Page 1

澳 門 論 壇 日 報

10 Patacas

Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 3944 | quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

VICE-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DAS PME’S ACUSA GOVERNO DE FALTA DE VISÃO

Nem quotas nem salário mínimo Para o vice-presidente da Associação de Pequenas e Médias Empresas, o salário mínimo não faz qualquer sentido em Macau. Em entrevista ao JTM, Daniel Iong acusa ainda o Governo de não ter previsto o desenvolvimento das PME’s, deixando as empresas numa situação

“difícil”, devido sobretudo à falta de mão-de-obra, Reclama, por isso, contra o sistema de quotas e defende a liberalização do recrutamento de trabalhadores não residentes. Até porque, avisa, “2012 vai ser um ano mais difícil para as PME’s em Macau”. Pág 3

SEIS MONUMENTOS VÃO SOFRER TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO

BNU ajuda Tung Sin Tong a criar centro para crianças Pág 2

Obras no Centro Histórico para travar degradação Pág 5

Turismo vai ter plano de desenvolvimento Pág 4

RAEM perde utilizadores no Facebook Pág 7

Apelos em Taiwan para desistência de James Soong Pág 13

Durão Barroso e Chui Sai On discutiram laços comerciais última

Alemanha deverá entrar em recessão económica

FIFA e Interpol atacam corrupção no futebol

Apesar do aumento do consumo privado, a Alemanha deverá entrar em recessão nos dois primeiros trimestres deste ano, sobretudo devido à incerteza quanto à evolução da crise da dívida e à austeridade em vários países da zona euro, segundo um relatório do Deutsche Bank. Os progressos que se esperam no combate à crise europeia já no segundo semestre poderão “reanimar ligeiramente” a economia alemã, sobretudo o comércio externo, indica também o relatório. A indústria já anunciou uma quebra na sua carteira de encomendas de 7,8%, em Novembro. A má evolução económica reflectir-se-á também sobre o mercado de trabalho, sem que se verifique uma forte subida do desemprego, anunciou também o Deutsche Bank, que espera um aumento da respectiva quota média em 2012 para 7,25%, contra os 7,1% registados no ano passado.

A FIFA anunciou várias medidas para combater os resultados combinados, incluindo a cooperação com a Interpol e um programa de protecção de informadores. “O futebol enfrenta actualmente problemas com resultados combinados, cujos efeitos se sentem ao nível do futebol nacional, regional e internacional”, referiu a instituição. “A maior ameaça hoje em dia vem dos criminosos internacionais, que conspiram e, às vezes, são bem sucedidos a manipular jogos internacionais”, acrescenta. A polícia internacional, Interpol e as forças da ordem nacionais vão ser chamadas a ajudar a parar o flagelo dos resultados combinados. Este ano a organização prevê enviar investigadores para a Ásia, Américas e Médio Oriente. A FIFA também quer uma amnistia para proteger as fontes que forneçam informações sobre resultados combinados.


(...) “Este tipo de apoio é necessário, porque mesmo as economias mais desenvolvidas, como é o caso de Macau, têm franjas da população que devem ser apoiadas, e esse apoio deve ser e esse apoio deve ser realizados por todos - Governo e sociedade civil, na qual o BUN se insere” (...) - Pedro Cardoso, presidente da Comissão Executiva do BNU Macau

local

(...) “As pessoas confiam na qualidade dos nossos serviços. Temos conseguido angariar fundos necessários, todos os anos, que permitem manter a nossa operação” (...) - Chui Sai Peng, vice-presidente da Tung Sin Tong

TUNG SIN TONG RECEBEU UM MILHÃO DE PATACAS DA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA

BNU ajuda a erguer centro para crianças O BNU Macau entregou um cheque de um milhão de patacas à Associação de Beneficência Tung Sin Tong. A verba ajudará a associação na construção de um centro de dia para crianças que deverá ficar concluído ainda este ano. Pedro Cardoso, presidente da Comissão Executiva do BNU, realça que a instituição bancária apoia projectos com relevância para a comunidade local fátima almeida

A

Associação de Beneficência Tung Sin Tong conta com mais uma ferramenta para ajudar as camadas desfavorecidas. Chui Sai Peng, em representação da organização, recebeu ontem um cheque de um milhão de patacas das mãos do presidente da Comissão Executiva do BNU Macau, Pedro Cardoso. O responsável pela instituição bancária realçou a importância das acções de solidariedade, mesmo numa economia que respira de alívios. “Este tipo de apoio é necessário, porque mesmo as economias mais desenvolvidas, como é o caso de Macau, têm franjas da população que devem ser apoiadas, e esse apoio deve ser realizados por todos - Governo e sociedade civil, na qual o BUN se insere”, frisou Pedro Cardoso, escusando-se a comentar qualquer assunto que não estivesse relacionado com a doação. A ligação solidária do BNU Macau com a Tung Sin Tong começou em 1999, com a criação de um cartão de afinidade, que permite que um por cento das transacções efectuadas com esse cartão

de crédito revertam para a associação. “O conjunto de vendas realizadas ao utilizar este cartão de crédito ascendeu a cerca de cem milhões de patacas [em 2011], por isso atribuímos à Tung Sin Tong, um milhão de patacas que se destinará a ser utilizado integralmente no apoio que esta organização já realiza com os mais desfavorecidos”, explicou o responsável do BNU, acrescentando que no total já foram entregues à associação 4,5 milhões de patacas. A verba angariada já tem destino, uma vez que a Tung Sin Tong está a

construir, na Areia Preta, um edifício em que funcionará um centro de dia para crianças, da pré-primária, e no qual também serão prestados serviços aos idosos. Apesar do número de crianças que este espaço vai receber ainda não estar definido, Chui Sai Peng, vicepresidente da associação, referiu que espera ver o projecto “terminado ainda este ano”. “Estamos a falar com o Instituto de Acção Social para definir o número final de crianças que poderemos receber”, explicou. Chui Sai Peng disse ainda que a

sociedade tem contribuído para que a Tung Sin Tong, que presta ajuda aos favorecidos, como assistência e medicamentos gratuitos, consiga continuar a desenvolver os seus trabalhos no campo social. “As pessoas confiam na qualidade dos nossos serviços. Temos conseguido angariar fundos necessários, todos os anos, que permitem manter a nossa operação”, mencionou o também deputado, ao acrescentar que o projecto que está a ser desenvolvido na Areia Preta é apenas um dos “aspectos do trabalho”. Só nos serviços disponibilizados no âmbito da saúde a associação recebe mais de 750 pessoas diariamente. A instituição, que se dedica a ajudar os mais desfavorecidos desde a sua fundação em 1852, apoia ainda cerca de 12.000 crianças, sendo que entre 400 a 500 estão em idade escolar. A Tung Sin Tong é apenas uma das associações que o BNU Macau apoia. Segundo Pedro Cardoso, que foi nomeado em Agosto para o cargo de presidente da Comissão Executiva do BNU Macau, o banco está aberto a apoiar instituições cujos projectos sejam importantes para comunidade. “Temos um plano de apoio à comunidade que foi estabelecido há muito tempo. Este plano traduzse no apoio a todas as iniciativas que se enquadrem dentro de um apoio consistente e assumido à comunidade em Macau”, reiterou. No âmbito do 12º aniversário da RAEM, o BNU Macau vai receber uma medalha de Mérito Industrial e Comercial, mas Pedro Cardoso preferiu não comentar a distinção atribuída pelo Governo. Para já, o responsável adiantou que deverá ser inaugurada, em data por definir, uma exposição sobre os 110 anos do BNU Macau, um marco que se assinalará em Setembro.

Empréstimos sobem mais que depósitos Os empréstimos internos ao sector privado e ao exterior aumentaram mais de 30 por cento em Novembro último, face ao mesmo período de 2010, superando o crescimento verificado nos depósitos

O

montante dos empréstimos concedidos pelas instituições bancárias de Macau ao sector privado ascendeu a 164,6 mil milhões de patacas no final de Novembro, o que representa um acréscimo de 32,4% relativamente ao mesmo mês de 2010. Relativamente a Outubro registou-se, porém, uma ligeira descida (0,3%). De acordo com dados ontem divulgados pela Autoridade Monetária de Macau (AMCM), os empréstimos à privada denominados em patacas (42,4 mil milhões de patacas) representaram 25,8% do total, contra 66,7% dos concedidos em dólares de Hong Kong (109,8 mil milhões). Por sua vez, os empréstimos ao exterior atingiram 151,9 mil milhões de patacas, valor que traduz aumentos de 33,1 e 2,4%, respectivamente, face a Novembro de 2010 e a Outubro de 2011. Nos empréstimos ao exterior, o dólar de Hong Kong assumiu um “peso” de 34,2%, contra apenas 0,7% da pataca.

Em crescimento, mas menos expressivo, estão também os depósitos. Segundo a AMCM, o total dos depósitos da actividade bancária subiu 2% para 416,1 mil milhões de patacas comparativamente ao mês anterior. A proporção da pataca e do dólar de Hong Kong nos depósitos situouse em 21,2 e 46,4%, respectivamente. As estatísticas oficiais indicam ainda que os depósitos de residentes totalizavam 295,8 mil milhões de patacas no final de Novembro, o que equivale a uma subida anual de 25,9% e um acréscimo de 3,3% em termos mensais. Os depósitos em patacas e dólares de Hong Kong avançaram 3,8 e 8,5% face a Outubro, mas os efectuados noutras moedas recuaram 9,1%. Por outro lado, os depósitos de não residentes diminuíram 2,1% face a Outubro, atingindo 94,2 mil milhões de patacas, mas cresceram 21,1% no intervalo de um ano. Já os depósitos do sector público nos bancos de Macau aumentaram 2,1 e 27,7% para 26,1 mil milhões de patacas, respectivamente, em comparação com o mês anterior e o período homólogo de 2010. No mês em análise, os acréscimos de 0,9% na circulação monetária e de 6,7% nos depósitos à ordem contribuíram para uma subida mensal de 5,8% no agregado monetário M1 - inclui numerário, contas a curto prazo e outros

activos líquidos. O aumento de 2,9% das responsabilidades quase monetárias motivou, por sua vez, um aumento de 3,3% para 301,7 mil milhões de patacas do agregado monetário M2 - engloba o M1 mais os depósitos de poupança e títulos emitidos pelas instituições financeiras.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Paulo Barbosa e Viviana Chan • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, José Simões Morais, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau


242 REGISTOS DE ACOLHIMENTO EM ABRIGO. Entre os dias 3 e 9, o Centro de Abrigo de Inverno do Instituto de Acção Social contabilizou 242 registos de acolhimento. Dada a subida gradual da temperatura, o Centro localizado na Ilha Verde voltou ontem a encerrar portas.

local

39 MIL VACINAS AINDA EM “STOCK”. Os Serviços de Saúde foram notificados de mais dois casos de infecção colectiva de gripe em estabelecimentos de ensino, envolvendo um total de 41 alunos. Segundo o organismo, até segunda-feira, 67.000 pessoas receberam gratuitamente a vacina contra a gripe, mas o “stock” disponível ainda ascende a 39 mil unidades.

DIZ O VICE-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS, DANIEL IONG

PME’s contra salário mínimo e quotas O Governo é acusado de não ter previsto a dificuldade das pequenas e médias empresas há cinco anos. Para a associação daquele tecido empresarial, Macau não precisa de um salário mínimo e o maior problema é a quota que impõe um limite de contratação de trabalhadores não residentes. E para 2012 são anunciadas dificuldades viviana chan

S

em papas na língua, o vice-presidente da Associação de Pequenas e Médias Empresas de Macau, Daniel Iong, diz que o salário mínimo não faz qualquer sentido e que o principal problema que as pequenas e médias empresas (PME’s) sentem neste momento é a falta de mão-de-obra. Reclama, por isso, contra as quotas que impõem barreiras aos trabalhadores não residentes. Em entrevista ao JTM, Daniel Iong acusou ainda o Governo de ter falhado nas previsões de desenvolvimento das PME’s, quando há cinco anos se deviam ter feito planos “para não se deixarem as empresas cair numa situação tão difícil agora”. Não faz sentido a existência de um salário mínimo na RAEM, segundo este empresário, não só por causa das dificuldades que diz que as PME’s sentem, mas também porque acredita que “Ma-

Daniel Iong, responsável de uma fábrica de roupa, sugere criação de fundo de apoio às PME’s

cau vai seguir, ao nível dos salários, Hong Kong”. Além disso, “já sem salário mínimo, o mercado de Macau não tem deixado de elevar os ordenados dos trabalhadores”. Por outro lado, faz todo o sentido, na óptica deste empresário responsável por uma fábrica de roupa, a liberalização do recrutamento de trabalhadores não residentes, pois “a falta de mão-deobra é um dos maiores obstáculos na continuação das PME’s no território”. O regime de quotas acaba por estrangular as empresas mais pequenas, que se vêm obrigadas a recrutar trabalhadores residentes mesmo que não o queiram. E fala de um fenómeno fora de normal: trabalhadores que ganham mais do que merecem porque “por exemplo, as pessoas que limpam cozinhas passam a cozinhar por fuga dos verdadeiros cozinheiros”. Desta forma, as PME’s perdem a qualidade dos serviços, denuncia. Por existirem quotas, “os residentes sentem-se superiores aos não residentes”. “Os residentes até pensam que uma armadura os protege”, realçou. A liberalização da contratação dos trabalhadores não residentes em toda a dimensão, quer com competências técnicas, quer não, é do interesse deste representante das PME’s. A razão prende-se à população activa de Macau, “de apenas” 300 mil pessoas, o que “não chega para satisfazer a procura do mercado”. Questionado sobre o impacto que estas medidas poderiam ter sobre os trabalhadores residentes mais vulneráveis, Daniel Iong disse acreditar que, no longo

prazo, a abertura do mercado acaba por beneficiar todos. 2012 VAI SER UM ANO “DURO, PERSPECTIVA. “O ano de 2012 vai ser um ano mais difícil para as PME’s em Macau”, na análise do empresário, que aponta para “a abertura de mais um resort no COTAI, já no primeiro semestre, que vai levar, sem dúvida, a uma fuga dos trabalhadores das PME’s”. É o que descreve como uma concorrência “viciosa”, que deixa o mercado da região com “um desequilíbrio estrutural”. Depois, após o Ano Novo Chinês, Daniel Iong prevê uma subida salarial, situação da qual as PME’s sairão “uma vez mais prejudicadas, porque são obrigadas a subir os salários”. Ainda assim, acredita que as PME’s com marcas são capazes sobreviver, mas, pelo contrário as outras, sem valor acrescentado, como restaurantes e pequenas lojas, podem vir a conhecer a falência. SUGERIDO FUNDO DE APOIO ÀS PME’S. Quando se pergunta por uma solução, primeiro Daniel Iong atira as culpas para cima do Governo, por ter atrasado uma solução que permitisse salvar a situação agora. “Este planeamento das PME’s em Macau devia ter sido feito pelo Governo há cinco anos mas agora é tarde de mais”. Neste momento, o pouco que o Governo pode fazer é “distribuir mais subsídios”, mas que só vêm “suavizar os problemas”. Ou então constituir “um fundo reservado para apoiar as PME’s” para, por exemplo, ajudar nas exportações ou no pagamento de salários.

ASSOCIAÇÃO ASSINALOU ANO NOVO LUNAR COM JANTAR

APOMAC quer expandir instalações Francisco Manhão pediu ontem que sejam concedidos à APOMAC dois andares nos pisos superiores do imóvel onde funciona a associação. Outra reivindicação passa pelo aumento da pensão de idosos para três mil patacas paulo barbosa

C

entenas de associados da Associação dos Aposentados, Reformados e Pensionistas de Macau (APOMAC) compareceram ontem no jantar de celebração do Ano Novo Lunar. No breve discurso que proferiu, o presidente da associação, Francisco Manhão, pediu ao Governo que seja ampliado o espaço físico da associação, incluindo mais dois andares do imóvel onde está instalada a sede, próximo do Jardim da Flora. “Inicialmente julgávamos que o espaço [da sede da APOMAC] era grande e dava para a ocupação dos nossos associados. Mas o número de associados foi aumentando de ano para ano e verificamos que o espaço é pequeno. Por isso, pedimos ao Governo para, dentro das possibilidades, nos conceder também os dois pisos superiores”, explicou Manhão. Um dos pisos em causa está ocupado pela Divisão Farmacêutica dos Serviços de Saúde, mas o dirigente associativo diz ter recebido “um sinal de que não haveria qualquer problema na cedência do espaço”, o que implicará a recolocação da divisão farmacêutica. “Ficamos à espera, mas desejaríamos que isto se concretizasse no Ano do Dragão.” No seu discurso, Francisco Manhão avançou com outro pedido dirigido ao Governo, “em nome dos residentes seniores de Macau”. O presidente da direcção da APOMAC defende que a pensão de idosos deve ser elevada para o valor de três mil patacas mensais. “Penso que é justo. Como sabemos, a moeda chinesa valorizou-se de tal forma que muitos dos nossos sócios não têm capacidade financeira para suportar os actuais encargos. Portanto, apelamos ao Governo para que a pensão de idosos seja actualizada no Ano do Dragão. Penso que seria o melhor “lai si” para a nossa classe”, justificou, em declarações ao JTM.

