Issuu on Google+

Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego - Julho 2012 - Edição 2 Página 11

PARCERIAS GARANTEM QUALIFICAÇÃO E AMPLIAÇÃO

DO ATENDIMENTO AO TRABALHADOR DE ARAXÁ

RMBH PERMANECE COM A MENOR TAXA DE DESEMPREGO DO PAÍS Página 15

SETE AMPLIA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NA CAPITAL

Página 5

MUTIRÃO DA CIDADANIA VISITOU SETE MUNICÍPIOS MINEIROS

REFORMA DE PRÉDIO HISTÓRICO EM ALÉM PARAÍBA Página 7 Página 14

1


Sumário

Fique por dentro Informação ao alcance de todos - 3 Cursos gratuitos - 3 Aconteceu Novo endereço do Sine de Justinopólis - 4 Preparação para o mercado - 4 Oportunidade para os jovens - 4 Qualificação Profissional SETE amplia qualificação profissional na capital - 5 Alunos do Travessia Renda participam da Reforma de prédio histórico em Além Paraíba - 7 Sine Parcerias garantem qualificação e ampliação do atendimento ao trabalhador de Araxá - 11 Travessia Renda Mutirão da Cidadania visitou sete municípios mineiros - 14 Mercado de Trabalho RMBH permanece com a menor taxa de desemprego do país - 15

Publicação da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego de Minas Gerais - Julho 2012

2


Fique por dentro Informação ao alcance de todos Está no ar o blog do Observatório do Trabalho, uma ferramenta para a divulgação e análise dos principais dados sobre o mercado de trabalho de mineiro. Acesse: observatorio.trabalho.mg.gov.br

Reprodução do Blog

Cursos gratuitos Estão disponíveis nas unidades de atendimento ao trabalhador do Sine de todo o Estado, cursos de qualificação gratuitos em diversas áreas. Para se inscrever, basta procurar a unidade mais próxima, levando a carteira de identidade, CPF, Carteira de Trabalho e número do PIS (caso já tenha trabalhado).

3


Aconteceu Novo endereço do Sine de Justinópolis A unidade do Sine em Justinópolis, distrito de Ribeirão das Neves, conta agora com amplo espaço de acolhida ao trabalhador.

A nova

sede foi inaugurada no dia 13 junho, na avenida Denise Cristina da Rocha, nº 2225, na Vila Papine. Foto: Asscom - SETE

Preparação para o mercado No dia 22 de junho, 53 jovens estudantes do Ensino Médio de Itabira concluíram o curso de Competências Básicas para o Trabalho, ofertado pela SETE. Foram abordados diversos temas, como autoestima, relações humanas, cidadania e meio ambiente, além de dicas para entrevista de emprego e elaboração de currículo. Em 2012, as aulas já foram ministradas a mais de 500 alunos no Estado. Oportunidade para os jovens As aulas do Projovem Trabalhador/Juventude Cidadã estão se iniciando nos 107 municípios contemplados pelo programa, coordenado pela SETE, em 2012. Foram ofertados a 15 mil jovens do Norte de Minas, Vale do Jequitinhonha e Vale do Mucuri 63 cursos de qualificação profissional nas mais diversas áreas, como Administração, Alimentação, Arte e Cultura, Construção e Reparos, Esporte e Lazer, Metal mecânica, Saúde, Turismo e Hospitalidade e Vestuário.

4


Qualificação Profissional SETE amplia qualificação profissional na capital O trabalhador belo-horizontino que está desempregado tem agora mais uma ferramenta para aumentar suas chances de retornar ao mercado de trabalho. As unidades de atendimento ao trabalhador do Sine de Belo Horizonte aderiram, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec). O programa oferta cursos gratuitos de qualificação nas mais diversas áreas de conhecimento e tem como objetivo ampliar as oportunidades do trabalhador com o aumento da oferta de educação profissional e tecnológica. No momento, já são 55 opções de cursos nas unidades do Sine, cujo público prioritário é o trabalhador reincidente do seguro-desemprego, ou seja, aquele que no período de dez anos requereu três ou mais vezes o benefício. Os demais trabalhadores também poderão inscrever-se, mas não são obrigados a aceitar a oferta de curso. A carga horária das aulas, que acontecem em período diurno, é de no mínimo 160 horas e máximo de 1200 horas, e o aluno recebe material didático, transporte e lanche.

