Issuu on Google+

Publicação da Fraternidade de Aliança Toca de Assis - Junho de 2014

~

Viva a Mae de Deus e nossa!


ÍNDICE

Revista Revista

Toca para a Igreja

De Olho na Rua

3 Artigo Especial

Mãe da Igreja JUNHO 2014

4 Formação

Departamento Comunicação Ir. Belém, Ir. Nínive, Leonardo de Souza, Fernando Nunes. Editor chefe: Ir. Belém Projeto gráfico: Fernando H. Nunes Diagramação: Leonardo de Souza/ Fernando Nunes Revisão Ortográfica: Carolina Aureliano da Silveira Impressão e tiragem: 10.000 exemplares Colaboradores nesta edição: Irmão Belém; Ir. Romero; Ir. Maria Raquel; Ir. Nínive; Dom Roberto Lopes, OSB; Ir. Sara; Ir. Karine Maria; Gilsenir Ramirez; Fernando Nunes; Eduardo Vanzella; João Henrique Maia; Oscar Nascimento; Bruno Rafael; Luiz Felipe Filgueiras; Fábio Oliveira; Leonardo de Souza, Évelyn Renata; Simone Franklin. Capa Santuário Nacional de Aparecida/SP Por Leonardo Dias de Souza

Toca em ação

Coração da Toca

8

SAV- Serviço de Animação Vocacional vocacional@fpss.org.br sav.nacional@filhasdapobreza.com.br Revista Toca de Assis Publicação mensal e interna da Fraternidade Presidente: Ir. Maria dos Anjos do Mistério da Cruz

12 11

6

Publicada por Fraternidade de Aliança Toca de Assis CNPJ: 02019254/0001-87 Escritório São José Rua Amador Bueno, 45, Vila Industrial Campinas/SP. CEP: 13035-030 comunicacaocentral@tocadeassis.org.br Fone: (19) 3886-7086

16

Prezado amigo Leitor, Paz e bem!

14 Diário de um Peregrino

18

EDITORIAL

N

este mês trazemos um “ARTIGO ESPECIAL” sobre os 20 anos da Fraternidade celebrado na Basílica Nacional de Aparecida juntamente com o Hallel e a Romaria da Juventude! Na “FORMAÇÃO” conheceremos um pouco da história da Solenidade de Corpus Christi.Na coluna “MÃE DA IGREJA”, uma reflexão ainda das aparições de Nossa Senhora em Fátima e a relação de sua mensagem com nossas casas de vida contemplativa dos Filhos e Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento. No quadro “DE OLHO NA RUA” mostraremos o empenho da Arquidiocese de São Paulo em fazer com que seja abrandado o sofrimento dos moradores em situação de rua e a união de diversas comunidades e pastorais para que isso aconteça. No artigo “TOCA PARA A IGREJA”, Dom Roberto, do Rio de Janeiro, nos fala sobre a importância do apostolado dos Leigos na Igreja e na Fraternidade Toca de Assis. No “TOCA EM AÇÃO”, temos o trabalho da equipe interdisciplinar que atua em uma de nossas casas fraternas nas seguintes áreas: Assistência Social, Psicologia e Fisioterapia. Em “CORAÇÃO DA TOCA” veremos um testemunho da vida de uma Filha da Pobreza que hoje faz morada no céu, podendo contemplar o mistério de uma vida que se consumiu em amor e por amor a Deus. Queremos agradecer nesta edição a cada um que participou conosco dos 20 anos da Fraternidade na Peregrinação até a Basílica Nacional de Aparecida, na celebração da Santa Missa presidida pelo Arcebispo de Campinas, Dom Airton José, nos momentos de adoração ao Santíssimo Sacramento, no Hallel e toda aquela alegria de nos reencontrarmos como verdadeiros irmãos e irmãs, em busca do Reino Eucarístico de Nosso Senhor. E que venham mais 20, 30, 40 anos! Vida longa à Toca de Assis! Que o bom Deus nos abençoe! Boa leitura a todos!

