Page 1

Subornos a Ao Man Long e ainda não confiscados reclamados por MP

Revisão para constituição da AL aprovada entre abandonos e críticas

PÁg 2

澳 門 論 壇 日 報

PÁg 7

Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 4022 | quinta-feira, 10 de maio de 2012

GALAXY E PLAZA SOBEM NO RANKING DAS RECEITAS E LISBOA DEIXA “TOP 10”

Sete casinos dominam dois terços do mercado Pág 3

Última Instância nega razão a enfermeiros portugueses Duche é a chave para acusação de violação

Pág 2

Pág 8

CTM promete investir 1,2 mil milhões nos Tribuna de Macau 25.5X4 cm.pdf 1 4/10/12 próximos três anos Pág 9 C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Autoridades penalizam barcos encalhados no Porto Interior A Capitania dos Portos de Macau vai penalizar dois barcos de transporte de areias porque se terão desviado dos canais de navegação, acabando por encalhar na zona do Porto Interior. A situação acabou por levar a um “engarrafamento” no canal do Porto Interior, com várias embarcações a não poderem passar. No momento do incidente, os Serviços de Alfândega e a Capitania dos Portos enviaram embarcações rápidas para ajudar a descongestionar o trânsito marítimo. Ao mesmo tempo, as autoridades marítimas da cidade de Zhuhai enviaram também meios para assegurar que a circulação dos 2:58 PM barcos se fazia em completa segurança.

10 Patacas

UCTM absorve 26% dos apoios concedidos pela Fundação Macau A Fundação Macau atribuiu no primeiro trimestre deste ano apoios financeiros na ordem dos 106 milhões de patacas, uma subida de 9,8 milhões em relação ao mesmo período do ano passado, ou seja, mais 9%. Um subsídio especial, no valor de mais de 27 milhões de patacas, destinado ao campo de futebol e pavilhão desportivo da Universidade de Ciência e Tecnologia faz com que a fundação responsável por esta instituição de ensino surja no topo dos beneficiários, com 26% do bolo. A par da Fundação da Escola Portuguesa, que recebeu, tal como o JTM já avançou, 8,5 milhões, está a Fundação da Deusa A-Má. Com 7,5 milhões foi contemplado o Centro de Estudos Permanentes Pós-Laboral e com 7 milhões o Centro Incubador de Novas Tecnologias de Macau e a Cáritas. A Associação dos Trabalhadores da Indústria de Jogos de Fortuna e Azar recebeu 4,5 milhões e o Instituto Milénio de Macau 4 milhões. A Universidade de São José ficou com 3 milhões, segundo uma lista que inclui ainda outras entidades.

Relações entre Macau e Bruxelas “têm sido muito produtivas” O coordenador do mestrado em Direito da União Europeia, Direito Internacional e Direito Comparado na Universidade Macau destacou ontem as “várias valências de cooperação que têm permitido manter a questão da União Europeia na agenda de Macau, num contexto chinês”. Segundo Paulo Canelas de Castro, as relações entre Macau e a União Europeia “têm sido muito produtivas” e os programas prosseguidos ao abrigo do acordo geral de cooperação “têm beneficiado bastante Macau e correspondido aos interesses da União Europeia”. O académico, que falava à agência Lusa à margem de um seminário que assinalou o Dia da Europa em Macau, afirmou ainda que a UE tem sabido retirar vitalidade das crises passadas e sustentou que o projecto europeu “não está ameaçado”.


ANGELA LEONG QUESTIONADA POR JORNALISTAS DE HONG KONG. Jornalistas de Hong Kong estiveram ontem na Assembleia Legislativa para entrevistar Angela Leong, também administradoradelegada da SJM, empresa que concorreu aos terrenos em frente ao Aeroporto. Mas a deputada apenas referiu não conhecer os pormenores do negócio de então.

local

CRIME MESMO SEM DINHEIRO. Para a Procuradora, apesar de haver montantes que ainda não foram pagos pelos alegados corruptores de Ao Man Long tal não significa que não haja penalização criminal. “Se foi feita uma promessa, há crime”, disse.

ALEGAÇÕES FINAIS DO TERCEIRO JULGAMENTO DE AO MAN LONG

MP reclama subornos não confiscados Para a Procuradora “foi de um baixo nível de pensamento abusar da RAEM para obter benefícios próprios”, disse a propósito de Ao Man Long. O ex-Secretário, a cumprir pena de 28 anos e meio de prisão disse que a situação económica da família é “cada vez pior” e que nem sequer tem dinheiro para “pagar a multa aplicada pelo tribunal. Espera ainda poder frequentar os cursos de formação profissional na cadeia helder almeida

O

Ministério Público (MP) solicitou ontem ao Colectivo de Juízes do Tribunal de Última Instância que os valores que o ex-Secretário para os Transportes e Obras Públicas terá recebido como suborno, e que ainda não tenham sido confiscados, revertam a favor da RAEM. Ao Man Long voltou a falar nas alegações finais e recusou a tese da acusação. Disse ainda que a família está numa situação financeira “cada vez pior”. Na próxima sessão é lido o acórdão, que ainda não tem data marcada. A Procuradora voltou a passar em revista, durante uma hora, os factos de que Ao é acusado, relativamente a quatro projectos. E no final, antes de pedir justiça, ainda disse que o ex-Secretário “já usufruía de benefícios muito melhores que as restantes pessoas, enquanto detentor de um cargo público, mas foi de um baixo nível de pensamento abusar da RAEM para obter benefícios próprios”. À semelhança do que já tinha feito na sessão anterior, Ao Man Long voltou a falar. Respondendo a um dos Juízes, referiu-se à situação financeira da família, que é “cada vez pior” e que nem sequer lhe permite “pagar a multa aplicada pelo tribunal”. Referiu-se ainda à sua vida na pri-

Acórdão é lido na próxima sessão

são, também em resposta a um dos Juízes, contando que “possa frequentar os cursos de formação na cadeia”, mas para os quais não reúne “as condições básicas”. “Espero que no futuro os possa frequentar”, disse ainda antes de demonstrar a intenção de não querer prestar mais declarações. A DEFESA DE AO MAN LONG. Antes, tinha falado cerca de 20 minutos. E para refutar alguns dos pontos descritos pela Procuradora. “Nunca recebi de Steve Lo ou de Joseph Lau quaisquer valores e nunca eles me subornaram, só os conheci através de Ho Meng Fai [empresário foragido à justiça desde que foi condenado em Macau a 28 anos de cadeia num processo relacionado com Ao Man Long], nunca houve contactos directos”, disse o antigo governante. Aqueles dois empresários já foram constituídos arguidos num outro processo conexo, em Macau. E terá sido deles que Ao recebeu 20 milhões de patacas de modo a beneficiá-los num concurso por convite

para a entrega de cinco lotes em frente ao Aeroporto. A explicação do ex-Secretário para estes 20 milhões terem ido parar à conta da Ecoline, uma empresa sedeada num “paraíso fiscal” e que era por ele controlada, prende-se uma vez mais com Ho Meng Fai. Segundo disse, a Ecoline prestou serviços de consultadoria para o empresário, que tinha várias obras do Governo, resultando daqui aquele montante. “Os 20 milhões transferidos para a conta da Ecoline não tiveram nada que ver com os cinco terrenos”, assegurou. Outro ponto rebatido pelo arguido foi a autoria de quatro documentos encontrados na sua casa pelos elementos do Comissariado Contra a Corrupção aquando da detenção. Tal como já tinha feito, voltou a afirmar que as quatro folhas de papel manuscritas, onde estavam descritos pagamentos de empresas e de obras, na versão do MP, não lhe

pertencem, tendo pedido mesmo um exame de caligrafia. “Nunca vi aqueles documentos”. Sobre os processos das estações de tratamento de água residuais (ETAR), em Coloane e no parque transfronteiriço, afirmou que não teve conhecimento de qualquer transferência de valores para uma outra empresa por si controlada, a Best Choice. Referiu ainda que os descritivos nos famosos “cadernos da amizade” (onde obras e valores eram apontados) foram interpretados de forma abusiva. “Interpretaram os números e os vistos como subornos e não como outra coisa qualquer, mas esta forma tão fácil de interpretar da acusação não é assim”. AO DIZ DESCONHECER TRANSFERÊNCIAS. Pedro Chiang, condenado à revelia por corrupção activa, também foi citado por Ao Man Long, para explicar ao Colectivo de Juízes que foi o empresário que lhe pediu informações sobre empresas que pudessem construir uma ETAR para um projecto que estava a desenvolver no Camboja. A partir daqui é que terá surgido o contacto com uma empresa belga, que terá sido a Waterleau, de Luc Vriens. “Mas eu não sei porque é que aquelas transferências foram cair na conta da Best Choice, porque tinha alguém que me informava disso, por isso seria impossível desconhecer esses montantes”. Deixou em aberto a possibilidade de ter sido Pedro Chiang a fazer esses depósitos. Recusou ainda que a constituição das duas empresas em paraísos fiscais tivesse acontecido por querer ocultar as operações. “Criámo-las visando uns projectos e podíamos depois ficar muito tempo sem receber outros pelo que era mais vantajoso ser dessa forma”. O advogado de defesa, oficioso, também requereu a anulação como prova dos quatros manuscritos, uma vez que foram apreendidos em casa de Ao “sem ninguém estar a representá-lo” e lamentou não ter podido consultar todo o conteúdo dos “cadernos da amizade”.

TUI DECIDE A FAVOR DA ADMINISTRAÇÃO

Enfermeiros portugueses sem razão Dois enfermeiros, de um grupo total de nove, todos portugueses, lutaram em tribunal pelo princípio da igualdade. Com contratos individuais de trabalho, o grupo não teve direito a receber retroactivos referentes a 1 de Julho de 2007, tal como os restantes colegas tiveram. Mas os Juízes entenderam que “não constitui flagrante e intolerável desigualdade, por se integrar dentro da discricionariedade do legislador”

D

ois enfermeiros portugueses que lutavam nos tribunais de Macau pelo direito a retroactivos, previstos no novo regime de carreira de enfermagem, viram o processo chegar ao fim da linha: a Última Instância negou-lhes razão.

Identificados como Carlos Nave e Fernanda Cardoso, segundo a Rádio Macau, os enfermeiros foram recrutados para o território antes da criação da RAEM, e, juntamente com mais sete colegas, foram apanhados de surpresa pelo novo regime da carreira, votado em Julho de 2009. Com contratos individuais de trabalho, os nove enfermeiros não tiveram direito a receber retroactivos a contar desde 1 de Julho de 2007, ao contrário dos restantes colegas. Na altura falaram em discriminação, sendo que estes dois profissionais decidiram iniciar uma batalha jurídica, alegando violação do princípio de igualdade. Ontem, o TUI disponibilizou os dois acórdãos, em tudo semelhantes. Para justificar a decisão, o Colectivo de Juízes escreveu que embora “o legislador pudesse ter estabelecido o mesmo regime para todos os enfermeiros, considera-se que a diferenciação de

remuneração transitória, efectuada entre os vários grupos de funcionários, não constitui flagrante e intolerável desigualdade, por se integrar dentro da discricionariedade do legislador”, pelo que “não houve violação do princípio da igualdade”. A lei que estabeleceu o regime jurídico da carreira de enfermagem, e que entrou em vigor em 18 de Agosto de 2009, fez retroagir a 1 de Julho de 2007 as valorizações indiciárias dos vencimentos previstos para os enfermeiros do quadro, dos contratados além do quadro e dos assalariados. Mas esta benesse não foi estendida aos enfermeiros no regime de contrato individual de trabalho, cujas valorizações indiciárias vigoram, portanto, desde 18 de Agosto de 2009, segundo se lê no acórdão. Todos os nove enfermeiros que foram afectados são portugueses. H.A.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Helder Almeida, Pedro André Santos e Viviana Chan • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau


SANDS CHINA “REVÊ” LUCROS. A Sands China anunciou ontem lucros líquidos de 279,3 milhões de dólares americanos para o primeiro trimestre, mais 6,4% do que no mesmo período de 2011. No final de Abril, o grupo Las Vegas Sands indicou que a Sands China tinha obtido lucros de 277,4 milhões e receitas de 1,45 mil milhões.

JOGO PODE “DOBRAR” EM SEIS ANOS. Analistas do Deutsche Bank acreditam que as receitas brutas anuais do jogo na RAEM poderão atingir 496 mil milhões de patacas em 2017, quase o dobro dos actuais valores, noticiou a Macau Business. Em 2011, os casinos geraram receitas totais de cerca de 268 mil milhões.

local

GALAXY E PLAZA SOBEM NO RANKING DAS RECEITAS E LISBOA DEIXA “TOP 10”

receitas por casino no 1.º trimestre

Sete casinos dominam dois terços do mercado A contínua subida das receitas está a produzir um fenómeno paralelo ao crescimento global do sector do jogo, ao contribuir para o alargamento do “fosso” entre pequenos e grandes casinos. Dados a que o JTM teve acesso, indicam que o “núcleo duro” ficou reduzido no primeiro trimestre do ano a sete casinos, que geraram quase 70% das receitas totais. Num “ranking” liderado pelo Wynn Macau, destacam-se as subidas dos casinos Galaxy e Plaza e a saída do Lisboa do “top 10”

1 • Wynn Macau 9.255 milhões

2 • MGM Grand Macau 7.551 milhões

sérgio terra

C

om 34 casinos em funcionamento no final do primeiro trimestre, as receitas brutas dos jogos de fortuna ou azar cresceram 27% para 74.314 milhões de patacas, face ao período homólogo de 2011, mas as maiores fatias deste “bolo” reforçado foram distribuídas por um número cada vez mais restrito de espaços de jogo, provando que, de facto, o tamanho também importa, como têm defendido vários responsáveis de operadoras do sector. Se no cômputo geral de 2011 ainda poderíamos colocar entre oito a dez empreendimentos no grupo dos grandes casinos, em termos do volume de receitas, esse privilégio passou a ser exclusivo de apenas sete no final de Março, embora nestas contas não entre ainda o Himalaya por só ter aberto portas no complexo Sands Cotai Central a 11 de Abril. Dados das operadoras a que o JTM teve acesso indicam que, no período compreendido entre Janeiro e Março, o Wynn Macau manteve o estatuto de líder das receitas brutas por casino, ao facturar cerca de 9.255 milhões de patacas, incluindo 8.672 milhões nas mesas de jogo e 583 milhões nas “slots”, o que garantiu uma quota de mercado de cerca de 12,5 por cento. O Wynn Macau foi ainda o único casino cuja média diária de receitas brutas atingiu três dígitos, ao situar-se nos 101,7 milhões de patacas. Com 7.551 milhões de patacas, o MGM Grand Macau manteve o segundo lugar no “ranking” dos casinos, mas viu aproximar-se o Galaxy Macau, que facturou 7.149 milhões de patacas nos três primeiros meses do corrente ano. Apesar de só ter sido inaugurado a 15 de Maio do ano passado, o Galaxy conseguiu obter o sétimo melhor resultado de 2011 - gerando mais receitas em seis meses e meio do que casinos como o Altira, Sands ou Lisboa em todo o ano – e em Dezembro superou mesmo o MGM Grand Macau. Nas posições imediatas da tabela surgem, quase em igualdade, mais dois “gigantes” do universo do jogo: o City of Dreams (6.925 milhões) e o Grand Lisboa (6.914 milhões), com o empreendimento da Melco Crown a superiorizar-se nas “slots” mas a perder para o casino da Sociedade de Jogos de Macau (SJM) nas mesas. O primeiro casino da Sands China surge apenas na sexta posição, com 6.501 milhões de patacas, montante que representa uma quota de 8,75%, ainda assim li-

Total da facturação diária dos sete principais casinos atinge cerca de geiramente acima dos 8,1% alcançados em Dezembro de 2011. O “clube” dos “sete magníficos” integra ainda o StarWorld (5.619 milhões de patacas), mas aquele que até ao ano passado era o casino mais produtivo da Galaxy está a perder terreno para a concorrência. Comparativamente ao “ranking” de 2011, no qual ocupou a quinta posição, o StarWorld cedeu dois lugares, ao ser ultrapassado pelo Galaxy e Venetian. Os dados compilados pelo JTM revelam ainda que os sete casinos com maior volume de facturação no primeiro trimestre geraram, no seu conjunto, uma média de receitas diárias de 548,51 milhões de patacas, um valor suficiente para lhes assegurar o domínio de 67,17 por cento do mercado do jogo, ou seja, um pouco mais de dois terços.

