Page 1

Ano 10 - Março / Abril / Maio 2010

Revista Federal

ENTREVISTA ESPECIAL COM DJALMA SANTOS: 90 MINUTOS COM O CRAQUE SEGURANÇA E CIDADANIA - POLÍCIA CIVIL: ATUAÇÃO CIDADÃ RECEITA DE SUCESSO: APRF É TOP 30


Refrigerantes do Triângulo Ltda Av. Paulo Roberto Cunha Santos, 2.305 Distrito Industrial - CEP 38402-266 Uberlândia/MG Telefax: (34) 3212 0744

Refrigerantes Mineiro Ltda CSG – 14 – Lote 10 Taguatinga Sul - CEP 72.035-514 Brasília/DF Telefax: (61) 3456 0707


APRF Muita informação e imagens. Uma revista diferente. Uma revista criada para entreter com conteúdo. Não estamos dizendo que sabemos tudo, mas transformamos uma boa idéia em realidade impressa. Na nossa Revista Federal você vai encontrar inspiração, referências, debates, histórias e o mais importante de tudo: sensibilidade. Conversar com o editor; entender como age o designer gráfico; manter viva a motivação da equipe do comercial; negociar o fotolito, e a impressão; e dirigir uma associação. Tarefas minhas desde a decisão de realizarmos mais uma edição da Revista

EDITORIAL

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Federal. A família que forma a nossa APRF – Associação dos Policiais Rodoviários Federais abraçou esse desafio que agora compartilhamos com você. Na APRF representamos famílias, e nas estradas somos sinônimo de segurança de vida e de apoio. Atuamos em exercício permanente de fé no ser humano. Digo isto por entender que pensamos a vida a partir de nós mesmos. O mundo vive hoje sobre os escombros de desastres cataclísmicos que só a natureza ignorada pelo homem pode provocar; as grandes potências não têm olhos para os países mais pobres e inflacionam o preço de seu dinheiro, despejando desespero e fome a quase 2/3 do planeta. A nossa água cada vez mais contaminada encarece os alimentos, feito ocasionado por ter a necessidade de altos investimentos no seu tratamento químico para eliminar o alto grau de impurezas. Vivemos momentos de incertezas. Num ano de eleições para deputados, senadores, governadores e presidente da república, temos a chance de fazermos avançar questões que podem mudar para melhor nossas vidas como uma reforma tributária que saia do papel para realmente beneficiar o empresário honesto. Um plano de conectividade e não somente de acessibilidade à banda larga que proporcione internet barata para todos nós; no Brasil, pagamos quase oito vezes mais o valor de utilização de internet em comparação aos valores praticados no USA e na Europa. Saúde, educação, transportes, segurança e muitos outros assuntos poderiam dominar nossas páginas. Mas, preferimos fazer uma revista que nos permitisse falar de vida, conquistas, e pessoas. Boa Leitura!

José Roque Filho Diretor Presidente da APRF Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 03


APRF ENTREVISTA ESPECIAL; DJALMA SANTOS - 90 MINUTOS COM O CREAQUE

06

ADMINISTRAÇÃO E TENDÊNCIAS; GESTÃO DE DOCUMENTOS E ARQUIVOS

12

ESPORTE MASTER APCAAU; CAMPEONATO SÊNIOR DA APCAAU TEM APOIO DA APRF

15

SEGURANÇA E CIDADANIA; POLÍCIA CIVIL - ATUAÇÃO CIDADÃ

20

EMPREENDEDORISMO SOCIAL; HOBC E ALFREDO PASTORI - UNIÃO QUE SALVA VIDAS

23

SAÚDE; PRESSÃO ALTA OU HIPERTENSÃO ARTERIAL

24

AMBIENTE DE TRABALHO; FORMA & EMOÇÃO: O NOVO ESPAÇO HARMÔNICO DA APRF

26

SINIPRF; SINDICATO NACIONAL DOS INSPETORES DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

30

TURISMO ANPRF; DOCE MAR SANTA MÔNICA & TRÊS MARIAS

36

RECEITA DE SUCESSO; APRF É TOP 30

40

FENAPRF; BRASIL 100 EXPLORAÇÃO PREPARA SEGUNDA FASE DE SEMINÁRIOS

44

ETERNA SAUDADE; PRF ODINI DIAS CARRIJO

48

O AZEITE BRASILEIRO; ‘‘BÁLSAMO DOURADO’’

49

DESENVOLVIMENTO HUMANO; SUPERINTENDENTE DA PRF/MG VISITA REGIONAL DE UBERLÂNDIA

56

GALERIA DE HONRA; PRF ERNANE RIBEIRO PITANGUI

58

OLIMPÍADA NACIONAL DOS POLICIAIS RODOVIÁRIOS FEDERAIS

60

INTEGRAÇÃO E NEGÓCIOS; SUPPORTE LOGÍSTICA; PARCEIRO FORTE

62

DUPLICAÇÃO DA BR-050; POR MARINE GUIMARÃES

63

PROJETO FICHA LIMPA; POR MARINE GUIMARÃES

64

JURÍDICO APRF; SERVIDORES TÊM DIREITO A DEVOLUÇÃO DO DESCONTO DO INSS SOBRE O

66

ÍNDICE

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

TERÇO DE FÉRIAS

REVISTA FEDERAL É uma revista da Associação dos Policiais Rodoviários Federais - APRF. DIRETOR GERAL José Roque Filho COORDENAÇÃO EDITORIAL Sílvio Brígido

EDITOR e JORNALISTA RESPONSÁVEL José Amaral Neto - RP 07548 JP JANCOM Agência da Informação www.cql.com.br/jancom - (34) 9197-2150 PROJETO GRÁFICO/DIAGRAMAÇÃO NEXTTEC Soluções Empresariais Ltda. www.nexttec.com.br

APRF Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Av. Cesário Alvim, 420 - Centro - CEP 38400 096 - Uberlândia/MG - (34) 3215 8004 | Tiragem: 10.000 exemplares - Distribuição Gratuíta

Madeira Renovável, Qualidade Inesgotável. TEL 34 3228 5500 ROD. UBERLÂNDIA ARAXÁ KM 198,8 NOVA PONTE MG


Unidade administrativa São Paulo Av. São Gualter, 1778 - Alto de Pinheiros CEP: 05455-002 - São Paulo - SP Pabx: (11) 3022-6577 - Fax: (11) 3021-8652 comercialsp@araguaiaeng.com.br

Unidades de negócios Uberlândia Av. José Andraus Gassani, 5.555 Distrito Industrial - Uberlândia-MG Caixa Postal: 221 CEP: 38402-324 Fone: (34) 3218-7000 FAX: (34) 3213-2700 comercial@araguaiaeng.com.br Brasília SRTV/Sul - Quadra 701 - Conjunto D - Bloco B nº 280 - sala 624 - CEP 70040-907 - Brasília-DF Fone: (61) 3323-8029 - Fax: (61) 3321-2800 comercial.bra@araguaiaeng.com.br

Patos de Minas Av. Dorinato Ribeiro de Almeria, 500 - Distrito Industrial CEP: 38706-708 - Patos de Minas-MG Fone/Fax: (34) 3822-5005 comercialpatos@araguaiaeng.com.br

Uberaba Av. Almirante Barroso, 639 - Bairro Fabrício CEP: 38065-000 - Uberaba-MG Fone/Fax: (34) 3312-3755 comercialura@araguaiaeng.com.br

www.araguaiaeng.com.br

Belo Horizonte Rua Thomaz Gonzaga, 802 - sala 1.107 Lourdes - CEP: 38180-140 - Belo Horizonte-MG Fone/Fax: (31) 3335-2280 comercialbh@araguaiaeng.com.br


APRF

ENTREVISTA ESPECIAL

DJALMA SANTOS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 06

90 MINUTOS COM O CRAQUE por Wagner Ghizzoni Júnior - www.jornalreplay.net - Jornal REPLAY

O maior lateral direito de todos os tempos, Djalma Santos, paulistano de nascimento, uberabense por adoção, não se afasta do futebol. O craque está com sua “Academia de Futebol Djalma Santos”, com sede na AABB (Associação Atlética do Banco do Brasil), com uma carga de treinamentos específicos e orientação profissional completa, incluindo treinador, preparador físico e treinador de goleiros.

1. Como foi o começo da carreira no futebol? Djalma: Naquela época não tinha esse negócio de categorias de base, este luxo de hoje. Era no terrão mesmo! Você dividia a chuteira com o amigo, e o dedão ficava desta grossura!

Nascido Dejalma dos Santos, em São Paulo, em 27 de fevereiro de 1929, o ilustre morador de Uberaba explica que a Academia tem como objetivo minimizar diferenças sociais através do esporte, em especial o futebol de campo. “Aqui todos poderão participar dos treinamentos sem nenhum tipo de custo, e os garotos que se destacarem poderão realizar o sonho de ser um jogador profissional”.

2. E profissionalmente, onde você começou? Djalma: Foi em 1948, na Portuguesa de Desportos. Fiquei lá 10 anos e dois meses. Comecei como zagueiro central, depois fui pro meio campo. Era moleque, queria era jogar! Depois, chegou o Brandãozinho, da Portuguesa Santista, e o técnico, o Conrado Rossi, perguntou se eu ia pra lateral direita. “Claro, profesor!”. E fiquei por lá mesmo. Fui campeão do Torneio RioSão Paulo de 53 e 55, no time que tinha o Pinga I, Pinga II, Julinho Botelho...

O ex-jogador já tinha mostrado sua competência à frente do projeto Bem de Rua, Bom de Bola, com o qual lidava com crianças e adolescentes carentes, dando dicas de como dominar a bola e driblar os problemas.

3. Depois, você foi pro Palmeiras... Djalma: Isso, fiquei lá dez anos e quatro meses. Naquela época o jogador era mais 'otário'. Hoje, não. O cara beija a camisa aqui, beija outra depois... Em um ano, joga em três, quatro times.

Além da Seleção Brasileira, Djalma Santos defendeu apenas três times em mais de 20 anos de carreira: Portuguesa, Palmeiras e Atlético Paranaense. Foi campeão em todos eles. Seu fôlego interminável até hoje é lembrado como uma de suas marcas.

4. Naquela época, os salários também eram diferentes, correto? Djalma: A diferença é muito grande. Você fechava um contrato para dar uma entrada numa casa e ir pagando prestação. Hoje, o sujeito ganha 250 mil por mês, dá pra


APRF

5. No Palmeiras, que títulos ganhou? Djalma: Em 59 ganhamos o Super Campeonato Paulista, em 61 e 62 fomos campeões paulistas e brasileiros. Ainda perdemos uma Libertadores pro Peñarol. Nosso time tinha o Julinho, Ademir, Dudu, Djalma Dias... 6. Por fim, veio o Atlético-PR. Djalma: Eu já ia parar de jogar, quando me chamaram. Uma vez, um diretor do Atlético me viu jogar e me fez prometer que, quando eu parasse, antes eu ia jogar no time dele. “Opa, sim, chefe, tem minha palavra”. Mas esqueci daquilo né? Só que ele veio me cobrar. Fui pra lá com quase 40 anos, era pra ficar três meses e fiquei três anos e meio. Ainda fui campeão em 71, com 42 anos. Campeão com um monte de velho (risos), Bellini, Zequinha. Eu me cuidava, então sempre tive um bom fôlego. 7. Mas foi na seleção que vieram suas maiores conquistas, não é? Djalma: Estreei em 52, no Pan-Americano do Chile, onde fomos campeões. Em 53, ganhamos o Sul-Americano em Lima, no Peru. Um ano depois, fui pra Copa da Suíça. Depois, veio o Sul-Americano na Argentina, em 56, outro no Peru, em 57, e a Copa da Suécia, em 58. E a Copa do Chile, em 62. No total, foram 112 jogos, sendo 99 oficiais.

