Page 1

Borbense

Campo Maior foi palco de

duelo ibérico em futsal Desporto [págs. 8 e 9]

goleado em Monte do Trigo C.F. Estremoz soma e segue

Publicação quinzenal I Propriedade: Mediaborba, Lda. I Director: David Guégués

Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011 I Preço (IVA incluído): 0,50 euros I terrasbrancas@net.sapo.pt

José Geadas participou no livro “PAR – Paixão, Amor e Romance” [pág. 2]

1ª Sessão de participação das candidaturas seleccionadas nos Apelos 21 [pág. 3] Dormidas nos barcos-casa no Alqueva subiram 21% em 2010 [pág. 5]

Novas regras para transporte de doentes

[pág. 6]

“ Foi uma forma desonesta de tentar poupar dinheiro” Joaquim Branco, Comandante dos Bombeiros de Borba, em entrevista ao Terras Brancas

Resultados na Zona dos Mármores, distrito e nacionais [pág. 7]

Fórum Cultural de Alandroal recebeu experiência cinematográfica inovadora [pág. 4]


2

Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

[Notícias]

[Editorial]

Fogueira latente Muito embora e só agora, aparentemente, as manifestações de revolta que estão surgindo um pouco por toda a África, não são fruto do acaso mas sim de muitas décadas de uma falta de senso comum e duma falta de humanismo alarmante, pois, como todos sabem, toda a gente nasce da mesma maneira e, logicamente, terá os mesmos direitos e obrigações, principalmente a de tratar todos os seus congéneres da mesma forma como gostam de ser tratados. Mas, também é certo que, estes princípios, não são aplicados a pessoas doentes mentais e/ou sem sentido comum, mas, parece que, salvo raras excepções, as pessoas que actualmente “mandam” no Mundo, englobam-se nestes últimos grupos, e, como tal, é bem possível que, a curto prazo, os gritos de revolta do vizinho continente africano tenham eco aqui na Europa. Razões existem e muitas, falta uma mecha. David Guégués

José Geadas participou no livro “PAR – Paixão, Amor e Romance” José Geadas participou no livro “PAR – Paixão, Amor e Romance”, da autoria de António Murteira da Silva e Rui Cardoso, sob chancela da Bertrand Editora, lançado no dia 21 de Janeiro, em que 80 figuras da nossa sociedade sugerem-lhe músicas românticas, receitas para jantares especiais a dois e escapadinhas únicas em Portugal, todas elas seguindo o mote dado por uma história romântica. Além do jovem fadistas borbense, participaram Serenella Andrade, Paula Bobone, Clara de Sousa, Lili Caneças, Maria de Belém Roseira, Patrícia Candoso, Mónica Sintra, Adelaide Ferreira, Domingos Paciência, Tozé Martinho, Sousa Cintra, Vitor Sobral, Francisco Moita Flores, FF, Pedro Couceiro, Rui Unas, Heitor Lourenço, Fernando Alvim, Olivier, Diogo Beja, Chakall, entre outros. O livro ideal para oferecer a quem ama, seja a sua cara-metade, amigos ou família. No “PAR – Paixão, Amor e Romance” encontrará ainda vouchers com descontos em vários locais para

poder mimar ainda mais aquela pessoa que lhe é tão especial. A juntar a tudo isto, o livro tem uma forte componente de solidariedade social, pois parte dos lucros reverte a favor das associações APAV e Raríssimas.

José Miranda apresenta novo livro

Torne-se assinante Ligue o 268 894 580

No próximo Sábado, 5 de Fevereiro, José António Letras Miranda e o Centro de Cultura e Desporto da Freguesia Matriz apresentam a nova publicação do autor de Rio de Moinhos, o livro de poesia Popular “Campos de Esperança”. A cerimónia vai decorrer no Auditório do Palacete dos Melos, e contará com a actuação dos fadistas José Luís Geadas, João Ficalho e outros amigos do poeta.

Agência de Viagens e Turismo Rainha Santa Isabel Largo Combatentes da Grande Guerra, 9 e 10 7100 - 111 Estremoz Telefone: 268 333 228 | Fax: 268 333 285 * Turismo Sénior – PALMA DE MAIORCA – 2, 9, 16 e 23 de Fevereiro e mais datas até Abril!! APROVEITE * Fim de semana com Fados em Lisboa – PATEO DE ALFAMA – Dias 5 e 6 de Fevereiro * Almoço no Restaurante Tromba Rija [Marrazes] – Visita ao Museu do Vidro na Marinha Grande – 6 de Fevereiro * Saúde, Bem-Estar e Natureza – S. Pedro do Sul, Vouzela, Aveiro, São Macário, Caramulo, Viseu – De 6 a 13 de Fevereiro * Salamanca, Serra da Penha de França, La Alberca e Ciudad Rodrigo – 12 e 13 de Fevereiro * MADRID – Por ocasião da ARCO Feira Internacional de Arte Contemporânea – De 18 a 20 de Fevereiro * ROTA DOS JUDEUS – Dia 19 e 20 de Fevereiro – Castelo de Vide, Belmonte, Sortelha, Guarda, Sabugal, Serra da Malcata e Penamacor * FADO – A HISTÓRIA DE UM POVO – Dia 20 de Fevereiro * MARINA D’OR – DE 20 A 27 DE FEVEREIRO – Oropesa del Mar – Super Oferta * Fim-de-semana na Costa Oeste – Nazaré, São Martinho do Porto, Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche e Jardim Buddha Éden – Dias 26 e 27 de Fevereiro * Almoço de leitão na Bairrada – Rui dos Leitões – Dia 27 de Fevereiro * Excursão ao Santuário de Fátima – Dia 27 de Fevereiro * Índia – Triângulo Dourado e Goa – De 2 a 14 de Março * Costa da Luz e Costa Ballena – De 5 a 8 de Março – Huelva, Matalascañas, El Rocio, Arcos de la Frontera, Puerto de Sta. Maria, Sanlúcar de Barrameda, entre outros * ALMOÇO DE CARNAVAL – RESTAURANTE FANDANGO EM BENAVENTE E VISITA AO MUSEU DOS PATUDOS – DIA 8 DE MARÇO

Consulte-nos para mais informações e detalhes!

SEDE: Av. do Povo, 48 a 52 - 7150 BORBA – Telefs.: 268894218 – 268894644 – Fax: 268894644 DELEGAÇÃO: Rua Combatentes Ultramar, 30 – Telef./Fax: 268801493 RIO DE MOINHOS


Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

Nova Loja de Ortopedia, Ajudas Técnicas e conforto A Clínica Fonte de Saúde, Lda inaugurou no passado dia 22 de Janeiro de 2011, uma nova área de saúde nas suas instalações em Borba. Dispondo actualmente de uma zona exclusiva dedicada ao comércio de produtos ortopédicos, ajudas técnicas e de conforto, permitindo que os que mais precisam, vivam melhor e com mais autonomia. Esta área permite a venda de artigos a toda a população do concelho e concelhos limítrofes, e bem como o fornecimento especializado de produtos a Lares e Casas de Repouso de Idosos, Centros de Saúde, Clínicas Privadas e demais empresas da área da

saúde. Neste novo espaço pode encontrar entre outros produtos, cadeiras de rodas, camas articuladas, colchões antí-escaras, almofadas ortopédicas, alteadores de sanita, andarilhos, canadianas e bengalas, punhos elásticos, cotoveleiras, imobilizadores diversos, colares, meias descanço, socas hospitalares e de conforto, cintas, cintas maternas, meias para diabéticos, ajudas para banho/ wc e muito mais a preços económicos, dispondo também de preços especiais para instituições e idosos.

1ª Sessão de participação das candidaturas seleccionadas nos Apelos 21 No âmbito da Agenda 21 Local, decorreram os “Apelos 21”, aos quais a comunidade local, bairros e freguesias, se puderam candidatar, tendo sido seleccionados, pelos Apelos 21 Bairro, a candidatura do Bairro de Santiago e pelos Apelos 21 freguesias, a candidatura das Junta de Freguesia de Glória e de Santo André, que para além da ajuda financeira irão receber apoio técnico e organizativo da Equipa da Agenda 21. No seguimento desse apoio foram agendadas sessões de participação, tendo a primeira decorrido no passado dia 27 de Janeiro na Casa de Estremoz, relativamente à Junta de Freguesia de Santo André.

Posteriormente serão realizadas mais duas sessões, hoje pelas 20.30h no Auditório da Casa de Estremoz, referente ao Bairro de Santiago e uma outra a 23 de Fevereiro, pelas 18.00h, alusivo à Junta de Freguesia da Glória, tendo lugar nas instalações da respectiva junta. Os “Apelos 21” são uma iniciativa conjunta da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), da Câmara Municipal de Estremoz e do Civitas21 – Comunidades Sustentáveis, no âmbito da Operação “Elaboração e Implementação da Agenda 21 Local do Alentejo Central” financiada pelo INALENTEJO.

“Púcaros e Pucarinhos” no Museu Municipal de Estremoz No passado dia 21 de Janeiro o Serviço Educativo do Museu Municipal recebeu, mais uma vez, alunos do 1º ciclo para realizarem a actividade “Púcaros e Pucarinhos”. Esta actividade faz uma viagem pela história da Olaria de Estremoz e os mais novos são levados a descobrir os objectos e a decoração que a caracterizam, proporciona-lhes a oportunidade de experimentarem trabalhar na roda de oleiro e

executar uma peça que irão decorar com motivos inspirados na decoração típica da Olaria de Estremoz. Para além desta acção, o Museu Municipal tem outras actividades disponíveis, de Terça a SextaFeira, não só para a comunidade escolar, como também para o público em geral, tais como: “Visita Guiada ao Museu Municipal” (público em geral); “Visita Guiada ao Museu Rural” (público em geral); “História e Modelação de um Boneco de Estremoz” (jardins-deinfância e escolas do 1º, 2º e 3º ciclo); “As Sensações” (jardinsde-infância); “Púcaros e MUNICÍPIO DE BORBA Pucarinhos” (jardins-de-infância Praça da República - 7150-249 Borba . Telef.: 268 891 630 . Fax: 268 894 806 http://www.cm-borba.pt - Contribuinte n.º 503 956 546 e escolas do 1º ciclo); “Histórias do Canto da Chaminé” (jardins-deAVISO infância e escolas do 1º ciclo).

