Issuu on Google+

www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

1


2

RTV|12-01 |2012

www.tintasevernizes.com.br


EDITORIAL

Foto: Douglas Moreira

na torcida por um

ano brilhante Apesar da incerteza econômica, nota-se que as empresas estão buscando novos negócios em mercados com perspectivas mais saudáveis de crescimento. Um exemplo disso foi o Congresso e a Exposição Internacional de Tintas, que reuniu muitos fornecedores de matérias-primas para tintas e vernizes, um segmento que teve resultados positivos no ano passado, principalmente devido à alta demanda por produtos de materiais de construção e pelos projetos do governo em habitação e infraestrutura que intensificam o consumo de tintas. O Brasil tem sido realmente foco de muitas companhias multinacionais. Durante nossa visita ao Congresso e à Exposição de Tintas, a equipe de redação da revista Tintas & Vernizes foi convida para fazer entrevistas exclusivas com executivos internacionais e nacionais. Nesta edição o leitor confere as entrevistas feitas com Guillermo Novo, vice-presidente da Dow Coating Materials, com BC Chong, presidente da divisão DuPont Titanium Technologies (DTT), e ainda com Ciro Marino, diretor comercial para América Latina da Cristal Global. Além de fazermos a cobertura da Exposição de Tintas e revelarmos algumas novidades em investimentos e produtos, estivemos no Encontro Anual da Abiquim, que traçou um panorama geral sobre os resultados da indústria química. Cobrimos também de perto o evento dos 70 anos do Sitivesp, que foi realizado de forma especial e inusitada, dentro de um transatlântico. E marcamos presença mais uma vez no tradicional jantar de confraternização de final de ano da Associquim/Sincoquim. Desejamos que 2012 seja um ano iluminado para os negócios! Boa entrada de ano para todos!

Francely Morrell

www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

3


sumário

12ª edição da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas De 21 a 23 de novembro do ano passado, a capital paulista sediou a 12ª edição da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas / Congresso Internacional de Tintas, principal evento científico e de negócios...

12

Sitivesp realiza 23ª edição do Prêmio Fornecedor do Ano em navio Para marcar os 70 anos do Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (Sitivesp), foi preparada uma comemoração especial: de 2 a 5 de dezembro o sindicato reuniu associados e parceiros em uma viagem, de Santos...

54

50

investimentos

58

confraternização

61

abiquim 2011

65

4

Fundador

26-04-1919 02-02-1992 Diretor Presidente

F. L. Morrell 18-03-1927 23-10-2001

Diretor Comercial

Francis Louis Morrell Júnior

Diretora Executiva

Francely Morrell

Projeto Gráfico

Kinthos Criação e Design

Publicidade

Carlos A. Cunha

atualidades

RTV|12-01 |2012

Homero Bellintani

Alessandra Pironti Capa

kinthos criação e design

Colaboradores

Gabriela Lozasso (Mtb. 26.667)

Edição Bimestral

Ano 52 | nº 258 | 12-01 / 2012

www.tintasevernizes.com.br


Entrevistas exclusivas

Presidente da Divisão Titanium Technologies da DuPont visita o Brasil No final do ano de 2010, a DuPont anunciou algumas mudanças em seu grupo de líderes.Na época, BC Chong, que era vice-presidente da DuPont para a unidade de Performance Coatings na região Ásia-Pacífico...

06

Entrevista: Guillermo Novo, vice-presidente da Dow Coating Materials Guillermo Novo, vice-presidente da Dow Coating Materials, unidade de negócios global da The Dow Chemical Company, visitou o Brasil no final do ano...

45

site:

infotintas.com.br revista virtual:

tintasevernizes.com.br

“TINTAS & VERNIZES” é marca registrada pela MORRELL EDITORA TÉCNICA desde 1959 e sua sem autorização, é vedada em qualquer forma.

utilização,

As opiniões dos artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não represen­tan­do, necessariamente, os da revista. Dispensada

da emissão de documentação fiscal, conforme

edido de regime especial protocolo nº

2.346/91

de

04/07/91

Rua Filomena Parmigiani Fiorda, 140 Santo Amaro - Cep: 04756-130 - São Paulo/SP Fone: (011) 5645-0505 - Fax: (011) 5645-0509 revista@tintasevernizes.com.br CNPJ 44.365.260/0001-36

www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

5


exclusiva

BC CHONG, presidente da DuPont Titanium Technologies e PAULO VIEIRA, vice-presidente da DuPont Titanium Technologies - América Latina

Presidente da Divisão Titanium Technologies da DuPont visita o Brasil >> No final do ano de 2010, a DuPont anunciou algumas mudanças em seu grupo de líderes. Na época, BC Chong, que era vice-presidente da DuPont para a unidade de Performance Coatings na região Ásia-Pacífico, sucedeu Richard C. Olson tornando-se presidente da divisão DuPont Titanium Technologies (DTT), sendo responsável por liderar a área de negócios globalmente a partir da Ásia - o maior mercado de 6

RTV|12-01 |2012

dióxido de titânio do mundo e o que apresenta maior taxa de crescimento. Chong tomou posse das novas funções em 1º de janeiro de 2011. Contudo, no final do ano passado, o executivo, que é de Cingapura, esteve no Brasil, visitou o 12º Congresso e a Exposição Internacional de Tintas e concedeu à Revista Tintas & Vernizes uma entrevista exclusiva. Ele contou que, antes de ingressar na DuPont em Cinwww.tintasevernizes.com.br


exclusiva gapura, foi responsável por diversas funções de liderança na região Ásia-Pacífico e nos Estados Unidos. Seu início na companhia foi há 22 anos na área de operações, porém, a partir daí, trabalhou em várias áreas da empresa, como na gestão e desenvolvimento de negócios, vendas, marketing, entre outros. Nesta matéria, Chong revela que a expansão e o foco contínuo em inovações científicas permitirão que a DuPont ofereça ainda mais dióxido de titânio de alta qualidade para atender às crescentes expectativas dos consumidores. Ele também destaca sua confiança no mercado brasileiro e o forte compromisso com os clientes e o meio ambiente. Investimentos Globais Para falar sobre investimentos, Chong lembra que a DuPont é a maior produtora mundial de dióxido de titânio (TiO2), sendo este um negócio de grande sucesso. No início do ano de 2011, a companhia anunciou um abrangente plano de expansão que vai adicionar cerca de 350 mil toneladas à capacidade global de produção de dióxido de titânio e fortalecer o potencial da empresa para atender a demanda cada vez maior de seus clientes. A expansão inclui novos pontos de produção nas instalações da empresa em Altamira (México), bem como investimentos adicionais para melhorar a produtividade em outras localidades da companhia voltadas para a produção de dióxido de titânio no mundo. A nova linha nas instalações de Altamira, que receberá um investimento de mais de 500 milhões de dólares, deve ser concluída até o final de 2014 e terá capacidade de produção de aproximadamente 200 mil toneladas por ano. Modernizações em curso em cinco localidades de manufatura de dióxido de titânio da companhia terão continuidade durante os próximos três anos, produzindo uma capacidade adicional de 150 mil toneladas. “Escutamos todos os clientes pedir mais titânio, então essa decisão de aumento da capacidade foi em grande parte motivada para atender essa necessidade. Para nós, é importante que o cliente receba o TiO2 no momento em que ele precisa e da forma mais eficiente possível”, diz o presidente da DTT, que acrescenta: “ao aumentar a capacidade, estamos assegurando um fornecimento sustentável para clientes e parceiros e, dessa forma, colaborando para garantir o sucesso deles no mercado.” O executivo salienta que os investimentos da companhia não se limitam somente às fábricas. Particularmente na América Latina e no Brasil, incluem laboratórios com capacidade para ajudar os clientes a melhorar seus produtos. “Estamos prontos www.tintasevernizes.com.br

para fornecer o apoio necessário para o cliente utilizar bem o titânio na melhora da qualidade da formulação de sua tinta e com redução de energia na produção”, afirma. Enfoque no Brasil Para Chong, com base na consideração de que hoje o Brasil é o quarto maior país no consumo de dióxido de titânio, ficando atrás dos Estados Unidos, China e Alemanha; é um mercado relevante e com forte potencial de crescimento. “Estamos atentos e confiantes com a oportunidade de crescimento do mercado brasileiro”, diz o presidente. Ele, inclusive, aproveita e menciona que a Dupont no Brasil foi recentemente eleita uma das 10 melhores empresas para se trabalhar, o que ajuda a atrair profissionais cada vez mais qualificados e equipes altamente capacitadas, tanto na área técnica como em vendas, para contribuir com o sucesso dos clientes e com a promoção dos produtos. Compromisso com a Sustentabilidade Chong garante que a DuPont está perfeitamente alinhada em obter crescimento de forma sustentável. Segundo ele, nesse sentido as metas da companhia são objetivas e não incluem somente o foco na redução dos impactos ambientais, mas também em lançamentos de produtos para melhoria da qualidade de vidas das pessoas e do meio ambiente. “Nossa missão é o crescimento sustentável e a DTT tem metas específicas para ajudar a companhia, como por exemplo, na redução do consumo de energia em 30% por quilo de produto fabricado, e em ações que podem transformar a vida das pessoas, tornando-a mais sustentável”, relata o executivo. Este compromisso é destacado com outras ações, como a do projeto no qual a DuPont participa - através do uso do seu dióxido de titânio DuPont™ Ti-Pure® R-105 - junto das empresas Global Housing e Braskem. Trata-se da construção de casas de polímero e concreto onde a sustentabilidade representa um importante diferencial, já que o sistema proporciona a redução em perdas por entulho e desperdício de materiais, economia no consumo de água e energia na obra e elevado ganho de produtividade. Chong cita ainda outras frentes de trabalho com o TiO2, como a nova iniciativa para resolver o problema da “ilha de calor urbano” por meio de telhados refletivos ao calor, que promovem temperaturas mais baixas no ambiente interno; e o projeto de melhorar a eficiência de células fotovoltaicas que utilizam dióxido de titânio como elemento ativo, e cujo objetivo é transformar luz solar em energia elétrica. RTV|12-01|2012

7


exclusiva

Presidente de la División Titanium Technologies de DuPont visita Brasil

8

>> A fines de 2010 DuPont anunció algunos cambios en su grupo de líderes. En esa época, BC Chong, que era vicepresidente de DuPont para la unidad de Performance Coatings en la región Asia-Pacífico, sucedió a Richard C. Olson, volviéndose presidente de la división DuPont Titanium Technologies (DTT), con la responsabilidad de liderar el área de negocios globalmente a partir de Asia, mayor mercado de dióxido de titanio del mundo y el que presenta la mayor tasa de crecimiento. Chong asumió las nuevas funciones el 1º de enero de 2011. Sin embargo, a fines del año pasado, el ejecutivo, que es originario de Singapur, estuvo en Brasil, visitó el 12º Congreso y Exibición Internacional de Pinturas y concedió a la Revista Tintas & Vernizes una entrevista exclusiva. Contó que, antes de ingresar en DuPont en Singapur, fue responsable por diversas funciones de liderazgo en la región Asia-Pacífico y en los Estados Unidos. Se inició en la compañía hace 22 años, en el área de operaciones, sin embargo, a partir de ahí, trabajó en varias áreas de la empresa, como en la gestión y desarrollo de negocios, ventas, marketing, entre otros. En esta entrevista, Chong revela que la expansión y el enfoque continuo en innovaciones científicas permitirán que DuPont ofrezca todavía más dióxido de titanio de alta calidad para atender las crecientes expectativas de los consumidores. También destaca su confianza en el mercado brasileño y el fuerte compromiso con los clientes y el medio ambiente.

como inversiones adicionales para mejorar la productividad en otras localidades de la compañía orientadas a la producción de dióxido de titanio en el mundo. La nueva línea en las instalaciones de Altamira, que recibirá una inversión de más de 500 millones de dólares, se debe concluir hasta fines del 2014 y tendrá capacidad de producción de aproximadamente 200 mil toneladas al año. Modernizaciones en curso en cinco locales de manufactura de dióxido de titanio de la compañía continuarán los próximos tres años, produciendo una capacidad adicional de 150 mil toneladas. “Escuchamos a todos los clientes pidiendo más titanio, entonces esta decisión de aumentar la capacidad fue en gran parte motivada para atender esta necesidad. Para nosotros es importante que el cliente reciba el TiO2 en el momento en que lo necesita y de la forma más eficiente posible”, dice el presidente de DTT, quien agrega: “al aumentar la capacidad, estamos asegurando un abastecimiento sustentable para los clientes y socios, y de esta forma, colaboramos para garantizar su éxito en el mercado”. El ejecutivo resalta que las inversiones de la compañía no se limitan solamente a las fábricas. Particularmente en América Latina y en Brasil, incluyen laboratorios con capacidad para ayudar a los clientes a mejorar sus productos. “Estamos listos para proporcionar el apoyo necesario para que el cliente utilice bien el titanio en la mejora de la calidad de la formulación de su pintura y con reducción de energía en la producción”, afirma.

Inversiones Globales Para hablar sobre inversiones, Chong recuerda que DuPont es la mayor productora mundial de dióxido de titanio (TiO2), siendo éste un negocio muy exitoso. A inicios del año 2011, la compañía anunció un plan completo de expansión que va agregar alrededor de 350 mil toneladas a la capacidad global de producción de dióxido de titanio y fortalecer el potencial de la empresa para atender la demanda cada vez mayor de sus clientes. La expansión incluye nuevos puntos de producción en las instalaciones de la empresa en Altamira (México), así

Enfoque en Brasil Para Chong, con base en la consideración de que Brasil es actualmente el cuarto mayor País en el consumo de dióxido de titanio, apenas atrás de los Estados Unidos, China y Alemania, es un mercado relevante y con fuerte potencial de crecimiento. “Estamos atentos y confiamos en la oportunidad de crecimiento del mercado brasileño”, dice el presidente. Inclusive, aprovecha y menciona que Dupont en Brasil fue recientemente electa una de las 10 mejores empresas para trabajar, lo que ayuda a atraer profesionales cada vez más

RTV|12-01 |2012

www.tintasevernizes.com.br


exclusiva

BC CHONG, presidente de DuPont Titanium Technologies y PAULO VIEIRA, vicepresidente de Dupont Titanium Technologies - América Latina

cualificados y equipos altamente capacitados, tanto en el área técnica como en ventas, para contribuir con el éxito de los clientes y con la promoción de los productos. Compromiso con la Sustentabilidad Chong garantiza que DuPont está perfectamente alineada en obtener crecimiento de forma sustentable. Según él, en este sentido, las metas de la compañía son objetivas y no se limitan solamente al enfoque en la reducción de los impactos ambientales, sino también en lanzamientos de productos para la mejoría de la calidad de vida de las personas y del medio ambiente. “Nuestra misión es el crecimiento sustentable y la DTT tiene metas específicas para ayudar a la compañía, como por ejemplo, en la reducción del consumo de energía en 30% por quilo de producto fabricado, y en acciones que pueden transformar la vida de las personas, haciéndola más sustentable”, cuenta el ejecutivo. www.tintasevernizes.com.br

Este compromiso se destaca con otras acciones, como del proyecto en el cual DuPont participa – a través del uso do su dióxido de titanio DuPont™ Ti-Pure® R-105 - con las empresas Global Housing y Braskem. Se trata de la construcción de casas de polímero y concreto, donde la sustentabilidad representa una importante diferencia, ya que el sistema proporciona la reducción en pérdidas por desechos y desperdicio de materiales, economía en el consumo de agua y energía en la obra y elevada ganancia de productividad. Chong menciona también otros frentes de trabajo con el TiO2, como la nueva iniciativa de resolver el problema de “isla de calor urbano” por medio de techos reflectivos al calor que permiten temperaturas más bajas en los ambientes internos; y el proyecto de mejorar la eficiencia de células fotovoltaicas que utilizan dióxido de titanio como elemento activo, y cuyo objetivo es transformar luz solar en energía eléctrica. RTV|12-01|2012

9


e x c l u s i ve

President of DuPont Titanium Technologies Division visits Brazil >> By end of year 2010 DuPont announced a few changes in its leaders group. That time, BC Chong, who was Vice-President of DuPont for the performance coatings unit in the Asia-Pacific region, succeeded Richard C. Olson, becoming President of the DuPont Titanium Technologies (DTT) Division, responsible for leading the global business area from Asia, the largest titanium dioxide market in the world and the one that shows the highest growth rate. Chong assumed the new role in January 1, 2011. However, by the end of last year, the executive, who is from Singapore, was in Brazil, visited the 12nd International Congress and Eshibition of Paints and granted an exclusive interview to Revista Tintas & Vernizes. He said that, prior to joining DuPont in Singapore, he played several leading roles in the Asia-Pacific region and in the United States. He began in the company 22 years ago, in the operations department, however, since then, he worked in different sectors of the company, such as in management and business development, sales and marketing, among others. In this interview, Chong reveals that the expansion and continued focus on scientific innovations allow DuPont to offer even more high-quality titanium dioxide to meet the growing consumer expectations. He also highlights its confidence in the Brazilian market and the strong commitment to customers and the environment. Global Investments When talked about investments, Chong recalled that DuPont is the largest producer of titanium dioxide (TiO2), a very successful business. At the beginning of 2011, the company announced a comprehensive expansion plan that will add about 350 thousand tons to global capacity for the production of titanium dioxide and strengthen the company’s potential to meet the growing demand of its customers. The expansion includes new production sites 10

RTV|12-01 |2012

of the company in Altamira (Mexico), as well as additional investments to improve productivity in other sites of the company intended to produce titanium dioxide in the world. The new production line at Altamira site, where the company will invest more than US$ 500 million, should be completed by the end of 2014 with a production capacity of approximately 200 thousand tons per year. Modernizations underway in five titanium dioxide manufacturing sites of the company will continue during the next three years, producing an additional capacity of 150 thousand tons. “We hear all the customers requesting more titanium, so this decision to increase the production arose to a great extent from this need. For us, it is important that the customers receive the TiO2 when they need it and in the most efficient way possible,” says the president of DTT, who adds: “in order to increase the capacity, we are ensuring a sustainable supply to customers and partners and thus collaborating to ensure their success in the market”. The executive stresses that investments of the company are not limited only to factories. Especially in Latin America and Brazil, they include laboratories capable to help customers to improve their products. “We are ready to provide to the client the support necessary to use the titanium to improve the quality of their ink formulations and reducing energy in the production”, he adds. Focus on Brazil For Chong, based on the consideration that today Brazil is the fourth largest consumer of titanium dioxide, behind the United States, China and Germany; this is a relevant market, with strong growth potential. “We are alert and confident with the opportunity of growth of the Brazilian market,” says the President. He also takes the chance and mentions that Dupont www.tintasevernizes.com.br


e x c l u s i ve

BC CHONG, President of DuPont Titanium Technologies and PAULO VIEIRA, Vice President of Dupont Titanium Technologies - Latin America

Brazil was recently named one of 10 best companies to work for, which helps to attract highly skilled professionals and highly trained work teams, both in the technical area as in sales, to contribute to the success of clients and with the promotion of products. Commitment to sustainability Chong ensures that DuPont is perfectly aligned to achieve growth in a sustainable way. According to him, in this sense the goals of the company are objective and do not include only the focus on reduction of environmental impacts, but also in product launching to improve the quality of people’s life and the environment. “Our mission is the sustainable growth and DTT has specific goals to help the company, for example, in reducing energy consumption by 30 per kilogram of product manufactured, and in actions that can transform the life of people making it more sustainable,” tells www.tintasevernizes.com.br

the executive. This commitment is highlighted with other measures such as the project in which DuPont participates by the use of its DuPont™ Ti-Pure® R-105 titanium dioxide, together with the companies Global Housing and Braskem. But the key differentiator of sustainability is in the construction of houses built of polymer and concrete, as the system provides a loss reduction of rubble and waste of materials, the economy in water consumption and energy in the work and high productivity gain. Chong also mentions other work fronts with TiO2, as the new initiative to solve the problem of “urban heat island” by using heat reflecting roofs that allow lower temperatures to the interior; and the project to improve the efficiency of photovoltaic cells using titanium dioxide as active element, with the purpose of transforming sunlight into electric power. RTV|12-01|2012

11


12º congresso e exposição internacional de tintas

12ª edição da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas

>> De 21 a 23 de novembro do ano passado, a capital paulista sediou a 12ª edição da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas / Congresso Internacional de Tintas, principal evento científico e de negócios da indústria de tintas na América Latina. Realizado no Transamérica Expo Center, o evento reuniu as principais empresas de matérias-primas e processos de produção das tintas que garantiram a divulgação de muitas novidades em tecnologias, sistemas e produtos o que atraiu profissionais de diversificadas áreas do segmento e executivos estrangeiros. Tradicionalmente, a feira é considerada uma oportunidade valiosa de prospectar e estreitar o relacionamento com os clientes; promover negócios e fazer networking. E na edição de 2011, as soluções sustentáveis e os produtos

12

RTV|12-01 |2012

baseados em nanotecnologia foram grandes destaques.  A Adexim-Comexim destacou no evento o C-UV 360º, nova e revolucionária opção em equipamentos para testes de envelhecimento acelerado. Na parte central e superior ele possui uma câmara de teste onde é possível ensaiar peças com dimensões maiores, irregulares e que ficam expostas à ação da radiação UV/condensação em todos os ângulos possíveis. A empresa admite que o novo equipamento é um laboratório de simulação da força de destruição da natureza, avaliando a durabilidade relativa dos materiais expostos às intempéries. A chuva e neblina são simuladas por um processo de condensação com água destilada saturada de oxigênio – tudo isso autogerado pelo sistema – e o efeito da

luz solar é simulado por uma rede de oito fontes de luz com radiação UV-A e UV-B. A expositora Agecom apresentou o novo antiespumante Agecom Anti 92 MT, que promete evitar a formação de espuma durante a fabricação da tinta e/ ou resina, e garante melhor alastramento à película de tinta aplicada com rolo de lã, quebrando rapidamente as bolhas formadas na aplicação. Ele não interfere na resistência à lavabilidade e não promove a refloculação dos pigmentos, impedindo o rub-out. A Agro Química Maringá, uma das pioneiras na distribuição de

www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

13


12º congresso e exposição internacional de tintas

produtos químicos do Brasil, marcou presença na exposição, atraindo clientes e parceiros em seu estande, vislumbrando a oportunidade de estreitar os relacionamentos e fazer novos negócios. A empresa aproveitou para divulgar seu fortalecimento de atuação na área de coatings e o recente investimento em novos veículos-tanques para entrega a granel de 5 metros cúbicos em cada compartimento, transporte que irá agi­ lizar a entrega dos produtos a granel. A expositora Águia Química exibiu uma nova linha de resinas livres de VOCs, de base água, denominada Linha Verde Brasil. Ela está composta de resinas de alto sólidos e emulsionáveis em água. A empresa também levou para a feira a nova dispersão PU Aquosa monocomponente – linha LD – 6210/00 – e algumas emulsões, como a AQ-1699. A Air Products levou sua linha diferenciada de agentes de cura para os formuladores de epóxi. A empresa possui agentes de cura epóxi base água, cuja gama inclui poliamidas modificadas e aminas capazes de emulsificar e curar resinas epóxi à temperatura ambiente. Eles são usados em sistemas aquosos e epóxi com baixo VOC e conferem boa aderência, especialmente para concreto úmido, e excelente resistência à abrasão.

