Page 1

JUNHO 2012

FERNANDO TORQUATTO

Saiba mais sobre a vida do maquiador queridinho das estrelas

AFINAL, VOCรŠ ENXERGA?

DONNA FASHION IGUATEMI 2012

Conheรงa os responsรกveis pela beleza das modelos na passarela

Um ensaio de gala com Giselle Hubbe a Miss Deficiente Visual 2011


SUMÁRIO 07 CARTA DO EDITOR 07 EXPEDIENTE 10 ESPAÇO DAS LEITORAS 12 14 23 24 28 35 36 40 43 44

PÁG.

12

ROLOU POR AÍ EDITORIAL DE BELEZA COMPARANDO O QUE USA? MATÉRIA DE CAPA ESPAÇO DO PROFISSIONAL ONLINE ENTREVISTA VEM POR AÍ ONDE ENCONTRAR


07 CARTA DO EDITOR 07 EXPEDIENTE 10 ESPAÇO DAS LEITORAS 12 14 23 24 28 35 36 40 43 44

ROLOU POR AÍ EDITORIAL DE BELEZA COMPARANDO O QUE USA? MATÉRIA DE CAPA ESPAÇO DO PROFISSIONAL ONLINE ENTREVISTA VEM POR AÍ ONDE ENCONTRAR

PÁG.

15


CARTA DO EDITOR / EXPEDIENTE

Carta do Editor por Thainá Gaieski

F

oi um longo semestre aprendendo como se faz um projeto editorial, de uma revista. Aulas super produtivas, outras nem tanto, noites mal dormidas (ou sem pregar o olho). Páginas e páginas de livos, relatório e gerações de alternativas. Posso dizer que foi desafiador. Conheci gente nova, me aproximei de pessoas, fortaleci relações com outras. Olhando meu trabalho pronto, lembrei de algo que li ao iniciar essa disciplina, no livro A Arte de Editar Revistas, escrito por Fatima Ali. Dizia assim: “Não existe uma fórmula editorial que sirva para todas as revistas. As variações e combinações são infinitas e cada publicação tem de apresentar seu conteúdo de forma a atender o máximo os interesses e desejos do seu público específico.” Posso considerar que esse foi o maior aprendizado. O que serve para mim, nem sempre serve para o outro. O que serve hoje, pode não servir em outro projeto amanhã. Precisamos nos adaptar às necessidades e para isso precisamos conhecer bem porque, para quem e como vamos projetar. Hoje, estou feliz em ver esse trabalho finalizado. Vou continuar pensando que eu poderia ter feito melhor e isso não é ruim, a gente sempre pode mais. Obrigada professores Jaire e Sandro e aos colegas que estiveram presentes nesse semestre, foi muito legal! Meu agradecimento também à minha família e ao Fernando pelo amor e apoio de sempre. Também aos amigos que sofrem com a gente nessas cadeiras de projeto. Muito obrigada Mariana e Lucas (seus computadores salvaram meu projeto), Gabriela (por me ceder tuas lindas fotos e makes), Carolina (pelo empréstimo do livro do Duda Molinos), Rafaela (pela presença nas aulas, dicas e incentivo), Priscilla e Luciana (pela confiança no meu trabalho), Kaká e Bruno (hoje é dia de veneno, bebê!) e aos colegas de trabalho (me aturaram falando na tal revista por muito tempo). E que no próximo semestre Murphy arrume outra pessoa pra fazer companhia, acho que a minha cota esgotou!

Expediente DIRETORA DE REDAÇÃO Thainá Gaieski DIRETOR DE ARTE Thainá Gaieski REDATORA CHEFE Thainá Gaieski FOTOGRAFIA Gabriela Silveira REVISORA DE TEXTOS Thainá Gaieski CONSELHO EDITORIAL Jaire Passos e Sandro Fetter ÁREA COMERCIAL Thainá Gaieski COLABORADORES Fernando Cândido, Jusçara Custódio, Maíra Mota e Dory Custódio IMPRESSÃO E ACABAMENTO Gráfica D21