Sete casinos chegam para pagar plano dos “cheques” em

21

dias

Do ponto de vista das finanças públicas, estes resultados também não deixam de ser animadores, uma vez que a Administração da RAEM cobra 35% de impostos directos sobre as receitas do jogo, além de cerca de quatro por cento de impostos indirectos, bem como taxas por cada mesa e máquina em funcionamento. Tendo em conta apenas a cobrança dos impostos directos, os dados do primeiro trimestre indicam que a Administração recolheu por dia cerca de 192 milhões de patacas apenas nos sete maiores casinos de Macau. Os exercícios matemáticos permitem ainda concluir que o desempenho daqueles sete casinos no período em análise é suficiente para garantir, em apenas 21 dias, o cumprimento por parte do Governo das despesas inerentes ao programa de comparticipação pecuniária para 2012. Segun-

550

milhões

do anunciou o Executivo, a distribuição de cheques à população vai obrigar a uma despesa pública de 4.123 milhões de patacas, beneficiando os residentes permanentes (542.650 pessoas que vão receber 7.000 patacas) e os não permanentes (77.283 indivíduos), com 4.200 patacas. LISBOA FORA DO “TOP 10”. Os números trimestrais comprovam, por outro lado, que o “velhinho” Lisboa continua a perder o fulgor de outros tempos. Depois de ter terminado o ano de 2011 já na 10ª posição da tabela das receitas dos casinos, o histórico casino da SJM recuou para a 12ª posição no primeiro trimestre, com 2.345 milhões de patacas. O Lisboa deixou, aliás, de ser o segundo casino com mais receitas no seio do grupo fundado por Stanley Ho, cedendo essa posição ao L’Arc (11º da tabela, com 2.438 milhões de patacas), e ficou mais perto da “segunda linha” da SJM, liderada pelo Legend (13º com 2.302 milhões). Entre o 14º e 18º lugares, a SJM está ainda representada pelo New Century (1.059 milhões), Emperor (830 milhões), Fortuna (818 milhões), Lan Kwai Fong (764 milhões) e Jai Alai (579 milhões). Em sentido inverso ao Lisboa, segue o casino Plaza, onde a Sands China tem feito uma grande aposta no segmento VIP. O Plaza fechou o trimestre na oitava posição (3.414 milhões de patacas), quatro lugares acima do resultado alcançado no cômputo geral de 2011, passando mesmo a ser o segundo casino do grupo Las Vegas Sands por troca com o Sands Macau (9º, com 3.364 milhões), embora a entrada em cena do Himalaya possa vir a alterar essa hierarquia nos próximos tempos. O “top 10” é fechado pelo Altira, com 2.855 milhões de patacas, mas o casino erguido pela Melco Crown na Taipa também perdeu dois lugares face a 2011. Bem distante dos valores astronómicos permanece o casino President, da Galaxy, que voltou a ser o menos produtivo do sector no primeiro trimestre, com receitas de apenas 47 milhões de patacas.

3 • Galaxy Macau 7.149 milhões

4 • City of Dreams 6.925 milhões

5 • Grand Lisboa 6.914 milhões

6 • Venetian 6.501 milhões

7 • StarWorld 5.619 milhões

jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 03


publicidade Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L. Relatório da Administração Exercício findo em 31 de Dezembro de 2011

Administradores

Exmos. Senhores Accionistas

Os Administradores durante 2011 e até à data deste relatório são:

Os Administradores têm o prazer de apresentar o Relatório Anual sobre a demonstração da posição financeira da Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L. (“CTM” ou a “Empresa”) e as correspondentes demonstrações de resultados, para o exercício findo em 31 de Dezembro de 2011. GENERALIDADES A economia de Macau Apesar do impacto em 2011 na economia mundial das crises de dívida soberana europeias em curso, conjugadas com o lento crescimento dos Estados Unidos, Macau conseguiu ainda gozar de um notável crescimento do PIB de 22,5% durante os primeiros três trimestres de 2011, em comparação com o período homólogo do ano anterior. Tal foi principalmente conseguido através do crescimento contínuo nas indústrias do jogo e do turismo, beneficiárias dum crescimento de dois dígitos no número de visitantes, vindos em especial da China - continental. PRINCIPAIS ACTIVIDADES E NEGÓCIOS EM REVISTA A CTM continuou a operar os serviços públicos de telecomunicações de Macau, de acordo com o Contrato da Concessão, revisto em Novembro de 2009. De acordo com os termos dessa revisão, a CTM reteve direitos exclusivos para operar os serviços fixos locais e internacionais de troca de voz e de transmissão de dados, até 31 de Dezembro de 2011 e o direito de continuar a prestar esses serviços numa base não exclusiva, sem interrupção, por um período de 5 anos, de 1 de Janeiro de 2012 a 31 de Dezembro de 2016, renovável por outro período de 5 anos, até 31 de Dezembro de 2021. O segundo período de 5 anos será automaticamente concedido nos finais de 2016 excepto na eventualidade de violação séria pela CTM com as principais leis e regulamentos ou por imperativas razões de interesse público, devidamente justificadas. Por outro lado, os serviços de circuitos alugados locais e internacionais, e os serviços de trânsito foram liberalizados em 18 de Novembro de 2009. Em 31 de Dezembro de 2011, entrou em vigor o Regulamento Administrativo nº 41/2011, estabelecendo o regime para o uso e funcionamento das redes fixas de telecomunicações públicas e o enquadramento legal do licenciamento de novos operadores de rede fixa. As condições do concurso para novas licenças de rede fixa foram publicadas no Boletim Oficial em 16 de Janeiro de 2012 e duas novas licenças irão ser concedidas. Sob os novos regulamentos e o acordo da concessão revisto, o Governo de Macau emitirá automaticamente uma licença apropriada para a CTM para a instalação e exploração dos serviços locais e internacionais de circuitos alugados e serviços de trânsito, sem qualquer interrupção, enquanto os restantes serviços de rede fixa da CTM continuarão a ser providenciados no âmbito do acordo de concessão revisto. A CTM também opera sob licença para providenciar serviços de Telemóvel GSM 2G e WCDMA 3G e serviços de Internet, em concorrência com outros operadores. A licença de GSM 2G é válida até Julho de 2012, enquanto a licença de WCDMA 3G é válida até Junho de 2015 e renovável. A licença para operar serviços de Internet é válida até Abril de 2013 e também renovável. Os rendimentos brutos da Empresa no ano findo em 31 de Dezembro de 2011 alcançaram um máximo recorde, ao nível de 3.981 milhões de Patacas, representando um aumento de 44% em relação aos equivalentes de 2.757 milhões de Patacas do ano anterior. Este forte aumento nos rendimentos foi grandemente comparticipado pelas vendas de equipamento de telemóveis, reflectindo um crescimento de 208% sobre o ano anterior. Excluindo as vendas de equipamento de telemóveis, os rendimentos cresceram em 9% durante 2011. Os serviços com soluções empresariais, revelaram também um aumento substancial de 48% em comparação com 2010. Para além disso, os rendimentos dos serviços de telemóvel aumentaram 9%, os dos serviços de internet cresceram 12%, e os dos circuitos alugados aumentaram 6%. Por outro lado os rendimentos dos serviços internacionais fixos de voz decresceram 12% e os rendimentos dos serviços locais fixos de voz diminuíram ligeiramente, em 1%, face ao ano anterior.

Sr. William Anthony Rice – Presidente Sr. Poon Fuk Hei - Administrador Delegado Sable Holding Limited PT Comunicações, S.A. CITIC Telecom International Holdings Limited Direcção dos Serviços de Correios Sr. Carlos Manuel Mendes Fidalgo Moreira da Cruz Sr. Ip Ming Wong Sr. Nicholas Ian Cooper

Conselho de Supervisão Os Membros deste Conselho durante 2011 e até à data deste relatório são: Sra. Belinda Holly Yvette Bradberry – Presidente Sra. Maria Teresa Jordão Pereira Neves Sra. Chong Vun Leng Sr. David Chan Tin Wai Sr. Ian James Lawson Pelo Conselho de Administração

Poon Fuk Hei Administrador Delegado 13 de Março de 2012

Em virtude do forte crescimento nas vendas de equipamentos de telemóvel e nos rendimentos dos serviços com soluções empresariais, os custos de vendas para a Empresa aumentaram também em cerca de 92% relativamente ao último ano. Em resultado da inflação e da pressão de crescimento nos salários derivada das apertadas condições do mercado de trabalho, as despesas operacionais da Empresa cresceram cerca de 12% face ao ano anterior, apesar das medidas de contenção continuadamente exercidas na gestão de custos.

Relatório dos Auditores Independentes sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Em linha com o acima exposto, o lucro de 2011 foi de 934 milhões de Patacas, reflectindo um aumento de 15%, face ao ano anterior.

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L. (a “Empresa”) relativas ao ano de 2011, nos termos das Normas Internacionais de Auditoria. No nosso relatório, datado de 13 de Março de 2012, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras.

A Empresa investiu 287 milhões de Patacas em projectos de investimentos de capital durante o ano, o que representa um aumento de 81 milhões de Patacas em comparação com o último ano. Os projectos mais significativos da Empresa durante o ano incluíram a expansão da Rede de Telemóveis WCDMA 3G, a expansão da rede Internacional, a expansão das Redes de Circuitos Alugados e Fixa Local, a expansão da Banda Larga da Rede da Internet, e o desenvolvimento e melhoramento dos Sistemas de Tecnologia Informática. Rede fixa Durante o ano findo em 31 de Dezembro de 2011, foram recebidos 15.560 (2010: 15.608) pedidos de novas linhas de rede. O número global de instalações durante o ano foi de 15.511 (2010: 15.394), integrando 9.140 novas linhas de rede e 6.371 remoções externas. O número de linhas diminuiu em cerca de 2.064 (2010: 2.986) após considerados 17.575 cancelamentos (2010: 18.380). A dimensão total do sistema no fim do ano era de 166.310 (2010: 168.374) linhas. As chamadas telefónicas internacionais com origem em Macau totalizaram 126 milhões de minutos em 2011, representando um aumento de 4% quando comparadas com 2010. As chamadas telefónicas internacionais recebidas, terminadas em Macau, totalizaram 175 milhões de minutos em 2011, representando um acréscimo também de 4% em relação com 2010. Telemóveis A penetração no mercado dos telemóveis em Macau chegou a cerca dos 240% nos finais de 2011. Ao mesmo tempo a base de clientes de telemóvel da Empresa aumentou cerca de 23% para 633.936 (2010: 513.866). Ao longo de 2011, a base de clientes 3G continuou a crescer, alcançando cerca de 92% da base total de subscritores de telemóveis, no final do ano. Simultaneamente, a Banda Larga de Telemóvel tornou-se o serviço mais popular no mercado, com 123.079 (2010: 60.246) clientes. Internet A base total de clientes Internet aumentou 4% no ano, para um total de 138.222 (2010: 132.757) subscritores, com 15 % dos clientes existentes a optar por melhorar para pacotes de preços com maior capacidade de banda e mais caros. Reserva Legal De acordo com o Artigo 432 do Código Comercial, a reserva legal deve corresponder a um quarto do capital social da Empresa. Não houve necessidade de dotações à reserva legal em 2011.

pág 04 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

Para os accionistas da Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L.

As demonstrações financeiras que auditámos, preparadas de acordo com Normas Internacionais de Relato Financeiro (ou NIRF - International Financial Reporting Standards ou IFRS), integram as demonstrações da posição financeira em 31 de Dezembro de 2011, a demonstração de resultados, a demonstração do rendimento integral, a demonstração das alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa para o ano então findo, bem como um resumo das principais políticas contabilísticas adoptadas e outras notas explicativas. As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas da Empresa. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas da Empresa. Para a melhor compreensão da posição financeira da Empresa e dos resultados das suas operações, assim como o âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

KPMG Macau, 13 de Março de 2012


publicidade Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L. Demonstração de Resultados Para o ano findo em 31 de Dezembro de 2011 (Valores em Patacas de Macau)

2011

2010

3.980.726.680

2.757.263.686

375.418

362.615

(2.667.708.508)

(1.562.827.155)

1.313.393.590

1.194.799.146

5.953.184

1.538.556

Depreciação e amortização

(260.604.080)

(269.995.843)

Lucro antes de impostos

1.058.742.694

926.341.859

Impostos sobre lucros

(125.148.206)

(112.086.879)

933.594.488

814.254.980

2011

2010

827.226.244 6.871.871 750.000 10.324 10.320.526 845.178.965

806.727.654 3.148.140 750.000 10.324 4.261.139 814.897.257

Rédito Outros rendimentos líquidos Despesas e custos operacionais Resultado antes de juros, impostos e depreciação Receitas financeiras

Lucro liquid do ano

Demonstração da posição financeira Em 31 de Dezembro de 2011 (Valores em Patacas de Macau)

Activo não-corrente Activos fixos tangíveis Activos intangíveis Contas a receber a longo prazo Investimentos financeiros – afiliadas Activos por impostos diferidos

Activo corrente Inventários Contas a receber de Clientes Gastos adiantados Empréstimos a afiliadas A receber de empresas do Grupo Outras contas a receber Acréscimos de proveitos Caixa e seus equivalentes

Passivo corrente Adiantamentos de clientes Fornecedores Contas a pagar ao Sector público estatal Partes relacionadas Acréscimos de custos e outras contas a pagar Adiantamentos por conta de vendas Impostos a pagar

Activo corrente líquido Passivo não corrente Responsabilidades líquidas com o plano de reformas com benefícios definidos

ACTIVO LÍQUIDO TOTAL

--------------- ---------------

128.744.321 208.357.332 31.166.196 639.719.180 13.757.761 13.060.516 135.265.928 733.215.206 1.903.286.440

102.463.351 202.293.415 9.178.747 501.115.856 11.847.594 13.382.971 123.652.367 621.303.051 1.585.237.352

8.302.239 241.420.242 20.168.299 12.283.949 326.390.827 177.992.364 130.504.541 917.062.461

9.078.148 153.399.007 19.815.990 12.512.730 251.267.262 129.888.234 116.780.784 692.742.155

986.223.979

892.495.197

80.846.881

30.351.993

1.750.556.063

1.677.040.461

--------------- ---------------

2011

2010

Capital e reservas Capital Reserva legal Reserva de contribuição de capital Lucros retidos

150.000.000 37.500.000 11.224.642 1.551.831.421

150.000.000 37.500.000 11.224.642 1.478.315.819

CAPITAL PRÓPRIO

1.750.556.063

1.677.040.461

Pelo Conselho de Administração

----------------------------------------Poon Fuk Hei Administrador Delegado

--------------------------------Ip Ming Wong Administrador

--------------- ---------------

--------------- ---------------

--------------- ---------------

jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 05


40 MIL JÁ TÊM NOVOS VALES DE SAÚDE. Quase 40 mil residentes já imprimiram os novos vales de saúde, relativos ao ano de 2012. Segundo os Serviços de Saúde, o programa conta para já com a adesão de quase 600 unidades privadas de saúde e a participação de mil médicos ocidentais, de medicina tradicional chinesa e terapeutas.

local

PLANOS PARA A SAÚDE DISCUTIDOS ONLINE. Lei Chin Ion, director dos Serviços de Saúde, foi convidado pelo GAES para ter uma conversa na Internet com estudantes do ensino superior, a fim de discutir as perspectivas do desenvolvimento nas áreas médica e de enfermagem. A iniciativa está agendada para as 20 horas do dia 14.

ASSEGURA O GOVERNO AOS DEPUTADOS QUE MANIFESTARAM MUITAS DÚVIDAS SOBRE O DIPLOMA

Mais formação sobre segurança alimentar O diploma sobre a segurança alimentar gerou muitas dúvidas aos deputados, que temem que as competências do IACM não sejam claras. O Governo explicou que o âmbito da sua acção vai ficar bem definido e garantiu que está a investir na formação

A

proposta de lei sobre a segurança alimentar começou a ser discutida ontem na generalidade, sem tempo para aprovação. Os deputados concordam que é um diploma importante, mas as dúvidas foram muitas. As competências do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais e a eventual sobreposição de entidades, as funções do Centro de Segurança Alimentar, o tempo de adaptação à nova legislação e a aplicação de sanções foram alguns dos temas que mereceram um ponto de interrogação. “Tenho dúvidas se não há sobreposição de funções e se não levará a que as entidades empurrem as responsabilidades entre si. Gostava de saber por parte do Governo como é que a fiscalização se processa”, pediu Kwan Tsui Hang. Isto porque, segundo o diploma, é ao IACM que compete assegurar todas as questões relacionadas com a segurança alimentar – desde coordenação, acções de supervisão até à aplicação de infracções administrativas – mas os deputados quise-

Governo e deputados voltam a discutir hoje o diploma sobre a segurança alimentar

ram clarificar a acção de outras entidades, como a Direcção dos Serviços de Turismo (DST). “Pretendemos concentrar o trabalho relativo à Segurança Alimentar numa entidade”, que abrangerá todas as matérias excepto alimentos medicamentosos, esclareceu a Secretária para a Administração e Justiça. Para clarificar esta situação, o director dos Serviços para os Assuntos de Justiça, André Cheong, deu um exemplo. “Quando a DST fiscaliza os hotéis é por motivos de licenciamento, porque há outras questões para além da higiene e segurança alimentar tidas em conta no âmbito das licenças. Mas se durante as suas acções, a DST também encontrar algum problema [alimentar], age e comunica logo com o IACM”. As normas sancionatórias a aplicar

pág 06 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

também motivaram dúvidas pelo facto de tanto o diploma em análise como o regime jurídico das infracções contra a saúde pública e contra a economia contemplarem sanções. “O regime actual não é claro e nem é suficiente. (...)”, disse André Cheong para justificar a inclusão de um novo sistema sancionatório. Assim sendo as questões que poderão gerar contradição na lei de 6/96/M “devem ser abolidas depois de ser instituído um novo regime”, sugeriu o deputado Lam Heong Sang, que já não ouviu uma resposta às suas dúvidas, por o tempo do Plenário se ter esgotado. LABORATÓRIOS CERTIFICADOS E MAIS FORMAÇÃO. Os tribunos conseguiram ver esclarecidas algumas questões sobre o Centro de Segurança Alimentar. “Os nossos laboratórios têm capacidade

suficiente e têm vindo a expandir-se (...) e já conseguiram o reconhecimento de qualidade pela China”, disse Raymond Tam, falando em mudanças. “Com esta proposta de lei vamos ampliar os nossos laboratórios, inclusivamente aumentar o número de pessoas, bem como contar com a colaboração de outros laboratórios também reconhecidos”. Raymond Tam afiançou ainda que estão “a contratar trabalhadores para o controlo de risco” e a realizar acções de “formação para inspectores de segurança alimentar”. “No seio do IACM temos outras duas subunidades que dizem respeito ao licenciamento de bebidas e de carnes frescas e temos pessoal que pode dar apoio necessário”, reforçou. A definição dos critérios de riscos foi outra preocupação manifestada pelos deputados que sugeriram ao Executivo que elabore uma lista. Outros questionaram pontos mais específicos como conceito de produção, fiscalização em restaurantes “take away” e serviços de comes e bebes em exposições e festivais gastronómicos. Durante a discussão também foi manifestado o receio de que o tempo previsto para a entrada em vigor da lei após a sua publicação – 90 dias – não seja razoável. “O Governo já viu se este período é suficiente? Sendo os critérios mais claros muitas vozes se vão levantar contra a lei. É preciso tempo”, advertiu Ho Ion Sang. F.A.