5


Qualificação Profissional Como Funciona O trabalhador que procura a unidade de atendimento ao trabalhador do Sine para requerer o seguro-desemprego é encaminhado a vagas de emprego disponíveis

na

unidade,

que

são

compatíveis com a sua ocupação e salário anterior. Se não houver vaga de emprego disponível, ele é encaminhado a um curso de qualificação profissional. O trabalhador reincidente que recusar a oferta de curso, não comparecer à convocação no prazo, desistir do curso ou não cumprir carga horária de, no mínimo 75% de frequência, perderá o direito ao benefício do seguro-desemprego. Todavia, será dispensado da matrícula quando não houver curso no município ou região metropolitana ou quando comprovar

matrícula

e

frequência

em outro curso. Nos próximos dias, o programa será expandido para unidades do Sine da Região Metropolitana de Belo Horizonte e, até o final do mês de agosto, a todas as 136 unidades do Estado.

6


Qualificação Profissional Alunos do Travessia Renda participam da reforma de prédio histórico em Além Paraíba “O resgate da história de um povo, é isso que se inicia com a reforma do prédio centenário da Rede Ferroviária de Além Paraíba”, comemorou Eloah Barbosa. Conhecido por seus conterrâneos como Xodó, o ex-ferroviário, de 88 anos, fez questão de participar da cerimônia de reabertura do espaço que fez parte de sua vida: a Rede Ferroviária Porto Novo, uma das primeiras estações do Estado, inaugurada, em 1874, por Dom Pedro II. “A Rede está presente em minha vida desde a infância. Cresci e trabalhei nela por 30 anos e foi ela que me deu sustento para que eu criasse minha família. A estação ferroviária estava em ruínas e me doía o coração em vêla. Estar hoje na reabertura do prédio e ver que tem um movimento que busca o resgate dessa história é muito gratificante, é uma volta ao tempo que me deixa muito feliz”, afirmou o ferroviário Xodó. Cem alunos além-paraibanos dos cursos de qualificação profissional do programa Travessia Renda, executado pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), fazem parte dessa história. Os alunos, dos cursos de pedreiro de alvenaria, bombeiro hidráulico, eletricista de instalações de NR-10, manutenção de vagões e pintor, participaram, durante as aulas práticas, da reforma do primeiro pavimento do prédio centenário, onde passa a funcionar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, e da construção da Incubadora de Empresas, projeto que visa oferecer

7


Qualificação Profissional ao município oportunidades por meio da comercialização de produtos e serviços. O evento de inauguração do espaço aconteceu no último dia 29 de junho, sexta-feira, e contou com a participação de autoridades municipais, representantes da SETE, alunos e comunidade. Travessia Renda O Travessia Renda é, atualmente, a principal ação de promoção de renda do Estado de Minas Gerais. Trata-se de uma iniciativa inovadora do Governo de Minas, surgida em 2008, que decidiu estender suas políticas públicas de Trabalho, Emprego e Renda para além das ações executadas exclusivamente com os recursos federais do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). O projeto faz parte do eixo Renda do Programa Travessia, que compreende as ações destinadas à elevação da empregabilidade, à criação/ampliação das oportunidades de trabalho e ao aumento da capacidade de geração de renda, tais como qualificação profissional, doação de insumos agrícolas, constituição e/ou acompanhamento de cooperativas, entre outras.

