Page 1

2019

tomas.vannucchi@usp.br


CV

Tomas Guibu Vannucchi 23 anos Brasileiro RG 38.003.796-8 CPF 456.105.748-03 Rua Hilário Magro Jr., 534 Butantã CEP 05505-020 (11) 976949301 (11) 38120841 tomas.vannucchi@usp.br

Formação acadêmica FAU-USP Faculdade de Arquitetura e Urbanismo desde 2014 TU Delft intercâmbio 2017/2018 ENSG Escola Nossa Senhora das Graças (Gracinha) concluído em 2013


Competências

Experiências profissionais

Illustrator Photoshop AutoCAD ArchiCAD SketchUp InDesign iMovie

2016/1 Consultoria para EMEI Alberto de Oliveira

Idiomas

2017/1 Acompanhamento de obra para micropadaria artesanal

Inglês: fluente TOEFL iBT Scaled Scores 97/120 dezembro de 2016 Espanhol: avançado 3 anos de curso concluído em 2013 Italiano: iniciante Atividades complementares 2016 Arquitetura & Educação Grupo de extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP 2016 Curso ArchiCAD Curso presencial de 30 horas do TI Lab

Diagnósticos e propostas para melhorias acústicas e de iluminação. Estudos para mudanças na planta da escola.

2017/1 Projeto de cobertura para área externa Desenvolvimento de cobertura para área com churrasqueira e deque em apartamento térreo de São Paulo. 2018/2 Colaboração no escritório GOAA Participação no desenvolvimento do projeto de uma escola no Taboão da Serra. 2018/2 - presente Estágio no escritório NPC Arquitetura


SISTEMA CONSTRUTIVO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL Concurso CBCA 2017

Foi desenvolvido um sistema construtivo e pedagógico que pudesse ser utilizado na arquitetura de diversas escolas de ensino infantil e creches e, portanto, adaptável a diferentes geometrias, relevos, tamanhos e situações urbanas. Muito embora uma das grandes vantagens do aço seja a liberdade projetual e o vencimento de grandes vãos, optou-se pelo uso de peças menores, priorizando outras vantagens do material, sobretudo sua reprodutibilidade, leveza e fácil adaptação à diferentes circunstâncias


PLANTA DE SITUAÇÃO

PLANTA NÍVEL +5,70

CIDADE ADEMAR

B 5

18 7 5

10

C 1. PRAÇA 2. PÁTIO COBERTO 3. SAGUÃO / ESPAÇO MULTIUSO 4. SALA + VARANDA DE ATIVIDADES 5. SALA DE HÁBITOS HIGIÊNICOS 6. PÁTIO 7. BIBLIOTECA 8. REFEITÓRIO

P

Área ocupada: 2.274 M2 Área construída: 2.795 M2 Taxa de ocupação: 0,45

ESCADARIA

Distrito: Cidade Ademar Densidade demográfica (2010): 77hab/ha Taxa de analfabetismo: 4,6% Demanda creche (2015): 2665 Demanda pré-escola (2015): 371 Consta no PDE como ação prioritária: 5 CEI; 1 CMEF; 5 EMEI Equipamentos próximos: Transporte público: 200m do ponto de ônibus mais próximo Situação do terreno: ocupado por algum equipamento, galpões e uma quadra Área: o terreno inteiro tem 5500m², o plateau ocupado pela quadra tem 1500m² Declividade: plana nas partes ocupadas e com grande talude no meio Tipo de via(s) lindeiras: locais

9. COPA 10. SALA DOS PROFESSORES 11. SALA DOS FUNCIONÁRIOS 12. RECEPÇÃO 13. SECRETARIA 14. DIREÇÃO 15. COORDENAÇÃO 16. COZINHA 17. DISPENSA 18. ALMOXARIFADO 19. DML 20. BANHEIRO PNE 21. VESTIÁRIO 0

100

A


Achou-se coerente e necessário testar o sistema em diferentes terrenos, resultando no desenvolvimento de quatro projetos, dos quais um foi eleito para maior aprofundamento. Os terrenos escolhidos localizam-se no Município de São Paulo – SP. Todos públicos, livres e localizados em zonas carentes de infraestrutura e com grande demanda por creches e escolas de ensino infantil.

6

4

4

C 4

5

4

19 5

8 9 3 15

21

16

11

21

17

20 12 14

2

A

13 1

B 0

10


PLANTA DE SITUAÇÃO

100

100

PLANTA NÍVEL +0,00

B

0

CIDADE DUTRA

0

16 15

25

PLANTA NÍVEL +0,00

24

21

18

26 23

22

9

A

8 7

23

24

5

16 10

18

2

15 6

17

14 13 12 11

2

2

2

1

4

9

3

8

3

3

7

3

B

A

0

11. RECEPÇÃO 12. SECRETARIA 13. COORDENAÇÃO 14. DIREÇÃO 15. SALA DOS PROFESSORES 16. SALA DOS FUNCIONÁRIOS / COPA

20

CORTE A

0

20

CORTE A 0

10

0

CORTE B

20

CORTE B 0

20

3

6

4

B

B

1 17

21

19

19

12

20

18 20

13

11

A

1. SAGUÃO / SALA MULTIUSO 2. SALA DE ATIVIDADES + VARANDA 3. HÁBITOS HIGIÊNICOS 4. REFEITÓRIO 5. PÁTIO 6. PÁTIO COBERTO 7. ALMOXARIFADO 8. DML 25 9. VESTIÁRIOS 19 10. COZINHA