8. E quantos gols? Djalma: Ah, rapaz, era eu e o Pelé (gargalhadas). Foram só três gols. Um fui na Copa de 54, contra a Hungria. Eu não tinha nada que bater o pênalti. O Didi, os caras que batiam, saíram tudo fora. O Zezé Moreira gritou: “bate, Djalma”. Fiz o gol, mas o Brasil perdeu de 4 a 2. Mas ainda bem que fiz, senão iam dizer “ah, o Brasil perdeu porque o Djalma errou”. 9. Em 1954, ainda havia o trauma da Copa de 1950, quando o Brasil perdeu a final em casa, para o Uruguai? Djalma: Não tinha trauma nada! Era má organização mesmo! Perdemos porque os dirigentes eram muito ruins. A gente ficava na concentração e eles na cidade. Vinham só pra encher a paciência. Um dia a gente ia jantar, eram 19h30, o Zezé Moreira chegou: “Não levanta que os homens vêm aí”. Ficamos até as 23h30 ouvindo papo furado. Teve nego que nem dormiu. Outro exemplo: contra a Iugoslávia, estávamos empatando e correndo que nem doidos, e eles (iugoslavos) mais calmos. Só depois do jogo fomos saber que o empate classificava as duas equipes. Vê se os dirigentes entendiam alguma coisa!? Ainda corremos o risco de perder.

ENTREVISTA ESPECIAL

comprar quatro casas. Por isso que os clubes estão quebrando. Os empresários são fogo. O cara chuta uma bola pra cima e já ta ganhando uma fortuna.

DJALMA SANTOS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

10. Acabaram sendo eliminados pela Hungria. Djalma: Ficou todo mundo falando deste jogo, aquela falação, chegou na hora a Hungria meteu 2 a 0 de cara. Era um time bom, Puskas, Czibor. Mas entramos sem concentração. Aí, tem que perder mesmo.

Pág. 07

UDI PABX/FAX: (34) 3211 8940 / 3211-1087 Rua Antônio Crescêncio, 214 - B. Bom Jesus CEP: 38400-639 - Uberlândia/MG uditur@uditur.tur.br / uditur@hotmail.com www.uditur.tur.br

CENTRAL UBERLANDENSE VIAGENS E TURISMO Ônibus para Excursões Fretamento e Turismo


APRF

ENTREVISTA ESPECIAL

DJALMA SANTOS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

11. E em 1958, a organização era melhor? Djalma: Ah, sim, a gente confiava neles, eram o Paulo Machado de Carvalho e o Carlos Nascimento. Em 62 também. Teve uma vez, em 62, no Chile, que fui tomar um vinho com o Vavá, em Viña Del Mar, naqueles bares com mesinhas na calçada. Os cronistas passaram e viram. Aí os dirigentes vieram nos perguntar: “saíram ontem?”. E falamos que sim, que o vinho aliás era uma maravilha. Eles disseram: “tudo bem, vocês são homens como os outros, é só não ter exagero”. Havia confiança. 12. Em campo, vocês faziam sua parte... Djalma: Isso, e eles faziam a parte deles, nos davam moral. Antes da semifinal e da final, ficou aquela história, a gente ia de trem e não dava pra almoçar antes da viagem, senão ia almoçar muito cedo; nem depois, senão já tava muito perto do jogo.

Aí comemos um sanduíche, umas frutas no trem mesmo, e eles nos dando moral. Era cada um fazendo a sua 13. Como foi em 58, o Pelé começando no banco? Djalma: Era para o Pelé ser cortado antes da Copa. Fizemos um jogo treino com o Corinthians e o Ari Clemente acertou o joelho do crioulo, aquilo virou uma bola.

Pág. 08

Transporte Comércio e Representações Líder Ltda

Av. José Andraus Gassani, 5.655 Distrito Industrial - Uberlândia/MG Fone: (34) 3212-5353 Cel: (34) 9801-0046 translider@ttranslider.com.br Filiais: Minas Gerais Distrito Federal Mato Grosso São Paulo Bahia Tocantins

TRANSPORTE DE GRÃOS E LÍQUIDOS PARA TODO O BRASIL


APRF

Mas o doutor Ilton Gosling garantiu que ele ia jogar, e jogou. Só que começou no banco, entrou no terceiro jogo. Queríamos o melhor pra seleção! Outros exemplos: os treinamentos no Chile eram muito puxados, o Paulo Amaral mandava a gente subir umas rampas lá. Queria era impressionar os russos, que treinavam no campo ao lado. Mas pedimos para diminuir o ritmo, porque

14. Os times de 58 e 62 eram mesmo superiores, não tinha dificuldade contra nenhum adversário? Djalma: É o seguinte: a gente jogava no 42-4. Na frente, Zagallo, Vavá, Garrincha e Pelé. Mas na verdade o Zagallo era mais defensivo, então não ficava no ataque, voltava muito. E o marcador ia atrás dele no nosso campo. Era uma chave revolucionária. Aí ficava um 4-3-3, com o Garrincha e o Pelé no mano a mano. Aí, já viu né? 15. E como foi ganhar a Copa de 58 contra a Suécia, na casa deles? Djalma: Ah, o povo lá é muito educado, foi muito bom. Eles nos aplaudiram. O alambrado era pequeno, se quisessem eles até pulavam pro campo.

ENTREVISTA ESPECIAL

no dia do jogo ele sentava no banco e a gente ia correr. E fomos atendidos.

DJALMA SANTOS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 09

RIBEIRO BARROSO Construções Elétricas Ltda.

CONSTRUINDO REDES DE ENERGIA ELÉTRICA URBANA E RURAL HÁ 25 ANOS COM QUALIDADE E SEGURANÇA

Uberlândia / MG Av. Antônio Thomaz Ferreira Rezende, 935 Telefax: (34) 3256 9900

Uberaba / MG Telefax: (34) 3336 9966 / 3336 9963


APRF

ENTREVISTA ESPECIAL

DJALMA SANTOS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

16. E em 62, como foi a campanha? Djalma: O Pelé machucou contra a Tchecoslováquia, sentiu uma distensão na virilha. Então o Aymoré foi logo falando que ele tava fora. Não tinha este negócio de fazer teste, pra ver se vai jogar. O grupo sentiu o baque, claro, o crioulo tava no auge. Mas fizemos o que tinha que ser, que era dar força ao Amarildo, ele era garoto, tinha que ficar mais a vontade. E fez o seu papel. Na final, ainda participei do terceiro gol, cruzei, o goleiro espalmou e o Vavá fez. 17. E o Garrincha, realmente desequilibrou? Djalma: Ah, ele sempre desequilibrava. Em 62, fez até gol de cabeça, o que nunca fazia. Ele era muito moleque. Tem um episódio quando a gente foi jogar na Itália, contra a Fiorentina, já tava 3 a 0 pra gente e ele saiu driblando, driblou até o goleiro e, na linha do gol, esperou o goleiro vir de novo, cortou mais uma vez e depois fez o gol. Não tinha responsabilidade.

Pág. 10

18. Já em 66, voltou a desorganização, certo? Djalma: O João Havelange era presidente da Fifa, então mudaram tudo. A gente tinha que treinar no campo de uma fábrica lá, cheio de gente. E eu já tinha 37 anos, que eu tinha de fazer lá? Perdemos para Portugal, mas se bem que deram muita porrada. Acho que foram um pouco desleais. 19. O que é melhor? Jogar bonito e não ganhar, ou ganhar jogando feio? Djalma: Pra mim, o importante é ganhar. Se puder, ganhar e convencer, claro. Mas se não convencer, não tem problema. Só não pode ter deslealdade.

34 4009 8500 www.rodonaves.com.br

UNIDADE UBERLÂNDIA/MG

RUA FLORESTANO DE MACEDO, 6800 BAIRRO TIBERY - CEP 38405-120

20. Depois que você parou de jogar, não pensou em ser treinador? Djalma: Sim, uma vez eu treinei o Palmeiras, mas junto com o Julinho e o Mário Travaglini. Mas não segui carreira, treinador tem que fazer coisas que não gosto, não é da minha índole. Um exemplo: tem que falar pros dirigentes que o time é bom, mentir. Prefiro trabalhar com os garotos, que têm a cabeça mais arejada.


APRF GESTÃO DE DOCUMENTOS E ARQUIVOS

ADMINISTRAÇÃO E TENDÊNCIAS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Zênite Martins

Por quantos anos você guarda a notinha do posto de gasolina, ou a conta de luz? Você sabe quanto tempo uma conta de luz, um documento fiscal ou mesmo aquele papel do banco tem que ficar guardado? Quase ninguém se preocupa com isso até que precise. Essas informações parecem corriqueiras, mas são assunto sério que pode custar milhares de reais ao bolso de qualquer um. Perguntado sobre este assunto o diretor presidente da Associação dos Policiais Rodoviários Federais, APRF, José Roque Filho, disse: “A documentação é em geral uma questão insatisfatoriamente resolvida, quer seja dentro de casa ou nas instituições públicas e privadas. Entendo que qualquer tipo de documentação requer um tratamento técnico e competente, vital para o seu grande potencial de apoio gerencial. Isso contribui para evitar constrangimentos jurídicos ou sociais.” A complexidade das tarefas atinentes à administração, aliada ao desenvolvimento dos recursos tecnológicos, ocasiona uma proliferação de documentos cuja ausência de controle implica no aumento indiscriminado do acervo documental e de custos para sua manutenção. No entanto, o tratamento dispensado à informação e em conseqüência à documentação, nem sempre é o mais adequado. O que se percebe é que a informação nunca está disponível no momento exato, seja pelo arquivamento inadequado, pelo afastamento do detentor das fontes de consulta, ou ainda pelo excesso de massa documental, causando sérios problemas. É certo acreditar que o conceito de desenvolvimento parte do indivíduo, e isso é da maior importância, pois após tratar "fisicamente" o problema dos arquivos e do gerenciamento da informação, pode-se "tratar" também, as pessoas que lidam com ele. Por isso, a conscientização é fator determinante para a elaboração de uma estrutura documental que não vise tão somente guardar papéis, mas entender e tipificar sua importância. O diretor presidente da APRF José Roque Filho, teve a oportunidade de buscar essas informações com um dos maiores especialistas da área, Zênite Martins. Esse uberlandense dirige a Divisão de Documentação da Universidade Federal de Uberlândia, professor de PósGraduação, e ainda é diretor da empresa ZÊNITE Gestão de Documentos e Arquivos. É graduado em História, e tem pós-graduação em Educação, e em Organização e Administração de Arquivos; É Vencedor do 2º Concurso Nacional de Experiências Inovadoras de Gestão com o trabalho intitulado: Sistema de Controle de Documentos para a Administração Pública; Por que se ocupar deste tipo de informação? O diretor presidente da APRF observa que o mundo tem se transformado numa velocidade inimaginável a alguns anos atrás – e com o advento da internet, entender e saber manusear documentos tem se tornado crucial para garantir e legitimar ações e atos que por vezes representam a segurança de pessoas, ou como

Pág. 12


APRF

Hoje o Gerenciamento Documental abrange: Arquivologia, Protocolo Geral, Regime Jurídico Único e Regime Celetista, Prestação de Contas, Memória Cultural e Institucional, Projeto de Gestão de Documentos, Ciências da Informação e Órgãos de Documentação, Sistema de Documentação, Sistema de Arquivo, Ciclo de Vida da Documentação, Arquivos Correntes, Métodos de Arquivamentos, Arquivos Intermediários, Arquivos Permanentes e Históricos, Material Arquivístico (Consumo e Permanente), Avaliação de Documentos, Tabela de Temporalidade de Documentos, Microfilmagem e Digitalização de Documentos, Programa 5S e a Documentação, Atendimento Telefônico, Gerenciamento Eletrônico da Informação e Cedoc – Centro de Documentação (Normas e Funcionamento).

GESTÃO DE DOCUMENTOS E ARQUIVOS

ele disse: “é preciso ir além do ‘‘ciberespaço’’. E o resultado virá com o gerenciamento da história que ainda está no papel. Uma entidade como a nossa precisa acompanhar essa linha de raciocínio para se manter na vanguarda, pois nós cuidamos de vidas.” Finalizou José Roque Filho.

ADMINISTRAÇÃO E TENDÊNCIAS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Ser detentor dessa informação cria funcionalidade na resolução de problemas, com o consequente conhecimento acerca da organização de arquivos. O que gera melhorias no dia a dia em casa ou no trabalho. O diretor presidente da APRF, ouviu de Zênite Martins que: “as pessoas precisam saber que ao compartilharem informação quanto a forma de preservar e guardar documentos pessoais ou da empresa proporciona: agilidade na recuperação da informação; melhor aproveitamento de espaço físico; preservação da memória técnico-administrativa de qualquer instituição; evita problemas com a fiscalização; otimiza-se custos financeiros; facilita o tráfego de informações e a comunicação; evita o extravio de documentos; e contribui para um menor envolvimento de pessoa/hora na localização da informação.”

