da rede sem fios, com vista a melhorar a imagem junto dos visitantes”, defendem. Pontos de Internet gratuita nas zonas fronteiriças e em diferentes locais históricos são sugestões deixadas pelos deputados. MUITAS FILAS. Milhões de turistas chegam todos os anos a Macau, tendo que enfrentar longas filas nos postos fronteiriços. Chan Meng Kam observa que ocorreram “situação caóticas no Porto Exterior e no Terminal Provisório da Taipa”. Isso, lamenta, “prejudica a imagem de Macau”. “É importante que os serviços competentes acolham melhor os visitantes de Macau”, alerta. APOSTAR NO ENSINO TÉCNICO. “Devemos reflectir com uma visão prospectiva a implementação da educação técnico-profissional, de modo a satisfazer as reais necessidades do mercado e apoiar os jovens a desenvolverem as suas potencialidades”, salienta Lau Veng Seng. Na opinião do deputado, é preciso deixar que os cidadãos conheçam o modelo pedagógico das escolas, anulando preconceitos, e optimizar os actuais recursos do ensino técnico-profissional. pág 04 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

local

“O Governo devia consultar a experiência das regiões vizinhas. A subida de quatro patacas para dez é muito reduzida, existem discrepâncias claras” – Ho Ion Sang

DEPUTADOS DEFENDEM TAXAS IDÊNTICAS ÀS DE HONG KONG

AU KAM SAN VOLTA A EXIGIR SUFRÁFIO UNIVERSAL E PEDE ACTUALIZAÇÃO DA LEI BÁSICA

Assim pensa Au Kam San. O regime de nomeação em Macau só foi estabelecido porque os portugueses tinham medo de perder a voz no Hemiciclo depois da transferência de soberania. Numa intervenção antes da ordem dia, Au Kam San delineou três etapas para que a democracia se torne uma realidade no território

“O que estamos aqui a fazer é um ‘show’! [...] Esta proposta não vai ter qualquer efeito” – Kwan Tsui Hang, deputada

perderam o brasão de armas de Portugal. A Imprensa Oficial chegou a afirmar que o formato PDF “destina-se apenas a facilitar a consulta da legislação e do respectivo conteúdo por parte dos cidadãos, não constituindo um arquivo integral ou histórico da sua versão impressa”. Uma opinião divergente possui Ung Choi Kun. “Espero que o Governo reforce a conversão dos diplomas legais em versão electrónica, assumindo as responsabilidades, evitando recorrer à declaração de ‘isenção de responsabilidades’, de carácter ambíguo, para se esquivar”. Para além de solicitar uma “avaliação séria sobre a decisão da cessação dos serviços de distribuição do B.O.”, o deputado é claro na defesa do desenvolvimento das “publicações electrónicas”, mas com uma clarificação de “poderes e deveres”. R.C.

MUSEUS MAIS RICOS. Na opinião de Chui Sai Peng, “aumentar o acervo de relíquias histórico-culturais dos museus parece ser a forma de projectar” uma imagem de cidade cultural. Para isso, é também preciso que existam padrões que possam “aferir a qualidade do património e das obras artísticas culturais”. PROTEGER OS TRABALHADORES. No âmbito da revisão da Lei das Relações Laboral, Lam Heong Seng pede a criação de um regime de compensação quando os dias de descanso são reduzidos, implementação de sanções nos atrasos de pagamento de salários e actualização de indemnizações em caso de despedimento. “Há que defender com firmeza os direitos dos trabalhadores, como o direito ao descanso. [...] A lei deve suprir deficiências para evitar danos aos trabalhadores”. EXPLORADOS PELO GCS. José Pereira Coutinho diz ter recebido queixas de trabalhadores do Gabinete de Comunicação Social (GCS), que alegam exploração. Falta ao pagamento de horas extraordinárias e desrespeito por feriados obrigatórios sem qualquer compensação são exemplos dados pelo deputado. O GCS já se apressou a negar, em comunicado, qualquer situação do género.

O aumento do imposto sobre o tabaco foi aprovado, mas ficou patente uma clara insatisfação entre os deputados. A subida é pouco significativa, sobretudo comparando com as regiões vizinhas, e o contrabando pode crescer. Do lado do Governo fica a promessa de reforçar a fiscalização nas fronteiras e rever a proposta no futuro raquel carvalho

S

e é fumador, passará a pagar mais seis patacas por cada maço de vinte cigarros. A alteração à tabela anexa ao regulamento do imposto de consumo foi aprovada ontem. Os deputados consideram, no entanto, que o valor é demasiado baixo e que fará pouco pelo combate ao tabagismo. Uma revisão do imposto o mais depressa possível e maior controlo nas fronteiras foram alguns dos alertas deixados em pleno Hemiciclo. O consumo de tabaco entre os mais jovens também mereceu uma atenção especial. “O que estamos aqui a fazer é um ‘show’! [...] Esta proposta não vai ter qualquer efeito”, criticou Kwan Tsui Hang, sem meias palavras. A olhar para o montante em vigor na RAEHK, “o aumento que se propõe é muito reduzido”, analisou a líder dos Operários. “Talvez desmotive um pouco os mais jovens, mas para as pessoas com alguma capacidade financeira este pequeno aumento não deve ser um problema”, completou o companheiro de bancada Lee Chong Cheng. Na senda dos insatisfeitos entrou também Ng Kuok Cheong, que olha para a antiga colónia britânica como referência a seguir e copiar. “Espero que a taxa venha a ser igual à de Hong Kong, mas pelo que eu vejo a nossa nem chega a 30 por cento”, lamentou o deputado da Associação Novo Macau. Munido de números e percentagens, Ho Ion Sang juntou-se às vozes amarguradas. “Observando dados internacionais verificamos que globalmente o peso do imposto no preço dos maços de tabaco ocupa entre 60 a 80 por cento do total, a própria Organização Mundial de Saúde recomenda que este se situe nos 70 por cento. Hong Kong está próxima desta referência, mas nós ficamo-nos apenas pelos 30/40 por cento, o que mostra

que ainda falta muito para atingirmos o nível mundial”. Na opinião do representante dos Moradores, socorrendo-se de informações veiculadas pelo Banco Mundial, a taxa de imposto é preponderante no combate ao tabagismo. “O Governo devia consultar a experiência das regiões vizinhas. A subida de quatro patacas para dez é muito reduzida, existem discrepâncias claras”. Ho Sio Kam corroborou ideias e defendeu também ela que “a situação deve ser revista oportunamente”, recordando que a última actualização, em 2009. “Será que devemos fazer uma avaliação todos os anos?”, questionou a deputada. Mak Soi Kun abordou a temática, mas em jeito contundente afirmou que “o Governo deve avaliar a situação periodicamente”. Bem menos paciente mostrou-se Kwan Tsui Hang, clamando por uma revisão “dentro de meio ano no máximo”. Em contas simples o agravamento do imposto passa de 20 avos por unidade para 50 avos, o que faz com que sejam cobradas dez patacas em cada maço de 20 unidades. Recordese que na região vizinha o imposto subiu ainda este ano de 24 para 35 dólares de Hong Kong. Voltando ao território e à luz da nova tabela, no que toca ao tabaco de filamento acontecerá um incremento de 80 para 200 patacas por quilograma, enquanto que a taxa sobre os charutos cresce de 280 para 1.422 patacas. CONTRABANDO À ESPREITA. Portador de preocupações alheias, Ng Kuok Cheong lembrou, por outro lado, o fantasma do “mercado do contrabando”, muito comum por estas bandas. “Gostava de saber se o Governo tem capacidade para combater esse fenómeno?”. Também Ho Ion Sang e Tsui Wai Kwan clamaram por “medidas concretas”, lembrando ainda que perto de Macau existem muitos locais como Gongbei, onde é possível comprar tabaco isento de impostos. Endurecer o controlo sobre a quantidade de maços trazidos pelos visitantes é uma iniciativa sugerida não só pelo membro dos Kai Fong, mas também por Ng Kuok Cheong e Chui Sai Cheong. “Já existia anteriormente um controlo sobre a entrada de tabaco, mas depois da aprovação será necessário melhorar a fiscalização nas fronteiras”, comentou o último. “O transporte de 19 unidades, como

Novos apoios aos doentes com cancro Antes da ordem do dia, Chan Wai Chi mostrou-se satisfeito com uma resposta do director do Instituto de Acção Social (IAS). Segundo relatou, Iong Kong Io explicou-lhe que será construído em 2013, na zona Norte, um centro de reabilitação e serviços de apoio comunitário para doentes com cancro – principal motivo de mortalidade em Macau. A formação de seis oncologistas e quatro hematologistas locais, através de internato, bem como a contratação de médicos especialistas ao exterior foram outras das promessas. “O director do IAS, na sua reposta, comprometeuse ainda a reforçar as acções de divulgação sobre epilepsia e a estudar a classificação da epilepsia nas três categorias de famílias necessitadas”, acrescentou o deputado.

acontece em Hong Kong, pode servir de referência”, entende Chan Wai Chi, trazendo ainda a debate o exemplo de Singapura que não permite de todo a “importação” de tabaco. Chui Sai Cheong defendeu ainda que o “Governo, após os três anos de período de habituação para os estabelecimentos, deve rever todo o diploma”. JOVENS EM MAUS CAMINHOS. Impostos mais pesados são apenas um meio disponível para motivar uma vida sem o fumo dos cigarros. É preciso pensar noutros e colocá-los em prática, considera Mak Soi Kun. “A taxa de consumo de tabaco entre professores é elevada e o consumo entre alunos também cresce. Há ainda estudos que mostram um aumento de consumo entre os jovens do ensino secundário, havendo uma relação entre o tabaco e o consumo de droga”. Medidas que intervenham entre as paredes das escolas são urgentes. “A nova lei ainda permite fumar nas instituições de ensino superior. Esta lacuna deve ser colmatada, porque os professores são os ídolos dos alunos”. Também na perspectiva de Chan Wai Chi, “o Governo deve fazer mais”. O fio condutor terá de passar pela “salvaguarda da saúde de todos”, já que em Macau o “cancro e as doenças circulares e respiratórias” são aquelas

que mais matam. “E todas estão relacionadas directa ou indirectamente com o tabaco”, insistiu o deputado da Associação Novo Macau. Depois de ouvir o coro das insatisfações, Francis Tam elencou soluções. Segundo o Secretário para a Economia e Finanças, existem “medidas preparadas para a execução da lei”, incluindo “punições aos infractores que se dediquem ao contrabando”. Reforçar a “fiscalização nos postos fronteiriços e se necessário aumentar o número de pessoal” são outros exemplos. “Vamos também melhorar o contacto com os operadores contra a distribuição e comercialização de tabaco ilegal, bem como reforçar o contacto com as autoridades chinesas e combater os trajectos através dos quais esses produtos acedem”. Francis Tam admitiu que o agravamento do imposto sobre o tabaco revela uma “certa diferença em relação às regiões vizinhas”, pelo que admitiu “rever o imposto no futuro”. O diploma que foi apresentado em carácter de urgência – situação que desagradou Kwan Tsui Hang – acabou ser aprovado na unanimidade e entrará em vigor no dia após a sua publicação. Recorde-se que o Regime de Prevenção e Controlo de tabagismo começa a ser aplicado já a 1 de Janeiro do próximo ano.

Ng Kuok Cheong sugere fundo para habitação A Lei do Orçamento de 2012 recebeu luz verde, na especialidade, com a intervenção de apenas dois deputados, ambos da Associação Novo Macau. Os gastos no que toca a obras públicas foram uma preocupação comum. “No artigo 2.º não estão previstas de modo efectivo as receitas provenientes da venda de habitações económicas”, criticou Ng Kuok Cheng, apelando para que o Governo faça uma aplicação “equilibrada do erário público”. Em jeito de sugestão, o deputado propôs ainda a criação de um Fundo de Desenvolvimento de Habitação com cerca de 100 mil milhões de patacas. Chan Wai Chi pediu também mais tento na hora de gastar dinheiro. “A arbitrariedade é enorme, uns ultrapassam orçamentos, entre outros a taxa de execução não é a mais desejável”, criticou. O Governo prevê que as receitas do próximo ano atinjam 115,2 mil milhões de patacas, ou seja, mais 44,7 por cento do que em 2011. Já as despesas devem fixar-se em 77,3 mil milhões de patacas (mais 34,6 por cento). Só em impostos de Jogo, a Administração deve arrecadar 85 mil milhões de patacas. jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 05


publicidade

MERCADORIAS COM NOVOS CÓDIGOS. A nomenclatura para o comércio externo de Macau vai sofrer mais uma revisão a partir de 1 de Janeiro, com base nas últimas recomendações da Organização Mundial das Alfândegas. Nesse sentido, todas as declarações e licenças de importação e exportação deverão ser preenchidas de acordo com os novos códigos de mercadorias.

local

GRIPE COLECTIVA EM JARDIM DE INFÂNCIA. Sete alunos da mesma turma do jardim de infância da Associação Geral das Mulheres de Macau, na Rua do Campo, foram afectados por um caso de infecção colectiva de gripe. Segundo os Serviços de Saúde, os alunos doentes não foram submetidos à vacina anti-gripal para o Inverno, pelo que o organismo reiterou o apelo à vacinação.

