Issuu on Google+

M

N

A

ED

L

O

O

Ã

D

UA

C

A UR O

1

20 14 .

LO

RN

UF

IA O I L!

TO M C C OMD O SO A U O S Ç S N C Ã

SO


Manual dos calouros de comunicação social

SEJA BEM­VINDO(A), CALOURO(A)! Pensando em orientá-lo da melhor maneira possível nesses primeiros dias de UFRN - mais especificamente no Labcom (Laboratório de Comunicação) e no lendário Setor II - nós, seus lindos veteranos e suas lindas veteranas, preparamos este material. É muito provável que você já tenha recebido um manual no ato do cadastramento, mas garantimos que não é tão legal e útil quanto o nosso. Em um manual produzido por estudantes você vai encontrar, por exemplo, informações a respeito do nosso histórico Circular (sim, ele é tão ruim quanto dizem!), detalhes sobre os projetos de extensão e as bases de pesquisa de nosso curso, informações sobre o Movimento Estudantil em Comunicação, o que é um Centro Acadêmico e o que é a tal Enecos Potiguar, explicação de como chegar na Biblioteca Setorial (Câmara secreta), o querido R.U. e o famoso e obra-que-nunca-acaba Labcom! O manual pretende também esclarecer suas dúvidas sobre o funcionamento interno do curso de Comunicação e sobre o que você pode e deve fazer enquanto estudante.

Sinta-se abraçado(a) e entre de cabeça nesse mundo (dor e delícia) que é a UFRN e o curso de Comunicação Social. Temos certeza de que você vai gostar e não será o(a) mesmo(a) depois dessa viagem.

Reclamações: Fórum do Sigaa (as discussões nesse espaço já viraram clássicos), Grupo do Facebook (o novo point do UFC) e Ouvidoria. Você também pode ligar pro(a) chefinho(a) ou pra Coordenação do Curso. Conte também com a galera da Enecos e nos ajude a rearticular o Centro Acadêmico!

3

BONS ESTUDOS E BOA SORTE!


Manual dos calouros de comunicação social

6e7 8

Índice

GUIA SUPER PRÁTICO DE DIREITOS

C.A. , C.A.B.W. , DCE

9 10 11 12

ENECOS , ENECOS POTIGUAR

CCHLA , DECOM , COLEGIADO , PLENÁRIA BCZM , BIBLIOTECA SETORIAL , LABCOM

SETOR II , CIRCULAR

13 14 15 16 17

R.U.

GATOS , CENTRO DE CONVIVÊNCIA , OUVIDORIA , REITORIA

PRÓ REITORIAS , MATRÍCULA E REMATRÍCULA , TRANCAMENTO DISCIPLINAS OPTATIVAS , SIGAA , NOTAS E FREQUÊNCIA

ESTÁGIO , EXTENSÃO: Tela Livre

18

EXTENSÃO: Xeque Mate , 59 Mil

19

EXTENSÃO: Fotec , Sonora

20

22

EXTENSÃO: Jornal Livre , PESQUISA: Pragma PESQUISA: Comídia , Gemini

5

21

EXTENSÃO: Vir-a-Vila


Manual dos calouros de comunicação social

GUIA SUPER PRÁTICO DE DIREITOS Olá, calourinhos, sejam muito bem-vindos ao curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Este zine foi preparado pelo Coletivo Enecos Potiguar, coletivo local da Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social, entidade que representa os estudantes de Comunicação de todo o país.

Este material tem o objetivo de esclarecer a vocês algumas regras dessa Universidade e algum dos direitos que nós estudantes temos perante essa instituição. Já que ninguém lê as Resoluções da UFRN, resolvemos quebrar esse galho pra vocês. Também damos algumas dicas de como cursar a faculdade da melhor forma possível.

1º. Trote, dentro ou fora da UFRN, é proibido. Você e seus veteranos podem ser até jubilados caso descobertos. Se você se sentir coagido pelos(as) outros(as) estudantes você pode e deve denunciá-los.

2º. Sabe quando o(a) professor(a) quer aplicar a segunda avaliação sem ter postado a nota da primeira? Então, não pode. Você tem o direito de pedir a anulação da avaliação. Segundo o regulamento o(a) professor(a) deve divulgar a nota em até 10 dias úteis (3 na última unidade).