INCÊNDIO OBRIGA A EVACUAR 80 MORADORES. Cerca de 80 pessoas foram evacuadas na madrugada de ontem devido a um incêndio no edifício onde moram, a Torre Lago Panorâmico, na zona da Nam Van. A queima de peças de um apartamento do 7º andar terá estado na base do sinistro. Um dos moradores do apartamento foi assistido no hospital devido a problemas respiratórios. O fogo foi extinto pelas cinco horas da manhã.

local

FAMÍLIAS ASSINAM CONTRATOS PARA CASAS ECONÓMICAS. Os agregados seleccionados para as casas económicas do Edifício do Lago, na Taipa, vão começar a assinar os respectivos contratos com o Governo a partir da próxima segunda-feira. Segundo o Instituto de Habitação, já estão vendidas 2.437 casas naquele edifício.

PROPOSTA SOBRE METODOLOGIA DA AL FOI ONTEM APROVADA NA GENERALIDADE

Abandonos, críticas e apelos à boa atmosfera Paul Chan Wai Chi não aguentou e abandonou a sessão logo no início em forma de protesto. O deputado foi uma das poucas vozes a discordar da proposta de revisão da metodologia para a eleição da Assembleia Legislativa, que foi ontem aprovada na generalidade. Florinda Chan voltou a rejeitar as críticas e prometeu reforçar os trabalhos cívicos e de formação sobre a Lei Básica, mas o seu discurso não chegou para todos. Pereira Coutinho, três horas depois de ter começado o Plenário, também saiu do Hemiciclo reclamando ausência de respostas fátima almeida

A

ssim que Florinda Chan começou a apresentar a proposta de revisão da metodologia para a constituição da Assembleia Legislativa, Ng Kuok Cheong, José Pereira Coutinho, Paul Chan Wai Chi e Au Kam San pediram para usar da palavra. Os deputados voltaram a insurgirse contra o método de consulta pública e mostraram desagrado pelo que chamaram “retrocesso”. Apesar de alguns tribunos terem abandonado o Hemiciclo como forma de protesto, a proposta de lei foi aprovada ontem na generalidade. Abrindo as hostes, Ng ainda mostrou esperança em ver um maior aumento de deputados eleitos por vida directa quando o diploma chegar à comissão, mas a maioria do Hemiciclo não se mostrou favorável. “Pergunto ao Governo qual será a sua posição quando a proposta for analisada na especialidade (...). Irá ter abertura quanto ao aumento e diminuição de assentos?”, questionou o membro da Associação Novo Macau. Com Paul Chan Wai Chi o descontentamento subiu de tom. Depois de uma longa exposição, durante a qual se socorreu da História para justificar que “o Governo está a contrariar o princípio da evolução gradual do sistema”, o deputado abandonou o Hemiciclo como forma de protesto. “Não consigo subscrever esta proposta e em forma de protesto vou deixar a AL”, disse antes de pegar em papéis e sair. O deputado do Novo Macau não seria o único a abandonar o Hemiciclo. Pereira Coutinho também o viria a fazer, mas já quando a sessão de discussão ia longa e apresentando outros argumentos. “Estamos aqui há três horas e estou muito desiludido. A minha pergunta não mereceu resposta. É simples e directa. A senhora Secretária pegou no papel, começou a ler e pensa que já está tudo respondido. Não posso ficar mais aqui”, disse Coutinho. Depois da apresentação de praxe do diploma, a Secretária para a Administração e Justiça só usou da palavra uma vez e mais de 20 intervenções depois. Pereira Coutinho sentiu as suas questões ignoradas pelo Executivo e abandonou a sala à qual já não regressaria para a discussão, na generalidade, da proposta de lei sobre a Segurança Alimentar. O deputado tinha questionado a Secretária sobre a seriedade do processo pedindo-lhe ainda que indicasse “quais os objectivos e resultados alcançados” nesta consulta pública, cuja participação foi asse-

Coutinho abandonou o Plenário insatisfeito com Florinda Chan

gurada também com “sacrifício” dos funcionários públicos. Na sua primeira intervenção, o deputado fez ainda alusão ao reforço da segurança no Hemiciclo, depois de no dia anterior, durante a votação também na generalidade da revisão da metodologia para a eleição do Chefe do Executivo, a sessão plenária ter sido interrompida por vozes de protesto de elementos da Associação Novo Macau – o presidente Chason Chao e Scott Chiang – acompanhados por outro jovem e uma mulher. Os actos de protesto do quarteto foram reprovados por alguns deputados que usaram da palavra para expressar a sua concordância com a proposta traçada pelo Governo – mais dois lugares eleitos por via directa e mais dois por via indirecta e manutenção do número de nomeados. “Aqui paira uma boa atmosfera, mas ontem [terça-feira] houve um acontecimento que perturbou e aproveito para manifestar a minha pena. Os jovens têm de ponderar as consequências e ser tolerantes com as opiniões dos outros”, começou por defender Lau Veng Seng. INDIRECTOS NA RIBALTA. Para contrariar a maioria das opiniões que defendem que a proposta apresentada pelo Governo é reflexo da vontade de todos, os membros do Novo Macau recordaram a sondagem que encomendaram à Universidade de Hong Kong, segundo a qual, dizem, que 42% das pessoas concordam em adicionar assentos directos e cortar nos outros. Porém Tsui Wai Kan levantou papéis para afirmar que as entidades externas apenas são chamadas aos assuntos de Macau quando as “suas opiniões não são a favor das opiniões preponderantes”. Perante a teoria de que é o sufrágio directo que gera democracia, sobretudo preconizada por Au Kam San, foram muitos os que saíram em defesa dos deputados indirectos que, segundo argumentam, permitem o “equilíbrio” e já existiam também antes da RAEM. “Quando foi constituída a Assembleia Legislativa já havia representantes das associações. Os lugares estavam assegurados pelos portugueses e macaenses e, na altura, os indirectos permitiam que as pessoas de etnia chinesa pudessem participar nas actividades políticas”, de-

fendeu Ho Sio Kam, deputada nomeada, notando que tem de ser “respeitado o esforço e contributo das associações”. Mas agora, acredita Ung Choi Kun, os lugares directos podem ser importantes num cenário invertido. “Quantos são os cidadãos portugueses agora? Temos também de salvaguardar os interesses dessas pessoas”, disse o deputado. Já Kwan Tsui Hang, deputada directa, mas que se sentou pela primeira vez no Hemiciclo como eleita por via indirecta, rejeita que a via indirecta seja um “conluio”. “Não vale a pena discutir-se assim, a eleição indirecta não é um bicho de sete cabeças”, disse, dando como exemplo o seu percurso. Também Fong Chi Keong veio defender o método pelo qual foi eleito e desafiou até Au Kam San a dizer-lhe em que circunstância se verifica o alegado “conluio entre Governo e empresários”, isto porque o deputado do Novo Macau tinha afirmado que a maioria dos indirectos pertencia ao sector empresarial. “Os directos também são reconhecidos pelos seus associados”, disse Fong ao referir-se às eleições por sufrágio universal para membros de associações como as dos Kai Fong ou dos Operários. “Fui eleito por sufrágio indirecto pelo sector educacional e cultural. O que fazemos não temos de dar conta a ninguém. Trabalhamos directamente com o Governo para conseguir apoio para iniciativas, trabalhamos nos bastidores”, referiu por sua vez Chan Chak Mo. CONSULTA INSTRUTIVA PARA JOVENS. Depois desta discussão, a maioria mostrou-se a favor da fórmula “2+2”, rejeitando que a consulta pública em que se baseou o diploma não seja suficiente para assegurar que esta é a vontade da população. Para Ho Ion Sang o debate que se gerou foi instrutivo para os mais jovens. “Da campanha de esclarecimento podemos tirar bons resultados”, disse criticando alguns atitudes. “Os jovens aprenderam muito. Ao longo do trabalho, os voluntários que trabalham na Associação [para realizar colóquios] tiveram ainda de enfrentar desafios. No Facebook foram criticados. Será que estes actos são aceitáveis? Precisamos de

jovens para participar na política. Não vale a pena levantar a voz para criar desequilíbrios”, disse o deputado eleito por via directa pelos Kai Fong, questionando a Secretária sobre futuros trabalhos de formação sobre a Lei Básica. À medida que Ho Ion Sang ia falando, Florinda Chan assentia com a cabeça mostrando concordância com o deputado. No final das intervenções, a Secretária para Administração e Justiça enalteceu o facto do Hemiciclo apoiar a proposta. Depois de defender mais uma vez que o diploma “reflecte a esmagadora maioria das opiniões”, prometeu mais. “Comprometo-me a reforçar as acções de sensibilização sobre a Lei Básica. Espero que me dêem mais opiniões”, disse ainda referindo-se à criação de uma plataforma para “as pessoas que querem singrar na vida política”. Também Melinda Chan e Angela Leong esperam que a participação cívica e política aumente. “Isto para que o cidadão tenha autonomia e possa decidir quem irá representá-los no Hemiciclo. Espero que no futuro o aumento de directos seja o objectivo final”, disse Melinda Chan, que acabou por concordar com a fórmula “2+2”. “Dois assentos para os indirectos é correcto. O aumento de directos e indirectos deve incentivar mais pessoas a participar na AL”, referiu, por sua vez, Angela Leong. Depois de a proposta ser aprovada – com dois votos contra e dois lugares vazios marcando a ausência de Coutinho e Chan Wai Chi – Au Kam San e Ng Kuok Cheong fizeram uma declaração de voto, na qual expuseram parte dos argumentos já apresentados durante uma sessão em que Au sempre disse: “se estamos a elaborar uma proposta tendo por base coisas falsificadas é um problema”. Poucos concordaram. Aliás, segundo José Chui Sai Peng, para a democracia “que queremos construir” o número de deputados estipulados na proposta de lei “é suficiente”. Tal como a proposta de revisão da metodologia para o Chefe do Executivo, a da Assembleia Legislativa segue agora para ser analisada na especialidade. Se nada mudar teremos para o ano uma AL com 14 deputados eleitos por via directa, 12 por indirecta e sete nomeados.

jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 07


FURTO NO MESMO EDIFÍCIO. Dois inquilinos de um apartamento situado na Avenida de Venceslau de Morais foram assaltados na terça-feira. As autoridades suspeitam que terá sido o mesmo homem dado que os furtos ocorreram no mesmo espaço temporal, causando um prejuízo de cerca de 20 mil patacas a um dos lesados. O outro apenas teve despesas por danos nas portas que foram arrombadas.

Breves Deslocação a Taiwan com agenda “criativa” Liderada pelo Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Cheong U, a delegação que irá deslocar-se no fim-de-semana a Taipé para a inauguração oficial, no domingo, da Delegação Económica e Cultural de Macau em Taiwan, vai aproveitar a deslocação para conhecer vários projectos no âmbito das indústrias criativas e culturais na capital formosina. Segundo o Gabinete do PortaVoz do Governo, a comitiva será composta por elementos de diversos departamentos do Executivo e personalidades das áreas da cultura, educação e turismo. O gabinete sublinhou ainda que a Delegação Económica e Cultural “irá desempenhar um papel activo para fomentar as relações amistosas entre Macau e Taiwan”, bem como promover o intercâmbio nas áreas da economia, cultura, educação, turismo, desporto e cuidados de saúde.

Passageiros no Aeroporto subiram 8,5 por cento até Abril O número de passageiros que utilizaram o Aeroporto de Macau cresceu 8,5 por cento nos primeiros quatro meses deste ano, face a igual período de 2011, anunciou ontem a CAM-Sociedade do Aeroporto. Já o número de movimentos de aeronaves subiu 2,3 por cento. A companhia que gere a infra-estrutura salientou ainda que os passageiros que escolheram Macau como destino final subiram 5,6 por cento, com os mercados da China Continental e Sudeste Asiático a evidenciarem subidas de 36 por cento e 3,4 por cento, respectivamente. Sublinhando que continua apostada em aumentar a rede de ligações internacionais, a CAM recorda que, depois da Mandarin Airlines e Vietnam Airlines terem iniciado recentemente rotas para Macau, estão previstos novos voos a breve prazo para Chiang Mai (AirAsia), Banguecoque (Thai Smile) e Pusan (Air Busan).

Empresas japonesas querem investir na Ilha da Montanha Empresários japoneses instalados na RAEM manifestaram interesse em investir na Ilha da Montanha, revelou a Câmara do Comércio Macau-Japão no âmbito de uma visita a Henqin. Segundo a associação, as empresas nipónicas consideram que a isenção fiscal de 15 por cento será um factor de estímulo para projectos de desenvolvimento na Ilha da Montanha. O presidente da Câmara do Comércio Macau-Japão, Sio Wai Chi, afirmou ainda que as empresas japonesas têm mais interesse em investir em Macau, mas não descuram a possibilidade de aproveitar o território como plataforma de expansão para a Ilha da Montanha.

Custos da Ponte do Delta voltam a aumentar Uma subcomissão do Conselho Legislativo de Hong Kong aprovou um reforço orçamental de 8,8 mil milhões de dólares de Hong Kong para a construção da estrada que vai ligar a cidade vizinha à futura Ponte do Delta do Rio das Pérolas, noticiou o jornal Business Daily, citando informações da RTHK. Os custos de construção na sequência de uma disputa judicial em torno da avaliação do impacto ambiental da ponte Hong Kong-Macau-Zhuhai que atrasou o início dos trabalhos na região vizinha. pág 08 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

local

MULTA DURA DE ENGOLIR. Um residente não reagiu bem a uma multa aplicada por ter alegadamente deitado uma beata para o chão. O caso foi registado por agentes à paisana, tendo sido necessário reforços dado que o indivíduo passou o tempo a resmungar, recusando-se a mostrar os documentos de identidade.

MULHER QUEIXA-SE DE VIOLAÇÃO MAS O HOMEM DIZ QUE RELAÇÕES FORAM CONSENSUAIS

O problema está no duche Uma mulher fez queixa às autoridades alegando que tinha sido violada. Após ter sido confrontado com as acusações, o suspeito confirmou que teve relações sexuais com a queixosa, mas negou a acusação e sugeriu que a história poderá ter sido feita por vingança PEDRO ANDRÉ SANTOS

É

um caso de alegada violação que acaba por deixar muitas dúvidas face às versões dos intervenientes. Uma mulher, de 44 anos, queixou-se à polícia afirmando que foi violada, mas o suspeito, de 51 anos, assegurou que a relação foi consensual, acrescentando ainda um pequeno detalhe que poderá ser a chave para desvendar o caso. A queixa foi feita na madrugada de terça-feira. Na ocasião, a mulher encontrou os agentes na Avenida Almeida Ribeiro pouco antes das cinco da manhã, alegando que tinha sido violada e que o culpado estava num hotel situado na Rua da Caldeira. Os agentes foram lá mas ninguém abriu a porta, tendo sido necessário a ajuda de uma empregada para entrar, encontrando o suspeito a dormir no quarto. As versões contadas por ambos foram praticamente iguais, apenas com algumas incongruências na parte final. Conheceram-se uns dias antes num casino, tendo ficado a jogar nas mesas de jogo. Como a mulher não tinha dinheiro, o indivíduo ofereceu-se para lhe dar guarida no hotel onde pernoitava. Nesse mesmo dia estiveram a jogar até de madrugada, depois decidiram ir comer qualquer coisa, seguindo posteriormente para o hotel, sendo nessa altura que a história segue por caminhos diferentes. De acordo com a queixosa, quando chegaram ao quarto do hotel dirigiu-se para o chuveiro para tomar banho.

Quem entrou ou não no duche, é a questão

Durante o duche, o homem terá entrado na casa-de-banho e arrastou-a para a cama, violando-a de seguida. Depois, aproveitou o facto de ele estar a tomar duche para sair do hotel, encontrando os agentes na rua pouco depois. Já o indivíduo confirmou que tiveram relações, mas que tinham sido consensuais. Posteriormente foram jogar novamente, tendo a mulher sugerido que fizessem uma aposta em conjunto, dividindo os ganhos. Como ela não tinha dinheiro, o indivíduo recusou, regressando ao hotel de seguida, acusando-a de inventar a história por vingança. As autoridades desconhecem ainda qual das versões será a verdadeira, mas segundo o JTM conseguiu apurar o próximo passo passará pela verificação das gravações das câmaras de videovigilância do casino. Tal poderá permitir apurar se os dois, de facto, regressaram para jogar, como o indivíduo disse, ou se, pelo contrário, permaneceram no quarto do hotel, de acordo com a versão da mulher.

Apanhado com “arsenal” de droga Um homem da China Continental foi detido na madrugada de ontem com um verdadeiro “arsenal” de droga, tendo as autoridades descoberto o material quase por acaso. Os agentes estavam a fazer uma operação de rotina na Avenida Xian Xing Hai quando viram o indivíduo, pedindo-lhe a identificação, um procedimento normal. Apesar de estar tudo em ordem, o homem, de 31 anos, mostrava-se algo nervoso com a presença da polícia, acabando por ser revistado. No bolso das calças foi encontrado um saco com 2,48 gramas de “ketamina” em cristais, e ainda 10 comprimidos de “magu”, termo tailandês usado para descrever uma combinação de metanfetaminas com cafeína. Foi também revistada uma mala que continha mais droga, nomeadamente 3,74 gramas de heroína, 4,72 gramas de “ice”, 9,30 gramas de “ketamina” e mais 10 comprimidos de “magu”. Questionado pelas autoridades, o suspeito terá dito que não sabia que se tratava de droga, recusando-se a prestar mais declarações.