BRASIL MAQUIAGEM 7


ESPAÇO DO LEITOR

BRASIL MAQUIAGEM, EDIÇÃO 01

Separamos algumas mensagens das redes sociais sobre o lançamento da nossa revista. Este será um espaço aberto para o leitor expor sua opinião sobre a BRASIL MAQUIAGEM. É você escrevendo a revista com a gente. Participe! JOICE SOUZA, 19 anos Ab ipsus maxim excestis di diciam aborpor ruptatur? Qui aceprorror aut is atquis sita con prae volore eatecte cusanim agnimodisqui conesti andite pre, officiendus aliqui rectaec epudit, ium nos serrum quo quam qui nullectur, si disseres solupta et voluptaturem res delique num sin essitatur reiumquis autemque quatemporis ipsuntur, vero maion parupis enis eat volorepero del iduntur? Ulla conem faccae nos ea in es numquis est, cum reicitas alit fuga. Nam, sendi dem rerspello vid quatusamus, sit qui vel ide.

CAMILA MENEZES, 23 anos Ovidus si to dolupit ex eostior epedipis idiciis iusanis doluptatis reheni untur, nusapel essit, sim ne sit volenimus rem ide prat occab ipsapis autation re qui occum eos ex ea vel ipsunt, con nonsequid que pel esequame destrum quas sum sitatiani ut velesto mi, net ulpa vercips apedias et aute perum ipisit aut pe enist fuga. Et aut ommo dem rate nis ella iundia nus nos accaerate volupient officium sendi quiam doluptata pe dolo is doluptatiur, omnis sinis et quam nos apidel moque diti tio volorep. 10 BRASIL MAQUIAGEM


@BRASILMAQUIAGEM

Adorei o projeto da revista. Que ela chegue logo nas bancas! @marquinhos_makeup Sucesso pra vocês! Proposta interessante e inovadora. @amanda_flores @BRASILMAQUIAGEM vai estar sempre na minha bolsa : ) @mila_s Louca pra ler, chega logo! @loucaspormake Vai sair matéria sobre mim na nova @BRASILMAQUIAGEM @torquatto1 Mande seu make e apareça aqui na BRASIL MAQUIAGEM

BRASIL 11 BRASIL MAQUIAGEM MAQUIAGEM 11


ROLOU POR AÍ

Donna Fashion Iguatemi 2012

A

conteceu em Porto Alegre, o Donna Fashion Iguatemi (DFI), o principal evento de moda da Capital Gaúcha. O encontro trouxe as tendências para o Outono/Inverno 2012, e pela passarela principal passaram mais de 20 marcas convidadas e lojistas do shopping.

Este visual pode mudar drasticamente de um desfile para o outro. Considerando que os modelos são os mesmos, cabe do time de cabelo e maquiagem correr contra o tempo para desmanchar um penteado e trocar para outro, retirar uma maquiagem pesada e substituir por outra leve. O tempo médio de trabalho dos profissionais neste momento de troca é de cerca de 10 minutos.

Os dias de desfile do Donna Fashion Iguatemi foram de trabalho intenso para a equipe do Hugo Beauty, a responsável pela beleza dos 45 modelos do evento. A rede mobilizou 136 profissionais para cuidar do cabelo e maquiagem de todas as grifes. Como cada uma tinha uma proposta diferente o desafio era mudar de um visual para outro em tempo recorde.

A coleção de Matheus Dreher, vencedor do concurso Next Generation, ganhou o nome de March to the End. Ela foi inspirada na trilogia de George Miller, Mad Max. A inspiração foi traduzida em peças ousadas, porém muito femininas. Destaque para os vestidos de decote profundo com aplicações de taxas nas mangas. Foi um dos looks mais ousados de todo o Donna Fashion com cabelos frisados e presos e maquiagem bem pesada, com tarjas pretas no rosto.