IAS PRETENDE CRIAR APOIO INDEPENDENTE PARA O ALUGUER DAS CASAS

Risco social sem valor das rendas O Instituto de Acção Social pretende que o valor das rendas não entre no cálculo do risco social. O organismo propõe a criação de um subsídio independente para apoiar no aluguer das habitações. O montante do risco social será avaliado de seis em seis meses para que os ajustes, tendo por base a inflação, aconteçam de acordo com as necessidades fátima almeida

O

valor das rendas das casas deixará de fazer parte do cálculo do risco social, mas as famílias mais desfavorecidas continuarão a receber apoio para o aluguer de uma habitação. Segundo explicou o presidente do Instituto de Acção Social (IAS), este subsídio importante para aliviar a pressão de um encargo pesado” terá um carácter independente para que o montante do risco social não sofra uma subida abrupta. “Nas despesas das famílias, para as estatísticas, consta uma rubrica para a renda da habitação, que é um grande encargo para os grupos mais fragilizados. Se acrescentarmos a renda ao cálculo do

O cálculo do risco social foi um tema em destaque na reunião do Conselho de Acção Social

risco social temos de subir muito o seu montante. Assim, o que queremos fazer é retirar a renda do cálculo do risco social”, explicou Iong Kong Io, após a 3ª sessão plenária, em 2011, do Conselho de Acção Social. O responsável pelo IAS salientou

IAS está consciente da falta de profissionais Em cima da mesa da discussão do Conselho de Acção Social esteve ainda a credenciação dos assistentes sociais, prevendo-se que o diploma possa ser entregue à Assembleia Legislativa no final de 2012. Ainda que não esteja definido um montante para a actualização do subsídio destes profissionais, a sua distribuição deverá ser feita através das instituições a que pertencem. Iong Kong Io salientou que o Governo poderá fiscalizar a atribuição do montante através da prestação de contas. O presidente do Instituto de Acção Social salientou que está consciente da falta de profissionais no sector social e reconheceu a necessidade de se apostar na formação.

que esta medida vai permitir ao mesmo tempo um risco social mais equilibrado e apoiar as famílias na renda da casa. “Dado que o subsídio de renda é essencial para ajudar os grupos mais fragilizados, temos de manter a atribuição do subsídio. Assim podemos ter um risco social que satisfaça a população e atribuir um subsídio de renda”, enfatizou. Esta medida que esteve em discussão ontem surgiu depois de um estudo elaborado pelo Instituto Politécnico de Macau (IPM) para determinar os factores e o mecanismo de actualização do risco social, que no início do ano passará de 3.000 para as 3.200 patacas (agregado de uma pessoa). Tendo por base as informações do Inquérito sobre as despesas dos agregados familiares, da Direcção dos Serviços

MORADORES PREOCUPADOS COM SITUAÇÃO JUNTO À ETAR DE MACAU

DSPA tenta acabar com maus cheiros Os moradores da zona nordeste estão preocupados com a questão dos maus cheiros derivada do funcionamento regular da Estação de Tratamento de Águas Residuais da Península de Macau. Os Serviços de Protecção Ambiental garantem que estão a tomar medidas para atenuar o problema

A

Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA) assegurou que está a ser implementada uma série de medidas visando o controlo dos cheiros junto à Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Península de Macau. A garantia foi dada na sequência de queixas de moradores, que ontem aproveitaram para apresentar várias sugestões tendentes a melhorar a qualidade do ambiente circundante. O problema foi abordado durante uma palestra realizada na Associação de Amizade dos Moradores da Zona Nordeste de Macau e durante a qual a DSPA adiantou que está a tomar medidas para atenuar, a curto prazo, a questão dos maus cheiros. O aumento do número de desodorizadores de ambiente, o reforço das vistorias à ETAR e o aumento da arborização na infra-estrutura foram algumas medidas apontadas pelo organismo, que também solicitou a uma entidade independente a verificação e análise da qualidade do ar na zona em causa. A DSPA salientou ainda que, no final do mês passado, encomendou a uma firma de consultadoria um estudo sobre pág 06 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

as fontes dos cheiros e propostas para solucionar o problema. Além disso, os Serviços de Protecção Ambiental prometeram exigir à operadora da infra-estrutura “uma gestão reforçada da ETAR e a apresentação de medidas para a mitigação dos cheiros”. Durante a palestra, o chefe do Centro de Gestão de Infra-Estruturas Ambientais da DSPA, Chan Kwok Ho, sublinhou ainda que tem sido mantida a comunicação com as firmas de administração dos edifícios e com os cidadãos da zona, com vista a encontrar a melhor solução para resolver a questão dos cheiros. De acordo com uma nota oficial, o director da Associação de Amizade dos Moradores da Zona Nordeste, Ho Chung, concordou com a forma como a DSPA tem acompanhado a situação.

de Estatística e Censos, já analisado anteriormente pelo Conselho, determinouse ainda que é “conveniente que o nível das despesas das pessoas com dificuldades económicas se situe entre os 40 e os 50 por cento das despesas da população em geral”. Ou seja, excluindo a renda e as despesas que não fazem parte das necessidades básicas, como o tabaco, viagens e vinho, “50 por cento das despesas familiares corresponderá ao valor da risco”. A ajuda para a renda da casa surgirá num subsídio à parte. RISCO SOCIAL AVALIADO DE SEIS EM SEIS MESES. A mesma pesquisa indicou que o valor do risco social deverá ser avaliado semestralmente todos os anos para que se proceda ao seu ajustamento de acordo com as necessidades. O acerto terá por base a inflação, sendo que será feita a comparação do índice da inflação dos últimos doze meses, para que seja possível prever a sua tendência nos seis meses seguintes. Segundo os cálculos efectuados pela equipa que realizou o estudo, o nível de apoio por uma pessoa, em Setembro, correspondia a 3.091 patacas. Para calcular a subida do risco social, àquele valor juntou-se 3,5 por cento do índice de inflação, percentagem que se prevê atingir em meados do próximo ano. Por isso, o valor do risco social foi aumentado para 3.200 patacas, explicou ainda Iong Kong Io, acrescentando que deverá ser revisto em meados do próximo ano. O IAS acredita que este “ajustamento científico consegue garantir de forma adequada e planeada o nível de vida dos grupos sociais em situação vulnerável”. Segundo os dados anteriormente facultados pelo organismo, em Julho foram atribuídos subsídios a 5.284 famílias por se encontrarem numa situação de carência.

“Rigor e cautela” na propriedade intelectual O Governo da RAEM tem uma postura “muito clara” em termos de protecção dos direitos de propriedade intelectual e irá aperfeiçoar o respectivo diploma com “rigor e cautela”, disse ontem o Secretário para a Economia e Finanças, referindo-se à proposta de lei relativa à alteração ao regime jurídico do direito de autor e dos direitos conexos, actualmente a ser discutida na especialidade na Assembleia Legislativa. Citado por um comunicado oficial, Francis Tam “recordou que o regime jurídico actual protege os direitos de propriedade intelectual, recorrendo primeiro ao Código Civil, e só em situações mais graves, é que é aplicada a legislação penal”. O Governo está atento aos métodos de divulgação de informação em rede electrónica, assegurou ainda o Secretário para a Economia e Finanças, acrescentando que o Executivo “compreende perfeitamente a preocupação” de algumas pessoas que consideram que as sanções aplicadas via legislação penal são “demasiadas moderadas”. Nesse contexto, Francis Tam insistiu que “o Governo da RAEM vai tomar uma posição muito rigorosa e cautelosa, e resolver as questões de teor criminal dentro dos limites adequados”.

jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 07


local

USOU GUARDA-CHUVA PARA ABRIR PORTA. Uma casa foi furtada na zona do Patane. No interior, foi encontrado um guarda-chuva estranho, que o ladrão terá esquecido. A polícia suspeita que o guarda-chuva terá sido utilizado para forçar a porta.

DOIS CASOS DE POSSE DE DROGA. Em “operações stop” foram detectados dois indivíduos na posse de droga. Os envolvidos confessaram. Num dos casos, a substância ilegal fora comprada em Macau e no outro em Zhuhai.

(...) “Os EUA apoiam firmemente os princípios democráticos. Acreditamos que estes princípios devem ser aplicados a várias sociedades, dentro das tradições nacionais” (...) - Stephen Young

INTERMEDIÁRIOS FICAVAM COM MAIORIA DO DINHEIRO

VOX POPuli

Detectada rede de prostituição FOTO ARQUIVO

A polícia fez uma perseguição discreta até a um hotel, onde se deparou com um grupo de nove mulheres que se dedicavam à prostituição. Foram detidos dois intermediários, que angariavam clientes nas ruas de Macau paulo barbosa

A FREDERICK LO (residente de Hong Kong)

“O planeamento urbanístico é muito confuso” -Qual é a sua impressão de Macau? -Penso que Macau faz um trabalho muito bom na preservação dos monumentos históricos, melhor do que outras cidades asiáticas. Com um ritmo de vida lento, é uma cidade confortável. Em comparação com outras cidades do continente asiático, parece-me que é um local muito bom para viver. -De uma forma geral, do que gosta mais nesta cidade? -Gosto especialmente da gastronomia. A qualidade da comida, mesmo nas tascas, é melhor do que em Hong Kong. É fácil encontrar comida de outras zonas do mundo com qualidade e por pouco dinheiro. Além disso, comparativamente a Hong Kong, prefiro as habitações de Macau, porque normalmente o espaço das casas é maior. -E o que destacaria pela negativa? -O planeamento urbanístico é muito confuso. Em Hong Kong, uma cidade muito maior do que Macau, demoramos 30 minutos para chegar a casa, mas aqui precisamos de mais tempo para chegar ao destino. Em contrapartida, as tarifas dos transporte públicos em Macau são baratas. -Se pudesse, o que gostaria de mudar? -Gostaria que os serviços fossem melhores. Acho que falta alguma eficiência tanto nas entidades públicas como privadas e há muita burocracia. Também considero que as pessoas de Macau não são muito solidárias. Uma vez, perdi a carteira num ‘resort’, mas os funcionários não ajudaram e alguns nem sabem como funcionam as coisas. Foi uma situação muito desagradável. Sendo uma cidade turística, Macau deve rever alguns aspectos para melhorar a sua imagem. V.C. pág 08 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

Polícia de Segurança Pública detectou uma rede de prostituição que envolvia nove mulheres chinesas e dois intermediários. A situação começou a ser detectada na Rua de Pequim, onde os agentes viram um indivíduo abordar um turista, propondo-lhe um negócio. Os dois estranhos parecem ter chegado a acordo e o suspeito fez um telefonema. Passados alguns minutos, surgiu no local uma mulher chinesa, que propôs serviços sexuais ao turista. No entanto, este não terá ficado agradado com a oferta e abandonou o local. Os agentes interceptaram o homem, que admitiu servir de intermediário entre prostitutas e clientes, recebendo 400 patacas por cada angariação. Paralelamente, a mulher foi seguida até a um hotel situado na Rua de Malaca, onde foram encontradas outras oito prostitutas no mesmo quarto, acompanhadas por um segundo intermediário. No local, existiam utensílios sexuais e diversos telemóveis. As mulheres alegaram que os intermediários lhes arranjavam clientes. Embora exigissem 600 patacas, apenas recebiam 200, ficando o restante na posse dos dois homens, com 28 e 33 anos. A maioria das nove envolvidas neste esquema de prostituição provém da província de Hunan. As suas idades estão compreendidas entre os 20 e os 30 anos. DESPISTOU-SE QUANDO ESTAVA ALCOOLIZADO. Eram sete da madrugada de quarta-feira quando, num cruzamento próximo do lago Nam Van, aconteceu um acidente de viação, numa altura em que praticamente não circulavam veículos. O incidente ocorreu no cruzamento entre a Avenida Dr. Stanley Ho e a zona de lazer do lago, junto a uma passadeira, onde o veículo se

CÔNSUL AMERICANO ENCONTROU-SE COM CHUI SAI ON

EUA elogiam possível democratização O representante dos EUA em Hong Kong e Macau considera que “não há um único modelo para a democracia”. Stephen Young manteve encontros com Chui Sai On e com outras personalidades. Segundo o cônsul-geral, a RAEM deverá ser incluída num ambicioso programa dirigido a estudantes americanos paulo barbosa

Maioria das mulheres envolvidas na rede de prostituição provém de Hunan

despistou sem causa aparente. A polícia chegou rapidamente ao local e interrogou o condutor, que alega ter perdido o controle da viatura quando tentou evitar duas pessoas que atravessavam na passadeira. Feito um exame para verificar a quantidade de álcool que tinha no sangue, verificou-se que apresentava uma taxa de 1,34g/l, muito acima do que é permitido por lei. O indivíduo foi condenado a uma pena de prisão de quatro meses, que foi substituída por uma multa de 14.400 patacas. Foi também decretado que só poderá conduzir veículos da empresa para a qual trabalha, durante um ano e três meses. DOIS FURTOS NO MESMO PRÉDIO. Um caso curioso aconteceu na quarta-feira, quando dois apartamentos de um prédio situado na Travessa do Enleio, nas proximidades do Jardim Luís de Camões, foram furtados na mesma tarde. No entanto, o larápio não terá logrado os seus objectivos. Num dos casos, toda a casa foi remexida, mas não foi encontrado nenhum objecto com valor, pelo que o intruso saiu sem levar nada. Muito provavelmente, o mesmo indivíduo tentou entrar noutro apartamento, de onde levou cinco mil patacas.

