Issuu on Google+

JOÃO MANUEL AMBRÓSIO EM ENTREVISTA AO JTM

“Governo terá de dar o exemplo” na introdução de carros eléctricos Págs 2 e 3

澳 門 論 壇 日 報

Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 3964 | segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

10 Patacas

Vidas que resultam em medalhas PÁgs 11 e CENTRAIS

Macau já gera oito por cento das receitas mundiais do Jogo

Investidores tiraram de Portugal 18 mil milhões em dois anos

As receitas totais do Jogo em todo o mundo aumentaram cerca de 5,6% para 419 mil milhões de dólares americanos em 2011, devido sobretudo ao crescimento verificado na Ásia, indica um estudo da “Global Betting & Gaming Consultants”. Estes dados significam que o mercado de Macau terá representado cerca de 8% do total mundial, tendo em conta que as receitas brutas do sector do jogo no território subiram 42% para 269 mil milhões de patacas (cerca de 33,6 mil milhões de dólares). A consultora estima que as receitas mundial poderá crescer para 500 mil milhões de dólares em 2014, devido à previsível abertura de novos casinos na Ásia. Segundo dados finais da Comissão do Jogo do Estado do Nevada, as receitas na “strip” de Las Vegas subiram 5,1% para 6,07 mil milhões de dólares em 2011, ou seja 5,5 vezes menos do que em Macau. No cômputo geral do ano, Macau gerou ainda o triplo de todo o Estado do Nevada, onde as receitas aumentaram 2,8% para 10,7 mil milhões de dólares.

Os investidores nacionais e estrangeiros estão a tirar cada vez mais dinheiro de Portugal ou a perder mais com a difícil situação da economia, revelam os movimentos das operações de carteira (fundos de investimento, acções, títulos de dívida) e das operações de investimento directo (ID), revelou o Diário de Notícias, salientando que este fenómeno, com origem na grave crise económica e financeira, reflecte-se no agravamento dramático do défice da balança de rendimentos. É a descapitalização da economia em toda a linha. No capítulo dos depósitos, no qual não há forma de apurar se o dinheiro está realmente a sair de Portugal, o cenário é misto: os particulares continuam a reforçar o valor que confiam aos bancos. As empresas nem por isso: estão a tirar os seus fundos ao ritmo mais elevado desde que há registos. Em 2011, o aforro dos empresários caiu mais de 8% (menos três mil milhões de euros face a 2010).

Proposta sobre património está “concluída” e chega em breve à AL Pág5 Casa de Portugal traz Sequeira Costa e tenta manter “World Press Photo” Pág 9 Mundo da música chora a morte da diva Whitney Houston

Pág 22

Moradores de aldeia de Guangdong realizam eleições indirectas última


(...) “Recebemos mais de 103 milhões de patacas em donativos [para Sichuan], que foram totalmente utilizados para a construção de sete escolas, centros de saúde, lares para idosos e também 1.765 habitações” (...) - João Manuel Ambrósio

local

(...) “Foi um projecto muito difícil [em Sichuan], mas, com o nosso empenho, conseguimos acabar todas as construções num período de três anos e meio” (...) – idem

JOÃO MANUEL AMBRÓSIO EM ENTREVISTA AO JTM

“População de Macau é muito solidária” Abordando as várias vertentes da Cruz Vermelha de Macau, o secretário do Conselho Central da instituição considera que a população local tem revelado grande solidariedade quando acontecem catástrofes no exterior. O exemplo mais claro será Sichuan. João Manuel Ambrósio descreve o papel da Cruz Vermelha de Macau na reconstrução das áreas afectadas pelo terramoto de 2008 paulo barbosa

Q

ual tem sido o papel da Cruz Vermelha de Macau (CVM)? -A Cruz Vermelha presta uma vasta gama de serviços em Macau e no Continente. Em Macau, temos uma escola de socorrismo, que tem mais de 400 alunos neste momento. Temos também um corpo de socorristas voluntários que presta serviços de primeiros socorros a muitas organizações, especialmente as desportivas, como, por exemplo, a maratona. Na queima de panchões e fogo de artifício durante o Ano Novo Chinês, os nossos voluntários prestaram serviço durante seis dias consecutivos. Prestamos também serviço de transporte de pacientes para as consultas médicas em hospitais e clínicas. Temos uma frota de dez ambulâncias que possibilita isso. Estamos a efectuar um serviço que anteriormente estava atribuído ao Corpo de Bombeiros. -E quais são os critérios para a escolha desses doentes? Têm uma base de dados com os seus nomes ou são indicados pelo Instituto de Acção Social (IAS)? -São pessoas que têm dificuldade em movimentar-se e precisam de ir ao hospital. Por vezes, é impossível chamar um táxi e não podem ir de autocarro, porque é perigoso e há carreiras

que não são regulares. Há organizações como o IAS e os hospitais, ou mesmo os familiares, que contactam a CVM para se transportar o paciente. É um serviço gratuito. Ao longo do ano de 2011, transportámos pessoas 21.739 vezes. -Em termos de protecção civil, a CVM está preparada para enfrentar rapidamente situações de catástrofe? -É o Governo de Macau que centraliza a prestação de serviços em caso de catástrofe. A CVM faz parte da Comissão que é activada logo que haja qualquer tufão ou situação imprevista. Caso aconteça um acidente, ficamos em contacto permanente para darmos apoio com as nossas ambulâncias, vo-

Novas tecnologias, a leitura e as viagens Adepto das novas tecnologias, em particular dos produtos da Apple, João Manuel Ambrósio gosta de utilizar aparelhos como o “Ipad”, o “Ipod”, o “Iphone”. Mas o gosto pelos “gadgets” informáticos não se fica pelos produtos criados pela empresa fundada pelo malogrado Steve Jobs. O “Kindle Fire”, da Amazon, é uma das suas últimas aquisições e “deve ser, neste momento, o único em Macau”, diz, com orgulho, o empresário de 61 anos. Com o “Ipad” e o “Kindle”, João Manuel Ambrósio satisfaz o seu gosto pela leitura. Outro interesse são as viagens. Ao serviço da Cruz Vermelha de Macau (CVM), pôde conhecer grandes extensões do território chinês. Mas os destinos que mais o impressionaram foram as ilhas Maurícias e a Birmânia, esta última por bons e maus motivos. “Os templos são muito bonitos, até mais bonitos do que na Tailândia. Na altura em que visitei, aquilo era um bocado melindroso, na medida em que, em cada cruzamento, havia tanques e militares a apontarem armas para a população e para os mercados. Causou-me muita impressão, mas o povo parecia muito pacífico, com grande conhecimento da língua inglesa”, conta. Para além de ser secretário do Conselho Central da CMV e sócio da Mobizero, João Manuel Ambrósio dirige a IPS International Consultants, que fornece serviços de consultoria a empresas estrangeiras que investem em Macau, em particular nos centros comerciais e casinos. “São grandes empresas e aconselho sobre a parte jurídica, comercial e o relacionamento com os departamentos do Governo de Macau.”

luntários e corpo de socorristas. -Isso exige uma estrutura permanente. Quantos funcionários tem a CVM? - Temos 75 assalariados. É uma estrutura muito grande porque temos a escola de socorrismo, voluntários e o transporte de pacientes para os hospitais. Há também a vertente da prestação de serviços à China, por exemplo no caso dos terramotos e de tsunami. Fazemos apelo aos donativos e também construímos muitas escolas na China [em Sichuan]. Recebemos mais de 103 milhões de patacas em donativos, que foram totalmente utilizados para a construção de sete escolas, centros de saúde, lares para idosos e 1.765 habitações. Para além disso, recolhemos oito milhões em produtos alimentares. Relativamente ao terramoto que aconteceu no Japão a 11 de Março do ano passado, também apelámos aos donativos e conseguimos mais do que quatro milhões e quatrocentas mil patacas, que foram enviados aos sinistrados. -Na sequência do terramoto de 2008, estiveram muito envolvidos na reconstrução de Sichuan, com funcionários que se dedicaram a tempo inteiro e exclusivamente a este projecto. Os trabalhos já estão concluídos? -O terramoto ocorreu há mais de três anos e tivemos uma equipa permanente na China para acompanhar a reconstrução. A equipa era formada por quatro engenheiros e assistentes sociais. Também organizámos a ida de médicos, que estiveram lá periodicamente para prestar assistência aos sinistrados. Agora já acabaram todos os

projectos. Eu e os meus colegas fomos muitas vezes a Sichuan para acompanhar o progresso das construções. -Como analisa a evolução dos esforços de reconstrução de Sichuan? A zona afectada já está funcional? -Há uma grande diferença. A primeira vez que fomos lá as estradas estavam todas destruídas. Era muito difícil circular e a reconstrução levou muito tempo. A CVM recebeu os donativos da população e abriu os concursos para adjudicação das obras. Fomos nós próprios que acompanhámos os gastos dos donativos recebidos, o dinheiro não foi entregue a qualquer organização, nem à Sociedade Nacional da Cruz Vermelha da China. Tivemos todo o cuidado para acompanhar as obras e uma boa cooperação dos municípios e governos locais. São lugares muito remotos, a 100 e 200 quilómetros da capital [da província]. Foi um projecto muito difícil, mas, com o nosso empenho, conseguimos acabar todas as construções num período de três anos e meio. -Face ao exemplo de Sichuan, considera que a população de Macau é solidária quando é chamada a participar nas causas humanitárias? -Sim, a população de Macau é muito solidária. Não só na China, mas mostrou também a sua solidariedade em relação ao terramoto do Japão e ao terramoto em Taiwan, ocorrido há dois anos, quando foram recolhidos 21 milhões de patacas. Muitas vezes, a iniciativa parte da própria população, que organiza a angariação de donativos para entregar à Cruz Vermelha. -O apoio do Governo à CVM está inscrito nos estatutos. Os meios que têm são fruto desse apoio? -Temos recebido grande apoio por parte do Governo da RAEM. -As instalações são suficientes para as actividades da CVM? -Usamos o edifício Sol Ponte, junto ao lago Sai Vai, que é propriedade da Santa Casa da Misericórdia e está arrendada a um preço muito simbólico. Ali estão estacionadas as ambulâncias, os autocarros e os motoristas que recrutámos na China para prestar serviço em Macau. Mas a sede da CVM já não funciona ali, foi mudada para o edifício China City Plaza, no NAPE, num piso que foi cedido no tempo da administração portuguesa. Através da Fundação Macau, o Governo vai subsidiar-nos no arrendamento de meio piso no mesmo edifício, para ampliarmos a nossa esfera de actividades, acomodando mais voluntários e alargando a escola de socorrismo. As obras vão começar já em Março. -A formação de socorristas em cursos da CVM é também dirigida a outras organizações? -Sim, as empresas estrangeiras precisam de ter pessoas que tenham qualificações de primeiros-socorros e recorrem à CVM para formarem os seus funcionários. Neste aspecto, temos colaborado com estas empresas na formação do seu pessoal.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Helder Almeida, Paulo Barbosa, Pedro André Santos e Viviana Chan • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, José Simões Morais, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@ yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau


(...) “A aparição dos carros eléctricos parece ter sido uma situação um bocado prematura. Há muitas dúvidas por parte do público, especialmente no abastecimento, carregamento e tudo o mais” (...) - João Manuel Ambrósio

local

(...) “Os Serviços de Tráfego, os Serviços Ambientais e o Gabinete de Desenvolvimento do Sector Energético são departamentos que estão a trabalhar sem coordenação” (...) - idem

Carros “verdes” exigem “exemplo” do Governo João Manuel Ambrósio é um dos pioneiros na tentativa de introduzir os carros eléctricos em Macau e considera que a região tem as características ideais para servir de modelo para a China. Para que isso aconteça, o Governo terá de mostrar mais empenho e coordenação, defende o empresário

E

nquanto sócio do grupo Mobizero, fez uma aposta num carro eléctrico que é fabricado no Continente para o mercado de Macau. O processo de introdução desse tipo de veículos parece um pouco mais lento do que seria de esperar... -Isso acontece em Macau e em todo o mundo. A aparição dos carros eléctricos parece ter sido uma situação um bocado prematura. Há muitas dúvidas por parte do público, especialmente no abastecimento, carregamento e tudo o mais. Tivemos uma visão muito longa, mas entretanto o desenvolvimento dos carros eléctricos está a caminhar a um bom ritmo. É como o princípio dos computadores, não está 100% perfeito e há muitos melhoramentos a fazer. Mas, em todo o mundo se nota que as fábricas estão a aperfeiçoar, melhorar e a lançar esses carros. A própria China está a incentivar a venda dos carros eléctricos, com os governos municipais a subsidiarem a compra com 50 mil renminbis e o Governo Central a subsidiar com mais 50 mil em cinco capitais de província. Os carros eléctricos não tiveram o avanço que tínhamos previsto desde o início, mas isto não quer dizer que não tenham um futuro promissor. Estão a melhorar tecnicamente e, daqui a um ou dois anos terão as mesmas funções do que os carros convencionais e vão aparecer mais postos abastecedores em Macau para que as pessoas possam comprar um carro eléctrico tendo a certeza de que podem carregar a bateria em todo o lado. -Quantos carros eléctricos venderam até agora? - Ainda não chegámos a vender nenhum carro. Estamos a tentar junto do aeroporto, que estava interessado na importação de carros eléctricos. Também apresentámos o projecto a alguns departamentos do Governo, que se mostraram bastante entusiasmados com a iniciativa. O problema prende-se com a homologação, dado que em Macau não há um departamento especialista na homologação de carros eléctricos. Levantaram certas dúvidas e, para satisfazer a homologação, tivemos que obter muitos elementos e estudos a nível internacional, para demonstrar aos departamentos competentes que os carros eléctricos são um meio de transporte seguro. Esperamos que a homologação seja conseguida muito rapidamente. Logo que o seja, acho que o Governo tem todo o interesse em adquirir estes carros para transporte de pessoal em serviço. -Macau não tem ainda infra-estruturas de abastecimento necessárias para os carros eléctricos. Falase em colocar pontos de carga das baterias em parques de estacionamento, por exemplo, mas pouco está concretizado... -Sim, é a questão do ovo e da galinha. Quem aparece primeiro? É necessário que haja postos abastecedores para as pessoas comprarem carros eléctricos sem qualquer preocupação. Os operadores de silos vêem que não há negócio, não há necessidade de instalar postos abastecedores. Estive em Lisboa e vi que o município está a fazer um bom papel na instalação de postos abastecedores por toda a cidade, na rua, nos supermercados e noutros sítios, para incentivar a utilzação dos carros eléctricos. -O que é necessário que o Governo faça na RAEM? -É necessário que mostre um certo empenhamento na introdução dos carros eléctricos em Macau. O problema é que o custo de construção é quase o dobro do que o dos outros carros. Em Macau, para além da isenção de imposto de importação, não há qualquer outro incentivo por parte do Governo. Na China, esse incentivo já está a ser oferecido. Acontece a mesma coisa nos países europeus, de modo que as pessoas

têm mais interesse em comprar um carro eléctrico cujo preço seja 20 ou 30% superior ao dos carros convencionais. O estímulo não é muito grande para se comprar um carro que custa o dobro de um convencional, sem ter a certeza de que funciona tão bem ou melhor do que o convencional. O Governo terá de dar o exemplo e mostrar que os carros eléctricos feitos na China são uma solução viável para a rede viária de Macau. Temos tentado dar a conhecer ao Governo – através do IACM, Serviços de Tráfego e Serviços de Protecção Ambiental – que é necessária a introdução de carros eléctricos a longo prazo. -Dada a sua pequena dimensão geográfica, Macau tem as características ideais para estes carros? -Sim, porque o carro eléctrico tem autonomia para 150 a 200 quilómetros. Sendo Macau um território cuja área geográfica é de 30 quilómetros, um carro eléctrico pode andar cinco ou seis dias dentro da cidade, depois de um carregamento. É mesmo ideal para Macau. -Há cerca de dois anos, disse ao JTM que Macau podia ser a plataforma para a China exportar carros eléctricos, numa fase em que tudo estava a começar e a China dispunha da mesma tecnologia do que as marcas internacionais. Ainda defende essa ideia? - Defendo. Se as autoridades governamentais, nomeadamente os directores de serviços, utilizarem

o carro eléctrico para o serviço... Os vereadores de Lisboa andam com carros eléctricos. Se o Governo de Macau fizer isto, os 28 milhões de turistas verão na rua os carros eléctricos e ficarão impressionados, levando essa impressão para os seus países. Verão que Macau é pioneiro no lançamento de carros eléctricos. Se os carros foram feitos na China, ainda melhor, porque é um produto nacional. O Governo de Macau está empenhado em responder ao apelo do Primeiro-Ministro Wen Jiabao e baixar a emissão de carbono até 2015. -Como vê a situação do trânsito que causa grande poluição do ar numa cidade como Macau? -Em Zhuhai há uma fábrica que está a produzir carros movidos a gás natural. Se o Governo determinar que só se podem importar autocarros movidos a gás natural, a diminuição em Macau irá diminuir. O problema é que, neste momento, não há postos abastecedores de gás natural. O Governo concedeu a exploração deste negócio, mas decorridos cinco anos desde a assinatura do contrato, não vemos nada de concreto a aparecer no mercado. O Governo perdeu aí uma oportunidade para a introdução deste tipo de carros em Macau. -Foi anunciada a introdução de autocarros não poluentes em certas linhas da Taipa e Colone, a título experimental. Esta questão não poderia estar já prevista no novo contrato de autocarros? -Os Serviços de Tráfego, Serviços Ambientais e o Gabinete de Desenvolvimento do Sector Energético são departamentos que estão a trabalhar sem coordenação, de modo que não há uma visão sobre o futuro nem estratégia em nenhum lado. Se tiver uma dor de cabeça, toma o medicamento só para curar a dor, se não conseguir andar arranja uma muleta. Há uma falta de coordenação total desses departamentos, e também com as Obras Públicas e Transportes, por isso o tráfego está cada vez mais caótico. Basta ir ao silo nas Portas do Cerco para verificar como é permitido o estacionamento abusivo e desordenado. -Com o desenvolvimento económico e a compra de mais viaturas, surge uma questão de falta de espaço que dificulta a circulação. Deviam ser aumentados os impostos para a compra de determinados veículos ou estabelecido um programa de troca de carros convencionais por eléctricos? - Isso é demasiada areia na camioneta para o Governo. A curto prazo, é mais fácil solucionar este problema aumentando as tarifas nos silos. São necessários dois espaços para estacionar o carro, um em casa e outro no posto de trabalho. Em casa, o lugar de parqueamento pode custar 800 mil a um milhão de patacas. Mesmo assim, as pessoas compram por este preço, não por especulação, mas por necessidade. Mas os silos públicos estão a cobrar só três patacas por hora. Como é possível as pessoas não comprarem carros se o estacionamento é tão barato? Se for elevado para 20 patacas por hora, antevejo imediatamente uma grande redução de carros, porque nesse caso as pessoas não os levariam para o trabalho. Utilizariam os transportes públicos e deixavam o carro só para os feriados e transporte dos filhos. Mas já não trazem os carros para a cidade, porque o custo do estacionamento é proibitivo. Isto resolve rapidamente esta questão. -O sistema do Metro irá minimizar os problemas de trânsito? -A fase de construção vai ser muito caótica para Macau. Basta ver o que aconteceu com as obras na Avenida Horta e Costa, que demoraram um ano e meio e as pessoas tiveram todo o incómodo. Isto numa única avenida. Se a construção for por toda a cidade, vai ser um grande problema durante os próximos três a cinco anos. Quando acabar, não sei se irá conseguir aliviar o trânsito, mas vai ocupar mais espaço na estrada. -Mas, fazendo uma avaliação geral, defende que a introdução do Metro é positiva ou tem dúvidas? -É positiva, mas a questão é como irão regulamentar e supervisionar a operação. Mesmo nos autocarros, com a Reolian registou-se inicialmente uma situação muito caótica, que levou muito tempo para solucionar. P.B. jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 03


DETIDOS COM METANFETAMINAS. Três cidadãos das Filipinas foram detidos por alegado tráfico de droga após as autoridades terem encontrado no seu apartamento 46 gramas de “shabu”, termo usado para designar um tipo de metanfetaminas. A droga está avaliada em cerca de 90 mil patacas e destinava-se ao mercado de Macau.

local

URGÊNCIA DO CONDE SÃO JANUÁRIO TEM RECEBIDO MAIS DE 200 PESSOAS POR DIA

Breves

Gripe “sobrecarrega” hospital

Os Serviços de Turismo de Macau (DST) vão participar novamente na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), com um pavilhão de 54 metros quadrados, onde estarão presentes os tradicionais adivinho e calígrafo/perfilista, operadores turísticos do território e representantes oficiais do Turismo do Município chinês de Zhongshan. Segundo o site “PressTur”, a DST apresentará uma nova imagem da campanha “Momentos Memoráveis - Sentir Macau” e pretende assegurar “uma crescente contratualização” durante o certame. Durante a BTL, a DST sorteará duas viagens para duas pessoas com destino a Macau. “No Ano do Dragão, a estratégia do Turismo de Macau passa pela consolidação da imagem de turismo de qualidade e da oferta turística, de forma a criar uma atmosfera favorável para o desenvolvimento do turismo de lazer e de negócios e que continue a fascinar os portugueses, inclusivamente a geração mais nova”, afirma o organismo, citado pelo “PressTur”.