APOMAC juntou associados para celebrar Ano Novo Lunar jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 03


(...) “Defendo que devem ser mantidas as duas entradas [marítimas] em Macau, mantendo uma entrada na península e outra no COTAI. Mas deve ser mais diversificado. Com o aumento de capacidade, penso que vamos conseguir” (...) - João Costa Antunes

local

(...) “Não há muitas cidades do mundo que se podem gabar de, com uma população de pouco mais de meio milhão, terem mais de três milhões de visitantes anuais” (...) - Idem

28 milhões visitaram RAEM em 2011

Turismo vai ter plano de desenvolvimento Os Serviços de Turismo fizeram ontem o balanço de 2011, quando visitaram o território 28 milhões de visitantes, mais 12,2% do que no ano anterior. Em breve será formado um grupo no seio da DST, para planear o desenvolvimento do sector do turismo a curto, médio e longo prazo paulo barbosa

A

criação de um grupo de trabalho interno no seio da Direcção de Serviços de Turismo (DST) já fora anunciada pelo Secretário Cheong U aquando da apresentação das Linhas de Acção Governativa. Ontem, o director daqueles serviços, João Costa Antunes, especificou que o grupo terá como prioridades “o estabelecimento de um plano de desenvolvimento do sector do turismo a nível interno a longo, médio e curto prazo”. “Há questões imediatas, como a acessibilidade a Macau – que é um constrangimento do desenvolvimento do turismo – e o sistema de alguns transportes, onde temos um número relativamente grande de queixas”, declarou, durante a conferência onde foi feito o balanço da situação da indústria turística no ano passado e apresentadas as linhas de desenvolvimento planeadas para 2012. Ainda este ano, e na sequência das conclusões do grupo, a DST planeia lançar um plano de trabalho dividido em três fases, na tentativa de posicionar Macau como “Centro Mundial de Turismo e Lazer”. Os dados dos Serviços de Turismo indicam que a RAEM recebeu 28 milhões de visitantes no ano passado, um aumento de 12,2 por cento face a 2010. O aumento do número de turistas surge em sintonia com a tendência que se tem verificado nos últimos três anos. Em 2010, cerca de 25 milhões visitaram a região, o que correspondeu a um aumento de 15% em relação a 2009. O acréscimo de visitantes verificado durante 2011 acabou por ser um pouco superior ao previsto por Costa Antunes há um ano. Na conferência de balanço de 2010, o director tinha avançado com uma previsão “conservadora”, apontando para um acréscimo de 10% nos visitantes em 2011 como “um bom resultado”. Os dados provisórios que a DST compilou revelam que a maioria dos visitantes provém da área que é denominada de “Grande China” (Interior da China, Hong Kong e Taiwan). No total, foram 25 milhões os visitantes oriundos da “Grande China”,

DST fez ontem o balanço anual do sector do turismo

o que significa um crescimento de 13,5 por cento face a 2010. O número de visitantes internacionais aumentou 2,2%, para três milhões, o que representa 10,9% do total. O comunicado de imprensa da DST faz uma comparação com o número de visitantes internacionais verificado em 1999 (cerca de 580 mil), para demonstrar a dimensão do crescimento. CHINA, HONG KONG, TAIWAN. Discriminando em termos dos dez principais “mercados emissores” de visitantes para Macau, a China Continental surge claramente destacada, com 16,1 milhões de visitantes (57,7% do total, sendo que metade destes provêm da província de Guangdong). Ainda acima da fasquia do milhão de visitantes surgem Hong Kong (7,5 milhões) e Taiwan (1,2 milhões). Sem tanta expressão, seguem-se a esses três grandes mercados a Coreia do Sul (398 mil), o Japão (396 mil), a Malásia (324 mil), Singapura (280 mil), as Filipinas (268 mil), a Indonésia (220 mil) e a Tailândia (196 mil). O principal aumento percentual coube à China continental (com um acréscimo de 22,2%) tendo a Coreia do Sul mantido a boa prestação de 2010, registado um acréscimo de 20% nas visitas. O director dos Serviços de Turismo destacou também as possibilidades de crescimento da Rússia e do Dubai, considerados como “dois mercados potenciais”. Até porque é muito provável que os cidadãos russos deixem de precisar de visto para visitar Macau, tal como já acontece quando se deslocam a Hong Kong. “Nós vemos potencialidades e quais são os países onde estão a comprar o maior número de aviões e a aumentar a sua capacidade. Esses aviões têm que ser rentabilizados e nós temos que estar atentos a isso

DST combate excursões a “preço zero” A organização das chamadas excursões gratuitas (nas quais os participantes, oriundos principalmente da China interior, não pagam os transportes) gera frequentes conflitos entre guias e turistas que se sentem defraudados. A DST tem vindo a desaconselhar a prática, assinando vários protocolos que pretendem estabelecer um padrão de qualidade mínima. “Não diria que se vai acabar imediatamente [com as excursões a preço zero], mas estamos a trabalhar em conjunto com os operadores de Macau e de diversas origens. Temos tido o cuidado de estabelecer protocolos com os nossos parceiros directos das cidades vizinhas e, a nível superior, estabelecemos determinados princípios com a Administração Nacional do Turismo da China (ANTC)”, observou Costa Antunes. O responsável indicou que, após conversações com a ANTC, foi adoptado, no ano passado, o documento “Pontos fundamentais para os contratos entre as agências de turismo organizadoras e receptoras do grupo dos cidadãos do interior da China com destino a Macau”, para melhorar a gestão do sector e elevar os serviços prestados. pág 04 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

e procurar dar resposta a esses países de origem”, descreveu o responsável. Tendo em conta o número de noites dormidas, a China interior, Hong Kong e Taiwan são também os três principais mercados. Os dados revelados pela DST indicam que, no ano passado, perto de 13 milhões de visitantes pernoitaram em Macau, o que significa um crescimento de 8,4% face a 2010. Entre Janeiro e Outubro, a média de estadia por visitante foi de 1.53 noites e sete milhões de visitantes ficaram hospedados em hotéis (três a cinco estrelas), correspondendo a 66 por cento do total de visitantes que pernoitaram na cidade. Na área da hotelaria, as estatísticas revelam que existem em Macau 65 hotéis (mais três do que em 2010) e 32 pensões (mais uma), com uma oferta total de 23.222 quartos (mais 2.224). Nos primeiros dez meses, os hotéis e pensões de Macau registaram uma taxa média de ocupação de 83 por cento, um aumento de 4,3% em relação ao período homólogo. Tendo em conta o período entre Janeiro e Novembro, o preço médio por quarto de hotel em Macau foi de 1.335 patacas, um crescimento de 14,8 por cento, e entre Janeiro e Outubro, o número de quartos ocupados atingiu os 5.36 milhões, um aumento de 14,9 por cento. A partir do mês passado, a DST passou a divulgar de forma permanente na sua página electrónica os preços dos quartos de hotéis e pensões. Entre Janeiro e Setembro, o total das despesas dos turistas foi de 202.3 mil milhões de patacas, o que significa um aumento de 33,5% em relação ao mesmo período de 2010. Já a despesa ‘per capita’ dos

turistas foi de 1.632 patacas, mais 6,8 por cento do que no ano transacto. A maioria das despesas– 178.3 mil milhões – foi feita no sector do jogo, seguindo-se os gastos em alojamento (4.4 mil milhões) e em outras despesas (19.9 mil milhões). Outros dados revelam que a RAEM tem 157 agências de viagens licenciadas e estão acreditados 1.518 guias turísticos. Em termos de feiras e convenções, no âmbito do “Plano de Apoio ao Estímulo do Turismo de Negócios”, a DST apoiou 379 eventos. Participaram nestas iniciativas mais de dois milhões de pessoas. Comentando o aumento do número de visitantes, o director dos Serviços de Turismo afirmou que “Macau tem um produto turístico atractivo” que tem vindo a ser diversificado nas áreas cultural, de eventos e de exposições e convenções. “Se olharmos para o número de visitantes e virmos que a contribuição da área das exposições foi muito grande, isso significa que estamos no caminho certo. É esse esforço que estamos a fazer”, analisou João Costa Antunes. “Não há muitas cidades do mundo que se podem gabar de, com uma população de pouco mais de meio milhão, terem mais de três milhões de visitantes anuais”, acrescentou. Ao longo do seu discurso, o director dos Serviços de Turismo não esqueceu uma referência à Ilha da Montanha, que considerou “uma área de grande importância, que estará ligada a Macau por diferentes formas”. Ali será “proporcionada a instalação de novos produtos turísticos, que não são possíveis instalar em Macau, devido às limitações de espaço”, como parques temáticos e um jardim zoológico.

Costa Antunes quer manutenção de Terminal na península Costa Antunes defende que o terminal marítimo deve manter-se na península de Macau, coexistindo com o da Taipa. O engenheiro considera que os efeitos do aumento do afluxo de turistas às várias fronteiras terrestres e marítimas da RAEM nos tempos de espera para entrada e saída do território só podem ser contornados “alargando as infraestruturas”. “Temos uma esperança que, com a abertura de um novo terminal na zona do COTAI, seja possível diversificar um pouco as entradas em Macau, que estão concentradas na península. Defendo que devem ser mantidas as duas entradas [marítimas] em Macau, mantendo uma entrada na península e outra no COTAI. Mas deve ser mais diversificado. Com o aumento de capacidade, penso que vamos conseguir”, afirmou já depois da conferência, em declarações aos jornalistas. O director é também apologista da abertura das fronteiras terrestres em permanência, por uma questão de “conveniência” e dado que, segundo justificou, “Macau é uma cidade que nunca dorme”.


(...) “O tempo húmido que se tem verificado nos últimos dias irá certamente afectar a Igreja de São Domingos, bem como todas as outras igrejas, contribuindo para a degradação da pintura interior” (...) – Instituto Cultural

local

(...) Além da Igreja de São Domingos, outros monumentos vão começar a ser reparados “de acordo com a urgência e as necessidades” (...) - Idem

VÃO AVANÇAR OBRAS EM SEIS EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO

Alerta de degradação patrimonial Igreja de São José, Capela da Nossa Sra. da Guia, Templo de A-Má, Igreja de Santo Agostinho e Fortaleza do Monte e Igreja de São Domingos vão sofrer obras de conservação, nomeadamente a nível de pintura. Parede lateral exterior da Igreja de São Domingos com reboco caído já está a ser intervencionada

E

ste ano vão ser investidos pelo Governo 80 milhões de patacas em obras de conservação e restauro do património mundial em Macau. Segundo o JTM apurou, há seis monumentos que vão ser beneficiados, de entre os quais está a Igreja de São Domingos. A queda do reboco de uma parede lateral desta igreja já obrigou à intervenção de trabalhadores. Igreja de São José, Capela da Nossa Sra. da Guia, Templo de A-Má, Igreja de Santo Agostinho e Fortaleza do Monte, para além da Igreja de São Domingos, são os seis monumentos que vão ser beneficiados, segundo o Instituto Cultural (IC), num investimento que este ano cresceu 13%, segundo as contas oficiais. Conforme o JTM testemunhou, as paredes interiores da Igreja de São Domingos indicam vários sinais de degradação, principalmente devido à humidade. O IC confirmou esta situação, depois de ter sido informado pela diocese e garantiu que vai tomar “a iniciativa de proceder a trabalhos de reparação”. Quanto à parede lateral afectada no exterior, o IC referiu que se trata de “uma obra a cargo da Companhia de Electricidade de Macau (CEM)” e que “não é uma reparação”. Mas no local não foi possível visualizar nenhum elemento da CEM, apenas uma parede com algum do reboco caído e tapada por andaimes. TEMPO HÚMIDO CONTRIBUI PARA DEGRADAÇÃO. Mas o IC avisa que “o tempo húmido que se tem verificado nos últimos dias irá certamente afectar a Igreja de São Domingos, bem como todas as outras igrejas, contribuindo para a degradação da pintura interior”. Porém, garante que, embora a estrutura do edifício não tenha sido afectada nem tenha quaisquer danos, decidiu-se proceder à protecção e reparação do interior do local. Com a Igreja de São Domingos, o IC ganha balanço para avançar para os outros monumentos, que vão começar a ser reparados “de acordo com a urgência e as necessidades”. Para já, os responsáveis do IC não avançaram com mais pormenores mas, no que à Igreja de São Domingos diz respeito garantiram que “mesmo durantes as obras de restauro vai permanecer aberta”. Desde 2006 que está em marcha uma lei de Salvaguarda do Património Cultural e que tem como objecti-

Igreja de São Domingos é o primeiro edifício a ser intervencionado

Queda de reboco da parede lateral exterior da Igreja de São Domingos

vo dar protecção legal não só aos 128 edifícios e monumentos sob protecção oficial mas também a outros não classificados, como igrejas, muralhas ou templos chineses que estão fora da área classificada pela UNESCO. Uma lei de 1992 é a última legislação que foi elaborada para proteger o património em Macau. Sobre a nova proposta de lei, que chegou a Conselho Executivo em Setembro, e que está em preparação há vários anos, ainda nada foi avançado. Em Macau, no total, há 52 edifícios individuais de valor histórico significativo, incluindo igrejas, templos e fortalezas, 44 edifícios de interesse arquitectónico (caso do Quartel dos Mouros, do edifício dos Correios e do Clube Militar), 11 grupos de edifícios classificados (existentes ao longo da Avenida Almeida Ribeiro e em redor do Largo do Senado) e 128 sítios classificados. Em 2009, A UNESCO mostrou-se preocupada com a conservação, em específico, dos edifícios classificados e pediu ao Executivo que desenvolvesse instrumentos legais e de planeamento apropriados. Desta forma, na 37ª reunião de trabalho da UNESCO, em 2013, deve ser analisado um relatório sobre o estado de conservação dos sítios e edifícios em Macau. H.A.

JORNALISTAS DOS ASSUNTOS DESPORTIVOS OUVIDOS SOBRE LEIS DE IMPRENSA E RADIODIFUSÃO

Conselhos sem “cor do Governo” A Associação Fraternal de Jornalistas dos Assuntos Desportivos de Macau defendeu ontem a criação de Conselhos de Imprensa e de Radiodifusão, sublinhando que os dois órgãos não podem “ter a cor do Governo”

L

ao Iu Kong, presidente da Associação Fraternal de Jornalistas dos Assuntos Desportivos de Macau (AFJADM), considera que a revisão das Leis de Imprensa e Radiodifusão justifica-se pelo facto destas terem sido elaboradas há 20 anos, “em condições totalmente diferentes da actualidade, ou seja,

nos primórdios da teledifusão e ainda sem Internet”. Citado por um comunicado do Gabinete de Comunicação Social (GCS), o mesmo responsável defendeu ainda que é preciso criar dois Conselhos (Imprensa e Radiodifusão), embora questões relacionadas com a estrutura, composição, atribuições e competências devam ser sujeitas a um debate e auscultação de opiniões mais prolongados. Para o presidente da AFJADM, “os dois Conselhos têm de ter um papel fiscalizador e não somente de “carimbo” dos órgãos de comunicação social”. Os dois órgãos “não podem ter ‘a cor do governo’ para não parecerem um limite à liberdade de imprensa”, sublinhou Lao

Iu Kong, acrescentando que os membros devem ser rotativos, tal como acontece na União de Beneficência das Associações de Trabalhadores da Comunicação Social de Macau, no seio da qual são realizadas eleições de dois em dois anos para os principais órgãos. Na perspectiva do líder da AFJADM, uma eventual nova Lei de Imprensa deveria incluir ainda “um artigo para dar mais garantias de liberdade de imprensa e aos jornalistas da linha da frente”. O reforço da liberdade de expressão e a criação de Conselhos de Imprensa e Radiodifusão foram igualmente defendidos pelo secretário da associação, Fong Nim Seong, que também rejeitou qualquer interferência do Governo no

processo. Fong classificou ainda a Lei da Radiodifusão como “obsoleta”, por entender que está “totalmente desajustada” e é “incapaz de dar resposta ao desenvolvimento actual da comunicação social”, pelo que deve ser revista. O mesmo responsável defendeu que, por outro lado, que o GCS deve estipular um calendário para a revisão dos diplomas em questão. O chefe do Departamento de Informação, Louie Wong, em substituição do director do GCS, garantiu que o GCS continuará a ouvir as opiniões do sector e reiterou que o Governo não irá interferir na “criação de um organismo regulador da profissão e respectivos poderes, forma de funcionamento e credenciação”.

jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 05


TABACO MOTIVA DEZENAS DE ACUSAÇÕES. Durante as inspecções realizadas nos primeiros oito dias de vigência do regime de prevenção e controlo do tabagismo, 45 pessoas foram acusadas de violações à lei. A lista inclui 26 residentes de Macau e 19 turistas. Em 14 casos, as infracções ocorreram em estabelecimentos de comidas e bebidas.

local

ARROZ COM PREÇOS ESTÁVEIS. No corrente mês, o Conselho de Consumidores avaliou os preços de 16 marcas de arroz, detectando apenas um aumento de cerca de 5% em metade desses produtos face a Dezembro. Na maioria dos casos, os preços mantiveram-se estáveis, sublinhou o organismo.

APELO FEITO PELO DIRECTOR DA ASSOCIAÇÃO PARALÍMPICA

Pedida importação de terapeutas para crianças Macau precisa de estabelecer um sistema de apoio aos portadores de deficiência mental e de importar recursos humanos para prestar serviços de terapia às crianças com necessidades especiais, defendeu ontem o director da Associação Paralímpica

V

amos sugerir ao Governo de Macau a importação de professores de educação especial para cobrir as necessidades do território e apoiar as nossas crianças”, disse Hetzer Sio Yu Hong, director da Associação Paralímpica de Macau. O responsável, que falou aos jornalistas à margem da cerimónia de encerramento do programa de estágio “Estrelas em Potência da CEM” [Companhia de Electricidade de Macau] e que contemplou oito estagiários daquela associação, explicou que além dos professores do ensino especial, a região precisa de técnicos para a terapia física, terapia da fala e ocupacional, psicologia infantil, e mesmo de auxiliares para tomar conta das crianças. Para Hetzer Sio Yu Hong, “é possível construir uma equipa própria [de terapeutas] em Macau, com pessoal recrutado fora da região”, de forma a treinar e capacitar mais gente para lidar com o problema. “O Governo vai poupar a longo prazo em acção social, assistência médica, e mes-

CEM empregou três dos oito estagiários da Associação de Para-Olímpicos

mo educação especial. Os primeiros anos das crianças são a idade de ouro para intervir. E com o apoio indicado, é possível que estas voltem ao ensino normal. Mas não sei se o Governo tem algum plano nesse sentido”, defendeu. O responsável explicou que a iniciativa não requer um grande investimento do Executivo de Macau e que o projecto pode ser desenvolvido no futuro hospital das ilhas. “Penso que não é necessário criar um centro de reabilitação à parte. Como Macau é tão pequeno, pode criar-se um centro

Instituto do Desporto

para crianças com necessidades especiais no hospital”, indicou. O Governo de Macau concedeu o cartão de portador de deficiência a 2.000 pessoas, entre um total de 10.000 candidaturas submetidas até ao final de Dezembro de 2011, referiu Hetzer Sio Yu Hong. Entre os 2.000 portadores de deficiência reconhecidos pelo Governo, 1.000 são deficientes mentais, indicou o mesmo responsável. Todavia, a Associação Paralímpica de Macau estima que existam entre 3.000 a 4.000 pessoas portadoras de deficiência mental.

