Boneco Gira Boneco 2021

Page 1

Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e Cia Mariza Basso Formas Animadas apresentam:


PROGRAMAÇÃO FESTIVAL ON LINE ADQUIRA SEU INGRESSO GRATUITO NO SITE http://www.marizabasso.com.br/boneco-gira-boneco/


Na Cia das Marionetes


CIA CONVIDADA 6/5 QUINTA ABERTURA 20h

VIEJOS DE MI...

Cia Sergio Mercurio Argentina

Sinopse Uma pensão é o universo no qual se desenvolve a história destes colegas de longa data, Juanito e Juárez, que mantêm uma relação que passa pelo confronto, a ternura, a empatia e, finalmente, o amor. A história mostra a relação entre dois amigos. Enquanto o primeiro começa a perder a memória, o segundo faz de tudo para não perder o colega. A partir dessa situação, Juárez tem a ideia de desenhar suas memórias e esperanças. Mercurio

4

desenvolveu uma técnica de desenho com erva-mate, feito ao vivo em uma mesa e projetado ao público por meio de uma tela. Histórico Sergio Mercurio se considera autodidata. Escritor, cineasta, diretor e ator de teatro é reconhecido como um dos mais expressivos representantes da arte teatral na Argentina. Artista multidisciplinar que, desde 1992, cria bonecos e realiza espetáculos dedicados a jovens e adultos, ao longo de quase três décadas de carreira já realizou diversas turnês pelo Brasil e América Latina. Mercurio desenvolve seus espetáculos inspirado na observação de personagens que transitam pelo bairro de Banfield, onde nasceu, na Grande Buenos Aires.

DEBATE MEDIADOR

Toninho do Valle

FESTIVAL ON LINE


7/5 SEXTA 17h* E 20h15

POR UM TRIZ Tato Criação Cênica Curitiba/PR * Transmissão para Marilia/SP Seguida de bate papo

Sinopse À procura de comida no quintal de uma casa, um caracol se depara com inúmeras dificuldades, por algumas vezes chega perto de seu objetivo mas, parece que ele sempre está por um triz de conseguir o que deseja. Personagens criados com as mãos, a partir da linguagem de animação corporal

desenvolvida pelo grupo teatral Tato. Histórico A Tato Criação Cênica desenvolve um permanente trabalho de pesquisa que tem, como fio condutor, uma dramaturgia essencialmente corporal, buscando integrar as linguagens do teatro, consciência corporal, mímica, teatro de animação e criação sonora vocal, para comunicar e emocionar através do simples. Com três obras no repertório atual, conta com um leque de oficinas que inclui manipulação, construção, dramaturgia, corpo e voz devido a linguagem desenvolvida e as especialidades de cada integrante.

5


20h

ME VOE Me Voe Artesania Sertãozinho/SP

Sinopse Me voe é o encontro e a descoberta das mãos que saem de dentro de uma caixa e viram asas. Santiago é um personagem solitário em um apartamento quarto e sala com vista para outras janelas, um telefone e uma televisão. Ele redescobre sua alma de pássaro nesse apartamento invadido por pombas. Santiago também é uma cidade, como tantas outras cidades e centros, que

6

não sabem o que fazer com tantos pombos criados em telas. Histórico A Me Voe Artesania surgiu em 2015, durante o Laboratório Plan B de Marionetas realizado por Murilo Cesca, em Santiago do Chile, e dirigido por Natacha Belova e Tita Jacobeli. Desse encontro nasceu a cena - o boneco e a busca por maneiras de fazer - que deu origem ao espetáculo “Me Voe” e a pesquisa com marionetas, teatro lambe-lambe e a adaptação de narrativas para distintos formatos; escala humana e miniatura.

DEBATE MEDIADOR

Toninho do Valle

FESTIVAL ON LINE


8/5 SÁBADO

Histórico

15h

A Cia Nazareno Bonecos atua em diversas frentes, da cultural à publicitária, como a criação e produção de bonecos, cenografia, oficinas de bonecos e assessoria técnica para companhias de teatro. Em parceria Com: Paulo Nazareno Bernardo com a Trip Teatro de Animação criou o Santa Cruz Cabrália/BA Ponto de Cultura Anima Bonecos, que se tornou referência no cenário nacional na Sinopse arte do Teatro de Bonecos. O grupo realizou Nesta oficina, o bonequeiro Paulo Nazareno, turnê pela Itália, Argentina, Chile e percorreu idealizador da oficina virtual ‘Mecânica diversas regiões do Brasil levando sua arte e Alma’, ensina a técnica para construção de conhecimento. máscaras de arame.