BNU lança novo produto para celebrar 110 anos No âmbito das comemorações do seu 110º aniversário, o BNU lança hoje um depósito a prazo de três anos em patacas e dólares de Hong Kong, com taxas de juro preferenciais de 2,18% (1º ano), 2,68% (2º ano) e 3,18% (3º ano). O montante mínimo a aplicar é de 50 mil patacas/dólares de Hong Kong e o máximo de 10 milhões. Em comunicado, a instituição explicou que trata-se de uma oferta limitada pelo que será atribuída por ordem de subscrição dos clientes interessados entre hoje e 2 de Março.

Os serviços de urgência do Hospital Conde São Januário estão a receber mais de 200 utentes por dia, a maioria com sintomas de gripe. Os grupos mais afectados são os idosos e as crianças, sobretudo as que ainda não foram vacinadas. Segundo o subdirector dos Serviços de Saúde, apesar de, este ano, o pico da gripe ter chegado mais cedo houve menos pessoas a recorrer à vacinação

O

vírus da gripe está a gerar uma sobrecarga nas urgências do Hospital Conde São Januário. De acordo com o subdirector dos Serviços de Saúde (SSM), Chan Wai Sin, tem-se verificado que mais de 200 pessoas por dia acorrem aos serviços de urgência, sendo que na ala da pediatria mais de metade das crianças apresenta um diagnóstico de gripe. Das infectadas pelo vírus a maioria não tinha sido vacinada. Após regresso às aulas para o novo semestre, só no espaço de uma semana, os SSM receberam notificações de quatro escolas que registaram uma contaminação colectiva. Segundo um médico daquela unidade hospitalar tem-se verificado a tendência de expansão do vírus da gripe na comunidade escolar, uma vez que na segunda semana de aulas o número de crianças com este diagnóstico aumentou em cerca de um terço. Com o tempo frio que se tem feito sentir em Macau muitas crianças têm mesmo sofrido com várias doenças respiratórias, pelo que se aconselha que no caso de apresentarem sintomas de gripe fiquem em casa. Apesar de ainda não se terem registado casos graves, o responsável dos SSM salientou que é preciso ter cautela. Segundo disse, este ano, no geral, foram vacinadas 74.000 pessoas quando no ano passado, no mesmo período, tinham já aderido ao programa de vacinação 80.000. Chan Wai Sin, em declarações citadas pelo jornal de língua chinesa “Ou Mun”, previu que o pico da gripe, que este ano chegou mais cedo devido às baixas temperaturas que começaram a fazer sentir na entrada do Ano Novo Chinês, vá continuar até Março. Ou seja, o período em que é possível ocorrer um surto de gripe deverá ser

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Proc. Execução Ordinária nº CV3-08-0083-CEO

FOTO ARQUIVO

Macau na BTL com nova imagem

pág 04 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

maior este ano, pelo que as urgências do hospital público deverão continuar a receber entre 200 a 250 pessoas diariamente. Outra camada da população mais afectada tem sido a dos idosos, pelo que os Serviços de Saúde vão reforçar a campanha de sensibilização para a vacinação, relembrando que o programa, que prevê a vacina grátis, foi alargado a todos os residentes de Macau. Para amanhã, os Serviços de Meteorológicos e Geofísicos prevêem que a temperatura mínima desça aos 14 graus enquanto que a máxima não deverá ultrapassar os 20. Ainda que até quinta-feira, as temperaturas apresentem uma subida, deverão cair até aos 11 graus de mínima na sexta-feira. V.C.

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Acção de Interdição nº CV2-12-0013-CPE 2° Juízo Cível Requerente: O Ministério Público. Requerido: Ho Chio. A Meretíssima Juiz do 2º Juízo Cível do Tribunal Judicial de Base da R.A.E.M.: Faz saber que foi distribuída ao 2º Juízo Cível do Tribunal Judicial de Base de R.A.E.M, a Acção acima mencionada, contra Ho Chio, masculino, nascido em 12/06/1961 na China, filho dos He ZhiPeng (Ho Chi Pang) e Huo DaMei (Fok Tai Mui), titular do BIRM nº 7274967(4), residente em Macau, na Rua de Francisco Xavier Pereira nº 75-85, Edifício Vang Lei, 12º andar “D”, para o efeito de ser declarada a sua interdição por anomalia psíquica. Para constar se lavrou este e outro de igual teor que vão ser devidamente afixados nos lugares designados por Lei. Macau, aos 31 de Janeiro de 2012.

Autos de Interdição nº CV3-12-0015-CPE 3° Juízo Cível

Requerente: O Ministério Público. Requerido: U Kai Seng. masculino, residente em Macau, “澳門竹園圍斜巷15號東慶新邨1樓E ou 澳門聖祿杞街4 號華斌大廈2樓A”. Faz saber que, foi distribuída neste Tribunal, em 16 de Janeiro de 2012, uma Acção de interdição, com o número acima indicado, em que é Requerido, U Kai Seng, masculino, residente em Macau, “澳門竹園圍斜巷15號東慶新邨1樓E ou 澳門聖祿杞街4號華斌大廈2樓A”, para o efeito de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica. Macau, 1 de Fevereiro de 2012. A Juiz, Ip Sio Fan O Escrivão Judicial Auxiliar, Sun Kuan Pok

A Juiz, Cheong Un Mei A Escrivã Judicial Auxiliar, Lai Wai Sun

A Juiz de Direito, Ip Sio Fan O Escrivão Judicial Principal, Vong Pak Kai

“JTM” - 13 de Fevereiro de 2012

Programa de vacinação teve menor adesão este ano

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

3° Juízo Cível

Exequente: BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, SA, com sede em Macau na Avenida Almeida Ribeiro, 22. Executado: LO CHAN WAI, residente em Macau na Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, nº 502, Edifício Hang Tat, 4° andar “V”. Faz-se saber que nos autos acima indicados são citados os credores desconhecidos para, no prazo de quinze dias, que começa a correr depois de finda a dilação de vinte dias, contada da data da segunda e última publicação do anúncio, reclamar o pagamento dos seus créditos pelo produto do bem penhorado sobre que tenham garantia real e que é o seguinte: Bem penhorado Natureza: um meio indiviso da seguinte fracção autónoma. Denominação: fracção autónoma “V4” do 4° andar V. Situação: prédio urbano sito em Macau com os nºs 505 a 567 da Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, nºs 424 a 508 da Rua dos Pescadores, nºs 5 a 63 da Travessa Marginal da Areia Preta e nºs 4 a 60 da Travessa da Central Térmica. Fim: Para habitação. Número de matriz: 73413. Número de descrição na Conservatória do Registo Predial: 21801 a fls. 158v do Livro B92. Número de inscrição da propriedade horizontal: 25598F. RAEM, 12 de Janeiro de 2012.

1ª Vez

COMBUSTÍVEIS MAIS CAROS A PARTIR DE HOJE. Os preços dos combustíveis encarecem a partir de hoje, registando-se assim a terceira subida deste ano. O gasóleo custará mais 0,16 patacas por litro, a gasolina mais 0,2 e a gasolina sem chumbo aumenta 0,10 patacas, ou seja, sobe para 12,32 patacas.

1ª Vez

“JTM” - 13 de Fevereiro de 2012

1ª Vez

“JTM” - 13 de Fevereiro de 2012


FALTA DE CONTABILISTAS. As quatro maiores empresas de auditoria e consultoria queixam-se da falta de contabilistas. Segundo o presidente da Associação de Contabilistas Registados de Macau, Lok Tan Cheng, o problema reside na carência de ambição por parte dos locais, devido à economia estar concentrada no jogo, que oferece salários elevados.

local

CLIENTES QUEREM MENOS COMIDA NO PRATO. De acordo com um inquérito da Associação dos Voluntários de Protecção do Ambiente, embora 94% da população apoie as actividades para diminuição de resíduos alimentares, 39% diz não saber como esses resíduos são tratados. Já 91% diz querer um prato com menos comida nos restaurantes para pagar menos uma pataca em relação ao prato normal.

UNG VAI MENG DIZ QUE DIPLOMA SERÁ ENTREGUE EM BREVE À AL

Breves

“Concluída” proposta sobre defesa do Património

Taxistas insistem em mais aumentos A Associação de Condutores de Táxis de Macau não está satisfeita com os planos do Governo para a revisão das tarifas. Os taxistas querem aumentar outras taxas, além da tarifa mínima. A proposta da DSAT, definida no início do ano, sugere o aumento da bandeirada de 13 para 15 patacas, mas a Associação de Taxistas considera que a medida é insuficiente para fazer face à subida dos custos. Por isso, enviou uma contraproposta. A associação exigiu ainda a cobrança de 1,5 patacas por cada 220 metros, ao invés dos actuais 230 metros.

A proposta de lei que visa proteger o Património Cultural já está concluída, avançou Ung Vai Meng, indicando que o articulado será entregue à Assembleia Legislativa “em breve”. O presidente do Instituto Cultural frisa que este diploma, em elaboração pelo menos desde 2008, prevê a protecção abrangente da riqueza cultural do território. Já para reforçar a multiplicidade de culturas, o “Desfile por Macau, Cidade Latina” vai continuar viviana chan*

M

uitas datas já foram avançadas para que a proposta de Lei de Salvaguarda do Património Cultural entrasse em processo legislativo. O diploma tem tardado, mas o presidente do Instituto Cultural assegura que será entregue ao Hemiciclo “em breve”. Guilherme Ung Vai Meng disse aos jornalistas que o Governo “já concluiu” a proposta de lei, e definiu a “orientação” do articulado que pretende rever a legislação vigente desde a década de 80. O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura já tinha manifestado, em Setembro, a intenção que o articulado, em elaboração pelo menos desde 2008, fosse entregue à Assembleia Legislativa até ao final do ano passado, mas tal não se verificou. Na altura, Cheong U referiu que era necessário um elevado grau de exigência na elaboração do documento, para que se abarcasse a protecção do Património em grande escala, justificando assim a demora no processo. Já em Novembro, Chui Sai On, apontou a aprovação do diploma até Abril, definindo como uma das prioridades para 2012 a promoção e preservação do Património Cultural. Após as revisões a que o articulado foi sujeito, o responsável pelo IC acredita que a futura lei de prevenção do Património será abrangente. Neste sentido, Ung Vai Meng vincou que, após a entrada em vigor desta legislação, a protecção do Património Cultural ficará “reforçada” e reiterou ainda que o Governo vai prestar atenção à salvaguarda da riqueza cultural do território.

Presidente do IC acredita que a futura Lei de Salvaguarda do Património Cultural será abrangente

DESFILE “CIDADE LATINA” VAI CONTINUAR. O presidente do IC prestou declarações aos jornalistas após o encontro com artistas locais no âmbito do “Desfile por Macau, Cidade Latina”, que vai conhecer uma nova edição quando se festejar o 13º aniversário da criação da RAEM. Segundo Ung Vai Meng, o evento que juntou artistas de todo o mundo em Macau foi bem acolhido pelos espectadores. O espectáculo que mereceu elogios vai assim continuar a integrar as comemorações do aniversário da RAEM, disse Ung Vai Meng, sublinhando que para melhorar o desfile serão recolhidas opiniões dos artistas locais. Este ano, prevê o responsável do IC, o desfile será ainda maior e deverá contar com mais grupos de artistas de países lusófonos e artistas que desenvolvam projectos no campo do Património Imaterial da China. Além dos aplausos que conquistou pelas ruas de Macau o evento, orçado em 14 milhões de patacas, foi ainda visto por milhares de pessoas através de transmissões televisivas em Macau e até em Hong Kong. Segundo Ung Vai Meng, a taxa de audiência aumentou durante os programas relacionados com este festival que teve como directora artística Sandra Battaglia. * Com Fátima Almeida

Apelo à protecção de edifícios A Associação para a Protecção do Património Histórico de Macau apelou ao Governo para acelerar os trabalhos legislativos relativos à Salvaguarda do Património Cultural e instou as autoridades a definirem uma lista de edifícios com valor arquitectónico para que estes fiquem protegidos. O objectivo é evitar que se venham a demolir edifícios com valor, salientou Cheang Kuok Keong, director da Associação para a Protecção do Património Histórico. O mesmo responsável vincou ainda que a preservação do património cultural implica, além do esforço individual do Executivo, uma cooperação com os titulares dos edifícios e a sociedade.

Preços das casas usadas devem baixar 20% A agência Sang Kei prevê uma descida de 20% dos preços das casas em segunda mão após a entrada no mercado das 19.000 habitações públicas, enquanto as rendas continuarão a subir até aos 15%

A

aponta para uma subida nas rendas entre 10 e 15% por causa da procura acentuada por parte dos trabalhadores não residentes. As imobiliárias estão ainda a definir estratégias para atenuar o impacto sentido nas vendas devido ao imposto de selo especial, uma medida do Governo para travar a especulação imobiliária. De acordo com Cheung Kam Sin, desde a entrada em vigor do imposto, há sete meses, a venda das habitações sofreu

O grupo de Hong Kong “Animals Asia” enviou uma carta ao Chefe do Executivo de Macau, Chui Sai On, pedindo o encerramento do Canídromo, noticiou o “South China Morning Post”. Em causa estão as centenas de galgos que são abatidos anualmente quando deixam de servir para as corridas, bem como a pobre qualidade com que são tratados. Segundo uma investigação do grupo, 302 dos 655 cães importados para corridas sofreram lesões entre Outubro e Dezembro do ano passado, equivalente a quatro animais por dia. Como o Canídromo não permite a adopção dos cães quando deixam de correr ou sofrem lesões, estes acabam por ser abatidos através de injecção letal.

“Kaifong” insatisfeitos com impacto da Feira de Arte Vong Io Kao, subdirector da União Geral das Associações dos Moradores de Macau, considera que a Feira de Arte realizada na Rua dos Mercadores não produziu resultados satisfatórios. Apesar de estar numa zona turística, a Feira tem atraído um número reduzido de visitantes, frisou o responsável dos “Kaifong”, ao apelar ao reforço da divulgação. Donos de “stands” queixam-se que o número dos visitantes é inferior em cerca de 70% ao registado na Feira de Arte da Praça do Tap Seac.

PJ alerta para aumento de assaltos a casas

PREVÊ AGÊNCIA APÓS CONCLUSÃO DAS 19.000 FRACÇÕES PÚBLICAS

s pessoas que pretendem comprar uma casa em segunda mão poderão ter motivos para sorrir. Já quem continuar a ter que arrendar uma habitação enfrentará o fardo pesado da subida dos preços. Segundo o director da Agência Sang Kei os preços das habitações “usadas” poderão cair 20% após a entrada das 19.000 habitações, cuja conclusão ficou prometida pelo Executivo até ao final deste ano. Por outro lado, Cheung Kam Sin

“Animals Asia” pede fecho do Canídromo

uma queda de 70%, tendo os preços também descido em cerca de 10%. Para travar esta tendência, as empresas imobiliárias estarão dispostas a retardar a venda dos imóveis até encontrarem uma altura em que os preços lhes sejam mais convenientes. A oferta poderá ser assim mais ponderada, tendo em conta a situação do mercado, não devendo as imobiliárias colocar à venda um grande número de habitações de uma só vez. V.C.

O número de assaltos a residências “tem vindo a aumentar nos últimos anos”, reconheceu a Polícia Judiciária (PJ). Segundo dados revelados à Rádio Macau pelo subdirector, Chau Wai Kuong, registaram-se 347 casos em 2010, 550 em 2011 e 51 entre 1 Janeiro e 2 de Fevereiro deste ano. Em 2010, a PJ concluiu com sucesso a investigação de 25 casos com 12 arguidos e no ano passado resolveu 34 casos com 12 pessoas a serem constituídas arguidas. Estes números, segundo Chau Wai Kuong, reflectem as “dificuldades das investigações”. “Muitas vezes os autores destes casos são da China e os objectos roubados, normalmente, são vendidos na China e por isso é cada vez mais difícil para a investigação”, acrescentou.

jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 05


SEGURANÇAS ATENTOS. Os seguranças do Hotel Beverly detectaram um homem a ser roubado enquanto estava a almoçar. O suspeito conseguiu tirar-lhe a carteira sem que o dono percebesse, mas acabou por dar de caras com os seguranças quando ia a sair do elevador do hotel.

local

DETECTADA DROGA EM OPERAÇÃO “STOP”. Um veículo foi interceptado numa operação “stop” realizada na Avenida Dr. Mário Soares, acabando os agentes por encontrarem um saco com substâncias cristalizadas, descobrindo mais tarde que se tratava de “ketamina”. A droga terá sido comprada em Zhuhai por 300 renminbis.

