Issuu on Google+

GR ÁT IS

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

FOTO: Maiara Carvalho

Saúde abalada Secretaria de saúde enfrenta dificuldades, mas anuncia investimento. Páginas 4 e 5

Foto: DECOM/PMA

Projeto “Cidade Digital” chega à cidade Página 5

Congestionamentos e mortes na BR-280 Página 6 e 7

João Pedro se defende Araquari recebe primeira de acusações de improbidade Festa do Caranguejo Página 3

Páginas 2


2

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

Política

João Pedro rebate acusações de enriquecimento ilícito Após afastamento, Prefeito afirma que 2014 será o ano de obras de infraestrutura em Araquari Maiara Carvalho maiah_cb@hotmail.com

No dia 19 de dezembro, a decisão da juíza responsável pelo Fórum de Araquari, Nayana Scherer, pegou de surpresa não só o Prefeito da cidade, mas também a população. Em uma liminar, a magistrada decidiu pelo afastamento de João Pedro Woitexem (PMDB), que depois de sete dias conseguiu reverter o quadro na justiça e retornou ao cargo. De acordo com a ação, o motivo do afastamento seria o crime de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, ocasionado pela “dispensa indevida de processo licitatório e aquisição de saibro bruto a valor superior ao de mercado, beneficiando interesses privados.” Em entrevista ao Folha de Araquari, Woitexem se defende das acusações da justiça e afirma que neste segundo ano do mandato, a administração municipal focará seus investimentos em infraestrutura e melhorias para a cidade.

Foto: Maiara Carvalho

“A meta para 2014 é se dedicar às obras de infraestrutura na cidade. Temos projetos de pavimentação de diversas ruas e aumento de 4% para 85% na cobertura do saneamento básico. Além da abertura da rua João Luiz Filho que promete desafogar o trânsito na BR 280, servindo como atalho para a BR 101”, afirma o prefeito.

Para juíza, situação da Prefeitura de Araquari é caótica A liminar que causou o afastamento por sete dias do Prefeito de Araquari no final do ano passado traz em seu texto a indignação da Justiça, representada pela magistrada Nayana Scherer. O documento com 11 páginas, disponível no site do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, responsabiliza também outros dois servidores municipais, a empresa prestadora do serviço e o sócioadministrador. A decisão foi tomada a partir da Ação Civil Pública expedida pelo Ministério Público estadual, na qual, a promotoria afirma que o prefeito autorizou a dispensa de licitação para aquisição de saibro bruto detonado por um preço acima do mercado. A empresa

João Pedro Woitexem alega que não há ilegalidade na compra de saibro

recebeu da prefeitura pela execução do serviço R$ 242 mil, sendo R$ 60,50 o metro cúbico. Segundo Woitexem, não há nada de irregular nesse processo. “Esse material foi comprado em um momento que o município decretou situação de emergência por conta da chuva que causou estragos na estrada do Guamiranga. O valor não está acima do preço de mercado, o preço se refere ao serviço de transporte e colocação do material, que antes não era feito”, explica. Além, do caso de improbidade administrativa, Nayana traz em sua decisão a indignação referente à existência de um Gabinete para a esposa do prefeito, Maria Neusa Woitexem. “Por sua vez, o Prefeito não consegue impor limites à descontrolada e desmedida sanha de

poder de sua cônjuge, fato este amplamente conhecido em toda a cidade, o que faz com que ele, mesmo sabedor das diversas irregularidades por ela cometidas e objeto de ações do Ministério Público (autos n. 103.13.002359-2 e n. 103.13.003450-0), não deixa de reiterar os atos ímprobos e de má gestão das finanças municipais.” Para o prefeito, a existência desse gabinete não é irregular e está dentro da legalidade. “O gabinete foi criado pelo vice-prefeito na época, Paulino Travasso enquanto eu estava de férias, e ele se inspirou em ouras prefeituras de cidades catarinenses”, comenta. Apesar do recurso, a decisão pelo afastamento ou não do Prefeito ainda está nas mãos do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O caso deve ser julgado

nos próximos meses, já que a liminar expedida pela juíza Nayana Scherer, da Comarca de Araquari foi derrubada pelo desembargador substituto Francisco Oliveira Neto durante o recesso do judiciário.