Irmã Nínive Maria da Alegria Eucarística dos Anjos,FPSS www.tocadeassis.org.br


TOCA PARA A IGREJA

Évelyn Renata

“Toca de Assis no Rio de Janeiro

M

eus queridos irmãos, queria dizer que todo o trabalho que a Fraternidade Toca de Assis realiza no Rio de Janeiro é olhado com muito carinho. A cidade tem várias colônias de irmãozinhos de rua, onde religiosos e leigos da Toca desenvolvem um belo apostolado. Eu como responsável da Vida Consagrada na Arquidiocese do Rio de Janeiro, tenho acompanhado esses trabalhos realizados com carinho pelos irmãos da Toca Rio, as irmãs da Toca de Niterói e os leigos de ambas as casas. Esse ano pela CNBB, vivemos o ano do laicato, e hoje é impossível mantermos qualquer obra caritativa sem os leigos. É um grande casamento e uma união frutífera ter consagrados e leigos trabalhando juntos por um mesmo objetivo. Aqui na Arquidiocese a presença dos leigos da Toca é muito forte, são eles que compram a briga e são muito queridos pelos pobres. Os religiosos(as)da Toca de Assis juntamente com os leigos, atendem o chamado do Papa Francisco de ir às ruas. O apostolado precisa atingir esses corações e aqui em nossa arquidiocese eles realmente cumprem esse papel da Igreja nas ruas. Dom Roberto Lopes, OSB

Vicariato Episcopal Para a Vida Consagrada Arquidiocese do Rio de Janeiro

Junho 2014 - Toca de Assis

3


Fátima e a Toca de Assis Espelhos de Alma Ilustração Fernando Nunes

C

ada um dos três pastorinhos recebeu da Santíssima Virgem de Fátima uma missão diferente: desde pequenos aprenderam a renunciar suas vontades para viver o seu chamado particular. Jacinta devia rezar e sacrificar-se pela conversão dos pecadores e tinha um carinho especial pelo Santo Padre; Lúcia dedicou-se a propagação da devoção ao Imaculado Coração de Maria e foi guardiã de toda essa atmosfera de graça; por último Francisco a quem vamos nos aprofundar hoje. Francisco, o confidente do Sacrário. Certo dia Lúcia recebeu em sua casa a visita de Teresa, que contou a ela que estava aflita pelo fato de seu filho ter sido preso injustamente. Francisco ouviu tudo em silêncio, mas ao chegar perto da Igreja paroquial, disse a sua irmã: “Enquanto vais à escola, eu fico com Jesus escondido e cá lhe peço isso.” Referindo-se a conversa que havia escutado. Quando terminou a escola, Lúcia voltou pela igreja a chamá-lo e perguntou logo à saída: “Pediste aquela graça a Nosso Senhor?” A resposta foi pronta e sem hesitações: “Pedi. Diz a Teresa que daqui a poucos dias ele vem para casa.” Todos os três pastorinhos tinham um carinho especial pelo Santíssimo Sacramento, mas Francisco sempre o tinha como amigo e confidente. O amor aos Sacrários o levava a sacrificar-se generosamente para não faltar ao encontro. “Sofro tudo por amor de Nosso Senhor e Nossa Senhora.” Na terceira aparição, onde irmã Lúcia relata que Nossa Senhora os mostrara o inferno, Francisco pareceu ser o que menos se impressionou, mas ficava absorto na contemplação da Santíssima Trindade; na contemplação de Deus que se manifestou nessa luz imensa que penetrou até ao mais íntimo da alma. “Nós estávamos a arder, naquela luz que é Deus e não nos queimávamos. Como é Deus! Não se pode dizer! Isto, sim, que a gente nunca pode dizer! Mas que pena Ele estar tão triste! Se eu o pudesse consolar.” Vivia continuamente a preocupação de desagravar a Nosso Senhor pelos muitos pecados com que era ofendido. Todo o mistério de Fátima trouxe uma mudança radical em sua vida: 4

Junho 2014 - Toca de Assis

tão grande era o desejo de estar e consolar Nosso Senhor. Neste estado de alma que Francisco nos descreve reconhecemos muitas das características de vida contemplativa: Presença de Deus sentida; invasão da alma pelo sobrenatural; impossibilidade de produzir este estado de alma por si próprio; certeza de encontrar-se sob a ação de Deus; estado de que não se sabe falar; impulso para a vivência das virtudes cristãs. O contemplativo ama o silêncio e a solidão exterior para com maior serenidade mergulhar no mistério de Deus. Por isso, tantas vezes o foram encontrar sozinho, detrás de alguma rocha, arbusto ou em êxtase, de joelhos ou prostrado: “Gosto mais de rezar sozinho”, dizia tantas vezes, “para pensar e consolar a Nosso Senhor”! Por isso passava horas e horas junto do sacrário. Quando já não podia ir, pedia à Lúcia que fosse: “Dá muitas saudades minhas a Jesus escondido”.


MAE DA IGREJA

A Vida Contemplativa na Toca de Assis

D

entro de nossa fraternidade temos dois Institutos religiosos: os Filhos e as Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento. Ambos possuem o ramo de vida Contemplativa, no caso das Filhas as casas contemplativas são chamadas de Sacramento de Amor e nos Filhos é denominada Bendita Árvore da Cruz.