AUTORIDADES PROCURAVAM SUSPEITO HÁ VÁRIOS MESES

A burla das matrículas Um homem perdeu 100 mil dólares de Hong Kong que seriam destinados a formalidades ligadas ao pré-pagamento de uma matrícula que permitisse a circulação pelo Continente chinês. O suspeito esteve desaparecido durante vários meses, mas acabou por ser detido quando reentrou em Macau pedro andré santos

A

s oportunidades de burla surgem em todos os cantos, mas os criminosos parecem não resistir e voltam muitas vezes à “cena do crime”, acabando por ser detidos pelas autoridades. O início do caso data de Maio do ano passado, altura em que um “amigo” da vítima disse que poderia ajudá-lo a arranjar uma matrícula que permitisse

Caso de burla envolvia licença para conduzir na China

circular com o seu veículo livremente pelo Continente chinês. Os valores fa-

lados rondavam os 350 mil dólares de Hong Kong, tendo o suspeito pedido ao

Motorista foge com um milhão A tentação era demasiado grande e o suspeito acabou por não conseguir resistir. Trata-se de um motorista que, a pedido do patrão, foi levantar um milhão de dólares de Hong Kong, tendo a incumbência de os depositar posteriormente na sala VIP de um casino, só que em vez disso decidiu dirigir-se para o aeroporto rumo a Taiwan. O caso ocorreu no mês passado e lesou o colaborador de um promotor de Jogo que, como não teve qualquer notícia do motorista nem do paradeiro do dinheiro, acabou por fazer queixa à polícia. As autoridades conseguiram apanhar o suspeito na quinta-feira quando regressou a Macau, encontrando na sua posse 160 mil dólares de Hong Kong. Terá confessado o roubo aos agentes, mas disse que já gastou o resto do dinheiro.

lesado 100 mil como entrada. O dinheiro foi entregue no início de Junho, mas o “amigo” acabou por desaparecer, juntamente com o montante, deixando a vítima de “mãos a abanar”. O caso parecia perdido mas não esquecido, tendo o suspeito sido detido quando tentava passar nas Portas do Cerco, na quinta-feira. No entanto, o homem, residente de Macau, negou qualquer tentativa de burla, dizendo que apenas tinha pedido o dinheiro emprestado ao seu “amigo”. DETECTADAS DUAS ILEGAIS. Uma operação de investigação efectuada pelas autoridades no casino City of Dreams permitiu detectar duas mulheres que estavam em Macau de forma ilegal. A primeira encontrava-se a vaguear pelo casino, levantando a suspeita dos agentes. O passaporte que lhes apresentou tinha um selo que parecia forjado, tendo a suspeita alegadamente confessado que tinha pedido a um homem para o fazer, a troco de mil renminbis, para que pudesse permanecer em Macau já que o seu visto havia expirado. No mesmo dia foi também identificada outra mulher que estava ilegal. Após investigações posteriores, as autoridades descobriram ainda que a jovem, de apenas 19 anos, estava interdita de entrar no território pelo período de 8 anos, válido até 2018. O objectivo seria angariar dinheiro através da prostituição, segundo terá revelado à polícia.

A APOMAC congratula O Sr. Andy Wu Keng Kuong, Presidente da Direcção da Associação de Indústria Turística de Macau por ter sido agraciado com a Medalha de Mérito Turístico pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau pág 06 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau


MARK BROWN NA AUSTRÁLIA. Mark Brown, antigo presidente do Venetian Macau, vai desempenhar funções executivas no casino “The Star”, operado em Sydney pelo grupo Tabcorp. Brown vai trabalhar no segundo maior casino da Austrália, depois de ter sido afastado do Venetian em Abril de 2009.

local

LAWRENCE HO PREVÊ SUBIDA DE 15% NO JOGO. Lawrence Ho confessou que está “muito confiante” num bom desempenho dos casinos de Macau em 2012. O co-presidente da Melco Crown prevê que as receitas brutas poderão crescer 15% face ao ano anterior.

PROJECTO ENTREGUE EM BREVE AO GOVERNO

SJM com pressa para o COTAI A Sociedade de Jogos de Macau (SJM) vai entregar “em breve” ao Executivo o projecto de um novo complexo turístico para a zona de casinos do COTAI, anunciou o director executivo da empresa

E

stamos a trabalhar no plano director porque sem isso não é possível ao Governo calcular o prémio [de concessão do terreno] a pagar nem iniciar os procedimentos. Vamos submetê-lo o mais rápido possível porque agora temos os parâmetros para o ‘design’”, afirmou Ambrose So. “Espero que comece [antes do final deste ano], mas depende dos procedimentos de aprovação, da oferta em termos de mão-de-obra, de vários factores. É nosso desejo começar o mais breve possível”, disse. Ambrose So afirmou “estar confiante” de que a primeira pedra do novo projecto da SJM - que a avançar será o primeiro no COTAI - possa ser lançada ainda este ano. A concessão da parcela pretendida pela empresa fundada pelo magnata Stanley Ho ainda não foi oficialmente aprovada pelo Executivo. “Esperamos que a aprovação venha rápido. A SJM não tem terrenos no COTAI para que os trabalhos comecem e, por isso, esperamos que os procedimentos possam ser expeditos”, disse. Relativamente à quota de mercado de jogo, Ambrose So afirmou que a operadora continua a “fazer o melhor” para manter a posição de liderança. “Vamos melhorar o nosso produto e oferta e queremos competir no COTAI como competimos na península. Neste momento, a península ainda tem mais de 60 por cento do total de mercado de jogo, mas claro que o mercado do COTAI tem vindo a crescer e é por isso que queremos competir lá e começar o mais rápido possível”, considerou.

Ambrose So ladeado por Frank McFadden e Louis Ng junto à “árvore dos desejos” da SJM

Depois de Macau ter encerrado o ano de 2011 com receitas brutas totais de 269.058 milhões de patacas, mais 42 por cento do que em 2010, o director executivo da SJM previu para 2012 um crescimento das receitas brutas na ordem dos “20 a 25 por cento”. Ambrose So falava aos jornalistas à margem de cerimónias comemorativas do quinto aniversário do hotel-casino Grand Lisboa, assinalado no sábado. Uma das iniciativas alusivas à data passou pela insta-

lação de uma “árvore dos desejos”, que habilitará os visitantes a um sorteio para a distribuição de prémios monetários. Destacando a importância do Grand Lisboa, para a cidade e a empresa, Ambrose So frisou que, com a abertura do seu maior empreendimento, a SJM “não só ascendeu a novas alturas físicas, mas também elevou os padrões do entretenimento em casino, cozinha requintada e hospitalidade”.

TRIBUNAL DO NEVADA ANALISA PROCESSO CONTRA WYNN

Meia vitória de Okada

K

azuo Okada, membro do Conselho de Administração e principal accionista individual da Wynn Resorts, com uma participação de 19,7%, poderá vir a ter oportunidade de consultar documentos internos da empresa, mas resta saber quais. Durante a primeira audiência sobre a disputa entre as duas partes, no Tribunal Distrital do Condado de Clark, no Estado do Nevada, a juíza Elizabeth Gonzalez considerou que o facto de Okada desempenhar funções de director permite-lhe aceder a documentos da empresa, mas ressalvou que esse direito tem limites. “Cada director tem um claro direito de inspecção. No entanto, esse direito é limitado pela razoabilidade. Tenho sérias dúvidas sobre alguns dos itens [pedidos sobre documentos]. Acho que a empresa tem o direito de tratar cada item individualmente”, frisou a magistrada. Nesse sentido, a juíza determinou que a Wynn Resorts deverá reavaliar o pedido de Okada, documento a documento, e comunicar uma decisão ao Tribunal no prazo de duas semanas. Durante esse período, a própria magistrada irá analisar o pedido do magnata japonês, por forma a determinar os documentos passíveis de consulta, sempre em respeito pelo limite da “razoabilidade”. A próxima audiência ficou agendada para o próximo dia 23, não sendo previsível, pelo menos para já, que as duas partes cheguem a um entendimento, atendendo ao crescente distanciamento entre Kazuo Okada e Steve Wynn. A Wynn Resorts já solicitou mesmo a anulação do processo judicial, acusando Okada de “insinuações, hipérboles, meias verdades e generalizações”. A operadora entende que, ao abrigo da Lei do Nevada, os accionistas não têm direito a inspeccionar os registos financeiros de empresas cotadas no mercado de capitais.

FOTO ARQUIVO

Uma juíza do Estado do Nevada considerou que Kazuo Okada, ex-vice presidente da Wynn Resorts, tem direito a aceder a documentos internos da empresa, mas dentro dos limites da “razoabilidade”. A decisão sobre este caso ficou adiada até ao dia 23

Tribunal entende que Okada pode aceder a documentos da empresa, mas desde que os pedidos sejam “razoáveis”

Além disso, a Wynn contesta alegações do empresário nipónico sobre um potencial uso “inadequado” de fundos no caso da doação de 135 milhões de dólares à Universidade de Macau. No início deste mês, Steve Wynn garantiu que Okada pretende desviar as atenções de uma disputa interna sobre um potencial investimento nas Filipinas. Segundo Steve Wynn, Okada não se conformou com o facto do Conselho de Administração da Wynn Resorts ter reprovado “unanimemente” uma proposta de envolvimento da empresa num projecto lançado pelo sócio japonês em Manila. S.T.

Maior “jackpot” da história em Macau rendeu 21 milhões O casino Sands Macau entregou na sexta-feira aquele que diz ter sido o maior “jackpot” da história do jogo em Macau. Segundo um comunicado da Sands China, o “Fa Fa Fa Grand Jackpot” ascendeu a 21 milhões de dólares de Hong Kong e contemplou um apostador proveniente da Província chinesa de Heilongjiang que foi bafejado pela sorte quando jogava numa máquina “5 Dragons”. A Sands China salienta ainda que o cliente em questão já tinha conquistado um “jackpot” substancial num país não especificado. A operadora revelou também que os prémios atribuídos pelas máquinas de jogo do Sands Macau atingiram um total de 26,3 milhões de dólares de Hong Kong desde o início do corrente ano. Ao longo de 2011, o montante total de mais de 9.000 “jackpots” ascendeu a 1,9 mil milhões de dólares de Hong Kong no conjunto dos casinos operados pela Sands China. Em 229 casos, os “jackpots” foram superiores a um milhão de dólares de Hong Kong.

jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 07


publicidade

pรกg 08 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau


280 MIL RESERVARAM NOTAS DO BOC. Até sexta-feira, 280.000 pessoas tinha reservado notas comemorativas do centenário do Banco da China, avançou o vice-presidente da instituição, Yip Sio Kai, adiantando que a boa preparação do banco acelerou o processo. A maioria das reservas foi efectuada por residentes da zona norte.

local

CONSELHO DO AMBIENTE FAVORÁVEL AO METRO. O Conselho Consultivo do Ambiente (CCA) mostrou-se favorável, no geral, à concepção do traçado e das estações do Metro Ligeiro nos segmentos dos Lagos Nam Van e Sai Van, referiu o Gabinete para as Infra-Estruturas. Segundo o organismo, o CCA apresentou opiniões sobre as medidas de protecção ambiental que serão tidas em consideração.

CASA DE PORTUGAL REVELA PROJECTOS PARA 2012

Um grande pianista e um pequeno museu O grande pianista já está garantido, o pequeno museu é um desejo a alcançar aos poucos. Sequeira Costa estará em Macau para dar um concerto a propósito das comemorações do 10 de Junho. Antes disso, a Casa de Portugal organizará uma exposição com trabalhos de Mio Pang Fei. A passo e passo, vão também avançando as conquistas para a criação de um museu de marionetas raquel carvalho

A

s palavras de Maria Amélia António quase que não chegam para abarcar todas as ambições. Para este ano, saltam à vista três projectos imediatos e uma vontade a longo prazo. Um concerto, com o mestre do piano Sequeira Costa, duas exposições, uma com obras do artista Mio Pang Fei e outra com elementos de uma colecção de marionetas, compõe o trio inicial. Já o “pequeno museu de marionetas” é um projecto que a presidente da Casa de Portugal em Macau (CPM) quer levar avante o quanto antes. “A Casa de Portugal ainda só tem dez anos. Tem muita coisa para fazer, é uma criança”, diz, garantindo que ideias não faltam. Com o futuro em aberto, o ano de 2012 deverá ficar marcado pela vinda a Macau de um homem que muito bem conhece as teclas musicais brancas e pretas. “Vai ser um concerto de piano muito importante. Trata-se de um grande pianista português, que está quase em fim de carreira, que vive e é professor fora de Portugal e que é um nome grande do piano”, revelou Maria Amélia António, falando de Sequeira Costa. Menino prodígio, começou a dar cartas ao oito anos, hoje dá

aulas nos Estados Unidos e já tocou em algumas das salas mais importante do mundo. O concerto no território ainda não tem data definida, mas acontecerá no âmbito das comemorações do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. E porque a ambição não descansa, para breve está já programada uma mostra de trabalhos do pintor chinês Mio Pang Fei. “Andamos a sonhar com esta exposição há três anos, fomos adiando e vamos concretizá-la agora”, desvendou a dirigente associativa, sem especificar uma data. Como parceira na organização da exibição surge a “Galaxy Macau”, que vai custear uma parte significativa do evento. Paralelamente, está agendada uma nova colaboração, desta vez entre a CPM e o Instituto Cultural, junção de esforços que levará uma colecção de marionetas à “Galeria Tap Seac” em Agosto. Associada a esta actividade desponta uma vontade que vem de longe. “Neste momento, apostamos com muita força para conseguir o espaço para um pequeno museu de marionetas. É um projecto antigo com a Elisa Vilaça. E agora conseguimos que ela esteja em Macau e que os seus bonecos também voltassem”, conta a dirigente. O local poderá ter dimensões pequenas, mas deve possuir condições para “crescer, ser dinâmico”, podendo ainda ser utilizado para pequenos espectáculos e “formações, nomeadamente de restauro de marionetas, manipulação e feitura de novas”. Só faltam mesmo as paredes para que o projecto avance. “Temos o material para arrancar e o ‘knowhow’”. A colecção de Elisa Vilaça, mestre em Estudos Portugueses, docente e investigadora, que já viveu em Macau, é constituída por marionetas de diferentes pontos do mundo, nomeadamente Portugal e China, explica Maria Amélia António. Olhando para o exemplo de Taiwan, a dirigente acredita que através deste projecto é

Sequeira Costa vem a Macau no âmbito das comemorações do 10 de Junho

“possível colocar Macau num circuito cultural novo”. A vontade da CPM é concretizar a ideia “em cooperação com instituições da RAEM, porque não faz sentido que seja um museu apenas público nem apenas privado”. Os contactos têm vindo a ser feitos “devagarinho” e Maria Amélia António acredita que ganharão um novo fôlego com a realização da mostra marcada para Agosto deste ano.

CASA DE PORTUGAL TENTA TRAZER EXPOSIÇÃO DE NOVO A MACAU

Em busca de apoios para “World Press Photo” Há quatro edições que Macau vê de perto as melhores fotografias do mundo. Ainda não é certo que este ano o território possa acolher novamente o “World Press Photo”, mas a Casa de Portugal está a envidar esforços para que imagens como as de Samuel Aranda, vencedor deste ano, possam continuar na rota de Macau, disse ao JTM Pedro Lobo. A associação gostaria de encontrar um parceiro para dividir os custos elevados do projecto fátima almeida

A

fotografia que Samuel Aranda captou numa mesquita em Sanaa, no Iémen, prepara-se para correr o mundo depois de ter sido eleita como a melhor de 2011 pelo World Press Photo (WPF). A imagem de uma mulher muçulmana coberta com um niqab, que segura um familiar ferido após uma manifestação, poderá ser acolhida também em Macau. Isto porque a Casa de Portugal, que trouxe o WPF ao território nas últimas quatro edições, continua a envidar esforços para que este “evento importante” continue a integral o cartaz cultural da RAEM, disse ao JTM Pedro Lobo. “Mantemos a expectativa de continuar com este projecto. Estamos a ver se conseguimos apoio de outras entidades para ajudar nos custos”, referiu o membro da Casa de Portugal, acrescentando que já foram estabelecidos contactos com outras instituições. “Temos falado com várias entidades, nomeadamente com o Governo, mas são projectos que precisam de ser avaliados”, disse. Apesar de ainda não estar assegurado que a mostra com as melhores

Foto sobre Primavera Árabe foi eleita a melhor de 2011

fotografias do mundo volta a estar patente aos olhos da RAEM, Pedro Lobo reiterou que o objectivo da Casa de Portugal é que “Macau continue na rota do WPF”. “Espero que haja entidades interessadas em apoiar este projecto importante”, referiu. O evento só não se concretizará em Macau se do ponto de

vista financeiro for de todo “inviável”. O MUNDO NAS MELHORES IMAGENS. Este ano, a fotografia do espanhol Samuel Aranda foi eleita, como a melhor de 2011, entre 101.254 imagens, concorrentes a nove categorias, e as quais foram enviadas por 5.247 fotógrafos de 124 nacionalidades.

O júri do WPF considerou que a imagem de Aranda, integrada na categoria “People in the news” e publicada no jornal New York Times, resumia muitas das facetas dos protestos da chamada Primavera, no Médio Oriente, um dos temas centrais do ano passado em termos noticiosos. A imagem, do fotógrafo da Agência “France Press”, foi captada, a 15 de Outubro, numa mesquita, que era usada como hospital improvisado para acolher os feridos durante os protestos contra o governo do presidente Ali Abdullah Saleh. Tal como previu no ano passado, Erik de Krujif, aquando da sua passagem pela RAEM como comissário da Fundação do WPF, a 55ª edição do WPF acabou por ficar marcada pelas fotografias do tsunami que abalou o Japão há quase um ano. Só na categoria “General News”, entre as seis fotografias escolhidas quatro são da catástrofe que assolou a país do sol nascente, com imagens de barcos que perderam o Norte, de entulho que esconde os humanos vivos ou das pegadas de “refugiados” do desastre nuclear. A China também tem fotógrafos premiados nesta edição de 2011, por exemplo, com imagens das celebrações em torno de Mao Tsé-Tung, mais de 30 anos depois da sua morte.

jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 09


DESPORTO COM MAIS CLASSES. Terminou ontem o primeiro dia de inscrição para a 2ª fase das classes de recreação e manutenção organizadas pelo Instituto do Desporto que apresenta novas classes de hóquei no gelo e acréscimo das de patinagem artística e ginástica qigong. As inscrições para as restantes vagas prosseguem hoje e amanhã no Pavilhão do Tap Seac.

local

200 JOVENS NA SELECÇÃO DE TALENTOS. Cerca de 200 jovens marcaram presença no dia da selecção de Talentos para a Escola de Ténis Juvenil de Macau. Os resultados serão publicados no dia 15 no website do Instituto do Desporto e no expositor da Academia de Ténis.

