Page 1


STMICROELECTRONICS BRASIL SÂO PAULO Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 15º andar - Pinheiros 05426-100 São Paulo - SP Tel.: + 55 11 3896-8000 Fax: + 55 11 3812-4646 MANAUS Av. Djalma Batista, 1.661 Millenium Center Torre Business 11º andar - sala 1.109 69050-010 Manaus - AM Tel.: + 55 92 3657-0017 Fax: + 55 92 3657-0157 JOINVILLE R. Alexandre Dohler, 129 - sala 801 89201-260 Joinville - SC Tel.: + 55 47 3028-8884

Para mais informações ou sugestões, escreva para: stbrasilmagazine@st.com

www.st.com ST BRASIL MAGAZINE é um informativo sobre as principais notícias da nossa companhia no Brasil. Para entrar em contato ou participar deste informativo, envie e-mail para: stbrasilmagazine@st.com Conselho Editorial: Alfredo Luthold, Cicero Pompeu, Huéliquis Fernandes, José Ricardo de Freitas e Ricardo Tortorella. Realização: DFreire Comunicação e Negócios Jornalista responsável: Debora Freire (Mtb nº 23.574) Textos: Marisa Mazza, Vanessa Morais e Bruno Souza Arte e produção: Aproxima Comunicação Marcos Mauro, Thalita Silveira e Heloísa Sobral

2

EDITORIAL

Avanço tecnológico com política séria Um dos pontos vulneráveis da indústria eletroeletrônica é a área de semicondutores que tem sido motivo de constante atenção e objeto de inúmeros estudos, desde a época da adoção do padrão de TV digital no Brasil. O conteúdo de semicondutores está em franca expansão no mundo todo e a única certeza que temos é que esta tendência não irá mudar, independentemente dos ciclos e crises econômicas que possamos ainda enfrentar. Existem hoje vários mecanismos de ajuda para que a indústria permaneça ativa e não seja sucateada, porém isto não significa que nossa indústria seja competitiva. Um bom exemplo é o faturamento da indústria do setor que, em 2010, foi de U$ 70 bilhões, enquanto o volume exportado foi somente de U$ 7,6 milhões. Um valor irrisório que mostra a falta de competitividade até mesmo entre os países da ­A mérica do Sul. Em vários setores, e o eletroeletrônico não é uma exceção, se fala de incentivos para viabilizar determinadas atividades. Isto precisa ser mudado. O nível de imposto em geral é extremamente elevado e os incentivos são concedidos conforme necessidades específicas. Um imposto mais justo para todos e mais simplificado seria um grande avanço. Outro fator importantíssimo é que o foco tem sido a manufatura no País e não o desenvolvimento de bens finais. A indústria de componentes, e especificamente de semicondutores, é muito dinâmica e fortemente

ligada ao desenvolvimento de bens finais. Havendo somente manufatura no País não existe atrativo para esta indústria. Veja como exemplo que o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores (Padis) está em vigor há vários anos com muito pouco sucesso. Isto sem falar nos outros gargalos de infraestrutura, complexidade da alfândega, câmbio, etc. Se a política continuar a ser de elaborar incentivos, algo tem que ser feito para atrair a inovação ao País. Um grande passo já foi dado com os vários institutos e através da FINEP, porém ainda falta um link importante que é a produção e mercado. Caso nada seja feito para melhorar os pontos mencionados acima, que qualquer empresário que visite o Brasil possa apontar em uma semana de estadia, estaremos tendo a mesma discussão de hoje no final desta década. Como conclusão, há muito trabalho a ser feito para que a condição do País seja favorável a esta indústria, e a meu ver, se nada for feito, a exposição que teremos em 2014 gerará, para visitantes e empresários, uma imagem do País muito difícil de mudar. A Copa do Mundo de Futebol será uma vitrine e pode ser uma grande oportunidade, se nos prepararmos. Ricardo Tortorella Diretor de Vendas e Marketing da América do Sul


CLIENTE

LATINA ELETRODOMÉSTICOS produção dobrada até 2015 Líder na venda de purificadores refrigerados de água, a Latina Eletrodomésticos S/A é uma empresa 100% nacional, preocupada em apresentar ao mercado produtos diferenciados, aprovados pelos consumidores e organismos governamentais com alta qualidade, tecnologia própria inovadora e design moderno.

