Page 1

Pico ĂŠ a ilha que mais agrada aos turistas, segundo estudo da GMT Tourists most impressed by Pico


S U MÁR I O/ S UM MARY TRIÂNGULO MAGAZINE

6

Editorial

8

Enoteca itinerante percorre toda a ilha do Pico Enoteca wine travels through Pico

12

Low Cost no Triângulo: sim ou não? Low cost in the Triangle: yes or no?

16

MiratecArts apresenta a terceira edição do Encontro Pedras Negras Writers to visit Pico for Pedras Negras Encounter

19

30ª Semana Cultural das Velas Velas to celebrate 30th Cultural Week

24

Rota dos Baleeiros é novidade no AzoresTrailRun 2017 New ‘Whaler’s Route’ at Azores Trail Run 2017

25

Mariza, Rui Veloso e Resistência nas Festas da Madalena 2017 Mariza and Rui Veloso coming to Madalena Festivals 2017


28

Nova novela da SIC com cenas gravadas nos Açores New SIC soap opera sets the scene in Azores

29

Município da Horta lança projeto “Faial Florido” Municipality of Horta launches “Faial Florido” project

32

Vinho comemorativa da Madalena, Cidade do Vinho 2017 Commemorative wine uncorked for Madalena, City of Wine 2017

34

1ª Edição do Azorean Cheese Fest, em São Jorge São Jorge hosts first Azorean Cheese Fest

48 Pico é a ilha que mais agrada aos turistas, segundo estudo da GMT Tourists most impressed by Pico 50 240 pessoas correm pelos Açores na Bolsa de Turismo de Lisboa Hundreds ‘run the Azores’ during Lisbon Tourism Exchange race 52

Cartão de Cidadão, José leonardo Citizen Card


EDITORIAL O dilema das low cost The low cost dilemma

C

Ficha Técnica REVISTA MENSAL Triângulo Magazine DIRETOR Milton Dias PROPRIEDADE Mílton César Melo Dias REDACÃO E ADMINISTRAÇÃO Sítio da Barca 9950 - 303 Madalena Ilha do Pico | Açores CONTACTO magazinetriangulo@gmail.com IMPRESSÃO Nova Gráfica TIRAGEM 2 000 exemplares (Distribuição gratuita) TRADUÇÃO E EDIÇÃO: Terry Costa, Nancy Matos Nº REGISTO ERC 126729 DEPÓSITO LEGAL Nº 401050/15 ABRIL 2017

om a liberalização de parte do espaço aéreo açoreano, o fenómeno das low cost abriu um novo capítulo na discussão sobre as regras do transporte aéreo de passageiros entre os Açores e o exterior. Deixou-se, pura e simplesmente, de se falar desse mesmo transporte apenas entre a região e o continente português e passou-se a incluir outros destinos, particularmente do continente europeu. Recorde-se, neste aspeto, que a ilha de São Miguel está em completa liberalização, a ilha Terceira num regime semi-liberalizado e as restantes gateways – Santa Maria, Horta e Pico – sob obrigações de serviço público. Mesmo assim, os últimos tempos não têm sido favoráveis quanto à resposta das diversas companhias ao mercado turístico açoriano. Apesar dos números do turismo continuarem a subir, o certo é que a Easyjet já anunciou o abandono, por agora, da rota de São Miguel, a Air Berlim deixou a ilha Terceira, a TUI (muito embora num sistema diferente) já não voará para o Triângulo em 2017 e a própria TAP vai reduzir a sua operação, também na maior ilha dos Açores. É importante refletir sobre esta nova realidade, no momento em que se fala, com maior frequência, na vinda das companhias de baixo custo para as ilhas do Triângulo. Mas não é menos importante que se continue a debater e a aprofundar este tema, sob pena de não se conseguir algo por falta de massa crítica. Uma vez mais, o que se pede é união e não falar a três vozes. Que se debata o assunto, que se façam reivindicações mas que não se passe a ideia de que somos três ilhas mas sim um único destino

W

ith the opening of part of the Azorean airspace, the low cost phenomenon unleashed a new chapter in the discussion of passenger air travel between the Azores and abroad. It should be noted that the island of São Miguel is under a completely liberated system, Terceira a semi-liberated one, and the remaining gateways - Santa Maria, Horta and Pico - are under public service obligations. Even so, recent times have not been favourable to various companies in the Azorean tourist market. Despite the fact that tourism numbers continue to rise, easyJet has announced the abandonment of its São Miguel route, Air Berlin has left Terceira Island, TUI (although in a different system) will no longer fly to the Triangle in 2017 and TAP will reduce its operation, also on the biggest island of the Azores. It is important to reflect on this new reality, at a time when more talk is happening about low cost airlines coming to the islands of the Triangle. But it is no less important to continue to debate and deepen this theme, otherwise you will not be able to achieve anything. Once again, what we need to do is unite and not speak to just three voices. Let the ma er be debated, and claims be made, but let not the idea that we are three islands in favour of a single destination: the Triangle.