3º. O(a) professor(a) tem obrigação de discutir as avaliações e seus critérios avaliativos e pelo menos uma avaliação deve ser escrita e individual. 4º. Monitores(as) e estagiários(as) docentes (mestrandos) não podem dar aula sem supervisão do professor, nem aplicar avaliação, muito menos corrigir e dar nota. Professor(a) deve ser substituído por outro(a) professor(a), não por estudantes.

6

5º. No Sigaa existe um dispositivo para avisarmos quando o(a) professor(a) falta sem justificativa. É importante não sermos coniventes com esse tipo de atitude para assegurar a qualidade de nossa formação.


Manual dos calouros de comunicação social

6º. Geralmente nos animamos com oportunidades de estágio. Estagiar pode ser uma experiência muito enriquecedora, mas não é interessante que se busque nos primeiros semestres, pois pode prejudicar nossa formação. Estágio é uma formação complementar, não deve competir com as atividades acadêmicas. Aproveite os Projetos de Extensão e a Iniciação Científica, as oportunidades que a própria Universidade abre para você. 7º. No final de cada semestre existe a avaliação institucional, é importante sermos sinceros e críticos ao avaliar a postura profissional de nossos discentes, assim a Coordenação do curso e Chefia podem tomar as atitudes cabíveis.

7

8º. Temos direito de usar os equipamentos e a estrutura do Departamento para realizarmos nossos trabalhos. Câmeras fotográficas, filmadoras, microfones, estúdio, ilha de edição, computadores, tudo isso está a nossa disposição. Só é preciso a assinatura de um professor para autorizar o empréstimo.


Manual dos calouros de comunicação social

C.A. O Centro Acadêmico é uma entidade que representa todos os estudantes de um curso. E para representar, ele deve manter com seus estudantes um canal direto e permanente de contato, realizando as discussões, debates, palestras e reuniões de forma democrática e aberta a todos que quiserem participar. O C.A. também deve buscar formas de incentivar a participação daqueles que não participam, trazendo-os para as suas atividades e construção.O C.A. é organizado e mantido pelos alunos de um curso em cada faculdade e funciona como elo de ligação entre os estudantes, a Coordenação e Direção da Instituição. Dentre as funções básicas do C.A. está principalmente garantir o contato dos estudantes do curso com os órgãos de representação geral (DCEs, Executivas de curso etc.). Discutir soluções para os problemas do curso (como falta de professores, mudanças curriculares, disciplinas mal estruturadas), garantir que haja representação dos estudantes nos órgãos colegiados e nas plenárias do departamento, fazer a recepção dos calouros, organizar confraternizações e fiscalizar a faculdade também são funções de um Centro Acadêmico.

C.A.B.W.

Nosso Centro Acadêmico leva o nome de Berilo Wanderley, poeta, cronista e jornalista. Boêmio, uma espécie de símbolo de sua geração. Trabalhou nos principais jornais da cidade, além de exercer a função de promotor e professor universitário.

cabwufrn.blogspot.com.br

DCE

8

O Movimento Estudantil é o espaço em que os estudantes se articulam para transformar a realidade da escola ou da universidade. No nosso caso, o Diretório Central dos Estudantes é o espaço de articulação de todos os estudantes de uma universidade. Nosso DCE se chama José Silton Pinheiro, militante político morto por tortura pela Ditadura Militar. Os estudantes que compõem o DCE representam os demais estudantes nos espaços de de decisão como os Conselhos de decisões da Universidade, são responsáveis por realizar ações de formação política, eventos, mobilizações políticas e por defender os direitos dos estudantes em situações em que estes são ameaçados. dceufrn.blogspot.com


Manual dos calouros de comunicação social

ENECOS Com o propósito de organizar os estudantes de Comunicação Social de todo o Brasil em torno de pautas em comum, em 1991, foi criada a Executiva Nacional de Estudantes de Comunicação Social (Enecos). A entidade representa todos os estudantes de Comunicação do país de todas as habilitações (Jornalismo, Rádio & TV, Publicidade & Propaganda, Relações Públicas e outras cositas más), de universidade públicas (estaduais e federais) e particulares e de todas as regiões se articulam e se mobilizam a partir da Executiva. A executiva tem como bandeiras a Qualidade de Formação do Comunicador, o Combate às Opressões e a Democratização da Comunicação. As “bandeiras” são os principais temas discutidos pela Executiva e pelos estudantes que a constroem.

enecos.com.br

ENECOS POTIGUAR A Enecos se organiza a partir de Coletivos. Os coletivos locais têm suas próprias atividades, pautadas na realidade vivenciada em cada universidade, mas também seguem orientações nacionais. Assim, a atuação da Enecos consegue, ao mesmo tempo, contemplar questões nacionais e questões específicas de cada universidade.