14

RTV|12-01 |2012

O evento também foi oportuno para ressaltar os surfactantes Air Products das marcas Surfynol ®, Dynol®, EnviroGem®, Carbowet®, e surfactantes Dabco® que são amplamente usados em tintas, adesivos, indústria automotiva, metalurgia, construção, transporte, móveis eletrodomésticos e calçados. A linha inclui produtos para atender às aplicações mais exigentes, normas ambientais ou necessidades que exijam um balanço de custo e desempenho. A Air Products oferece antiespumantes livres de alquilfenóis etoxilados, como o Surfynol DF- 178, que é um antiespumante à base de silicone e o Surfynol DF-220, um antiespumante orgânico. Para o gerente comercial da Air Products, Fernando Matta, o Congresso foi um dos mais significativos eventos realizado na área de desenvolvimento, especialmente no que tange a “agentes de cura para resina eóxi e surfactantes, dispersantes de pigmentos e antiespumantes para formulações de sistemas aquosos”, superando todas as expectativas e objetivos esperados. “Foi, sem dúvida alguma, um marco norteador para as futuras ações nesta importante área, indicando novas perspectivas e contribuindo principalmente para os avanços qualitativos desejados para a inovação e sustentabilidade. Profissionais de todas as regiões brasileiras contribuíram com as discussões

geradas neste seminário”, diz. A Arch Química, que agora passa a fazer parte do grupo da Lonza, outra grande empresa de biocidas, destacou na Feira vários produtos. Um dos biocidas destacados é o Zinc Omadine ZOE ativo, para tintas antibactérias ou higiênicas com ação algicida, fungicida e proteção de bactérias superficiais no filme seco da tinta. A empresa também levou novos produtos, como o Proxel BZ plus e o Proxel BZ2, que são bactericidas e fungicidas, sendo que o Proxel BZ plus inibe o crescimento microbiológico em tintas base água. A distribuidora Arinos apresentou os novos aditivos de seu portfólio, como os Aditivos de Performance para sistemas base água e base solvente. Desenvolvidos à base de óleo mineral, possuem o diferencial de serem aditivos universais, conferindo sempre as características num mesmo produto. A empresa também deu destaque às resinas de baixa cura Uralac, da repre-

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

sentada DSM, que são consideradas sustentáveis. A Aromat destacou duas linhas que passam a fazer parte do portfólio da empresa. Uma delas é a nova família de pigmentos orgânicos Corimax, da representada chinesa Zeya Chemicals; e a outra novidade são os inorgânicos da empresa chinesa Hyrox – linha Arox composta por óxidos de ferro amarelo, preto, laranja e marrons. A expositora espanhola Arquímica expôs sua linha de equipamentos como dispersores, agitadores, e máquinas para lavagens de tanques, entre outros. A empresa também possui produtos químicos como pigmentos orgânicos, dispersões de pigmentos, anticorrosivos ecológicos, éteres celulósicos, aditivos, resinas para sistemas aquosos, entre outros. A expositora ATA Tensoativos apresentou os lançamentos 2011/2012, que são: Surfata Disperse® 3 e Surfata Disperse® 5 – nova geração de dispersante e umectante de alto peso molecular para sistemas base solvente, sem solventes e concentrados de pigmentos; Surfata® PTI 77066 - aditivo siliconado de superfície com redução média na tensão superficial, para sistemas à de base solventes, sem solventes e sistemas

www.tintasevernizes.com.br

aquosos. Pode ser utilizado como aditivo padrão para tintas à base de solventes; e Surfata® PTI 77067 – aditivo siliconado de superfície com alta redução na tensão superficial para sistemas à base de solventes e sem solventes. Além destas soluções, também inova seu portfólio com o Atamul® 1000 e Atamul® 2000 – nova geração de emulsionantes poliméricos para resinas alquídicas. Possibilita a fabricação de esmaltes emulsionados sem resina; e o Surfata® PTI 77012 – antiespumante isento de silicone para sistemas à base solvente, podendo ser usado com antiespumante padrão para tintas de base solvente. A distribuidora Bandeirante Brazmo reuniu executivos internacionais e nacionais das empresas que representa que, num estande bem ambientado, durante os três dias de evento puderam promover negócios, trocar ideias e estreitar o relacionamento com os clientes e parceiros. A empresa ainda aproveitou a oportunidade para divulgar seus produtos em linha, inclusive com a presença dos técnicos responsáveis por cada uma delas. Entre os destaques estão a linha de resinas acrílicas sólidas Elvacite, da empresa Lucite; e a família de resinas para tintas de impressão, da Cray Valley, que é uma distribuída recente nos

RTV|12-01|2012

15


12º congresso e exposição internacional de tintas

negócios da Bandeirante Brazmo. A expositora também destacou o seu forte trabalho em buscar soluções cada vez mais sustentáveis. Nesse sentido, uma série de soluções estão sendo desenvolvidas principalmente para os sistemas solventes, como um novo modelo de formulação que substitui matérias-primas consideradas agressivas ao meio ambiente, por matérias-primas de fontes renováveis e de menor impacto ambiental, buscando inclusive manter a boa performance do produto com o melhor custo possível. Outro exemplo deste compromisso com a sustentabilidade está na linha de aditivos da BYK, empresa representada que criou e está alinhada ao conceito Greenability, cujo foco é desenvolver e fabricar produtos “verdes” ou “amigos do meio ambiente”. A BASF esteve presente na Feira e apresentou todas as suas soluções e tecnologias para a cadeira produtiva de tintas, com produtos de alta performance e que impactam minimamente o meio ambiente. Por meio das áreas de Químicos Industriais, Dispersões e Pigmentos e Care Chemicals, a empresa apresentou seus principais destaques em matérias-primas para tintas: produtos que vão desde químicos utilizados na formulação de resinas, dispersões acrílicas até pigmentos de efeito. “Exibindo produtos

16

RTV|12-01 |2012

para todas as etapas da produção de tintas, a BASF agrega ainda mais para este setor, que exige cada vez mais alta tecnologia, além de inovação e sustentabilidade”, afirma Michel Mertens, Vice-Presidente Sênior da BASF para América do Sul. Entre os produtos de destaque, foram exibidos: as linhas Mearlin ®, Firemist® e Lumina®, e os produtos Firemist® Velvet Pearl, Irgacure®, Darocur® e Lucirin®, Tinuvin®, Acronal®, Micronal®, EFKA®, Acrilato de Butila, 1,6 Hexanodiol (HDO ®), Acrilato de 2-etil-hexila, monômeros especiais e as linhas Disponil® AFX e Disponil® FES. O Acrilato de Butila é utilizado para a fabricação de polímeros e para sínteses químicas, base para a produção de resinas e emulsões para a indústria de tintas. O Acrilato de 2-etil-hexila é uma importante matéria-prima para as indústrias de adesivos e tintas especiais. Já a linha de monômeros especiais pode ser utilizada no setor de tintas, os monômeros de alta performance podem ser aplicados em todos os segmentos: imobiliário, industrial e automotivo. Entre os químicos intermediários, está o 1,6 Hexanodiol (HDO®), utilizado na formulação de resinas para tintas líquidas base poliéster e tintas para can e coil; e o Neopentilglicol (Neol®), utilizado para aplicação em resinas alquídicas e poliéster insaturadas, e tintas em geral:

para can-and coil, líquidas base poliéster, em pó. As linhas Mearlin®, Firemist® e Lumina® são os novos pigmentos de efeito para aplicação em tintas automotivas e decorativas, propiciando um efeito brilhante na superfície pintada. O Firemist® Velvet Pearl foi lançado no evento, é o novo pigmento de efeito para aplicação em tintas decorativas, concreto, papel de parede, metal e madeira. Propicia exclusivo efeito brilhante na superfície pintada. A linha de absorvedores Tinuvin® tem a função de evitar a degradação do filme pela ação de raios UV. Apresentaremos também as linhas de fotoiniciadores Irgacure®, Darocur® e Lucirin®, que são componentes críticos no processo de cura UV. Já a linha Acronal® de dispersões acrílicas e acrílicas estirenadas de alta performance, pode ser aplicada em tintas, massas, texturas e vernizes, entre outros. A linha Micronal®, por sua vez, pode ser empregada em massas, argamassas, plasters ou placas pré­ fabricadas. Trata-se de uma dispersão que permite o controle passivo e constante da temperatura. Com a aquisição da Cognis, a linha EFKA®, umectantes e dispersantes para pigmentos, foi incorporada ao portfólio da BASF. Completando o portfólio, as linhas Disponil® AFX e Disponil® FES estão

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

focadas na aplicação em tintas arquitetônicas e as linhas Foamaster® e Foamstar®, com produtos completos de antiespumantes, para aplicação em distintos sistemas base água. A Baston destacou o verniz para madeira, tinta para plástico e a pistola aplicadora de tintas. A empresa também é reconhecida pela linha aerossol Chemicolor, indicada e aprovada para uso nos mais diversos tipos de pinturas, prometendo a garantia de uma boa cobertura, alto rendimento e excelente secagem. A Bayer MaterialScience, di­vi­s ão de materiais inovadores do

www.tintasevernizes.com.br

Grupo Bayer, apresentou seu portfólio de matérias-primas para aplicações em revestimentos, adesivos e selantes que reúnem alto desempenho, durabilidade em condições adversas e respeito pelo meio ambiente. “Nossas soluções atendem às atuais necessidades de mercado com excelentes propriedades produtivas e resistência química comparáveis aos tradicionais sistemas à base de solventes, porém, de forma mais sustentável”, enfatiza Alberto Hassessian, gerente da unidade de negócios CAS (Tintas, Adesivos e Especialidades) para a América Latina da Bayer MaterialScience. Um dos produtos exibido foi o Bayhydrol ® , linha de dispersantes

poliacrílicos de base água (PAC) e de dispersantes de poliuretano (PUD). Combinada com reticulantes de poliisocianatos hidrolizados Bayhydur® para formulação de sistemas de recobrimentos bicomponente base água, o produto oferece vantagens ecológicas e excelente desempenho para o revestimento final. Outros produtos destacados foram o Desmophen NH® e o Desmodur N®, polímeros para fabricação de pinturas poliaspárticas de alta produtividade. Devido à baixa viscosidade dessas matérias-primas, é possível formular revestimentos de altíssimo teor de sólidos, ou mesmo de VOC zero. Os po-

RTV|12-01|2012

17


12º congresso e exposição internacional de tintas

liaspárticos permitem aplicar películas de até 400 micrometros em uma única etapa e podem ser usados na proteção contra corrosão, especialmente em indústrias e na construção civil, locais que requerem recobrimentos de alta espessura, permitindo a redução do número de demãos na aplicação. Além disso, a alta velocidade de cura desta tecnologia aumenta a produtividade das operações de revestimento. Em adesivos, a Bayer MaterialScience exibiu as linhas Dispercoll C®, dispersões aquosas de policloropreno para adesivos de contato, e Dispercoll U®, de dispersões de poliuretano para adesivos termoativáveis, que conferem excelentes propriedades de resistência ao calor. A Bomix deu destaque para o Galão Retangular de 3,6 litros, que possui a tecnologia In Mold Label – que permite alta qualidade fotográfica de rótulo – não apenas no corpo da embalagem plástica, mas também na tampa. O produto é considerado versátil e ideal para envasar tintas de base água, massa e texturas, entre outros. A Braschemical destacou produtos provenientes de fontes renováveis, ecofriendly e, portanto, livres de substâncias tóxicas. Seguindo essa premissa, destacou a linha de antiespumantes

18

RTV|12-01 |2012

Antarol, como o Antarol FJ 601, produto desenvolvido à base de óleo vegetal; as Alcanolaminas Neutralizantes Advantex que possuem baixo VOC e as Vantex T, com zero VOC (ambas da representada Taminco); o Kelcocrete DG - goma diutana que pode ser usada em tintas para preservá-las em estoque (da CP Kelco); e o Expancel 461WE20d36 – microesferas expansíveis para tintas expansivas que podem manter a temperatura do ambiente mais baixa (da AkzoNobel). A empresa também destacou pigmentos de efeito fluorescente, fosforescente e a linha Eco para sistemas base água, livres de formaldeídos e de bisfenol. Como novidade em linha, a empresa exibiu o DYEStone® Nano-Colors, que é a nova geração de nano-colorantes têxteis micro-encapsulados (da Matsui) e apresentou numa sala especial, montada no próprio estande, os efeitos fosforescentes coloridos. A Braschemical também introduz em seu portfólio os pigmentos perolados, como a mica especial Pérola Negra; e a linha Diamond de pigmentos com efeito de profundidade. A Braseq expôs o medidor de es­­pessura de tinta QNIX que, segundo a fabricante, é o único que trabalha a leitura com rádio frequência, gerando vantagens na ergonomia e em segurança ocupacional.

A empresa também divulgou o Power Flow Tester (PFT), medidor do fluxo de pó que evita o entupimento e compactação de material. A linha completa de latas para o setor de tintas e produtos químicos, com os exclusivos sistemas de fechamento Plus, Biplus, e UN para produtos perigosos e aerossóis, esteve exposta no estande da Brasilata. A empresa, de grande destaque na fabricação de latas de aço no país, destacou também suas inovações mais recentes: a TOp® (900 ml), lata expandida sem anel, de fácil abertura e utilização, destinada aos produtos de maior densidade. E para repintura automotiva, oferece a lata TOp-Gun®, de fácil abertura e fechamento, que funciona acoplada ao revólver e é muito utilizada nas oficinas mecânicas para a pintura de veículos. Outra novidade exposta na feira foi o Barricaço®, barrica de aço fabricada com folha de aço de espessura 0,22 mm, que atende ao segmento de preço competitivo dos itens para revestimento de paredes (massa corrida). Embora mais frágil que o balde convencional (produzido com folha de aço 0,34mm), o Barricaço ® oferece resistência, estabilidade e suporta transporte em curtas distâncias, além de ser 100% reciclável.

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

A BYK levou para a feira uma série de soluções alinhadas ao conceito Greenability, focado no desenvolvimen­ to de produtos sustentáveis. Entre os pro­dutos, a empresa lançou o novo an­ti­espumante BK-1740, que é 100% livre de VOCs, para tintas e emulsões de­­corativas aquosas com emissão zero e feito à base de derivados de óleo vegetal. Também apresentou uma nova linha de aditivos umectantes e dispersantes

www.tintasevernizes.com.br

para inkjeto, denominada BYKJET e um novo aditivo multifuncional para tintas em pó. A Cabot esteve presente com o objetivo de fortalecer sua marca através de produtos chaves da sua linha e o foco na sustentabilidade. Nessa edição, a participação da equipe Cabot foi ainda mais valorizada já que o próprio estande, numa ambientação muito criativa, desta-

cou a atuação da empresa e sua marca, os investimentos na região da América Latina e a forte representatividade que o segmento de tintas possui em seus negócios. Recentemente, a empresa adicionou um novo produto à sua extensa gama de produtos: o Emperor®, que compreende pigmentos negros de alto desempenho, desenvolvido especificamente para tintas de sistema base água. Nesta nova

RTV|12-01|2012

19


12º congresso e exposição internacional de tintas

série foi desenvolvido o Emperor® 1800 para aplicação em tintas automotivas base água. Trata-se de um produto que atende aplicações que requerem um elevado desempenho da cor negra, uma dispersão rápida e econômica, assim como um maior desempenho de estabilidade. O novo produto é constituído por pequenas partículas de negro de fumo, que são quimicamente modificadas de forma a agregar grupos funcionais específicos na superfície do pigmento. Como resultado, o pigmento fica totalmente compatível com sistemas base água e oferece um desempenho superior ao dos convencionais pigmentos negros de fumo oxidados. Para a Exposição, a Cerviflan criou um estande de 380 m2, onde apresentou suas novidades e recebeu clientes e parceiros. A empresa, que comemorou 35 anos em 2011, lançou uma iniciativa que admite ser pioneira no setor: a Universidade da Lata, um programa de treinamento sobre embalagens de aço para todos os interessados do mercado químico e de aerossóis que começa a vigorar a partir de 2012. O objetivo é orientar os profissionais a distinguir, controlar e especificar embalagens que sejam mais adequadas às necessidades de seus produtos. Recentemente, a empresa com-

20

RTV|12-01 |2012

pletou um plano de investimentos em equipamentos de ponta e tem investido forte no segmento de aerossóis, mas sem deixar de lado a área de embalagens metálicas para produtos químicos. No ano passado, inclusive, desenvolveu duas inovações em latas metálicas para tintas imobiliárias: a inclusão do necking na embalagem de 1/16, e a redução da solda na de 18 litros. A Clariant promoveu durante a Feira sua linha ED Pigments, cujo principal diferencial é facilitar o processo de dispersão dos pigmentos na fabricação de tintas, o que resulta em uma considerável economia, tanto de energia como de tempo, no processo produtivo. Adicionalmente, a empresa destacou sua linha de pigmentos orgânicos de alta opacidade das marcas Hansa®, Permanent, Novoperm® e Hostaperm®, como alternativas isentas de metais pesados para tintas decorativas, industriais e automotivas em todas as tonalidades. E, ainda, promoverá suas preparações pigmentárias para sistemas base água e base solvente, conhecidas pelas marcas Colanyl®, Hostatint® e Solutint®. Os produtos da linha Colanyl® 500, isentos de resina, livre de APEO e com baixo teor de VOC, são indicados para as novas gerações de tintas de emulsão acrílica base água, VOC baixo ou isento. Para o

mercado de tintas gráficas, a empresa divulgará seu portfólio de corantes e pigmentos orgânicos, além de sua linha de preparações pigmentárias das marcas Flexonyl® A e Flexonyl® WF, com destaque para os pigmentos na forma de lumps (partículas), fabricados localmente e os pigmentos para aplicações de alta performance. Com a aquisição da empresa italiana Italtinto, que possui mais de 40 anos de atuação no setor de tintas, a Clariant também divulgou que passa a oferecer ao mercado o pacote completo de sistemas tintométricos Mixtinter™, que inclui corantes, dosadoras automáti­ cas, software e misturadores de tintas. Agora, os fabricantes de tintas podem ter acesso a sistemas de cor feitos sob medida, valendo-se da qualidade Clariant, em pigmentos e preparações pigmentárias, combinada com a expe­ riência da Italtinto. Em aditivos, a empresa apresentou várias novidades, como o novo Licocene PE MA 4351, um agente para tintas em pó, que atua na fluidez da tinta, e também promoveu a linha lançada recentemente de ceras micronizadas Ceridust, baseada em sua tecnologia de metalocenos, destinada a revestimentos em pó, que foi desenvolvida para incrementar as propriedades antideslizante, melhorar a adesão e reduzir a formação de pontos (“olhos de peixe”).

www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

21


12º congresso e exposição internacional de tintas

A empresa aproveitou o evento para divulgar a marca Mowilith®, que completa 100 anos em 2012 desde o lançamento da sua primeira patente. A Clariant oferece um novo portfólio de emulsões Mowilith®, com produtos de última geração e ambientalmente amigáveis, para atender os segmentos de tintas decorativas internas ou externas, vernizes, esmaltes e lacas para madeira, revestimentos para metal, entre outros. A companhia ainda lançou na feira sua nova geração de Terpolímeros, com excelente relação custo-benefício frente aos acrílicos puros e estireno­ acrílicos. Com ênfase em inovação, apresentou também o novo conceito de Baixa Emissão de Contaminantes para tintas Ecológicas, Revestimentos de Alto Desempenho para Madeira e Metal e os avanços em Nanotecnologia para Seladores e Fundos Preparadores para Alvenaria, Gesso e Madeira. A Clariant teve outros destaques na Feira, tais como uma nova tecnologia de encapsulamento de biocidas em nanomaterial para tintas externas, NIPASAFE, com performance fungicida e algicida resistente a lixiviação; a linha JMAC™, biocida à base de prata para tintas higiênicas; e novidades na linha de dispersantes, com produtos muito competitivos na relação custo-benefício, à base de surfactantes e polímeros de última geração, que podem ser utilizados

22

RTV|12-01 |2012

para dispersão de diversos pigmentos, gerando preparações pigmentárias compatíveis tanto com tintas à base d’água, quanto à base de solventes. A Coatex desenvolveu uma linha completa de aditivos reológicos livres de APEO (alquilfenol etoxilados) e levou estes produtos para serem exibidos no evento. Em dispersantes, a empresa apresenta as linhas Ecodis™/ Coadis™, que são livres de VOC; e em espessantes acrílicos tem o Rheotech™, que compõe produtos livres de VOC e APEO. Outra solução eco-friendly é a Coapur™ de espessantes base PU (HEUR) que, além de serem livres de VOC, são também livres de APEO e de metais pesados. A linha Rheotech™ X800 (2800, 3800 e 4800) corresponde à família de espessantes acrílicos associativos de alto desempenho que oferecem ao formulador soluções reológicas melhoradas e adequadas às formulações livres de solventes de baixo VOC. Um dos destaques dessa linha, o Rheotech™ 2800, é um espessante acrílico associativo que oferece benefícios excepcionais, graças á reologia

única e às características de viscoelasticidade, conferindo excelente alastramento e nivelamento. Outra solução na série, o Rheotech 4800, compreende espessantes celulósicos que melhoram as propriedades dos revestimentos, proporcionando um excelente desempenho e consistência melhor na reologia em relação à mudança do tipo de emulsão e de proporção, o que pode ser considerado uma vantagem importante para a racionalização de matérias-primas. A Colormix, uma empresa do Grupo Formitex, participou da feira com um estande próprio e, durante o evento, teve a chance de reforçar sua marca e atuação no mercado de pigmentos, mostrando ser uma empresa provedora de soluções químicas especializada em resolver demandas de cores. Com um amplo portfólio de pigmentos – orgânicos, inorgânicos, de efeito, blends e dispersões de pigmentos – a empresa expôs todas as suas linhas e levou para a feira os representantes de cada empresa/representada como: Jeco (pigmentos orgânicos de alta performance); Choski Export (ftalocianinas azuis e

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

verdes); Yipin (óxido de ferro vermelho e amarelo); Rojos de Málaga (óxido de fero vermelho natura); e Langkou (pigmento azul ultramar). A Columbian Chemicals, que no primeiro semestre do ano passado foi adquirida pelo Grupo Aditya Birla, aproveitou o evento para destacar os benefícios desta aquisição, principalmente tratando-se do fornecimento de negro de fumo para o mercado de coatings. A união expande a participação da empresa no mercado mundial e amplia o portfólio de produtos, além do suporte técnico e comercial. Na oportunidade, a empresa também destacou a linha de negros de fumo “oxidados” Medium Color, que facilitam a umectação e, por consequência, o processo de moagem e a dispersão, reduzindo a demanda de dispersantes com ótima estabilidade. Fazem parte desta linha os seguintes produtos: Raven 14, Raven 1100U, Raven 1035, Raven 1040, Raven 1180 e Raven 1255. A Coralis e Cor & Aparência exibiu o ColorCatch 3, um novo colorímetro que mede e transmite via Bluetooth® a verdadeira cor diretamente para um iPod Touch, um iPhone ou um iPad. Ele permite aplicar a cor diretamente para uma imagem (de construção, parede, roupas, objetos, etc.) inserida no iPho-

www.tintasevernizes.com.br

ne. Através do ColorCatch 3 esse processo é feito em menos de dois minutos e em apenas 3 passos. A participação da Coremal na Exposição foi institucional, reunindo em seu estande clientes e parceiros. A empresa investiu na ampliação de sua capacidade de solventes - aumento de um milhão e meio de litros de tancagem - e revelou incremento no portfólio para tintas com a nova distribuição da linha de aditivos e alguns biocidas da Troy. Entre os equipamentos expostos, a CPS Color destacou dois deles: o First 1 e o Corob Power 4000. O primeiro deles é uma dosificadora para atender a demanda de lojas de menor volume. É uma máquina 100% automática e que promete conferir excelente custo/ benefício. Já o segundo foi desenvolvido para um maior nível de produção. Ele oferece flexibilidade de trabalho e duas tecnologias de dosagem – diafragma e engrenagem. Além disso, pode ser configurado, sendo bem modular. A CPS também aproveitou o evento para divulgar as tendências de 2012/2013 dos seus corantes. A Cristal Global aproveitou o evento para receber em seu estande os clientes, parceiros e representantes de empresas internacionais que puderam

RTV|12-01|2012

23


12º congresso e exposição internacional de tintas

conferir os recentes investimentos da companhia, além de promover negócios. A empresa tem feito grandes investimentos para a cadeia de produção de dióxido de titânio, como a construção de uma nova planta de slagger e outra de titânio metálico. As informações deste e de outros enfoques podem ser conferidas nas próximas páginas desta edição da revista, através de entrevista feita com Ciro Marino, diretor comercial para América Latina da Cristal Global. A Croda levou novidades como o Zephrym™ PD 4974 – dispersante polimérico desenvolvido para pigmentos de óxido de ferro; LoVOCoat™, linha de surfactantes poliméricos de baixo VOC e alta performance para revestimentos de base solvente; Maxemul™ – emulsões alquídicas de alta performence para revestimentos livres de VOC; além da tecnologia B-Tough™, que combina flexibilidade e rigidez para revestimentos epóxi, cujo produto B-Tough C2 é um agente fortalecedor funcional desenvolvido para formulação de sistemas em epóxi com melhor flexibilidade, enquanto mantém a resistência. Outra solução exibida pela empresa foi o Priamine 1071, um building block destinado ao uso como agente de cura em sistemas epóxi para revestimentos marinhos e off-shore, revestimentos industriais, adesivos e revestimentos

24

RTV|12-01 |2012

protetores para pisos de concreto. Ele promete aumentar a flexibilidade da formulação, pois pode ser incorporado como agente de cura principal ou secundário. A D’Altomare ressaltou os aditivos “verdes”, focados nos produtos de sua representada Dow Corning. Trata-se de uma nova geração de aditivos para nivelamento e slip para revestimentos de sistemas base água, solvente e de cura UV. A empresa possui tecnologias para a produção de tintas e revestimentos baseadas em produtos como: umectante de cargas para tintas látex, substituto do nonilfenol etoxilado, produto este já banido na Europa e nos Estados Unidos; aditivo coalescente à base de ésteres vegetais e livres de VOCs; antiespumante para tintas imobiliárias, isento de óleo mineral e com alto desempenho; secantes (catalisadores) para tintas alquídicas e poliésteres com quantidade mínima de solvente orgânico volátil; tensoativos poliméricos para a produção de esmaltes alquídicos 100% base água.