Para efeitos do disposto no artigo 1º da Lei n.º 26/94, de 19 de Agosto, tornase público que a Câmara Municipal de Borba, no decurso do 2º Semestre de 2010 efectuou as seguintes transferências, a título de subsídio: Entidade Beneficiária Agrupamento de Escolas do Concelho de Borba Associação Borba Jovem Associação Dadores Benévolos de Sangue Orada Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Borba Associação Reformados e Pensionistas Borba Associação Portuguesa de Deficientes Casa da Cultura da Orada Centro Cultural de Borba Centro Cultural Desporto da Freguesia da Matriz Clube Rugby de Borba Grupo Desportivo e Cultural da Nora Grupo Recreativo e Cultural Festas S. Tiago Rio de Moinhos Serviços Sociais Trabalhadores da Câmara M. Borba Santa Casa da Misericórdia de Borba Sport Clube Borbense Subsídio a Estudantes TOTAL

Borba, 20 de Janeiro de 2011 O Presidente da Câmara, (Dr. Ângelo João Guarda Verdades de Sá)

Valor 2.826, 88 1.638,71 500,00 7.102,48 992,36 116,40 1.021,66 16..016,40 421,87 631,29 780,00 400,00 1.863,53 33.250,00 6.085,50 6.225,00 79.872,08

3

Núcleo Sportinguista de Estremoz foi a votos O núcleo Sportinguista de Estremoz realizou, no passado dia 21 de Janeiro de 2011, pelas 21.00h, a sua assembleia Geral Ordinária. As contas do Ano anterior foram aprovadas por aclamação, numa assembleia-geral muito concorrida. Da ordem de trabalhos fazia parte também a eleição dos novos corpos sociais para o presente ano de 2011. Uma única Lista concorreu à eleição, precisamente com os mesmos elementos do ano transacto, tratando-se assim de uma recondução. No habitual balanço de mandato, José Manuel Rebola, Presidente da Direcção, salientou com satisfação a saúde e vitalidade do Núcleo Estremocense, do seu património, gestão e projectos

futuros. Referiu a clara afirmação do Núcleo Sportinguista de Estremoz como colectividade do concelho, na prestação de verdadeiro serviço público e bem-estar aos seus associados que frequentam a sede social. Saliente-se o entusiasmo com que defendeu a mobilização para em conjunto, em unidade, e na qualidade de verdadeiros sportinguistas, continuar a apoiar o Sporting Clube de Portugal, como casa mãe da causa e paixão leoninas, através de idas a Alvalade apoiar a equipa de futebol, participação no próximo acto eleitoral do clube, ajuda e compreensão no momento menos bom da vida do clube.

Inscrições no Programa de Ocupação Temporária de Jovens de Vila Viçosa O Município de Vila Viçosa instituiu, recentemente, o Programa de Ocupação Municipal Temporária de Jovens (OMTJ), uma iniciativa destinada a jovens à procura do primeiro emprego, ou desempregados, com idades compreendidas entre os 18 e os 25 anos, residentes no concelho. Este programa tem como principais objectivos promover a aproximação a actividades profissionais enriquecedoras e encaminhadas para a aquisição de conhecimentos; fomentar valores de companheirismo e relacionais e proporcionar aos jovens um contacto efectivo com o mundo laboral, através de experiências práticas. As actividades podem ser desenvolvidas nas áreas da educação, património e cultura, desporto, saúde, acção social, ambiente e protecção civil, apoio a idosos e a crianças e manutenção de equipamentos, espaços públicos e parques infantis. Para o ano de 2011, a autarquia definiu a

abertura de dez estágios, com uma duração variável entre um e nove meses, durante os quais será atribuída aos jovens uma bolsa no valor de 300 euros, destinada exclusivamente a ajudar nas despesas que surjam do desenvolvimento das actividades. No final os jovens recebem um certificado de participação que atesta a realização do projecto, a identificação da área e actividades desenvolvidas no decorrer do programa OMTL. As inscrições para o Programa de Ocupação Municipal Temporária de Jovens decorrem até ao próximo dia 28 de Fevereiro. Os jovens entre os 18 e os 25 anos, residentes no concelho, à procura do primeiro emprego, ou desempregados, podem candidatar-se a um dos dez estágios que a autarquia oferece, com o objectivo de lhes proporcionar um contacto efectivo com o mundo laboral.

Aulas de teatro na Universidade Sénior de Alandroal Já iniciaram as aulas de teatro para os alunos do pólo de Alandroal da Universidade Sénior/ Escola Popular Túlio Espanca. O Fórum Cultural de Alandroal recebeu, no passado dia 20 de Janeiro, a primeira sessão de trabalho, dirigida por Rosário Gonzaga, actriz do Centro de Artes Dramáticas de Évora (CENDREV), e que contou com a presença de mais de uma dezena de

€ € € € € € € € € € € € € € € € €

LOJA 1: LARGO DOS COMBATENTES DA GRANDE GUERRA, 19-19 A Tel e Fax: 268 894 645 I só Tel: 268 082 294 LOJA 2: RUA DE S. BARTOLOMEU, 57 - Tlm.: 961 508 910 I 965 520 568 LOJA 3: RUA DE MONTES CLAROS - Tlm.: 967 826 169 - 7150 BORBA

alandroalenses com vontade de “experimentar” o teatro. Esta primeira reunião, que decorreu de forma bastante descontraída e informal, serviu essencialmente para a apresentação dos presentes e para delinear a abordagem mais adequada às aulas, tendo em conta a disponibilidade e os objectivos individuais de cada um. Assim, ficou decidido que as aulas irão decorrer nas segundas e quintas-feiras, a partir das 19:00 horas. Nesta primeira reunião ficou ainda estabelecido que todos os participantes deverão contribuir com ideias e sugestões, para que, entre todos, se chegue a um tema final, que irá depois ser trabalhado para ser apresentado no próximo verão, já como peça de teatro. No final da reunião todos os presentes se mostraram bastante satisfeitos com o decorrer dos trabalhos e não se inibiriam de mostrar o seu entusiasmo. As inscrições para o Pólo de Alandroal da Universidade Sénior/Escola Popular Túlio FÁBRICA: RUA PEDRO NUNES Espanca continuam abertas no sector ZONA INDUSTRIAL, LOTE 47 de Acção Social da Câmara 7150 BORBA Municipal de Alandroal. Tlm.: 962 896 679 - 965 554 292


4

Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

Fórum Cultural de Alandroal recebeu experiência cinematográfica inovadora O Fórum Cultural e Transfronteiriço de Alandroal viveu, no passado dia 22 de Janeiro, uma noite memorável, com a exibição de uma sessão de cinema inovadora, que despertou a curiosidade de muitos munícipes. O filme mudo “O Garoto”, de Charles Chaplin, foi exibido com banda sonora interpretada ao vivo, pela Banda da Escola de Musica do Centro Cultural de Alandroal, acompanhada pelos músicos Óscar Graça (piano) e Nuno Costa (guitarra). Apesar do frio que se fez sentir na noite de dia 22 de Janeiro, muitos foram os munícipes que não quiseram deixar de comparecer no Fórum Cultural de Alandroal, para participar nesta experiência cinematográfica inovadora. Há qualidade e graciosidade do filme visionado juntou-se a brilhante interpretação musical que facilmente “transportou” os espectadores para o cenário do filme. Foram 65

minutos de uma experiência única e intensa, em que os espectadores acabaram por se abstrair da música e entrar nas peripécias e boa disposição característica do Charlot. A sincronização perfeita entre a imagem e a música conduziu os presentes a uma sessão de cinema do século XXI quando, de facto, se tratava de um filme mudo, de uma época em que o cinema dava os primeiros passos.

Autarquia, Bombeiros e Comissão de Melhoramentos de Sousel assinam protocolo com a APPACDM No dia 19 de Janeiro, na sala das sessões dos Paços do Concelho, celebrou-se entre a Câmara Municipal de Sousel, Associação Humani, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários

de Sousel, a Comissão Concelho de Sousel (CMCS) e a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental de Portalegre (APPACDM), um Protocolo de Colaboração cujo

objectivo é a promoção do desenvolvimento e integração de crianças e jovens com deficiência, do Concelho de Sousel. Seguindo uma planificação integrada de serviços de apoio, a APPACDM fomenta o desenvolvimento das capacidades académicas e o desenvolvimento dos jovens através da estimulação sensorial, perceptiva, cognitiva e motora. A Câmara Municipal de Sousel, líder deste Projecto, em parceria com as restantes Associações asseguram o transporte e os recursos humanos necessários às varias deslocações a Portalegre, onde os jovens poderão beneficiar de uma série de actividades, nomeadamente hidroterapia,

hipoterapia, rugby, e ténis. Na quinta pedagógica desenvolvem ainda competências e estímulos fundamentais ao seu desenvolvimento e sociabilização. Segundo o Presidente da Câmara Municipal de Sousel, Armando Varela, este foi o primeiro de muitos passos que a Câmara Municipal de Sousel pretende dar para que, a médio prazo, seja possível conceber, em Sousel, uma resposta social semelhante, cuja inexistência condiciona a integração social e comunitária de indivíduos portadores de deficiência. “O combate à exclusão é uma prioridade, deste executivo”, afirmou o Autarca.