Estratégia é investir em novos produtos e na ­construção de uma fábrica maior que incorporará as duas unidades existentes No mercado há 16 anos, seu portfólio de produtos inclui lavadoras automáticas, secadoras centrífugas, purificadores de água eletrônicos e mais recentemente ventiladores de teto com tecnologia embarcada. A Latina investe em pesquisa e estabelece parceria com universidades e centros tecnológicos, visando produzir equipamentos mais eficientes, seguros e duráveis. Uma das parcerias da Latina que vem se destacando é com a STMicroelectronics. O projeto é o desenvolvimento de uma solução para os produtos que envolvem controles eletrônicos, principalmente produtos de refrigeração. “Estamos na fase final do desenvolvimento da solução. Tem sido um trabalho com muita dedicação de ambas as partes, que requereu vários estudos e muitos contatos entre as áreas técnicas”, explica ­Arnaldo Dalmaso, gerente de Suprimentos. O executivo destaca a persistência demonstrada pelos profissionais da ST para atender tanto os requisitos técnicos quanto os objetivos de custo do projeto. “Em nossas parcerias, buscamos competência, custo com-

petitivo e qualidade assegurada de nossos fornecedores. Creio que o relacionamento com a ST será longo”, ressalta. A empresa conta hoje com três plantas industriais estrategicamente instaladas pelo Brasil para facilitar a logística e distribuição de produtos. São duas unidades em São Carlos (SP) e uma em Recife (PE). Mas se prepara para dobrar a produção atual de 700 mil itens entre purificadores de água, lavadoras de roupa e secadoras centrífugas e ventiladores de teto para 2 milhões até 2015. Para isso, pretende investir R$ 25 milhões no desenvolvimento de novos produtos e na construção de nova fábrica em São Carlos (SP), que irá incorporar as duas unidades já existentes. Ao longo do tempo, conquistou diversos prêmios: o mais recente foi o segundo lugar, na categoria Competitividade, do Prêmio Nacional de Inovação, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Movimento Brasil Competitivo (MBC). Também pratica uma política de sustentabilidade adotando processos de baixo risco operacional utilizando processos industriais “verdes”. Das várias ações adotadas pela empresa, a mais pragmática é a busca do Selo Procel em seus produtos, dado pelo Inmetro para os produtos mais eficientes no consumo de energia. Hoje a Latina exporta cerca de US$ 2 milhões por ano para seis países: Portugal, E­ spanha, Bolívia, Paraguai, Uruguai e A ­ rgentina. Atualmente, está trabalhando para ampliar suas relações comerciais internacionais com ­Colômbia, Chile, Equador, ­Costa Rica e México.

Dalmaso: investimentos visam nova fábrica e ­produtos inéditos

3


CAPA

INOVAÇÕES ST NO METERING LATIN AMERICA 2011 Entre os dias 25 e 27 de outubro, a STMicroelectronics participa da exposição anual Metering Billing/CRM Latin America - Soluções inteligentes para redução das perdas e aumento da eficiência operacional. O evento, que será realizado no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, reunirá líderes do setor de concessionárias de energia e água de todo o mundo para trocar informações técnicas e experiências práticas sobre desenvolvimento e implantação de projetos em medição inteligente, faturamento e eficiência operacional para as distribuidoras de água e eletricidade. Com o tema “One-stop Shop Supplier for Smart Grid Applications”, um time de profissionais especialistas irá expor e demonstrar no estande da ST as famílias de dispositivos para medidores inteligentes baseados na tecnologia Power Line Comunications (PLC), que utiliza a rede elétrica de distribuição como meio de transporte para a transmissão de dados. Entre as novidades estão a plataforma STarGRID Family: a plataforma Power Line Communication SoC, Prime, S-FSK, n-PSK. O ST7590 SoC é o mais recente dispositivo da família STarGRID da ST, que oferece uma plataforma de comunicação power-line

4

(via rede elétrica) flexível, escalável e a prova do futuro (future proof), que pode ser adaptada facilmente às diferentes necessidades de aplicações de smart-grid e padrões de protocolo. A plataforma otimiza o consumo de energia e os custos do sistema de forma muito mais eficaz do que as soluções baseadas em DSPs standalone de uso geral, que exigem componentes externos adicionais de Analog Front End e Power Line Driver.