Para a superintendente de Qualificação e Formação para o Trabalho, da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego, Patrícia Cançado, é muito gratificante para a SETE aliar a qualificação profissional ao resgate da cultura de um povo. “Essa parceria em Além Paraíba trouxe, para nós da Secretaria de Trabalho e Emprego, uma grande satisfação, pois uniu a

qualificação

profissional,

que tem um grande empenho do Governo de Minas, com o resgate da cultura, da história do povo além-paraibano. Os 100 alunos dos cursos, além

8


Qualificação Profissional de estarem aprendendo uma profissão para ter melhores condições de competirem no mercado de trabalho, terão em seus currículos a marca que participaram das obras da Rede Ferroviária, e isso sem dúvidas será um diferencial”, ressaltou. Na busca por uma nova profissão e por uma ocupação no mercado de trabalho formal, Luiz Jorge Victorino, de 35 anos, que atualmente trabalha como autônomo, viu no curso de pintor uma porta para seus sonhos. “Fiquei sabendo das inscrições para o curso e não pensei duas vezes, logo me matriculei. A iniciativa de trazer qualificação gratuita para nosso município é excelente, sem dúvidas será uma travessia para gerar renda”, afirmou o aluno, fazendo uma ligação com o nome do programa Travessia Renda. Foto: Asscom - SETE

9


Qualificação Profissional Outra aluna do programa é Nathália Damas dos Santos, de 16 anos. A jovem, que participa do curso de bombeiro hidráulico, afirma que realiza o curso para abrir seu leque de oportunidades para quando for ingressar no mercado. “Essa área tem sido muito demandada aqui em Além Paraíba e quando fiquei sabendo do curso me interessei. A qualidade do curso é muito boa, tanto a parte teórica quando a parte prática, estamos colocando a mão na massa mesmo e isso é um diferencial”, garantiu. De acordo com o secretário Desenvolvimento Econômico de Além Paraíba, Júlio Cesar Barbosa, o maior legado é o bom exemplo, é ter iniciativas. “Estou muito feliz com a conquista do município, graças à parceria com a Secretaria de Trabalho e Emprego foi possível realizarmos a reforma do primeiro pavimento da sede da Rede Ferroviária, onde passamos a trabalhar, e dar início às obras para a Incubadora de Empresas, onde pretendemos alojar pequenas e médias empresas para comercialização de produtos e serviços. O projeto é maior, temos a intenção de fazer com que esse espaço da Rede, que tem 7mil m², torne-se um espaço multiuso para abrigar, também, lazer, cultura e turismo”, pontuou.

10


Sine Parcerias garantem qualificação e ampliação do atendimento ao trabalhador de Araxá Qualificação profissional, integração social, emprego de qualidade e amplo espaço de atendimento ao trabalhador. Esse é o resultado da parceria entre a Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS) e Prefeitura Municipal de Araxá, que inauguraram, na sexta-feira, 29 de junho, a nova sede da unidade do Sine no município. O espaço, cedido pela Prefeitura de Araxá, foi reformado por vinte detentos do presídio local, que realizaram, por meio da SETE, cursos de qualificação profissional de pedreiro de acabamento e pintor predial do Plano Foto: Asscom - SETE

Territorial

de

Qualificação,

do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Além dos detentos, vinte trabalhadores araxaenses

participaram

da

reforma, com a realização do curso de eletricista predial. Os certificados de conclusão dos cursos, que tiveram carga horária de 200 horas cada, foram entregues durante o evento de inauguração do prédio. Para José Rodrigues, detento que agora é pedreiro e pintor predial, essa foi uma grande oportunidade. “Em nome de toda a população carcerária, mesmo daqueles que não puderam fazer os cursos, quero agradecer. Nós