OFICINA MÁSCARAS DE ARAME

7


17h

CADÊ MEU NINHO? Téspis Cia de Teatro Itajaí/SC

Sinopse Para o festival a Téspis apresenta o espetáculo “Cadê meu Ninho?”. Nele, o pássaro Samalê está procurando um ninho onde possa botar seus ovinhos. No meio do caminho encontra muitas brincadeiras divertidas, que torna sua aventura ainda mais emocionante!

Histórico Téspis Cia de Teatro (www.tespis.com. br) desde sua fundação, em 1993, sempre trabalhou com adaptações de textos clássicos. A partir de 2009, a Cia decidiu apostar na criação de um trabalho autoral que privilegie a construção de uma identidade singular. A Téspis também realiza uma pesquisa sobre teatro de formas animadas, que utiliza principalmente nas montagens de seus espetáculos para crianças, tendo participado dos principais festivais internacionais da categoria no Brasil.

DEBATE MEDIADOR

Toninho do Valle

8

FESTIVAL ON LINE


20h ESTREIA

ESCUTA Juliana Notari São Paulo/SP

Sinopse Uma obra de marionete e poesia sonora visual. A Escuta é uma anciã nômade que leva consigo sua casa, sua aldeia, suas histórias e seus sonhos. Ela observa e se relaciona com o mundo com tranquilidade, generosidade, afeto e lucidez. Além de suas duas grandes orelhas, que estão localizadas na cabeça, ela guarda e protege outras espalhadas pelo corpo, ao lado dos poros. Em um mundo de ouvidos e cabeças fechadas, “Escuta” decide dividir seus segredos. Histórico Juliana Notari artista, marionetista, diretora, dramaturga . Formada em Artes Cênicas, iniciou o mestrado na Universidade de Strasbourg, mas mudou sua trajetória ao decidir se dedicar a uma pesquisa sobre a velhice, vivendo por seis meses em uma residência de idosos, nos Alpes. Criou mais de 40 obras, participou de dezenas de festivais, blocos e cabarets além de realizar centenas de oficinas e turnês pelo Brasil e Exterior.

DEBATE MEDIADOR

Toninho do Valle

9


9/5 DOMINGO 15h

OFICINA: CABEÇAS PARA BONECOS DE LUVA COM GARRAFAS PLÁSTICAS Com: Márcio Pontes da Cia Polichinelo Araraquara/SP

Sinopse É comum a utilização de materiais recicláveis em oficinas de bonecos, mas, será que podemos ter um material de qualidade? Nessa oficina a proposta é reutilizar materiais descartáveis, dando o devido acompanhamento técnico para uma boa finalização do trabalho. MATERIAL: 2 garrafas plásticas (pet), com bojo arredondado, serra, fita adesiva, 1 folha de papel A4 , tesoura, meia calça ( qualquer cor), pedaço de EVA. Histórico Márcio Pontes tem uma longa carreira como ator, produtor e bonequeiro, atuando há mais de 30 anos na área. Fundador da Cia. Polichinelo e do Museu do Boneco, espaço cultural independente, tem formação dentro e fora do Brasil na arte da confecção de bonecos com profissionais da Espanha, Argentina, Bélgica, Inglaterra e Itália. Como produtor realizou inúmeros trabalhos junto à Cia Polichinelo e em parceria com outros profissionais e companhias. Foi indicado aos Prêmios Fensa e Governador do Estado e, em 2018, esteve na produção do espetáculo “Que monstro te mordeu?”, ganhador do prêmio APCA de melhor espetáculo de animação.