Enoteca itinerante percorre toda a ilha do Pico Enoteca wine travels through Pico

N

o âmbito da Cidade do Vinho 2017, o Município da Madalena do Pico arrancou com uma enoteca itinerante. O propósito passa por dar a conhecer à população da ilha do Pico o mundo da vitivinicultura, levando a toda a ilha os melhores vinhos nacionais e do Pico, em particular, em provas comentadas por renomeados enólogos e produtores locais. A primeira incursão da enoteca itinerante trouxe ao Pico Francisco Antunes, da Adega Quinta da Bacalhôa, para quem os galardões alcança-

dos pelos vinhos do Pico e a própria distinção nacional junto da Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, poderá criar outro tipo de atratividade não só para o vinho em si como também para a ilha. O Museu do Vinho, na Madalena, acolheu a primeira visita da enoteca itinerante. Até ao final do mês de junho, o evento levará a todas as freguesias da ilha do Pico o melhor da vitivinicultura portuguesa. Fotos: Direitos reservados

T

he Wine Museum in Madalena hosted the first Enoteca Itinerant Wine Cellar tour as part of Madalena, Wine City 2017 events. The tour was held to showcase the world of viticulture to Pico, bringing the best national wines, in particular those touted in wine testings by renowned oenologists and local producers. Francisco Antunes, from the Quinta da Bacalhôa Winery,

which holds national distinction from the Association of Portuguese Wine Municipalities, was in a endance at the inaugural event. By the end of June, Enoteca will bring the best of Portuguese wine-making to all parishes on Pico island.


Low Cost no Triângulo: sim ou não? Low cost in the Triangle: yes or no?

A

discussão em torno da vinda de companhias aéreas low cost para as ilhas do Triângulo não é de agora, mas o assunto voltou a estar na ordem do dia, numa posição assumida pelo presidente da Câmara do Comércio e Indústria da Horta (CCIH). De acordo com Carlos Morais, as ilhas do Faial e do Pico também deviam ser servidas por operadoras low cost, mas num regime apoiado pela região. O presidente da CCIH, associação que representa as ilhas do Faial, Pico, Flores e Corvo, considerou

que, atendendo à procura que as ilhas mais pequenas têm registado, seria possível avançar para um processo de liberalização de algumas rotas, mas com apoios públicos. “Eu penso que o que tem de ser feito é, à semelhança do que está a ser feito noutros lados, liberalizar e oferecer condições às próprias companhias, até que elas criem estrutura, em termos de futuro, para que possam voar com sustentabilidade para estas ilhas”, avançou.

T

he debate surrounding the arrival of low cost airlines to the islands of the Triangle is not new, but the subject has returned to the order of the day, via the president of the Chamber of Commerce and Industry of Horta (CCIH). According to Carlos Morais, the islands of Faial and Pico should also be served by low cost operators, but in a system supported by the region. The CCIH president, an association representing the islands of Faial, Pico, Flo-

res and Corvo, said given the demand that the smaller islands have registered, it could be possible to move towards expanding some routes, but with public support. “I think what has to be done, like what is being done elsewhere, is to liberate and offer conditions to the companies until they create a future structure to fly with sustainability in the islands,” Morais said.


“Podíamos ter tarifas que pudessem criar mais apetência, principalmente ao mercado nacional, para fazer os tais short breaks, que é a vinda a uma sexta-feira e o regresso no domingo” “We could have tariffs that could create more appetite, mainly for the national market, to make short breaks, like departing on Friday and returning on Sunday”

C

arlos Morais entende que é preciso pensar no mercado das ilhas do Triângulo (Faial, Pico e São Jorge) de forma sustentável, para evitar o que aconteceu com a Easyjet, a primeira companhia aérea low cost que começou a operar nos Açores, e também a primeira a anunciar o seu abandono. Para o presidente da CCIH, o que não pode acontecer é as ilhas do Faial e do Pico continuarem a ser operadas apenas por uma com-

panhia aérea, a Azores Airlines, ainda por cima sem satisfazer a procura por estes destinos turísticos, impedindo assim a dinamização da economia local. “Podíamos ter tarifas que pudessem criar mais apetência, principalmente ao mercado nacional, para fazer os tais short breaks, que é a vinda a uma sexta-feira e o regresso no domingo”, defendeu Carlos Morais.

H

e also said it’s important to think about the market in the islands of the Triangle (Faial, Pico and São Jorge) in a sustainable way, to avoid what happened with easyJet, the first low cost airline to operate in the Azores, and also the first to announce its withdrawal. What cannot happen, Morais added, is that the islands of Faial and Pico continue to be operated by only one airline, Azores Airlines, wi-

thout exceeding the demand for these tourist destinations, thus preventing a dynamic local economy. “We could have tariffs that could create more appetite, mainly for the national market, to make short breaks, like departing on Friday and returning on Sunday,” said Morais.


C

láudia Cabrita, presidente da Associação Comercial e Industrial do Pico (ACIP), também reforça a componente da sustentabilidade quando se aborda a entrada das companhias low cost no Triângulo. “Quando se pensa na possibilidade de trazer a nós voos low cost, há que pensar nas consequências que esta alteração poderá trazer. Se por um lado, procuramos visitantes, por outro queremos e devemos manter-nos uma ilha sustentável, imune a massas, e à perda de indi-

vidualidade, que nos tem caracterizado e impulsionado o nosso crescimento”, salientou. Segundo Cláudia Cabrita, o Pico tem vindo a destacar-se no panorama regional, afirmando-se como um destino turístico de excelência. “Os empresários picoenses iniciaram e souberam acompanhar esta dinâmica, conseguindo ao mesmo tempo, aumentar infra estruturas e serviços, mas com um nível de qualidade que permitiu manter o cenário idílico e quase virgem do que é viver no Pico”, disse.