MEDIDA SERÁ TESTADA EM MEADOS DE AGOSTO

Motos com via especial na ponte O Governo pretende criar, a título experimental, uma via especial para motociclos na Ponte de Sai Van. Justificada pela sucessão de acidentes, a medida será testada em meados de Agosto

O

s vários acidentes de viação ocorridos nas pontes de Macau levaram a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) a avançar para uma medida de carácter experimental na Ponte Sai Van. Segundo a DSAT, a ideia assenta na criação de uma via especial para motociclos no lado mais à direita das faixas de rodagem em cada sentido daquela Ponte. A medida, que foi ontem anun-

ciada por Wong Wan, director da DSAT, numa reunião com deputados da 3ª Comissão Permanente da Assembleia Legislativa, será testada a partir de meados de Agosto e visa “reduzir as oportunidades de mudança de direcção ou embate com veículos noutras faixas de rodagem”. O organismo sublinha ainda que “esta medida leva em consideração de forma integrada o factor de segurança e o direito de uso da rodovia, no intuito de minimizar a sua influência”. Segundo explicou a DSAT, no futuro, os motociclistas que se dirigem da Península de Macau para a Taipa aceder à Ponte de Sai Van pelo viaduto do lado da Barra e entrar na Taipa através da via de circulação desnivelada da Avenida dos Jogos da Ásia Oriental. No sentido inverso, os motociclistas terão que entrar

na Ponte de Sai Van pela referida via de circulação desnivelada, acedendo à Península de Macau através do viaduto de acesso da Barra. Por outro lado, e também devido aos inúmeros acidentes, a DSAT está a fazer um estudo sobre a eventual proibição da circulação de motociclos e ciclomotores ou redução da velocidade máxima na Ponte da Amizade. Tendo em conta que o motociclo é o meio de transporte usado por muitos cidadãos nas deslocações entre Macau e a Taipa, a DSAT refere ainda que, em conjunto com a PSP, irá realizar actividades de sensibilização, designadamente nas escolas, associações ou instituições, para chamar à atenção dos condutores para a importância da segurança do trânsito e o respeito pelas regras de circulação.


local

ENTEROVÍRUS VOLTA A “ATACAR”. Os Serviços de Saúde registaram mais um caso de infecção colectiva por enterovírus, desta vez na Creche I da Associação de Beneficência Tong Sin Tong. Quatro crianças apresentaram sintomas da “Doença de Mãos, Pés e Boca”, mas sem registo de complicações.

60 MILHÕES EM JACKPOTS. O casino StarWorld distribuiu 60 milhões de dólares de Hong Kong em jackpots “progressivos” nos primeiros quatro meses deste ano. Segundo o grupo Galaxy, os prémios ganhos nas “slots” beneficiaram cerca de 300 clientes.

NOS PRÓXIMOS TRÊS ANOS

CTM promete investir 1,2 mil milhões A Companhia de Telecomunicações de Macau (CTM) anunciou ontem que pretende investir ao longo dos próximos três anos 1,2 mil milhões de patacas

O

investimento vai ser canalizado para as infraestruturas de rede, optimização da cobertura de fibra óptica, aumento da velocidade de Internet, assim como na popularização de sistemas de computação “em nuvem” e na exploração e desenvolvimento do sistema de quarta geração (4G). Levar a fibra óptica a todos os edifícios residenciais até ao final do ano é um dos principais objectivos da CTM para 2012, isto numa altura em que a rede cobre cerca de dois terços do território. Durante um encontro com a imprensa, o director executivo da CTM, Vandy Poon, apresentou um potencial produto da companhia que inclui televisão, cinema e informação interactiva que, contudo, não vai ser lançado no mercado a breve trecho, dado que actualmente não há

nem regulação nem o aval das autoridades locais para aquele tipo de serviços. “Estamos prontos e mostrámos hoje que temos a capacidade para este tipo de serviços, mas [antes de os disponibilizar no mercado] vamos requerer as licenças adequadas”, explicou Vandy Poon. A CTM encerrou 2011 com receitas de 3.981 milhões de patacas, mais 44,2 por cento do que em 2010. Já os lucros líquidos da CTM foram na ordem dos 934 milhões de patacas contra os 814 milhões de patacas apurados no exercício de 2010, valor que traduz um aumento de 15 por cento. O EBITDA (resultados antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) atingiu 1.313 milhões de patacas. Para os resultados de 2011

Vandy Poon, CEO da CTM, apresentou ontem aos “media” os resultados obtidos pela empresa em 2011 e os planos de desenvolvimento futuro

contribuíram sobretudo as fortes vendas de equipamentos de comunicação móvel que sofreram um crescimento superior a 200 por cento, indicou a operadora.

“Erro humano” na base do “apagão” Vandy Poon explicou ontem aos jornalistas que a avaria que afectou milhares de clientes da CTM no início de Fevereiro foi provocada por um “erro humano não deliberado”. Segundo o CEO da CTM, falhas na transmissão de dados para o sistema de telecomunicações por parte de técnicos da empresa estiveram na base do “apagão”. A avaria acabou por pesar nas contas da empresa, que foi obrigada a desembolsar mais de 30 milhões de patacas. Após o incidente, a CTM anunciou reduções nas tarifas para compensar os clientes afectados. O “pacote” de descontos englobou um corte de 25 por cento nas assinaturas dos serviços de rede móvel 3G e uma redução na conta da internet na ordem dos 15 por cento. Por sua vez, os utilizadores de cartões pré-pagos beneficiaram de mais minutos grátis.

Em 2011, a taxa de penetração de telemóvel em Macau atingiu 240 por cento, sendo que o número de subscritores da CTM alcançou os 633.936 (mais 23 por cento face a 2010). Dados da empresa indicam que nove em cada dez utilizadores recorriam aos serviços de terceira geração (3G), tanto que a banda larga de telefone móvel tornouse o serviço mais popular no mercado no ano transacto, com 123.079 clientes contra os 60.246 contabilizados em 2010. O número de assinantes do serviço de Internet da CTM so-

Fórum Macau “apadrinha” parcerias sino-brasileiras Entidades da China e do Brasil firmaram três protocolos para a busca de parcerias e investimentos entre os dois países, num seminário sobre oportunidades de cooperação realizado em São Paulo

A

s cartas de intenções envolvem as associações comerciais de São Paulo e de Macau, além de representantes dos sectores de serviços e de comercialização de cristais. O seminário, organizado pelo Ministério do Comércio da República Popular da China e pela Secretaria para a Economia e Finanças de Macau, apresentou a RAEM como a porta de entrada da China para os empresários brasileiros. O director do Departamento de Políticas de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior brasileiro, Maurício Lucena do Val, destacou o sector de serviços como o mais promissor para o investimento estrangeiro no Brasil. Já o vice-ministro do Comércio da China, Jiang Yaoping, afirmou querer alargar a cooperação entre os países principalmente nas áreas da indústria e de investimento mútuos. Segundo Jiang, os dois países devem trabalhar juntos para colaborarem na resolução das dificuldades da crise económica. “Países de potências emergentes têm o dever de trabalhar de mãos dadas para fortalecerem a cooperação global”, dis-

freu uma subida anual de quatro por cento para 138.222. Em sentido inverso, o total de linhas da rede fixa recuou para 166.310 utilizadores (menos 2.064 do que em 2010). A CTM, que tem como accionista principal a britânica Cable & Wireless (51 por cento), é detida em 28 por cento pela Portugal Telecom (PT). A CITIC Telecom International Holdings tem um peso de 20 por cento na estrutura accionista, enquanto que o remanescente (um por cento) pertence aos Correios de Macau. JTM/Lusa

Criadas nove sociedades por dia até Março

se, ao realçar que tanto Brasil como a China são membros dos BRICS (com Rússia, Índia e África do Sul) e economias representativas nos seus continentes. O ministro chinês sugeriu ainda o reforço do Fórum de Macau como plataforma para o comércio entre a China e os países lusófonos, através do fundo intergovernamental de incentivos a projectos de cooperação. Sede do fórum, Macau quer consolidar-se ainda mais como plataforma de serviços entre a China e o Brasil, disse o Secretário para a Economia e Finanças da RAEM, Francis Tam. No evento foi salientado que a RAEM tem isenção de impostos ou impostos mais baixos para empresas brasileiras que passem a produzir no local, o que torna a exportação para a China mais vantajosa. Além disso, apresenta facilidades não existentes noutras regiões da China, como a não exigência de visto e contratos redigidos em português. A China é o principal parceiro comercial do Brasil, com investimentos externos directos no país sul-americano de 4,5 mil milhões de dólares no ano passado, segundo o governo brasileiro. O Brasil também é o principal parceiro comercial da China entre os países de língua portuguesa. De acordo com os dados da Alfândega chinesa divulgados recentemente pelo Fórum Macau, entre Brasília e Pequim, nos primeiros três meses de 2012, o volume de trocas comerciais atingiu 17,9 mil milhões de dólares, 11,6% mais do que o período homólogo do ano passado. JTM/Lusa

No primeiro trimestre do ano, foram constituídas em Macau, em média, mais de nove sociedades por dia, de acordo com dados oficiais ontem divulgados. No total, foram criadas 881 sociedades - mais 14,7 por cento face ao período homólogo de 2011 -, cujo capital social sofreu um aumento de 151 por cento para 199 milhões de patacas. Das 881 novas sociedades fundadas nos três primeiros meses, 327 pertenciam ao comércio por grosso e a retalho, enquanto 82 operavam actividades imobiliárias. Do capital social global das novas sociedades formadas durante o primeiro trimestre do ano, uma verba de 69 milhões de patacas era oriunda de Macau. Taiwan apresentava-se em segundo lugar em termos do local de origem do capital (50 milhões de patacas), seguida do Interior da China (27 milhões de patacas). No período em análise, oito em cada dez novas sociedades detinham o estatuto de sociedade por quotas. Em sentido inverso, entre Janeiro e Março, dissolveram-se 130 sociedades, cujo valor do capital social alcançou 31 milhões de patacas.

jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 09


PASSADO REVISTO EM MAIS DE 100 OBRAS. Mais de uma centena de obras de poesia, pintura e sinetes d viveram no território e que integram o espólio do Museu de Arte de Macau e colecções privadas loca ao público naquele espaço museológico entre hoje e 10 de Junho. A exposição “O Passado - Mestre desenhos, pinturas, poemas, pequenos ensaios e cartas de Gao Jianfu, Deng Fen, Shen Zhongqian Shuzhong, Feng Kanghou, Yang Shanshen, Cui Deqi, Liang Piyun, Guan Wanli, Lin Jin e Zhao Wei Yun, entre outros. As obras datam de um período compreendido entre a Guerra do Ópio (1840-1842

RELIGIÃO É POUCO VALORIZADA POR CIDADÃOS DE MACAU

Família e amigos sã

A família e depois os amigos são os aspectos mais importantes na vida do sendo a segurança e a situação económica os aspectos que levam nota ma

N

a hora de elencarem as esferas mais importantes da vida, os inquiridos colocam a religião no fundo da lista de prioridades, liderada pela família e amigos. Ainda assim, 42 por cento os cidadãos ouvidos dizem ser “religiosos” ou “muito religiosos”. O Governo e a situação ambiental do território são os aspectos que continuam a menos agradar os residentes, indica o último relatório sobre a qualidade de vida, realizado por investigadores da Universidade de São José. De acordo com os resultados obtidos, 91 por cento dos inquiridos dizem que a família é o factor mais importante na vida, seguindo-se os amigos (82 por cento). Em terceiro lugar, surgem as actividades de lazer, com 77 por cento, e em quarto o trabalho, referido por 74 por cento das pessoas. A política merece a atenção de 60 por cento dos cidadãos ouvidos e a religião apenas de 55 por cento. “Trata-se de um resultado interessante”, observaram os investigadores, tendo em conta que 56 por cento dos inquiridos frequentaram escolas de matriz religiosa. Ainda de acordo com a pesquisa, 15 por cento das pessoas não duvida que Deus existe e 54,5 por cento, em diferentes níveis, acredita em Deus ou numa “força superior”. Cerca de 20 por cento dos inquiridos dizem-se ateus e 17,2 por cento não tem opinião sobre

TAP SEAC ACOLHE MAIS UMA FEIRA DE ARTE

Criatividade em 160 tend

O Tac Seac irá acolher nova feira de arte, nos próximos dois fins-de-semana, nu iniciativa promovida pelo Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais que sobretudo dar a conhecer algumas obras originais. O evento irá contar também realização de workshops de produtos artesanais pedro andré santos

O

Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) acredita que a Feira de Arte do Tap Seac tem vindo, desde 2008, a enriquecer a vida artística e cultural da população através de vendas em barracas de produtos de arte que valem sobretudo pela sua criatividade e originalidade. A feira serve também para criar uma interação entre artistas e a população, contando nesta edição com a presença de amantes da arte vindos de Hong Kong, Taiwan, Malásia e China Continental. O evento, organizado pelo IACM, irá decorrer de amanhã a domingo, entre as 17 e as 22 horas, repetindo-se, com o mesmo horário no fim-de-semana seguinte para mais três dias. No total são esperados mais de 70 amantes locais das artes num total de 160 tendas. A feira irá apresentar obras de arte originais da “CAMPOBAG, de Taiwan, “iMart Creative Market, de Cantão, e “The Boys and Girls’ Clubs Association”, de Hong Kong, que se irão juntar a artistas locais e da Malásia, que participam pela primeira vez. Haverá ainda oportunidade para realizar workshops de produtos artesanais, proporciopág 10

Feira de Arte abre amanhã

nando aos presentes a possibilidade derem algo mais sobre os produtos d total estão previstos 16 workshops, p interessados inscrever-se até 30 min do seu início, com um custo de 50 pa Esta iniciativa, juntamente com Arte dos Mercadores, surge como res piração dos artistas locais em estabe feira a título permanente que possa espaço de apresentação de obras, esp dedicada a artistas principiantes.

quinta-feira, 10 de


de artistas que ais vão estar patentes res de Macau” reúne ng, Situ Qi, Luo ifu, Gan Heng e Zhou 2) e a actualidade.

ESPERADOS 100 MIL VISITANTES EM EXPO DA RESTAURAÇÃO. O Ministério do Comércio da China vai organizar em Macau a 3ª edição da Expo da Restauração Chinesa. Com início previsto para Setembro, o evento terá a duração de um mês e poderá atrair cerca de 100 mil visitantes, segundo estimativas da entidade organizadora. Segundo o jornal “Ou Mun”, as maiores empresas do Continente no sector da restauração vão participar nesta exposição, bem como restaurantes e unidades hoteleiras de Macau.

local

ão o mais importante

os residentes, com a religião a surgir no fundo da lista. A satisfação sobre a qualidade de vida do território atinge o nível mais elevado de sempre, ais positiva. Segundo o relatório da revista Macau Business, o ambiente e o Governo são os aspectos que continuam a menos agradar

91% dos inquiridos dizem que a família é o factor mais importante na vida, seguindo-se os amigos (82%)

o assunto. A maior parte dos cidadãos são católicos (38,7 por cento), 24,1 por cento budistas e 31,1 por cento afirma não professar qualquer religião. Quanto a práticas religiosas, 39,6 por cento os inquiridos confessam rezar ou praticar algum ritual em ocasiões especiais e 37,1 por cento “nunca” o faz. Através do estudo, os investigadores concluem que “a sociedade de Macau parece ser aberta, uma sociedade tolerante que não é na generalidade religiosa, não atribuindo grande importância ao papel de Deus e da religião e que não pensa com frequência sobre assuntos transcendentes, como o significado ou o propósito da vida”. A maior parte da pessoas não considera importante que familiares ou amigos professem a mesma religião. BEM-ESTAR CRESCE. O estudo conclui ainda que os residentes nunca – desde que este estudo se realiza - estiveram tão satisfeitos com a qualidade de vida de Macau. O índice de bem-estar social do segundo trimestre do ano é o mais elevado de entre as 11 pesquisas que já foram realizadas até ao momento, com as taxas de satisfação a rondarem os 64,4 por cento, acima da média registada, que se situa nos 60,2 por cento. A pesquisa revela um particular aumento da satisfação com os negócios. A segurança do território e situação eco-

nómica continuam a ser as esferas que mais pontos ganham, enquanto que o Governo e o estado ambiental de Macau permanecem no fundo da tabela. A Administração abandonou, contudo, a última posição e conta com a nota positiva de 61,9 por cento dos inquiridos. Simultaneamente, a taxa de bemestar pessoal caiu para os 65,1 por cento, embora fique acima da média registada desde 2007. As relações pessoais são o aspecto que maior satisfação provocam (70,4 por cento), no extremo oposto surgem os objectivos alcançados na vida (60,6 por cento). Segundo os investigadores, pouco mudou a nível pessoal desde a última pesquisa. No entanto, de um ponto de vista regional, “as pessoas acreditam que a situação de Macau continua a melhorar”. Quanto à identidade, a maior parte dos inquiridos vêem-se, em primeira instância, como “cidadãos de Macau”, a seguir como “parte da China”, depois como “indivíduos autónomos” e, por fim, como “cidadãos do mundo”. Mais de mil pessoas foram inquiridas no último mês para a realização deste estudo, conduzido por investigadores da Universidade de São José, a pedido da revista Macau Business. Esta é uma pesquisa que se realiza trimestralmente. R.C./V.C

LIGA DE ELITE

das Líder “obrigado” a derrotar “dragões”

uma e pretende m com a

ã no Tap Seac

e de aprenda feira. No podendo os nutos antes atacas. a Feira de sposta à aselecer uma a servir de pecialmente

A

quatro jornadas do final da Liga de Elite o campeonato ganhou mais interesse após a vitória do Monte Carlo na última ronda, frente ao Ka I. A diferença é de cinco pontos mas os “canarinhos” têm ainda uma partida em atraso, podendo, inclusive, passar para primeiro lugar em caso de vitória nesta jornada e no jogo em atraso e de derrota do Ka I na partida de hoje. Uma quantidade de “ses” que o técnico Paulo Bento prefere não comentar, tendo referido ao JTM que apenas faz as contas depois das partidas. No entanto, é inegável que a formação “canarinha” ganhou uma grande dose de confiança para os jogos que se avizinham, esperando agora por uma “escorregadela” do líder. O Ka I defronta esta noite, às 21 horas, no Estádio de Macau, o FC Porto numa partida que será muito importante para Jose Clér, até para ver como reage a equipa à derrota da última jornada. O líder da Liga de Elite é favorito, mas os “dragões” terão certamente uma palavra a dizer, até pelas boas exibições que têm registado nas últimas partidas que lhes valeram o “descolar” da cauda da tabela. Antes deste confronto, Benfica e Hong Ngai abrem as “hostilidades”, às 19 horas, no mesmo campo, numa partida que poderá servir para Rui Cardoso rodar alguns jogadores menos utilizados devido à fragilidade evidente do adversário. Amanhã, novamente às 19 horas, partida decisiva

e maio de 2012 jornal tribuna de macau

FOTO ARQUIVO

FOTO ARQUIVO

O Ka I tem esta noite uma desafio importante na Liga de Elite frente ao FC Porto, podendo, em caso de não ganhar, vir a comprometer as aspirações de renovar o título. O Monte Carlo, que aguarda por um “tropeção” do líder, joga amanhã frente à equipa da Polícia, não podendo também perder quaisquer pontos para chegar à liderança

Ka I não quer voltar a “escorregar” nesta jornada

mas para o Monte Carlo frente à equipa da Polícia. Os “canarinhos”, já se sabe, não podem perder pontos se quiserem manter a esperança de chegar ao primeiro lugar, encontrando do outro lado uma equipa que foi, de forma algo surpreendente, derrotada na última jornada frente aos Sub-23, que lutam desesperadamente

para fugir aos lugares de despromoção. A jovem selecção do território joga depois, às 21, frente ao Lam Pak. A jornada culmina no sábado, às 14 horas, com a partida entre o Lam Ieng e o Kuan Tai. Á semelhança das outras partidas o jogo será também disputado no estádio de Macau. P.A.S. pág 11


publicidade Aviso de recrutamento Pretende admitir, mediante contrato individual de trabalho, nos termos do “Novo Estatuto de Pessoal do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais”, homologado pelo Despacho n° 49/CE/2010, trabalhadores para os seguintes cargos: 1.