10

FESTIVAL ON LINE


17h

EL DULCE ENCANTO DE LA ISLA ACRACIA

Títeres y teatro la Libelula Dorada Colômbia

Sinopse Esta encantadora história é contada por três alegres piratas: Capitão Dreyfus, Shaflan e Malatesta. E, como em qualquer grande história de piratas, você será arrastado para uma grande aventura: a busca por um tesouro milenar que guarda em segredo uma pátria imaginária, a Isla da Acracia, localizada além de fronteiras e mapas. Esta

obra é uma viagem ao mundo da utopia, pelas mãos de piratas, sereias, monstros marinhos e dos habitantes da maravilhosa Isla Acracia. Histórico A Fundação de Marionetes e Teatro La Libelula Dorada desde 1976 fomenta e promove uma tradição de marionetes na Colômbia. Como resultado disso, a Libélula Dorada se tornou a memória viva do teatro de bonecos do país. Ao longo de mais de quatro décadas de trabalho teatral, mantêm-se como referência de vanguarda na criação dramatúrgica e técnica do teatro de bonecos, colocando em diferentes cenários e contextos, obras para crianças e adultos.

11


17h

ACROBACIAS DE QUINTAL

Cia Circo de Bonecos Salto/SP

Sinopse Uma criança brinca de fazer acrobacias sobre um pneu velho em um quintal. Utilizando a técnica de manipulação direta, os atores envolvem o público nessa divertida brincadeira.

Histórico A Cia Circo de Bonecos desde sua origem, se destaca pela busca constante de inovações técnicas e plásticas. Dedicada à pesquisa que reúne o jogo clownesco, animação de bonecos e a mímica, nesses vinte anos de existência vem produzindo espetáculos de escritores renomados como Eva Furnari, oficinas para novos artistas e educadores. Estes trabalhos proporcionaram o reconhecimento de público e de crítica especializada. Em 2010, surge o premiadíssimo Circo de Pulgas que estreou no Teatro Alfa.

DEBATE

MEDIADOR

Toninho do Valle

12

FESTIVAL ON LINE


20h

SUEÑOS DE ARRABAL Cia Ánima Argentina

Sinopse “Sueños de Arrabal” nos mergulha em uma história que se passa dentro da atmosfera do tango de Buenos Aires, na primeira metade do século XX. Nesse universo cheio de melancolia, três músicos serão os protagonistas. O pianista, o violinista e a cantora vão tocar os tangos da época e vão deixar no ar melodias de amor e desavenças.

Histórico A Ánima Company formada, em 2011, por Lucas Manso e Sol Lavítola, manifesta o interesse pelo teatro de animação e pela confecção de bonecos em seu histórico de trabalho. A Cia, desde sua origem, mantêm uma oficina de criação de marionetes e objetos cenoplásticos onde os artistas investigam e criam a arte milenar dos bonecos de madeira.

DEBATE MEDIADOR

Márcio Pontes

13


10/5 SEGUNDA 20h

O SOLUÇO Cia Mútua Itajaí/SC

Sinopse A cena “O Soluço” que faz parte do espetáculo “El Gran Circo-Teatro de Luvas”, de 2015, apresenta um Mágico e seu Partner que entram em cena para realizar seu aclamado show de mágicas mas, um imprevisto inesperado, traz uma reviravolta muito divertida. Concebido a partir de textos do autor argentino, Guaira Castilla, utiliza a linguagem do teatro de bonecos

14

de luva para contextualizar um tradicional circo-teatro onde, apenas dois artistas, interpretam todos os papéis. A cena é uma adaptação para o formato digital. Histórico A Cia Mútua dedica-se à pesquisa do teatro de animação, produzindo e apresentando espetáculos e desenvolvendo projetos de formação e fomento na área. Em sua trajetória, já foram 25 montagens teatrais que circularam dentro e fora do país, recebendo prêmios nacionais e internacionais, entre eles o Prêmio CBTIJ de Melhor Espetáculo de Teatro de Formas Animadas, com Um Príncipe Chamado Exupéry, em 2016. Desde 2017 promove, na cidade de Itajaí, o Bonencontro – Encontro Catarinense de Teatro de Bonecos.