Temos uma inclinação a identificar como apostolado, tudo o que se refere à atividade de contato pessoal, porém o apostolado da oração destes consagrados e consagradas atinge pobres que muitas vezes nem imaginamos. São aqueles que estão além do alcance de nossas mãos e de nosso olhar. Quantas e quantas almas de nossos irmãos em situação de rua não se salvam por este clamor

incessante ao Coração de Deus? Viver separadamente para atender um chamado não é um ato de egoísmo, mas de desprendimento. Abdicam-se do apostolado nas ruas com os pobres, e com os leigos para assim poder viver diante de Jesus Sacramentado em espírito de intercessão e reparação. Deixam de pertencer a um grupo para atingir o clamor da humanidade que sofre, das almas que mais necessitam e assim como o pequeno Beato Francisco serem confidentes de Jesus, vivendo acerca desta amizade em favor da família Toca de Assis, de todos os sacrários onde Jesus está presente, e de onde houver o clamor de um pobre.

Fernando Nunes / Eduardo Vanzella

Assim como Fátima, os três pastorinhos vivenciaram o mesmo mistério de maneiras diferentes. Os Consagrados e Consagradas, sem perder nada a essência do Carisma de seus institutos, vivem-no de maneira particular.

Podemos nos perguntar como ficam os dois pilares do Carisma fundacional da Toca de Assis: Jesus e os pobres? Como podem eles vivendo separadamente atingir esses pontos ápices do carisma? Como fica o apostolado?

Referências SILVA, M. Fernando. Pastorinhos de Fátima. Lisboa: Paulinas, 2003. CLÁ DIAS, Pe. João. Fátima, Meu Imaculado Coração triunfará! São Paulo: Parma,2005.

Fernando Nunes

Fraternidade de Aliança Toca de Assis

Junho 2014 - Toca de Assis

5


Corpus Christi

E

Sabemos pela Tradição da Igreja que a adoração ao Santíssimo Sacramento fora da Missa se desenvolveu pelos séculos. Foi da reserva Eucarística para os enfermos surgindo paulatinamente o costume de adorar o alimento celeste. Afinal, o “fim principal e originário da conservação das Sagradas Espécies na Igreja, fora da Missa, é administração do viático; Os fins secundários são a distribuição da Santa Comunhão fora da Missa e a adoração de Nosso Senhor Jesus Cristo presente sob as espécies” (Eucharisticum Mysterium, 49), mas sempre a eucaristia foi tida com todo respeito e cuidado. Santo Agostinho que é do século IV, já afirmava que ninguém deveria comer desse alimento sem antes adorar, caso contrário estaria pecando. No século XII, na Diocese de Liège na Bélgica, havia grupos de mulheres que se dedicavam com assiduidade a comunhão e culto eucarístico, e teólogos insignes explicavam a excelsa dignidade do augusto sacramento. Nesse contexto nasceu Santa Juliana de Liège, conhecida também como Juliana de Cornillon, nome esse que referenciava a cidade que viveu a partir dos 5 anos aos cuidados das monjas agostinianas depois que se tornara órfã. Juliana se destacou na piedade 6

Junho 2014 - Toca de Assis

Évelyn Renata

nsina a Igreja que o Mistério Eucarístico é o centro da Sagrada Liturgia e de nossa vida cristã. Devemos compreender então tanto a celebração da missa como o culto das Sagradas Espécies. Dito isso, fica-nos claro que a solenidade de Corpus Christi é muito importante para a fé católica. De fato, é a Eucaristia “o resumo e a súmula da nossa fé” (Cat. 1326). Entretanto, como entrou esse costume tradicional de levar em procissão pelas ruas a Sagrada Eucaristia?

Toca de Assis - Dourados/MS - Templo do Coração Eucarístico de Jesus

eucarística e também nos estudos. Era uma religiosa de vasta cultura, leu os Padres da Igreja na língua latina, soube unir o conhecimento e a contemplação, gostando, sobretudo de contemplar a presença de Cristo no Santíssimo Sacramento. Juliana recebeu do Senhor uma revelação privada que pedia uma festa em honra ao Santíssimo Sacramento para os fiéis adorarem a Eucaristia, manifestar a sua fé e reparar as ofensas ao Augusto Sacramento. Tais

disposições divinas ela confiou a alguns bispos, entre eles o dominicano Jacques de Panteleón que, posteriormente se tornou o Papa Urbano IV, o qual com a bula Transiturus de hoc mundo, de 11 de agosto de 1264, instituiu a Solenidade de Corpus Christi a ser celebrada na quinta feira após Pentecostes. Festa esta estendida a toda Igreja em 1317 pelo Papa João XXII. Quando a bula de Urbano IV foi outorgada, Juliana havia falecido há seis anos, mas o importante é que a