Na 9ª edição do evento, a ST mostrará as novidades em soluções de smart grids para enfrentar os desafios energéticos do século XXI. Fabricado com a avançada tecnologia smart power BCD8 da ST, o STarGRID permite a integração de um mecanismo DSP otimizado para diferentes esquemas de modulação e gerenciamento dos serviços da camada física. O componente consiste em um núcleo (core) digital com microcontrolador de 8 bits para supervisão do sistema e gerenciamento da pilha de protocolo, o front end analógico de recepção

e transmissão e um amplificador de potência integrado com filtragem programável on-board, com capacidade de mais de 1A (RMS) de corrente para cargas de impedância muito baixa. O ST7590 de alto desempenho explora uma modulação OFDM muito robusta de até 128kbps, totalmente compatível com as especificações do padrão de protocolo PRIME. A plataforma STarGRID também inclui a família ST758x, que faz uma comunicação dual-channel inovadora com esquemas de modulação n-PSK de até 28,8 kbps, sendo adequada para a implementação de diferentes protocolos, como a especificação ‘Meters & More’, adotada pelo grupo ENEL para o recente projeto de medição de milhões de dispositivos da ENDESA na Espanha. A plataforma STarGRID inclui o ST7570, que executa uma modulação S-FSK de até 2,4 kbps e integra uma pilha de protocolo turn-key compatível com IEC 61334-5-1, novos recursos de comunicação avançados, voltados para serviços padronizados de leitura de medição automática, além de outras aplicações de comando e controle como iluminação pública e sistemas de submedição que exigem uma implementação com custo muito econômico e conformidade com protocolos padrão consolidados.


Chipsets de medição polifásicos STPMC1 e STPMS1/S2 Além disso, a ST estará apresentando os medidores inteligentes polifásicos, voltados a aplicações industriais, uma abordagem modular que separe o sensoriamento da corrente/tensão da seção de metrologia pode aumentar a precisão e a economia. Juntos, os novos STPMC1 e STPMS1/ S2 da ST criam o chipset com melhor custo-benefício da indústria para medidores inteligentes modulares, suportando as normas IEC e ANSI para medidores AC Watt até classe 0.2 em 50 ou 60Hz. O CI de metrologia STMPC1, que tem cinco canais de entrada, aceita medições de três fases com a opção de usar o quarto canal para detecção de temperatura, e o quinto canal para monitorar o campo magnético através de sensor Hall. O dispositivo pode ser configurado e calibrado para qualquer padrão de distribuição internacional. O STPMS1 e o STPMS2 são moduladores delta-sigma dual-channel que convertem os valores analógicos de corrente e tensão de cada fase e transmitem dados digitais para o STPMC1. Podem ser colocados bem próximos do sensor de corrente para evitar extensas trilhas de sinal analógico e interferência de ruído. Além disso, a quantidade reduzida de conexões e a implementação discreta permite o uso de três shunts para monitorar as correntes de um medidor trifásico isolando apenas os sinais digitais ao invés da utilização de sensores de corrente isolados de alto

custo. O STPMS1 tem um modulador de primeira ordem, ao passo que o STPMS2 tem um modulador de segunda ordem que proporciona maior precisão. Alta performance A ST também estará apresentando a nova série de microcontroladores STM32F4. Essa extensão para a plataforma STM32™ baseia-se no mais recente core ARM® Cortex™-M4, que acrescenta capacidades de processamento de sinal e operações mais rápidas ao atual portfólio dos microcontroladores STM32. A linha STM32 é a família de microcontroladores baseadas no processador ARM Cortex-M de 32 bits mais bem sucedida da indústria. As instruções DSP single-circle do STM32 F4 abrem as portas para o mercado de controladores de sinais digitais (DSC). Além de oferecer compatibilidade pino-a-pino e de software com a série F2 de alto desempenho, a série F4 opera em frequência mais alta (168 MHz em vez de 120 MHz), oferece suporte para instrução DSP single-cycle e Unidade de Ponto Flutuante, memória flash embarcada que vai de 512 Kbytes até 1 Mbyte, e periféricos avançados para imagens, conectividade e criptografia. Memória com tecnologia NFC A memória wireless M24LR64 da ST, que também estará sendo demonstrada, é uma EEPROM de interface dual que pode ser conectada diretamente a

