Issuu on Google+

Sexo

Hist贸rias e prazeres


soiasne ensaios corpos IMO ROXANNE LUXÚRIA MULHERES DE 40 HABEAS CORPUS ALTEREGO GÊNESIS CARMIM DERRAMA AMANTE LINDES PRAZER? ENTREATO Nº1 SEDIMENTOS VOLÚPIA, SEXOS, CORES ABSURDOS ESSÊNCIA

Ana Lorena Figueiredo Magalhães Augusto Fick Carlos Magalhães Claudia Soares Cleiton Luna Davi Aragão Rocha Diego Silva Felipe Camilo Mesquita Kardozo Flavia Costa Gabriele Bento de Andrade Jose Lopes Filho Luiz Felipe da Silva Milton Duarte Monica Tavares Nagela Beserra Regis Amora Ribamar Coelho Neto Uli Batista


sexo

histórias e prazeres Essa exposição é o resultado dos ensaios finais dos alunos do curso Avançado de Fotografia, de 2013.1, da escola Travessa da Imagem. Fotografias que mostram mais que o olhar e o sentimento de cada artista, mas sim o afinco e a quebra de paradigmas de uma sociedade revestida de preconceitos. É a confirmação da sensibilidade, do olhar e da percepção para com o todo que estes fotógrafos adquiriram no decorrer do curso, e da convivência nesse espaço que respira luz e arte. A Travessa da Imagem, mais que ensinar fotografia faz com que todos que passam por aqui vejam o mundo de uma forma diferente, mais precisa e detalhista. Nosso objetivo é refletir, produzir e explorar as várias tendências da linguagem fotográfica e das artes visuais contemporâneas. Parabéns a todos vocês que fazem da Travessa uma grande família. Gratidão. Markos Montenegro


markos

montenegro Prosa ou poesia? patologia ou prazer? Satisfação impossível... a justificativa de nascer. Sexo, calor, pele, movimento, vermelho, preto e branco, suor, gemidos, ou melhor, gritos de prazer... Pau, buceta, língua, bunda, porra, caralho, gozar, gozar, GOZAR!!! Afinal, já dizia Carlos Drummond de Andrade: - “Oh! Sejamos pornográficos (docemente pornográficos). Porque seremos mais castos que nosso avô português?” É universal e notório que o sexo, o coito, o créu... é, no fundo, o que sustenta as decisões de um alguem é algo que dá prazer, que incomoda, que alivia, que embriaga, que trás luz e escuridão antagônico por natureza o sexo vai ser protagonista por toda uma eternidade... que o diga Arnaldo Jabor, Nelson Rodrigues, Fausto Woolf, Millôr Fernandes e o próprio Carlos Drummond de Andrade. “A língua lambe as pétalas vermelhas da rosa pluriaberta; a língua lavra certo oculto botão...” Quem seria Terry Richardson ou Nan Gondin sem o “botão da rosa pluriaberta” de Drummond ou mesmo Saudek, Lachapelle, Helmut Newton e muitos outros que interpretam o mundo a partir dos “Sexos” A gênesis dos temas... sedimentos de alguem que peca por não fazer o que foi criado para fazer Entreatos de desejos... as amantes das mulheres de Glauco. A insustentável leveza do ser que cai ao prazer de carmim.


corpos Ana Lorena Figueiredo MagalhĂŁes

InsustentĂĄvel leveza do ser


Imo Augusto Fick

Detalhes de uma superfĂ­cie que guarda os segredos mais profundos


Roxanne Carlos Magalhães

Anda nas ruas por dinheiro e não liga se é certo ou errado.


luxúria Cláudia Soares

O pecado é não se libertar


Mulheres de 40 Cleiton Luna

Linda por sua natureza sexy, sensual e ungida com a graรงa de uma princesa


habeas corpus Davi AragĂŁo Rocha

Em que medida nosso corpo, realidade percĂ­vel, nos pertence?


alterego Diego Silva

A dualidade que existe em n贸s. Que nos faz uno


gĂŞnesis Felipe Camilo Mesquita Kardoso

Do big-bang sexualizado ao yin-yang mundano. Paisagens


Carmim FlĂĄvia Costa

Intensa eminĂŞncia. O sentir cor. O ser cor.


Derrama Gabriele Bento de Andrade

Envolva, percorra, escorra. Deixa derramar o Ă­nfero desejo de vida


AMANTE José Lopes Filho

Sou aquela que te dá amor, pra você me desnudo. Sou tua


Lindes Luiz Felipe Silva

Pode alguma autoridade mutilar o direito do gozo?


prazer? Milton Duarte

Diga o que quiser.Mas fique sabendo, na verdade sou uma sereia, uma driade.


entreato nยบ1 Monica Tavares

O corpo sedento por encontrar outro que lhe envolva e que o complete


Sedimentos Nagela Beserra

Estรก nos detalhes o que encanta um olhar que procura.


Volúpia, Sexos, Cores Regis Amora

O erótico e o orgástico da poesia de Glauco Mattoso em fotosonetos


absurdos Ribamar Coelho Neto

“Quem peca é aquele que não faz o que foi criado para fazer”

(A casa dos budas ditosos)


EssĂŞncia Uli Batista

O que te torna mais humano? Talvez um pouco das tuas loucuras...


Travessa da Imagem Curadoria

www.travessadaimagem.com.br Rua Adolfo Caminha, 127B Praia de Iracema - Fortaleza-CE

Markos Montenegro Diretor Markos Montenegro Coordenação

Camila Revuelta

Professores

Fernando Joge

Iana Soares Igor Grazianno Júlio Caesar Maciel Mário Lopes Markos Montenegro Maurício Magalhães

Alunos

Ana Lorena Figueiredo Magalhães Augusto Fick Carlos Magalhães Claudia Soares Cleiton Luna Davi Aragão Rocha Diego Silva Felipe Camilo Mesquita Kardozo Gabriele Bento George Soares Flavia Costa Jose Lopes Filho Luiz Felipe da Silva Milton Duarte Monica Tavares Nagela Beserra Regis Amora Ribamar Coelho Neto Uli Batista Todos os direitos reservados


www.travessadaimagem.com.br


Travessa catalogo 02