C

láudia Cabrita, president of the Commercial and Industrial Association of Pico (ACIP), also reinforces the sustainability component when addressing the entry of low cost airlines in the Triangle. “When you think about bringing low cost flights, you have to think about the consequences that this change might bring. If on the one hand we seek visitors, on the other we want, and must maintain ourselves as a sustainable island, immune to the masses, and to

the loss of individuality, which has characterized and boosted our growth,” she said. According to Cabrita, Pico has begun to stand out in the regional panorama, affirming itself as a tourist destination of excellence. “Beijing entrepreneurs started and knew how to keep up with this dynamic, while at the same time increasing infrastructure and services, but with a level of quality that allowed us to maintain the idyllic and almost virgin scenario of living in Pico.”

“Se por um lado, procuramos visitantes, por outro queremos e devemos manter-nos uma ilha sustentável, imune a massas” “If on the one hand we seek visitors, on the other we want, and must maintain ourselves as a sustainable island, immune to the masses”


“O facto das ilhas de São Miguel e Terceira, em particular, já receberem voos de companhias de baixo custo é benéfico para a ilha de São Jorge” “The fact that the islands of São Miguel and Terceira, in particular, already receive flights from low cost airlines is beneficial to the island of São Jorge”

J

oão Paulo Oliveira, presidente do Núcleo Empresarial da Ilha de São Jorge, defende que as companhias low cost deveriam também chegar às ilhas do Triângulo, nomeadamente com voos para o Faial ou para o Pico, considerando que a nível de respostas para um possível incremento do turismo na ilha de São Jorge seriam criadas novas condições, defendendo uma grande aposta no turismo rural. Para João Paulo Oliveira, o facto das ilhas de São

Miguel e Terceira, em particular, já receberem voos de companhias de baixo custo é benéfico para a ilha de São Jorge, sustentando que “quantas mais ligações aéreas existirem para os Açores, melhor”. “Quem visita uma ilha e gosta, depois acaba por querer visitar mais ilhas”, acrescentou, lembrando o potencial de São Jorge, cujas fajãs foram classificadas como Reserva da Biosfera pela Unesco. Fotos: Direitos reservados

J

oão Paulo Oliveira, president of the São Jorge Island Business Center, also argues that low cost airlines should fly to the Triangle, namely with flights to Faial or Pico, but to consider that this may increase visitors to the island of São Jorge, a bonus for rural tourism. According to Oliveira, the fact that the islands of São Miguel and Terceira, in particular, already receive flights from low cost airlines

is beneficial to the island of São Jorge, arguing that “the more air connections there are to the Azores, the be er”. “Someone who visits an island and likes it, ends up wanting to visit more islands,” he added, referencing the potential of São Jorge, whose fajãs were classified as a Biosphere Reserve by Unesco.


MiratecArts apresenta a terceira edição do Encontro Pedras Negras Writers to visit Pico for Pedras Negras Encounter

A

associação cultural MiratecArts promove em maio a terceira edição do Encontro Pedras Negras, na ilha do Pico, iniciativa que reúne escritores e personalidades ligadas à literatura. A edição de 2017 pretende recuperar um programa educativo sobre os artistas com origem na ilha do Pico, estando previstos vários debates, workshops, painéis e partilhas de leituras. No âmbito desta iniciativa, que decorre de 26 a 28 de maio, serão apresentados vários livros, incluindo Destinos em Falta para o Passageiro Distraído, de Luis

Filipe Borges. O Encontro Pedras Negras marca o arranque da quinta edição do festival internacional de artes Azores Fringe, cuja última edição foi lançada no Vulcão dos Capelinhos, na Horta, ilha do Faial, e tem vindo a contar com trabalhos de artistas de todas as ilhas dos Açores, várias regiões do país e do estrangeiro. A MiratecArts vai promover, também, de 9 a 12 de junho, um encontro e expedição fotográfica, na ilha das Flores, o ponto mais ocidental da Europa. Foto: Pedro Silva/DR

T

he cultural association MiratecArts will promote the third edition of the “Pedras Negras Encounter”, an initiative that brings together writers and personalities linked to literature, on the island of Pico in May. The 2017 edition will present an educational program about writers from Pico, as well as several debates, workshops, panels and readings. As part of the initiative, which runs from May 26 to 28, several books will be presented, including “Missing Destinations for the Dis-

tracted Passenger” by Luis Filipe Borges. The Pedras Negras Encounter will also mark the beginning of the fifth edition of Azores Fringe, the international arts festival. The recent edition, launched at the Capelinhos Volcano site in Horta, Faial, featured works by artists from all islands in the Azores, various regions of the country, as well as abroad. From June 9 to 12, MiratecArts will also hold an encounter and photographic expedition on the island of Flores, the most western point in Europe.


30ª Semana Cultural das Velas

Velas to celebrate 30th Cultural Week

A

Associação Cultural das Velas, em parceria com o Município de Velas, apresentou o cartaz da 30.ª Semana Cultural que se realizará de 5 a 9 de julho de 2017. Matias Damásio, Ana Moura, Richie Campbell e Jimmy são os cabeças de cartaz de um festival que se irá desenrolar por cinco dias e que assinala este ano o seu trigésimo aniversário. Para além do palco principal, a Semana Cultural será ainda completada com atuações de instituições e gru-

pos locais e regionais, sendo que o Dia do Triângulo será novamente assinalado nas Velas. Destaque ainda para a Tenda Eletrónica, com a presença de DJ’s de renome nacional e regional, que complementa a animação noturna da festa, e a Tourada de Praça que volta a marcar presença na Semana Cultural. Foto: Direitos reservados

T

he Cultural Association of Velas, in partnership with the Municipality of Velas, has unveiled the program for the 30th Cultural Week to be held from July 5 to 9, 2017. Matias Damásio, Richie Campbell and Jimmy, and Ana Moura will be the headliners marking the festival’s 30th anniversary over five days. In addition to the main stage, Cultural Week will also feature performances by lo-

cal and regional institutions and groups, with “Triangle Day” again being marked in Velas. Also noteworthy is the Electronic Tent, with DJs of national and regional renown complementing nightly entertainment, and the Bullfight Square.


