Page 10

zz

mundo ultra anatorg

Desde a segunda metade do século XX, as Torcidas Organizadas são parte constitutiva do futebol brasileiro e consequentemente da sociedade brasileira, uma vez que Brasil = a futebol. É, pois, impossível dissociar o futebol brasileiro das (Torcidas) “Organizadas”, que conheceu o seu boom após a vitória da “canarinha” no mundial de Espanha de 1982. Não se trata, portanto, de um corpo estranho ao contexto brasileiro, mas de uma expressão muito sintomática do que é o futebol e do que é a sociedade brasileira. No actual momento histórico, seu formato não poderia ser imune as complexas configurações sociais brasileiras, marcadas pela segregação espacial, pela intolerância, pelas diversas formas de exclusão urbana, pela criminalidade, as quais têm o seu “natural” reflexo nos Estádios. As “Organizadas” são, pois, um dado concreto da realidade, constituem formas de 10

pertença e identidade na vida de milhares de homens e mulheres que vivem na periferia e nos grandes centros urbanos do Brasil contemporâneo, algumas delas aglutinam milhares e milhares de pessoas, tratando-se de gigantescas associações. A Associação Nacional das Torcidas Organizadas (Anatorg) nasce no final do ano de 2014 com o objectivo principal de fomentar o dialogo entres as Torcidas Organizadas de todo o Brasil, com vista a alcançar pontos de comum por forma a diminuir a violência nos Estádios. Após estabelecidos os primeiros pontos de contacto entre os integrantes e representantes das mais cem (100) torcidas que se associaram ao movimento, objectivo da associação passou também por debater temas que até então não eram discutidos, de forma organizada, pelos torcedores brasileiros, como sejam o preços dos bilhetes, o horário dos jogos, os transportes para os estádios etc. A melhoria da relação com o poder público, nomeadamente com a Policia Militar (força que está encarregue do policiamento dos jogos de futebol) é também uma das preocupações da Anatorg, bem assim como da melhoria da credibilidade das organizadas juntos dos próprios clubes. Naturalmente que Anatorg enquanto associação de adeptos não tem a veleidade de pensar que numa sociedade extremamente violenta como a brasileira que irá vai erradicar a violência entre as torcidas.o seu propósito não é resolver o problema da violência entre as Toricidas Organizadas, mas sim contribuir para que a violência possa diminuir.

Fanzine - Semper Fidelis #11  
Advertisement