Livro “Fruta escolar.come” vai incentivar o consumo de fruta aos alunos de Reguengos de Monsaraz O livro “Fruta escolar.come”, produzido pelo Município de Reguengos de Monsaraz para incentivar o consumo de fruta aos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico, já está a ser distribuído nas escolas do concelho. Esta publicação está integrada no Programa Regime de Fruta Escolar, que promove a distribuição gratuita de fruta dois dias por semana durante o lanche da tarde. Neste ano lectivo, durante os meses de Novembro e de Dezembro, o Município de Reguengos de Monsaraz entregou quase 700 quilos de fruta que beneficiaram cerca de 500 crianças. A implementação deste programa tem como objectivo principal a promoção de hábitos alimentares saudáveis, através da introdução ou do reforço de boas práticas na alimentação das crianças, de forma a disseminar comportamentos benéficos para a saúde da população. O programa visa também actuar nas vertentes da saúde pública,

MUNICÍPIO DE BORBA

MUNICÍPIO DE BORBA

Praça da República - 7150-249 Borba . Telef.: 268 891 630 . Fax: 268 894 806 http://www.cm-borba.pt - Contribuinte n.º 503 956 546

Praça da República - 7150-249 Borba . Telef.: 268 891 630 . Fax: 268 894 806 http://www.cm-borba.pt - Contribuinte n.º 503 956 546

EDITAL

EDITAL

A Câmara Municipal de Borba, reunida ordinariamente em 19 de Janeiro de 2011, pelas 10:00 horas, no Salão Nobre dos Paços do Município, estando presentes os Senhores vereadores Artur João Rebola Pombeiro, Humberto Luís Russo Ratado, Joaquim José Serra Silva e ausente a Senhora vereadora Rosa Maria Basílio Véstia, sob a presidência do Senhor Ângelo João Guarda Verdades de Sá, e em conformidade com o nº.4 do artigo 92º da Lei nº.169/99 de 18 de Setembro na nova redacção dada pela Lei nº.5-A/2002, de 11 de Janeiro, torna público que foram tomadas as seguintes deliberações relativamente aos pontos abaixo indicados. Ponto 2. Ordem do Dia: Ponto 2.1 – Substituição de um dos representantes do Município de Borba no Conselho Geral de Educação do Agrupamento de Escolas – Deliberado, por maioria, aprovar a proposta apresentada pelo vereador do pelouro sendo a substituição assegurada pelo funcionário João Carlos Bilro Oliveira. Ponto 2.2 – Cedência do Direito de Superfície – Deliberado, por unanimidade, ceder a título gratuito ao Agrupamento de Centros de Saúde – Alentejo Central, pelo período necessário à instalação e funcionamento do equipamento de saúde, durante o período de vida útil do mesmo, estimado em 20 anos (se for feita a devida manutenção), com possibilidade de renovação, o direito de superfície de uma área de 90 m2 do prédio rústico, inscrito sob o artigo Z :46 F, da freguesia de Rio de Moinhos. Ponto 2.3 – Marcação de Sorteio para Venda de Lotes Habitacionais para Jovens – Deliberado, por unanimidade, marcar o referido sorteio para dia 17 de Fevereiro/2011, pelas 10:30 horas, a realizar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, para venda dos lotes disponíveis no Loteamento Habitacional do Forno – Orada; Loteamento Habitacional da Nave – Nora; Loteamento na Tapada do Clérigo – Rio de Moinhos e Loteamento Habitacional de São Tiago de Rio de Moinhos. Ponto 2.4 – Abertura de procedimento para cedência de exploração do Restaurante sito no Jardim Municipal – Deliberado, por unanimidade, dar início ao procedimento para contratação de cedência de exploração do referido restaurante, para apresentação de propostas até às 17:00 horas do dia 28 de Fevereiro de 2011. Ponto 2.5 – Apoio a Entidades e Organismos – Deliberado, por unanimidade, aprovar o apoio técnico prestado, à Fábrica de Igreja Paroquial de S. Bartolomeu, na execução do projecto de especialidades para a obra de alteração/conservação da cobertura do edifício sito na Rua de S. Bartolomeu, nº.15 em Borba.

CONTRATAÇÃO DA CEDÊNCIA DE EXPLORAÇÃO DO RESTAURANTE SITO NO JARDIM MUNICIPAL DE BORBA

Para conhecimento geral se publica o presente edital e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares do costume. Borba, 19 de Janeiro de 2011 O Presidente da Câmara (Dr. Ângelo João Guarda Verdades de Sá)

ÂNGELO JOÃO GUARDA VERDADES DE SÁ, Presidente da Câmara Municipal de Borba, torna público que, de harmonia com a deliberação camarária de 19 de Janeiro de 2011, vai iniciar-se o procedimento para contratação da cedência de exploração do restaurante sito no Jardim Municipal. Para o efeito deverão ser apresentadas propostas na Câmara Municipal de Borba, contra recibo, ou remetidas pelo correio, sob registo e com aviso de recepção, até às 17 horas do dia 28 de Fevereiro de 2011. As regras gerais para a cedência de exploração do restaurante, e que servem de base para a apresentação de propostas, encontram-se patentes na Secção Administrativa da Câmara Municipal podendo ser consultadas, ou facultada cópia, durante as horas de expediente: das 9:00 às 12:30 horas e das 14:00 às 17:30 horas. Para conhecimento geral se publica o presente edital e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares de estilo. Borba, 20 de Janeiro de 2011 O Presidente da Câmara Municipal (Dr. Ângelo João Guarda Verdades de Sá)


Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

reduzindo o risco de obesidade infantil e de doenças crónicas associadas à obesidade, na educação, reforçando a aquisição de competências alimentares e de saúde em contexto escolar, e na agricultura, aproximando as crianças do mundo rural e dando a conhecer a proveniência dos alimentos, com vista à criação e manutenção do consumo de hortofrutícolas. Para José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, “a ideia de criar este livro com informação sobre o Regime de Fruta Escolar surgiu da vontade de fazer passar esta mensagem às crianças de uma forma lúdica, ainda que veiculando informação pedagógica”. O autarca diz que se pretendeu dar aos professores “um instrumento de trabalho com o qual pudessem desenvolver actividades que sensibilizassem as crianças e, consequentemente, as famílias, para a

necessidade de adoptarem hábitos de alimentação saudáveis. Por isso, a autarquia convidou um grupo de professores para colaborarem na concepção e execução deste instrumento de trabalho para os oito estabelecimentos de ensino do 1ª Ciclo do concelho”, refere José Calixto. O livro “Fruta escolar.come” apresenta imagens e as propriedades de vários produtos hortofrutícolas como a laranja, a maçã, a ameixa, a banana, a cereja, a cenoura, o tomate ou a tangerina, incentivando as crianças para o seu consumo através de jogos de palavras, curiosidades, provérbios, anedotas e adivinhas, poemas, receitas e autocolantes com que poderão construir um puzzle ou jogar dominó. O objectivo foi dotar o livro de vários recursos pedagógicos que poderão ser usados pelos alunos, professores e pais/ encarregados de educação.

Dormidas nos barcos-casa no Alqueva subiram 21% em 2010 Dormir num Barco-Casa navegando no Grande lago do Alqueva é cada vez mais um destino turístico do Alentejo. Em 2010, a Amieira Marina, empresa que gere aquelas embarcações, viu aumentar em 21 por cento as dormidas atingindo 425 contra 351 em 2009. Por outro lado, o número de reservas de Barcos-Casa subiu 15,5 por cento em 2010, atingindo 446 utilizações contra 386 do ano anterior, os números da Amieira Marina têm vindo em crescendo desde 2007: 174 no ano de abertura; 316 em 2008; 386 em 2009; e 446 no ano passado. A Amieira Marina também gere os barcos de cruzeiro, através da Gescruzeiros, que finalizou o ano com 26.950 passageiros, número inferior ao

inacessíveis durante alguns períodos. Acresce-se ainda que sensação de crise que se instalou em Portugal” terá condicionado o públicoalvo desta actividade, particulares e empresas, já que estes segmentos se encontram a atravessar um período difícil quer pelo segmento de mercado quer o mercado empresarial

5

A Amieira Marina é uma empresa da Nautialqueva – Serviços Náuticos, Lda. e é o primeiro projecto náutico ao nível do plano de água do Grande Lago, envolvendo actividades de aluguer, manutenção e parqueamento de embarcações, serviços de restauração, loja de conveniência e artigos náutico-desportivos.

Rota dos Sabores Tradicionais 2011 lançada este Sábado Numa organização conjunta entre a Turismo do Alentejo, ERT e a Câmara Municipal de Évora, a edição deste ano da Rota dos Sabores Tradicionais foi lançada sábado dia 29 de Janeiro, na Pousada dos Lóios, durante um evento que contemplou a realização da conferência “O Turismo gastronómico no Alentejo - novas experiências”. A Rota dos Sabores tem por objectivo fazer crescer o número de turistas numa cidade que se assume como o expoente da gastronomia regional e homenagear os cidadãos anónimos que, simbolicamente, contribuíram para a dignificação de um produto turístico que é hoje um dos principais motivos de visitas ao destino.

Para além da divulgação dos pratos regionais, este ano, a Turismo do Alentejo e a autarquia decidiram apostar na valorização dos pastéis de Santa Clara de Évora, um doce conventual que se está a perder mas que os organizadores pretendem revitalizar através da realização de cursos dirigidos aos mestres pasteleiros da cidade. A Rota dos Sabores Tradicionais 2011 conta com a adesão de 50 unidades comerciais - entre restaurantes, pastelarias e lojas gourmet - tem o patrocínio dos vinhos Solar dos Lobos, e, de Fevereiro a Abril, oferece aos visitantes uma vasta variedade de pratos de porco e borrego, sopas e doces.

Jovem de seis anos foi o visitante meio milhão ano anterior. As razões para o decréscimo são várias, apontando a empresa o “Inverno chuvoso de 2010 que limitou a operação durante os meses de Inverno, tanto pelas condições climatéricas como pelo facto de que alguns cais estiveram

Leonardo Benavente, de seis anos recebeu o bilhete nº 500 mil do Fluviário de Mora. Integrado numa turma da EB 1 do Rossio, Évora, que visitava o espaço, o visitante 500 mil ganhou duas refeições do restaurante, uma dormida em Mora e uma visita ao interior do Fluviário, além de receber uma recordação para toda a vida. Inaugurado a 21 de Março de 2007, o Fluviário

de Mora foi o primeiro aquário de água doce da Europa e tem desenvolvido a sua actividade aliando a parte lúdica com a pedagógica e científica. Para este ano, o espaço vai inaugurar um novo Aquário para peixes gigantes e um novo habitat das Lontras. Museu do Ano em 2007, o Fluviário de Mora atraiu já, a um concelho com menos de seis mil habitantes, cerca de meio milhão de visitantes.