Cabe ressaltar que o CMC promove uma excelente trabalhabilidade, o que possibilita a realização do trabalho de aplicação em menos tempo e com menos esforço em comparação com a maioria dos espessantes de diferentes naturezas. Além disso, certos requerimentos reológicos, como a tixotropia, ou a completa ausência desta, são facilmente obtidos em função da escolha correta de um determinado tipo de CMC. A Dow lançou soluções inovadoras, sustentáveis e de alta qualidade para diversos segmentos industriais e arquitetônicos. Os principais lançamentos da Dow para o segmento arquitetônico foram: Evoque™ - polímero pré-composto, de tecnologia única, que oferece melhor desempenho tanto no poder de cobertura do dióxido de titânio (TiO2) quanto nas propriedades de barreira do filme; Dirtshield™ - que confere às emulsões alta resistência a intempéries, raios UV e menor dirty pick-up (pega de sujeira). Focada em aplicações exteriores, a linha utiliza menor coalescente para a formação do filme e oferece maior dura-

A Denver apresentou o Induskol T 2604ª, um novo CMC (carboximetilcelulose) indicado para tintas foscas e sistemas tintométricos. Entre os benefícios, este desenvolvimento busca evitar a queda de viscosidade na tinta e promete vantagens de custo/benefício.

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

bilidade às tintas; Primal EZ - tecnologia desenvolvida para conferir às emulsões hidrorrepelência, alta lavabilidade e resistência a manchas hidrofóbicas. Com um portfólio de produtos diferenciado, a linha também oferece baixo odor e baixo COV para interiores; Acrysol™/ Polyphobe - modificares de reologia, com novas soluções na linha de HEUR, oferece melhor retenção às cores (mesmo em sistemas tintométricos) e, na linha Polyphobe, um lançamento desenvolvido para o mercado brasileiro. Na linha industrial, as novidades ficaram por conta da OudraTM - nova linha de produtos diferenciados que foram desenvolvidos especificamente para oferecer

www.tintasevernizes.com.br

um bom desempenho nas condições mais extremas. Traz uma abordagem focada em benefícios de desempenho únicos, tais como flexibilidade, amplitudes de temperatura, durabilidade e sustentabilidade. Tem ainda a Oudra Cure, que é um lançamento oficial da linha de endurecedores. Para a área da construção, a empresa destacou o Bio-PrufTM - tecnologia antimicrobiana para controlar o surgimento de mofo, bactérias e algas em superfícies pintadas como pisos, paredes e telhados; o BiobanTM 551S - com o ingrediente ativo (MBIT - metilbenzisotiazolona) permite a preservação intra-lata de tintas e resinas ao evitar a

proliferação de microorganismos; além dos Rhoplex™ EC-3000 - polímero 100% acrílico para uso em coberturas protetoras de telhados frios, desenvolvido para oferecer resistência à exposição prematura à chuva, prometendo ser excelente para uso sobre espuma de poliuretano em spray, metal, concreto e superfícies de asfalto sobreposto desgastado; e o Rhoplex™ EC-3100 - polímero 100% acrílico para uso em revestimentos base de coberturas elastoméricas pigmentadas, desenvolvido para oferecer adesão aos mais difíceis substratos, como membranas de poliolefina termoplástica (TPO) desgastadas por fatores climáticos e podem ampliar

RTV|12-01|2012

25


12º congresso e exposição internacional de tintas

o tempo de vida útil do telhado. Foram exibidos ainda o Lipacryl™, que contém produtos especificamente desenhados para adesão em substratos asfálticos, permitindo até mesmo aplicação imediata sobre asfalto fresco com excelente resistência à sujeira; e o WalocelTM MKW - lançamento desenvolvido especialmente para ser utilizado em argamassas básicas de revestimento. Desenvolvida a partir de éteres de celulose, oferece maior facilidade na aplicação e nivelamento da argamassa, resistência a altas temperaturas e ar incorporado estabilizado, que permitem uma argamassa mais leve e tempo de pega otimizado. As aminas multifuncionais Angus™ também foram apresentadas, assim como produtos para tintas arquitetônicas como o AEPD™ VOX 1000 - opção ideal para tintas com baixo odor e zero VOC (<5 g/L). Em conformidade com a Diretiva Europeia 2004/42/EC, oferece mínima contribuição de odor na tinta, melhor lavabilidade e estabilidade do pH. E as soluções: AMP™ - confere baixo odor, melhor lavabilidade, melhor a estabilidade do pH; e AMP™ - reduz o custo de formulação em até 10%; proporciona redução de COV, melhora o desempenho do filme e causa mínimo impacto no brilho. O diretor global de P&D da Dow Coating Materials, John Klier, esteve no

26

RTV|12-01 |2012

evento para falar das novidades, assim como Guillermo Novo, vice-presidente da Dow Coating Materials que, inclusive, concedeu entrevista para a Revista Tintas & Vernizes desta edição. Durante o evento, a DuPont Titanium Technologies (DTT), unidade de negócios de tecnologia de titânio, recebeu clientes e parceiros em seu estande para discutir o panorama atual do TiO2, bem como as tendências e novidades do mercado. Durante a feira, a empresa reforçou a comunicação sobre a expansão da capacidade global de produção de dióxido de titânio. A expansão, comunicada em maio do ano passado, inclui novos pontos de produção nas instalações da empresa em Altamira (México), bem como investimentos adicionais para melhorar a produtividade em outras localidades da companhia voltadas para a produção de dióxido de titânio no mundo. Mais detalhes sobre estes temas poderão ser conferidos nesta edição da revista com a entrevista especial feita com o atual presidente da DuPont Titanium Technologies, BC Chong, que esteve no evento ao lado de Paulo Viei-

ra, vice-presidente da DuPont Titanium Technologies - América Latina. A Dynatech, através da Divisão Pigmentos e Auxiliares, disponibiliza ao mercado a linha de preparações pigmentárias DynaPaint®. Trata-se de uma linha de concentrados de pigmentos orgânicos e inorgânicos para tintas industriais e decorativas. Desenvolvida para aplicação em esmalte sintético, a nova linha de base solvente tem alta concentração de pigmentos e é compatível com vários sistemas de resinas. A Eastman Chemical do Brasil apresentou o Eastman Solus™ 3050, o mais novo desenvolvimento da família Solus™ para o segmento automotivo e industrial, entre outros. “O Eastman Solus™ 3050 é um éster de celulose para sistemas base água, mas possui o mesmo desempenho que os ésteres de celulose convencionais, como secagem ao toque, orientação do pigmento de alumínio, resistência à redissolução, desenvolvimento da dureza do filme, melhor alastramento e nivelamento, robustez na aplicação em condições distintas de umidade e temperatura, além de permitir ao formulador o desenvolvimento de formulações de baixo COV (compostos orgânicos voláteis)”, afirma Renan Marcel Urenhiuki, representante de desenvolvimento técnico

www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

27


12º congresso e exposição internacional de tintas

para o segmento de tintas, da Eastman do Brasil para a América Latina. Também foram exibidos o Eastman Solus™ 2100 e o Eastman Solus™ 2300, ambos aditivos de desempenho com base na celulose. Tanto os ésteres de celulose convencionais, como a linha Solus, contêm até 60% de celulose. Como possuem baixo peso molecular e alta Tg (taxa de gravidade), são a solução ideal para o desenvolvimento de formulações de base solvente alto sólidos, baixo COV e propriedades de formação de filme similares aos sistemas de sólidos convencionais. Na linha dos coalescentes Eastman Texanol™ éster álcool e Eastman Optifilm™ Enhancer 30, o destaque ficou por conta da possibilidade do desenvolvimento de formulações de baixo COV e alto desempenho de acordo com a Diretiva Européia Decopaint, EPA 24 e Leed Standard, através do Green Seal GS – 11. Além dos solventes de alto desempenho, como MAK e propionato de n-butila – substituição de aromáticos como xileno, a Eastman também divulgou o Advantis 510W, uma poliolefina base água, livre de cloro e APEO (alquilfenol etoxilados), com propriedades de desempenho similares a uma poliolefina base solvente. A Elekeiroz marcou presença ins-

28

RTV|12-01 |2012

titucional aproveitando o evento para estreitar ainda mais o relacionamento com seus clientes e recepcionar o número significativo de visitantes internacionais que circularam pela feira. A empresa aumentou a capacidade de produção do ácido2-etil-hexanóico utilizado na fabricação de secantes para tintas, entre outras aplicações, que poderá impulsionar ainda mais a participação da companhia no mercado. A Emerald Performance Materials levou seus aditivos e resinas para aplicações industriais que garantem alto desempenho para sistemas base água e base solvente. Entre os produtos destacam-se: antiespumantes Antarol e Foam Blast; dispersões pigmentárias de negro de fumo Black Shield; silanos e silicones reativos Masil; dispersões pigmentárias de baixo e zero VOC Hilton Davis; plastificantes e coalescentes K-Flex, resinas epóxis Hypox e Epalloy, entre outros. A Emplas participou da exposição e teve a oportunidade de divulgar sua linha de bombonas industriais com capacidade de 5 a 50 litros e a nova série de embalagens PET – EmplasPET® - que começou a ser produzida em 2010 na filial de Guarapiranga (SP). Esta linha é composta por potes e frascos que

oferecem design moderno e variado para suprir demandas de mercados como o químico em geral. A EPS participou do evento para divulgar no Brasil sua marca e seus negócios. A empresa está há 60 anos no mercado norte-americano e produz resinas e emulsões, projetando intensificar sua atuação no mercado brasileiro. A Evonik participou da feira e levou seu completo portfólio de produtos para o mercado de tintas. Os insumos e as especialidades da Evonik atendem aos mais variados setores, incluindo a fabricação de tintas industriais, automotivas, decorativas e gráficas, além de adesivos, revestimentos de pisos e demarcação viária. “Tivemos uma grande visitação em nosso estande durante todos os dias da exposição e muitas pessoas interessadas em conhecer mais profundamente as soluções com foco na sustentabilidade”, destacou Camila Pecerini, Chefe de Produto – América Latina – da área Inorganic Materials da Evonik. Trata-se de produtos essenciais para todas as tecnologias modernas e benéficas para o meio ambiente, atendendo formulações com alto teor de sólidos, baixo VOC (Compostos Orgânicos Voláteis), sistemas à base de água, tintas com cura UV, tintas em pó, bem como

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

adesivos e selantes produzidos à base de matérias-primas renováveis e produtos que não agridem o meio ambiente. Os principais destaques da empresa no evento foram: Acematt® 3600 – agente fosqueante pós-tratado, exclusivo para sistemas de cura ultravioleta, que busca oferecer alta transparência e mantém baixa a viscosidade dos sistemas, características muito procuradas pelas indústrias de madeira e moveleira;

www.tintasevernizes.com.br

o Aerodisp ® WR 8520 – dispersão aquosa de sílica pirogênica hidrofóbica para sistemas base água com elevada eficiência no controle reológico, melhorando significativamente a viscosidade e o escorrimento. Ele possui propriedades antissedimentantes, aumenta a resistência à corrosão e promete ser de fácil manuseio e incorporação nas formulações por se tratar de uma dispersão; o Colortrend® 808 – colorante

para aplicações decorativas, que oferece excelente compatibilidade com tintas base água e solvente. É livre de VOC, oferece um espectro de cor mais amplo, com cores mais brilhantes e soluções de alto desempenho que proporcionam maior durabilidade, maior resistência a desbotamentos e melhor opacidade; e o Chroma-Chem® 844 – sistema tintométrico para fábricas e pontos de vendas (POS - points of sale), contribui para que

RTV|12-01|2012

29


12º congresso e exposição internacional de tintas

formuladores ultrapassem as limitações nas aplicações de sistemas de cores industriais, e possam oferecer a seus clientes uma ampla seleção de cores a altíssimos níveis de desempenho. Além destas soluções, a Evonik também exibiu o TEGO® Twin 4100 – excelente aditivo de umectação de substrato e anti-cratera sem formação de espuma para tintas e tintas de impressão, o TEGO® Dispers 670 - proporciona excepcional redução de viscosidade; tensão de escoamento extremamente baixa; recomendado para todos os tipos de pigmentos; possui alta força tintorial e transparência; possibilita altas concentrações de pigmentos e excelente estabilização de pigmentos; e o Dynasylan® SIVO 160 – silano para formulações livres de VOC em sistema sol-gel base água de alta performance. Indicado para tratamento anticorrosivo de metais, permitindo menos etapas desse processo e cura por temperaturas entre 60°C e 80°C.

30

RTV|12-01 |2012

Entre as diversas matérias-primas que foram apresentadas, destacaram-se ainda: agentes fosqueantes; sílicas pirogênicas de alto desempenho e algumas dispersões das mesmas; colorantes para cores padrão e personalizadas; resinas acrílicas; resinas à base de metacrilato; resinas poliésteres; silanos funcionais, multifuncionais e especiais; aditivos como antiespumantes, desaerantes, umectantes, dispersantes para pigmentos, agentes anticratera, agentes para controle de superfícies reativas, agentes reológicos, promotores de adesão e hidrofobização; monômeros isocianatos alifáticos, aminas para sistemas epóxicos, isoforona e outros solventes especiais, crosslinkers para tintas em pó, entre outros. A Gafor divulgou sua nova capa-

cidade de armazenagem da unidade de Jundiaí/SP, que é de 3,5 milhões de litros de capacidade total, com 24 tanques habilitados para produtos inflamáveis, o que gerou investimentos da ordem de R$ 3 milhões. A empresa ainda destacou os dois anos de sucesso na distribuição da linha de polímeros aquosos Acronal®, da BASF, para as indústrias de pinturas e da construção na Argentina, cujas vendas duplicaram em um ano. A Gafor também celebrou um ano de revenda de produtos da Elekeiroz; e reforçou a parceria de oito anos e meio com a Exxon Mobil Chemical. A expositora também promoveu o lançamento do Exxol™ D40AS, da Exxon, um aditivo antiestático que reduz o risco de carga estática e de incêndio. O Grupo RB marcou presença na feira, inclusive com sua equipe de profissionais portugueses. É uma importante empresa no segmento de produção e

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

comercialização de breu, terebentina e seus derivados no cenário mundial. O evento foi uma oportunidade para o Grupo divulgar sua ampla atuação já que administra direta e indiretamente mais de 40 mil hectares de área com florestas de pinnus espalhadas pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. A Hunstman deu destaque aos endurecedores para tintas de corrosão da linha Aradur 3246. O foco da empresa também foram as tintas para manutenção e para soluções Petrobras, além do reforço do portfólio, que está cada vez mais focado no mercado de manutenção e soluções Petrobras, ou seja, produtos produzidos e desenvolvidos no Brasil para atender às Normas Petrobras. O Grupo AkzoNobel, multinacional holandesa com destaque global no mercado de tintas e revestimentos,

www.tintasevernizes.com.br

marcou presença na Exposição com a participação da unidade de negócio Tintas Industriais e Adesivos para Madeira, divisão que produz e comercializa a marca de resinas Iguatu. Durante os três dias do evento, a Iguatu apresentou seus produtos, mostrando aos visitantes sua forte presença nas melhores tintas do mercado. A Iguatu trabalha com resinas médias, longas e fenoladas com alto teor de sólidos, resina poliéster para o segmento industrial e automotivo, e toda a linha de resinas para formulação de produtos especiais, como alta temperatura, acabamentos termoplásticos e exclusiva linha de resinas acrílicas hidroxiladas. A Imerys exibiu como novidade o agente fosqueante Celite EcoFlat™, para melhorar as propriedades de tintas decorativas e industriais. Segundo a empresa, o que o diferencia de outros agentes fosqueantes é a baixa absorção de óleo, combinado com um

mineral de elevada dureza natural. Essas propriedades permitem a melhoria das resistências à lavabilidade e porosidade. Outras soluções exibidas foram a nova sílica natural Celite EcoFlat™ Fines, para controle de brilho em filmes de baixa espessura; e o aditivo mineral multifuncional CelTix™ Diatomita Natural, para aumentar o desempenho dos produtos. A Inkmaker exibiu no evento o novo equipamento Shuttle, um sistema de manipulador cartesiano para movimentação de recipientes. Sua linha de roletes permite um movimento automático dos recipientes de dosagem, tanto para ingresso como para retirada no cabeçote de dosagem e no

RTV|12-01|2012

31


12º congresso e exposição internacional de tintas

agitador. Ele ainda permite programar uma grande quantidade de produção sem a necessidade de intervenção por parte do operador; seu sistema inclui correção automática de viscosidade do produto e o agitador pode ser customizado. A empresa também destacou o Easy Paint, uma inovadora opção de sistema de dosagem automático que acelera e aumenta a capacidade produtiva. Ele fornece ganho de tempo na produção e no controle de qualidade, sendo que a dosagem para um balde de 20 litros é feita em torno de um minuto e meio, quando no sistema convencional este tempo é de aproximadamente três minutos. A Intercom marcou presença com o objetivo de fortalecer sua marca e sua atuação no mercado, promover negócios e estreitar o relacionamento com os clientes. A empresa levou sua linha de produtos, que compreende dióxido de titânio, CMC (linha Gelycel), nitrito de sódio, óxido de ferro, além dos espessantes e modificadores reológicos da série Tixotrol. A Ipel exbiu duas grandes novidades. Uma delas é a nova tecnologia de produtos amigáveis ao meio ambiente denominada Olus. Essa linha compreende produtos para conservação microbiológica à base de princípios ativos

32

RTV|12-01 |2012

vegetais: Ipel Olus 1000 – formulação bactericida 100% natural de bioflavonóides e um óleo essencial; o Ipel Olus 2000 - formulação bactericida 100% natural de derivados terpênicos e um óleo essencial; e o Ipel Olus 3000 - formulação bactericida 100% natural de derivados terpênicos e bioflavonóides. Entre os benefícios estão à baixa toxicidade, baixo nível de odor, facilidade de homogeneização, manuseio e do bombeamento do produto. A empresa também levou outro lançamento: a linha AgNano, uma tecnologia desenvolvida à base de nano-partículas de prata, que promete gerar excelente ação bactericida no filme seco, permitindo agregar uma nova funcionalidade aos revestimentos, através da ação antibactericida, que permite classificar os revestimentos como higiênicos. A série compreende os microbiocidas AgNano 6010; AgNano 6011 e AgNano 6012, que garantem baixíssimo odor, teores reduzidos de VOC’s, excelente estabilidade e fácil manuseio. A Itatex marcou presença apresentando o seu destaque, o Itasil 360, um pigmento extensor para látex desenvolvido para gerar alto poder de cobertura e excelente lavabilidade. A empresa também promoveu produtos recentes em linha, como o modificador reológico da linha Itagel, que possui a

propriedade de nanopartícula, cujos efeitos são altamente favoráveis ao desempenho e aplicabilidade das tintas, assim como os Itasilex 4500 e 5000. A linha Itasilex é baseada em silicato de alumínio, potássio e sódio de ocorrência natural, e o Itazil é uma sílica micro-cristalina de alta dureza, à base de quartzo. Ambas aumentam a dureza superficial do filme, conferindo maior resistência ao risco e à abrasão úmida e seca dos revestimentos em geral. Estas propriedades, aliadas à inércia química destes minerais, os tornam especialmente recomendados nas formulações de tintas para pisos em ambientes industriais, hospitalares, comerciais, esportivos e residenciais. O Itasilex 4500 confere também a propriedade de anti-deslizamento (anti-slip) conferindo à tinta um acabamento microrrugoso. A Kalay divulgou o lançamento da Santint AM 200 – dosadora automática simultânea (da quatro pigmentos simultaneamente); o Misturador V 360 Santint – batedor compacto, e as Máquinas Dosadoras Automáticas A4 (mais compacta) e A3 (melhor custo/ benefício). A Lamil ressaltou o seu compromisso ambiental assumido através de investimentos na produção e ações sociais com a comunidade e cidades onde

www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

33


12º congresso e exposição internacional de tintas

atua. Entretanto, a empresa também aproveitou a oportunidade de estreitar o relacionamento com seus clientes e fazer novos contatos. A Lamil produz o agalmatolito, material já reconhecido pelo mercado pelas suas características de alto poder de cobertura, elevada alvura e excelente resistência à abrasividade. Um de seus destaques em agalmatolito é o produto Microex®-Ultra, obtido através da classificação mineralógica específica com um beneficiamento desenvolvido para obter características de partículas extremamente finas com a finalidade de oferecer alto desempenho em cobertura e brancura para aplicações de alta performance nas formulações de tintas. O Microex®-Ultra potencializa a substituição de produtos tais como litopônio, carbonato de cálcio precipitado-PCC, sulfato de bário e sulfato de zinco, entre outros insumos especiais. O portfólio também compreende outras soluções como da série Reflex®