FESTIVAL ON LINE


20h10

LANÇAMENTO DO LIVRO “A HISTÓRIA DE WILLIANS”

encenado por meio do teatro de animação pela Cia Mutua entre os anos de 2002 e 2004 Autor

Guilherme Peixoto é ator, mímico, bonequeiro e diretor teatral. Iniciou sua carreira artística em 1980. Em 1993 fundou a Cia Mútua. Com Autor: Guilherme Peixoto seus espetáculos apresentou-se em 18 Ilustrações: Marcos Leal estados brasileiros, França, Chile e Argentina. Editora: Traços e Capturas Participou de importantes festivais nacionais Literatura Infanto-Juvenil. 71 páginas e internacionais. Em 2012 circulou o país pelo Projeto Sesc Palco Giratório com o Sinope espetáculo Um Príncipe Chamado Exiupéry. Conta a história de um menino que quer Com o espetáculo “Miragem” se apresentou voar, tentando fazê-lo de diversas maneiras: em 2009 no Festival Mondial dês Théâtre de com um balão de gás, com uma pipa, com Marionnettes. a vassoura de uma bruxa. Sem sucesso em suas tentativas, ele finalmente percebe MEDIADOR que a melhor maneira de voar é por meio da Evaldo Barros e leitura de livros. Texto de dramaturgia teatral Poeta [#Nô(a)h#]

DEBATE

15


11/5 TERÇA 17h* e 20h

CONVERSA DE CASULO Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar Canoas/RS * Transmissão para Ribeirão Preto/SP Seguida de bate papo

Sinopse “Conversa de Casulo - Solidão”, parte de fragmentos de cenários, máquinas de cena e bonecos de espetáculos que tem um grande potencial visual, sonoro e de movimentos a ser experimentados na linguagem áudio visual. Neste episódio, o ator/construtor cansado da solidão mergulha em uma poética melancólica, que possibilita um improvável encontro com seu

16

duplo (boneco), através do desprendimento do real. Juntos, eles refletem sobre suas vidas no contexto atual. Histórico O Grupo De Pernas Pro Ar realiza trabalho ininterrupto em artes cênicas e circo desde 1988, tornando-se referência. Conquistou vários prêmios com um trabalho que se propõe à acessar a arte das delicadezas com experimentos curiosos, provocando uma dramaturgia peculiar com o trabalho multifacetado do ator e com o público, no espaço urbano. A partir dos experimentos curiosos e inventos de Luciano Wieser, se manifesta o teatro máquina: construção de engenhocas; instrumentos musicais inusitados, bonecos/máquinas autômatos robotizadas e maquinarias de cena improváveis.

FESTIVAL ON LINE


ESTREIA 20h10 .

Histórico

CHÁ DE ALICE Daiane Baumgartner

Formada em Artes Cênicas, Daiane foi coordenadora e bonequeira da Companhia da Sombra. Participou de cursos sobre construção de bonecos e linguagem do Teatro de Sombras com pesquisadores como Natacha Belova. Seu trabalho foi selecionado para diversos editais de produção e circulação de espetáculos e editais municipais de Rio Claro, onde mora. Atualmente, a artista vem se dedicando a aprimorar um trabalho que circulou por tradicionais festivais internacionais na Europa e Cabo Verde, por exemplo.

Rio Claro/SP

Sinopse Como eram os momentos de almoço e jantar em família na sua infância? Tinha ali um Chapeleiro maluco que mudava constantemente e sempre queria tudo limpo e organizado? Tinha uma lebre de março que ficava a passar manteiga em relógios? Você era bem-vindo à mesa? Bem, seja bem-vindo a minha mesa agora! A cena é inspirada no livro “Alice no País das Maravilha” e foi construída a partir das memórias dos encontros de família.

DEBATE MEDIADOR

TONINHO DO VALLE

17


12/5 QUARTA 15h30

OFICINA: PRIMEIROS OLHARES SOBRE A MANIPULAÇÃO DE BONECOS DE LUVA.

Márcio Pontes da Cia Polichinelo Araraquara/SP

Transmissão para a cidade de Garça/SP

Tendo como referência toda a sua experiência, Márcio traz para a oficina um diálogo a respeito da manipulação de bonecos de luva, conhecido popularmente como “fantoche”, uma das técnicas mais utilizadas por quem quer experimentar a linguagem do teatro de animação. Dentro de uma conversa simples, de fácil compreensão, a oficina direciona o participante a entender os principais pontos a serem observados quando do uso deste artifício tanto nos palcos como em salas de aula. O olhar, a postura, a voz... Tudo isso está dentro de uma oficina dinâmica e que pode ser aproveitada por qualquer interessado.

