Page 1

Edição: setembro 2009 Número 20

16

Edição 20 | setembro.2009

Ano III Distribuição Gratuita


Coro Cênico Cotolengo realiza mais uma apresentação O Projeto CORO CÊNICO COTOLENGO é um grande espetáculo teatral e musical envolvendo 45 alunos jovens e adultos com deficiência física e mental que residem no Pequeno Cotolengo. Utiliza técnicas de teatro, música e dança e pretende estimular a criatividade e desenvolver habilidades artísticas e culturais, além da melhoria biopsicossocial de cada pessoa com deficiência participante. O CORO CÊNICO COTOLENGO fez sua estreia, com grande sucesso, no dia 14 de setembro, noTeatro Positivo, apresentando a peça "A MAGIA DA VIDA". A peça conta a história de um lugar encantado, onde um gnomo nos leva a refletir sobre a vida e as suas diferenças, a realidade do abandono, da amizade, da solidariedade e da união. Uma história que

envolve muitas surpresas e canções. PROJETO PREVÊ MAIS 8 ESPETÁCULOS O cronograma do Projeto prevê a realização de mais 08 espetáculos até maio de 2010. A próxima apresentação será no dia 28 de setembro de 2009, às 15 horas noTeatro Positivo - Pequeno Auditório. Direcionado para estudantes de escolas especiais, escolas públicas da rede estadual e municipal, escolas particulares e uma apresentação aberta ao público em geral e convidados, sendo que para todos os públicos o ingresso será livre. Escolas Municipais e Estaduais poderão solicitar gratuitamente seus convites. O Projeto foi viabilizado por meio do Ministério da Cultura - Lei Rouanet e recebeu patrocínio parci-

al da VOLVO DO BRASIL e apoio do Teatro Positivo, da FIEP - Federação das Indústrias do Estado do Paraná, Instituto Terressência, RIMATUR e HABIB'S, loja Portão . Entretanto, o Projeto precisa captar o restante do investimento para dar continuidade as apresentações. Empresas que declaram Imposto de Renda pelo lucro real podem abatendo 4% e pessoas físicas 6%.

SERVIÇO: Espetáculo: "A MAGIA DAVIDA" Apresentação: CORO CÊNICO COTOLENGO Data: 28 de setembro de 2009 (segunda-feira) Hora: 15 horas Local:Teatro Positivo - Pequeno Auditório - Rua Profº Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 - CIC Público: Alunos de Escolas de Educação Especial, Escolas da rede Estadual e Municipal de Ensino e convidados. Informações: (41) 3314-1900

Expediente DEP. COMERCIAL Isabel Puel- (41) 3598-2628 contatolancellot@hotmail.com DIAGRAMAÇÃO E ARTE Exceuni - Aldemir Batista - (41) 3657-2864 exceuni@terra.com.br | exceuni@exceuni.com.br

2

Edição 20 | setembro.2009

MARKETING E DISTRIBUIÇÃO Salésio Correia (41) 9665-2628 JORNALISTA RESPONSÁVEL Francisco Leonardo de Oliveira COLABORADOR Jornalista Alexandre Melo

TIRAGEM: 5000 exemplares O Informativo Lancellot é uma publicação periódica com distribuição gratuita nos centros comerciais e estabelecimentos credenciados. Os artigos publicados não representam necessariamente a opinião deste informativo. É proibido a reprodução total ou parcial do conteúdo publicado sem prévia autorização. O Informativo Lancelot se isenta de quaiquer problemas ocasionados pelos artigos ou anúncios publicados, sendo este de inteira responsabilidade de seus autores.

Edição 20 | setembro.2009

15


10

E vão rolar as festas Por Alexandre Melo, de SC

Hospital de Olhos investe na educação sobre o ceratocone O Hospital de Olhos do Paraná está lançando site educativo sobre o ceratocone, doença que atinge a córnea, deixando-a com formado cônico. O objetivo é o de mostrar à população de que, para cada fase da doença, existe uma opção que melhor atende às necessidades de tratamento, embora poucas pessoas tenham conhecimento dessas alternativas. Consequentemente, quando recebem o diagnóstico do ceratocone, elas são tomadas de medo, por conta de informações sem fundamento que lêem na internet. TRATAMENTOS Nas fases iniciais do ceratocone os óculos são uma ótima opção de tratamento. Em geral, o paciente não apresenta maiores dificuldades visuais. Quando os óculos já não resolvem mais o problema, o paciente é tratado com lentes de contato. As lentes gelatinosas propiciam adaptação perfeita para boa parte dos casos, embora outros pacientes adaptem-se melhor com as lentes rígidas. Nos casos em que o paciente já não se adapta a nenhum tipo de lente, existe a opção de implante com os anéis de Ferrara - tipo de procedimento do qual o Hospital de Olhos do Paraná tem experiência internacional.