uma antena wireless, como as usadas em um tag RFID, para transferir dados através de energia em ondas de rádio entre RFID ou leitores NFC e um tag eletrônico conectado a um objeto, permitindo que o equipamento seja lido ou atualizado sem precisar ser ligado. É o único produto desse tipo no mercado que pode se comunicar com RFID e leitores NFC capacitados para ISO15693, assim como com o próprio processador do sistema. Essa interface dual simplifica o projeto de produtos que ofereçam novos recursos aos usuários de NFC e que também podem ser gerenciados facilmente nas cadeias de suprimentos que usem RFID. Os produtos EEPROM de interface dual da ST também oferecem esquema de proteção de dados com password de 32 bits, que permite o controle do acesso wireless à memória de leitura e gravação. Outra solução presente será o Spirit1, um transceiver RF de baixa potência destinado ao uso em aplicações sem fio na banda sub-1GHz. Projetado para operar tanto na banda livre ISM como na banda SRD a 315, 433, 868 e 915 MHz, também pode ser facilmente programado para operar em outras frequências nas bandas 300-348 MHz, 387-470 MHz e 779-956 MHZ. Tem aplicação em redes de sensores sem fio (RSSF); em leitura ­automática de medidores (AMR) e infraestrutura avançada de medição (AMI); em automação doméstica e predial; em monitoramento e controle industrial, além de ligação ponto a ponto sem fio.

5


PRODUTO

STMicroelectronics amplia capacidade em redes digitais convergentes e smart grids

A STMicroelectronics hoje é líder absoluta em Smart Metering (Medição Inteligente), que possibilita aos consumidores monitorar e gerenciar o uso de eletricidade em uma rede inteligente baseada em PLC. São oferecidas várias famílias de dispositivos para medidores inteligentes baseados na tecnologia PLC, que utiliza a rede elétrica como meio para transmissão de dados. Entre os produtos estão a plataforma STarGRID powerline networking SoC, solução para aplicações de redes elétricas inteligentes (Smart Grids), composta pelos dispositivos ST7538 e ST7540, já consolidados nesse mercado, e pelos modernos ST7570, ST7580 e ST7590. Ao otimizar o consumo de energia e o custo do sistema, a plataforma STarGRID também é ideal para muitas outras aplicações “verdes”, incluindo controle de energia inteligente em módulos fotovoltaicos, em rede de veículos elétricos, redes domésticas e área de gestão de iluminação pública. Tecnologia PLC banda larga A plataforma ST de Powerline Communication de banda estreita já foi implementada pelos principais programas mundiais de infraestrutura de medição inteligente. Mas com a recente aquisição dos ativos de semicondutores e propriedade intelectual da Arkados, a ST fortalece ainda mais sua posição no mercado. Desde o final de 2008, a ST atuava como parceira da Arkados para desenvolver soluções sofisticadas de HomePlug, PLC de banda larga. Redes residenciais baseadas na tecnologia PLC de banda larga oferecem importante vantagem, pelo fato de possibilitar a criação de redes de alta velocidade, utilizando tomadas elétricas e a infraestrutura da fiação residencial já existente. O novo IP de banda larga completa a oferta de Powerline

