__MAIN_TEXT__

Page 1

Editora Matarazzo tem lançamento de sucesso na capital baiana p. 8 Outurbro-Novembro/2015 - Edição 2 - Ano I

Órgão Oficial da Editora Matarazzo - Distribuição gratuita - www.editoramatarazzo.com


Editorial O nosso jornal está dando seus passos iniciais. A primeira edição teve centenas de visualizações, o que nos deixou satisfeitos e incentivados a seguir em frente. Neste número, trazemos entrevistas, coberturas de lançamentos dos nossos livros pelo Brasil e outras novidades. Para além da edição de livros, a Editora Matarazzo amplia suas atividades e promoverá, em dezembro, junto ao restaurante Cama & Café e ao grupo Pauliceia em Movimento, uma exposição em homenagem ao centário do cantor Orlando Silva. Thais Matarazzo Empresária, jornalista, escritora, pesquisadora cultural

A Editora Matarazzo Surge no mercado editorial para reforçar a publicação de livros na área da Cultura Popular em todas as suas vertentes, com ênfase para a música. Procuramos novos talentos para lançarmos no mercado obras de valor literário e dar oportunidade aos escritores. Nosso compromisso é satisfazer nossos clientes e leitores e incentivar a Cultura lançando produtos de qualidade e preços justos. Conheça nosso Site e adquira nossos livros, acesse: www.editoramatarazzo.com Conheça nosso Blog, dedicado aos nossos autores e atividades culturais: www.editoramatarazzo.blogspot.com Pontos de venda - Brasil Site www.editoramatarazzo.com São Paulo - SP * Casa Amadeus Musical Rua Quintino Bocaiuva, 22, 1º andar, centro, telefone (11) 3101-6790. * Temos Livros - Avenida São João, 126, centro, telefone (11) 3222-1185. Rio de Janeiro - RJ * Livraria Folha Seca – Rua do Ouvidor, 37, centro, telefone: (21) 2507-7175. Salvador - BA * Loja Pérola Negra - Rua General Labatut, 137,

Shopping Colonial, loja 16, Barris, telefone (71) 33366997. Representantes da Editora Matarazzo em Portugal Temos parcerias para venda dos nossos livros em: * Lisboa, contatar Miguel Villa pelo email: miguelvilla@iol.pt * Porto, contatar a Código Simbólico - Associação Sociocultural, email: codigosimbolico.associacaosociocultural@gmail.com, ou, no “Mural do Poeta”, com à Rua Duque de Loulé, nº 228, Porto.

Conheça a Código Simbólico Associação Sociocultural Nascida oficialmente em 3 de Abril de 2014. Sem fins lucrativos, a Código Simbólico surge com a ambição de desenvolver ideias, perfis, projetos criativos, colaborar na edição e divulgação de trabalhos acadêmicos, e dessa forma contribuir para que haja cada vez mais pontes entre os diversos conhecimentos e saberes. Essa partilha é fundamental para que a rede de culturas seja cada vez mais vasta e para isso é essencial a colaboração contínua entre todos os que acreditam nesse sonho de modo a alcançarmos um paradigma de sustentabilidade social.

Você pode tornar-se um associado da Código Simbólico. A inscrição é simples, não custa nada e você passa a fazer parte da nossa rede de contatos. A ideia é apoiarmos projetos individuais e coletivos que possam levar o mais longe o conhecimento acadêmico e o os saberes populares. Basta preencher o formulário no site: https://codigosimbolico. wordpress.com “Porto de Cá, Porto de Lá” Esse projeto surge como uma rubrica cultural da Código Simbólico com o objetivo de estabelecer pontes entre o Porto e outras cidades. Nasce ainda da vontade de promover o intercâmbio acadêmico, artístico e cultural, valorizando o patrimônio humano e urbano, projetando o Porto enquanto cidade-porto de diversidade, e trazendo para a Cidade Invicta e, consequentemente, para os outros concelhos do portugueses, o espírito de outras cidades e suas expressões sociais.

Ouça todos os sábados das 21 às 22 horas, o programa Caravela do Fado na Rádio 9 de Julho AM - 1600 KHz, ou, através da internet no site: www.radiosetvs.com. Apresentação e produção do padre do Armênio Nogueira e Cipriano Gomes.

Expediente Órgão oficial da Editora Matarazzo. Informativo pertencente à Editora Matarazzo. Email: livros@editoramatarazzo.com Telefone: (11) 3991-9506 / 99351-6689. CNPJ: 22.081.489/001-06. Distribuição: online. Diretora responsável: Thais Matarazzo - MTB 65.363/SP. Editor chefe: Gilberto Cantero.