Durante a cerimónia de ontem, a CEM anunciou a contratação de três dos oito elementos da Associação de Para-olímpicos de Macau que concluíram o programa de estágio “Estrelas em Potência”. O presidente da Comissão Executiva da empresa, Franklin Willemyns, disse esperar que “a CEM estabeleça o exemplo para encorajar outras instituições de Macau a proporcionar oportunidades de emprego a pessoas com necessidades especiais e ajudá-los a integrarem-se melhor na sociedade”. JTM/Lusa

Instituto do Desporto

Concurso Público de “Prestação de Serviço de Manutenção e Reparação do Sistema de Ar Condicionado das Instalações Desportivas afectas ao Instituto do Desporto (ID) em Macau”

Concurso Público de “Prestação de Serviço de Manutenção e Reparação do Sistema de Ar Condicionado das Instalações Desportivas afectas ao Instituto do Desporto (ID) em Cotai”

1. Entidade que põe a prestação de serviços a concurso: Instituto do Desporto. 2. Modalidade de Concurso: Concurso público. 3. Local de Serviço: Instalações Desportivas afectas ao Instituto do Desporto (como as seguintes). Nome das Instalações Desportivas 1 Pavilhão Polidesportivo Tap Seac 2 Centro Náutico da Grande Praia 3 Centro Desportivo da Vitória 4 Centro Desportivo Tamagnini Barbosa 5 Centro Desportivo do Colégio D. Bosco 6 Centro Desportivo Lin Fong 4. Objectivo do Serviço: Manutenção de rotina e serviço de apoio do sistema de Ar Condicionado das Instalações Desportivas. 5. Prazo do Contrato do Serviço: No total de dois anos. (Desde Abril de 2012 até Março de 2014) 6. Prazo de Validade da Proposta: O prazo de validade da proposta é de noventa dias, a contar da data do acto público do concurso, com a possibilidade de prorrogamento de acordo com as disposições do programa de concurso. 7. Tipo da Empreitada: A empreitada é por preço global. 8. Caução Provisória: Setenta e oito mil patacas (MOP 78.000,00), a prestar mediante depósito de numerário, por garantia bancária legal ou seguro-caução. 9. Caução Definitiva: Cinco por cento do preço total de adjudicação (Para a garantia do contrato, cinco por cento são deduzidos em cada um dos pagamentos parciais à contratada, para o reforço da caução definitiva a prestar). 10. Preço Básico: Não há preço básico. 11. Condições de Admissão: Serão admitidos como concorrentes as entidades inscritas na DSSOPT para execução de obras, bem como as que à data do concurso tenham requerido a sua inscrição/renovação, neste ultimo caso a admissão é condicionada ao deferimento do pedido de inscrição/renovação. 12. Local, dia e Hora Limite para Entrega da Proposta: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto. Dia e Hora Limite: Dia 9 de Fevereiro de 2012 (quinta-feira), até às 12 horas. 13. Local, Dia e Hora do acto público do Concurso: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto. Dia e Hora: Dia 15 de Fevereiro de 2012 (quarta-feira), pelas 09:30 horas. 14. Local, horário e preço para a obtenção da cópia e exame do processo do concurso: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto (Pode adquirir uma cópia do processo do concurso, os planos de concurso e documentos, cada custam mil patacas (MOP 1.000,00). Horário: Hora de expediente. (das 09:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 17:30 horas de segunda-feira à sexta-feira) 15.Critérios de Apreciação e Respectivos Factores de Ponderação

1. Entidade que põe a prestação de serviços a concurso: Instituto do Desporto. 2. Modalidade de Concurso: Concurso público. 3. Local de Serviço: Instalações Desportivas afectas ao Instituto do Desporto (como as seguintes). Nome das Instalações Desportivas 1 Nave Desportiva dos Jogos da Ásia Oriental de Macau 2 Centro Internacional de Tiro 3 Centro de Bowling 4 Academia de Ténis 5 Centro Náutico de Cheoc-Van 6 Centro Náutico de Hác-Sá 4. Objectivo do Serviço: Manutenção de rotina e serviço de apoio do sistema de Ar Condicionado das Instalações Desportivas. 5. Prazo do Contrato do Serviço: No total de dois anos. (Desde Abril de 2012 até Março de 2014) 6. Prazo de Validade da Proposta: O prazo de validade da proposta é de noventa dias, a contar da data do acto público do concurso, com a possibilidade de prorrogamento de acordo com as disposições do programa de concurso. 7. Tipo da Empreitada: A empreitada é por preço global. 8. Caução Provisória: Cento e dezasseis mil patacas (MOP 116.000,00), a prestar mediante depósito de numerário, por garantia bancária legal ou seguro-caução. 9. Caução Definitiva: Cinco por cento do preço total de adjudicação (Para a garantia do contrato, cinco por cento são deduzidos em cada um dos pagamentos parciais à contratada, para o reforço da caução definitiva a prestar). 10. Preço Básico: Não há preço básico. 11. Condições de Admissão: Serão admitidos como concorrentes as entidades inscritas na DSSOPT para execução de obras, bem como as que à data do concurso tenham requerido a sua inscrição/renovação, neste ultimo caso a admissão é condicionada ao deferimento do pedido de inscrição/renovação. 12. Local, dia e Hora Limite para Entrega da Proposta: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto. Dia e Hora Limite: Dia 9 de Fevereiro de 2012 (quinta-feira), até às 12 horas. 13. Local, Dia e Hora do acto público do Concurso: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto. Dia e Hora: Dia 14 de Fevereiro de 2012 (terça-feira), pelas 09:30 horas. 14. Local, horário e preço para a obtenção da cópia e exame do processo do concurso: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto (Pode adquirir uma cópia do processo do concurso, os planos de concurso e documentos, cada custam mil patacas (MOP 1.000,00). Horário: Hora de expediente. (das 09:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 17:30 horas de segunda-feira à sexta-feira) 15.Critérios de Apreciação e Respectivos Factores de Ponderação

Itens de Avaliação Estrutura de pessoal e Experiência de projecto 1. Experiência de manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado dos concorrentes e seus subempreiteiros. 2. Familiaridades com desenhos, instalações e manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado apresentados pelos concorrentes e seus subempreiteiros. 3. Experiência dos concorrentes no âmbito da gestão de contratos de grandes construções, especialmente em contratos de manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado. 4. Experiência dos membros principais da equipa, tais como gerentes de projecto, engenheiros profissionais, fiscalização técnica e técnicos, sobre os sistemas, nas áreas como concepção, construção, manutenção e reparação. Compreensão do projecto 1. Avaliar a compreensão e conteúdo do projecto de concorrentes através de documentos apresentados sobre a compreensão do projecto. Programa de trabalho 1. Através do conteúdo do programa de trabalho apresentado pelos concorrentes, avaliar a racionalidade e a viabilidade do projecto, e se satisfaz os requisitos específicos e compreende o âmbito de trabalho e os procedimentos respectivos. Distribuição de recursos humanos 1. Avaliar se é adequado o quadro de distribuição de recursos humanos apresentados pelos concorrentes. 2. Se o pessoal técnico na distribuição satisfaz a requisição. Montante do Concurso 1. Avaliar se o montante do concurso é razoável através da apreciação do documento do concurso pelos concorrentes. 2. Exigir a exactidão dos diversos itens na lista de quantidade do projecto e avaliar se existe omissão ou situação anormal.

Percentagem de Avaliação

20%

10% 20% 10% 40%

16. Nota: Antes do fim de apresentação dos documentos do concurso, os concorrentes devem dirigir-se ao Instituto do Desporto, situado na Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Forum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, para saber se existem mais documentos com informação adicional. O Presidente, Vong Iao Lek 05 de Janeiro de 2012, Macau

pág 06 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

Percentagem de Avaliação Itens de Avaliação Estrutura de pessoal e Experiência de projecto 1. Experiência de manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado dos concorrentes e seus subempreiteiros. 2. Familiaridades com desenhos, instalações e manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado apresentados 20% pelos concorrentes e seus subempreiteiros. 3. Experiência dos concorrentes no âmbito da gestão de contratos de grandes construções, especialmente em contratos de manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado. 4. Experiência dos membros principais da equipa, tais como gerentes de projecto, engenheiros profissionais, fiscalização técnica e técnicos, sobre os sistemas, nas áreas como concepção, construção, manutenção e reparação. Compreensão do projecto 10% 1. Avaliar a compreensão e conteúdo do projecto de concorrentes através de documentos apresentados sobre a compreensão do projecto. Programa de trabalho 1. Através do conteúdo do programa de trabalho apresentado pelos concorrentes, avaliar a racionalidade e a 20% viabilidade do projecto, e se satisfaz os requisitos específicos e compreende o âmbito de trabalho e os procedimentos respectivos. Distribuição de recursos humanos 10% 1. Avaliar se é adequado o quadro de distribuição de recursos humanos apresentados pelos concorrentes. 2. Se o pessoal técnico na distribuição satisfaz a requisição. Montante do Concurso 1. Avaliar se o montante do concurso é razoável através da apreciação do documento do concurso pelos concorrentes. 40% 2. Exigir a exactidão dos diversos itens na lista de quantidade do projecto e avaliar se existe omissão ou situação anormal. 16. Nota: Antes do fim de apresentação dos documentos do concurso, os concorrentes devem dirigir-se ao Instituto do Desporto, situado na Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Forum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, para saber se existem mais documentos com informação adicional.

O Presidente, Vong Iao Lek 05 de Janeiro de 2012, Macau


“O tamanho de Macau, que permite que tudo possa ser feito pessoalmente, e a concorrência das redes chinesas podem explicar em parte a tendência [de quebra dos utilizadores do facebook]” - Miguel Gomes da Costa Júnior

local

Angus Cheong, director do “e-Research Lab” da Universidade de Macau, prevê o crescimento da recém-criada “Google+” e também da chinesa “Sina Weibo” no território

REDE DE ZUCKERBERG CRESCE NO MUNDO MAS PERDEU TERRENO NO ÚLTIMO MEIO ANO NA RAEM

Menos utilizadores de Facebook em Macau As aplicações do iPhone e as redes sociais chinesas estão a roubar espaço ao Facebook. Ao contrário do que acontece na maior parte dos países do mundo, o uso da rede social criada por Zuckerberg está a diminuir no território. Porém, dizem os especialistas, o domínio não está em perigo raquel carvalho

À

espera de um comentário, uma mensagem ou em busca do que acontece nas janelas vizinhas são muitos os que despendem horas a fio nos meandros do Facebook. A criação de Mark Zuckerberg é a rede social mais utilizada no mundo, apresentando uma progressão cada vez maior. No entanto, os cibernautas de Macau não vão na corrente, dizem as estatísticas do “SocialBaker”. O número de utilizadores tem vindo a descer ao longo dos últimos meses. Os especialistas explicam o fenómeno com o uso de aplicações do iPhone e com as redes sociais chinesas que permitem comunicar deste lado e do outro da fronteira. Não é fácil justificar, mas o império de Zuckerberg está a perder terreno em Macau. Pode ser um decréscimo temporário e pouco significativo, lembram académicos. Mas esta é mesmo uma terra “especial”, realça Miguel Gomes da Costa Júnior. “O tamanho de Macau, que permite que tudo possa ser feito pessoalmente, e a concorrência das redes chinesas podem explicar em parte essa tendência”, refere o professor do Departamento de Computadores e Ciências da Informação da Universidade de Macau. Já que do lado de lá da fronteira o Facebook ou o Twitter são redes bloqueadas – embora a proibição já seja tecnologicamente ultrapassável – “algumas pessoas, nomeadamente os mais jovens, talvez prefiram usar uma rede acessível tanto em Macau como no Continente”. No entanto, do que observa em redor e a avaliar pelos convites que chegam às caixas de e-mail’s, “a generalidade das pessoas no território usa o Facebook”. Na opinião de Angus Cheong, director do “e-Research Lab” da Universidade de Macau, “as redes sociais já se encontram num estado bastante maduro, correspondendo a uma parte significativa na vida de alguns internautas locais. Acabam por

199.460

Existem em Macau subscritores de Facebook

= 35,20% da população total da RAEM = 71,17% dos cibernautas locais recorrer a elas para expressar ideias sobre a sociedade e a sua própria vida de modo imediato”. São cada vez mais aqueles que acedem ao mundo dos amigos e acções virtuais através do telemóvel, nota o académico. Um aspecto que, segundo Miguel da Costa Júnior, pode mesmo justificar a menor adesão ao Facebook. “O recurso a algumas aplicações como o Viber, o WhatsApp ou o Skype tem vindo a aumentar. O Facebook talvez seja preterido em função destas, porque o utilizador procura economizar tempo e comunicar de modo instantâneo e também gratuito”. Há, no entanto, acções que na rede social de Zuckerberg têm crescido, analisa o docente, como o “ ‘upload’ de fotos ou a actualização constante da localização do usuário”, mas no seu todo “o Facebook talvez não ganhe mais espaço, porque os jovens estão entretidos a brin-

car com o iPhone e preferem rapidez”. QUEDA NOS ÚLTIMOS SEIS MESES. Segundo o “Socialbakers”, um ‘website’ que estuda a evolução das redes sociais no mundo, no que toca à utilização do Facebook, Macau localiza-se na 121ª posição, num universo de 213 países e territórios. São 199.460 os subscritores desta rede social, algo que corresponde a 35,20 por cento da população total da RAEM e a 71,17 por cento dos cibernautas locais. Comparando com há seis meses, Macau possui actualmente menos oito mil utilizadores, o que corresponde a uma subtracção de 3,85 por cento, com a taxa de penetração a fixar-se nos 35,20 por cento. Já em relação ao mês passado, dizem as estatísticas, a rede social em questão detém hoje em dia menos 8.660 utilizadores, ocorrendo face a esse período uma queda de 4,15 por cento.

Spam assombra redes sociais Mensagens com ‘links’ que apontam para grandes ofertas começam a ser cada vez mais comuns nas redes sociais. Os spams são um velho incómodo na Internet e estão agora a atacar os locais onde mais cibernautas se juntam. Segundo um artigo do Wall Street Journal, ao contrário dos tradicionais emails, que geralmente vêm de estranhos, esta nova espécie — apelidada de “spam social” — vem quase sempre de amigos. Os novos espaços virtuais tornaram-se tentadores, relata a publicação, porque os criminosos acreditam que podem espalhar as suas mensagens através de uma cadeia de fontes confiáveis. Esse tipo de spam ameaça mesmo a utilidade das redes sociais. O Facebook garante que menos de 4% do conteúdo compartilhado no seu site é spam; já o Twitter diz que apenas 1,5% das mensagens, ou tweets, em 2010 tinham spam. Em média, os spams atingem menos de 0,5% dos subscritores do Facebook por dia, mas a rede admite que o volume está a crescer mais rápido que a sua base de usuários. “O nosso objectivo é estar sempre um passo à frente”, disse Pedram Keyani, um gerente de engenharia da Facebook responsável pelo esforço anti-spam, em declarações ao Wall Street Journal. Em 2008, o Facebook tinha apenas um engenheiro a trabalhar na protecção da integridade do site. Hoje, esse profissional trabalha com um grupo de 30, mais uma equipa de segurança de 46 e outros 300 focados noutros problemas. No total, perto de mil dos três mil empregados da empresa — incluindo engenheiros, advogados, gerentes de operações de usuários e analistas de risco — exercem algum papel no combate a spams. Por seu lado, o Twitter afirma que, até o fim deste ano, terá cinco programadores na “ciência do spam” — três a mais do que hoje — e nove especialistas em abusos nas contas.

“Muitos têm criticado também o novo visual do Facebook. Essa pode ser outra das razões para o afastamento de alguns internautas. A vida do utilizador está cada vez mais exposta, independentemente da vontade”, acrescenta Miguel da Costa Júnior. Fazendo um rascunho do futuro, Angus Cheong acredita que as redes “internacionais” vão continuar a dominar as preferências no território, prevendo um crescimento considerável da recém-criada “Google+” e também da chinesa “Sina Weibo”. Esta última apresenta características muito semelhantes à do “Twitter” (rede banida no Continente), reunindo hoje em dia mais de 140 milhões de seguidores. Já a RenRen (cujo significado é algo como “de pessoa para pessoa”), que corresponde ao Facebook, conta com cerca de 125 milhões de utilizadores. Segundo o website “Internet World Stats”, é na Europa que está a maior fatia dos adeptos do Facebook: no dia 31 de Dezembro contavam-se 223,376,640. O segundo continente onde a rede possui maior expressão é a Ásia e, logo a seguir, a América do Norte. Ao todo, há cerca de duas semanas existiam 799,092,160 cibernautas em todo o mundo com conta no Facebook. A maior parte dos que frequentam esta rede social em Macau, ainda segundo o “Socialbakers”, situa-se na faixa etária dos 25 aos 34 anos, com o segundo grupo de maior peso a ter entre os 18 e os 24 anos. De resto, as mulheres ultrapassam os homens na utilização da rede, 52 por cento dos subscritores são do sexo feminino e 48 por cento do masculino.

jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 07


RESIDENTE DA RAEHK DESAPARECEU EM MACAU. Um residente de Hong Kong, de 47 anos, terá desaparecido em Macau. A mulher, que apresentou queixa na Polícia Judiciária na madrugada de ontem, diz que não recebeu notícias de Chen desde que este se deslocou a Macau no sábado.

VOX POPuli

local

LANÇADAS OBRAS PROVISÓRIAS NO TUI. Já foi iniciada a construção das instalações provisórias do Tribunal de Ultima Instância (TUI), uma empreitada que visa atenuar a falta de espaço. Localizado junto ao antigo parque de estacionamento do TUI, o gabinete temporário ficará instalado num edifício de quatro andares.

MAIS FURTOS E ROUBOS SOB INVESTIGAÇÃO

“Revirou” casa alheia para levar 4.400 patacas Um homem viu-se lesado em 4.400 patacas depois de terem furtado a sua residência. Apesar de as portas terem sido forçadas e a casa remexida, a vítima apenas deu pela falta de dinheiro. No mesmo dia foram detidos dois irmãos que furtavam em autocarros, após terem levantado suspeitas às autoridades enquanto observavam as malas dos transeuntes fátima almeida

leo lei (Residente da RAEM)

“Cheques são como a morfina, pois tiram as dores, mas causam vício” -Sendo natural de Macau, como tem visto a evolução da cidade nos últimos anos? -De uma forma geral, Macau está muito dependente do jogo e do turismo, por isso, não há muita diversificação dos sectores sócio-económicos. Por outro lado, como Macau é muito pequena, muitas pessoas evitam falar de certas coisas e estão a deixar de ser verdadeiramente sinceras. -Se pudesse, o que mudaria na sociedade de Macau? -Muitas pessoas já se têm manifestado sobre os principais problemas, como os transportes, a habitação, o regime da educação e o sistema político. Julgo que o Governo deveria dar mais formação aos cidadãos nas áreas da política e da cidadania. -O que acha do processo de reforma política? -Através dos relatos da imprensa, podemos ver que há uma corrente de opinião principal que concorda com o actual sistema político. É claro que há vozes contrárias, como a Associação Novo Macau, mas penso que não têm muito poder. O caminho ideal do sistema político vai no sentido da democracia. Actualmente, Macau não está pronta para ter sufrágio universal na eleição do Chefe do Executivo, mas podemos alcançar isso gradualmente. Para começar poderíamos diminuir o número dos deputados nomeados e escolhidos pela via indirecta e, ao mesmo tempo, aumentar os deputados eleitos directamente. -Concorda com o plano de comparticipação pecuniária? -Tal como me disse um académico, acho que os cheques são como a morfina, pois tiram as dores, mas causam vício. E, hoje, as pessoas querem doses cada vez maiores. Penso que o dinheiro do plano de comparticipação pecuniária deveria ser melhor distribuído. V.C. pág 08 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

Q

uando chegou a casa, o senhor Lam encontrou duas portas danificadas e os objectos revirados. Durante uma ausência de menos de três horas o proprietário viu-se lesado em 4.400 patacas. Segundo o porta-voz da Polícia Judiciária (PJ) o furto terá ocorrido entre as 13.30 e as 15.45 de segunda-feira, depois de terem sido forçadas as portas da residência. Apesar de o apartamento ter ficado remexido, o proprietário deu apenas deu pela falta de dinheiro. A PJ está ainda a investigar um roubo ocorrido no mesmo dia, pelas 22.00, cuja vítima foi um trabalhador não residente que caminhava na Rua da Barca, quando começou a ser seguido por um indivíduo. “Reparou que vinha uma pessoa atrás de si e de repente tirou-lhe a mochila e fugiu. No interior da mochila estavam os documentos e 2.700 patacas”, descreveu o porta-voz da PJ. Já a Polícia de Segurança Pública deteve dois indivíduos que furtavam em autocarros. Os dois irmãos, do Interior da China, acabaram por confessar o crime, depois de terem sido apanhados pela PSP, por terem levantado suspeitas numa paragem da zona do Casino Ponte 16. As autoridades encontraram nos bolsos dos indivíduos uma carteira, com um salvo conduto para viajar até à China Continental e 1.300 patacas, que pertenciam a uma resi-

Dono de apartamento encontrou duas portas danificadas

dente de Macau. O furto terá ocorrido quando os dois irmãos realizaram várias viagens de autocarro. Acabaram por se detidos à saída da paragem em frente ao Edifício Cheong Meng, numa altura em que apressavam o passo em direcção à Rua Tomé Pires, indicou a porta-voz da PSP. Os agentes, que foram destacados para aquela zona mais propícia à ocorrência de incidentes desta natureza, detectaram que os indivíduos estavam em frente à paragem do Casino Ponte 16 a olhar para as malas dos transeuntes, levantando suspeitas. A vítima, que deu por falta da carteira às 18h, acabou por reconhecer os indivíduos, que são provenientes de Guangxi e estavam na posse de autorizações de entrada nas RAE’s.

