Page 6

6

PONTO DE VISTA

REFLEXÃO CLEBER SANCHES

UM ANO QUE PROMETE

Este mês gostaria de tocar em alguns assuntos que vão influenciar a vida de todos nós brasileiros. Assuntos que todos nós conhecemos, mas muitas vezes não estamos atentos às conseqüências que afetam diretamente nossas vidas, nossos empregos, nossa economia, nosso dia a dia. Todos sabemos que no ano de 2014 temos dois eventos marcantes em nosso país, seguidos um do outro que são: Copa do Mundo e Eleições. Ambos de grande impacto social e econômico para nós brasileiros. O primeiro, como todos nós sabemos, gerou muitos empregos na área de construção civil, estará gerando muitos empregos no ramo de hotelaria, turismo e afins. Está e

JORNAL DAS TULIPAS

ainda irá demandar muitos investimentos por parte do Governo Federal para a construção dos estádios e obras de melhoria de infra estrutura tais como aeroportos, dos Governos Estaduais, na área de infra estrutura no entorno dos estádios com vias de acesso, segurança pública e transporte público de melhor qualidade, da Iniciativa Privada com a ampliação de vagas em hotéis, investimento e treinamento de funcionários com línguas estrangeiras e etc. Estas são coisas boas que vão ficar nas cidades sedes da copa, em nossa região, por exemplo, teremos algumas seleções hospedadas e isso gera renda extra e acaba beneficiando, de alguma forma, a população destas cidades. Mas devemos nos preocupar e ficarmos de olho, para que estas obras não beneficiem a população só no período da Copa, devemos cobrar os governantes no sentido de investimentos constantes e não somente no período de grandes eventos. Não sou contra a Copa do Mundo ser realizada em nosso país, muito pelo contrário, acho que deve ser motivo de orgulho para nós brasileiros que mostramos ao mundo todo que somos capazes de grandes feitos e não ficamos atrás de nenhum outro país, mas sou a favor da idéia de que se houve

dinheiro suficiente para este evento, há dinheiro suficiente para investir em saúde, educação, transporte público, segurança pública e moradia e estes investimentos são constantes e necessários para todos os brasileiros. O segundo ponto, as Eleições para: presidente, governadores, deputados e senadores gera uma preocupação ainda maior, não por causa de investimentos, pois esse evento em si só, não onera nossos impostos, mas sim na falta de consciência da população, de forma geral, na hora de votar, gerada pela euforia do evento anterior.

Se ele for eleito o que vai mudar na minha cidade, bairro, emprego, na minha vida? A grande maioria de nós brasileiros, perdemos a confiança, e porque não, dizer a esperança, nos políticos e na política de forma geral. Isso porque eles nos dão a certeza que não governam para o povo como deveria ser, porque não são representantes do povo e sim de seus partidos políticos e de seus interesses pessoais. Porque em

Maio de 2014 vez de ocuparem as manchetes dos jornais com noticias que exaltam as melhorias e as qualidades deste país tão rico, ocupam as manchetes dos jornais com corrupção e índices de desenvolvimento cada vez piores. Esquecem que a força de uma nação é medida pela importância que ela dá ao seu próprio povo e não por disputas pessoais de poder para uma minoria. Quando pessoas são valorizadas com saúde, educação e moradia digna, passam a honrar seu país acima de qualquer outra nação. Então meu amigo, vibre com a Copa do Mundo, cobre os mesmos investimentos em educação e saúde. Vote com consciência e responsabilidade. Se o que temos hoje não está bom ou não satisfaz as expectativas, mude, você tem o poder de fazer isso. Antes de votar veja quais são as propostas, veja se seus candidatos tem uma vida moral digna de sua confiança, veja se ele conhece as necessidades de sua comunidade. Pergunte a si mesmo: “Se ele for eleito o que vai mudar na minha cidade, no meu bairro, no meu emprego, na minha vida?”. Cobre seus candidatos das promessas que fez a você, é um direito seu. Pense nisso e até a próxima.

Jornal da Tulipas  

Orgão de divulgação do Bairro Jardim Tulipas e Região - Jundiai - SP

Advertisement