Issuu on Google+

Considerado exemplo de vitalidade acordo entre Total e Instituto de Petróleo - Lazer ... Page 1 sur 2

www.portalangop.co.ao

Página InicialNotíciasDesportoInformaçõesServiçosMultimédia Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

28 Setembro de 2013 | 10h27 - Atualizado em 28 Setembro de 2013 | 10h27

Considerado exemplo de vitalidade acordo entre Total e Instituto de Petróleo O protocolo de cooperação entre o Instituto Nacional de Petróleo e a petrolífera francesa TOTAL, no domínio do ensino, constitui um exemplo de vitalidade no quadro das parcerias público-privadas, considerou hoje, na cidade do Sumbe, Kwanza Sul, o director-geral da petrolífera, Jean Michel Lavergne. Ao intervir na cerimónia de assinatura do protocolo, o responsável disse que a cooperação “vem reforçar, em primeiro lugar, os compromissos que temos assumido perante a juventude angolana e, em segundo, a postura da TOTAL no quadro das suas políticas de incentivo à formação". Jean Michel Lavergne explicou também que “o documento estabelece uma parceria ambiciosa que consiste na cooperação de desenvolvimento contínuo de conhecimento para os alunos e professores, com base em conteúdos educativos sobre a indústria petrolífera”. Por seu lado, o director-geral do Instituto Nacional de Petróleo, Domingos Francisco, disse que o acordo vai assegurar a realização dos objectivos previstos pelas partes. "Há dois aspectos a se ter em conta no domínio didáctico e pedagógico”, realçou, acrescentando que "a criação de um centro tecnológico vai contribuir nas acções de formação profissional nas áreas de soldadura, caldeiraria, maquinação e ensaios não destrutivos. O vice-governador do Kwanza Sul para o Sector Económico, Mateus de Brito, realçou a importância do acordo quanto à formação de profissionais. "Penso que ganhamos todos nós, com a assinatura deste protocolo, particularmente o país e o mundo onde os profissionais integram das grandes empresas petrolíferas e aos poucos se efectivar a angolanização de muitas empresas que operam na indústria do petróleo e gás”, sublinhou. As linhas do acordo estabelecem o desenvolvimento contínuo de conhecimentos, adequação dos conteúdos educativos à indústria petrolífera, realização de seminários e workshops, estágios profissionais e doação de equipamentos. A cooperação entre a TOTAL e o Instituto Nacional de Petróleo existe desde 2009, factor que tem facilitado o acesso ao mercado de trabalho aos recém-formados.

NOTÍCIAS

PROVÍNCIAS

INFORMAÇÕES

SERVIÇOS

MULTIMÉDIA

EDITORIAS

Bengo

SOBRE ANGOLA

PUBLICIDADE

Fotos

Minuto a Minuto

Benguela

O País

Anuncie na Angop

TV Angop

África

Bié

História

Estatísticas de

Rádio Angop

Ambiente

Cabinda

Constituição

Acesso

Ciência e Tecnologia

Cunene

Economia

Contacto Comercial

Economia

Huambo

Governo

Educação

Huíla

Símbolos Oficiais e

Internacional

Kuando Kubango

Culturais

Política

Kuanza Norte

Invista em Angola

Reconstrução Nacional

Kuanza Sul

Saúde

Luanda

Sociedade

Lunda Norte

Lazer e Cultura

Lunda Sul

Transporte

Malanje

Turismo

Moxico Namibe

ESPECIAIS

Discursos do Presidente Efemérides

Uíge Zaire

ÓRGÃOS PÚBLICOS

PRODUTOS

Produção de Conteúdo Central do Assinante

SOBRE ANGOP

Banco de Imagens

A Agência

Feed de Notícias

História

(RSS)

Serviços

Versão Mobile

Clientes

Newsletter

Conselho de Administração Fale Conosco MINISTÉRIO DA COMUNICAÇÃO SOCIAL

O Ministério Lei de Imprensa Regulamentos

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/lazer-e-cultura/2013/8/39/Conside... 17/12/2013


Considerado exemplo de vitalidade acordo entre Total e Instituto de Petróleo