2.

3.

- Para se candidatar a técnico superior de 2ª classe, 1º escalão (Referência n°0401/ DGRH-SAA/2012) é necessária a entrega da fotocópia do respectivo diploma de licenciatura * e boletim de classificação; - Para se candidatar a fotógrafo e operador de meios audiovisuais de 2ª classe, 1º escalão (Referência n°0501/CCM/2012) é necessária a entrega da fotocópia do certificado do ensino secundário geral *.

Um Técnico Superior de 1ª classe, 1º escalão (Área de planeamento de exposições, Referência n° 0301/MAM/2012) Área funcional: Cabe-lhe exercer funções consultivas, de investigação, estudo, concepção e adaptação de métodos e processos científico-técnicos, de âmbito geral ou especializado, executadas com autonomia e responsabilidade, tendo em vista informar para a tomada de uma decisão superior; requer uma especialização e formação básica de nível de licenciatura, já que executará trabalhos, nomeadamente, na área do planeamento e organização de exposições, de realização de exposições de obras orientais e ocidentais, e de prestação de pareceres técnicos. Um Técnico Superior de 2ª classe, 1º escalão (Área de psicologia, Referência n° 0401/DGRH-SAA/2012) Área funcional: Cabe-lhe exercer funções consultivas, de investigação, estudo, concepção e adaptação de métodos e processos técnico-científicos, de âmbito geral ou especializado, executadas com autonomia e responsabilidade, tendo em vista informar para decisão superior; requer uma especialização e formação básica de nível de licenciatura, já que executará trabalhos, nomeadamente, na área da organização, planeamento e coordenação de trabalhos de prestação de apoio aos trabalhadores, de acompanhamento de casos e prestação de orientações psicológicas, com base em estudos e informações, de consultas entre trabalhadores, etc. Dois Fotógrafos e Operadores de Meios Audiovisuais de 2ª classe, 1º escalão (Área de fotografia e áudio-vídeo, Referência n° 0501/CCM/2012) Área funcional: Cabe-lhe exercer funções de natureza executiva de aplicação técnica com base no estabelecimento ou adaptação de métodos e processos, enquadrados em directivas bem definidas; requer o ensino secundário geral, já que executará trabalhos na área das operações técnicas de palco e de apoio a actividades.

Requisitos gerais: Aplicável para a inscrição de Técnico Superior de 1ª classe, 1º escalão (Referência n° 0301/MAM/2012): 1) Ser titular do Bilhete de Identidade de Residente Permanente da RAEM; 2) Idade não superior a 50 anos nem inferior a 18 anos; 3) Capacidade profissional; 4) Inexistência de impedimento legal; 5) Aptidão física e mental para o desempenho de funções; 6) Possuir Licenciatura (para mais pormenores relativos à exigência habilitacional, queira consultar os respectivos avisos de recrutamento); 7) Possuir, pelo menos, três anos de experiência profissional na área do planeamento de exposições. Aplicável para a inscrição de Técnico Superior de 2ª classe, 1º escalão e Fotógrafos e Operadores de Meios Audiovisuais (Referência n° 0401/DGRH-SAA/2012 e 0501/CCM/2012): 1) Ser titular do Bilhete de Identidade de Residente Permanente da RAEM; 2) Idade não superior a 50 anos nem inferior a 18 anos; 3) Capacidade profissional; 4) Inexistência de impedimento legal; 5) Aptidão física e mental para o desempenho de funções; 6) Possuir Licenciatura ou ensino secundário geral (para mais pormenores relativos à exigência habilitacional, queira consultar os respectivos avisos de recrutamento). Forma e prazo de apresentação da candidatura: • O prazo de apresentação das candidaturas terminará no dia 28 de Maio de 2012. • Os interessados poderão obter os formulários de candidatura através da internet do IACM, efectuando o download dos formulários no endereço (http://www.iacm.gov.mo/recruit/apply. pdf) ou, durante a hora de expediente, dirigir-se aos Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação e solicitá-los. • Os formulários devidamente preenchidos e assinados, deverão ser entregues pessoalmente nos Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação, acompanhados da seguinte documentação: - Fotocópia do Bilhete de Identidade de Residente Permanente na RAEM (em papel de formato A4, com os dois lados na mesma página) *; - Nota curricular (devem indicar o conteúdo e o período funcional); - Registo biográfico (Apenas aplicável aos candidatos vinculados a serviços públicos)**; - Para se candidatar a técnico superior de 1ª classe, 1º escalão (Referência n°0301/MAM/2012) é necessária a entrega da fotocópia do respectivo diploma de licenciatura * e boletim de classificação; e entregar fotocópia do documento comprovativo do desempenho de funções, emitido pela entidade patronal, em que refira possuir pelo menos, três anos de experiência profissional na área do planeamento de exposições * ou mediante declaração do candidato sob compromisso de honra.

* Os concorrentes devem apresentar, para efeitos de autenticação, o original dos respectivos documentos no acto de entrega das fotocópias. Se não apresentarem os originais, serão considerados em falta esses documentos. ** Entregar o registo biográfico emitido pelos Serviços a que pertence, do qual constem, designadamente, os cargos anteriormente exercidos, a carreira e categoria que detém, a natureza do vínculo, a antiguidade na categoria e na função pública e a avaliação do desempenho. Os candidatos vinculados ao IACM ficam dispensados da apresentação deste documento. •

Os candidatos que não entregarem todos os documentos deverão fazê-lo obrigatoriamente até à data limite de inscrição no concurso, sob pena de a candidatura ser considerada nula, salvo se o candidato apresentar, sob compromisso de honra, uma declaração sobre as razões que justifiquem a falta dos documentos referidos, e o Júri as aceitar.

Os interessados podem consultar os avisos, com informações pormenorizadas sobre estes concursos, na página da internet deste Instituto (http://www.iacm.gov.mo/main_p.htm) ou nos Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação abaixo indicados, durante a hora de expediente. Locais e horário de expediente dos Centros de Prestação de Serviços ao Público e Postos de Atendimento e Informação:

➢ Centro de Prestação de Serviços ao Público da Zona Norte

– Rua Nova da Areia Preta, n° 52, Centro de Serviços da RAEM (Tel. 2847 1366)

➢ Centro de Prestação de Serviços ao Público das Ilhas – Rua da Ponte Negra, Bairro Social da Taipa, n° 75 K (Tel. 2882 5252)

➢ Posto de Atendimento e Informação Central

– Avenida da Praia Grande nos 762-804, China Plaza, 2° andar (Tel. 2833 7676)

➢ Posto de Atendimento e Informação de T’ói San

– Avenida de Artur Tamagnini Barbosa, n° 127, r/c, Edf. D. Julieta Nobre de Carvalho, bloco “B” (Tel. 2823 2660)

➢ Posto de Atendimento e Informação de S. Lourenço

– Rua de João Lecaros, Complexo Municipal do Mercado de S. Lourenço, 4° andar (Tel. 2893 9006)

Horário: Centro de Prestação de Serviços ao Público: 2ª a 6ª feira, das 09:00 às 18:00 horas, sem interrupção ao almoço. Posto de Atendimento e Informação: 2ª a 6ª feira, das 09:00 às 19:00 horas, sem interrupção ao almoço. A lista provisória dos candidatos será publicada na página da internet (http://www.iacm.gov.mo/ main_c.htm) e afixada nos Serviços de Apoio Administrativo, sitos na Calçada do Tronco Velho, n.º14, Centro Oriental, M, e aquando da publicação da lista definitiva dos candidatos, dar-se-á a conhecer a data, a hora e o local de realização da prova. Os dados que o concorrente apresente, servem apenas para efeitos de recrutamento. Os dados pessoais apresentados serão tratados de acordo com as normas da Lei n° 8/2005, “Lei da Protecção de Dados Pessoais”, da RAEM. Caso advenham algumas dúvidas na verificação de documentos dos candidatos, os respectivos dados poderão ser entregues às entidades competentes para o devido apuramento ou para a obtenção de informações. Os candidatos, no uso do direito que lhes assiste nos termos legais, podem obter as informações que pretendam, consultar os seus dados e exercer o direito de oposição, necessitando, para o efeito, de apresentar o respectivo pedido, por escrito, ao IACM. Macau, 08 de Maio de 2012.

www.iacm.gov.mo pág 12 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

Presidente do Conselho de Administração Tam Vai Man


Juventus admite interesse em Raúl Meireles. A Juventus admite que o médio português Raúl Meireles, do Chelsea, é um dos nomes que interessam para a próxima temporada, que marca o regresso da Vecchia Signora à Liga dos Campeões por via do título conquistado em Itália.

desporto

Michael Phelps abandona após Jogos de Londres. Michael Phelps vai abandonar a competição depois dos Jogos Olímpicos de Londres2012, anunciou o próprio nadador americano no programa “60 Minutes” da televisão CBS.

FC PORTO

Salvio para prevenir saída de Hulk Dívida da transferência de Falcao pode facilitar transferência para o Dragão isaura almeida

E

duardo Salvio é um amor antigo do FC Porto e pode também ser uma forma de o Atlético de Madrid pagar uma dívida aos dragões. Segundo o DN apurou, os campeões nacionais voltaram a equacionar a contratação do extremo do Atlético de Madrid para acautelar a mais do que provável saída de Hulk. Salvio pode mesmo ser reforço dos dragões, depois de já ter alinhado no Benfica por empréstimo, clube que também tem o argentino debaixo de olho. O jogador já esteve com um pé no

Dragão no início da temporada, mas o negócio acabou por não se concretizar. Agora, o argentino pode também servir para pagar parte da dívida dos colchoneros ao clube portista no âmbito da transferência de Falcao, na ordem dos 20 milhões de euros, sendo que o passe de Salvio está avaliado em dez milhões de euros. Os espanhóis só pagaram metade da dívida da compra do passe de Falcao (40 milhões de euros) e há uma letra que vence no final desta época. No entanto, de acordo com a rádio espanhola Antena 2, o Atlético de Madrid não tem capacidade financeira para pagar a dívida ao FC Porto. E por isso mesmo já se adivinha a venda do goleador colombiano

no final da época. Pois nem os milhões da conquista da Liga Europa resolvem os problemas financeiros do clube. Falcao foi a maior venda do futebol português de sempre (40 milhões de euros), mas a transferência esteve perto de ser abortada por falta de garantias bancárias. Mas no limite do fecho do mercado de Verão, um parceiro financeiro do Atlético avançou com essas garantias e algum dinheiro. O namoro dos dragões já vem desde 2010, altura em que o clube portista tentou garantir o empréstimo do argentino, mas chegou tarde, pois o Benfica já tinha um acordo com o At. Madrid. Na altura o jogador escolheu a Luz porque queria “jogar a

Salvio já representou o Benfica mas é um amor antigo dos “dragões”

Champions”. Algo que vai poder voltar a fazer se vier para o FC Porto. Salvio sabe que não é imprescindível para Simeone (foi utilizado em 14 jogos) e por isso equaciona sair. JTM/DN

SPORTING

O adepto da sueca que só pensa em ajudar os pais Hugo Vieira, novo reforço leonino, espera que os leões ajudem financeiramente o Santa Maria, clube em que se formou sérgio pires

H

ugo Vieira é benfiquista de pequenino, mas nos últimos dias, quando os amigos e vizinhos lhe perguntam se já assinou pelo Sporting (o acordo de cinco épocas está prestes a ser rubricado), responde com humor: “Eu já sou leão… de signo.” Era essa a conversa no Café Belavista, em Galegos, freguesia de Barcelos onde o jogador mantém as suas raízes. Amigo do avançado encarnado Nelson Oliveira, passou a tarde no café a jogar à sueca e bilhar, as suas actividades preferidas a par dos jogos de estratégia no computador. Um dos seus amigos mais próximos é Bruno Torres, director desportivo do Santa Maria, clube de formação do avançado de 23 anos que ainda pode sair a ganhar algo com a transferência do jogador para Alvalade, conforme explicou ao DN: “O Santa Maria ficou com 50% do passe do Hugo quando ele foi para o Gil, mas como ele vai sair a custo zero não temos direito a nada. Mesmo assim, ele tem uma grande consideração pelo clube e vai tentar junto do Sporting conseguir uma verba para nos ajudar a construir um piso sintético para a nossa formação. No fundo,

Hugo Vieira estará prestes a assinar pelos “leões”

ele quer ajudar os miúdos a terem condições que ele não teve quando jogou cá.” Independentemente do mediatismo crescente, sobretudo desde que começou a dar nas vistas no Gil Vicente, Hugo Vieira mantém uma forte ligação ao clube que o formou e ainda mais à família. “O grande objectivo dele é ajudar as duas irmãs mais novas, que estão a estudar, e em particular os pais, empregados nas fábricas de têxteis, que não têm propriamente uma vida fácil”, conta Bruno Torres, que relembra Hugo Vieira como grande figura da equipa sénior do Santa Maria que em 2008/09 subiu dos distritais à III Divisão: “Conheci-o nessa altura e vi-o marcar 48 golos

numa época… De todas as maneiras e feitios: de calcanhar, de cabeça, com qualquer pé… E eu só me perguntava: o que é que um jogador destes está a fazer no campeonato distrital?” Nuno Sousa, treinador de Hugo Vieira nos iniciados do Santa Maria, também se recorda bem do avançado desde os primeiros tempos que o viu. “Destacava-se dos outros miúdos pela agressividade com que atacava e pela velocidade e técnica com que conduzia a bola”, frisa o extreinador. Certo é que apesar das suas qualidades, Hugo ainda demorou a impor-se como profissional. O empresário Manuel Barbosa levou-o seis meses à experiência para os franceses do Bordéus, em 2006/07, mas com apenas 18 anos ele não se adaptou, não vingando também no Estoril, onde esteve emprestado na época seguinte. Em todo o caso, os actuais companheiros de Hugo Vieira no Gil Vicente estão convencidos de que ele vai triunfar no Sporting. “Apesar de ainda não ser um jogador completo, tem um potencial enorme e uma confiança ainda maior. Vai dar-se bem no Sporting”, diz ao DN Cláudio, central do clube de Barcelos, que destaca além do talento o bom companheirismo do seu ainda colega: “Ele é o ‘palhaço’ do grupo; um rapaz divertido, sempre pronto a dizer piadas e a pregar partidas. Mas atenção: dentro de campo, ele leva o trabalho muito a sério!” JTM/DN

PREMIER LEAGUE

Liverpool “desforra-se” da derrota na Taça O Liverpool vingou-se da derrota na final da Taça de Inglaterra, ao golear (4-1) o Chelsea, na 37ª jornada da Liga inglesa de futebol, resultado que deixa os “blues” praticamente fora da Liga dos Campeões

T

rês dias depois de conquistar a Taça de Inglaterra, o Chelsea, em gestão de esforços e com o português Paulo

Ferreira no “onze”, permitiu uma pequena “vingança” ao Liverpool - finalista vencido na Taça de Inglaterra por 2-1, em jogo que

Gaitán recusado pelo City Nico Gaitán foi observado esta temporada pelo Manchester City. O emissário do milionário clube inglês foi David Platt, antigo internacional britânico e braço direito de Roberto Mancini, mas os relatórios sobre o argentino não agradaram aos “citizens”. Segundo avançou o jornal Diário de Notícias, David Platt terá mesmo revelado que Gaitán “não tinha valor” para representar o Manchester City, salientando também a algumas pessoas próximas que “estranharia” que Gaitán assinasse pelo rival Manchester United. O jogador, contudo, não deverá continuar na Luz na próxima temporada. Ausente dos últimos jogos do Benfica, primeiro por opção e na última partida devido a lesão, o jogador estará a ser preservado para não se lesionar nestas últimas partidas de águia ao peito, de forma a não se lesionar, o que poderia colocar em perigo a sua saída para outro clube.

ficou marcado pela polémica decisão do árbitro de não validar uma bola que poderá ter entrado na baliza do checo Petr Cech. No embate, e no espaço de 10 minutos, os “reds” construíram uma vantagem irrecuperável: o ganês Michael Essien empurrou a bola para a própria baliza, aos 19 minutos, o inglês Jordan Henderson, assistido pelo argentino Maxi Rodríguez, fez o 2-0, aos 25, e o dinamarquês Daniel Agger ampliou para 3-0, ainda antes da primeira meia hora de jogo. O golo de honra do Chelsea foi assinado pelo antigo jogador do Benfica, o brasileiro Ramires, já depois do intervalo (50 minutos), mas não foi suficiente para travar a vitória contrária, reconfirmada por Jonjo Shelvey, aos 61 minutos.

