Issuu on Google+

Helmut Newton "Eu adoro a vulgaridade. Eu sou muito atraído pelo mau gosto, é muito mais emocionante do que suposto bom gosto, que nada mais é do que uma maneira padronizada de olhar as coisas. "


Filho de uma americana com um judeualemão, Helmut Newton nasceu em Berlim, em 192o, com o sobrenome Neustadter. Interessou-se por fotografia ainda jovem, tendo trabalhado como aprendiz da notória fotógrafa alemã Yva, especialista em nus, retratos e moda. Em sua autobiografia, ele declara que aos 12 anos, quando ganhou sua primeira câmera, já sonhava em se tornar fotógrafo da Vogue.


Em 1946, inaugurou seu primeiro estúdio fotográfico; Casamento com June Brunell até 2oo4, quando morreu por acidente;


Seu trabalho é caracterizado pela onipresença feminina, sempre poderosa, ainda que em situações de submissão.

Marcado pelo erotismo, frequentemente com alusões sadomazoquistas e fetichistas.


Para muitos, uma de suas maiores contribuições para a Fotografia de moda foi ter ajudado a descobrir novos tipos de beleza feminina.


Sua capacidade de utilizar de forma elegante temas sexuais explícitos influenciou decisivamente a Fotografia de Moda dos anos 196o, e seu trabalho segue como uma forte referência até os dias de hoje.


O mérito de Newton está no fato de que suas representações dramáticas, sejam elas de modelos despidas ou vestidas, provocaram muito mais do que frisson: mexeram com tabus, com sexo e poder, com a complexa relação entre fotógrafo e modelo, imagem e espectador.




Passaram por suas lentes personalidades do cinema, do teatro e do mundo das artes, especialmente a partir dos anos 198o, quando ele colhia os frutos de seu sucesso no mundo fashion. Famosos queriam ser retratados por Helmut justamente pela carga sedutora e emocional de suas imagens. Trabalhou na Vogue, Stern e Playboy.


Para Zdenek Felix, curador do livro The Best of Helmut Newton ,a genialidade do fotógrafo está no fato de que ele não se cegou pelo glamour e pela máscara de pretensão que prevaleciam no mundo em que ele trabalhava e vivia. Pelo contrário, iluminou esse mundo com luzes fortes que resultaram em imagens brilhantes.


Foi aos 75 anos que ele abandonou quase que por completo os cliques de cenários decadentes com modelos milionárias, pois alegava já ter fotografado nus o suficiente para mais de uma vida inteira. Em suas palavras, não tinha mais contribuição alguma para seu antigo principal assunto, afirmou com as palavras acima em entrevista.


Helmut newton