Bombeiros e CEM testam resposta a incêndios Mais de 100 elementos dos Bombeiros e da CEM participaram ontem num simulacro de salvamento e incêndio na Central Térmica de Ká-Hó

R

eforçar o trabalho de emergência, coordenação e comunicação em caso de sinistro foi o objectivo central do simulacro realizado ontem, pelas 11 horas, pelo Corpo de Bombeiros na Central Térmica de Ká-Hó, operada pela Companhia de Electricidade de Macau (CEM). No exercício, foi simulada uma ignição acidental na botija de óleo localizada na Central, com uma capacidade de 10 mil metros cúbicos, durante o período de soldadura e manutenção. O pessoal da CEM accionou imediatamente o plano de emergência interno, tomou as medidas de segurança e pediu ajuda aos Bombeiros. Após ter recebido o alarme, o Corpo de Bombeiros enviou para o local 10 viaturas de emergência e 36 “soldados da paz”, que testaram a sua capacidade de resposta durante cerca de 40 minutos. As duas partes fizeram um

local

(...) “O rendimento de Macau é de 60 mil dólares ‘per capita’, fazendo com que seja a mais próspera sociedade da Ásia e, provavelmente, uma das mais prósperas do mundo” (...) - Idem

O

cônsul-geral dos Estados Unidos da América (EUA) em Hong Kong e Macau elogiou ontem o discurso de Chui Sai On na apresentação das Linhas de Acção Governativa, particularmente no que concerne à democratização. Stephen Young revelou que os diplomatas americanos seguiram “com muito interesse” as declarações sobre possíveis “reformas quanto à maneira como os deputados vão ser escolhidos para a próxima legislatura” e relativamente ao estudo de “alterações à forma como o Chefe do Executivo será escolhido, em 2014”. Para implementar estas medidas, Young reconhece que “a Assembleia Nacional Popular tem um papel chave”, acrescentando que Pequim analisará a questão a partir de Janeiro. Num encontro com jornalistas, que decorreu num hotel da cidade, Stephen Young disse estar a seguir “semelhantes eventos” em Hong Kong, onde tem sido debatida a possibilidade de aplicar o sufrágio universal na escolha do Chefe do Executivo de 2017 e nas legislativas de 2020. Em relação ao futuro do sistema político local, Young disse que os EUA estão “interessados em ver o que as pessoas de Macau gostariam de ver implementado”, admitindo que cada região deve encontrar as suas soluções. “Os EUA apoiam firmemente os princípios democráticos. Acreditamos que estes princípios devem ser aplicados a várias sociedades, dentro das tradições nacionais. Não há uma forma para todos os casos. As sociedades democráticas europeias, americanas e asiáticas apresentam muitas variantes”, argumentou. Durante a manhã de ontem, o cônsul-geral esteve reunido na As-

sembleia Legislativa com Lau Cheok Va. Participou também num encontro com membros da Associação Novo Macau antes de se encontrar com jornalistas locais. À tarde, foi recebido pelo Chefe do Executivo. Na agenda destes encontros terão estado os “pontos chave” da política americana para a região, que Young descreveu aos jornalistas: “Apoiamos muito o princípio ‘um país, dois sistemas’; queremos apoiar a actividade de empresários americanos e garantir que há um enquadramento justo para as suas actividades; queremos promover ligações activas com a sociedade de Macau – quer sejam culturais, educacionais ou outros – e, em geral, estamos a tentar ser bons parceiros com os nossos amigos em Hong Kong e Macau.”

Artigos traçam “retrato irrealista” do Consulado

balanço positivo dos resultados do simulacro, sublinhando que este “alcançou os objectivos e

efeitos previstos”, ao possibilitar nomeadamente o reforço do mecanismo de comunicação.

Stephen Young mostrou-se incomodado com o teor de artigos publicados em Hong Kong e em Macau, alguns deles sobre revelações divulgadas pelo Wikileaks, e aproveitou o encontro com os jornalistas para desmentir o seu teor. Segundo disse, os artigos “traçam um retrato irrealista das actividades do Consulado, sugerindo que é demasiado grande, ou que está envolvido em actividades para influenciar a política local”. O diplomata frisou que “o Consulado está muito empenhado no desenvolvimento de relações amigáveis e próximas com Macau e Hong Kong”. “Por muito que não goste do Wikileaks, se olharem para esses alegados documentos, verão que as conversas que temos são tentativas para perceber o que se passa aqui e para ter um maior conhecimento dos assuntos que envolvem Macau e Hong Kong, por forma a que o Consulado possa reportar a Washington, assegurando que as políticas adoptadas estão o mais possível ligadas à realidade destes sítios”, justificou.

Uma das novidades avançadas ontem pelo diplomata (que é cônsul em Hong Kong desde Março de 2010, depois de ter sido embaixador no Quirguistão e director do Instituto Americano em Taipé) consiste na intenção americana de integrar Macau num ambicioso programa educativo, que pretende colocar 100 mil alunos americanos a estudar na China. O Governo dos EUA está a criar um fundo para os alunos que queiram estudar na China ao longo dos próximos anos e o consulado quer que a RAEM seja um dos destinos contemplados. “Temos estado a trabalhar com os nossos colegas em Washington para nos assegurarmos de que o programa será válido em Macau, tal como em Hong Kong”, disse o cônsul, frisando que o programa “não começa do zero”, visto que já há alunos norte-americanos a estudar nesta região (pouco mais do que duas dezenas em Macau e cerca de mil em Hong Kong, segundo os dados avançados).

Tendo em conta que existem 17 mil americanos a estudar em toda a China e 150 mil alunos chineses nos EUA, o programa pretende diminuir esta discrepância. Young explicou que a ideia subjacente a esta iniciativa é que o facto de “mais americanos conhecerem a China, a língua e as fantásticas transformações económicas que estão a ocorrer” irão “beneficiar ambos os países”. PROPOSTA VISITA DE HILLARY CLINTON. O diplomata destacou a visita, em Julho, da Secretária de Estado dos EUA a Hong Kong, quando “contou” a Hillary Clinton “as coisas fantásticas que estão a acontecer em Macau”, tendo-lhe proposto que visitasse o território. O diplomata realçou ainda a importância da deslocação a Macau de um grupo de senadores, que aconteceu no passado mês de Abril e incluía o senador Harry Reid, o Democrata que lidera a maioria no Senado americano. “O Senador Reid discursou na Câmara de Comércio Americana e foi muito bem recebido pela comunidade de negócios, onde se referiu ao interesse contínuo dos EUA em Macau e nas oportunidades que tem proporcionado aos empresários americanos ao longo dos últimos dez anos”, descreveu. Tendo em conta as conversações que mantém com a comunidade americana local, o diplomata pensa que a relação dos EUA com a RAEM “está a correr bem” e que surgirão mais oportunidades para as empresas americanas. Young calcula que “o rendimento de Macau é de 60 mil dólares ‘per capita’, fazendo com que seja a mais próspera sociedade da Ásia e, provavelmente, uma das mais prósperas do mundo”. No plano regional, o cônsul pensa que “os EUA estão muito interessados com o que se passa nesta parte do mundo e estão desejosos por trabalhar em proximidade com os aliados e amigos e também com alguns países problemáticos da região”, dando como exemplo disso a recente viagem à Birmânia da Secretária de Estado, a primeira em mais de 50 anos. No plano da relação com a China, que considera a “mais importante relação bilateral do mundo”, o diplomata afastou que haja um crescendo de tensão militar com a China, declarando que os recentes acordos militares com a Austrália significam apenas que “os EUA sempre foram uma nação da Ásia-Pacífico e está a revigorar a sua relação com os amigos e vizinhos na região”.

Consulado na RAEM considerado desnecessário O diplomata americano reiterou que não considera que seja necessário abrir um Consulado na RAEM, frisando que a viagem entre Hong Kong e Macau, de ferry, “demora 55 minutos” e que os funcionários do Consulado em Hong Kong visitam frequentemente a região. “Eu próprio tento vir aqui todos os meses, esta é a quarta vez que venho cá desde Setembro. E acho fascinante, de cada vez que venho, verificar o que se está a passar com a indústria de Jogo, com a diversificação, com este novo conjunto de projectos na Ilha da Montanha e, em geral, com o que está a ser fermentado na sociedade de Macau”, disse Stephen Young. jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 09


VENCEDOR DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE MACAU. O filme “Luo Love”, que descreve uma relação entre membros de uma etnia minoritária na província de Yunnan, foi o vencedor do Festival Internacional de Cinema de Macau. Ao festival, que decorreu entre 5 e 7 de Dezembro, concorreram filmes da China Continental, de Taiwan, dos Estados Unidos da América, do Japão e da República da Coreia. São atribuídos prémios nas categorias de melhor filme, produtor, director, actor e música.

FRIO LEVA À ABERTURA DE CENTRO DE ABRIGO. Devido à descida da temperatura prevista ontem pelos Serviços Meteorológicos e Geofísicos, o centro de abrigo de Inverno do Instituto de Acção Social na Rua do Asilo, na Ilha Verde, esteve aberto durante a madrugada. Para o acolhimento das pessoas necessitadas foram fornecidos edredões, arroz cozido, bebidas e massa instantânea.

local

LIVRO DO ANO DE MACAU DISPONÍVEL PARA iPHONE. A edição em língua inglesa do “Macau 2011 - Livro do Ano”, uma publicação anual do Gabinete de Comunicação Social da RAEM, estará à venda a partir de hoje. Para facilitar a consulta da população, a versão iPhone App também já está disponível. São dezasseis capítulos que estruturam a apresentação genérica da RAEM cobrindo áreas como o sistema político e a administração ou o ordenamento jurídico e sistema judicial. O livro custa 120 patacas.

CURSO DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA TEM CADA VEZ MAIS ALUNOS

IPOR pode contratar mais um professor O presidente do Instituto Português do Oriente, Rui Rocha, admite que não será fácil, mas é mesmo a única solução caso o número de estudantes de português suba no próximo ano, como cresceu em 2011: contratar mais um docente a tempo inteiro

SALAS DE CINEMA DO GALAXY ABREM HOJE COM QUASE UMA DEZENA DE FILMES

As novidades de Hollywood num cinema perto de si

O

Instituto Português do Oriente (IPOR) pode ter de contratar mais um professor de língua portuguesa a tempo inteiro caso, para o ano, a tendência de subida das inscrições a português como língua estrangeira continue. A informação foi confirmada pelo presidente do IPOR, Rui Rocha, após uma cerimónia de entrega de prémios aos melhores alunos do curso de português em três níveis distintos. Ainda assim, referiu que a acontecer não será tarefa fácil. “Temos oito professores a tempo inteiro e oito a colaborar. Estamos no limite e o orçamento não permite mais contratações”, explicou. Mas pode acontecer caso “o número de alunos suba para o ano novamente”. Dados do IPOR mostram que no primeiro semestre do ano lectivo 2000/01, havia 328 alunos. Em 2005/06 eram 1.125 e no primeiro semestre deste ano um total de 1.770 (do curso geral e de outras formações). “No ano passado, no nosso curso geral, tínhamos 770 alunos no total dos 10 níveis. Este ano temos 1.150 alunos”, exemplifica. Rui Rocha assegura que “a procura é crescente” porque há “uma consciência cada vez mais clara da necessidade e do interesse da língua portuguesa como língua de utilidade económica”. Sobre as salas que o IPOR mantém arrendadas à Escola Portuguesa de Macau (EPM), por falta de espaço, este responsável confirmou que já foram contactadas outras instituições de modo a ser encontrada uma solução “menos onerosa”. O instituto continua à espera de uma decisão quanto ao reordenamento do espaço do Consulado-geral de Portugal em Macau, para aí ter mais algumas salas. Actualmente, pelo aluguer de duas salas, a EPM cobra ao IPOR a soma mensal de 8.640 patacas. TRÊS ALUNOS PREMIADOS COM CINCO MIL

O cinema da Galaxy, com nove salas, abre hoje ao público em geral com quase uma dezena de filmes em cartaz. Os responsáveis do projecto acreditam que poderão diversificar a indústria do entretenimento

fátima almeida

Teve sabor português a festa de Natal realizada ontem no IPOR, aquando da entrega de prémios aos melhores alunos. Ng Kei Kei foi um dos premiados com cinco mil patacas

PATACAS. Ng Kei Kei, Lou Koi Hong e Wong Weng Ian foram os três alunos premiados com cinco mil patacas cada, por se terem distinguido em três diferentes módulos: iniciação, elementar e intermédio. Este curso do IPOR funciona em horário póslaboral, após as 18h00. A maior parte dos alunos do curso geral são funcionários públicos que precisam do português para progredir na carreira. Outra

parte provém dos cursos de direito da Universidade de Macau e um grupo mais pequeno é de empresas privadas, “que entendem que o português é uma língua de utilidade económica”, e de escolas secundárias e privadas chinesas. O prémio foi entregue este ano pela primeira vez e é patrocinado pela Fundação Macau, adiantou Ana Paula Dias, coordenadora do Centro de Língua Portuguesa do IPOR.

A parceria com a Fundação Macau estendese ainda à edição de livros, estando previsto, para 2012, o lançamento em língua chinesa de dois volumes da colecção “Memória do Oriente”. Neste caso, “Um Porto entre Dois Impérios”, de Jorge Alves, e “Portugal a China e a questão de Macau”, de Francisco Gonçalves Pereira. H.A.