Rua Rodrigo da Cunha Ferreira, 10 7150 - 169 Borba Telefs: 268 890 375 / 475 Fax: 268 890 381

CONSULTAS CARDIOLOGIA Dr. José de Aguiar (Évora)

GASTRENTOLOGIA Dr. Paulo Maia (Portalegre)

CONSULTA DE DIABETES Dr. Pintão Antunes

ORTOPEDIA Dr.Mário Ramos

EXAMES RADIOLOGIA CONVENCIONAL ECOGRAFIA MAMOGRAFIA ECOCARDIOGRAFIA

TAC DENSITOMETRIA ÓSSEA

PEDIATRIA Dr. Felix Romero Vivas, Dr. Manuel Escobar Bejarano e Dr. Francisco Ruiz Niñas (Complexo Infanta Cristina)

NUTRICIONISTA Dr. João Sampaio

PSIQUIATRIA Dr.Prata de Matos (Évora)

CONVENÇÕES: ARS, ADSE, ADMG, PT-ACS, SSCGD, SAMS QUADROS, MÉDIS, ADVANCECARE

ACORDOS - COMPANHIAS DE SEGUROS (SEGUROS DE ACIDENTES) Médis Acidentes, Fidelidade-Mundial, Tranquilidade, Império-Bonança, Global, Rural, Lusitania, Europeia, Allianz, Royal Exchange,

ECODOPPER A CORES

OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. Alfonso Ambel (Badajoz)

ACORDOS

ENDOSCOPIA / COLONOSCOPIA

NUTRICIONISTA Dr. João Sampaio

CONSULTA DE DIABETES Dr. Pintão Antunes

RADIOLOGISTAS: Dr. António Lopes (Beja) / Dr. Francisco Mancha (Cáceres) / Dr. José Filipe (Beja) / Dr. Enrique Fernandez (Badajoz)

ORTOPEDIA Dr. Mário Ramos

ELECTROCARDIOGRAFIA CARDIOLOGISTA

MEDICINA DO TRABALHO

Dr. José de Aguiar (Évora)

ANÁLISES CLÍNICAS

Évoralabor


6

Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

“ Foi uma forma desonesta de tentar poupar dinheiro” Joaquim Branco, Comandante dos Bombeiros de Borba, em entrevista ao Terras Brancas

cumprir o PEC (Plano de Estabilidade e Crescimento) a irregularidades de facturação em diversas áreas, entre outras. Se for para cumprir o PEC acho que se deveriam tocar noutras coisas que consomem mais milhões de euros que o

onde não esteve a comunicação social, por enquanto, não me vou pronunciar publicamente em relação ao que foi discutido na mesma, porque os bombeiros têm um papel fundamental na segurança das populações que não pode ser posto em causa e tudo leva a crer que vão ser tomadas medidas para superar este problema. Caso se venham a verificar despedimentos de bombeiros. Pode haver falta de homens para combater os incêndios no Verão? JB- O Verão é sem dúvida a altura do ano em que mais se fala dos bombeiros devido ao combate aos incêndios florestais porque são acontecimentos com grande projecção mediática. Anualmente o nosso Corpo de Bombeiros tem uma Equipa de Combate a Incêndios (ECIN) composta por um veículo e cinco Bombeiros, subsidiada pela Autoridade Nacional de Protecção Civil, para que entre 15 de Maio e 15 de Outubro, possa garantir, durante 24 horas, a primeira intervenção em situação de incêndio. Pode ser activada para qualquer ponto do País se a situação o justificar. Apesar de ser uma ajuda, a ECIN pode não ser suficiente para resolver todas as ocorrências e temos de recorrer ao pessoal profissional e voluntário para reforçar

garantir a resposta às situações de urgência ou emergência que possam surgir. Algumas pessoas lamentam-se com esta medida. Já tiveram reclamações da população? Como reagiram? JB- Diariamente vêm ao nosso quartel pessoas que nos pedem ajuda para resolver os seus problemas de transporte e connosco comentam também o transtorno que esta situação está a criar para a sua saúde e para a sua condição económica. Com os bombeiros as pessoas sempre tiveram uma atitude de respeito e compreensão e nós, tal como a nossa direcção, tudo faremos para as ajudar, dentro do que nos for possível, sem colocarmos em risco a sobrevivência da associação. Qual é o sentimento geral dos Bombeiros de Borba em relação à situação? JB- Actualmente de alguma preocupação, se a instituição não for financiada não tem capacidade para sobreviver, porque mensalmente existem um conjunto de despesas fixas como salários, combustíveis, manutenção de viaturas, seguros, aquisição de consumíveis, electricidade, telefones e internet, fardamentos e equipamentos, que para serem mantidos tem que haver dinheiro proveniente

transporte de doentes, se forem irregularidades de facturação, que se investiguem os casos e se penalizem os infractores. Haveria hipótese de alternativas a esta medida? Qual? JB- A Lei de Bases da Saúde é explícita no que respeita ao transporte de doentes e quem os deve transportar, mas, esta actividade é garantida em paralelo por outros transportadores que além de não terem qualificações não têm meios de transporte de doentes concebidos ao abrigo da portaria 1147/ 2001. No entanto, essa gestão é feita pelo centro de saúde que actua, provavelmente, mediante directrizes provenientes da ARS. Sabemos que os bombeiros do distrito estiveram reunidos em Évora. Que temas foram abordado e o que é que ficou decidido? Quais as conclusões dessa reunião? JB- Por respeito às pessoas e às entidades que estiveram representadas nessa reunião e

o dispositivo no terreno. Mas a actividade dos Bombeiros é muito vasta, porque além dos incêndios temos as situações de emergência pré-hospitalar tais como acidentes, principalmente de viação, com ou sem vítimas encarceradas, doenças súbitas graves, transporte de doentes urgentes e não urgentes, inundações e outras actividades de Protecção Civil que acontecem ao longo do ano e que requerem também a utilização de muitos meios humanos e materiais. Se infelizmente houver a necessidade de se despedirem bombeiros, a nossa capacidade de resposta para as situações atrás referidas, principalmente durante o dia, pode ficar seriamente afectada porque a nossa principal fonte de financiamento é o transporte de doentes e é através dessas verbas que se pagam os vencimentos aos funcionários que efectuam os transportes de doentes não urgentes e aos que ficam no quartel, para

de verbas resultantes do trabalho que é efectuado. Qual a mensagem que deixa à população do concelho de Borba? JB- Principalmente uma mensagem de esperança, porque este problema, na minha opinião, não pode durar muito mais tempo sem que haja uma solução para ele, mas os Bombeiros de Borba estão certamente solidários com a população do seu Concelho que muito respeitam e também têm recebido da população muitas mensagens de carinho e de solidariedade, porque o nosso trabalho felizmente é reconhecido por todos aqueles que de nós têm necessitado. Este grupo de homens e mulheres que estão nos quadros dos Bombeiros de Borba, mesmo nas condições mais adversas, certamente tudo farão para ajudar as pessoas que juraram proteger com o seu trabalho voluntário ou profissional.

O Comandante dos Bombeiros Voluntários de Borba contesta as recentes medidas impostas pelo Governo no transporte de doentes. Joaquim Branco alerta para o risco de despedimentos de bombeiros e justifica, preocupado: “ouve uma quebra de 95 por cento na emissão de credenciais para transporte de doentes, a nossa principal fonte de financiamento”. Com as novas regras impostas pelo Governo os “soldados da paz” vivem um momento delicado. O despacho emitido determina que o acesso ao transporte pago pelo Ministério da Saúde passa a ter que responder a dois requisitos: prescrição clínica e insuficiência económica. As novas regras, que entraram em vigor a 01 de Janeiro, podem consequências gravosas para populações e bombeiros. Os primeiros porque deixam de ter acesso ao transporte gratuito e os segundos porque vêm-lhe retirada a sua principal fonte de receita, o que pode gerar despedimentos de bombeiros. A situação já mereceu atenção de José Sócrates. O primeiro-ministro assegurou recentemente, no debate quinzenal do Parlamento, que vai ser feito um regulamento para clarificar o despacho que estabelece as novas regras para o transporte de doentes. “O entendimento do Governo é que existe uma lei anterior que dá um direito àquelas pessoas que têm necessidade de transporte regular, permanente e periódico, que não é posto em causa por um despacho porque um despacho não põe em causa leis”, defendeu Sócrates. Numa semana em que os bombeiros do distrito estiveram reunidos, em Évora, com algumas entidades regionais, para tentar solucionar o problema, o Terras Brancas foi tentar saber mais sobre esta realidade no Concelho de Borba. Terras Brancas- O Governo adoptou novas regras em relação ao transporte de doentes. Qual é a sua posição relativamente a esta missiva? Joaquim Branco (JB)- O Despacho 19264 de 29-12-2010 que entrou em vigor no dia 01 de Janeiro deste ano, foi, em minha opinião, uma forma desonesta de se tentar poupar dinheiro em transporte de doentes, criado por alguém que desconhece a realidade do País, em particular na nossa região. Aqui as pessoas com dificuldades económicas ou limitações físicas que tenham a necessidade de efectuar consultas de algumas especialidades, exames ou tratamentos específicos, têm de se deslocar a hospitais ou clínicas em Lisboa, Évora ou Elvas. Muitos desses doentes, na sua maioria idosos com escassos recursos financeiros, eram por nós transportados para esses serviços até à data em que saiu o despacho que limitou a passagem de credenciais. Esta situação levou a que a maioria dessas pessoas deixasse de se deslocar às unidades hospitalares para continuarem as suas consultas de rotina ou tratamentos, com o risco de agravamento da doença ou lesão por falta de acompanhamento médico, devido à falta de recursos financeiros para pagarem o transporte. Esta medida já se faz sentir em Borba? JB- Infelizmente sim, porque nós Bombeiros de Borba, tivemos uma redução, na ordem dos 95 por cento, no número de credenciais emitidas pela ARS Alentejo para requisitar transporte de doentes. Já houve algum caso em que a pessoa não tivesse dinheiro para pagar o transporte? JB- Este despacho de acordo com a interpretação que algumas pessoas fizeram dele, levou a que muitas pessoas deixassem de ter direito ao transporte gratuito, garantido pela ARS. As pessoas pedem-nos informação em relação aos custos do transporte mas já tivemos pessoas que nos disseram que não tinham hipótese de pagar. Com essa situação a evidenciar-se há risco de despedimento de bombeiros? JB- Se a situação se mantiver por mais alguns meses certamente que sim, tal como infelizmente já aconteceu noutros Corpos de Bombeiros do Distrito de Évora porque, actualmente, a nossa principal fonte de financiamento é o transporte de doentes. Em seu entender, porque é que foi adoptada esta medida por parte do Governo? JB- Já ouvi várias versões, desde medidas que o Ministério da Saúde tem de tomar para