QUEBRADA A SENDA VITORIOSA DO KA I

VOX POPuli

Jogo grande termina a zero FOTO ARQUIVO

Ka I e Monte Carlo empataram sem golos no jogo grande da 5ª jornada da Liga Elite, quebrando assim a série de vitórias do técnico José Cler ao serviço dos actuais campeões. Nas outras partidas, destaque ainda para a derrota do Benfica frente ao Lam Pak PEDRO ANDRÉ SANTOS

F

david li (visitante da China Continental)

“Falta transparência nos preços dos hotéis” -Tendo em conta que já visitou Macau muitas vezes, qual é a sua opinião sobre esta cidade? -Macau tem-se desenvolvido muito nos últimos anos, especialmente depois da transferência de soberania. É uma cidade especial devido, por exemplo, ao casinos e ao património cultural. Os casinos são um mistério para mim, porque o jogo é proibido em muitos países e regiões. Se encararmos o jogo como uma diversão é muito bom, caso contrário pode viciar as pessoas. Nesse sentido, o jogo deve ser controlado, particularmente para os residentes. Por outro lado, Macau tem uma história rica, mas esse aspecto está a ser ignorado por causa da prosperidade do jogo. Os locais do património mundial são tesouros. -Quais são as atracções que mais o atraem em Macau? -A gastronomia e as ofertas de diversão. Gosto muito dos hotéis, que são bastantes bons, mas também há eventos de nível internacional, concertos, lojas, espectáculos etc. Normalmente, nos hotéis-casino, os restaurantes são bons e há muitas opções de escolha. Gosto bastante de vir a Macau por tudo o que esta cidade tem para oferecer. -E do que gosta menos? -Falta transparência nos preços dos hotéis em Macau. Há abusos nos preços, pelo que as autoridades devem melhorar o controlo e a gestão nessa área. Também há sempre muita confusão na fronteira e falta de organização. V.C. pág 10 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

oi um jogo entre dois candidatos ao título que terminou sem qualquer golo, apesar do bom espectáculo proporcionado, no entender dos treinadores das duas equipas. José Cler, treinador do Windsor Arch Ka I, lamentou uma possível grande penalidade não assinalada a favor da sua equipa, mas mostrou-se satisfeito pela prestação geral dos jogadores que encontraram um adversário bastante forte pela frente. “O Monte Carlo jogou muito bem. Tínhamos quatro jogadores lesionados, outros que não estavam a 100 por cento, mas foi um bom jogo disputado. Gostaria de ter saído com os três pontos mas continuamos invictos no primeiro lugar”, disse ao JTM. O facto de ter visto quebrada a senda vitoriosa da equipa foi minimizada pelo técnico do Ka I, manifestandose satisfeito pelo actual momento dos actuais campeões nacionais e antevendo uma época bastante competitiva com vários candidatos ao título. Do lado do Monte Carlo, o técnico Paulo Bento realçou que se tratou de um jogo bem disputado entre duas grandes equipas do campeonato, desvalorizando, no entanto, o facto de ter sido a primeira equipa a “roubar” pontos aos actuais campeões nacionais. “Foi mais uma jornada, um bom espectáculo entre duas boas equipas do campeonato que tem uma série de bons valores. O Monte Carlo trabalhou dentro dos seus objectivos, mas foi pena a ausência de vários jogadores, por castigo e lesão”, afirmou ao JTM.

Ka I cedeu os primeiros pontos no campeonato

Paulo Bento aproveitou ainda para elogiar a competitividade do campeonato, deixando também alguns conselhos aos responsáveis máximos. “Têm que melhorar a estrutura, apostar em jogadores locais porque são eles o futuro do futebol de Macau”, ressalvou. Resultado idêntico registou-se na partida entre o FC Porto e o Lam Ieng. Daniel Pinto, técnico dos azuis-e-brancos, considerou o resultado justo face aos acontecimentos, fazendo ainda uma antevisão à próxima jornada que irá opor a sua equipa ao Ka I. “Será um bom jogo onde tudo pode acontecer. Vamos respeitar o Ka I como se fosse qualquer outro adversário”, disse ao JTM. Nos outros jogos disputados, destaque ainda para a derrota do Benfica frente ao Lam Pak, por 1-0, que assim ultrapassou os encarnados na classificação. A equipa da Polícia venceu os Sub-23 por 3-0, enquanto que o Kuan Tai bateu sem dificuldades o “lanterna vermelha” Hong Ngai por 4-0.

APURAMENTO ASIÁTICO PARA AS TAÇAS THOMAS E UBER

Badminton em grande no Fórum

Começa hoje a luta para assegurar um lugar nas finais das prestigiadas Taça Thomas e Uber, que irá decorrer na China continental, em Maio. 237 jogadores irão competir no Fórum Macau até 19 de Fevereiro num torneio onde estará também presente o número um da modalidade, o malaio Lee Chong Wei

O

Fórum Macau abre hoje as portas para o apuramento asiático para as Taças Thomas (secção masculina) e Uber (secção feminina). As partidas realizadas no território decorrem até dia 19 e valem a presença nas finais da competição, que decorrerão em Maio, no Continente chinês, na capital da província de Hubei, Wuhan. As partidas estão agendadas para as 09 horas, 13h30 e 18h30. Macau, recorde-se, terá pela frente na competição masculina Singapura, Indonésia e Índia, e na feminina Hong Kong e Japão. A RAEM vai entrar na competição com 20 atletas, 10 para cada taça, estando qualificados jogadores como Chan Io Chong, Leong Kin Fai ou Lam Chi Man. A selecção do Lótus feminina estreia-se às 13h30 frente ao Japão, defrontando amanhã a formação vizinha de Hong Kong, também às 13h30. Já a selecção masculina estreia-se às 18h30 frente à Indonésia, voltando a jogar amanhã, à mesma hora, frente à Índia, terminando esta primeira fase na quarta-feira,

Lee Chong Wei, nº 1 do mundo, é uma das figuras do torneio

pelas 9 horas, frente a Singapura. No território estarão algumas das estrelas mundiais desta modalidade recebendo, entre atletas masculinos, três dos cinco melhores do mundo, de acordo com o ranking da Federação Mundial de Badminton. Os adeptos poderão assistir, por exemplo, a jogos do malaio Lee Chong Wei, melhor do mundo, e dos chineses Chen Long (3º classificado) e Chen Jin (5º). Do lado das mulheres, de acordo com dados da organização, estará presente a sexta

melhor atleta do mundo, a chinesa Jiang Yanjiao. Os bilhetes custarão entre 300 e 650 patacas, variando o preço consoante o grau da competição. Nos últimos dois dias (18 e 19) serão disputadas as semi-finais e as finais da fase de apuramento, pelo que o preço dos ingressos poderá chegar às 550 patacas se o lugar for livre, ou às 650 patacas para quem optar por um lugar reservado. P.A.S.


(...) “A medalha pertence à comunidade portuguesa” (...) - Maria Amélia António

local

(...) “Nos grandes momentos de Macau, o BNU sempre esteve à altura das circunstâncias e estamos certo de vai continuar a estar no futuro. É uma grande satisfação que as autoridades reconheçam isso, porque acima de tudo o BNU é um banco de Macau” (...) - Rodolfo Lavrador

Casa de Portugal esteve bem representada

Nuno Jorge já acumula oito medalhas de reconhecimento

CERIMÓNIA DISTINGUIU MAIS DE TRÊS DEZENAS DE PERSONALIDADES E ENTIDADES DA RAEM

Vidas que resultam em medalhas Ao todo foram 38. Um a um levantaram-se, cruzaram o palco e pisaram o tapete vermelho onde estava o Chefe do Executivo Chui Sai On. As medalhas e títulos honoríficos do ano 2011 foram atribuídos, na sexta-feira à tarde, a personalidades e entidades reconhecidas pela RAEM. Há histórias de salvamentos, dedicação a causas sociais e até empenhamentos de uma vida RAQUEL CARVALHO

E

ra mais um dia a cruzar os céus entre Hong Kong e Macau. O helicóptero comandado por Richard Stuart Moffat sobrevoava o azul que une as duas regiões, quando algo de estranho aconteceu. Foi em Julho de 2010 que o piloto australiano e o co-piloto se depararam com uma falha num dos reactores. Segundos de frieza substituíram momentos de emoção. A solução passou por uma aterragem de emergência nas águas de Hong Kong, que acabou ser bem sucedida. Quase dois anos depois, Richard Stuart Moffat foi agraciado com o Título Honorífico de Prestígio pelo Governo da RAEM. “É uma surpresa muito agradável. Não esperava nada receber semelhante distinção de Macau”, confessou o piloto, em conversa com o JTM. A viver em Macau há cerca de sete anos e a trabalhar no território, lembra que ele e o co-piloto tiveram apenas alguns “segundos para diagnosticar o problema”. Aquilo que podia ter sido uma tragédia acabou por ter final feliz, com os 11 passageiros a saírem praticamente ilesos. “Foi a minha primeira experiência do género e espero que a última”, confessa Richard Stuart Moffat. E se a falha de aparelho marcou a existência do australiano, a entrega ao ser humano preencheu a vida do arquitecto Nuno Roque Jorge, toda ela repleta de gestos feitos “por gosto”, tanto na Cruz Vermelha como noutras instituições. “Senti que o que faço tem resultados positivos. É gratificante”, partilhou o arquitecto, no final da cerimónia. Actualmente, enquanto presidente da “Associação das Famílias Ásia-Pacífico”, Nuno Roque Jorge continua a entregar-se a causas: “questões relacionadas com crime e corrupção, droga e conflitos entre o conceito de família tradicional e a sociedade actual, para além dos problemas de habitação social, questões da terceira idade e migrações com os refugiados”. O homem que já acumula oito medalhas de reconhecimento junta agora à colecção a primeira de mérito altruístico recebida na Era da RAEM, deixando o aviso para que o território se prepare para o futuro. “O crescimento de Macau põe-nos num caminho desconhecido e, por isso, temos de precaver-nos, nomeadamente no que toca às famílias e à juventude”. SONHOS E VONTADES. Para além de

Rita Santos felicita Rodolfo Lavrador, Pedro O. Cardoso e José Braz Gomes pela medalha atribuída ao BNU

Cônsul Manuel Cansado de Carvalho com Manuela Sousa Aguiar

António Dias Azedo era um homem feliz

dezenas de figuras individuais, foram ainda distinguidas duas instituições portuguesas. O Banco Nacional Ultramarino (BNU), que completa em Setembro 110 anos de vida, recebeu a Medalha de Mérito Industrial e Comercial. “Sentimos uma grande honra, num ano particularmente importante”, salientou o presidente da Comissão Executiva do BNU em Macau, Pedro O. Cardoso. “Nos grandes momentos de Macau, o BNU sempre esteve à altura das circunstâncias e estamos certo de vai continuar a estar no futuro. É uma grande satisfação que as autoridades reconheçam isso, porque acima de tudo o BNU é um banco de Macau”, acrescentou o presidente Rodolfo Lavrador Segundo o mesmo responsável, a principal preocupação continuará a ser “trabalhar em prole das comunidades”. O futuro espera-se “ainda melhor do que o passado”, adicionou Pedro O. Cardoso, que não quis revelar projectos concretos. “A seu tempo. Em breve”, respondeu, de modo lacónico. Num misto de emoção, Maria Amélia António também subiu ao palco do Centro Cultural de Macau para receber em nome da Casa de Portugal em Macau a Medalha de Mérito cultural. O reflexo de uma década de “trabalho, muitos sonhos, vontade e às vezes também muita decepção”. Visivelmente emocionada, a dirigente associativa sublinhou que “a medalha pertence à comunidade portuguesa”. O pequeno objecto colocado ao pescoço da advogada pelas mãos de Chui Sai On “é a concretização de muitas coisas” e é também a prova de que os portugueses são uma “mais-valia na RAEM”. Além disso, mostra que a Casa de Portugal em Macau “é uma associação de actividade contínua e consequente”. Revendo dificuldades, amarguras e alegrias, Maria Amélia António garante que o reconhecimento oficial “é um grande prazer e uma alegria”, trazendo “animo a todos os que ao longo destes 10 anos contribuíram, uns na frente e outros na retaguarda”. Porque tudo o que já foi feito é fruto de muito “trabalho colectivo”. A tradutora Manuela Sousa Aguiar, agraciada com a Medalha de Dedicação, o advogado António Dias Azedo, que recebeu a Medalha de Mérito Profissional, e a empresária Tina Ho, galardoada com a Medalha de Honra – Lótus de Prata, foram outras das personalidades que mereceram a distinção pública.

jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 11


medalhas e título Medalha de Honra, Lótus de Prata. Ho Teng Iat

Medalha de Honra, Lótus de Prata. Wan Chun

Medalha de Mérito Profissional. Lam Wai Hou

Medalha de Mérito Industrial e Comercial. Leong Iam Chong

Medalha de Mérito Industrial e Comercial. Banco Nacional Ultramarino, S.A.; Rodolfo Lavrador

Medalha de Mérito Turístico. Alan Reginald John Ho

Medalha de Mérito Educativo. Madre Yong Pac Hun

Medalha de Mérito Educativo. Tai Chan Lam

Medalha de Mérito Cultural. Ching Cheung Fai

Medalha de Mérito Altruístico. Leong Sio Pui

Medalha de Mérito Altruístico. Lou Wai Sek

Medalha de Mérito Desportivo. Chu Chi Wai

Medalha de Dedicação. Manuela Teresa Sousa Aguiar

Medalha de Dedicação. Chan Ioc Chan

Medalha de Serviços Comunitários. Un Iok Meng

Título Honorífico de Valor. Ho Man Fai

Título Honorífico de Valor. Ng Wing Mui

Título Honorífico de Valor. Hong Ka I

Título Honorífico de Valor. Ngou Pok Man

Título Honorífico de Valor. Lio Chon Hou

Título Honorífico de Valor. Chio Wai Keong

pág 12

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 j


os honoríficos 2011 Medalha de Mérito Profissional. António José Dias Azedo

Medalha de Mérito Profissional. Victoria Alexa Kuan Chan

Medalha de Mérito Industrial e Comercial. Ma Chi Ngai Frederico

Medalha de Mérito Turístico. Wu Keng Kuong

Medalha de Mérito Educativo. Wang Yitao

Medalha de Mérito Educativo. Wong Lai Heng

Medalha de Mérito Cultural. Tang Chou Kei

Medalha de Mérito Cultural. Casa de Portugal em Macau; Dra. Maria Amélia da Conceição António Saldanha

Medalha de Mérito Altruístico. Nuno Maria Roque Jorge

Medalha de Mérito Desportivo. Hoi Long

Medalha de Mérito Desportivo. Chui Iu

Medalha de Dedicação. Ho Tin Ka

Medalha de Serviços Comunitários. Iek Ka Iok

Medalha de Serviços Comunitários. Cheong Pak Io

Título Honorífico de Prestígio. Richard Stuart Moffatt

Título Honorífico de Valor. Wu Nok In

Título Honorífico de Valor. S.Y (Smart Youth) Confraternidade Cristã Vida Nova de Macau Extensivo aos Jovem Consome Droga

jornal tribuna de macau

Cerimónia de Imposição de Medalhas e Títulos Honoríficos do ano de 2011, com a presença do Chefe do Executivo, Chu Sai On pág 13


PROTESTOS VIOLENTOS EM ATENAS. Os protestos violentos voltaram ontem a Atenas. Manifestantes e forças policiais envolveramse em confrontos junto ao Parlamento, no mesmo dia em que era votado o novo pacote de medidas de austeridades.

actual

MORREU LÍDER DO SENDERO LUMINOSO. O líder mais importante do grupo rebelde peruano Sendero Luminoso foi encontrado morto por forças de segurança, após ser atingido a tiro numa floresta remota dominada pelo tráfico de drogas, afirmou ontem o Presidente Ollanta Humala.

MIGUEL POIARES MADURO ANALISA RELAÇÕES ENTRE CHINA E PORTUGAL

Investimentos externos devem ser “regulados” A China tem um interesse estratégico, mas também pragmático na Europa. Nada de mal há nisso, desde que sejam investimentos regulados. O importante, lembra Miguel Poiares Maduro, é que tudo ocorra dentro de regras claras e transparentes, com os diferentes mecanismos de controlo a funcionarem. O especialista em Direito Europeu e Direito Económico Internacional também analisa a questão da integração europeia e a crise que se vive raquel carvalho