14

Edição 20 | setembro.2009

Hospital de Olhos cria unidade integrada de tratamento do ceratocone

É uma técnica recente, o Corneal Cross-Linking, destina-se a evitar a progressão da doença em todos os seus estágios. Finalmente, quando nenhuma técnica permite o controle do ceratocone, o transplante propicia a cura com grandes chances de sucesso. No Hospital de Olhos do Paraná, o transplante já é feito totalmente a laser. O novo site do hospital de olhos sobre o ceratocone é www.hospitaldeolhosdoparana/ceratocone

Se a Oktoberfest de Blumenau teve origem após uma tragédia - as enchentes de 1983 e 1984 - a 26ª edição da festa tem tudo para voltar a despertar no povo o sentimento de reconstrução. Afinal, Blumenau e uma dezena de outros municípios do Vale do Itajaí ainda se recuperam de uma das suas maiores catástrofes naturais. Ainda existem milhares de pessoas sem moradia por causa da enchente e deslizamentos de terra de novembro do ano passado. Estima-se que só em Blumenau mais de mil casas ainda serão demolidas por estarem localizadas em áreas de risco e nada que lembre uma moradia poderá ser erguido no terreno. Para essas famílias desabrigadas e desalojadas, o carnaval alemão de outubro não representa muita coisa em termo de uma volta para casa. A prefeitura ainda tenta tirar do papel um plano de habitação que devolva às famílias o conforto que a fúria da natureza lhes tirou. As obras de recuperação da infraestrutura se arrastam, ora por falta de recursos, ora pela burocracia. A Central de Reconstrução, órgão especial da administração municipal criado logo após a tragédia, continua trabalhando nos bairros na recuperação e conscientização da população que insiste em permanecer em áreas de risco. Se para os blumenauenses sem teto, a Oktoberfest não motiva, para a maioria a festa é mais um sinal de retomada da rotina. O lindo e espaçoso Parque Vila Germânica (antiga Proeb), local da Oktober desde a sua primeira edição, já está decorada com as cores e as tradições do povo alemão para receber um público estimado em mais de 500 mil pessoas nos 18 dias de festa - 1º a 17 de outubro. As ruas centrais da cidade também receberam decoração, principalmente a XV de Novembro onde acontecem os tradicionais desfiles. A organização não teme que a tragédia do ano passado afete a vinda de turistas. Neste momento, o que Blumenau e todo o Vale do Itajaí mais precisam é retomar o seu caminho de desenvolvimento, e o turismo das festas de outubro é uma fonte importante de emprego e renda. Além da Oktoberfest, outras 12 festas vão ocorrer quase que simultaneamente em Santa Catarina.

A Okbertfest

Três bandas da Alemanha A 26ª Oktoberfest terá três bandas alemães, além das atrações nacionais e da novidade deste ano, que é a participação de DJs internacionais. Ao todo serão 925 horas de muita música para o público aproveitar os 18 dias da maior festa alemã das Américas. Além das bandas internacionais, outras 36 bandas ou grupos catarinenses, quatro gaúchas e uma paranaense também vão embalar os festeiros ao ritmo das melhores músicas alemãs. Durante os 18 dias da festa serão realizadas 235 apresentações nos setores do ParqueVila Germânica e 109 apresentações em praças públicas, com as famosas retretas. Além disso, os seis desfiles oficiais serão animados por 97 apresentações de bandas, além da presença de duas bandas marciais do Estado a cada desfile.