Raquel Tavares na Semana dos Baleeiros Raquel Tavares joins Whalers’Week line-up

A

fadista Raquel Tavares é mais um dos nomes confirmados para a edição deste ano da Semana dos Baleeiros, que decorre entre 21 e 27 de agosto nas Lajes do Pico. A fadista irá atuar na terça-feira, 22, na Ermida de São Pedro, na noite dedicada ao fado. Raquel Tavares ganhou notoriedade nacional em 1997, quando aos 12 anos,

venceu a Grande Noite do Fado, iniciativa da Casa da Imprensa. Em 2006, Raquel Tavares recebeu o Prémio Amália Rodrigues para Revelação Feminina, e, em 2007, seria a vez da Casa da Imprensa atribuir-lhe o Prémio Revelação. A fadista junta-se aos artistas já confirmados, Anselmo Ralph e Tony Carreira. Foto: Direitos reservados

F

adista Raquel Tavares is one of the names confirmed for this year’s edition of Whalers Week, running from August 21 to 27 in Lajes, Pico. The fado singer will perform on Tuesday the 22nd at the Hermitage of St. Peter’s on a special night dedicated to fado. Tavares gained national notoriety in 1997 after

winning The Great Night of Fado, an initiative of the Casa da Imprensa, at the age of 12. In 2006, she received the Amália Rodrigues Prize for Female Revelation, and in 2007, Casa da Imprensa awarded her with the Revelation Prize. The fadista joins already confirmed artists Anselmo Ralph and Tony Carreira.


Rota dos Baleeiros é novidade no AzoresTrailRun 2017 New ‘Whaler’s Route’ at Azores Trail Run 2017

A

Rota dos Baleeiros é a mais recente prova integrada no Azores TrailRun, evento agendado para 26 e 27 de maio, na ilha do Faial. O novo percurso engloba 120 quilómetros e mais de 4 500 metros de desnível, passando por vários locais onde existe património baleeiro, integrando uma vertente cultural e histórica. A Rota dos Baleeiros surgiu, segundo a organização, como uma necessidade de proporcionar aos atletas do Ultra Trail a possibilidade de vir ao Faial fazer uma prova que vá de

encontro às suas expetativas. “Não é, de todo, um simples traçar de um percurso. Apercebemo-nos que muitas das nossas provas já passavam pelos marcos identitários desse património e que, acrescentando apenas um pouco, poderíamos ter uma grande prova”, salientou Mário Leal, diretor da prova. A Rota dos Baleeiros vai ser uma prova mais restrita, destinada apenas a atletas convidados, no sentido de se fazer uma avaliação à prova e perceber se a mesma é viável.

A

new running route based on Faial’s whaling history will become part of the Azores Trail Run (ATR), scheduled for May 26 and 27 on Faial Island. The “Whaler’s Route”, encompassing 120 kilometers and more than 4,500 meters of uneven terrain, will pass through several places of whaling heritage, integrating a cultural and historical aspect. According to the ATR organization, the Whalers Route emerged as a necessity to provide the athletes of the Ultra

Trail with a test to meet their expectations. “It is not at all a simple course. We realized that many of our routes were already going through areas of milestones and heritage, and by adding only a li le, we could have a great test run,” said Mário Leal, ATR director. The Whalers Route will be a restricted test run for invited athletes only, and will be later evaluated to see if it’s a feasible route for future events.


Mariza, Rui Veloso e Resistência nas Festas da Madalena 2017

Mariza, Rui Veloso and Resistência coming to Madalena Festivals 2017

J

á são conhecidos os nomes dos principais artistas musicais que vão subir ao palco principal das Festas da Madalena 2917. Mariza, Rui Veloso, Resistência ÁTOA e Sam The Kid e Mundo Segundo surgem como principais atrações musicais das festividades que decorrem na vila da Madalena, ilha do Pico, entre 18 e 23 de julho. As Festas da Madalena são uma das maiores festas de verão dos Açores e apresen-

tam este ano um dos cartazes mais apelativos das últimas décadas, paralelamente a um vasto conjunto de iniciativas decorrentes da Madalena, Cidade do Vinho 2017. Os ÁTOA atuam dia 20, quarta-feira, seguindo-se Sam The Kid e Mundo Segundo dia 21, Rui Veloso na sexta-feira, dia 21, Resistência, dia 22 (sábado), e Mariza encerra as festas no domingo, dia 23. Foto: Direitos reservados

S

ome big names in Portuguese music will ascend the main stage at this summer’s Madalena Festivals 2017 (Festas da Madalena), including Mariza, Rui Veloso, ATOA, Resistência, Sam The Kid and Mundo Segundo. They’ll all appear as main musical a ractions of the festivities taking place in Madalena, Pico between July 18 and 23. The Madalena Festivals is one of the biggest summer festivals in the Azores, and

this year it’s offering one of the most appealing line-ups of the last decade, along with a wide range of initiatives from Madalena, Wine City 2017. The current schedule has ATOA taking the stage on July 19th, followed by Sam The Kid and Mundo Segundo on the 20th, Rui Veloso on the 21st, Resistência on the 22nd, and Mariza will close the party on Sunday the 23rd.