O resultado afasta matematicamente os “blues” do apuramento para a Liga dos campeões, ficando a presença na edição de 2012/2013 dependente da vitória na final de Munique a 20 de Maio, frente ao Bayern Munique. JTM/Lusa

jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 13


volta ao MUND BRASIL

A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, defendeu o fortalecimento das Forças Armadas, com o argumento de que precisam de estar “à altura” do país, recentemente apontado como a sexta maior economia mundial. “Somos a sexta economia do mundo e queremos ser um país desenvolvido, com elevado índice de desenvolvimento humano.

TAILÂNDIA

A Federação Internacional dos Direitos Humanos apelou ontem às autoridades tailandesas para investigarem a morte na prisão, aparentemente por razões de saúde, de um sexagenário condenado pelo crime de lesa-majestade. Ampon Tangnoppakul, de 61 anos, morreu na terça-feira numa cadeia de Banguecoque uma pena de 20 anos de prisão.

FILIPINAS

Pelo menos 17 pessoas morreram ontem na sequência de um incêndio que deflagrou, durante a madrugada, numa loja de roupa em Butuan, na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas, informaram as autoridades locais. As vítimas são funcionários da loja e estavam a dormir no interior do estabelecimento uando ocorreu o incêndio.

COREIA DO SUL

Um tribunal de Seul condenou ontem um soldado norte-americano a seis anos de prisão por ter violado uma jovem sul-coreana no ano passado. A condenação de Kevin Robinson seguiu-se à de outro norte-americano, a quem foi aplicada, em Novembro de 2011, uma pena de 10 anos de prisão por um crime semelhante.

TIMOR-LESTE

O Governo de Timor-Leste e os parceiros de desenvolvimento reúnem-se na próxima semana em Dili para analisar estratégias para o futuro e a eficácia dos programas implementados no país, refere em comunicado ontem divulgado. Segundo o documento, a reunião anual, dedicada ao tema “Uma Nação Desenvolvida Entrega Sucessos, Desafios e Oportunidades para o Futuro”, vai decorrer na terça e quarta-feira da próxima semana no Centro de Convenções de Díli.

PORTUGAL

Um terço das crianças portuguesas entre os seis e os nove anos tem excesso de peso, mas a tendência é para esta margem baixar, revela um estudo apresentado ontem em Lisboa. Dados recolhidos em 2008 indicavam que 32,2% das crianças desta faixa etária eram obesas ou tendiam a sê-lo, enquanto em 2010 – quando foi feito o inquérito que vai agora ser divulgado –, essa percentagem baixou dois pontos percentuais, para 30,2%.

GUINÉ-BISSAU

O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas afirmou que o envio da Força de Reacção mediata portuguesa para a Guiné-Bissau evitou que a violência naquele país pudesse atingir “níveis deploráveis”. Num encontro com jornalistas em Lisboa, o general Luís Araújo adiantou que os meios navais e aéreos envolvidos na “Operação Manatim” estão de regresso a Portugal e defendeu que a presença na costa oeste de África tranquilizou os cidadãos portugueses na Guiné.

actual

AVIÃO RUSSO DESPENHA-SE NA INDONÉSIA. Um avião Superjet 100, do fabricante russo Sukhoi, com 46 pessoas a bordo, desapareceu dos radares num voo de demonstração nos arredores de Jacarta.

LIBIA

Ex-rebeldes anti-Kadhafi invadem sede do Governo

Dezenas de antigos rebeldes líbios, que combateram contra Kadhafi nos últimos meses do regime, atacaram o edifício onde se situa a sede do Governo, em tripoli. Os revoltosos cercaram o quarteirão e começaram a disparar, enquanto exigiam os prémios prometidos aos rebeldes ALbano matos*

E

ntre dois e quatro guardas foram mortos e há muitos feridos”, afirmou à AFP um responsável do Ministério do Interior. “Um grande número de homens armados cercou o edifício. Começaram a disparar contra a sede do Governo e alguns deles até tinham baterias anti-aéreas”, disse o mesmo responsável, confirmando à AFP que se encontrava no local no momento em que o ataque foi desencadeado. A fonte da agência noticiosa francesa acrescentou que “um pequeno grupo conseguiu mesmo penetrar no edifício e ouviram-se disparos no interior”. Não tinha ficado apurado, porém, se chegou a haver vítimas desse tiroteio. Outras testemunhas, citadas pelos correspondentes estrangeiros, dizem que viram, carros com homens armados começarem a cercar a sede do Governo, fechando simultaneamente ao trânsito todas as ruas circundantes, provocando engarrafamentos gigantescos. Ao mesmo tempo, continuavam a ouvir-se trocas de tiros. Numa altura em que a situação parecia ainda descontrolada, o porta-voz do Governo,

Nasser alManaa, interrogado pela AFP, minimizou estes actos de violência, afirmando, muito simplesmente, que os antigos rebeldes se tinham deslocado à sede do Governo em sinal de protesto “por causa do assunto dos prémios”. Al-Manaa tentou pacificar a questão. “Esses antigos rebeldes estão agora em reunião com o ministro da Defesa para tentarem encontrar uma solução para o problema”, afirmou à AFP, sem acrescentar nomes nem pormenores. A questão dos prémios tem sido recorrente quase desde o início da rebelião final contra Kadhafi. Esse pagamento

foi, aliás, a grande razão para alguns grupos se terem juntado às forças que combatiam o regime do coronel. O novo Governo começou, há meses, a entregar prémios aos rebeldes que participaram nos combates contra as tropas do regime durante os oito meses do conflito decisivo. Semanas depois, porém, a entrega dos prémios foi suspensa, na sequência de denúncias alegando “irregularidades”. A suspensão provocou então a revolta de muitos antigos rebeldes que não tinham chegado a receber a sua parte. Um grupo mais inflamado chegou mesmo a atacar a sede

do Governo no dia 10 de Abril, provocando a indignação do gabinete do primeiro-ministro, Abdel Rahim al-Kib, e do Conselho Nacional de Transição (CNT, provisoriamente no poder em Tripoli). A verdade é que o clima de instabilidade nunca cessou verdadeiramente depois da morte de Kadhafi e nem mesmo a aprovação de uma nova lei eleitoral, em Janeiro, lhe pôs fim. Estes últimos incidentes são apenas mais um episódio dessa instabilidade que o CNT não parece ter meios para prevenir ou derrotar. *com AFP - JTM/DN

COREIA DO NORTE

Kim Jong-un repreendeu funcionários de parque de diversões O líder norte-coreano Kim Jong-un repreendeu os funcionários de um parque de diversões nos subúrbios de Pyongyang, numa rara visita ao local, por alegadamente prestarem um mau serviço ao povo, responsabilizando-os pelas más condições do local

O

líder norte-coreano visita normalmente infra-estruturas militares, fábricas, quintas ou locais de construção, sendo raro realizar visitas a locais de lazer, mas desta vez deslocou-se ao parque de diversões Mangyongdae e “repreendeu” os responsáveis pelo local, informou a agência oficial norte-coreana KCNA. Kim Jong-un criticou os funcionários do parque por terem “um espírito de servir o povo abaixo de zero”, tendo ficado irritado com as más condições do local ao constatar o mau estado de conservação dos

pavimentos, a pintura das instalações de diversão a saltar e as bases das árvores mal arranjadas. “Ao ver as ervas daninhas a crescer entre os blocos do pavimento, ele, com um ar irritado, começou a arrancá-las uma a uma”, descreve um despacho da KCNA, segundo o qual Kim Jong-un repreendeu os funcionários do parque por não repararem neste tipo de coisas e pela falta de “afeição pelo local de trabalho e de consciência de servir o povo”. O líder norte-coreano afirmou na ocasião, citado pela KCNA, que “não se trata apenas de uma questão de negócio, mas de ideologia” ao considerar que os oficiais “deverão aprender uma lição séria com a visita ao parque de diversões Mangyongdae”, alertando os mesmos para a necessidade de terem um espírito apropriado para servir o povo. Chang Yong-Seok, do Instituto para a Paz e Unificação da Universidade Nacional de Seul, constatou ser raro o líder norte-

pág 14 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

Kim Jong-un anda em permanente visita

coreano repreender publicamente alguém durante estas visitas, considerando que Kim Jong-un pretendeu reforçar o seu poder perante a elite de Pyongyang e enviar uma mensagem ao povo de que está a tratar bem dele, disse à agência noticiosa AFP. JTM/Lusa


ISABEL II ANUNCIA REFORMA NA CÂMARA DOS LORDES. A rainha Isabel II disse ontem que o Governo britânico planeia reformar a centenária Câmara dos Lordes e introduzir a eleição directa dos seus membros.

actual

NÚMERO DE NOVOS REFORMADOS CAI 10% EM PORTUGAL.O número de funcionários públicos que vão passar para a reforma até Junho caiu 10,3 por cento face ao mesmo período de 2011, num total de 9.781 pessoas, 30 das quais com salários acima dos 5 mil euros.

PORTUGAL

Deasafiado por Soares, PS estica corda mas continua fiel à “troika” Socialistas ameaçam votar contra Documento de Estratégia Orçamental. Mas dizem-se ainda fiéis às “metas” do memorando, porém com outra aplicação. Bloco desafia Cavaco a suspender promulgação do Tratado Orçamental

JOÃO PEDRO HENRIQUES e MIGUEL MARUJO

A

Europa teve morada fixa ontem no Parlamento. Um dia depois de Mário Soares ter sugerido ao PS, numa entrevista ao jornal “i”, que rompesse com o memorando da troika (perguntando: “Agora que já está toda a gente a falar noutra linguagem, porque é que o Partido Socialista deve continuar a ser fiel a esse acordo?”), o Parlamento iniciou, na Comissão de Finanças, com a presença do ministro Vítor Gaspar, a discussão do Documento de Estratégia Orçamental (DEO), proposto pelo Governo. Um momento-chave para testar a sintonia do PS com o memorando da troika – sendo que todos os sinais apontam para que, desta vez, o partido vote contra (até agora sempre se absteve nos grandes documentos económicos do Governo e até o fez a favor, quando o Tratado Orçamental foi a votos no plenário). O DEO é o documento que baliza a despesa pública até 2016. Por isso – e por-

que foi apresentado na AR sem antes ter sido discutido com o PS –, António José Seguro já ameaçou: “O Governo elaborou um documento importante e enviou para Bruxelas sem consultar o PS e o Parlamento. Dou um conselho ao PSD e ao Governo: não brinquem com coisas sérias. Vai além de 2014, ou seja, vai além do memorando de entendimento e da legislatura actual, deveria merecer mais cuidado.” Na manhã de ontem, ao mesmo tempo que Gaspar estará na comissão de Finanças discutindo o DEO, os líderes parlamentares estiveram reunidos para agendar uma proposta do Bloco de Esquerda para que o documento vá mesmo a votos. O BE quer, justamente, obrigar o PS a clarificar a sua posição.

Com Seguro em silêncio, a resposta da direcção do PS ao desafio de Soares surgiu pela voz do seu líder parlamentar. Carlos Zorrinho sublinhou que a fidelidade do PS é às metas estabelecidas pelo memorando: “O PS cumpre sempre os seus compromissos e, portanto, nós cumpriremos as metas do memorando a que estamos associados”. Contudo, distanciou-se da forma prática como está a ser concretizado pelo Governo. “É possível cumprir o memorando sem deixar de pôr em prática uma estratégia de crescimento e emprego, evitando a espiral recessiva.” Os resultados eleitorais em França e na Grécia fizeram entretanto colocar na agenda europeia – e, por maioria de razão, na agenda nacional – a necessidade de se

Juiz detido por posse ilegal de arma Um Juiz-conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de S. Tomé e Príncipe foi interceptado no Aeroporto de Lisboa com uma arma de fogo, 15 munições e dois carregadores, quando se preparava para embarcar no avião rumo ao seu país de origem LICINIO LIMA e VALENTINA MARCELINO

M

anuel da Conceição Tomé esteve detido na esquadra da PSP entre as 24 horas de segundafeira e as três da manhã de terça, tendo sido presente no tribunal por volta das 10.00. Depois de ser ouvido por um magistrado do Ministério Público (MP) saiu em liberdade por gozar de imunidade diplomática. A arma que o Juiz transportava, ao que o DN apurou, era de alto calibre, equivalente a uma nove milímetros usada pelas forças de segurança. As munições seriam de duas espécies diferentes – 13 de calibre 38 e duas 5.64 – e, segundo as informações recolhidas pelo DN, teriam sido trazidas desde S. Tomé para Portugal, tal como a arma e os dois carregadores. Esta circunstância indicia que o magistrado viaja sempre armado e o arsenal que transportava serviria apenas para sua defesa pessoal. Aliás, os magistrados nem sequer necessitam de tirar licença de posse de arma. Em S. Tomé e Príncipe ou em Portugal o seu estatuto permite o uso daqueles instrumentos de defesa sem necessidade de pedir licença às autoridades. Mas a arma tem de estar registada. Este pormenor terá sido esquecido pelo Juiz-conselheiro que saíra da República de S. Tomé e Príncipe sem qualquer problema, tendo circulado depois em Portugal sem ser incomodado pela autoridades. Porém, já o re-

gresso foi diferente. Todos os voos desde Portugal para os PALOP são considerados de risco, apurou o DN, e, neste sentido, a atenção à possibilidade de serem traficadas armas e munições da Europa para África está no centro da atenções das autoridades. Aliás, têm sido detectados vários casos. Por isso, a mala que o magistrado registou para ser transportada no porão da nave foi levada aos raios X, e foi quando o material bélico foi descoberto. Relacionada a bagagem com o proprietário, a PSP procedeu, então, à sua identificação. Seguiu-se depois a detenção por posse ilegal de arma uma vez que o magistrado não apresentou documentos de registo que sustentasse a sua legalidade. O conselheiro esteve na esquadra da PSP, no aeroporto, entre as 00.00 e as três horas da manhã de ontem, reagindo muito mal à detenção. A sua condição de magistrado judicial foi invocada sistematicamente, assim como a imunidade diplomática que o protegia. Mas, estando perante o indício da prática de um ilícito criminal, a polícia teria de cumprir a lei e levá-lo a tribunal. Foi, por isso, ali constituído arguido pela posse ilegal de armas. Depois, já mais calmo, Manuel Tomé aceitou a notificação para se apresentar às 10 horas no Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa. O Juiz-conselheiro compareceu à hora indicada, tendo sido recebido pelo coordenador do MP, o procurador da República Rómulo Mateus. O caso era praticamente inédito pelo que, ao deparar-se com um magistrado de um país diferente que invocava imunidade diplomática, o procurador teve de pedir esclarecimentos ao Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE). Obtida a confirmação de que estava protegido pelo passaporte diplomático, Manuel Tomé pôde rumar ao seu país no próximo voo disponível sem necessidade de responder perante a justiça portuguesa. JTM/DN

complementarem as políticas de austeridade com políticas de crescimento e emprego. O PS ameaça voltar a levar ao Parlamento uma resolução recomendando ao Governo que se empenhe na UE na aprovação de um ato adicional ao Tratado Orçamental que contemple uma nova aposta europeia nessas políticas de crescimento e emprego. A esta ameaça, o PSD respondeu dizendo que “quer chamar o PS ao consenso europeu” – que os socialistas dizem ter sido rompido pelos sociais-democratas –, apresentando um projecto de resolução, que será discutido hoje à tarde no plenário, pelo qual a AR recomenda ao Governo “o envolvimento do Banco de Investimento Europeu no financiamento de projectos que conduzam à criação de emprego”, o “incremento dos programas de combate ao desemprego” e a criação de “um imposto sobre as transacções financeiras”. “Hipocrisia”, respondeu o PS, recordando que a maioria PSD/ CDS reprovou precisamente a proposta socialista para um protocolo adicional ao Tratado Europeu. António Rodrigues, o “vice” da bancada social-democrata com o pelouro dos assuntos europeus, respondeu aos socialistas: “O protocolo adicional [ proposto pelo PS e não aprovado pela maioria] não era o caminho ideal.” Agora está lançado “um desafio” ao PS “para assinalar as questões convergentes”. JTM/DN

Breves Confessou que tirou fotos a menina nua O contabilista de 65 anos que em Outubro de 2011 foi surpreendido a fotografar uma menina de seis anos nua, na praia da Agudela em Matosinhos, teve um julgamento cujo tempo não ultrapassou uma hora e a leitura da sentença já está marcada para dia 28. Ontem, no Tribunal de Matosinhos, onde começou a ser julgado por um crime de pornografia de menor, o arguido confessou os factos, sem encontrar uma explicação para a sua atitude. A acusação optou por prescindir das suas testemunhas e, pela sala de audiências, passaram apenas as testemunhas abonatórias. Nas alegações finais, o Ministério Público pediu a condenação do arguido.