Consagrada como a segunda maior festa alemã do mundo e a maior das Américas, a Oktoberfest é confraternização de gente de todas as partes. A festa nasceu inspirada em outra festa da cerveja, a de Munique, na Alemanha que existe desde 1810. A versão brasileira da Oktoberfest, dizem os blumenauenses, está na alma do povo, faz parte da história de cada um. E não há quem não se encante com os desfiles, com a participação dos clubes de caça e tiro ou com a apresentação dos grupos folclóricos. A Oktoberfest de Blumenau ostenta um número admirável: em suas 25 edições reuniu quase 18 milhões de pessoas no Parque Vila Germânica. Isto significa que um público de quase 700 mil pessoas, em média, participou da festa desde a sua criação em 1984. Houve uma época em que a Oktoberfest perdeu a sua característica principal, que era reunir o povo de Blumenau e cultivar as tradições dos antepassados. No final dos anos 1980, a festa chegou a receber um público de mais de 1 milhão de pessoas, para uma infraestrutura que não suportava a metade. A festa perdeu seu brilho e os blumenauenses o sossego. Da metade dos anos 1990 para cá, a Oktober foi reformulada e até seu espaço reduzido.A quantidade deu lugar à qualidade. As famílias blumenauenses voltaram a participar da festa. O segredo do sucesso da Oktoberfest é simples: ela é um produto que se mantém autêntico, preservando as tradições alemãs trazidas pelos colonizadores há 150 anos. E são as belezas desses traços que conquistam o país. À noite, é no Parque Vila Germânica que todos se encontram e fazem do evento um acontecimento incomparável. Todas as tradições afloram na sua máxima expressão, através da música, da dança, dos belos trajes, da refinada culinária típica, do artesanato e do saboroso chope. Soma-se a isto, a cordialidade do povo, a paz e a beleza da cidade. Edição 20 | setembro.2009

3


Calendário de festas de outubro em Santa Catarina F E S TA

31ª OKTOBERFEST (Itapiranga)

4

Edição 20 | setembro.2009

INFORMAÇÕES

(Comunidade Linha Becker) 03 e 25/10 (cidade) 09 a 11 /10

Fone: (47) 3326-6901 Fax: (47) 3329-0336 http://www.oktoberfestblumenau.com.br/ imprensa@parquevilagermanica.com.br

01 a 18/10

24ª FENARRECO (Brusque)

07 a 18/10

Fone: (47) 3251-1843 / 3396-6718 http://www.pmbrusque.com.br/ turismo@pmbrusque.com.br

23ª MAREJADA (Itajaí)

08 a 18/10

Fone:(47) 3348-1080 Fax: (47) 3348-1080 turismoitajai@itajai.sc.gov.br www.itajai.sc.gov.br

08 a 18/10

Fone: (47) 3370-9795 / 3275-1300 Fax: (47) 3275-1300 http://www.schutzenfest.com.br/ schutzenfest@jaraguadosul.com.br / acstvi@netuno.com.br

19ª FESTA DO IMIGRANTE (Timbó)

09 a 12/10

Fone: (47) 3382-4170 http://www.culturatimbo.com.br/ diretoria@culturatimpo.com.br

19ª OBERLANDFEST (Rio Negrinho)

16 e 18/10

Fone:(47) 3644-1261 http://www.oberlandfest.com.br/ oberland@oberlandfest.com.br

75ª TIROLERFEST (Treze Tílias)

09 a 13/10

11ª FENAOSTRA (Florianópolis)

16 a 25/10

20ª Kegelfest (Rio do Sul)

10 a 13/09

7ª BANANENFEST (Corupá)

09 a 12/10

H E I M AT F E S T (Forquilhinha)

02 a 11/10

9ª OKTOBERTANZ (São Pedro de Alcântara)

26 e 27/09

Fone: (49) 3537-0997 Fax: (49) 3537-0176 http://www.trezetilias.com.br/ turismo@trezetilias.sc.gov.br Fone:(48) 3251-6164 / 3228-3231 / 33333-2404 Fax: (48) 3251-6024 http://www.pmf.sc.gov.br/igeof igeof@pmf.sc.gov.br Fone:(47) 3531-1230 desenvolvimento@riodosul.sc.gov.br http://www.festadobolao.com.br Fone:(47) 3375-0199 / 3375-1274 http://www.bananenfest.sites.uol.com.br/ bananenfest.sites@uol.com.br revoplan@hotmail.com comercial@floriculturacorupaense.com.br Fone:(48) 3463-8100 http://www.forquilhinha.sc.gov.br/ heimatfest@forquilhinha.sc.gov.br Fone: (48) 3277-0122 / 3277-0155 http://www.pmspa.sc.gov.br Daniel@pmspa.sc.gov.br

ROTA DA AMIZADE Peritiba - Terra das Palmeiras petáculo da natureza. E, de fevereiro a abril, acontece a Conheça um pouco sobre nossa História

Fone: (49) 3677-3040 Incadi: Fax: (49) 3677-3040 http://www.itapiranga.sc.gov.br/ incadi@itapiranga.sc.gpov.br