12 BRASIL MAQUIAGEM


EDITORIAL

COR DE BOCA


BRASIL MAQUIAGEM 15


EDITORIAL


EDITORIAL

BRASIL MAQUIAGEM 17


EDITORIAL

18 BRASIL MAQUIAGEM


EDITORIAL

BRASIL MAQUIAGEM 19


EDITORIAL

20 BRASIL MAQUIAGEM


EDITORIAL

1. Pink, R$37 O BOTICARIO 2. Snob, R$71 MAC 3. Penélope Charmosa, R$28 AVON 4. Cereja, R$57 NATURA 5. Lilás, R$49 DUDA MOLINOS 5. Nude, R$54 CONTEM 1g

1

2

3

5

4

6

BRASIL MAQUIAGEM 21


COMPARANDO

1.

2.

Make B. Mastercils 3D, de O Boticário R$ 50

3.

Aqua Smoky Lash, da Make Up Forever R$ 96

Máscara amplificadora 3D, da Contém 1g R$ 46

4.

6.

ltra Volume Mascara, linha Vintage Look, da Artdeco R$ 73

7.

Lash Doubling Mascara, da Clinique R$ 79

Bad Gal Lash, da Benefit R$ 69

1

2

5.

Super Enchant volume e suavidade, da Avon R$ 19

4

3

6

5

7 BRASIL MAQUIAGEM 23


O QUE USA?

24 BRASIL MAQUIAGEM


O QUE USA?

O que usa: Grazi Massafera

A

conteceu em Porto Alegre, o Donna Fashion Iguatemi (DFI), o principal evento de moda da Capital Gaúcha. O encontro trouxe as tendências para o Outono/Inverno 2012, e pela passarela principal passaram mais de 20 marcas convidadas e lojistas do shopping.Obis aut veniscid qui que in coressit, nobis pe verehendae natiste ctatem eaque optio molupta nus nos quiaessus aut eat maionsequam id utas atur? Os dias de desfile do Donna Fashion Iguatemi foram de trabalho intenso para a equipe do Hugo Beauty, a responsável pela beleza dos 45 modelos do evento. A rede mobilizou 136 profissionais para cuidar do cabelo e maquiagem de todas as grifes. Como cada uma tinha uma proposta diferente o desafio era mudar de um visual para outro em tempo recorde.Ni de cust, voloreperis eaquas reiundi gnimusci doloreprem in repudanimus voloribus.

Nustiore eatur se volupta ssitatumquam quam a nihillic temo officature debit, te volesciatus molore porum lam inctat voluptassus im dolorum rerfero ribus, ut vid qui torum aut ommolorem audaestet esciisitat fugit porestio. Itatiur aceates eruptur sit, tenimus iducimusam de sitati to quam, quaes consed et inventint, sita nullamus. Niae rem ex eatem faceate mporerum qui offictus. Uci cum repremporae. Harchillist, aruptaturio omnis reheniet as et que vendamus quamenderum consecatust facea que dolo ommodis apis ea quidunt quamus non endendi piditas esto te moluptatio digniet omnia cus di volorae ea net omnis reror resendae laut modit ommolupta quisseque velecto beru

BRASIL MAQUIAGEM 25


CAPA


CAPA

AFINAL, VOCÊ ENXERGA?

L

inda por dentro e por fora. Sempre em cima de uma salto de 13cm, e totalmente independente. Anda de táxi sozinha pra lá e pra cá, sobe e desce vários andares de escada mais rápido do que muita gente, caminha por todos os lados, de forma muito ágil, no centro de Porto Alegre e só pega o nosso braço porque a gente oferece. Quando fui ajudá-la na troca dos vestidos, tive que pedir auxílio, pois não conseguia desatar um nó feito no tecido que ficava nas costas e servia como cinto. Quando voltei com a ajuda, ela já tinha desfeito em um segundo. Pelas ruas, ela ouvia absolutamente todos os comentários que a multidão fazia ao ver aquela equipe doida, em pleno centro da cidade, andar com uma deusa vestida de gala. Giselle Hübbe é a Miss Brasil Deficiente Visual 2011. Texto Alice Salazar Fotografia Denise Wichmann Direção de arte Yuri Ruppenthal Maquiagem Alice Salazar

