Issuu on Google+

PONTAPÉ DE SAÍDA MOVIMENTO DA ESCOLA MODERNA-REGIONAL DE SETÚBAL janeiro de 2012

Sábado Pedagógico Inter-regional Setúbal - Seixal/Almada 21 de janeiro das 10h às 13h na escola básica Luísa Todi (Rua Adriano Correia de Oliveira, 2910 - Setúbal) PLENÁRIO “Aprendizagem e desenvolvimento da linguagem oral e escrita”

Pretende-se refletir sobre a importância do papel do professor como mediador e dinamizador de estratégias comunicativas orais e escritas na sala de aula. Este trabalho pedagógico requer práticas incessantes de interação dialógica concretizadas em projetos desencadeados, sustentados e avaliados em cooperação educativa. Ivone Niza (Regional de Lisboa)

RELATO DE PRÁTICAS “Arte, as Expressões no Pré-escolar, o modelo do MEM”

Pretende-se apresentar um trabalho realizado no contexto de uma Oficina de Formação no âmbito das “Artes no Jardim de Infância” para crianças em idade pré-escolar, no quadro da elaboração de uma brochura com o mesmo título editada pela Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC). Tendo sido definido como “obrigatória” a apresentação de um “produto” final, resultado da intervenção junto de um grupo de crianças e deslocando-se a formanda apenas uma vez por semana à sala, o desafio principal do trabalho centrou-se na necessidade de negociar e construir com as crianças e a equipa, um percurso pedagógico, que contemplasse por um lado a(s) proposta(s) contida(s) na brochura e por outro, permitisse uma postura de projecto e o envolvimento directo das crianças, enquanto “observadores, utilizadores e criadores” de Arte, sem contudo invadir ou desvirtuar o seu quotidiano e as dinâmicas de trabalho instituídas. “O coelho Alberto”: um percurso entrecortado… e a quatro mãos” tenta dar visibilidade à participação de todos os adultos implicados, bem como à perspectiva da intervenção realizada: apesar de se focalizar na apreciação de uma obra musical – Sinfonia Clássica de Prokofiev - e outras estratégias no domínio da Arte, (execução e criação) a ideia foi, “fazer prevalecer a pedagogia” (Arquimedes Santos) no contexto de modelo do MEM no Pré–Escolar e sua articulação no âmbito das Artes. Manuela Matos e Teresa de Matos (Pré-escolar - Regional de Seixal/Almada)

Os Sábados Pedagógicos do MEM são abertos a todos os profissionais de educação (sócios e não sócios). Contamos com a tua presença, participa e divulga!


MOVIMENTO DA ESCOLA MODERNA-REGIONAL DE SETÚBAL janeiro de 2012

RELATO DE PRÁTICAS

“O Tempo de Estudo Autónomo e a Diferenciação Pedagógica” O objetivo desta comunicação é apresentar o trabalho que desenvolvi com os alunos do 1.º ano de escolaridade, apoiado pelo percurso de formação realizado no âmbito do Projeto de Aprofundamento do Movimento da Escola Moderna. Por entender que o Trabalho de Estudo Autónomo (TEA) é um dos aspetos do modelo do MEM que melhor evidencia a diferenciação pedagógica e o aluno como ator do seu processo de aprendizagem, e porque algumas questões se me levantaram antes e durante a realização do projeto, decidi que era neste campo que ia incidir a minha actividade. As questões levantadas foram: 1–Como fazer compreender aos alunos que este tempo deve ser utilizado para trabalho e estudo e que há áreas do trabalho onde devemos investir mais? 2–Como criar parcerias de apoio dentro da sala de aula, para que os alunos possam trabalhar o mais autonomamente possível e não interromper o professor no acompanhamento a outros? 3–Quais as atividades que devem ser priorizadas neste tempo? Devem estar incluídas a pintura, a modelagem, as construções e outras atividades plásticas? Se não, onde as incluir, uma vez que fazem parte do currículo? 4–Como deve ser feita a avaliação deste tempo de trabalho e de que forma esta faz avançar os alunos? Pretendo, com esta comunicação, mostrar como cheguei a algumas respostas, ilustrando o percurso realizado. Carmen Assunção (1.º CEB - Regional de Setúbal)

