Page 1

Ano 01 - Edição 004 de Terça-feira, 06 de agosto de 2013


Terça-feira | 06 de agosto de 2013

Página 10

Material que circula nas linhas de ônibus da Região Metropolitana Jornalista responsável: João Lopes Garcia - MTB: 7678 E-mail: teujornal@gmail.com - Fone: (51) 8572 5646 Terça-feira, 06 de agosto de 2013 | Ano 01 - nº 004 | Região de Viamão/RS | Distribuição Gratuita.

Terça, inicia a consulta Popular eleitores a prefeitura contará com diversos pontos de votação espalhados por toda a cidade. Durante os dias de votação pela internet, a população vai encontrar computadores à disposição nos espaços da prefeitura, como postos de saúde, CRAS, entre outros, além de 10 equipes móveis que estarão circulando pela cidade com equipamentos para a população eleger as prioridades de Viamão.

votação das prioridades da Consulta Popular é fundamental para que o município receba recursos significativos do orçamento estadual. Cabe destacar que algumas obras realizadas em Viamão pelo Governo do Estado são com recursos oriundos da escolha da população através da Consulta Popular. Para este ano estão previstas as obras eleitas com o prioridade na consulta de 2012, que inclui o asfaltamento de toda linha de ônibus da Estalagem, das ruas Itati e Wenceslau, na Santa Isabel e de pavimentação asfáltica de um trecho da Estrada da Branquinha, na Universal.

A partir das 8 horas da manhã desta terça-feira, 06, os gaúchos poderão eleger as prioridades de investimento no Sistema Estadual de Participação Popular Cidadã. Pela internet a votação segue até às 23h59min da quarta-feira, dia 7, pelo site www.participa.rs.gov.br, e o voto por cédula poderá ser feito nos diversos pontos da cidade no dia 07, das 7h às 18h.

No dia 7, para escolha através de urnas, haverá um ponto de votação na Praça da Santa Isabel e na Caixa d’água, no centro. Ainda para votação por cédula, todas as escolas municipais estarão com urnas disponíveis para participação da comunidade.

Todo cidadão que tenha título de eleitor pode participar da consulta e eleger as prioridades para sua cidade.

Para mobilizar o maior número de

A participação da comunidade na

Fonte: www.viamao.rs.gov.br

João Garcia

Mujica aceita referendo Sem apoio popular, Mujica aceita referendo para decisão sobre liberação da maconha no Uruguai

bloguedogarcia@gmail.com - @joaoradio

O Futebol não é a Ilha da Fantasia. Houve um tempo em que todos pensavam ser o futebol uma Ilha da Fantasia, pois, não importava o que acontecia no entorno, na economia, no comportamento, o futebol estava fora dessa influência. Mudou! mas ainda temos ilhotas que insistem naquela verdade que era uma Mentira. Ainda temos jogadores ganhando além da capacidade dos clubes e clubes endividando-se para cumprir, quase indo a falência. Fosse na Europa faliriam. No Brasil as dividas dos clubes empurradas com a barriga, revelam situações de perigo para o Futuro dos mesmos. Muito recentemente jogadores do Flamengo do Rio, sabiam que não iriam receber o que tinham acertado em contrato, dai vem às demandas judiciais na Justiça do Trabalho, que são impressionantemente grandes. Não escapam Grêmio e Inter com suas dividas trabalhistas gigantescas e processos que somam acima de 450 processos na Justiça do Trabalho. De toda ordem, jogadores, funcionários, ex-jogadores, todos cobrando dos clubes o que não foi cumprido. Não pensem que algum clube escapa disso. Nenhum, da primeira, da segunda da terceira e da décima divisão, se existisse. Já disse aqui, que falta Gestão e esta é apenas a faceta mais feia dos clubes de Futebol. O advento dos novos estádios vai sacudir isso, porque as arenas e os estádios serão administrados pelos parceiros e o clube. Parceiros que são empresas organizadas e querem lucros e os clubes, desorganizados como sempre. Vejam o conflito. Já começou com Grêmio e OAS e vai esparramar-se pelos outros. Prevejo dias difíceis.