18

FESTIVAL ON LINE


20h

SI NO VUELO CAIGO Foco Ala Mano Títeres Argentina

Sinopse Uma mulher acorda de um sonho e se surpreende ao perceber que perdeu a cabeça! Em sua busca para recuperá-la, ela se depara com vários objetos que se colocam sobre seus ombros e a conduzem a uma verdadeira metamorfose. Uma cena curta que mistura teatro de objetos, bonecos e dança, com música original ao vivo. Histórico O grupo Foco Ala Mano Títeres nasceu em 2013 com o objetivo de adaptar o conto

popular “O Tesouro dos Incas” para a linguagem cênica. No ano seguinte, o grupo estreia “Quri Qala, o tesouro da montanha” uma obra de fantoches de mesa que foi indicado para os Prêmios Provinciais de Teatro 2015, na categoria “Melhor Peça de Marionete” da Agência Córdoba de Cultura. De lá para cá, os artistas não pararam mais e passaram a investir em obras de autoria do grupo, onde a criação cênica é construída a partir de conteúdos inspirados em contos populares latino-americanos. Tanto nas técnicas utilizadas, como na estética abordada, o grupo mantém a busca por uma linguagem cênica atual e criativa, com o objetivo de aproximar o público da fruição do trabalho artístico-artesanal.

DEBATE

MEDIADORA

Sandra Vargas

(GRUPO SOBREVENTO)

19


13/5 QUINTA ESTREIA 17h* e 20h

O MISTÉRIO DA FLOR Cia Dramas e Folias Bauru/SP

*Transmissão para Bertioga/SP SEGUIDA DE DEBATE MEDIADOR TONINHO DO VALLE

Sinopse Utilizando a literatura de cordel, um Bufão conta uma história atemporal, cheia de amores platônicos, inspirada na tragédia Shakespeariana. O Mistério da Flor fala da bela e jovem Maricruz que, sem saber, provoca a inveja e o ódio em sua irmã, Maleféia, o que acaba por causar uma

20

grande tragédia onde a morte acaba sendo inevitável. O Bufão, então, revela a dor existente por trás do mistério das flores que desabrocham no túmulo de Maricruz. Histórico A Cia Dramas e Folias, de Bauru (SP) iniciou sua trajetória em 1987, a partir de experimentos realizados pelos irmãos Rosa, Ezequiel e Marisa de Oliveira, com alunos da rede pública de ensino. Em busca de uma identidade, em 1993, ao experimentar novos espaços enveredam pelo teatro de rua, o que abriu novas perspectivas para a dupla de atores com participação em festivais de teatro, recebendo prêmios e indicações. Nesse momento, a companhia reforça a proposta de fazer teatro a partir da verdadeira herança cultural, aquela adquirida na infância e no dia a dia.

FESTIVAL ON LINE


20h10

MAPULU

Na Cia das Marionetes São Paulo/SP

Sinopse A mitologia de um ser antropomórfico: uma mulher-pássaro que busca alçar voo à revoada mas, suas asas foram perdidas. No entanto, guarda consigo a memória de sua liberdade. O espetáculo “Mapulu”, solo para uma marionete, fez sua estreia em 2019, carrega em sua história o estudo de mitos ameríndios sobre pássaros, utilizando as simbologias oníricas sobre a mistura entre natureza e humanos.

Histórico Na Cia das Marionetes foi criada para ser um coletivo. Com a ajuda da marionetista Rocío Walls que, há mais de dez anos se dedica a palhaçaria e ao teatro de marionetes, desenvolve pesquisas focadas no teatro de marionetes, o atelier de construção e o circo. Rocío Walls, nascida na Argentina, vive no Brasil onde fundou o Atelier das Marionetes Viajantes que, atualmente, trabalha na criação do novo espetáculo Circo do Tempo, contemplado pela lei de Fomento ao Circo da cidade de São Paulo. Rocío trabalhou com diversas companhias de teatro de bonecos como Giramundo, Cia Tumateixa, Circo do Asfalto entre outros.

