Page 1

Plano

BRASÍLIA

prime w w w. p l a n o b r a s i l i a . c o m . b r

e d i t o r a

Mostra

Sebba de Decoração


NOVA LINHA ECOBRIL. Respeita o meio ambiente porque é ecológica, limpa de verdade porque é da Bombril.

É MAIS DO QUE BOM. É BOMBRIL.


www.bombril.com.br/ecobril


.EDITORIAL

Prime mostra o melhor de Brasília A Primeira edição da Prime foi um sucesso! A segunda, não foi diferente, vem melhor ainda!

B

uscamos novidades sobre o Mercado Imobiliário. Nossa intenção é fortalecê-lo a cada edição. Fernando Queiroz, presidente da Via Engenharia, é destaque nacional. Bernadete Coury, superintendente Nacional de Habitação da Caixa Econômica Federal, fala sobre a expansão dos créditos imobiliários que vão ajudar a esquentar o mercado da construção. Fabrício Garzon lança com sucesso o DF Century e promove o Segundo Imóvel Shop, reunindo mais de 2 mil unidades à venda. O presidente da Fibra, Antônio Rocha, fala sobre política industrial. Assim como Adelmir Santana conta seus planos na política. A Sebba há 50 anos se tornou referência em qualidade no Centro-Oeste no segmento de modulados, planejados e uma das mais fortes representantes de materiais nobres e acabamentos finos para atender àqueles que querem construir com qualidade. A Sebba é a matéria de capa e traz as novidades do design em sua primeira "Mostra Sebba de Decoração". São 19 arquitetos fortes e competentes de Brasília. A Prime dará apoio total ao evento, aos profissionais e a tudo que for realizado durante o período da Mostra. Mônica Pinto é destaque com o projeto "Netas de Antônia", e na iluminação Daniela Ibanhez, da "Iluminii", diz a importância do projeto bem estudado e executado. A Domo Arquitetura mostra sua Casa Tangran. A arte é de Galeno! Na publicidade a agência é Vento Bravo, da próxima pode ser você! O advogado Wilfrido Marques fala de agronegócio. Alessandra Valente Mattar cobre o circuito BHZ. Tudo de bom que acontece em Belô vamos ficar por dentro. Você vai circular por lá e eles por aqui! Não vai ser o máximo ?!? A chamada é Casa Cor 2010. O mais poderoso evento de decoração do Brasil, apresenta 90 nomes, em 70 ambientes, para o público de Brasília se deleitar com as tendências da decoração. A antiga CEB vai ser o palco destes talentos. A Bom Bril é um dos grandes nomes que vai fazer este evento ferver. Festa, muita festa! A Deca é pura sustentabilidade. A doce Fabiani Barbosa fala de sua papelaria de luxo na coluna Mimos e Mimos. Joias são de Benigna Venâncio, Talento, Miranda Castro e SF Jóias. É de gritar de lindo! Leal no nome, Leal no voto fecha a nossa edição. Boa leitura e obrigada, de coração, ao apoio de cada parceiro e principalmente a minha equipe.

Anna Paola Frade.

.8

PRIME JUNHO 2010


.EXPEDIENTE

.SUMÁRIO

Plano

BRASÍLIA

e d i t o r a

12 CAPA Mostra Sebba de decoração

12

84 VINHO Uma boa sugestão da Adega do Vinho

50 DETAQUE EMPRESARIAL Via Engenharia entre as melhores do país

86 PROPAGANDA E MARKETING Agência Vento Bravo

54 FIBRA Política Industrial

88 HOMENAGEM Casa dos Parafusos completa 51 anos

56 ENTREVISTA Bernadete Coury

90 SUSTENTABILIDADE O desafio de se habituar aos princípios éticos

58 EVENTO Casa Cor 2010 62 MERCADO IMOBILIÁRIO DF Century Plaza 64 LANÇAMENTO 2° Imóvel Shop 66 ARQUITETANDO Loja Netas de Antônia 68 PROJETO Casa Tangram 70 ILUMINANDO Iluminii 72 PERFIL Marmoraria Alvorada 74 MIMOS E MIMOS Dot Paper

92 SOCIAL Etna no ID 94 COLUNA Alessandra Valente 96 SOCIAL Aniversário Alex Schott 98 TURISMO 10 + 1 Lugares pra se conhecer 104 MOTOR Classe para seu dia a dia 106 MÚSICA A diva da rua Taylor 108 MERCADO Boletim imobiliário comprova aquecimento do mercado

76 JOIAS Encanto do Brilho

110 AGRONEGÓCIO Cadeia produtiva do setor se expande cada vez mais no Centro-Oeste

80 ARTE Arte de Galeno

112 ENTREVISTA Adelmir Santana

82 GASTRONOMIA Taypá - Para apimentar o paladar

114 ARTIGO O futuro da câmara legislativa

prime

DIRETOR EXECUTIVO Edson Crisóstomo crisostomo@planobrasilia.com.br DIRETORA DE PROJETOS ESPECIAIS Nubia Paula nubiapaula@planobrasilia.com.br DIRETOR ADMINISTRATIVO Alex Dias alex.dias@planobrasilia.com.br DIRETORA DE REDAÇÃO PRIME Anna Paola Frade annafrade@yahoo.com.br PROJETO GRÁFICO Sandra Crivellaro e Theo Speciale DIRETOR DE ARTE Theo Speciale DESIGN GRÁFICO Eward Ebonasser Jr. e Camila Soares COLABORADORES Daniela Lima, Juliana Mendes, Luciana Vasconcelos, Flávia Umpierre, Alessandra Germano e Tássia Navarro COMERCIAL apoio Anna Paola Frade DISTRIBUIÇÃO EM BANCAS Distribuidora Jardim MAILING Vip Logística IMPRESSÃO Prol Editora Gráfica TIRAGEM 30.000 exemplares CAPA FOTO: Edgar Cesar REDAÇÃO Comentários sobre o conteúdo editorial, sugestões e críticas às matérias redacao@planobrasilia.com.br AVISO AO LEITOR Acesse o site da editora Plano Brasília para conferir na íntegra o conteúdo de todas as revistas da editora www.planobrasilia.com.br PLANO BRASÍLIA EDITORA LTDA. SCLN 413 Bl. D Sl. 201 CEP: 70876-540, Brasília-DF Administração: 61 3039 4003 Comercial: 61 3041.3313 | 3034.0011 Redação: 61 3202.1257 revista@planobrasilia.com.br Não é permitida a reprodução parcial ou total das matérias sem a prévia autorização dos editores. A Plano Brasília Editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados.


.CAPA

Por ANNA PAOLA FRADE Fotos Edgard cesar

Maurício Sebba


Sebba, 50 anos de sucesso H

á 50 anos, Edson Sebba começava o negócio de sua vida: a Sebba. Era uma pequena loja, na W3 Sul, onde encontrava-se o básico para material de construção, como telhas, madeiras e tábuas. O olhar visionário somado ao trabalho incansável deste empreendedor de valor, transformou a empresa em um grande projeto de vida. Vendo Brasília crescer, enxergando o que se tornaria, Edson Sebba, sentiu a necessidade da mudança. Aprofundou-se na arte da marcenaria e trouxe novidades e modernidade à empresa. Esta se mantém ao longo de meio século, rotulada como modelo de sucesso empresarial no Centro-Oeste, no segmento de móveis modulados e planejados, além dos diversos itens que atendem a tudo que se refere a acabamento para construção. A fábrica, em Luziania, Goiás, é composta de equipamentos de última tecnologia, para atender precisamente a este setor de móveis planejados em madeira, onde medidas e cortes têm que ser perfeitos para cumprir as exigências dos designers de interiores, construtoras e ao consumidor final. Edson e o filho, Antonio Carlos Sebba, são os responsáveis por este setor especificamente, que merece muita atenção. Já o filho Maurício Sebba dirige três lojas, sendo estas localizadas no Shopping ID, no Free Park e a maior delas, no SIA, ditada como a mais completa, dentre elas. Há mais uma em andamento, quase pronta no Sudoeste. O interessante desta empresa familiar é a unidade entre os que tocam o negócio. São muito ajustados. Esta é apenas uma das fórmulas do sucesso da Sebba. A outra questão é o respeito pelos funcionários e pelos clientes. Muitos deles

os seguem desde a inauguração da empresa e são fiéis até hoje. A Sebba atualizou-se neste setor tão concorrido. Além de representar mais de 40 marcas nacionais - as melhores do Brasil - em acabamento, como pisos, azulejos, pastilhas,metais e diversos outros produtos, são experts em armários sob medida para quartos, cozinhas e escritórios. Este ano, em especial, onde comemoram os 50 anos da empresa, Maurício Sebba criou a "Mostra Sebba de Decoração". São 19 ambientes projetados por arquitetos e designers de interiores renomados de Brasília, onde mesclam texturas e materiais ultra modernos em seus espaços, criando alternativas de bom gosto para atender o cliente Sebba. "A Mostra Sebba de Decoração tem como objetivo dar visibilidade do que oferecemos na loja ao consumidor final. Como cada produto bem colocado e combinado cria um cenário lindo, principalmente por meio das mãos de profissionais experientes e parceiros como os que se integram a este time”, diz Maurício Sebba. Os decorados serão expostos em um espaço exclusivo para eles. São a grande estrela da loja. Um bar foi desenvolvido para receber grupos onde vão poder degustar os produtos e projetos de cada designer. É interessante dizer que os ambientes ficarão montados durante um ano, servindo de fonte de inspiração àqueles que querem novidades e alternativas para construir. Veja nas próximas páginas a seguir o resultado da "Mostra Sebba de Decoração", e quem são os grandes nomes que desenvolveram este trabalho brilhante.

SETEMBRO 2010 PRIME 13.


.CAPA Por Anna paola Frade Fotos edgard cesar

Sebba promove

Mostra de Decoração

.14 PRIME SETEMBRO 2010


Mostra Sebba de Decoração promove trabalho de arquitetos de Brasília

SETEMBRO 2010 PRIME 15.


Ana Valéria Valle Um banheiro de personalidade, vibrante e com presença marcante: este é o conceito deste ambiente com linhas modernas que retratam em cores uma releitura dos anos 70 mesclada com as curvas arrojadas da cuba e a modernidade dos traços retos da torneira. Esta composição que se contrapõe à tendência atual, que se baseia em cores neutras, mostra que a cor marca presença a qualquer hora e em qualquer lugar. A cor aqui é bem-vinda! Materiais utilizados (roca): Linha Vienna de revestimentos de parede: RV Vienna rojo retificado (24x59cm) Inserto Vienna retificado (24x59cm) Cenefa Vienna Marrón (7,5x59) RV Vienna Blanco (24x59cm) Cenefa Vienna Rojo (7,5x59) Piso: porcelantato urano blanco retificado (60x60cm) Louças e metais (deca): Cuba de apoio l 1039 Torneira unic 1189 c90 para cuba de apoio Inserto vienna retificado Cenefa vienna marrón Cenefa vienna rojo Fotos: Edgard Cesar

.16 PRIME SETEMBRO 2010


Beta Pollis O espaço montado é uma pequena e charmosa cozinha gourmet. A utilização de materiais com elegância e praticidade foi o ponto de partida desse projeto. Bancada em ilha de madeira teca, com cuba e coifa Franke em aço inox, torneira gourmet Docol e cooktop. Os revestimentos da Portinari valorizam o ambiente, pois são modernos e elegantes. O piso é em porcelanato Portinari Urban Tartan, no tamanho de 45X90cm, com filete em aço inox, e detalhes em porcelanato Domus RD 45X90cm. As paredes recebem o mesmo porcelanato Urban Tartan com detalhes na pastilha Portinari MC Domus Glass RD (que mescla o porcelanato com vidro fosco vermelho), espelho, pintura e madeira teca nos arremates. Um vidro temperado da Vidralle, do piso ao teto, recebe o toalheiro e dois relógios que sugerem levitar, mas pousam na divisória, conferindo um efeito interessante. A iluminação pontua e destaca os elementos. Pequenos vasos com temperos e garrafas de vinho completam e perfumam o ambiente. Fotos: Edgard Cesar

.18 PRIME SETEMBRO 2010


Carolina Brito e Larissa Dias O Lavabo criado pelas arquitetas Carolina Brito e Larissa Dias reflete a sofisticação sem exagero, o moderno sem ser frio, o rústico sem ser antiquado. O espaço se caracteriza por ser contemporâneo, por se enquadrar no dia a dia das pessoas e ser atemporal, ou seja, não ser inspirado por modismos que em pouco tempo o deixaria ultrapassado. O ambiente foi projetado com formas retas, linhas puras, misturas de materiais frios e “cleans” como o Marmoglass branco com o aconchego da madeira de demolição. Foram mesclados materiais com brilho como a bancada e o piso com outros com textura rústica como o mosaico e a madeira. A maneira escolhida para valorizar os revestimentos, não foi os utilizando em exagero, e sim os destacando pelo contraste. A intenção é que o lavabo seja sofisticado, mas sem excessos que agradariam poucos e incomodariam muitos. E esse é o objetivo do lavabo de uma residência, mostrar o bom gosto, sem excentricidades, agradando os convidados que o usarem.

Fotos: Edgard Cesar

SETEMBRO 2010 PRIME 19.


Carolina Magalhães e Tatiana Pandolfi Para a mostra Sebba de Decoração, criamos um ambiente de descanso e relaxamento como um spa para se ter em casa. Usamos uma banheira em um deck com porcelanato que imita madeira para dar um ar de aconchego. Nas paredes usamos o porcelanato e mosaico Tekton da Rocca que trazem sofisticação ao ambiente. Uma bancada em madeira com uma cuba de design diferenciado e uma parede de espelhos completam o espaço. Foi dada uma atenção especial para a iluminação, importante para determinar a atmosfera que se deseja no ambiente. Fotos: Edgard Cesar

.20 PRIME SETEMBRO 2010


Circe Milano O Banheiro do Casal é uma sofisticada combinação do estilo clássico e contemporâneo com uma pitada rústica para aquecer o conjunto. Os revestimentos, em estilo clássico são o que existe de mais nobre e suntuoso em matéria de mármores importados – lançamentos da Roca. O estilo contemporâneo vem dos metais e louças Deca, no puríssimo design (Vaso Cubo). O rústico vem pelas pastilhas de mármore travertino – belos mosaicos de alta performance. Para a ambientação do espaço, utilizaram-se paredes espelhadas, para ampliar e multiplicar os efeitos dos revestimentos; bancadas e escadas em vidro incolor, em meio ao jardim de bromélias. Tudo, buscando favorecer ao relaxamento, proporcionado pela natureza em contato com o ser humano. O toque lúdico ficou por conta do vaso sanitário centralizado no ambiente, onde um tubo de inox desce do teto alimentando a válvula de descarga. Ele se posiciona como se fosse uma cadeira como outra qualquer num ambiente social. O mobiliário representado pela cadeira Luiz XVI e o Espelho Veneziano (Forma de Criar), as arandelas de cristal (Delta Light), a escultura do artista Floriano Sampaio, e o paisagismo de Paulo Prata finalizam a decoração deste banheiro. Fotos: Edgard Cesar

.22 PRIME SETEMBRO 2010


Domo arquitetos A Sala de Banho da Sebba tem a intenção de ser diferente de tudo. Um espaço aberto, amplo e ao mesmo tempo escuro, misterioso. Os revestimentos da Roca são os destaques neste, que é o maior espaço destinado aos arquitetos dentro da loja. Nós da Domo Arquitetos (Daniel Mangabeira, Henrique Coutinho e Matheus Seco) procuramos trabalhar com a natureza, com o inusitado, com o desequilíbrio, com a penumbra e com texturas. O nosso ambiente fugiu dos tons beges e pasteis, trazendo contemporaneidade e um toque irreverente à sala de banho. Toda em tons monocromáticos, a sala de banho da Domo Arquitetos é um retrato em preto e branco dos banheiros contemporâneos.