F

oi advogado no Tribunal de Justiça da União Europeia, é Professor no Instituto Universitário Europeu de Florença e docente convidado da “Yale Law School”, leccionando também na Universidade Nova de Lisboa. Miguel Poiares Maduro conduziu na sexta-feira uma conferência sobre a crise do Euro e de integração europeia, na Universidade de Macau. Em conversa com o JTM, o especialista analisou ainda os investimentos da China na Europa, nomeadamente em Portugal. As empresas chinesas têm piscado o olho a vários negócios no Velho Continente. Os tempos são propícios a isso, pela crise que se vive, e pelos activos que a China possui. Recentemente, uma companhia de capitais chineses comprou a posição do Estado português na EDP e “China State Grid” adquiriu 25 por cento da REN. “Não vejo que os investimentos da China sejam mais perigosos do que qualquer outros”, responde o docente que divide o tempo entre Itália, Portugal e os Estados Unidos. Pelo menos “desde que não seja uma aposta apenas nisso e que sejam investimentos regulados por regras muito claras e transparentes”, esclarece. Na opinião de Miguel Poiares Maduro, os investimentos devem estar “sujeitos a mecanismos de controlo”, nomeadamente através da concorrência de mercado. Ou seja, é importante que “não sejam dadas posições de ‘renda’ a esses investidores, nem posições de particular proximidade com o poder.” A melhor protecção que se pode ter é, em suma, a existência de um “verdadeiro Estado de Direito, algo que não temos tido em geral no país [Portugal].” Por outras palavras, é necessária “uma verdadeira lógica de funcionamento da nossa sociedade, que deve ser ‘meritocrática’, com um sistema de Justiça que funcione verdadeiramente e um mercado a mover-se numa lógica de competitividade”. Se tivermos isso, garante o analista, “quem investir está automaticamente sujeito a todos esses mecanismos de controlo.” As intenções do Continente chinês, na opinião de Miguel Poiares Maduro, são claras. “Tem interesse em diversificar os seus investimentos e os mercados para onde exporta.” Em relação à Europa, a China está a fazer uma “abordagem muito pragmática”, ou seja, “há boas oportunidades de investimento e de negócio neste momento. E a China é dos poucos estados que tem liquidez para fazê-lo.” Portanto, nada sai do quadro habitual, entende o especialista. “É do interesse de ambos os lados e cria algumas dependências, que comportam alguns riscos, mas acho normal.” Deixando de lado teorias da conspiração, a Europa representa para a China, nos tempos que correm, nada mais nada menos do que “uma boa oportunidade investimento e, ao mesmo tempo, corresponde a um interesse estratégico de diversificação, tanto no que toca aos locais onde investe como nos mercados em que está envolvida.” Quando um país aceita um investimento externo ou desenvolve uma relação privilegiada com qualquer parceiro internacional, por um lado “ganha poder” e, por outro, “fica interdependente”. “É óbvio que estados mais pequenos, como Portugal ou Grécia, ao desenvolverem uma relação com a China têm a ganhar não só no acesso a mercados chineses mas também na captação de capitais do ponto de vista líquido.” Ao pág 14 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

mesmo tempo, entende Miguel Poiares Maduro, “a relação privilegiada com um parceiro desse tipo pode reforçar a posição relativa, por exemplo de Portugal, no contexto da União Europeia, embora também crie a tal lógica de interdependência”. Porém, tudo se negoceia. “É um aspecto que teremos de negociar e equilibrar sempre de modo razoável.” Quanto ao papel que Macau poderá assumir na aproximação entre Portugal e o Continente, Miguel Poiares Maduro desenha um mapa mais difuso. “A ser verdade que há uma aposta estratégica no reforço da relação entre Portugal e a China, não sei até que ponto é que Macau terá um papel importante a jogar. De qualquer modo, acho que é uma oportunidade.” Embora o Chefe do Executivo, Chui Sai On, se tenha deslocado recentemente a Bruxelas, o analista não observa uma “grande interesse da Europa em relação a Macau”. Já a postura de Portugal assume outros contornos. “Para Portugal, sim, Macau poderia ter uma posição estratégica importante.” UMA CRISE LEVA À OUTRA. As ligações estratégicas e negociais têm ecoado mais alto devido à situação financeira delicada que a Europa vive. Todavia, a malfadada crise não é só uma crise monetária, vai para além dela ou, na opinião de Miguel Poiares Maduro, começou antes do que muitos julgam. “Considero que a crise do euro revela uma crise de integração europeia. Do meu ponto de vista a crise do euro é já uma consequência da crise de integração europeia, ou seja, é um produto de uma deficiência de integração europeia.” A crise do euro deixou a descoberto “uma crescente interdependência entre os Estados, em que a política orçamental pouco disciplinada de um estado-membro tem consequências muito graves para outros.” Ora, já existiam lacunas, que se tornaram mais visíveis. “A própria crise já está relacionada com a identificação de fragilidades no processo de integração europeia. E a dificuldade de resposta ainda acentuou mais essa

identificação de fragilidades”, clarifica Miguel Poiares Maduro. Mas por que é que a Europa não consegue erguer a cabeça e responder? “Não é porque nós não sabemos o que fazer, é porque nós não sabemos como fazer o que é necessário, como levar alguns estados-membros a acordar o que é preciso.” Hoje em dia, já há a consciência e é consensual que “são necessárias formas de intervenção monetária do Banco Central Europeu, algum tipo de mecanismo forte que permita dar garantias aos mercados, mostrando que a Europa tem um mecanismo de solidariedade que protege todos os estados no contexto da União Europeia.” O problema, indica o analista, “é que as decisões políticas na Europa estão prisioneiras de espaços políticos nacionais. A Europa não faz o que poderia fazer no seu todo. A Europa faz aquilo que algumas comunidades políticas nacionais aceitam.” Neste momento, “o facto de a senhora Angela Merkel [chanceler alemã] ser responsável pela sua comunidade política leva-a a agir de um modo contrário aos interesses da Europa e provavelmente até contra os interesses da Alemanha.” Os cidadãos alemães, observa o especialista, ainda não “compreenderam o grau de interdependência e as consequências desta interdependência gerada pelo euro. Julgam que esta crise não vai atingir a própria Alemanha.” A inconsciência e orgulho de uns leva a que existam dificuldades em “termos de políticas europeias e áreas independentes da política nacional, o que revela uma incapacidade de lidar com este grau de interdependência.” Para Miguel Poiares, era “melhor ter líderes mais ambiciosos, que corressem mais riscos e que fossem mais liderantes.” Todavia, mais do criticar, o docente entende que os esforços devem ser depositados na estruturação do espaço e de formas de Governo que levem os “líderes políticos a agir no sentido do interesse comum europeu.” A pensar em todos e não apenas em alguns.


PARQUE TEMÁTICO SOBRE NAPOLEÃO. Um autarca de Montereau-Fault-Yonne pretende criar um parque temático em homenagem a Napoleão para estimular o turismo na cidade, situada cerca de 50km de Paris. “A história de Napoleão vende muito no exterior, principalmente na China”, disse.

actual

LULA INTERNADO NO BRASIL. O ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, foi internado sábado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Lula apresenta sinais de fraqueza devido a radioterapia, tendo em vista a erradicação de um cancro da laringe, diagnosticado em Outubro último.

O Terreiro do Povo, da cerveja, do pastel de nata e da contestação Os portugueses voltaram a sair à rua, desta vez para lembrar que vai haver pausa no Carnaval, que não são piegas e que não se cansam de lutar contra a austeridade ana bela ferreira

O

s milhares que se juntaram em Santa Apolónia, Cais do Sodré, Restauradores e Martim Moniz deixavam antever uma Praça do Comércio repleta. Mas afinal a praça nunca esteve à pinha, apesar dos 300 mil manifestantes contados pela CGTP, que se juntaram para rebaptizar o Terreiro do Paço em “Terreiro do Povo”. A tarde de contestação em Lisboa começava com as palavras de ordem típicas: “É preciso, é urgente uma política diferente”, à porta da Estação de Santa Apolónia. Os trabalhadores, revoltados, pedem a Passos Coelho e a Cavaco Silva que vivam com os seus salários. “Tenho uma filha na universidade, pago 410 euros de propina e 385 de renda do quarto e ganho 685 euros. Gostava que o primeiro-ministro fizesse a mesma ginástica que faço para sobreviver”, critica Hélio Vareta, 56 anos, da Marinha Grande.

No Cais do Sodré, o som de pequenas bombas que rebentam no meio do grupo dos estivadores animam as hostes. Entre gritos, palavrões e olhares desconfiados, o grupo tenta animar os manifestantes. “Isto parece um funeral! Gritem...”, apelam enquanto passeiam um tacho, que dizem ser para repartir entre o PSD e o PS. E se nos pontos de encontro o espírito já é de contestação, na Praça do Comércio, às 16.30, o ambiente é de festa. A música de intervenção faz-se ouvir e os manifestantes de sorriso no rosto dançam para aquecer. Para ajudar a animar a festa, a barraca dos finos, dos pastéis de nata e de bacalhau e dos rissóis é o ponto mais concorrido da Praça , rivalizando em atenção com o palco onde decorrem os discursos e a música. Numa tarde que juntou lado a lado os jovens que defendem os downloads gratuitos e os mais velhos que fizeram o 25 de Abril de 1974 e lutam pela preservação dos seus ideais. Armando Myre Dores explica os objectivos da recém-criada Associação das Conquistas da Revolução: “Queremos mostrar que as conquistas de Abril continuam vivas, e é preciso evitar que sejam destruídas.” O Terreiro do Paço é também um lugar de famílias. “Trouxemos a nossa filha para que ela saiba que não podemos ficar indiferentes às maldades que nos estão

a fazer”, defendem Sara e João Santos. Outras crianças passeiam pelo recinto e fazem também elas contestação aos cortes. Com mensagens que oscilam entre um explícito “Quero o meu subsídio escolar de volta, já!” e um mais subtil “O mundo está triste.” Todos tentam fazer passar a sua mensagem de luta e contestação, e com o Carnaval tão perto não faltaram também as frases alusivas à época festiva que se aproxima e à polémica do fim de tolerância de ponto. “Já tínhamos o Coelho da Páscoa, agora passamos a ter o Coelho de Carnaval” ou “Respeitem as tradições e cultura, o carnaval em Samora sai à rua! Domingo e Terça juntem-se a nós” são dois dos recados que mais se destacam entre os manifestantes, que também não se coibiram de chamar piegas a Passos e Cavaco. A manifestação serve para sublinhar “a discordância em relação às medidas que o Governo está a tomar”, mas marca também a estreia do novo secretário-geral da CGTP. E Arménio Carlos não se saiu mal, pelo menos para os milhares de trabalhadores que o ouviram. “Adorei o discurso. Não dizendo que o anterior era mau, mas o Arménio Carlos fala mais como os trabalhadores e fez-se entender muito bem”, elogiou Orlando Gonçalves, administrativo de Lisboa, no final da intervenção do novo líder da central sindical. JTM/DN

Polícia brasileira diz que versão de Duarte Lima à RTP não é verdadeira Durante a investigação, o exdeputado disse à polícia nunca ter estado em Saquarema, mas à RTP o advogado garantiu que nunca negou a sua deslocação àquele local carlos diogo santos

A

polícia brasileira tem na sua posse a gravação da única conversa que teve com Domingos Duarte Lima. A investigação estava ainda a começar e o ex-deputado garantiu então que chegou ao Rio de Janeiro na véspera do crime directamente de Belo Horizonte. Questionado sobre se alguma vez teria passado por Saquarema, o advogado português assegurou que nunca havia passado por tal local.

Exactamente o contrário do que foi disponibilizado no site da RTP sobre a entrevista: “Pela primeira vez Duarte Lima confessa publicamente ter estado em Saquarema. Mas afirma que sempre admitiu à polícia ter estado nessa localidade.” Confrontado com esta declaração, o comissário Aurílio Nascimento, responsável pela investigação no Brasil, garante que mais uma vez se trata de uma mentira de Duarte Lima e que mais uma vez a polícia tem como provar que isso é uma mentira. “Em conversa telefónica, perguntei se ele já conhecia o caminho para Maricá, que é o mesmo caminho para Saquarema, no dia em que foi levar Rosalina ao encontro de Gisele. E ele disse que não conhecia”, diz o investigador, sublinhando ainda que Lima voltou a confirmar a teo-

Reconstituição do crime em Saquarema com figurantes Além das declarações escritas de Duarte Lima sobre o crime de que é acusado no Brasil, a reportagem da jornalista Sandra Felgueiras, ontem emitida no programa Sexta às 9, da RTP1, incluiu uma reconstituição do crime. Para tal contou com a colaboração do comissário da polícia que investigou o caso, Aurílio Nascimento, e recorreu mesmo a figurantes para representarem os papéis de Duarte Lima, Rosalina Ribeiro e Gisele, a mulher que Duarte Lima assegura ter ficado na companhia de antiga companheira de Lúcio Tomé Feteira quando alegadamente a deixou em Maricá. Nessa reconstituição foi também efectuado o percurso que Duarte Lima terá feito nesse dia.

Na cadeia desde 17 de Novembro. Já acusado pelo homicídio de Rosalina, Duarte Lima foi detido em 17 de Novembro devido a um caso de fraude e burla ao BPN, sem relação com o crime do Brasil. A prisão preventiva então decretada foi esta semana confirmada pelo Tribunal da Relação de Lisboa.

ria de que nunca havia passado naquela estrada quando declarou que foi Gisele quem foi guiando a sua cliente desde o Rio até Maricá. “Ele nunca nos disse que já lá tinha ido”, continuou. Sobre Duarte Lima ter dito que acreditava que no dia do crime alguém lhe terá seguido os passos, a mesma fonte policial assegura que “estas alegações são hilariantes e uma afronta à inteligência e ao raciocínio.” Confiança ‘ vs.’ desconfiança. Na mesma entrevista, Duarte Lima

afirmou ao longo de 11 páginas, escritas à mão, que a investigação policial naquele país foi feita por encomenda de Olímpia. Explicou ainda ter optado pelo silêncio, uma vez que cada palavra que proferia era manipulada contra si. O advogado aproveitou ainda para desmentir Rosemary, uma das melhores amigas de Rosalina no Rio. A brasileira disse à polícia que a vítima andava preocupada com um pedido de Lima: uma declaração que o isentava de qualquer responsabilidade sobre os montantes transferidos para as suas contas. Em resposta, o ex- deputado esclarece que isso “é completamente falso”. Apesar da “má investigação policial”, acrescentou confiar na justiça brasileira. A mesma que já o acusou e que decretou a sua prisão preventiva por o achar perigoso. Durante esta semana chegou à Procuradoria- Geral da República uma rogatória do Brasil intimando Lima a defender-se da acusação de homicídio. Nos próximos dias os advogados deverão apresentar defesa prévia a negar o crime. Segundo a lei do Brasil, após isso serão feitas as diligências requeridas pelas partes, altura em que os advogados tentam que o processo se arraste com audições de várias pessoas. Terminadas as diligências, Duarte Lima pode ainda recorrer para evitar julgamento, algo que poderá arrastar-se por dez anos. JTM/DN

jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 15


IRÃO PROMETE REVELAÇÕES SOBRE NUCLEAR. O Presidente do Irão vai anunciar em breve importantes desenvolvimentos do programa nuclear, garantiu o próprio Ahmadinejad, sem avançar mais detalhes. A declaração surge no meio da espiral de tensão entre Teerão e o Ocidente.

actual

LIGA ÁRABE QUER FORÇA DE PAZ NA SÍRIA. A Liga Árabe vai pedir ao Conselho de Segurança da ONU a criação de uma força de paz conjunta para a Síria, indica o esboço da proposta que será votada no Cairo.

CHINA

Os líderes da União Europeia e da China vão reunir-se hoje em Pequim para tentar “elevar” a parceria estratégica bilateral e ultrapassar a crise da dívida na zona euro, consagrando a sua “crescente interdependência”

S

erá a primeira cimeira do género em quase um ano e meio e, também, a primeira realizada em Pequim com a presença dos presidentes da Comissão e do Conselho Europeu, José Manuel Barroso e Herman van Rompuy, respectivamente. “A China está disposta a elevar a relação, reforçando a compreensão e a confiança mútuas e alargando o diálogo e a cooperação”, disse o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da China responsável pelas relações com a Europa, Song Tao, sobre a XIV Cimeira China-UE. Numa entrevista difundida no fim de semana, Song Tao salientou que “a China e a UE partilham vastos interesses comuns e são cada vez mais dependentes uma da outra”. A avaliação coincide com o prognóstico do embaixador da UE em Pequim, Markus Ederer: “Vamos assistir em 2012 a uma crescente interdependência entre a China e a União Europeia”, disse o diplomata. “Económica e politicamente, há poucas relações tão interdependentes como esta”, acrescentou. No âmbito do acordo de parceria estratégica assinado no final da década de 1990, China e UE realizam anualmente uma cimeira: a XIV esteve marcada para Outubro, mas foi adiada devido à agenda dos líderes europeus e às frequentes reuniões políticas realizadas então na Europa para enfrentar a crise da dívida soberana. Além do primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, Barroso e van Rompuy vão encontrar-se com o presidente Hu Jintao, que é também secretário-geral do Partido Comunis-

ta Chinês. O programa inclui ainda uma “Cimeira de Negócios”, com centenas de empresários europeus e chineses, e a inauguração de uma exposição sobre o euro numa universidade de Pequim. As divergências de sempre. União Europeia e China - os dois maiores blocos comerciais do mundo - continuam a divergir acerca dos direitos humanos e de outras questões, mas as diferenças são assumidas como “naturais” e não parecem inibir a “crescente interdependência”. “Vivemos num mundo globalizado e entre pessoas que vivem na mesma casa há sempre fricções”, disse o embaixador da União Europeia na China, Markus Ederer, a propósito da Cimeira. Enumerando as fontes de “fricção”, Markus Ederer citou os direitos humanos, a defesa da propriedade intelectual, a protecção do investimento e o acesso aos respectivos mercados internos. “São questões que, no âmbito da parceria estratégica que une a UE e a China, podem e devem ser abordadas a todos os níveis, e estão a ser abordadas”, acrescentou. A UE “defende a universalidade dos Direitos Humanos” e essa posição “faz parte do seu ADN”, salientou o diplomata. Para o governo chinês, as críticas à situação dos direitos humanos no país são “ingerências nos assuntos internos da China” e o “papel dirigente” do Partido Comunista é “um princípio cardial”, que se sobrepõe aos direitos políticos individuais. A UE insiste também na “igualdade de tratamento” no acesso ao mercado chinês e em particular aos concursos públicos, queixando-se que as empresas europeias são muitas vezes “discriminadas”. “A Geely (empresa de Zhejiang, leste da China) pôde comprar a Volvo (em 2010), mas a Volvo não poderia comprar a Geely”, exemplificou um estudo divulgado em Setembro por um ‘think tank’ europeu. Do lado chinês, as maiores reivindicações dizem respeito ao estatuto de economia de mercado, que a UE ainda

FOTO ARQUIVO

Cimeira em tempo de “crescente interdependência”

não reconheceu, e ao embargo à venda de armas, sanção imposta após a repressão militar do movimento pródemocracia da Praça Tiananmen, em 1989, e que Pequim considera “uma relíquia da Guerra Fria”. No plano diplomático, também há divergências, como se viu na semana passada no Conselho de Segurança da ONU, quando China e Rússia vetaram uma resolução contra o regime sírio apoiada pela Liga Árabe e as principais potências ocidentais. A Cimeira China-UE irá, contudo, centrar-se na persistente crise da dívida soberana europeia, que afeta a economia global. “Não podemos mudar a China, nem a China pode mudar a União Europeia, mas podemos cooperar”, afirmou o embaixador da Dinamarca, Friis Arne Petersen, representante do país que detém a presidência rotativa da UE no primeiro semestre de 2012.