PSP nega entrada ilegal em apartamento A PSP negaram ontem que dois dos seus agentes tenham entrado de forma ilegal num apartamento, no âmbito de um caso ocorrido em Novembro do ano passado. Na semana passada, um indivíduo acusou a PSP de ter entrado na residência sem autorização do proprietário ou mandado judicial mas, após ter realizado uma investigação interna, a PSP assegurou que os dois agentes agiram dentro da legalidade, como testemunhas do dono. Segundo a PSP, na origem do caso esteve uma disputa sobre o aluguer da casa, sendo que dois indivíduos assumiram-se como proprietários do imóvel, mas apenas um, de apelido de Fu, apresentou os respectivos documentos de registo. Foi na companhia de Fu que os agentes se dirigiram ao apartamento, explicou a corporação.

Furtos envolvem seis empregadas domésticas Seis empregadas domésticas foram acusadas de furtos, entre outros crimes, pelo Ministério Público

O

Ministério Público concluiu as investigações relativas a seis casos que envolvem igual número de empregadas domésticas e decidiu deduzir acusações contra todas as arguidas pela prática de furtos e furtos qualificados, outros crimes. De acordo com um comunicado ontem divulgado pelo Ministério Público, as seis arguidas - três filipinas, duas indonésias e uma vietnamita, de 32 a 47 anos - trabalhavam em casas distintas como empregadas domésticas. Segundo a acusação, as seis mulheres terão furtado aos respectivos empregadores jóias, dinheiro e roupas, cujos valores variaram entre 400 e 100 mil patacas. Os artigos furtados acabaram por ir parar a casas de penhores, re-

Furtos incluíram jóias, dinheiro e roupas

fere o organismo, destacando ainda o caso específico de uma arguida que viajou para as Filipinas após furtar 100 mil patacas, mas decidiu voltar a Macau, onde encontrou outro emprego utilizando o passaporte

da irmã. Porém, acabou por ser identificada no mercado pelo antigo empregador e vítima do furto. Segundo o Ministério Público, as arguidas confessaram a prática dos crimes. Depois da análise dos casos e das provas obtidas, o delegado do Procurador titular dos processos considerou haver fortes indícios dos crimes de furto, furto qualificado, burla, uso de documento falsificado, entre outros. Por isso, foi deduzida a acusação contra as arguidas e os casos foram entregues ao tribunal para o agendamento de julgamento. “Face ao aumento dos crimes deste género, devem ser reforçadas a formação e instrução das empregadas para diminuir a preocupação dos empregadores”, conclui o Ministério Público.


HONG KONG “EXPLICA” ESTATÍSTICAS. Fung Hing-Wang, ex-comissário dos Censos e Estatísticas de Hong Kong, vai proferir uma palestra amanhã, pelas 14:15 horas, no Centro de Convenções Ho Yin da Universidade de Macau. Durante o evento, Fung Hing-Wang vai partilhar a sua experiência sobre estatísticas oficiais.

local

“NOVA GUERRA FRIA” ABORDADA EM PALESTRA. “Uma Nova Guerra Fria Sino-Americana?” será a questão levantada numa palestra agendada para o próximo dia 17, pelas 19 horas, na Universidade de São José. O professor Xiang Lanxin, do Instituto de Pós-Graduação de Estudos Internacionais e Desenvolvimento de Genebra, será o orador.

OBRA DE ANTÓNIO ESTÁCIO

A “Sra. Bijagó” apresentada a Macau Viveu muito tempo em Macau mas regressa todos os anos pelo menos uma vez. Desta vez, está no território para apresentar a última obra, sobre uma influente mulher da Guiné Bissau, sua terra Natal. “Nha Bijagó” foi a senhora mais influente da primeira metade do século XX da sociedade guineense, segundo o autor, que viveu no arquipélago que lhe dá o nome, dos Bijagós

D

epois de Lisboa, o engenheiro técnico agrário António Estácio volta a Macau, terra sem a qual não passa, para fazer a apresentação da sua última obra, que evoca Leopoldina Ferreira Pontes, mais conhecida por “Nha Bijagó”, natural de Bissau. Amanhã vai estar na Livraria Portuguesa, pelas 18:30. “A “Nha Bijagó” foi uma pessoa extremamente respeitada na sociedade guineense. Considero, e ainda não me desmentiram, que foi a personalidade mais respeitada da sociedade guineense da primeira metade do século XX”, disse ao JTM o autor, que só “vagamente” conheceu “Nha Bijagó”. Para poder chegar a um retrato o mais fiel possível da pessoa que era Leopoldina Ferreira, António Estácio socorreu-se da memória de cerca de “60 pessoas”, que foram entrevistadas. “E mesmo que não tenham sido avançadas na obra, [essas pessoas] acabaram por indicar outras que

António Estácio falou com cerca de 60 pessoas para retratar Leopoldina Ferreira Pontes

me poderiam ajudar”. No livro conta mesmo a “dificuldade (...) de encontrar fontes vivas e suas contemporâneas que, com lucidez, se dispusessem a falar”. Mas houve outras dificuldades a ultrapassar, como na obtenção de alguns documentos na Guiné. “Fui a uma conservatória para obter a fotocópia do registo de óbito. Perguntaram qual era o ano mas eu já sabia que qualquer que fosse de certeza que haveria dificuldades. Primeiro era a escada que não chegava ao

topo do armário, e depois a máquina fotocopiadora que não funcionava. No fim não havia troco para me dar”, relata, com humor, António Estácio, uma etapa do trabalho que se saldou em dois mil francos (já com troco). UMA MULHER INFLUENTE. Nha Bijagó era “uma senhora bem casada, filha de pai alentejano e que tinha ido para a Guiné e era comerciante na zona do arquipélago dos Bijagós. Daqui nasce o nome, “Sra. Bijagó”. Como diz o autor,

era “uma senhora bem casada e extremamente poderosa em termos de influência, uma referência na terra. Se ela não resolvia, dizia logo com que é que deveria ir ter para resolver algum problema”. Umas das filhas da matriarca era visita da casa de António Estácio. E agora “dou-me muito bem com os bisnetos dela que até ficaram surpreendidos com algum do material recolhido porque não conheciam”, como os dois testamentos que obteve, um datado de 1929 e outro de 1959. “Foi extremamente agradável para eles, uma boa surpresa”. E nas zonas mais cinzentas, em que não havia a certeza da veracidade dos depoimentos recolhidos não avançou. “Perante alguma coisa que seja dúbia não arrisco”. A obra ainda levou anos a concluir, porque foi sendo feita ao mesmo tempo que outras actividades e também porque, como o autor justifica, “não é a minha área, não sou jornalista, nem historiador”. 60 LIVROS PARA VENDER. “A comunidade guineense é que me pediu para vir cá fazer a apresentação local, porque a oficial foi em Lisboa, em Junho”, referiu o autor, que na mala de viagem trouxe 60 livros para vender. A apresentação da obra vai estar a cargo do presidente da Associação dos Guineenses, António Barros. Com a obra, uma edição de autor, António Estácio assegura que não pretende “ganhar nada”, mas pelo menos, cobrir os custos de produção de um livro que “deu muito trabalho” a concluir. H.A.

Fotos legenda

FESTA RIJA NA CASA DE MACAU EM SÃO PAULO. Quase 300 pessoas, entre associados e convidados, participaram na Festa de Natal da Casa de Macau em São Paulo, onde não faltaram a gastronomia macaense e o tradicional patuá. Na sua página da internet, Charlie Santos, conhecido músico macaense radicado no Brasil, salienta que foi “uma grande festa”, animada por canções de Natal e muita música pop apresentada pela Família Mingroni, The Charlie Santos Group, Nano Branco e Tozé de Senna Fernandes. jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 09


Luís Amado recusou convite para EDP. Luís Amado, exministro dos Negócios Estrangeiros, recusou o convite da EDP para vogal do Conselho Geral e de Supervisão da eléctrica, avançou ontem o Diário Económico, adiantando que se fala na sua nomeação para embaixador de Portugal na OCDE.

Bem vinda a apresentação de opiniões sobre o desenvolvimento do sistema político de Macau O Governo da RAEM, que tem vindo a auscultar com a devida atenção as opiniões da população sobre o desenvolvimento político, vai continuar a auscultar, de forma ampla e aprofundada, as opiniões dos diversos sectores. Seja bem vinda a apresentação das opiniões dos cidadãos e dos diversos sectores da sociedade, até 31 de Janeiro de 2012, sobre as duas questões que se seguem:

Haverá necessidade de rever a metodologia para a constituição da Assembleia Legislativa em 2013 e a metodologia para a escolha do Chefe do Executivo em 2014? Se for necessário alterar a metodologia para a constituição da Assembleia Legislativa em 2013 e a metodologia para a escolha do Chefe do Executivo em 2014, quais serão os princípios a defender com firmeza? E como será feita a revisão?

Meios para a apresentação de opiniões: Website: www.cdm.gov.mo Fax: 8987 0789,8987 1017 Por correios ou entregar pessoalmente para: Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública (Rua do Campo, n.° 162, Edifício Administração Pública, r/c, Macau) Direcção dos Serviços da Reforma Jurídica e do Direito Internacional (Alameda Dr. Carlos d’Assumpção, n.° 398, Edifício CNAC, 6.° andar, Macau)

Telefone: 8866 8866

Coreia do Norte anuncia conceder uma amnistia a aniversários dos dois an pai, Kim Il-sung. Segund das “políticas nobres e b

Chinesas preparamU

ma empresa de segurança chinesa abriu um novo nicho de mercado que, parece poder ter grande êxito quer na China Continental, quer mesmo noutros países da Ásia. No domingo, 20 jovens chinesas, na maioria com formação universitária, chegaram com as malas a Sanya, capital da ilha de Hainão, e iniciaram na praia um curso de oito a 10 meses de formação para se tornarem guarda-costas. Sem adereços femininos, e sob comando sério dos instrutores da “Tianjiao Special Guard/Security Consultant Ltd. Co.”, as jovens andam pela praia a fazer corridas de resistência, rastejar, enrijecer abdominais, nadar, transportar trocos e mais algum do treino militar, em que, dizem as agências não escasseiam gritos de estímulo e alguns insultos de motivação. Curiosamente, o prémio principal para a melhor futura jovem guarda-costas é um curso de formação avançada na Academia Internacional de Segurança em Israel.

MYANMAR

Banda feminina desaf O grupo “Me N Ma Girls” tem músicas sobre relacionamentos e coreografias sensuais; um contraste com o país que está abrir-se, embora ainda seja cedo para dizer que saiu da ditadura militar, conta uma reportagem do “New York Times” sobre as mudanças na sociedade birmanesa

V

ivemos duas vidas diferentes”, reconhece Lung Sitt Ja Moon, que é mais conhecida pelo apelido Ah Moon e é filha de um pastor baptista. “Fazemos o que queremos no palco e depois voltamos para a casa dos nossos pais e portamo-nos como filhas exemplares.” A banda chama-se “Me N Ma Girls”, um jogo de palavras que significa “Eu e Minhas Amigas”. As cinco jovens seguem as linhas gerais que se vêem em todo o mundo, mas em Myanmar (a antiga Birmânia), a suas atitudes vão contra pais conservadores, a censura do governo e namorados que acham escandaloso que queiram subir ao palco com roupas tão provocantes. “Tentamos chamar a atenção, mas não de uma forma demasiado sexy”, disse Wai Hnin Khaing, outra integrante da banda, pondo “água na fervura”. Myanmar está a sair de anos de um regime militar ditatorial e na sociedade há crescentes rumores de que, em breve, será abolida a censura que proíbe músicas, artigos e filmes. A sociedade já avançou na mudança; à medida que o país começa a se expor ao exterior, politica e pág 10

culturalmente, a arte e as roupas tradicionais incentivadas pelo governo da Junta Militar estão a ser substituídas, a pouco e pouco, pelo estilo de vida ocidental. “As pessoas pensam que se uma jovem usa roupas muito sensuais, é uma menina má”, disse Ah Moon, cujo pai ainda não consegue aceitar muito bem a sua escolha de carreira. As integrantes do “Me N Ma Girls”, todas na casa dos 20 anos de idade, vão para os ensaios vestindo trajes tradicionais, pois sabem que os shorts e tops que usam para ensaiar causariam olhares de reprovação nas ruas de Rangoon. De qualquer modo, as integrantes da banda não se vêem como rebeldes. Todas têm formação universitária: Química, Zoologia, Matemática, Russo e Ciências da Tecnologia. Mas revêem-se numa geração mais jovem de Mianmar, com uma vivência nas áreas urbanas, que abraçam a cultura pop ocidental, embora à sua própria maneira, isto é, ainda com

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jorn


anuncia amnistia para presos. Pyongyang anunciou que vai a prisioneiros, a partir de 1 de Fevereiro, para celebrar os ntigos líderes, Kim Jon-il (que morreu no mês passado) e seu do a agência de notícias estatal KCNA, o acto segue a linha benevolentes do Presidente Kim Il-sung e do líder Kim Jong-il”.

actual

Novo imposto causa polémica em Berlim. A introdução de um imposto sobre transacções financeiras na zona euro defendida por Angela Merkel foi contestada pelos seus parceiros de coligação, os Liberais (FDP), que só aceitam tal medida a nível de toda a União Europeia.

-se para ser guarda-costas

fia censura e os familiares

muitas reservas. “Me N Ma Girls” lançou o seu primeiro álbum no mês passado e foi aumentando a sua popularidade dentro do país com uma série de concertos em Rangoon. A banda é criação de uma dançarina australiana e designer gráfica, Nicole May, que chegou a Mianmar há três anos e vivia com o birmanês Moe Kyaw, que, inicialmente financiou o projecto. May escolheu cinco jovens entre 120 candidatas que responderam a um anúncio para participar na banda que se chamaria “Tiger Girls”. “Eu queria cinco jovens que estivessem cheias de energia e magnetismo”, disse. Mas as vencedoras não tinham o visual sul-coreano que Moe Kyaw (o companheiro de May) queria, com pele clara e corpos esguios como os manequins. “Estava céptico”, admitiu, adiantando que “se me perguntassem se achava que elas tinham aparência de uma banda feminina de sucesso, eu responderia que não.”

nal tribuna de macau

Moe Kyaw, contudo, acabou por aceder na aposta, por reconhecer que as jovens eram talentosas e que o visual talvez não fosse a única coisa importante. “Lembrei-me do êxito de Susan Boyle”, disse, recordando o jeito pouco atraente da cantora escocesa cujo óptimo desempenho no “Britain Idol” conquistou o mundo da música. Há um ano, os sócios separaram-se. As jovens seguiram May e mudaram o nome da banda para “Me N Ma Girls” e mais recentemente começaram a actuar. A banda canta sobre amor e corações partidos, situações entre jovens de ambos os sexos que são usuais noutras culturas pop, mas que não são bem aceites numa sociedade em que os filhos vivem com os pais até casarem. No vídeo clipe de uma canção chamada Festival, as jovens aparecem de óculos escuros, a dançar suadas num “night-club” e a mergulhar numa piscina enquanto cantam: “Ei, tu! Estás feliz?

Queres um pouco disto?” “Eu nunca vi jovens birmanesas comportarem-se deste modo escreveu Heather MacLachlan, professora de Música da Universidade de Dayton e autora de um livro publicado recentemente sobre a indústria musical da região, realçando que “uma banda feminina ainda é nova por aqui”. Noutros países, os músicos pop abusam de drogas, são perseguidos por paparazzi, e envolvem-se em escândalos sexuais. O grupo “Me N Ma Girls” tem uma série de outros problemas. A luz acaba sempre no local onde ensaiam, cai água do telhado durante a época de chuvas, a censura impediu-as de usar perucas coloridas, e o reconhecimento popular ainda não se reflecte em sucesso financeiro. Segundo a reportagem do “New York Times”, experiências individuais de Su Pyae Mhu Eain, formada em Zoologia, conhecida como Cha Cha inspiraram

uma canção sobre o fim de um namoro, com o refrão: “Você é um mentiroso!” O videoclipe da música foi filmado em Bangcoque no ano passado. Para as jovens, essa foi a sua primeira viagem fora da pobre Myanmar. Maravilharam-se com o trânsito da capital da Tailândia com a quantidade de lojas nos shoppings e o anonimato de viver numa grande cidade. “Lá senti-me livre”, disse Kimmy. “Podíamos usar o que queríamos sem nos preocupar com as outras pessoas. Aqui, se usamos shorts, sofremos provocações.” Em Banguecoque, jovens puseram gravar o vídeo com perucas coloridas. A banda também viu o lado libertino de Bangcoque e não gostaram de tudo. Um show nocturno particularmente explícito, levou Cha Cha a vomitar... A banda está a planear um retorno a Banguecoque no início deste ano para participar de um evento com outras bandas de Myanmar, realizado para a grande comunidade de expatriados que vive na Tailândia. Enquanto aguardam licença para a viagem, concentram-se em ensaiar e manter felizes os seus pais . O que nem sempre é fácil. Htike Htike Aung, outra integrante da banda, que faz o design das capas dos CDs conta que durante um dos ensaios que passou da meianoite recebeu um SMS da mãe: “Esqueceuse que ainda tem pais?”. Htike Htike Aung voltou para casa e encontrou a mãe à espera com o jantar na mesa. “Percebi que a minha mãe nunca vai dormir até eu voltar para casa”, disse Htike Htike Aung, concluindo que “senti-me tão mal.” ver vídeo na edição online do jtm www.jtm.com.mo

pág 11


volta ao MUND Malásia apreende dentes de elefante As autoridades da Malásia anunciaram ontem ter confiscado 500 kg de dentes de elefante, provenientes da África do Sul, e que teriam um valor de mercado próximo do milhão de dólares americanos. O marfim foi encontrado durante inspecção de rotina no porto de Klang, no estado de Selangor. É a primeira vez que nos últimos meses a carga se destinava ao mercado local.

Iates de luxo italianos na China Um consórcio chinês vai comprar 75% do capital da Ferretti, fabricante italiano de iates de luxo, por 374 milhões de euros, anunciou ontem a agência noticiosa oficial chinesa. A compra foi acordada em Jinan, capital da província de Shandong, no leste da China, entre o Weichai Holding Group Co. Ltd e o Ferretti Group, que se encontra “em fase de reestruturação”, indicou a mesma fonte.

Malnutrição é uma “vergonha” da Índia A malnutrição que afecta milhões de crianças na Índia é motivo de “vergonha nacional”, reconheceu ontem o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh por ocasião da divulgação de um relatório por várias organizações não governamentais que indica que 42 por cento das crianças com menos de cinco anos na Índia são malnutridas. O estudo abrangeu 73 mil lares em nove Estados da União indiana.

Receitas de cinema cresceram 29% As receitas de cinema na China cresceram 29% em 2011, para 13,12 mil milhões de yuan, no oitavo ano consecutivo com um crescimento superior a 25%, anunciou a imprensa oficial. Mais de metade das receitas (53,61%) foi facturada por filmes chineses, numa lista encabeçada pelo mais recente produção de Zhang Yimou, “The Flowers of War”, que arrecadou cerca de 500 milhões de yuan, foi revelado.