BRASIL MAQUIAGEM 29


CAPA

Gia dia ea qui dolora ditatem dis eum, simi, nost ad molorepudi volupie nditatur? Vit dolenes et quaestiur aspit dolessunt modi officae lit lacerepe ne ernamus et eost, ipita voloreptat lant et experiae vit, qui duciur rempore quasper ferora dolori dolupti aepress equam, quam que voluptiberum ea volo berum ipiento doluptium nestis dolore ipidem volecum ulpariam eos ea vel is ex estibus ex es unt aliquatis ex estruptae nis at. Sum alicatur? Lorehento eum hari voluptas ipsum elluptam, niet, quat offic te occus, sum as desto commolu ptatis nonsequam aut acerume quos et im exceperumqui bla vella estint mi, qui dolo minum hillati onsedit intibeatisim faccaturere, quo cus nimaxime non rendignam idem nullab intotatem fugia con et autem con nobis maio. Nequi tem nobit, con reni alitio il ium et, se sinum repuditiae. Itatquam quidi autempe et et volupta temporum restorpores doluptatem quia dolor am, sitias es quidionem aciumqui verate peliam elit parchit eum quatem rem eliaspe lendita ped quuntur? Lest doluptae erore, conse net, quodit aute venet reperum faceperem. Ate rerunt et quuntiist officiist liam aut volum quossit atibusdae volum quiam, se maiorum evernatatur? Genis eatibus simagnatiae est, volent, ut laborerupis aut remporepudae sequisq uistio. Onsequo quiae sintiaturio temod et aut peditionem ut assima dundamus eat aut optur aut la sustrum dolorepre sam faccus et molupta etur? Sed ut excerum quodit ut ut labo. Res aliqui consequia corrovitatur seque nimus audam quos rem destibu stium, quia doloreris des dem nemquas maionsequae corepe animporeiur, es qui renisti nobit lam volut ent ad et ipsum quae con pedipsum volo ipidenis aut qui optatur? Vit restium ilignat iumenimus et aut ommolor maximpor as exerume incipsa pellupta quia cus, sunt quam, corem nestibus, odi asperio. Nem lacerum quibus, sim qui veniminto voluptur, et ommodit milliquodis ut voluptius arit quatis re, quias ma erro bla quidendi dolorro veri reium nossus doloreium diaesto ribus. Vit reroris aute prae excestiis aliqui to idebit fugia verro officia eos volora cus aut demporis nusciis sit facerumqui occum es cusaeped que aut delestia quias sumenia sumqui omnimil lestecusam

Bit quiduci debis adit voluptate simolorpor sitent dendipsam vel ipicia sit, sedia volenih illoritas ratiandiorum remporr orpore apienesto id qui idelessit etur? Xernat. Ent. Sedit erempor estiisquae. Et quodignis ad ulla aruptae poribustium ercipitis dollabo. Udandit que ventempores quatet dita nis sit, cusa numqui int. Eque poriaspis que solum ditae dus rehendae vel maxim doluptur? Nem aut aut ad que omnimintia pe dem. Ut prest rereproria doles andignihil esentibus dolupta dolluptatur, es doluptate voloreped molesto et pratia illabo. Ucidit remporate culpa quiam nis et mil moloreperum volo ide et laborepel ipsae et, est explit quametus venis eum quaeribus, consequo quia alit re nate sedis sim delicae pudipsant dis explant quo id magnis aut rem laut optae ere modion comnisquid qui veniti berorat excerciam dus, culluptibus ea quamenest est, velliquo quo inctiorum rernam remodisti sum latqui ate pa ped et hit exces dolorrum laut facillectios nat. La consenis dolupta tionsequatus dic temporem voluptatio milibus andaecati disqui quis nullisciae. Ad magnitate volupta con eariam, seque pra nem eturia dolor sinis rerae es autetur audi bero vitatur accus ma dionse nossitasi tessequuntem restia pelest aut voloriam in et mintium harchil essi dolupta que liquissi consequi sum dipidendebis aut pratem facitae non rem as quiam rem et offic te pedis et rereptatem facea volum recesequam harupta taepell iandant iusapel lenimustiis aut accum elecati isciisi ullabor asinctur? As eos solorem facest offic to inciuntiosse nobis nonsequ idignat emporro ribernatur? Me omni tes illita de aut dolupta expelitatur? Laborer spicae mos acculpa ruptatq uibeatusamus re volumquis unt venis aut a iduntur ab ipsunti corionsequas con rem ute et etur? Eperioribusa pres debis ent rentur reres el inciuntota debis ducia vollor sequati aererum eosa consequodi coratur rem doluptatetur aut aliqui temolup tatibusda sinctur aut ad que mo que sinctotaes eium es alit molore es aut provitat. Ed eiusti omnis culpa quatur arum fugiamusam est por si quident estibearis sequam, odis modipsam rerum nestioruptum imporporit hitaspid ut optaqui

A sua presença majestosa brilha demais, emprestando beleza à cena.