FORMACAO

Na bula Transiturus o Papa pede que se dedique a Eucaristia pelo menos um dia ao ano para lhe reservar mais honra e solene memória. No mesmo documento, entre outras coisas, o Santíssimo Sacramento é enaltecido: “Superando toda plenitude de generosidade, excedendo toda medida de amor, ofereceu-se a si mesmo em alimento. Ó singular e maravilhosa generosidade, aonde o doador vem como dom, e o que é doado é totalmente idêntico ao doador!” (DS 847). O Papa Urbano IV pediu, além da bula, para Santo Tomás de Aquino compor o hino da tal solenidade, que é o célebre canto que conhecemos como “Tão Sublime Sacramento” ou “Tantum Ergo”. Existe relação entre a quinta feira santa em que nosso Salvador escolheu para instituir a Eucaristia e a instituição dessa Solenidade do Corpo de Cristo na quinta-feira. Na primeira quinta foi inauguração do rito eucarístico, e o mesmo dia dedicado à “Corpus

Fernando Nunes

vontade de Deus fora cumprida. Como todos que recebem revelações privadas devem ser submetidos ao juízo da Igreja e provados na sua autenticidade para ser certificado que sua inspiração é de origem divina, assim passou também nossa santa pela purificação, tendo encontrando resistência por parte de muitos clérigos. O milagre em que a eucaristia sangrou durante a missa, por dúvidas do sacerdote celebrante, ocorrido em 1263, na cidade Italiana de Bolsena, ajudou a confirmar as disposições divinas da revelação feita à Juliana.

“O Mistério Eucarístico é verdadeiramente o centro da Sagrada Liturgia, ou melhor, de toda a vida cristã. Por isso, a Igreja, instruída pelo Espírito Santo, procura aprofundar-se nele, cada dia mais, e dele viver mais intensamente” (Instrução Eucharisticum Mysterium1).

Christi” é a contemplação e exaltação do mesmo mistério, e por esse motivo a Igreja escolheu esse dia da semana para celebrar essa solenidade. Assim, fiquemos no pensamento com a comparação que fez o Santo João Paulo II em homilia desse dia no ano de 2001, quando ele comparou a Igreja reunida em torno à Eucaristia ao ostensório, chamando o povo de Deus de “ostensório vivo do Salvador do mundo”. Assim depois de comungarem sairiam em procissão nas ruas de Roma

1 .Denzinger- Compêndio dos símbolos, definições e declarações de fé e moral. Referências Homilia de Bento XVI 7-06-2007 Audiência geral de Bento XVI 17-11-2010

levando o corpo de Cristo escondido nos corações e bem visível no ostensório”

(Papa João Paulo II , 14-06-2001). De fato, lembra-nos Bento XVI: “A espiritualidade eucarística não é apenas participação na Missa e devoção ao Santíssimo Sacramento; mas abraça a vida inteira” (Exortação Apostólica Pós-Sinodal Sacramentum Caritatis, 77).

Irmã Sara Maria, FPSS Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento

Junho 2014 - Toca de Assis

7


Irmã Lazara foi e sempre será um grande testemunho de dedicação, amor e serviço. Uma Irmã que soube abraçar a vontade de Deus, sabendo acolher as manifestações do amor Dele e principalmente ser essa manifestação. Quando descobriu que estava com câncer sentiu medo como qualquer outra pessoa, porém jamais permaneceu abatida e sem esperança. Era visível a força que a envolvia e renovava suas disposições a fazendo recomeçar sempre com um sorriso meigo e confiante. Foram momentos únicos e muito rápidos, pois foram apenas sete meses de luta! Mesmo com a quimioterapia, ela nunca deixou de se dedicar aquilo que foi chamada. Vivia intensamente seu apostolado na fidelidade em suas orações diárias, no cuidado e sensibilidade com os acolhidos que tinha por natureza. Ela nunca deixou de se colocar a serviço na medida em que podia, por conta do tratamento. Nos últimos meses gostava de se doar ainda mais na rouparia da casa, sendo isso, o que mais nos encantava, pois percebíamos nela esse dom de doar a sua vida no oferecimento das pequenas coisas, como santa Terezinha, uma santa que muito a inspirava. Na rouparia ela oferecia seu sacrifício diário, já com muitas dores e limitações próprias da doença, buscava oferecer em cada momento o amor materno que tinha pelos acolhidos de nossa casa e pelas Irmãs Fraternas. Nas sessões de quimioterapia era grande seu sacrifício semanal, sempre rezando o seu santo terço, era fiel a Nossa Senhora. Mesmo no sofrimento 8 8