ZÊNITE

GESTÃO DE DOCUMENTOS E ARQUIVOS Cursos e Consultoria

zenitem@gmail.com Pág. 13

POSTO TEJUCO Auto Posto Tejuco Ltda.

Aberto 24h para atender você. Fone / Fax (34) 3259 7414 Rodovia BR 153 - Km 77 - Caixa Postal, 35 - Prata MG


APRF

TEM APOIO DA APRF

Equipe Segismundo Pereira/APRF

A Associação de Presidentes, Clubes e Atletas Amadores de Uberlândia (APCAAU), fundada em 2005, realiza com o apoio da APRF – Associação dos Policiais Rodoviários Federais, a 6ª edição do Campeonato Sênior de Uberlândia. Reunindo amantes da redonda, esse campeonato tem conquistado respeito e admiração a cada ano. Neste ano de 2010 são 24 equipes participantes. E podem participar apenas jogadores de 40 anos acima e, ainda assim, quatro de 45 acima e um de 50 acima devem permanecer jogando o tempo todo.

APCAAU

CAMPEONATO SÊNIOR DA APCAAU

ESPORTE MASTER

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 15

Assessoria, Consultoria, Auditoria Empresarial e Assistência Operacional para Gestão de Negócio prestado a Empresas e a outras Organizações Av. Raulino Cotta Pacheco, 1428 Bairro Martins - CEP 38400-372

Fone: (34) 3291-4000 www.reptec.com.br - seguranca@reptec.com.br

www.inovarempresarial.com.br


APRF APCAAU

ESPORTE MASTER

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

O campeonato de Sênior da APCAAU que é organizado por Waldemar dos Santos Júnior esta em ritmo de muitos gols, e isso têm agradado aos torcedores. Os jogos são realizados sempre aos sábado, a partir das 15h, nos poliesportivos da cidade. As equipes levam nomes de bairros da cidade. Jogador filiado à Liga Uberlandense de Futebol não pode participar e a coordenação do campeonato é do idealizador do evento, Waldemar dos Santos Júnior, o Junqueira.

Momento de confraternização da APCAAU

Entusiasta e atleta da competição, o Presidente da APRF Associação dos Policiais Rodoviários Federais, José Roque Filho, trabalha fortemente para que iniciativas iguais a esta se tornem uma referência em esporte e saúde. Segundo ele: “o campeonato sênior é a prova de que alegria, prazer e responsabilidade, aliados ao esporte traz resultados promissores a quem o pratica.” Pág. 16

Av. João Pinheiro, 3885 - Bairro Brasil Uberlândia - MG | Cep. 38400-714 Tel. +55 (34) 3232-2304 | contato@tremetreme.com.br


Paz Universal é excelência em serviços póstumos A Paz Universal iniciou suas atividades em 1978, em Goiânia. Ao longo dos seus mais de 30 anos, vem crescendo e expandindo sua área de atuação. Hoje, está presente em 8 cidades e possui clientes ativos em mais de 80 municípios no eixo Goiás - Triângulo Mineiro.

Possui uma completa e moderna frota que conta com veículos específicos para cada finalidade: cortejo, traslados e apoio cerimonial. Ainda, oferece com exclusividade para a cidade de Uberlândia um mini-van de luxo, especialmente adaptada para cortejos e um micro-ônibus para traslados.

Presente em Uberlândia há mais de 10 anos. Localizada na região central, ocupando uma área de 4.100m². Possui um amplo estacionamento e um prédio com 3.700m², com estrutura superior para oferecer um completo atendimento em serviços póstumos. Conta, inclusive, com uma área reservada para as crianças, criada com o objetivo de oferecer comodidade aos pais.

A sede oferece cinco salas de homenagens póstumas que inovam em conforto e requinte. São salas amplas com dois e três ambientes decorados e serviço de copa. As famílias contam com a privacidade de um ambiente para descanso e banheiros exclusivos.

A Pas Universal também projetou, exclusivamente para Uberlândia, o ‘‘Espaço Nobre’’, com 550m² de área, que acomoda confortavelmente até 400 pessoas. Possui acesso restrito com apoio de elevador, área de convivência, hall com três ambientes e uma capela.

A Paz Universal se dedica em oferecer um atendimento personalizado aos seus clientes, pautado na ética, no respeito e na humanização. Com este objetivo, não mede esforços na capacitação de suas equipes que estão à disposição 24 horas. Todos os produtos e serviços são oferecidos dentro de padrões internacionais e seguem as rígidas normas federais, estaduais e municipais. A Paz Universal também oferece o ‘‘Programa de Atendimento Familiar’’ que, a partir de pequenas parcelas mensais, ampara o associado e seus dependentes legais com atendimento funerário, além de proporcionar acesso a uma rede de convênio nas áreas médica, odontológica e jurídica (para questões familiares).

Rua Curitiba 575 (esquina com Av. Afonso Pena) Tel: (34) 3222 2021 / 0800 34 2077 UBERLÂNDIA / MG

GOIANA/GO - CALDAS NOVAS/GO - SÃO LUÍS DE M. BELOS/GO - GOIATUBA/MG BURITI ALEGRE/GO - VICENTINÓPOLIS/GO - BOM JESUS/GO - JOVIANIA/GO


Transportes, Armazenagem e Comércio GUINDASTES ATÉ 70 ton., CAMINHÕES MUNCK, TRANSPORTE DE CANA, TRATORES PARA TRANSBORDO DE CANA.

Fone 34 3224-0774 - Av. José Martins de Rezende, 117 Jardim Patrícia - Uberlândia MG comercial@salgarelli.com.br - www.salgarelli.com.br

Av. José Andraus Gassani, 1300 - B. Minas Gerais CEP: 38402-322 - Uberlândia/MG

(34) 3212-5188 - 3212-3947

PRESENTES

Compra, Venda e reforma de pallets de madeira em geral

(34) 3232-0193 / 9907-4104 / 9919-6943 Av. José Andraus Gassani, 2.896 Uberlândia/MG - Dist. Industrial

Fone: 34 3241 3101 Rua Rui Barbosa, 255 - Centro Fone: 34 3242 7198 Cel. José Ferreira Alves, 1365 Conj. Esplanada

Fone: 34 3242 3101 Rua Joaquim Barbosa, 400 B. Aeroporto

Araguari / MG

VIENA TANSPORTES LTDA CARGAS PARA TODO BRASIL

FONE: 34 3222-6666 .

FAX: 34 3222-4425 Rua Viena, 1367 - Bairro Tibery - CEP 38405-086 - Uberlândia/MG viena.transportes@hotmail.com

34 3227-6023 - 34 9971-5641

Rua Cel. Antônio Alves Pereira, 2466 Saraiva - Uberlândia/MG www.chinaturismo.com.br - chinatur.udi@gmail.com

COSAC

Porto Areira Cosac Comércio de Materiais de Consatução Ltda

AREIA LAVADA - CASCALHO - BRITAS TELHAS DE CERÂMICA - TIJOLOS COMUNS TIJOLÃO - CAL - CIMENTO

Fone: 34 3226-0292 Av. Rondon Pacheco, 4785 - Uberlândia MG CEP: 38400-090 - PABX: (34) 3212-1122 portoareiacosac@uol.com.br

www.caiapocargas.com.br


O MELHOR DO TRANSPORTE EM EVENTOS, RECEPÇÃO EXECUTIVA, VIAGENS TURÍSTICAS E DE NEGÓCIOS. VENDA DE TERRA BRITA - DESATERRO - ATERRO - DEMOLIÇÃO - LIMPEZA REPRESA - CASCALHAMENTO - TERRAPLANAGEM - ASFALTO

34 3213 9891 / 9977 3670 / 9661 0012 / 9996 6663 Av. Afonso Pena, 3773 - Bairro Brasil - Uberlândia MG - maltawork@netsite.com.br

(34) 3226-4100 Br 050 - Saída para Araguari 5650 - Uberlândia MG

SINTICOM-TAP Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Uberlândia, Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

Defender, Educar, Formar e Qualificar. É a nossa missão!

EXPRESSO NACIONAL TRANSPORTE DE CARGAS EM GERAL

Telefax: (34) 3231-9394 / 9971-5442 - Uberlândia - MG Telefax: (34) 3241-1419 / 8408-7329 - Araguari - MG

34 3253-9000 Rua Alagoas, 1688 - Bairro Marta Helena CEP: 38400-666 - Uberlândia/MG

Conheça melhor o sindicato visitando nosso site:

www.sinticom-tap.com.br

PESQUE PAGUE KM 15

34 2109 8000 fmrecabom@gmail.com vendaselogistica@gmail.com AGÊNCIA DE VIAGENS E TURISMO RECEPTIVO, TURISMO, PACOTES, EXCURSÕES, EVENTOS, VIAGENS P/EXECUTIVOS, TRANSPORTE DE FUNCIONÁRIOS

Horário de Funcionamento: Quarta à Sexta: 14h às 21h Sábado, Domingo e Feriados: 09h às 19h BR 497 – Uberlândia/Prata

(34) 3259 - 0360

TRANSPORTE DE ÓLEO VEGETAL EM TANQUE INOX

Adonir 3214-8882 / 9939-1700

Ângelo 3215-1341 / 9913-1800

adotur@netsite.com.br / www.adoturturismo.com.br Rua Maria Costa Carvalho, 495 - B. Maria Rezende - Uberlândia/MG

(34) 3211-0629 ID 81*54152 (NEXTEL) (11) 7806-5384 (NEXTEL) www.nicolastransportes.com.br


APRF

SEGURANÇA E CIDADANIA

POLÍCIA CIVIL

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

ATUAÇÃO CIDADÃ

9ª Região Integrada de Segurança Pública 9º Departamento da Polícia Civil

Pág. 20

PABX: (34) 3230-8600 Rua Itumbiara, 58 (esquina com Minervina C. Oliveira) Bairro Bom Jesus - Uberlândia/MG www.multiacos.net - vendas@multiacos.net


APRF Associação dos Policiais Rodoviários Federais

9º DEPARTAMENTO DE POLÍCIA CIVIL

1ª/2ª DRPC DE UBERLÂNDIA

3ª DRPC DE ITUIUTABA

4ª DRPC DE ARAGUARI

1ª DELEGACIA DE POLÍCIA

CACHOEIRA DOURADA

ARAPORÃ

2ª DELEGACIA DE POLÍCIA

CANÁPOLIS

CASCALHO RICO

3ª DELEGACIA DE POLÍCIA

CAPINÓPOLIS

ESTRELA DO SUL

4ª DELEGACIA DE POLÍCIA

CENTRALINA

5ª DELEGACIA DE POLÍCIA

GARINHATÃ

6ª DELEGACIA DE POLÍCIA

IPIAÇU

7ª DELEGACIA DE POLÍCIA

MONTE ALEGRE DE MINAS

8ª DELEGACIA DE POLÍCIA

PRATA

UBERLÂNDIA - MG

GRUPIARA

INDIANÓPOLIS

TUPACIGUARA

SANTA VITÓRIA

Pág. 21

(34) 3213-9811 / 3213-9100 Av. Arnaldo Contursi, 1.909 Bairro Marta Helena CEP 38.402-284 - Uberlândia - MG www.mildoalves.com.br mildobr@triang.com.br


APRF

SEGURANÇA E CIDADANIA

POLÍCIA CIVIL

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

O 9º Departamento de Polícia Civil (DPC) é responsável pelas atividades de medicina legal e criminalística, bem como de processamento e arquivo de identificação civil e criminal. Integrase ainda, a CIRETRAN (Circunscrição Regional de Trânsito) que exerce as funções de registro e licenciamento de veículo automotor e habilitação de condutores, há também a Delegacia de Homícidios, a Delegacia Adida ao Juizado Especial Criminal/DAJEC - Delegacia da Mulher , a Delegacia de Menores e as Delegacias de Plantão. No esquema abaixo, verifica-se os cargos e a quantidade de Policiais presentes no 9º Departamento de Polícia Civil: DELEGADO

45

MÉDICO-LEGISTA

10

PERITO CRIMINAL

20

AUXILIAR DE NECROPSIA

2

AGENTE DE POLÍCIA

248

ESCRIVÃO DE POLÍCIA

73

TOTAL

398

As pessoas da foto da esquerda para direita são: Dr. Cirano de Almeida Borges - Delegado de Plantão da 1ª DRPC, Dra. Paula Fernanda de Oliveira - Delegada de Plantão da 1ª DRPC, Dr. Gilmar Souza Freitas - Delegado Chefe do 9º DPC, Dra. Gabriela Garcia Damasceno - Delegada de Plantão da 1ª DRPC, Dra. Mariana Pontes Andrade - Delegada de Plantão da 1ª DRPC e Dr. Samuel Barreto de Souza - Delegado Regional da 1ª DRPC de Uberlândia.