14

0

20

10

2


PLANTA DE SITUAÇÃO

0

ITAQUERA

CIDADE ADEMAR

PLANTA DE SITUAÇÃO

100

PLANTA NÍVEL +0,00

PLANTA NÍVEL +0,00

A 24 9

3

10

4

16

3

6

11

13 12

14

15

25

26 17

23

5 3

3

2 2 2

21 22

A

3

B

18

18

20

20

B

B

3

2

3 2

1

2

5

A 17. RECEPÇÃO DA CRECHE 18. SALA DE ATIVIDADES (CRECHE) 19. PÁTIO / SOLÁRIO 20. BERÇÁRIO 21. FRALDÁRIO 22. LACTÁRIO 23. ADMINISTRAÇÃO DA CRECHE 24. LAVANDERIA 25. BANHEIROS PNE 26. SALA DE AMAMENTAÇÃO

0

20

0

20

CORTE A 0

20

ELEVAÇÃO

CORTE B

0

0

20

20

3 2

B


situação atual

SHAFT BOX FAÇADE FOR THE EWI HIGH RISE Building Technology - TU Delft 2018 Proposta de renovação da fachada dupla do EWI High Rise em Delft, construído na década de 1960.

Apesar de mostrar-se uma boa ideia, a fachada dupla, que consiste em duas camadas de vidro com um espaço entre elas, não é muito bem aproveitada. Isso gera uma série de problemas relativos ao clima do edifício, ficando muito quente no verão, e não esquentando o suficiente durante o inverno, o que leva a um alto gasto de energia.

passo 2

passo 1

N

A proposta consiste, então, no projeto de uma SHAFT-BOX FAÇADE, na qual se adiciona shafts verticais entre as duas camadas de vidro, além de aberturas reguláveis no topo e na base do prédio, que permitem o fluxo de ar, criando ventilação cruzada nos andares. O ar de dentro do shaft fica aquecido devido ao efeito estufa e se move para cima. A enorme fachada e a orientação do edifício permite que o prédio receba luz do sol durante a manhã e também durante a tarde, nafachada oposta. Sendo assim, a solução pode ser implementada em ambas as fachadas.

Adicionar portas de correr com vidro duplo e rebaixar o teto para permitir o fluxo de ar.

passo 3

1

Criar um shaft vertical, isolado do resto da fachada, colocar nele um piso de aço industrial, e adicionar aberturas embaixo das janelas.

d4

passo 4

horizontal section 0

Remover o antigo aquecedor e parte do concreto no chão da fachada dupla.

Adicionar brises de alumínio ajustáveis para sombreamento.


faรงade 0

1

section 0

1

1

d1

d2

d3

d6

1


detalhe 1 1:10

detalhe 3 1:10 2

1

3

4

1

1 lightweight louvers: aluminum profiles, double layer of polyester fibre 2 galvanized steel rod 3 25 mm drywall 35 mm mineral-wool insulation ceiling finish 4 cooling tubing

2

detalhe 4 1:10

1

d5

1 0,7 mm sheet-metal covering bituminous sealing layer 12 mm impregnated plywood 10 mm ventilated cavity 50 mm mineral-wool insulation reinforced contrete 2 bituminous roof sealing layer 160 mm mineral-wool insulation vapour barrier reinforced concrete slab

2

3

4

5

6 7

detalhe 2 1:10

1 2 3 4 5 6 7

1 2 3

concrete column aluminum profile 0,7 mm aluminum finishing 10 mm impregnated plywood vapour barrier 11,5 mm mineral-wool insulation industrial steel flooring

detalhe 5 1:4

2 1 4

5

1 2 3 4 5

louver ventilator single glazed with toughened glass aluminum profile industrial steel flooring aluminum beam, C profile adjustable aluminum vertical louvers (colorful)

1 2 3 4

0,7 mm aluminum finishing aluminum frame extruded aluminum component for aluminum fram double glazing glass

3

4


detalhe 6 1:10

1

2

3

4 1 double glazed aluminum sliding door 2 6 mm synthetic-resin finish 80 mm screed around underfloor heating separating layer 60 mm insulation reinforced concrete slab 3 steel beam, I profile 4 steel rod connection 5 lightweight louvers: aluminum profiles, double layer of polyester fibre

5

saída de ar

entrada de ar

Ventilação Para promover ventilação cruzada considerando a qualidade do ar, foi necessário dividir o teto rebaixado em dois dutos. O primeiro conecta os shafts em ambos os lados e é usado apenas para a saída de ar. O ar usado vai para o duto e é levado através do shaft devido ao efeito chaminé. O segundo conecta as partes comuns da fachada e permite que o ar limpo alcance a sala da fachada oposta, assim como a próxima sala à entrada de ar. Por causa da orientação do prédio, o ar em ambos os dutos pode variar de direção


LOUNGE ANFACER EXPOREVESTIR Projeto 2019

A partir da demanda da criação de um lounge para a feira de revestimento ExpoRevestir, foi elaborado um projeto a partir de módulos metálicos de 60x60cm, que criam uma estrutura única com nichos e espaços para descanso. Ao todo, o sistema utiliza 7 componentes.