Isabel dos Santos é a maior accionista da Zon com 15% A Jadeium, sociedade detida por Isabel dos Santos, comprou a participação de 5% que a Telefónica detinha na Zon, a preços de mercado (cerca de 36 milhões de euros). A aquisição, que já foi comunicada à CMVM, torna a empresária a maior accionista da empresa liderada por Rodrigo Costa, com 15% do capital. Menos de 48 hora antes, Isabel dos Santos, através da holding Santoro Finance, tinha adquirido 9,436% do BPI, um investimento de 46,7 milhões de euros que a tornou a segunda maior accionista do banco, com quase 20% do capital. jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 15


Dito

“A vitória do socialista Hollande traz consigo (...) esperança de mudança de rumo na política europeia, no sentido da defesa da dignidade da pessoa humana e solidariedade. Mas gato escaldado até da água fria tem medo”

opinião

Correia Marques in “Hoje Macau”

Há 20 anos tribuna

In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 10/05/1992

Dia da Europa “estragado” pela chuva Intensa e implacável, a chuva transtornou ontem a cerimónia ao ar livre que deveria assinalar o Dia da Europa que se festejava, pela primeira vez, em Macau. Os 12 embaixadores dos países da CEE, que se deslocaram expressamente de Pequim, onde se reuniram com os cônsules dos respectivos países acreditados em Macau, mas residentes em Hong Kong, pudera, ver as suas bandeiras desfraldadas nos mastros do Largo do Senado, mas as cerimónias tiveram que se limitar ao interior do edifício, onde no final se realizou um almoço de confraternização. A chuva vai também participar, de forma insistente, no “baptismo” oficial do novo edifício do banco da China, complicando ainda mais a confusão do trânsito, já agravado pelas limitações que a organização das cerimónias implica. Para a inauguração oficial do edifício deslocou-se a Macau, o presidente do Banco que, conjuntamente com o Governador serão os oradores da sessão solene. Para os responsáveis do banco, no entanto, a chuva é bom presságio, já que “água” e “dinheiro” têm, em chinês, um som muito parecido. E se o augúrio de comprovar, o dinheiro vai chover em quantidade sobre o Banco.

Baptista-Bastos

O Governo invisível A

Europa não ficará rigorosamente igual, depois das eleições em França e na Grécia. O príncipe de Lampedusa, n’O Leopardo, dizia ser preciso alterar alguma coisa para que tudo ficasse na mesma. Em França, o “sistema” rotativo, usual nas democracias ocidentais, que foram feitas para ceder à “organização”, a ilusão de tábua rasa permanece. A percentagem com que Hollande ganhou a Sarkozy é significativamente escassa. E a ascensão da Frente Nacional reforça a ideia de que os franceses desejam manter o maniqueísmo que faz parte da sua história. Apesar do descrédito que o “socialismo” actual arrasta consigo, um pouco por todo o lado, Hollande conseguiu escorraçar Sarkozy. A França da Revolução é, também, a França xenófoba, racista, patrioteira, com sentimentos ambivalentes em relação à Alemanha (lembremo-nos de Vichy e do colaboracionismo) e os reverentes salamaleques de Sarkozy à senhora Merkel deram azo a um mal-estar sintetizado em anedotas e em cartunes devastadores. Esta parelha dirigiu a Europa obedecendo a uma ideologia do “governo invisível dos poderosos” [Pierre Bourdieu, Contre-Feux 2],

“Se a vitória de Hollande talvez descomprima, um pouco, a lógica de tensão que coexiste com a “austeridade” e com a política do quero, posso e mando, o que acontece na Grécia pode, acaso, clarificar a natureza política do projecto neoliberal.” (...) que impôs os seus pontos de vista aos políticos e inculcou métodos de pensamento unívoco. Aqueles dois mais não têm sido do que títeres de um projecto de domínio financeiro, notoriamente totalitário. Neste caso, Hollande, apesar dos constrangimentos que o cercam, pode ser um alívio para a compressão beligerante sob a qual temos vivido. O caso grego é mais complexo e estimulante. O povo não quer nada do que se lhe impõe, e o que se lhe impõe é, simplesmente, um acto de servidão e de subserviência. De contrário, ou vai embora do euro ou procederá a eleições sucessivas até que

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO ICQ dental team is a group of dental specialists with internationally recognized qualifications. We provide all range of dental services: − Oral examination and radiology investigation − Restorative and Cosmetic Dentistry − Children Dentistry − Orthodontic Treatment − Oral and Dental implant Surgery – Endodontic Treatment − Periodontal Treatment − Emergency Treatment We are committed to deliver high quality dental services with personalized care. We ensure the highest level of infection control.

Website: www.icqoral.com E-mail: info@icqoral.com Facebook: www.facebook.com/icqoral

Consultation by Appointment Office hour: Mon to Sun 10:30 - 19:30 Close on Tue and Public Holiday Tel: (853)28373266

Divisão de Coisa Comum nº CV3-10-0182-CPE

(opposite to New Yaohan and Grand Emperor Hotel) pág 16 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

Autos de Interdição nº CV3-12-0073-CPE 3° Juízo Cível

Requerente: RUI LUZ FRANCISCO, do sexo masculino, residente em Macau, na Estrada do Repouso, nº 50, Edifício Tak Fai, 16º andar B. Requerido: ANTÓNIO JOSÉ DA LUZ FRANCISCO, do sexo masculino, internado no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Macau, sito na Rua D. Belchior Carneiro, Largo da Companhia, nº 19, Macau. FAZ SABER que foi distribuída neste Tribunal em 10 de Abril de 2012, uma Acção de Interdição com o número acima indicado contra o Requerido ANTÓNIO JOSÉ DA LUZ FRANCISCO acima identificado, para efeito de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica. Macau, 25 de Abril de 2012. A Juiz de Direito, Ip Sio Fan O Escrivão Judicial Principal, Vong Pak Kai

O Juiz de Direito, a) Rui Carlos Pereira Ribeiro O Escrivão Judicial Principal, a) Acácio Coelho

Fax: (853)28356483

Rm. 1907, 19/F, AIA Tower, Nºs. 251A-301, Avenida Commercial de Macau

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

3° Juízo Cível

Requerentes: Ho, Soi Lan, Chong, Kun Wa, Chong, Wai Kun, Chong, Wai San e Chio, Chi Kit. Requerido: Chong Wai Chan, residente na Rua do General Galhardo, 2-B, Edifício Mei Fong, 4º A em Macau. FAZ SABER que nos autos acima indicados, foi resolvida a venda por meio de propostas em carta fechada, do seguinte bem: Bem A Vender Fracção autónoma designada por A4, do 4º A, para habitação, do prédio sito em Macau, com os números 2-A a 2-B da Rua do General Galhardo, inscrito na matriz predial sob o número 37401 e descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 10002 a fls. 35v. do Livro B27. O valor base da venda é de MOP$1.600.000,00 correspondente a 80% do valor indicado. São convidadas todas as pessoas com interesse na compra do imóvel, a entregarem às suas propostas na Secção Central deste Tribunal, nas horas de expediente, devendo às propostas conter no envelope da proposta a indicação de “Proposta em Carta Fechada” bem com o “Número do processo CV3-10-0182-CPE”. No dia 28 de Maio de 2012, pelas 12,00 horas, no Tribunal Judicial de Base da RAEM, proceder-se-á à abertura das propostas de preço superior ao do valor base da venda até esse momento apresentadas, a cujo o acto podem os proponentes assistir. Quaisquer titulares de direito de preferência na alienação do imóvel supra referido, podem, querendo, exercerem o seu direito no próprio acto da abertura das propostas, se alguma proposta for aceite, nos termos do artº 787º do C.P.C.M. RAEM, 18 de Abril de 2012.

1ª Vez

“JTM” - 10 de Maio de 2012

o resultado seja coincidente com as normas. Aqui, o desprezo pela democracia, operado pelo “governo invisível dos poderosos”, chega a ser infame e obsceno. A insistência dos gregos em lutar contra a fantasmagoria dos “mercados”, que impõe implacavelmente as suas leis, abre novas perspectivas de acareamento com o modelo de sociedade que nos infundem. A “pulverização” dos votos torna possível, de facto, uma amálgama de ideologias e de doutrinas antagónicas; porém, esse caos aparente explica o descontentamento geral e justifica, talvez, o aparecimento de uma nova luz nas relações de poder. Se a vitória de Hollande talvez descomprima, um pouco, a lógica de tensão que coexiste com a “austeridade” e com a política do quero, posso e mando, o que acontece na Grécia pode, acaso, clarificar a natureza política do projecto neoliberal. Como? Pondo em causa a perfídia doutrinária do “empobrecimento” e da inevitabilidade de passarmos a ser “democracias de superfície”, mandadas do exterior por esse inquietante “governo invisível dos poderosos.” Não é o caso de Portugal? JTM/DN

2ª Vez

“JTM” - 10 de Maio de 2012


“Uma vez que as massas são ingratas por definição, apesar de o golpe promocional ter tido uma tão forte dimensão de sensacionalismo, não se sabe se terá contribuído para fidelizar fregueses ou para, no futuro, aumentar o volume de vendas da empresa.(...)” - Vasco Graça Moura

opinião

tribuna

“Condenou Rangel a pagar 106 mil euros aos magistrados. (É essa a tabela para um condutor bêbado que esmaga uma grávida, não é?)” - Ferreira Fernandes

Vasco Graça Moura

Livros e supermercados E

m termos de marketing, a acção da Jerónimo Martins foi espectacular, mas o que se viu na televisão não era menos deprimente por causa disso. Na rápida e tumultuária sucessão dessas imagens, ficava-se com a impressão de que as turbas acarretavam, à cabeça, em carrinhos, em caixas, em contentores improvisados, em cestos, sacos e saquetas, ou fosse lá como fosse, muitos artigos que não eram de primeira necessidade, isto é, dir-se-ia que o fortíssimo desconto de 50% terá induzido opções de compra precipitadas e fora de qualquer planificação doméstica, acabando portanto por desequilibrar orçamentos que já não brilhariam pela abundância. Uma vez que as massas são ingratas por definição, apesar de o golpe promocional ter tido uma tão forte dimensão de sensacionalismo, não se sabe se terá contribuído para fidelizar fregueses ou para, no futuro, aumentar o volume de vendas da empresa. Mas é provável que tenha induzido na concorrência veleidades de actuação de sinal semelhante, a que um dia destes havemos de assistir. (Aqui há tempos em Lisboa, creio que sem descontos mas também com grande espectacularidade, houve

uma invasão de produtos hortícolas na Avenida da Liberdade). Não parece que as ilegalidades eventualmente cometidas sejam de grande gravidade. Mesmo que casuisticamente elas possam ocorrer quanto a este ou aquele produto, há tantas componentes envolvidas na operação que as médias praticadas vão acabar por diluí-las. O importante, como já foi referido por vários sectores, é que tudo isto deve levar a uma reflexão séria. Convém repensar o desfasamento entre a remuneração do produtor (sobretudo do produtor agrícola) no ponto inicial da cadeia de fornecimento e os ganhos empresariais no outro extremo; ponderar a necessidade de reequilíbrio justo entre o escoamento da produção nacional com as suas crónicas dificuldades e a opção de compra de produções estrangeiras em grandes quantidades que fazem baixar imbativelmente os preços por que elas são adquiridas pelas grandes superfícies; analisar o quadro de condições negociadas ou impostas pelas entidades adquirentes a quem lhes alimenta os stocks. Isto por vezes tem reflexos imediatos em prejuízo do consumidor: para dar um exemplo comezinho, toda a

um ponto é tudo

gente fez já a experiência dos pacotes de saladas opados pela fermentação dos legumes dentro da embalagem, por nela passarem tempo demais... Não se pense todavia que esta situação se limita ao mundo rural. Basta pensar, mutatis mutandis, no que se passa com os seus reflexos no mercado livreiro (e não me refiro, como é evidente, à excelente colecção que é publicada pela Fundação Francisco Manuel dos Santos). A venda nas grandes superfícies esmagou por completo a remuneração do editor do mesmo passo que o tornava cada vez mais dependente desse sistema e das suas condições leoninas, condicionou a maior parte dos catálogos em nome de uma sobrevivência, mesmo que precária, das empresas do sector, obrigou muitas vezes à marginalização e até ao esquecimento das obras de cultura, agravou em muito os problemas do sector livreiro. Não foi o chamado «preço fixo» que resolveu essas questões. O preço fixo, de resto, foi logo sabotado à partida por muitos daqueles que o advogavam encarniçadamente, mas colocavam os livros nos supermercados fora do cumprimento das regras respectivas. Regia para os descontos na venda ao pú-

blico, mas não os impedia em grande margem no fornecimento dos livros para revenda. E entretanto a situação agravou-se e de que maneira. As cadeias de supermercados são hoje o maior conjunto de redes de distribuição de livros em Portugal. Os títulos propostos aos clientes, a importância dada aos best-sellers em detrimento de outros tipos de obras, as técnicas e lugares promoção, o preço das vantagens de exposição negociadas ao milímetro, o tempo de rotação dos livros, a devolução dos não vendidos, não envolvem factores que são culturalmente menos positivos apenas no plano dos próprios supermercados e de quem os frequenta. Propagam-se também às livrarias e condicionam gravemente o contacto do público com o mundo da edição no seu desejável pluralismo cultural. Supondo que até os stocks de livros do Pingo Doce tenham ficado esgotados no passado dia 1, é claro que se pode perguntar o que é que os editores vão receber por conta disso. Mas, no plano do livro, a questão é muito mais geral e também vale a pena pensar nela. JTM/DN

Ferreira Fernandes

Capturas de informação O

violamos as gavetas e esmiuçamos os computadores para converter os segredos judiciais em manchetes. Sozinhos! Não sou eu a gabar-me, foram os tribunais que o reconheceram. Não leram? O Emídio Rangel sugerira que tudo nos era dado de mão beijada - ele falou de Juízes e outros magistrados. Como se nós fôssemos simples pombos-correio aos quais se deita milho! Felizmente, um tribunal, com Juiz e outros magistrados, disse que os Juízes e outros magistrados não têm nada a ver com o milagre da mul-

tiplicação das fugas de informação. Condenou Rangel a pagar 106 mil euros aos magistrados. (É essa a tabela para um condutor bêbado que esmaga uma grávida, não é?) Mas o importante é que ficou a saber-se que os papéis sigilosos vou eu desencantá-los, sozinho. Não há fugas de informação, só capturas. Daí o orgulho do meu chapéu: “PRESS”, de arrojado investigador. A partir de agora, só o tiro de madrugada, quando vou ao DIAP vasculhar mais uns processos. JTM/DN

Cartoon

ntem, todo orgulhoso, passeei o dia parecido com o Kirk Douglas. Na verdade, eu era só parecido no chapéu, o de Kirk Douglas a fazer de jornalista em O Grande Carnaval, de Billy Wilder. Ontem, eu também andei de chapéu com um anúncio metido na faixa, dizendo “PRESS”, em inglês para ser mais notório. Bem ouvi os suspiros e as admirações. Claro, ia ali um jornalista! Isto é, um tipo entre o Batman, o Pimpinela Escarlate e um jovem hacker. Nós, os jornalistas, subimos as paredes,

JTM/DN jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 17


FILME DE BEN STILLER OBRIGADO A MUDAR DE NOME. O novo filme de Ben Stiller, “Neighborhood Watch”, mudou de nome para evitar ter uma relação directa com o caso de um jovem de 17 anos morto a tiro por um vigilante nocturno voluntário na Florida. Segundo a BBC, o filme vai agora intitular-se apenas “Watch”.

lazer

PRÍNCIPE HARRY DISTINGUIDO COM PRÉMIO HUMANITÁRIO. O príncipe Harry de Inglaterra foi distinguido com o prémio humanitário do Atlantic Council pelas actividades de beneficência que desenvolve em prol dos veteranos de guerra. O príncipe de 27 anos recebeu o prémio em Washington das mãos de Colin Powell, ex-Secretário de Estado norte-americano.

Björk é fã de Amália Rodrigues Fado é um dos géneros musicais que inspira a artista islandesa Björk

A

cantora islandesa Björk revelou quais são as suas inspirações e confessou a sua paixão pelo fado e por Amália Rodrigues, em particular. “Eu oiço-a há vários anos, mas vi um documentário sobre ela há pouco tempo – tanta emoção crua! E livre de tantas complicações que a música tem por vezes”, contou Björk ao jornal “The Guardian”. A autora dos álbuns “Post”, “Homogenic” e do mais recente “Biophilia” considera o fado uma “música muito directa, simples e forte, livre de filigrana. Vai direita ao coração”. “A sua colaboração íntima com os poetas portugueses é admirável”, disse a islandesa, revelando que deparou-se com o géne-

ro musical português há 15 anos. O fado “tem a mesma crueza que

o flamenco mas é menos extravagante, mais severo e de certa forma mais aus-

tero”, afirmou Björk. Além do fado, a cantora, vencedora de 12 Grammys, revela que anda a ouvir também Death Grips , Current Value, Dirty Projectors e Abida Parveen. Björk conta que gosta muito da ilha de Páscoa, no Chile, porque “é como a Islândia mas mais intensa”, admitindo também que adora florestas tropicais, como na Costa Rica onde esteve recentemente, devido “aos 70% de humidade que são ideais para as cordas vocais”. Outras das inspirações para a vencedora do prémio de Melhor Actriz no Festival de Cannes pelo seu desempenho em “Dancer in the Dark” de Lars von Trier são a água de coco, caminhadas, cidades costeiras, o filme “The Hour-Glass Sanatorium”, o artista plástico brasileiro Ernesto Neto, o livro “The Hearing Trumpet” pela autora inglesa Leonora Carrington e o realizador chileno Alejandro Jodorowsky.

Playboy oferece um milhão de dólares a Rihanna A Playboy ofereceu um milhão de dólares a Rihanna para que a cantora aceite ser capa de uma das próximas edições, avançou o Daily Star. Segundo a publicação, a cantora já se mostrou interessada em aceitar mas está preocupada com o impacto que a produção possa ter junto dos fãs mais novos. Os representantes da revista acreditam que a autoconfiança de Rihanna e o facto de esta fazer várias fotos sensuais a levarão a aceitar a proposta.