34

RTV|12-01 |2012

– silicatos de alumínio hidratados; Mica® – derivados do mineral muscovita; e Ciamil® MS – agalmatolito para tintas de demarcação viária. A Lanxess divulgou seus pigmentos de alta performance, abordando o tema “Sustentabilidade e Tecnologia”. O abrangente portfólio de produtos da empresa inclui, em especial, os tons de vermelho Bayferrox para aplicações de tintas e revestimentos, e os pigmentos amarelos com propriedades especiais. De acordo com a fabricante, a gama de pigmentos de alta performance destaca­ -se pela constância da cor e alto poder de tingimento, fácil processabilidade e confiabilidade na qualidade. Além disso, estes pigmentos são caracterizados por ter uma dispersão muito boa, alcançada através da micronização, uma forma intensiva de moagem que resulta em uma redução significativa do tamanho das partículas do pigmento. Os vermelhos da linha Bayferrox 100

cobrem uma gama muito ampla de tons, que se estendem desde o amarelado, até um tom distintamente azulado. As propriedades especiais alcançadas na fabricação desses pigmentos de alto desempenho são resultantes principalmente do uso do processo Laux, que promete atribuir aos pigmentos uma excelente resistência ao calor e protege­ -os contra mudanças na cor, mesmo quando eles são submetidos à moagem intensa ou dispersão. Os pigmentos amarelos de alta performance Bayferrox LOM, produzidos em Porto Feliz (SP), também foram apresentados durante a feira. Os pigmentos LOM têm como característica baixa absorção de óleo e são micronizados, proporcionando baixa viscosidade. A Litografia Valença expôs na feira a embalagem metálica que foi criada para a Coral, marca de tintas decorativas da AkzoNobel, que chega ao mercado através do produto Sparlack

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

Cetol (verniz premium). Em embalagens de ¼ e galão, as latas ganharam uma textura que reproduz as veias da madeira em parte das embalagens. O produto foi apresentado pela primeira vez ao mercado durante a Abrafati, onde a Litografia Valença marcou presença com um estande onde as latas ganharam destaque. A tecnologia inédita de reprodução de texturas e efeito 3D em latas foi desenvolvida pela Litografia Valença em 2010. Este ano, os protótipos foram aprimorados e a empresa conseguiu produzir modelos com registro, ou seja, reproduzindo a imagem em 3D ou texturizada em apenas alguns pontos da embalagem. As latas destinam-se ao mercado de tintas e químicos, que hoje responde por 60% do faturamento da empresa. “As latas 3D e texturizadas podem ser utilizadas para tintas e atendem clientes que queiram destacar seus produtos através de uma embalagem mais nobre. Lembro que essa nobreza está no aspecto e não

www.tintasevernizes.com.br

no preço”, diz o presidente da Litografia Valença, Maurício Brasil. A Lubrizol levou várias soluções para a feira, como as resinas base água Permax 805, para substratos metálicos e anticorrosivos; as resinas acrílicas CA 600, para pisos de concretos industriais com alta resistência química e fácil aplicação; além do Turboset™ Ultra Pro, nova dispersão de poliuretano à base de água autorreticulável. Portanto, ela elimina a necessidade do uso de um agente reticulante adicional, oferecendo desempenho comparável ao de um sistema de dois componentes à base de água. Segundo a empresa, o produto faz com que a aplicação do revestimento fique mais fácil e segura, assim como elimina muitos riscos potenciais à saúde e ao meio ambiente, como redução de odor e do descarte de resíduos. A Lumasa aproveitou o evento para divulgar sua marca e atuação no

mercado; além de apresentar a sua gama de produtos como as resinas epóxi Razeen®, da empresa Jana - da Arábia Saudita -; os pigmentos anticorrosivos Nanoguard ACP - produto atóxico indicado para todos os sistemas e que permite cura à baixa temperatura, da representada Sensópolis -, e os agentes de cura CeTePox, da fabricante CTP Chemicals, da Alemanha. A Lyondellbasell marcou presença na Exposição e reforçou seu excelente relacionamento construído com seus parceiros de negócios e enfatizou o compromisso que a empresa tem com o setor. Segundo a empresa, a América do Sul e, o Brasil em especial, tem aumentado a taxa superior à média mundial, consolidando o interesse da companhia em incrementar o negócio na região com os seus principais parceiros. Especialista em distribuição de pro-

RTV|12-01|2012

35


12º congresso e exposição internacional de tintas

dutos químicos e representante de fabricantes mundiais de matérias-primas no Brasil, a Makeni Chemicals apresentou no evento novidades em seu portfólio de produtos. Por meio de recente acordo, a companhia iniciou a distribuição de produtos da multinacional Evonik para os segmentos de tintas, adesivos, selantes e resinas. Com o objetivo de aumentar a capilaridade da representada e agregar ao portfólio produtos de reconhecida qualidade técnica e desempenho tecnológico, a Makeni passou a distribuir as linhas: VISIOMER® (metacrilatos), Granuform 91® (paraformaldeido), He­ xa­metileno Tetramina, Vestasol® (iso­fo­ rona), Vestamin® (isoforona diamina), Vestanat ® (isoforona di-isocianato), Vestagon® (poli-isocianato), Aerosil® (sí­licas pirogenicas), Sipernat ® (sílicas precipitadas), Acematt®, TEGO® (agentes fosqueantes), linha Kronos® (pigmentos de dióxido de titânio), TEP® (acelerador de cura para tinta em pó), linha Aditivos TEGO®, linha Dynasylan® (aplicação como promotores de adesão, modificadores de superfície, co-binder, co-monómero), Dynapol® (resinas poliésteres insaturadas). A empresa indiana M a m t a Polycoats levou catalisadores orgânicos à base de titânio utilizados na produção de resinas, da marca Polygel

36

RTV|12-01 |2012

Industries e Neon Polymers. Durante a feira, a Mast – Divisão Tintométrica – aproveitou para destacar a importante parceria com a empresa canadense Hero, que resultou numa empresa brasileira que passa a se chamar Hero Latin America. Com isso, a fabricação de agitadores e dosadoras passa a ser 100% nacional e trará uma série de benefícios, como por exemplo, no custo dos equipamentos, além do aprimoramento no serviço, agora facilitado pela produção local. A Mast também divulgou no evento seus equipamentos, como o inédito Cloud-Runner, utilizado para medir “man­chamento”, e o espectrofotôme­ tro multiangular BYKMac. Entre os destaques apresentados pelo Grupo M.Cassab estava a parceria fechada com a Samsug Chemical, para distribuição exclusiva de HEC (hidroxietil celulose), a partir de 2012. O HEC é um polímero de celulose usado como aditivo em grande variedade de produtos de base água de consumo, produtos industriais e utilizado como espessante não-iônico, modificador de reologia em tintas base água. O produto é facilmente disperso em água fria ou quente para dar soluções de viscosidades. A linha de aditivos e produtos para o

mercado de tintas e vernizes da empresa é composta por solventes, coalescentes, pigmentos orgânicos, dióxido de titânio, isocianatos alifáticos, caprolactonas, intermediários para resinas, aditivos como antiespumantes, dispersantes, nivelantes e espessantes. Contudo, além de toda a linha com­ pleta, a empresa marcou presença por meio de grandes parcerias com os fornecedores Oxiteno, Dupont, BASF, Eastman, Evonik, Invista, Perstorp e Lanxess. A Merck esteve presente na 12ª edição da Feira e com o tema Living with Effects (Vivendo com efeitos), a empresa apresentou suas tradicionais linhas de pigmentos para aplicações em tintas e as linhas inovadoras Colorstream Twinkle, que agrega em um único produto efeitos de nuances multicoloridas com alto brilho, e Icy White, que oferece um branco mais puro e maior resistência ao amarelamento devido ao controle do substrato sintético. As novas linhas proporcionam individualidade, inovação e exclusividade aos produtos. Outro grande destaque foram os pigmentos da linha Xirallic, bastante utilizada em aplicações automotivas, cujas características incluem brilho, transparência e glamour. A linha Xirallic oferece um cintilante único aos revestimentos e intensidade às cores, efeitos que são

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

A Mineração São Judas destacou o desenvolvimento dos carbonatos revestidos para tintas e os silicatos de cálcio e magnésio Diopsidio Branco, que é inerte ao ataque de ácidos.

ende cores de efeito em diferentes tonalidades, conforme o ângulo de visão, e a outra geração de pigmentos perolados e similares, tais como óxido de bismuto, núcleo de sílica e borossilicato, dentre outros, também foram destacados durante o evento. A empresa ainda exibiu a recente linha de caulim calcinado para tintas, plásticos e silanizados para fios e cabos, que faz parte de uma série completa de produtos fabricados através da mais alta tecnologia existente; e uma nova série de sulfato de bário precipitado.

trial de ação rápida contra diversos gêneros de micro-organismos; Liocide® EP 2015 – algicida e fungicida para preservação da película seca de tintas e seus complementos, recomendado especialmente para ambientes críticos, como regiões litorâneas; e o Liofoam® 149 – antiespumante obtido através de ésteres de ácidos graxos de origem vegetal que, por provir de fonte renovável, atende os quesitos de sustentabilidade. Dispõe de alto poder antiespumante e minimiza defeitos que possam danificar o filme formado.

A Minérios Ouro Branco marcou presença com a sua nova gama de cores na linha de pigmentos perolados, que refletem as tendências de mercado. A série Camaleão, por exemplo, compre-

A Miracema-Nuodex reforçou seu slogan institucional: “Química para um mundo em transformação”, dando ênfase para os seguintes produtos: Lioclean® – sanitizante para uso indus-

Durante o Congresso Internacional de Tintas, um dos destaques da Momentive foi o monômero VeoVa, uma alternativa as tradicionais tecnologias de emulsão. De acordo com a fabricante,

ainda mais valorizados quando expostos à luz solar. A aparência de profundidade e o alto brilho dão um toque de luxo às tintas automotivas. Também estiveram expostos produtos da tradicional linha de pigmentos perolizados e funcionais – como a Minatec, de pigmentos condutivos.

www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

37


12º congresso e exposição internacional de tintas

tintas formuladas com terpolímeros ou copolímeros a base deste produto são fáceis de fabricar e aplicar, apresentam alta resistência à abrasão e alto desempenho. A Momentive também apresentou os principais silanos - Silquest® A-171, Silquest® A-151, Silquest® A-174 e o VX-193 – para uso em polimerização de resinas vinílicas ou acrílicas; e ainda exibiu o CoatOSil® MP 200, um epóxi silano oligômero que pode ser utilizado como aditivo para reticulação de tintas base água arquitetônicas e para madeira. Para vernizes de repintura automotiva à base de poliuretano bicomponente base solvente formuladas com acrílica-isocianato, a Momentive mostrou dois produtos: o monômero Cardura e o aditivo de silicone CoatOSil® 7001 que prometem conferir melhor aparência final incluindo maior nitidez de imagem (DOI). A empresa também expôs a linha de aditivos CoatOSil ® e Silwet ® que podem ser utilizados na obtenção de propriedades de deslizamento, fluidez, nivelamento e antiblocking. Os principais produtos desta linha são os surfactantes CoatOSil® 1220 e o CoatOSil® 1221, o agente de deslizamento CoatOSil® 2812, e as micro resinas de silicone CoatOSil® DSA 6 e CoatOSil® DSA 10 que podem proporcionar melhoria da resistência química ao calor, e também toque suave

38

RTV|12-01 |2012

em tintas, revestimentos e vernizes de impressão. Pela primeira vez na feira, a Nanum, empresa especializada em produtos baseados na nanotecnologia, levou três produtos: tinta magnética de segurança Inkjet; tinta anticorrosiva com nanotecnologia e vernizes fotocatalíticos que podem conferir propriedades de antimofo, antiodor e antipichação, podendo inclusive ter adesão em plásticos, metais, concretos e paredes pintadas. A Netzsch apresentou um novo moinho de cesta Master Mill que possui alta tecnologia fabricada pela empresa norte-americana Premier Mill adquirida pelo Grupo Netzsch. O equipamento promete agregar melhorias ao moinho já existente em linha, sendo ideal para pequenos e grandes lotes. Entre suas vantagens estão a flexibilidade na troca de cores e a baixa perda de produto. Durante o evento, a empresa também deu ênfase ao fornecimento de sistemas e soluções completas para a indústria com suporte técnico de atendimento do início ao fim do processo no cliente. A Nitro Química destacou no evento o Ecocell UV, resina biorrenovável UV para tintas e vernizes. Isento de VOC, o produto confere propriedades

especiais ao filme curado, podendo ser utilizado em substratos diferentes como madeira, papel, plástico e metal. A novidade promete gerar excelente umectação de cargas e pigmentos, ótimo alastramento, alto brilho, excelente adesão e alta flexibilidade. A linha é composta pelos produtos Ecocel UV 1101 (em TPGDA), que promete conferir ótima flexibilidade e o Ecocell UV 1102 (em TMPTA), que garante melhor dureza. Ambos formam um filme com propriedades termofixas, resistente a solventes. A Oxiteno teve como foco o conceito Greenformance, que foi recentemente criado para associar o comportamento da própria empresa com a sustentabilidade. Baseado em três pilares, o Greenformance traduz o desenvolvimento de produtos da empresa para coatings: o uso de matérias-primas de recursos renováveis, substituindo insumos sintéticos, derivados petroquímicos, por insumos de origem vegetal; o cuidado com o meio ambiente refletido em for­ mulações biodegradáveis, com baixo VOC e produtos eficientes que podem reduzir o consumo de energia, embalagens ou outros insumos; e o terceiro pilar que é proporcionar saúde e o bem-­ estar por meio do uso de produtos livres de substâncias HAP (Hazardous Air Polluntant), APE (Alquilfenol Etoxilado)

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

e de baixo odor. Estando alinhada ao conceito, a Oxiteno destacou vários produtos, como a linha de coalescentes Ultrafilm® ECO, que foi desenvolvida para atender as regulamentações que controlam o teor de VOC em formulações de tintas. Eles são derivados de matérias-primas renováveis e o seu teor de carbono verde oscila entre 60 e 100%. Durante o evento ressaltou também o Ultrasolve® M 1200, um solvente amplamente utilizado em formulações de tintas automotivas, industriais, madeira, thinners e adesivos. Ele é usado como substituto do tolueno e de outros aromáticos que causam dependência química e, conforme a formulação, reduz o VOC, ou seja, contribui para a diminuição da taxa de evaporação do sistema. Como grande fabricante de anidrido ftálico da América Latina, a Petrom mostrou na feira o seu portfólio de produtos e o constante e forte compromisso com os investimentos em pesquisa e desenvolvimento de produtos ecologicamente sustentáveis. O anidrido ftálico é usado principalmente na produção de plastificantes, resinas de poliéster insaturado e resinas alquídicas. A Petrom utiliza como matérias-primas básicas o ortoxileno (produto petroquímico básico) e o ar atmosférico. O produto é obtido através de catalisadores em leito fixo.

www.tintasevernizes.com.br

Através da condensação do anidrido ftálico com poliálcoois e com ácidos graxos superiores saturados ou insaturados (soja, rícino, coco, etc.) a empresa é responsável também pela fabricação de resinas alquídicas – empregadas na indústria de tintas na preparação de esmaltes sintéticos e vernizes. Estas resinas são solúveis em solventes comuns e dão filmes resistentes e flexíveis. Também para o setor de tintas, a Petrom fabrica o acido fumárico técnico, utilizado em dois tipos de reação: esterificação – para manufatura de poliésteres, resinas alquídicas e plastificantes; e adição – para manufatura de intermediários para copolimerização e síntese orgânica. As propriedades superiores são obtidas quando 3-5% de anidrido ftálico são substituídos por ácido fumárico. De acordo com a empresa, as tintas e os vernizes preparados com resinas à base de ácido fumárico apresentam maior resistência à água e a produtos alcalinos, superfícies com poder de secagem mais rápida e melhor retenção de cor. Além disso, melhorias nas propriedades também são obtidas quando o ácido fumárico substitui o anidrido maleico em formulações de resinas alquídicas.

Além de exibir no evento sua ampla linha de produtos, a empresa destacou alguns produtos, como o Polysmell – redutor de odores para tintas, e o Poly APP 2621 - coalescente para tintas para madeiras, epóxi, automotiva, anticorrosiva e industrial. A empresa também divulgou o seu forte trabalho focado em nano-materiais e em soluções cada vez mais sustentáveis baseadas em produtos VOC-free, de fontes renováveis, entre outras.

A Polystell marcou presença com suas tecnologias inovadoras em aditivos.

A quantiQ, grande distribuidora de produtos químicos e petroquímicos

Essa edição da Feira foi ainda mais importante para a Prada, uma vez que a empresa completa 75 anos de história. Segundo a área de comunicação da empresa, atualmente, o mercado de tintas, vernizes e produtos químicos em geral, já conquistou cerca de 70% de participação dentro da Prada Embalagens. A expectativa para os próximos anos é de evolução, investimento em tecnologia e inovação nesse mercado, que é um dos objetivos da companhia. Para a feira, a Prada preparou um espaço especial de exposição. Com um estande com quase 200 m² sua estrutura foi elaborada especialmente para garantir que a experiência de interação com o público durante os três dias da feira fosse a melhor possível.

RTV|12-01|2012

39


12º congresso e exposição internacional de tintas

do Brasil, apresentou novidades nas linhas de dispersantes acrílicos, poliuretânicos de alto desempenho (Lubrizol) e agentes de cura para sistemas epóxi (Air Products). Outras novidades são os pigmentos de vanadato de bismuto (DCC), que substituem os pigmentos inorgânicos à base de cromo/chumbo, e as resinas vinílicas (Wacker). Estes produtos compõem o portfólio de produtos mais sustentáveis da empresa e estiveram de acordo com o tema deste ano da feira: “Inovação e Sustentabilidade”. Já na linha mais convencional, a empresa divulgou as resinas hidrocarbônicas (Unilene) com distribui­ção exclusiva da Braskem, a linha de aditi­ vos para argamassa (Wacker) e rejun­te cimentício. “O congresso é considerado um dos mais importantes eventos internacionais para o mercado de tintas. Participamos de todas as edições e consideramos uma grande oportunidade para apresentar ao mercado brasileiro as últimas inovações tecnológicas na área de matérias-primas para tintas.” afirma Antonio Carlos Slongo, gerente de marketing da unidade de Tintas, Adesivos e Construção Civil. Um dos destaques da Quimicraft foi o lançamento do Solux Nanotex. Esta nova solução melhora a reologia da tinta com menos quantidade de resina acrí-

40

RTV|12-01 |2012

lica e de dióxido de titânio, reduzindo o custo do produto. Desde o início de sua operação, a Quimicraft vem priorizando o uso da nanotecnologia para aperfeiçoar os processos químicos já existentes, trazendo ainda mais qualidade e melhor relação custo/benefício. A Quiminutri, que completou sete anos de mercado, aproveitou o evento para divulgar seus novos fornecedores – CABB, ICG, Lamberti, Qualipoly e Tech Power – e exibir os produtos de seu portfólio. A empresa fornece aditivos para o segmento de coatings (nivelantes, umectantes, dispersantes e antiespumantes); novas soluções em matérias-primas para UV; resinas epóxis; e acrilatos. Além disso, destacou os aditivos multifuncionais Pribelance, uma molécula patenteada que possui propriedades plastificantes, nivelantes/umectantes e antiespumantes, que pode substituir o TBEP com a vantagem de ser livre de fosfatos e ainda funcionar como surfactante. Não é tóxico, sendo um desenvolvimento à base de fontes naturais e biodegradáveis. A distribuidora Quimisa marcou presença no evento, onde teve a oportunidade de reforçar o seu crescente trabalho no mercado de tintas, além de promover maior proximidade com

os clientes da região sudeste e realizar novos contatos. Durante a exposição, a empresa destacou a nova parceria com a Thor e, portanto, passa a distribuir os biocidas desta conceituada marca, incrementando ainda mais o seu portfólio para a indústria de tintas. Além dos recentes biocidas, a Quimisa oferece hoje solventes oxigenados, bem como glicóis; acetato de butila e de terc-butila; acetona; e dióxido de titânio rutilo, entre muitos outros produtos. A Reichhold apresentou várias soluções inovadoras e sustentáveis. Uma delas é o Beckosol Aqua®, uma nova plataforma de resinas alquídicas em forma de látex de baixo VOC, feita a partir de matérias-primas de fontes renováveis. Esta série tamb��m é composta por outros produtos que foram destacados durante o evento, como o Beckosol® 15-278 – resina alquídica média-longa em óleo de soja de alto teor de sólidos, e o Beckosol® 15-254 – resina alquídica média-longa em óleo de soja de alto teor de sólidos e elevada viscosidade. Outro destaque foram o Arolon® 21-032 e o Arolon® 5900. O primeiro é uma resina acrílica estirenada termoplástica diluída em solventes especiais – parte de fonte renovável e totalmente livre de tolueno. Já a versão 5900 é uma emulsão acrílica hidroxilada de baixo

www.tintasevernizes.com.br


VOC para sistemas PU base água. Além disso, a empresa ainda ressaltou outras soluções como: Polylite® UV, resina poliéster insaturada para sistemas de cura por UV; Fine Clad® – resina poliéster saturada carboxilada e hidroxilada e aditivos para tintas em pó; e o Urotuf F97-MPW-33 – óleo uretanizado para base água, que confere excelente resistência à abrasão e secagem rápida. A Rhodia, empresa do grupo Solvay, apresentou seu amplo portfólio de produtos, tecnologias e serviços na área de soluções sustentáveis para o setor de tintas e vernizes, dando atenção especial aos solventes oxigenados oriundos de fontes renováveis e os aditivos eco-friendly para tintas base água. Na área de solventes oxigenados, um dos destaques foi o Rhodia Augeo SL 191, derivado da glicerina, para tintas e vernizes empregados em pintura e repintura automotiva, tintas industriais, madeira e couro. Lançado há dois anos, o primeiro produto da linha Augeo, de fonte renovável, vem se consolidando no mercado brasileiro e começa a ser exportado para países da América do Norte e da Europa, graças às suas características especiais, que estão em linha com as demandas de sustentabilidade exigidas pelos clientes. O Rhodia Augeo SL 191 é um solvente de lenta evaporação e baixo VOC (composto orgânico volátil), que agrega propriedades técnicas capazes de oferecer maior produtividade e menor consumo no processo de fabricação de tintas e vernizes. É uma inovação que amplia a participação da Rhodia em um segmento especializado do mercado de solventes, ao substituir, com desempenho superior, os glicóis éteres e seus acetatos de fonte petroquímica, alguns deles agressivos à saúde humana e ao meio ambiente. Além disso, dá um uso nobre a um co-produto do biodiesel. Ao mesmo tempo, durante a Exposição, a Rhodia divulgou seu portfólio de tecnologias e produtos para os mercados de aditivos para tintas, com destaque para as soluções ecofriendly. Entre os produtos oferecidos pela empresa destacam­ -se as soluções para polimerização (estabilizadores de emulsões/dispersões, monômeros especiais e antiespumantes). A Rhodia também é expert mundial em pintura base água e aditivos para revestimentos, com seus aditivos especiais, antiespumantes, umectantes e agentes dispersantes, aditivos para síntese de látex e modificadores de reologia. As novidades no mercado brasileiro são os produtos sob as marcas Rhodoline® OTE e Rhodoline® WA, APE Free, ou seja, livres de alquilfenol etoxilados. www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

41


12º congresso e exposição internacional de tintas

A SGS Polímeros reforçou a li­nha de poliamidas reativas Brasmide para o mercado de tintas base epóxi – elas servem como agentes de cura em sistemas de tintas epóxi; também divulgou a resina Phenolkaminas, para tintas com alta resistência química e locais de muita umidade, sendo ideal para tintas marítimas; e ainda apresentou a Poliamida Termoplástica Brasmide, para área de flexografia. Durante o evento, o foco da Sintequímica foi divulgar o Programa de Sustentabilidade chamado e-COLORgy. Ele foi criado para sistematizar todas as ações da empresa que tem como meta a preservação dos recursos naturais e ambientais. Todos os objetivos traçados com este fim abrangem o Programa e-COLORgy como a redução do uso de água e energia elétrica; utilização de matérias-primas que não agridem o meio ambiente; sistema de gestão ambiental que é pautado nas normas