Pág. 22

EXCURSÕES E TURISMO

34 3283 0133 Entroncamento BR-365 com BR-153 Monte Alegre de Minas

NOVOS ÔNIBUS PARA MAIOR CONFORTO, SEGURANÇA E TRANQUILIDADE

34 3238 1446 8802 4969 / 8835 1538 Av. José Fonseca e Silva, 220 - claytur@terra.com.br


APRF

HOBC E ALFREDO PASTORI UNIÃO QUE SALVA VIDAS Desenvolver projetos sociais é fácil. Difícil é estabelecer objetivos que realmente façam a diferença. E destacar-se nesse universo só acontece àqueles promotores da seriedade na execução de um trabalho voltado para o bem comum e de respeito às diversidades sócioculturais. O ano de 2008 é o início do que hoje é uma realidade. Um marco na atuação social do empresário Alfredo Pastori - em abril daquele ano, junto com a Equipe do Hospital de Olhos do Brasil Central - HOBC, começou um trabalho que iria mudar a vida de mais de mil famílias distribuídas pelas cidades de Araguari, e seus distritos de Amanhece e Piracaíba; Romaria, Monte Carmelo e Estrela do Sul, na prevenção de doenças oculares, e na prestação de serviços oftalmológicos. O Projeto Social Mutirão Prevenção Para a Saúde Ocular é viabilizado de acordo com a necessidade de cada região sempre priorizando contribuir para solucionar os casos que necessitassem de consulta especial. Hoje o Projeto Social Mutirão Prevenção Para a Saúde Ocular está presente em 20 municípios. Chegando até aos trabalhadores da Zona Rural. E é na Zona Rural que famílias inteiras estão tendo a oportunidade também, de usufrui de atendimento preventivo odontológico, dentro do Projeto Social Mutirão Prevenção Para a Saúde Ocular, idealizado e coordenado pelo empresário Alfredo Pastori. Existe um esforço de Pastori, para ampliar o atendimento nos municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba onde o projeto atua. Ao todo o Projeto Social Mutirão Prevenção Para a Saúde Ocular conta com 03 médicos, 05 assistentes e 05 enfermeiros.

Alfredo Pastori, empresário disciplinado quanto aos seus objetivos, e conhecedor das necessidades sociais do seu povo, também criou e mantém financeiramente, já faz 17 anos ininterruptos, uma ação social voltada para viabilizar a distribuição

EMPREENDEDORISMO SOCIAL

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

de kit´s de material escolar para crianças carentes. Este é o Projeto Social para a Educação. Pastori viu neste projeto a chance de contribuir com pais e crianças para estimular o gosto pelos estudos.

Alfredo Pastori apresenta aqui o consultório móvel odontológico que tem mudado a vida de trabalhadores rurais do triângulo mineiro e alto Paranaíba.

Pág. 23


APRF Associação dos Policiais Rodoviários Federais

SAÚDE

PRESSÃO ALTA OU HIPERTENSÃO É preciso saber priorizar ações para estar de bem com a vida e saudável. Saúde é fundamental para manter unida a família e garantir o emprego, amigos e a vida. Devese ter em mente que o cuidado com a saúde deve ser algo constante. Sendo que manter uma boa alimentação e praticar atividades físicas regularmente deve ser parte do dia a dia de qualquer ser humano. Pressão alta, ou hipertensão arterial, é aquela de 140/90 mmHg ou superior.

Ambos os números são importantes. Uma vez que a pressão alta aparece ela geralmente dura por toda a vida. A notícia boa: pressão alta pode ser tratada e controlada. A Hipertensão é chamada de "assassina silenciosa" porque geralmente não tem sintomas. Muitas das pessoas acometidas por ela nem sempre sabem que a tem até que apresentem problemas no coração, cérebro ou rins. A pressão arterial muda durante o dia. Ela é menor quando se está dormindo e aumenta

Pág. 24

1/4 PÁGINA VERTICAL RESERVADO PARA: COMERCIAL DE VANS E UTILITARIOS LTDA 34 3215-2799 Av. Cleanto Vieira Gonçalves, 563 - Bairro Pacaembu CEP 38401-576 - Uberlândia/MG

www.sodeste.com.br


SEGURANÇA E RAPIDEZ NO TRANSPORTE DE PASSAGEIROS E ENCOMENDAS

ARTERIAL quando o individuo acorda. A pressão também se eleva quando a pessoa está ativa fisicamente ou nervosa. Você sabe que o sangue é levado do coração para todas as partes do corpo em vasos chamados artérias. Isso provoca pressão arterial que é a força do sangue contra as paredes das artérias. Cada vez que o coração bate, ele bombeia sangue pelas artérias. A pressão arterial é mais elevada quando o coração bate bombeando o sangue. Essa ação é chamada de pressão sistólica. Quando o coração está descansando entre os batimentos a pressão arterial cai. Essa é a pressão diastólica.

ATENDEMOS: NO ESTADO DE SÃO PAULO: São José do Rio Preto, Votuporanga, Fernandópolis, Bálsamo, Tanabi, Cosmorama, Cardoso, Ouroeste, Guarani D’Oeste, Pontes Gestal, Macaubal, Nhandeara e Sebastianópolis do Sul. NO ESTADO DE MINAS GERAIS: Ituiutaba, Iturama, Campina Verde, Gurinhatã, Carneirinho, Limeira do Oeste, São Sebastião do Pontal, Chaveslândia, União de Minas e Alexandrita. NO ESTADO DE GOIÁS: São Simão e Paranaiguara. ŸVotuporanga

NOSSOS TELEFONES

ŸCardoso ŸS.J. Rio Preto ŸIturama ŸFernandópolis

(17) 3422-4940 (17) 3453-1223 (17) 3233-8233 (34) 3411-0457 (17) 3442-1900

Caminhar ou correr. Qualquer uma dessas modalidades contribui para quebrar o sedentarismo e fazer fluir energia vital pelo corpo. Ande para poder Correr! Para as pessoas sedentárias a orientação é a de que obrigatoriamente iniciem sua atividade física andando por 30 minutos contínuos pelo menos 3 dias por semana. Mantendo a regularidade após as primeiras semanas de adaptação a sensação de melhora será progressiva em resistência física o que contribuirá para uma percepção da necessidade em se andar cada vez mais acelerado com o objetivo de se atingir o mesmo nível de esforço subjetivo. A esse processo progressivo de adaptação somam-se muitos benefícios a médio e longo prazo, principalmente quanto a mudança de hábitos de vida, certo de estar fisicamente ativo o individuo melhora sua auto-estima, previne doenças, e melhora sua qualidade de vida.

(34) 3226-0575 Av. Babel, 193 - B. Jardim Canaã CEP 38412-442 - Uberlândia/MG nacionalfundacoes@netsite.com.br


APRF NOVA SEDE

AMBIENTE DE TRABALHO

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

FORMA & EMOÇÃO: O NOVO E Visitar a nova sede da APRF – Associação dos Policiais Rodoviários Federais leva a pessoa a interagir com o que se pode chamar de arquitetura corporativa. Neste novo espaço, amplo, arejado e funcional pode se sentir a expressão do que é o belo em arquitetura. O grande salão tornou-se receptivo por ter na composição simétrica das estações de trabalho, colocadas lado a lado, a otimização de seu espaço. O agrupamento adequado de setores e os fluxos estão no centro da funcionalidade. A beleza de conjunto da nova sede da APRF pode ser extraída de pequenos detalhes, quer sejam, nas divisórias esteticamente colocadas, ou na disposição de mobiliário, ou o acerto na iluminação. José Roque Filho, diretor presidente da APRF, falando sobre a mudança de sede

Pág. 26

PAGANINI AVELLAR LTDA. DESPACHANTE ADUANEIRO PABX: (34) 3236-9977 - FAX: (34) 3236-8752 E-mail: financeiro@avellar-comex.com.br U B E R L Â N D I A - M I N A S G E R A I S


APRF NOVA SEDE

AMBIENTE DE TRABALHO

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

SPAÇO HARMÔNICO DA APRF observa que além do aspecto beleza, outros fatores foram contemplados como os Ergonômicos: para atender a especificações dimensionais e condições ambientais que permitam correta utilização por parte do usuário; Psicológicos: para atender a condições que os tornem mais adequados às percepções, atitudes e comportamentos; Tecnológicos: para atender a especificações técnicas e construtivas que lhes garantam estabilidade, proteção, conforto e segurança; e os Econômicos: para atender a especificações de forma que, abrigando pessoas, atividades e recursos, funcione como um dado gerador de clientes. Conforto, acessibilidade e beleza são as características marcantes da nova sede da APRF, no centro da cidade de Uberlândia, em Minas Gerais.

Pág. 27

UBERTRUCK INDÚSTRIA E COMÉRCIO Tanques para Transporte e Caçambas Agrícolas Rua Lambari, 323 - B. Martins CEP: 38400-420 - Uberlândia/MG (34) 3236-2063 - 3083-3155 www.ubertrucktanques.com.br - ubertruck@uber.com.br


APRF Associação dos Policiais Rodoviários Federais


APRF

SINIPRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Lídia Soares da Mata Inspetora II da PRF

SINIPRF SINDICATO NACIONAL DOS INSPETORES DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL O Ministério do Trabalho e Emprego, através da Secretaria de Relações do Trabalho, aprovou em abril de 2010, o registro do Sindicato Nacional dos Inspetores da Polícia Rodoviária Federal do Brasil - SINIPRF, que desde então, passou a representar a categoria profissional dos Inspetores da Polícia Rodoviária Federal, abrangendo os servidores aposentados, pensionistas e em atividade, tendo representatividade em todo o território nacional. E para falar um pouco mais sobre este tema, a Revista Federal ouviu Lidia da Mata, Inspetora II da PRF.