Açores com mais de 140 escalas de cruzeiros em 2017 More than 140 cruise ships set to dock in Azores this year

O

s Açores deverão receber mais de 140 escalas de navios de cruzeiro em 2017. Um número assinalável e que coloca o arquipélago num patamar muito interessante entre os portos do continente europeu. Deste conjunto de escalas destaque as 78 escalas agendadas para Ponta Del-

T

gada, as 27 para a Horta e as 22 para a Terceira. Tal como tem acontecido nos últimos anos, o mês de abril foi aquele em que se verificou mais escalas. Este ano, a região contará com seis escalas inaugurais, entre elas a do Seven Seas Explorer, na Horta, a 29 de outubro.

he Azores are expected to receive more than 140 cruise ships in 2017, a number that puts the archipelago on a competitive level between ports on the European continent. The highest traffic includes 78 sailings scheduled for Ponta Delgada, 27 for Horta and 22 for Terceira.

27

As with recent years, the month of April saw the most cruise ship traffic. This year, the region will have six inaugural sailings, including the Seven Seas Explorer in Horta on October 29.


Nova novela da SIC com cenas gravadas nos Açores

New SIC soap opera sets the scene in Azores

A

nova novela da SIC, “Espelho D’Água”, deverá estrear em maio e conta com cenas gravadas nos Açores. A nova produção, cuja história é centrada no mar e na pesca do bacalhau, foi promovida no pavilhão da região na Bolsa de Turismo de Lisboa, numa iniciativa do Turismo dos Açores à qual aderiram diversos atores do elenco. Sobre a nova aposta de ficção da SIC, o presidente do Turismo dos Açores, Francisco Coelho, sublinhou que “a ligação com o mar e com a pesca

do bacalhau que dá mote à novela é algo que nos une, que é intrínseco aos Açores. A promoção do destino Açores através de projetos de ficção, como esta nova novela da SIC, é uma aposta ganha mesmo antes da estreia, que nos orgulha e estamos ansiosos para receber o elenco e a equipa de gravações no arquipélago”. Fotos: Direitos reservados

T

he new SIC soap opera “Mirror of Water”, set to debut in May, features scenes filmed in the Azores. The new production, centered on the sea and cod fishing, was promoted at the regional pavilion at the recent Lisbon Tourism Exchange in an initiative of Azores Tourism, with several cast members in a endance. Commenting on the new series, Azores Tourism president Francisco Coelho said, “The connection with the sea

and cod fishing, the theme of the show, is something that unites us - it’s intrinsic to the Azores. The promotion of the Azores through work like the new SIC soap opera is a winning bet, even before the premiere. It’s something that makes us proud and we look forward to receiving the cast and crew for filming in the archipelago.”


Município da Horta lança projeto “Faial Florido” Municipality of Horta launches “Faial Florido” project

A

Câmara Municipal da Horta da Horta apresentou recentemente o projeto “Faial Florido”. A iniciativa pretende embelezar os espaços públicos do concelho e despertar o interesse dos munícipes para esta área. No decorrer do presente ano, o município irá dotar um espaço público por cada freguesia com as plantas criadas em estufas. Segundo a autarquia, toda a população da ilha do

Faial também poderá ter acesso às plantas ornamentais mediante a entrega de plástico, reforçando a componente ambiental definida pelo município. Outro projeto associado ao “Faial Florido” é o “O Quintal”, direcionado para as escolas, que este ano conta com três novas vertentes: ervas aromáticas, árvores de fruto e plantas ornamentais. Fotos: Direitos reservados

T

he Municipality of Horta recently presented the new project “Faial Florido” (“Flowery Faial”), an initiative which aims to beautify Horta’s public spaces with plants, and arouse local interest in the environment. The city will provide a public space for each parish, using plants created in greenhouses. According to the Municipality, the entire po-

pulation of the island of Faial can participate and gain access to the scheme through recycling plastic, reinforcing the project’s environmental component. Another related project, “O Quintal” (“The Backyard”), directed at schools, launched three new strands this year: herbs, fruit trees and ornamental plants.


Aerohorta reabre balcão, em São Roque do Pico Aerohorta reopens in São Roque

A

agência de viagens Aerohorta reabriu um novo balcão em São Roque do Pico, nas instalações da Livraria D. Dinis, depois de ter encerrado há alguns anos, o balcão de que dispunha naquela vila. Segundo Carlos Morais, sócio-gerente da Aerohorta, volta a fazer sentido ter um balcão em São Roque numa lógica de parceria com a Livraria D. Dinis e

de relação de proximidade com os clientes, através de um serviço personalizado que estará disponível para prestar todo o apoio ao cliente, onde quer que ele se encontre. O balcão da agência Aerohorta, em São Roque, entrou em funcionamento em abril. Foto: Direitos reservados

T

he Aerohorta travel agency has reopened a new branch in São Roque, Pico at the D. Dinis Bookstore after closing a counter in the village a few years ago. According to Carlos Morais, Managing Partner of Aerohorta, it makes sense to have a branch again in São

Roque. The new location, opened in April, is a partnership with the D. Dinis Bookstore and will offer a personalized service to customers.


