Page 9

O trabalho do Sesc com refugiados: acolhimento e troca de experiências “O sucesso da integração social e da sociedade multicultural pede uma política de justiça social que combata as desigualdades socioeconômicas e as discriminações sofridas pelas populações de origem estrangeira”. Gilles Lipovetsky e Jean Serroy

Partindo da premissa de que o acolhimento em outro país é um direito humano, o Sesc promove a ampliação das perspectivas de convivência, respeito e dignidade para os estrangeiros que o estado de São Paulo recebe e acolhe. Em meio à diversidade e às diferenças culturais que aqui encontra, o refugiado vê uma nova identidade sendo-lhe tecida, preservando sua aderência às raízes e tradições, ao mesmo tempo em que se revela permeável às influências locais para sobreviver em território, até então, desconhecido. Por meio de uma dinâmica dialógica, seus pertences simbólicos também enriquecem culturalmente o país no qual ele irá reconstruir sua vida e a de seus familiares. Dessa forma, as experiências se ampliam para quem chega e para quem acolhe. 9

trabalho sociocultural com refugiados – Sesc SP  

publicação com informações relevantes para refugiados recém chegados ao país, com tradução em inglês, espanhol, francês e árabe.

trabalho sociocultural com refugiados – Sesc SP  

publicação com informações relevantes para refugiados recém chegados ao país, com tradução em inglês, espanhol, francês e árabe.

Advertisement