.24 PRIME SETEMBRO 2010

Fotos: Edgard Cesar


Elda Midian e Betania Midian Projeto de um lavabo onde utilizamos uma linguagem contemporânea com cores neutras, linhas retas e materiais nobres como o revestimento almofada realle, piso pavimento retificado realle ambos da Ceusa, mármore marrom imperador, nicho em vidro bronze, espelhos e demais acessórios linha Deca. Esse trabalho tem como princípio retratar a personalidade do cliente com projeto capaz de realizar seus anseios. Outro detalhe importante é a nossa preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade. Para isso, tomamos partido dos nossos conhecimentos e experiências aliadas às tendências do mercado. Fotos: Edgard Cesar

.26 PRIME SETEMBRO 2010


Eser Seabra O projeto foi pensado como um todo simples, limpo e organizado. A primeira coisa que você vê todos os dias quando acorda é o seu banheiro. Este procura ser um lugar de calma, sossego e contemplação. A inspiração vem da tranqüilidade e na simplicidade do esquema monocromático dos revestimentos para fazermos coisas boas ao longo do dia. Por que não aqui para começar e mesmo para retornar depois de muito pensar e trabalhar um bom dia produtivo? Finalizar com uma boa sessão de hidromassagem é tudo de bom neste pequeno grande espaço. Materiais usados: Lançamento Castelato rústico branco no piso e nas paredes. Louças e metais Decca branco. Banheira hidromassagem branca. Fotos: Edgard Cesar

.28 PRIME SETEMBRO 2010


Felipe Reis e Flávia Araújo

Ambiente: Café Com intuito intimista e funcional, o café propõe uso de materiais sustentáveis a custos acessíveis. O espaço propõe encontros informais e eventos. O uso do porcelanato substituindo a madeira natural contrasta com a delicadeza da pastilha translúcida e a harmonia das cores remete um ar acolhedor ao ambiente. Fotos: Edgard Cesar

.30 PRIME SETEMBRO 2010


31.


Izabel Veiga No ambiente, a ideia foi usar para a cuba uma peça que normalmente não seria pensada. Por isso usamos um tanque versão moderna para fugirmos do tradicional. O toque se dará pelos detalhes, como por exemplo a bandeja de madeira para quebrar a austeridade da peça. Foi usado um revestimento grande no piso e na parede do box para dar a sensação de continuidade, o mesmo se repete na área das cubas, mas em material que simula madeira. É claro que nos dias de hoje com todos pensando e tentado agir de forma sustentável, minha opção foi pela peça que imita a madeira e não pela madeira propriamente dita. Em relação aos metais optamos por peças mais sofisticadas para fazer o contraponto com o tanque, permitindo então uma harmonia no conjunto. Fotos: Edgard Cesar

.32 PRIME SETEMBRO 2010


Juliana Figueiredo Inspirado em uma adolescente, o banheiro da moça, reverencia o requinte rústico, encontrados na composição dos materiais. Foram utilizados mármores naturais, madeira e pastilhas metalizadas nos tons terrosos, atingindo assim, uma perfeita combinação de sofisticação e aconchego. Para atender a paixão da adolescente, foi criado um espaço na bancada para maquiagem, tornando o ambiente mais organizado e funcional. Parceiros: Mármore - MARMOBRAZ – (61) 3361-4404 Espelho e box - VIDRO BOX – ( 61) 348-2119 Armários - MAXIM´S - ( 61) 3462-1300 Louças e metais – DECA – SEBBA Pisos e revestimentos – PORTODESIGN – SEBBA Fotos: Edgard Cesar

.34 PRIME SETEMBRO 2010


SETEMBRO 2010 PRIME 35.


Juliane Moi O ambiente foi criado para um casal de meia idade que se preocupa com ecologia. Os revestimentos escolhidos foram da linha Natural da Portobello, onde o linho e o junco são estampados nas cerâmicas que passam por fornos aquecidos por gás natural. A preocupação da empresa com a natureza se mostra também com o reaproveitamento de quase 100% dos resíduos reciclados. O espaço foi dimensionado com duas cubas de apoio L86 da Deca, a bancada em alvenaria revestida por cerâmica, e como suporte para as toalhas foi feita uma releitura em madeira dos antigos cabideiros. Bacia Link com caixa acoplada, com acionamento Duo, se economiza água na descarga, liberando três ou seis litros, e Bidê Link. O piso Bauhaus Concrete, também da Portobello, que imita cimento queimado, foi escolhido para dar um toque de rusticidade ao ambiente. Entre os espelhos, que também serviram para dar amplitude ao ambiente, está o Filete Giardino Oro que com sua aparência dourada, deu um toque glamouroso ao espaço. E para dar iluminar o cenário, arandelas e embutidos da Lightdesign. Fotos: Edgard Cesar

.36 PRIME SETEMBRO 2010


Lauro Rocha A ideia foi criar um ambiente moderno e contemporâneo que remete às estruturas de aço e concreto da arquitetura moderna. As cores predominantes do ambiente são o cinza, preto e branco. Os materiais utilizados são lançamentos da Deca, Portobello e Silestone. São materiais que garantem beleza e sofisticação. Materiais utilizados:

Foram utilizados o porcelanato portobello bauhaus cement 60x120cm e o mosaico da portobello irregulare linea scuro assim. A bancada em silestone platinum steel e detalhes em vidro preto "ebony". Louças e metais da deca: Monocomandos deca axis, acessorios deca quadratta e chuveiro deca spa. Fotos: Edgard Cesar

.38 PRIME SETEMBRO 2010


Marla Guimarães A intenção do projeto é de formar um lavabo que transmita a sensação de bem-estar e conforto. As cores vermelha, cinza e branca misturadas nos transmitem perfeitamente essa estabilidade necessária. A cinza simboliza estabilidade, a branca leveza e a vermelha que traz o poder do sentimento, concepção harmoniosamente colocada em forma de flores nas pastilhas da coleção da Adriana Barra (Jatobá). O Silestone Regal White, louças e metais da DECA e formas retas vem também com sua uniformidade dar um toque a mais no ambiente. Fotos: Edgard Cesar

.40 PRIME SETEMBRO 2010


Rosa Helena Considerando que o revestimento tenha o padrão do Mármore Carrara, tentei compor um ambiente que misturasse elementos clássicos (espelho veneziano, arandela tipo candelabro) com elementos de padrão e designer mais atuais (louças, metais, bancada), tornando o ambiente contemporâneo, com cores neutras, o que permite ser utilizado com qualquer cor de acessórios (kit bancada, toalhas etc.), ficando o ambiente, ora mais descontraído, ora mais sofisticado, em função destes acessórios.

Materiais utilizados:

Revestimento - Almofada Calacata 43,2x63,1- Ceusa Quitan Calacata 4,5x85 - Ceusa Metais e Acessórios - Docol Louças - Deca Bancada - Marmoglass branco

Espaço: Banho 2.00x1.95

Fotos: Edgard Cesar

.42 PRIME SETEMBRO 2010


Sabrina Estrella O banheiro foi projetado em linhas retas seguindo estilo contempor芒neo, no piso e parede foi utilizado revestimento cortem Blanco, a bancada feita em madeira para aquecer o ambiente. Os metais e acess贸rios foram escolhidos carinhosamente na linha Deca. Uma das paredes foi revestida com espelho para ampliar o ambiente e existem cortinas de veludo, ou linho, para tornar o banheiro mais acolhedor e elegante.

.44 PRIME SETEMBRO 2010

Fotos: Edgard Cesar


Suiene Garcia Inspirado nas mulheres de hoje, cada vez mais práticas, livres e femininas, onde a visão do contemporâneo se faz em linhas simples e bem definidas. Um lugar que tenha beleza, praticidade e seja para seu relaxamento no final do dia. Os revestimentos polidos, aliados aos detalhes coloridos e neutros de faixas e pastilhas em vidro, dão brilho ao ambiente tornando-o feminino. Utilizando o mesmo material no piso e parede a paginação cria linhas que percorrem as duas áreas de modo contínuo desenhando os caminhos dos ambientes em cores e formatos diferentes, dando o traço contemporâneo. As linhas retas permanecem nas louças, metais e acessórios buscando equilíbrio entre formas e materiais. Os vidros e espelhos dividem o ambiente com leveza, levando o observador ao interesse do que está por trás. Transformando o conceito do box totalmente aberto, para um lugar mais íntimo de relaxamento e prazer. Fotos: Edgard Cesar

.46 PRIME SETEMBRO 2010

Materiais de piso e parede: Porcelanato Portinari Teckton WH 60x60 Porcelanato Portinari Teckton BE 60x120

Detalhes das paredes:

Faixa Portinari Vivere Vetro Bianco 15x90 Faixa Portinari Vivere Vetro Lilac 15x90 Pastilha Portinari Iris Quartzo

Revestimento da bancada:

Pastilha Portinari Iris Lavanda

Metais:

Chuveiro: Linha Deca Quadrado teto 1992 Torneira: Linha Deca Quadratta mesa 1877 C83 Assessórios: Linha Deca Quadratta

Louças:

Cuba: Linha Deca L 870 Bacia: Linha Deca Cubo P26


Sylvio Caramaschi Ideal para o loft de um jovem casal recém-casado, o banheiro congrega em si três elementos fundamentais: simplicidade, praticidade e elegância. Neste projeto a preocupação maior foi com o usuário. Buscou-se transformá-lo em estrela, o centro das atenções em um ambiente intimista. A própria configuração do banheiro deixa o maior espaço livre possível no ambiente, privilegiando conforto e mobilidade. Com o uso de espelhos, o projeto procura também dar grandeza ao banheiro e ao usuário ao mesmo tempo, repetidamente refletido. As cores são neutras, cinza e branco, com a intenção de deixar os complementos ocuparem os planos lisos, sem poluírem o visual. Com materiais econômicos e simples, criou-se um banheiro clean e de bom gosto, adequado às tendências modernas e reunindo conforto e charme em um mesmo ambiente. Fotos: Edgard Cesar

.48 PRIME SETEMBRO 2010


.DESTAQUE EMPRESARIAL

Por daniela lima Fotos divulgação

Grupo Via entre as melhores do Brasil

A

Via Engenharia atua no mercado nacional há 30 anos. É destaque no segmento da construção civil, resultado de tecnologias inovadoras e ecologicamente corretas, no que diz respeito à qualidade de vida dos clientes. Hoje, é considerada uma das mais eficientes construtoras em atividade no Brasil e a melhor do CentroOeste, com empreendimentos reconhecidos pela mídia nacional, especializada na construção civil. Fernando Queiroz, presidente da Via Engenharia, fala um pouco deste destaque nacional e dos novos projetos Brasília/Rio de Janeiro, ressaltando o que a empresa tem de melhor em tecnologias na indústria civil.

.50 PRIME SETEMBRO 2010


Com relação ao Centro-Oeste, em ascensão no setor de indústria da construção, a empresa foi classificada como a maior em vendas. Qual o diferencial da Via que viabiliza alcançar essa demanda, atualmente competitiva aqui em Brasília? A Via tornou-se referência por oferecer produtos de vanguarda, investindo em tecnologias inovadoras e ecologicamente corretas para melhorar a qualidade de vida dos nossos clientes. Depois de ganhar destaque no ranking das Melhores e Maiores da revista Exame, como a maior empresa do Centro-Oeste, no setor da construção, a Via Engenharia acaba de reafirmar sua liderança na avaliação da revista Isto é Dinheiro, referência na área de economia e negócios no Brasil. No ranking “As 500 Melhores Empresas de 2010”, a empresa ficou novamente em primeiro lugar do país, nos critérios de inovação e qualidade. No ranking geral, a Via foi escolhida a quinta melhor empresa de construção civil de todo o país, sendo a primeira no segmento de residenciais de alto padrão.

Em tempos de preservação ambiental, o que a Via Engenharia faz para ajudar no desenvolvimento sustentável, além do crescimento empresarial? Os projetos da Via são desenvolvidos com base no princípio da sustentabilidade. Os recentes empreendimentos residenciais e comerciais possuem sistemas de otimização de recursos naturais como gás, água e energia solar, janelas com melhor aproveitamento de iluminação e ventilação naturais, acessibilidade para portadores de necessidades especiais, preparação para coleta seletiva, além do uso de materiais ecologicamente corretos, tais como madeiras certificadas e de drywall que promove o conforto térmico e acústico dos ambientes, entre outros. O paisagismo também conta com espécies nativas da região.

Sem perder o foco sustentável, em termos de tecnologia, observa-se uma rapidez na pronta entrega de grandes empreendimentos. Quais as novidades da tecnologia para o setor de construção civil? Os empreendimentos da Via Engenharia usam o que há de mais moderno em relação à tecnologia construtiva e acabamentos de fornecedores reconhecidos mundialmente. Um exemplo são as paredes drywall, que possibilitam mais espaço na área útil, facilidade

em reformas, isolamento acústico e conforto térmico, entre outros. Em termos de automação predial, os empreendimentos podem contar com circuito fechado de TV digitalizado; preparação para instalação de câmeras em ambientes no interior dos apartamentos; sistema de alarme de intrusão nas portas social e de serviço dos apartamentos; botão de emergência na suíte master; sensor de vazamento de gás na cozinha; distribuição inteligente de rede de dados; controle dos níveis dos reservatórios; comando e controle das bombas de água, esgoto e águas pluviais; comando e controle do nível de iluminação do térreo e subsolo; instalação de cabeamentos passivos para internet e intranet; previsão para sistema de aquecimento central por meio de coletores solares; previsão para sistema de medição de água individual e gás; utilização de shafts no sistema hidráulico, entre outros.

Um dos grandes diferenciais da Via Engenharia é ser responsável por todas as etapas do negócio imobiliário, desde a incorporação, a construção e o acabamento até a comercialização dos imóveis

SETEMBRO 2010 PRIME 51.


O que a empresa oferece de praticidade para o cliente? Um dos grandes diferenciais da Via Engenharia é ser responsável por todas as etapas do negócio imobiliário, desde a incorporação, a construção e o acabamento até a comercialização dos imóveis com equipe própria de vendas, o que a torna uma empresa mais dinâmica e transparente para o cliente. Além de flexibilidade na escolha das plantas, os clientes Via contam com todo o suporte técnico e financeiro ao longo da construção e um tratamento exclusivo do SAC para atendimento às solicitações durante e após a entrega do imóvel. Além disso, os clientes da Via contam com um canal exclusivo de atendimento pela internet, chamado Meu Via, onde podem acompanhar a evolução mensal das obras com fotos, ter acesso ao extrato financeiro e 2ª via de boleto, além de baixar projetos e manuais do empreendimento após a conclusão da obra sem sair de casa, com mais conforto e segurança.

Quais os próximos projetos da empresa em Brasília? Atualmente, a Via desenvolve 17 empreendimentos residenciais e comerciais em diversos segmentos, com investimentos acima de R$ 1,8 bilhão e obras de vulto como o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), a nova sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Centro de Convenções, em João Pessoa; o edifício da Forluz, em Belo Horizonte; algumas rodovias em diferentes regiões do país,

.52 PRIME SETEMBRO 2010

além do novo Estádio Nacional de Brasília, que colocará nossa cidade como um dos principais centros de eventos esportivos e culturais do Brasil. A Via é uma das pioneiras no mais novo bairro de Brasília, o Setor Noroeste. Ao todo, são 17 projeções entre residenciais e comerciais das quais cinco já foram lançadas – Via Parque Noroeste (4 quartos), Via Côte D’ Azur (4 quartos), Via Ibiza (3 quartos), Via Positano (4 quartos) e Via Soho (1 quarto). A Via também participa da construção do maior empreendimento imobiliário do CentroOeste, o Península Residencial, localizado às margens da EPTG, entre Águas Claras e Taguatinga. Para 2010, continuaremos a investir em empreendimentos diferenciados no Setor Noroeste, com lançamentos inovadores, daremos início à comercialização da 2ª fase do Península Residencial e já estamos iniciando a construção do primeiro “Edifício Verde” de Brasília, um empreendimento comercial localizado no Setor de Autarquias Norte, que será um marco para os 30 anos da Via Engenharia, e um presente para o cinqüentenário da


capital. Algumas novidades para o mercado brasiliense ainda estão em fase de desenvolvimento, mas podemos adiantar que serão atrações inéditas em novas regiões, como exemplo, na região do Tororó.

dos empreendimentos são os pilares da empresa, que espera alcançar, em 2010, cerca de R$ 1,5 bilhão em receita de obras e venda de imóveis e R$ 4,9 bilhões de back-log de contratos e estoque de imóveis.