Doutoramentos em Português prestes a começar no IPM Dois cursos de doutoramento em Língua e Cultura Portuguesa e Administração Pública organizados pela Universidade de Lisboa em colaboração com o Instituto Politécnico de Macau deverão arrancar na RAEM em meados de Janeiro com cerca de 15 alunos cada

M

inistrados em português, os cursos serão os primeiros doutoramentos do Instituto Politécnico de Macau (IPM), sendo os programas científicos da responsabilidade da Universidade de Lisboa. “O curso de doutoramento em Língua e Cultura Portuguesa corresponde a uma necessidade que é sentida, não só em Macau, pelas instituições de ensino superior, como na China Continental, pelas instituições de ensino superior que ministram cursos de língua e cultura portuguesa - e neste momento já são pág 10

Professor Luciano de Almeida coordena os novos programas de doutoramento do IPM

16 - e sentem necessidade de qualificar o seu corpo docente nestes domínios”, explicou à agência Lusa o professor Luciano de Almeida, coordenador de ambos os programas académicos. Para o docente do IPM, “com a criação deste curso pretende-se dar

resposta a essa necessidade numa área que se considera estratégica para o estreitamento de relações entre a China e os países e regiões de língua oficial portuguesa”. Já o doutoramento em Administração Pública, vem conferir o último

grau académico numa área que Luciano de Almeida considerou “particularmente importante”, atendendo “às raízes da própria administração pública de Macau, que têm uma matriz fortemente inspirada ainda na matriz portuguesa”. O coordenador dos doutoramentos observou a novidade dos cursos: “Em toda a China este será o primeiro programa de doutoramento nesta área. Na administração pública haverá outros, mas de matriz chinesa ou de matriz anglo-saxónica em Hong Kong. Este é o primeiro de matriz portuguesa”. Os cursos têm como público-alvo doutorandos de Macau e também da China Continental, no caso específico do curso de Língua e Cultura Portuguesa. “Prevemos ter alunos da China Continental que já manifestaram interesse, ou seja, docentes de universidades que têm cursos de língua e cultura portuguesa ou português e que preten-

dem fazer a sua formação avançada, e que naturalmente têm condições acrescidas para o fazerem em Macau numa relação de maior proximidade do que se tivessem que deslocar para Lisboa”, adiantou. O doutoramento em Administração Pública contribuirá para “a qualificação do corpo docente das instituições de ensino superior e dos quadros superiores da administração de Macau”, acrescentou. As inscrições estão abertas até 30 de Dezembro e deverão contar com entre 15 a 20 alunos por curso. Com a duração prevista de três anos ou seis semestres, ambos os cursos deverão entrar em funcionamento em meados de Janeiro. Segundo Luciano de Almeida, a abertura solene do ano lectivo está prevista para 16 de Janeiro, numa cerimónia que contará com a presença do reitor da Universidade de Lisboa e do presidente do IPM. JTM/Lusa

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

P

Elenco do filme “The Flying Swords of Dragon Gate” esteve na inauguração do UA Galaxy Cinemas

elos corredores do Galaxy Macau são muitos os cartazes que anunciam os filmes que as nove salas de cinemas do “resort” poderão exibir no presente e no futuro. Para já os amantes da sétima arte têm à sua escolha quase uma dezena de películas. As aventuras do Tintin, Sherlock Holmes: a Game of Shadows, Missão Impossível: Ghost Protocol ou o divertido Arthur Christmas, são alguns dos filmes já disponíveis a partir de hoje e cujos bilhetes podem ser adquiridos também no website do complexo. Com uma área de 16.000 metros quadrados, o cinema no Galaxy dispõe de um total de 1.000 lugares. O projecto, orçado em seis mil milhões de dólares de Hong Kong, trará a Macau uma maior diversidade à indústria do entretenimento acredita Lui Che, o presidente do Galaxy Entertainment Group, acrescentando que os residentes já não terão razões para se deslocar às salas do território vizinho. “Traremos os últimos filmes de Hollywood e os títulos premiados. Os lançamentos dos filmes acontecerão em Macau ao mesmo tempo do que em Hong Kong”, assegurou Lui Che. Além da exibição de filmes, o grupo está interessado em diversificar o seu programa com eventos de larga escala, como festivais de cinema. A arte de Hollywood e a ópera também deverão fazer parte do cartaz. Os responsáveis por este projecto, uma parceria com a UA Cinemas, acreditam que estão reunidos alguns dos elementos para trazer para Macau uma nova era da indústria cinematográfica. OS DESAFIOS DO 3D. Ontem, durante a inauguração do UA Galaxy Cinemas, as atenções recaíram sobre o filme “The Flying Swords of Dragon Gate”. Quando o realizador, Tsui Hark, e o elenco principal do filme, protagonizado por Jet Li, subiram ao palco as máquinas dos fotógrafos dispararam com intensidade. As estrelas da sétima arte partilharam com o público, as suas impressões sobre o cinema 3D, depois de terem mostrado na tela uma história que tem como cenário a dinastia de Ming. “Para fazer uma cena precisamos de mais tempo comparando com o cinema em 2D, isso faz com que tenhamos de ser mais exigentes”, referiu a actriz taiwanesa Kwai Lun Mei. “Não podemos ser exagerados na nossa performance. O 3D requer que sejamos mais naturais, porque as expressões e os movimentos são mais visíveis”, acrescentou. Para Tsui Hark, o filme representa um “primeiro passo” para elevar o cinema chinês. O realizador de Hong Kong salientou ainda que a película, com uma forte componente de arte marciais, exigiu muita preocupação com os “detalhes”, mesmo ao nível da maquiagem. Pelas palavras de Yu Dong, presidente e director executivo da Distribution Workshops, as reacções a “The Flying Swords of Dragon Gate”, são positivas, na China e além fronteiras. “Nos EUA deramnos boas impressões sobre os efeitos 3D”, referiu acrescentando que este é um dos “mais importante filmes do ano”.

Projecto de cinema inclui nove salas com capacidade total para 1.000 lugares

pág 11


Contratar ‘Mou’ foi decisão acertada. Florentino Pérez disse no almoço de Natal do Real Madrid, que “uma das melhores decisões que tomei na minha vida foi a contratação de José Mourinho, porque nunca se rende”.

desporto

Madaíl sai com FPF em alta. A Assembleia-Geral ordinária (AG) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vota no sábado o Relatório e Contas apresentando um resultado líquido positivo a rondar os 3,366 milhões de euros (ME), correspondentes a um total de receitas de quase 41,86 ME e gastos na ordem de 38,494 ME.

Homens do gooolo! na voz e o futebol no sangue Relatores de futebol revelam quais os segredos de uma arte feita com “paixão”

DESPORTO

Villas Boas quer trocar Torres por Villa. O treinador português André Villas Boas, do Chelsea, quer trocar Fernando Torres por David Villa do Barcelona no mercado de inverno, segundo a imprensa inglesa. Pep Guardiola, já disse que pretende contar com Villa no futuro.

LIGA EUROPA

Um treino a sério em Roma

Os leões deixaram Roma com uma derrota previsível frente à Lazio, mas mostraram ter suplentes de qualidade carlos nogueira

raquel costa

O

N

ão é bom relator de futebol quem quer. É bom relator de futebol quem pode. “Pode aperfeiçoar-se a técnica, mas dificilmente alguém aprenderá a ser relator. É inato.” Quem o afirma é Fernando Correia, 44 anos de carreira dedicados a traduzir em palavras as emoções do desporto-rei . “Nasce com os que enveredaram por esta área”, corrobora António Ribeiro Cristóvão. O relato futebolístico português foi terça-feira distinguido pela cadeia de televisão ESPN Brasil, que premiou o jornalista da TSF João Ricardo Pateiro pela melhor narração internacional de um golo, relativo ao tento de João Moutinho no jogo FC Porto-Paços de Ferreira de 28 de Outubro. Paulo Cintrão, jornalista da TSF, tem como referências Jorge Perestrelo (falecido em 2005, que celebrizou a expressão “ripa na rapaqueca”) e Fernando Correia, mas garante que é preciso ter cuidado com as imitações. “O Perestrelo era inimitável. Não adianta ninguém querer ser como ele, não vai conseguir”. Apesar de já ter sido considerado um herdeiro do estilo fantasista de Perestrelo, Pateiro recusa essa comparação. “Eu percebo o que é que as pessoas querem dizer, por causa das músicas e da espectacularidade, mas acho que

Benfica à procura de lateral mira Rojo ou Ansaldi. O Benfica pretende contratar um lateral-esquerdo. Os argentinos Rojo e Ansaldi encabeçam a lista de prioridades. Tanto Marcos Rojo como Cristian Ansaldi militam na Rússia, respectivamente no Spartak Moscovo e no Rubin Kazan.

o meu relato é muito diferente do do Jorge”, afirma o jornalista da TSF. “Ter paixão pelo jogo”, afiança Ribeiro Cristóvão, é a condição sine qua non para se ser bem-sucedido. Conhecer a fundo as equipas, as regras do desporto, criar o seu próprio estilo porque, como afiança Cintrão, “futebol é fantasia”. Mas o trabalho do relator não começa quando o árbitro apita. A preparação implica trabalho, minúcia, técnica. “Eu acho que o relato é um acto jornalístico. É preciso dominar as noções jornalísticas inerentes ao relato, é preciso ser bom comunicador, é preciso gerir muito bem as emoções e manter o máximo distanciamento”, explica Hélder Condu-

to, jornalista da Antena 1 e da RTP. Quando o sonho se transforma em pesadelo, o anfitrião das ondas hertzianas tem de agir em conformidade. “O momento mais complicado da minha carreira foi a morte do Féher ao vivo. Foi muito complicado, porque tive de mudar o chipe passar para um registo de um funeral. Acho que fui ‘feliz’ nas palavras que escolhi e na maneira como abordei aquele momento. Mas não é fácil”, conta João Ricardo Pateiro. Pormenores insignificantes, como ter uma garrafa de água à mão, são fundamentais. “Eu bebo muita água, aquilo no final do jogo é uma aflição [risos]. Jantar só depois do jogo.

É um bocado chato arrotar durante um relato”, conta Cintrão. João Ricardo Pateiro tem uma variante: “Uma bebida licorosa, como o vinho do Porto, ginjinha, lubrifica as cordas vocais.” Mais do que a garganta seca, os pontapés na gramática são o erro mais temido dos relatores. “É imprescindível ter um grande vocabulário, uma grande capacidade de encontrar sinónimos, senão cai-se na vulgaridade e nas frases feitas, que são horríveis. É bom ser sempre criativo e ter, se possível, 20 a português [risos]”, afiança Fernando Correia. “Com a TV não se aprende nada”. Fernando Correia não esconde o seu criticismo em relação aos relatores televisivos.

“Com a TV não se aprende nada. A TV faz com que as pessoas muitas vezes estejam a ver um jogo e os comentários que ouvem não correspondem”, afirma o jornalista. Hélder Conduto explica numa “expressão muito batida” a diferença fundamental entre o trabalho para o som e para o ecrã. “Para televisão não precisamos de ser descritivos, essa é a principal diferença. Na rádio temos de dar as imagens sonoras”, sublinha, acrescentando que o seu estilo radiofónico perpassa para a caixinha mágica. “Na televisão há pessoas que me acusam de falar muito, que devia respirar mais o jogo, mas é uma questão de estilo”, diz o jornalista da Antena 1 e da RTP. JTM/DN

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Execução Ordinária nº CV3-08-0007-CEO

VITTORIO ACCONCI A família e amigos de Vittorio Acconci têm o penoso dever de informar que aquele seu ente querido faleceu no dia 13, terça-feira, aos 69 anos de idade, no Hospital Kiang Wu. Amanhã, sábado, dia 17, pelas 11 horas, realiza-se uma missa em sua alma na Casa Mortuária Diocesana, antes do corpo ser transportado para Zhuhai, onde será cremado. No dia 19, segunda-feira, pelas 18 horas, será celebrada uma missa de sétimo dia, na Igreja da Sé Catedral de Macau.