Casou com cadáver da namorada Um tailandês casou-se com o cadáver da namorada, que morreu na sequência de um acidente de viação, para unir as suas almas na eternidade numa cerimónia em que a esposa estava vestida de noiva, revelou a imprensa local. O jovem de 28 anos enviou um convite a todos os conhecidos através do Facebook para o casamento, que se realizou quatro dias após a morte da noiva devido a um acidente ocorrido na véspera do Ano Novo.

Leopardo matou advogado Um leopardo matou um homem e feriu outros quatro depois de ter entrado numa localidade do noroeste da Índia, noticiou ontem a cadeia de televisão local NDTV. O incidente ocorreu em Guhawati, onde testemunhas relataram que o animal saltou sobre um advogado que falava ao telemóvel no exterior da sua casa e que acabou por morrer no hospital para onde foi levado depois do ataque. O felino também feriu outras quatro pessoas, tendo arrancado a uma delas parte do couro cabeludo.

actual

Chávez ao lado do Irão contra “loucura imperialista”. O Presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou que, depois de ter vencido o cancro, quer agora juntar esforços com Mahmoud Ahmadinejad para “vencer o imperialismo americano”. Palavras que repetem anteriores juras de amizade entre os dois países, e que surgem como um alívio ao cerco montado a Teerão pelas sanções ocidentais.

PORTUGAL

Parque Mayer em obras até Março A reconstrução do Capitólio está prevista para breve e a votação final do Plano de Pormenor deve ser este mês inês banha

É

nas traseiras de um Capitólio esventrado e à espera de ser reconstruído ainda este ano que o Restaurante A Gina surpreende pela sua vivacidade, em jeito de lembrança do que foi em tempos o Parque Mayer, em Lisboa. No espaço que chegou a ser conhecido como a “Broadway portuguesa” funciona apenas um dos quatro teatros que ali chegaram a operar – um último reduto da esperança em que o Plano de Pormenor do Parque Mayer ( PPPM) ponha fim à degradação do local que actualmente é um parque de estacionamento. A versão final do documento será votada na Assembleia Municipal ainda este mês, mas, na família que gere o restaurante, já não há quem creia que o Parque Mayer possa ser reabilitado. “Não acredito muito nisso.” Júlio das Miombas, marido da proprietária do restaurante, tem uma opinião clara acerca do PPPM. “A câmara não pode fazer nada, não tem dinheiro”, explica, indiferente ao facto de já ter sido anunciado para o primeiro trimestre deste ano o início das obras de reconstrução do Capitólio, utilizando verbas do Casino Lisboa. Até porque, lembra ao DN, continua a decorrer nos tribunais o processo que contesta a permuta entre os terrenos da Feira Popular e os do Parque Mayer – celebrada pela autarquia e pela Bragaparques – e que poderá fazer os últimos regressarem às mãos da empresa. Apesar de tudo, a esperança não deve morrer. Para Helder Freire Costa, produtor do Teatro Maria Vitória, é preciso “confiar nas pessoas até ao final” – “Eu espero que este presidente [da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa], que me parece ser uma pessoa honesta, leve para diante o que disse que ia fazer.” E, embora preferisse que o PPPM previsse a existência de quatro teatros e não apenas três, a sua única angústia é a eventualidade do espaço que dirige ir abaixo sem ter sido construída uma alternativa.

É sobretudo o desconhecimento quanto ao actual estado do processo, quer do Capitólio quer do PPPM, que marca a opinião de quem lembra ao pormenor os tempos áureos do Parque Mayer. Ali instalado desde 1972, Júlio das Miombas recorda a época em que o recinto se enchia de pessoas para assistir aos espectáculos no ABC, no Variedades, no Maria Vitória ou no Capitólio, jantar num dos oito restaurantes que ali existiam, dar uma volta no carrossel, ir ao fotógrafo ou ao barbeiro. Um cenário difícil de imaginar para quem hoje visita o espaço, que mais não é do que um parque de estacionamento ao lado da Avenida da Liberdade. Inundado de carros, impressiona pela degradação da maioria dos edifícios, posta em causa aqui e ali por pequenas explosões de cor. Uma delas é bem visível nos muros do recinto, decorados com graffiti. “Tapam a porcaria”, atira o transmontano de 60 anos, salientando o actual estado do Capitólio, esventrado e poiso de pombos, cujo interior foi já demolido, na que foi a primeira fase da intervenção da reabilitação do equipamento. A próxima deverá começar nos próximos três meses. Uma previsão que não cria grandes expectativas em Júlio das Miombas: “Daqui a dois ou três ainda vamos estar aqui, na mesma.” JTM/DN

Processo decorre nos tribunais desde 2005 O caso Bragaparques nasceu no início de 2005, quando a Assembleia Municipal de Lisboa aprovou a permuta dos terrenos do Parque Mayer que pertenciam à Bragaparques por parte dos terrenos camarários da Feira Popular. O negócio envolveu a venda em hasta pública do lote restante em Entrecampos, adquirido pela mesma empresa através da execução de um direito de preferência, que viria a ser contestado pela oposição camarária de então. A operação permitiu à Bragaparques deter a totalidade do espaço da antiga Feira Popular. Em Setembro de 2005, o processo foi enviado para tribunal pela Inspecção Geral da Administração do Território, estando ainda a decorrer.

Três teatros e duas grandes ruas com ligação ao Jardim Botânico O plano é do Parque Mayer, mas tem sido o Jardim Botânico da Universidade da Lisboa a centrar atenções no debate público do documento cuja versão final está há várias semanas para ser votada na Assembleia Municipal de Lisboa

N

o futuro, deverá ser criada uma ligação pedonal entre os dois espaços (hoje separados por um muro), numa área que deverá ser marcada, na sua totalidade, pelo verde. Isto

porque as coberturas dos edifícios que vierem a existir no Parque Mayer vão ter vegetação, dando a sensação de serem um prolongamento do Botânico. O recinto deverá ficar organizado em torno de uma praça central – a do Capitólio –, de onde partirão duas grandes ruas. Prevista está também a recuperação do Variedades, bem como a construção de um novo teatro e de um hotel. No total, serão três as salas de espectáculos a funcionar, numa operação que deverá incluir a demolição do Maria Vitória e do ABC. Até agora, apenas o Capitólio – o único imóvel classificado – tem um pro-

pág 12 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

jecto, que contempla a transformação do edifício num espaço contemporâneo que possa comportar o maior número possível de actividades culturais. Mudanças que não significam que o recinto vá perder a sua vertente de parque de estacionamento, estando previstos para o local 440 lugares – um número que tem sido considerado “insuficiente”. Um problema, porém, ensombra a evolução deste processo: a incerteza quanto ao desfecho do processo Bragaparques, já que, caso a permuta com os terrenos da Feira Popular, em Entrecampos, seja anulada, todo o recinto passará a pertencer à empresa (ver caixa).


Morre ao inscrever-se na universidade. Pelo menos uma pessoa morreu em tumultos registados em frente à universidade de Joanesburgo, onde milhares de estudantes estiveram ontem concentrados na esperança de conseguirem inscrever-se antes do início do novo ano lectivo. Duas outras pessoas ficaram gravemente feridas revelou a AFP.

actual

França expulsou 33 mil imigrantes ilegais. O Ministro do Interior de França, Claude Guéant, revelou que cerca de 33 mil imigrantes ilegais foram expulsos do país no ano passado, mais que os 28 mil previstos. Em 2012 o objectivo é expulsar 35 mil.

TAIWAN

A “ovelha ranhosa” do KMT não desiste Nas últimas horas estão a crescer os apelos ao candidato James Soong para que desista em favor do Presidente Ma. Até agora diz que não desiste. Já em 2000 foi a sua divisão que fez ascender o Partido Democrático Progressista. Por isso, o KMT considera-o “uma ovelha ranhosa”

N

ão são de agora as especulações sobre a decisão final do candidato James Soong ou Soong Chuyu. Os resultados de todas as sondagens (que legalmente não podem ser tornadas públicas na semana final) dão-lhe menos de dois dígitos, revelando como a

KMT pode perder 10 a 15 lugares Pela primeira vez, em Taiwan, realizam-se eleições legislativas ao mesmo tempo que as presidenciais. Os analistas acham que o KMT - Kuomitang, partido no poder, manterá a sua folgada maioria, mas deverá perder alguns lugares. Neste momento, o KMT dispõe de 81 deputados no Parlamento (designado por “Yuan Legislativo”), enquanto o principal partido da oposição, o PDP-Partido Democrático Progressista conta com 27 deputados. Tudo indica, dizem os analistas, que o KMT pode perder 10 a 15 lugares, e embora seja possível, não é certo que todos sejam conquistados pelo PDP. Também nestas legislativas sobressai o resultado de James Soong que lidera o “Partido O Povo Primeiro” (People First Party – PFP em inglês), que resultou da mais recente dissidência do Kuomitang. O número dos lugares que consiga arrebatar ao KMT, dar-lhe-á margem de manobra no órgão Legislativo, servindo de “fiel da balança” entre o KMT e o PDP.

eleição se encontra polarizada entre os candidatos oficiais do Kuomitang e do Partido Democrático Progressista (PDP). Situação que não dá grande descanso ao Presidente Ma, uma vez que a luta se encontra bastante renhida e, portanto, qualquer fuga de votos do KMT, por pequena que seja, poderá ser decisiva no resultado final. Em termos de campanha, Soong tem feito, aliás, acções de pouca visibilidade, parecendo mais interessado em dar força aos candidatos do seu partido para as legislativas, do que à eleição presidencial. Recorde-se que o candidato à sua vice-presidência passou a última semana no Butão “em reflexão”... Deste modo, nos círculos do KMT aumentam os apelos para que, nos momentos finais, James Soong desista em favor de Ma Yeong-ye, apelos a que até agora “fez ouvidos moucos” insistindo em ir até ao fim, mesmo correndo o risco de arcar com a culpa da candidata do PDP ser eleita. A verdade é que não seria a primeira vez. Em 2000, a sua candidatura, definida como a linha mais conservadora do KMT, dividiu o partido, impediu a eleição

CHINA

SÍRIA

O crescimento da economia chinesa deverá abrandar para 8,3 por cento em 2011, segundo um relatório de um banco alemão divulgado ontem em Pequim

O presidente sírio, Bashar al-Assad, afirmou ontem que vai resistir com “mão de ferro” às tentativas para o afastar e que não vai abandonar o poder, insistindo que continua a ter apoio popular

do candidato oficial Lien Chan e levou à presidência Chen Shiu-bian. Quatro anos depois, Lien levou-o na lista como candidato à vice-presidência, quando Chen Shui-bian já estava muito fragilizado pelas acusações de corrupção, mas mesmo assim perderam e só a chegada de Ma Ying-jeou levou o KMT de novo ao Palácio Presidencial. Filho de um militar de Hunan (o seu avô alegadamente foi professor de Mao Tse tung) fugido com os nacionalistas para o arquipélago, catapultado pelo Presidente Lee Teng hui, que o nomeou Governador da província de Taiwan, James Soong tem funcionado como “a ovelha ranhosa” do Kuomitang, provocando a sua divisão quando o partido não o escolha. Concorreu às eleições em 2000, porque a democratização do sistema eliminou o lugar de Governador e o partido escolheu Lien Chan. Perdeu Soong e perdeu o KMT. Criou o “People First Party” que a partir de 2001 tem feito parte da coligação “pan blue” conjuntamente com o seu partido de origem. J.R.D.

Crescimento de 8,3% Bashar al-Assad resiste

A

rrastado pela queda do investimento no sector imobiliário e das exportações, no primeiro trimestre deste ano, o crescimento “cairá para seis ou sete por cento”, contra os 9,7 por cento registados em igual período de 2011, disse um economista do Deutsche Bank. A China é a segunda maior economia do mundo, a seguir aos Estados Unidos. No primeiro semestre de 2011, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 9,6 por cento, abrandando para 9,1 por cento no terceiro trimestre. Os números relativos ao último trimestre de 2011 ainda não foram divulgados, mas os analistas esperam que o abrandamento seja mais acentuado que no trimestre anterior. O comércio ChinaUnião Europeia, por outro lado, cresceu 18,3 por cento em 2011, para 567,21 mil milhões de dólares, indicou a Administração Geral das

Alfândegas chinesas. Apesar da diminuição da procura nos países da zona euro, a UE continuou a ser o maior parceiro comercial da China, à frente dos Estados Unidos. Pelas contas das alfândegas chinesas, o comércio com os Estados Unidos aumentou 15,9 por cento em 2011, para 446,65 mil milhões de dólares. No conjunto, o comércio externo chinês cresceu 22,5 por cento em 2011, somando 3,64 biliões de dólares, indicou a mesma fonte. Mas o excedente comercial da China contraiu 14,5 por cento em relação a 2010, para 155,14 mil milhões de dólares, acentuando a tendência dos últimos três anos. Em 2008, o excedente comercial chinês atingiu o recorde de 295,47 mil milhões de dólares, contraindo depois para 196,07 mil milhões de dólares em 2009 e para 183,1 mil milhões de dólares em 2010. JTM/Lusa

N

o quarto discurso que pronunciou desde o início da revolta popular no país, há 10 meses, Al-Assad voltou a acusar interesses estrangeiros e terroristas de tentarem desestabilizar o país e a assegurar que não deu ordens para que as forças de segurança disparassem sobre civis. “A nossa prioridade agora é recuperar a segurança de que gozámos ao longo de décadas e isto só pode ser alcançado se enfrentarmos os terroristas com mão de ferro”, disse Assad no discurso, pronunciado na Universidade de Damasco e transmitido pela televisão estatal. “Não seremos clementes com aqueles que trabalham com interesses estrangeiros contra o país”, disse. Assad criticou igualmente a Liga Árabe, afirmando que a organização fracassou na protecção dos interesses árabes. A Liga Árabe suspendeu a Síria dos seus trabalhos e enviou uma missão de observadores para verificar o cumprimento pelas autoridades do plano que Al-Assad aceitou a 19 de Dezembro. “A Liga Árabe falhou durante seis décadas na protecção dos interesses árabes. Não devemos surpreender-nos por voltar hoje a falhar”, disse. No discurso, Assad anunciou que o referendo à nova Constituição síria será em Março. “Quando a comissão sobre a nova Constituição tiver terminado os trabalhos, haverá um referendo popular, porque é uma questão que interessa a to-

dos. O referendo será realizado na primeira semana de Março”, disse. “Declararemos vitória em breve. Governo por vontade do povo e quando sair deste cargo será também por vontade do povo”, afirmou. O presidente sírio acusou centenas de ‘media’ de tentarem “empurrar (a Síria) para o colapso”, considerando que até agora “fracassaram, mas não desistiram”. Para o presidente sírio, os ‘media’ internacionais tentaram “falsificar a entrevista à cadeia norte-americana” ABC, acusação que já tinha feito no início de Dezembro, quando acusou a estação de ter “deliberadamente” deturpado as suas declarações. Nessa entrevista, Assad negou qualquer responsabilidade na morte de manifestantes e afirmou que apenas “um louco” podia ordenar que se disparasse contra o seu próprio povo. JTM/DN jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 13


Arsenal vence Leeds com golo de Henry. O Arsenal venceu o Leeds United, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Inglaterra, com um golo solitário do francês Thierry Henry, regressado ao clube londrino por empréstimo do Metro Stars, da Liga norte-americana de futebol.

Braga iguala Sporting com vitória em Aveiro. O Sporting de Braga venceu o Beira-Mar, por 2-1, e igualou o Sporting na terceira posição da Liga portuguesa de futebol, na partida que encerrou a 14.ª jornada, disputada no Estádio Municipal de Aveiro.

DESPORTO SONDAGEM

Domingos é o melhor treinador da Liga O Benfica é visto como o mais forte candidato a sagrar-se campeão nacional e Hulk, do FC Porto, o melhor jogador do campeonato. O líder dos dragões, Jorge Nuno Pinto da Costa, é o melhor presidente de clube de sempre em Portugal tiago silva pires

“Hat-trick” de Messi D

L

ionel Messi ergueu mais um pilar na sua imortalidade no futebol ao conquistar pela terceira vez consecutiva o prémio de melhor futebolista do ano, a Bola de Ouro da FIFA, numa eleição tão óbvia quanto merecida. Na história do prémio criado em 1956 pela revista francesa de futebol France Football, apenas o francês Michel Platini tinha vencido o troféu três vezes seguidas (1883 a 85), mas quando o galardão era reservado a apenas jogadores europeus. Os últimos “adversários” do jogador do Barça eram o seu companheiro Xavi e Cristiano Ronaldo, do rival Real Madrid, que conquistou a “Bota de Ouro”. O

futebolista argentino viveu um 2011 mágico com a camisola do “Barça”, que comandou à conquista da Liga dos Campeões, da Liga espanhola, do Mundial de clubes, da Supertaça Europeia e ainda da Supertaça espanhola. Em termos individuais, Messi não parou de encantar: com o “10” do “Barça”, marcou 55 golos, em 57 encontros. Na Liga dos Campeões, marcou 12 golos, em 12 jogos, acabando pela terceira época consecutiva como o melhor marcador da prova. Com naturalidade, Messi conquistou também o prémio de melhor jogador a alinhar na Europa, que a UEFA instituiu pela primeira vez em 2010/2011.

omingos Paciência é o melhor treinador da edição 2011/ 2012 da Liga portuguesa de futebol. Isto apesar de o Sporting ser, neste momento, o terceiro classificado do campeonato nacional, agora a oito pontos do novo líder isolado, o Benfica, e a seis de diferença do campeão FC Porto, actual segundo colocado da geral. Este é o resultado de um estudo de opinião efectuado pela Eurosondagem, S. A., nos passados dias 5 e 6 de Janeiro, antes ainda do clássico do último sábado no Estádio José Alvalade, que ditou um empate (0-0) entre o Sporting e o FC Porto. O técnico principal dos leões é, para uma percentagem de 39,9 entre um total de 1063 pessoas entrevistadas, o melhor dos treinadores do primeiro escalão do futebol português. Seguemse-lhe, para os inquiridos, Jorge Jesus, treinador do Benfica (29,2%), e Vítor Pereira, o técnico do FC Porto (7,9%) – este último, no entanto, a uma distância bastante considerável dos dois primeiros e com Leonardo Jardim, do Sporting de Braga (5,6%), muito perto.

Num outro item, o Benfica (33,3%) era já considerado pelos entrevistados, antes ainda de cumprida a 14.ª jornada da Liga em que assumiu o comando da prova, como a equipa com mais hipóteses de se sagrar campeã esta temporada. Neste campo, contudo, o equilíbrio é a nota dominante. O FC Porto reuniu 30,6% dos votos e o Sporting 24,7%. O brasileiro Hulk (25,6%), avançado dos dragões, é considerado pelos inquiridos como o melhor jogador do campeonato, seguido pelo médio-ofensivo argentino Pablo Aimar, do Benfica (18,8%), e pelo extremo-esquerdo espanhol Diego Capel, atleta do Sporting.