A empresa atua no Rio de Janeiro, também com sucesso em vendas. Quais as novidades da Via, no Rio de Janeiro? No Rio de Janeiro, destacam-se o residencial Via Privilège, na Barra da Tijuca, e dos recém-lançados Via Flamboyant e Via Quintas do Lago, na região Norte do Rio. Em São Paulo, além do Jardins do Parque, localizado próximo ao Parque do Ibirapuera, estamos comercializando em Guarulhos, o Via Jardins do Bosque, localizado próximo do Bosque Maia. Com cerca de 4 mil colaboradores, a Via comemora 30 anos de atividade em 2010 com marcas históricas: mais de 35 mil imóveis entregues em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, mais de 10 milhões de m² de área construída e obras que são verdadeiros cartões-postais como a Ponte JK, o Museu Nacional da República, o Expominas e a Estação Ciência, em João Pessoa. A consistente solidez financeira e a qualidade e tecnologia

Os empreendimentos da Via Engenharia usam o que há de mais moderno em relação à tecnologia construtiva e acabamentos de fornecedores reconhecidos mundialmente

SETEMBRO 2010 PRIME 53.


.FIBRA

Por ANTテ年IO ROCHA* Fotos Cristiano Costa Unicom

.54 PRIME SETEMBRO 2010


Política

Industrial D

esde 2007, a Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) realiza, anualmente, um encontro com o objetivo de debater temas de interesse do setor. Este ano, o 4º Encontro Regional da Indústria teve como objetivo consolidar as diretrizes para uma política industrial com foco no DF e no Entorno metropolitano, compreendido por dez municípios de Goiás. Ao longo dos dias 13, 14 e 15 de agosto, 80 líderes empresariais e presidentes de sindicatos da indústria chegaram à conclusão de que as diretrizes dessa política industrial devem convergir para ampliar a industrialização do DF. No entendimento dos participantes do encontro, Brasília não pode mais ser encarada apenas como uma cidade administrativa. Após 50 anos de fundação, a nova capital é hoje uma das principais metrópoles brasileiras, com 3,6 milhões de habitantes em toda sua região de influência. Esse crescimento urbano trouxe vantagens e desvantagens. Investir na industrialização da região e de sua área de influência é uma das principais estratégias para combater o desemprego, um dos principais problemas decorrentes dessa explosão demográfica. O setor público não tem mais capacidade de continuar funcionando como força motriz da economia local. Em contrapartida, a indústria apresenta grande potencial de expansão.

Até aqui, os industriais de Brasília construíram uma cidade com seis mil unidades produtivas. Esse contingente é responsável por gerar um conjunto de riquezas da ordem de R$ 10 bilhões (10% do PIB total do DF) e 46 mil empregos diretos somente na indústria de transformação. Para ampliar esses números, é necessário, antes de tudo, ter uma política industrial bem definida. Um programa específico para indústria. As diretrizes dessa política devem contemplar o fomento às atividades produtivas e, prioritariamente, as áreas de infraestrutura, ordenamento territorial e reforma tributária. Isso, com respeito às vocações de Brasília para indústrias limpas, serviços industriais e atividades intensivas em inovação e tecnologia. Tão importante quanto a implementação dessa política industrial, é a sensibilização dos agentes públicos para causa. Os cidadãos, os acadêmicos, os industriais e os governantes precisam levantar essa bandeira. Brasília necessita de uma alternativa que vá além do setor público. Essa alternativa é a indústria. E o caminho é a definição de uma política industrial.

Antônio Rocha* Presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra)

SETEMBRO 2010 PRIME 55.


.ENTREVISTA

Por JULIANA MENDES Fotos DIVULGAÇÃO

Crédito Imobiliário da CAIXA em Expansão

A superintendente Nacional de habitação da caixa fala sobre a expansão do crédito imobiliário e as expectativas para o programa minha casa, minha vida

C

om o Programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal, o acesso ao crédito habitacional está em expansão e as facilidades tanto para os empresários da construção civil, quanto para o consumidor final têm alavancado os lucros da CAIXA. Só no primeiro semestre de 2010, obteve lucro de R$ 1,7 bilhão e a carta de crédito imobiliário da instituição cresceu 58% nos últimos 12 meses. À frente desse setor que tem crescido a cada semestre, gerando lucro para a instituição e realizando sonhos de muitos brasileiros, está a superintendente Nacional de Habitação da CAIXA, Bernadete Maria Pinheiro Coury. Graduada em Administração de Empresas pela Faculdade de Ciências Econômicas do Triângulo Mineiro e pós-graduada em Finanças Empresariais e em Gestão Empresarial pela Universidade Federal de Uberlândia, conhece bem a instituição onde está desde 1978, contribuindo para seu crescimento. Em entrevista à Prime, ela fala sobre a expansão do setor que coordena desde janeiro de 2008, e sobre as expectativas para o crédito imobiliário com a mudança de governo, em janeiro de 2011.

.56 PRIME SETEMBRO 2010


O crédito imobiliário, principalmente com recursos da poupança, registrou um crescimento de mais de 70% no primeiro semestre. A que a senhora atribui esse crescimento? A principal causa do ciclo virtuoso do crédito imobiliário decorre da estabilidade econômica e dos bons fundamentos da economia brasileira. Esse cenário favorável às operações de longo prazo viabilizou a oferta de condições de financiamento mais favoráveis - menor taxa de juros, maior prazo e maior quota de financiamento. Isso, associado ao crescimento do emprego e da renda e, ainda, à ampliação dos subsídios, favoreceu o aquecimento tanto da demanda quanto da oferta de imóveis, permitindo o crescimento da contratação não apenas com recursos da caderneta de poupança.

Quais as linhas de crédito imobiliário oferecidas pela CAIXA mais acessíveis aos empresários da construção civil e ao consumidor final? A CAIXA possui linhas de crédito habitacional para todos os segmentos de renda, desde a baixíssima até a alta renda. Da mesma forma, o portfólio de produtos atende desde uma simples cesta de material de construção até um grande empreendimento residencial ou comercial. A CAIXA, nesse segmento, tem como premissa apresentar sempre as melhores condições de financiamento, tanto para as famílias quanto para as construtoras.

Quem tem contribuído mais para esse crescimento, os empresários ou o consumidor final? Essas duas variáveis são interdependentes, ou seja, para que se tenha um crescimento sustentável, há que ter adequada oferta de imóveis (construtoras) e uma demanda aquecida (consumidor final) e a possibilidade de crédito para as duas pontas.

Quais os incentivos que a instituição oferece para aquecer esse mercado? Amplo volume de recursos e boas condições de financiamento, tanto para financiar a produção (construtoras) quanto para a comercialização (consumidor final).

Como a senhora avalia o mercado de construção civil no Brasil e em Brasília, nos últimos anos? O mercado da construção civil, principalmente graças à prioridade dada pelo governo federal à habitação, está em franca expansão em nível nacional e tudo indica que essa boa performance é sustentável e se manterá ao longo dos próximos anos.

Esses programas habitacionais possibilitaram que, apesar da crise econômica global, o setor da construção civil mantivesse o ritmo de crescimento

O Programa Minha casa, Minha vida (MCMV) é um dos responsáveis pelo crescimento do crédito imobiliário no primeiro semestre? Quais as expectativas para o programa com a mudança de governo? Além dos importantes impactos sociais, o MCMV cumpriu importante papel no sentido de mitigar os riscos de impactos da crise eco-

nômica global sobre o setor da construção civil brasileiro. No entanto, o bom desempenho não se restringe a esse programa, mas sim, verifica-se em todos os segmentos, inclusive na média e alta renda.

Os programas habitacionais do governo e as facilidades de crédito imobiliário inseriram a população de baixa renda nesse mercado. Qual o impacto econômico causado por essa inserção? Esses programas habitacionais possibilitaram que, apesar da crise econômica global, o setor da construção civil mantivesse o ritmo de crescimento, evitando que houvesse relevantes cancelamentos de novos lançamentos e, também, que não ocorresse paralisação de projetos já lançados ou em execução. Assim, ao invés de ocorrer desempregos neste setor, como verificado na maioria dos países, fez com que ocorresse, inclusive, geração de novos postos de trabalho.

O mercado imobiliário de Brasília é grande e o valor dos imóveis, considerado um dos mais caros do país. Exemplos dos bairros Sudoeste, asas Sul e Norte que, inclusive, registram formação de bolha imobiliária, apesar disso houve crescimento e em 2009 se consolidou como o 2º maior do país. Como a senhora avalia isso? Não verificamos sinais de bolha imobiliária, nem em Brasília nem tampouco nos demais municípios. De fato, tem se verificado elevação de preços, porém, nada fora da normalidade. Aliás, recente estudo contratado pela Abecip ratifica esse entendimento.

Quais as expectativas da CAIXA para o fechamento do ano nesse setor? Certamente um novo recorde será batido, superando-se os R$ 47,0 bilhões aplicados em 2009. A expectativa para 2010 é aplicar entre R$ 55,0 bilhões e R$ 60,0 bilhões.

SETEMBRO 2010 PRIME 57.


.EVENTO

Por ANNA PAOLA FRADE Fotos DIVULGAÇÃO

CASA COR

BRASÍLIA 2010 Moema Leão, Sheila Podestá e Eliane Martins

A

decoração virou febre mundial. O mundo está ligado em questões que envolvem a beleza e o conforto da casa, do local de trabalho, das áreas de entretenimento etc. A sustentabilidade, a preocupação com o meio ambiente, talvez não estejam no grau que gostaríamos, mas a consciência das pessoas está visivelmente sensível e mais atenta às questões do futuro do planeta. E este será um tema que a Casa Cor, maior evento de decoração da América Latina, irá tratar com muito respeito e destaque. O slogan será, Sua Casa mais Feliz e Sustentável. Brasília será palco de mais um evento importante neste setor. A 19ª edição da Casa Cor Brasília, especialmente este ano, será um acontecimento com investimentos de R$ 5 milhões, e a expectativa do público visitante é de mais de 40 mil pessoas. O evento será realizado no período de 8 de outubro a 17 de novembro, na antiga sede da CEB, na 904 Sul, com varias novidades. A área de 15 mil m2 será palco de projetos desenvolvidos por mais de 70 profissionais da cidade. Seis mil e 500 m2 serão usados na construção de 71 ambientes distintos.

.58 PRIME SETEMBRO 2010

Em mais de 8 mil m de área, seis paisagistas vão desenvolver jardins inusitados. As vedetes do paisagismo serão as mangueiras, jaboticabeiras, goiabeiras, amoreiras e as amendoeiras. Um pomar diferente e inovador. Lúcio Costa deve estar dando pulos de alegria no céu. O urbanista será o grande homenageado. A Eletronorte é a grande parceira da Casa Cor Brasília. Após o término do evento, será construída a sede da empresa no local, que promete trazer em seu projeto a marca da sustentabilidade. Será um dos primeiros edifícios sustentáveis de Brasília. Segundo as diretoras do evento, Moema Leão, Eliana Martins e Sheila Podesta. Nesta edição, em especial, vale a pena destacar que 800 m serão dedicados a ambientes como quartos de hóteis, escritórios, lojas e consultórios. A procura em relação a este tipo de espaço é enorme, principalmente em uma cidade como Brasília, que está em pleno desenvolvimento. Este ano, em especial, também, a Casa Cor terá a Bom Bril como uma das estrelas do evento. No Espaço Bombril, serão executados


quatro eventos distintos reunindo grupos diferentes. Já no dia 21 de outubro, organizaremos uma festa para 600 convidados, no espaço de eventos. Esta festa vai deixar lembranças boas na história da Casa Cor 2010. Serão homenageadas cinco mulheres de destaque, com uma cobertura nacional. Show, DJs, Jorge Moreno, um menu para ser degustado de joelhos e muitos, muitos drinks para brindarmos a vida e o sucesso. Boas surpresas!!! Vai ser o máximo!!!! A Casa Cor ainda conta com a máster Deca, patrocinadora oficil do evento no Brasil, Suvinil, Todechini, Caixa Econômica, Via Engenharia, Sebrae e Luxaflex. E os apoiadores são Stella Artois, Net, New Land/ Toyota e Placo, Grand Cursos. A revista Prime também estará presente, cobrindo os acontecimentos, prestigiando os profissionais e apoiadores que ajudam a fazer o evento acontecer. Confira alguns dos nomes que vão fazer parte da grande mostra, que terá como data o dia 7 de outubro. O Galiano, do décor Léo Romano, fará o Átrio da Entrada e Bilheteria; o trio da Domo, Daniel Mangabeira, Henrique Coutinho e Matheus Secco, a Fachada e o Loft 6 ; Guilherme Rodrigues rouba a cena com seu Espaço Bombril; os competentes Sônia Peres e Hélio Albuquerque, a Sala de Jantar; Ana Paula Barros vai arrasar no Loft Bauhauss; minha querida Beta Pollis, o Loft Sustentável; Marcelinha Passamani, o Quarto do Casal; a competente Karla Amaral, o Espaço Gourmet da Todeschini; Angela Brito promete no Espaço Reebok; o conhecimento de Fátima Madeira e Maria do Carmo Araújorge enriquecem o Antiquário; Laura Rachel, Anelise Melo e Márcia Angélica de Souza fazem homenagem a Ana Gontijo, no Loft da Vovó; Ado Mendes, a Livraria; a super Silvana Andrade, o Family Room; Beth Rosso vem com tudo no Espaço Gastronômico; Valéria e Narcisa Leão fazem o grande cenário do Espaço de Festa, onde quase tudo vai acontecer; e Nilcídio Santos, o Jardim das Festas; Caroline Pinto fará o Espaço Caixa Econômica

Federal; Elaine Caloete, o Espaço Corporativo; quem assina o Espaço Record são Andréa Coetto e Taísa Greca; Márcia Copolla e André Queiroz, a Joalheria; Cybele Barbosa, o Living; Marco Antônio Chaves, o Jardim Interno dos Lofts; Juliane Moi, o Consultório Médico; Paulo César Araújo, Daniel Cavalcante, dos Anjos; Eloísa Alvares de Araújo e Débora Crivello, o Concierge; Silvana Monte Rosa e Rosane França, a Varanda dos Lofts; Vicente Ozumi, a Varanda 1; Bel Linda Del Giudice, o Quarto do Menino; a família de Paula, João, Valéria e Lívia, assinam a Suíte das Gêmeas; Rachel Fechina, a Sala de Almoço; o Restaurante é de Alexandre Milhomem; a Praça Casa Cor vem com Cleber Depiere e Gabriel de Souza; a Imprensa é por conta de Soraya Brixi; Renata Dutra, a Suíte do Bebê; Miguel Gustavo, a Pizzaria; Camila Fay, a Ótica; Moacir Mello, a Loja da Casa Cor; Apoena de Alencar, Gilson Freire e Ivaniza Borges, a Sala de Jogos; o Pátio da Residência é de Afonso Henriques e João Bosco Telles; a Sala de Technologia fica com Cristina Campos e Mariana Lombardi; a Suíte do Hotel vem com Arina Araújo e Fabiene Mello; Silvana Fontoura, com a Varanda de Circulação; Ney Lima, o Loft 3; Valéria Garnier e Patrícia Tavares fazem os Lavabos Feminos e Masculinos; Fábio Camargo, Fernanda Mendes e Juliana Sarkis assinam o Jardim do Café; o Espaço do Concurseiro foi desenvolvido por Aline Silva, Ediléia Ruas, Etelvina Repinaldo e Dilar Vaz; o Home Theater é de Viviane Domanico; o Escritório de uma Empresa são de Érika Queiroz, Sérgio Borges e Gerley Siqueira Silva; na Garagem estacionou Viviane Domanico; a Galeria é de Denis Sarges; a Eletronorte é de Rodrigo da Silva; Closet vem com Betina Cardim; a Chocolateria vem com Prisca Odermatti e Manuella Rampazzo; o Café de Tânia Franco e William Hanna vai ser o ponto do bate-papo; o Banho do Casal fica por conta de Mariana Cartaxo, Carol Nóbrega, Gustavo Assumpção e Sérgio Peres; o Armazém do Sebrae é de Éser Seabra; entre outros. Vale conferir!!! Até lá.