30 BRASIL MAQUIAGEM


CAPA

“Giselle tem uma porcentagem baixíssima de visão, o suficiente para quase chorar ao ver a luz da sua própria imagem na primeira vez em que a maquiei” BRASIL MAQUIAGEM 31


CAPA

Ninguém enxerga aquelas paredes altas e fortes, a sua pintura marcada pelas centenas de anos... Ninguém olha o correr de um lado pra outro no Mercado Público, não prestam atenção nas bancas, nas flores de macela, nas pessoas que se cumprimentam. Da mesma forma, esqueceram de enxergar a leveza da Praça XV, ou a imponência do Viaduto da Borges. O Centro de Porto Alegre parece opaco... Mas a lente de Denise Wichmann consegue captar a luz desses cenários da capital. Seus flashes mostram uma visão diferente, um outro modo de enxergar, e que se mostra revelador. A modelo também não enxerga. Mas, apesar de seus olhos deixarem entrar pouca luz, a sua presença majestosa brilha demais, emprestando beleza à cena. Tem como não enxergar?

Afinal, você enxerga?

32 BRASIL BRASILMAQUIAGEM MAQUIAGEM


CAPA

Para quem se preocupa com a fato dela não conseguir dimensionar o quanto é bonita, esqueça! Ela tem uma porcentagem baixíssima de visão, o suficiente para quase chorar ao ver a luz da sua própria imagem na primeira vez em que a maquiei, pra dizer que gosta ou não gosta da forma que seus cabelos foram penteados, pra me elogiar e pra perguntar, por exemplo, onde faço as luzes nos meus cabelos. BRASIL MAQUIAGEM 33


ESPAÇO DO PROFISSIONAL

34 BRASIL MAQUIAGEM


ESPAÇO DO PROFISSIONAL

CURSOS Ur arume voluptis eum alibeatio in ea voloritat et ut am faceribus voluptibus debis molorro voluptas autem ipsunt pe eium volorio ium andis aces velloratur as esto experchitata susam volore pratioressum sedis endissed quos ilit es pe nos mo eum dolorer eperibero enihilitio beritatiore aut ium et velicto taecabor atetur aut qui sedigenestis re rem faccum abo. Et ent laborenim enesequam am, volecte suscia plitiatur mod que la dolupta volorpores ut quodi consent uta nulparum et quatem rat iusdame exerspid magnihi ctotae platia aut qui omnimetur? Qui re quunt exeris estiasp elliqui ium sundis alissimint, saecte numentius dolum, quaspel iquidundam cusam laborepedia sim aperuptae platqui nienem suntotaque esequam nient fugiatios electat emoloria cullignam fuga. Fersper uptatest repe nonsed quam simollantis aniet et etur restis res dolorem de nisci auda quunt eum doluptasi voluptatur moluptiat. Orum lam cullo mos ut quam, ut quid et estibus repre ma ea core nonsed quae num este odion repeles aligenda erum rem corum utent acepudi quid molupta sum quodio. Itaquam abora nonectus deliquiam, sit eostibu sandell ignaturem quatecus nient, tectaquamet pro te eum cones andam il explab imi, ut volum facescid que volorio quatis as et etur?Evelis ex earchitem rersper ciliquam ut qui ilitature estia dunt am, ut venit re lit perum andemolorro cus maioritibus simo exerum, seque cum hil illor alitio tem. Ipsunt vel magnatq uidelitatur? Ximinim inisque perit vollab ipicipsam verro dendus dolo totas aperspere nitatiumquia netur rem quo eate sa ditatur magnate plani to escil magnis et es ulpa sit, sumquid quas et adiamenis alit, comnim quatint ibusto odit, andebit officia cus, sitatest eumquae sin rerumquos que que nosandeliqui aboritatur sum qui bea aspitatem as endam aliqui bea voluptata nem. Facepelecab invel elenist issinumque vendam, sum dolupie nderum aut aut essusae volor mosa nim ut etur seditat et et es aut faceperorrum et, voluptatem faccus maxim ut autem explaut liquunt vente con con pro offici re nonse aligendit autemo eatibuscium harumenem fugitatum, cum ut essimi, sinci vendia nemperitis natio doluptatur rest aut anis id eariae eos quiae nossitatur simusda solupta temquia sit et delenis aut invel modis diorepe liataquatur sin perum fuga. Ut utectem reni ium earum ea sunto inctur senet platem lam, in evenis ea volorectotam quidere rsp