André Canoa


Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

7

Eleições Presidenciais 2011 Cavaco Silva venceu as eleições Presidenciais, permanecendo no Palácio de Belén nos próximos cinco anos. No concelho de Borba, o exPrimeiro Ministro venceu nas freguesias urbanas e Manuel Alegre ganhou nas freguesias rurais, com a abstenção a ficar ligeiramente abaixo do valor nacional. Nos restantes concelhos da Zona dos Mármores, a votação, com diferenças

Distrito de Évora

Borba

Matriz Votos

Cavaco Silva Manuel Alegre Francisco Lopes Fernando Nobre José Coelho Defensor Moura Votos brancos Votos nulos Abstenção

Alandroal

Estremoz

Vila Viçosa

percentuais maiores ou menores, seguiu a votação no distrito e nacional, com excepção do concelho do Alandroal, onde Manuel Alegre superou Cavaco Silva, um dos poucos concelhos onde o histórico socialista venceu. Nestes concelhos e no distrito, o candidato apoiado pelo PCP, Francisco Lopes, foi o terceiro mais votado, seguido de Fernando Nobre, José Coelho e Defensor Moura.

%

520 36,54% 399 28,04% 258 18,13% 154 10,82% 74 5,20% 18 1,26% 73 4,78% 31 2,03% 51,20%

S. Bartolomeu Votos

%

147 35,85% 118 28,78% 85 20,73% 36 8,78% 20 4,88% 4 0,98% 21 4,81% 6 1,37% 43,97%

Rio Moinhos Votos

%

277 32,47% 335 39,27% 120 14,07% 83 9,73% 31 3,63% 7 0,82% 28 3,16% 6 0,68% 53,34%

Orada Votos

%

68 23,61% 112 38,89% 64 22,22% 30 10,42% 12 4,17% 2 0,69% 8 2,67% 4 1,33% 58,16%

Totais nacionais


8

Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

União derrota Estrela no derby

CAMPEONATO DISTRITAL DE SÉNIORES - DIVISÃO DE HONRA 14ª Jornada - 30/Janeiro/2011

Bencatelense Oriolenses Portel Sporting de Viana Monte Trigo Giesteira Perolivense

0 3 1 1 5 1 1

4 2 0 2 0 4 1

Equipa

Redondense Canaviais Santiago Maior Lusitano de Évora Borbense Calipolense Escouralense

1 2 3 4 5 6 7

15ª Jornada - 06/Fevereiro/2011

-

Escouralense Redondense Canaviais Santiago Maior Lusitano de Évora Borbense Calipolense

8

Bencatelense Oriolenses Portel Sporting de Viana Monte Trigo Giesteira Perolivense

9 10 11 12 13 14

Redondense Lusitano de Évora Monte Trigp Escouralense Calipolense Perolivense Oriolenses Sporting de Viana Portel Borbense Canaviais Bencatelense Santiago Maior Giesteira

J

V

E

D

GM

GS

P

14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14

12 10 8 8 8 7 6 5 5 4 4 4 4 0

1 3 4 3 0 1 1 3 1 3 2 2 1 1

1 1 2 3 6 6 7 6 8 7 8 8 9 13

36 32 27 22 19 13 24 15 19 16 14 13 14 6

6 7 5 10 22 21 18 12 20 27 21 25 24 52

37 33 28 27 24 22 19 18 16 15 14 14 13 1

Campo D. Manuel II (Monte do Trigo) Árbitro: Gonçalo Grasina; Assistentes: José Chilrito e António Caldeira

Monte Trigo

5

0

Duarte, Daniel, Gião, Juanito, Rui Pedro, José Miguel (João Moreno 80'), Nélson Machado, Hugo Marmeleira, Bruno, Pedro Miguel (Zezinho 60'), Ratinho ( Balixa 69') Treinador: Jorge Ribeiro

Borbense

Realizou-se no passado fim-de-semana mais uma Jornada do Campeonato da 2ª e da 3ª Divisão Nacional, de onde se destaca o derby jogado entre o União de Montemor e o Estrela de Vendas Novas, com a vitória a sorrir aos da casa. Por outro lado, o Atlético Reguengos conseguiu vencer e o Juventude empatou nas suas deslocações. II Divisão Nacional O Juventude de Évora foi a Lisboa defrontar o Oriental e empatou 0-0, num jogo onde viu o seu guardaredes Paulo Letras e o avançado Sebastien serem expulsos. Com este empate a equipa do Mister Miguel Angelo cai para o 8º lugar com 25 pontos. Na próxima jornada recebe o Torreense; O Atlético Reguengos foi ao Algarve defrontar o Lagoa e conseguiu uma importante vitória por 0-1, com golo do inevitável Barry. Regressada às vitórias, a equipa do Mister Jorge Vicente sobe para a 7ª posição com 25 pontos e na próxima jornada recebe o Pinhalnovense. III Divisão Nacional Esta semana jogou-se o grande derby regional entre o União de Montemor e o Estrela de Vendas Novas. A equipa do União treinada pelo Mister João Prates, a jogar em casa, foi mais forte e conseguiu vencer por 2-1 com um auto-golo e outro do avançado argentino Julian que colocaram a equipa a vencer por dois golos, mas depois Bruno Mendes reduziu na conversão de uma grande penalidade. Apesar da derrota, a equipa do Estrela treinada pelo Mister Carlos Vitorino continua isolada na liderança com 27 pontos, enquanto que o União ocupa a 9ª posição com 17 pontos. Na próxima jornada o União vai ao Barreiro defrontar o Fabril local, enquanto que o Estrela recebe o Sesimbra no duelo entre os dois primeiros da classificação.

Camadas jovens

Pedro Figueira, André, Luís Espiguinha, Nuno Espiga, Luís Mendes, Filipe, Ricardo Coelho (Armando 19'), Nuno Bravo, Márcio, Ema (Libério 45'), Pedro Galvão (Zé Grego 62') Treinador: Luís Canhoto

CAMPEONATO DISTRITAL DE BENJAMINS - 1ª FASE SÉRIE A 10ª Jornada - 29/Janeiro/2011

Calipolense 4 5 Estremoz 18 0 Borbense 3 3

Equipa

Redondense Terena Bencatelense

1 2 3

Saiu tudo mal!

4 5 6

O Borbense sofreu na tarde de Domingo uma pesada derrota na sua deslocação a Monte Trigo, num jogo em que nada correu bem aos visitantes. Sofrendo um golo no final do primeiro quarto de hora, três minutos depois aconteceria o caso do jogo, com o guarda redes Pedro a ser expulso, ficando o Borbense em inferioridade numérica. Como se não bastasse, na marcação do livre os locais apontaram o segundo golo. Até ao final da primeira parte, o Borbense tentou dar a resposta possível, chegando mesmo a atirar uma bola à barra dos locais. Perto do fim do primeiro tempo, num claríssimo fora de jogo, Hugo Marmeleira bisou e deixou o resultado em três a zero. A segunda parte começou praticamente com o quarto golo de novo apontado por Hugo Marmeleira, aproveitando uma bola metida nas costas da defesa azul e branca. No resto do jogo, o Borbense foi atacando como pôde, tendo ainda desperdiçado uma grande penalidade e enviando nova bola à barra num grande pontapé de Nuno Bravo. O quinto golo do Monte Trigo surgiu já na parte final do jogo, numa emenda de cabeça por intermédio de Zezinho. Em relação ao trabalho da equipa de arbitragem, o espaço disponível é insuficiente para apontar os muitos erros cometidos! Há dias em que a equipa de arbitragem não devia sair de casa. No Domingo passado era seguramente um desses dias…

CAMPEONATO DISTRITAL DE SÉNIORES - 1ª DIVISÃO 17ª Jornada - 30/Janeiro/2011

Cabrela Alcaçovense Vera Cruz Rosário Lavre Luso Morense Aldeense Arcoense

3 0 2 0 1 4 2 1

0 1 5 0 0 4 0 0

Santana do Campo CF Estremoz Corval Brotense Valenças São Manços Fazendas do Cortiço Outeiro

1 2 3 4 5 6 7 8 9

18ª Jornada - 06/Fevereiro/2011

Arcoense Aldeense Luso Morense Lavre Rosário Vera Cruz Alcaçovense Cabrela

-

Arraiolense Outeiro Fazendas do Cortiço São Manços Valenças Brotense Corval CF Estremoz

10 11 12 13 14 15 16 17

Equipa

J

V

E

D

GM

GS

P

CF Estremoz Valenças Arraiolense Lavre Arcoense Cabrela São Manços Santana do Campo Luso Morense Corval Rosário Alcaçovense Aldeense Fazendas do Cortiço Brotense Outeiro Vera Cruz

16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16

14 10 9 8 8 7 8 7 6 7 5 5 5 4 3 3 1

1 1 2 5 5 5 2 3 5 2 3 3 3 5 3 2 2

1 5 5 3 3 4 6 6 5 7 8 8 8 7 10 11 13

53 31 26 27 30 30 32 24 31 30 20 19 21 20 14 19 12

12 20 21 19 13 14 23 26 23 29 25 19 30 24 29 38 74

43 31 29 29 29 26 26 24 23 23 18 18 18 17 12 11 5

C.F. Estremoz soma e segue Na 17ª Jornada da 1ª Divisão Distrital de Évora, foi positiva para as equipas da Zona dos Mármores, com o C.F. Estremoz e o S.C. Arcoense a conseguirem vencer, enquanto que o Rosário empatou. O C.F. Estremoz foi ao difícil terreno das Alcáçovas e conseguiu uma importante vitória por 0-1, com o golo a ser marcado por Fábio Tracanas. Beneficiando dos resultados dos seus perseguidores, a equipa treinada pelo Mister Mourão continua a aumentar a vantagem para os perseguidores; O S.C. Arcoense recebeu o S.B. Outeiro e conseguiu uma vitória mesmo à justa, com o defesa Pedro Espiga a conseguir marcar o único golo do desafio já nos descontos. Com esta vitória, a equipa do Mister Generoso chegou ao grupo dos terceiros classificados e está muito próximo da vice liderança; O Rosário recebeu o Brotense e não foi além do empate a zero bolas. Nenhuma das equipas conseguiu marcar golos e assim estas duas equipas começam a ficar para trás, numa altura em que parece que o campeonato se está a dividir em dois grupos.