Vinho comemorativa da Madalena, Cidade do Vinho 2017 Commemorative wine uncorked for Madalena, City of Wine 2017

C

inco produtores de vinho engarrafado da ilha do Pico juntaram-se para elaborar o vinho comemorativo da Madalena, Cidade do Vinho 2017. Um dos pressupostos da candidatura da Madalena a Cidade do vinho 2017 assentou na produção de um vinho exclusivo. Assim, a Azores Wine Company, as adegas A Buraca e CZAR, a Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico - Picowines e a Curral Atlantis junta-

ram-se para fazer um vinho licoroso comemorativo do galardão. Esta foi a primeira vez que os principais produtores de vinho do Pico se uniram em torno de um projeto único. A produção do licoroso comemorativo da Madalena, Cidade do Vinho 2017 rondará os 600 litros, prevendo-se que sejam engarrafadas mil garrafas de meio litro. Fotos: Direitos reservados

F

ive wine producers from the island of Pico gathered to produce a new wine celebrating Madalena, City of Wine 2017. The Azores Wine Company, wineries A Buraca and CZAR, and the Cooperativa Vitivinícola of Pico Island Picowines and Curral Atlantis - came together to make a liqueur wine commemorating Madalena’s status in the wine world.

Around 600 litres of the celebratory liqueur Cidade do Vinho 2017 will be made, and around 1000 half-liter bo les are expected to be produced. A criteria of Madalena’s candidacy for the title was to produce an exclusive wine, and this was the first time Pico’s top winemakers teamed up for a single project.


1ª Edição do Azorean Cheese Fest, em São Jorge São Jorge hosts first Azorean Cheese Fest

D

ecorreu em abril, na ilha de São Jorge, a 1ª Edição do Azorean Cheese Fest, iniciativa desenvolvida pela Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo e o Núcleo Empresarial da Ilha de São Jorge. O encontro incluiu uma conferência sobre a temática do queijo, um fórum de produtores de queijo da Região, promoção e venda de produtos regionais, um show cooking e a exposição de trabalhos com o tema do queijo. A iniciativa estendeu-se, também, aos restaurantes

da ilha, com menus especiais e tábuas de queijo nos restaurantes Açor, Booka e Os Amigos, na sequência dos workshops para profissionais de cozinha e serviço de sala que decorreram no mês de março. Estiveram disponíveis duas variantes de tábuas de queijos, um prato principal e uma sobremesa com base no queijo. Fotos: Direitos reservados

T

he first edition of the Azorean Cheese Fest took place in April on the island of São Jorge, as part of an initiative developed by the Angra do Heroísmo Chamber of Commerce and the São Jorge Island Business Center. The festival featured a conference, a forum for cheese producers in the region, the promotion and sale of regional products, a cooking show and an exhibition of cheese-themed works. The initiative also extended

to the island’s restaurants, with special menus and cheese boards in the Açor, Booka and Os Amigos restaurants. Two varieties of cheese boards, a main course and a cheese-based dessert were on offer. Special workshops for catering staff were also held.


Turismo rural promovido em série da RTP/Açores RTP Azores promotes rural tourism series

A

RTP/Açores está a exibir a série “Casas açorianas - repositório de vivências”, que pretende divulgar, em cerca de 20 episódios, o potencial do turismo rural nos Açores. Segundo Gilberto Vieira, presidente das Casas Açorianas, a série televisiva mostra não só os alojamentos de turismo local associados daquela associação mas também as suas zonas circundantes e atividades de interesse locais. O projeto insere-se na es-

tratégia de promoção dos Açores e, sobretudo, é a continuação da estratégia das Casas Açorianas de estabelecer parcerias numa linha que tente valorizar a Marca Açores, O programa de televisão, em parceria com a RTP/ Açores e a Azores Airlines, vai passar nos vários canais de distribuição da RTP, nas várias plataformas, e serão exibidos excertos a bordo dos aviões da Azores Airlines. Fotos: Direitos reservados

R

TP Azores is set to air the 20-episode series “Azorean Houses Repositories of Experience”, highlighting potential for rural tourism in the islands. According to Gilberto Vieira, president of Casas Açorianas, the television series will show not only local tourism lodges, but also surrounding areas and local activities of interest. The project is part of a strategy to promote the Azores and is the continuation of Casas

Açorianas’ approach to establish partnerships to enhance the Azores brand. The television program, a partnership with RTP Azores and Azores Airlines, will run through RTP’s various distribution channels on multiple platforms, with excerpts to be shown aboard Azores Airlines aircraft.


Formação profissional

Professional qualifications in tourism

E

m dias de crescimento quase exponencial do turismo, a formação profissional e a qualidade da prestação de serviços tornam-se num tema incontornável. Hotelaria e camas são o início, mas a qualidade de serviços nesse setor e na restauração são, igualmente, importantes. Sendo, por conseguinte, contraditório que, nestes dias de crescimento, a formação profissional tenha regredido. Já lá vão anos em que a Escola de Hotelaria de São Miguel proporcionava uma grande variedade de formações de qualidade nas mais variadas áreas: desde a informática e marketing, passando pela mesa e bar, arranjos florais e decoração e cozinha. Essas ações eram apoiadas em viagens e alojamentos possibilitando que as empresas dos Açores, fora de São Miguel, tivessem igualdade de oportunidades de acesso dando também a oportu-

nidade aos profissionais de conviverem entre si, partilhando experiencias e terem acessos a meios muito mais sofisticados. Com a crise vieram os cortes que, neste caso, foram drásticos tendo reduzido tudo isso praticamente a zero. De uma política de incentivos e aprimoramento profissional passou-se ao vazio. Ajudando a desmobilizar, ainda mais, os profissionais da hotelaria e da restauração que são escassos e, sobretudo, desmotivados. Não tendo os empresários locais recursos que, para além das dificuldades de tesouraria da época baixa, lhe permitam assegurar a formação indispensável dos seus colaboradores a iniciativa cabe, nesse particular, ao Governo Regional a quem compete assegurar a competitividade e a sustentabilidade do setor. Fonte Travel Fotos: Direitos reservados