Guilherme Rodrigues e projeto Bom Bril

.60 PRIME SETEMBRO 2010


.MERCADO IMOBILIÁRIO

Por flávia umpierre Fotos DIVULGAÇÃO

DF Century Plaza

inova conceito de empreendimentos

multifuncionais

Brookfield, Mirante e MGarzon Eugenio levam para Águas Claras o primeiro condomínio inteligente que alia trabalho, moradia e lazer no mesmo endereço

I

ntegração urbana com cidades mais compactas e unidas. Um estilo de vida influenciado pelo crescimento de outras grandes capitais, que tem refletido diretamente no mercado imobiliário de Brasília. Empreendimentos residenciais se integram a comerciais e vice-versa. Diante desse contexto, a Brookfield Incorporações, Mirante e a MGarzon Eugenio Inteligência Imobiliária apresentam para o mercado do Distrito Federal um novo conceito de inteligência urbana: o DF Century Plaza. Com uma super estrutura, o estande de vendas em Águas Claras oferece ao público a oportunidade de conferir, em detalhes, toda a magnitude do empreendimento. O espaço conta com um ambiente moderno de mais de três mil m², com ferramentas tecnológicas de última geração, apresentação de sete unidades decoradas e acesso exclusivo às últimas novidades do DF Century Plaza.

.62 PRIME SETEMBRO 2010

Localizado em Águas Claras, cidade que mais cresce no Distrito Federal, o condomínio chega com modernidade. Bem ambientado e cercado por ampla área verde, ele está distribuído em um terreno de mais de 60 mil m. Valorizando a tendência de complexo Mixed Use, o DF Century Plaza é divido em três espaços: residencial, office e shopping. “Este tipo de projeto é algo inédito na região. Por isso acredito que estamos inovando o conceito de qualidade de vida na Capital, pois o empreendimento vai além do panorama atual e se antecipa às necessidades e aspirações futuras dos moradores”, declara o diretor da MGarzon Eugênio Inteligência Imobiliária, Fabrício Garzon.

Área Resindencial Neste espaço, três torres abrigam apartamentos de 33, 43 e 56 m², bem divididos, com plantas de um ou dois


quartos e banheiros (sendo suíte ou não). Todas as unidades têm varanda e são entregues com piso de porcelanato. Possuem também aquecimento a gás e medição individualizada de energia. As áreas comuns serão entregues mobiliadas e equipadas. Para Fabrício Garzon, a grande quantidade de itens de conforto aliada ao requinte e a sofisticação do empreendimento traz um forte diferencial e chama a atenção. “Quem visita os decorados não sai do estande sem um ar de deslumbramento no rosto”, observa.

Área Office e Shopping O DF Century Plaza conta com duas torres destinadas à área office com salas de 35 m², elevadores com controle inteligente de tráfego, desnível de 17 cm nas salas para futura instalação de piso elevado, caso opte o proprietário. Os espaços são bem diversificados para receber escritórios, consultórios, e empresas de diversos segmentos. O shopping integrará as torres da área Office com as unidades residenciais. O espaço conta com dois pavimentos, lojas de conveniência de alto padrão e ampla praça.

Case de Sucesso A MGarzon Eugenio vem obtendo excelente êxito na comercialização de seus empreendimentos, graças ao estilo de trabalho, conhecimento de mercado, planejamento e estratégias de comunicação para cada tipo de produto. O DF Century Plaza é um grande exemplo disso, atendendo a uma tendência do setor. E este pé no futuro já se tornou marca registrada da empresa. O diretor Fabrício explica a repercussão nacional e sucesso deste case. “O estande de vendas recebe visitas de empresas do país inteiro que desejam observar, de perto, tanto o produto em si, quanto toda a campanha envolve o projeto”, conta. Fabrício destaca, ainda, a importância da participação da MGarzon Eugenio em um empreendimento desse porte. “Ficamos lisonjeados com o convite da Brookfield e Mirante a participarmos deste trabalho. Para toda nossa equipe, o DF Century representa um marco, porque um complexo dessa magnitude revoluciona o mercado”, revela. A parceria entre MGarzon Eugenio, Mirante e a Brookfield Incorporações (uma união de três empresas consagradas: Brascan Residential, Company e MB engenharia) proporciona uma importante soma de experiências, visões e capacidade. O que garante ao produto características promissoras e inovadoras para o mercado.

SETEMBRO 2010 PRIME 63.


.LANÇAMENTO

Por ANNA PAOLA fRADE Fotos DIVULGAÇÃO

2º Imóvel Shop

coloca mais de duas mil unidades à venda

Fabricio Garzon, Miguel Setembrino (presidente Fecomércio DF), Marcos Garzon e Renata Dias Rolim Visetim e Filho Marcos Henrique Garzon

Salão de imóveis da MGarzon Eugenio Inteligência Imobiliária oferece produtos a toda clientela em espaço moderno

I

móveis de todos os tipos, estilos e preços variados. Nesta segunda edição do Imóvel Shop, realizado pela MGarzon Eugenio Inteligência Imobiliária, a estimativa é de que, em média, 300 unidades foram comercializadas durante todo o evento, que ocorreu entre 27 de outubro e 5 de setembro, na Praça Central do Park Shopping. O público teve a oportunidade única de adquirir excelentes imóveis a preços especiais e condições de negociação diferenciadas. No local, foram anunciados três lançamentos inéditos. Este é o único salão de imóveis exclusivo de uma empresa. Imóveis comerciais, residenciais (que vão do básico ao luxo) e ainda empreendimentos mistos estiveram entre os produtos apresentados no salão. Vale salientar

.64 PRIME SETEMBRO 2010

que estiveram à venda unidades a preços variados de diversas regiões do Distrito Federal, como Asa Sul, Sudoestes, Noroeste, Águas Claras, Guará, Samambaia, Gama e Ceilândia. Os visitantes tiveram acesso não só aos lançamentos da MGarzon, mas também aos empreendimentos com as últimas unidades disponíveis. “É uma oportunidade única e exclusiva para quem deseja investir ou adquirir seu primeiro imóvel. O salão atendeu um público variado, de distintas classes sociais”, garante o diretor da MGarzon, Fabrício Garzon. Exclusivamente, durante os dez dias de evento, foram oferecidos preços especiais e condições de pagamento facilitadas aos clientes. Cada dia de evento, um empreendimento entrou em destaque.


Marcos Garzon, Fabricio Garzon com filho Marcos Henrique

Um show imobiliário Os visitantes do espaço puderam verificar detalhadamente os projetos por meio de ferramentas de última tecnologia, como as maquetes interativas, telas de multitouch e outras atrações. Os clientes que fecharem negócio durante o evento concorreram a R$ 10 mil em vale compras no Park Shopping. Entre os destaques de luxo está o Infinite Residence Club, no Noroeste, caracterizado também pelo espaço, conforto e áreas de lazer. Além disso, chamaram a atenção o acabamento de alto nível e a moderna fachada, assinada pelos arquitetos Júlio Crossara e André Alf. Em Águas Claras, a MGarzon evidencia projetos comerciais, residenciais e mistos. Entre os comerciais está o E-Business que representa uma alta expectativa com relação à rentabilidade desse tipo de investimento que conta com uma característica fundamental para este tipo de produto, a localização estratégica: situado no centro de Águas Claras, próximo à estação do Metrô e das principais avenidas da cidade. Entre os residenciais na cidade, estão o Iluminato, Sublime, Quatro e o Duo que oferecem tanto imóveis mais básicos e compactos como também as unidades mais espaçosas e sofisticadas. Todos com o diferencial da ótima localização em Águas Claras. E, ainda, na cidade que mais cresce no Distrito Federal, apresenta o DF Century Plaza que une moradia, lazer e trabalho no mesmo espaço. Marca o empreendimento não só esta praticidade ao público, mas também o projeto arrojado e moderno que pode ser observado em detalhes pelas maquetes interativas que haverá no Imóvel Shop. No Plano Piloto, podemos destacar o The Union, na Asa Sul, um complexo comercial com salas, lojas, hotel suítes e lajes

corporativas que têm como diferencial a seriedade mesclada pelo ambiente descontraído proporcionado pela praça central. Essa leveza em prol do bem-estar é o ponto chave do primeiro Life Style Business de Brasília, que integra serviços, comodidades e paisagismo no mesmo espaço, compondo ambientes de trabalho, convívio e circulação mais modernos, agradáveis e estimulantes.

Sobre a MGarzon A MGarzon Empreendimentos Imobiliários é uma empresa diferenciada por sua experiência e profissionalismo conquistados na qualidade total dos serviços. No mercado desde 1998, é uma companhia voltada para o atendimento personalizado para empresas construtoras e clientes à procura de um imóvel diferenciado. A empresa trabalha em parceria com companhias e investidores do Brasil e do exterior. Possui um amplo know how na criação e gerenciamento de fundos imobiliários, além de assessoria jurídica e econômico-financeira na locação. Todo este suporte é oferecido por meio de uma equipe de profissionais especializados que oferecem os melhores serviços em atendimento, comercialização, projetos imobiliários e serviços de administração de imóveis comerciais e residenciais. Em 2008, a MGarzon uniu-se à Eugenio, uma das maiores empresas de marketing imobiliário do País. Dessa fusão nasceu a MGarzon Eugenio Inteligência Imobiliária, com um novo conceito de trabalho imobiliário, cujo início parte da elaboração do empreendimento, com escolha do terreno, conceito, desenvolvimento, estratégias de marketing até a venda direta ao cliente.


.ARQUITETANDO

Por anna paola frade Fotos divulgação

LOJA

NETAS DE ANTÔNIA O

conceito e o nome da loja são inspirados na figura da avó das proprietárias. Com cerca de 80 m², o espaço conta com lounge e recepção, provadores amplos, além de um mezanino exclusivo para roupas de festas. A escada foi projetada, também, para ser usada como passarela em eventos. Na decoração, materiais como marmoglass, madeira e espelhos dão sofisticação e leveza; o painel floral dá um toque de romantismo, e as cores dourado, preto e branco misturam-se às obras de arte. Também foi uma preocupação da arquiteta Mônica Pinto o uso de móveis clássicos e confortáveis.

.66 PRIME SETEMBRO 2010


SETEMBRO 2010 PRIME 67.


.PROJETO

Por flávia umpierre Fotos divulgação

Casa Tangram Matheus Secco, Henrique Coutinho e Daniel Mangabeira

A

Domo Arquitetos Associados teve o projeto “Casa Tangram” classificado como finalista nacional, na categoria Residência Urbana de 200 a 500m2, no prêmio “O melhor da Arquitetura”, organizado pela revista Arquitetura & Construção. Matheus Secco, sócio-fundador do escritório, falou da importância que é participar de uma premiação como essa. O diferencial que levou o projeto “Casa Tangram” a estar entre os finalistas foi a combinação de vários fatores. Desde a preocupação ambiental, a adequação do espaço com as necessidades da família até o aproveitamento do terreno. “Acreditamos, porém, que o conceito de sustentabilidade não o torna uma bandeira do projeto, pois é algo comum a vários dos nossos projetos”, explicou Matheus. “Outro ponto forte foi a ideia do quebra-cabeça que utilizamos para projetar os ambientes, o que propiciou a melhor utilização dos espaços e fez com que cada canto da casa seja uma surpresa”.

.68 PRIME SETEMBRO 2010


O projeto A casa fica em um condomínio a aproximadamente 30km de distância do Plano Piloto. Um dos principais pontos avaliados pelo júri são a adequação e atendimento do projeto ao programa de necessidades do cliente. No caso da Casa Tangram, foi pedido que a casa abrigasse uma estrutura interna que, ao mesmo tempo, desse independência aos quartos, mas também a uma área extra de quarto, cozinha e banheiro que pudesse abrigar familiares para estadas prolongadas em uma área com acesso independente. Além disso, os proprietários também queriam um espaço reservado para uma garagem-oficina para veículos antigos de uma coleção.

Figuras montadas a partir dos quebra-cabeças Tangram foram inspiração para o projeto. O Tangram é um quebra-cabeça de sete peças geométricas de origem chinesa que tem raízes comuns a vários outros quebra-cabeças orientais similares. Outro diferencial desse projeto foi a preocupação com o melhor aproveitamento do declínio natural do terreno e da iluminação e ventilação naturais, assim como a reutilização de água de chuva. “Procuramos fazer uso de materiais de fornecedores que tenham preocupação ambiental e com materiais mais baratos como, em uma das fachadas com ‘cobogó’ reutilizados, que permite maior iluminação e

uma ventilação cruzada constante”, explicou o arquiteto. A pavimentação externa utiliza elementos pré-moldados de concreto que permitem o crescimento de grama em seu interior e auxilia na permeabilidade do terreno para absorção de água da chuva. Calçadas em pedra portuguesa vermelha foram utilizadas no acesso principal. Foi utilizada granitina polida de cor branca nos pisos internos da casa, porcelanato no piso da garagem/ varanda, no piso da garagem da oficina e no piso da escada interna. A casa tem 340m2 de área total, dentro de um terreno de 700m2. O custo do metro quadrado da obra ficou em R$1.800,00.

SETEMBRO 2010 PRIME 69.


.ILUMINANDO

Por DANIELA LIMA Fotos GUSTAVO LIMA

iluminii A iluminação ideal para seu projeto

A

Iluminii trabalha com projetos luminotécnicos há 12 anos, oferecendo novos paradigmas no que diz respeito à iluminação. O diferencial está nos projetos realizados junto a arquitetos, construtoras e com o próprio cliente. Daniela Ibanhez, dona da Iluminii, é uma apaixonada por iluminação, sempre acompanha as novidades do mercado com objetivo de trazer qualidade e tecnologia para seus clientes, além de ter uma criatividade sem igual como designer de iluminação. Uma dessas novidades é o LED (diodo emissor de luz) dispositivo eletrônico prático, compacto e sustentável. Conforto e valorização do ambiente são algumas vantagens do novo sistema de iluminação. A Iluminii é uma loja especializada em LEDS, uma tecnologia superior com qualidade e durabilidade 20 vezes maior que uma lâmpada convencional. Esse sistema inteligente de iluminação traz sensações de cromoterapia. Liberdade na criação de efeitos e cores, além de ser ecologicamente correto com o baixo consumo de energia, baixa emissão de calor e manutenção mínima.

.70 PRIME SETEMBRO 2010

Os projetos da Iluminii são cuidadosamente elaborados de acordo perfil do cliente. “A luz provoca sensações, além de ser muito pessoal”, ressalta Daniela. Com projetos de iluminação em mais de 400 casas de Brasília, nenhum é igual ao outro. “Na Iluminii o arquiteto manda o projeto antes mesmo de começar a obra”, explica. Todo projeto de iluminação é incluso no layout da arquitetura, facilitando a instalação e deixando o trabalho com qualidade de forma autêntica ao gosto do cliente. O trabalho é acompanhado pela empresa desde a ideia inicial até a conclusão da obra, com assessoria na instalação, definição das luminárias e cores. Em breve, a iluminii terá uma nova filial com objetivo de dar acesso aos arquitetos que tenham interesses em design luminotécnicos por meio de workshops e palestras abordando a tecnologia LED e sua instalação, assuntos sobre fibra ótica como fator iluminador, “isto enriquecerá em muito os projetos de arquitetura de Brasília”, destaca. Uma maneira de valorizar o projeto arquitetônico, além de incluir sustentabilidade, estética e praticidade na conclusão do mesmo.


Trabalho realizado na concessionária Tokio Mitsubish. Projeto de iluminação bem elaborado e acompanhado de orientações luminotécnicas rico em detalhes.

SETEMBRO 2010 PRIME 71.