O Coletivo da Enecos Potiguar existe desde 2012 e conta com estudantes da UFRN-Natal e da UERN-Mossoró. Realizamos a Semana de Comunicação, Recepção dos Calouros, Seminário de Avaliação do Curso, Assembleias estudantis, Campanhas contra o machismo e a homofobia, debates, rodas de conversa, festas, sessões de cinema. Uma de nossas principais pautas atuais é a Campanha #DemocratizaComunica, que luta pela participação popular na gestão da TV e Rádio Universitária. Participe de nossas atividades e nos ajude a construir a Enecos localmente.

9

facebook.com/enecospotiguar


Manual dos calouros de comunicação social

CCHLA O "Chinchila" é o Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes. O prédio é também conhecido como o Azulão. Lá estão as chefias de departamento e coordenações dos cursos de Comunicação Social, História, Filosofia, Geografia, Artes, Ciências Sociais, Letras, Gestão de Políticas Públicas, Psicologia, Dança, Design, Artes Visuais e Teatro. O prédio fica localizado de frente para a BCZM, na lateral do Setor II. No CCHLA tem auditórios, a Biblioteca Setorial, espaços de convivência, sala dos professores e Xerox. www.cchla.ufrn.br

DECOM O Departamento de Comunicação é carinhosamente chamado de DECOM. O departamento é a base da estrutura da universidade e reúne os professores por área de conhecimento e atividades afins, como ensino, pesquisa e extensão. Todo professor faz parte de um departamento. Assim, quaisquer reclamações e problemas relacionados ao professor devem ser resolvidos no departamento a que ele pertence. O DECOM possui 29 professores efetivos, todos com mestrado ou doutorado. Até agora a estrutura física do DECOM continua sendo no CCHLA e Setor II. Diz a lenda que quando o anexo do Labcom, enfim, ficar pronto, quase tudo que se refere ao nosso curso estará no novo prédio. secdecom@cchla.ufrn.br

COLEGIADO Cada curso de graduação da universidade é coordenado por um Colegiado. Este, por sua vez, é formado por professores e estudantes. É no Colegiado que se resolvem, entre outras questões, a oferta de disciplinas e as matrículas dos alunos, além das mudanças de grade e reformas no curso.

PLENÁRIA

10

O Departamento se reúne em plenárias, formadas por professores e alunos, a cada 15 dias para discutir os problemas do curso, viagens de professores, congressos e concursos, qualquer aluno pode ir e opinar nas plenárias, porém apenas os representantes, membros do CA, podem votar.


Manual dos calouros de comunicação social

BCZM A Biblioteca Central Zilá Mamede possui diversos exemplares de livros e periódicos, por isso é sempre bom checar antes de xerocar algum material. O cadastro pode ser feito via SIGAA, na aba “Biblioteca” no topo da página. Você pode pegar até 3 livros por vez e o prazo de devolução é de 15 dias. Você pode renovar por mais 15 dias na própria biblioteca ou pelo SIGAA. A Biblioteca envia notificações para o seu email quando o prazo está perto de vencer. Você é penalizado caso atrase na devolução. A BCZM se localiza por trás do Centro de Convivência, de frente pro CCHLA e Setor II.

BIBLIOTECA SETORIAL

Cada Centro possui sua biblioteca setorial, que contém publicações específicas de cada área do conhecimento. A nossa se localiza dentro do CCHLA, descendo a rampinha do lado esquerdo do prédio, ao lado da pracinha interna. Bem escondida, mas é muito boa pra estudar.