I

n these days of exponential growth in tourism, vocational training and quality of service are a consistent theme. Hospitality and beds are foremost, but the quality of other services in the sector, like catering, are equally important. It is therefore contradictory that during the current tourism boom, there hasn’t been as much focus on vocational training. For years, the School of Hospitality in São Miguel has offered a wide variety of quality courses in various fields, from computer science and marketing to table and bar service, floral arrangements and decoration to culinary training. These offerings were supported by the travel and lodging industry, enabling companies in the Azores outside of São Miguel to have equal access to these opportunities.

It also gave professionals the chance to live and train independently, sharing experiences with others and accessing sophisticated methods. Then came the cuts that, in this case, were drastic, reducing all this to practically zero. There was a vacuum in professional improvement, which helped to demobilize even more hotel and catering professionals who were already scarce and above all, unmotivated. As local entrepreneurs do not have resources that, in addition to cash-flow difficulties of the low season, enable them to ensure the indispensable training of their employees, the Regional Government is responsible for ensuring the competitiveness and sustainability of the sector.


Projeto da Avenida do Moinho, na freguesia na Prainha (São Roque do Pico) São Roque Moinho Avenue project gets go ahead

A

Câmara Municipal de São Roque do Pico apresentou o projeto de requalificação da zona entre o Farol e a Poça Branca – Construção da Avenida do Moinho, na freguesia na Prainha, concelho de São Roque do Pico. Será criada uma zona para a circulação automóvel, uma ciclovia, um passeio pedonal, um circuito de manutenção física e um miradouro, num investimento estimado de 450 mil euros.

Segundo a autarquia, o projeto encontra-se em fase final do concurso público, sendo posteriormente sujeito a visto pelo Tribunal de Contas, prevendo-se o início das obras para o final do verão. Numa fase posterior, a autarquia avançará para a recuperação total do moinho e com a ligação entre a nova avenida e a Rua da Poça Branca. Fotos: Direitos reservados

T

he Municipality of São Roque, Pico presented a re-qualification project for the area Moinho Avenue, the zone between the lighthouse and Poça Branca, in the parish of Prainha. An area for motorized traffic, cycle path, pedestrian promenade and a rotunda will be created, at an estimated investment of 450,000 euros. According to the local authority, the project is in the

final phase of public tender and subject to approval, with work expected to begin by the end of the summer. The municipality will look at further work, including a link between the new avenue and Poça Branca Street.


Seminário “Ilha do Pico: Ambiente, Património e Turismo Sustentável” Pico’s environment and heritage highlighted at local seminar

O

Centro Local de Aprendizagem da Madalena da Universidade Aberta, promoveu um seminário subordinado ao tema “Ilha do Pico: Ambiente, Património e Turismo Sustentável”. A grandeza e diversidade do património natural e cultural do Pico destaca-se não só pelas variadas reservas naturais da ilha como também pela Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, classificada como Património Mundial pela UNESCO. A iniciativa contou com a presença de vários do-

centes da academia e pretendeu ser um contributo para um desenvolvimento mais integrado, quer a nível local quer regional. O seminário, inserido no âmbito do Ano Internacional do Turismo Sustentável e da Madalena, Cidade do Vinho 2017, contou com palestras, apresentação de trabalhos de alunos do ensino secundário e profissional, saídas de campo no Parque Natural do Pico e um workshop sobre vinhos. Fotos: Direitos reservados

T

he Madalena Local Learning Center of the Open University held a seminar on the theme “Pico Island: Environment, Heritage and Sustainable Tourism”, with several faculty members coming out to discuss integrated development, both locally and regionally. Pico’s natural and cultural heritage diversity stands out not only for the island’s varied nature reserves, but also for its Island Vineyard Cul-

ture Landscape, classified as World Heritage by UNESCO. The seminar, which was part of the International Year of Sustainable Tourism and Madalena, City of Wine 2017, featured lectures, presentations by secondary and professional students, field trips to the Pico Natural Park, and a wine workshop.


Pico é a ilha que mais agrada aos turistas, segundo estudo da GMT Tourists most impressed by Pico

U

m estudo da GMT Hospitality, apresentado no decurso da edição de 2017 da Bolsa de Turismo de Lisboa, indica que, no que diz respeito ao alojamento, a ilha do Pico é que a mais agrada aos turistas. Nesta abordagem específica, seguem-se as ilhas do Faial e São Miguel. O relatório “Destino Açores: quem é o turista e o que diz de nós”, cujas primeiras conclusões foram recentemente apresentadas, foi encomendado pelo Governo Regional à GMT Hospitality, empresa de estudos de mercado e sondagens de

opinião. De acordo com José Maia, autor do estudo, o relatório foi feito com base na análise da pegada digital do turista, ou seja, das opiniões sobre alojamento, restauração e animação, veiculadas pelos visitantes em 175 websites. O relatório revela ainda que a opinião que os turistas têm dos Açores é boa em todos os parâmetros, muito embora existam pontos que carecem de atenção, como a oferta em termos património cultural, parâmetro que mereceu menos pontuação por parte dos visitantes.