João Garcia Apresentador e comentarista da RTV Bandeirantes de Poa

Com a popularidade em queda, o presidente uruguaio José Mujica afirmou que considera a possibilidade de realização de um referendo sobre o projeto de lei que legaliza a maconha. O texto proposto pelo governo foi aprovado na última semana na Câmara dos Deputados e deve ser endossado tranqüilamente pela maioria governista no

Senado, podendo ser transformado em lei ainda este ano. Mas falta o apoio mais importante: o da população, já que 63% dos uruguaios rejeitam a proposta. Ao jornal uruguaio La República, o presidente disse que “há muito a ser trabalhado no tema e lamentavelmente a maioria das pessoas não tem informação”. Disse ainda que não vai se opor a uma proposta de realização de referendo com a qual a oposição trabalha.

Kadu Schwartzhaupt

DIRETO DO BUNKER kaduschwartzhaupt@gmail.com | 51 983 45645

Vá com Deus meu tio Hoje (04.08.13) perdi meu tio, havia muito tempo que não nos víamos, porém nutria um grande respeito por ele, quando eu era guri, ele já era um jovem que junto com meu primo Vando, vivia aprontando. Aos seis anos comecei uma coleção de chaveiros, incentivado por ele, sempre que voltava das suas viagens, sempre me trazia um, cheguei a uma centena.

Minha infância Naquela época, morávamos em uma casa de madeira, as telhas eram de barro, perto de minha cabeceira tinha uma goteira, que tapei com uma cartolina, nesta cartolina tinha um desenho. Eram várias montanhas, muitas árvores, uma delas era gigante que mostrava as raízes, e era coberta de grandes frutas vermelhas, na sua frente tinha um riacho, que ficava logo abaixo do barranco, no céu, tinha muitos pássaros, algumas nuvens, e de dentro da montanha nascia o sol. Este desenho foi rabiscado pelo meu tio Miguel, e por incrível que pareça é a única coisa que aprendi a desenhar até os dias de hoje.

A vida era diferente Meu tio era um cara “maneiro”, quando minha mãe e meu pai iam trabalhar nossa casa ficava movimentada, eram as amigas do meu tio, passavam o dia por lá, eu gostava da bagunça que aquela turma fazia.

Política Meu tio sumiu por um longo tempo, nos mudamos, e de vez em quando recebíamos notícia dele. Envolveu-se com política, concorreu a vereador em Viamão, Rio Pardo, e chegou a se eleger em São Gabriel, e ultimamente morava em Lavras do Sul. Acredito que sofri muita sua influência, gostava do jeito que ele vivia a vida. Hoje acabou, fui me despedir do “cara” que quando eu era menino, queria ser. Viveu pouco, mas fez tudo que quis e viveu bem. Vá com Deus meu tio, descanse em paz, aqui ficaram vários que sempre te admiraram.

Política Nessas horas é que você percebe que o tudo que você faz, é tão pequeno e insignificante, que às vezes dá vontade de largar tudo, porque toda energia que você gasta para construir algo melhor, acaba se perdendo no emaranhado de vaidades, de rancores, de inveja e de ódio que as pessoas acabam nutrindo contra o que você faz, não contra você, exatamente isso, contra as coisas boas que você faz, constrói, cria e produz.

(Fonte: Polibio Braga)

Anuncie Aqui!

51 8457 8902


Terça-feira | 06 de agosto de 2013

Página 11

Tomaz

Wonghon

FALA DO PROFESSOR professortomaz@gmail.com

Ações de rua e prática de cidadania

Campanha do Agasalho 2013 A secretaria de cidadania e assistência social (SMCAS) recebeu na manhã do sábado, 27, do Grupo Escoteiro Irmão Dionysio Tonial, as doações arrecadadas pelo grupo em ação solidária para a Campanha do Agasalho 2013 promovida pela SMCAS. A entrega dos agasalhos ocorreu na Praça Júlio de Castilhos

e contou com a presença do viceprefeito, André Pacheco, e da secretária de assistência social, Belamar Pinheiro. A Campanha do Agasalho 2013 teve início no começo do mês de junho e extende-se até o final deste mês. Os interessados em colaborar com a campanha podem doar

roupas, sapatos e cobertores em bom estado e a doações podem ser depositadas nas caixas de coleta da campanha disponíveis nas repartições públicas, escolas, postos de saúde, e comércio em geral. Fonte: www.viamao.rs.gov.br

