Page 1

RECREIO


Bate o pé no chão segura em sua mão o objecto roubado não devolve e revolve a paciência dissolve e eis que por fim não me tenho em mim dou-lhe um estaladão Tiro-lhe da mão ainda me diz não o brinquedo do outro rapaz e capaz de chorar, soluçar, lacrimejar arrancar os cabelos partir os tornezelos furar as orelhas agarrar as abelhas Com os olhos no chão o vazio da mão já não diz que não parte-me o coração o brinquedo roubado já está a ser usado pelo outro rapaz O outro rapaz que nem foi capaz de algo dizer talvez agradecer Fico descontente pensamento latente pertinente persistente ponho ao corrente o rapaz amuado de meu plano ousado agarrar e fugir correr e subir descer e não cair ruas ruelas becos e vielas ele acena que não e segura-me a mão diz que já não quer o brinquedo de um qualquer e aponta uma mulher que ali se encontra: -Dizem que tem brinquedo a ter mais em conta!


Projecto inacabado Marco Silva


Recreio  

Projecto inacabado.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you