LABCOM

O Laboratório de Comunicação fica atrás da COMUNICA (prédio da TVU, FMU e AgeCom) e ao lado do Setor I. É onde teremos todas as nossas aulas práticas. Ele possui auditório, estúdios de TV e Rádio, além de ilha de edição e salas de aula equipadas com Mac's (somos phynos). É pequeno, mas é nosso! E ele tá crescendo! O Anexo do Labcom, que vem sendo construído há anos, finalmente está em faze de conclusão (é o que dizem por aí). Com o novo prédio teremos mais salas de aula, laboratórios para fotojornalismo, fotografia publicitária e produções audiovisuais.

11

O Centro Acadêmico, a 59mil - Empresa Júnior do Curso de Publicidade, o Departamento e os professores terão suas salas. Quase todo o nosso curso se mudará para lá, com exceção dos primeiros períodos que estudarão no setor II.


Manual dos calouros de comunicação social

SETOR II (!) Ah, o famoso Setor II! É lá que você, calouro, passará a maior parte dos seus primeiros períodos. O II é o lugar com a maior diversidade de estilos, caras, gostos e culturas. E é de longe o melhor setor da UFRN.

A galera de Comunicação geralmente tem aula bloco H, nos encontramos sempre no hall desse bloco ou no famoso maconhão (o nome é esse mesmo). Em frente ao H tem um prédio isolado e bem colorido, é lá que estão as salas da maioria dos Centros Acadêmicos do CCHLA e a Xerox (lugar cativo) . Em frente a Xerox está um espaço de lazer, sempre ocupado por atletas jogadores de peteca... No bloco C está a sala da supervisão (sala C3), onde você pode obter qualquer informação sobre o setor, além de reservar salas. Lá também é o perdidos & achados. Ao lado, na C4, funciona o laboratório de informática chamados por alguns de Lan House - você pode usar livremente para fazer pesquisa, trabalhos e afins. O Setor II é mágico, a qualquer momento pode ocorrer uma intervenção política e/ou cultural. Sem contar com o famoso açaí de R$3, os salgados da Tia e toda uma feira livre pelos corredores.

CIRCULAR

Temos atualmente 7 ônibus que circulam, gratuitamente, dentro do campus universitário. Apenas dois deles possuem equipamento de acessibilidade. Três fazem o sentido "inverso", nessa rota o circular passa primeiro pelos setores de aula e só depois vão para o terminal. Os outros quatro fazem o sentido "direto" e passam primeiro pela Reitoria, param no terminal e depois seguem para os setores. Se estiver indo para aula e tiver sorte pegue o “inverso”, pois você chega rapidamente ao Setor II. Caso esteja apressado, pegue o "direto" mesmo, ele passa com maior frequência. Você desce na reitoria e faz uma caminhadinha de leve. Se seu destino é o Labcom pegue o "direto".

12

Os circulares demoram bastante e são extremamente lotados. Você muito provavelmente não vai conseguir um lugar sentado e tem que se cui-


Manual dos calouros de comunicação social

dar para não ser esmagado(a). Isso que é transporte público de qualidade!

Existe a lenda das duas voltas na rotatória (conhecerás!), se isso acontecer antes da sua formatura, talvez valha a pena todo o sofrimento vivenciado dentro desse veículo. Se você tem celular com sistema Android pode baixar um aplicativo que avisa os horários do circular. Maravilha, não?!

R.U. Caso queira fugir dos restaurantes, cantinas, lanches dos corredores e paradas, da pipoca bokus ou do açaí , você tem um local pra almoçar e jantar - café da manhã é só para os residentes - por um preço mais em conta. A refeição do Restaurante Universitário custa R$3, mas é preciso que você faça um cadastro e adquira um cartão que dá acesso ao refeitório. O cardápio pode ser consultado pelo site www.sae.ufrn.br./conteudo/servicos/ ru/cardapio.php.

13

Houve boatos que a comida era ruim, mas depois das reformas, as críticas foram suavizadas. Há quem diga que é lá é bom. Questão de gosto, né? O fato é que você come muito, toma suco rodado e sempre tem uma fruta ou doce de sobremesa. Sim, há um cardápio vegetariano. Não se impressione com a fila gigantesca, a lotação e o pessoal comendo no gramado em frente ao prédio, que fica bem pertinho do terminal do circular. O espaço parece grande, mas não comporta a demanda de estudantes.


Manual dos calouros de comunicação social

GATOS Os gatos são uma outra característica peculiar de nossa Universidade. Eles estão por toda parte. Eles aprecem indefesos, mas, na verdade, estão esperando você bobear para roubar sua coxinha. Na UF tem mais gato do que gente, por favor, não largue seu bichano por lá. E fique de olho no seu lanchinho.