42

RTV|12-01 |2012

da ISO 14001; divulgação das novas tecnologias que buscam a redução do tempo de fabricação e, portanto, o uso de recursos naturais; bem como o lançamento de novos produtos mais seguros e que atendam às rigorosas normas de segurança européias. Além disso, a Sintequímica aproveitou a oportunidade para destacar toda sua gama de dispersões Sinterdye, tanto as tradicionais já conhecidas do mercado, como os produtos mais recentes, principalmente os de alta performance lançados em 2011. A Socer Brasil exibiu seu forte know-how na produção de breu e seus derivados. A empresa está presente em mais de 40 países espalhados por todos os continentes, sendo uma das mais importantes exportadoras do Brasil em seu segmento de atuação. A Solven destacou a emulsão de cera sintética para texturas, grafiatos

e massas corridas que possui agentes hidrorrepelentes, é inodora e sem adição de amônia, proveniente de fontes renováveis. A empresa também divulgou o seu investimento na linha de marca própria para thinners, querosenes, e aguarrás, entre outros. A STR Industries expôs a linha de esferas para moagem de alta performance. A empresa fabrica uma linha ampla de esferas para moagem. O foco na feira foi apresentar as esferas com alta performance e durabilidade, aliadas ao serviço de “consultoria free” aos clientes, que está voltado ao ajuste de seus processos de moagem, visando maximizar a performance dos produtos obtidos, redução dos tempos de moa­ gem, e redução nos investimentos, en­tre outros. A Sun Chemical destacou a linha Sunsperse® ECO, que promete oferecer uma excelente resistência à luz e exposi-

www.tintasevernizes.com.br


12º congresso e exposição internacional de tintas

ção ao tempo, compatível a diversos sistemas “waterborne”, ótima estabilidade com relação à sedimentação e evaporação, limites de especificações reduzidos, com excelente fluidez e com superior resistência ao atrito. A linha atual já atende 90% das cores utilizadas pelo mercado, sendo expandida de acordo com as necessidades dos clientes. Nove cores foram desenvolvidas para uma fácil adaptação aos diversos sistemas de dosagem utilizados pelo mercado brasileiro, além das características que os classificam como produtos sustentáveis, pois são livres de APEO, de VOC e de resinas. A Target divulgou o serviço de seu site www.target.com.br onde é possível encontrar informações completas sobre normas técnicas. O Portal Target também oferece um serviço exclusivo de acesso a informações tecnológicas que inclui regulamentos técnicos, normas regulamentadoras, consultoria técnica on line, entre outros. Um dos produtos destacados pela empresa foi o Target CENWin, um software que é totalmente interativo, possibilitando o fácil acesso as normas técnicas atualizadas. Ele traz diversos recursos complementares e conta com suporte e treinamento. Disponível em duas versões: Catálogo e Controle de Acervo.

www.tintasevernizes.com.br

A Tecnoclean participou da feira e destacou dois produtos desenvolvidos em parceria com a Tecco Internacional. Um deles é a TintaSCENTsations, um aditivo pra tintas que, além de desodorizar, deixa um aroma agradável na tinta, e é comercializado em 12 aromas. Segundo a fabricante, ela pode ser aplicada em duas demãos, tanto na primeira como no revestimento final, não interferindo na textura, adesão, cor, etc. É uma solução livre de qualquer item que produza vapores tóxicos aos humanos, animais e meio ambiente. A outra novidade é o Kabosh, um aditivo que elimina o odor forte de tintas deixando sem cheiro. A Tintomatic destacou a nova Dosadora Automática modelo AD3000 que possui até 16 canisters e mínima dosagem de 1/384oz. O equipamento ainda possui bandeja para embalagem em aço inox com regulagem manual e sua principal vantagem é que por ser de fabricação nacional é uma dosadora que apresenta baixo custo, facilidade para adquirir peças de reposição e pagamento com o cartão BNDES. A TBK Erichsen levou seus aparelhos para controle de qualidade, como o Aparelho para Teste de Abrasão Speed IV, que realiza testes acelerados para determinar resistência ao desgaste dos

revestimentos de superfícies ocasionados por esponjas, escovas, desgaste natural, etc. Também destacou o Aparelho para Determinar Tempo de Secagem, utilizado para medir tempo de secagem em tintas e correlatos, e a Controlada Semi-Automática Modelo Speedy I, que move com velocidade constante de 25 mm/s com uma pressão uniforme aplicada a extensão que melhora a precisão da aplicação. A Transcor levou para a Feira os lançamentos de 2011, destacando os recentes colorantes para sistemas tintométricos para linha decorativa Transtrend, Transmix e Transdeco (in plant), com qualidades similares aos atualmente comercializados no mercado americano e europeu, conforme garante a empresa. Pigmentos de alta performance para repintura, tintas industriais, plásticos e tintas de impressão também foram exibidos e discutidos tecnicamente no estande. A Transcor ainda aproveitou a feira para apresentar aos clientes a nova parceria com a Modern Dyes (da Tailândia) para comercialização de corantes líquidos - série Modertol - para linha madeira, compatível com solvente, água e sistemas UV. A Troy exibiu sua linha de biocidas

RTV|12-01|2012

43


12º congresso e exposição internacional de tintas

e fungicidas livres de VOC com destaque para as consagradas linhas Polyphase e Mergal; e os novos aditivos Troysol Z370 e Troysol Z377 para sistemas aquosos e não aquosos e o Troysol ZLAC de alto desempenho.

Lamil), e antiespumantes, entre muitos outros, mas destacou novidades em aditivos como o CMC VQ 90 E VQ 120 - espessantes, Stopfer VQ 50 e VQ 55 – aditivos de corrosão, e Ecosec VQ 600 – secantes livres de metais pesados.

A Unimin – Sibelco Company levou para a exposição suas linhas de baritas, sílicas e diversos aditivos minerais utilizados no segmento de tintas. Entre os destaques, está a barita micronizada Portaryte®, que confere excelente inércia química, baixo nível de impurezas e de quartzo (baixa abrasividade). As cargas minerais de carbonato de cálcio precipitado HiWhite® também foram exibidas no evento, pois agregam valor em sistemas base água e solvente em tintas de interiores e exteriores. É um produto valorizado como um eficaz extensor de dióxido de titânio, reduzindo os custos da formulação. Ele ainda incrementa as propriedades mecânicas e funcionais criticas em tintas e em outros sistemas com cargas minerais.

A empresa espanhola Viscotech Hispania fabrica há 20 anos viscosímetros e durante a Abrafati apresentou seu viscosímetro para laboratório e produção, que é portátil e automático.

A Viana Química exibiu sua linha de produtos – umectantes, fungicidas e bactericidas, aditivos minerais (da

O GrupoWacker apresentou produtos inovadores à base de polímeros e silicones para tintas, vernizes, revestimentos e adesivos. A empresa mostrou, pela primeira vez no mercado latino-americano, o novo intermediário Silres® IC 368, uma resina de silicone fluida e sem solventes, para revestimentos altamente resistentes às intempéries. Também exibiu as dispersões de polímeros Vinnapas® EF8300 e Vinnapas ® EF8001, que permitem a formulação de revestimentos de qualidade superior, sem plastificantes nem solventes, e são produzidas sem a utilização de alquilfenol etoxilados nem formaldeído.

Outros destaques foram a resina para vernizes solúvel em éster Vinnol® H 30/48 M para sistemas de selagem térmica para alimentos sensíveis ao calor, os adesivos e selantes Geniosil® N de alta performance e cura rápida, bem como emulsões de resinas de silicone para tintas arquitetônicas para aplicação em fachadas. A Yser destacou sua produção própria de resinas naturais provenientes do breu. A empresa tem fábricas em Portugal e no Brasil e faz investimentos constantes no aumento da capacidade de produção com a finalidade de ser cada vez mais auto-suficiente.

Também estiveram presentes na EXPOSIÇÃO Colornet Moinhos Pirâmide  Oswaldo Cruz  Midland  Amino Sater  Jemp Cytec  Altmann  Inbra

44

RTV|12-01 |2012

Ashland  SI Group  Farkon Galstaff  Triplicecor Equiplast Wana  Metachem  Aldoro  Provale 

Fluid Management Coim Brasil  Celanese  Química Roveri  Forscher  Isogama  Datacolor  Brenntag  Equiplast Kalium

Bimax  Rentank  Kukdo  Grace Brasil  PQ Sílicas  Prodismaq Mettaloys  Intertank  

www.tintasevernizes.com.br


exclusiva

Entrevista: Guillermo Novo,

vice-presidente da Dow Coating Materials

>> Guillermo Novo, vice-presidente da Dow Coating Materials, unidade de negócios global da The Dow Chemical Company, visitou o Brasil no final do ano passado e gentilmente concedeu uma entrevista à Revista Tintas & Vernizes durante o 12º Congresso e Exposição Internacional de Tintas 2011. Novo, que mora atualmente nos Estados Unidos, iniciou sua carreira na Rohm and Haas América Latina em 1986, como analista financeiro de polímeros e resinas. Na empresa, atuou em várias frentes de negócios e conquistou muitos cargos de liderança, experiências que intensificaram seu trabalho por diversas regiões do mundo, inclusive no Brasil. Após a aquisição da companhia pela Dow em 2009, o executivo foi nomeado diretor global de negócios de polipropileno e de negócios de licenciamento. No mesmo ano assumiu o cargo de vice-presidente da Dow Poliuretanos para, em 2010, ser nomeado para o cargo atual. Na entrevista, Novo fala da importância do Brasil para os negócios da Dow Coating Materials; destaca os benefícios gerados pela união da Rohm and Haas com a Dow, além de revelar os principais investimentos e compromissos da companhia. Revista Tintas & Vernizes: Qual é a importância do Brasil para os ne­ gócios da Dow Coating Materials? Guillermo Novo: Dentro da América Latina, é um dos principais mercados para nós, tanto na demanda de tintas, como no campo das inovações. O Brasil, em geral, está numa fase excelente de crescimento. É um país que está evoluindo e está no foco dos investimentos. Eswww.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

45


híbridas, de onde muitas inovações surgirão. Com relação ao dióxido de titânio, notamos que o custo desta matéria-prima e as incertezas em termos de volumes suficientes para atender a demanda de tintas, é preocupante. Desta forma, investimos no produto Evoque™, um polímero pré-composto que compreende uma tecnologia que oferece mais eficiência ao titânio, melhorando o desempenho do po­der de cobertura do TiO2. Revista Tintas & Vernizes: Quais foram os resultados da Dow Coating Materials em 2011?

tamos investindo em laboratórios e nos profissionais da região porque acreditamos na ascensão do mercado brasileiro, que está buscando inovação e produtos de alta qualidade. Revista Tintas & Vernizes: Qual é a sua análise sobre a sinergia entre Rohm and Haas e Dow? Guillermo Novo: Especificamente, nesta etapa do nosso desenvolvimento, cabe ressaltar todo o nosso trabalho em inovação e portfólio, considerando a compra da Rohm and Haas pela Dow. Isso é muito interessante globalmente e tem impactos no Brasil e na América Latina. Juntaram-se duas empresas com competências diferentes – a Rohm, muito forte na área de tintas, aplicações e formulações junto aos clientes; e a Dow, com seus produtos avançados e sua alta capacidade tecnológica. O que se tem hoje é um portfólio com soluções inovadoras acompanhado de todo o suporte técnico necessário. Revista Tintas & Vernizes: Tem algum investimento que possa destacar? Guillermo Novo: Temos uma posição muito boa no Brasil e na medida em que vamos crescendo, daremos continuidade aos investimentos. Com o lançamento da linha OudraTM, por exemplo, teremos fortes investimentos a longo prazo na área de tintas industriais. Também estamos desenvolvendo produtos na área de acrílicos, epóxis, poliuretanos e uma série de outras soluções que poderão culminar em tecnologias 46

RTV|12-01 |2012

Guillermo Novo: Não divulgamos resultados específicos, mas posso dizer que em 2011 tivemos bons resultados. Apesar dos mercados americano e europeu registrarem crescimento mais fraco, teve a compensação por demanda maior dos países em desenvolvimento como os do Leste Europeu, China e Brasil. O que nos entusiasma é que estamos indo bem, com portfólio muito bom e com inovações “abrindo as portas” para os próximos anos. Estamos investindo muito forte em pesquisas e inovações, além do forte compromisso com a sustentabilidade. Nossas tecnologias realmente trazem valores aos clientes – valor econômico, de performance e eco-friendly – sendo benefícios que também são repassados aos clientes deles. Revista Tintas & Vernizes: Qual sua expectativa para 2012? Guillermo Novo: Acredito que o mundo irá superar as crises e a demanda global aumentará. Revista Tintas & Vernizes: De que forma a Dow Coating Materials trabalha com a sustentabilidade? Guillermo Novo: Temos uma proposta clara de sustentabilidade que engloba redução de energia e o desenvolvimento de produtos que causam menos impactos ambientais. Temos grandes enfoques em sistemas base água para a área industrial; novas resinas para diferentes desenvolvimentos sustentáveis, além de uma série de produtos que promovem baixo odor, zero VOC e outras características que trazem valores aos clientes e ao meio ambiente. www.tintasevernizes.com.br


exclusiva

Entrevista: Guillermo Novo, vicepresidente de Dow Coating Materials >> Guillermo Novo, vicepresidente de Dow Coating Materials, unidad de negocios global de The Dow Chemical Company, visitó Brasil a fines del año pasado y gentilmente concedió una entrevista a Revista Tintas & Vernizes durante el 12º COngreso y Exhibición Internacional de Pinturas. Novo, que vive actualmente en los Estados Unidos, inició su carrera en Rohm and Haas América Latina en 1986, como analista financiero de polímeros y resinas. En la empresa, actuó en varios frentes de negocios y conquistó muchos cargos de liderazgo, experiencias que intensificaron su trabajo por diversas regiones del mundo, inclusive en Brasil. Después que la Dow adquirió la compañía por la Dow en 2009, el ejecutivo fue nombrado director global de negocios de polipropileno y de negocios de licenciamiento. El mismo año, asumió el cargo de vicepresidente de Dow Poliuretanos para, en 2010, ser nombrado al cargo actual. En la entrevista, Novo habla de la importancia de Brasil para los negocios de Dow Coating Materials; destaca los beneficios generados por la unión de Rohm and Haas con Dow, además de revelar las principales inversiones y compromisos de la compañía. Revista Tintas & Vernizes: ¿Cuál es la importancia de Brasil para los negocios de Dow Coating Materials? Guillermo Novo: Dentro de la América Latina, es uno de los principales mercados para nosotros, tanto en la demanda de pinturas, así como en el campo de las innovaciones. Brasil, en general, está en una fase excelente de crecimiento. Es un país que está creciendo y está en el centro de las inversiones. Estamos invirtiendo en laboratorios y en los profesionales de la región porque creemos en el crecimiento del mercado brasileño, que está buscando innovación y productos de alta calidad.

innovación y en el portafolio de productos, considerando la compra de Rohm and Haas por la Dow. Esto es muy interesante globalmente y tiene impactos en Brasil y América Latina. Se juntaron dos empresas con competencias diferentes – Rohm, muy fuerte en el área de pinturas, aplicaciones y formulaciones para los clientes; y Dow, con sus productos avanzados y su alta capacidad tecnológica. Lo que tenemos hoy es un portafolio con soluciones innovadoras, acompaña­do de todo el soporte técnico necesario.

Revista Tintas & Vernizes: ¿Cuál es su punto de vista sobre la sinergia entre Rohm and Haas y Dow?

Revista Tintas & Vernizes: ¿Hay alguna inversión que pueda destacar?

Guillermo Novo: Específicamente, en esta etapa de nuestro desarrollo, cabe resaltar todo nuestro trabajo en

Guillermo Novo: Tenemos una posición muy buena en Brasil y en la medida en que vamos creciendo, le daremos

www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

47


exclusiva continuidad a las inversiones. Con el lanzamiento de la línea OudraTM, por ejemplo, tendremos grandes inversiones a largo plazo en lo que respecta a las pinturas industriales. También estamos desarrollando productos en el campo de acrílicos, epoxis, poliuretanos y una serie de otras soluciones que podrán culminar en tecnologías híbridas, de donde surgirán muchas innovaciones. Con relación al dióxido de titanio, notamos que el costo de esta materia prima y las incertezas en términos de volúmenes suficientes para atender la demanda de pinturas, es preocupante. De esta forma, invertimos en el producto Evoque™, un polímero precompuesto que comprende una tecnología que le proporciona más eficiencia al titanio, mejorando el desempeño del poder de cobertura del TiO2.

“abriendo las puertas” para los próximos años. Estamos invirtiendo muy fuerte en investigaciones e innovaciones, además del fuerte compromiso con la sustentabilidad. Nuestras tecnologías realmente agregan valor para los clientes – valor económico, de performance y eco-friendly – siendo beneficios que a la vez se transfieren también a sus propios clientes. Revista Tintas & Vernizes: ¿Cuál es su expectativa para 2012? Guillermo Novo: Creo que el mundo va a superar las crisis y la demanda global aumentará.

Revista Tintas & Vernizes: ¿Cuáles fueron los resultados de Dow Coating Materials en 2011?

Revista Tintas & Vernizes: ¿De qué forma Dow Coating Materials trabaja con la sustentabilidad?

Guillermo Novo: No divulgamos resultados específicos, pero puedo decir que en 2011 tuvimos buenos resultados. A pesar de que los mercados americano y europeo registraron un crecimiento más pobre, se pudo compensar por la mayor demanda de los países en desarrollo, como los de Europa oriental, China y Brasil. Lo que nos entusiasma es que nos está yendo bien, con una cartera de productos muy buena y con las innovaciones

Guillermo Novo: Tenemos una propuesta clara de sustentabilidad que engloba reducción de energía y el desarrollo de productos que causan menos impactos ambientales. Estamos muy enfocados en los sistemas de base agua para el área industrial; nuevas resinas para diferentes desarrollos sustentables, además de una serie de productos con bajo olor, cero VOC y otras características que agregan valor para los clientes y para el medio ambiente.

e x c l u s i ve

Interview: Guillermo Novo, Vice-President of Dow Coating Materials >> Guillermo Novo, Vice-President of Dow Coating Materials, global business unit of The Dow Chemical Company, visited Brazil at the end of last year and kindly gave an interview to Revista Tintas & Vernizes during the 12nd International Congress and Exhibition of Paints. Novo, who currently lives in the United States, began his career at Rohm and Haas Latin America in 1986 as a financial analyst of polymers and resins. In the company, he served on various business fronts and achieved many leadership positions, experiences that strengthened his work in different regions of the world, including Brazil.

48

RTV|12-01 |2012

After Dow acquired the company in 2009, the executive was appointed Global Business Director of the polypropylene and licensing businesses. In the same year he took the vice-presidency of Dow Polyurethanes and, in 2010, he was appointed to the current position. In the interview, Novo talks about the importance of Brazil to the Dow Coating Materials business; he also highlights the benefits obtained from the merging of Rohm and Haas with Dow, as well as reveals the main investments and commitments of the company.

www.tintasevernizes.com.br


Revista Tintas & Vernizes: What is the importance of Brazil to the Dow Coating Materials business? Guillermo Novo: In Latin America, Brazil is one of our main markets, both in paint demand as in innovations. In general, Brazil has a great momentum. This is a country in evolution and is the focus of investments. We are investing in professional laboratories and in the region because we believe in the growth of the Brazilian market which is always looking for innovations and high quality products. Revista Tintas & Vernizes: What do you think about the synergy between Rohm and Haas and Dow? Guillermo Novo: Specifically, at this stage of our development, it’s worth to emphasize all of our work on innovation and portfolio, considering the merging of Rohm and Haas by Dow. This is very interesting globally and affects Brazil and Latin America. Two companies with different expertise joined – Rohm is very strong on paints, applications and formulations for customers; and Dow has its advanced products and their high technological capacity. What we have today is a portfolio with innovative solutions together with all the necessary technical support. Revista Tintas & Vernizes: Is there any investment that you can highlight? Guillermo Novo: We have a very good position in Brazil and insofar as we grow we will continue investing. With the launch of the OudraTM line, for example, we will have strong long-term investment in industrial coatings. We are also developing products in acrylics, epoxies, polyurethanes and a number of other solutions that could deliver on hybrid technologies, where there are many innovations to come. Regarding titanium dioxide, we notice that the cost of this raw material and the uncertainties on volumes sufficiency to meet the demand for paints, is worrying. Thus, we have invested in the Evoque™, a precomposed polymer comprising a technology that provides more power to titanium, improving the performance of the coating capability of TiO2. www.tintasevernizes.com.br

Revista Tintas & Vernizes: What was the yield of Dow Coating Materials in 2011? Guillermo Novo: We do not disclose specific results, but I can say that our yield in 2011 was very good. Despite the weak growth of the American and European markets, the largest demand of the developing countries such those of Eastern Europe, China and Brazil, compensated the fall. We’re excited because we are doing well, with a very good portfolio and with innovations “opening doors” for the coming years. We are investing strong in research and innovations, in addition to the strong commitment to sustainability. Our technologies really add values to customers – economic value, performance and eco-friendly products – and benefits that are also shifted to their clients. Revista Tintas & Vernizes: What do you expect for 2012? Guillermo Novo: I believe that the world will overcome the crisis and the global demand will rise. Revista Tintas & Vernizes: How Dow Coating Materials deals with sustainability? Guillermo Novo: Our sustainability proposal is clear; it encompasses energy reduction and product development, less harmful to the environment. We have great approaches in water-based systems for the industrial market; new resins for different sustainable developments, plus a series of products that promote low-odor, zero VOC and other features that add value to customers and the environment.