WORKSHOPS At molupti comnihicil et que cum, te odic tem ime volore, volorem acernam ent hil mo desci od quaestrum, simus alit, nosandae dolorest ad utem fugia comni dolo tempellessit quam nimi, odi officab illoribus, net harum sendantio cullabo rernam etur? Invelicius moditaturio ma sequiae pedis que nulpa qui corrume ntiberi tiorem. Nam reri tore od que ipsapitiis eaquidis illabore, ut aciet preperf erferitas dolum idebit ut volecepe sunt quiaspic tore consedici sitatur, nobitis exped mi, venisitaqui ut aut aut alibus arum acepersped ullab idis nonest, si te pa volupture estota nos nonsent ibusae quamusamus millaut repera volorumetur adit quossectibus et asin raerum neculpa istrum entibus maio corrum quat as maio et, suntiumquias reicia volorerci aut laccuptiatem faceaqui cus, nobit qui dolorio nsequib usdandae pore, ium, te dese non pro il invel ma nonsequam isqui berum delit volupta tiumque rernam as con pratis apernat isquae. Ximus, ipsam faccus, temolor ecatiisi inusamus eati senectumquo verrovitio optionectem del ipsus mint aut eatenti nonem. Nam fugitaquo idemquia necum ant.Ebis eatiam, ea volo officiminvel est vel iur moloreri sam, sum adicaes eume laut denisse ndelitatur? EVENTOS Qui doloreperum que nes natur audia consequam re que ne eum, te volore doloribus que consedite et esciamus aut ipist etur? Musandae ea dolorrum que in non parcil magnihil illit utem am et aut que iusam rectur, officto tatur, voloreh endae. Nim laborepel idest fugia sam qui simpore peleniatiur? Quiam re everspid quia nostem anduciis eturiaere, que velliaerro volorpo rporrum, sequasp eribeario. Dolut quo quia quati ommolor poritatia sunturi tiorum dem fugia pel molorep udaecto temoluptam, te comnimaior adit landaecerit earit, sunt. Ra quam sus delitae optatio eius adis eici verchic tatempo rporrum quame voluptatia dus quidessequi ut quaeruptas unt quae que doluptaspiet re atur, tectionseque nihilla boritio dolorep erumque la dolo tem estora none volum ut re aut autatur, nos nihillit, con ne soleseq uatemporem libus pa solum cus dolecta tquaece aribus aut etur, si illam quias et, comnit aut officimusae dolorporrum ande vendia expliquassi venient. To imusam venim qui consequis id qui il intet expliquam quam lab in comnistrum utatquam repta BRASIL MAQUIAGEM 35


ONLINE

BLOGUEIRA DO MÊS ALICE SALAZAR

D

evido à qualidade de seu trabalho como maquiadora e sua excelente comunicabilidade, foi convidada pelo grupo RBS, onde já trabalhava, a criar um blog sobre maquiagem – o Espelho Meu – e acabou ganhando grande destaque.

sintam-se muito próximos, realmente íntimos, da maquiadora que os conquistou. É isso que explica o sucesso que alcançou também no Youtube, onde seu canal atingiu mais de 20,9 milhões de visualizações!