6

Communication da ST, proporcionando à companhia maior competitividade para liderar futuros mercados de PLC de banda larga, como redes multimídia residenciais, aplicações de Smart Energy e tecnologias de comunicação de veículos elétricos com a rede, conhecidas como Convergent Home Digital Networking e Smart Grid. “A ST continua ampliando a liderança em gerenciamento e economia de energia ao focar nas tecnologias mais inovadoras, oferecendo aplicações com as quais as pessoas podem usufruir um acesso mais amplo às informações e ao entretenimento a qualquer hora, em qualquer lugar, e ao mesmo tempo minimizar o consumo de energia”, afirma Carmelo Papa, vice-presidente executivo e gerente geral do Industrial and Multisegment Sector da STMicroelectronics. “Acreditamos que a implementação das Propriedades Intelectuais (IPs) em HomePlug da Arkados ofereça muitas vantagens em termos de tamanho, simplicidade e capacidade de expansão futura com relação a outras propostas da indústria. A combinação da tecnologia da ST com a experiência da Arkados em powerline communications em banda larga vai acelerar a ampla adoção de PLC como um backbone para redes domésticas e smart grid”, conclui. Aliança HomePlug é uma aliança da indústria (www.homeplug.org) da qual a ST é uma das patrocinadoras, juntamente com outros importantes players. A missão da aliança é viabilizar e promover rapidamente a disponibilidade, adoção e a implementação econômica, interoperável e com base em padrões das redes e produtos de rede elétrica doméstica. As tecnologias de HomePlug são totalmente compatíveis com o padrão IEEE19011 para redes de banda larga via rede elétrica e oferecem um ecossistema completo de tecnologias interoperáveis que, em conjunto, garantem o futuro caminho de migração para serviços com classe Gigabit. Há duas variantes principais no padrão HomePlug: o HomePlug GP (Green PHY), voltado para aplicações ‘Smart Grid’ e smart-energy; e o HomePlug AV (Áudio/Vídeo), que é o padrão de consumo, voltado primariamente para redes domésticas.

1 IEEE1901 é o padrão IEEE para redes de banda larga por meio da rede elétrica (Especificações de Controle de Acesso à Mídia e Layer físico). O padrão foi aprovado em setembro de 2010; a publicação final do padrão foi feita em fevereiro de 2011.


PRODUTO

Família SPEAr nova geração de m ­ icroprocessadores de alto desempenho Chega ao mercado o mais novo microprocessador integrado na família ARM Cortex-A9 dual core da STMicroelectronics. O SPEAr1340 está voltado para uma ampla faixa de dispositivos inteligentes com conectividade, desde videoconferência de alta resolução até displays inteligentes e dispositivos conectados na Web. O SPEAr1340 da ST integra uma poderosa unidade de processamento gráfico ARM Mali 200 para aceleração 2D e 3D avançada facilitando o desenvolvimento de interfaces de usuário, sistemas de navegação, navegação (browsing) e jogos. O novo dispositivo também integra um codificador e decodificador de hardware de vídeo que suportam os principais padrões de compressão (incluindo H.264, AVS e VP8), com resolução de vídeo de até 1080p e 30 frames por segundo. O SPEAr1340 também lida com múltiplos fluxos de vídeos concorrentes (quatro entradas de câmera disponíveis) em aplicações com uso intensivo de multimídia, como câmeras de vídeo de vigilância. A implementação de hardware de gráficos e as capacidades de vídeo do SPEAr1340 resultam em um desempenho multimídia excepcional com um consumo de energia ultrabaixo, ao passo que mantém dois núcleos Cortex-A9 disponíveis para a execução de tarefas concorrentes, conforme solicitadas pelos usuários. Com suas múltiplas in-

Integração de dois núcleos ARM Cortex-A9 e ­processador ­gráfico de ­vídeo ­oferecem ­excelente ­desempenho em ­computação e aplicações ­industriais terfaces, incluindo I2S e S/PDIF, o SPEAr1340 também oferece excelentes capacidades de áudio, como o padrão Surround 7.1 tanto na entrada quanto na saída. Em termos de segurança, o SPEAr1340 integra um mecanismo de criptografia de múltiplos padrões (AES,DES,3DES) além de uma área

exclusiva de registros One Time Programmable (OTP) para uma identificação exclusiva (única) e proteção da memória flash externa contra falsificações. O SPEAr1340 representa a vanguarda do mercado de multiprocessadores integrados. A combinação única do formidável poder de processamento, recursos de alto nível, integração de periféricos e capacidades avançadas de multimídia é direcionada para aplicações que vão desde dispositivos conectados à web, como tablets, até videoconferências e sistemas de segurança. Produzido com a tecnologia de processo low-power 55nm HCMOS (CMOS de alta velocidade) da ST, o novo processador se beneficia da avançada arquitetura do SPEAr1300, que combina capacidades inigualáveis de baixo consumo de energia e multiprocessamento de dois núcleos ARM Cortex-A9 com a inovadora tecnologia Network-on-Chip (NoC). O processador dual ARM Cortex-A9 suporta operações totalmente simétricas e assimétricas, em velocidades de 600MHz/core para um equivalente a 3000 DMIPS. A tecnologia Network-on-Chip é uma arquitetura de comunicação flexível, que oferece ‘Quality of Service’ (QoS) para o sistema inteiro, pois viabiliza múltiplos perfis diferentes de tráfego e maximiza a taxa de rendimento dos dados com o melhor desempenho e eficiência energética.