2 Matarazzo em Foco

Depto. Jurídico: Tatiane Matarazzo Cantero. Periodicidade: bimestral. Formato: Online. Edição 2 - Nº 1 - Ano I - Outubro-Novembro/2015. A opinião e conceitos emitidos em matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do Matarazzo em Foco. Sites www.editoramatarazzo.com www.editoramatarazzo.blogspot.com

Outubro-Novembro / 2015


Entrevista Um blog de sucesso

O entrevistado desta edição é o pesquisador cultural, jornalista, ator, apresentador e locutor Marcelo Bonavides de Castro. Bonavides produz e mantém um Blog especial: dedicado as artistas do teatro de revista e do rádio. Muito visitado, Estrela que nunca se apagam traz posts inédito na internet, como capa de revistas e jornais, fotos e reportagens das décadas de 1930 a 60. Parte deste material, Marcelo colhe durante suas investigações no acervo do colecionador e escritor Nirez, em Fortaleza.

Matarazzo em Foco: Como surgiu seu interesse por pesquisar os artistas do teatro de revista e do rádio? Marcelo Bonavides: Surgiu aos 12/13 anos de idade. Eu assistia as novelas de época e ficava encantado com as músicas que saiam dos rádios antigos, em várias cenas. Após procurar que músicas eram essas, cheguei aos artistas da MPB dos anos 30.

sobre mídias eletrônicas, em minha faculdade de jornalismo. Daí, não parei mais. M.F.: Qual o tipo de público que visita seu Blog? M.B.: É um público bem diversificado. Há estudantes, adolescentes que estão descobrindo o universo da “Época de Ouro da MPB”, como também fãs veteranos das Rainhas do Rádio ou de atrizes do teatro musicado. Há também familiares dessas atrizes e cantoras que prestigiam o blog, o que me deixa muito feliz.

M.F.: Quando começou a editar o Blog Estrelas que nunca se apagam? M.B.: Eu o criei em 2007, mas comecei a fazer postagens em 2008, durante uma disciplina M.F.: O Blog recebe muitas visitas e comentários? M.B.: Em média, por dia, recebemos 300 visitas. Há alguns comentários, mas, acho que as pessoas ainda ficam tímidas. Podem comentar à vontade.

zir matérias com pedidos de internautas? M.B.: Às vezes, sim. Por eu já ter algumas matérias já selecionadas pode ser que demore um pouco a atender o pedido de alguém. Mas, sempre que pedem músicas eu procuro atender, enviando ao e-mail. Temos, também, uma página do blog no facebook, onde fica mais fácil atender a pedidos. Já temos 796 postagens publicadas no Blog, entre artigos, músicas, fotos, comentários, críticas e entrevistas. Quem quiser conferir o Blog Estrelas que nunca se apagam, basta acessar: http://bonavides75.blogspot.com.br/

M.F.: Costuma produOutubro-Novembro / 2015

Matarazzo em Foco 3


“Cá e Lá” tem lançamento no Rio de Janeiro

Aconteceu

Hall de entrada do Espacio Uruguay. Foto: Carla Mourão.

Carlos Gardel é focalizado no Espacio Uruguay A convite do Espacio Uruguay, departamento cultural do Banco de la Republica Oriental del Uruguay, e da Anjos Art Gallery, transcorreu, na tarde do último dia 12 de novembro, o bate-papo e sessão de autógrafos do livro A outra face de Gardel. O escritor e radialista Walter Manna recebeu os convidados com a simpatia de sempre e discorreu sobre sua experiência de 30 anos de investigação em torno da figura mítica do ídolo do tango. A diretora do espaço, Car-

la Mourão recepcionou os presentes com imenso carinho, e Maria dos Anjos Oliveira, presidente da Anjos Art Gallery, coordenou o evento e ofereceu um delicioso coquetel. O Espacio Uruguay tem uma intensa agenda de eventos. Recomendamos uma visita para apreciar as exposições em cartaz. Anote o endereço: Avenida Paulista, 1776, Edifício Parque Avenida, 9º andar. De segunda a sexta, das 14 às 18 horas. Informações: (11) 3373-6648 ou espacio.uruguay@brou.com.br

Walter Manna durante o bate-papo sobre o seu livro na sala São Paulo do Espacio Uruguay. Foto: Carla Mourão.