Redondense Calipolense Borbense Bencatelense Estremoz Terena

J

V

E

D

GM

GS

P

10 10 10 10 10 10

9 8 6 3 2 0

0 0 4 6 7 10

1 2 3 5 7 10

88 27 68 16 59 24 39 44 46 45 1 145

27 24 18 10 7 0

Campo Municipal de Borba - Árbitro: António Butes

Borbense

3

3

Nélson Barros, Daniel Ferreira, João Generoso, Rafael Silva, Gonçalo Ferreira, André Bento, Rui Sá (cap.), Miguel Barros, Miguel Vicente, Pedro Trincheiras, Duarte Ferreira, Luís Caldeira Treinador:

Bencatelense

Tomás Basófia, Nélson Lapão, Nikolay, Miguel Cardinha, Gustavo Pita, Diogo Valério, João Gonçalves (cap.), Zita, Samuel Dias, José Pereira, Rafael Hortinha

Treinador: Sònia Macedo / José Cristo

Libério Passinhas

Borbense, sem chama, cede empate Para a última jornada da primeira fase, estava reservada uma das exibições mais descoloridas da equipa do SC Borbense. Ainda não refeitos do revés que causou a derrota caseira perante o Redondense, e afastada qualquer hipótese de participar na fase de apuramento de campeão, os miúdos azuis e brancos encararam este jogo de uma forma algo displicente, e nem as sucessivas chamadas de atenção da equipa técnica conseguiram inverter o caminho do jogo. Por outro lado, o adversário apresentou-se muito motivado, com a ambição de alcançar em Borba algo mais que a anunciada derrota, e conseguiu! Começou melhor a equipa de Borba, beneficiando de uma grande penalidade, mas desperdiçada por duas vezes consecutivas… mas Rafael Silva, acabaria por colocar a equipa da casa em vantagem. Vantagem que acabaria por ser fugaz, uma vez que a equipa de Bencatel chegaria à igualdade também na transformação de uma grande penalidade a punir infracção na área azul e branca. Já no segundo período, e com Luís Caldeira na baliza, de um “balão” do meio campo que não foi interceptado pelo guardião azul e branco, nasce o golo que dava a vantagem ao Bencatelense. O terceiro período foi o mais profícuo em golos, com Miguel Mendes a repor a igualdade e, minutos depois, Gonçalo Ferreira a recolocar a equipa da casa em vantagem, vantagem que haveria de ser fugaz, uma vez que o melhor atleta da equipa visitante, o capitão João Gonçalves, igualaria o marcador minutos depois.

CAMPEONATO DISTRITAL DE INFANTIS 13ª Jornada - 29/Janeiro/2011

Terena Redondense Rio de Moinhos

0 3 1

6 5 2

Calipolense Estremoz Montoito

14ª Jornada - 05/Fevereiro/2011

Estremoz Montoito Bencatelense

-

Terena Redondense Rio de Moinhos

- Oficina de chocalhos - Comércio de artesanato - artigos equestres e correaria - cadeiras alentejanas

Equipa 1 2 3 4 5 6 7

Bencatelense Estremoz Calipolense Redondense Rio de Moinhos Montoito Terena

J

V

E

D

GM

GS

P

11 11 12 11 11 11 11

8 7 7 5 2 2 1

1 2 1 3 4 1 2

2 2 4 3 5 8 8

43 40 47 41 14 27 18

26 30 19 25 23 59 48

25 23 22 18 10 7 5

Tel. 268 323 130 / 268 324 181/ 967 623 057 www.casagalileu.com.sapo.pt psimsim@hotmail.com Rua Victor Cordon, 16 7100 - 560 ESTREMOZ


Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

CAMPEONATO DISTRITAL DE INICIADOS 7ª Jornada - 30/Janeiro/2011

Estremoz Borbense Canaviais Redondense U. Montemor

0 7 0 2 0

2 0 5 1 0

At. Reguengos Calipolense Lusitano Évora Juventude Évora Estrela Vendas Novas

8ª Jornada - 06/Fevereiro/2011

-

Calipolense Lusitano de Évora Juventude de Évora Estrela Vendas Novas SL Évora

1 2 3 4 5 6

Estremoz Borbense Canaviais Redondense U. Montemor

7 8 9 10 11

Equipa

J

V

E

D

GM

GS

P

Redondense Estrela Vendas Novas At. Reguengos Juventude Évora Estremoz Borbense Lusitano Évora U. Montemor SL Évora Canaviais Calipolense

8 6 7 6 6 6 6 7 6 7 7

8 5 4 4 4 3 3 1 1 0 0

0 1 1 0 0 1 0 1 0 1 1

0 0 2 2 2 2 3 5 5 6 6

46 17 17 33 19 17 10 9 6 2 1

7 2 9 4 7 9 9 17 32 32 49

24 16 13 12 12 10 9 4 3 1 1

Campo Municipal de Borba - Árbitros: Nuno Mateus - Assistentes: Carlos Vile e Ana Cheinho

Borbense

7

0

Calipolense

F. Garcia (André Russo 35'), Alex. Brinquete (Tiago 58'), R. Costa (Luós Rosa 48'), B. Curvo (Daniel 48'), B. Barreiras, B. Grades, Milton, A. Ferreia (Pita 58'), Nuno Silva, N Carapinha (A. Martins 48'), J. Boto (A. Bento 35')

J. Ramalho (João Rosa 62'), L. Carvalho (T. Rondão 52'), L. Marques, João Luz, Paulo Ramalho, Pedro Pinheiro, Pedro Aires (Gonçalo Elias 35'), Vitor Moreira (João Caia 62'), Pedro Martins (R. Caia 62'), Hugo Paixão (Manuel Aurélio 52')

Treinador:

Treinador: Manuel Solda

Duarte Grego

“Derby” dá em goleada A manhã de domingo, proporcionou um derby aos amantes do desporto rei. SC Borbense e O Calipolense encontravam-se em Borba para mais uma jornada do distrital de Iniciados. Levou a melhor a equipa de Borba, goleando a equipa de Vila Viçosa por 7-0. A história do jogo acaba por ser o evoluir do marcador, destacando-se neste particular os três golos apontados por Nuno Silva. Milton Cardoso apontou dois golos, e Nuno Carapinha e António Bento, um cada.

CAMPEONATO DISTRITAL DE JUVENIS 8ª Jornada - 29/Janeiro/2011

U. Montemor Borbense Juventude Évora Calipolense Redondense

0 8 4 1 5

0 0 1 3 0

Lusitano Évora Arraiolense Canaviais Estrela Vendas Novas Terena

9ª Jornada - 05/Fevereiro/2011

SL Évora Lusitano de Évora Arraiolense Canaviais Estrela Vendas Novas

-

1 2 3 4 5 6

U. Montemor Borbense Juventude de Évora Calipolense Redondense

7 8 9 10 11

Equipa

J

V

E

D

GM

GS

P

U. Montemor Estrela Vendas Novas Borbense Lusitano Évora Canaviais Calipolense Juventude Évora SL Évora Redondense Arraiolense Terena

8 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7

6 6 4 4 3 2 2 2 1 1 0

1 0 2 2 2 3 2 1 3 0 0

1 1 1 1 2 2 3 3 3 6 7

27 16 24 22 14 15 21 8 10 3 9

6 7 4 4 13 13 12 7 12 34 57

19 18 14 14 11 9 8 7 6 3 0

Campo Municipal de Borba - Árbitro: Bruno Figo - Assistentes: João Marques e Gonçalo Bráulio

Borbense

8

João Ferrão (Alexandre 71'), Ricardo (Ganito 40'), Brazão, Macoi (J. Tibério 71'), Vitor (Gabriel 58'), F. Fonseca, Rui, J. Pernas ( Duarte Faia 58'), J. Costa (M. Mexias 58'), M. Pinto, Miguel (A. Avó 71')

Treinador:

Luís Lobinho

0

Arraiolense

João, Carlos Franco, Luís Anico, João Borralho, Duarte Pontes, David Franco, Pedro Rosado, Gonçalo, Vasco, Galhardo, Zé Virtuoso

Treinador: Carlos Loios

Goleada assinala o regresso às vitórias A equipa de Juvenis do Borbense recebeu e venceu de forma clara a equipa do Arraiolense que, em nenhuma altura, mostrou argumentos para contrariar o poderio evidenciado pelos locais. A história do jogo acaba por se resumir aos golos marcados, alguns de belo efeito. Logo aos seis minutos Mauro Pinto inaugurou o marcador, na sequência de uma boa combinação atacante. Aos dezoito o capitão Filipe Fonseca marcou o segundo golo, o melhor da tarde na cobrança de um livre directo. João Costa aos 27 minutos e de novo Mauro Pinto um minuto depois e João Pernas à beira do intervalo colocaram o resultado em 5-0. Na segunda metade o treinador Luís Lobinho fez as oito alterações permitidas, aproveitando para colocar em campo jogadores menos utilizados. O ritmo pouco abrandou e Brazão aos 45 minutos fez o sexto golo. João Costa aos 47 minutos e Brazão aos 65 estabeleceram o resultado final de um jogo com domínio absoluto do Borbense. Boa arbitragem.