Homem processa Travolta por assédio sexual Um massagista abriu um processo contra o actor John Travolta por assédio sexual, avançou o site TMZ. O indivíduo, não identificado, alega que Travolta tentou fazer sexo com ele durante uma sessão de massagem e pede dois milhões de dólares de indemnização. Segundo o site, Travolta marcou a massagem através de um anúncio na internet. O massagista alega que, apesar da sua recusa, Travolta insistiu com propostas de sexo, tentando apalpá-lo e acabando por se masturbar à sua frente.

Shakira vai assinar contrato multimilionário Shakira vai assinar contrato com a editora Sony e a promotora Live Nation para a edição dos seus próximos três álbuns. A colombiana deve ganhar entre 30 milhões (valor avançado pelo Hollywood Reporter) e 60 milhões de dólares (segundo o New York Post). A Sony ficará a cargo da distribuição dos discos, enquanto que a Live Nation lucrará com a venda de merchandising e com patrocínios.

Evangelista e Pinault chegam a acordo Monica Bellucci diz que “fidelidade não é importante” Monica Bellucci considera que a fidelidade “não é importante” numa relação amorosa. “Não acredito em fidelidade. Acredito no amor”, disse a actriz italiana, em entrevista ao jornal La Repubblica. “Estou interessada em amor e sobre o resto é melhor não perguntar”, frisou Bellucci, que é casada com o actor Vincent Cassel e mãe de duas meninas. pág 18 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

O empresário Francois-Henri Pinault e a supermodelo Linda Evangelista anunciaram que chegaram a acordo sobre a pensão de alimentos para o seu filho Augie, de cinco anos, acabando com a grande exposição da sua vida privada, que começou na semana passada num tribunal de Manhattan. Os termos do acordo não foram divulgados Linda exigia uma pensão de 46 mil dólares mensais para as despesas do filho. Pinault, agora casado com a actriz Salma Hayek com quem tem uma filha de quatro anos, tinha considerado este pedido “razoável”.


fox movie 21:00

Neverland (part 2 of 2)

Roteiro

tdm

13:00 TDM News (Rep.) 13:30 Jornal das 24h 14:30 RTPi DIRECTO 17:30 Liga Europa Final: Atlético Madrid - Atlético Bilbao (Rep.) 19:00 Montra do Lilau (Rep.) 19:30 Amanhecer 20:30 Telejornal 21:00 TDM Talk Show 21:30 Castle 22:15 Passione 23:00 TDM News 23:35 Resumo Liga Europa 23:45 Herman 2012 00:40 Reportagem Sic 01:15 Telejornal (Rep.) 01:45 RTPi DIRECTO

30 ESPN

13:00 C-USA Men’s Tennis Championship 1 14:30 NASCAR Sprint Cup Series 2012 – Highlights 15:30 MLB Regular Season 2012 Tampa Bay Rays vs. New

York Yankees 18:30 (Delay) Baseball Tonight Inter-

national 2012 19:30 (LIVE) Sportscenter Asia 2012

20:00 ABL 2012 Weekly H/L 20:30 The Contenders Russia vs. 21:00 Beach Soccer Worldwide Mundialito Portugal vs. Brazil 22:00 Sportscenter Asia 2012 22:30 ABL 2012 Weekly H/L 23:00 Global Football 2011 23:30 Beach Soccer Worldwide Mundialito Portugal vs. Brazil

31 Star Sports

12:00 (LIVE) GS Caltex Maekyung Open Day 1 15:00 Smash 2012 15:30 Mobil 1 The Grid 2012 16:00 FIM Trial World Championship 2012 17:00 Sports Max 2011/12 18:00 Inside Grand Prix 2012 18:30 SBK Superbike World Championship 2012 – Highlights 19:00 V8 Supercars Championship Series – Highlights 21:00 Total Rugby 21:30 (LIVE) Score Tonight 2012 22:00 Global Football 2011 22:30 2 Wheels 23:00 (Delay) GS Caltex Maekyung Open Day 1 Highlights

40 FOX movies

13:00 Peter Pan 14:55 Return To Me 16:55 Neverland (Part 1 of 2) 18:25 Paul Blart: Mall Cop 20:00 Homeland 21:00 Neverland (Part 2 of 2) 22:30 Prom 00:15 Gulliver’S Travels

41 HBO

12:00 She’s Out Of My League 13:45 Undefeated

15:15 The Bridges Of Madison County 17:25 Stuart Little 2 18:50 Ace Ventura 20:20 Starsky & Hutch 22:00 Red 00:05 Get Him To The Greek

42 Cinemax

12:30 Hush 14:05 Pale Rider 16:00 Ocean’s 11 18:10 Hollywood Buzz 18:40 Babylon 5: In The Beginning 20:20 Knight Rider 2000 22:00 The Eagle 23:55 Strike Back

43 MGM

12:00 Coming Home 14:00 Code of Silence 15:45 In the Custody of Strangers 17:30 The Favor 19:15 Consuming Passions 21:00 April Morning 22:45 Easy Money 00:15 The Big Man

50 Discovery

13:00 Undercover 14:00 Man Vs. Wild 15:00 Around The World In 80 Ways 16:00 Dirty Money 17:00 Swords 18:00 How It’s Made 18:30 How Do They Do It 19:00 Solved 20:00 Deadliest Catch 21:00 Around The World In 80 Ways 22:00 American Chopper 23:00 Sons Of Guns 00:00 Solved

51 NGC

12:30 Monster Fish 14:20 Air Crash Investigation 15:15 Mega Factories 16:10 Seconds From Disaster 17:05 Wild Detectives 18:00 Monster Fish 19:00 Seconds From Disaster 20:00 Megastructures 21:00 Mega Factories 22:00 Seconds From Disaster 23:00 Air Crash Investigation 00:00 Mega Factories

54 History

Of Beverly Hills 18:00 Storage Wars 18:30 Airline

USA 19:00 Celebrity Ghost Stories 20:00 The Quon Dynasty 21:00 Celebrity Close Calls 23:00 Celebrity Ghost Stories 00:00 I Survived

62 axn

13:00 Wipeout 13:55 Caught On Camera 14:50 Numb3Rs 15:40 The Challenger Muaythai 16:35 Caught On Camera 17:25 Csi: Ny 18:15 The Voice 20:10 Wipeout Canada 21:05 Csi: Miami 22:00 The Voice 23:50 Wipeout Canada 00:45 Caught On Camera

63 Star World

12:10 Desperate Housewives 13:05 America’s Next Top Model 14:00 Got To Dance UK 14:55 Parenthood 15:50 Masterchef Australia 17:10 Best of How I Met Your Mother 18:00 American Idol 21:50 Model Specials 22:45 Desperate Housewives 23:40 American Idol

13:00 I Survived 14:00 Celebrity Ghost Stories 15:00 One Born Every Minute 17:00 Private Chefs

22:00

28822866

Red

www.macaucabletv.com cinema

CINETEATRO S1 Dark Shadows

14:30 • 16:30 • 19:30 • 21:30

S2 The Avengers 3D

14:15 • 16:45 • 19:15 • 21:45

TORRE DE MACAU

The Avengers 3D 14:15 • 16:45 • 19:15 • 21:45

GALAXY Grand theather (9* e 6**)

The Avengers 3D 13:20* • 14:00 • 16:10* • 16:40 • 18:50* • 19:10** • 19:20 • 21:30* • 22:00 • 23:50** • 00:10* • 00:40

theater DIRECTORS Cl 2* (8)

Lockout 14:00 • 18:05 • 19:10* • 20:00 • 00:40

theater DIRECTORS Cl 2* (7) Battleship 14:20 • 16:40*

theater 8 Mirror Mirror - 15:55

THEATER 6 (7*) Dark Tide 12:10* • 16:55 • 21:50

theater 7 The Cabin in the Woods 16:50 • 18:45 • 20:40 • 22:35 • 00:30

theater 8 Thomas & Friends: Day of the Diesels 12:45

theater 6 Titanic 3D 13:25

theater DIRECTORS CLUB 1 3D Sex & Zen: Extreme Ecstasy 00:20

82 RTPi

07:00 24 Horas 08:17 Café Central 08:27 5 Para A Meia-Noite 09:28 Praça Da Alegria (Rep.) 12:10 Repórter África 12:39 24 Horas (Rep.) 13:11 Zig Zag 14:00 Telejornal Madeira 14:30 Gostos E Sabores 15:00 Poplusa 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 O Elo Mais Fraco 17:45 Vingança 18:30 Escape .Tv- Sicdão 18:45 Moda Portugal 2 19:15 Os Compadres 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 O Preço Certo 22:15 Com Ciência 22:45 Portugal No Coração 01:00 Portugal Em Directo

13:00 Modern Marvels 14:00 WWII Lost Films 16:00 Ancient Aliens 17:00 The Universe 18:00 Pawn Stars 18:30 Kings Of Restoration 19:00 The Pickers 20:00 Big Shrimpin’ 21:00 Ice Road Truckers 22:00 IRT Deadliest Roads 23:00 Top Shot 00:00 Pawn Stars

55 Biography Channel

HBO

A programação é da responsabilidade das estações emissoras

Clube Militar de Macau

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000 Telefones Úteis Número de Socorro 999 Bombeiros 28 572 222 PJ (Linha aberta) 993 PJ (Piquete) 28 557 775 PSP 28 573 333 Serviços de Alfândega 28 559 944 Centro Hospitalar Conde S. Januário 28 313 731 Hospital Kiang Wu 28 371 333 CCAC 28 326 300 IACM 28 387 333 DST 28 882 184 Aeroporto 88 982 873/74 Táxi (Amarelo) 28 519 519 Táxi (Preto) 28 939 939 Água - Avarias 28 990 992 Telecomunicações - Avarias 28 220 088 Electricidade - Avarias 28 339 922 Directel 28 517 520 Rádio Macau 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 63018939 fax: 28715732 //63018939 Telefone: fax: 28703224

jornal tribuna de macau quinta-feira, 10 de maio de 2012 pág 19


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

en passant José Rocha Dinis

Garotada Ontem ouvi de vários lados, palavras de repúdio ao modo como três miúdos, sob patrocínio de dois mais crescidinhos e o silêncio cúmplice de pessoas que já tinham idade para ter juízo, interromperam os trabalhos da Assembleia Legislativa. Acho que não vale a pena dar tanta importância ao que não foi mais que uma falta de valores e princípios democráticos. Limitaram-se a expressar a sua filosofia de vida pública, uma brincadeira da geração da “Hello Kitty”, que é tudo quanto adquiriram numa sociedade de semi-abastança, que não os caldeou para trabalho sério e dedicado. Estão ao nível da senhora que acha haver justificação para aceitar o voto de uma criança...

última

tempo

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 260C 320C

240C 280C

câmbios - indicativos

fonte: bnu

Pataca Compra Venda US Dólar 7.95 8.05 EURO 10.31 10.43 yuan (rpc) 1.218 1.279

CLUBE LUSITANO CONTINUA COMO “CENTRO” DA COMUNIDADE PORTUGUESA O Clube Lusitano de Hong Kong quer manter-se como o “símbolo e centro” da comunidade portuguesa na antiga colónia britânica, afirmou ontem Francisco da Roza, presidente da associação distinguida com o Prémio Identidade do Instituto Internacional de Macau. Fundado em 1865, o Clube Lusitano é o fruto da vontade de associação dos portugueses que estavam radicados em Hong Kong, principalmente de dois grandes impulsionadores - A. Barretto e Delfino Noronha - e seria inaugurado a 17 de Dezembro de 1866. Além do apoio permanente à comunidade portuguesa e luso-descendente de Hong Kong e de ser um pólo da difusão da cultura portuguesa na antiga colónia britânica, o Clube Lusitano desempenhou também um papel primordial no passado como na invasão japonesa da cidade, no natal de 1941. Foi sede da companhia de voluntários perante a ameaça japonesa e centro de acolhimento dos portugueses aquando da invasão e antes da sua retirada para Macau. “Entrados no século XXI, as mudanças são inevitáveis, mas o Clube Lusitano continuará a ser o símbolo e o centro da comunidade portuguesa em Hong Kong”, prometeu Francisco da Roza. Na entrega do prémio, Jorge Rangel, presidente do IIM, que ontem assinou também um protocolo de cooperação com o Clube Lusitano, salientou que o clube “deve muito da sua pujança” ao Comendador Oliveira Sales, um dos mais prestigiados portugueses de Hong Kong que, entre outros cargos, foi presidente do Urban Council ou do Comité Olímpico de Hong Kong. “(No mandato do comendador Oliveira Sales) foram lançadas as reformas que permitiram ao Lusitano ser aquilo que hoje é: um dos clubes de comunidade mais sólidos do mundo”, disse. Primeira “Casa de Macau” no mundo, o Clube Lusitano “constituiu sempre um símbolo de referência para a comunidade macaense que ajudou na edificação daquela antiga colónia britânica tendo contribuído, de forma empenhada, nas lides do seu Governo, na criação de instituições de ensino, na vida empresarial, nas múltiplas manifestações desportivas e até na sua defesa territorial”, acrescentou.

DONGGUAN RECOMPENSA BRASILEIRO QUE AJUDOU A IMPEDIR ROUBO

MELCO CROWN TEVE LUCROS ACIMA DO ESPERADO

Mozer, um cidadão brasileiro, recebeu uma recompensa inédita em Dongguan, pelo menos para estrangeiros, por não ter hesitado em impedir um roubo naquela cidade da Província de Guangdong, mesmo sofrendo agressões de três suspeitos. O Governo de Dongguan e a Fundação para a Justiça e Coragem e a Associação dos Moradores do Bairro onde vive decidiram premiar Mozer com um bónus de 50 mil renminbis pela sua acção exemplar, apesar do cidadão brasileiro ter considerado que a sua atitude foi normal perante as circunstâncias. Um empresário da mesma cidade já anunciou no seu weibo (Twitter chinês) que também vai dar um bónus de 100 mil renminbis ao novo “herói” da cidade.

Os lucros líquidos atribuíveis aos accionistas da Melco Crown Entertainment ascenderam a 122,1 milhões de dólares (976 milhões de patacas), ou 0,22 dólares por acção, no primeiro trimestre deste ano, superando largamente os ganhos de 7,2 milhões de dólares registados no mesmo período de 2011. Os resultados não auditados da Melco Crown superaram também as projecções de analistas da Thomson Reuters que apontavam para lucros de 0,17 dólares por acção e receitas de 1,02 mil milhões de dólares. Segundo os dados ontem anunciados pela operadora dos casinos City of Dreams e Altira, as receitas líquidas aumentaram cerca de 27% para quase 1,03 mil milhões de dólares no trimestre em análise, comparativamente aos 806,6 milhões apurados um ano antes. Em comunicado, Lawrence Ho (na foto com James Packer), co-presidente da Melco Crown, reiterou que a empresa continua a trabalhar com o Governo no sentido de concretizar o projecto “Studio City”, no COTAI.

PRESUMÍVEL BOMBISTA ERA AGENTE DA CIA

MURALHA DA CHINA “VANDALIZADA” POR DERRAPAGENS DE UM FERRARI

O presumível bombista suicida que iria realizar um atentado da Al-Qaida contra um avião comercial dos EUA, afinal, era alguém que trabalhava para os serviços de informação norte-americanos e sauditas, noticia a AP. Em Abril, a CIA soube que o ramo iemenita da Al-Qaida planeava realizar um ataque espectacular, com recurso a um novo aparelho explosivo, quase indetectável, colocado a bordo de um voo para os Estados Unidos. Mas o homem que os terroristas contavam utilizar na operação trabalhava para a Arábia Saudita e os Estados Unidos, disseram, sob anonimato, responsáveis iemenitas e norte-americanos à agência noticiosa na terça-feira. Este foi o último erro da Al-Qaida, que tem estado perto de conseguir detonar uma bomba dentro de um avião. Para os EUA foi uma vitória, que se traduziu inclusive na posse da bomba. A polícia federal (FBI) está a analisar o explosivo e peritos adiantam que este é uma versão melhorada do que falhou a explosão no avião sobre Detroit no Natal de 2009. Os procedimentos de segurança nos aeroportos norte-americanos permaneceram os mesmos na terça-feira, sinal que os EUA acreditam nos seus sistemas de segurança e entendem que os passageiros não podem suportar muitos mais constrangimentos.

Uma campanha promocional não autorizada pela Ferrari, para assinalar os vinte anos da presença da marca na China, escolheu como palco o famoso monumento e causou indignação. A condução de um Ferrrari junto a um legado histórico com mais de 600 anos, a famosa Muralha da China, causou a indignação de turistas e autoridades chinesas. A polémica aconteceu na chamada “Porta da China”, uma das entradas das muralhas que rodeiam a cidade de Nankin. O Ferrari 458, acedeu à muralha pelas rampas que antigamente serviam para os soldados acederem às ameias e durante a noite o seu condutor fez várias derrapagens com o automóvel, que foram gravadas em vídeo com a intenção de virem a ser lançadas na Internet. Segundo o jornal “ABC” a cena desencadeou vários protestos, como o do subdirector local do turismo, Jin Jiechun, que afirmou à televisão de Jiangsu que “este é um local público e histórico, e não o salão do motor”, disse, adiantando que “os autores foram duramente repreendidos, já que não tinham autorização para fazer o que fizeram, e acabaram por pedir desculpa”. A fábrica da Ferrari na China também veio pedir desculpa pelo sucedido, embora não seja responsável pela promoção. Segundo a marca italiana, a responsabilidade cabe a uma acção promocional não autorizada da distribuidora chinesa Kuaiyi Automobile.

pág 20 quinta-feira, 10 de maio de 2012 jornal tribuna de macau

fecho desta edição jtm - 01:00horas

JTN 10-05-2012  

Jornal Tribuna de Macau