4 Matarazzo em Foco

No dia 24 de outubro realizou-se na Livraria Folha Seca, no Rio de Janeiro, o lançamento do livro Cá e Lá, o Intercâmbio Cinematográfico Entre o Brasil e Portugal, do autor Diego Nunes. A livraria, localizada na Rua do Ouvidor, tradicional endereço do centro histórico carioca que abrigou o primeiro cinema inaugurado no Brasil e é também endereço do nascimento da atriz Cinira Polônio, primeira atriz brasileira a trabalhar no cinema português, em 1896. O evento foi realizado com muito sucesso, em meio a descontração do público carioca, que foi prestigiar o lançamento do livro, que aborda inúmeros personagens da cultura do Rio de Janeiro, a então sede da capital federal do país. Foi no Rio que surgiu o primeiro estúdio de cinema brasileiro, o Ômega Films, que surgiu o primeiro filme com um roteiro do

país (Os Estranguladores do Rio, 1906) e que despontaram vários astros do nosso cinema abordados no livro, como Carmen Santos e Violeta Ferraz, além da misteriosa Ivaná (primeira travesti do teatro de revistas brasileiro), todos abordados no livro, que conta as relações cinematográficas luso-brasileiras. Traçando, através do imigrantes lusitanos, um panorama da história do cinema brasileiro. No lançamento estiveram presentes a escritora Norma Hauer, biógrafa do cantor Carlos Galhardo,/ Jacy de Castro; o colecionador Marcelo Del Cima; o pesquisador Gui Castro Neves; o cantor Luiz Henrique; a jornalista Sônia Monte, entre outros, provando que o público carioca sempre prestigia e aprecia o resgate da nossa memória e cultura, assuntos sempre presentes nos livros da Editora Matarazzo.

“Cá e Lá” em destaque na Livraria Folha Seca

Diego Nunes e o colecionador Marcelo Del Cima

Outubro-Novembro / 2015


Livro da Vez

Como nasceu “A Temível Síndrome de Pânico por um olhar de Saúde Espiritual”? Por Fernando Canto Berzaghi

Esta obra nasceu de uma situação concreta vivida e vivenciada por mim e por minha esposa. Era dia de “Corpus Christi” pelas 22 horas. Voltávamos de uma visita a uns amigos no bairro do Estoril em São Bernardo do Campo. Ao adentrarmos à Rodovia Anchieta, sofremos uma pane na iluminação do veículo e ficamos completamente no escuro. Ocorre que do lado direito havia a represa e do esquerdo um gradil contra o qual minha esposa se chocou, destruindo completamente a parte inferior e lateral do veículo. Minha esposa, face ao perigo iminente entrou logo em pânico. Perdida em meio à escuridão da noite e entre veículos em alta velocidade, perdeu totalmente o controle. No entanto, quando tudo parecia perdido, invoquei o santo nome do Senhor na hora da angústia e vi uma

luz no fim do túnel. Lembrei as palavras do Salmo 46.1-2 que diz que Deus é o nosso refúgio e fortaleza na hora da tribulação... e vi uma luz há uns cem metros à direita da Rodovia. E, mesmo sem condições mecânicas para fazê-lo, arranquei na direção da luz. Finalmente chegamos a até à luz completamente sãos e salvos. Ali já em segurança pude pedir por socorro. Daí concluir que o viver Cristo ou em Cristo na plenitude do amor de Deus não permite que sejamos infelizes. Que o medo que preserva é benéfico. Já o medo extremo e prolongado leva à fobia e ao pânico. Procurei, nesta obra, sublinhar que é preciso mobilizar as inteligências do amor. E com fundamento no ensino bíblico afirmar: “COMO O HOMEM PENSA EM SEU CORAÇÃO, ASSIM ELE É...”  (Pv 23,7)  “7 Porque, como Imagina em sua alma, assim ele é”. Nossa tônica se baseou no princípio de que  “O AMOR É A ANTÍTESE DO MEDO”, (1Jo 4.18). “18  No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.”. Em síntese, o objetivo é levar o ser humano a mergulhar no mar interior, para descobrir uma fonte inesgotável de águas cristalinas:   verdade; contentamento amor; vida contidos na Revelação de Deus.