26ª OKTOBERFEST (Blumenau)

21ª SCHÜTZENFEST (Jaraguá do Sul)

A Oktoberfest é o carro-chefe de um roteiro de 13 festas de outubro em diferentes cidades de Santa Catarina. Por isso se diz que no mês de outubro, o estado transforma-se no melhor e mais animado destino turístico do País. As festas chegam a reunir mais de dois milhões de pessoas. A dança, a música, a comida típica e o chope, resgatam as tradições herdadas dos imigrantes alemães, italianos, portugueses, açorianos, austríacos, entre outras etnias, que formam a base do povo catarinense. Não é difícil fazer todo o circuito de festas. Em uma semana é possível visitar boa parte delas, principalmente porque as distâncias entre as cidades sedes são pequenas, oscilando entre no máximo 170km e no mínimo 35km de via rodoviária, entre as que se situam próximas do litoral. É o caso de Blumenau, sede da Oktoberfest; de Brusque, com a Fenarreco; de Itajaí, com a Marejada; de Jaraguá do Sul, com a Schützenfest; de Rio do Sul, com a Kegelfest, a Bananenfest de Corupá e a Festa do Imigrante de Timbó. Mais para o interior acontece a Tirolerfest, em Treze Tílias, no norte do Estado, a Oberlandfest em Rio Negrinho e a Oktoberfest, em Itapiranga, próximo da divisa com a Argentina. Já na Capital, Grande Florianópolis, ocorre a Fenaostra e em São Pedro de Alcântara, a 9ª Oktobertanz. E, no sul do estado acontece a Heimatfest em Forquilhinha.

D ATA

Fonte: Santur/SC

Cerveja ou Chope Para quem discute as diferenças entre o chope e a cerveja, é bom saber que a fórmula dos dois produtos é praticamente a mesma. A cerveja recebe uma dose de conservantes que não tem no chope. Por isso, sua vida útil gira em torno de seis meses, desde que as condições de armazenamento sejam adequadas. Já o prazo de consumo do chope é de até 15 dias.

O Vale do Contestado é a região turística, na qual a Rota da Amizade está inserida. Fica no meio oeste de Santa Catarina, onde ocorreu a maior guerra civil brasileira, a Guerra do Contestado. A Rota da Amizade é um roteiro turístico integrado composto por 6 cidades, articulada através de um Convention & Visitors Bureau de mesmo nome e diferencia-se pela tradicional hospitalidade do interior. É o único roteiro turístico brasileiro que tem um Programa de Certificação de Qualidade Turística, creditado por Sebrae, Unoesc, FC&VB-SC, Santur, Senac, Conselho Regional de Turismo Vale do Contestado, ABIH-SC e Epagri. A diversidade de relevos, altitudes, etnias, culturas, encantos e sabores em menos de 150 km, revelam emoções e prazeres na Santa & Bela Catarina. Altitudes que variam de 1.050 m a 420 m, clima de serra e de vale, e uma diversidade de atrativos, gastronomia e culturas originários da colonizações européias caracterizam a Rota da Amizade. A maçã, fruto do amor, colhida pelo turista e observada enquanto floresce ou quanto tem o fruto, é Fraiburgo. Explorar o Vale da Uva e do Vinho conhecendo a vitivinicultura, desde os parreirais até o processo de vinificação nas charmosas vinícolas da região. Degustar do Tirol Brasileiro, em Treze Tílias, através de sua gastronomia, danças, arquitetura, cultura e paisagens que lembram a Áustria. Conhecer o melhor carnaval do Sul do Brasil, com toda a sua pompa e luxo, em Joaçaba, colonizada por alemães, mas incrementada por brasileiros. Desfrutar das águas termais de Piratuba, caracterizadas por minerais como o Enxofre, Flúor, Lítio, Sódio, entre outros, que, ao banhar-se, a pele fica aveludada e cremosa. Aproveitando, também, o passeio na segunda Maria Fumaça de maior movimento turístico do Brasil, e avistar paisagens aprazíveis, com muito verde. Essas, são as experiências que poderão ser sentidas e saboreadas neste roteiro recheado de encantos e sabores da Santa & Bela Catarina. LOCALIZAÇÃO: DESCRIÇÃO DAS CIDADES QUE COMPÕEM A ROTA DA AMIZADE. Fraiburgo: Devido a altitude de 1.048 metros acima do nível do mar, a cidade registra baixas temperaturas no inverno, destacando as lindas geadas que enfeitam de branco as paisagens nos meses de maio a agosto. Devido a esse clima é a maior produtora de maçã do Brasil (45%), recebendo o título de "Terra da Maçã". Nos meses de setembro e outubro os pomares de maçã se cobrem de flores, anunciando a florada das macieiras, um belo es-