1. Como a Sra. se posiciona sobre o SINIPRF? É com grande orgulho e muita honra que represento o Sindicato Nacional dos Inspetores SINIPRF BRASIL em Brasília, entidade representativa que já nasceu tão forte, que resistiu bravamente às demandas no cenário nacional conseguindo se estabelecer legitimamente e principalmente por idealismo. 2. Qual o desafio do SINIPRF? Sei das responsabilidades que os dirigentes do SINIPRF BRASIL estão assumindo, ante o desafio de bem encaminhar os destinos da entidade,

Pág. 30

Fone/Fax: (34) 3212-0711 Rua Gumercindo Silva, 1500 - Distrito Industrial CEP: 38402-190 - Uberlândia/MG


APRF visando prioritariamente fazer valer os direitos e interesses de todos os filiados, a despeito das adversidades interna corporis e exteriores que se confrontam com os ideais da categoria. 3. O que considera prioritário com a criação do SINIPRF? A energia que move as metas nessa jornada ora iniciada, tem origem na experiência, no conhecimento de causa e na coragem a ser direcionada para materializar tudo aquilo que não foi possível ser concretizado anteriormente, quaisquer que tenham sido os motivos protelatórios quais sejam: reorganização da carreira policial , melhores condições de trabalho, e como não podia deixar de ser, do correto cumprimento da lei n. 9654-98 e adequações, com a devida aplicação da Lei que elevou a categoria ao status de nível superior, mas não estendeu aos seus vencimentos básicos os valores

monetários pertinentes, que esperamos, seja contemplada através da nossa Lei Orgânica. 4. Para que projetos a atenção de Senadores, e Deputados, será orientada a ação do SINIPRF? Comungo do entusiasmo do SINIPRF BRASIL de buscar agregar valores aos salários da PRF por meio de proposições no congresso Nacional, a exemplo da emenda aglutinativa idealizada pelo SINIPRF BRASIL, em andamento, que estende os benefícios da PEC 549 de 2009 aos inspetores da Polícia Rodoviária Federal; PEC 34 de 2009 que cria a compensação securitária; PL 7219 de 2006 que institui o programa de subsídio habitacional para as polícias federais; PEC 210 de 2007 que restabelece o adicional de tempo de serviço; inclusão da PRF na PEC 340 de 2009 que altera a redação do $ 9º do art.144 da CF, que trata da paridade

SINIPRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 31


APRF

SINIPRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

entre polícias; PL 4825 de 2005 que dispõe sobre a revisão da remuneração anual do subsídios; PEC 351 de 2009 que dispõe sobre pagamento de precatórios; PL 4023 de 2008 que altera a Lei 11.358 de 2006 no tocante ao subsídio dos Policiais Rodoviários Federais; PEC 339 de 2009 que assegura o adicional noturno aos integrantes da segurança pública, entre outras proposições de interesse da PRF. 5. Qual é o ideário do SINIPRF? Como representante da entidade devo registrar que o SINIPRF BRASIL não deseja perpetuar no seio funcional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal a discórdia nem a divisão, até porque não deu causa a este processo, mais também sei que não hesitará em promover as mais ferrenhas contendas em defesa dos direitos e interesses dos inspetores policiais. Os ideais do SINIPRF BRASIL constituem convicções da categoria representada que sustentam a energia e determinação; e não cederão perante temores reverenciais, amizades pessoais, cumplicidades de quaisquer tipos, ameaças ou perseguições eventuais. Pois, o idealismo e a união ora vivenciada representa mais do que a legitimidade representativa concedida pela carta sindical. E o intuito da atual diretoria vai de encontro ao restabelecimento da unidade do órgão, desde que se veja reconhecido internamente o valoroso trabalho dos inspetores PRF, cujas vidas muitos doaram em prol da Polícia Rodoviária Federal, fazendo da instituição objeto de desejo de milhares de candidatos que sonharam, e que sonham um dia em fazer parte da corporação.

6. O que a corporação pode esperar do SINIPRF? Quanto aos policiais de turmas mais recentes, talvez gere em suas mentes certa apreensão por acharem que a luta agora se convergirá apenas para a categoria de Inspetores. È bom que fique bastante claro que não existe nenhuma intenção de mudar o sistema de carreira única, conquista da PRF invejada por outras instituições, o que se pretende é organizar o fim de carreira, recentemente criada e ainda carecendo das devidas adequações. Os Inspetores, os mais antigos, escreveram uma parte da história da PRF. E a deixaram no patamar de hoje poderiam se recolher no conforto do seio de suas famílias e de seus salários e deixar que os mais novos enfrentassem a batalha, que com certeza iriam esbarrar em limitações relacionadas à experiência, conhecimento de causa, conhecimento político, obrigações operacionais, funcionais e administrativas; Mas não, sem se importar com ataques maldosos continuam firmes, incansáveis e com disposição, que não se perdeu no tempo, na defesa da PRF, assim como fizeram quando a instituição estava fadada à extinção e conseguiram incluir Polícia Rodoviária Federal no Ministério da Justiça.

Pág. 32

Vistorias em Automóveis Inspeções Patrimoniais e Agrícolas Dossiê de Identificação de Veículos

Uberlândia/MG: (34) 3231-0088 Uberaba/MG: (34) 3316-0101 www.vistrim.com


R 7. O que valoriza o passado para a consolidação do SINIPRF? A minha geração de Inspetores da turma de 94 reconhece e usufrui desse legado. Não poderíamos olvidar do trabalho dos nossos colegas mais antigos. Agora plantamos sementes, para que possamos também deixar a nossa contribuição para os policiais de turmas mais novas, e também para os futuros integrantes que ao chegarem aqui colherão os frutos de uma categoria regulamentada e posicionada devidamente no cenário da Segurança Pública brasileira, naquilo que nos está afeto. É nossa responsabilidade o policiamento e patrulhamento ostensivo das rodovias federais, aumentando ainda mais o orgulho e o desejo de futuras gerações a fazer parte da PRF. Por uma Polícia Rodoviária Federal valorizada, construída a cada dia pelo trabalho incessante de todos os policiais que a compõem, indistintamente, pelos ideais dos mais novos e pelas experiências dos mais antigos e que os mais novos também possam deixar sua contribuição em futuros capítulos da história da nossa grandiosa corporação e que os seus feitos também sejam reconhecidos.

reament t s a o

S.O.S

Deus é Fiel

BUS.

Garantia de tranquilidade para sua Excursão!

www.sosbus.com.br baiano@sosbus.com.br Tel.: 34 9147-8427 Id: 88*4469

BUFFET

3257-2896


APRF

TURISMO ANPRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

DOCE MAR SANTA MÔNICA &

TRÊS MARIAS ANPRF é Solidariedade e Qualidade de Vida Muitas são as responsabilidades da ANPRF. E um dos trabalhos que mais frutificam é a atenção aos seus associados quanto a utilização de seus espaços de lazer. Que na verdade são verdadeiros santuários turísticos. Um passeio pelo site da Entidade pode levar o sonho de uma viagem tornar-se realidade – acesse: www.anprf.com.br. José Roque Filho, Presidente da APRF Associação dos Policiais Federais, p a r c e i r o d a A N P R F, c o n h e c e a s acomodações de várias pousadas e hotéis que fazem parte da rede ANPRF, e indagado pela Revista Federal destacou

Pág. 36

dois destes locais que fazem parte do portfólio de lazer da ANPRF. O primeiro desses locais é a pousada Santa Mônica no estado do Espírito Santo, em uma área de 3600 m², a três quarteirões da praia, e a 07 km do centro de Guarapari. Com uma estrutura de 08 apartamentos, 04 chalés simples e 04 chalés duplos. O visitante ainda tem a sua disposição um salão de jogos, área de lavanderia completa, ducha, quiosque, pomar, casa do zelador, churrasqueira e área de estacionamento privado. Todas estas unidades são equipadas com geladeira, fogão, Tv, ventilador, colchões, travesseiros, pratos e talheres.


A segunda dica de José Roque Filho, é outro espaço concorrido que fica na cidade de Três Marias, em Minas Gerais. Está localizada a 260 km de Belo Horizonte, no sentido Brasília, às margens de uma represa excelente para quem gosta de esportes náuticos como: jet-ski, barcos, além de pescaria. Sem nenhum exagero, das varandas de três unidades, você poderá jogar o anzol na água e fisgar belos tucunarés e outras espécies. Ter qualidade de vida não é exclusividade de quanto dinheiro se ganha ou de quantos carros o individuo possuí. Sua saúde, bemestar físico e emocional, seus relacionamentos, auto-estima e grau de espiritualidade, são a melhor maneira de medi-la. Daí a importância na construção de caminhos que possam fazer do seu lazer mais do que uma vontade. Uma viajem bem planejada para lugares com responsabilidade ecológica e social, iguais aos indicados nesta matéria, fazem toda a diferença.

Promover o espírito de solidariedade, congraçamento e união de seus associados, buscando a excelência na prestação de serviços aos seus associados – assim é a ANPRF Associação Nacional da Policia Rodoviária Federal.

PESCA & PAZ

(34) 3211-5498 Av. Antônio Thomas Ferreira de Rezende, 900 Bairro Marta Helena - Uberlândia/MG


C E R Â M I C A

SUCATAS REZENDE E SILVA LTDA COMPRA E VENDA DE SUCATA E VENDA DE MATERIAL INDUSTRIAL E MÊCANICO

SUCATAS

REZENDE E SILVA LTDA.

PRODUTOS CERÂMICOS

www.ceramicaitau.com.br

FONE: (34) 3210-6676 - FAX: (34) 3231-5325

Telefax: (34) 3241-4730 Rua Matilde Deb’s, 10 - Distrito Industrial - Araguari/MG

RODOVIA BR 365 - KM 608 - ZONA RURAL CEP: 38405-228 - UBERLÂNDIA/MG

QUALIDADE E PONTUALIDADE SÃO NOSSO FORTE

O BRAÇO DIREITO DO HOMEM DO CAMPO, TRABALHANDO COM VENDA DE IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NOVOS E USADOS, PEÇAS PARA TRATORES, ATENDENDO PRATA E REGIÃO

Telefax: (16) 3172 4809 - Nextel 82*25585 Filial Uberaba: (34) 3311 0902 - Nextel 85*10870 Via de Acesso à SP 330 (antiga Anhanguera), nº 734 - Distrito Industrial - Igaraparava SP

PABX: (34) 3431-1064 e-mail: vrtratores@netsite.com.br

Fotografia e Ótica Não perca seus melhores momentos por nada Ituiutaba Rua 20, nº 1123 - Centro Fone 34 3268 2066

Uberlândia Av. Afonso Pena, 842 - Centro Fone 34 34 3236 1577

ARAGUARI

LOGÍSTICA

34 3108 3000

parreiraagricola@netsite.com.br

TELEFAX: (34) 3214-5218

RODOVIA BR 050 - KM 39 - UBERLÂNDIA/MG www.araguarilogistica.com.br


PESQUE PAGUE SÃO GABRIEL BAR E RESTAURANTE TURISMO

FONE: (34) 3814 3012

Fretamento de Ônibus Executivo Semi-Leito, Convencional, Micro-Ônibus e Vans para Excursões e Turismo

PATOS DE MINAS/mg

PABX: (34) 3229-1596

ROD. mg 354 - km 177 - saída PARA BRASÍLIA/DF

Uberlândia/MG E-mail: ptrans@terra.com.br

34 3229 2932

Serviço funeral para associados e particulares. Salão para velório.

Av. Francisco Galassi, 1.140 - Morada da Colina

(34) 3241 0940 / 3246 8012 Rua Marciano Santos, 740/746/756 - Araguari MG

Transportes

Há 40 anos desenvolvendo mesas de bilhar e pebolin. acesse - www.bilharesplatina.com.br

FONE/FAX (34) 3242 6293 Rua 6, 170 - Distrito Industrial - Araguari MG cmontina@uol.com.br

Uberaba MG

0800 34 3030 / 34 3336 5800

Patots de Minas MG 34 3821 7303

(34) 3211 2430 Uberlândia - MG

(77) 3628 1973 Luís Eduardo Magalhães - BA

(34) 3661 7800 Araxá - MG

(77) 3611 5183 Barreiras - BA

Uberlândia MG

34 3232 0571 / 3212 0488

Brasília DF

61 3371 7446 / 3581 2459

Container Módulos Habitáveis Andaimes Tubular e Fechadeiros Betoneiras Vendas e Locação (Fábrica Própria)

34 3211 0867

Av. Fei Caneca, 520 - B. N. Sra. das Graças Uberlândia/MG - CEP: 38402-310 www.andaimesuber.com.br - andaimes@andaimesuber.com.br


APRF

PRÊMIO TOP 30

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

APRF É TOP 30 Ser premiado pelo trabalho ou por uma ação social envolve um grau de emoção e 99 graus de transpiração. O sucesso só vem depois de muita dedicação, foco no objetivo e disciplina para consolidar o planejado. A realização de um projeto passa pela construção de uma equipe zelosa de suas responsabilidades e observadora do sentimento de criatividade que deve ser externado. Criar esse ambiente é para líderes. Esses Homens perseverantes, e conscientes de seu papel na condução de um grupo, desenham com suas ações o reconhecimento. José Roque Filho, Diretor Presidente da APRF – Associação dos Policiais Rodoviários Federais é um desses homens de sucesso. Respeitado e admirado por sua equipe, é merecedor de destaque por sua atuação junto a corporação. Por representar o significado da importância de um prêmio é que foi destacado através da entidade que preside para ser laureado com o TOP 30, prêmio idealizado pelo empresário Ricardo Cunha. Nos últimos anos o TOP 30 tem proporcionado à sociedade uberlandense e, do Triângulo Mineiro, a visibilidade de seus homenageados, por seus serviços prestados em favor de milhares de pessoas nas mais de 70 cidades que compõem a região. Nesta edição além de ser um dos agraciados com o troféu, a APRF e seu Presidente, o PRF José Roque Filho, construíram a ponte de uma parceria e assim co-anfitrionaram este importante evento. As fotos que ilustram essa matéria formam um roteiro de glamour e congraçamento.