Instituto de Habitação

Instituto de Habitação

ANÚNCIO [ N.º 35/2012 ]

ANÚNCIO [ N.º 6/2012 ]

Para os devidos efeitos, vimos por este meio notificar os representantes dos agregados familiares seleccionados da lista de espera de habitação económica abaixos mencionados: N.º do boletim de candidatura 8584 12458 33757 13721 48209

Nome

LOI LIN CHOI WONG WAI HONG IEONG CHOU CHUN LEI CHOI LENG HO IOK SIM

N.º do boletim de candidatura 3649 509 8462 13665

Nome

LAO KENG MAN TANG MENG CHEONG LEI WAI LAM MEI LIN

De acordo com os termos do artigo 12.º do Decreto-Lei n.º 26/95/M, de 26 de Junho, o Instituto de Habitação (IH) informa os representantes dos agregados familiares acima referidos, através de ofícios, para se dirigirem pessoalmente ao IH, sita na Travessa Norte do Patane, n.º 102, Ilha Verde, Macau (perto da Escola Primária Luso-Chinesa do Bairro Norte), no dia 29 de Fevereiro de 2012, às horas fixadas nos respectivos ofícios, para escolha das fracções de habitação económica disponíveis de T2 na zona de Macau. Nessa altura, os agregados familiares da lista de espera acima referidos devem apresentar os documentos comprovativos (originais e cópias) abaixo mencionados, para efectuar a nova verificação dos requisitos da candidatura da aquisição de habitação económica. Caso as respectivas informações afectem os actuais requisitos da aquisição de fracção ou existirem mudança da composição dos agregados familiares acima referidos, este Instituto irá suspender, imediatamente, o procedimento da escolha de habitação económica: 1. Documentos de identificação de todos os elementos do agregado familiar e os seus cônjuges (caso houver) registados no boletim de candidatura de habitação económica. 2. Prova de casamento (aplicável aos indivíduos casados. Caso tenha entregue ao IH, nos últimos três meses, não é necessário a entregar de novo). 3. Boletim de candidatura dos dados dos agregados familiares de habitação económica devidamente preenchidos e assinados. De acordo com os termos do n.º 2 do artigo 13.º do decreto-lei acima referido, com as alterações introduzidas pelo Regulamento Administrativo n.º 25/2002, caso os agregados familiares da lista de espera acima referidos não tenham comparecido no IH, no dia e horas fixados, e apresentado os documentos acima referidos, para escolha de habitação ou não pretendam adquirir nenhuma das fracções de habitação económica disponíveis no momento podem optar entre, por motivo não justificado, implica a perda do direito de escolha e passagem automática para o último lugar da lista geral; ou após a apreciação dos dados apresentados, verifique que não reunirem com os requisitos da candidatura, os agregados familiares seleccionados serão excluídos na lista geral. No intuito de proporcionar os agregados familiares seleccionados para terem mais conhecimentos sobre as informações das fracções de habitação económica disponíveis, o IH juntamente os ofícios enviará em anexo o catálogo com descrições das fracções para venda, tabela dos preços, rácio bonificado, pontos de observação, informações sobre a fracção de modelo. Caso os agregados familiares seleccionados não tenham recebidos os ofícios remetidos pelo IH, até sete dias antes da data fixada, poderão dirigir-se ao IH sito na Travessa Norte do Patane n.º 102, Ilha Verde, Macau) ou consultar através do telefone n.º 2859 4875, durante o horário de expediente. O Presidente, Tam Kuong Man 9 de Fevereiro de 2012 pág 16 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

Para os devidos efeitos vimos por este meio notificar os representante do agregado familiar da lista de candidatos a habitação social abaixo indicado, nos termos do nº 2 do artigo 72º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro: Nome Ng Kin Kin

N.º do boletim de candidatura 5019091

Após as verificações deste Instituto, notamos que o total do rendimento mensal do agregado familiar de candidato a habitação social acima mencionado ultrapassam o valor constante da tabela I do nº 1 do Despacho do Chefe do Executivo nº 297/2009, pelo que não reúne os requisitos exigidos para a candidatura, nos termos alínea 3) do artigo 2º e nº 1 do artigo 3º do Regulamento Administrativo nº 25/2009. Tendo este Instituto publicado um anúncio na imprensa de língua chinesa e língua portuguesa, no dia 1 de Dezembro de 2011, a solicitar ao interessado acima mencionado para apresentar por escrito a sua contestação pelos factos acima referidos no prazo de 10 (dez) dias a contar da data de publicação do referido anúncio, entretanto não o fez. Nos termos dos artigo 5º, nº 2 do artigo 9º e alínea 2) do artigo 11.° do Regulamento de Candidatura para Atribuição de Habitação Social, aprovado pelo Despacho do Chefe do Executivo nº 296/2009, assim como do despacho do Presidente do Instituto, exarado na Informação nº 0085/DAHP/DAH/2012, a respectiva candidatura foi excluída da lista geral de espera. E nos termos dos artigos 148° e 149° e nº 2) do artigo 150º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei nº 57/99/M, de 11 de Outubro, pode reclamar da respectiva decisão administrativa, ao Presidente deste Instituto, no prazo de 15 (quinze) dias a contar da data de publicação do presente anúncio, a reclamação não tem efeito suspensivo; ou pode apresentar directamente recurso judicial ao Tribunal Administrativo, no prazo de 30 (trinta) dias a contar da data de publicação do presente anúncio, nos termos do artigo 25º do Código de Processo Administrativo Contencioso, aprovado pelo Decreto-Lei n° 110/99/M, de 13 de Dezembro. O Presidente, Tam Kuong Man 7 de Fevereiro de 2012


Presos jornalistas do “The Sun”. Cinco jornalistas de topo do tablóide britânico “The Sun” foram presos, juntamente com um polícia, um militar e um funcionário do Ministério da Defesa, no quadro de uma investigação sobre pagamento de subornos à polícia e a responsáveis políticos. O patrão da News Corp, proprietária do “Sun”, Rupert Murdoch anunciou que vai a Londres para garantir aos empregados do tablóide que o jornal não vai fechar.

JAPÃO

Onze meses depois Há 11 meses, a região noroeste do Japão foi acometida por um terrível terramoto a que se seguiu um tsunami de proporções gigantescas que matou dezenas de milhares e destruiu cidades e vilas. Onze meses depois, fotógrafos japoneses e estrangeiros que, na altura, tinham recolhido imagens de desolação das zonas mais afectadas regressaram para documentar o gigantesco trabalho de limpeza e recuperação e o resultado é verdadeiramente espantoso. Provas da capacidade do povo japonês.

actual

volta ao MUND Monja tenta imolar-se pelo fogo Uma monja tibetana de 18 anos, da província chinesa de Sichuan, terse-á imolado pelo fogo ontem em protesto contra a dominação chinesa do Tibete, informou o movimento Free Tibet, que adianta que a monja poderá ter sobrevivido.

Imperador japonês alvo de ‘bypass’ O imperador japonês Akihito de 78 anos de idade vai submeter-se a uma cirurgia de ‘bypass’ coronário, no Sábado dia 18, informou ontem a televisão pública nipónica NHK. A Agência da Casa Imperial informou apenas que o imperador regressou a casa, depois de ter passado uma noite no hospital para exames médicos.

João Jardim vai convidar Merkel O presidente do governo regional da Madeira, Alberto João Jardim, afirmou que vai escrever na próxima semana uma carta à chanceler alemã Angela Merkel para a convidar a visitar a região. “Esta semana vou enviar uma carta à senhora convidando-a a visitar a Madeira para que então possa falar com conhecimento de causa, porque fica mal falar-se quando não se tem conhecimento de causa.”

jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 17


Dortmund e Bayern cumpriram. O líder Borussia Dortmund e o seu perseguidor Bayern Munique cumpriram as “obrigações” na 21.ª jornada da Liga alemã de futebol, ao baterem Bayer Leverkusen (1-0) e Kaiserslautern (2-0), respectivamente.

desporto

“Ursos” derrotam “lobos”. Portugal voltou a perder no Torneio Europeu das Nações em râguebi, na recepção à Rússia, por 32-33, depois do desaire da Roménia (15-7) na semana passada. Os “Lobos” voltaram a manifestar algum desacerto, com os “Ursos” a mostrarem melhor organização.

PREMIER LEAGUE

Rooney coloca United no topo da Liga U m “bis” do avançado Wayne Rooney, no início da segunda parte, deu o triunfo por 2-1 ao Manchester United na recepção ao Liverpool, colocando os “red devils” provisoriamente no topo da Liga inglesa de futebol, na 25.ª ronda. No Estádio de Old Trafford, ainda sem o lesionado extremo português Nani, o United inaugurou o marcador aos 47 minutos, num pontapé de canto ao qual Rooney correspondeu da melhor forma ao segundo poste, começando assim a celebrar o seu jogo 500 como profissional. Três minutos volvidos, o equatoriano Valência assistiu o avançado internacional inglês para o segundo tento (213.º da conta pessoal na carreira), contrariado apenas aos 80 minutos por intermédio do avançado uruguaio dos “reds”, Luís Suarez, alvo de algumas provocações por parte do francês Evra no final da partida. Suarez fora suspenso por oito partidas por insultos racistas ao gaulês no encontro da primeira volta e recusou agora apertar a mão ao adversário no início do jogo, sendo “brindado” com efusivos festejos de vitória após o final da partida. O Manchester United ficou agora com 58 pontos, mais um do que o rival Manchester City, que só domingo visita o Aston Villa (13.º) – já depois do fecho desta edição, enquanto o Liverpool segue no sétimo lugar. Um golo do veterano francês Thierry Henry, já nos descontos da visita do Arsenal ao Sunderland – penúltimo encontro do gaulês antes de regressar à Liga norteamericana de futebol -, deu o triunfo tangencial (2-1) aos “gunners” e correspondente subida ao quarto lugar, com os mesmos 43 pontos do Chelsea. Goleada do Tottenham na recepção ao Newcastle. Cinco tentos sem resposta (5-0) com o avançado togolês Adebayor a fazer quatro assistências para golo! Para final de festa, também ele balançou as redes contrárias. Louis Saha tentou seguir a corrente e também acumu-

lou números interessantes. Marcou dois golos e fez uma assistência. Assou-Ekotto abriu a contagem, o avançado francês ampliou para 3-0 e o Newcastle não mais respondeu. Kranjcar marcou o quarto golo do Tottenham numa primeira parte arrasadora. A tal que teve Adebayor como assistente de luxo. Na etapa complementar, seria ele a fechar as contas. Merecidamente. Villas-Boas em perigo. Há quatro jogos que o Chelsea não ganha e ontem sofreu a sua sexta derrota esta época na Liga inglesa frente ao Everton, por 2- 0. A equipa, orientada pelo português André Villas-Boas, está agora a 15 pontos do Manchester United, que lidera provisoriamente o campeonato. Nos comentários às notícias de mais uma derrota da formação londrina publicadas nos sites ingleses suce-

Ferguson considera Suarez uma “vergonha” O treinador de futebol do Manchester United, Alex Ferguson, considerou que o avançado uruguaio do Liverpool Suarez é “uma vergonha” para os “reds”, após ambas as equipas se terem defrontado. Para o “manager” escocês, o ponta-de-lança sul-americano “não devia jogar mais pelo Liverpool” porque “criou uma ambiente horrível” em Old Trafford, que poderia mesmo “ter causado um motim”, e “devia ter vergonha”. No início da recepção do Manchester United ao Liverpool, Suarez recusou cumprimentar o adversário francês Evra, que retribuiu no final do encontro com festejos expansivos pelo triunfo 2-1.Tratou-se do reencontro entre ambos os futebolistas após o incidente da primeira volta que originou a suspensão do sul-americano por oito partidas devido a insultos racistas, precisamente a Evra.

deram-se os apelos para que Villas-Boas seja demitido. O mesmo se passou no Facebook, com os adeptos indignados a pedir a saída de Villas-Boas e o regresso de José Mourinho, o treinador mais desejado em Stamford Bridge. “O Chelsea perdeu novamente, uma desgraça. Jogadores de qualidade mas que não marcam golos. Muda de treinador Chelsea”, escreveu no Facebook um dos adeptos, cuja opinião sintetiza a dos outros simpatizantes do clube londrino. “Penso que este foi o nosso pior jogo da época, o pior em todos os sentidos da palavra. O Everton fez um jogo fantástico, os seus reforços ajudaram-no a melhorar muito”, reagiu Villas-Boas após o encontro de Goodison Park, citado pelo Facebook do clube. O técnico português acrescentou: “A nossa performance teve pouca coisa positiva, foi um dia difícil, temos de tirar muitas coisas negativas dele e temos de melhorar tendo em vista a Taça e a Liga dos Campeões.” Recorde-se que o Chelsea vai jogar com o Nápoles no dia 21, em Itália, e recebe os italianos a 14 de Março, nos oitavos de final da Liga dos Campeões. No seu comentário ao jogo, a estação de televisão BBC salientou: “O treinador André Villas- Boas admitiu antes do jogo que terminaram as ambições do Chelsea em relação ao título, e este resultado aumentou seguramente a pressão sobre ele, numa semana em que Roman Abramovich visitou o centro de treino por duas vezes.”

LIGA ESPANHOLA

Barça pode ficar a 10 ponto do Real de Madrid O FC Barcelona somou a sua segunda derrota na Liga espanhola de futebol, ao perder na visita ao Osasuna por 3-2, em encontro da 23.ª jornada da prova

U

m desfecho que permitirá ao Real Madrid, caso tenha vencido na última madrugada o Levante, em casa, aumentar para 10 pontos a sua vantagem sobre a equipa da Catalunha. Os golos do Osasuna foram obtidos por intermédio do sérvio Lekic, aos 04 e 22 minutos, e por Raul Garcia, aos 56, enquanto o chileno Alexis Sanchez (51) e Tello (73) assinaram os tentos dos “blaugrana”. Uma vitória que permite à equipa de Pamplona subir três lugares na classificação, estando agora em sétimo, com os mesmos 31 pontos que o Atlético de Madrid. pág 18 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

Os “colchoneros”, também , não conseguiram melhor que um empate sem golos no terreno do Racing Santander, partida em que a equipa da capital espanhola usou os portugueses Tiago (lesionou-se no primeiro tempo) e Pizzi (no segundo). Já o Bétis venceu o Athletic de Bilbau (2-1), com um golo do português Nélson, já em período de descontos. O defesa português, que se encontra ao serviço da equipa espanhola desde 2008/2009 (transferiu-se do Benfica), terminou o jogo visivelmente emocionado pelo golo alcançado, já nos momentos finais. A equipa da casa começou melhor, com um golo de Rúben Castro, aos nove minutos, mas o basco Javi Martinéz empatou, aos 23. Quando já poucos acreditavam num desfecho diferente, ao primeiro minuto dos dois de desconto concedidos pelo árbitro, Nélson levou ao rubro os adeptos andaluzes.


Mali foi terceiro no CAN. Dois golos de Diabaté permitiram ao Mali vencer o Gana por 2-0 e conquistar o terceiro lugar da Taça das Nações Africanas (CAN), em jogo disputado em Malabo, na Guiné Equatorial.

desporto

Javi Garcia falha Zenit. O médio espanhol Javi Garcia está lesionado e vai falhar amanhã a deslocação do Benfica ao reduto do Zenit, da primeira “mão” dos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol.

LIGA PORTUGUESA

100ª vitória de Jesus com nota artística Jorge Jesus conquistou ontem a sua 100. ª vitória em jogos oficiais no Benfica. Numa semana em que o técnico falou mais uma vez na arte dos seus jogadores, estes ontem tiveram direito a nova nota... artística gonçalo lopes

A

s ordens que Jesus deu à sua equipa eram óbvias. Tentar resolver o encontro na 1. ª parte para depois pensar no jogo de quarta-feira com o Zenit para a Champions. E os seus pupilos responderam afirmativamente, com a tal nota artística, e em 20 minutos O Benfica foi a única equipa “em campo” até quase à meia hora de jogo. Um golo do Nacional aos 28’, por Claudemir, de penálti, contudo, deu um novo ânimo aos insulares, que obrigaram os encarnados a recuarem cerca de 30 metros no ataque. Os alvinegros começaram então a explorar a ala esquerda do ataque onde estava um Witsel adaptado e que sentiu muitas dificuldades no lado direito da defesa. Os insulares sentiram o recuo do Benfica e tentaram o empate, mas só com Keita na frente nunca conseguiram acertar com a baliza. Já o Benfica, quando o Nacional estava melhor, fez o 3-1 aos 38’, com Gaitan a inventar um golo para Rodrigo. A vencer apenas por dois golos Jesus resolveu não poupar logo no início da segunda parte. Os encarnados voltaram a entrar fortes, quase em velocidade

cruzeiro, desta feita com Nolito mais em jogo, do lado esquerdo. As ocasiões sucediam-se, mas Marcelo conseguia travá-las. Mesmo sem golos, Jorge Jesus começou a gerir e o primeiro foi Pablo Aimar. Verdade seja dita, após a

primeira alteração surgiu o 4- 1 da tranquilidade e o último da partida, com Rodrigo a fazer um golo de tirar o chapéu. E ainda deu para o paraguaio Cardozo falhar uma grande penalidade. JTM/DN

Um leão vulgar e sem classe Sporting cai para 5. º lugar, vê o 3. º classificado, Sp. Braga, a oito pontos e o acesso à Champions mais distante. E agora Domingos? bruno pires

LIGA PORTUGUESA

Sétima vitória seguida do Braga O Sporting de Braga manteve-se imperturbável frente ao Vitória de Setúbal e venceu por 3-0, somando a sétima vitória consecutiva na Liga portuguesa de futebol, para igualar do FC Porto no segundo lugar

N

a abertura da 18.ª jornada, no Estádio Municipal de Braga, dois golos de Lima, que já leva 11 no campeonato, e um de Alan deram aos “arsenalistas” o décimo triunfo seguido, incluindo três jogos da Taça da Liga, e aumentaram a pressão sobre o campeão nacional, que recebia ontem a União de Leiria, em jogo realizado após o fecho desta edição. Já o Vitória de Setúbal não larga a “lanterna vermelha” e continua sem ganhar para o campeonato desde a sétima jornada (30 de Setembro de 2011), amealhando desde aí sete derrotas e apenas quatro empates. Foi uma vitória justa dos bracarenses, mas por números exagerados, principalmente pela boa primeira parte realizada pelo Vitória. O primeiro golo só chegou já no se-

gundo minuto de descontos da primeira parte (o árbitro só deu um), tendo Lima beneficiado de um desvio de Ricardo Silva, que traiu o regressado Ricardo à titularidade no campeonato. O segundo e terceiro golos, na segunda parte, por Alan (62) e Lima (84), terminaram com a resistência vitoriana. Logo aos sete minutos, Alan e Lima deram o mote para uma grande exibição de ambos, mas Ricardo defendeu bem o remate do último, tal como Quim que, do outro lado, parou com mais dificuldade uma “bomba” de Bruno Amaro de muito longe (14). Destaque ainda para o “penalti” falhado por Meyong, que permitiu a defesa de Quim (90), e para a estreia nos “arsenalistas” de Ruben Amorim, médio emprestado pelo Benfica em Janeiro. JTM/Lusa

O

Sporting caiu ontem para o quinto lugar do campeonato, depois de ter perdido pela segunda vez em dois jogos na actual edição da Liga, mas as consequências não se esgotam nos 90 minutos em que o clube de Alvalade exibiu uma vulgaridade aflitiva, nomeadamente na sua defesa. Os verdes e brancos já estão a oito pontos do 3. º classificado, Sporting de Braga, e, por inerência, do último posto que dá acesso à Liga dos Campeões da próxima temporada. A ideia, original e inédita assinale-se, de Domingos em colocar dois jogadores acima do 1,90 metros no eixo da defesa – Onyewu e Xandão –, ainda por cima muito subidos no terreno com o propósito claro de encurtar o campo e de ganhar a bola o mais rapidamente possível, proporcionou ao jogo um guião fácil de ler. Ou seja, o Marítimo procurava meter a bola nos seus jogadores mais velozes. Por momentos parecia que estávamos a ver um duelo entre a

tartaruga e a lebre, mas com um desfecho diferente da fábula contada por La Fontaine. Já Rui Patrício tinha salvado dois lances de golo, em saídas disparadas da baliza, quando o guarda-redes abordou mal um lance e deixou a bola escapar para baliza. Na altura da benesse de Patrício, há muito que os insulares – que bem que jogam – mereciam o golo e o Sporting não merecia quase nada. O primeiro remate dos leões deu-se apenas aos 24 minutos. O que dizer sobre isto quando se trata de um clube que investiu 25 milhões e se proclama como um dos grandes do futebol em Portugal? Ao intervalo, Domingos foi buscar peixe graúdo ao banco. Fez entrar Izmailov e Schaars e alargou a frente de ataque com Ribas. O meio campo mostrava ténues melhoras, mas a sentença final surgiu como resultado do diagnóstico precoce; o enorme Xandão escorregou e Danilo correu, correu até ao golo. Desde 2005/ 06 que o Sporting não estava no 5. º lugar à 18. ª jornada. Posto isto, é justo perguntar-se a Domingos: e agora? JTM/DN

Insultos à chegada a Lisboa A comitiva do Sporting foi recebida com insultos à chegada ao Aeroporto de Lisboa, horas depois do desaire frente. Mais de quatro dezenas de adeptos das claques “leoninas” brindaram a comitiva com frases como “uma vergonha, vocês são uma vergonha”, “isto não é o Sporting” ou “joguem à bola”, de acordo com as imagens difundidas pela RTP. Os insultos foram dirigidos ao presidente, Godinho Lopes, ao treinador da equipa, Domingos Paciência, e aos jogadores “leoninos”, que quartafeira tinham também na Madeira, selado o apuramento para a final da Taça (3-1 ao Nacional). jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 19


Dito

(...) “Desde que Portugal deixou o Oriente, Pequim deu prioridade aos laços com os países lusófonos e apostou na difusão da língua portuguesa nas suas universidades. Aposta antecipada por uma visão diplomática invejável”. (...)