JTM/DN

Canadian Health Clinic Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes

ANÚNCIO CONCURSO PÚBLICO PARA “EMPREITADA DE CONSTRUÇÃO DO CENTRO DE INSPECÇÕES DE VEÍCULOS EM COTAI (1.ª FASE)” 1. Entidade que põe a obra a concurso: Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes. 2. Modalidade de concurso: Concurso Público. 3. Local de execução da obra: Perto da Avenida do Aeroporto. 4. Objecto da Empreitada: Construção de fundações do Centro de Inspecções de Veículos em Cotai. 5. Prazo máximo de execução: 200 dias (duzentos dias). 6. Prazo de validade das propostas: o prazo de validade das propostas é de noventa dias, a contar da data do Acto Público do Concurso, prorrogável, nos termos previstos no Programa de Concurso. 7. Tipo de empreitada: a empreitada é por Série de Preços. 8. Caução provisória: $1 320 000,00 (um milhões, trezentas e vinte mil patacas), a prestar mediante depósito em dinheiro, garantia bancária ou seguro-caução aprovado nos termos legais. 9. Caução definitiva: 5% do preço total da adjudicação (das importâncias que o empreiteiro tiver a receber, em cada um dos pagamentos parciais são deduzidos 5% para garantia do contrato, para reforço da caução definitiva a prestar). 10. Preço Base: não há. 11. Condições de Admissão: Serão admitidos como concorrentes as entidades inscritas na DSSOPT para execução de obras, bem como as que à data do concurso, tenham requerido a sua inscrição / reinscrição, neste último caso a admissão é condicionada ao deferimento do pedido de inscrição / reinscrição. 12. Local, dia e hora limite para entrega das propostas: Local: Secção de Atendimento e Expediente Geral da DSSOPT, sita na Estrada de D. Maria II, nº33, R/C, Macau; Dia e hora limite: dia 16 de Fevereiro de 2012 (quinta - feira), até às 12:00 horas. 13. Local, dia e hora do acto público: Local: Departamento de Edificações Públicas da DSSOPT, sito na Estrada de D. Maria II, nº 33, 17º andar, Macau; Dia e hora: dia 17 de Fevereiro de 2012 (sexta -feira), pelas 9:30 horas. Os concorrentes ou seus representantes deverão estar presentes ao acto público de abertura de propostas para os efeitos previstos no artigo 80º do Decreto-Lei n.º 74/99/M, e para esclarecer as eventuais dúvidas relativas aos documentos apresentados no concurso. 14. Local, hora e preço para obtenção da cópia e exame do processo: Local: Departamento de Edificações Públicas da DSSOPT, sito na Estrada de D. Maria II, nº 33, 17º andar, Macau; Hora: horário de expediente (Das 9:00 às 12:45 horas e das 14:30 às 17:00 horas) Na Secção de Contabilidade da DSSOPT, poderão ser solicitadas cópias do processo de concurso ao preço de $ 110,00 (cento e dez patacas). 15. Critérios de apreciação de propostas e respectivos factores de ponderação: - Preço razoável 60%; - Plano de trabalhos 10%; - Experiência e qualidade em obras 18%; - Integridade e honestidade 12%. 16. Junção de esclarecimentos: Os concorrentes poderão comparecer no Departamento de Edificações Públicas da DSSOPT, sito na Estrada de D. Maria II, nº 33, 17º andar, Macau, a partir de 20 de Janeiro de 2012 (inclusivé) e até à data limite para a entrega das propostas, para tomar conhecimento de eventuais esclarecimentos adicionais. Macau, aos 5 de Janeiro de 2012. O Director dos Serviços Jaime Roberto Carion pág 14 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

Services

General Practice, Chiropractic, Physical & Rehabilitation Therapy, Custom Orthotics, Aromatherapy

For Appointment

[ O ] SHAPE

Chiropak School bag [ X ] SHAPE

Tel: 28335035

Fax: 28335036

Monday toFriday: Friday: 9:309:30 am -pm 1:00 pmpm / 3:00 Monday to am - 1:00 / 2:30 - 6:30pm pm- 7:30 pm Saturday: am - am 2:00- pm Saturday: 9:309:30 2:00 pm

Av. Almeida Ribeiro, Nº 99, Edifício Comercial Nam Wah, 6º andar, Sala 608, Macau

ICQ dental team is a group of dental specialists with internationally recognized qualifications. We provide all range of dental services: − − − −

Oral examination and radiology investigation Restorative and Cosmetic Dentistry Children Dentistry Orthodontic Treatment

− Oral and Dental implant Surgery – Endodontic Treatment − Periodontal Treatment − Emergency Treatment We are committed to deliver high quality dental services with personalized care. We ensure the highest level of infection control.

Website: www.icqoral.com

Consultation by appointment:

Mon to Sat: 10:30am - 7:30pm Sun: 10:30am - 2:00pm Tue and public holidays: closed

Avenida da Praia Grande, Nº 665, Edifício Great Will, 2º Andar A Tel: 28373266 Fax: 28356483 Email: appoint@icqoral.com Web:www.icqoral.com


“O capitalismo desregulado, em tempo de globalização e sem ética nem valores, está a promover, seguramente sem o querer, a criminalidade, o mal-estar social e os conflitos entre pessoas e Estados.” – Mário Soares

opinião

O TEMPO E A MEMÓRIA

“Ao contrário da Europa, a América do Norte, de Barack Obama, está a dar um salto em frente considerável, no sentido do progresso da sua economia e da redução do número de desempregados.“ – Idem

Mário Soares

Façamos boa cara ao mau tempo 1

. Entrámos num mundo de transição. Nada está ganho nem nada está perdido. Concentremo-nos na Europa, nossa pátria colectiva. Não vai nada bem. O mundo em geral, de resto, também está em ebulição, numa fase bem difícil e perigosa. Mas a Europa era para o mundo uma referência: de democracia, de bem-estar, de justiça social, de respeito pelos Direitos Humanos, de desenvolvimento sustentado, para defesa de um planeta ameaçado. Deixou de ser? Em boa parte teremos de responder: deixou. O capitalismo financeiro, a economia virtual e os loucos mercados especulativos estão a corroer os valores europeus e, talvez, a própria Democracia. As pessoas, e não só as mais pobres, estão cada vez em pior situação. São também as das chamadas classes médias, que estão a perder as perspectivas e a ficar desesperadas. Compreende-se. São situações muito preocupantes. Mas quem paga não são os ricos: são sempre os pobres. Será que a Europa enlouqueceu? É o título de um belo artigo escrito pelo director do Jornal do Fundão, Fernando Paulouro Neves, que cita a começar um poema de Nuno Júdice, curiosamente de 2008, que diz: “... A Europa enlouqueceu/e pede que a fechem/para que ninguém/acredite no que ela diz...” Paulouro Neves vai mais longe e lembra o grande Presidente americano Franklin Roosevelt, que viveu e venceu, como se sabe, a crise de 1929/31, a qual esteve na origem do nazismo. Disse ele: “Ser governado pelo dinheiro organizado é tão perigoso como pelo crime organizado.” Tinha razão. O capitalismo desregulado, em tempo de globalização e sem ética nem valores, está a promover, seguramente sem o querer, a criminalidade, o malestar social e os conflitos entre pessoas e Estados. Um caminho perigoso que nos pode conduzir a uma nova guerra. Conclusão: é preciso reagir e com urgência. Enquanto é tempo!

2

obedecem cegamente às imposições dos mercados especulativos.

3

. Não creio que valha a pena, no deserto ético e político, em que nos encontramos, fundar novos partidos. Não só não são necessários como podem ser contraproducentes. Mas é urgente refundar os que temos ainda e se autodestruíram, por pressão da chamada terceira via ou por abandono da doutrina social da Igreja, que foi considerara, após o Concílio Vaticano II, como algo do passado. O que não é, creio, apesar das actualizações que são necessárias. A luta contra as tremendas desigualdades sociais, que constituem, para certos países, como Portugal, depois da Revolução dos Cravos, uma vergonha, é a demonstração disso. Bem como a situação dos católicos que, deslumbrados pelo capitalismo selvagem, esqueceram os grandes princípios da doutrina social da Igreja. Como os socialistas, pela mesma razão, se encantaram com a “terceira via”, que os conduziu a idênticos resultados. É, pois, necessário que essas duas famílias políticas repensem as suas ideologias e voltem aos valores ético-políticos que estão na origem do seu poder e do mito do projecto político europeu. Se possível em associação com os verdes e com os que professem os mesmos valores: culto da paz; aprofundamento democrático; desenvolvimento da justiça social; combate contra as desigualdades e a corrupção; luta contra o desemprego; defesa das ameaças que pesam sobre o nosso Planeta.

4

. Reconheçamos que a União Europeia tem vindo progressivamente, nos últimos anos, a perder os seus valores e daí a profunda decadência em que se encontra. Como disseram Schmidt, Kohl, Delors e alguns outros políticos bem conhecidos mas que não estão no activo, por razões de idade ou outras. A nossa Europa está à beira do abismo. É preciso evitar que esse salto perigosíssimo venha a dar-se, em benefício dos europeus - de todos os seus Estados -, mas também dos não europeus, com sentido da responsabilidade. Para isso, é preciso também perder o medo. Lutar com a mesma energia e convicção com que o fizemos contra o nazi-fascismo e os outros totalitarismos. Quando a leitura de Hannah Arendt nos

ensinou o que foram, no século passado, os totalitarismos de vários tipos que nos afectaram. Federico Mayor Zaragoza, ex-director-geral da UNESCO, onde realizou uma ação excepcional, e homem político e de grandes Causas - e que é também poeta -, acaba de publicar um livro de poesia, Donde no Habite el Miedo, em parceria com María Novo. É um livro lindíssimo - pelo conteúdo dos poemas e pela beleza da apresentação - que reflecte e repudia o medo da primeira à última linha. Efectivamente, coragem e determinação precisam-se para salvar a Europa.

5

. Ao contrário da Europa, a América do Norte, de Barack Obama, está a dar um salto em frente considerável, no sentido do progresso da sua economia e da redução do número de desempregados. Se assim continuar, nos próximos meses, é provável que Barack Obama não tenha problemas em ganhar as eleições para os próximos quatro anos. Até porque os candidatos republicanos, religiosos ou não, extremistas ou mais moderados, carecem de um discurso lógico que possa convencer o eleitorado americano médio. Se assim for, Obama volta a ganhar, para um segundo mandato, o que é uma excelente coisa para a América, para a Europa e para o mundo. Abriu-se, assim, nas últimas semanas, uma réstia de esperança que importa alimentar, com realismo. Num mundo que surge como tão pessimista, em todos os continentes, quando a China parece estar em dificuldades, como aliás, mais tarde ou mais cedo, eram previsíveis, e a Rússia começa a saber o que são grandes manifestações populares, que põem em causa o regime autocrático de Putin e, por toda a parte, surge a incerteza quanto ao futuro próximo, talvez com a única excepção da Ibero-América, com destaque para o Brasil, o país líder desse subcontinente. Tenhamos pois nós, europeus, esperança num futuro melhor, de que bem precisamos. Apesar das dificuldades que estão a fustigar os grandes Estados - a Itália e a Espanha - e que se fazem sentir em países como a Alemanha e a França. À quelque chose malheur est bon, como dizem os franceses. JTM/DN

Cartoon

. Como? Stéphane Hessel, o autor do Indignai-Vos, que tive a honra de apresentar, na conferência e no lançamento do livro que fez, na Fundação Mário Soares, com os movimentos que provocou por toda a

Europa, chegou à conclusão de que não basta indignarmo-nos. É verdade. É preciso ir mais além. Escreve Stéphane Hessel, num livro recente, publicado em parceria com um jovem de 25 anos, Gilles Vanderpooten, intitulado Empenhai-Vos!. É certo. É urgente agir para evitar o pior, ou seja: A catástrofe europeia e o fim do euro, com as suas deploráveis consequências. Agir concertadamente, organizando-nos para podermos intervir coletivamente de modo a mudar o caminho da União Europeia, voltando aos valores e ideais com que foi criada. Cito Hessel: “É preciso saber dizer não ao que está mal. Denunciar, Protestar, Resistir. Mas também dizer sim. Agir, combater, participar na insurreição pacífica que nos permita dar resposta a um mundo que não nos agrada. Numa palavra, empenharmo-nos.” E mais adiante: “As alternativas existem: temos a possibilidade de engendrar os caminhos de um mundo mais bem governado.” Para tanto, é preciso defender a democracia que, em termos europeus, está a ser destruída. As instituições europeias estão paralisadas e a dupla Mer-kozy parece querer governar, sem prestar contas aos outros parceiros europeus, pelo menos da zona euro, a que Portugal tem o orgulho de pertencer. Não é aceitável! É por isso que é preciso protestar. Por mim, há muito tempo que aprendi que não há democracia sem partidos políticos, porque as democracias de partido único, como houve no pós-guerra, nos países de Leste, foram tão-só ditaduras. Pelo contrário, as democracias que estão na base da construção da CEE e depois da União Europeia foram democracias pluripartidárias, sendo que a sua espinha dorsal foram duas famílias político-ideológicas: os partidos democratas cristãos e os partidos socialistas (ou social-democratas ou trabalhistas). Sucede que hoje essas duas famílias políticas estão praticamente extintas: só há partidos populares e neoliberais a governar, que - note-se - nos arrastaram para a situação em que estamos. Com efeito, a União Europeia é hoje governada por partidos ultraconservadores, sem visão democrática e sem valores éticos, que só pensam no dinheiro e, por isso,

JTM/DN jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 15


Dito

(...)“As palavras sempre atrapalham aqueles que se atrapalham com elas e com as ideias”

Hélder Fernando in “Hoje Macau”

opinião

Há 20 anos zoom sobre macau

In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 11/01/1992

conselho de formação continua por formar Quando de debate na Assembleia Legislativa sobre as grandes linhas de acção governativa, um dos temas mais insistentemente mastigado foi o da Educação “gratuita e obrigatória”. Uma longa lista de deputados, falando mais uns arás dos outros, insistiu sempre na necessidade desse objectivo ser concretizado rapidamente, exigindo-se. pelo menos, que a Administração indicasse uma data para a concretização do desiderato. Como é óbvio nenhum dos oradores se recordou que meses antes passara também algumas horas a debater a Lei Básica do eistema educativo, no qual se define que a Educação será “tendencialmente” gratuita. Ninguém avançou também com nenhuma sugestão sobre a forma como o objectivo poderá ser concretizado, sendo certo que nos países em que existe um ensino geral e gratuito, esta só é aplicada nas escolas oficiais. Ora sendo sabido que em Macau pelo menos 90 por cento dos alunos frequentam escolas particulares, como irá a administração proceder? Pagando as propinas pedidas por cada escola? O que acabou por ficar claro no debate, é que competirá ao Conselho da Educação definir o esquema a organizar para se chegar a um sistema de ensino geral e gratuíto, primeiro para os seis primeiros anos escolares e mais tarde os restantes nove.

Luís Machado*

machado.luispc@gmail.com

Fumar às escondidas, uma aventura! E

sta campanha anti-tabaco, que entrou em vigor, com força de lei, desde o primeiro de Janeiro, tem-me feito recuar no tempo e recordar os meus tempos idos de jovem imberbe, no Liceu de Macau. Fumar dava-nos “estatuto” ou seja “estilo” (para uns era mesmo um estilo podre!). Quem não tivesse tabaco no bolso, quase que não podia entrar na casa de banho, destinada aos rapazes, logo por de baixo das escadas, mas com janela, ou melhor com uma “chaminé”, que dava para a Baía da Praia-Grande, do lado da Estátua do “Cavalo Preto” – a do herói, Ferreira do Amaral (o preto era da côr do bronze escurecido, pela humidade) no rés-do-chão do edifício cinzento – do “Xangai plaster” uma característica nos edifícios do Estado Novo, muito marcante para a época! Fumar, era pois, ponto assente, para todos! Excepto os mais fragilizados, os doentes e alguns menos dados à rebeldia (os tais de “mariquinhas pede salsa”!). O certo era que a proibição era levada a sério pelos professores mas só em relação aos alunos mais novos. Salvo raras excepções, como por exemplo o nosso professor de Ciências, que normalmente até nos “cravava” uns cigarritos e nos punha logo á vontade, pois se o quiséssemos acompanhar nessa, arte ou vício muito sociável da época, éramos bem-vindos! Havia até professores que acendiam um cigarro atrás do outro umas autênticas chaminés, nas nossas aulas e ao que saiba, não me consta que tivéssemos adquirido ou contraído alguma doença respiratória por esse motivo, nem ninguém se queixava com o cheiro ou com o fumo! Quanto às marcas do dito poluente atmosférico, que ainda hoje circulam no mercado e que agora sofreram um aumento considerável, a do “cowboy” a cavalo (o tal que

Direcção dos Serviços de Finanças

Edital Contribuição Predial Urbana São, por este meio, avisados os contribuintes que pretendam beneficiar, relativamente ao exercício de 2011, da dedução das despesas de conservação e manutenção, prevista nos artigos 13º e 16º do Regulamento da Contribuição Predial Urbana, em vigor, de que deverão apresentar, no mês de Janeiro, uma declaração do modelo M/7, em separado para cada prédio ou parte dele. Ficam dispensados da apresentação da referida declaração, quanto aos prédios não arrendados, no exercício de 2011. O impresso da declaração será fornecida por estes serviços, no Edifício de Finanças, no Centro de Serviços da RAEM e Centro de Atendimento Taipa, ou podem ser descarregados através do endereço electrónico www.dsf.gov.mo Aos, 9 de Dezembro de 2011. A Directora da Serviços, Vitória da Conceição

pág 16 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

morreu com um cancro nos pulmões segundo as notícias, nunca confirmadas!) já era a mais cara nos nossos tempos e custava nada mais nada menos que uma pataca, enquanto o nosso “bom amigo ou companheiro”, da tradução à letra – “Leung Yao” – “Good Company”, custava 40 avos, nessa altura. Mas havia sempre o ultimo recurso aos ditos “mata-ratos” ou seja o “Kentucky”, ainda mais baratinhos…uma vez que a carteira de jovem estudante, não dava para mais que um macito por semana e uma ida ao cinema que também lá iam umas moedas de prata as de cinquenta avos – bons velhos tempos, do que me fui agora lembrar! Tínhamos que equilibrar a nossa balança de pagamentos e os “cravas” eram sempre “persona non grata” e ostracizados, topávamos logo! Esses eram famosos por fumarem da marca “SEMEDÃO”! A tal que só custava aos outros que compravam os cigarrinhos, uma autêntica praga no fim do mês! Quanto ao tabaco avulso ainda me lembro de ter visto vender, lá para os lados do Mercado Vermelho, quando íamos ao “moderno”cinema “Lido” (agora em completo abandono, tal como o cineteatro da Taipa!) Uma modalidade que não era a nossa preferida, pela falta de higiene a que isso incorria! Mas ainda somos do tempo, mas isto já em Portugal continental, em que as “barbas de milho” enroladas em papel higiénico faziam o consolo de muitos “viciados” no tabaquinho que pelos seus preços exorbitantes, os obrigava em último recurso! E já agora digam-me, quem nunca enrolou uma mortalha em tabaco holandez!? E durante a crise ou greve das tabaqueiras portuguesas, quem não andou a fumar “mata-ratos” espanhol e tabaco das ilhas açorianas!? Ao que nos sujeitávamos para dar cabo deste maldito hábito!