RTV|12-01|2012

49


i n ve s t i m e n t o s

Cristal Global investe em novas plantas e fortalece suas tecnologias >> A Cristal Global, que em 2011 completou 40 anos de atividades, está realizando importantes investimentos pelo mundo para a cadeia de produção de dióxido de titânio. A companhia anuncia a construção de uma planta para produção de slag, matéria­prima para fabricação de dióxido de titânio para os dois processos - sulfato ou cloro –; e também está desenvolvendo uma planta de titânio metálico, cuja produção contempla uma tecnologia única. Além disso, a Cristal Global, como uma empresa de tecnologia que trabalha desde os titânios tradicionais até os de performance de ponta, está envolvida num outro enfoque, muito especial e de vanguarda, que são os sistemas catalíticos à base de titânio para controlar as emissões poluentes. Neste campo, a empresa apresenta um novo produto complementar aos já existentes em linha que é responsável pela neutralização das moléculas de óxido nitroso (NOX). Ciro Marino, diretor comercial para América Latina da Cristal Global, comenta sobre todos estes assuntos na entrevista especial feita a seguir pela Revista Tintas & Vernizes: Revista Tintas & Vernizes: Quais fatores motivaram a construção da planta de slagger? Ciro Marino: O que acontece hoje é que a Cristal Global é uma empresa razoavelmente verticalizada. Já produz minérios e TiO2 e tem alguns produtos complementares. Dentro destas matérias-primas que são produzidas pela nossa mineradora na Austrália, é possível produzir matéria-prima para o processo sulfato, mas não se consegue para cloro, que normalmente utiliza o slag (resíduo metalúrgico com alto teor de titânio). Então, a empresa resolveu, a partir das matérias-primas produzidas na Austrália, enriquecê-las e passar a fabricar o slag. Para se ter uma ideia, a ilmenita, que é o minério básico retirado, contém aproximadamente

50

RTV|12-01 |2012

entre 54-56% de titâ­nio; o slag, se for para sulfato, contém cerca de 85% de titânio e para cloro, em torno de 95%. Com esta base, nota-se que é um investimento interessante e que nos diferencia em relação ao que outras empresas estão buscando. Nós entendemos que temos que cuidar primeiro do abastecimento da indústria e nos encontramos hoje num momento de déficit, ou seja, a indústria não consegue todo o minério necessário para produção do pigmento. Portanto, antes de pensar na expansão em pigmentos, estamos pensando na expansão de matérias-primas. Revista Tintas & Vernizes: E a nova planta de titânio metálico? Ciro Marino: Nesta nova planta, ao invés de se usarem rotas siderúrgicas e metalúrgicas, que são as rotas tradicio-

www.tintasevernizes.com.br


i n ve s t i m e n t o s nais para produção do titânio metálico, mas que elevam seu custo – principalmente devido à energia associada ao processo -, a Cristal optou por uma rota química para essa produção, que representa aproximadamente 40% do custo da rota tradicional. Esta é uma tecnologia única, na qual temos patente. Revista Tintas & Vernizes: Qual o lançamento da empresa na linha de redução das emissões de poluentes? Ciro Marino: Trata-se de um produto que atua como um despoluente. Muitas empresas cuidam das emissões e nós também temos sistemas catalíticos à base de titânio para este tipo de controle. A Cristal já tinha uma gama de titânios catalíticos utilizados para canos de descarga de caminhões e carros, que é um conversor para reduzir a emissão de po­ luentes e são aplicáveis em sistemas estacionários como, por exemplo, termoelétricas e outros. Entretanto, agora, uma vez emitido, a empresa desenvolveu um produto complementar, o Cristal Active, que é mais um sistema que poderá contribuir com a redução da poluição. E falamos aqui de um poluente específico que é o óxido nitroso

www.tintasevernizes.com.br

(NOX), que pode ser um causador de danos severos à saúde humana. Esse sistema, baseado na nanotecnologia, é basicamente aplicado no revestimento de superfície e com a ação ultravioleta (UV) catalisa e quebram-se as moléculas do NOX, neutralizando-as. Revista Tintas & Vernizes: A Cristal completou em 2011 os 40 anos de existência. Qual seu sentimento frente a essa conquista? Ciro Marino: Completar 40 anos num segmento tão específico como é este da empresa é algo bem diferenciado em minha opinião. Contudo, o maior orgulho, acho que foi o trabalho realizado nos últimos 12 anos. Isso porque neste período tivemos fatos bem marcantes. Até nos tornarmos Cristal Global, operamos no passado com diversas outras empresas, e com cada uma delas aprendemos muito. Todas elas vieram para somar. Com isso ganhamos em tecnologia, investimento, racionalização, simplificamos plantas com equipamentos avançados e dinamizamos toda a gestão ambiental e as ações com as comunidades.

RTV|12-01|2012

51


i n ve r s i o n e s

Cristal Global invierte en nuevas plantas e intensifica sus tecnologías Cristal Global, que en 2011 cumplió 40 años de actividades, está realizando importantes inversiones por el mundo para la cadena de producción de dióxido de titanio. La empresa anuncia la construcción de una planta para la producción de slag, materia prima para la fabricación de dióxido de titanio para los dos procesos - sulfato o cloro –; y también está desarrollando una planta de titanio metálico. Además, Cristal Global, como una empresa de tecnología que trabaja desde los titanios tradicionales hasta los de alta performance, está dedicada en un otro proyecto, muy especial y de vanguardia, que son los sistemas catalíticos a base de titanio para controlar las emisiones contaminantes. En este campo, la empresa presenta un nuevo producto complementar a los ya existentes en línea que es responsable por la neutralización de las moléculas de óxido nitroso (NOX). Ciro Marino, director comercial para América Latina de Cristal Global, comenta sobre todos estos asuntos en la siguiente entrevista especial para la Revista Tintas & Vernizes: Revista Tintas & Vernizes: ¿Qué factores motivaron la construcción de la planta de slagger? Ciro Marino: Lo que pasa actualmente es que Cristal Global es una empresa razonablemente verticalizada. Ya produce minerales y TiO2 y tiene algunos productos complementarios. Dentro de estas materias primas producidas por nuestra empresa minera en Australia, es posible producir materia prima para el proceso sulfato, pero no se consigue producirla para cloro, que normalmente utiliza el slag (residuo metalúrgico con alto contenido de titanio). Entonces, la empresa decidió, a partir de las materias primas producidas en Australia, enriquecerlas y empezar a fabricar el slag. ¿Y la planta de titanio metálico? Ciro Marino: En vez de usar rutas siderúrgicas y metalúrgicas, que son las rutas tradicionales para producción del titanio metálico, pero que elevan su costo – principalmente debido a la energía asociada al proceso -, Cristal optó por una ruta química para esta producción, que representa aproximadamente el 40% del costo de la ruta tradicional. ¿Cuál es el lanzamiento de la empresa en la línea de reducción de las emisiones de contaminantes? Ciro Marino: La empresa desarrolló el Cristal Active, que es más un sistema que podrá contribuir con la reducción de contaminación. Este sistema, basado en nanotecnología, se aplica básicamente en el revestimiento de superficie y con la acción ultravioleta (UV) se cataliza y se rompen las moléculas del NOX, neutralizándolas. 52

RTV|12-01 |2012

i n ve s t m e n t s

Crystal Global invests in new plants and strengthens its technologies Global Crystal, that in 2011 celebrated 40 years of activities, has been investing strongly around the world for its production chain of titanium dioxide. The company announces the building of a production plant of slag, raw material to manufacture titanium dioxide by two processes - sulfate or chloride –; and is also developing a plant of metallic titanium. Global Crystal, as a technology company that works with traditional titanium as well as with cutting-edge performance titanium, is also involved in another very special and cutting-edge project, which is the titanium-based catalytic system for the control of pollutant emissions. In this project, the company introduces a new complementary product to the existing line that neutralizes the molecules of nitrous oxide (NOX). Ciro Marino, Crystal Global’s Business Director for Latin America, talks about all these subjects in the exclusive interview to Revista Tintas & Vernizes: Revista Tintas & Vernizes: What was the reason for the construction of the slagger plant? Ciro Marino: Today, Crystal Global is a reasonably verticalized company, which already produces ores and TiO2 and has some additional products. With the raw materials produced by our company in Australia, it is possible to produce raw material for the sulphate process, but we are unable produce them for the chlorine process, which typically uses the slag (metallurgical residue with high titanium content). Then, the company decided to enrich them from the raw materials produced in Australia, and then manufacture the slag. And the production facilities for metallic titanium? Ciro Marino: Rather than use metallurgical and steel ways, which are traditional for the production of metallic titanium, but increase its cost – mainly due to energy consumption associated with the process -, Crystal chose the chemistry process, whose cost represents approximately 40% of the cost of the traditional process. Which the company’s launch intended to minimize pollutant emissions? Ciro Marino: The company has developed the Crystal Active, which is another system that can contribute to pollution reduction. This system, based on nanotechnology, is basically applied in surface coatings and ultraviolet (UV) rays catalyze and break up the NOX molecules, neutralizing them. www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

53


s i t i ve s p 7 0 a n o s

Sitivesp realiza 23ª edição do Prêmio Fornecedor do Ano em navio O sindicato celebrou seus 70 anos de atividades e premiou os fornecedores que mais se destacaram no ano a bordo de um luxuoso transatlântico. Sucesso absoluto! >> Para marcar os 70 anos do Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (Sitivesp), foi preparada uma comemoração especial: de 2 a 5 de dezembro o sindicato reuniu associados e parceiros em uma viagem, de Santos (SP) até Búzios (RJ), a bordo do navio Vision of the Seas, da empresa Royal Caribbean International. Sob o slogan “Embarque nos 70 anos do Sitivesp”, a entidade realizou, durante o cruzeiro, a apuração dos votos e a entrega dos troféus aos ganhadores da 23ª edição do Prêmio Fornecedor do Ano, além de um jantar em comemoração ao aniversário do sindicato. A ação inédita, pelo local e formato, surpreendeu a todos os participantes que tiveram a oportunidade de confraternizar e prestigiar o sindicato e as empresas vencedoras. “No ano em que o sindicato celebra 70 anos de atividades, focados no desenvolvimento do setor de tintas e vernizes, esta cerimônia não poderia deixar de ocorrer num ambiente tão 54

RTV|12-01 |2012

grandioso e singular”, justifica Ricardo Stiepcich, presidente do Sitivesp, que ainda destacou em pronunciamento: “a entidade continuará contribuindo para o desenvolvimento do setor por muitos anos e, diante de dados concretos, olhamos o mercado de uma forma muita otimista e com um futuro promissor”. O evento foi patrocinado pela Basf, Brasilata, Itatex, Clariant, Oswaldo Cruz Química, Companhia Metalgraphica Paulista, Bandeirante Brazmo, Makeni, Bomix e Petrobras. Premiação O cruzeiro foi palco da apuração de votos e do Prêmio Fornecedor do Ano, promovido pelo Departamento de Matérias-­ Primas do sindicato e que já se tornou uma referência no mercado de tintas e vernizes. A apuração aconteceu no dia do embarque, 2 de dezembro, dirigida pelo coordenador do Departamento de Matérias-Primas do Sitivesp, Sérgio Luiz www.tintasevernizes.com.br


s i t i ve s p 7 0 a n o s Conti Borgianni e por Ricardo Stiepcich. A entrega dos troféus ocorreu no dia seguinte, em 3 de dezembro, com jantar comemorativo. Para assegurar a transparência do processo de premiação, os convidados e fornecedores se reuniram em um dos ambientes do navio para acompanhar de perto a abertura das cédulas de votação, leitura de cada voto e apuração dos resultados. Criado para destacar o trabalho das empresas que promovem a contínua melhoria dos produtos e serviços oferecidos ao mercado de tintas e vernizes, o 23º Prêmio Fornecedor do Ano elegeu os melhores fornecedores do ano em oito categorias: Aditivos, Cargas Minerais/Sintéticas, Embalagens, Pigmentos, Resinas à base de Solventes, Resinas à base de Água, Solventes e Revenda/Distribuição de Produtos Químicos. Os vencedores de cada uma delas foram indicados, através de voto simples, sigiloso e voluntário, pelos fa­ bri­­cantes de tintas e vernizes associados ao Sitivesp, que consideraram quesitos co­­mo relacionamento entre empresa e fornecedor, qualidade de serviços pré e pós-­ venda, pontualidade na entrega, política comercial, qua-

lidade de produto e processo, e inovação tecnoló­g ica. A disputa, que no início da apuração foi bem pulverizada, aca­bou tornando-se acirrada em algumas categorias e os vencedores de 2011 foram: BYK (Aditivos); Itatex (Cargas Minerais/Sintéticas); Brasilata (Embalagens); Clariant (Pigmentos); Reichhold (Resinas à base de Solventes); Oswaldo Cruz (Resi­nas à base de Água); BR Distribuidora (Solventes); e Bandeiran­te Brazmo (Revenda/Distribuição de Produtos Químicos). Comemoração Representantes das empresas comemoraram a conquista em alto mar e muitos estavam acompanhados de suas famílias, fato que, inclusive, foi manifestado de maneira muito positiva pelo vencedor da categoria aditivos: “Pela primeira vez tivemos uma ampla participação de maridos e esposas neste evento. Isso tem um significado importante pela colaboração e apoio constante, então dedico este prêmio a equipe da BYK que trata o cliente com tanto carinho e atenção, mas também à minha esposa, que tanto me apoia”, diz Aurélio Rocha, gerente geral da BYK, entre muitos aplausos.

1

4

6

2

5

7

1. BYK (Aditivos) 2. Itatex (Cargas Minerais/Sintéticas) 3. Brasilata (Embalagens) 4. Clariant (Pigmentos) 5. Reichhold (Resinas à base de Solventes) 6. Oswaldo Cruz (Resinas à base de Água) 7. BR Distribuidora (Solventes) 3 www.tintasevernizes.com.br

8. Bandeirante Brazmo (Revenda/Distribuição de Produtos Químicos)

8 RTV|12-01|2012

55


s i t i ve s p 7 0 a n o s Carlos Fernando de Abreu, diretor executivo da Bandeirante Brazmo, empresa mais uma vez ganhadora da categoria Revenda/Distribuidora de produtos químicos, compartilha da observação de Rocha, e acrescenta: “a cada ano em que ganhamos, somos desafiados a continuarmos competentes e em busca de mais soluções aos clientes. O significado deste prêmio para nós é desafio!”. Para Francisco Fortunato, diretor comercial e fundador da empresa Oswaldo Cruz, que levou o troféu na categoria Resinas Base Água, acredita que o prêmio fez com que a companhia intensificasse os investimentos na área técnica, além da busca de novas moléculas e produtos. “Estamos sempre tentando melhorar nossos serviços e trabalho”. A relevância da premiação também foi considerada por José Maria Granço, diretor da Divisão Química da Brasilata. “A representatividade do mercado de tintas para a Brasilata é enorme e receber o troféu do sindicato do setor é muito importante, pois coroa todo o trabalho da equipe”. Para Luis Henrique Abraão Pereira, que falou em nome de toda a equipe da BR Distribuidora, “receber o troféu é o reconhecimento e o valor real do trabalho que é direcionado aos clientes”. Essa qualificação do prêmio teve também o reconhecimento de profissionais que estão no mercado de tintas há pouco tempo, como no caso de Alexandre Antonio Nogueira, da Reichhold, que, embora esteja na companhia há 23 anos, assumiu recentemente a gestão de negócio do segmento de coatings. “Apesar de ‘novo’ no setor de tintas eu só tenho a agradecer em nome de toda a empresa”. E a torcida do grupo da Itatex, não foi em vão. Reconhecida como melhor fornecedora de Cargas Minerais/Sintéticas, a empresa participou de uma disputa acirradíssima, que só foi decidida no final da apuração, por apenas dois pontos de diferença. “Torci tanto que até transpirei”, comenta o diretor técnico, Antônio Alonso Ribeiro, que declara: “me deixa ainda mais feliz a empresa ter sido vencedora na edição deste evento fantástico de 70 anos do Sitivesp. Junto da minha equipe só tenho motivos de comemoração!”. E Cláudio Teixeira Giusti, da Clariant, empresa que se destacou na categoria Pigmentos, ressaltou: “É um evento ímpar, que irá ficar para a história”. Vencedores do 23º Prêmio Fornecedor do Ano Aditivos: BYK Cargas Minerais/Sintéticas: Itatex Embalagens: Brasilata Pigmentos: Clariant Resinas à base de solvente: Reichhold Resinas à base de água: Oswaldo Cruz Solventes: BR Distribuidora Revenda/Distribuidora de produtos químicos: Bandeirante Brazmo 56

RTV|12-01 |2012

Homenagens Marcantes Na mesma noite do Prêmio Fornecedor do Ano, o Sitivesp prestou algumas homenagens que renderam surpresas e momentos de emoção. A empresa Nova Vulcão foi agraciada com uma placa comemorativa por ser a mais antiga associada da entidade, ainda em atividade. Fundada em 1924, a Nova Vulcão se associou ao sindicato no ano de 1941 e tem o registro nº 6. “Eu, que estou há 52 anos na empresa, fiquei muito sensibilizado com esta homenagem inesperada e dedico a todos os colaboradores. A Nova Vulcão pertenceu ao meu pai e agora conto com a colaboração do meu filho, Sérgio Luiz, que está trazendo inovações e esperamos ter muito progresso nesse sentido”, relata o diretor Sérgio Borgianni que fez questão de afirmar que, até os dias de hoje, trabalha em período integral na empresa, apesar da sua idade. Já os profissionais que completaram 25 anos de atividades no setor foram prestigiados com o troféu Galão de Ouro. Vera Lúcia Bueno, coordenadora de eventos do Sitivesp, foi uma das homenageadas pelos 25 anos de trabalho no sindicato. Em discurso emocionado, ela agradeceu: “É uma honra receber esse galão justo no momento em que o Sitivesp celebra 70 anos, e me sinto muito feliz de fazer parte desta história. Sou uma pessoa realizada por trabalhar neste setor que tanto adoro e melhor ainda é compartilhar este momento único com os amigos que fiz durante todo este tempo”. Outros profissionais que estiveram presentes na festa receberam o galão, como no caso de Danilo Cesari Rizzo, da Euroamerican; Francisco de Assis Maia, da Tintas Brazilian; e Sérgio Françozi, diretor da Tintas Dacar. Os três sentiram-se muito honrados, principalmente pela conquista ser revelada em um evento tão especial. E a homenagem final ao Sitivesp também foi feita de maneira inusitada. Após o filme sobre a retrospectiva das principais realizações do Sitivesp, Ricardo Stiepcich convidou todos os presentes para um brinde em conjunto que marcou a celebração dos 70 anos da entidade. www.tintasevernizes.com.br


s i t i ve s p 7 0 a ñ o s

7 0 ye a r s o f s i t i ve s p

Sitivesp realiza 23ª edición del Premio Proveedor del Año en transatlántico Para celebrar los 70 años del Sindicato de la Industria de Pinturas y Barnices del Estado de São Paulo (Sitivesp), fue preparada una celebración especial: del 2 al 5 de diciembre, el sindicato reunió a miembros y socios en un viaje, de Santos (SP), a Búzios (RJ), a bordo del transatlántico Vision of the Seas, de la empresa Royal Caribbean International. Bajo el slogan “Embarque en los 70 años del Sitivesp”, la entidad realizó, durante el crucero, el recuento de los votos y la entrega de los trofeos a los ganadores de la 23ª edición del Premio Proveedor del Año, además de una cena de celebración del aniversario del sindicato. El evento, inédito por el lugar y formato, sorprendió a todos los participantes que tuvieron la oportunidad de socializar y honrar al sindicato y las empresas vencedoras. “En el año en que el sindicato celebra 70 años de actividades, enfocados en el desarrollo del sector de pinturas y barnices, esta ceremonia sólo podría llevarse a cabo en un ambiente tan grandioso y singular”, explica Ricardo Stiepcich, presidente del Sitivesp, que también destacó en su discurso: “la entidad continuará contribuyendo para el desarrollo del sector por muchos años, y ante datos concretos, vemos al mercado de una manera muy optimista y con un futuro prometedor”. El evento fue patrocinado por las empresas Basf, Brasilata, Itatex, Clariant, Oswaldo Cruz Química, Companhia Metalgraphica Paulista, Bandeirante Brazmo, Makeni, Bomix y Petrobras. Vencedores del 23º Premio Proveedor del Año Aditivos: BYK; Cargas Minerales/Sintéticas: Itatex; Envases: Brasilata; Pigmentos: Clariant; Resinas a base de solvente: Reichhold; Resinas a base de agua: Oswaldo Cruz; Solventes: BR Distribuidora; Reventa/Distribuidora de productos químicos: Bandeirante Brazmo.

Sitivesp Presents the 23rd Provider of the Year Award in Transatlantic In order to celebrate the 70th anniversary of the Union of the Paints and Varnishes Industries of São Paulo State (Sitivesp), it was prepared a special celebration: from 2 to 5 of December, the Union gathered members and partners on a trip, from Santos (SP), to Búzios (RJ), aboard the transatlantic Vision of the Seas, from the Royal Caribbean International company. Under the slogan “Embark in 70 years of Sitivesp,” the entity counted, during the cruise, the votes and delivered the awards to the winners of the 23rd edition of the Supplier Of The Year Award, in addition to a dinner in celebration of the anniversary of the Union. The event, original because of the place and format, surprised participants who had the chance to socialize and grace the Union and the winning companies. “In the year when the Union celebrates 70 years of activities, focused on the development of the paints and varnishes sector, this ceremony could only be held in an place so great and singular,” tells Ricardo Stiepcich, President of Sitivesp, who in his speech also stressed: “The entity will continue to contribute to the development of the sector for many years, and before specific figures, we look at the market in a very optimistic way and with a promising future.” The event was sponsored by the companies Basf, Brasilata, Itatex, Clariant, Oswaldo Cruz Química, Companhia Metalgraphica Paulista, Bandeirante Brazmo, Makeni, Bomix and Petrobras. Winners of the 23rd Prize Supplier Of The Year Additives: BYK; Mineral/Synthetic Fillers: Itatex; Packaging: Brasilata; Pigments: Clariant; Solvent-Based Resins: Reichhold; Water-Based Resins: Oswaldo Cruz; Solvents: BR Distribuidora; Reseller/Distributor of Chemical Products: Bandeirante Brazmo.

www.jornaldopintor.com.br

O PORTAL ONDE ESTÃO TODOS OS SEUS CLIENTES

www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

57


confraternização

Associquim/Sincoquim realiza jantar de confraternização Durante o evento o presidente da entidade, Rubens Medrano, revelou o quanto a distribuição no Brasil tem mostrado estar num processo dinâmico de fortalecimento

RUBENS MEDRANO, presidente da Associquim/Sincoquim

>> Em 8 de dezembro de 2011 aconteceu o jantar de confraternização de final de ano da Associação Brasileira dos Distribuidores de Produtos Químicos e Petroquímicos e o Sindicato do Comércio Atacadista de Produtos Químicos e Petroquímicos do Estado de São Paulo (Associquim/Sincoquim). Neste ano, a distribuidora Bandeirante Brazmo recebeu o troféu de associada mais antiga pela data de filiação (1976) e também de associada mais antiga pela data de fundação (1961). Foi a 25ª empresa a receber o certificado Prodir. Já empresas como a SCS Comercial e a Additiva receberam o diploma de novas associadas. O Troféu Gente de Valor, criado pela diretoria da Associquim/Sincoquim para homenagear anualmente personalidades que de alguma forma contribuíram e apoiaram o setor de distribuição de produtos químicos e petroquímicos, foi entregue para o engenheiro civil formado em 1958 pela Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie, Antônio Galvão Álvares de Abreu, da Secretaria de Estado dos Transportes, onde atualmente exerce os cargos de assessor técnico do secretário, coordenador da Comissão de Estudos e Prevenção de Acidentes do Transporte Terrestre de Produtos Perigosos; além de ser membro do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista, membro do Conselho Estadual para Diminuição de Acidentes de Trânsito e Transportes, e membro da Câmara Temática de Petróleo e Gás. 58

RTV|12-01 |2012

Distribuição reconhecida Em pronunciamento, Rubens Medrano, presidente da Associquim/Sincoquim, explicou como o setor de distribuição é dinâmico e tem mostrado uma resiliência muito importante, sabendo reagir às pressões adversas do mercado durante tantos anos. “Hoje temos um setor maduro, responsável e que tem o respeito de toda a cadeia produtiva e tudo isso graças a vocês (associados). Tenho certeza de que somos reconhecidos pela nossa capilaridade, a nossa capacidade de reação imediata aos fatos, tudo isso está em nosso DNA. E é isso que nos faz crescer cada vez mais e atingir o lugar que sempre merecemos”, disse o presidente, que acrescentou: “Sem receio de errar, posso dizer que atualmente a distribuição brasileira está inserida no circuito mundial do setor e isso é um mérito de vocês e nós temos que manter essa posição”. Medrano também comentou o cenário econômico. Mencionou que, apesar da situação da Europa e Estados Unidos, acredita que o Brasil está caminhando para uma situação de ser um dos líderes mundiais em termos de economia. “Tenho plena certeza de que a distribuição começa um ciclo virtuoso que todas nós teremos oportunidades de usufruirmos. Nosso mercado interno está pujante e, enquanto outros países estão amargurando crises, o Brasil, com os eventos futuros como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, irá nos levar para um novo movimento baseado em crescimento para o setor produtivo que gerará aumento de consumo, emprego e, sem dúvida, a distribuição torna-se um fator importante nesse cenário de desenvolvimento”. Ebdquim 2012 Durante o evento, os convidados puderam assistir a um filme sobre a próxima edição do Ebdquim que será realizada em março de 2012. A iniciativa, promovida pela Associquim, terá a presença confirmada de palestrantes internacionais que falarão sobre assuntos ligados ao setor de distribuição. “Este é um evento único e ímpar, onde em dois dias teremos a oportunidade de fazer o networking e trocar ideias com pessoas que possuem experiência nacional e internacional do mais alto gabarito”, considerou Medrano, destacando a importância do apoio de toda a cadeia produtiva brasileira para o sucesso deste encontro, que é bianual. www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

59


confraternización

Associquim/Sincoquim realiza cena de confraternización

End of Year Dinner of Associquim/Sincoquim

El 8 de diciembre de 2011 se celebró la cena de fin de año de la Asociación Brasileña de los Distribuidores de Productos Químicos y Petroquímicos y del Sindicato del Comercio Mayorista de Productos Químicos y Petroquímicos del Estado de São Paulo (Associquim/Sincoquim).