CENTRO DE CONVIVÊNCIA

O Centro de Convivência não é usado exatamente pra isso, as pessoas vão lá pra resolver problemas, comer ou ir ao banco. Nesse espaço tem a Ouvidoria, Bancos do Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica, Banca de revista, quiosques de artesanato mantidas por funcionários da UFRN, onde tem comida boa e barata também, a Livraria Cooperativa Cultural, a Livraria da UFRN, Correios, o restaurante da ADURN (Associação de Funcionários da UFRN), a Galeria de Artes Convivarte e um ponto de vendas da Seturn que fica aberto até as 17h.

OUVIDORIA

Localizada no Centro de Convivência, a Ouvidoria é um instrumento muito importante para você, estudante. Caso você tenha problemas com professores, colegas, técnicos administrativos, sofra trote ou passe por qualquer outro tipo de perrengue relacionado com a UFRN você poderá denunciar ligando para lá: 3215-3883, enviando um e-mail: ouvidoria@ufrn. com.br ou indo pessoalmente ao local (sala 06). A Ouvidoria funciona das 7h30 às 11h e 13h30 às17h30.

REITORIA

14

Além de ser o prédio da parada mais popular da UFRN e ser o local de trabalho do(a) reitor(a) e do(a) vice, dirigentes máximos desta instituição de ensino, a Reitoria é o local que abriga mais oito Pró-Reitorias.


Manual dos calouros de comunicação social

PRÓ REITORIAS A Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad), a mais ligada aos estudantes e que comanda o Departamento de Assistência Estudantil (DAE), ela é responsável por transferências e trancamentos e muitas outras coisas; A Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PPG); A Pró-Reitoria de Pesquisa (PROPESQ), a que supervisiona as ações de Extensão (PROEX); Pró-Reitorias de Administração (PROAD Pró-Reitoria de Planejamento e Coordenação Geral (PROPLAN ); Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP); E a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PROAE) , responsável pelas ações de assistência estudantil. Para tirar suas dúvidas sobre as PróReitorias e sobre a UFRN, acesse: www.sistemas.ufrn.br/portalufrn/PT/proreitorias

MATRÍCULA E REMATÍCULA A primeira matrícula já foi feita no dia do cadastramento, a partir de afora é por sua conta! Fique de olho no calendário acadêmico e não perca os prazos. Você poderá se matriculas através do SIGAA e escolher as matérias que quiser: é você quem monta sua grade! Você pode pagar disciplinas de qualquer curso da UFEN! Porém, lembre-se que você tem disciplinas obrigatórias do seu curso a cumprir e que algumas são pré-requisito para se matricular em outra(s) disciplina(s). A rematrícula abre após o encerramento do período de matrícula, nela são oferecidas disciplinas que ainda possuem vagas, podendo abrir alguma turma de disciplinas muito solicitadas.

Ainda não deu certo? Calma, você terá outra chance! Com a duração de dois dias a matrícula extraordinária serve para se matricular nas turmas que não esgotaram as vagas na rematrícula.

TRANCAMENTO

15

Esperamos que não, mas caso seja necessário, você pode trancar o curso por dois semestres seguidos. O estudante fica afastado da universidade e pode deixar de cursar as disciplinas. É possível trancar também apenas alguns componentes curriculares (disciplinas). Fique de olho nas datas divulgadas pela PROGRAD para fazer o trancamento.


Manual dos calouros de comunicação social

DISCIPLINAS OPTATIVAS As disciplinas optativas são aquelas que complementam o conteúdo prático e teórico d o currículo. Você precisa cursar no mínimo 5 (cinco) delas (de 60h) para poder se formar, mas isso não quer dizer que você deva apenas pagar as optativas do curso de comunicação. Você pode preencher essas horas com qualquer disciplina que lhe interessar, de qualquer curso da UFRN , desde que ela não tenha pré-requisito.