Outubro-Novembro / 2015

Viagem Lisboa é uma linda cidade! A capital portuguesa oferece muitas opções de lazer e entretenimento. Acredito que um dos grandes destaques são as casas típicas ou casas de fado, onde pode-se saborear um bom vinho, apreciar os deliciosos pratos da gastronomia portuguesa, e, claro, o ouvir o fado... À Rua da Barroca, no coração do Bairro Alto - reduto de muitas casas de fado -, está o restaurante Faia. Fundado em 1947, o Faia mantém-se até aos dias de hoje como uma referência na noite lisboeta. Em mais de meio século de existência, com noites de fado diárias, grandes nomes foram presença habitual nesta casa, a começar pela fundadora, Lucília do Carmo, ela própria uma figura importante na história fadista, e continuando com o seu filho, Carlos do Carmo, que dirigiu o restaurante até meados dos anos 80. Ali cantaram nomes como Alfredo Marceneiro, Tristão da Silva, Fernando Maurício, Ada de Castro, Beatriz da Conceição,

Conjunto de azulejos decorativos em homenagem a fadista Lucília do Carmo, fundadora do restaurante Faia.

Vasco Rafael, Camané, entre outros. Atualmente, as presenças de Lenita Gentil, Anita Guerreiro, Ricardo Ribeiro e Antônio Rocha, acompanhados por Fernando Silva na guitarra portuguesa e Paulo Ramos na viola, dão continuidade a essa tradição. Em junho deste ano, tive a satisfação de visitar o Faia, levada pelo amigo e colecionador Miguel Villa. Foi uma alegria conhecer a fadista Anita Guerreiro, criadora da marcha Cheira bem, cheira Lisboa.

Thais Matarazzo

Thais Matarazzo em frente a porta principal do Faia. Foto: Priscila Roque, 2015.

Matarazzo em Foco 5


Flashes

Durante o lançamento de “Cá e lá...” de Diego Nunes, na Livraria Folha Seca, no Rio de Janeiro, vemos, Jacy de Castro, Diego, a radialista Sônia Monte, Neuza Faistauer e Thiane Nunes, outubro/2015.

Em frente a Igreja do Bonfim, em Salvador, vemos da esq. para dir., Thais Matarazzo, Marion Duarte, Perfilino Neto e Vera Lúcia Pereira Carvalho, irmã de Marion, outubro/2015.

Programa Os Imigrantes

Equipe do programa “Os Imigrantes”, da Rádio Trianon 740 AM, da esq. para dir., Irma Casari, José Carlos Teixeira, Magali Jui e o prof. Sérgio de Castro, novembro/2015.

Levado ao ar todos os domingos, das 18h30 às 20 horas, Os Imigrantes é apresentado pelo Comendador Manuel Teixeira, José Carlos Teixeira, Magali Jui e o professor Sérgio de Castro, através da Rádio Trianon 740 AM de S. Paulo, também pode ser ouvido através da internet: www.radiotrianonam.com.br/

Programa “Solo Tango”, da esq. para dir., em pé, Gilberto Cantero, Walter Manna e o violonista Henrique Marguy. Sentadas, na mesma ordem, Thais Matarazzo e Regina Cardoso, novembro/2015.

6 Matarazzo em Foco

Outubro-Novembro / 2015


Flashes

Programa Em Cartaz Atílio Bari apresenta todas as quartas-feiras, às 17 horas, na TV Aberta de São Paulo, o programa Em Cartaz. Entrevistas e dicas culturais do mundo do teatro, música, dança, literatura, cinema e muito mais. Acesse: www.tvaberta.tv.br

Na Rádio Educadora da Bahia, vemos, o radialista Perfilino Neto, a cantora Marion Duarte e a escritora Thais Matarazzo, outubro/2015.

Liliana Rubio, Tatiane Matarazzo, Diego Nunes, Regina Cardoso, Thais Matarazzo, Cristiane Cambria e Gilberto Cantero no Espacio Uruguay, novembro/2015. Foto: Carla Mourão.

Na extrema esquerda, vemos a nossa querida amiga Maria dos Anjos Oliveira, artista plástica e produtora cultural. Foto: Carla Mourão.

Outubro-Novembro / 2015

Matarazzo em Foco 7


Notícias Livro do radialista Perfilino Neto é lançado com êxito O jornalista Perfilino Neto lançou no último dia 22 de outubro, o seu mais recente livro Curiosidades e Pitoresco do Rádio e da MPB, Editora Matarazzo, em noite de autógrafo que teve lugar na Pérola Negra, em Salvador. O evento contou com as honrosas presenças da jornalista Thais Matarazzo, da cantora Marion Duarte, que teve participação especial cantando acompanhada do quarteto Choro do Uirapuru; do médico Iderval Tenório, autor da contracapa; de Antônio Costa, o Advogado do Forró, que escreveu a orelha; dos cantores Antônio José e