Sérgio Soares in “i”

opinião

Há 20 anos falar de nós

In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 13/01/1992

mestre da china expõe em macau Um dos maiores pintores vivos da China, Ka Iau Fok (Jia Youfu), traz a Macau 47 dos seus trabalhos numa retrospectiva da sua obra, os quais vão ficar patentes na Galeria de Exposições Temporárias do Leal Senado desde amanhã até dia 15 de Março. Artista com uma vasta obra, Ka Iau Fok é professor agregado da Academia de Artes de Pequim, onde concluiu o Curso de Pinura em 1965. Convidado pelo Leal Senado com os patrocínios da Fundação Oriente e do IPOR - Ka Iau Fok vem agora expor ao Território pela primeira vez, tendo começado a deslocar-se ao estrangeiro a partir de 1985. Com exposições individuais já realizadas em diversos países e várias vezes premiado, a crítica tem consierado o atista como um dos melhores chineses da actualidade. Ka Iau Fok é natural de Hubei, onde nasceu em 1942, e especializou-se como pintor paisagista, associando as características da pintura tradicional a técnicas e efeitos mas evoluídos. Autor também de vários livros e membro da Associação dos Pintores de Pequim, entre os galardões que tem obtido no seu país destaca-se o Prémio Cidade de PEquim, em 1981, e a Medalha de Prata da VI Colectiva dos Melhores Artistas da China, em 1984. guitarristas chinesas dão recital em macau As guitarristas chinesas Yang Xuefei e Bai Pun realizam um recital no auditório do Complexo Escolar na próxima segunda-feira, anunciou a Fundção Oriente, promotora da iniciativa. Durante o espectáculo, as duas intérpretes de guitarra clássica vão executar obra, designadamente, de Paganini, Sibelius e Villa- Lobos. As duas intérpretes acompanhadas pelo professor Chen Zi, realizaram na passada segunda-feira um recital no salão nobre do Teatro Nacional de S. Carlos de Lisboa. Durante a sua estadia em Portugal, a convite da Fundação Oriente, as duas guitarristas, de 14 anos actuaram ainda na Escola Superior de Música de Lisboa, nos conservatórios de música de Coimbra, Aveiro e Braga, na Escola Superior de Música e na Câmara Municipal do Porto, na Academia de Música de LAgos e no conservatório regional do Algrave.

Jorge A. H. Rangel*

Uví, sã tempo di carnaval!

A

“Uví, sã tempo di carnaval! Iou ta uví marcha di tuna, Atai-atai ta chomá ‘aqui bôbo Vosôtro azinha vêm olá!’”

Non mestê nhónha pensá Qui unga dia intéro Lôgo têm bôbo pa olá, Co tuna di musiquéro.

Adé, “Macau - sa Carnaval”

Carnaval di aquelora, Qui sã nádi más voltá. Mui-Mui, Marica, Teodora, Sã qui capaz pandegá.

lém do Natal e do Ano Novo, o Carnaval foi a festividade tradicional macaense que mais atenção mereceu do nosso Adé, nos seus apreciados poemas “maquistas” e nas peças que talentosamente apresentou e ensaiou, em récitas inolvidáveis em que também participou, de alma e coração, como actor e encenador. Nesses poemas, como “Macau - sa Carnaval”, “Entrudo na Macau”, “Carnaval di Agora” e “Olá Bôbo”, Adé caracterizou fielmente o ambiente de folia e animação em que a comunidade macaense outrora alegremente mergulhava, com desfiles, ranchos de mascarados, actuações de tunas, “assaltos” carnavalescos, comédias, matinés especiais para crianças, com concursos dos melhores trajes, dançaricos em clubes e bailes de máscaras que se prolongavam até alta madrugada. Ainda era assim, com todo o fulgor, no segundo quartel do século passado, acentuando-se o seu declínio, progressivamente, nas décadas seguintes, não obstante os esforços de algumas agremiações recreativas e culturais para manterem viva uma benquista tradição. Alguns dos versos de Adé, alusivos ao Carnaval, visaram também a crítica social, como é evidente em “Macau - sa Carnaval”, quando o poeta faz saber que “Gente entretido co política,/Nom-tem vagar vestí bôbo./Quim querê olá bôbo/Co um-cento babuzéra na bóca,/Nancassá isperá carnaval.” (“Gente entretida com a política,/ Não tem pachorra para se mascarar./Para se verem por aí bobos,/Com a boca cheia de baboseiras,/Não é preciso esperar pelo carnaval.”). Ou, no mesmo poema, quando se refere com sarcasmo ao carnaval de todos os dias: “ ‘Macau di agora únde têm carnaval?’/Chacha, geniado, ta gurunhá!/‘Querê olá bôbo? Têm pa olá/Tudo ora, na roda di áno,/Maz nunca sã bôbo di carnaval!’ ” ( “ ‘Macau de agora com carnaval?’/Resmungava a Avozinha irritada./‘Querem ver bobos? Podem vê-los/A toda a hora, à roda do ano,/Mas não são esses do carnaval!’”) Para deleite dos cultores do patuá, aqui está um dos mais conhecidos poemas de Adé dedicados ao Carnaval:

pág 20 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

Carnaval di Agora Carnaval já sai di casa, Co tudo su boboriça. Já vêm co calor di braza, Mostrá laia-laia parabiça. Cháqui-cháqui Carnaval, Nhu-nhum qui bom divertí: Olá nhónha na quintal, Sai mám azinha chubí. Nôs sentí qui nom têm chiste, Seléa mau carnaval; Quim más bôbo quim más triste, Quim murúm como pardal! Hoze em dia Carnaval Nom têm sabôr nim amôr: Ramendá áde sim sal, Co chiquía di apô.

Unga dia Títi Bita, Pegá na quánto sobrinha, Botá dominó di chita, Usá bôbo azinha-azinha. Trêz galo-dôdo brejéro, Corê trás di bôbo fémea. Ilôtro fugí ligéro, Gritá “nôs nunca sã fémea”! Quánto más nhónha corê, Más acunga trêz seguí Bôbo sua perna tremê, Chomá Bita decidí. Tremê como vára-vérde, Bita pegá saia erguí Empê perto di parêde, Fingí ta fazê sisí. Galo-dôdo ficá triste, Virá costa sai di ali Já sentí que non têm chiste, Pegá nhu-nhum pa bulí. Nunca sã inventaçám, Estunga estória di bôbo. Gente antigo sã pimpám, Sã capaz bulí co bôbo. Bôbo-bôbo di agora, Nuncassá cubrí su rôsto; Máscra têm, cada unga ora, Cadacê com unga gôsto. Têm bôbo feo, têm chistoso, Na Carnaval di agora. Quim sã bicho venenoso, Quim sã diabo tudo ora. Neste poema, Adé descreve cenas cómicas das festas carnavalescas, goza com o ridículo de certas situações picarescas, critica os verdadeiros bobos do seu tempo (“Bôbo-bôbo di agora,/Nuncassá cubri su rôsto”) e confirma que “Hoze em dia Carnaval/Nom têm sabôr nim amôr” (“Hoje em dia, o Carnaval/Não tem sabor nem amor”). São, de facto, outros os tempos e outros, bem diferentes, os hábitos e as vontades duma comunidade que se dispersou pelo mundo, levando consigo e revivendo, longe da terra amada, as suas mais genuínas tradições. No próximo artigo, vamos ver o poema “Olá Bôbo”, que todos os macaenses conhecem bem e muitos já cantaram. Esses versos constituem a letra de uma canção que a Tuna Macaense interpreta nas suas regulares actuações públicas. *Presidente do Instituto Internacional de Macau. Escreve às 2.as feiras.


(...) “Só seremos de facto independentes, amanhã como ontem, se nos relacionarmos em rede no mundo global. A curto prazo, apostar nesta Europa de olhos fechados poderia ser trágico.”) - João Marcelino

opinião

tribuna

“Por cá, a entranhadíssima tradição carnavalesca não tem data marcada nem autoridade que a perturbe. Carnaval é sempre que um português quiser, e o português quer sempre.” - Alberto Gonçalves

João Marcelino*

Portugal visto da Alemanha 1

. Aquilo que a União Europeia mais precisa neste momento de crise é de solidariedade e espírito europeu. O caminho do federalismo parece ser a via que resta para aglutinar este mosaico de culturas e nacionalismos, financeiramente falido a Sul, que nunca olhou devidamente para a imigração e para as suas consequências, nomeadamente ao nível das crenças religiosas, e que se debate com um modelo de assistência social tão extraordinário quanto parece ser cada vez mais inviável. A Europa, no seu todo, para além da pujança económica alemã e das contas em dia dos povos cumpridores do Norte, está a beira do colapso, pressionada pelo crescimento das economias que não respeitam direitos, que não são amigas do am-

biente e que não tratam por igual todos os seus cidadãos. As vantagens decorrentes desta original forma de dirigir países em pleno século XXI está por detrás de muito investimento internacional e da compra de colossais quantidades de dívida soberana. A quem não gasta na promoção da igualdade, na justa retribuição do trabalho, no controlo da qualidade ou na garantia de direitos considerados fundamentais a Ocidente é natural que sobre dinheiro para compras.

2

. A União Europeia, colocada perante esta nova realidade, deveria cerrar fileiras e estimular a coesão interna. E em vez disso, no entanto, como um doente terminal que parece não ter cura, é capaz de momentos tão incoerentes como os protagonizados

tribuna

pelas declarações de Angela Merkel, sobre a Madeira ou de Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu, sobre os negócios de Portugal com Angola. Estas duas inadmissíveis tiradas alemãs funcionam como exemplar prova de falta de respeito da grande economia por um país pequeno e necessitado. Parecem carregar um complexo de superioridade inadmissível, perigoso e do qual podemos desconfiar, que de todo é prejudicial a uma União plena, sem temores nacionais. É neste momentos que fica claro que Portugal pode e deve ter uma estratégia própria, para além da aposta no projecto europeu. Deve estreitar os laços económicos com o mundo de língua portuguesa - com Angola, pois claro! -, e com

todas as economias emergentes, sem nunca esquecer que os nossos maiores aliados sempre estiveram do outro lado do Atlântico - e, por cá, nas ilhas britânicas. Não há rectificações e pedidos de desculpa que nos devam fazer esquecer aquilo que importa lembrar: só seremos de facto independentes, amanhã como ontem, se nos relacionarmos em rede no mundo global. A curto prazo, apostar nesta Europa de olhos fechados poderia ser trágico. Um país deve ter sempre um plano B. Devemos agradecer a Angela Merkel e ao sr. Schulz por no-lo recordarem neste momento de aflição. *Director do Diário de Notícis JTM/DN

Alberto Gonçalves*

Uma folia infinita C

e simplesmente não pode, não sabe ou não quer fazer nenhum. Se saída da boca de Manuela Ferreira Leite, por exemplo, a insinuação semearia quatro ou cinco dias de fúria colectiva, incluindo acusações de que a senhora chamou os cidadãos de incapazes e apelou ao desemprego em massa da maioria deles. Assinado sobretudo por autodesignados amigos dos trabalhadores, o atestado de incompetência passou incólume. O segundo argumento contra o fim da “tolerância” prende-se com o investimento. Ao que consta, inúmeras autarquias já gastaram milhões nos preparativos da festa. Fica-se portanto informado de que, com austeridade ou sem ela, o nosso municipalismo democrático continua a torrar o dinheiro que não possui em pândegas que não deve. Pela enésima vez em geral e por uma vez através de insuspeitas vozes, confirmase que a venerada “proximidade” da administração local diz principalmente respeito aos bolsos dos munícipes. O terceiro argumento contra o fim da “tolerância” prende-se com o turismo. De acordo com uma

tese em voga, a folia atrai visitantes, estimula o comércio e gera receitas. Não duvido, ainda que reste explicar se alguém está convencido de que os visitantes se precipitam do estrangeiro a fim de contemplar os tractores e os travestis de Torres Vedras (ou Torres Novas?) ou se alguém se convenceu de que a eventual troca de uns cobres entre os autóctones eleva o PIB a alturas celestiais. O quarto e último argumento contra o fim da “tolerância” prende-se com a tradição. Certa escola de pensamento defende que, durante dois ou três dias por ano, o país suspende a racionalidade, organiza fantochadas e ri-se de piadas sem graça. Apenas uma pergunta: em que é que isso difere daquilo que o país faz nos restantes 362, 363 ou 364 dias? Por cá, a entranhadíssima tradição carnavalesca não tem data marcada nem autoridade que a perturbe. Carnaval é sempre que um português quiser, e o português quer sempre. (...) *Extracto do artigo semanal JTM/DN

Cartoon

omo os sintomas ligeiros que às vezes revelam doenças terminais, a divertida polémica em volta da “tolerância de ponto” no Carnaval traduz realidades muito mais profundas do que a irrelevância do tema permitia supor. A pretexto da crise, o Governo cancelou a “tolerância”. A oposição, nesta matéria uma amálgama vasta e difusa, critica o cancelamento, que aliás ninguém parece disposto a cumprir, mediante quatro fascinantes argumentos. Vamos por partes. O primeiro argumento contra o fim da “tolerância” prende-se com a produtividade. O Governo acha que esta aumenta em função do tempo de trabalho. A oposição acha que não, e que, seja no sector público seja no privado, a quantidade de horas que um trabalhador dedica às suas funções não se repercute no respectivo resultado. Embora, para disfarçar, se atribuam as culpas à “burocracia” estatal ou à “incompetência” dos empresários, a verdade é que uma considerável parcela da esquerda pátria considera, quando lhe dá jeito, que uma considerável parcela dos assalariados pátrios pura

JTM/DN jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 21


REJEITADA REDUÇÃO DA PENA DE CHRIS BROWN. Chris Brown perdeu um recurso que visava atenuar a condenação a cinco anos de liberdade condicional, após ter agredido a então namorada Rihanna em 2009. Um juíz de Los Angeles decidiu ainda que o músico tem que completar os seis meses de serviço comunitário a que foi condenado.

lazer

FÃ VIOLENTO DE MADONNA FUGIU DE HOSPITAL. Robert Dewey Hoskins, de 54 anos, fugiu do hospital psiquiátrico onde se encontrava desde 2006, após ter sido preso por ameaças a Madonna. A policia de Los Angeles alertou que o fugitivo tem “tendências muito violentas”.

Lágrimas no adeus da “Voz” Especificidades Suzana Tôrres

Urgência pediátrica Quem às urgências de pediatria se dirige, por vários e muitos (mas mesmo muitos) breves minutos acredita ter chegado às urgências mortuárias! Um serviço para quem procura uma “morte assistida”.. é só entrar, tirar a senha, esperar e aos poucos, mesmo antes de ser atendido, já se sente a morrer. Era genial, não fosse o caso de ser mero fruto da minha imaginação e de na realidade, o quadro aqui desenhado ser mesmo destinado a crianças! A máxima: “Um espaço acolhedor onde se encontra carinho, atenção e atendimento especializado...” aqui, ficou perdido logo após a palavra “espaço”. Depois deste maravilhoso choque inicial (que se manteve durante toda a estadia), fiquei muito mais aliviada pelo profissionalismo da senhora que exercia a função de segurança e que deliciosamente escarafunchava o nariz em busca de diamantes ou ouro... suponho eu... e se assim foi reformou-se logo a seguir e vive neste momento numa ilha privada! Por esta altura decidi que o melhor seria virar a minha piolha (leia-se filha) para a televisão. Eis que com bastante agrado vejo que tiveram a delicadeza e consideração de colocar num canal dedicado inteiramente às crianças e assim sendo podiam agora seguir a novela chinesa das quatro da tarde que elas tanto amam e fazem birras diárias para a ver... Alguém me belisque por favor!!! A sério.. força.. belisquem-me!!! Isto fez-me pensar (o que não é algo que faça por dá cá aquela palha), talvez seja ali que decorrem as famosas assembleias legislativas!!! Bem... e daí talvez não, mas meramente por falta de lugares sentados... Em Portugal, uma sala destas não dava para metade da família cigana que devidamente acompanha o seu pirralho! Mas daí também não é necessário esse ajuntamento todo, dado que apenas é permitida a entrada de um adulto por criança... não vá o pai se aliar à mãe e fazer uma manifestação... nunca fiando! Sugestões da semana: Sem ser necessário um estudo científico, ou qualquer concurso público, acredito que a custo zero, conseguiriam que designers locais pintassem as paredes das urgências com sonhos e magia, como também que residentes doassem brinquedos para as entreter! Numa terra em que os adultos enfiam bonecos em todo e por todo o lado, acredito ser ridículo que estes não existam no verdadeiro sítio onde fazem falta...