A Juiz, a) Ip Sio Fan O Escrivão Judicial Principal, Lam Hou Fai

A todos quantos se queiram associar a este piedoso acto, a família enlutada agradece antecipadamente. 1ª Vez pág 12 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

3° Juízo Cível

Exequente: Ip Fok Kuan, residente em Macau “雅廉訪大馬路1號B地下”. Executados: 1. Ng Soi Fun; 2. Ip Kin Wang; ambos residentes em Macau “夜呣巷14號 群興大厦2樓I”. 3. Herança aberta por morte de IP CHI PIO, ora representada pelos mesmos NG SOI FUN e IP KIN WANG. Faz-se saber que, no próximo dia 24 de Fevereiro de 2012, pelas 11,30 horas, neste Juízo, nos autos acima identificados, vai ser vendido, por meio de propostas em carta fechada, o seguinte bem: Imóvel a vender Denominação: “I1” do 1º andar “I”. Situação: Travessa do Gamboa, nºs 10 a 18. Fim: Para habitação. Número de matriz: 022734. Número de descrição na Conservatória do Registo Predial: 20912 a fls. 85V do Livro B46. O valor base da venda é de: MOP$616.000,00 (Seiscentas e Dezasseis Mil Patacas). São convidados todos os interessados na compra daquele bem a entregar na Secretária deste Tribunal, as suas propostas, até ao dia 23 de Fevereiro de 2012, pelas 17:45 horas, sendo que, o preço das propostas deve ser superior ao valor acima indicado devendo, o envelope da proposta conter a indicação de “Proposta em carta fechada”, bem com o “Número do processo CV3-08-0007-CEO”. No dia 24 de Fevereiro de 2012, pelas 11.30 horas, no Tribunal Judicial de Basa da RAEM, proceder-se-á à abertura das propostas de preço superiores ao valor base de venda, a cujo acto podem os proponentes assistir. É fiel depositária a Srª Leong Im Fong, com domicílio profissional em Macau, na Avenida Almeida Ribeiro, nº 39, Edifício Central Plaza, 13º andar C, que está obrigada, durante o prazo dos editais e anúncio, a mostrar o bem a quem pretenda examiná-lo, podendo fixar as horas em que, durante o dia, facultará a inspecção. Quaisquer titulares de direito de preferência na alienação do imóvel supra referido, podem, querendo, exercer o seu direito no próprio acto da abertura das propostas, se alguma proposta for aceite. Consigna-se que nos autos de embargos de executado já foram preferidas decisões. Para constar se passou o presente e outros de igual teor, que irão ser afixados no lugar por lai deteminados. Macau 07 de Dezembro de 2011

“JTM” - 16 de Dezembro de 2011

Aviso Torna-se público que se encontra afixada, a partir da data da publicação do presente anúncio, na Autoridade Monetária de Macau (amcm), sita na Calçada do Gaio, nºs 24 e 26, R/C, e no website desta Autoridade (http://www.amcm.gov.mo), a lista definitiva d o c o n c u r s o n º 0 0 2 / 2 0 11 - D S G , p a r a o preenchimento de uma vaga de Técnicos-auxiliar aberto por anúncio publicado em jornais diários em 21.10.2011. Macau, 16 de Dezembro de 2011 O Conselho de Administração da AMCM

Sporting sofreu a segunda derrota na fase de grupos da Liga Europa frente à Lazio. O resultado de 2- 0 acaba por ser um pormenor para os leões, pois já tinham garantido o primeiro lugar do Grupo D e aproveitaram a viagem a Roma para testar jogadores menos utilizados e até alguns juniores. O treinador Domingos Paciência assumira que iria correr riscos no Estádio Olímpico e, feitas as contas, não se saiu mal, pois confirmou ter boa matériaprima para o futuro. O defesa-central Tiago Ilori, o médio André Martins e o extremo Carrillo foram exemplares, pois jogaram desinibidos num grande palco e mostraram talento. Médio júnior João Mário estreou-se pela equipa principal do Sporting, em Roma Onyewu e Schaars foram os únicos habituais titulares que Domingos Paciência manteve no onze que iniciou a partida com a Lazio. Em campo, uma equipa com uma média de idades um pouco acima dos 23

anos, mas nem por isso faltou maturidade. Os italianos nunca exerceram um domínio sufocante e até se

viram em cuidados por causa das transições rápidas do Sporting, conduzidas sobretudo por Carrillo. É verdade que para a Lazio este jogo era a doer e só uma vitória interessava para alcançar o apuramento para os 16- avos-de-final, por isso mesmo foi a equipa que mais atacou, sobretudo até marcar o primeiro golo, que só surgiu perto do intervalo. Até essa altura, Marcelo passara uma noite relativamente tranquila e só aos 26 minutos viu as suas redes em perigo. O segundo golo da Lazio como que tornou o Sporting mais autoritário. Os italianos deixaram de assumir as despesas da partida e começaram a pensar no jogo de domingo para a Série A (Udinese). Os leões aproveitaram para jogar no meio-campo contrário, Domingos lançou outro júnior (João Mário) e, bem vistas as coisas, podiam ter saído de Roma com um golo, só que Bojinov não estava no sítio certo para concluir uma bela jogada entre Pereirinha e Carrillo. Ao treino europeu seguir- se-á, por certo, um duelo mais complicado lá para Fevereiro. JTM/DN

Besiktas segue em frente O Besiktas, treinado por Carlos Carvalhal, que colocou Manuel Fernandes e Hugo Almeida no “onze” e fez entrar Júlio Alves na segunda parte, ainda apanhou um valente susto na recepção ao Stoke City, mas acabou por confirmar o apuramento no Grupo E

E

m Istambul, os ingleses, que já estavam qualificados, ainda estiveram na frente do marcador, mas os turcos deram a volta na segunda parte e venceram por 3-1. Manuel Fernandes, que fez uma grande exibição, marcou o segundo golo da sua equipa, na marcação de uma grande penalidade, sofrida por Hugo Almeida. Pelo caminho ficou o Dinamo Kiev, que empatou (3-3) em casa frente ao Maccabi Telavive. No Grupo F, o Salzburgo confirmou o estatuto de equipa surpresa e deixou de fora da prova o Paris Saint-Germain, que mesmo assim venceu na capital gaulesa o já apurado Athletic Bilbao, por 4-2. Em Bratislava, os austríacos estiveram a perder por 2-0 frente ao Slovan, mas protagonizaram uma “cambalhota” no marcador, acabando por triunfar por 3-2, garantido assim a qualificação. Em Inglaterra, o Fulham esteve com “pé e meio” nos 16 avos de final, mas deixou o Odense chegar ao empate (2-2) na última jogada do encontro. O grande beneficiado acabou por ser o Wisla Cracóvia, que assim carimbou a passagem no Grupo K. Os polacos venceram o Twente, líder da “poule”, por 2-1. O Steaua Bucareste segue em frente no Grupo J e faz companhia ao Schalke04, que já tinha o apuramento garantido. Os romenos venceram em casa os cipriotas do AEK Larnaca, por 3-1. Destaque ainda para o triunfo por 5-3 do Anderlecht na recepção ao Lokomotiv Moscovo, sendo a única equipa a conseguir o pleno de vitórias na prova. A equipa russa, treinada pelo português José Couceiro e que teve Manuel da Costa no “onze”, também segue em frente, mas falhou o primeiro lugar do Grupo L.

Adriano marca o primeiro golo, num erro ridículo do guarda-redes Saqr

FINAL DO MUNDIAL DE CLUBES EM YOKOHAMA

Messi marca encontro com Neymar O Barcelona venceu facilmente o Al Saad SC e marcou encontro com o Santos na final do Mundial de Clubes que terá como aliciante adicional o embate entre Messi e Neymar, o melhor jogador brasileiro e o melhor jogador do Mundo

O

encontro de ontem teve um sentido único em direcção à baliza de Saqr, que aos 25’ borrou totalmente a pintura ao conceder um golo ridículo, que acabou com op jogo. O Al Saad, na realidade, só nos últimos segundos da primeira parte chegou à área do Barça num livre sem qualquer perigo. Antes, Villa lesionou-se com gravidade (36’) e Adriano marcou o segundo golo (43’). Com o mesmo lento ritmo, o Barça manteve ascendente total na segunda parte, sem que o Al Saad tenha passado do meio campo com perigo. Keita aumentou o marcador aos 64’ e Maxwell aos 81, fechando o marcador que só peca por escasso, já que o Barça dominou todos os aspectos do encontro (houve tempo até para entrar o júnior Cuenca). Deste modo, o Barça defronta no domingo, o San-

tos que se qualificou ao bater o Kashiwa Reysol, em Toyota, no Japão, com um grande golo de Neymar. Neymar inaugurou o marcador aos 19 minutos, com um remate em jeito com o pé esquerdo, após sentar Masushima, e, aos 24, Borges aumentou o avanço dos vencedores da Taça dos Libertadores, também com um grande remate de fora da área. Aos 54 minutos, Hiroki Sakai, de cabeça, na sequência de um canto, ainda deu esperanças aos locais, mas, aos 63, Danilo, que vai chegar ao FC Porto em Janeiro, decidiu o jogo, na transformação perfeita de um livre directo. O encontro foi sempre aberto, com as duas equipas apostadas desde início em marcar e Neymar a abrir as hostilidades, logo aos cinco minutos, com um remate que só foi detido pelo “ferro” da baliza dos nipónicos. jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 13


Mesquita incendiada em Burka. Uma mesquita na localidade de Burka, perto de Ramallah, na Cisjordânia, foi incendiada ontem por desconhecidos, disse à agência noticiosa francesa AFP o presidente do município, Abdelkader Abdelgalil.

actual

EGIPTO

Caiu consumo de tabaco nos jovens americanos. O consumo de cigarros e álcool por adolescentes americanos está no ponto mais baixo desde meados de 1970, mas o consumo de haxixe permanece estável, segundo uma pesquisa nacional ontem publicada.

PAPUA NOVA GUINÉ

Nova etapa das eleições Polícia controla gabinetes deve favorecer islamitas Vencedora da primeira ronda da votação em três fases, os Irmãos Muçulmanos têm boas hipóteses de obter a maioria absoluta

luís naves

M

ilhões de egípcios estão hoje a votar na segunda etapa das eleições para eleger uma assembleia cujo papel não está definido. O sistema eleitoral é complexo e a votação realiza-se três vezes, cada uma delas em 9 de 27 províncias. A segunda ronda não deve alterar as tendências verificadas na primeira, a 28 e 29 de Novembro. À frente, com 47% dos eleitos, ficou o Partido da Liberdade e Justiça ( PLJ) braço político do movimento islamita Irmãos Muçulmanos. O que está em jogo, nas eleições egípcias, é a escolha entre duas concepções islamitas. De um lado, os Irmãos, que através do PLJ lideram a Aliança Democrática (coligação de 11 partidos) e que se afirmam do modelo turco; do outro, a Aliança Islamita do Al-Nour, que representa a corrente salafita e que defende um modelo de sociedade semelhante ao da Arábia Saudita. O Al-Nour obteve 20% do voto popular na primeira etapa. Os dois partidos islamitas reuniram 70% dos votos e as lutas elei-

torais nos círculos (há a fase proporcional, depois a uninominal) foram quase todas entre PLJ e Al-Nour. Entre os seculares, o melhor resultado foi o do Bloco Egípcio, coligação que já elegeu 18 deputados nas primeiras 9 províncias que votaram. Escolhidos 166 dos 498 lugares eleitos, os Irmãos já têm 82. PLJ e Al-Nour fizeram uma coligação, mas separaram-se semanas antes da primeira votação. Os salafitas querem abolir o álcool e o turismo nas praias. Não têm planos para limitar o turismo de antiguidades, mas o seu horror a imagens é conhecido. Uma eventual coligação entre PLJ e Al- Nour pode ser insuportável para os militares, que querem limitar a Assembleia do Povo, a qual terá talvez poderes para redigir a Constituição. O talvez resulta de o Conselho Superior das Forças Armadas, no poder, ter nomeado um órgão para supervisionar a redacção da lei fundamental. Os Irmãos Muçulmanos recusaram participar. Os militares vão também escolher metade dos membros da Câmara Alta, Chura, sendo a outra metade eleita em Janeiro. JTM/DN

Reivindicando ser o Primeiro-Ministro, Peter O’Neill ordenou à polícia que assuma o controlo dos gabinetes do Governo da Papua Nova Guiné onde ainda há apoiantes do seu rival Sir Michael Somare

actual

PORTUGAL

‘Carjacking’ com sequestro disparou Desde Setembro têm aumentado casos de ‘ carjacking’ com sequestro do dono do carro. Em Lisboa foram 20

O

M

ais conhecida pela qualidade das suas praias e do rugby, a Papua Nova Guiné acordou ontem, pelo terceiro dia, com dois primeiro-ministros, dois governadores-gerais, dois Governos e dois chefes de polícia, envolvida numa luta pelo poder, após o Tribunal Superior ter decidido pela restauração de Sir Michael como primeiro-ministro, em substituição do Sr. O’Neill. Há grande tensão nas ruas, tendo-se ouvidos alguns disparos, sem haver qualquer notícia de pessoas atingidas, ou actos de violência. A vida da capital, Port Moresby, contudo, está virtualmente parada. Os poucos agentes da polícia leais a Sir Michael de 73 anos de idade, permaneciam em pontos-chave mas a maioria tem-se mantido neutra, o que também aconteceu, até agora, em relação aos militares. Sir Michael tinha marcada uma conferência de imprensa na manhã de ontem, que foi adiada sem qualquer explicação. Segundo as agências internacionais que convergiram para o país O’Neill anunciou a vinda de mais 70 polícias para se juntarem aos 200 já em Port Moresby, para resolver o impasse. “Há uma força de polícia legalmente constituída no país por acto do Parlamento

Incêndio ATINGE torres gémeas em Hanói. Um incêndio de grandes dimensões atingiu ontem as torres gémeas de Hanói e obrigou as autoridades a procederem à evacuação dos edifícios, que ficaram cobertos de uma grande nuvem de fumo. Todas as pessoas que estavam encurraladas nos edifícios foram resgatadas, mas cerca de 15 tiveram de ser assistidas por problemas respiratórios relacionados com a inalação de fumo.