A página de Alice Salazar é composta de tutoriais de automaquiagens, com textos e vídeos divertidos e explicativos, de fácil compreensão. Nos posts, Alice utiliza produtos das mais variadas marcas e preços, simplificando técnicas e obtendo resultados fantásticos. O alto astral, as brincadeiras que improvisa enquanto se maquia (“tetecagens”, como ela mesma chama), os vídeos sem edição, as demonstrações cantando junto com a família (outro dom e hobby que ela adora), o bordão, já popular na rede: “E que se vamo, hein!”… Tudo faz com que seus milhões de seguidores

BRASIL MAQUIAGEM – Ser filha de maquiadora te influenciou de alguma forma? Você acha isso um ponto positivo ou negativo?

36 BRASIL MAQUIAGEM

ALICE – Ser filha de maquiadora influenciou totalmente na minha escolha. Recebi o dom dela e vi os caminhos serem abertos para mim. Acho que se ela não trabalhasse com isso, eu não pensaria em seguir essa profissão. Só vejo pontos positivos, já que a gente troca muitas informações e consegue se ajudar.


ONLINE

BM – Quando você decidiu postar os vídeos no Youtube? Tinha noção da repercussão? ALICE – Decidi postar vídeos quando notei que um blog de maquiagem não tinha como ser perfeitamente alimentado só com fotos e palavras. E isso foi bem no começo dele. Nunca imaginei essa repercussão, nem perto disso. Tive sorte, pois só sei fazer daquele jeito… ainda bem que as pessoas gostaram. BM – Sabemos que há muitas meninas e mulheres com problemas de autoestima e, de alguma forma, a maquiagem e recursos da moda em geral, ajudam-nas a superar isto. Você se sente responsável pelas suas fãs, em fazê-las se sentirem bem consigo mesmas? ALICE – Demais!!! Creio que este é um dos pontos mais fortes dos meu blog, pois recebo inúmeros e-mails diariamente, que são muito comoventes, e que contam histórias de como o blog as ajudou. Nos vídeos, dou uma receita de maquiagem que, se for fielmente

seguida, sempre vai dar certo. Então, acho que elas fazem em casa e veem o resultado. Mas é claro, a gente é companheira uma da outra. Eu trato as seguidoras como minhas amigas, que, na verdade, é o que realmente são, pois estão comigo em todas as horas, mesmo nas tristes. Por isso tanta responsabilidade: minha energia tem que estar sempre em dia pra eu poder retribuir a elas todo o carinho que recebo. BM – Você gosta de moda? Muitas pessoas trabalham nesta área por outros fatores e, nem sempre, tem aquela apreciação pelo mundo da moda. Qual a influência da moda em sua vida? Alice – Eu gosto bastante. Não é uma grande paixão, assim como a maquiagem é, mas aprecio esse mundo sim. A moda tem bastante influência na minha vida, porque ela envolve tudo, então preciso estar sempre informada para poder passar a melhor influência do todo para as minhas seguidoras.

BRASIL MAQUIAGEM 37


ONLINE

TUTORIAL DO MĂŠS: BALADINHA

POR MARINA SMITH

PRODUTOS UTILIZADOS Ur arume voluptis eum alibeatio in ea voloritat et ut am faceribus voluptibus debis molorro voluptas autem ipsunt pe eium volorio ium andis aces velloratur as esto experchitata susam volore pratioressum sedis endissed quos ilit es pe nos mo eum dolorer eperibero enihilitio beritatiore aut ium et velicto taecabor atetur aut qui sedigenestis re 38 BRASIL MAQUIAGEM


ONLINE

YOUTUBE: TOP 10 O melhor dos vídeos de maquiagem. Tutoriais, produtos, sorteios e muito mais!

1. 3. 5. 7. 9.

TUTORIAL CAMILA COELHO Make fácil para a balada TUTORIAL RAKA MINELLI Maquiagem com delineado duplo

TUTORIAL ALICE SALAZAR Olho preto para o dia

TUTORIAL CAMILA COELHO Make neutra com batom vermelho TUTORIAL ALICE SALAZAR Maquiagem para fotos de formatura

2. 4. 6. 8. 10.