SIGAA

Tanto foi falado sobre ele e ninguém para esclarecer. Vamos lá então: o Sigaa - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas - é a ferramenta mais usada pelos estudantes e professores. Com sua matrícula em mãos você já pode fazer o seu cadastro no Sigaa e ficar por dentro de tudo que rola nas disciplinas (frequência, notas informes dos professores ou da instituição, material de estudo, data das avaliações, entre outras mil coisas), das novas propostas de bolsa de extensão, apoio técnico ou pesquisa e muito mais! O site poderá falhar no momento em que você mais precisar, mas é só ter um pouco de calma e paciência que vai tudo dá certo. Figa!

NOTAS E FREQUÊNCIA

16

As notas funcionam da seguinte forma: você tem que ter 7 pontos na média final. Cada unidade tem um "peso". A 1 ª tem peso 4, a 2ª tem peso 5 e a 3ª tem peso 6. Pra você saber a nota final faça as contas: nota1x4 + nota2x5 + nota3x6 / 15. Se der menos de 7, se prepare para a 4ª prova e aí você terá de ficar ao menos com 5. Em relação às faltas, você deve ter presença mínima de 75%, logo não pode ultrapassar 18 faltas nas disciplinas de 60h. Atestado médico abona falta, mas deve ser apresentado a coordenação, para o caso de reposição de prova, e ao professor. Você tem direito a uma reposição de prova justificada.


Manual dos calouros de comunicação social

ESTÁGIO O estágio no nosso curso não é obrigatório, mas conta como horas de atividade complementar (as 120 que você deve cumprir até o fim do curso). Quando conseguir o estágio, deve-se levar o contrato à coordenação para ser assinada pelo coordenador do curso. Algumas dicas: Estagiar é uma ótima oportunidade para se inserir no mercado de trabalho e ganhar experiência profissional, mas é interessante primeiro aproveitar as oportunidade proporcionadas pela Universidade. Cuidado para não prejudicar sua formação, nem ser explorado no emprego.

EXTENSÃO

A Universidade é baseada em um tripe: Ensino, Pesquisa e Extensão, que são indissociáveis. São considerados Projetos de Extensão Universitária, propostas de atuação na realidade social, de natureza acadêmica, com caráter educativo, social, artístico, cultural, científico ou tecnológico. Os Projetos de Extensão tem como objetivo dialogar com a comunidade externa da academia e proporcionar troca de saberes. O curso de Comunicação e áreas correlatas, têm opções interessantes, cabe a você descobrir com qual mais se identifica, querer participar e fazer o seu melhor! Exemplificaremos para você:

Tela Livre

17

É um projeto de Web TV experimental, sem apoio de TV's locais, que tem como canal de divulgação o youtube Para as gravações,o projeto utiliza os equipamentos do Labcom. Em 2012 o Tela Livre passou por mudanças, passando a produzir 4 programas - ao invés de apenas um - sendo exibidos na Cientec. Geralmente o Tela Livre é o primeiro contato dos alunos com a TV. Suas oficinas e produções costumam acontecer no primeiro semestre do ano. Os responsáveis pelo projeto anunciam quando as inscrições começam, então fique de olho na página facebook.com/telali vre e no blog projetotelalivre.blogspot.com.br.


Manual dos calouros de comunicação social

Xeque Mate O Xeque Mate é um programa de entrevistas veiculado na TV Universitária todas as sextas-feiras com reprise nas segundas. Ele é também um projeto de extensão e uma disciplina (para se matricular, procure no Sigaa por Tópicos Avançados em TV), tudo ao mesmo tempo. O programa é feito exclusivamente por alunos (produção, reportagem, assessoria, edição, cinegrafia), com exceção da direção e da gravação no estúdio, que são responsabilidades da TV. Os alunos, ao se matricularem na disciplina ou no projeto, escolhem uma equipe e nela participam de atividades semanais. O foco principal é a entrevista, que todos os alunos devem participar durante o semestre. Para saber mais sobre o Xeque Mate, acesse: programaxequemate.blogspot.com.br ou entre em contato através das redes sociais: no twitter @xequematetvu ou no facebook www.facebook. com/programaxequemate.

59 Mil

18

Idealizada no ano de 2009 e em atividade desde 2010, a 59mil é uma Empresa Júnior de Publicidade e Propaganda formada por estudantes da UFRN. Originalmente potiguar, seu nome faz alusão ao CEP do nosso estado. Com 23 membros, todos eles futuros publicitários, a empresa possui os principais setores de uma agência de propaganda: criação, planejamento, mídia, atendimento, produção e, mais recentemente, o setor de mídias sociais. A 59mil, além de respirar propaganda e vivenciar o dia a dia de uma agência, é mais uma das principais portas de entrada para o mercado publicitário. Portanto, se você quer aprender na prática o que é publicidade e propaganda e ficar sabendo sobre o processo trainee, acesse a fanpage facebook.com/59mil ou acesse o twitter: @59mil e saiba mais sobre como fazer parte da equipe.