Juniores conseguiram importante vitória Realizou-se no passado fim-de-semana mais uma jornada nos Campeonatos Distritais de Futsal, com as equipas do Barbus Futsal a entrarem em campo e a terem sortes bem distintas. A equipa Sénior Masculina foi a Vendas Novas defrontar a equipa da Casa do Benfica local que se sagrou campeã distrital na época passada, e acabou derrotada por 6-5, num jogo com várias alternâncias no marcador, mas já perto do final a equipa da casa marcou o golo que lhe garantiria a vitória. Este sábado o campeonato pára e disputam-se os quartos-final da Taça Distrital com a equipa do Barbus a ir a Montemor defrontar o Almansor; A equipa Júnior Masculina recebeu o Sporting Viana e conseguiu uma grande vitória por 9-4, que lhe permitiu isolar-se na 4ª posição e não perder mais distância para os da frente. Foi uma grande segunda parte dos jovens do Barbus que conseguiram chegar à goleada depois de uma primeira parte igualada. Este domingo também vai a Montemor; Por último, a equipa Feminina teve a sua jornada de descanso e por isso ficou a ver os resultados

9

Grupo Desportivo Recreativo André Resende consagra-se Campeão Regional de Sub-16 Masculino da A.B. Alentejo Durante três dias, e pela primeira vez, a Final Poule do Campeonato Regional de Sub-16 masculinos realizou-se em Vila Viçosa numa parceria que juntou a Câmara Municipal de Vila Viçosa, a Associação de Basquetebol do Alentejo e a Federação Portuguesa de Basquetebol. A competição disputada no pavilhão da Escola Secundária Públia Hortênsia de Castro procurava apurar o Campeão Regional de Sub-16 Masculinos da Associação de Basquetebol do Alentejo. Quem se dirigiu ao pavilhão nos três dias de competição, pode observar seis jogos de grande intensidade e qualidade. Os resultados da fase regular faziam prever 3 dias cheios de emoção, onde quem estivesse melhor levaria o tão ambicionado título para as suas prateleiras e iria disputar a Taça Nacional de Sub16 Masculinos. Resultados Finais: Sexta-feira: Eléctrico Futebol Clube X Grupo Desportivo Recreativo André Resende (49 / 65); A.S.C./ B.V.R.M./Terras D´El Rei X Clube Elvense de Natação (48 / 29). Sábado: Grupo Desportivo Recreativo André Resende X Clube Elvense de Natação (64 / 46); A.S.C./ B.V.R.M./Terras D´El Rei X Eléctrico Futebol Clube (62 / 53). Domingo: Eléctrico Futebol Clube X Clube Elvense de Natação (67 / 26); Grupo Desportivo Recreativo André Resende X A.S.C./B.V.R.M./Terras D´El Rei (68 / 55). Classificação Final: 1.º G.D.R. André Resende (3V-0D) 2.º A.S.C./B.V.R.M./ Terras D´El Rei (2V-1D) 3.º Eléctrico F.C. (1V – 2D) 4.º Clube Elvense de Natação (0V-3D) MVP da Final: Carlos Valente (Grupo Desportivo Recreativo André Resende). 5 Ideal da Final Poule do Campeonato Regional de sub-16 masculinos: Carlos Valente (G.D.R. André Resende); João Mancha (A.S.C./ B.V.R.M./Terras D´El Rei); Alexandre Cuco (G.D.R. André Resende); Diogo Ganhão (G.D.R. André Resende); Miguel Dias (Eléctrico F.C.).

Campo Maior foi palco de duelo ibérico em futsal Depois do empate (4-4) em Vilafranca de los Barros (Badajoz), Portugal e Espanha voltaram a encontrar-se, em Campo Maior e o jogo terminou novamente empatado, desta feita a duas bolas. Ainda antes da partida, tempo para Arnaldo Pereira e Joel Queirós serem homenageados pela FPF pela 125ª e 100ª internacionalizações, respectivamente. O pontapé de saída foi dado pelo principal anfitrião do encontro ibérico, Comendador Rui Nabeiro, presidente do Grupo Delta Cafés. Os dois jogos com “la roja” foram inseridos no plano de preparação da selecção nacional para a fase de apuramento para o Europeu da Croácia, em 2012. A partida promovida pela Delta Cafés e Câmara Municipal de Campo maior teve como principal figura o Comendador Rui Nabeiro. “É uma enorme emoção que uma pequena vila como Campo Maior possa ser palco de um jogo entre duas selecções com o prestígio e a qualidade de Portugal e Espanha, disse o presidente da Delta Cafés, que acrescentou: “o jogo representa uma lufada de ar fresco para esta região”. Sobre a organização do encontro, Rui Nabeiro relembrou que “o Mundo precisa que as pessoas possam colaborar uns com os outros”. Nós não fizemos mais que a nossa obrigação”, afirmou, alertando: “Que a nossa empresa tenha a sorte de vender os seus produtos para podermos estar sempre nestas iniciativas porque tudo isto também sempre custa algum dinheiro a alguém”. O internacional português João Matos regressou “às origens” e começou por relembrar, à Rádio Borba, que já teve oportunidade de representar um clube no Alentejo. Por isso João Matos considera que “vir com a selecção jogar perto de familiares e amigos que não têm possibilidade de ir a Lisboa tem um sentimento muito especial. Esta é uma forma de fazer ver a essas pessoas que também tenho um grande carinho por eles”, disse o número onze da selecção das quinas, durante a visita às instalações da Delta Cafés, em Campo Maior, que antecedeu a partida com a Espanha.

Torneio de Malha em Borba O Centro de Cultura e Desporto da Freguesia Matriz organiza, dia 06 de Fevereiro (Domingo), a partir das 10.00 horas, no Largo da Fonte das Bicas, a oitava prova do II Troféu Inter-associações. Os prémios integram duas peças em ouro e produtos regionais.

CAMPEONATO DISTRITAL DE FUTSAL 11ª Jornada - 29/Janeiro/2011

Juventude Évora C. Benfica Vendas Novas Cabeção Alcáçovas Almansor

4 6 4 7 2

2 5 2 5 4

GDC Nora Barbus Futsal SIM Morense AJ Estremoz Sporting Viana

12ª Jornada - 12/Fevereiro/2011

Almansor Alcáçovas Cabeção C. Benfica Vendas Novas Juventude de Évora

-

Évora Futsal Sporting de Viana AJ Estremoz SIM Morense Barbus Futsal

Equipa 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

V

E

D

GM

GS

P

Sporting Viana 10 10 Juventude Évora 10 7 Almansor 10 6 Évora Futsal 140 6 AJ Estremoz 10 6 SIM Morense 10 4 C. Benfica Vendas Novas 10 4 Barbus Futsal 10 3 Alcáçovas 10 3 Cabeção 10 3 GDC Nora 10 2

J

0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0

0 2 3 4 4 6 6 7 7 7 8

104 50 44 42 50 39 35 40 36 26 33

24 24 26 43 53 42 58 56 64 56 53

30 22 19 18 18 12 12 9 9 9 6

das outras equipas, tendo descido para a 4ª posição. Esta sexta-feira à noite recebe a equipa da Casa do Benfica de Évora que está na segunda posição.


10

Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

[Saúde] MUNICÍPIO DE BORBA Praça da República - 7150-249 Borba . Telef.: 268 891 630 . Fax: 268 894 806 http://www.cm-borba.pt - Contribuinte n.º 503 956 546

EDITAL SORTEIO PARA VENDA DE LOTES DE TERRENO HABITACIONAIS PARA JOVENS ÂNGELO JOÃO GUARDA VERDADES DE SÁ, Presidente da Câmara Municipal de Borba, torna público que, de harmonia com a deliberação camarária de 19 de Janeiro de 2011, no dia 17 de Fevereiro de 2011, pelas 10:30 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, vai procederse ao sorteio para venda de lotes de terreno habitacionais para jovens, situados nos Loteamentos abaixo referidos, cujos lotes disponíveis são os seguintes: LOTEAMENTO HABITACIONAL DO FORNO - ORADA

Lote N.º Área (m2) Nº Pisos

Utilização

Valor

Valor com redução de 35%

25

227,50

1.5

Habitação Unifamiliar

14.000,00 €

9.100 €

26

227,50

1.5

"

14.000,00 €

9.100 €

34

209,00

2

"

19.000,00 €

12.350 €

35

220,00

2

"

19.500,00 €

12.675 €

36

250,00

2

"

20.500,00 €

13.325 €

37

250,00

2

"

20.500,00 €

13.325 €

38

280,00

2

"

23.500,00 €

15.275 €

39

280,00

2

"

23.500,00 €

15.275 €

40

280,00

2

"

23.500,00 €

15.275 €

41

280,00

2

"

23.500,00 €

15.275 €

42

246,00

2

"

20.500,00 €

13.325 €

43

192,40

2

"

18.500,00 €

12.025 €

LOTEAMENTO HABITACIONAL DA NAVE - NORA

Lote N.º Área (m ) Nº Pisos 2

Utilização

Valor

Valor com redução de 35%

1.20

300,00

1

Habitação Unifamiliar

17.500,00 €

11.375 €

1.21

300,00

1

"

17.500,00 €

11.375 €

2.10

198,00

2

"

14.000,00 €

9.100 €

2.11

198,00

2

"

14.000,00 €

9.100 €

2.12

198,00

2

"

14.000,00 €

9.100 €

2.13

198,00

2

"

14.000,00 €

9.100 €

2.14

198,00

2

"

14.000,00 €

9.100 €

2.15

198,00

2

"

14.000,00 €

9.100 €

2.16

220,00

2

"

15.000,00 €

9.750 €

LOTEAMENTO TAPADA DO CLÉRIGO - RIO DE MOINHOS

Lote N.º Área (m2) Nº Pisos 02

142,92

1.66

Utilização

Valor

Valor com redução de 35%

Habitação Unifamiliar

14.000,00 €

9.100 €

LOTEAMENTO HABITACIONAL DE SÃO TIAGO RIO DE MOINHOS

Lote N.º Área (m2) Nº Pisos

Utilização

Valor

Valor com redução de 35%

1

176,00

2

Habitação Unifamiliar

19.000,00 €

12.350 €

2

174,00

2

"