colheita da maçã, onde os turistas colhem a fruta em passeios radiais ou em ônibus pelos pomares. É possível um passeio de aventura oferecido pela Casa do Turista em jipes adaptados para a Mata Nativa Rene Frey. Atividades radiais no Parque de Aventuras como giga tirolesa, arvorismo, rapel, cavalgadas, paint ball e arco e flecha também são outras opções. O turista não pode deixar de aproveitar o chá de maçã e a torta de mação do Hotel Renar. Vale da Uva e do Vinho: Formado pelas cidades de Tangará,Videira e Pinheiro Preto, produz boa parte da uva e do vinho de Santa Catarina. Produz a Espumante Asti Niagara, única no mundo, que caracteriza-se pelo aroma e sabor frutado. As Vinícolas são rústicas e charmosas, produzindo com esmero vinhos de casta nobre e colonial, tão apreciado por muitos. Tangará conta com uma das melhores rampas para a prática do vôo livre no estado e tem o slogan "terra de gente feliz". A gastronomia resgata a culinária italiana, com a "comida da nona" e a Vinícola Panceri já está exportando vinhos de alta qualidade.Videira apresenta o maior Observatório Astronômico do Brasil em atividade, pelos equipamentos que tem. A emoção de se contemplar os astros é fenomenal. A Átria Viagens faz a operação de receptivo para toda a Rota da Amizade.

Treze Tílias: É um pedacinho da Áustria no Brasil, pela sua arquitetura, gastronomia e folclore, atestam o título de Tirol Brasileiro, além de conservar as técnicas da escultura em madeira, como na Austríaca. A altitude de 800 metros faz com que o friozinho seja sempre característico. Em Treze Tílias, respira-se a cultura típica o tempo todo. A mini-cidade no Parque Lindendorf é uma réplica da cidade em escala 1:100. A Cervejaria Bierbaum é a primeira micro cervejaria do Vale do Contestado e tem no nome "árvore de cerveja" o seu verdadeiro significado. A praça central em frente a Prefeitura são locais que não podem deixar de ser visitados. Joaçaba: É o 8º município brasileiro em IDH - Índice de Desenvolvimento Humano, no Brasil. É uma cidade pequena (25.000 habitantes) e tem a 9ª economia da Santa & Bela Catarina. Com um comércio pujante, Joaçaba investiu em um Teatro clássico em formato de um piano de calda, contrastando com a Catedral ao lado construída na década de 30. As apresentações no Teatro Alfre-

do Sigwalt são muito ricas. O Monumento Frei Bruno é o 4º mais alto das Américas. Único em fibra de vidro, abençoa a cidade do alto de um dos morros que a envolvem. O Carnaval envolve cerca de 6.000 pessoas e tem um desfile luxuoso que emociona a todos. As 3 escolas de samba apresentam-se em suas quadras de forma programada. Piratuba: A cidade tem características germânicas e conta com apenas 5.000 habitantes. Está a 420 metros acima do nível do mar e é contornada pelo Rio do Peixe. O clima, muito agradável, registra temperaturas não muito frias durante o inverno. O "quente" está em desfrutar dos benefícios terapêuticos das águas termais, que ao banhar-se, a pele fica aveludada e cremosa. São derivadas do Aquífero Guarani, e atingem 38,6ºC na superfície. O parque termal está implantando em uma área de pouco mais de 100.000 m e tem um conjunto de 9 piscinas. A emoção se completa com o passeio da Maria Fumaça centenária (Trem dasTermas), com vagões à moda antiga. É um passeio (4h30) no tempo com degustação de produtos coloniais, show e teatro, durante o percurso até Marcelino Ramos (RS). Há um segundo passeio até Alto Maratá (10 km), com menor duração de passeio (1h30). O comércio, bem estruturado e variado, atende às expectativas do turista, quanto a variedade e preço. A hotelaria é de boa qualidade e o destaque está no Thermas de Piratuba Park Hotel que sempre tem eventos gastronômicos de alta qualidade. Mais informações, acesse o site www.rotadaamizade.com.br ou através dos telefones (49) 3521-2533 ou Átria Viagens (49) 3533-2644. Wilson Luiz de Macedo Diretor Thermas de Piratuba Park Hotel www.thermaspiratubahotel.com.br Descubra os Encantos e Sabores da Rota da Amizade www.rotadaamizade.com.br