Ano 1. Edição 04

Expediente

FOLHA DE ARAQUARI é um suplemento do jornal CORREIO FRANCISQUENSE, publicação quinzenal com circulação em São Francisco do Sul Araquari, Barra do Sul, Itapoá e Garuva, Santa Catarina. IMPRESSÃO A Notícia Diretor-Geral: Antônio Eduardo Pereira Diretor Administrativo Nilo Júnior Comercial: comercial@folhadearaquari. com.br Artigos assinados são responsabilidade do autor, não refletindo necessariamente a opinião do Correio Francisquense e da Folha de Araquari.


3

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

Geral

Araquari realiza primeira Festa do Caranguejo Evento gratuito vai reunir gastronomia e música às margens do Rio Parati, no dia 8 de fevereiro; festa inicia às 10 e segue até 20 horas Da Redação

jornalismo@folhadearaquari. com.br

U

m dos frutos do mar mais consumidos por turistas e veranistas vai ganhar uma festa em Araquari. A 1ª Festa do Caranguejo acontece no dia 8 de fevereiro, em tendas no Portinho do João Ariola, às margens do Rio Parati. Com início marcado para as 10 horas e previsão de término, às 2h. Quatro barracas estarão à disposição da comunidade e dos visitantes, oferecendo pratos à venda como: caranguejo in natura, sopa de caranguejo e diversos outros pratos à base do crustáceo. Porém, para quem não gosta

Foto: Divulgação

do “bichinho”, haverá também, outras opções à base de siri e camarão como: sopa de siri, casquinha de siri, bobó de camarão, camarão no bafo, camarão no palito ou a alho e óleo. Os preços serão variados e acessíveis. “Nós estamos entre uma das cidades com maior índice de extração de caranguejo do Estado, atividade que também é fonte importante de renda para boa parte de nossa população, além disso, possuímos uma das maiores áreas preservadas de manguezais do Sul do país”, comenta o secretário de Turismo, Lazer e Esportes do município, Paulino Sérgio Travasso, ao falar do principal incentivo para a festa. Segundo ele, a 1 ª Festa do Caranguejo, além de ser um momento de diversão para a comunidade e visitantes, tem por objetivo valorizar os “extratores” do crustáceo da região

Além de caranguejo, haverá outras opções a base de siri e camarão

e a própria culinária local. Quem vir para a cidade nesse dia, também poderá curtir durante o evento, o grupo de pagode “Primeiras Intenções”, a dupla sertaneja Maikel e Rafa e ainda, uma boa música popular brasileira com o cantor “Guto”. A entrada para a festa é gratuita.

Agita Verão Araquari O mês de janeiro já começa com movimento, exercícios e diversão em Araquari. Isso, porque a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Turismo, Lazer e Esportes do município resolveu realizar o “Agita Verão Araquari/ Barra do Itapocu”. O evento acontecerá nos dias 25 e 26 de janeiro, à partir das

9 horas da manhã e segue até as 11 horas. Depois retorna às 14 horas e segue até as 18 horas. O local de encontro e realização é a Praia da Barra do Itapocu, em frente à ponte de travessia. A programação prevê atividades como vôlei de praia, futebol de areia, frescobol e jogos de mesa. Para participar basta ir ao local do evento.


4

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

ESPECIAL

Saúde enfrenta dificuldades e falta de médicos Falta de medicamentos e de médicos especialistas são os principais problemas enfrentados pela comunidade em Araquari