Junho Junho 2014 2014--Toca Tocade deAssis Assis

e muitas vezes não entendendo o que lhe acontecia, ela se revigorava por ver que não estava sozinha e podia se unir às tantas pessoas que ali a apoiavam. Suas últimas semanas foram de grande ensinamento e valor para mim, pois me sentia impotente diante do seu sofrimento. Ela não comia e nem dormia, a dor era cada vez maior, mas era visível perceber o que Deus fazia tanto na vida da Irmã, quanto em cada uma de nós através dela. Sei que eu e minha comunidade fraterna nunca mais seremos as mesmas depois desta experiência. Um dia, já muito sofrida e até angustiada, recebeu uma visita de um dos nossos irmãos acolhidos que por sinal a visitava quase que diariamente, e que desta vez pegou um enfeite da árvore de natal, lhe deu como presente e ao entregar cantou: “Seu coração é só de Jesus, a sua alegria é a santa cruz”. Neste dia choramos juntas por perceber o quanto Deus a amava. Naquele momento ela encontrava ainda mais sentido para seu sofrimento, algo que todos precisamos: dar sentido a nossa vida. Ela percebeu que o seu coração precisava ser só de Jesus para encontrar alegria na dor! Podemos com esse testemunho encontrar o Senhor Jesus Pobre e Crucificado em cada sofredor de rua e nas pessoas que passam por algum “calvário”. Assim podemos perceber que o essencial é realmente invisível aos olhos. Quantas oportunidades perdemos de amar, mas ao mesmo

Arquivo Filhas da Pobreza

A

uM Grande Testemunho de Dedicação, amor e Serviço

tempo quantas oportunidades Deus nos dá para amar nestas e tantas outras situações. Lembro–me de um dia que a Irmã Lazara me disse que se alegrava com o que Deus fazia nela e em nós através de sua doença. Sei que a Irmã poderia ter sofrido tudo isso em qualquer outra comunidade fraterna, mas Deus a quis aqui em Dourados nesta comunidade. O amor e ensinamento de Deus, agindo através dela, foram também para nós. Hoje digo para todos que sofrem ou tem alguém na família com alguma doença e/ou vícios: é preciso perceber o amor de Deus em tudo. É necessário querer enxergar o que realmente é preciso aprender com aquela dor, e, principalmente não ter medo de amar e se deixar ser amado por Deus. Agradeço muito em nome das Filhas da Pobreza e Toca de Assis, a toda família da Irmã Lazara e principalmente ao seu Pai. Conviver com ela foi para nós um grande presente! Aos leigos, amigos, médicos, colaboradores e sacerdotes que nos auxiliaram neste tempo: o meu muito obrigada”. Irmã Karine Maria do Humilde Cordeiro

Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento


Arquivo Filhas da Pobreza

~

CORACAO DA TOCA

“O Meu coração é só de Jesus a minha alegria é a santa Cruz” Junho 2014 2014 -- Toca Toca de de Assis Junho Assis

99


Viva a Mãe de Deus e nossa!

N

o mês de Maio a Toca de Assis festejou seus vinte anos de existência no seio da Santa Igreja. Foi um intenso mês de comemorações por tudo aquilo que vivemos na Fraternidade adorando Jesus no Santíssimo Sacramento e O amando no pobre. Tivemos celebrações de Santa Missa em ação de graças e festejos em todas as missões unindo em um só coração os leigos, religiosos, religiosas e os nossos pobres na alegria de comemorar essa data tão especial. Em todas as casas se respirou forte sentimento de gratidão por toda essa história de adoração, amor e de esperança por tudo que Deus tem providenciado em nossa missão atualmente. Aparecida e Fátima – Centenários de Bênçãos Santuário de Fátima oferece imagem de Nossa Senhora de Fátima ao Santuário de Aparecida O ponto alto de todas as festividades foi a nossa inesquecível Peregrinação ao Santuário Nacional de Aparecida. Membros de várias localidades do país se uniram aos pés da Virgem Padroeira do Brasil para agradecer todas as bênçãos derramadas sobre nossa missão. Tivemos a graça de vivermos esse momento dentro da celebração conjunta entre os dois Santuários de Fátima