Edição 20 | setembro.2009

13


Peritiba - Terra das Palmeiras Conheça um pouco sobre nossa História No ano de 1.919, chegaram os primeiros imigrantes alemães. Estes iniciaram a colonização. Dentre eles estavam os irmãos Pedro José, Frederico e Miguel Engel. Eram oriundos da localidade de Poço das Antas (hoje Montenegro) no Rio Grande do Sul. Os imigrantes não encontraram problemas para se fixarem à terra, pois com sua chegada, os habitantes nativos venderam suas terras e se retiraram pacificamente. Os imigrantes italianos chegaram a esta terra mais tarde, sendo pioneiros: Ernesto e João Poletto, Antônio Zamarchi, João Balbinot, Luiz Maltauro e o Sr. Pierin. A 1ª missa aconteceu no dia 1º de maio de 1921 na residência do Sr. Pedro Engel pelo Padre Frei Bonifácio que vinha a cavalo de Porto União. O 1º baile aconteceu no dia 10 de maio de 1921 na casa do senhor Reinaldo Schreiner na Linha Gaúcha. Em 1.949, Arroio dos Veados passou a ser chamado de Alto Veado, pela abundância destes animais que aqui existiam. O Seminário foi construído com recursos da comunidade, inaugurado em 1º de maio de 1954. Tinha por finalidade abrigar a residência dos Padres, das Irmãs Beneditinas e internato de seminaristas. Peritiba foi elevada a categoria de Vila e transformada num distrito do município de Piratuba pela lei nº 728, de 24 de junho. A instalação do distrito ocorreu no dia 15 de agosto de 1961. Peritiba conseguiu sua emancipação política

12

Edição 20 | setembro.2009

administrativa e foi elevada a categoria de cidade pela Lei Estadual nº 887, de 14 de junho de 1963, de acordo com a resolução 1/63, de 20 de abril de 1963 da câmara municipal de Piratuba. A instalação do município ocorreu no dia 15 de agosto de 1963. Em 1959 foi construído o Grupo Escolar, que em 1972, passou a ser chamado Escola Básica Irmã Anunciata Sperandio e que hoje atende as Séries Finais do Ensino Fundamental e turmas do Ensino Médio. O Centro Educacional Professor José Arlindo Winter foi inaugurado em 07/09/1995. Iniciou suas atividades com crianças em 1996, com

as turmas da Educação Infantil do Jardim de Infância Jesus Bom Pastor. Em 12 de dezembro de 1998 foi criada a Escola Municipal de 1ª à 4ª série do Ensino Fundamental Professor José Arlindo Winter. O Kerb é o evento mais significativo do município. É uma festa originária do Sul da Alemanha (Festa da Colheita). No ano de 1.987 a festa passou chamar-se KERBFEST, resgatando as antigas tradições que já existiam desde 1926 no município de Peritiba. O Grupo de danças Sünnros Volkstanzgruppe foi criado em 1988 inicialmente com a categoria Juvenil. Atualmente tem 130 integrantes subdivididos em categorias com crianças de 03 anos até idosos de 85 anos.

Em 2009, a Secretaria Municipal de Educação implantou no Centro Educacional Professor José Arlindo Winter o "Projeto Contraturno", onde uma vez por semana os alunos do Ensino Fundamental de 1ª à 4ª série permanecem na escola o dia todo (cada dia da semana uma turma). As crianças participam de oficinas Pedagógicas como: Horta, Música, Artes, Reciclagem e Literatura. Neste turno as crianças também têm aulas de informática e Reforço Escolar. Iniciou também o "Projeto Aquarela" que atende crianças de 06 a 11 anos, todos os dias da semana, com atividades como: artesanato, informática, inglês, acompanhamento, recreação, futebol, handebol, saúde, higiene e valores. KERBFEST 2009: uma festa para todas as raças e todas as idades, assim foi a 88ª edição, é a maior festa tradicional alemã que acontece no Município. Realizada todo ano no 3º domingo de maio com 05 dias de festividades. O ponto forte desta festividade é o desfile realizado no domingo com a participação de toda a comunidade resgatando a história dos desbravadores desta terra. São servidas aos visitantes refeições com base na gastronomia típica e tradicional, como cuca com lingüiça cozida, chucrut tradicional, tripa grossa, carne de porco entre outras. Durante os festejos em 2009 mais de 15 mil pessoas passaram por Peritiba. O evento vem crescendo a cada ano, e além de receber familiares e amigos que residem nos mais diversos Estados brasileiros, também acolhe milhares de pessoas que vem para participar da festa e relembrar as tradições dos imigrantes alemães e da alegria contagiante dos Peritibenses. Edição 20 | setembro.2009