.PERFIL

Por Anna Paula Falcão Fotos GUSTAVO LIMA

Marmoraria Alvorada A

abre nova loja

origem do nome Marmoraria Alvorada, inspirado no Palácio da Alvorada, tem um significado especial: surgiu do sonho da família Vighiny, que, com apenas experiência no ramo de mármore e granito, montou uma das maiores empresas do Centro-Oeste. Os sócios Jovercy Roberte Vighini e Agnaldo Vighiny, desde 1986, trabalham com mármores e granitos de alta qualidade tecnológica, além de maquinários importados da Itália, para acabamentos e cortes. Associada à Cajugram Mármores e Granitos do Brasil, a marmoraria

transforma o bruto em obras de fino acabamento. Sediada no Espírito Santo e com filial em Goiás, possui dez jazidas próprias de granito, em plena produção, em quatro estados brasileiros. A produção é superior a 45 mil metros quadrados por mês, sendo 30% exportada para os Estados Unidos, Europa e América Latina. São mais de 75 tipos de mármores e granitos com grande variedade em cores. Atuando no mercado de grandes obras, conta com profissionais altamente qualificados, que incluem arquitetos, designers, engenheiros e consultores, se tornando líder de vendas em Brasília. Com obras comerciais e residenciais, dispõe de clientes em todo o Distrito Federal. Executam projetos especiais como banheiros, pisos sofisticados, escadas, bancadas de modelos variados, entre outros. São também associados a grandes empresas, como a JCGontijo, Emarki, MRV Engenharia, VIA Engenharia e Froylan Engenharia. Com eles, executaram grandes obras como o Pátio Brasil, Hospital Anchieta, Hospital Santa Helena e muitos outros. A Marmoraria Alvorada está em constante busca para qualificar cada vez mais seus produtos. Aliada a essa preocupação, vem aprimorando o seu quadro funcional, abrindo Marmore Ramboo Screen

uma nova loja no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) e gerando mais empregos e oportunidade de aprendizado. Um dos destaques atuais da loja é o Mármore Azul Royal, que foi trazido da Itália e já foi vendido pelo valor de R$ 25mil. Sua beleza é tão marcante que encanta qualquer cliente e enche a imaginação de possibilidades.

Novidades Alguns mármores são raros e é difícil encontrá-los no mercado. A saída é optar pelo mármore industrializado. Também conhecido como mármore composto ou artificial, é considerado praticamente um material natural. As semelhanças vão desde a aparência sofisticada até a textura e o peso. Sua aparência não porosa conserva-se diante de manchas de café, vinho, limão, azeite de oliva, vinagre, maquiagem, riscos, calor e até mesmo ácidos. Os industrializados são produzidos por meio de tecnologia italiana. Sem contar com as cores diversificadas e algumas inatingíveis por pedras naturais.

Serviço Marmoraria Alvorada QI 06 - Lotes 07/08/09 - Taguatinga Norte (61) 3354.8000 / 3234.8008 SIA Trecho 3 – Lotes 2055/2061 www.marmorariaalvorada.com.br


.MIMOS E MIMOS

Por ANNA PAOLA FRADE Fotos DIVULGAÇÃO

Dot Paper Empresa brasiliense reinventa a papelaria e se destaca no mercado

O

escritor e poeta francês Victor Hugo tinha uma definição certa para o verbo encantar: uma das poucas funções mais importantes nesta vida. Tarefa difícil para muitos, para outros é um dom, ainda mais quando envolve dedicação, amor e profissão. É isso que faz Fabiani Barbosa, há sete anos, quando abriu a Dot Paper, uma papelaria especializada em fabricar emoções. Graduada em Marketing e Administração de Empresa, além de uma pós-graduação em Marketing e Varejo, Fabiani percebeu que o setor de papelaria estava carente em uma empresa que pudesse oferecer produtos de bom-gosto, customizados e exclusivos. Por isso, em 2003, montou a Dot Paper, primeira loja do DF voltada para este segmento.

.74 PRIME SETEMBRO 2010


Como você entrou neste ramo da papelaria? Quando era criança minha diversão era fazer recortes de revistas e criar lembrancinhas com cartões. Visitava todas as papelarias da cidade procurando novidades, cadernos estilizados, mas pouco era encontrado. Ao me formar, decidi explorar profissionalmente este meu fascínio pela papelaria e percebi que havia um nicho de consumidores.

Como foi o processo de desenvolvimento da empresa? A Dot Paper começou pequena e teve a quadra 208 Sul como o primeiro endereço. Eu mesma criava e desenvolvia toda a produção com a ajuda de três fun-

cionários. Hoje, a empresa se localiza no Shopping Gilberto Salomão, Lago Sul, e está cada vez maior. Temos 30 pessoas na equipe que ajudam durante todo o processo da venda, desde o desenvolvimento da arte até a entrega da mercadoria.

Quais os produtos comercializados? São cartões de aniversário, convites de casamento, chá de berço, formatura e uma infinita lista de presentes personalizados. Temos várias sugestões para transformar qualquer festa em um acontecimento inesquecível. A começar pelo convite, que é a primeira impressão que o convidado tem de um evento. Tudo tem que ser feito para causar impacto.

É esta a missão da Dot Paper, fazer com que pessoas sejam lembradas para sempre.

Temos várias sugestões para transformar qualquer festa em um acontecimento inesquecível Como é o processo de produção? Entregamos cerca de 30 produções semanais, todas

diferentes umas das outras. Nosso produto tem qualidade e foi idealizado para alcançar o público mais exigente no mercado. A matéria-prima e os fornecedores também são cuidadosamente selecionados. Trabalhamos 50% com produtos importados e 50% nacionais. No Brasil, gostamos de valorizar as cooperativas de mulheres e costureiras das cidades do Entorno de Brasília e também ONGs como a Orientavida, de Potim, São Paulo.

Qual o próximo passo da Dot Paper? Estamos trabalhando para que nossa marca cresça e ganhe projeção fora do Brasil. Nossa meta é que a Dot Paper se destaque no mercado exterior.

SETEMBRO 2010 PRIME 75.


.JOIAS

Por anna paola frade Fotos divulgação

ENCANTO

DO BRILHO

Talento

A

ourivesaria é uma arte plena de detalhes e conhecimento. É uma alquimia profunda quando se funde o ouro, combina-o com pedras e materiais inusitados como a madeira, o esmalte e o couro. O resultado dos artesãos e dos designers é quase que um milagre, quando se vê a beleza da peça pronta. A Talento é uma das joalherias mais renomadas do país, com premiações internacionais. A SF uma das joalherias mais tradicionais de Brasília. Confira a criatividade de cada joia. Cada uma é uma. Com seu encanto, charme, cor e valor. Escolha, use e abuse, se torne única usando uma delas. Não há datas especiais para se obter aquilo que deixa a mulher linda. Todo dia é dia de estar bonita. Talento

Talento

Talento

.76 PRIME SETEMBRO 2010


SF joias

SF joias

SF joias

SETEMBRO 2010 PRIME 77.


Benigna venâncio D

esde muito jovem ela tem o dom de embelezar as mulheres. Benigna Venâncio de Oliveira Martins Reis começou dando uma mãozinha no salão de beleza da mãe, Tânia Maria. Aos 12 anos cortava cabelos, fazia as unhas além de arrumar as noivas de Assaré (CE), sua cidade natal. "Sempre fui muito feminina e vaidosa", confessa a moça que chegou a ser miss da cidade. Mas foi aos 17 anos, já morando em Brasília, que Benigna descobriu sua maior vocação: jóias. Ela iniciou sua carreira no ramo trabalhando com um tio, proprietário de uma rede de joalherias. Foi vendedora e, com empenho e dedicação, logo estava gerenciando uma das lojas. Sonhava em abrir seu próprio negócio e passou a guardar um dinheirinho. Foi então que, aos 20 anos, desenhou e mandou confeccionar sua primeira peça. Sucesso imediato. "Quando vi meu trabalho valorizado, percebi que tinha futuro", lembra a mãe de Rogério, 15 anos, e Maria Victoria, 4. Passados 15 anos, ela nunca mais parou de criar. Fez cursos de design a mão livre no exterior e tem entre suas clientes a bela Luiza Brunet e a esposa do vice-presidente da República, Marisa Alencar. "Nasci para o comércio. Adoro lidar com as pessoas", diz Benigna, que atribui sua vocação a Deus. "Procuro inspiração para minhas jóias na natureza. Lugares calmos, fazendas, morros, tudo me inspira", revela com a simplicidade que lhe é peculiar. Benigna conta que uma das suas maiores alegrias é ir a festas e ver suas jóias sendo usadas pelas mulheres. "Fico muito honrada", gaba-se. Benigna tem preferência por criar anéis. Apaixonada pelas pedras brasileiras e suas cores, a designer confessa que tem um carinho especial pela azulada Água-Marinha - coincidência ou não, a tradição diz que essa pedra garante um casamento feliz, faz de seu proprietário uma pessoa rica e estimula a atividade intelectual.

.78 PRIME SETEMBRO 2010

Ela também adora diamantes e ressalta que trabalha com o que há de melhor no mercado internacional, como pérolas negras do Tahiti. Há seis anos Benigna realizou o grande sonho de abrir o próprio negócio. Montou a loja Benigna Venâncio, no shopping Fashion Mall, onde seus irmãos Fabiano e Betânia trabalham com ela. Além disso, ela tem representantes em Fortaleza, Rio de Janeiro e até em Los Angeles. "Quando estava sobrevoando Brasília pela primeira vez, aos 14 anos, pensei comigo mesma: eu vou vencer essa cidade", lembra emocionada. Ali no Fashion Mall ela oferece sua arte exclusiva com atendimento personalizado e um saboroso capuccino. "Como conheço o perfil de muitas clientes, algumas vezes crio peças direcionadas a elas", conta com carinho. O sucesso é tanto que muitas delas nem chegam a ser expostas na vitrine. Outras vezes, as clientes pedem a Benigna uma encomenda especial, como tiaras e alianças para casamentos e festas de 15 anos, pulseirinhas para recém- nascidos ou uma jóia especifica para comemorar aniversário ou dia dos namorados. "Nasci com um dom de perceber a personalidade do cliente, de perceber o que combina ou não", acredita. Em sua loja Benigna também oferece óculos de sol das conceituadas marcas Chanel, Fendi e relógios Techno Marine. Mas não pára por aí. Ela adiantou à revista Êxito que em breve pretende lançar sua própria marca de bolsas de couro com fechos de ouro e óculos, ambos desenhados por ela mesma. Alguém dúvida? "Para realizar um sonho você precisa planejar, trabalhar muito e ter fé, porque nada cai do céu", ensina. E acrescenta: trabalho feito com comprometimento, honesBenigna Venâncio tidade, respeito e amor é fadado ao EQS 302/303 Bloco “A” loja 137 sucesso. Palavras de quem chegou lá Fashion Mall Telefone 3223-7597 seguindo essa receita.

Serviço


.arte

Por anna paola frade Fotos divulgação

Arte de

Galeno Shopping Popular madeira - 250 x 100 cm

G

aleno nasceu e cresceu no Delta do Parnaíba piauiense. Abasteceu sua arte de história e de momentos que foram, ao longo dos anos, enraizados em sua alma de menino. A emoção está em suas obras. A afetividade, em seu corpo e gestos. Mesmo com toda a aridez dessa região, que atinge dramaticamente a trajetória de vida de um povo, as obras deste grande pintor e escultor trazem uma alegria que seduz e encanta os olhos de todos os amantes da arte. Não é uma arte fria, sem conceito, abstrata ou cerebral. Ela tem vida, cor, movimento, som. Galeno é sinônimo de Brasil. Inebriado pelos inúmeros e belíssimos tons de sua terra. Ele impôs sua arte pela consistência e pela construção madura de sua obra. Galeno consegue conectar-se em mundos distintos que são a arte popular e a arte de vanguarda, o artesanato e a arte conceitual, às quais ele dá uma forma única sem descaracterizar nenhuma.

.80 PRIME SETEMBRO 2010


Cachoeira madeira - 250 x 70 cm

Carangueijo Sรก madeira - 250 x 100 cm

SETEMBRO 2010 PRIME 81.


.GASTRONOMIA

Por ALESSANDRA GERMANO Fotos GUSTAVO LIMA

Para apimentar

o paladar H

Chef Marco Espinoza

.82 PRIME SETEMBRO 2010

á três meses, Brasília ganhou seu primeiro restaurante totalmente dedicado à culinária peruana, o Taypá, Sabores del Peru, o que só vem a reforçar o fato de que a cidade já é o terceiro pólo gastronômico do país. O chef Marco Espinoza, que vive a apenas seis meses em Brasília, explica que o cardápio bastante variado abarca desde as cozinhas tradicional peruana e novoandina, até a cozinha nikkey, que é uma fusão da comida peruana com a japonesa. Espinoza, nascido na cidade de Treinta

Años, no Peru, ingressou na cozinha com apenas 14 anos. Posteriormente, trabalhou por vários anos como assistente de cozinha da Embaixada do Peru, na Argentina, onde, depois, se tornou chef. Ainda em Buenos Aires, Espinoza abriu o restaurante Moche e, em seguida, chefiou a famosa casa Ceviche, os dois especializados em comida peruana. O chef declara que “cozinhar é uma paixão que vivo há muitos anos. Na cozinha, aprendemos a origem das culturas de uma maneira muito mais atrativa: conhecendo os sabores”. O projeto Taypá nasceu há um ano, gerado pela ótima receptividade do público local ao Festival de Comida Peruana, promovido pelo


Bier Fass. “O festival atraiu tanta gente, que tivemos de aumentar de três para cinco dias a duração do evento”, lembra Espinoza. O restaurante, inaugurado dia 14 de junho deste ano, foi concebido pela união entre Ivone Espiñeira, Antônio Carvalho, Madalena e Albano Ribeiro, nomes à frente do tradicional Bier Fass, que ainda conta com sete cozinheiros peruanos, sommelier argentino, cevichero mexicano, entre outros ótimos profissionais. O cardápio é completo e muito bem elaborado. Entre os destaques estão o petisco Causa Nikkey (causushi frito recheado com salmão, cream cheese e abacate, regado ao molho de agridoce), a entrada Tiradito Limeño disposto em leite de trigre clássico, o prato principal Salmón Novoandino (salmão com recheio de risoto de quinoa, champignons, bacon, acompanho por camarões ao molho teryaki) e a sobremesa Milhojas de Lúcuma (massa folhada com creme de lúcuma, acompanhada por sorvete de canela e chocolate ao pisco). Como não podiam faltar, há também seis opções de ceviches, inclusive, uma vegetariana que leva legumes frescos da estação ao leite de tigre. Entre as bebidas, atenção para o clássico Pisco Sour, um coquetel tradicional de pisco com suco de limão, açúcar, clara de ovo e gelo. Deleite-se.

Serviço Taypá Sabores del Peru SHIS QI 17 - Bl. G - Lj. 208 Fashion Park - Lago Sul (61) 3248.0403 / 3364.0403 Horário de funcionamento: Todos os dias para almoço, de 12h às 15h. E no jantar, das 19h à 1h

SETEMBRO 2010 PRIME 83.


.VINHO

por anna paola frade Fotos DIVULGAÇÃO

Uma boa sugestão

da Adega do Vinho U

m sonho que se tornou realidade. Finalmente, após mais de uma década, Mauro Von Siebenthal, um advogado suíço e aficionado do vinho, conseguiu – com o apoio financeiro de quatro amigos – criar o Viña Von Siebenthal. Um vinícola butique, com produção de apenas dez mil caixas por ano, o Viña Von Siebenthal tem apenas 25 hectares plantados na região de Panquehue, no Valle do Aconcagua. Os vinhos produzidos são extremamente elegantes, expressando com eloqüência a característica extraordinária do terroir Valle de Aconcagua. A bodega, que só produz vinhos tintos, foi eleita a melhor vinícola do mundo pelo crítico Jay Miller, da newsletter The Wine Advocate, uma das mais importantes publicações especializadas no mundo. Segundo Miller, “se tivesse que dar o Oscar a uma bodega pela fineza de seus produtos, Von Siebenthal seria a ganhadora”. O guia Robert Parker, conceituado crítico de vinho, conferiu excelente pontuação a alguns rótulos da bodega. O Toknar 2005 recebeu 95 pontos; o Montelig 2004, 93; e o Tatay de Cristòbal, 97; sendo este último vendido apenas por encomenda. Em Brasília, os vinhos da Viña Von Siebenthal são encontrados, com exclusividade, nas duas lojas da Adega do Vinho, uma na CLSW 104 do Sudoeste (3343-0006) e outra no SIA - Q. 12 - lote 260- loja 02 - (61) 3233-0006.

.84 PRIME SETEMBRO 2010


.PROPAGANDA E MARKETING

por anna paola frade Fotos Vini Goulart

Novos ares na PROPAGANDA DE BRASÍLIA

Vanessa Mendonça, Casé de Sousa e Humberto Junqueira

H

á pouco mais de um ano, nascia em Brasília, a Vento Bravo Comunicações, pelas mãos dos publicitários Humberto Junqueira, Casé de Sousa e Vanessa Mendonça. Seria apenas mais uma agência de propaganda que surgia na cidade, se não fosse a impressionante trajetória da empresa em tão pouco tempo de vida. Ao contrário do que normalmente acontece, a Vento Bravo não surgiu junto a uma grande conta de governo ou da iniciativa privada nem é fruto das doces ilusões de quem está começando a carreira. A agência abriu suas portas literalmente sem clientes, contando apenas com a visão de mercado, a experiência e o renome de seus premiados sócios.