10

Junho 2014 - Toca de Assis

(Portugal) e Aparecida (Brasil) que em 2017 estão em festa, celebrando o centenário das aparições de Nossa Senhora, no primeiro caso, e o tricentenário da descoberta da imagem de Nossa Senhora da Conceição, no rio Paraíba, no segundo. Tratando-se de dois dos mais importantes Santuários Marianos do mundo e de dois povos irmãos, unidos pela história e pela língua, mas também pela mesma fé e pela grande devoção a Nossa Senhora, sentimos dever celebrar também conjuntamente tão significativos jubileus. A imagem foi acompanhada por D. António Marto e uma delegação do Santuário de Fátima foi solenemente entronizada num espaço preparado para o efeito, onde ficou para a veneração dos fiéis. Mais tarde, em data que se anunciará, será a imagem de Nossa Senhora da Conceição de Aparecida que será entronizada no Santuário de Fátima e que virá acompanhada pelo Cardeal D. Raymundo Damasceno. Que Nossa Senhora, de Fátima e Aparecida, acompanhe com a sua proteção materna os peregrinos e devotos de ambos os Santuários!1


ARTIGO ESPECIAL Hallel de Aparecida A Peregrinação da Toca também foi realizada em comunhão com o Hallel que aconteceu pela 2ª vez no Santuário Nacional de Aparecida, junto com a 6ª Romaria Nacional da Juventude. O Hallel é um grande evento voltado para a juventude católica, que une música, celebrações, louvor, palestras e diversas atividades. Famoso por concentrar um grande público, o Hallel conta com uma grande programação. Para 2014, o Santuário Nacional garantiu 7 módulos de formação: PHN, Missão e Vocação, Maria, Vida, Adoração, Lectio Divina e Hallelzinho. Junto com este momento especial, estivemos reunidos em Fraternidade conduzindo vários momentos de adoração no Módulo Capela situado no Pátio bem em frente da Basílica.

Celebração dos Vinte Anos

Tayne Zerbetto

Logo pela manhã do sábado, dia 17 de maio, todos os que comungam do mesmo carisma da Toca de Assis tiveram um belo momento de reencontro, confraternização e de troca de experiência, haja vista que houve um encontro de vários religiosos, religiosas e leigos das cidades em que se desenvolve o carisma.

Junho 2014 - Toca de Assis

11


Santa Missa

Fernando Nunes

Fernando Nunes

Momento forte e marcante foi a Santa Missa de ação de graças celebrada na Nave Central do Santuário por nosso Arcebispo de Campinas Dom Airton José que acolheu nossa Fraternidade com palavras de carinho e estima. Também contamos com a especial presença de Dom Rafael Cifuentes e de outros sacerdotes que vieram celebrar conosco. Os nossos peregrinos participaram da celebração eucarística acomodados em lugares próximos ao presbitério como a grande família que somos. Acolhemos a Pequenina imagem da Mãe Aparecida que foi entronizada na procissão de Entrada da Missa por uma representante dos leigos, dos religiosos e das religiosas, e assim consagramos tudo que temos nas Mãos Imaculadas da Mãe de Deus.

Tarde de benção e muita emoção Na parte da tarde, dentro do módulo da Capela do Hallel, centenas de pessoas da Fraternidade se ajoelharam diante do Santíssimo Sacramento e realizaram uma emocionante adoração conduzida pelos irmãos e irmãs da Toca, dentro do espírito desse carisma dado do Céu. Após esse intenso momento de adoração, todos os peregrinos se reuniram na escadaria para um momento de partilha e comunhão tendo também as palavras do Irmão Hariel e a Irmã Maria dos Anjos, Ministros Gerais dos Institutos religiosos.

12

Junho 2014 - Toca de Assis


Fernando Nunes

ARTIGO ESPECIAL

O Encontro com a Virgem de Fátima e o amanhecer aos pés de Jesus Eucarístico.

Fernando Nunes

Na noite do sábado os peregrinos encontraram-se com a Peregrina de Fátima, imagem que veio de Portugal em uma comovente procissão de velas seguida de uma Santa missa celebrada por Dom Damasceno e por D. António Marto, Bispo de Leiria-Fátima. No domingo, logo pelo inicio da manhã, a Fraternidade conduziu um inesquecível momento de adoração ao Santíssimo, agora na nave central da Basílica diante de milhares romeiros de todo o Brasil. Ali cantamos nossas músicas e adoramos como Toca de Assis aos pés da Virgem de Fátima.

Graças e louvores se deem a todo momento... Mais tarde conduzimos uma procissão do Santíssimo Sacramento com a companhia do Pe. Leandro da Paróquia São Sebastião, da Diocese de São José do Rio Preto. Fizemos ecoar pelo pátio da Basílica o marcante canto “Graças e louvores se deem a todo momento...” finalizando nossa participação no Hallel e na peregrinação com uma benção do Santíssimo a todo povo que estava unido a nós em adoração naquela manhã. Poderíamos resumir essa Peregrinação como um grande presente de Deus para nossa Fraternidade, como um reinflamar do amor fraterno dentro da nossa família religiosa. E, tudo isso unido à graça de transbordarmos esse carisma a todos os romeiros que ao chegar à Basílica não esperavam ter momentos tão fortes com o Augustíssimo Sacramento do Altar. Grande graça de Deus ser da Toca, ser desse carisma, ser católico e ser filho da Padroeira do Brasil. 1

http://www.santuario-fatima.pt

Irmão Belém, FPSS.