Fotos: DECOM/PMA e Maiara Carvalho

Maiara Carvalho maiah_cb@hotmail.com

Q

uando o assunto é saúde, as queixas e críticas são muitas em todo o Brasil. Em Araquari não é diferente. Quem procura o serviço público de saúde Pronto Atendimento funciona aos finais de semana, mas não dá expediente de 24 horas enfrenta dificuldades para encontrar médicos especialistas, Silva, a contratação governo federal, no vivo o pior momento Guamiranga, Barra do por exemplo. A desses especialistas Itapocú e no centro, valor de R$ 170 mil. do mandato, tanto frequente falta de no ano passado foi eu quanto o prefeito que fica anexo ao Além deste posto, medicamentos e uma conquista para a está previsto para este Pronto Atendimento. e outros secretários, o auxílio comunidade, por que nós vivemos De acordo com Silva, ano a construção de no Pronto já que os um novo PS no centro o boom, o momento em março será Atendimento pacientes que inaugurado mais da cidade. De acordo da transformação”, (PA), que não precisavam do afirma. um posto de saúde com o secretário, o contempla atendimento projeto e a verba para A cidade conta com no bairro Corveta. O 24 horas, eram 10 Postos de Saúde prédio com 166 metros construção já estão são outros encaminhados (PS), sendo dois no quadrados que vai assegurados. O prédio problemas para Joinville vai ficar ao lado da bairro Itinga com duas atender a demanda enfrentados ou São rodoviária (onde já equipes do Programa de moradores Jeferson Silva, pela Francisco da localidade foi funcionam o Conselho Saúde da Família secretário comunidade. do Sul, (PSF), um no Itapocú, construído com Tutelar e o Procon). Em todo o aumentando a fila de Corveta, Porto Grande, investimentos do município, há apenas espera. um médico de Atualmente, de cada especialidade acordo com Jeferson, a espera por um básica para atender especialista é em toda a população que já alcança média de 180 dias a um ano dependendo aproximadamente da especialidade. 30 mil habitantes. “As mais críticas Há um pediatra, são cardiologia, um ortopedista, um endocrinologia, ginecologista, um gastroenterologia e dermatologista, um ortopedia cirúrgica”, neurologista e um afirma. oftalmologista. O Secretário de Para o Secretário de Saúde admite que a Saúde do município, fase não seja boa. “Eu Jeferson Dias da Prédio do Posto de Saúde da Corveta vai ser inaugurado em março


5

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

Falta de medicamentos também é problema O município conta E s t á faltando atualmente com sete bastante medicação, clínicos gerais que p r i n c i p a l m e n t e atuam no PSF, oito p a r a h i p e r t e n s ã o . p l a n t o n i s t a s q u e Nós começamos um atendem no PA, quatro tratamento e às vezes médicos estrangeiros n ã o c o n s e g u i m o s do Mais Médicos e dois dar continuidade por de outro falta de programa remédios”, do governo garante. federal, o O Programa secretario d e de saúde Valorização reconhece de Atenção que a falta B á s i c a existe em (Provab). a l g u n s O Dr. João períodos, Henrique mas alega Z u c c o problemas João Henrique Zucco V i e s s e é Viesse c o m um deles. O médico que atende fornecedores, atraso no PS do centro diz de licitação e entraves enfrentar dificuldades, burocráticos. entre elas a falta de Para Silva, o medicamentos. “maior problema “ E s s e é u m d o s é o atendimento da piores problemas. farmácia”, afirma.

Secretário de saúde alega que falta de medicamentos é causada por burocracia

Esse atendimento, de acordo com o Conselho Regional dos Farmacêuticos (CRF) deve ser feito por um profissional habilitado.

“Só temos três farmacêuticas para atender todos os postos de saúde, mas estamos buscando uma saída, que seria a contratação

de atendentes de farmácia, mas para isso é preciso uma liminar da Justiça autorizando a ação.”

Araquari é beneficiada com projeto Cidade Digital do Governo federal

Centro será um dos locais que receberá internet gratuita

Os 15 pontos de instalação da rede de internet e wi-fi já foram definidos pela Secretaria de Planejamento de Araquari e enviados para o Ministério das Comunicações, onde aguarda apenas a contratação da empresa que fará o cabeamento com fibra ótica no município que faz parte do projeto Cidade Digital do Governo Federal. O projeto com o investimento de 750 mil reais tem por objetivo a modernização da gestão pública, interligando a

prefeitura às demais repartições com os telecentros, escolas, secretarias, postos de saúde e demais órgãos. Segundo o governo municipal o projeto visa a inclusão digital, promoção a assistência social, aumento da arrecadação municipal, captação de recursos e de incentivos fiscais e financeiros, assim como, o pleno desenvolvimento das cidades nos meios tecnológicos, cultural, educacional e econômico.


6

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

Especial - BR-280

Congestionamentos e mortes definem a BR 280

Fotos: Maiara Carvalho

Em 2013, foram 130 acidentes e 19 mortes no trecho entre as cidades de Araquari e Guaramirim Maiara Carvalho maiah_cb@hotmail.com

As cruzes ao longo do caminho mostram que por ali muitas vidas foram interrompidas. As longas filas registradas nos finais de semana comprovam que o acesso já não comporta mais a demanda. Acidentes,

congestionamentos e atraso no desenvolvimento das cidades que dependem de uma das mais importantes rodovias do sul do país são alguns dos motivos pelos quais a duplicação da BR 280 deveria deixar de ser promessa e sair do papel. Só em 2013, o Corpo de Bombeiros de Araquari registrou em média 130 acidentes no trecho que compreende o Linguado até a divisa com o município de Guaramirim. Desses, Congestionamentos constantes na BR-280 35 são registros


7

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

graves e dezenove pessoas perderam a vida. De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros da cidade, Claudio Renato de Lima Penha, a maioria dos acidentes envolve motocicletas e atropelamentos. “Esses dados são preocupantes, por que mesmo quando não há mortes, as vítimas ficam com sequelas permanentes”, explica o comandante. Para ele a duplicação da rodovia vai diminuir os acidentes, mas não a gravidade das ocorrências.