21


20h10

LAIA E O VOO DA IMAGINAÇÃO Cia Tu Mateixa São Paulo/SP

Sinopse Laia é uma criança fascinada por pássaros e pintura que nos apresenta o mundo fantástico de seus brinquedos. Ao brincar, Laia nos convida a viajar pelas infinitas possibilidades da sua imaginação. Quando pinta no papel um pôr do sol com gaivotas planando ao redor, ela mesma se torna capaz de voar. Em meio aos seus devaneios, interage com as pessoas do público, dançando, abraçando-as, sentando-se em suas pernas e fazendo pinturas em suas mãos. A trilha sonora é original, composta em acordeón e violão pelos músicos Danielle

22

Siqueira e Danilo Rodrigues especialmente para o espetáculo. Histórico A marionetista, palhaça e atriz Júlia Barnabé, fundadora da Cia Tu Mateixa Marionetes, assina a dramaturgia autoral de seus espetáculos e é a responsável por construir as marionetes e a cenografia à mão, em madeira. A artista fez diversos cursos na Espanha, onde aprendeu a construir marionetes de fios na Casa-Taller de Marionetas de Pepe Otal, tradicional ateliê de pesquisa e criação de bonecos, tendo como principal tutor o catalão Lope de Alberdi. Estudou construção de marionetes com o inglês Stephen Mottran em Pinerolo (Itália) e técnicas de manipulação de marionetes de fios com Angel Navarro (Espanha).

DEBATE MEDIADOR

Toninho do Valle

FESTIVAL ON LINE


14/5 SEXTA 14h30* e 20h

CRIATURAS DA LITERATURA

O PEQUENO PRÍNCIPE Cia Teatro Lumbra

Porto Alegre/RS *Transmissão para Matão seguido de bate-papo

Sinopse Criaturas da Literatura é um espetáculo de teatro de sombras contemporâneo, para todas as idades, de enredo livremente inspirado no livro O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, é centrado na viagem desse enigmático menino por diferentes planetas, onde

conhece personagens e segredos da vida. A dramaturgia inclui poucas falas e experimenta o espaço em diferentes superfícies de projeção. Uma montagem que surpreende pela poética visual e emocional Histórico Desde o ano 2000, a Cia Teatro Lumbra teatro de sombras através de oficinas, projetos pedagógicos e experiências interativas. A Cia participa de festivais e eventos ao redor do mundo levando a poética, estética e dinâmica impregnadas de cultura brasileira. A criatividade e qualidade artística das apresentações ampliam o alcance e o interesse do público pela arte milenar e moderna das sombras.

23


ESTREIA 20h10

LOURENÇA

Maysa Carvalho Brasília/DF

Sinopse Mulher de meia idade, enclausurada em pensamentos solitários, despede-se da vida diariamente ao arrastar seus longos

24

anos de experiência não vividas. Histórico Maysa Carvalho é artista, educadora e pesquisadora de Brasília (DF), que dedicase, já há um bom tempo, a pesquisa e criação de cenas utilizando o teatro de bonecos, em suas mais diversas manifestações.

DEBATE

MEDIADORA

Katiane Negrão

FESTIVAL ON LINE


15/5 SÁBADO ESTREIA 17h

A INSPIRAÇÃO DO MAESTRO Cia Prana Teatro São Paulo/SP

Sinopse De onde vem a inspiração dos músicos? Como nasce uma sinfonia? Nosso maestro vai mostrar sua determinação para se inspirar, cumprir com o prazo e fazer o grande concerto de sua vida. O pequeno boneco

de um maestro e compositor é manipulado por uma dupla de atores e contracena com objetos, figuras de sombras e teatro negro.. Histórico O processo de criação e pesquisa da Prana envolve, desde a confecção dos bonecos, adereços e criação de trilhas sonoras originais, até a concepção e direção de cena. Em seu repertório atual, a Cia oferece narrações de histórias e uma série em linguagem cinematográfica, intervenções cênicas, pocket espetáculos de teatro em miniatura entre outros. Com passagens por festivais internacionais na França e Portugal, a companhia integrou a programação do Circuito SESC de Artes e participou da programação da Virada Cultural.