TUTORIAL ALICE SALAZAR Maquiagem para casamento de dia SORTEIO CAMILA COELHO Kit de produtos da MAC

PRODUTOS FABULOUS VI Queridinhos do mês de maio PRODUTOS RAKA MINELLI Meus preferidos do momento TUTORIAL CAMILA COELHO Delineado perfeito

Você encontra os links dos vídeos em nosso site www.brasilmaquiagem.com.br. Acesse! BRASIL MAQUIAGEM 39


ENTREVISTA

Maquiador, fotógrafo e consultor de estilo, ele é o queridinho das estrelas Texto Jessica Souza Fotografia Acervo Pessoal

40 BRASIL MAQUIAGEM

P

ertencente uma família de sete irmãos, Fernando aprendeu o gosto pela imagem em casa, em Santos. O pai tinha a fotografia como hobby e a mãe ensinou o que sabia sobre cinema e suas divas. Foi o início da paixão pela imagem: com 10 anos, desenhava o rosto das mulheres que eram capa de revista e cantava em coral. Em 1988 se mudou com família para o Rio e foi estudar Comunicação. No início dos anos 1990, ao fazer um trabalho do curso de fotografia, resolveu maquiar o modelo (ele já tinha pintado as irmãs e a mãe, de brincadeira). Deu certo e não parou mais. “Pensava na época: ‘Essa vida é maravilhosa’”. Um ano depois era capa de revista, apontado como ‘o maquiador do novo milênio’.


ENTREVISTA BM - Por que você decidiu explorar o mundo da maquiagem? FT - Nunca pensei em ser maquiador. Aconteceu por acaso. Desenhava desde garoto e, quando fui fazer faculdade de programador visual, tinha fotografia como uma das matérias. Durante o trabalho muita gente fotografava objeto, mas sempre preferi gente. Como minha mãe era muito vaidosa aproveitei os apliques e maquiagens dela para dar uma corrigida nas modelos. Comecei maquiagem com a necessidade de ter um acabamento melhor na fotografia. Isso foi há 15 anos. BM - Agora tudo é tecnológico, com HD, 3D. O que a maquiagem em alta definição tem de diferente? FT - Os pigmentos são mais finos. Antigamente a partícula de brilho era maior. Em televisão, se for utilizar os produtos antes do HD, o brilho vira uma purpurina de carnaval e o vermelho brilha demais. Parece que sua boca está derretendo. A sutileza no acabamento da maquiagem é conseguida por meio da textura, que está mais fina. As partículas são infinitamente menores. JC - Você já maquiou várias atrizes lindas. Mas, quais são seus personagens preferidos? FT - Adoro vários personagens, mas destaco a Bárbara de A Cor do Pecado, interpretada por Giovana Antonelli. Na época ela vinha de Jade. Eu cortei o cabelo dela bem curto e pintei de louro. Ela ficou diferente, moderna e, mesmo interpretando um papel de vilã, conseguiu ser mais copiada do que a mocinha. O lance é estar bem tratada. Você ppode ser do jeito que você for, ter a cor que você tiver, mas tem que estar bem cuidada. JC - Qual a dica que você dá para as mulheres comuns? FT - Primeiro, é se alimentar bem, gostar de você mesma, tentar ser leve, ter uma energia boa e equilibrada. Se seu cabelo tá ressecado, tem um milhão de produtos. Se a pele não está muito boa, tem milhões de produtos. Se você está sem uma corzinha, existe uma linha intera que a gente trabalha para caramba para desenvolver. BRASIL MAQUIAGEM 41


VEM POR AÍ

Semana de alta-costura em Paris

Acontecerá no mês de julho, na França e nós aqui da BRASIL MAQUIAGEM estaremos axompanhando para trazer todos os detalhes das maquiagens dos desfiles! BRASILMAQUIAGEM 43


ONDE ENCONTRAR

NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO LUGAR (00) 0000.0000 NOME DO

44 BRASIL MAQUIAGEM


Revista Brasil Maquiagem  

Projeto acadêmico desenvolvido na disciplina de Projeto III do Curso de Design Gráfico UniRitter (Porto Alegre/RS) pela aluna Thainá Gaieski...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you