Pág. 40


APRF

PRÊMIO TOP 30

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 41


APRF

PRÊMIO TOP 30

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 24

Pág. 42


APRF

PRÊMIO TOP 30

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 43

34 3088-9000 www.anjosdaguarda.net comercial@anjosdaguarda.net

ANJOS DA GUARDA

Rua Vitalino Rezende do Carmo, 46 Bairro Santa Maria - Uberlândia / MG


APRF PROGRAMA BRASIL 100 EXPLORAÇÃO SEXUAL

FENAPRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Gilson Dias da Silva, presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais

BRASIL 100 EXPLORAÇÃO PREPARA SEGUNDA FASE DE SEMINÁRIOS O dia 18 de maio, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O Brasil tem avançado na luta contra esse crime, mas os desafios ainda são muitos e por isso mesmo as iniciativas também precisam extrapolar as esferas de governo e envolver a sociedade como peça fundamental na erradicação do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Na semana em que são realizadas ações em todos os estados brasileiros, o presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais, Gilson Dias da Silva, anuncia a segunda fase do Programa Brasil 100 Exploração Sexual de

Pág. 44

Crianças e Adolescentes. “Já iniciamos a organização e preparativos para que nos próximos dias possamos dar início aos próximos seminários, que serão realizados nos estados do Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Paraná”. Desde agosto do ano passado, a FenaPRF, em parceria com o Ministério do Turismo e a Organização Internacional do Trabalho (OIT), coordena um programa com o objetivo de preparar 15 mil policiais rodoviários federais da ativa e cinco mil aposentados para identificar e enfrentar os casos de exploração sexual de crianças e


APRF

Nos três dias de evento são realizados painéis, apresentação do filme ‘Anjos do Sol’ e debates. Os participantes têm acesso a um painel sobre conceituação, histórico e pesquisas na área e um painel sobre legislação, doutrina e o atual entendimento dos tribunais e à exposição das ações de enfrentamento realizadas por instituições ligadas à rede de enfrentamento à exploração sexual infantojuvenil. A programação inclui ainda uma visita a postos da PRF a fim de demonstrar aos participantes, de forma prática, as ações preventivas. “A qualidade de qualquer projeto deve ser medida pela sua eficácia e abrangência, e nesse sentido nossa avaliação é de sucesso, pois levamos a policiais, conselheiros tutelares e profissionais de órgãos especializados no enfrentamento de oito estados, ferramentas necessárias para a execução de medidas de combate ao crime. Mas como anteriormente colocado, ainda temos muito pela frente e a continuidade do projeto é fundamental, para que cada vez mais passos sejam dados em direção à erradicação deste crime nas rodovias federais.

De acordo com dados do Disque Denúncia Nacional da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência (Disque 100), só neste ano, o Disque Denúncia da Secretaria Especial de Direitos Humanos vem recebendo uma média de 73 ligações por dia. Na Câmara, tramitam 21 propostas sobre o tema; 10 delas tornam hediondos os crimes de abuso e exploração sexual de menores. Para o presidente da FenaPRF essa luta não é só do poder público ou das entidades. “Ela deve ser de toda a sociedade, que tem o dever de denunciar essa violência contra nossas crianças. Tenho certeza que, ao viabilizar este programa, a FenaPRF inaugura um novo modelo de sindicalismo, como entidade sindical que não está somente preocupada com as questões corporativas, mas com os problemas que afligem a nossa sociedade. O projeto Brasil 100 Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é mais uma semente lançada e, para que dê certo, carece do apóio e da ajuda de cada entidade, de cada cidadão responsável que sonha com o país livre desse cancro. Para isso, tenho a plena convicção do engajamento e do apoio irrestrito e incondicional de cada Policial Rodoviário Federal deste país”, afirma.

PROGRAMA BRASIL 100 EXPLORAÇÃO SEXUAL

adolescentes nas rodovias federais. Durante seis meses, nove capitais receberam o Seminário de Sensibilização dos Policiais Rodoviários Federais. Aracaju, Salvador, João Pessoa, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória e Goiânia reuniram policiais rodoviários, representantes da rede de proteção dos direitos da criança e do adolescente, de organizações não-governamentais e da sociedade civil.

FENAPRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Desafios Na opinião de Gilson Da Silva, o Programa Brasil 100 Exploração é um projeto amplo, é a montagem de uma estrutura robusta e eficaz, usando-se de tecnologia de ponta na expectativa de erradicar a exploração sexual de crianças e adolescentes das

Pág. 45

RODAPÉ RESERVADO PARA: REFRIGERAÇÃO LAGIO


APRF PROGRAMA BRASIL 100 EXPLORAÇÃO SEXUAL

FENAPRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

rodovias federais. “A qualificação do policial é tão somente o primeiro passo nessa direção. Muitos outros terão que ser dados para se chegar a essa tão sonhada e almejada erradicação”, explica. Depois da experiência da primeira etapa, Da Silva diz que o maior e mais significativo questionamento abordado nos seminários é o “o que fazer?”. “Isto é, constatado o fato da exploração o que fazer com a criança e/ou adolescente. A pessoa responsável pelo crime é presa e encaminhada para a delegacia, mas a criança/adolescente, para onde vai, como vai, porque vai, são incógnitas para quase todos”. Segundo o presidente da FenaPRF, outra grande preocupação é, sem sombra de dúvidas, com os Conselhos Tutelares, já que a maioria deles não funcionam 24 horas por dia e nem finais de semana e feriados. “Este é um problema que terá que

ser solucionado pelas autoridades, dandolhes uma logística e infraestrutura adequadas para o funcionamento”, defende. Para a segunda etapa estão previstos seminários em outros dez estados brasileiros e a expectativa é consolidar o trabalho de aperfeiçoamento. “Estamos trabalhando em cima de um eixo principal que é a qualificação de nossos policiais para o atendimento às vítimas. Desenvolvemos um trabalho no sentido de sensibilizar os policiais para atuar não somente como agente do estado que atua na prevenção e coíbe os casos de exploração sexual, mas também como educadores junto às organizações sociais. Temos a certeza que essa mobilização da PRF em torno do combate a esse problema irá influenciar a sociedade a também buscar formas para coibir essas práticas ilícitas de uma vez por todas”.

Pág. 46

SHOPPING DAS

E UTILITÁRIOS

LV

CARRETAS

Carretas para Reboques Em Carros, Motos e Barcos Reformas em Geral

34 3211 6677 Av. Paulo Roberto Cunha Santos, 2065 Bairro Marta Helena - CEP 38402-266 Uberlândia / MG

34 3235 5671 Rua do Ouro, 467 - Taiamã - Uberlândia/MG


Posto

CERRADÃ Fone/Fax: (34) 3241-4245 Rodovia BR-050 - Km 41 - Blcoo C CEP: 38446-232 - Araguari/MG

CHURRASCARIA

MENEGON ATENDEMOS TURISMO 24 HORAS www.grupomerlo.com.br - menegon@grupomerlo.com.br

34 3241-4285 Rodovia BR-050 - Km 41 - Bairro Subúrbio CEP 38446-232 - Araguari/MG


APRF PRF ODINI DIAS CARRIJO

ETERNA SAUDADE

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Homenagear é definir a vida de alguém como uma história que envolve muitos. E são poucos os homens e mulheres que conseguem esse feito. Para que isso aconteça, durante sua vida seus esforços estiveram sempre voltados para as questões de amor ao próximo, respeito à dignidade humana e responsabilidade para com seus pares na sua vida profissional e familiar. Quase sempre são pessoas emoldurados em puras sementes, que a lembrança dos muitos amigos faz mostrar os preciosos frutos que tanto beneficiaram e ainda beneficiam, em seus ensinamentos, e com seu exemplo. E é por isso que os colegas do Policial Rodoviário Federal Odini Dias Carrijo, entenderam que este era o momento, e a Revista Federal o melhor meio, para homenagear os frutos que essa pura semente humana merece receber. Filho natural de Pontalina-Go, e nono filho de uma família de 12 irmãos, Odini Carrijo cerrou fileira na corporação PRF no ano de 1975, sendo um dos pioneiros da BR 153 (Belém-Brasília), no norte de Goiás (hoje Tocantins). Durante 15 anos trabalhou em Itumbiara, divisa de Goiás com Minas Gerais, onde todos se lembram de sua disciplina e respeito à farda, exercendo suas funções fosse debaixo de sol ou chuva. Depois desse período veio para Uberlândia-MG, onde se aposentou. Zeloso com a sua religiosidade, um pai e marido dedicado, Odini Carrijo tornou-se um policial exemplar. Fez do seu trabalho uma referência pautada no cumprimento da lei e da ordem, sendo considerado por todos os colegas um patrulheiro comprometido com o trabalho e amigo. Odini Carrijo ainda demonstrou que é possível, apesar de um trabalho de escalas, voar mais alto e com sabedoria, e foi assim que bacharelou-se em Direito em 1991. Apaixonado pelas artes dividia seu tempo livre entre a família e a música, com destaque pelas excelentes habilidades com os instrumentos musicais, em especial a viola, violão e o teclado. Da semente pura vem o exemplo e dos preciosos frutos a saudade repleta de histórias.

Pág. 48

VPC TREINAMENTOS FAÇA JÁ UM CURSO DE OPERADOR DE PATROL - AMBOS OS SEXOS NOVA S TURM AS

34 3255-3687 | 3216-4252 WWW.VPCTREINAMENTOS.COM.BR

S VAGA S ADA LIMIT


APRF ‘‘BÁLSAMO DOURADO’’

O AZEITE BRASILEIRO

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

A Rodovia Fernão Dias BR 381 um dos grandes marcos logísticos para a economia brasileira, e a BR 460 que é parte importante do circuito das águas, estradas que tem boa parte de seus km´s no estado de Minas Gerais, são um roteiro novo na vida de cada brasileiro gourmet e bon vivant – é questão de tempo para que essa rota seja conhecida como Rota da Qualidade de Vida e da Saúde.

Pág. 49


APRF ‘‘BÁLSAMO DOURADO’’

O AZEITE BRASILEIRO

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

A importância das estradas para o escoamento ordenado da produção sempre é fator importante e necessário para resultados satisfatórios para a economia. As rodovias quase sempre guardam histórias de sucesso para quem delas faz uso. E para garantir a tranqüilidade e segurança sempre tem um Policial Rodoviário Federal apoiando motoristas e vidas. Nesta matéria o assunto é a semente do azeite brasileiro em terras antes ignoradas para a produção de azeitonas. Chuvas iguais as que assolam diferentes regiões do Brasil não podem atingir a zona da Serra da Mantiqueira. Pois isso provavelmente comprometeria as vendas das primeiras garrafas de azeite brasileiro já no primeiro semestre de 2010. Esse final feliz começa a se desenhar na mineira cidade de Maria da Fé. Uma história de 40 anos – iniciada com o trabalho de pesquisadores em atrair a atenção de produtores na construção do

Pág. 50

interesse comercial para suprir esse mercado que só no Brasil consome anualmente 60 mil toneladas de azeitonas, e 35 mil de azeite de oliva, segundo a Associação Brasileira de Produtores, Importadores e Comerciantes de Azeite de Oliveira (Oliva). O Brasil hoje importa 100% do que consome de azeite e azeitona, e segundo a E PA M I G - E m p r e s a d e Pe s q u i s a Agropecuária de Minas Gerais, com a concretização do pólo em Maria da Fé, o país pode se tornar, em uma década, autosuficiente na produção de azeitonas e de azeite. Aqui também é possível cultivar as autênticas oliveiras. As condições climáticas a região de Maria da Fé contribui, e muito, para essa realidade. Segundo informações da EPAMIG, o pomar da Fazenda Experimental de Maria da Fé possui 400 árvores adultas (outras mil foram plantadas recentemente), com


APRF

E ainda tem a JB e a Maria da Fé, as duas vindas de cruzamentos feitos na própria fazenda. Todo esse esforço técnico para criar plantas que produzam já a partir do quarto ano, em vez do décimo ano de plantio. As informações são de que sejam produzidas cinco toneladas de azeite em 2010 – isso é uma previsão. Uma vitória é a de estar o azeite desta região no topo da escala de valorização no mercado, pelo baixo grau de acidez. O seu extra-virgem oscila entre 0,3% e 0,7% de teor. Considerando que mundialmente para ser um azeite extra-virgem, precisa ter uma acidez inferior a 1%. Por problemas de aclimatação a produção no Brasil em ritmo comercial não existia até hoje. Dos 2,8 milhões de toneladas anuais de azeite produzido no mundo, 1 milhão

saem da Espanha, 630 mil da Itália, 370 mil da Grécia, 190 mil da Turquia, 165 mil da Tunísia, 110 mil da Síria, 70 mil do Marrocos e 35 mil de Portugal – o maior fornecedor do Brasil. Merece destaque o trabalho dos profissionais pesquisadores da Fazenda Experimental do Núcleo de Tecnologia de Azeitonas e Azeite da EPAMIG - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, que tornaram realidade o que conseguiram com os estudos sobre o azeite brasileiro. A história de Maria da Fé com as oliveiras começa na década de 40, quando foram plantadas as primeiras mudas vindas da Itália na região. Somente 30 anos depois, no auge dos anos 70, é que o cultivo começou a ser estudado mais a fundo. Em 1996 mais uma conquista: os estudos foram sistematizados, dando mais credibilidade e empenho ao desenvolvimento das oliveiras.

