Issuu on Google+

:

Clรกudia Gonรงalves Juliana Fernandes Lucas Fernandes Tiago Ribeiro Soraia Marques


Introdução Neste trabalho pretendemos esclarecer a necessidade que o ser humano tem em comunicar o que nem sempre foi possível. O homem relativamente a esta necessidade nunca teve uma vida facilitada, pois não existia um sistema de comunicação organizado nem explicito. Os primeiros meios a ser utilizados com tal função foram a mímica e a imitação. Antes mesmo de constituir a linguagem falada os homens começaram a se comunicar através de desenhos e pinturas e são as chamadas pinturas rupestres os primeiros registros desse tipo de comunicação.


O surgimento da escrita Uma das principais consequências do surgimento das cidades e dos Estados foi a escrita, criada por volta de 3500 a.C. Com a escrita, o ser humano criou uma forma de registrar as suas ideias e de se comunicar. A linguagem escrita é especial porque permite que a vida que levamos hoje seja conhecida pelas gerações que virão depois de nós.


Desenvolvimento e evolução da escrita A escrita desenvolveu-se de forma independente em várias regiões do planeta, incluindo o Oriente Médio, a China, o vale do rio Indo (atual Paquistão), a América Central e a bacia oriental do mar Mediterrâneo. Os sistemas de escrita evoluíram de forma autônoma e não sofreram influências mútuas. Possivelmente, as escritas mais antigas são a escrita cuneiforme e os hieróglifos. Em geral, ao longo da história e, principalmente nos seus primórdios, a escrita e a sua interpretação ficavam restritas em camadas sociais dominantes: aos sacerdotes e à nobreza, embora a escrita fenícia, tivesse fins essencialmente comerciais. A alfabetização somente se difundiu lentamente entre camadas mais significativas das populações após a Idade Média.


Primeiros Registos de Comunicação Desenhos nas cavernas A escrita surgiu inicialmente através dos desenhos feitos nas cavernas com sangue de animais, folhas e terra, que contavam fatos ocorridos entre os povos como o abatimento de um bisonte, a guerra entre eles, as caçadas bem sucedidas, enfim, eles tinham necessidade de registar os acontecimentos que lhes pareciam importantes. Este teria sido o primeiro meio de comunicação do ser Humano.

Escrita cuneiforme Esta escrita teve origem na antiga Mesopotâmia por volta de 4000 a.C. Consiste em “escrever” sobre uma placa mole de argila, de maneira que a “escrita” ficasse afundada com o instrumento utilizado (cunha). Muito do que sabemos hoje sobre este período da história devemos às placas de argila com registos da época.


Escrita hieróglifa Consiste em “escrever” com tintas sobre uma base que poderia ser pedra ou papiro. Surgiu entre 3500 a.c a 4000 a.c antes da nossa era, enquanto os Sumérios desenvolviam a escrita cuneiforme, os Egípcios desenvolveram uma forma de pictografia assente em pictogramas (várias imagens figurativas que representam coisas), fonogramas (símbolos que representam sons) e outros signos determinantes em escrita ideográfica, sem vogais. Meticulosamente gravados, os hieróglifos associavam, então, símbolos fonéticos às imagens de objetos reais. Este sistema de escrita recebeu a designação de "hieroglífica". Este tipo de escrita era mais utilizado em túmulos e templos.


Escrita Fonética O surgimento de escritas baseadas nos sons que emitimos ao falar foi o grande avanço que permitiu um sistema mais fácil para a leitura e o registros dos fatos. Decifrar a escrita egípcia foi algo impossível durante anos, até que fosse encontrada a Pedra de Rosetta, onde o mesmo texto estava registrado em escrita hieroglífica e grego. A passagem para as escritas fonéticas, nas quais cada signo representa um som, um fonema. Primeiro surgiram signos para as consoantes, e só muito tempo depois surgiram os signos das vogais.


Alfabetos da Antiguidade Alfabeto Aramaico O sistema de escrita aramaico é um sistema de escrita no qual não existem consoantes. Foi muito difundido na região da Mesopotâmia muito difundido a partir do século VII a.C.. Este alfabeto está quase em extinção.

Alfabeto Hebraico O sistema de escrito hebraico, também conhecido como Alef-Beit, é o sistema de escrita utilizado para a escrita em hebraico, falada em Israel, e foi criado por volta do século III a.C. Assim como na escrita árabe, nesse alfabeto, os textos são escritos no sentido anti-horário ou seja, da direita para a esquerda, ainda hoje em dia é utilizado.


Alfabetos Atuais Alfabeto Árabe O Alfabeto Árabe é o principal alfabeto usado para representar a língua, além de outros idiomas como o persa e línguas berberes. É o segundo alfabeto mais utilizado no mundo, atrás apenas do alfabeto latino. Até 1923 era usado também para escrever o turco, quando foi substituído pelo alfabeto latino.

Alfabeto Latino O Alfabeto Latino é o sistema de escrita alfabética mais utilizado no mundo, e é o alfabeto utilizado para escrever a língua portuguesa e a maioria das línguas da Europa ocidental e central e das áreas colonizadas por europeus que não tem o seu próprio alfabeto. Ao longo dos séculos XIX e XX.


Alfabeto Cirílico O alfabeto cirílico, também conhecido como azbuka, é um alfabeto cujas variantes são utilizadas para a grafia de seis línguas nacionais eslavas (bielorrusso, búlgaro, macedônio, russo, sérvio e ucraniano), além do ruteno, e outras línguas extintas. Para além disso é usado por várias línguas não-eslavas, faladas na antiga União Soviética.


A língua mais falada do mundo Um terço da População Mundial vive no Oriente, nos quais são representados a China e a Índia com o maior número de população chegando assim a atingir 2565biliões de habitantes. Na China a escrita é representada por ideogramas, em que cada símbolo exprime uma ideia. Na Índia o tipo de escrita que se utiliza é o alfabeto Hindi e a Língua Inglesa que faz parte o alfabeto Latim.

Ideograma chines


Conclusão Com este trabalho ficamos a conhecer a história da escrita e a sua evolução ao longo dos tempos. A razão que levou a existir os inúmeros alfabetos deve-se ao facto da escrita se ter desenvolvido de forma independente em vários países do planeta. São estas as evoluções que o nosso grupo se focou e adquirimos mais conhecimento.


Evolução da escrita2