.86 PRIME SETEMBRO 2010


“Nós sabíamos que era a hora de termos nossa própria agência, levando para ela toda a experiência acumulada ao longo de muitos anos em grupos de comunicação locais, nacionais e internacionais. A ideia era oferecer qualidade de agência grande com a atenção de agência pequena. Esse é o nosso grande diferencial”, afirma Humberto Junqueira. E parece que o caminho está mesmo certo. Nesse curto período, os clientes foram surgindo naturalmente. Começou com a Beiramar Imóveis e, quase ao mesmo tempo, veio o Correio Braziliense. Depois vieram a Fundação Universa (Funiversa), Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF), Grupo Sabin, Centro de Oncologia de Brasília (CEON), Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e, mais recentemente, o Grupo Jorlan. Isso sem falar das diversas construtoras, como CCI, Lugasa e Barcellos, que lançam seus empreendi-

mentos imobiliários com a Vento Bravo. “Nossa agência já nasceu com muita experiência e um alto padrão de qualidade, o que nos ajuda a avaliar cada prospecção e a não sair atirando para todos os lados”, comenta Vanessa Mendonça. Uma amostra do potencial da agência é até curiosa: a maioria dos clientes não é fruto de prospecção. Eles procuraram a Vento Bravo. Segundo os sócios, as empresas continuam vindo até a agência e, em breve, mais algumas devem engrossar a carteira de clientes. Para atender a todos esses clientes, a Vento Bravo, além da enorme dedicação a tudo que faz, também presta serviços de consultoria e até marketing pessoal. Em seu primeiro ano de atuação, a Vento Bravo conquistou um espaço de respeito no mercado, já despontando como uma das principais agências do Distrito Federal.

Mas para manter o padrão de qualidade no dia a dia, e não apenas no discurso, a empresa também aposta em uma equipe bastante técnica. Segundo Casé, o time da Vento Bravo é enxuto, mas foi escolhido “a dedo”. E só é ampliada após criteriosa avaliação das necessidades e do impacto na receita da empresa. “Estamos dando passos largos, mas nunca maior do que nossas pernas”, complementa Casé. Hoje, a agência segue a todo o vapor, com o claro objetivo de não ser mais uma agência sazonal que daqui a pouco desaparece e sim, marcar a propaganda de Brasília, de forma muito criativa e profissional. Onde isso vai parar só os ventos podem dizer.

*Vanessa Mendonça, Casé de Sousa e Humberto Junqueira são publicitários da Vento Bravo Comunicação.

SETEMBRO 2010 PRIME 87.


.HOMENAGEM

Por tássia navarro Fotos GUSTAVO LIMA

Casa dos Parafusos

completa 51 anos A

Quando vou à Esplanada, e olho para trás, fico satisfeito em saber que participei de certa forma da construção dos prédios lá, em Taguatinga, e no Núcleo Bandeirante, onde tudo começou

.88 PRIME SETEMBRO 2010

Casa dos Parafusos escreve uma página da história de Brasília. Uma empresa prestigiada, que viu Brasília nascer e teve papel importante na construção da cidade, completa 51 anos. Com cerca de 300 fornecedores e mais de 30 mil itens ativos atua em todo o segmento de ferramentas, ferragens, máquinas, parafusos e toda linha para construção civil. A empresa que começou em 20 de agosto de 1959, quando José de Oliveira Itacaramby, com mais quatro irmãos, dentre eles Carlos de Oliveira Itacaramby, saíram de Goiânia para tentar a sorte em Brasília, agora começa uma nova etapa. Os irmãos Júlio Cézar, Roberto, Humberto, Regiane e José Cézar se empenham com gás total com aos 51 anos da Casa dos Parafusos. Para a família Itacaramby, a Casa dos Parafusos é mais que um ensinamento, é vida. “Fora os momentos que passava na escola e férias, eu estive a minha vida toda aqui”, conta o mais velho dos irmãos, Júlio Cézar. Imaginar a quantidade de pessoas atendidas, de funcionários que passaram pela loja, entre outras coisas vividas, é para a família uma página muito bonita que conseguiram escrever. Além de ter participado da construção, fundação e consolidação da cidade, o fato de acreditar no potencial foi muito importante para que a família Itacaramby pudesse manter seu negócio em Brasília. “Durante muito tempo lutou-se para que a capital do Brasil ficasse aqui e não voltasse para o Rio de

Janeiro, e nós acreditamos na cidade e fizemos parte dessa história”, afirma Júlio Cézar. Assim como as tradicionais casas de Brasília, a primeira Casa dos Parafusos era toda feita em madeira. Hoje, ter conseguido ampliar os familiares, que são os clientes, funcionários e amigos, é motivo de orgulho para os herdeiros Itacaramby, que cresceram junto à empresa e fizeram boa parte das amizades no balcão da loja. Muitos sentimentos se afloram em de cada um dos Itacaramby, quando se fala da Casa dos Parafusos. Em cada parte da cidade existe algo que ajudaram a construir, o que é sinônimo de muita batalha para eles. “Quando vou à Esplanada, e olho para trás, fico satisfeito em saber que participei de certa forma da construção dos prédios lá, em Taguatinga e no Núcleo Bandeirante, onde tudo começou” conclui.

Serviço CASA DOS PARAFUSOS SIA Trecho 3 Lt. 520 (61) 3433.6800

Família Itacaramby


.SUSTENTABILIDADE

Por DANIELA LIMA Fotos DIVULGAÇÃO

Sustentabilidade

empresarial O desafio de se habituar aos princípios éticos

N

a tentativa de reverter a situação atual do planeta, o princípio da sustentabilidade é algo presente em algumas empresas do mundo globalizado. De um lado a corrida pelo crescimento econômico, de outro a busca pelo desenvolvimento com base em princípios e valores éticos. É no mínimo curioso a forma como as grandes empresas equilibram essas duas tendências e necessidades tão distintas e presentes nos tempos de hoje. A marca Duratex e a Deca são empresas preocupadas de fato com o desenvolvimento sustentável. Segundo João Carlos Redondo, gerente de sustentabilidade da Duratex, alinhar a estratégica da empresa com os princípios da sustentabilidade faz-se necessário à realização de projetos, programas e ações direcionados para áreas como cultura, meio ambiente e responsabilidade social, bem como acompanhar esses resultados. A Deca atua nos segmentos de acabamento para construção civil com a fabricação de metais sanitários, líder no mercado nacional e entre as oito maiores do mundo. Também atua na fabricação de louças sanitárias onde ocupa posição de destaque no mercado nacional e está entre as dez maiores do mundo. Nesse sentido, além dos projetos, é necessário que a empresa tenha um processo de governança e visão estra-

.90 PRIME SETEMBRO 2010

tégica a longo prazo. “As empresas que não incluírem os princípios da sustentabilidade na forma de produzir e de fazer negócios, poderão ter problemas em se manterem perenes”, alerta João Carlos. No caso da Deca, a base produtiva é composta por matérias-primas não renováveis e isso exige da empresa aprimoramento tecnológico contínuo, aumentando a qualidade e durabilidade dos produtos, combatendo desperdícios e reaproveitando materiais recicláveis. “Ter o princípio da eficiência em todas as etapas do processo produtivo significa diminuir a pressão sobre os recursos naturais que são extraídos e que são finitos”, explica o gerente. Dentro do princípio ético da sustentabilidade, os produtos Duratex e Deca têm maior durabilidade e evolução tecnológica. É por meio dessa evolução que os produtos seguem um perfil sustentável. Como é o caso dos produtos economizadores de água com base no selo Leadership in Energy and Environmental Design (Leed) alinhado ao Programa de Uso Racional da Água (Pura) para aplicações comerciais, industriais, residenciais e para uso no setor público. “Hoje são nove linhas de produtos disponíveis e validadas com base no Leed”, completa João Carlos. Ainda dentro dessa nova estrutura é possível citar a padronização de

indicadores para energia, efluentes, gestão de resíduos e emissões atmosféricas dentro de metas ambientais para o consumo de recursos naturais. A empresa, ao assumir uma gestão ambiental, naturalmente associa-se a organizações com o mesmo fim. No que diz respeito à Duratex e à Deca, uma das organizações vinculadas é a Green Building Council, a qual tem objetivo de desenvolver edificações que proporcionem menor impacto ao meio ambiente na área de construção civil, entre outras como o Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa (ISE). Segundo a Gerência de Sustentabilidade da empresa Duratex, há um entendimento interno de que muitas práticas realizadas há anos passam, hoje, a ter valor no relacionamento com partes interessadas e que também é necessário continuar o trabalho de aprimoramento. “Compor a carteira do ISE é motivo de grande satisfação para a empresa, mas há o desafio da melhoria contínua para manter-se na carteira”, explica Redondo. Hoje é preciso uma conscientização não só das empresas como também do consumidor com relação ao consumo diário. Optar pelo produto com selo da sustentabilidade é cuidar do meio ambiente, nesse sentido o consumidor é a peça-chave.


Decalux

A linha Decalux reúne torneiras de design sofisticado com bicas altas e baixas e acabamento cromado. Seu potencial econômico é de até 70% em relação aos produtos convencionais. A Decalux exige baixo consumo de energia elétrica, mesmo contando com um sensor óptico que reconhece a aproximação e afastamento das mãos, sendo essa a forma de acionamento e fechamento das torneiras. Além dos produtos economizadores, a Deca possui a linha de filtros que contribui para a preservação do meio ambiente. O Filtro Twin, produto da primeira linha de filtros de água da empresa, traz uma torneira com filtro em corpo único, com design compacto e arrojado, diferente de qualquer outra opção existente no mercado. Certificado pelo Inmetro e atendendo a norma brasileira NBR 14908, oTwin traz tecnologia exclusiva criada a partir da aliança com a 3M, em que os filtros vem equipados com a Carbon Block - carvão sintetizado que absorve o cloro por completo, além de retirar odores e acabar de vez com o aspecto turvo da água -, que garante um desempenho superior em vazão e filtragem. Além de aliar alto desempenho à qualidade e ao design, as torneiras com filtros são uma ótima oportunidade de contribuir com a preservação do meio ambiente. A linha de filtros Twin está disponível em três modelos – na versão mesa e parede, filtro instalado junto à torneira e filtro independente da torneira – e tem ótimo desempenho comprovado em alta e baixa pressão. Além dos modelos para cozinha a linha conta ainda com os filtros para máquina de lavar e cavalete.

Linha Deca Touch

Unindo inovação tecnológica e design arrojado, a Linha Deca Touch traz torneiras eletrônicas que podem ser usadas tanto em locais públicos como em residências. Com acionamento em um toque, o produto economizador interrompe seu funcionamento após oito segundos, evitando o desperdício de água e garantindo maior durabilidade das peças. Reforçando o toque futurista e tecnológico da linha, um led de alta luminosidade mantém-se aceso durante o uso, indicando que o produto está em funcionamento.

Decamatic Eco

A linha Decamatic Eco oferece torneiras automáticas para serem aplicadas em paredes ou mesas, sempre com dimensões apropriadas para maior conforto do usuário e acabamento cromado. As torneiras são equipadas com restritores de vazão constante e são acionadas ao terem seus botões pressionados. Após o primeiro toque, o fluxo de água fica ativo por até seis segundos. E com isso, as torneiras Decamatic Eco possibilitam uma economia de água de até 55% em relação aos outros produtos similares disponíveis no mercado.

Válvulas Hydra Duo, Hydra Eco e o Sistema Dual Flux

As válvulas Hydra Eco e Hydra Duo, são os grandes precursores desse movimento ecologicamente correto na Divisão Deca. Trata-se de produtos que incorporam osistema Dual Flux e oferecem duas opções de acionamento, com fluxos de descarga de 3 e 6 litros, capazes de gerar até 60% de economia de água. Outras características desta linha é o uso de material reciclável, alta durabilidade e Certificação ISO9000.

SETEMBRO 2010 PRIME 91.


.SOCIAL

Por ANNA PAOLA FRADE Fotos GUSTAVO LIMA

Luigi Barricelli e Luciano Boechat

Rodrigo Rezende Flávia Vianna Venâncio e Caroline Bitencour

Lazaro e Eunice Velloso

Julieta, Luigi Barricelli e Deyse Resende

Maurício Queiroz ,Caroline Bitencour e Guto Urquiza

Equipe de Diretores da Etna

Etna no ID O

Shopping ID, um dos nomes fortes no que se refere a mix de lojas de decoração, ganhou a ETNA para somar e dar ainda mais peso ao seu empreendimento. A Etna é considerada uma Mega Store pela quantidade imensa de produtos que oferece ao exigente público consumidor que quer preço, qualidade e opção. A ETNA chega a Capital Federal em grande estilo. Brasília agradece. Confira quem passou pelo coquetel de abertura no ID.

.92 PRIME SETEMBRO 2010

Miguel Gustavo e Luigi Barricelli

Christian Blum, Mônica Pinto e Andrea Mattos


Josyane Venâncio, Zoroastro Neto, Ângela Borsoi e Martha Castinera

André Martins, Mônica Pinto e Venelouis Maia Eliane Ulhoa, Anna Paola Frade, Patrícia Azevedo Zoroastro Neto e Daniela Pessoa

Nicodemos Venâncio Junior

Sérgio Cantalice e José do Egito

Caroline Bitencour, Gustavo Sasse, Luigi Barricelli e Tatianne Lopes

Crystiane Venâncio, Romulo Bittencourt, Meyre Venâncio com a filha Josyeane

SETEMBRO 2010 PRIME 93.


.COLUNA

Fotos DIVULGAÇÃO

Alessandra Valente alessavalente@gmail.com

Mara e Gilberto Amaral

Mara e Gilberto Amaral com os filhos Rodrigo, Bernadete e Marcelo

Desfile beneficente, em prol de crianças carentes, reúne grandes grifes no Palácio das Artes O Núcleo de Composição de Parcerias em Projetos e Ações, "O PROAÇÃO”, e a Benedita Comunicação, agência especializada em moda e cultura, realizaram o III Proação Fashion Day. Desfile beneficente que aconteceu dia 23 de agosto, no Palácio das Artes. O encontro propôs um novo olhar sobre a moda, e tinha por objetivo instigar a sociedade e grandes empresas a investirem em projetos sociais. Com renda revertida para as ações executadas pela ONG, o desfile contou com a participação de importantes grifes e a apresentação do grupo de dança das crianças atendidas pela instituição.

.94 PRIME SETEMBRO 2010

Mara e Gilberto Amaral, um dos casais mais queridos da capital federal completou 51 anos de casados. Em uma bela missa celebrada por Padre Aleixo, em um fim de tarde alegre e emocionante e com os amigos do coração.


Dia do Psicólogo Dia 27 de agosto de 1962, a Psicologia passou a ser reconhecida como profissão. Este ano, aconteceu em 27 de agosto a eleição no Conselho Regional de Psicologia. Quem se candidatou em uma das chapas concorrentes foi Junia Lara. Psicóloga na rede municipal de BH, professora e coordenadora do curso de psicologia. Mestre em Planejamento Estratégico, foi diretora da Associação Brasileira de Ensino em Psicologia e se dedica ao estudo da formação profissional.

EMPREENDEDORA DO BEM-ESTAR Para 2010, as novidades estão nas áreas de estética corporal com tratamentos avançados trazidos da Europa recentemente, visando emagrecimento, tratamento de gordura localizada, flacidez e celulite, pontos que trabalhamos com aparelhos, banhos, bandagens, massagens manuais, estética ortomolecular e terapias. Para a estética facial, trazemos para o mercado tratamentos duradouros e que realmente eliminam rugas, manchas e marcas de expressão, além do novo Peeling combinado, que está sendo muito bem aceito nos EUA, França, Alemanha e Portugal. Para as unhas, o “quente” de 2010 são os esmaltes foscos. O SPA de pés trás uma sensação incrível de alívio de dores. Em relação às noivas, criamos um espaço completo de relaxamento e uma assessoria personalizada para o dia da noiva, lua de mel, além de parceiros para o casamento que trabalham em parceria com o Ville Rouge. Outra novidade é a escova progressiva realizada na empresa, seguida de hidratação à base de coco natural. Essa novidade está em alta no Rio de Janeiro e promete virar moda em todo o Brasil. Tudo isso é resultado de buscas incessantes pela saúde, beleza e bem estar, no sentido de trazer conforto para a dia a dia. SETEMBRO 2010 PRIME 95.