Peter O’Neill, ordena à polícia para “cumprir” o seu dever

que está obrigada a fazer os seus deveres”, disse , salientando que o seu governo revogou uma ordem de Sir Michael e restabeleceu o comissário de polícia Fred Yakasa. “Qualquer um que quebre a lei terá de enfrentar todo o seu peso”, adiantou ainda, rodeado pelos 74 deputados que apoiam o seu governo. O’Neill anunciou que o grupo liderado pelo anterior PM Somare tinham tomado o controlo da Casa da Moeda, Palácio do Governo e dois outros edifícios governamentais perto do Parlamento, adiantando que “os apoiantes de Somare com polícias entraram nesses gabinetes” e admitiu que “ alguns julgam ter legitimidade”. Salientou, contudo que “a legitimidade é apenas dada pelo Parlamento e se Sir Michael quiser testar a sua legitimidade deve ir ao Parlamento prová-la pelo número de votos”.

s casos de carjacking com sequestro do dono do carro têm vindo a aumentar no último trimestre. Segundo dados da PJ a que o DN teve acesso, desde Setembro ocorreram pelo menos 20 casos na zona da Grande Lisboa. Os assaltantes estão armados e são normalmente jovens portugueses, na casa dos 20 a 30 anos, um dado que é atestado pela PJ mas também pelo Observatório para a Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT). Os dois casos mediáticos mais recentes, que envolveram os sequestros com carjacking a Fernando Alexandre, membro da direcção de programas da RTP, anteontem, e de Norberto Rosa, vice-presidente da Caixa-Geral de Depósitos, no dia 29 de Novembro, não demonstram que os assaltantes estejam a escolher alvos específicos, segundo apurou o DN com fonte da PJ. As participações que chegaram à directoria de Lisboa da Judiciária mostram um leque diverso de vítimas , até porque “o primeiro chamariz no carjacking é o carro”, como adiantou fonte policial. “Se estiverem duas ou três pessoas no carro eles nunca arriscam. Por isso preferem vítimas isoladas e em locais que permitam actuar sem dar nas vistas.” O presidente do OSCOT, José Manuel Anes, observa que “no segundo semestre deste ano, a partir do final do Verão, o carjacking tem vindo a aumentar”. Quando a tendência que existia desde o início do ano era para uma diminuição, como sublinha fonte da PJ. Violência exacerbada. José Manuel Anes nota também um aumento “da criminalidade violenta, de agressividade desmesurada, em homejackings e em assaltos a residências e a estabelecimentos comerciais”. O presidente do OSCOT analisou o fenómeno e concluiu que “é uma criminalidade praticada por grupos de jovens portugueses, em estado de afirmação perante os gangues a que pertencem”. Por outras palavras, com a violência exacerbada “mostram que são duros”. A partir de Outubro, “este tipo de criminalidade começou a ser sistemática e a atingir uma progressão preocupante”.

José Manuel Anes recorda que “o primeiro caso paradigmático” ocorreu há cerca de dois meses no Porto, quando um grupo de assaltantes entrou numa vivenda isolada. “Sequestraram a dona da casa, agrediram-na violentamente e tudo indica que sabiam que ela estava sozinha, o marido estava internado no hospital. Fizeram tudo isto para levar uma caixa de jóias.” O presidente do OSCOT refere que, para além destes grupos de jovens portugueses, estão activos “grupos de Leste, sobretudo com elementos romenos, dedicados aos assaltos a ourivesarias. “O assalto que houve a uma ourivesaria em Aveiro, pelas 13horas, foi feito por um autêntico comando. Entraram e em poucos minutos fizeram uma limpeza. Serão indivíduos do Leste europeu”. Um reforço do policiamento apeado “é fundamental”, sublinhou, mas para isso é preciso dotar as forças de segurança de “mais efectivos”. A PSP registou, na sua área de actuação, 114 roubos violentos de automóveis com recurso a arma de fogo – configuram carjacking mas este crime não está tipificado no Código Penal luso – no primeiro semestre deste ano, praticamente o mesmo número que foi registado em igual período do ano passado. A partir de Junho e nos meses seguintes a PSP notou um ligeiro aumento dos casos de carjacking na ordem dos três a quatro por cento, segundo dados da Direcção Nacional da PSP. JTM/DN

FRANÇA

O mais perigoso para Sarkozy Dominique de Villepin tenta conquistar o Eliseu e divide o partido no poder

O

ex-primeiro-ministro francês Dominique de Villepin apresentou em Paris o seu programa de candidatura presidencial, prometendo “ir até ao fim” de uma corrida que a imprensa recebeu com cepticismo. Surgindo nas sondagens com apenas 1 a 2% das intenções de voto e politicamente isolado, Villepin foi pressionado para não concorrer, pois a sua candidatura é uma ameaça para a reeleição já difícil de Nicolas Sarkozy. “Pode parecer a alguns de vocês que a minha candidatura constitui uma surpresa, mas consagrei toda a minha vida ao serviço da França e dos franceses”, explicou Villepin, na conferência de imprensa onde formalizou o anúncio da campanha. “As presidenciais são um encontro da Nação, não dos partidos. Não cabe aos partidos dizer quem deve ser presidente da república”, disse. Diplomata, escritor, de 58 anos, Villepin é uma das figuras mais prestigiadas da corrente gaulista e a sua candidatura está a gerar entusiasmo na internet. O político foi ministro dos Negócios Estrangeiros, do Intepág 14 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

De Villepin apresentou oficialmente o seu projecto presidencial ‘República Solidária’

rior e primeiro-ministro nomeado por Jacques Chirac, em 2005. Delfim do presidente, entrou em luta aberta com o ambicioso Sarkozy e os dois envolveram-se num escândalo de alegados subornos que podia ter destruído as carreiras de ambos. O partido de Sarkozy (UMP) fez tudo para afastar Villepin da corrida. O ministro dos Negócios Estrangeiros Alain Juppé moveu as suas influências (Villepin foi chefe de gabinete de Juppé). Os próximos de Chirac estão com Sarkozy e nem a promessa de um lugar de deputado demoveu o candidato. As eleições realizam-se dentro de 19 semanas. Sem garantias de reunir

as 500 assinaturas de políticos eleitos, o rival de Sarkozy pode não conseguir sequer os votos que garantam o reembolso do dinheiro gasto. Mas os seus apoiantes dizem que já têm 50 assinaturas e que este não será um problema. As despesas não devem ultrapassar três milhões de euros. François Bayrou, que apresentou a candidatura na semana passada, surge com 13% nas sondagens e sobe atraindo votos da esquerda. Marine Le Pen e Sarkozy estão em queda. Villepin poderá ocupar este centro, onde a luta é complexa. Fala-se no eventual apoio de Jean-Louis Borloo, um político que acompanhou Sarkozy até ao início deste ano e agora chefia o Partido Radical, por sua vez envolvido numa aliança centrista. Desta forma, Villepin ganharia uma máquina partidária. Joga-se um lugar na segunda volta. Ao dividir ao meio o voto do partido no poder (UMP), Villepin tem condições para atrair os eleitores insatisfeitos com o Presidente, sobretudo os centristas. Os mais optimistas sonham com uma segunda volta com o candidato socialista François Hollande. E aí, o Eliseu estaria ao alcance do mais perigoso rival de Sarkozy e que vem do seu próprio partido. JTM/DN

jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 15

volta ao MUND Passos Coelho vaiado e insultado O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho foi vaiado e insultado por dezenas de populares à entrada e saída do Centro de Arte Moderna (CAM) Gerardo Rueda, que inaugurou em Matosinhos. A imagem dos protestos foi personalizada por uma mãe com uma criança, que bateu com a mão na viatura onde se encontrava já o primeiro-ministro, o que obrigou a intervenção policial. Apesar de também ter recebido palavras de apoio, esta foi a primeira manifestação popular de hostilidade de Passos Coelho.

Condenado membro dos “camisas vermelhas” Uma tailandesa membro dos “camisas vermelhas”, favoráveis ao exprimeiro ministro no exílio Thaksin Shinawatra, foi condenada a 15 anos de prisão por insultar a família real. Daranee Charncherngsilapakul foi condenada depois de ter visto o primeiro julgamento anulado em 2009 por ter sido realizado à porta fechada. Os discursos que fez durante as manifestações pró-Thaksin, em 2008, valeram-lhe no primeiro julgamento 18 anos de prisão.

Cresceu investimento externo na China O investimento externo na China cresceu mais de 13 por cento nos primeiros onze meses do ano, ultrapassando 100 mil milhões de dólares, apesar da queda registada em Novembro, anunciou o governo chinês. O investimento oriundo dos Estados Unidos caiu 23,05%, o da Europa aumentou apenas 0,29% enquanto o dos países asiáticos na China, pelo contrário, aumentaram 17,98 por cento, somando 89,59 mil milhões de dólares.

27 sírios mortos em luta com desertores Pelo menos 27 membros do Exército e das forças de segurança sírias foram ontem mortos em combates com desertores na província de Deraa, no sul do país, informou o Observatório sírio dos direitos humanos. Um relatório da Human Rights Watch, ontem divulgado com base em testemunhos de soldados desertores, revela que os oficiais militares sírios emitiram ordens para os soldados abrirem fogo indiscriminadamente contra os manifestantes sem armas.

Situação europeia é ameaça à segurança britânica A crise que a zona euro enfrenta constitui a principal ameaça à segurança nacional britânica, alertou em Londres o chefe de Estado-maior do Exército, David Richards. «O principal risco que o Reino Unido hoje enfrenta é económico mais do que militar», declarou David Richards durante um thinktank sobre defesa. «É a razão pela qual a crise na zona euro é de uma enorme importância», acrescentou ao salientar que «nenhum país se pode defender se ele próprio se encontra na bancarrota».


Dito

“(...) Mas que até hoje nunca senti qualquer pressão da parte do Governo da RAEM, com Edmund Ho ou Chui Sai On, isso é indesmentível.”

opinião

Carlos Morais José in “Hoje Macau”

“É preciso que sejam criadas condições para que os profissionais desses serviços [Estatística] desempenhem os seus trabalhos com maior dignidade, para que deles se espere resultados rápidos atempados e de maior qualidade.” – Albano Martins

“É bom que fique claro que, quando vender, o Estado deixa de mandar - veremos com que consequências, seja o comprador o sr. Hu Jintao ou os amigos da sr.ª Merkel.” – André Macedo

opinião

Há 20 anos In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 16/12/1991

os desatinados

Manuela Nunes *

Albano Martins

O bom e o mau da fita

Quem brinca com o fogo...

C

1

ontinuando a sequência iniciada nos últimos tempos, cabe hoje a vez ao colesterol, aquele que se nos apresenta com dupla personalidade – o bom e o mau. O colesterol é a gordura presente no sangue. Ele associa-se às proteínas, para poder viajar na corrente sanguínea, dando origem a diferentes tipos de lipoproteínas. Aquelas de que mais ouvimos falar são lipoproteínas de baixa densidade (low density ou LDL) e alta densidade (high density ou HDL). Ora, as LDL são o considerado mau colesterol, porque ajudam o colesterol a entrar na célula e o seu excesso forma placas nas artérias levando ao aparecimento da arteriosclerose, principal causa de doenças cardíacas. O HDL, considerado o bom colesterol, remove as placas de gordura do sangue, retirando o colesterol das células e ajudando a eliminá-lo, e assim previne ataques cardíacos e outros problemas associados. O processamento do colesterol no organismo é fundamental para a vida. No entanto, os níveis de colesterol variam de indivíduo para indivíduo, de acordo com a predisposição genética ou hereditária, o sexo, o estilo de vida e de alimentação, a obesidade e o tipo de actividade física. Portanto, quando o médico lhe disser que tem o colesterol alto, tome 3 medidas: faça mudanças nos seus hábitos alimentares, reduza o stress e comece a praticar exercício físico. Em relação à alimentação o que ele quer dizer é: reduza o consumo de gorduras, especialmente saturadas e de origem animal, ovos, carne vermelha, frutos do mar, enchidos e charcutaria, queijos curados, leite, bolos, folhados e afins. E saiba que os produtos de origem vegetal não têm colesterol, ou qualquer dose significante de colesterol, pelo que pode estar à vontade perante um prato de leguminosas, cereais integrais, aveia, frutas e vegetais, tofu e soja, queijos brancos, iogurtes, cebola e alho. Se precisar de aumentar o colesterol bom, procure utilizar sempre azeite de oliva e óleos vegetais como a canola e girassol e sementes de gergelim. Para rematar, o colesterol aparece associado a obesida-

Canadian Health Clinic

ICQ dental team is a group of dental specialists with internationally recognized qualifications. We provide all range of dental services: − Oral examination and radiology investigation − Restorative and Cosmetic Dentistry − Children Dentistry − Orthodontic Treatment − Oral and Dental implant Surgery – Endodontic Treatment − Periodontal Treatment − Emergency Treatment We are committed to deliver high quality dental services with personalized care. We ensure the highest level of infection control.

Website:www.icqoral.com

Consultation by appointment: Mon to Sat: 10:30am - 7:30pm Sun: 10:30am - 2:00pm Tue and public holidays: closed

Tel: 28373266 Fax: 28356483 Email: appoint@icqoral.com Avenida da Praia Grande, Nº 665, Edifício Great Will, 2º Andar A

pág 16 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

Services

[ O ] SHAPE

[ X ] SHAPE

General Practice, Chiropractic, Physical & Rehabilitation Therapy, Custom Orthotics, Aromatherapy

de, má alimentação e sedentarismo, por isso: emagrecer, praticar exercício regular e reduzir os níveis de stress ajudam seguramente a controlar os seus valores. E uma receitazinha como esta, também está cheia de bom colesterol: Salada de abacate, tomate cherry, queijo e azeitonas Corte para uma saladeira: tomate cherry em quartos, abacate em cubos pequenos (regue com sumo de limão para não escurecer), azeitonas picadas, queijo branco (pode usar feta, aqui usei de cabra) em pequenos quadradinhos. Polvilhe com manjericão, pimenta para temperar e azeite de oliva (abundantemente derramado por cima dos restantes ingredientes). Sirva sobre tostas integrais e faça um jantar leve…. * Colaboradora. Escreve neste espaço às sextas-feiras.