P

ico is the most appealing island to tourists in terms of accommodation in the Azores, a study by GMT Hospitality shows. The findings, presented at the 2017 edition of the Lisbon Tourism Exchange, place Pico at the top of the list, followed by the islands of Faial and São Miguel. The report “Azores Destination: Tourists and what they say about us”, was commissioned by the Regional Government to GMT Hospitality, a market research and

opinion polling firm. According to José Maia, author of the study, the report was based on the analysis of tourists’ digital footprint - including opinions on accommodation and catering - which are published by visitors on 175 websites. The report also reveals that visitors’ perception of the Azores is very good, even though there are some areas needing a ention, such as cultural heritage offerings.


240 pessoas correm pelos Açores na Bolsa de Turismo de Lisboa Hundreds ‘run the Azores’ during Lisbon Tourism Exchange race

O

Turismo dos Açores e a organização do Azores Trail Run promoveram uma corrida de dez quilómetros no Parque das Nações, como forma de difundir os eventos de trail running no arquipélago durante o mês de maio. No final da corrida foram sorteados, entre os participantes, vários prémios: dois pacotes com inscrição na prova ATR2017, incluindo viagem, e outro com estadia e ainda dez inscrições na prova, sendo que os vencedores podem esco-

lher uma de entre as cinco provas que acontecem no evento de maio. As provas de trail running com a chancela Azores Trail Run (ATR), organizadas pelo Clube Independente de Atletismo Ilha Azul, vão, em 2017, fazer parte dos circuitos oficiais da Associação de Trail Running de Portugal. Foto: Direitos reservados

A

zores Tourism and Azores Trail Run (ATR) promoted a 10-kilometer race in Lisbon’s Park of Nations, as a way to spread news of the upcoming ATR 2017 throughout the archipelago in May. More than 240 runners took part in the race, with many receiving prizes for their effort, including packages with travel to and registration in this year’s

run. The trail running event is organized by the Independent Club of Athletics Ilha Azul, which recently joined the official circuit of the Association of Trail Running of Portugal.


. Como pensa que será a sua vida daqui a cinco anos?/ How do you think your life will be like in five years? Espero que seja junto da minha família e com os amigos que sempre me têm acompanhado/I hope to be by my family side and with all of my friends. . Se pudesse escolher outro lugar para viver, qual seria?/ If you could choose another place to live, where would it be? Não escolheria mais nenhum lugar senão a minha ilha./ I couldn’t ask for be er place than my Island. . Se pudesse criar uma amizade com uma personalidade famosa, quem escolheria?/If you could create a friendship with a famous personality, who would you choose? Nelson Mandela . Qual é o seu sonho de consumo?/What is your dream purchase? Não tenho nenhum porque não considero as coisas materiais as mais importantes da vida. Dou mais valor às pessoas e aos afetos. / I don’t have any because material goods aren’t that importante. I pleasure more people and feelings. . Qual é o seu hobbie?/What is your hobby? Jogar e ver futebol./Play and watch football. . Qual é a viagem dos seus sonhos?/ What is the trip of your dreams? Gosto de viajar e de locais diferentes, mas não tenho um local específico que gostasse de ir./I like to travell to diferent places but I don’t have a specific place I would like to go. O que o deixa nervoso?/What makes you nervous?A demagogia e a falta de verdade./Demagogy and lack of true. . Qual é a música que escuta e lhe faz lembrar uma época boa?/What music do you listen to that reminds you of the good times? Os Beatles trazem-me boas memórias./The Beatles give me good memories.

José Leonardo Goulart da Silva, 56 anos, natural da Feteira, ilha do Faial, presidente da Câmara Municipal da Horta


Cartão de Cidadão/Citizen Card . Qual é a sua comida preferida?/What is your favorite food? Caldeirada com peixe dos Açores./Azorean fish soup. Qual é o livro da sua vida?/What is your favourite book? Mau tempo no Canal de Vitorino Nemésio. /“Mau tempo no Canal” from Vitorino Nemésio. . Qual é o seu filme preferido?/What is your favorite movie? A lista de Schindler./The Schindler’s List. .Em que época do passado gostaria de ter vivido?/ In what time of the past would you like to have lived? Em nenhuma época em específico, porque o passado deve servir para nos ajudar a posicionar no presente e projetar o futuro, não para ficarmos agarrados a ele./At no particular past date because past only ma ers to help us capture the presente and project the future, and never to be stuck on it. . Qual é a palavra que tem mais significado para si?/What is the most meaningful word for you? Família./Family. . O que é que não tem preço na sua vida?/What is priceless in your life? A nossa honra. Devemos sempre honrar os nossos compromissos e nunca faltar atrás com a nossa palavra. /Our honour. We should always honour our commitments and never go back with our word. . Não consegue viver sem…?/ You cannot live without ...? A família./My family. . O que é imperdoável?/What is unforgivable? Faltar à verdade./Lies.

José Leonardo Goulart da Silva, 56, born at Feteira Parish, Faial Island, Mayor of Horta City Hall


Triângulo Magazine Abril 2017  
Advertisement