25


ESTREIA 17h20

EL MÚSICO DE LA LUNA Títeres de Cachiporra Uruguai

Sinopse Um músico usa sua trombeta para elevar as estrelas, a lua e o sol em direção ao céu. Os soldados desfilam e, sem nenhum respeito, chutam a trombeta e o músico. O comandante dispara sua pistola para o céu para quebrar tudo o que o músico conseguiu fazer, incluindo o músico e seu trompete. Todos eles acabam em uma grande lata de lixo que fecha a tampa após a queda. O músico recomeça a música, a lata de lixo se abre e as estrelas, a lua e o sol voltam para tomar seu lugar no céu. Um lindo nascer do sol surge e o músico sai vitorioso da lata de lixo.

26

Histórico A Títeres de Cachiporra, com quase meio século de existência, faz parte da rica história do teatro uruguaio, contribuindo para gerar diálogo e reflexão. A linguagem maravilhosa dos bonecos permitiu ao grupo “dizer” o proibido durante a ditadura militar no país. A partir da década de 80, a participação constante em festivais internacionais confirmou a identidade única do grupo, e o reconhecimento do aprimoramento das técnicas do teatro de animação (luva, bastão, sombras, teatro negro, etc). Nos anos seguintes a Cachiporra cresceu, tanto na produção de espetáculos, como na realização de cursos e workshops, dentro e fora do país.

DEBATE MEDIADOR

Márcio Pontes

FESTIVAL ON LINE


ENCERRAMENTO 20h

A CIGARRA E A FORMIGA Cia. Mevitevendo Mairiporã/SP

Sinopse Dois fazedores de histórias inventam um universo fabuloso de seres e situações. Bichos espertos, ingênuos, tolos e inteligentes nos mostram, de maneira engraçada e comovente, como podemos ser tão iguais e tão diferentes deles. Com máscaras, bonecos e atores, Fábulas - A Cigarra e a Formiga - nos fala da

importância da Arte e coloca temas como o preconceito, as diferenças e a diversidade no centro da cena. Uma pequena história de solidariedade e empatia, uma homenagem a todos os artistas. Histórico A Cia, com mais de duas décadas de estrada, investiga a relação de bonecos, máscaras e atores com espetáculos que utilizam as mais diferentes temáticas e técnicas, participando de programações culturais, mostras e festivais em quase todo o país, e na Europa. Seus integrantes ministraram oficinas e cursos de Teatro de Bonecos e Máscaras por todo o Brasil, bem como realizam exposições de seu acervo em São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis.

27


ESTREIA 20h15

TÁCTIL Coriolis Uruguai

Sinopse “Lele” uma personagem composta por seis mãos e dois olhos negros, com uma escala que assemelha-se à humana, arma-se e desarma-se mesmo que não queira, já que cada parte dela ganha vida e decide ir para onde quer. São as suas mãos que procuram pôr “ordem” no seu ser. Esse ser enfrenta a vida em uma pandemia, protocolos, passo a passo, higiene, distâncias, medos, angústias, até perceber que não está sozinho em cena. Seis mãos que se materializam em

28

personagens e micromundos espelhando sombras da realidade. Histórico Coriólis foi criada em 2014 (embora os seus membros trabalhem em conjunto desde 2004) com o objetivo de investigar, experimentar e produzir espetáculos de animação de objetos com perfil teatral, espetáculos contemporâneos, integrando várias técnicas e linguagens. São apresentadas histórias simples, mas profundas. O humor está sempre presente nas obras, assim como um olhar sensível e uma poética coletiva definida e reconhecível.

DEBATE

MEDIADORES

Toninho do Valle e Dico Ferreira

FESTIVAL ON LINE


CURADORIA CENAS NÃO INÉDITAS

CURADORIA CENAS INÉDITAS

EVALDO BARROS

VICTOR DELUZZI

Ator, diretor, bonequeiro e contador de histórias. Trabalha como formador ministrando oficinas sobre teatro de bonecos, a arte de contar histórias e a preparação do ator. Possui vários espetáculos em repertório onde une o trabalho de ator, a arte de contar histórias e o Teatro de Animação com sua companhia: EVALDO BARROS PRODUÇÕES. Mora em Curitiba/PR.

Ator e orientador de teatro, formado pelo Teatro Escola Célia Helena, atualmente dedica-se à atuação, cenografia e integra as companhias MARIZA BASSO FORMAS ANIMADAS, onde atua como ator/ manipulador, e MYTHUS TEATRO nas funções de ator e cenógrafo. Trabalha como docente de teatro na Casa de Cultura Celina Neves (Bauru) e no curso Técnico em Teatro do SENAC.