O cachimbo era outro método para podermos aproveitar as “piriscas” e o tabaco ainda não queimado (das beatas) nos cinzeiros lá de casa, sim porque o tabaco próprio para tal, estava muito fora do alcance das nossas parcas economias da semanada ou mesada! Aqui lá se iam os pruridos com a higiene pela pia abaixo! Enfim havia uma panóplia de métodos para “matarmos” o vício adquirido e sempre consumado às escondidas, dos nossos educadores, que por seu lado também fumavam, dando-nos o mau exemplo! Parafraseando os nossos irmãos brasileiros, nessa altura “todo o mundo fumava”! Agora, no novo século fumar é um luxo e proibido quase em toda a parte! Mas poluir o ar que respiramos com fumos tóxicos de, fábricas ou centrais termoeléctricas, de veículos de quatro ou mais rodas movidos a gasóleo ou mesmo dos “enxames de vespas, aceleras” cuja mistura de gasolina e óleos corrosivos, isto não é preocupante! É caso para dizermos - Desgraçado do “tu que fumas” ele é quem paga as favas deste do ar poluído que respiramos …sem apelo nem agravo. Fumador aceite este conselho, de quem já passou pelo mesmo e conseguiu, deixe de fumar, tome essa resolução para 2012 e encha-se de força de vontade e coragem! Largue o tabaco de vez! Ou então, muito cuidadinho, faça-o bem às escondidas das brigadas dos SS e não se deixe “caçar”. Senão vai ficar a “deitar fumo pelos olhos” (vulgo – chorar) ao ver as notas de CEM (entre 4 a 6) a voarem para fora da sua carteira. Um óptimo e próspero Ano do Dragão – Sem Fumo! * Escreve neste espaço às quartas-feiras.

Aviso Assunto: Recuperação de automóveis Estimados proprietários de viaturas, As viaturas abaixo mencionadas, já se encontram estacionadas no Auto-Silo da Alameda Dr. Carlos d’Assumpção (gerida pela presente companhia) em períodos demorados, solicita-se aos seus proprietários pelo pagamento das tarifas junto da caixa do auto-silo, com vista à recuperação das mesmas. Em situações da não recuperação dentro do prazo de 90 dias, as mesmas serão consideradas e processadas como veículos abandonados. Números de matrícula: MI-58-21 MF-21-16 Telefonar de contacto: 28715596 Forehap Parking Management Co., Ltd.

Falecimento A família de Filomena Ferreira Lata cumpre o doloroso dever de participar o seu recente falecimento no Centro Hospitalar Conde de S. Januário, vítima de doença. As exéquias fúnebres terão lugar no dia 12 de Janeiro, pelas 15h00, na Capela de Cemitério de S. Miguel Arcanjo, com missa de corpo presente, seguida de enterro. A família enlutada agradece antecipadamente a todas as pessoas que se dignarem acompanhar o funeral.


opinião

“Tal como o adivinho me tinha dito, as intrigas acabaram por se resolver e, depois de desmascarados, os “schiffozi” acabaram por ir de patins para o jetfoil e eu nomeado para funções de mais responsabilidades.” - Luiz de Oliveira Dias

postais das ilhas

“Não é frequente encontrar fora da política evidências de enriquecimento sem explicação clara? De êxitos inexplicáveis? De sortes misteriosas?” Pedro Tadeu

Luiz Oliveira Dias*

E mal não fez T

odas as cidades - e vilas e aldeias têm, pelo menos, uma bruxa. Com esse nome ou outro. A da minha pequena cidade morava numa casita modesta ao cimo da rua onde ficava a nossa. Por isso a víamos quase todos os dias: muito velha, sempre de preto, boca sem dentes, queixo bicudo e o cabelo branco envolto num lenço também preto a andar coxeando a falar sozinha, apoiada em duas bengalas de pau. Até parecia a da Branca de Neve. Ninguém lhe sabia o nome - era a bruxa e pronto - nem na rua se chegava a ela mas, raro era o dia em que, pelo cair da noite, algumas pessoas lhe não parassem à porta à espera de vez para “consulta”. Era até uma boa mulher. Um dia, vindo ambos da missa (que ela ia à missa) disse-me sorridente, sem que lho tivesse perguntado - Ó menino descanse que vai ter muita sorte na vida. E nada me custou a acreditar - mal não me fazia… Foi o meu primeiro contacto com os “poderes ocultos”. Mas, fui tendo mais pela vida for a. Há anos, já no Rio, o director do jornal onde eu trabalhava - o Jornal do Brasil - encarregou-me de ir a Portugal fazer algumas grandes reportagens sobre o estado do país três anos depois de Abril de 74. Fiquei, naturalmente, radiante pois, desde que de lá saíra, não voltara a ver meus filhos. No dia da par-

tida fui almoçar a uma pequena esplanada no calçadão de Copacabana antes de seguir para o Jornal e, de lá mais tarde, para o aeroporto. Quando já estava a acabar, vi no outro lado um grande grupo de ciganas a passear junto à praia. Nunca as vira antes nem depois voltei a vê-las. Quando passavam à minha frente, uma delas deixou o grupo, atravessou as faixas todas da avenida, entrou pela esplanada (na altura quase cheia) e, plantando-se à minha frente, disse-me em tom autoritário que tinha de me ler a sina. Escusei-me de todas as formas mas, acabei por me render quando me disse que lia na minha testa algumas coisas muito importantes para mim: “por exemplo, o senhor julga que vai fazer hoje uma grande viagem, mas não vai”. - “Isso é que eu vou, até já aqui tenho o bilhete”, respondi convicto. Mas, pouco depois, ao chegar ao jornal, encontrei na minha mesa um recado do director pedindo-me que fosse ao seu gabinete onde, bastante embaraçado, me disse que afinal eu já não iria a Portugal, pois se esquecera de que tinha prometido a viagem a outro dos meus colegas! Mais tarde, em Macau, têm sido vários os meus contactos com os tais “poderes”. O primeiro, através do faz-tudo que me estava a mobilar a casa que, por razões misteriosas para mim, colocava os móveis em posições diferentes das que eu escolhera. “Era melhor assim”, desculpava-se…

tribuna

O mesmo que me disse o meu motorista quando, logo nos primeiros dias, entrou muito compenetrado no meu gabinete do IPM e, sem sequer me pedir licença, fez várias mudanças intrigantes: baixoume a persiana da janela que tinha atrás das costas, pôs alguns vasos de plantas em frente da que dava para a esquina do prédio vizinho, afastou da minha frente um relógio poisado numa estante, virou para o outro lado a proa de um barco também lá estava…foi a minha iniciação ao feng shui. Que passei a levar tanto a sério que nunca marcava as datas para o começo das aulas, a Abertura Solene e outras cerimónias sem que pedisse ao motorista que “visse” nos livros quais as datas mais convenientes. E quando os meus colegas também ocidentais estranhavam o respeito que eu tinha por estes “costumes” locais, sempre lhes respondia que, embora soubesse que tínhamos outros “intermediários” mais fiáveis e seguros (como os Santos Protectores e os Anjos da Guarda), “mal não fazia”. Da primeira vez que fui à Tailândia, meus filhos insistiram para que “consultasse” um adivinho - ainda o estou a ver – que “atendia” os turistas à saída do templo que andáramos a visitar. O velhinho olhou-me e remirou-me, viu-me as mãos, consultou cuidadosamente os seus mapas e acabou por me avisar de que iria ter, logo à chegada, grandes problemas

Pedro Tadeu

no meu trabalho pois os meus superiores fariam tudo para me abater. Assim foi, a partir da primeira manhã depois da férias. Uma guerra infernal! Contudo, tal como o adivinho me tinha dito, as intrigas acabaram por se resolver e, depois de desmascarados, os “schiffozi” (como diria a brava Donna Gemma) acabaram por ir de patins para o jetfoil e eu nomeado para funções de mais responsabilidades. É claro que, sempre que voltei a Bangkok, nunca mais deixei de o procurar para nova “consulta”…mal não fazia. Assim como do Feng Shui e os Adivinhos, também nunca ouvira falar do “Zodiaco Chinês” antes de aqui chegar. Agora, mal sai o último número do ano da Revista Macau, corro a ler as previsões de Mestre Luis Ortet para saber o que o Novo Ano me trará. Segundo ele, este até me nem vai ser mau: duas estrelas em amor (também, na minha idade…), três no trabalho, duas na saúde e no dinheiro… vai dar para o gasto. Melhor mesmo só a grande estrela que as cartas do Tarot dizem que me brilha na testa. E depois admirem-se de eu dar atenção a estes sinais…é que, como me disseram ao principio e eu também passei a dizer, mal não faz. Como, até hoje, nunca fez. A verdade é que, embora toda a gente diga que não acredita “nelas”, “que las hay, hay”. *Docente. Anterior presidente do Instituto Politécnico de Macau.

um ponto é tudo

Ferreira Fernandes

Devem os jornalistas revelar se são maçons?

Marx, Engels e La Fontaine

D

O

a torrente noticiosa da semana passada está a nascer um movimento a favor da obrigatoriedade de os políticos que pertencem à maçonaria tornarem pública a filiação. Essa revelação compulsiva de algo que hoje pode ser segredo será, objectivamente, uma violação da vida privada dos cidadãos que se dedicam à acção política. Tal como já é, hoje em dia, uma violação da vida privada a obrigatoriedade de os políticos em exercício no Estado tornarem pública a sua declaração de rendimentos. Para além de violadoras da vida privada, ambas as situações são, ainda, discriminatórias, pois obrigam uma pequena parte dos cidadãos a revelar algo que a generalidade dos outros cidadãos - mesmo uma boa parte dos criminosos - não é obrigada a mostrar. A evolução da nossa democracia confrontou, no caso das declarações de rendimentos, a questão da defesa da vida privada dos políticos com a necessidade de transparência e credibilidade da vida pública de quem exerce funções no Estado. Achou-se que defender estes valores era mais importante do que garantir o valor anterior. Até agora, muitos anos depois dessa prática estar instituída, nunca se pôs em causa essa decisão, fazendo-se apenas alguns acertos regulamentadores ao processo. O mesmo dilema vai colocar-se em relação à divulgação, ou não, da adesão dos políticos a so-

ciedades secretas. Pergunto-me, sem encontrar resposta, quer no caso das declarações de rendimentos, quer na hipótese da revelação da adesão a sociedades secretas: porque terão estas medidas de atingir apenas os políticos? Porque é que só precisamos de afastar os políticos da suspeita de enriquecimento ilícito, de tráfico de influências ou de abuso de poder? Se há na maçonaria algo de perigoso, achamos, tontamente, que é apenas na política que esse perigo se concretiza? Não é frequente encontrar fora da política evidências de enriquecimento sem explicação clara? De êxitos inexplicáveis? De sortes misteriosas? Não há muitas profissões que, tal como a dos políticos, a sociedade precisa de garantir a sua credibilidade e reputação? Juízes? Advogados? Magistrados do Ministério Público? Polícias? Médicos? Gestores? Grandes empresários? Funcionários públicos? E, talvez mesmo em primeiro lugar, jornalistas? Se queremos ir por aí, se queremos limitar direitos para defender a sociedade de elementos corruptores, então, se temos mesmo a certeza e queremos ser sérios nessa luta, teremos de ir bem mais longe do que, apenas, entregar os políticos ao sacrifício para conter a torrente mediática. JTM/DN

jornal The Wall Street Journal, capitalista como o nome indica, publicou ontem foto do novo líder norte-coreano Kim Jong-un a sair de um carro de assalto e deu título: “O comandante ensaia novos brinquedos.” O longo artigo dedicou-se a mostrar que no país subiam as importações de “artigos de luxo.” Depois dos ensaios nucleares de 2006 e 2009, a ONU, além de proibir compra e venda de armas, propôs sanções à venda de artigos de luxo para a Coreia do Norte, de forma a pressionar as elites. Sanções vagas que, se foram eficientes quando o falecido líder Kim Jong-il quis, em 2009, comprar dois iates italianos, não serviram de nada em luxos menos ostensivos. O artigo do Wall Stre-

et Journal preocupava-se por terem quadruplicado os computadores portáveis, desde 2007, e os telemóveis terem saltado em 4200 por cento. É uma preocupação errada. O que me tira o sono é a oficial agência de notícias norte-coreana, a KCNA, noticiar que centenas de corvos esvoaçaram sobre a estátua de Kim Il-sung, o fundador da dinastia comunista, para o avisar de que o filho dele morrera. E que, na morte de Kim Jong-il, dois ursos, mãe e cria, vieram para a estrada “chorar penosamente.” Quanto mais computadores e telemóveis houver em Pyongyang, melhor. É urgente informar um regime com bomba atómica que os corvos não falam com estátuas, nem os ursos lêem as páginas de necrologia. JTM/DN

jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 17


“THE DOORS” LANÇAM TEMA INÉDITO. Um tema inédito da banda norte-americana “The Doors” foi disponibilizado na Internet a propósito do 40º aniversário do lançamento de “L.A. Woman”, o último álbum do grupo com a participação de Jim Morrison. “She Smells So Nice” é o título da música.

coches na rua... e o resto Fátima Almeida

A menina de Zhuhai Um autocarro cheio, por dois yuans, e só mais tarde “please, sit down, do not stand up”, saído de umas bochechas – adocicadas pelo frio – que lhe esticavam o olhar quase até ao céu. Estávamos já de regresso à fronteira e Zhuhai parecia enorme para caber num shopping, mas chegava a parecer razoável encaixar todas as montanhas da cidade e até o país, num dormitório. Quando descemos numa paragem – e aí ainda os autocarros não obrigavam a travar o corpo com os pés para evitar cair no emaranhado humano – faltavam poucos metros para chegar à escola e não sabíamos o seu nome. Pouco importa quando as conversas começam pelos sonhos. Tinha 17 anos e ao domingo quase parecia inacreditável que levasse a mochila cheia e ainda um saco pendurado no pulso (ou no ombro), às vezes a baloiçar junto às pernas. Ao início falava pouco, mas o inglês tímido começou a ganhar coragem quando lhe disse que viemos de Macau para ver as pessoas – tão longe afinal pensava. Adicionou que frequentava o 12º ano e no meio das incertezas, o futuro. “Gostava de ir para as montanhas e mostrar como vivem as pessoas”, disse, pouco conformada com o silêncio. E de repente, quando tudo acabaria ao portão, este abriu-se num longo jardim com campos de basquete e repuxos até à sala de aula, onde mais quatro ou cinco meninas, com diferentes cortes de cabelo, estudavam com afinco, submersas em livros para não perder uma oportunidade no meio de milhões. Afinal, há exames, ao domingo, a pressão e a faculdade começa para o ano – Hong Kong, Continente chinês, - aspirar as melhores de certeza. Sorriam, mesmo com o nervoso do exame nos dentes, e a diferença era importante - como se vissem um rosto estranho, mas não o estranhassem. “És especial aqui”, disse sem ter percebido tanto o porquê, depois de a senhora, que controlava os dormitórios femininos, permitir a visita. Subimos alguns andares. Um quarto para oito e não consegui fixar as cores, apenas os livros às cabeceiras dos beliche e os copos que engoliam 16 escovas, numa espécie de corredor que liga dois quartos no exterior, e o qual também servia para tratar da roupa, seis dias por semana. “Gosto do companheirismo que temos aqui”, confessou na ausência de casa, depois de me colocar nas mãos um frasco tapado com um “gosto de ti” e um boneco a saltitar, que nunca mais parou de lembrar o que é o Natal – e o único presente -, a milhares de quilómetros do que seria afinal o Natal, e tudo a mudar – os conceitos, os sentimentos – e tudo imóvel – os conceitos, os sentimentos que eram aquele abraço. Houve ainda tempo para o silêncio da biblioteca e no final: “Chamo-me Tom. Eu sei que parece nome de rapaz, mas achei que era simples”, contou sorridente. E Tom ficou sempre, mesmo no autocarro – “please, sit down, do not stand up”, dito por uma criança rechonchuda que atirava um sorriso, para que não esquecesse que a magia ainda acontece.

lazer

SNOOP DOGG DETIDO POR POSSE DE DROGA. Snoop Dogg foi detido por posse de cannabis no Texas, de acordo com o site TMZ. O “rapper” deslocava-se para um concerto em Sierra Blanca quando a polícia encontrou na sua viatura cerca de 15 gramas de cannabis numa embalagem de remédios.

Kate Middleton em lágrimas antes de entrar nos 30

A duquesa de Cambridge fez 30 anos, rodeada apenas pela família e pelos amigos mais íntimos mas com o mundo a seus pés. Os britânicos, em particular, deixaram-se conquistar pela plebeia que levou o seu futuro rei ao altar e só não é perfeita porque... ainda não engravidou fernanda mira

N

a véspera de entrar na sua terceira década de vida, Kate Middleton foi desfilar a sua elegância num vestido comprido de renda da autoria da estilista britânica Alice Temperley, na antestreia do novo filme de Steven Spielberg, War Horse – com estreia prevista para Portugal a 23 de Fevereiro, com o título Cavalo de guerra. O ambiente não podia ter sido mais londrino, com um chuvisco persistente que levou o príncipe William a exibir todo o seu cavalheirismo ao segurar um chapéu de chuva para proteger a mulher. Logo ali na entrada, Kate Middleton recebeu muitos parabéns antecipados, pois foram muitos os súbditos que se concentraram na entrada do Odeon Leicester Square para lhe desejar o melhor e oferecer

O príncipe William protegeu a mulher da chuva londrina

flores. Se na entrada o sorriso da duquesa

era rasgado, no escuro da sala de cinema as lágrimas caíram-lhe pelo rosto e os lenços de papel foram um adereço indispensável. Mas não foram lágrimas de desgosto, nem de arrependimento, tão pouco de reflexão sobre a entrada nos 30 anos. Foram apenas as imagens da história que o realizador norte-americano decidiu contar: a da amizade de um rapaz e de um cavalo que participa na I Guerra Mundial. Foi o próprio Spielberg que contou, quase com orgulho, que o seu filme emocionou a duquesa de Cambridge. “Ela estava sentada à minha direita e a minha mulher à minha esquerda e só vi um lenço de papel a passar à minha frente. É claro que fiquei curioso e espreitei, e os seus olhos estavam rasos de água”, contou o realizador, vincando não saber se o príncipe William também se emocionou. JTM/DN

Christina Aguilera lança novo álbum este ano Christina Aguilera está a preparar o lançamento de um novo álbum, revelou Joe Riccitelli, promotor da RCA, a editora da cantora. A voz de “Beautiful” quer assegurar o êxito do registo e para isso estará a trabalhar com Max Martin, responsável por sucessos de Britney Spears, Katy Perry e Pink. Aguilera já vendeu mais de 30 milhões de álbuns em todo o mundo.

Drew Barrymore está noiva Drew Barrymore e Will Kopelman estão noivos, avançou a “Us Weekly”. A actriz, de 36 anos, foi pedida em casamento pelo “marchand” de arte durante as férias de Natal, em Idaho, nos EUA. Junto há cerca de um ano, o casal está “muito feliz”. Will Kopelman ofereceu a Drew Barrymore - que já foi casada com Jeremy Thomas e Tom Green - um anel com um diamante de quatro quilates.

Hilton cobra três milhões de patacas por cada festa

pág 18 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

Paris Hilton confessou numa entrevista que cobra o equivalente a cerca de três milhões de patacas para ir a uma festa. Em entrevista à Vanity Fair espanhola, a “socialite” norte-americana assumiu sem problemas o valor avultado que exige para estar presente numa festa e declarou mesmo que não pretende baixar o seu cachet.