.Para se fazer política económica é fundamental que o conhecimento da realidade seja o mais apurado possível e o mais próximo da data da intervenção, quando se quer actuar com eficácia para se alterar o rumo dos acontecimentos que se não querem. A China já divulgou os dados sobre a inflação em Novembro. Salvo melhor, logo na primeira semana de Dezembro. Macau, uma realidade bem minúscula e, portanto, tecnicamente mais simples de apurar, ainda não os divulgou, nem tão-pouco através de uma simples comunicação sem muitos detalhes, enquanto as folhas rápidas estão a ser preparadas. Porquê? Já várias vezes referi a importância fundamental da Estatística em qualquer espaço civilizado do mundo. É preciso que sejam criadas condições para que os profissionais desses serviços desempenhem os seus trabalhos com maior dignidade, para que deles se espere resultados rápidos atempados e de maior qualidade. Qualquer intervenção às escuras

ou desfasada do tempo é não só contraproducente como se traduz num autêntico tiro no escuro! Não podemos brincar com coisas sérias.

2

.Há dias muita gente protestou contra a situação dos animais em Macau. É preciso uma lei que os proteja, todos estamos de acordo. Está claro para mim que se essa lei entrar em vigor haverá por aí quem vá ter de fechar portas. E centenas de animais serão abatidos ou abandonados à sua sorte! Mas as pessoas não têm consciência disso? Só há dias me apercebi dessa situação através de uma fotografia publicada nas páginas de um jornal local. Há gente local que pensa que mais vale aprisionar animais em jaulas (algumas com dois) para toda a vida do que os deixar em liberdade, apesar do risco que o seu exercício sempre implica. Em qualquer parte do mundo civilizado, uma loja de animais não pode ter animais em jaula por mais de dois/três meses!

tribuna

Em Macau, há animais que estão enjaulados até ao resto dos seus dias, que são anos! Em protectoras? Há também outro tipo de amantes de animais que passa a vida atormentado com a situação de todos os que vivem nas ruas, mas que não dão nenhuma ajuda para que os animais já alojados nos diversos abrigos, possam ser rapidamente adoptados. Sem adopções outros não podem ser recolhidos! Acham eles que uma Sociedade Protectora deve recolher todos os animais que se encontram na rua! Nem lhes passa sequer pela cabeça que, tal como nós, os animais precisam também de um espaço com dimensões mínimas para se poderem mover ou viver com o mínimo de dignidade. Enfiar dois animais numa jaula, nem dá para acreditar! Recolhê-los para um suposto abrigo para a seguir serem mortos por outros, na disputa de um m2 de espaço, é um acto de crueldade que devia merecer dessas gentes um pouco mais de reflexão. Enjaulá-los, não é sequer opção!

André Macedo

A EDP a quem der mais H

á quem diga ler a Playboy só por causa das entrevistas de fundo. Foi nisso que pensei quando ouvi Passos Coelho dizer, a propósito da venda de 21,4% da EDP, que seria interessante que outros accionistas “pudessem trazer novos métodos organizativos” à empresa de energia. O primeiro-ministro não começou nem acabou a frase com a palavra China, mas era a este país (e à empresa Three Gorges) que ele se estava a referir. Pois é: eu também leio a Playboy por causa das entrevistas e também penso que se a empresa chinesa se tornar na maior accionista da EDP a justificação para o negócio será o seu lindo “método organizativo” e não as malas de dinheiro que promete gastar... O problema com esta frase de Passos é que ela pretende disfarçar o único critério - o encaixe financeiro - que deve orientar a venda de um

bloco de acções público de uma empresa cotada. Compreende-se, no entanto, o embaraço. Não é só em Portugal que se desconfia dos investimentos chineses, não vale a pena tapar o sol com a peneira. Se a E.On oferecesse as mesmas contrapartidas que a Three Gorges, a questão não se colocaria: venceria a empresa apoiada por Merkel. Acontece que não é assim: a E.On paga menos de metade, por isso o Governo terá de valorizar muito “o projecto industrial” - o que o novo accionista quer fazer com a empresa - para deitar para o lixo a oferta chinesa. Sendo a EDP a empresa que fornece energia ao País inteiro, poderia compreender-se a ênfase dada ao “projecto industrial”. No entanto, o facto de o Governo ter decidido vender significa que não se inquieta com estes riscos ou que pensa resolvê-los

Quem defende os direitos dos animais de uma forma séria está de acordo os que se encontram em perigo devem ser protegidos. Devem, mas isso é sempre possível? Animais que estão doentes, magoados, cachorros ou gatinhos, animais mal-nutridos, animais sujeitos a actos de crueldade, ou os que, estando abandonados, dão sinais de não poderem sobreviver no exterior, são os únicos candidatos a um lugar numa protectora! Mas se o espaço não se multiplica, e é físicamente quase uma constante, então que nos ajudem a arranjar uma família para os que já lá estão connnosco. As sociedades protectoras não coleccionam animais! Um abrigo deve ter o mínimo de segurança, assegurando sempre o mínimo de qualidade de vida dos que por lá vivem. Doutra forma, andamos todos a brincar com o fogo! *Economista

impondo regras ao comprador. Sobra outra hipótese: o Governo acredita que o facto de a EDP ser cotada e de o seu capital estar distribuído também por accionistas fortes evitarão que a empresa fique refém da vontade de um só patrão. Em teoria, o Governo tem razão. A existência de um regulador que protege uma parte do interesse público e o facto de os accionistas da EDP terem um limite de voto de 20% - podem comprar mais capital mas isso não lhes traz mais direitos, apenas mais dividendos -, tudo isso junto dá à empresa um quadro de funcionamento estável. Neste sentido, desde que não se trate de um grupo de malfeitores, tanto faz vender os 21,4% a alemães ou a chineses - até porque, daqui a quatro anos, quem comprar agora pode voltar a vender (os alemães aos chineses, por exemplo). Do ponto de vista do mercado é mesmo assim e se a ideia de Passos é conseguir o maior encaixe possível, então está a fazer tudo como deve ser. Mas é bom que fique claro que, quando vender, o Estado deixa de mandar - veremos com que consequências, seja o comprador o sr. Hu Jintao ou os amigos da sr.ª Merkel. Triste é não haver nenhum português para ir a jogo. JTM/DN

Chiropak School bag- Anatomically Designed

For Appointment

Tel: 28335035

Fax: 28335036

Monday to Friday: 9:30 am - 1:00 pm / 2:30 pm - 6:30 pm Saturday: 9:30 am - 2:00 pm

Av. Almeida Ribeiro, Nº 99, Edifício Comercial Nam Wah, 6º andar, Sala 608, Macau

Cartoon

UMA PRESENÇA DIGNA EM BRUXELAS MAS SEM ROUBAR A “BOLA” A PORTUGAL Tendo em vista que a “festa” da Europália era portuguesa e não de Macau, o Território pode orgulharse de ter aproveitado bem a “boleia” ligando a promoção do seu nome a um conjunto de eventos de grande repercussão cultural. Principalmente “sponsor” da “Apoteose do Barroco”. a exposição-chave do conjunto, Macau marcou presença em várias outras, além de se apresentar também isoladamente em duas exposições (“Ambientes de Macau” e “Dois Pintores de Macau”), na promoção económica realizada em Setembro e, há alguns dias, no conjunto de actividades que levou a Bruxelas uma numerosa representação. No “Café Egmont” do Hotel Hilton desde quinta-feira que a gastronomia de Macau faz o essencial da ementa, mantendo uma presença que nos dias anteriores foi intensa. O jantar de gala, assinalando o final da semana de Macau na Europália, foi o ponto mais alto desta “ofensiva” que teve consigo apenas o azar de coincidir com a cimeira de Maatrich, a canalizar as atenções. Mas na mesa de honra do jantar, Rocha Vieira tinha a acompanhá-lo, além da mulher do Presidente da República e da princesa Paola, o ministro português da presidência, Fernando Nogueira, dois ministros belgas, o marechal Spínola e o Duque de Bragança, com as restantes mesas cheias de personalidades destacadas da vida política e cultural da Bélgica, de Portugal e de Macau. Dois solistas da orquestra chinesa de Macau, interpretando três curtas composições e o desfile de moda criado por António Conceição animaram este jantar.

mami na cozinha

JTM/DN jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 17


AUSTIN POWERS PODE INSPIRAR MUSICAL. O regresso do espião Austin Powers aos cinemas poderá também dar origem ao primeiro musical sobre a personagem de Mike Myers. Segundo o “New York Post”, o actor inglês está a negociar a criação de uma peça para a Broadway e poderá ser um dos argumentistas.

lazer

“Mistérios de Lisboa” premiado no Canadá. “Mistérios de Lisboa”, do chileno Raul Ruiz, falecido este ano, foi distinguido como Melhor Filme Estrangeiro pela Associação de Críticos de Cinema de Toronto. Baseado na obra homónima de Camilo Castelo Branco e com argumento de Carlos Saboga, o filme foi rodado em Portugal e contou no elenco com Maria João Bastos, Adriano Luz e Ricardo Pereira.

Angelina foi hospitalizada de emergência, após ingerir uma grande quantidade de comprimidos para emagrecer, avançou o “National Enquirer”. A publicação afirmou ainda que a actriz foi encontrada inconsciente em casa pelos funcionários que ligaram imediatamente para o 911. A actriz estará viciada num suplemento de ervas chamado Hoodia, importado da África do Sul, conhecido pelas suas propriedades adelgaçantes.

“Bebés” de Miley Cyrus não têm silicone A cantora e actriz Miley Cyrus usou o Twitter para desmentir rumores de que teria colocado silicone. “Obrigada pelo elogio, mas esses bebés são meus”, escreveu. “Queria que as pessoas percebessem que não é preciso ser falsa para ser bonita”, adiantou no mesmo “post”. A cantora lembrou ainda que há coisas que são próprias da idade: “Eu tenho 19 anos! O peito cresce”.

Sharon Osbourne tem babysitter para os cães Uma “babysitter” toma conta dos 12 cães de Sharon Osbourne, mulher de Ozzy, agora que os filhos já não moram na sua casa. Depois da saída de Aimee, de 28 anos, Kelly, de 27, e Jack, de 26, o casal de celebridades ficou com a casa mais vazia, mas graças a uma dúzia de cães a animação continua presente. “Estou só. É por isso que adoro tanto a minha família. E Animais. Eles fazem tanta companhia… Salvo-os a todos”, afirmou a estrela dos reality-shows. “Sou o hotel deles e até fico a tomar conta dos animais de estimação dos meus amigos”, sublinhou.

18 :00

Arthur and the Revenge of Maltazard tdm

Jolie terá sofrido “overdose” de comprimidos para emagrecer

Madrinha do Euro 2012 é amante do póquer Joanna Krupa soma e segue. Depois de diversos trabalhos para revistas como a Playboy, FHM, Maxim ou Stuff e de já ter sido eleita a mulher mais sexy em biquíni do mundo, a modelo de 32 anos vai ser, segundo avançou a imprensa italiana, a madrinha do Euro2012 de futebol, que decorrerá na Polónia e Ucrânia. Natural de Varsóvia mas a residir há vários anos em Chicago, Joanna é conhecida ainda por ser uma jogadora regular de póquer, apesar dos seus atributos físicos superarem largamente os resultados alcançados nos torneios.

