Page 1

Uma história dos

Irmãos Grimm

Tradução e adaptação

Thais A. Fensterseifer

Ilustrações

Henrique Hübner

r i r o col A

S RTE

PAR

us

os

PA

L á p i s i n cl


Este livro pertence a


Uma hist贸ria dos

Irm茫os Grimm


FICHA TÉCNICA Conforme a nova ortografia da língua portuguesa.

Título Os Músicos de Bremen

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA FONTE B847a

Texto Original Jacob e Wilhelm Grimm

Fensterseifer, Thais Arnold, 2012 - Os Músicos de Bremen; Ilustrações Henrique Hübner 32p.

Tradução e Adaptação

ISBN 978-85-08-14263-7

Revisão

Thais Arnold Fensterseifer

Rodrigo Baraldo Mendonça 1. Literatura infantojuvenil. I Irmãos Grimm

Design Gráfico e Diagramação

10-4701.

Thais Arnold Fensterseifer

1ª Edição | 2012 Porto Alegre

Ilustrações Henrique Hübner


Uma história dos

Irmãos Grimm Tradução e Adaptação: Thais Arnold Fensterseifer Ilustrações: Henrique Hübner

Porto Alegre, 2012.


Essa história aconteceu há muito, muito tempo atrás... Quem contou foram dois irmãos, que ficaram conhecidos por serem ótimos contadores de histórias.


Era uma vez um burro, um cão, um gato e um galo. Durante longos anos, eles foram maltratados por seus donos, que não mais os achavam úteis para a lida doméstica. Cansados da vida difícil, eles decidiram fugir juntos para Bremen, uma cidade próxima, em que poderiam ganhar a vida como músicos.

10


11


Cada um dos animais possuĂ­a um talento especial, e, com isso, sabiam que poderiam formar um Ăłtimo grupo musical.

O burro tocava banjo,

o cĂŁo era o mestre dos

tambores,

12


o gato cantarolava melodias,

e o galo tinha uma voz

incrĂ­vel!

13


Cantando, os amigos seguiram seu caminho. Mas Bremen ficava muito longe... Eles já estavam ficando cansados de tanto andar, e a noite estava caindo. Decidiram, então, parar para dormir. Escolheram uma árvore vistosa: o burro e o cão deitaramse junto às raízes, enquanto o galo e o gato, mais habilidosos em escaladas, subiram até os galhos.

14


Lรก do alto, o galo avistou uma luz bem pequenininha... Os amigos pensaram que talvez fosse uma boa ideia ir averiguar: poderia ser um lugar mais confortรกvel para passarem a noite.

15


Os quatro animais seguiram, então, em direção à luz avistada pelo galo. A luz ficava cada vez maior e mais forte... Quando chegaram perto, os amigos

perceberam tratar-se de uma casa. O burro, que era o mais alto, espiou pela janela:

16


- Vejo uma mesa posta e

muito farta!

E hĂĄ cinco ladrĂľes ao redor, comendo e rindo alto!

Os animais, entĂŁo, pensaram em como seria bom poder aproveitar as delĂ­cias servidas naquela mesa...

17


Resolveram armar um

plano para despistar os

ladrões: o burro se aproximaria da janela, o cão pularia nas costas do burro, o gato montaria no cão e, finalmente, o galo voaria até sentar na cabeça do gato. Ao sinal do burro, os quatro começariam a fazer sua música juntos.

A


B

19


Dada a largada, o burro

zurrou, o c達o latiu, o gato miou e o galo cantou.

20


Em seguida, desequilibrando-se,

os quatro caĂ­ram, quebrando

uma das vidraças da janela.

21


Os ladrĂľes tomaram um susto tĂŁo grande com a cantoria e com a algazarra provocada pelos animais, que pensaram tratar-se de um fantasma! Em um piscar de olhos,

saĂ­ram correndo porta afora...

22


Satisfeitos,

os quatro companheiros entraram na casa, sentaram-se à mesa e fartaram-se até não poder mais. Comeram as mais inimagináveis delícias... Depois, exaustos e de barriga cheia, só pensavam em ter o merecido descanso.

23


Cada um escolheu um lugar diferente para dormir, conforme achava mais confortĂĄvel:

o burro deitou-se sobre

um monte de palha,

o cĂŁo acomodou-se

atrĂĄs da porta,

24


o gato

aconchegou-se perto da lareira,

e o galo deu um pequeno voo

e foi para cima

do telhado.

Logo todos jรก estavam dormindo.

25


Quando passou da meia-noite, o

lĂ­der dos ladrĂľes confabulou com os colegas:

26


Acho que não deveríamos ter

abandonado a casa... Pode ter

sido um alarme falso!

Um de nós deveria voltar lá e investigar.

27


Um dos vilões voltou até a casa. Chegando lá, encontrou tudo em silêncio, escuro... Pensou em ir até a cozinha, para apanhar uma vela. No caminho, passando pela lareira, confundiu os olhos brilhantes do gato com duas brasas, e pensou em acender um fósforo, a fim de iluminar o local. O gato, assustado, deu um pulo e arranhou o patife no rosto, com suas unhas afiadas.

28


Apavorado e com o rosto ferido, o vilão correu até os fundos da casa, pensando em fugir pela porta do quintal. Chegando lá, acabou por acordar o cão, que não pensou duas vezes e mordeu seu tornozelo. Correndo pelo quintal, o ladrão passou pelo monte de palha e levou um coice do burro. O galo, que havia sido despertado de seu sono com o barulho e agora estava alerta, gritou: “Co-co-ri-có!!!!!!!”

29


O assaltante, com mais medo do que nunca, correu o mais rápido que podia e foi até seu capitão. Ofegante, contou: “Oh, há uma bruxa horrível sentada naquela casa! Ela arranhou meu rosto com seus dedos longos... E um homem, escondido atrás da porta, me cravou uma faca no tornozelo. Quando tentei fugir para o quintal, um monstro horrível e cinzento me bateu

30


com um bastão de madeira...Para terminar, um policial de chapéu vermelho, que estava de tocaia no telhado, gritou alto: ‘Traga o malandro aqui!!!’”.

O bando ficou realmente impressionado com o relato do comparsa. Sem pestanejar, decidiram nunca mais voltar àquela casa assombrada e perigosa.

31


Os quatro animais, satisfeitos e tão felizes com a casa que haviam encontrado, decidiram ficar morando lá. Com o conjunto musical formado, os amigos cantavam para

alegrar a vizinhança e para ganhar o seu sustento. Eram tão bons no que faziam,

que a fama dos “Músicos de

Bremen” se espalhou por todo

o mundo, e a sua história continua viva, sendo contada e recontada por todos aqueles que a conhecem.

32


33


Era uma vez um burro, um cão, um gato e um galo. Durante longos anos, eles foram maltratados por seus donos, até que, cansados da vida difícil, decidiram fugir juntos para Bremen, uma cidade vizinha, em que poderiam ganhar a vida como músicos. Mas a viagem até Bremen era longa... E os amigos viveram grandes aventuras até chegarem ao seu final feliz, em uma história vibrante e repleta de emoções!

ade

id

a

Id

s u g er

Profile for thais fensterseifer

Os Músicos de Bremen  

Projeto editorial e gráfico: Thais Arnold Fensterseifer Ilustrações: Henrique Hübner Orientação: Sara Copetti Klohn

Os Músicos de Bremen  

Projeto editorial e gráfico: Thais Arnold Fensterseifer Ilustrações: Henrique Hübner Orientação: Sara Copetti Klohn

Advertisement