Namorada de Garay vence “Bola Rosa de Ouro” A espanhola Tamara Gorro, namorada do defesa argentino Ezequiel Garay, do Benfica, foi distinguida como a mais bela mulher ou noiva de futebolista de 2011 pelos leitores do jornal espanhol “Sport”. Nesta eleição, que já é uma tradição, Tamara obteve mais de 32 mil votos, o que equivale a 27% do total, e bateu as adversárias directas: Edurne (17%), cantora e namorada do guarda-redes De Gea (Manchester United), e a modelo russa Irina Shayk (13%), companheira de Cristiano Ronaldo. A votação para a Bola Rosa de Ouro 2011 bateu o recorde de votos: quase meio milhão.


Roteiro

FOX Movies 21:00

The A-Team tdm 13:01 13:30 14:30 18:30 19:00 19:30 20:30 21:00 21:30 22:15 23:00 23:35 01:00 01:30

TDM News (Rep.) Jornal das 24h RTPi DIRECTO That 70’s Show TDM Entrevista (Rep.) Amanhecer Telejornal Olhar Macau Brothers and Sisters Passione TDM News A Falha Telejornal (Rep.) RTPi DIRECTO

30 ESPN 13:00 13:30 15:00 17:00 17:30 19:30 20:00 20:30 21:00 21:30 22:00 22:30 23:00 23:30

(Delay) Argentina Chile Peru Dakar Rally 2012 Day 8 Remax World Long Drive Len European Short Course Swimming Championships The Football Review Big Ten Conference Basketball Ohio State vs. Illinois (LIVE) Sportscenter Asia 2012 Geico PBA Team Shootout Global Football 2011 The Football Review Argentina Chile Peru Dakar Rally 2012 Day 8 Sportscenter Asia 2012 Global Football 2011 Geico PBA Team Shootout The Football Review

13:00 13:30 14:00 16:00 17:00 19:00 20:00 20:30

Game FEI Equestrian World Australian Open Classic Match 2007 Max Power 2012/13 FA Cup 2011/12 - Swindon Town vs Wigan Athletic FA Cup 2011/12 - Bristol Rovers vs Aston Villa Goal! - FA Cup 2011/12 Motorsports@Petronas 2011

31 Star Sports

21:00 21:30 22:00 23:00

When The Games Begin (LIVE) Score Tonight 2012 F1 - 2002 Austrian Grand Prix Australian Open Tennis 2008

40 FOX movies 12:10 13:55 15:40 17:30 19:15 21:00 23:15 00:55

Tangled Bewitched Chain Reaction It’S A Wonderful Afterlife X-Men: The Last Stand The A-Team Hancock 500 Days Of Summer

41 HBO 13:40 15:25 17:20 19:45 22:00 00:25

Something To Talk About Blue Chips Free Willy Syriana Godzilla Harley Davidson And The Marlboro Man

42 Cinemax 13:30 16:00 18:00 19:30 20:05 22:00 00:15

Inglourious Basterds Stalag 17 The Kiss Of The Vampire Hollywood Buzz 49 Boardwalk Empire Scarface Star Trek

43 MGM 13:00 14:45 17:30 19:00 21:00 22:45 00:15

Born Romantic New York New York 100 Films and A Funeral Great Balls of Fire! Midnight Sting Get Crazy Escape Clause

50 Discovery 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00

Crimes That Shook The World 2 Monsters Resurrected River Monsters Goes Tribal A Haunting Deadliest Catch

18:00 18:30 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

How It’s Made How Do They Do It The Detonators Treasure Quest Human Body Most Deadly Prehistoric Disasters Human Body

51 NGC 12:30 13:25 14:20 15:15 16:10 17:05 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 00:00

The Border Megastructures Hunter Hunted Hong Kong To The World Dog Whisperer Hidden Worlds The Border Animal Extractors Taiwan to the World 4 How Hard Can It Be? Dog Whisperer Taiwan to the World 4

54 History 13:00 14:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 22:00 23:00 00:00

Modern Marvels Third Reich Greatest Tank Battles Hidden Cities Modern Marvels America: The Story Of The U.S. Hidden Cities Siti Nurhaliza Ancients Behaving Badly How The Earth Was Made

55 Biography Channel 13:00 14:00 15:00 17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00 23:00 00:00

Intervention I Survived Gene Simmons: Family Jewels Private Sessions Sell This House The Locator I Survived Gene Simmons: Family Jewels One Born Every Minute I Survived Intervention

cinemax

Hawaii Five-O Numb3Rs The Amazing Race Damages Blue Bloods Csi: Miami Hawaii Five-O Teen Wolf Cash Cab Asia Csi: Miami Csi: Ny Blue Bloods Cash Cab Asia Csi: Ny

63 Star World 12:10 13:05 14:55 15:25 17:15 18:10 19:05 19:30 20:00 21:50 22:45 23:40 00:05

Switched At Birth American Idol Highlights DC Cupcakes Desperate Housewives The Bachelor Hell’s Kitchen How I Met Your Mother DC Cupcakes American Idol Highlights Dancing With The Stars Switched At Birth How I Met Your Mother American Idol Highlights

82 RTPi 18:00 18:35 19:07 20:00 20:58 21:50 22:35 00:00 01:16 02:18 02:42 05:00

28822866

Scarface

62 AXN 13:05 14:00 14:55 15:45 16:35 17:25 18:15 19:10 20:05 21:05 22:00 22:55 23:50 00:50

Serviço de atendimento a clientes

22:00

Telejornal Madeira Rumos - Revista Do Ano Relatório E Contas Bom Dia Portugal O Elo Mais Fraco Resistirei Trio D´Ataque (Rep.) Jornal Da Tarde O Preço Certo Alta Pressão Portugal No Coração Portugal Em Directo

A programação é da responsabilidade das estações emissoras

www.macaucabletv.com cinema

CINETEATRO S1 turning point 2

14:30 • 16:15 • 18:00 • 21:45

S2 THE AWAKENING

14:30 • 16:30 • 19:30 • 21:30

theater 6 (8*)

The TWILIGHT SAGA - Breaking Dawn (part 1) 11:40* • 16:15 • 22:15*

theater 8 (9*)

S3 NEW YEAR’S EVE 14:30 • 16:45 • 19:15

Mission Impossible: - Ghost Protocol 13:55 • 19:55*

TORRE DE MACAU

theater GRAND THEATER (9*)

GALAXY theater 6

theater 6

The Girl with the Dragon Tattoo 14:30 • 17:30 • 21:00

speed angels 14:10 • 22:30

sherlock holmes - A Game of Shadows 15:10* • 20:05 • 22:25* WE BOUGHT A ZOO 11:50

theater 6 (9*)

theater GRAND THEATER (6*)

theater 7 (8*)

theater DIRECTORS CLUB 2

turning point 2 11:30* • 18:30 The Girl with the Dragon Tattoo 11:40 • 16:25* • 18:40 • 19:20* • 21:35

NEW YEAR’S EVE 11:10 • 13:30 • 20:15*

3D SEX & ZEN: EXTEME ECSTASY 00:30

Clube Militar de Macau

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000 Telefones Úteis Número de Socorro 999 Bombeiros 28 572 222 PJ (Linha aberta) 993 PJ (Piquete) 28 557 775 PSP 28 573 333 Serviços de Alfândega 28 559 944 Centro Hospitalar Conde S. Januário 28 313 731 Hospital Kiang Wu 28 371 333 CCAC 28 326 300 IACM 28 387 333 DST 28 882 184 Aeroporto 88982873/74 Táxi (Amarelo) 28 519 519 Táxi (Preto) 28 939 939 Água - Avarias 2990 992 Telecomunicações - Avarias 28220088 Electricidade - Avarias 28 339 922 Directel 28 517 520 Rádio Macau 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 63018939 fax: 28715732 //63018939 Telefone: fax: 28703224

Instituto do Desporto

Concurso Público de “Prestação de Serviço de Manutenção e Reparação do Sistema de Ar Condicionado das Instalações Desportivas afectas ao Instituto do Desporto (ID) na Taipa” 1. Entidade que põe a prestação de serviços a concurso: Instituto do Desporto. 2. Modalidade de Concurso: Concurso público. 3. Local de Serviço: Instalações Desportivas afectas ao Instituto do Desporto (como as seguintes). Nome das Instalações Desportivas 1 Centro Desportivo Olímpico 2 Campo de Futebol e de Atletismo da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau 3 Centro de Formação 4 Centro Desportivo Olímpico - Piscina Olímpica 5 Piscinas do Carmo 6 Centro de Medicina Desportiva 4. Objectivo do Serviço: Manutenção de rotina e serviço de apoio do sistema de Ar Condicionado das Instalações Desportivas. 5. Prazo do Contrato do Serviço: No total de dois anos. (Desde Abril de 2012 até Março de 2014) 6. Prazo de Validade da Proposta: O prazo de validade da proposta é de noventa dias, a contar da data do acto público do concurso, com a possibilidade de prorrogamento de acordo com as disposições do programa de concurso. 7. Tipo da Empreitada: A empreitada é por preço global. 8. Caução Provisória: Oitenta e quatro mil patacas (MOP 84.000,00), a prestar mediante depósito de numerário, por garantia bancária legal ou seguro-caução. 9. Caução Definitiva: Cinco por cento do preço total de adjudicação (Para a garantia do contrato, cinco por cento são deduzidos em cada um dos pagamentos parciais à contratada, para o reforço da caução definitiva a prestar). 10. Preço Básico: Não há preço básico. 11. Condições de Admissão: Serão admitidos como concorrentes as entidades inscritas na DSSOPT para execução de obras, bem como as que à data do concurso tenham requerido a sua inscrição/renovação, neste ultimo caso a admissão é condicionada ao deferimento do pedido de inscrição/renovação. 12. Local, dia e Hora Limite para Entrega da Proposta: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto. Dia e Hora Limite: Dia 9 de Fevereiro de 2012 (quinta-feira), até às 12 horas. 13. Local, Dia e Hora do acto público do Concurso: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto. Dia e Hora: Dia e Hora: Dia 13 de Fevereiro de 2012 (segunda-feira), pelas 09:30 horas. 14. Local, horário e preço para a obtenção da cópia e exame do processo do concurso: Local: Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Fórum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, Instituto do Desporto (Pode adquirir uma cópia do processo do concurso, os planos de concurso e documentos, cada custam mil patacas (MOP 1.000,00). Horário: Hora de expediente. (das 09:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 17:30 horas de segunda-feira à sexta-feira) 15.Critérios de Apreciação e Respectivos Factores de Ponderação Percentagem de Avaliação Itens de Avaliação Estrutura de pessoal e Experiência de projecto 1. Experiência de manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado dos concorrentes e seus subempreiteiros. 2. Familiaridades com desenhos, instalações e manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado apresentados 20% pelos concorrentes e seus subempreiteiros. 3. Experiência dos concorrentes no âmbito da gestão de contratos de grandes construções, especialmente em contratos de manutenção e reparação do sistema de Ar Condicionado. 4. Experiência dos membros principais da equipa, tais como gerentes de projecto, engenheiros profissionais, fiscalização técnica e técnicos, sobre os sistemas, nas áreas como concepção, construção, manutenção e reparação. Compreensão do projecto 10% 1. Avaliar a compreensão e conteúdo do projecto de concorrentes através de documentos apresentados sobre a compreensão do projecto. Programa de trabalho 1. Através do conteúdo do programa de trabalho apresentado pelos concorrentes, avaliar a racionalidade e a 20% viabilidade do projecto, e se satisfaz os requisitos específicos e compreende o âmbito de trabalho e os procedimentos respectivos. Distribuição de recursos humanos 10% 1. Avaliar se é adequado o quadro de distribuição de recursos humanos apresentados pelos concorrentes. 2. Se o pessoal técnico na distribuição satisfaz a requisição. Montante do Concurso 1. Avaliar se o montante do concurso é razoável através da apreciação do documento do concurso pelos concorrentes. 40% 2. Exigir a exactidão dos diversos itens na lista de quantidade do projecto e avaliar se existe houver omissão ou situação anormal 16. Nota: Antes do fim de apresentação dos documentos do concurso, os concorrentes devem dirigir-se ao Instituto do Desporto, situado na Av. Dr. Rodrigo Rodrigues, s/n, Forum de Macau, Bloco 1, 4.º andar, Macau, para saber se existem mais documentos com informação adicional. O Presidente, Vong Iao Lek 05 de Janeiro de 2012, Macau

jornal tribuna de macau quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 pág 19


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

última

en passant José Rocha Dinis

Mickey Nascido como “resposta” de entretenimento à indústria de jogo, já então florescente em Macau, a Disneylândia de Hong Kong (maioritariamente propriedade do Governo da RAEHK) começa agora a melhorar resultados, tendo registado em 2011 os menores prejuízos desde que abriu em 2005. Segundo os resultados ontem divulgados, no ano que agora findou a Disneylândia apenas perdeu 237 milhões de HKD, bastante menos que os 718 milhões que perdera em 2010. Para tal terá contribuído o aumento de turistas (um pouco menos que seis milhões) e a elevada taxa de ocupação dos seus dois hotéis (91 por cento). São boas notícias para a RAEHK, que já assinou um acordo com a Disney para expandir o parque, até agora o mais pequeno da empresa norte-americana em todo o mundo, aumentando o número de atracções, absolutamente indispensável depois de Pequim ter dado “luz verde” à construção de uma Disneylândia em Xangai. O “Rato Mickey” tem muitos simpatizantes no Continente Chinês e a Disneylândia de Lantau continuará a beneficiar dos seus turistas. Parece distante, contudo, qualquer possibilidade de concorrência com os casinos de Macau.

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 120C 170C

120C 170C

câmbios - indicativos

fonte: bnu

Pataca Compra Venda US Dólar 7.95 8.05 EURO 10.17 10.30 yuan (rpc) 1.222 1.280

CHUI SAI ON DISCUTIU COM DURÃO BARROSO reforço da COOPERAÇÃO BILATERAL O Chefe do Executivo, Chui Sai On, trocou ontem impressões com o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, sobre o reforço da cooperação bilateral e das relações comerciais, entre a União Europeia e Macau. Antes, Chui Sai On tinha estado com o vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros, do Comércio Externo e dos Assuntos Europeus do governo belga, Didier Reynders, que convidou a visitar Macau quando este governante visitasse a China em Junho deste ano. Didier Reynders lembrou que a Bélgica está a sofrer com a crise financeira da Europa e que 2012 será um ano de política de austeridade. Por seu lado, o Executivo manifestou-se receptivo a potenciar o papel de plataforma que Macau pode desempenhar, por força da sua cooperação com a UE, para atrair investidores da China e de Macau no país e reforçar acordos de âmbito de tarifas e impostos, explicou o porta-voz do Executivo. Alexis Tam falou ainda do interesse de Macau em captar investimento belga. Hoje, o Chefe do Executivo encontra-se com o vicepresidente do Parlamento Europeu, Libor Roucek, e janta com o Encarregado de Negócios da Embaixada da República Popular da China na Bélgica, Chen Xiaoming.

MAIS IMPOSTOS E SUBIDA DE PREÇOS EM PORTUGAL 2012 será um dos anos mais duros para os portugueses, com uma onda de austeridade que afectará profundamente o rendimento das famílias. No entanto, os sacrifícios podem não ficar por aqui. O Banco de Portugal (BdP) admite que o Governo possa avançar com mais medidas de consolidação ainda este ano, bem como subidas de “preços administrados” em empresas do Sector Empresarial do Estado. Ou seja, saúde e transportes. No Boletim Económico de Inverno, o BdP lembra que o défice orçamental de 2011 foi apenas atingido devido à transferência dos fundos de pensões da banca. “Como é sabido, medidas de carácter auto reversível como as adoptadas implicam um aumento da despesa futura, o qual poderá obrigar à adopção de medidas de consolidação adicionais para assegurar o cumprimento dos actuais objectivos orçamentais”, pode ler-se no documento. Ou seja, mais austeridade de forma a atingir um défice de 4,5% este ano. Além disso, o BdP prevê também que os portugueses poderão ter de enfrentar novos aumentos no preço dos transportes públicos. “[...] não podem ser excluídos aumentos adicionais dos preços no consumidor condicionados por procedimentos de natureza administrativa, em particular num quadro de reestruturação financeira de algumas empresas do sector empresarial do Estado”, refere o Boletim.

CATROGA NA EDP COM SALÁRIO MILIONÁRIO O “Correio da Manhã” noticiou ontem que Eduardo Catroga se prepara para assumir um cargo com um salário milionário na EDP. Caso seja eleito presidente do Conselho Geral e de Supervisão da eléctrica portuguesa na assembleia geral de 20 de Fevereiro, como já foi proposto pelos accionistas, o ex-braço direito de Pedro Passos Coelho nas negociações com a troika terá uma remuneração de quase 639 mil euros, montante ganho pelo seu antecessor (António de Almeida) em 2010, segundo o relatório sobre o governo da sociedade. Por mês, o ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva terá um ordenado superior a 45 mil euros, que acumulará com uma pensão de mais de 9600 euros.

VATICANO COPIOU BIOGRAFIAS DA WIKIPEDIA O Vaticano admitiu ter recorrido à Wikipedia para fazer as biografias, dos 22 novos cardeais, enviadas aos jornalistas. As biografias foram copiadas da versão italiana da enciclopédia online, que pode ser editada por qualquer utilizador. Em alguns casos foram copiadas integralmente e sem atribuir a origem da informação. As desconfianças surgiram quando alguns dos cardeais eram descritos pelo Vaticano como “católicos”. A Santa Sé já se justificou dizendo que estava a tentar ajudar os jornalistas e que avisou que as biografias eram “não oficiais”, indica a BBC. Os nomes dos 22 cardeais foram revelados a 6 de Janeiro pelo Papa Bento XVI.

RONALDO ESCAPA A AUMENTO DE IMPOSTOS EM ESPANHA O jogador português do Real Madrid escapou ao aumento de 7% do IRS aprovado pelo Governo conservador de Mariano Rajoy, a maior subida desde a introdução da democracia no país vizinho em 1976. Os ordenados superiores a 300 mil euros anuais, tal como o do português, vão pagar 52% de IRS, mas devido à Lei Beckham, Ronaldo vai pagar impostos como não residente em Espanha. Os abrangidos por esta lei vão sofrer um aumento da carga fiscal no valor de 0,75%, acréscimo semelhante aos trabalhadores que ganham o salário mínimo nacional no país vizinho, que não chega aos 17,702 euros anuais. A Lei Beckham foi aprovada em 2004, pelo governo conservador de Aznar, para atrair profissionais altamente qualificados para Espanha, permitindo que tributem durante seis anos como não residentes a uma taxa fixa de 24%, agora de 24,75%, segundo o Cinco Días. Apesar do objectivo inicial da medida, um dos primeiros beneficiários desta benesse fiscal foi o futebolista inglês David Beckham, cujo nome serviu para baptizar a lei.

pág 20 quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 jornal tribuna de macau

tempo

OPERÁRIOS CHINESES PROTESTAM CONTRA FALTA DE SALÁRIOS Operários chineses de uma fábrica de pneus em Tsintao, a famosa cidade da província de Shandong, bloquearam as estradas na segunda-feira em protesto contra o facto terem concluído que os gestores da fábrica tinham gasto o dinheiro de um fundo de segurança social privado para o qual descontavam. De acordo com notícia da EPA, que distribuiu a foto do invulgar incidente, os trabalhadores queixam-se ainda de falhas nos salários, o que se está a tornar habitual na China.

fecho desta edição jtm - 02:00horas

JTM 11-01-2012  

Jornal Tribuna de Macau

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you