“Acontecem muitos acidentes com pedestres. Eles terão que ter mais cuidado e prudência para evitar acidentes que poderão ser fatais, por que os veículos estarão em alta velocidade”, conclui. Alta velocidade, falta de prudência e a pista simples, são fatores que causam acidentes, muitos vezes graves e fatais. Como o que tirou a vida do professor de física e química da Escola de Educação Básica Almirante Boiteux, Eduardo Schimidt de 36 anos, em outubro

de 2013. O Renault Clio, dirigido por ele, bateu atrás de um caminhão no Km 22 da BR 280 em Araquari. No veículo estavam mais três jovens. Douglas Fernando Carvalho, de 19 anos é um deles. O jovem ficou internado por dois meses, sendo 21 dias na Unidade Intensiva de Tratamento (UTI). Segundo ele, o motorista estava alcoolizado e o velocímetro parou em 130km/h. “Graças a Deus consegui sobreviver, mas fico triste pelo professor, ele era muito amigo.”

Leia nas próximas edições • Atraso no desenvolvimento: promessa da duplicação atraiu empresas para o norte do Estado que estão cobrando do Governo agilidade nas obras. • Lote 1: como está e como vai ficar a rodovia quando feita a duplicação? • Lote 2: quais os anseios da população de Guaramirim e Jaraguá do Sul? • Lote 3: como ficará o contorno de Jaraguá do Sul, o trecho com maior investimento da duplicação?

Os lotes da BR-280 Lote 1 Com 36 km de extensão, o primeiro lote compreende o trecho de São Francisco do Sul à BR 101 – Km 0,6 ao Km 36,6. A empresa responsável pela obra foi conhecida no dia 15 de janeiro deste ano, um mês depois que a Presidente Dilma Rouseff assinou a ordem de serviço para a duplicação dos outros dois trechos. A Sulcatarinense que ficou em terceiro lugar no processo de licitação entrou com um liminar questionando o resultado e ganhou o recurso se tornando a empresa responsável pela duplicação do primeiro lote. O orçamento previsto é de R$ 302,5 milhões. Os serviços incluem duplicação e construção de 14 viadutos. Consórcio Continental-Pavia-Sogel, segunda colocada no processo, também está questionando a licitação. Lote 2.1 São 14,1km de extensão, o segundo lote inicia na BR 101 e segue até Guaramirim. As obras são de responsabilidade da empresa Sulcatarinense e estão orçadas em R$ 134 milhões. Os serviços incluem duplicação, dois viadutos, duas pontes e dois elevados para pedestres. Lote 2.2 O último lote tem 23,9 km de extensão e inicia em Guaramirim e segue até Jaraguá do Sul. As obras são de responsabilidade da empresa Cetenco Engenharia e estão orçadas em R$ 535,7 milhões. Os serviços incluem duplicação, 15 viadutos, duas pontes e dois túneis.


8

Araquari. Ano 1 - nº4 - 24 de janeiro de 2014

A ACIAA esta trazendo para Araquari o programa MASTER MIND LINCE de Liderança, Inteligência Interpessoal e Comunicação Eficaz. Considerado o melhor treinamento de desenvolvimento de Liderança do Brasil.

O Treinamento MASTER MIND é uma certificação Internacional em Liderança.

(48 horas presenciais)

Aula Inaugural dia 27/01/2014, (Segunda - feira), as 19hs .

Na Associação Empresarial de Araquari - SC

Para maiores informações entrar em contato nos telefones abaixo:

Joinville - 47 3473 0533 / 8405 5030 Competências Desenvolvidas: • Autoconfiança • Comunicação eficaz (Oratória) • Flexibilidade / Resiliência • Gerenciamento Emocional

• Relacionamento Interpessoal • Capacidade de Liderar • A Arte de Lidar com Pessoas • Entusiasmo

Realização

Apoio

Reconhecido internacionalmente pela FUNDAÇÃO NAPOLEON HILL

University of California San Diego - USA


Folha de araquari 4