Roteiro

CINEMAX

13:00 13:30 18:30 19:00 19:30 20:30 21:00 21:30 22:10 23:00 23:35 23:45 00:40 01:10 01:40

TDM News - Repetição Jornal das 24h That 70’s Show Montra do Lilau (Repetição) Amanhecer Telejornal TDM Talk Show Castle Passione TDM News Resumo Liga Europa Herman 2011 Reportagem Sic Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO

22:00 I (Almost) Got Away With It 23:00 Solved 00:00 Mythbusters

41 HBO

51 NGC

12:00 14:10 16:05 18:00 19:40 22:00 00:10

12:30 13:25 14:20 15:15 16:10 17:05 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

For Your Eyes Only Medicine Man America’S Sweethearts Arthur And The Revenge Of Maltazard Hulk Octopussy The Bourne Identity

42 Cinemax

30 ESPN 13:00 15:30 19:30 20:00 20:30 21:30 22:00 22:30

IAAF World Challenge League NCAA Women’s Volleyball Championship SemiFinals (LIVE) Sportscenter Asia Football Asia 2011/12 Spirit Of London Global Football 2011 Sportscenter Asia Rugby World Cup 2011 Wales vs. France

13:00 14:00 15:00 17:00 21:00 21:30 22:00 23:00

Hot Water 2011/12 JK Racing Asia Series Best Of The Championships, Wimbledon 2011 (LIVE) Omega Dubai Ladies Masters 2011 Day 3 Le Mans Series Magazine (Delay) Score Tonight British Rally Championship Best Of The Championships, Wimbledon 2011

31 Star Sports

40 star movies 11:20 13:15 14:45 16:55 18:45

21:00 Stone 22:40 Daybreakers 00:20 Predators

Fair Game Inhale Mary Shelley’S Frankenstein Six Days, Seven Nights In The Line Of Fire

12:45 14:15 16:00 18:00 19:20 19:45 21:45 22:00 23:45

Vampire Bats The Taking Of Pelham 1 2 3 Fahrenheit 451 The Incredible Shrinking Man Hollywood Buzz Terminator Salvation Epad On Max 141 Blink From Dusk Till Dawn

43 MGM 11:45 13:30 16:00 17:30 19:15 21:00 22:45 00:15

The Miracle Worker Irma La Douce The Mudge Boy Saved By The Bell Convict Cowboy Across 110th Street Submerged Crooked Hearts

50 Discovery 13:00 14:00 14:30 15:00 16:00 17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00

I (Almost) Got Away With It Dirty Money Halal Mate American Chopper: Senior Vs. Junior World Biker Build-Off Rampage! Factory Made How Do They Do It? Construction Intervention Extreme Forensics Mythbusters

In The Womb Locked Up Abroad Is It Real? Beast Hunter The Witch Doctor Will See You Now Insects From Hell Mega Quake Mega Factories Inside Beast Hunter The Witch Doctor Will See You Now Taboo Beast Hunter

54 History 13:00 14:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 00:00

Modern Marvels Gates Of Hell Kings Of Restoration Ice Road Truckers Modern Marvels Swamp People Food Tech Mas Selamat, The Fugitive Terrorist Pearl Harbor: 24 Hours After Ice Road Truckers

55 Biography Channel 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

Intervention I Survived Private Chefs Of Beverly Hills The Quon Dynasty Gutted Sell This House The Locator I Survived My Ghost Story Celebrity Ghost Stories Daniel Craig I Survived Intervention

62 AXN 12:20 Csi: Crime Scene Investigation 13:10 Spring Wipeout 14:00 Numb3Rs 14:55 Wipeout 15:45 Breaking The Magician’S Code 16:35 Spring Wipeout 17:25 Csi: Crime Scene Investigation 18:15 Leverage 19:10 Keith Barry: The Escape 20:05 Sony Lifestyle Tv Magazine 20:35 Ebuzz 21:05 The Kitchen Musical 22:00 Breaking The Magician’S Code 22:55 Leverage 23:50 Caught On Camera 00:45 Breaking The Magician’S Code

63 Star World 13:05 14:55 15:25 17:15 18:10 19:05 19:30 20:00 21:50 22:45 23:40 00:05

Best TV Drama Shows 2011 New Girl 90210 Australia’s Next Top Model MasterChef US How I Met Your Mother New Girl Best TV Drama Shows 2011 America’s Next Top Model MasterChef US How I Met Your Mother Best TV Drama Shows 2011

82 RTPi 18:00 18:37 19:12 20:00 20:59 21:31 22:17 23:07 00:00 01:15 02:07 02:41

Telejornal madeira Com ciência Galegos de cá e lá Bom dia portugal Portugal negócios Velhos amigos Luís de matos - mistérios Estado de graça Jornal da tarde O preço certo Estranha forma de vida Portugal no coração

A programação é da responsabilidade das estações emissoras

Star movies

Serviço de atendimento a clientes

22:40

28822866

Daybreakers

www.macaucabletv.com

cinema

Cineteatro Sala 1 mission:

impossible Ghost protocol

Filme de: Brad Bird. Com: Tom Cruise, Jeremy Renner, Simon Pegg.

14:15H 16:45H 19:15H 21:45h

Cineteatro Sala 2 sherlock holmes:

a game of shadows

Filme de: Guy Ritchie. Com: Robert Downey Jr., Jude Law, Noomi Rapace.

14:30H 16:45H 19:15H 21:30H Cineteatro Sala 3 paranormal 3 activity Filme de: Sarah Smith. Com: James McAvoy, Hugh Laurie.

14:15H 16:00H 17:45h 21:30h Torre de macau the three musketeers 3d

Filme de: Ariel Schulman, Henry Joost. Com: Katie Featherston, Sprague Grayden.

14:30H 16:45h 19:15h 21:30H

Clube Militar de Macau

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000 Telefones Úteis

Número de Socorro 999 Bombeiros 28 572 222 PJ (Linha aberta) 993 PJ (Piquete) 28 557 775 PSP 28 573 333 Serviços de Alfândega 28 559 944 Centro Hospitalar Conde S. Januário 28 313 731 Hospital Kiang Wu 28 371 333 CCAC 28 326 300 IACM 28 387 333 DST 28 882 184 Aeroporto 88982873/74 Táxi (Amarelo) 28 519 519 Táxi (Preto) 28 939 939 Água - Avarias 2990 992 Telecomunicações - Avarias 1000 Electricidade - Avarias 28 339 922 Directel 28 517 520 Rádio Macau 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 / 63018939 Telefone: fax: fax: 28715732 / 63018939 28703224

Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais NOTIFICAÇÃO EDITAL N.º 294/2011 (Exercício do direito de defesa)

Considerando que não se revela possível notificar, nos termos dos artigos 10.º e 58.° do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro, a sociedade “Ginásio Estrela Limitada”, sita na Avenida Concórdia, n.º 85, Edifício Wang Hoi Torre A, 14º andar A, em Macau, pessoalmente, por ofício, telefone, ou outra forma, sobre a matéria acusada pela eventual infracção ao disposto a Lei n.º 7/2008 - Lei das relações de trabalho, João Paulo Sou, Chefe do Departamento de Inspecção do Trabalho, Substituto, manda que se proceda, nos termos do n.º 2 do artigo 11.º do Decreto-Lei n.º 52/99/M, de 4 de Outubro, conjugado com o artigo 94.° do mesmo código, à notificação da sociedade “Ginásio Estrela Limitada” por a referida sociedade ter celebrado o contrato de trabalho com um trabalhador não residente em 11/01/2011, cujo cargo não corresponde à categoria profissional autorizada pelo Gabinete para os Recursos Humanos. A aludida infracção é prevista e punida na alínea 7) do nº 2 do artigo 32º da Lei nº 21/2009 – Lei da Contratação de Trabalhadores Não Residentes, de 27 de Outubro, com multa de MOP5.000,00 (cinco mil patacas) a MOP10.000,00 (dez mil patacas). Por outro lado, de acordo com o nº 1 do artigo 33º do mesmo Diploma, à infractora poderá ser aplicada a sanção acessória de revogação de todas ou parte das autorizações de contratação de trabalhadores não residentes concedidas, acompanhada da privação, pelo período de seis meses a dois anos, do direito de pedir novas autorizações. Nestes termos, é concedido à notificada o exercício do seu direito de defesa por escrito no prazo de 15 (quinze) dias, a contar do 1º dia útil seguinte ao da publicação dos presentes éditos. A notificação da acusação em causa pode ser levantada no D.I.T., sita na Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, nºs 221-279, edifício Advance Plaza”, 1º andar, Macau, dentro das horas de expediente, sendo também permitida a consulta do respectivo processo nº 3679/2011. Após a falta de apresentação da defesa escrita pela notificada, dentro do prazo acima referido, é lhe aplicada a multa. Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais, aos 9 de Dezembro de 2011. O Chefe do Departamento, Substituto, João Paulo Sou

pág 18 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

jornal tribuna de macau sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 pág 19


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

última

José Rocha Dinis

Internacionalização Correspondendo à estratégia da RAEM de aprofundar a Região como um centro internacional de entretenimento e turismo, a população tem correspondido com interesse e empenhamento. Sabe-se, por exemplo, como os taxistas se têm empenhado em aprender inglês e boas maneiras, de molde a darem boa impressão aos clientes que não falam chinês. Os media são, naturalmente, veículos privilegiados para a vulgarização de outras línguas, pelo que são de assinalar os esforços feitos por todos. Em destaque, pela TDM Sports, também visto no canal 32 da Macau Cable TV, através do sistema Nicam que permite ter duas línguas. Tem sido com prazer que, quando não se esquecem de pressionar o botão respectivo (o que acontece com frequência), tenho ouvido relatos de jogos internacionais em diferentes idiomas. Já ouvi, a espaços, relatos em alemão e alemão suíço (que tem ligeiras diferenças), mas na última madrugada foi-nos oferecido todo o jogo BesiktasStoke City em turco, uma novidade que acrescenta um ponto decisivo à estratégia de internacionalização linguística da RAEM. Fiquei encantado!

O filme “Man of Tai Chi”, que assinalará a estreia do actor Keanu Reeves como realizador, vai começar a ser rodado em Pequim, em Fevereiro do próximo ano, e incluirá filmagens em Hong Kong e Macau. Segundo a agência Reuters, Keanu Reeves já garantiu o financiamento e a distribuição do filme de artes marciais. A produção será assegurada pela “Village Roadshow Pictures Asia” e os grupos “China Film” e “Wanda Media”, cabendo à “Universal Pictures” a distribuição. “A oportunidade de aumentar o envolvimento com o mercado chinês e levar filmes da China às audiências mundiais é importante para a Universal”, salientou David Kosse, presidente da Divisão Internacional da “Universal Pictures”. Além de assumir o papel de realizador, Reeves também assina o guião e será o “vilão” do filme, que vai ter uma sequência de 18 cenas de luta, totalizando 40 minutos de muita acção e pancadaria. No elenco de “Man of Tai Chi” também se destaca Tiger Chen, membro da equipa de Kung Fu em “Matrix”. O filme poderá ser lançado em 2013.

CHIRAC CONDENADO A DOIS ANOS DE PRISÃO O ex-presidente francês Jacques Chirac foi condenado a dois anos de prisão com pena suspensa por um tribunal de Paris num processo sobre empregos fictícios na capital francesa, quando chefiava o município. Chirac, de 79 anos, foi considerado culpado por “desvio de fundos públicos” e “abuso de confiança” no âmbito do processo instruído em Paris, relativo a 21 empregos remunerados pelo município parisiense no início da década de 1990. O ex-chefe de Estado também foi declarado culpado na segunda parte do processo que inclui sete empregos fictícios e cuja instrução ocorreu em Nanterre, perto de Paris. O Ministério Público tinha pedido a absolvição de Chirac e de nove coarguidos. Jacques Chirac esteve ausente da leitura da sentença e de todo o julgamento, que decorreu entre 5 e 23 de Setembro. A ausência foi justificada por um relatório médico que indicava a existência de problemas neurológicos “graves e irreversíveis”.

JUIZ DO SUPREMO FILMADO A ROUBAR CORRESPONDÊNCIA O conselheiro Alves de Sousa foi apanhado pela videovigilância do prédio onde vive a desviar correspondência de um vizinho, médico de profissão. Vai ser julgado e arrisca pena de prisão, noticia o “Correio da Manhã” adiantando que as câmaras de videovigilância no hall de entrada do prédio onde vive, em Lisboa, tramaram Jorge Alves de Sousa, juíz conselheiro do Supremo Tribunal Administrativo. O magistrado, que foi filmado a desviar documentos da caixa de correio de um vizinho, médico, vai ser julgado e arrisca uma pena de prisão. Em causa está o crime de violação de correspondência, que é punível com pena de prisão até um ano.

Fotolegenda

1

6/15/11

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 12 C 180C 0

11 C 170C 0

câmbios - indicativos Pataca Compra US Dólar 7.97 EURO 10.35 yuan (rpc) 1.212

fonte: bnu

Venda 8.07 10.47 1.273

KEANU REEVES FILMA EM MACAU NA ESTREIA COMO REALIZADOR

en passant

td12_JTM_banner4.pdf

tempo

3:11 PM

TORRE DE MACAU CELEBRA 10 ANOS. Os 10 anos da Torre de Macau foram celebrados a rigor e a festa contou até com a presença do Chefe do Executivo, Chui Sai On. A presidente do Centro de Entretenimento e Convenções da Torre de Macau, Pansy Ho, também esteve presente.

Joana Chói

Chefe dos Serviços Administrativos Neste Natal, desejo especialmente que todos possam viver momentos de paz e em boa saúde, junto das suas famílias. Espero também que esta quadra possa ser enriquecedora no aspecto financeiro e que terminem, de uma vez por todas, os conflitos e as guerras no mundo. Feliz Natal e Próspero Ano Novo para todos os nossos leitores.

Viviana Chan Jornalista

Saúde, paz e harmonia são os meus maiores desejos para todos nesta época festiva. Seria bom que todas as famílias de Macau pudessem desfrutar em pleno da magia e encanto próprios do Natal. Espero que o próximo ano seja melhor do que este, cheio de alegrias, boa fortuna e sucesso financeiro.

Luís Machado Colaborador

Desejo que as tradições de Natal voltem a ser reavivadas este ano, que as famílias se voltem a unir e que a gastronomia macaense sofra um grande impulso a partir de quem sabe cozinhar os pratos de Macau. E votos de um excelente Natal e feliz Ano Novo!

Jorge Silva Colaborador

Um feliz e um santo Natal para todos é o que mais desejo. Que os sonhos de todos possam ser concretizados e que o próximo ano seja ainda melhor do que este para todos os leitores do Jornal Tribuna de Macau!

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

pág 20 sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 jornal tribuna de macau

fecho desta edição jtm - 02:05horas


JTM 16-12-2011