‘‘BÁLSAMO DOURADO’’

produção de 1 tonelada de azeitonas/ano. Das 37 variedades, destacam-se a grapollo para azeite, e a ascolana para azeitonas de mesa.

O AZEITE BRASILEIRO

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 51

Santa Juliana Comércio e Beneficiamento de Batatas

Rua José Goulart, 51 - Centro Santa Juliana - MG - CEP: 38175-000

BATATAS SELECIONADAS

Fone: (34) 3354 1549/3354 1126


APRF ‘‘BÁLSAMO DOURADO’’

O AZEITE BRASILEIRO

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Maria da Fé tem o título de a cidade mais fria de Minas. Junto com esse diferencial tem a comida da roça, moda de viola e gente de bom coração. A origem da cidade está ligada a uma piedosa senhora chamada Maria Vilas Boas Machado, conhecida nas redondezas por Maria da Fé, que era proprietária da imensa Fazenda dos Campos. Ao redor da fazenda, foram surgindo casas de meeiros, negros forros e agregados. Assim, o núcleo formado pela fazenda e casas ficou conhecido por Campos de Maria da Fé. Pela lei nº 998, de 27 de junho de 1859, foi criado o Distrito de Campos de Maria da Fé, pertencente a cidade de Cristina. Somente em 30 de agosto de 1911, criou-se o município de Maria da Fé. A vantagem de Maria da Fé é que devido ao clima serrano, à hospitalidade do povo e à tranqüilidade, a cidade é gostosa de se visitar o ano inteiro. Para os amantes do inverno, melhor ainda nesta estação, quando as temperaturas caem bastante e estimulam um turismo diferente. Estudos amplamente divulgados mostram que o azeite de oliva, por sua composição, pode ajudar a prevenir e a tratar inúmeras doenças: Arteriosclerose, Trombose, Diabetes mellitus, Doença biliar, Pele (efeito protetor e tonificante), Cataratas e doenças oculares, Mineralização óssea – Hipertensão, Câncer (mama, próstata, trato digestivo), Aumenta a expectativa de vida (fortalece o sistema imunológico), Tem efeito positivo sobre a depressão, Confere proteção contra a deterioração da função cognitiva (perda de memória). O resultado do esforço da Epamig está na sua produção de até 30 mil mudas ao ano para atender à demanda de produtores, sobretudo da agricultura familiar, onde essa nova cultura já representa uma alternativa de renda no sul de Minas Gerais.

Pág. 52


AV. BELARMINO COTTA PACHECO, 400 - SANTA MÔNICA CEP: 38408-168 | UBERLÂNDIA-MG


Pesqu e e Pa gue

O MELHOR PEIXE ASSADO DA CIDADE

MÚSICA AO VIVO AOS DOMINGOS E FERIADOS FAZEMOS ENTREGAS EM DOMICÍLIO VIAGENS NACIONAIS E INTERNACIONAIS Tel (34) 3292 2600 Av. Floriano Peixoto, 182. Centro. Uberlândia MG www.meridianosturismo.com.br alexandre@meridianosturismo.com.br

34 3219 7815 www.pesquepaguesaraiva.com.br RUA MACHADO DE ASSIS, 1511 - B. SARAIVA - UBERLANDIA/MG

UBERBRASIL TURISMO LTDA Excursões e Fretamento

Jean Carlos

Locação de Máquinas e Caminhões

Luiza

(34) 3237-5024 (34) 8869-9096 (11) 6461-6983

(34) 3246-1115 (34) 9132-1552 (11) 7643-4764

Rua Profa. Maria Alves Castilho, 1317 Bairro Santa Mônica - Uberlândia/MG

Rua 08, nº 360 Bairro Ouro Verde - Araguari/MG

uberbrasilturismo@hotmail.com

CINQUENTÃO I

Solução em transporte rápido e eficiente

COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEIS LTDA

Para conhecer todas as praças de atendimento, acesse:

www.araguariencomendas.com.br

(34) 3316-5025 Rodovia BR 050 - km 118 - Zona Rural CEP: 38001-970 - Uberaba/MG

CTF

Goiás Goiânia - (62) 3233-7462 Catalão - (62) 3441-2265 Itumbiara - (64) 3432-3005

Minas Gerais Araguari - (34) 3241-6039 Uberlândia - (34) 3215-3132

Irmãos Kehdi Fone: 34 3233 1313 Fax: 34 3233 1330

A genérica do Nelore Funcional ipouro@terra.com.br - 34 3314 9494

Av. Brasil, 1670 - Aparecida Uberlândia/MG - CEP: 38400-716 www.irmaoskehdi.com.br


34 3257 2500 Conheça o Brasil com estilo

34 8868 0305 - universott@hotmail.com

TO

AU

PO

Rua Afonso Egydio de Souza, 20 Distrito Industrial - Uberlândia/MG www.rizzatransportes.com.br

ST

O

(34) 2109-4747

EVEREST 34 3226 6278 Av. João Naves de Ávila, 3510 - Jd. Finotti Uberlândia/MG - CEP 38400-168

Av. Minas Gerais, 1615 - Centro Araguari/MG - CEP 38440-042 www.emborcacao.com.br - ara.comercial@emborcacao.com.br

34 3212-6262 www.duratek.com.br Av. João Mendes, 450 - Bairro Pampulha 38408-660 - Uberlândia/MG

34 3230 6900 www.clubedocowbow.com.br Rua José Paes Almeida, 955 - J. Finotti Uberlândia/MG - 38408-140

MONTEPETRO DISTRIBUIDORA

DE PETRÓLEO MONTEPETRO

ÓLEO - DIESEL - QUEROSENE - LUBRIFICANTES ÓLEO COMBUSTÍVEL 1A (BPF)

E-mail/MSN: montepetro@montepetro.com.br Rua José Soares, 1321 - Bairro N. Sra. de Fátima Telefax: (34) 3842-3654 Monte Carmelo/MG

lojas em

3 Uberlândia 2

lojas em Araguari

www.moveral.com.br


APRF

DESENVOLVIMENTO HUMANO

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Waltair Vaconcelos Sobrinho Inspetor Superintendente da PRF de Minas Gerais

SUPERINTENDENTE DA PRF/MG VISITA REGIONAL DE UBERLÂNDIA Representantes da D-4/17, delegacia regional de Uberlândia se reuniram com o I n s p e t o r S u p e r i n t e n d e n t e Wa l t a i r Vasconcelos Sobrinho, no mês de maio. A oportunidade promoveu um intercâmbio de idéias e troca de informações relevantes ao exercício de suas atividades, que por certo virá contribuir para o aumento da eficiência e eficácia das ações dos PRF´s. O Superintendente Inspetor PRF Waltair Vasconcelos Sobrinho, informou aos colegas de pista que a corporação já possui novos materiais de trabalho e novas viaturas. Disse ainda que novos cursos serão ofertados para aprimorar ainda mais a qualificação dos membros da corporação.

objetivo claro entre todos para o bom desempenho organizacional da PRF. Sempre observando a importância das competências técnicas e comportamentais como um diferencial na forma de exercer seu papel no trabalho. O Inspetor Waltair salientou que sua administração visa com esses encontros diminuir a distância da capital, onde fica a sede de sua superintendência, entre os PRF´s no interior do estado de Minas Gerais. Uma atitude que com certeza gerará feedback propositivo para chegar a excelência na gestão e integração dos PRF´s.

Essas visitas periódicas têm a intenção de colaborar para que o desenvolvimento de uma comunicação interpessoal seja um Pág. 56

Mecânica Agrícola Industrial

Japa

Ltda.

Mecânica, Usinagem, Solda em Geral e Jato de Areia Adaptação de Máquinas Agrícolas

Tel: (34) 3227-4647 Cel: (34) 9977-1012 End. com.: Rodovia BR 365, Km 612, Uberlândia MG Zona Rural End. postal: Av. Belarmino Cotta Pacheco, 87 Caixa Postal: 4227, CEP: 38408-971 Uberlândia - MG mecanicajapa@hotmail.com


(62) 3545-0013 Rua Marquês de Itú esq. com Av. Luiz XV, Qd. 4, Lt. 1-E Recanto dos Emboabas -CEP: 74910-310 - Ap. de Goiania/GO www.fielvigilancia.com.br


APRF

GALERIA DE HONRA

PRF ERNANE RIBEIRO PITANGUI

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Construir a história não é uma tarefa que possa ser feita somente com a vontade. É preciso que haja a força e o material principal: a coragem de fazer a diferença. Uma corporação que inclui mulheres e homens abnegados e voltados para a vida forja indivíduos cientes de sua importante realidade, ou seja, a de garantir a vida do seu semelhante.

Patrulhar e Prevenir. Armas importantes para garantir a paz social. Desses heróis anônimos em sua maioria surgem lideres que assumem colocar-se a frente para proteger seus comandados. Dando forma e vez a classe da qual faz parte e agora, é seu representante. O Inspetor Ernane Ribeiro Pitangui, PRF desde 1970, é um bom exemplo dessa estatura de ser humano a quem todos admiram. Sua primeira designação como Policial Rodoviário Federal foi para a cidade de Teófilo Otoni/MG. Nessa época a PRF era parte integrante da estrutura do antigo DNER. Dessa experiência teve a oportunidade de conviver e aprender com o seu então chefe imediato o Inspetor Samuel Luis Costa Filho. E teve como um dos principais colegas de ronda, o Policial Cícero Gomes Leal, o qual, segundo destaca o Inspetor Pitangui, muito lhe ensinou madrugada a fora. Sua trajetória profissional o levou para o estado de Goiás, onde em Brasília, trabalhou para o “GIPOT”, fazendo pesquisas e estatísticas nas rodovias de Goiás e do Distrito Federal. No mesmo período prestou serviços à Universidade de Brasília, trabalhando com equipes do Projeto Rondon. De volta a Belo Horizonte no ano de 1979, atuou no setor de notificações, onde

Pág. 58

34 3215 8011 | 85*14969 Av. Cesário Alvim, 420 - Sala 02 | Centro | Uberlândia/MG | 38400-096


APRF

Com a larga experiência adquirida e com conhecimento suficiente para expandir

suas conquistas profissionais, seu sentimento de dever cumprido o levou a aposentar-se no ano de 1997. Mas a aposentadoria foi somente um rito de passagem, pois este homem admirado por seus companheiros de farda foi eleito Presidente da ANPRF - Associação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais, no mês de janeiro de 2010, e com maioria absoluta dos votos válidos. O Inspetor Pitangui disse ao saber do resultado que trabalhará para exercer a função com zelo e dedicação em prol dos associados. Exercitando com suas ações processos que possam contribuir para que o grupo que forma a família PRF seja de pessoas felizes, conscientes de que são responsáveis por seu semelhante nas estradas.

GALERIA DE HONRA

ajudou a implantar o sistema de multas em todo o estado de Minas Gerais, através do “SERPRO”, e ainda, ajudou o DETRAN/MG quanto à implantação de sistema de aplicabilidade de multas. Na sequência trabalhou na antiga BR 262, hoje Br 381, Br 040, Br 356 e, inclusive, no anel rodoviário de Belo Horizonte, ainda atuando na participação das negociações da implantação da GOE. Foi diretor de relações públicas na Associação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais – ANPRF, no ano de 1985 e, foi um dos fundadores da APRF – Associação dos Policiais Rodoviários Federais, juntamente com os PRF´s José Roque da Silva, José Eustáquio Damasceno e muitos outros.