Manual dos calouros de comunicação social

Fotec O Projeto Agência Fotec - Comunicação Experimental Multimídia foi criado em 2006 para realizar a cobertura fotográfica da XII CIENTEC - Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Ao longo de sua existência, o projeto sofreu várias alterações até chegar ao formato atual, como Agência Multimídia. Hoje em dia o projeto funciona de forma contínua, cobrindo eventos da UFRN durante todo o ano, incluindo a Cientec, onde todos os anos uma redação é montada, e a partir de disciplinas parceiras como Fotojornalismo, Introdução ao Jornalismo e Linguagem Jornalística, nas quais os alunos produzem materiais jornalísticos que são divulgados no site da Fotec. Atualmente a equipe do Projeto conta com equipes de discentes para trabalhar com Jornal Mural, Assessoria de Comunicação, Reportagem de Texto, Fotodocumentário, Podcasts, Vídeo Notícias para Web, Pauta, Publicidade e outras funções do mundo da comunicação.

Sonora A Rádio Sonora Experimental é um Projeto de Extensão que visa o entretenimento e a informação, com programas radicalísticos de gêneros variados, produzidos e apresentados por estudantes de Radialismo, Jornalismo e Publicidade & Propaganda da UFRN. A rádio funciona apenas durane a CIentec. A Sonora recentemente começou a transição para se tornar um a web rádio, com programação diária feitas pelos estudantes. Para saber mais sobre o projeto acesse:

19

radiosonoraexperimental.blogspot.com.br


Manual dos calouros de comunicação social

Vir-a-vila O Vir-a-Vila busca a efetivação do direito à comunicação e a transformação social a partir da autonomia dos sujeitos e ações coletivas. Atuando no encontro entre a comunicação popular, a educação popular e a cultura popular, o programa divide-se em três frentes, ou projetos. São eles:

- Escola Popular de Formação na Interface Comunicação, Educação e Cultura Como atuar nessa interface se nem os cursos de comunicação social, pedagogia ou ligados à cultura e artes pensam esse encontro e preparam aqueles que querem trabalhar com isso? Pensar o rádio como forma de difusão da cultura popular, o vídeo como forma de expressão da identidade cultural, como as novas mídias transformam a nossa forma de ensinar, aprender e nos relacionarmos com o conhecimento são algumas das possibilidades da interface. A Escola Popular realizará cursos, mini-cursos, oficinas e eventos para promover formações e produzir conhecimentos, como também terá um grupo de pesquisa e intercâmbio na interface.

- Escola de Fotografia Popular

Pensar a linguagem da fotografia como forma de autovalorização individual e coletiva, como expressão dos olhares populares sobre suas realidades, comunidades, opiniões, como maneira de transformar a percepção da sociedade sobre a comunidade, a realidade popular, sobre o que a mídia tradicional não revela. A Escola de Fotografia realizará formação em diversas linguagens como fotografia artística, documental, fotonovela, fotointervenção, fotovídeo, além de realização de exposições de fotografia e eventos sobre imagem popular.

- Agência-Escola de Publicidade Popular

20

Pensar a publicidade como forma de comunicação para promover valores e ideias transformadoras e difundir boas ações, práticas e histórias de uma comunidade, de grupos e movimentos sociais e culturais. A Agência-Escola será um espaço de experimentação de outras possibilidades criativas para a publicidade, ampliando os horizontes de ação e aprendizado. Produzirá peças, campanhas e intervenções junto à Escola Estadual Prof. José Fernandes Machado e à comunidade da Vila de Ponta Negra, seus moradores e grupos. projetoviravila.blogspot.com.br