EMEI EMEI ALBERTO ALBERTO DE DE OLIVEIRA OLIVEIRA Extensão Universitária 2017 Projeto de extensão estudantil autônomo que consistiu na identificação de problemas, num plano de reforma e em projetos para o espaço físico de uma Escola Municipal de Educação Infantil no bairro do Glicério. A partir da demanda pontual por uma cobertura na área externa, identificou-se, junto aos funcionários e alunos da escola, os problemas de seu espaço físico e, então, foram propostas soluções de baixo orçamento. _ problemas de desenho e geometria nas salas 3 e 4 _ problemas de iluminação natural na brinquedoteca e refeitório _ problemas acústicos nas salas de aula e no refeitório _ problemas de drenagem e acabamento do piso na área externa _ problema estrutural no depósito da área externa

PLANTA COM IDENTIFICAÇÃO DOS PROBLE

aplicação de forro acústico nas salas de aula para diminuição do tempo de reverberação. [projeto realizado na disciplina de desempenho acústico da FAUUSP] mudança da posição das paredes não estruturais do anexo com as duas salas e brinquedoteca: extingui-se o corredor interno, estreito demais para o fluxo de crianças e para a acessibilidade do edificio, além de desperdiçar área construída. as salas de aula tornam-se mais amplas e geometricamente mais adequadas à sua função; a brinquedoteca transforma-se em um pátio interno com acesso às duas salas. reforma de parte da área externa da escola para abrigar um ateliê de artes, englobando projeto de drenagem, nivelamentodo piso e realocação de depósito com risco estrutural (fissuras na parede). destruição do depósito construído na fachada do refeitório e abertura de janelas para melhor iluminação, ventilação e visualidade do ambiente mais movimentado da escola.

EMEI

IAPI da Várzea do Carmo

PLANO DE REFORMAS


EMAS


DETALHAMENTOS FEITOS PARA A REFORMA DA ÁREA EXTERNA


ANTEPROJETO DA REFORMA DAS SALAS E BRINQUEDOTECA


CASA KWANTES MODEL + DIAGRAMS Model Studies - TU Delft 2017 Desenvolvimentos de diagramas e elaboração de um modelo físico da Casa Kwantes, do escritório MVRDV, para estudo e compreensão de questões construtivas e projetuais.


KREUZBERG KREUZBERG MAGAZINE MAGAZINE Complex Projects - TU Delft 2018

Revista desenvolvida a partir de pesquisa realizada no bairro de Kreuzberg, em Berlim, Alemanha.


ETS GOAA Projeto de escola 2018


30º PRÊMIO DESIGN MCB Concurso de cartazes 2016

30º PRÊMIO DESIGN MUSEU DA CASA BRASILEIRA INSCRIÇÕES 15.06 A 14.08.16 CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO 24.11.16 EXPOSIÇÃO A PARTIR DE 24.11.16 WWW.MCB.ORG.BR

30º PRÊMIO DESIGN MCB Concurso de cartazes 2016

30º PRÊMIO DESIGN MUSEU DA CASA BRASILEIRA INSCRIÇÕES 15.06 A 14.08.16 CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO 24.11.16 EXPOSIÇÃO A PARTIR DE 24.11.16 WWW.MCB.ORG.BR

30º PRÊMIO DESIGN MUSEU DA CASA BRASILEIRA INSCRIÇÕES 15.06 A 14.08.16 CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO 24.11.16 EXPOSIÇÃO A PARTIR DE 24.11.16 WWW.MCB.ORG.BR


LIVRO OBJETO OBJETO LIVRO MOBY DICK DICK MOBY Linguagem Visual Gráfica 2014

O livro objeto foi desenvolvido para a disciplina Linguagem Visual Grá ca, que tinha como objetivo a relação entre texto e forma, através da interpretação de uma obra de sua escolha.


LARANJADA LARANJADA TABLE TABLE Form Studies - TU Delft 2017 Desenvolvimento de projeto e construção em escala 1:3 de uma mesa, baseada na cadeira Eames. 1250

order

top view – 1:10

1220

750 720

790

front view – 1:10

side view – 1:10 1350

850

800 720

1300 1220

wood rubber

30

10

glass rubber

15

15

wood

10

30 60

760 730

30

30

50

760

legs

30

700

joint – 1:2

TOMAS VANNUCCHI


Profile for Tomas Vannucchi

Portfolio 2019  

Portfolio 2019  

Advertisement