.SOCIAL

Por Alessandra valente Fotos DIVULGAÇÃO

Alex SCHOTT comemora aniversário

Cláudia Gomes da Silva e Alex Schott

Guilherme e Lila Chiari com Adriana Biagionni

Bayard, Savyo e Alessandra Mattar

U

m dos empresários mais queridos e bem-sucedido de Minas Gerais, Alex Dombeck Schott, reuniu grupo de amigos para comemorar seu aniversário em Belo Horizonte, ao lado da linda mulher Juliana Chiari e das filhas Clara e Elisa. Seu AP ficou lotado da chamada nata da sociedade mineira, que se deslumbrou com o belo acervo de arte moderna que vem colecionando ao longo dos anos. Juliana e Ale Dombeck Schott, com as filhas Clara e Elisa Juliana Chiari Schott com Eduardo Leão

Pitucha, Rita e Paulo Henrique Pentagna Guimarães

.96 PRIME SETEMBRO 2010

Sandra e Emir Corrêa e Adriana Vasconcellos


.TURISMO

Por Flávio geo Fotos arquivo pessoal

10+1 lugares para se conhecer

antes de morrer A

cada contato com culturas diferentes sempre fica uma semente que cresce e torna-se parte de nós, ampliando nossa capacidade de compreender e conviver com as pessoas, criando uma "ponte" de ligação entre a nossa cultura e a do outro. Acredito que devemos viajar explorando os "seis sentidos", pois além de um delicioso vivenciar de experiências, é também uma forma de conceber sensibilidade, assimilar e respeitar as diversas culturas do mundo. Ter na visão, o fascínio pela harmonia e pela beleza, além da atração pelo bom gosto em seus diversos segmentos. Encantarse pela descoberta de novos sabores por meio da gastronomia, desenvolver o seu paladar e degustar o manjar dos Deuses. A sensação imensurável que se manifesta pelo tato, quando tocamos cada um dos monumentos materializados diante de nossas vistas. Escutar as histórias serem transformadas em melodias em cada show, em cada prosa, em cada museu. Inspirar por meio do olfato, em uma relação direta com o prazer, as diferenças culturais, bem como as emoções e sentimentos revividos a partir de uma fragrância em particular. A convivência e interação dos simpatizantes desse maravilhoso “cardápio" dos sonhos que, aliás, é o sexto sentido, faz com que esse sonho seja o combustível essencial para todas as viagens. De acordo com esses princípios, fiz uma relação dos dez + 1 lugares que devemos conhecer antes de morrer.

.98 PRIME SETEMBRO 2010


A Visão:

1- O Inside Passage e o Glacier Bay no Alaska, Estados Unidos Após um dia navegando pela Inside Passage, a passagem pelos fiorges , chega-se a Glacier Bay, magnífico parque nacional de onde se observam vários paredões de gelo glacial. Trata-se de um cenário único e majestoso, cujo silêncio é interrompido de quando em vez, pelo estrondo de um bloco de gelo caindo no mar. Esse é o efeito do sal marinho corroendo o gelo. A melhor maneira de poder vivenciar essa experiência é como fiz: sentado no deque do navio Sun Princess, enrolado em um cobertor de lã fina, bebendo um copo de chocolate quente.

2- A ilha de Bora Bora, na Polinésia Francesa Cheguei à ilha, a bordo do maior veleiro do mundo, o Wind Song da Windstar Cruise. Medindo 6,4 km de comprimento por 4 km de largura, Bora Bora é um paraíso no meio do Oceano Pacífico. A barreira circular de recifes, os corais multicoloridos, a areia fina e branca, fazem da ilha um dos pontos mais bonitos do planeta. A melhor forma de se explorar o local é mergulhando nas piscinas naturais ou pequenas lagoas com uma coloração de azul, verde e branco, inacreditáveis. Outra forma é alugar um helicóptero e passear, apreciando as formações de cima. A paisagem é infinitamente mais bonita do que vemos em cartões postais. Todas as tentativas de descrição do local são em vão.

O Paladar:

3- Reims, Restaurante Le Crayères, na França A cidade é conhecida por sua Catedral, onde foram coroados 37 reis da França. E por suas mais de 200 casas produtoras de champagne, entre elas Möet et Chandon, Taittinger, Mumm, Veuve Clicquot-Pousardin, Maison Ruinard. Mas essas champagnes ganham um toque especial no restaurante Le Crayères, onde almocei por três vezes, saboreando um menu degustação de seis pratos. O restaurante fica no meio de um jardim em um Château do século XIX. A cozinha ampla e muito bem montada, conta com uma equipe de primeira. O serviço é nota dez. A carta de vinhos tem mais de 200 tipos de champagne. Todas as verduras são colhidas na propriedade. O restaurante tem três estrelas no Guia Michelin.

4- Restaurante Arzak, San Sebastian, no País Basco e restaurante El Bulli, na Espanha O restaurante do chefe Juan Mari Arzak, responsável pela criação da nova cozinha basca. É um privilégio poder compartilhar a culinária feita com raízes, onde no DNA de cada criação do chefe, estão registradas experiências sensoriais e as invencionices gastronômicas que resultam em pratos exóticos. Aguça-se os sentidos. Antes de iniciar a degustação, para agradar o paladar, o odor do alimento sobe, perfumando o ambiente. O chefe utiliza um dispositivo de aroma virtual para emitir um cheiro sutil de fumaça ou vapor de alimento. Almocei nesse magnífico restaurante, um menu de oito pratos harmonizados com vinhos do Rioja, engarrafados especialmente para o restaurante. Esse almoço foi na mesma semana em

SETEMBRO 2010 PRIME 99.


que jantei no El Bulli, do chefe Ferran Adrià. Ele alterna o formato e a textura dos ingredientes, criando a “desconstrução” na culinária. O que era sólido vira espuma, gelatina ou líquido. O que deveria estar na sobremesa, acompanha um prato salgado e vice-versa. Surpreende a visão e o paladar, intensifica o sabor e brinca com a memória gustativa de cada um. Sorver sucos e espumas feitas dos mais variáveis ingredientes, além de enrolar, envelopar e utilizar vários tipos de talheres. Não apenas os tradicionais garfo, faca e colher, mas uma infinidade de utensílios. Isso faz parte desse novo jogo da alta gastronomia mundial.

O Tato:

5- Cochin, Kerala, na Índia Um lugar perfeito para descansar e relaxar, essa cidade fica no sul da Índia, onde podemos fazer o passeio nos famosos house boats. São barcos com tetos feitos de sapé, com cabines confortáveis, sala, cozinha e deque para descansar enquanto contemplamos a paisagem. Lá é o berço da clínica de medicina ayurvédica, onde as massagens são feitas a quatro mãos com óleos preparados com essências exóticas. A técnica é tão apurada e os massagistas tão sincronizados, que temos a impressão de que é apenas uma pessoa que faz a massagem. Os ingredientes usados são naturais, feitos com ervas, especiarias e minerais, sendo alguns deles colocados em pequenas trouxas feitas com tecido fino, usado na massagem. A ayurvédica faz com que o corpo libere sua energia interna e, assim, crie um fluxo para manter o equilíbrio físico e mental. O programa de massagem segue um ritual para eliminar o stresse que inclui elementos de massagem, banhos com ervas e sauna com óleos aromáticos, a fim de promover paz interior e saúde exterior.

6- SPA do Hotel Nan Hai em Hoi An, no Vietnã Uma antiga cidade portuária, no centro do Vietnã. Com vários templos, a charmosa ponte japonesa e lojas de artesanatos, entre elas as de luminárias multicoloridas. Um destaque são os telhados das casas antigas, todos cobertos com musgos e lodo, devido à umidade elevada da região, assolada por enchentes todos os anos. Quando visitei a cidade fiquei no hotel Nan Hai da luxuosa cadeia GHM, eleito em fevereiro de 2008, pela revista Travel & Leisure Hails, o melhor hotel Designed Resort e SPA do mundo. O quarto de 120 m é uma pequena villa, com sala de estar e um tablado elevado no meio onde fica a cama, uma outra saleta e a banheira. Cada uma das oito SPA villas construídas sobre o lago cheio de carpas coloridas, para se fazer a massagem, é composta de duas pequenas casas, interligadas por uma pequena passarela. Fiz uma massagem com o nome de Elements que durou duas horas e meia: primeiro, em uma das casas, uma esfoliação dos pés, enquanto bebia um chá e comia frutas no espeto e biscoitos de gengibre, em uma vasilha com água e pétalas de rosas brancas. Depois fui para a segunda casa, onde fiz a massagem com pedras quentes e óleo aromático, seguida de máscara vulcânica em todo o corpo. Na segunda fase, voltei para a primeira casa e tomei um banho de 20 minutos, em uma banheira cheia de leite e pétalas de rosas brancas. O cenário perfeito para entrarmos em harmonia com o corpo e a mente.

.100 PRIME SETEMBRO 2010


A Audição:

7- A Arena de Verona, na Itália A cidade de Romeu e Julieta, imortalizada por Shakespeare. Assistir à noite, a ópera no anfiteatro romano, construído há mais de 2000 anos. A acústica é perfeita e esse palco é um dos melhores do mundo para apresentações ao vivo. Assisti a uma ópera de Giuseppe Verdi. Na chegada, recebemos uma vela apagada, era verão. A tarde despedia-se enquanto a noite entrava palco adentro e, assim, depois dos 20 mil espectadores assentados, todos acenderam as velas iluminando a arena. A apresentação de Nabucco teve como ponto alto a reprise de Va Pensiero, com o coro dos escravos hebreus.

8- A Ópera House de Sidney, na Austrália A Ópera House, instalada na pitoresca baía de Sidney, é o coração cultural da cidade. O prédio é um símbolo da Austrália. Assisti a uma ópera de Georges Bizet- Carmen com a Orquestra Sinfônica de Sidney, com acústica perfeita.

O Olfato:

9- Khan El Khalili no Cairo, no Egito Um dos maiores bazares do mundo, impregnado do cheiro de especiarias, empilhadas em formas cônicas com várias cores, incenso com perfume rico em baunilha, patchouly, ylang ylang e couro, além do cheiro típico que emana pelos ares do Egito. Visitei um cortiço, onde recebi um ramo de menta na entrada para cheirar durante todo o tempo do tour, cujo cheiro é muito forte. O mais interessante é poder se perder em um emaranhado de ruelas, cheias de lojas, tendas e cubículos onde se pode comprar de tudo um pouco. O habitual é pechinchar, se não o fizer, o vendedor vai achar que você não gostou da mercadoria.

10- Yoshino, no Japão A Floração das Cerejeiras. Em japonês é chamado de Hanami. Andando pelas alamedas de cerejeiras, é impossível descrever. Com uma delicadeza que combina com a cultura japonesa, parece que a natureza colocou harmonicamente cada uma das pétalas a mão. A floração mistura o branco e o rosa em volumes inebriantes. De acordo com a altura das árvores, florescem em momentos diferentes. O perfume desse cenário único ficou guardado em minha memória como um flash de prazer.

O Sonho:

11- Walt Disney World Theme Parks, em Orlando nos Estados Unidos Para completar, um lugar que curto muito e sempre me remete à infância, onde podemos sempre eternizar os momentos agradáveis de um milhão de sonhos. Os parques da Disney são, em seu conjunto, a síntese da diversão em viagens. Nas mais de 40 vezes em que visitei a Disney, sempre encontrei um novo motivo para voltar.

.102 PRIME SETEMBRO 2010

DE QUEBRA: As minhas dez cidades preferidas, onde posso voltar várias vezes e sempre tenho alguma coisa a mais para fazer. Costumo dizer que quando voltamos em uma cidade, tudo está diferente. Primeiro porque somos uma pessoa diferente com novas bagagens em nossa história de vida e a nossa visão de mundo já é outra, e também, porque as cidades são vivas em contínua mutação. 1- PARIS 2- NOVA YORK 3- LONDRES 4- MILÃO 5- TOKYO 6- SHANGAI 7- PRAGA 8- BERLIM 9- SÃO PAULO 10- BARCELONA Contato: flaviogeo@visaturismo.com.br


.MOTOR

Por anna paola frade Fotos divulgação

Classe para seu

dia a dia V

ersatilidade é um princípio para atingir o sucesso. O ritmo acelerado da vida de hoje exige soluções práticas e ágeis. Por isso, nada melhor do que enfrentar toda essa adrenalina num legítimo Mercedes. A Prime destaca os carros da categoria Classe B, que foram planejados sob medida para atender às necessidades mais variadas do dia a dia. O modelo B 170 é muito atraente. Um automóvel que se encaixa em nossas vidas, oferecendo o que mais desejamos. Tanto para as funções cotidianas, quanto para viagens de fim de semana, a Classe B supera todas as expectativas.

Grandeza na segurança O projeto da carroceria garante o mínimo de impacto para seus ocupantes em caso de choque, bem como um dispositivo que permite o deslizamento do motor para baixo do carro em caso de colisão frontal. As opções de motorização são B 200, B 200 Turbo e B 170. Vale a pena conferir na Brasília Motors.

.104 PRIME SETEMBRO 2010


SETEMBRO 2010 PRIME 105.


.MÚSICA

Por anna paola frade Fotos Valéria Carvalho

.106 PRIME SETEMBRO 2010


E

ADa RuaDiva Taylor

ste foi o título dado a Indiana Nomma na matéria de página inteira veiculada no caderno de comportamento ELA, do jornal O Globo, no dia 3 de julho de 2010. A cantora hondurenha, radicada em Brasília há 23 anos e há apenas quatro meses moradora do Rio de Janeiro, tem garantido lotação antecipada nas casas noturnas por onde tem se apresentado. Acompanhada de músicos como Tomás Improta (pianista que tocou com Caetano Veloso durante 14 anos), Fernando Merlino (pianista de Leny Andrade, Fátima Guedes, Miele, entre outros), Indiana conquista a cada dia mais o cenário carioca, se apresentando desde maio deste ano em casas conceituadas como Lapinha (www.lapinha-rio. com.br) e o Centro Cultural Brasil-Austrália TribOz (www. triboz-rio.com). “Ela chegou com um grupo de amigos para ver a Leny Andrade. Um amigo meu me perguntou se eu não ia convidá-la para uma canja. Convidei, claro, e ela foi logo pedindo um ré bemol, que é ruim para caramba de tocar”, diverte-se Ruy Quaresma, violonista, compositor, arranjador, regente e produtor musical, multiinstrumentista, dono da gravadora Fina Flor e sócio do Lapinha. “De cara, ela cantou ‘Cry me a river’, dificílima. E ainda fez, com a boca, som de trompete. Quando ela agradeceu em ótimo português, perguntei: “Quem é você?” Ela disse que estava em busca de uma oportunidade no Rio e eu a contratei na hora.” (citação da matéria do O Globo). Nascida em Honduras, filha de pai baiano e mãe gaúcha, Indiana Nomma viveu no México, Portugal, Nicarágua e Alemanha Oriental. Aos oito anos, começou a estudar canto erudito e aos 13, piano. Já no Brasil, explorou o teatro e o canto coral, o que a possibilitou cantar em turnês por Costa Rica e em Nova Iorque, no Carnegie Hall. Em 14 anos de carreira, abriu shows de Gloria Gaynor, Billy Paul, entre outros, e participou de festivais como Porão

do Rock, Festival de Jazz e Blues de Brasília, FMI, Chivas Jazz Festival – edição Brasília, Festival da Mulher Afrolatinoamericana, República Blues Festival e Brasília 50 anos – ao lado de Daniela Mercury, Festival de Inverno de Brasília (2010) e 1ª Virada Cultural do DF. Também se apresentou em inúmeros shows da capital do Brasil e região, sendo considerada uma das cantoras mais atuantes da cidade. Conhecida pela voz grave e versatilidade em vários estilos, Indiana faz a síntese de oito anos de carreira, por meio de projetos como: Indiana Nomma Jazz Trio, Tributo a Tim Maia, Tributo a Mercedes Sosa, Indiana Nomma & The Soulbrothers, Indiana Nomma Na Terra Brasilis (Mpb Contemporânea) e Indiana’s Angels Band (discoteca anos 70), além de atender a toda uma gama de clientes que a requisita para eventos corporativos, casamentos, festas e afins. Também se apresentou em inúmeros shows da capital do Brasil e região, recebendo o título de cantora mais atuante da cidade. Nos palcos, apresentou-se junto a grupos e artistas como Leonardo Cioglia (NY), Mike Moreno (NY), Daniela Mercury, Fernando Merlino, Leandro Braga, Tomás Impronta, GOG, Cipriano, Leonel Laterza, Celso Salim, Rafael Cury, Renato Mattos, BSB Disco Club, entre outros. Há oito anos em carreira solo, atualmente Indiana é grande conhecida do público de Brasília, por representar o jazz mundial por meio de seu talento. Também apresenta o programa de jazz, blues e soul music: Anjos da Noite, veiculado por meio da Rádio Cultura FM 100,9 - Brasília, transmitido também pelo www.culturafmdf.com.br, todas as terças-feiras, das 22h à 0h. Atualmente prepara seu segundo cd, onde por meio de comIndiana Nomma positores independentes, mistura www.indiananomma.multiply.com influências afro-latinoamericanas Mobile: (21) - 7404 9960 e brasileiras ao seu estilo incon(61) - 7813 0102 fundível de interpretar. ID: 55 * 81 * 39283

Serviço

SETEMBRO 2010 PRIME 107.