Manual dos calouros de comunicação social

Jornal Livre O Projeto surgiu através do movimento "Queremos um Jornal" que buscava apoio da Universidade para veicular um jornal impresso produzido pelos estudantes de Comunicação. Depois de muita luta, o projeto foi aprovado e em 2011 começaram as oficinas e a preparação para ser rodada a primeira edição. Entretanto, as coisas não saíram como o planejado. Foi só depois de um ano que o Jornal Livre conseguiu ser impresso, circulando apenas pela UFRN e não pela cidade, como o idealizado. Por falta de apoio o Jornal Livre está parado, mas a luta para ter um jornalismo impresso dentro da Universidade ainda continua. O Projeto inclui experiência prática para todas as habilitações do curso, pois há equipes de reportagem, fotojornalismo, produção gráfica e web jornalismo. www.facebook.com/JornalLivre

PESQUISA Pesquisa é o outro eixo do tripé que compõe a Universidade. Pesquisa é um processo sistemático para a construção do conhecimento humano, gerando novos conhecimentos, podendo também desenvolver, corroborar, reproduzir, refutar, ampliar, detalhar, atualizar, algum conhecimento préexistente, servindo basicamente tanto para o indivíduo ou grupo de indivíduos que a realiza quanto para a sociedade na qual esta se desenvolve. A pesquisa como atividade regular também pode ser definida como o conjunto de atividades orientadas e planejadas pela busca de um conhecimento. No Decom existem bases de Pesquisa onde você pode aprofundar seu conhecimento em algum aspecto do campo da Comunicação.

Pragma

21

O grupo de pesquisa PRAGMA - Pragmática da Comunicação e da Mídia engloba várias experiências profissionais, aportes teóricos e práticas nos campos da pesquisa, ensino e extensão, em interfaces e interdisciplinaridades em três eixos de produção: A) Comunicação e Linguagens, B) Indústrias Culturais, C) Comunicação e Cidadania. Se constitui como processo participativo, englobando as várias experiências profissionais, os aportes teóricos e as práticas nos campos da pesquisa, ensino e extensão dos participantes. O grupo se propõe como espaço de formação para a pesquisa de graduandos (iniciação científica) e mestrandos. gppragma.wordpress.com


Manual dos calouros de comunicação social

Comídia A COMÍDIA - Base de Comunicação, Cultura e Mídia - existe desde 2003 e tem como principal compromisso desenvolver estudos e pesquisas sobre a comunicação midiática e suas interfaces com a cultura, cujos frutos se refletem em suas várias iniciativas de natureza científica, tais como: realização de seminários, conferências, colóquios, fomento à iniciação científica, produção de artigos e publicação de livros.

comidiaufr.blogspot.com.br

Gemini

O grupo Gemini - Grupo de Estudos de Mídia: Análise e Pesquisa em Cultura, Processos e Produtos Midiáticos - articula a pesquisa, desenvolve projetos e análises de sistemas midiáticos e culturais; formula soluções teóricopráticas para a área de conhecimento na qual se apresenta a partir de suas linhas de trabalho que se organizam como apresentadas a seguir: Processos Socioculturais e de Significação; Corporeidade, Artifícios e Fluxos; A Informação Científica nos Meios de Comunicação. Entre as atividades realizadas pelo Gemini estão pesquisas, ensino articulado de disciplinas teóricas, projetos e cursos de extensão, que contam com apoio de bolsistas de iniciação científica e extensão, monitores e colaboradores de diversas áreas. www.cchla.ufrn.br/gemini

Em cada base dessas há diversas linhas de pesquisa, assim com o também existem professoresque individualmente pesquisam em outras áreas. A verdade é que se você tiver interesse na área acadêmica, basta conversar com algum professor, procurar saber se ele participa de alguma base de pesquisa, e se candidatar a uma vaga de bolsista ($$) ou ser voluntário. Universidade é lugar de diversidade! Abra sua mente, se permita ao novo!

22

"Que a universidade se pinte de negro, de mulato, de operário, de camponês" Ernesto Che Guevara


*Edição revisada e baseada no Manual do Calouro 2013.1 feito pela Gestão “Organizando podemos desorganizar” do CABW.


xt

Te

o: Sy Re C lar vi ar a sã ol Sy o Pr in lv ( 2ª e é (2 oje Bi rio ed ª e to tte iç d. V nc ão ): isu Re ou F ): al el al I rt sa ip e iza e F D d el o çã M ia ip ra g a o e rin ra M Mo ho ma ar re çã in n ho a o


Manual do calouro de comunicação social_UFRN_2014