11


Sine erramos, mas queremos consertar nossos erros. Muitos não enxergam que podemos mudar. E aqui foi diferente. Obrigado”, declarou. Segundo o superintendente de Atendimento ao Preso, da SEDS, Helil Bruzadelli, um detento tem todos os seus direitos preservados e concedidos, com exceção da liberdade. “Minas tem treze mil presos trabalhando, em mais de 430 parcerias com empresas e fundações. A SEDS não está apenas de portas abertas, mas escancaradas para ampliar as parcerias com os Sines e aumentar as possibilidades desses trabalhadores quando já tiverem a liberdade concedida”, afirmou. O secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo, ratificou a importância das parcerias. “Essa unidade vai ficar para sempre na nossa memória. Não é apenas mais um Sine, é uma grande estrutura, uma das maiores do nosso Estado, e uma das mais emocionantes parcerias já realizadas. Temos que dar oportunidade para todos os trabalhadores, sejam detentos, desempregados, homens, mulheres, jovens, negros ou brancos. É por isso que o Governador Anastasia será lembrado como aquele que gerou emprego e renda a todos os mineiros”, destacou. Na ocasião, o secretário Hélio Rabelo também esteve na aula inaugural do Projovem Trabalhador em Araxá, coordenado pela Prefeitura Municipal, e incentivou os jovens participantes. “Esse programa é o primeiro passo para que vocês se tornem grandes profissionais. O maior esforço conjunto da SETE, da prefeitura e dos empresários deve ser para que recebam o diploma de qualificação em uma mão e a carteira de trabalho assinada na outra”, concluiu.

12


Sine Sobre o Sine Atualmente existem em Minas 136 Unidades de Atendimento ao Trabalhador do Sine, coordenadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego, que prestam serviços totalmente gratuitos de intermediação de mão de obra (cadastro de empresas para oferta de vagas e cadastro e encaminhamento de trabalhadores para oportunidades de trabalho); habilitação e postagem do seguro-desemprego; cadastro e encaminhamento do trabalhador para programas de qualificação profissional e também de competências básicas para o trabalho; e emissão das Carteiras de Trabalho e Previdência Social. Foto: Asscom - SETE

A unidade do Sine em Araxá atendeu, em 2011, 27.798 trabalhadores. Em 2012, esse número chegou a 12.623 no mês de maio. Com a ampliação do atendimento na nova sede, a expectativa é que mais de 30 mil trabalhadores passem pela unidade até o final do ano. O endereço da unidade de atendimento ao trabalhador do Sine de Araxá é na Rua Calimério Guimarães, 808, no Centro.

13


Travessia Renda Mutirão da Cidadania visitou sete municípios mineiros A Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), em parceria com a Polícia Civil e o Sindicato dos Oficiais do Registro Civil das Pessoas Naturais do Estado de Minas Gerais (Recivil), realizou, de 12 a 19 de junho, a primeira etapa do Mutirão da Cidadania, que faz parte do Programa Travessia Renda. Nessa ação, que garante o exercício básico da cidadania dos mineiros, com a

Foto: Asscom - SETE

emissão de documentos, foram visitados os municípios de Montezuma, Espinosa, Mamonas, Monte Azul, Catuti, Gameleiras e Mato Verde. O número total de atendimentos nos municípios chegou a 2.888, com a emissão de 825 Carteiras de Trabalho e Previdência Social e cadastro de 399 trabalhadores no sistema Mais Emprego, por meio do Sine Móvel, da SETE; 1037 Carteiras de Identidade, pela Polícia Civil; e 445 Certidões de Nascimento, 164 Certidões de Casamento, 2 Certidões de Óbito e 16 retificações de certidões, pelo Recivil.