Segundo semestre em baixa Os três indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe apontam para uma piora nas condições de emprego no país. A Taxa de Desemprego Antecipada para julho, calculada com os dados imediatamente disponíveis na Internet e na base de dados da Catho, foi estimada em 6,1%. Esse valor é maior do que os 6,0% registrados pelo IBGE em junho e 0,6 ponto percentual maior do que em julho de 2012. Além disso, o Índice Catho-Fipe de Vagas por Candidato (IVC) caiu 3% em relação ao mês anterior, já descontados os efeitos sazonais. Ou seja, em julho a concorrência por um novo emprego ficou relativamente maior do que em junho. Esses movimentos também se refletiram nos salários ofertados. Com ganhos de 2,6% acima da inflação, o Índice Catho-Fipe de Salários Ofertados registrou o menor aumento real no acumulado em 12 meses desde dezembro de 2011. Também em

termos reais, o salário médio anunciado subiu 0,3% em julho de 2013. No mesmo mês do ano anterior, a variação mensal havia sido de 3,1% e o aumento em 12 meses era de 9%.

Taxa de Desemprego Antecipada - Ao compilar e processar informações de currículos, anúncios de vagas e de contratações disponibilizados pela Catho, a Fipe calcula uma estimativa para a taxa de desemprego da Pesquisa Mensal de Emprego (PME/IBGE)*. A e s t i m a t i v a d a Ta x a d e Desemprego Antecipada de julho de 2013 é de 6,1% que, se confirmada,

será a maior desde março de 2012. A estimativa da Taxa de Desemprego Antecipada é feita por meio da técnica do “nowcasting”, que utiliza dados disponibilizados em “tempo real” para produzir informações e estatísticas precisas, sem a necessidade de esperar semanas ou meses até os institutos de pesquisa divulgarem os indicadores oficiais e defasados. No caso da Taxa de Desemprego, a Fipe cruza informa-ções obtidas com buscas na Internet (por meio de palavras chave relacionadas a emprego, por exemplo) com informações de vagas, candidatos e contratações da Catho, além de outros dados econômicos e também a própria série da PME dos meses anteriores para estimar a taxa de desemprego do mês corrente, sempre divulgada no último dia útil do mês. Fonte: www.i-press.biz

Ferragem

Stº Onofre Av. Narciso Goulart de Aguiar, 875

Compre e valorize o comércio local esta é daqui .

Anuncie Aqui!

51 8457 8902

As manifestações deste semestre causaram as mais diversas emoções no país inteiro. Sentimento de medo em alguns, não apenas pela ação de vândalos oportunistas e em percentual baixíssimo em relação ao total de participantes, mas sobretudo por sentirem-se desestabilizados em suas “vidinhas comuns” de manutenção da sobrevivência e longe do “pensar”. Sentimento de nostalgia naqueles que tempos atrás saíram às ruas, enfrentaram anos de chumbo, reafirmaram convicções e lutaram por elas. Sentimento de euforia aos estreantes em movimentos sociais que descobriram “serem capazes” de exigir novas condutas públicas. Muitos são os setores em que devemos exigir avanços: educação, saúde, transporte, habitação etc... Mas convenhamos, os avanços resultam de ações políticas: projetos, programas, gestão. No próximo ano haverá eleições. Muitos avanços exigidos resultarão dos próximos eleitos. Então, desculpa, mas não dá para aceitar que se chegue a uma nova eleição sem que, no mínimo, alguns pontos fundamentais sejam alterados nas regras de disputa. Há que garantir qualidade no processo de escolha já agora, porque os eleitos de 2014 ficarão nos cargos até 2018. É aí que você quer ver as regras alteradas? Duvido! Tomaz Wonghon Professor

Panambra

Venha fazer um

Best Drive Nova Saveiro Carregada de aventura.

Edição n° 004  

Edição n° 004

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you