On December 8th, 2011, was held the end of year dinner of the Brazilian Association of Distributors of Chemical and Petrochemical Products and the Wholesale Trade Syndicate of Chemical and Petrochemical Products of the State of São Paulo (Associquim/Sincoquim).

Este año, la distribuidora Bandeirante Brazmo recibió el trofeo de asociada más antigua por la fecha de filiación (1976) y también de asociada más antigua por la fecha de fundación (1961). Fue la 25ª empresa a recibir el certificado Prodir. Por otro lado, empresas como SCS Comercial y Additiva recibieron el diploma de nuevas asociadas.

This year, the distributor company Bandeirante Brazmo was awarded a trophy for being the oldest member because of the affiliation date (1976) and also for being the oldest by the foundation date (1961). It was the 25th company to receive the Prodir certificate. In the other hand, companies as SCS Comercial and Additiva were awarded a diploma as the newest members.

El Trofeo Gente de Valor, creado por la dirección de la Associquim/Sincoquim para homenajear anualmente a personalidades que de alguna forma contribuyeron y apoyaron al sector de distribución de productos químicos y petroquímicos, se entregó al ingeniero civil graduado en 1958 en la Escuela de Ingeniaría de la Universidad Mackenzie, Antônio Galvão Álvares de Abreu, de la Secretaria de Estado de los Transportes, donde actualmente ejerce los cargos de asesor técnico del secretario, coordinador de la Comisión de Estudios y Prevención de Accidentes del Transporte Terrestre de Productos Peligrosos; además de ser miembro del Consejo de Desarrollo de la Región Metropolitana de la Bajada Santista, miembro del Consejo Estatal para la Disminución de Accidentes de Tránsito y Transportes, y miembro de la Cámara Temática del Petróleo y Gas. En discurso, Rubens Medrano, presidente de la Associquim/Sincoquim, explicó cómo el sector de distribución es dinámico y ha mostrado una resiliencia muy importante, sabiendo reaccionar a las presiones adversas del mercado durante tantos años. “Hoy tenemos un sector maduro, responsable y que cuenta con el respeto de toda la cadena productiva y todo eso gracias a ustedes (asociados). Tengo la certeza de que somos reconocidos por nuestra capilaridad, nuestra capacidad de reacción inmediata a los hechos, todo eso está en nuestro ADN. Y es eso lo que nos hace crecer cada vez más y alcanzar el lugar que siempre merecemos”, dijo el presidente, que agregó: “Sin miedo a equivocarme, puedo decir que actualmente la distribución brasileña está dentro del circuito mundial del sector y eso es un mérito de ustedes y nosotros tenemos que mantener esta posición”.

60

fraternization

RTV|12-01 |2012

The trophy Gente de Valor (Value People), established by the Board of Directors of Associquim/Sincoquim to honor personalities of the year that somehow contributed and supported the logistic and distribution of chemicals and petrochemicals, was delivered to civil engineer graduate of Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie in 1958, Antônio Galvão Álvares de Abreu, current Secretary of State for Transport, where he currently holds the positions of Technical Adviser of the Secretary, Coordinator of the Commission of Studies and Prevention of Accidents of the Ground Transport of Dangerous Products; in addition to being a member of the Development Council of the Baixada Santista Metropolitan Region, Member of the State Council for Reduction of Traffic and Transport Accidents, and member of the Oil and Gas Thematic Chamber. In his speech, Rubens Medrano, President of Associquim/ Sincoquim, explained how dynamic the distribution sector is and how it has shown a very important resilience by knowing how to react before adverse market conditions for so many years. “Today our sector is mature, responsible and has the respect of the entire production chain and all this thanks to you (the members). I’m sure that we are recognized by our capillarity, our capacity for immediate reaction to facts, all this is in our DNA. And that’s what makes us grow increasingly and achieve the position we have always deserved,” said the president, who added: “Without fear of mistakes, I can say that today the Brazilian distribution sector is in the industry’s world circuit and this is a merit of yours and we have to keep this position.”

www.tintasevernizes.com.br


abiquim 2011

16º Encontro Anual da Indústria Química traça o desempenho da indústria química em 2011 Nesta edição, o evento teve como convidado especial o economista-chefe do Itaú Unibanco, Ilan Goldfajn, que prevê uma desaceleração mais intensa da economia brasileira em 2012 e redução na taxa de juros, ocorrendo uma recuperação da atividade a partir do segundo semestre >> Cerca de 600 pessoas, entre executivos da indústria química, dirigentes de entidades setoriais, técnicos e jornalistas, acompanharam as apresentações e debates realizados no 16º Encontro Anual da Indústria Química. O evento contou com a participação do secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Teixeira, que falou sobre ações do governo federal em apoio à indústria química, como a criação do Conselho de Competitividade. Teixeira ressaltou a preocupação do governo com o crescimento do déficit comercial em produtos químicos e destacou que uma economia desenvolvida não pode prescindir de uma indústria química forte. O desempenho da indústria química em 2011 foi analisado pelo presidente-executivo da Abiquim, Fernando Figueiredo. No ano, a previsão do faturamento do setor foi o de alcançar US$ 158,5 bilhões, ou R$ 261,9 bilhões. Em dólares, o crescimento sugerido foi de 23,4%. Em reais, de 15,8%. O déficit na balança comercial de produtos químicos chegou a US$ 25,9 bilhões, novo recorde. As projeções da Abiquim, no final do ano passado, indicaram que as importações poderiam somar US$ 41,6 bilhões, valor 23,4% superior ao de 2010. As exportações alcançaram US$ 15,7 bilhões, crescendo 19,8%, na mesma comparação. Figueiredo destacou em sua análise que, caso a indústria química brasileira tivesse fornecido 50% do volume importado, o setor teria gerado 60 mil novos empregos diretos, realizado investimentos de US$ 25 bilhões e pago impostos de US$ 7 bilhões por ano. Os avanços relacionados às propostas apresentadas no estudo “Pacto Nacional da Indústria Química”, divulgado em 2010 pela Abiquim, foram discutidos pelo presidente do Conselho Diretor da entidade, Henri Slezynger. Ele observou, entre outros pontos, que o levantamento realizado pela Abiquim evidenciou uma preocupante redução de 10% no valor dos investimentos previstos para os próximos cinco anos e que está ocorrendo uma progressiva desindustrialização de

www.tintasevernizes.com.br

um setor que já foi o segundo maior em contribuição para a formação do PIB Industrial do País. Slezynger ressaltou que o alto custo das matérias-primas e da energia no Brasil, bem como a “guerra dos portos”, têm reduzido a competitividade da indústria química. Ele ainda enfatizou que o Brasil é o único país industrializado que incentiva importações. O economista-chefe do Itaú Unibanco, Ilan Goldfajn, prevê que haverá uma desaceleração mais intensa da economia brasileira em 2012 e redução na taxa de juros, ocorrendo uma recuperação da atividade a partir apenas do segundo semestre. Para ele, o cenário será de baixo crescimento nos Estados Unidos, recessão na Europa e desaceleração na China, levando para níveis elevados a aversão ao risco e a uma retração dos fluxos globais de investimentos. As projeções de

fernando figueiredo, presidente-executivo da Abiquim

RTV|12-01|2012

61


abiquim 2011 Goldfajn são de que o PIB mundial crescerá 2,7% em 2012, um ponto porcentual menos do que em 2011, com a economia norte-americana crescendo 1,5% e a China 7,8%, desde que não ocorra um cenário global de ruptura, o que levaria o PIB mundial a um crescimento negativo de 1,9%. Tintas - Marcos De Marchi, um dos vice-presidentes da Abiquim, coordenou o debate com os representantes de vários setores da indústria química. Dilson Ferreira, presidente-executivo da Abrafati, representou o segmento de tintas e falou um pouco sobre o potencial de crescimento do setor. Segundo ele, é um mercado com forte potencial de crescimento a longo prazo, em função da expectativa de aumento na demanda de tintas, principalmente em função dos grandes investimentos em programas habitacionais e de infraestrutura no Brasil. Perguntado sobre fatores inibidores, Ferreira atribuiu os obstáculos às matérias-primas importadas que chegam ao País com preços bastante altos, ficando difícil repassar este alto custo ao mercado. Sobre os desafios, o executivo acredita que com o crescimento da construção civil, a dificuldade maior será com a quantidade de mão de obra capacitada, principalmente para pintura das futuras obras. Estima-se que os investimentos programados em tintas, esmaltes e vernizes até 2016 seja de US$ 2,5 bilhões. Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia A empresa Oxiteno foi vencedora do Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia em 2011, na categoria empresa, com o trabalho “Modificação das propriedades do etanol para viabilizar seu uso

62

RTV|12-01 |2012

em motores diesel”. A Petrom – Petroquímica de Mogi das Cruzes – recebeu menção honrosa com o trabalho “Sustentabilidade lúdica: uso de um aditivo bioderivado na produção de brinquedos”. Na categoria Pesquisador, o vencedor foi o trabalho “O aproveitamento do potencial de ligninas para a obtenção de produtos químicos renováveis”, desenvolvido por Sílvio Vaz Júnior, do Centro Nacional de Pesquisa em Agroenergia da Embrapa. A professora Mariana de Mattos Vieira Mello Souza, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, recebeu menção honrosa na categoria Pesquisador com o trabalho “Catalisadores para a produção e purificação de correntes de hidrogênio a partir de fontes renováveis”. Os prêmios foram entregues aos vencedores por Kátia Maria Politzer Couto, filha do professor Kurt, e por Paulo Coutinho, coordenador da Comissão de Tecnologia da Abiquim. Criado em 2001, o Prêmio Abiquim de Tecnologia recebeu em 2011 a denominação de Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia, em homenagem ao professor e empresário que colaborou por mais de 30 anos com a Abiquim. Politzer coordenou a Comissão de Tecnologia e foi membro do Conselho Diretor da entidade. Prêmio Abiquim de Exportação As oito empresas que receberam o Prêmio Abiquim de Exportação, na categoria “Líder Exportador”, exportaram, em conjunto, mais de US$ 6 bilhões em produtos químicos para uso industrial. Nesta categoria, são premiadas empresas que realizaram vendas externas de US$ 150 milhões ou mais no período de um ano. Os troféus foram entregues pelo secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Teixeira, e pelo coordenador da Comissão de Comércio Exterior, João Benjamin Parolin. A empresa vencedora na categoria “Sucesso Exportador” foi a Oxiteno, com o trabalho “O uso de fontes naturais na produção de especialidades”. Esta categoria foi criada para reconhecer as soluções desenvolvidas por uma empresa para concretizar operações de exportação. O prêmio foi recebido por Andrea Campos Soares, Diretora Comercial, e por Luciana Leles Ortiz de Pinho, Gerente de Exportação. www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

63


abiquim 2011

16º Encuentro Anual de la Industria Química traza el desempeño de la industria química en 2011

64

abiquim 2011

16th Annual Meeting of the Chemical Industry Analyzes performance of the Chemical Industry in 2011

Alrededor de 600 personas, entre ejecutivos de la industria química, dirigentes de entidades sectoriales, técnicos y periodistas, acompañaron las presentaciones y debates realizados en el 16º Encuentro Anual de la Industria Química. El evento contó con la participación del secretario ejecutivo del Ministerio del Desarrollo, Industria y Comercio Exterior, Alessandro Teixeira, quien habló sobre las acciones del gobierno federal en apoyo a la industria química, como la creación del Consejo de Competitividad. Teixeira resaltó la preocupación del gobierno con el crecimiento del déficit comercial en productos químicos y destacó que una economía desarrollada no puede prescindir de una industria química fuerte.

About 600 people, including executives of the chemical industry, leaders of industry entities, technicians and journalists attended the presentations and discussions held on the 16th Annual Meeting of the Chemical Industry. The event featured the participation of the Executive Secretary of the Ministry of Development, Industry and Foreign Trade, Alessandro Teixeira, who talked about federal government actions in support of the chemical industry, such as the creation of the Competitiveness Council. Teixeira said the Government’s concerned with the growth of trade deficit in chemicals and emphasized that a developed economy cannot do without a strong chemical industry.

El desempeño de la industria química en 2011 fue analizado por el presidente ejecutivo de la Abiquim, Fernando Figueiredo. En el año, la previsión de la facturación del sector fue la de alcanzar 158,500 millones de dólares, o 261,900 millones de reales. En dólares, el crecimiento sugerido fue del 23.4%. En reales, del 15.8%. El déficit en la balanza comercial de productos químicos llegó a 25,900 millones de dólares, un nuevo record.

The chemical industry’s performance in 2011 was examined by the Chief Executive of Abiquim, Fernando Figueiredo. In the year, the forecast of industry revenue was to reach USD$ 158.5 billion or R$ 261.9 billion. In dollars, the suggested growth was 23.4%. In reals, 15.8%. The trade balance deficit of chemical products achieved USD$ 25.9 billion, a new record.

Los avances relacionados a las propuestas presentadas en el estudio “Pacto Nacional de la Industria Química”, divulgado en 2010 por la Abiquim, fueron discutidos por el presidente del Consejo Director de la entidad, Henri Slezynger. Él observó, entre otros puntos, que el levantamiento realizado por la Abiquim evidenció una preocupante reducción del 10% en el valor de las inversiones previstas para los próximos cinco años y que está ocurriendo una progresiva desindustrialización de un sector que ya fue el segundo mayor en contribución para la formación del PIB Industrial del país.

The progress regarding the proposals presented in the study “National Pact of the Chemical Industry”, published in 2010 by Abiquim, were discussed by the Chairman of the Board of Directors of the entity, Henri Slezynger. He noted, among other facts, that the survey conducted by Abiquim highlighted a worrying 10% reduction in value of investments planned for the next five years and that there is a progressive de-industrialization of an industry that already was the second largest contributor to the formation of the country’s Industrial GDP.

El economista jefe del banco Itaú Unibanco, Ilan Goldfajn, prevé que habrá una desaceleración más intensa de la economía brasileña en 2012 y reducción en la tasa de intereses, ocurriendo una recuperación de la actividad a partir solamente del segundo semestre. Para él, el escenario será de bajo crecimiento en los Estados Unidos, recesión en Europa y desaceleración en China, llevando a niveles elevados la aversión al riesgo y a una retracción de los flujos globales de inversiones.

The Chief Economist of Itaú Unibanco, Ilan Goldfajn, predicts that there will be a stronger deceleration of the Brazilian economy in 2012 and reduction in the interest rate, having a recovery of the activity from the second half only. For him, the low-growth scenario is in the United States, Europe’s recession and slowdown in China, leading to high levels of risk aversion and a retraction of the global investment flows.

RTV|12-01 |2012

www.tintasevernizes.com.br


at u alidade s

AkzoNobel Packaging Coatings anuncia nova estrutura organizacional para América Latina

manoel rodrigues, nomeado Gerente Geral, fabiana marra, Gerente de Marketing para América do Sul e julian cass, assumiu o cargo de Diretor Regional Américas

A divisão Packaging Coatings do Grupo AkzoNobel, com destaque global no mercado de tintas, revestimentos e especialidades químicas, conta, a partir de 1º de janeiro de 2012, com uma nova estrutura organizacional para gerenciar as atividades da empresa no Brasil e na América Latina. Com a aposentadoria de António Costa, após 16 anos à frente das atividades da Packaging, tanto no Brasil quanto na América do Sul, a empresa decidiu se alinhar à estrutura mundial da AkzoNobel, nomeando dois executivos. Julian Cass, Diretor Regional América do Norte, desempenhará a mesma função para a América do Sul, tornando-se o novo Diretor Regional Américas, e Manoel Rodrigues será o novo Gerente Geral para o Brasil. Com esta mudança, a AkzoNobel Packaging Coatings alinha-se à estrutura mundial da empresa, já que a América do Sul era a única região que ainda não estava na mesma organização geográfica já utilizada mundialmente por todo o grupo. “A América do Sul é uma das principais regiões estratégicas de crescimento para a AkzoNobel, e a nomeação de Julian Cass permitirá um alinhamento ainda maior com a estrutura global organizacional da AkzoNobel nas Américas”, salienta Fabiana Marra, Gerente de Marketing para América do Sul, da Packaging Coatings. Formado em administração de negócios e pós-graduado em marketing pelo Instituto Chartered de Marketing, no

www.tintasevernizes.com.br

Reino Unido, Julian Cass ingressou na AkzoNobel em 2005 como Gerente Regional para o norte da Europa e Oriente Médio, onde conduziu o crescimento e o desenvolvimento de clientes importantes, como a Rexam&Ball. Também trabalhou pela companhia na Rússia e na Turquia, antes de ser designado Diretor Regional América do Norte. “Tenho como expectativa continuar a construir a já excelente reputação da AkzoNobel Packaging Coatings no mercado, além de replicar nosso reconhecido modelo de serviços em nossas ações por toda a América do Sul”, afirma Cass. No Brasil, a condução da Divisão Packaging Coatings estará nas mãos de Manoel Rodrigues. Engenheiro de Produção Química pela Universidade Federal de São Carlos (SP), com MBA Executivo em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Rodrigues iniciou carreira na Dupont em 1998, onde trabalhou por dez anos, chegando à AkzoNobel em 2008 para assumir a gerência de vendas e assistência técnica no Brasil. Na função, implantou uma nova forma de trabalho, transferindo experiências e aprendizados de outros segmentos para a Packaging Coatings. “Ao assumir a posição de gerente geral, minha expectativa é fazer com que a força de nosso time possa ser combinada e transformada em uma única companhia. Isto vai de encontro às necessidades de nossos colaboradores e nosso negócio”, completa Rodrigues.

RTV|12-01|2012

65


at u alidade s

BASF inaugura planta piloto de alta tecnologia que aumenta a eficiência na produção de tintas Com o objetivo de otimizar os processos da Divisão de Tintas, a BASF investe 800 mil euros e inaugura um novo Laboratório de Desenvolvimento de Processos, implantado na maior fábrica de tintas do mundo, localizada no bairro Demarchi, em São Bernardo do Campo (SP). O espaço contará com uma planta piloto que simula, em escala reduzida, o processo de fabricação antes da operação em linha de produção. Esse conceito é pioneiro tanto no mercado brasileiro de tintas, quanto em todas as fábricas de tintas da BASF no mundo, e permitirá melhorias e ganhos financeiros e de tempo, já que permite detectar possíveis problemas nos processos. “Nosso objetivo é garantir que no processo de fabricação, o produto tenha um resultado positivo e identifique possíveis falhas antes de ir para a planta industrial. Além disso, o laboratório foi idealizado dentro dos conceitos de sustentabilidade e segurança BASF”, afirma Carlos Arthur Peixoto, Gerente do Laboratório de Desenvolvimento de Processos. O laboratório, que segundo a empresa é inédito, conta com um sistema de segurança eficaz, em que não há a necessidade de utilização da força, isto é, os funcionários não precisam carregar cargas pesadas.

“A planta piloto é bastante inovadora e foi projetada para operar em condições idênticas a uma planta industrial. Ela possui, ainda, um sistema de aquisição de dados, supervisão e controle automatizados de última geração, que, além de reduzir consideravelmente o tempo necessário para o estudo e a otimização do processo químico, nos permite utilizar os dados no monitoramento do processo fabril, permitindo antecipar ações, evitando a necessidade de ajustes no produto final. O produto sai pronto na primeira vez“, explica Peixoto. Além da Divisão de Tintas Imobiliárias da BASF, o laboratório atende também os outros negócios desse segmento da companhia: Tintas Industriais, Automotivas e Repintura Automotiva.

Adexim-Comexim anuncia nova executiva A Adexim-Comexim reorganizou sua estrutura administrativa e Jacy Russo Maylart foi nomeada Assessora da Diretoria passando a ser a responsável pelo gerenciamento de toda a área de Marketing e Administrativa da empresa. Jacy exerce a função desde o início de 2011 com o compromisso de estreitar o relacionamento com os clientes e com o mercado, além de realinhar algumas áreas e negócios com foco na lucratividade e formação de grupos cada vez mais técnicos. “Estou me adaptando muito bem e acredito que o maior desafio é melhorar ainda mais a competência e qualidade técnica de atuação da empresa, com uma equipe experiente e dedicada às inovações tecnológicas”, afirma a executiva. Formada em Direito pela Pontifícia Universidade Católica e pós-graduada em Administração pela FAAP, e especialização pela Getúlio Vargas, Jacy trabalhou por 30 anos na área da saúde como Gerente de Relacionamento e Negociação com a rede credenciada, Comunicação e Marketing e Assessora Jurídica, atuando nas empresas Cabesp, Porto Seguro, Intermédica e Unimed, entre outras. Vindo agora assumir novo desafio ao lado de seu pai, Carlos Russo. 66

RTV|12-01 |2012

www.tintasevernizes.com.br


at u alidade s

Bandeirante Brazmo tem novo diretor comercial João Miguel Thomé Chamma assumiu no final do ano passado a diretoria comercial da Bandeirante Brazmo, sendo responsável pela área de vendas e empresas distribuídas representadas. Ele foi nomeado para substituir o mexicano Gerardo Victal, que estava na posição desde o início de 2010. “É uma empresa forte que está em franco crescimento e como grande distribuidora tem uma excelente estrutura logística e operacional. Então é uma experiência enriquecedora e meu propósito é agregar e engrandecer ainda mais a companhia”, diz Chamma que também tem a expectativa de trocar conhecimentos, aprender e inovar dentro de uma nova cultura de gestão. O executivo trabalhou 27 anos na distribuidora de produtos químicos quantiQ. Ao longo de sua carreira na em­presa acumulou experiência em diversas áreas, como na Unidade de Especialidades Químicas, onde atuou como Diretor Comercial Nacional de Vendas, última posição antes de sua mudança para a Bandeirante Brazmo. Engenheiro químico, com pós-graduação em Administração pelo Mackenzie, Chamma tem especialização em Gestão pelo Instituto Superior de Ensino e, ao longo de sua carreira, exerceu cargos em companhias como Shell e Ipiranga.