Gilton Della Cella, do compositor Marcos Barreto, dos radialistas Manoel Canário, Milton Santarém, Martinho Lélis e dezenas de convidados que participaram um show animado pelo grupo de choro Uirapuru e Marion que deram uma “canja”. A loja ficou pequena para receber o grande público que compareceu para prestigiar o escritor e radialista. Os títulos da Editora Matarazzo já estão disponíveis para venda na Pérola Negra, localizada à Rua General Labatut, nº. 137, telefone (71) 3336-6997. www. perolanegracd.com.br

Conjunto Uirapuru

Clícia e Christiane Almeida e Thais Matarazzo

Marion Duarte e Perfilino Neto Perfilino Neto e familiares

Perfilino Neto e a jornalista Agnes Cardoso

8 Matarazzo em Foco

Perfilino Neto e D. Corina, proprietário da Pérola Negra

Outubro-Novembro / 2015


Pérola Negra e a Editora Matarazzo

Blooks Livraria A Editora Matarazzo fechou parceria com a Blooks Livraria. A loja além de comercializar publicações diversas, promove eventos culturais. Conta com dois endereços: no 3º Andar do Shopping Frei Caneca, R. Frei Caneca, 569, Consolação, em São Paulo. Informações pelo telefone

(11) 3259-2291; e no Rio de Janeiro, Praia de Botafogo, 316, tel.: (21) 2559-8776. O funcionamento das unidades da Blooks é de segunda a sábado, das 11h às 22h; domingos e feriados, das 14h às 22h. Uma nova opção para adquirir os livros da Editora Matarazzo.

Brasileiro” (1930-1960). Orlando Silva completou seu centenário em outubro de 2015. Carioca do Engenho de Dentro, começou no rádio em 1934, logo passaria a gravar. Com a valsa Lábios que beijei, de J. Cascata e Leonel Azevedo, em 1937, Orlando conquista todo território nacional. Sua vida, cheia de atribulações particulares, não impediu que o intérprete perdesse sua majestade durante sua existência. O slogan Cantor das Multidões foi-lhe concedido após uma triunfal apresentação em janeiro de 1938, em São Paulo. De uma das janelas do antigo casarão que abrigava a Rádio São Paulo, à Rua 7 de Abril, Orlando cantou para milhares de pessoas que se aglomeraram nas imediações. Pouco tempo depois, regressa a capital paulista e apresentase na Rádio Cruzeiro do Sul, na Praça do Patriarca. Novamente, a multidão tomou conta das ruas desde a praça até o outro lado do Viaduto

do Chá. Odette Amaral completará seu centenário de nascimento em abril de 2016. Cantora de voz bonita, era natural de Niterói, RJ. Trabalhava como tecelã e bordadeira quando, em fins de 1934, ingressou no rádio. As famílias de Odette e Orlando Silva eram vizinhas e amigas. Os artistas sempre foram bons amigos, ou como Odette afirmava: “somos amigos-irmãos”. Do locutor César Ladeira recebeu o slogan A Voz Tropical. Seu maior sucesso é o choro Murmurando de Fon Fon e Mário Rossi. Em 1938, casa-se com o sambista Cyro Monteiro e passam a ser conhecidos como o “casal simpatia” do rádio carioca. A cantora foi um dos ícones da música popular brasileira entre os anos de 1930 a 60. Caderno de Homenagem tem edição limitada, então, não perca tempo e adquira o seu através do nosso portal.

Thais e Gilberto Cantero em frente a Pérola Negra

Já é possível encontrar os livros da Editora Matarazzo na capital baiana. A Pérola Negra, loja de livros, cds e dvds, administrada pelo Sr. Roberto e D. Corina, é um ponto tradicional da boa cultura em Salvador. Escritores, músicos, intelectuais, professores, artistas e jornalistas marcam presença frequência

assídua para bate-papos no local. Há vinte anos no mercado, sua primeira sede foi no bairro de Canelas, próxima a UFBA; há sete anos está localizada na loja 16 do Shopping Colonial, à Rua General Labatut, 137, nos Barris. Contato para informações: (71) 3336-6997.

