Issuu on Google+

Escorbuto


Escorbuto

Tiago Tavares Tavar Editora


Índice Índice ........................................................................................................................................... 3 O que é? ................................................................................................................................. 4 Suas consequências .......................................................................................................... 5 Vários tipos tratamentos ........................................................................................... 6 Exemplos dos “Lusíadas” ........................................................................................ 7 Algumas Imagens .................................................................................................. 8 Bibliografia ....................................................................................................... 10


O que é? É uma doença que ocorre com a falta e necessidade de vitamina C, afectando o tecido conjuntivo, que, além de ser ricamente vascularizado, actua como suporte às paredes dos vasos sanguíneos, do osso, da dentina, da cartilagem, etc…. O escorbuto é uma doença que resulta de falta de frutas e legumes frescos e o excesso de carne crua e peixe salgado. A falta de vitamina C pode desencadear uma série de desequilíbrios no organismo, sobretudo na produção de colágeno, o escorbuto foi uma doença que foi durante a idade média comum, principalmente na Europa, durante os invernos e durante as épocas de navegação. Sem perceber a relação entre a mudança na alimentação e a diminuição dos casos da doença, entre os marinheiros o escorbuto se tornou numa epidemia. O escorbuto teve muitos nomes tais como: “ a peste das naus”, “ mal de Luanda” e “ peste do mar”.


Suas consequências Alguns sintomas do escorbuto são: - Hemorragias nas gengivas sem causa aparente. - Hemorragias na pele com demora no processo de cicatrização. - Dentes soltos - Dor muscular e nas articulações. - Cansaço E por fim a morte.


Vários tipos tratamentos Em meados do século XVII e inícios do séc. XVIII iniciaramse certas pesquisas para encontrar uma cura para esta “epidemia”, encontrando assim certas teorias de uma cura como por exemplo: os ingleses passaram a produzir e a consumir batatas, o que diminui o número de casos de escorbuto. Um médico da marinha inglesa, chamado James Lindt (17161794), desconfiou que a causa do escorbuto pudesse estar na alimentação, pois percebeu a deficiência em relação aos vegetais nas grandes viagens. Selecionou então 12 marinheiros que apresentavam os sintomas da doença, e para eles administrou 6 dietas diferentes, cada uma com um tipo de vegetal. Percebeu então, que os 2 marinheiros que consumiram laranjas e limões em suas dietas, apresentaram melhora imediata. Apesar de não ter clareza que a vitamina C era a responsável pela cura, em pouco tempo laranjas e limões passaram a fazer parte da alimentação dos marinheiros da maioria dos países.


Exemplos dos “Lusíadas”


Algumas Imagens


Bibliografia http://www.todabiologia.com/doencas/escorbuto.htm http://oslusiadas.no.sapo.pt/episodio11.html http://www.infopedia.pt/$escorbuto http://www.infoescola.com/doencas/escorbuto/ Pesquisa na biblioteca


Neste mini “livro” vou falar sobre o Escorbuto, dizer quais foram as Causas de os marinheiros adoecerem, Suas consequências, diversos meios De tratamento. E espero que gostem.


Escorbuto