Filhos da Pobreza do Santíssimo Sacramento

Junho 2014 - Toca de Assis 13


Évelyn Renata

Dignidade Humana

T

rabalho na Toca de Assis há três anos e meio, sendo para mim uma experiência única e muito gratificante poder prestar serviço dentro deste carisma. Tenho profundo respeito e grande admiração pelo trabalho que é realizado, pelo amor, dedicação, carinho e cuidado que cada Irmã dispõe aos Irmãos acolhidos. A Casa conta com nossa equipe interdisciplinar que atua na área da Assistência Social, Psicologia e Fisioterapia. A primeira área tem como objetivo a inclusão social, interação familiar, lazer, garantia dos direitos como cidadão (pautados em políticas públicas) e promoção da saúde e bem estar. A Psicologia explora e estimula as habilidades neuropsíquicas e psicomotoras, através de técnicas especializadas para combater as dificuldades emocionais, bem como o aperfeiçoamento dos vínculos afetivos e comportamentais, que resultam no melhor desenvolvimento e convívios entre eles. A Fisioterapia oferece uma abordagem diferenciada, cautelosa e pacífica, por ser voltada aos pacientes que são portadores de deficiência física e mental. Essa área tem como objetivo atuar na prevenção e tratamento de algumas doenças, bem como nas limitações decorrentes do processo do envelhecimento natural que traz algumas alterações como: sedentarismo, diminuição dos movimentos, 14

Junho 2014 - Toca de Assis

perda de sensibilidade, perda do equilíbrio e dificuldades locomotoras. O acompanhamento fisioterapêutico auxilia na melhora da qualidade de vida e na funcionalidade. Sendo assim, o foco do nosso trabalho é oferecer uma melhora na qualidade de vida de cada irmão acolhido, promovendo e incentivando suas atividades básicas diárias, aproximando-os assim da superação de suas limitações. A Toca de Assis disponibiliza vagas de estágios supervisionados e já conta com equipes de acadêmicos nas seguintes áreas: Psicologia, Enfermagem e Serviço Social. Apesar dos trabalhos que são realizados, ainda existe pouca procura para o atendimento voluntário e isso nos deixa um pouco triste, mas nos esforçamos para dar o melhor de nós. Por acompanhar de perto e ver a rotina diária, fico encantada com o dom do carisma que cada Religiosa cuidadora possui. Desta forma, aprendo a dar mais valor à vida, ser mais sensível, solidária, ter compaixão, amor e respeito ao próximo.


Évelyn Renata

TOCA EM ACAO

1

2

3

4

7

5

Esse trabalho é realizado semanalmente com os acolhidos em prol desse reencontro pessoal. Contamos com profissionais, estagiários e voluntários que se empenham, dedicam e se colocam em doação por essa causa. Sempre com o coração alegre, pois “há mais alegria em dar do que receber.” (Atos 20, 35). Nada disso seria possível sem a partcipação de cada um deles, agradecemos a todos os profissionais, estagiários e voluntários que se unem a nós em nossa missão. Irmã Karine Maria do Humilde Cordeiro 1. Olivia Chaves, Assistente Social 2. Karina Nátaly, Psicóloga 3. Gilsenir P. Ramirez, Fisioterapeuta 4. Estágiários de Psicologia 5. Estagiários de Enfermagem 6. Ivani D’Agostine, Enfermeira 7. Religiosas e Profissionais

6

Gilsenir P. Ramirez Silvestre Fisioterapeuta da Toca de Assis - Dourados/MS

15 Junho 2014 - Toca de Assis 15


MÃE DA IGREJA

Igreja na Rua “Saiamos, saiamos para oferecer a todos a vida de Jesus Cristo! Repito aqui, para toda a Igreja, aquilo que muitas vezes disse aos sacerdotes a aos leigos de Buenos Aires: prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, a uma Igreja enferma pelo fechamento e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças”.(Lc 24 15-16).