Baldes TRM 18 e 20 litros da PRADA recebem homologação da ABRACE e INMETRO

www.tintasevernizes.com.br

A Prada Embalagens recebeu no ano passado o certificado de homologação da Abrace (Avaliações Brasil da Conformidade e Ensaios) em conjunto com o Inmetro, referente ao balde TRM 18 litros para produtos químicos na altura H332, que substitui o antigo balde na altura H324. Já no mês de outubro, também concluiu a homologação do balde TRM 20 litros, na nova altura H 363, que substitui a antiga H 350. A equipe de auditoria da Abrace compareceu nas dependências da Prada para realizar diversos testes que possibilitaram a percepção de que seus produtos são dignos de tal homologação. As embalagens validadas por essa certificação são as utilizadas no Transporte Terrestre de Produtos Perigosos, cuja massa líquida não exceda a 400 kg ou cujo volume não exceda 450L. Com essa certificação, as embalagens da Prada são autorizadas a usar o selo de identificação da conformidade CE-EPP-1023/07. Os certificados da Abrace garantem a Prada o reconhecimento de seus esforços por estar sempre dentro das conformidades e exigências do mercado, além de oferecer aos clientes mais segurança no acondicionamento, transporte e utilização de seus produtos. RTV|12-01|2012

67


at u alidade s

Adexim-Comexim realiza VI Seminário Técnico Adexim-Comexim 2011 No final do ano passado, a Adexim-Comexim realizou o VI Seminário Técnico Internacional Adexim-Comexim 2011, que reuniu técnicos de laboratório e químicos para assistirem uma série de palestras ministradas pela empresa e por suas representadas internacionais. O Seminário aconteceu na própria sede da Adexim-­ Comexim, no bairro da Casa Verde, em São Paulo (SP) e, na ocasião, Carlos C. Russo, Diretor Técnico Executivo, responsável pela abertura do evento, fez uma breve apresentação sobre algumas matérias-primas comercializadas pela empresa – micro-esferas ocas, espessantes, inorgânicos, esferas de zircônio, entre outros – e com a engenheira química, Lilian Furlan, explanaram sobre os equipamentos de laboratório e produção com destaque para o novo C-UV 360º Eletrônico, equipamento considerado revolucionário em testes de envelhecimento acelerado pela ação do tempo. O evento contou também com a presença de palestrantes internacionais. Daniel Mureau, Diretor de Vendas da companhia francesa Provençale, falou sobre os extensores de TiO2 e carbonato de cálcio micronizado; Stefan Mansell, Diretor de Exportação da Worlee Chemical abordou as resi-

nas base água e aditivos; e Laetitia Pierron, Engenheira de Desenvolvimento da SNCZ, palestrou sobre os anticorrosi­vos ecológicos. Na parte da tarde, Herb, Diretor de Vendas da Estron, apresentou a linha Resiflow de agentes de fluxo e nivelantes; depois foi a vez de Simon, Gerente de Vendas da Glass Flake, explicar sobre os anticorrosivos e pigmentos de efeito; Pablo Seijo, Diretor de Vendas da Minerals Girona, falou sobre as baritas e talcos; Roberto Rocha, engenheiro e Diretor da Monte Pascoal, destacou os caulins lamelares; e a última apresentação, da empresa Bond Polymers, foi sobre resinas PU, vernizes e soft touch. “A realização deste Seminário é uma forma eficiente para os químicos aperfeiçoarem seus conhecimentos técnicos, de pesquisa e desenvolvimento. Realizamos este evento há muito tempo e com grande sucesso”, enfatizou Russo.

quantiQ reformula seu site A quantiQ, grande distribuidora brasileira de produtos químicos e petroquímicos do Brasil, acaba de colocar no ar a nova versão de seu site (www.quantiq.com.br). Com o layout renovado, a página traz ferramentas que facilitam a navegação e permitem uma consulta rápida e eficaz aos mais variados conteúdos da empresa, como estrutura, áreas de atuação e o diversificado portfólio de produtos e serviços. Agora é possível acessar informações sobre todas as áreas de atuação da empresa (Químicos, Lifescience e Serviços) de forma detalhada e também obter informações institucionais da empresa, como histórico, balanços e premiações. Voltado para clientes e fornecedores, o link “quantiQ online” possibilita a consulta de status de pedidos realizados e outros serviços por meio de cadastro e login. O público em geral também tem uma área exclusiva para cadastrar currículos e acompanhar a divulgação de futuras oportunidades de emprego nas diversas unidades, além de ter acesso a todas as notícias da empresa. 68

RTV|12-01 |2012

www.tintasevernizes.com.br


AkzoNobel Packaging Coatings announces new organizational structure for Latin America Packaging Coatings Division of AkzoNobel Group, with global prominence in the paint, coating and specialty chemicals market has, from January 1, 2012, a new organizational structure to manage the company’s activities in Brazil and Latin America. With the retirement www.tintasevernizes.com.br

a c t u alidade s

La división Packaging Coatings del Grupo AkzoNobel, que se destaca globalmente en el mercado de pinturas, revestimientos y especialidades químicas, cuenta, a partir del 1º de enero de 2012, con una nueva estructura organizacional para administrar las actividades de la empresa en Brasil y en América Latina. Con la jubilación de António Costa, después de 16 años al frente de las actividades de Packaging, tanto en Brasil como en América del Sur, la empresa decidió alinearse a la estructura mundial de AkzoNobel, nombrando dos ejecutivos. Julian Cass, actual Director Regional para América del Norte, desempeñará la misma función para América del Sur, además de ser el nuevo Director Regional Américas, y Manoel Rodrigues será el nuevo Gerente General para Brasil. Graduado en administración de negocios y posgraduado en marketing por el Instituto Chartered de Marketing, en el Reino Unido, Julian Cass ingresó en AkzoNobel en 2005 como Gerente Regional para el norte de Europa y Medio Oriente, donde condujo el crecimiento y el desarrollo de clientes importantes. También trabajó para la compañía en Rusia y Turquía, antes de ser designado Director Regional para América del Norte. “Mi expectativa es continuar construyendo la ya excelente reputación de AkzoNobel Packaging Coatings en el mercado, además de replicar nuestro reconocido modelo de servicios en nuestras actividades por toda América del Sur”, afirma Cass. En Brasil, la conducción de la División Packaging Coatings estará en las manos de Manoel Rodrigues. Ingeniero de Producción Química por la Universidad Federal de São Carlos (SP), con MBA Ejecutivo en Marketing por la Escuela Superior de Propaganda y Marketing (ESPM), Rodrigues inició carrera en Dupont en 1998, donde trabajó por diez años, llegando a AkzoNobel en 2008 para asumir la gerencia de ventas y asistencia técnica en Brasil. “Al asumir la posición de gerente general, mi expectativa es hacer que la fuerza de nuestro equipo se pueda combinar y transformar en una única compañía. Esto satisface las necesidades de nuestros colaboradores y nuestro negocio”, finaliza Rodrigues.

of António Costa after 16 years ahead of the Packaging activities, both in Brazil and in South America, the company decided to align to the global structure of AkzoNobel by appointing two executives. Julian Cass, current Regional Director for North America, will hold the same function for South America, becoming the new Regional Americas Director, and Manoel Rodrigues will be the new General Manager for Brazil. B.S. in business administration and graduated in marketing from the Chartered Institute of Marketing, in the United Kingdom, Julian Cass joined AkzoNobel in 2005 as Regional Manager for Northern Europe and the Middle East, where he led the growth and development of key customers. He also worked for the company in Russia and Turkey before being appointed Regional Director for North America. “I expect to continue building the already excellent reputation of AkzoNobel Packaging Coatings on the market, besides replicating our recognized service model in our activities throughout South America,” said Cass. In Brazil, the Packaging Coatings Division will be directed by Manoel Rodrigues. Chemical Production Engineer by Universidade Federal de São Carlos (SP), with an Executive MBA in Marketing from Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Rodrigues began his career at Dupont in 1998, where he worked for ten years, coming to AkzoNobel in 2008 to assume the sales management and technical assistance in Brazil. “Assuming the position of General Manager, my expectation is that the strength of our team can be combined and transformed into a single company. This meets the needs of our employees and our business,” ends Rodrigues.

c u rre n t a f f air s

AkzoNobel Packaging Coatings anuncia nueva estructura organizacional para América Latina

BASF inaugura planta piloto de alta tecnología que aumenta la eficiencia en la producción de pinturas Con el objetivo de optimizar los procesos de la División de Pinturas, BASF invierte 800 mil euros e inaugura un nuevo Laboratorio de Desarrollo de Procesos, instalado en la mayor fábrica de pinturas del mundo, localizada en el barrio Demarchi, en la ciudad de São Bernardo do Campo (SP). El espacio contará con una planta piloto que simula, a escala, el proceso de fabricación antes de la operación en línea de producción. Este concepto es pionero tanto en el mercado brasileño de pinturas, como en todas las fábricas de pinturas de BASF en el mundo, y permitirá mejorías y ganancias financieras y de tiempo, ya que permite detectar posibles problemas en los procesos. “Nuestro objetivo es garantizar que en el proceso de RTV|12-01|2012

69


a c t u alidade s c u rre n t a f f air s

fabricación, el producto tenga un resultado positivo e identifique posibles fallas antes de ir a la planta industrial. Además, el laboratorio fue idealizado dentro de los conceptos de sustentabilidad y seguridad BASF”, afirma Carlos Arthur Peixoto, Gerente del Laboratorio de Desarrollo de Procesos. El laboratorio, que según la empresa es inédito, cuenta con un sistema de seguridad eficaz, que no necesita utilizar la fuerza humana, o sea, los funcionarios no tienen que cargar cargas pesadas. “La planta piloto es bastante innovadora y fue planeada para operar en condiciones idénticas a las de una planta industrial. Cuenta también con un sistema de adquisición de datos, supervisión y control automatizados de última generación que, además de reducir considerablemente el tiempo necesario para el estudio y la optimización del proceso químico, nos permite utilizar los datos en el monitoreo del proceso fabril, permitiendo anticipar acciones, evitando la necesidad de hacer ajustes en el producto final. El producto sale listo a la primera vez“, explica Peixoto. Además de la División de Pinturas Inmobiliarias de BASF, el laboratorio atiende también a los otros negocios de ese segmento de la compañía: Pinturas Industriales, Automovilísticas y Repintado Automovilístico. BASF inaugurates high-technology pilot plant to improve efficiency in paint production Aiming at optimizing processes of the Paint Division, BASF has invested 800 thousand Euros and inaugurated a new Development Process Lab in the world’s largest paint factory, located at Demarchi district, in São Bernardo do Campo (SP). The Lab has a pilot plant, which simulates, to scale, the manufacturing process before operation in the production line. This concept is pioneer both in the Brazilian paint market, as in all BASF coating factories in the world, and will allow improvements as well as financial profits and saving of time, since it is possible to detect potential problems in the process. “Our goal is to ensure the success of the product during the manufacturing process and identify possible failures before going to the industrial plant. In addition, the lab was conceived within the security sustainability concepts of BASF,” says Carlos Arthur Peixoto, Manager of the Process Development Lab. The unprecedented lab, according to the company, has an effective security system, which does not need to use physical force, that is, employees don’t need to carry heavy loads.

70

RTV|12-01 |2012

“The pilot plant is very innovative and was designed to operate in conditions identical to an industrial plant. It even has a last-generation data acquisition system, automated control and supervision, which besides reducing considerably the time required to study and optimizing the chemical process, allow us to use the data for monitoring the manufacturing process, allowing to anticipate actions, avoiding the need for adjustments in the final product. The product comes out ready the first time,” explains Peixoto. In addition to the BASF Division Coatings, the laboratory also serves the other businesses of this segment of the company: Industrial Coatings, Automotive and Automotive Refinishing. Adexim-Comexim anuncia nueva ejecutiva Adexim-Comexim reorganizó su estructura administrativa y Jacy Russo Maylart fue nombrada Asesora de Dirección, pasando a ser la responsable por la administración de toda el área de Marketing y Administrativa de la empresa. Jacy ejerce la función desde inicios del 2011, con el compromiso de estrechar la relación con los clientes y con el mercado, además de realinear algunas áreas y negocios con enfoque en el rentabilidad y formación de grupos cada vez más técnicos. “Me estoy adaptando muy bien y creo que el mayor reto es mejorar aún más la competencia y calidad técnica de desempeño de la empresa con un equipo experimentado y dedicado a las innovaciones tecnológicas”, afirma la ejecutiva. Graduada en Derecho por la Pontifícia Universidad Católica (PUC) y posgraduada en Administración por la Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), y especialización por la Fundação Getúlio Vargas (FGV), Jacy trabajó durante 30 años en el área da salud, como Gerente de Relación y Negociación con la red acreditada, Comunicación y Marketing y Asesora Jurídica, actuando en las empresas Cabesp, Porto Seguro, Intermédica y Unimed, entre otras. Y ahora viene a asumir un nuevo desafío, al lado de su padre, Carlos Russo. Adexim-Comexim Announces new Executive Adexim-Comexim reorganized its administrative structure and Jacy Russo Maylart was appointed Advisor to the Board of Directors responsible for managing the Marketing and administrative departments of the company. Jacy holds the position since the beginning of 2011 with the commitment to strengthen the relationship with www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

71


a c t u alidade s c u rre n t a f f air s

customers and the market, in addition to realign some areas and business focused on profitability and training increasingly technical groups. “I am adapting myself very well and I believe that the greatest challenge is to further improve the competence and technical quality of performance of the company with an experienced team, dedicated to technological innovations,” says the executive. She has a degree in Law from Pontifícia Universidade Católica (PUC) and MBA from Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), and specialization from Fundação Getúlio Vargas (FGV), Jacy worked for 30 years in the health care area as a relationship and negotiation manager with accredited networks, Communication and Marketing, and Legal Consultancy, working in companies as Cabesp, Porto Seguro, Intermédica and Unimed, among others. And now she’s taking the new challenge alongside his father Carlos Russo. Bandeirante Brazmo tiene nuevo director comercial João Miguel Thomé Chamma asumió a fines del año pasado la gerencia comercial de Bandeirante Brazmo, siendo responsable por el área de ventas y empresas distribuidas representadas. Él fue nombrado para sustituir al mexicano Gerardo Victal, que estaba en la posición desde el inicio de 2010. “Es una empresa fuerte que está en franco crecimiento y como grande distribuidora tiene una excelente estructura logística y operacional. Por lo tanto es una experiencia enriquecedora y mi propósito es agregar y engrandecer aun más la compañía”, dice Chamma, que también tiene la expectativa de intercambiar conocimientos, aprender e innovar dentro de una nueva cultura de gestión. El ejecutivo trabajó 27 años en la mayor distribuidora de productos químicos de Brasil, quantiQ. A lo largo de su carrera en la empresa acumuló experiencia en diversas áreas, como en la Unidad de Especialidades Químicas, donde se desempeñó como Director Comercial Nacional de Ventas, último cargo antes de cambiarse para Bandeirante Brazmo. Ingeniero químico, con posgrado en Administración por la Faculdade Mackenzie, Chamma tiene especialización en Gestión del Instituto Superior de Ensino, y a lo largo de su carrera, ejerció cargos en compañías como Shell e Ipiranga. Bandeirante Brazmo Appoints New Business Manager João Miguel Thomé Chamma took over late last year as new Business Manager of Bandeirante Brazmo, being

72

RTV|12-01 |2012

responsible for the department of Sales and Distributed Represented Companies. He was appointed to replace the Mexican Gerardo Victal, who was in the position since the beginning of 2010. “It is a strong company that is growing and as a major distributor has an excellent logistics and operational structure. Then this is an enriching experience and my purpose is to add and elevate the company,” says Chamma, which also has the expectation to exchange knowledge, learn and innovate within a new management culture. The Executive worked for 27 years in the largest distributor of chemicals from Brazil, quantiQ. Throughout his career in the company he accumulated experience in various areas such as the Chemical Specialty Unit, where he served as National Business Sales Director, last position before his move to Bandeirante Brazmo. B.S. in Chemical Engineering, MBA at Faculdade Mackenzie, Chamma has specialization in Management from Instituto Superior de Ensino and throughout his career has held positions in companies such as Shell and Ipiranga. Baldes TRM 18 y 20 litros de PRADA son homologación por la ABRACE e INMETRO Prada Embalagens recibió el año pasado el certificado de homologación de la Abrace (Avaliações Brasil da Conformidade e Ensaios), en conjunto con el Inmetro (Instituto de Metrología), referente al balde TRM 18 litros para productos químicos en la altura H332, que sustituye al antiguo balde en la altura H324. Ya en el mes de octubre se concluyó también la homologación del balde TRM 20 litros, en la nueva altura H 363, que sustituye la antigua H 350. El equipo de auditoria de la Abrace se presentó en las dependencias de Prada para realizar diversas pruebas que permitieron percibir que sus productos son dignos de tal homologación. Los envases validados por esta certificación son los utilizados para el transporte terrestre de productos peligrosos cuya masa líquida no exceda los 400 Kg o cuyo volumen no exceda 450 litros. Con esta certificación, los envases de Prada son autorizados a presentar el sello de identificación de conformidad CE-EPP-1023/07. Los certificados de Abrace le garantizan a Prada el re­ conocimiento de sus esfuerzos por estar siempre dentro de las conformidades y exigencias del mercado, además de ofrecerle a los clientes más seguridad en el acondicionamiento, transporte y utilización de sus productos. www.tintasevernizes.com.br


Adexim-Comexim realiza VI Seminario Técnico Adexim-Comexim 2011 A fines del año pasado, Adexim-Comexim realizó el VI Seminario Técnico Internacional Adexim-Comexim 2011, que reunió a técnicos de laboratorio y químicos para asistir a una serie de conferencias dadas por profesionales de la empresa y de las empresas internacionales que representa. El Seminario se celebró en la propia sede de Adexim­Comexim, en el barrio de Casa Verde, en São Paulo (SP), y en el evento, Carlos C. Russo, Director Técnico Ejecutivo, responsable por la apertura del evento, hizo una breve presentación sobre algunas materias primas comercializadas por la empresa – microesferas huecas, espesantes, inorgánicos y esferas de zirconio, entre otros – y con la ingeniera química, Lilian Furlan, explicaron los equipos de laboratorio y producción, destacando el nuevo C-UV 360º Electrónico, equipo considerado revolucionario en pruebas de envejecimiento acelerado por la acción del tiempo. El evento contó también con la presencia de conferencistas internacionales. Daniel Mureau, Director de Ventas de la compañía francesa Provençale, habló sobre los extensores de TiO2 y carbonato de calcio micronizado; Stefan Mansell, Director de Exportación de Worlee Chemical abordó las www.tintasevernizes.com.br

VI Technical Seminar Adexim-Comexim 2011 Adexim-Comexim held the VI International Technical Seminar Adexim-Comexim 2011 at the end of last year that gathered laboratory technicians and chemists to attend a series of lectures given by professionals of the company and from international companies represented by Adexim. The Seminar took place at Adexim-Comexim headquarters, in Casa Verde district, in São Paulo (SP) and, in the event, Carlos C. Russo, Technical Executive Director, responsible for opening the event, made a brief presentation about some raw materials marketed by the company – hollow micro-spheres, thickeners, inorganics, zirconium beads, among others – and with chemical engineer Lilian Furlan, presented the laboratory and production equipment, emphasizing the new Electronic C-UV 360º, an equipment considered revolutionary in accelerated aging tests by effect of time. In the event there were also international speakers. Daniel Mureau, Sales Director of the French company Provençale, approached the TiO2 extenders and micronized calcium carbonate; Stefan Mansell, Export Director of Worlee Chemical talked about the water-based resins and additives; and Laetitia Pierron, SNCZ Development Engineer, spoke about ecological anticorrosives. Earlier, in the afternoon, Herb, Sales Director of Estron, presented the Resiflow line and flow and leveling agents. Later, Simon, Sales Manager of Glass Flake, explained the anti-corrosives and effect pigments; Pablo Seijo, Sales Director of Minerals Girona, talked about barites and talcum powders; engineer Roberto Rocha, Director of Monte Pascoal, highlighted the lamellar kaolins, and the RTV|12-01|2012

a c t u alidade s

Abrace (Avaliações Brasil da Conformidade e Ensaios) and Inmetro (Brazilian Institute of Metrology, Normalization and Industrial Quality) granted last year to Prada Embalagens the approval certification for the 18-liter TRM bucket for chemical products in height H332, which replaces the old bucket in height H324. The approval for the 20-liter TRM bucket in the new height H 363, which replaces the former H 350, was completed in October. The Abrace audit team’s visited Prada facilities to perform several tests that allowed to observe that the products of the company worth such approval. Packages approved by this certification are those used in the ground transportation of dangerous products with net mass lower than 400 kg or volume smaller to 450 l. With this certification, Prada packages are authorized to use the CE-EPP-1023/07 conformity identification seal. Embrace certifications ensure to Prada the recognition for their efforts of always complying and meeting market requirements, besides offering to customers more security in packaging, transport and use of their products.

resinas base agua y aditivos; y Laetitia Pierron, Ingeniera de Desarrollo de SNCZ, habló sobre los anticorrosivos ecológicos. Por la tarde, Herb, Director de Ventas de Estron, presentó la línea Resiflow de agentes de flujo y niveladores; después Simon, Gerente de Ventas de Glass Flake, explicó los anticorrosivos y pigmentos de efecto; Pablo Seijo, Director de Ventas de Minerals Girona, habló sobre las baritas y talcos; Roberto Rocha, ingeniero y Director de Monte Pascoal, destacó los caolines laminares; y la última presentación, de la empresa Bond Polymers, fue sobre resinas PU, barnices y soft touch. “La realización de este Seminario es una forma eficiente para que los químicos perfeccionen sus conocimientos técnicos, de investigación y desarrollo. Realizamos este evento desde hace mucho tiempo y con gran éxito”, finaliza Russo.

c u rre n t a f f air s

PRADA 18 and 20 liter TRM buckets approved by EMBRACE and INMETRO

73


a c t u alidade s c u rre n t a f f air s 74

last presentation, by the company Bond Polymers, was about PU resins, varnishes and soft touch. “Carrying out this seminar is an efficient way for chemists improve their technical knowledge of research and development. We have conducted this event a long time ago and we’ve been very successful,” ends Russo. quantiQ remodela su site quantiQ, importante distribuidora brasileña de productos químicos y petroquímicos de Brasil, acaba de poner al aire la nueva versión de su site (www.quantiq.com.br). Con diseño renovado, la página proporciona herramientas que facilitan la navegación y permiten una consulta rápida y eficaz a los más variados contenidos de la empresa, tal como estructura, áreas de actividades y el variado portafolio de productos y servicios. Es posible acceder a informaciones sobre todas las áreas de actividades de la empresa (Químicos, Lifescience y Servicios) de forma detallada, y también obtener informaciones institucionales de la empresa, como histórico, balances y premiaciones. Dirigido a clientes y proveedores, el enlace “quantiQ online” hace posible consultar el status de pedidos realizados y otros servicios para usuarios registrados. El público en

RTV|12-01 |2012

general también tiene un área exclusiva para registrar currículos y acompañar la divulgación de futuras oportunidades de empleo en las diversas unidades, además de poder leer a todas las noticias sobre la empresa. quantiQ redisigns site quantiQ, large Brazilian distributor of chemicals and petrochemicals from Brazil, has just put on air the new version of its website (www.quantiq.com.br). With renewed layout, the page brings tools that facilitate navigation and allow a quick and effective consultation to a wide range of content of the company, such as structure, fields of expertise and the varied portfolio of products and services. It is also possible to access information about all of the company’s areas (Chemicals, Lifescience and Services) in detail and also institutional information such as company history, balance sheets and awards. Intended for customers and vendors, the link “quantiQ online” makes it possible to query for status of orders and other services to registered users. And the general public also has an exclusive area to submit curricula and learn about future job opportunities in the several units, as well as the news of the company.

www.tintasevernizes.com.br


www.tintasevernizes.com.br

RTV|12-01|2012

75


76

RTV|12-01 |2012

www.tintasevernizes.com.br


Tintas e Vernizes # 258