“Gestão Cooperada do Currículo” Relato de uma “praxis” educativa em Ciências da Natureza do 2º Ciclo, inspirada no modelo pedagógico do MEM, procurando que os alunos e alunas sejam protagonistas do acto criador do seu conhecimento, aproximando-me de uma “pedagogia de autor” em contraponto com a tradicional “pedagogia da repetição”. A Metodologia de Projeto e as dinâmicas e percursos de investigação e comunicação desenvolvidos por livre escolha dos alunos e alunas, tendo como referência o programa de Ciências da Natureza, organizando-se em diferentes fases de desenvolvimento, serão ponto de partida para a reflexão e problematização. Joaquim Sarmento (Disciplinas - Regional de Seixal/Almada)

Os Sábados Pedagógicos do MEM são abertos a todos os profissionais de educação (sócios e não sócios). Contamos com a tua presença, participa e divulga!


MOVIMENTO DA ESCOLA MODERNA-REGIONAL DE SETÚBAL janeiro de 2012

SÁBADO PEDAGÓGICO DE 10 DE DEZEMBRO Foi com muito agrado que em dezembro recebemos a Helena Fonseca, na sede do nosso núcleo, para dinamizar o plenário de sábado, intitulado “Programas de Português: Orientações e Percursos Possíveis”. Quanto aos relatos de práticas, foi igualmente prazeroso termos entre nós os colegas da regional do Porto, Estela Rodrigues e Noémia Peres do Pré-escolar e Joaquim Liberal, do Primeiro ciclo, que nos proporcionaram uma comunicação conjunta: “Entrar no mundo da escrita”. Relativamente ao plenário, a Helena começou por salientar, à luz do normativo atualmente em vigor para a área da Língua Portuguesa, alguns aspetos que o fundamentam, designadamente que “(...) o ensino e a aprendizagem do Português determinam irrevogavelmente a formação das crianças e dos jovens, condicionando a sua relação com o mundo e com os outros.” Referiu também, a importância que na prática pedagógica se deve dar à oralidade, à exploração positiva do “erro” e à avaliação. E fê-lo, ilustrando com exemplos dessa mesma prática, no âmbito do PNEP – Plano Nacional de Ensino do Português, em que a Helena participou como formadora, e dos quais se destacam os relatos sistemáticos elaborados pelos alunos do que de mais significativo se faz na aula, e o trabalho realizado, também com os alunos, à volta da produção de histórias, com espaço para a planificação e análise das mesmas, nas suas diversas componentes, tais como: as personagens; os problemas que elas enfrentam; os contextos em que decorre a ação; os diferentes episódios que se sucedem; e a solução, ou chave do problema, que é a conclusão da história... Análise e planificação constantes dos discursos, ou dos diferentes textos, que se constituem como verdadeiros organizadores de escrita. Na comunicação conjunta dos relatos de práticas, também profusa de exemplos concretos de uma ação pedagógica enquadrada no modelo do MEM, o Joaquim contextualizou o desenvolvimento da escrita dos alunos nos diferentes momentos da agenda semanal, muito particularmente no trabalho de revisão e aperfeiçoamento de textos. A Noémia identificou os momentos de comunicação de trabalhos como um tempo de partilha e evolução das crianças, e a Estela focalizou as questões relacionadas com o conceito sobre o impresso a que as crianças têm acesso no seu quotidiano e o conceito de escrita, assim como as questões de morfologia derivacional com que se tem defrontado no trabalho em jardim de infância. Tratou-se de um momento privilegiado de enriquecimento da reflexão que vimos fazendo em relação aos diversos aspetos que envolvem o processo interativo, dialógico, de aprendizagem da escrita, que começa bem cedo, ainda no Pré-escolar, e se deveria prolongar desejavelmente por todo o tempo de formação de cada um – que é o tempo de uma vida. Mário Azevedo Próximos Sábados Pedagógicos

22 de outubro* 19 de novembro* 10 de dezembro* 21 de janeiro 25 de fevereiro 17 de março 21 de abril 19 de maio

Contactos: Local - Sede do Núcleo Regional do M.E.M. de Setúbal Praceta Hernani Cidade, lote 1 Camarinha Pré-escolar 918639386 (Patrícia Silva ) 937266227 (Cristina Aragão)

1º Ciclo 918179371 (Carmen Assunção) 962612884 (Isa Gomes)

E-mail setúbal.movimentoescolamoderna@gmail.com

Disciplinas 926759490 (Ana Nogueira)


mem