Numa altura em que se preparava para a festa dos “Grammy”, o mundo da música reagiu em lágrimas à morte de Whitney Houston, uma das maiores vozes de sempre da “pop” e verdadeira “campeã” de prémios. A organização dos Grammy vai prestar-lhe tributo

A

música está de luto com o desaparecimento de Whitney Houston, que faleceu no sábado aos 48 anos, depois de uma carreira marcada por êxitos memoráveis e interrompida pelo consumo de drogas e álcool. A cantora pop foi encontrada morta num quarto do Hotel Beverly Hills, em Los Angeles. As causas da morte ainda não foram esclarecidas e não se sabe se estão ou não relacionadas com o uso de álcool ou drogas. Músicos, produtores e fãs saudaram a memória e a voz excepcional de Whitney Houston, conhecida como a “Voz” e celebrada como “uma das maiores cantoras pop da nossa época”. Mariah Carey confessou estar com o “coração partido”. “Estou a chorar com a morte chocante da minha amiga, a incomparável Whitney Houston”, escreveu no Twitter. “Perdemos outra lenda”, disse Christina Aguilera, enquanto que Rihanna dizia não ter palavras, “apenas lágrimas”. Entre as inúmeras reacções de pesar, destacou-se ainda Bobby Brown que terá ficado devastado com a notícia da morte da ex-mulher. “Queria dizer que amo Whitney. É a coisa mais difícil do mundo estar no palco hoje”, afirmou, durante um show em Southaven, nos EUA. A morte de Whitney Houston ocorreu na véspera da gala dos Grammy, em que a cantora iria marcar presença e onde poderia mesmo actuar. A organização dos Grammy anunciou que iria incluir na cerimónia de entrega dos galardões uma ho-

menagem à cantora norte-americana. Whitney Houston nasceu a 9 de Agosto de 1963 em Newark, no Estado de Nova Jérsia, era filha da cantora de gospel Cissy Houston, prima da diva da música ‘pop’ dos anos 60 Dionne Warwick e afilhada de Aretha Franklin. Começou a cantar aos 11 anos com o coral júnior de gospel numa igreja de Nova Jérsia e aos 15 anos passou a actuar com a mãe em alguns espaços nocturnos de Nova Iorque até ser descoberta pelo empresário da indústria discográfica Clive Davis e trabalhou ainda como modelo. A cantora gravou o primeiro álbum em 1985 intitulado “Whitney Houston”, que vendeu 14 milhões de cópias e entrou, por isso, no livro de recordes “Guinness” e liderou o ‘top’ de vendas sete vezes consecutivas. Em 25 anos de carreira, vendeu

Schwarzenegger e Stallone juntos no hospital Arnold Schwarzenegger e Sylvester Stallone tiveram um encontro inesperado, pouco depois de ter sido anunciada a participação da dupla no filme “The Tomb”. Os dois actores cruzaramse no hospital, onde estão a recuperar de operações ao ombro, num momento inédito revelado por Schwarzenegger no Twitter: “Vejam quem encontrei por coincidência à espera de entrar para o bloco operatório e ser operado ao ombro. Agora estamos prontos para outra rodada de divertimento e acção nas gravações de ‘The Tomb’”.

Watts no papel de Lady Di A actriz australiana de origem britânica Naomi Watts vai desempenhar o papel da princesa Diana num filme que relatará os últimos dois anos da vida de Lady Di, anunciaram os produtores, acabando com rumores que também apontavam para nomes como Charlize Theron ou Carey Mulligan. Naomi Watts disse ser uma honra interpretar “o papel emblemático” da mulher que era considerada a “princesa do povo”. O filme “Caught in Flight” pretende descrever o período em que a princesa tinha alcançado “uma felicidade pessoal verdadeira” pouco antes de morrer num acidente de viação em 1997 em Paris, aos 36 anos.

pág 22 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

cerca de 140 milhões de álbuns e ganhou seis Grammys, 30 Billboard Awards, 22 American Music Awards e dois Emmys. No cinema, Whitney Houston foi protagonista, com Kevin Costner, do filme “The Bodyguard”, e participou ainda em “Waiting to Exhale”. Em Julho de 1992, casou-se com Bobby Brown, com quem teve uma filha e de quem se divorciou em 2006 depois de o ter acusado de violência doméstica em 1993. A relação desgastou emocionalmente Houston, que depois de meses envolvida em escândalos e rumores assumiu a sua adição à droga. VEJA VÍDEOS DE WHITNEY HOUSTON NO SITE DO JTM

Lady Gaga em Hong Kong Lady Gaga anunciou as datas dos primeiros concertos da sua nova digressão mundial. No dia 27 de Abril, Seul, capital da Coreia do Sul, receberá o espectáculo de abertura de “Born This Way Ball”, tournée que passará depois por Hong Kong (2 de Maio), Tóquio, Singapura e Auckland, antes de chegar à Austrália, onde estão agendados concertos em Brisbane, Sydney, Melbourne e Perth. No total, a digressão mundial vai incluir 110 concertos, cujas datas deverão ser reveladas nos próximos meses.

Beyoncé mostrou a filha pela primeira vez Num site criado para o efeito, Beyoncé e Jay-Z divulgaram as primeiras fotos da filha, Blue Ivy Carter, que nasceu no dia 7 de Janeiro. Nas fotografias agora reveladas pode ver-se Blue Ivy Carter ao colo da mãe e do pai ou a dormir. O casal escreveu ainda uma nota em que agradecem respeito pela privacidade “neste momento bonito” nas suas vidas.


Roteiro

HBO 20:10

2 Fast 2 Furious tdm 13:00 13:30 14:30 15:55 16:45 18:30 19:00 19:30 20:30 21:00 21:00 21:30 22:15 23:00 23:30 02:15 02:45

TDM News - Repetição Jornal das 24H RTPi RTPi Directo Cerimónia de Imposição de Medalhas e Títulos Honoríficos do Ano de 2011 RTPi Directo Que Loucura de Família TDM Talk-Show (Repetição) Amanhecer Telejornal Teledisco Ásia Global Donas de Casa Desesperadas Passione TDM News O Encantador de Cavalos Telejornal - Repetição RTPi Directo

30 ESPN 14:00 15:00 17:30 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 22:30 23:00 23:30

Beach Soccer Worldwide Mexico vs. France Los Angeles 1984 Pac 12 Men’s Basketball Washington vs. Oregon State (LIVE) Sportscenter Asia 2012 Monday Night Verdict Winter Heroes Beach Soccer Worldwide México vs. France Sportscenter Asia 2012 Monday Night Verdict Winter Heroes Beach Soccer Worldwide México vs. France

22:30 When The Games Begin 23:00 HSBC Sevens World Series 2011/12

40 FOX movies 11:30 13:45 15:25 17:05 18:35 20:30 22:50 00:50

Wall Street: Money Never Sleeps Up The Season Of The Witch Michael Forever Michael Jackson’S This Is It Awards Fever The Sorcerer’S Apprentice Father Of The Bride Part Ii

41 HBO 12:00 14:00 15:30 17:00 18:35 20:10 22:00 00:10

How Do You Know? Raising Waylon Babe Babe: Pig In The City The Breakfast Club 2 Fast 2 Furious Norma Jean & Marilyn The Shawshank Redemption

42 Cinemax 12:00 14:00 16:00 17:50 20:20 22:00 23:30

The Saint Tomorrow Never Dies Sebastian Ace High Hercules And The Circle Of Fire Halloween: H20 Innocent Blood

43 MGM

12:15 Tune in Tomorrow 14:00 Maxie 15:45 The Witches 17:30 The House on Carroll Street 19:15 Dead of Winter 31 Star Sports 21:00 Carbon Copy 14:00 FIG World Cup Artistic 17:30 Velux 5 Oceans Race 2010/11 22:45 Convicts 00:15 Movers & Shakers 18:30 Game 19:00 Asean Basketball League 50 Discovery Bangkok Cobras 13:00 Extreme Forensics vs. Indonesia Warriors 14:00 The History Of Singapore 21:00 Motorsports@Petronas 2011 15:00 Bionic Builders 21:30 (LIVE) Score Tonight 2012 22:00 Great Eastern Yeo’s S-League 16:00 Treasure Quest

17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

Deadliest Catch How It’s Made How Do They Do It? Dirty Jobs Solving history with Olly Steeds Swamp Loggers Man Vs. Wild Deadliest Catch Swamp Loggers

51 NGC 12:30 13:25 14:20 15:15 16:10 17:05 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

What Would Happen If Somewhere In China Caught Barehanded Sea Patrol Bomb Hunters: Afghanistan Fish Warrior What Would Happen If Ancient Secrets Lonely Planet Warrior Graveyard Iraq’s Kill Zone Don’t Tell My Mother Drugs Inc

54 History 13:00 14:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 23:00

Modern Marvels WWII Lost Films Hidden Cities Ancients Behaving Badly Modern Marvels The Universe Ice Road Truckers Pawn Stars The Pickers

55 Biography Channel 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 22:00 23:00 00:00

I Survived Fleetwood Mac Green Day Private Sessions Storage Wars Airline USA I Survived Storage Wars Jennifer Aniston I Survived Hoarders

62 axn 13:05 14:00 14:55 15:50 16:40 17:30 18:20 19:15 20:10 21:05 22:00 23:50 00:45

The Amazing Race Wipeout The Kitchen Musical Leverage The Amazing Race Masters Of Illusion Wipeout Caught On Camera Top Chef Csi: Crime Scene Investigation The Voice The Amazing Race Top Chef

63 Star World 12:10 13:05 14:00 14:55 15:25 17:10 18:05 19:00 19:30 20:00 21:50 00:35

Royal Pains American Idol Glee Accidentally On Purpose Desperate Housewives The Bachelorette Hell’s Kitchen How I Met Your Mother Accidentally On Purpose Best of How I Met Your Mother The 54th Annual Grammy® Awards Best of How I Met Your Mother

CINEMAX 22:00

28822866

Halloween: H2O

www.macaucabletv.com

cinema

CINETEATRO S1 Contraband

14:30 • 16:30 • 19:30 • 21:30

S2 Chronicle

14:30 • 16:00 • 17:45 • 21:30

TORRE DE MACAU

Chronicle 14:30 • 16:00 • 19:30 • 21:30

GALAXY theater 9 (8*)

Contraband 15:15* • 17:45 • 22:30

theater 6 (9*)

War Horse 13:25* • 18:05 • 19:50*

theater 6 (7*)

Star Wars: The Phantom Menance 3D 13:50 • 19:30* • 22:05*

theater 8 (6*, 7**)

The Lady 15:20** • 17:20 • 19:50 • 22:25*

theater GRAND THEATER Romancing in Thin Air 13:10 • 15:15 • 19:30 • 21:45 • 00:05

theater DIRECTORS CLUB 3 The Viral Factor 13:25 • 15:50 • 20:10

theater DIRECTORS CLUB 3 Journey 2: The Mysterious Island 3D 18:10 • 22:30

theater 8 J. Edgar 12:40 • 22:20

theater 7 (9*e 6**) Chronicle 13:40 • 16:05* • 17:50 • 20:45**

theater DIRECTORS CLUB 2 3d Sex & Zen: Exteme Ecstasy 00:10

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000

82 RTPi 15:00 15:35 16:05 16:31 17:00 17:59 18:53 19:45 20:16 21:00 22:16 23:14 23:41 02:00

Telejornal Madeira Gostos E Sabores Magazine Eua Contacto Um Dia No Museu Bom Dia Portugal O Elo Mais Fraco Resistirei Best Of Portugal Pai À Força Jornal Da Tarde O Preço Certo Magazine Eua Contacto Portugal No Coração Portugal Em Directo

A programação é da responsabilidade das estações emissoras

Clube Militar de Macau

Telefones Úteis Número de Socorro 999 Bombeiros 28 572 222 PJ (Linha aberta) 993 PJ (Piquete) 28 557 775 PSP 28 573 333 Serviços de Alfândega 28 559 944 Centro Hospitalar Conde S. Januário 28 313 731 Hospital Kiang Wu 28 371 333 CCAC 28 326 300 IACM 28 387 333 DST 28 882 184 Aeroporto 88 982 873/74 Táxi (Amarelo) 28 519 519 Táxi (Preto) 28 939 939 Água - Avarias 28 990 992 Telecomunicações - Avarias 28 220 088 Electricidade - Avarias 28 339 922 Directel 28 517 520 Rádio Macau 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 63018939 fax: 28715732 //63018939 Telefone: fax: 28703224

jornal tribuna de macau segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 pág 23


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

última

tempo

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 14 C 200C 0

16 C 210C 0

câmbios - indicativos

fonte: bnu

Pataca Compra US Dólar 7.94 EURO 10.54 yuan (rpc) 1.214

Venda 8.04 10.67 1.282

ELEIÇÕES INDIRECTAS NA ALDEIA DE WUKAN

en passant José Rocha Dinis

Ajudaria Deixei passar em claro a afirmação de dois amigos, sobre a decisão de um comité meio “ad-hoc” em Zhuhai nas vésperas de Dezembro de 1999, em acabar com a “experiência municipalista” no que agora é designado como Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais. A verdade é que, na altura, eu fui dos que mais critiquei a medida, única e exclusivamente por entender que vinha contra a evolução do próprio sistema politico de Macau. Ora como se nota na República Popular da China, a experiência eleitoral nas estruturas do poder local é um primeiro passo. Abre uma “janela” controlada, às aspirações da parte da população mais sensível às questões do exercício do poder. Contribui assim para a harmonia e estabilidade da sociedade. Na RAEM, onde há muitos anos há eleições livres por sufrágio universal, para parte dos deputados à Assembleia Legislativa, a existência de eleições no poder local ainda faz sentido. Ajudaria à pedagogia da democracia e ao “treino” de uma nova geração de gente interessada na coisa pública.

Milhares de moradores de Wukan, na cidade de Shanwei, na província de Guangdong votaram sábado para escolher mais de 100 elementos que, depois irão nomear candidatos para um Comité da Aldeia de sete membros a serem eleitos Março, revelou ontem a France Press. O movimento seguiu-se a mais de uma semana de protestos em Dezembro passado, sobre a propriedade de terras. O governo da província acabou por capitular e entre as concessões registou-se a liberdade de escolha dos seus representantes, o que nunca tinha acontecido. “Todos os moradores têm o direito de votar os representantes da aldeia para o comité” disse à AFP, Yang Yinqiao, que ajuda a supervisionar o processo. As mudança foram imediatas e feitas pelo próprio Partido. Um dos líderes revoltosos de Dezembro, Lin Zuluan, foi nomeado pelo PCC como chefe da aldeia, substituindo o empresário que havia sido líder de Wukan durante 42 anos e que foi acusado de roubar terras da aldeia e vendê-las aos empreendedores imobiliários. A ira dos aldeões transbordou por o líder da comunidade Xue Jinbo após anos de queixas, ter morrido sob custódia da polícia devido a uma alegada agressão. A filha do falecido Xue Jinbo foi eleita como um dos representantes da aldeia. A China dá grande ênfase à necessidade de estabilidade e harmonia social, e analistas dizem que a preocupação fundamental é ser visto como capaz de gerir conflitos.

Sheldon ADELSON FAZ EXIGÊNCIAS PARA CRIAR “EURO VEGAS” EM ESPANHA

HOTÉIS DE NOVA IORQUE VÃO TER ALARMES PARA FUNCIONÁRIOS

O patrão da Las Vegas Sands quer expandir o seu império em Espanha. Apesar de ainda não ter sido definido um local para a construção da “Euro Vegas”, Sheldon Adelson estará a exigir a permissão de entrada de menores no futuro casino e facilidades na contratação de mão de obra. O investimento deverá rondar 18 mil milhões de dólares e em Espanha as opiniões dividem-se, mas há quem acredite que o Governo irá ceder à tentação face à crise no país. Depois dos investimentos em Las Vegas, Macau e Singapura, Adelson quer agora expandir os seus negócios para Espanha e os responsáveis do grupo americano mostram-se confiantes nos benefícios do projecto para o país europeu. “Acreditamos que um complexo na Espanha, com espaço para congressos e reuniões, teatros, shopping e outros entretenimentos, irá atrair pessoas de toda a Europa e gerar um crescimento significativo no Turismo, além de criar oportunidades de trabalho”, disse ao “Globo” o vice-presidente de comunicações da Las Vegas Sands, Ron Reese, acrescentando que por exemplo em Singapura, o grupo está ajudar a bater recordes já que o número de turistas na Cidade-Estado subiu 13%. O novo complexo na Espanha, apelidado de “Euro Vegas”, prevê 12 resorts para 36 mil hóspedes, seis casinos com 18 mil máquinas, nove teatros, três campos de golfe e um palco com capacidade para 15 mil pessoas.

A maioria dos hotéis de Nova Iorque, nos EUA, vai oferecer aos seus funcionários alarmes de pânico para estes accionarem caso sejam atacados, informou a Sky News. A medida começou a ser preparada após o escândalo que envolveu o ex-director do FMI, Dominique StraussKahn, acusado de tentativa de violação de uma empregada de hotel em Nova Iorque. O democrata Rory Lancman, que impulsionou a medida, garante que o equipamento, que será totalmente divulgado no prazo de um ano, é uma maneira “simples” de manter os funcionários dos hotéis seguros.

TUBARÃO-BALEIA “EXPOSTO” em CIDADE paquistanesa

DEL PIERO “DESPERTOU” MENINA EM ESTADO DE COMA

Uma cidade costeira do Paquistão teve um tubarão-baleia como principal atracção. O arrojo partiu de Khan, um pescador que terá pago cerca de 1600 euros para comprar um espécime que foi encontrado morto no Mar Arábico. Com o gigante animal já na sua posse, optou por cobrar 20 cêntimos a cada pessoa que o quisesse ver e tocar no porto de Karachi. Famílias e amigos foram-se sucedendo nas filas de espera para tocar ou tirar fotografias com o animal, mas a polícia local não gostou da atitude de Khan. O pescador defendeu-se dizendo que cobrava a cada pessoa de modo a “reaver o investimento”. Certo é que o frenesim em torno do animal não esmoreceu, e algumas pessoas revelaram-se mesmo estupefactas com os indivíduos que subiram para cima do tubarão-baleia. Algo que motivou algum descontentamento: “Isto é um verdadeiro desrespeito pelos animais”, disse um dos presentes.

Alessandro Del Piero provou que também faz “milagres” fora dos relvados. Tudo se passou no hospital de Crotone, onde uma menina foi “tocada” pela voz do jogador da Juventus e despertou de um estado de coma que durava há 15 dias. Giada, de 12 anos, teve um colapso ao ver um jogo da Juventus e o pai pensou que a cura poderia estar na “doença”, pelo que decidiu escrever a Del Piero. O ídolo de Giada comoveu-se com o caso e gravou um vídeo com uma mensagem a desejar as melhoras: “Olá Giada, sou Alessandro Del Piero. Espero que recuperes o mais rápido possível e que me venhas a conhecer e ver os meus jogos”. Segundo o pai, “naquela noite aconteceu algo de muito particular e Giada mexeu uma mão e algumas horas depois chamou pela mãe”. Um dia após ter ouvido a voz de Del Piero a menina já pedia “gelado de baunilha e stracciatella”. Giada já teve alta.

pág 24 segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 jornal tribuna de macau

JUIZ OBRIGA MARIDO VIOLENTO A COMPRAR FLORES À MULHER Um juiz da Florida, nos EUA, condenou um homem acusado de violência doméstica a comprar flores à esposa e levá-la a jantar fora. Joseph Bray, 47 anos, esqueceu-se do aniversário da mulher, gerando-se então uma discussão entre o casal, que acabou com o marido a empurrar a esposa, levantar-lhe o braço e agarrar-lhe o pescoço. O caso foi parar aos tribunais e o juiz John Hurley optou por uma tentativa de reconciliação. Após perguntar à mulher o que gostava de fazer com o marido, sentenciou: “Ele vai sair da prisão às 15h00, vai parar em algum lado e vai comprar-lhe flores. Depois vai a casa buscar a sua esposa, vai vestir-se e levá-la ao restaurante. E, depois, vocês vão jogar bowling”.

fecho desta edição jtm - 00:45horas


JTM 13-02-2012