29


DEBATES MEDIADORES

DICO FERREIRA ANTONIO DO VALLE Bacharel em Direção Teatral pela Eca/USP é diretor, ator, professor e curador. Participou de diversos cursos no Brasil e exterior, entre eles o Écolle Jacques Le Coq, (França). Recebeu importantes prêmios do teatro brasileiro como: Prêmio Mollière- Troféu Mambembe, Prêmio Governador do Estado e Prêmio APCA, na categoria Grande Prêmio da Crítica. Dirigiu mais de 50 espetáculos dentro e fora do Brasil. Desde 1980, participa de renomados festivais, desde internacionais até regionais, como jurado, debatedor, oficineiro, palestrante e orientador.

30

Diretor teatral pela FAP/PR, integrante fundador da TATO CRIAÇÃO CÊNICA, companhia criada em 2004 e que já se apresentou em todos os estados brasileiros e outros dez países, ministra oficinas e também faz direção, manipulação e preparação de atores em espetáculos de teatro. Diretor dos Espetáculos: “Entre Janelas” da Tato Criação Cênica e “A Menina e o Lampião”, da Cia Filhos da Lua (Curitiba/ PR) em 2013; “Dia Claro Noite Escura”, Solo de Thayana Barbosa e a caixa de teatro “Me Voe” de Murilo Cesca, ambos de 2015. Presidente da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos ABTB – Unima Brasil (gestão 2017 a 2021).

FESTIVAL ON LINE


KATIANE NEGRÃO Integrante fundadora e co-diretora geral da TATO CRIAÇÃO CÊNICA (PR/DF) que iniciou em 2004, com a criação de Tropeço. O grupo investiga teatro de animação e dramaturgia física. Arte educadora licenciada em Artes Cênicas pela UFOP/MG e Educadora do Movimento Somático Body-Mind, BMCsm, Body-Mind Centeringsm, integra estes saberes em cursos com foco no corpo em movimento, na relação do corpo/ manipulador e objeto/corpo/manipulado. .

MÁRCIO PONTES Ator e produtor cultural, Márcio tem uma carreira de mais de trinta anos atuando na área do teatro de animação. Seja com outras companhias, ou com a CIA POLICHINELO, onde figura como diretor e fundador, o ator-marionetista tem se destacado no segmento, sendo alvo de indicações a diferentes prêmios por seu esmerado trabalho ora manipulando, ora construindo bonecos.

31


SANDRA VARGAS Formada pela Universidade do Rio de Janeiro, é fundadora, diretora, dramaturga e atriz do Grupo SOBREVENTO, sediado em São Paulo que, este ano, completa 35 anos. Com o grupo, Sandra Vargas tem representado o Brasil em inúmeros eventos internacionais, nos diversos campos do Teatro, seja Contemporâneo, de Animação, para a Infância e a Juventude e para Bebês. O trabalho da Cia é conhecido em todo território nacional e, em mais de uma dezena de países. Recebeu prêmios e indicações para prêmios de grande importância como o APCA, Mambembe, Funarte, Shell, Coca-Cola, Panamco-Spal, Maria Mazzetti, entre outros.

32

FESTIVAL ON LINE


EQUIPE BONECO GIRA BONECO 10 ANOS Coordenação Geral: Mariza Basso Curadoria: Evaldo Barros e Victor Deluzzi Debates: Antonio do Valle, Dico Ferreira, Evaldo Barros, Katiane Negrão, Marcio Pontes e Sandra Vargas Poemas de abertura: [#Nô(a)h#] Produção: Ariane Barros e Marcio Pimentel Produção Audiovisual: Luiz Fabiano Marquezin Programação Visual: Emerson Gomes e EME-D Produção e Arte Gerenciamento do projeto: Marcia Basso Assessoria de comunicação: Ana Ferreira

33


CURTA

V

FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE BONECOS

E COS ADQUIRA SEU INGRESSO GRATUITO NO SITE

AL OS

www.marizabasso.com.br/boneco-gira-boneco/

FESTIVAL ON-LINE

www.marizabasso.com.br/boneco-gira-boneco/

De 6 a 15 de maio 2021


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.