14


Mercado de Trabalho Mineiro

RMBH permanece com a menor taxa de desemprego do país A taxa de desemprego na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) permaneceu estável em 5% da População Economicamente Ativa (PEA) no mês de maio e ainda é a mais baixa entre as sete regiões metropolitanas analisadas. Esse é o dado apurado pela Pesquisa Mensal de Emprego e Desemprego (PED), divulgada pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), Fundação João Pinheiro, Dieese e Fundação Seade. Taxa de desemprego por tipo na Região Metropolitana de Belo Horizonte maio/1996 - maio/2012. Aberto

7,6000 6,1000 6,5000 5,5000 5,20004,6000

7,10006,2000

7,7000

Oculto 6,6000 4,4000 3,6000 2,50002,1000

13,6000 13,200012,4000 11,600010,7000 11,100012,200011,6000 10,5000 9,6000 9,1000 8,5000 8,2000 8,9000

1,7000

1,2000 ,6000

7,9000 7,000

4,4000

1996 - 1997 - 1998 - 1999 - 2000 - 2001 - 2002 - 2003 - 2004 - 2005 - 2006 - 2007 - 2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio Maio

Em maio, o número de ocupados na RMBH apresentou variação positiva em relação ao mês anterior (0,3%) e foi estimado em 2.306 mil trabalhadores. Houve acréscimo de postos de trabalho no setor de serviços (23 mil, ou 1,8%), no agregado “outros setores” (5 mil, ou 3,2%) e na indústria (3 mil, ou 0,9%), atenuado pelos decréscimos no contingente de ocupados na construção civil (13 mil, ou 0,7%) e no comércio (11 mil, ou 3,2%).

15


Mercado de Trabalho Mineiro

Para o coordenador do Observatório do Trabalho da SETE, Igor Coura, queda maior na taxa de desemprego é improvável. “Somos resistentes em dizer que estamos

Foto: Asscom - SETE

sempre haverá movimentação no mercado de trabalho; portanto, uma

numa situação de pleno emprego, pois a estrutura do mercado não é homogênea. Para afirmarmos que essa é a taxa ideal, precisamos de um mercado de trabalho estável e organizado. Mas estamos bastante satisfeitos com os números alcançados. Para o Governo de Minas, por meio da SETE, a qualidade do emprego é agora a grande prioridade para que fiquemos numa situação confortável”, afirma. Segundo posição na ocupação, aumentou o número de postos de trabalho entre os assalariados (21 mil), já que foi registrada relativa estabilidade no setor privado (-1mil). O comportamento do setor privado resultou do aumento do contingente de assalariados com registro em carteira (5 mil) e da redução, praticamente na mesma proporção, do contingente de assalariados sem registro (6 mil). A pesquisa observou ainda relativa estabilidade no número de ocupados classificados nas “demais posições ocupacionais” (1 mil) e no contingente de empregados domésticos (2 mil), com redução no contingente de autônomos (17 mil).

16


Mercado de Trabalho Mineiro

Uma análise da pesquisa pelo Observatório do Trabalho da SETE, constatou que, em relação ao sexo, na comparação anual, houve redução de 35,9 % do desemprego entre os homens, que está em 4,1%, enquanto que entre as mulheres essa redução chegou a 43,8%, atingindo um percentual de 5,9%. Em relação à cor de pele, houve queda de 43,8% no desemprego entre os negros, que está em 5%, e de 34,7% entre os não-negros, que chegou a 4,9% nesse mês de maio. Já entre os chefes de família, o desemprego na RMBH está em 3,3%, uma queda de 26,7% em relação a 2011. Ainda segundo a pesquisa, no mês de maio, o tempo de procura por trabalho despendido pelos desempregados foi de 25 semanas, uma a mais em relação ao mês anterior.

Rendimentos O rendimento real médio dos ocupados foi estimado pela PED em R$ 1.403, em abril de 2012, o que representa redução de 0,9% em relação ao mês anterior. O salário real médio também decresceu (2,1%), sendo estimado em R$ 1.364. O rendimento médio dos autônomos aumentou 1,9% passando para R$ 1.425. No setor privado, foram observadas as reduções no salário médio do setor de serviços (2,2%) e no comércio (4,6%), além da relativa estabilidade na indústria (-0,3%).

17


Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego www.trabalho.mg.gov.br

18


Trabalho em Pauta - Edição Julho - 2012