N

Francisco, Exort.ap. Evangelli Gaudium (24 de novembro de 2013),49. Arquivo Filhos da Pobreza

a busca de obedecer a mandato do Papa Francisco de que a Igreja saia às ruas para levar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, as novas comunidades por meio da pessoa do Pe. João Henrique da Aliança de Misericórdia e do Pe. Júlio Lancelotti da Pastoral do Povo da Rua de São Paulo fizeram o convite a todos os grupos que realizam algum trabalho junto à população de rua, para agirem juntos e na comunhão dos vários carismas, construir uma atitude apostólica evangelizadora, que respondesse o desejo do Santo Padre para toda a Igreja e marcar a presença da Igreja nas ruas. O objetivo das comunidades se reunirem é desenvolver um trabalho conjunto com os vários carismas. Para isso foi pensada uma estrutura onde os vários grupos pudessem elaborar sua atuação apostólica durante os dias da semana em revezamento de horários. Frente aos grandes desafios pastorais na cidade de São Paulo, foi escolhida a gritante realidade da Cracolândia para a execução dessa ação concreta aos que estão cárceres nas ruas, visto que esta região tem desafiado os esforços do poder público e da Igreja. O primeiro passo nesse projeto foi a ideia da elaboração de uma tenda próxima ao maior fluxo de pessoas no local, onde os grupos realizariam seus trabalhos com mobilidade e agilidade. Haverá um encontro no último domingo de cada mês para a avaliação do projeto, confraternização entre as comunidades e momentos de oração. Será realizada nesse dia, em espírito de comunhão, uma Santa Missa às 15 horas no local das pastorais. O cardeal Dom Odilo Pedro Scherer manifestou seu agrado à iniciativa e orientou os outros bispos a estarem presentes nas celebrações. Essa ação pastoral intercomunidades teve inicio há mais de dois meses e vem se organizando com 16

Junho 2014 - Toca de Assis

revezamento e utilização da tenda para as atividades. Existem comunidades que já realizavam esse tipo de pastoral, mas para algumas é um trabalho totalmente novo. Em comum existe o forte desejo de levar a Boa Nova do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo que dignifica e restaura a pessoa humana, e faz ver que a Igreja na riqueza dos carismas é presente nessa sofrida realidade. Rogamos a Deus que abençoe os esforços de todos que participam dessa ação e que nos faça crescer em comunhão.

Irmão Romero, fpss

Filhos da Pobreza do Santíssimo Sacramento


DE OLHO NA RUA

Junho 2014 - Toca de Assis

17


DIARIO DE UM PEREGRINO

Arquivo Filhas da Pobreza

Pequenos gestos

F

aço parte do Serviço de Animação Vocacional (SAV) do Instituto das Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento. Dentro desse serviço, fazemos visitas às jovens que querem discernir sua vocação.

Estive em Missão, na Bahia e ao chegar ao Distrito de Pereira, onde fiquei hospedada, deparei-me com um povo simples e cativante, que me acolheu como uma mãe acolhe seu filho. Pessoas que, por conta da escassez de sacerdotes, sentem na pele a dor de não receberem os Sacramentos com frequência e, portanto , um rebanho sedento de Deus. Dentre muitas manifestações do amor de Deus por mim, uma cravou no meu coração: a pequena Clara, uma menina

de 5 anos, filha de um jovem casal. A menina é portadora de uma enfermidade que impede seu crescimento ósseo e a impossibilita de alimentar-se normalmente, sendo possível a ela ingerir somente leite. Talvez pelo fato de sentir-se amada, Clarinha consegue sorrir muito, mesmo diante das adversidades que enfrenta. Olhando para trás, vejo quantas coisas maravilhosas pude trazer na minha “bagagem”, porém, a mais fantástica de todas foi o sorriso da Clara! Nesse sorriso pude compreender que somos mais fortes do que aparentamos e mais valentes do que imaginamos. Compreendi que vale a pena enfrentar qualquer coisa , porque quando eu vou pelo caminho, ganho presentes valiosos como o abraço, o olhar e o sorriso da Clarinha !

Irmã Maria Raquel do Eterno Amor Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento

18

Junho 2014 - Toca de Assis


Vocacional Nossa Fraternidade possui dois Institutos de Vida Consagrada, membros que ao vivenciarem nosso carisma desejaram entregar-se totalmente a Deus, seguindo o caminho da vida consagrada. São eles as Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento e Filhos da Pobreza do Santíssimo Sacramento. Se você sente o chamado de Deus para fazer parte desta obra, inicie um acompanhamento vocacional.

Acesse www.tocadeassis.org.br

Ao acessar nosso site, procure a aba vocações, lá você encontrará todas as informações necessárias

Escolha um dos dois Institutos Religiosos e preencha o cadastro, em breve a equipe de animação vocacional entrará em contato com você.

Toca de Assis

#Amo

Junho 2014 - Toca de Assis

19


“É maior alegria dar que receber.” Atos 20,35


Revista junho de 2014