5


6

Edição 20 | setembro.2009

Edição 20 | setembro.2009

11


Pousada Caminhos da Neve A Pousada A pousada Caminhos da Neve antigamente era uma casa de família, da família do senhor Leonardo José Bathke. A pedidos de vários, esta se tornou uma pousada. Linda, silenciosa, aconchegante, onde você pode usufruir o silêncio e a tranqüilidade do campo bem pertinho da cidade! Ela foi fundada como pousada no ano de 1997, composta por 16 aptos de luxo, sendo que 14 são com calefação e dois com lareira e calefação.

Área Verde Estando localizada em uma área verde de 18 hectares proporciona a você uma sensação de liberdade! Área segura onde você e seus filhos podem caminhar, correr e brincar sem medo do perigo!

Nessa área verde ocorre a cavalgada onde você e sua família junto com o guia fazem um passeio maravilhoso. A pousada também oferece um delicioso café da manhã estilo colonial e a tarde, nos fins de semana, café

colonial com pratos típicos da região.

Café colonial: O café colonial é feito nos finais de semana e no mês de julho todos os dias.

Toda a confecção do café colonial é feita na cozinha da pousada , Pratos típicos da região ,bolos ,tortas, salgados uma enorme variedade de sabores inigualáveis! Horário do café colonial: das 15:00hs às 22:00hs.

Pousada Caminhos da Neve Av. Irineu Bornhausen, s/nº (próximo à Cooperativa Sanjo - a 1 km do Centro CEP: 88600-000 - São Joaquim - SC - e-mail: caminhosdaneve@twc.com.bR www.pousadacaminhosdaneve.com.br - (49) 3233-0385

10

Edição 20 | setembro.2009

Edição 20 | setembro.2009

7


Morretes terra de todos nós

UM POUCO DA HISTÓRIA DE MORRETES Cidade ao pé da Serra do Mar, Morretes está localizada na área mais preservada da Mata Atlântica, há apenas uma hora de Curitiba e das praias do Paraná. Povo acolhedor, história, cultura, natureza e gastronomia atraentes são alguns atrativos que esse pitoresco município tem a oferecer. Durante o século XVI, as grandes navegações tomaram conta dos oceanos. Portugal e Espanha descobrem as Américas e em nome da civilização, iniciam o processo de colonização do chamado Novo Mundo. Já no início de 1500, começam a chegar os portugueses no litoral do Paraná, que se instalam na Ilha da Cotinga, na baía de Paranaguá. Por volta de 1646 começa o processo de exploração da terra. Chegam os primeiros mineradores vindos de São Paulo, por Cananéia. E com os portugueses por perto, não demorou muito para a colonização chegar em Morretes, que foi fundada em 31 de outubro de 1.733, pelo Ouvidor Rafael Pires Pardinho, desmembrando a cidade por completo de Paranaguá.

Descrever o centro histórico de Morretes é retratar o passado, suas histórias e seus costumes. Um belíssimo casario embeleza as ruas da cidade. Morretes também foi o palco do primeiro teatro do Paraná em 1865. O teatro foi construído em homenagem à coroação de D. Pedro II. Infelizmente, um incêndio o destruiu em 1930. Logo depois, foi construído na rua principal da cidade, o lindíssimo Theatro Municipal, que funcionou por muitos anos também como cinema. Em 2002, ele foi restaurado por iniciativa do Governo do Estado do Paraná, e hoje integra a rede estadual de cinema. As igrejas seculares também estão presentes, destacando-se a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Porto, construída em 1812 e a Igreja de São Benedito, construída por escravos em 1765.