PRF ERNANE RIBEIRO PITANGUI

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

Pág. 59


APRF

OLIMPÍADA NACIONAL

DOS POLICIAIS RODOVIÁRIOS FEDERAIS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

O esporte sempre foi visto, e é utilizado, como ferramenta para o congraçamento de pessoas. Da prática desportiva às festividades que envolvem o evento de uma Olimpíada, tudo é alegria e fortalece o vinculo de equipe e familiar entre amigos. A Olimpíada Nacional é uma realidade, e está sendo organizada pela Associação dos Policiais Rodoviários Federais – APRF. José Roque Filho, Presidente da APRF, grande articulador deste evento, observa que neste ano de 2010 devido aos IV Jogos de Integração PRF Centro-Sul-Sudeste que se realizará em outubro cuja a data coincidiria com a da Olimpíada Nacional, optou-se por alterar a data para que mais PRFs possam participar.

Um detalhe que tem atenção especial da Comissão Organizadora APRF/Olimpíada Nacional é sobre a Premiação, já definida, que na sua próxima edição contemplará os atletas vencedores – por modalidade – com troféu e medalha. E ainda prêmio em dinheiro sendo: Equipe campeã: R$30.000,00 Equipe Vice-Campeã: R$20.000,00 Equipe terceira colocada: R$10.000,00 A APRF tem trabalhado com firme propósito de realizar um grande evento. E assim seus esforços caminham para garantir transporte aéreo, para todos os atletas até Brasília; bem como, translados, hospedagens, alimentação e o kit atleta, sem nenhum custo aos participantes.

UM POUCO DE HISTÓRIA Origem dos Jogos Olímpicos Foram os gregos que criaram os Jogos Olímpicos. Por volta de 2500 AC, os gregos faziam homenagens aos deuses, principalmente Zeus. Atletas das cidadesestados gregas se reunião na cidade de Pág. 60


Olímpia para disputarem diversas competições esportivas: atletismo, luta, boxe, corrida de cavalo e pentatlo ( luta, corrida, salto em distância, arremesso de dardo e de disco). Os vencedores eram recebidos como heróis em suas cidades e ganhavam uma coroa de louros. Além da religiosidade, os gregos buscavam através dos jogos olímpicos a paz e a harmonia entre as cidades que compunham a civilização grega. Mostra também a importância que os gregos davam aos esportes e a manutenção de um corpo saudável. No ano de 392 AC, os Jogos Olímpicos e quaisquer manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após converter-se para o cristianismo. Jogos Olímpicos da Era Moderna No ano 1896, os Jogos Olímpicos são retomados em Atenas, por iniciativa do francês Pierre de Fredy, conhecido com o Barão de Coubertin. Nesta primeira Olimpíada da Era Moderna, participam 285 atletas de 13 países, disputando provas de atletismo, esgrima, luta livre, ginástica, halterofilismo, ciclismo, natação e tênis. Os vencedores das provas foram premiados com medalhas de ouro e um ramo de oliveira Para mais informações entre em contato: (34) 3215-8004 faleconosco@aprf.org.br


APRF SUPPORTE LOGÍSTICA

INTEGRAÇÃO E NEGÓCIOS

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

PARCEIRO FORTE O dia 08 de março de 2010 é um marco para a Supporte Logística Integrada, empresa com seus 10 anos de sucesso e crescimento sustentado que retrata fielmente o espírito empreendedor do empresariado Uberlandense. A data marca a assinatura de inicio das operações do Entreposto da Zona Franca de Manaus em Uberlândia. Empresa de vanguarda atuando como Operador Logístico de grande porte e referência nacional pela amplitude no seu portfólio de serviços logísticos. Atuando em toda cadeia desde transportes de cargas, movimentações e armazenagem de produtos, serviços especiais, projetos logísticos específicos e, principalmente, como canal de distribuição e abastecimento para indústrias até aos atacados, redes e o varejo. A Supporte Logística Integrada foi fundada em 1999, focada em excelência na prestação de Serviços logísticos, desenvolvendo soluções inteligentes de forma sistemática e adequada às necessidades de cada cliente. Com grandes clientes entre indústrias nacionais e multinacionais de bens de consumo, atuando como um facilitador e fomentador que contribui para a constante alavancagem de seus negócios. Alguns dos serviços prestados pela Supporte Logística: Logística de Vendas – Broker, Consultoria para Projetos Logísticos, Logística de Transporte, Logística de Serviços Especiais, Logística de Armazenagem e o Entreposto da Zona Franca de Manaus.

Na esquerda: Rosalina Cardoso Vilela - Presidente da ACIUB, Governador de Minas Aécio Neves e Luiz Roberto Carrara Lelis – Diretor Presidente da Supporte Logística Integrada. Na direita descerrando a fita: O Secretário da Fazenda do Estado do Amazonas – Dr. Isper Ibraim, Vice Governador de Minas – Antonio Anastásia e Prefeito de Uberlândia – Odelmo Leão.

O que é o Entreposto da Zona Franca de Manaus:

Pág. 62

O Entreposto é um armazém, homologado em processo de licitação pelo Estado do Amazonas, para o recebimento e estocagem de produtos industrializados da Zona Franca de Manaus, com suspensão de impostos.

Fone/Fax: (34) 3237-1138 www.refrigeracaozagros.com

Rua Cel. Antônio Alves Pereira, 3200 - Bairro Lagorinha - Uberlândia/MG - CEP: 38408-478


APRF

A BR-050 é uma Rodovia Federal que por sua posição logística pode ser considerada uma estrada de integração nacional. Um destaque sobre isso é a cidade de Uberlândia onde está o maior pólo atacadista distribuidor da América Latina. Ela liga Brasília (DF), e boa parte do estado de Goiás ao Porto na cidade de Santos, ligando grandes cidades paulistas ao centro-oeste, norte e nordeste do Brasil. Por ligar a capital federal e a maior metrópole brasileira, São Paulo, é uma das rodovias mais movimentadas do país. A Policia Rodoviária Federal e a Policia Rodoviária Estadual tem importantes desafios no desenvolvimento de suas funções nesta rodovia. Algumas partes da rodovia encontram-se sob jurisdição dos governos estaduais, onde operam concessionárias privadas, nestes trechos a BR apresenta pista dupla e pedágios. Reivindicação antiga, e por ser necessária à economia do Sudeste e Centro-Oeste

brasileiro, a BR 050 vem ganhando nos últimos anos a atenção que merece. Recentemente o Governo Federal deu inicio aos trabalhos de duplicação da rodovia no trecho que liga Uberlândia (MG) até a divisa com o estado de Goiás. A obra é integrante do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e custará cerca de R$ 273 milhões. Sendo que a primeira parte possui 35,4 quilômetros e vai da ponte da divisa de estados até o acesso à Caldas Novas, em Araguari. A segunda parte tem 11,6 quilômetros e é formado pelo trecho do acesso à Caldas Novas até a Arpasa, no km 47 da rodovia. E a última etapa liga Arpasa até o viaduto Régis Bittencourt em Uberlândia, um trecho com 21,9 quilômetros de extensão.

POR

MARINE GUIMARÃES

DUPLICAÇÃO DA BR-050

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

O trecho total que será duplicado é de quase 69 quilômetros e é considerado um dos mais perigosos da região.

Pág. 63


APRF

Pág. 64

POR

PROJETO FICHA LIMPA

MARINE GUIMARÃES

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

A lei atual da inelegibilidade, lei complementar 64, de 18 de maio de 1990, é uma regulamentação da Constituição Federal de 1988, que prevê a proteção da probidade administrativa e moralidade para exercício de mandato considerando a vida pregressa de qualquer cidadão que pleiteia ocupar um cargo público por meio do voto.

cargo eletivo em meio à denúncia de corrupção pode concorrer normalmente na próxima eleição, uma vez que seu processo ainda não tenha esgotado todos os recursos. Atualmente, a lei de inelegibilidade não cita casos em que políticos foram punidos por conta de infrações na vida profissional.

O prazo para inelegibilidade varia de acordo com a infração e de acordo com quem a cometeu. Por exemplo, deputados e senadores ficam inelegíveis oito anos após o fim do mandato para o qual foram eleitos. Governadores e prefeitos, três anos depois. O processo acontece da seguinte forma: Condenados pela Justiça Eleitoral e pela Justiça Comum somente ficarão inelegíveis quando não houver mais chances de recurso.

A aprovação final do Projeto na Câmara dos Deputados que aconteceu no dia 13 de maio, seguiu para o Senado para que seja também votado, posteriormente, caso seja aprovado, é encaminhado ao Presidente da República. Tendo em vista a proximidade com as eleições de outubro deste ano, possivelmente a validade deste Projeto de lei será válida para as próximas eleições em 2012.

Hoje, são inelegíveis os condenados por abuso do poder econômico ou político no processo eleitoral e outros crimes eleitorais; contra a economia popular, a administração e o patrimônio público; contra o mercado financeiro; e tráfico de entorpecentes. O político que renuncia ao

Agora é torcer para que seja aprovado e que a constitucionalidade seja comprovada, a partir daí poderemos acreditar que a democracia e a justiça do nosso país estão desenvolvendo e se igualando em ética aos países do primeiro mundo.


Empresa pioneira na área de instalação de película controle solar atendendo praticamente todas as empresas na área de transporte de Uberlândia e várias regiões do Brasil.

tivo tomo u A Som

Ades ivos

Pátio

Rast read ores

Insul film

o dinh Ricar

A mais de 7 anos no mercado prestando serviço com profissionalismo e qualidade.

Rua Londres, 1.608 - Tibery 34 3222 1676 / 9217 6381 / 7812 6099 (97*44774) www.megafilmeudia.com.br


APRF

JURÍDICO APRF

Associação dos Policiais Rodoviários Federais

SERVIDORES TÊM DIREITO A DEVOLUÇÃO DO DESCONTO DO INSS SOBRE O TERÇO DE FÉRIAS No demonstrativo mensal de pagamento do servidor é fácil identificar o desconto de 11% relativo ao Plano de Seguridade Social da União, o popular PSS. Referido desconto é legal e se presta para o custeio da previdência paga aos servidores federais inativos. Na tentativa de angariar valores cada vez mais expressivos de seus contribuintes, a União comete algumas irregularidades que podem ser sanadas na via judicial. E é este o caso do desconto de 11%, a título de PSS, sobre o terço de férias, recebido anualmente pelo servidor. Os valores pagos a título de 1/3 de férias efetivamente usufruídas têm natureza indenizatória e não são pagos aos servidores inativos. A lei determina que somente as parcelas incorporáveis ao salário para fins de aposentadoria sofram a incidência da contribuição previdenciária, o que demonstra a ilegalidade no desconto do PSS sobre o terço de férias. As ações judiciais propostas na intenção de reaver estes valores irregularmente descontados têm uma ótima aceitação em nossos tribunais, principalmente após o julgamento da questão pelo Supremo Tribunal Federal, que decidiu a favor dos servidores, declarando a ilegalidade no desconto A interposição da ação judicial abrange todos os servidores ativos e inativos, que podem buscar o ressarcimento dos valores descontados a título de contribuição previdenciária sobre 1/3 de férias, cobrados nos últimos cinco anos, além da proibição na continuidade destes descontos no futuro. Segundo o Presidente da APRF, José Roque Filho, “A garantia dos direitos do servidor depende dele próprio, que pode buscar apoio junto a nossa entidade, para que interceda em seu favor, acionando seu corpo jurídico para que tome as medidas cabíveis para resguardar seus direitos e a inviolabilidade de seus vencimentos” disse ele. Carlos Henrique Santos de Carvalho, advogado, inscrito na OAB/MG nº 107.891, sócio do escritório Carvalho, Prudente e Brasão Advogados.

Pág. 66


Leva e traz, com amor e paz

Rua Jo達o de Oliveira, 1422 - Nova Ouro Preto Ouro Preto do Oeste - RO Tel: (69) 3461-2825


Revista Federal Mar/Abr/Mai  

Revista Federal

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you