7


EVENTO

Concurso ST de Distribuidores 2012 premiará os melhores O Concurso de Distribuidores da STMicroelectronics começou em 1º de julho de 2011 e termina em 30 de junho de 2012. A premiação visa ao reconhecimento dos que tiveram melhor desempenho no desenvolvimento de projetos com a ST, além de divulgar o sistema de registro de projetos da empresa. Nesta edição, participam cinco distribuidores: Arrow, Avnet, Future Electronics, Karimex e Itech. Para participar, os concorrentes têm que ter pelo menos seis participações em treinamentos da ST, seja online ou formação ao vivo, devidamente certificadas. Os projetos devem ser desenvolvidos com os dispositivos definidos pelo sistema de aplicação de design da ST e validados pela empresa. Devem ser registrados pelo participante no portal oficial da ST e aprovados pelo engenheiro de vendas da ST responsável.

“A vantagem para os distribuidores em participar é de motivar suas equipes a aumentar a quantidade de projetos registrados com a ST, pois assim podemos garantir a eles uma vantagem competitiva e suporte exclusivo”, ressalta Alfredo Luthold, responsável pelo certame. Serão premiadas as duplas de melhor engenheiro de Aplicação e o melhor engenheiro de Vendas, com os melhores projetos com componentes da ST e o maior volume de designs. Os concorrentes serão declarados vencedores, em três categorias: a) o maior faturamento considerando a soma de todos os projetos relatados; b) maior número de projetos relatados com impacto de faturamento superior a US$ 10 mil; c) maior número de registros de designs aprovados pela ST, com previsão de faturamento anual igual ou superior a US$ 10 mil.

Premiação A apuração e premiação ocorrerão no segundo semestre de 2012. Os vencedores da categoria A receberão um equipamento eletrônico no valor de R$ 1.100,00 cada um. Os ganhadores da categoria B receberão um equipamento eletrônico no valor de R$ 800,00. Os contemplados na categoria C receberão um equipamento eletrônico no valor de R$ 500,00. Haverá ainda um prêmio especial ao vendedor interno responsável pela maior parte dos negócios relacionados aos projetos da categoria A: um equipamento eletrônico no valor de R$ 1.100,00. Os vencedores serão oficialmente declarados no prazo de 90 dias após o encerramento do concurso.

Giro Rápido ST

ST Day Training em Caxias do Sul (RS) A ST realizou, em parceria com a IAR Systems, um treinamento técnico baseado na família de microcontroladores STM32 – ARM Cortex M3. Dirigido a engenheiros eletrônicos que trabalham com desenvolvimento de firmware e software embarcado para microcontroladores. Promovido em agosto, em Caxias do Sul (RS), o evento reuniu mais de 20 participantes que puderam explorar os recursos do microcontrolador de alto desempenho e baixo consumo, utilizando a placa STM32 – Discovery. “Foi uma oportunidade de conhecer o

8

comenta Cícero Pompeu, gerente de Marketing de Produtos – Microcontroladores. Campeão NEI

ambiente de desenvolvimento IAR e exercitar vários exemplos de aplicações por meio da placa STM32DISCOVERY”,

A publicação de nota sobre o acelerômetro digital MEMS LIS302DLH, da ST, na revista NEI e no portal NEI (NEI.com.br), na edição de novembro de 2009, obteve um número recorde de interesse por parte dos usuários do sistema. A busca incomum pelo produto classificou-o como um dos Campeões de Interesse NEI e ganhou destaque na edição de janeiro de 2011.

STMicroelectronics  

Revista desenvolvida para STMicroelectronics