COMO CHEGAR Partindo de Curitiba as opções são: a rodovia BR 277 que liga a capital ao litoral paranaense, através da BR 116, rodovia Régis Bittencourt, sentido São Paulo, dando acesso à centenária Estrada da Graciosa, finalizada provavelmente em 1873, originada a partir de uma trilha de índios. Na Graciosa, foram traçados os primeiros caminhos primitivos do primeiro planalto: O Arraial, Itupava e Graciosa. Atualmente, a Estrada da Graciosa, que começa a 37km de Curitiba oferece uma ampla infra-estrutura com parques, churrasqueiras, quiosques e rios. Tudo isso com o Pico do Marumbi ao fundo, formando um cenário deslumbrante, tornando o acesso a Morretes bem mais agradável. Outra opção é pela Estrada de Ferro, engenhosa obra arquitetônica construída em 1890 e que hoje é uma das mais antigas estradas de ferro em funcionamento no país. Na época, era a única via de acesso ao litoral. Hoje, com seus 110km e 13 túneis, a Estrada de Ferro diariamente leva turistas do mundo todo num agradável passeio que dura cerca de 3 horas.

8

Edição 20 | setembro.2009

C

om aproximadamente 16.000 habitantes, de acordo com o censo 2007, Morretes tem vocação para o turismo devido sua localização geográfica, suas belezas naturais, excelentes restaurantes e inúmeras pousadas que acolhem os visitantes à pitoresca cidade.A agricultura sempre foi a principal atividade no município, e hoje é a agricultura familiar que prevalece, com destaque à olericultura. Depois de ficar anos sem atividade considerável, a produção da cachaça também é destaque do município. Devido à determinação dos donos de engenho em produzir com muita qualidade, Morretes hoje exporta para a Europa e Estados Unidos a bebida mais famosa do Brasil. Em síntese, com todas as características que a cidade possui, restava apenas uma gestão pública séria e eficiente, e Morretes agora tem. Eleito com mais de 50% dos votos na eleição de 2008, o prefeito Amilton de Paula e sua equipe desde que assumiram a administração pública no município procuram cada vez mais realizar uma gestão participativa, atendendo as principais reivindicações da população de maneira transparente, ética e responsável. Com essa visão e com o potencial agrícola e turístico de Morretes, o prefeito Amilton reconhece a importância no desenvolvimento dessas duas atividades no município e priorizou suas atenções ao processo licitatório de obras de restauro dos prédios históricos, estradas e do Centro de Eventos com recursos do PRODETUR do Ministério do Turismo, montante em torno de nove milhões de reais. O turismo rural também receberá investimentos, já que há muitas propriedades rurais com estrutura suficiente para atender a demanda turística da região. Visitando Morretes, não deixe de conhecer as regiões do Porto de Cima e São João da Graciosa,Anhaia, América de Cima, América de Baixo e Marumbi. O trade turístico é representado pelas associações de pousadas e hotéis, e bares restaurantes e similares, que continuamente realizam discussões e cursos de aperfeiçoamento gerencial e execução para sempre atender os visitantes com o melhor que Morretes tem a oferecer. Um dos resultados visíveis da parceria entre Poder Público e o trade turístico é a estréia do vagão persona-

Prefeito Amilton de Paula

lizado que a partir de 1º de outubro desse ano integrará a composição do trem de passageiros que faz a linha Curitiba - Morretes - Paranaguá. O meio ambiente também recebe atenção da municipalidade visto que a cidade está cravada na Mata Atlântica, inclusive na área mais preservada do país. Cachoeiras, rios, fauna e flora abundantes, recebem aqueles apaixonados pelo contato com a natureza. O município terá um aumento na arrecadação do ICMS Ecológico, a partir de janeiro de 2010, graças à ampliação do Parque Estadual Pico do Marumbi que teve sua área aumentada de 2.342,4148 para 8.745,4547 hectares por decreto do Governo do Estado. Aliás, os Governos Estadual e Federal também investem em Morretes, reconhecendo seu potencial turístico, não só por suas belezas naturais mas também por sua história e cultura. Por falar em cultura, Morretes é berço de inúmeros artistas comoTheodoro de Bona, Lúcio Borges, Lange de Morretes, Mirtillo Trombini, entre tantos outros que através de suas telas e livros retratam a cidade com poesia e cores. Com visão inovadora, Amilton e toda sua equipe trabalham para realizar um trabalho diferente de tudo que a população morretense e o turista já viu, promessa de que cada vez mais visitar a pacata cidade ao pé da serra será programa obrigatório a quem quer um contato com a natureza, a história, o sabor e as cores de uma terra pronta para receber o mundo todo, uma terra que é lapidada para os morretenses natos ou de coração, terra dos ilustres que passaram e dos que virão, Morretes é terra de todos nós.

Edição 20 | setembro.2009

9

Edição 20  

Turismo, Cultura e Lazer

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you