.MERCADO

Por anna paola frade Fotos divulgação

Boletim Imobiliário COMPROVA AQUECIMENTO DO MERCADO O

1º Boletim de Conjuntura Imobiliária lançado pelo Sindicato da Habitação no Distrito Federal (Secovi/ DF), comprovou o grande momento vivido pelo mercado imobiliário na capital. A iniciativa inédita foi produzida pelo sindicato, em parceria com o Departamento de Economia da UnB, por meio da empresa júnior Econsult. Segundo o presidente do Secovi/DF, Carlos Hiram Bentes David, a pesquisa vem atender a crescente demanda do mercado imobiliário brasiliense ainda carente de dados estatísticos. O boletim traz levantamentos sobre o valor venal e locatício por meio da análise da oferta de imóveis comerciais e residenciais, seminovos, em todo o Distrito Federal. A pesquisa realizada pelos técnicos da Econsult faz também uma análise do mercado imobiliário em relação a indicadores econômicos em que foi constatada a alta nas operações de crédito no país. Nas operações com pessoas físicas houve uma expansão de 44,16%, nos últimos 12 meses. O estudo confirmou o aquecimento vivido pelo mercado imobiliário na capital. “Os números apenas reforçam o grande momento do mercado. Isso é evidente quando verificamos a valorização de áreas antigas e novas, como Asa Norte e Sudoeste”, afirma Hiram. Vale ressaltar que o preço do metro quadrado para venda na Asa Norte ficou em torno dos R$ 9 mil, e no Sudoeste, em R$ 8 mil, para imóveis de quatro dormitórios. A mostra constatou que Águas Claras ainda é a cidade com o valor mais acessível para compra de imóveis. Um

.108 PRIME SETEMBRO 2010

apartamento de três dormitórios custa em torno de R$ 396 mil, enquanto em Brasília a média para o mesmo tipo de imóvel é de R$ 790 mil, variando conforme o bairro. Os imóveis também estão bem valorizados em cidades como Ceilândia, Guará e Taguatinga. O valor do metro quadrado nessas regiões não sai por menos de R$ 2,2 mil. No Guará, o preço sobe para R$ 3,8 mil em apartamentos de dois dormitórios. O presidente da Fecomércio/DF, Miguel Setembrino, comentou que os índices são proveitosos e só balizam como pujante o mercado brasiliense. O chefe do Departamento de Economia da UnB, Roberto Ellery, participou do lançamento do boletim e afirmou que com estes dados não há como enxergar nenhum indício de “bolha imobiliária” no Distrito Federal. ”A economia passa por uma série de mudanças. O mercado de crédito vive um momento de transição e com isso há um aumento de demanda que faz com que a oferta fique mais lenta e, é o preço que ajusta tudo isso”, explicou. Segundo o diretor-presidente da Econsult (empresa júnior ligada ao Departamento de Economia da UnB e responsável pela compilação dos dados), Leonardo Viotti, a amostra é consistente e foi fornecida pelos bancos de dados das maiores imobiliárias do DF. A partir de agora, o boletim será divulgado mensalmente e poderão ser identificadas as novas tendências do mercado imobiliário brasiliense. Confira a íntegra da pesquisa no site do Secovi/DF: www.secovidf.com.br


.AGRONEGÓCIO

Por anna paula falcão Fotos gustavo lima

Agronegócio em

crescimento Cadeia produtiva do setor se expande cada vez mais no Centro-Oeste

O

Brasil é um país com vocação para o agronegócio, pelas suas características e diversidades, tanto de clima quanto de solo, possuindo ainda áreas agricultáveis altamente férteis e ainda inexploradas. O aumento da demografia mundial e sua consequente demanda por alimentos nos leva a uma previsão de que o Brasil alcançará o patamar de líder mundial no fornecimento de alimentos e mercadorias ligadas ao agronegócio, melhorando a economia e o desenvolvimento do Brasil. Wilfrido Augusto Marques é advogado tributarista, mas tem paixão pelo desenvolvimento social de Brasília e pelo agronegócio. É um empreendedor cuja função é aplicar o que há de mais moderno no campo, para obter melhores resultados econômicos e qualidade de produção. Sua fazenda, Sanga Puitã BioGlobal, marca que congrega as fazendas Sanga Puitã e Vale do Sossego, localizada em Cristalina-GO (a 60km de Brasília), é um exemplo de desenvolvimento. Além da pecuária, também é destinada à produção agrícola. A fazenda possui irrigação feita por quatro pivôs centrais, ligados em 20 hectares, além de uma estrutura de beneficiamento de grãos, como milho, soja, sorgo e variedade de capim para pastagem destinada à exportação. Os Dias de Campo, realizados na fazenda, têm reunido importantes produtores do cenário nacional e internacional do mercado de ovinos, formando uma importante rede de apoio de produção. Como parte do projeto, há o melhoramento de carnes de alta qualidade,

.110 PRIME SETEMBRO 2010

melhoramento da genética, sanidade, alimentação animal de qualidade com menos custos, treinamento técnico e reconstrução de meio ambiente. João Pimenta da Veiga Filho, ex-ministro das Comunicações, diz que “é impressionante o que está acontecendo no Brasil, com o crescimento do agronégocio”. Wilfrido relata que “a vocação do Brasil é o campo, mas em função da globalização, economia, necessidade de recursos, desenvolvimento científico e tecnológico, recebeu um choque de necessidade e modernidade muito grande, que gerou crescimento para o Brasil. Mas o agronegócio demonstra índices expressivos. Em 2009, 46% do valor bruto das exportações vieram deste setor”. Em Brasília, as pessoas têm pouco conhecimento e pouca prática do agronegócio. Os empresários, em especial, precisam inovar e se modernizar. Com a chegada da Ferrovia Norte-Sul (FNS), o incentivo ao desenvolvimento do cerrado visa a expansão, reduzindo o custo do frete para longas distâncias e gerando mais empregos e renda para o Brasil. É um projeto ferroviário que contempla a construção de uma ferrovia de aproximadamente 2.100 km, atravessando as regiões Centro-Oeste e Norte do país, conectando-se ao Norte pela estrada de Ferro Carajás e ao sul pela Ferrovia Centro Atlântica. Brasília e Cuiabá serão os centros financeiros dessas regiões. O Ministério dos Transportes prevê que a FNS seja privatizada até o final de 2011.


.ENTREVISTA

Por anna paola frade Fotos divulgação

ADELMIR

SANTANA Um brasiliense de coração na luta por menos impostos

A

delmir Santana nasceu em 19 de abril de 1945, em Nova Iorque, no Maranhão. Hoje é presidente do Conselho Nacional do Sebrae, Sesc e Senac/DF, da Fecomércio/DF e senador da República, pelo DEM do Distrito Federal. Veio para Brasília ainda na época da construção, onde formou sua família, se tornando brasiliense de coração. No âmbito nacional, Adelmir Santana faz parte de entidades nacionais representativas do empresariado e das micro e pequenas empresas. Na entrevista cedida para a Prime, Adelmir Santana conta um pouco da sua trajetória.

.112 PRIME SETEMBRO 2010

Onde o senhor nasceu e como foi a sua infância? Eu nasci em Nova Iorque, uma pequena cidade do interior do Maranhão. Tive uma vida difícil, de muito trabalho, mas também de muitos sonhos, como a de me tornar político. Trabalhei na roça desde criança, com meu pai. E, desde pequeno, ia muito para a casa dos meus avós, na região de Uruçuí, no Piauí. Na juventude, me mudei para Teresina, para estudar na Escola Técnica.

Quando e como o senhor chegou a Brasília? Eu sou o primogênito de uma família pobre, de seis irmãos. Quando meu pai faleceu, decidi me mudar para Brasília em busca de novas oportunidades de trabalho. Ouvia os discursos do então presidente Juscelino Kubitschek pelo rádio, chamando a todos para construir a nova capital do Brasil. Isso me dava


uma grande esperança... Depois, trouxe minha mãe e meus irmãos. Comecei a estudar e me formei em Administração de Empresas. E logo conheci a Zeza, minha namorada até hoje, o grande amor da minha vida.

Fale um pouco da família que construiu... Com a Zeza, formei uma linda família. Temos três filhos e cinco netos. Somos muito unidos, vivenciamos os momentos de cada um de nós de uma forma muito intensa, muito especial. Alegra-me muito perceber a amizade que existe entre mim, minha mulher e os meus filhos, mesmo depois que se casaram, mesmo com a correria do dia a dia.

E como foi sua trajetória profissional, até se tornar um grande empresário? É uma história de muito trabalho, e também de muito sucesso. Orgulha-me muito em poder contá-la. Primeiro fui funcionário público, depois representante do ramo farmacêutico, no qual trabalhei por 15 anos. Resolvi abrir minha primeira farmácia, que se tornou a Rede Vison. Passei a ser uma liderança sindical e hoje presido o Sesc-DF, o Senac-DF, a Fecomércio e o Conselho Nacional do Sebrae, além de ser vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC). Estou licenciado por ser candidato a deputado federal. Vendi minhas lojas, mas continuo sendo um defensor do empreendedorismo, especialmente no Senado, onde estou desde 2007.

Como a política entrou na sua vida? Desde criança, tinha o dom da política. Ao ver, ainda pequeno, o sofrimento dos pobres e das crianças no interior do Maranhão, queria poder ajudar as pessoas a melhorar de vida. Na época, era chamado de prefeito pelos amigos, por causa da minha facilidade de comunicação, de fazer amizades e de falar em público. Como empresário, e com a política no sangue,

No Senado, sempre procurei atuar com seriedade e muito trabalho, lutando para aprovar as mudanças necessárias e defender as reformas tributárias, política, fiscal, trabalhista e sindical passei a frequentar os sindicatos e as federações, participando ativamente do processo de construção do segmento farmacêutico. Foi aí que aprendi a arte do diálogo e das negociações.

Fale um pouco de sua atuação no Senado... No Senado, sempre procurei atuar com seriedade e muito trabalho, lutando para aprovar as mudanças necessárias e defender as reformas tributárias, política, fiscal, trabalhista e sindical. Apresentei 57 proposições e projetos de lei, todos com o objetivo de melhorar a vida do cidadão brasileiro e do povo do DF, em várias áreas. Fui relator de outras 140 proposições. Entre os projetos de lei que apresentei, destacam-se os que criam escolas técnicas em Samambaia, Planaltina, Gama e Taguatinga. Fui, também, relator da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, que criou a figura do Empreendedor Individual, mudando a vida de milhares de trabalhadores que estavam na informalidade. Sou considerado um dos senadores mais atuantes da Casa.

E seu trabalho à frente do Sesc, do Senac e da Fecomércio? Meu trabalho à frente dessas entidades representativas do comércio muito me orgulha. Como presidente do Sesc e do Senac, conquistamos grandes avanços para os comerciários, principalmente nas áreas de educação profissional, saúde, cultura e lazer. Na minha gestão, inauguramos as unidades do Sesc de Ceilândia, do Gama e de Samambaia; promovemos espetáculos artísticos e culturais que foram assistidos por mais de 400 mil pessoas. Os nossos programas de saúde, educação e esporte tiveram mais

de 10 milhões de atendimentos. No Senac, alcançamos a marca de mais de um milhão de alunos, criamos a Faculdade Senac – com quatro cursos de graduação e 12 de pós-graduação, além da Editora Senac, que está publicando vários títulos e dando oportunidade a muitos novos escritores. Inauguramos também livrarias, lanchonetes-escola, Café Cultural, Centro de Produção de Alimentos, Centros de Educação Profissional, cursos de pós-graduação e dezenas de cursos básicos de ensino a distância, bibliotecas, cursos técnicos, cursos de Formação Inicial Continuada e Centros de Educação Profissional. Todo esse trabalho fez com que a vida do trabalhador do comércio melhorasse e, principalmente, que ele tivesse acesso a instrumentos de qualificação profissional.

E agora, quais são seus próximos desafios? Como eu disse, estou licenciado da presidência dessas entidades para concorrer a uma vaga de deputado federal nas próximas eleições. Quero ser deputado federal para poder continuar esse trabalho em defesa de Brasília e do Brasil, principalmente para lutar pela redução dos impostos, pela geração de empregos e pela valorização e fortalecimento do ensino profissionalizante. Reduzir impostos significa ampliar o consumo. Pagando menos impostos, os brasileiros poderão comprar mais e as empresas poderão contratar mais empregados. Criar empregos e ampliar as perspectivas de qualificação profissional dos nossos trabalhadores são dois grandes desafios que o Brasil precisa enfrentar. Eles serão a minha prioridade no Congresso Nacional.

SETEMBRO 2010 PRIME 113.


.ARTIGO

Por JOÃO LEAL Fotos DIVULGAÇÃO

O futuro da Câmara Legislativa

E

m mais de 30 anos de diversas atividades no Distrito Federal, nunca me entusiasmei pela política, embora tenha sido candidato ao Senado na década de 80, como experiência pessoal. Sempre vi Brasília como um lugar especial, ilha de excelência, com alto índice de desenvolvimento humano; a maior renda per capita do país; índice de desemprego suportável; segurança acima da média nacional e muitos outros fatores positivos. Confiava na perspectiva de um futuro tranquilo para a nossa cidade, quando fui surpreendido – junto aos demais moradores do DF – pelos acontecimentos políticos que abalaram nossa sociedade. Passei a ter comportamento diferente, com maior carga de sentimento crítico em relação a tópicos, até então, considerados normais dentro da realidade brasileira. Minha inquietação acabou sendo ainda mais agitada por grande quantidade de amigos que, sabendo da minha filiação partidária ao PSDB, passaram a exigir minha candidatura a deputado distrital. Assim, estou disputando uma eleição para atender aos impulsos de gente que me conhece há muito tempo e que me delegou essa missão.

.114 PRIME SETEMBRO 2010

Sei que o DF tem mais de mil candidatos registrados na Justiça Eleitoral, mas cerco-me de saudável fé em busca de um mandato no Legislativo local, onde possa fazer a diferença. O meu propósito é mesmo este: ser radical na valorização dessa Casa do povo, hoje já funcionando numa sede moderna, que deve representar os interesses dos brasilienses. Minha proposta mais agressiva, à altura da realidade vivida por nós, tem gerado discussão por onde passo. Prometo solenemente que, após um ano de mandato, apresentarei projeto de plebiscito a ser realizado no DF, para que a população diga se a Câmara Legislativa deve permanecer funcionando ou deve ser fechada para sempre. Tomarei essa atitude se, depois de um ano, estiver convencido de que o Poder Legislativo do DF não tem salvação e nem faz falta ao povo. Este é o meu pensamento. Sei que serei pressionado, mas não arredarei pé desta posição. Os novos políticos, que estão entrando na disputa eleitoral cheios de sonhos, precisam ser firmes na construção de um novo tempo em Brasília. Este é o meu compromisso com todos os que me conhecem.


Plano Brasília Prime  

Revista sobre decoração