Thais e Sr. Roberto, proprietário da Pérola Negra

Caderno de Homenagem Esse projeto tem por escopo fazer tributo as grandes personalidades brasileiras do mundo das artes. Caderno de Homenagem é a nova publicação da Editora Matarazzo. Na primeira edição, serão focalizados os cantores Orlando Silva e Odette Amaral, ambos da “Era de Ouro do Rádio

Outubro-Novembro / 2015

Matarazzo em Foco 9


Página da Saudade

Fadista Maria Alice Ferreira O Fado no Brasil está Ferreira. Ela interpreta samba, fado, tango e oude luto! No último dia 15 de novembro, faleceu Maria Alice Ferreira, aos 72 anos, devido a problemas cardíacos, em Leopoldina-MG. A artista chegou ao Brasil em 1969 para realizar temporadas em restaurantes do Rio de Janeiro e São Paulo. Acabou por fixar residência entre nós. Maria Alice foi focalizada em duas obras de Thais Matarazzo, Brasil e Portugal: teatro, músicas, artistas e tal e O fado que cantei e outras canções..., deste último destacamos o capítulo onde a intérprete nos conta como surgiu a gravação do fado Preciso Demais. “Eclética... Assim podemos definir Maria Alice

tros ritmos musicais. Foi assim desde o início da sua carreira artística aos 12 anos de idade na cidade do Porto, onde nasceu em 1943. Teve várias músicas compostas especialmente para o seu repertório. Nos anos 1960, quando atuou nas revistas do Parque Mayer, em Lisboa, recebeu dos compositores João Nobre e Nelson de Barros a música Canto o Fado. O êxito foi de tal forma que voltou ao palco para cantar dez vezes na noite de estreia. Sucesso total. O fado Preciso demais, gravado em 1983, tem versos de Fernando Costa e música de Silvino Pinheiro, seu segundo marido, que lhe dedicou esta música”.

10 Matarazzo em Foco

Preciso demais - fado (Fernando Costa / Silvino Pinheiro) Preciso do que é preciso Para saber qual o vento Que açoita indeciso O meu pensamento. Preciso gritar Soltar as amarras E sentir trinar O som das guitarras. Preciso encontrar quem solte a palavra estrangulada Na boca da gente que não nos diz nada. Preciso que volte do além do poente Nos versos de Ary Um fado dolente que eu cante para ti. Preciso das noites loucas Da cama, dos meus desejos, E o morder das voltas na febre dos beijos Preciso de tanto, deixar de sofrer A fingir que canto, fingindo viver... Preciso de mais amar, Amar, preciso demais Para dividir o amor e os meus ais Preciso encontrar com quem hei de rir chorando alegrias Para não fugir tempo, dos meus dias”. Maria Alice Ferreira nos bons tempos das revistas do Parque Mayer, em Lisboa. Acervo: Miguel Villa

Outubro-Novembro / 2015


Agenda 1º/12/2015 - 19 horas - Sessão de autógrafos coletiva e bate-papo com os autores da Editora Matarazzo na Blooks Livraria, 3º andar do Shopping Frei Caneca, Rua Frei Caneca, 569, na Bela Vista. 12/1/2016 - 16 horas - Lançamento do livro São Paulo: presença da saudade, de Thais Matarazzo, no Centro Histórico e Cultural Mackenzie, CHCM, Prédio 1. Entrada pelas portarias das ruas Maria Antônia, 307; Itambé, 143 ou Consolação, 930, Vila Buarque. Apresentação musical com Ciça Marinho, Sérgio Borges e Cristina Costa.

27/1/2016 - 19 horas - Lançamento da coletânea Vamos falar de São Paulo?, com organização de Thais Matarazzo, na Casa das Rosas, Avenida Paulista, 137. Apresentação musical de Cristina Costa e convidados. Programação sujeita a alterações. Entrada franca em todos os eventos

Esta foto mostra duas casas geminadas, construídas provavelmente no princípio do século XX, localizadas na Rua Francisco Estácio Fortes, no bairro de Santa Cecília, na capital bandeirante. Os prédios estão satisfatoriamente conservados. Tem um porão e um piso superior. São uma relíquia em meio a tantos espi- Participe da antologia Saga das famílias imigões da região. Foto: Thais Matarazzo, 2015. grantes, registre a história de sua família em livro. Para saber mais sobre condições de participação e regulamento, escreva para: livros@editoramatarazzo.com

Outubro-Novembro / 2015

Matarazzo em Foco 11

Profile for Editora Matarazzo

2a edição  

Segunda edição do jornal "Matarazzo em Foco", órgão oficial da Editora Matarazzo, São Paulo, Brasil. Edição Nº 2, Outubro/Novembro/2015.

2a edição  

Segunda edição do jornal "Matarazzo em Foco", órgão oficial da Editora Matarazzo, São Paulo, Brasil. Edição Nº 2, Outubro/Novembro/2015.

Advertisement