19.000,00 €

12.350 €

3

177,00

2

"

19.000,00 €

12.350 €

4

224,00

2

"

20.000,00 €

13.000 €

5

171,00

2

"

17.500,00 €

11.375 €

6

222,00

2

"

17.000,00 €

11.050 €

Nota: O sorteio obedece às cláusulas patenteadas no Regulamento de Venda de Lotes Habitacionais para Jovens, que se encontra disponível no site do Município (www.cm-borba.pt), e na Secção Administrativa podendo ser consultado, ou facultada cópia durante as horas de expediente: das 9:00 às 12:30 horas e das 14:00 às 17:30 horas. Para constar se publica este Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares públicos do costume. Município de Borba 20 de Janeiro de 2011 O Presidente da Câmara Municipal (Dr. Ângelo João Guarda Verdades de Sá)

Programa de Rastreio do Desenvolvimento Infantil - A detecção de alterações na aquisição da linguagem Faz um ano que a Equipa Local de Intervenção Precoce na Infância (ELI) de Borba deu início ao seu projecto de rastreio em desenvolvimento infantil, dos 0 aos 5 anos. Este programa contínua em andamento e tem funcionado como indicador do desenvolvimento infantil das crianças no concelho de Borba. Das diferentes escalas que compõem o programa de avaliação do desenvolvimento infantil, pretende-se destacar neste artigo as competências na audição e linguagem e de fala e linguagem. Estas aptidões são de extrema importância na vida do ser humano, não só como competências do desenvolvimento, mas também do ponto de vista relacional, ou seja, no estabelecer relações com outros, viver em comunidade. A aquisição da linguagem oral é um processo natural, sem qualquer aprendizagem formal. Aprender a falar envolve: ouvir os outros a falar; ser ouvido e ter oportunidades para imitar sons e palavras. Daí que os contextos, familiar e educacional, são cruciais na promoção de um ambiente que tanto estimule, como reforce, a necessidade de comunicar. Os resultados têm indicado que algumas crianças apresentam alterações ou atraso do desenvolvimento nas competências acima referidas. Uma alteração no desenvolvimento destas capacidades coloca a criança em risco para a ocorrência de um variado tipo de desordens, em diferentes esferas desenvolvimentais, tais como: aprendizagem escolar; socialização; comportamento; entre outras. Factores de Risco Entre os factores de risco mais referenciados na literatura, destacam-se os seguintes: antecedentes familiares; história clínica (otites de repetição, alergias, défice auditivo, problemas pré e peri natais) e factores psicossociais (família monoparental, pais com limitada instrução escolar, entre outros). Existe ainda o factor genético, referenciado por alguns autores como responsável por 28% a 60% dos casos de perturbações da comunicação e da linguagem (Bishop e Edmunson, 1986; Tallal, 1989; Whiteburst, 1991 cit in Fox, 2002; Rockland, 2006). Sabe-se também que o sexo masculino é mais afectado do que o sexo feminino (Fox, 2002). Sinais de Alarme Apesar da existência de uma grande variabilidade na aquisição da linguagem, é necessário rastrear as crianças em risco e diagnosticar as que apresentam atraso, para que seja possível efectuar uma intervenção precoce. Esteja atento aos seguintes sinais de alarme: Idade

Sinais de Alarme

4-6 semanas Não dirige o olhar para a fonte sonora Não produz sons guturais 2 meses

Não sorri a faces ou vozes familiares

4 meses

Não tenta imitar qualquer som

6 meses

Não reage aos sons Não vocaliza

9 meses

Vocaliza monotonamente ou perde a vocalização

12 meses

Não usa uma única palavra Não aponta para objectos ou figuras

18 meses

Não usa palavras inteligíveis Não parece compreender o que se lhe diz

2 anos

Não junta 2 palavras Não cumpre ordens simples Não imita palavras ou acções Não tem jogo simbólico

3 anos

Não faz frases Discurso ininteligível

4 anos

Incapaz de ser compreendido por estranhos Usa frases desorganizadas com substituições ou omissões Dificuldade em fazer perguntas, conversar, relatar experiências e contar histórias

6 anos

Apresenta defeitos ou alterações na articulação das palavras

(Adaptado. Serviço de Pediatria do Centro Hospitalar de V.N. de Gaia. Autores: Caldeira, Gonçalves, Pereira, 2004)

Na confirmação dos sinais de alarme, fale sobre esta preocupação com, o médico de família ou o médico pediatra, a Equipa Local de Intervenção Precoce na Infância, ou com um Terapeuta da Fala. Antes, recolha mais informações junto das pessoas que conhecem a criança, nomeadamente os técnicos que trabalham com a criança no contexto educativo. Estimular a fala e a linguagem De seguida sugerem-se algumas ideias eficazes: - Não prive o bebé do som da sua voz, mesmo que este ainda não o compreenda, verbalize todas as situações que vive espontaneamente durante o dia; - Fale normalmente e de um modo claro; - Explique-lhe a palavra que não percebe e enriqueça pouco a pouco o seu vocabulário; - Ajude-o a exprimir o seu pensamento e os seus sentimentos; - Saiba esperar pelas suas respostas, dê-lhe tempo; - Corrija quando a criança pronunciar de modo errado uma palavra ou errar na elaboração do seu discurso. Não deixe passar o erro. Dê o modelo correcto e sem criticar negativamente. Evite imitar a criança com tom de troça e seja equilibrado quando a corrigir (não a obrigue a repetir sistematicamente a forma correcta para não originar sinais de frustração e negação). O programa de rastreio do desenvolvimento infantil, levado a cabo pela ELI de Borba, tem contribuído na detecção precoce de alterações ou atrasos no desenvolvimento da linguagem. Esta acção permite uma intervenção mais atempada, e na altura certa, ou seja, enquanto a criança está a adquirir ou a aprender a linguagem. Ter conhecimento deste facto é importante, visto que uma das consequências das alterações da linguagem já em idade escolar é o baixo rendimento escolar, pois nesta faixa etária a criança já usa a linguagem para aprender. A aprendizagem fica comprometida e tem repercussões por toda a vida de um indivíduo. Pela Equipa Local de Intervenção Precoce na Infância de Borba, Milene Santos (Terapeuta da Fala)


Ano XVI I Nº. 438 I 03 de Fevereiro de 2011

[Ocorrências]

[Saúde] Cuidados com o frio A exposição ao frio pode ter consequências graves para a saúde. O frio é também responsável pelo agravamento de doenças, particularmente, cardíacas e respiratórias Para prevenir os efeitos do frio na saúde tenha em atenção as recomendações gerais da Direcção Geral de Saúde. No domicílio - Antes do Inverno, verifique os equipamentos de aquecimento da sua casa; - Se tiver lareira mande limpar a chaminé, se necessário; - Mantenha a casa arejada, abrindo um pouco a janela/porta para evitar acumulação de gases; - Calafete janelas e portas para evitar a entrada de ar frio e a saída do calor acumulado; - Não use fogareiro a carvão; - Mantenha a temperatura da sua casa entre os 19 ºC e os 22ºC: instale um termómetro em local visível; - No caso de prever-se a aproximação de um período de grande frio ou neve forte, faça as suas compras alimentares e outras que cheguem para um período de 2 a 3 dias para evitar ter de sair de casa; - Verifique ainda a necessidade de botijas de gás suplementares; - Verifique se tem medicamentos suficientes; - Evite dormir/descansar muito perto do aquecimento; - Não fique descalço no chão frio ou molhado por muito tempo; - Promova boa circulação de ar, principalmente durante a noite, não fechando completamente os aposentos mas evitando correntes de ar frio; - Poupe energia: desligue os aparelhos eléctricos quando não estiver em casa; - Utilize-os de forma criteriosa devido ao risco de sobrecarga do quadro; - A utilização de botijas de água quente deve ser feita sempre sob vigilância para evitar o risco de queimadura. Vestuário - Cubra as extremidades (mãos, pés, cabeça); - Use roupas folgadas e calçado adequados à temperatura ambiente, protegendo as extremidades; - Não use roupas justas: dificultam a circulação sanguínea; - Use várias camadas de roupa em vez de uma única muito grossa; - Use roupas de algodão e fibras naturais. Cuidados de higiene - Mantenha a higiene pessoal; - Tome banho com água morna: água muito quente remove a camada protectora natural da pele; - Mantenha a pele hidratada: hidrate todo o corpo não esquecendo mãos, pés, cara e lábios; - Quando tomar banho, embrulhe-se na toalha e/ou tenha a sala aquecida; - Aumente a capacidade de enfrentar o frio, através da exposição

Av. D. Dinis de Melo e Castro, 17 7150-105 BORBA PORTUGAL e-mail: lamarmores@iol.pt

11

Telef.: Fábrica: Fax: Movil:

268 800 290 268 894 588 268 800 299 917 828 157

controlada ao frio, utilizando duches frios inicialmente rápidos, após o banho quente. Depois aumente o tempo de banho frio, à medida que for se acostumando. Alimentação - Coma com mais frequência: encurte as horas entre as refeições; - Coma mesmo que não sinta muita fome, em especial sopas e bebidas quentes (leite, chá); - Se a sua saúde o permitir, inclua na sua alimentação alimentos calóricos como chocolates, azeite, frutos secos; - Evite bebidas alcoólicas - causam aquecimento mas provocam vasodilatação com perda de calor e arrefecimento do corpo; - Comer alimentos ricos em vitaminas e sais que protegem contra infecções; - Abstenha-se de produtos nocivos como o cigarro, bebidas alcoólicas e drogas. Exercício físico - Deve manter a prática de exercício físico: aumenta a produção de calor e a circulação de sangue; - Não fazer exercício físico intenso ou ao ar livre e evite arrefecer com a roupa transpirada no corpo; - Faça pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas: evitam o arrefecimento do corpo; - Continue a beber água durante a actividade física para evitar a desidratação. Pessoas sós/isoladas - Os familiares, amigos e vizinhos têm um papel importante: faça um telefonema ou contacte pelo menos uma vez por dia com pessoas sós/isoladas; - Certifique-se que eles se encontram de boa saúde e em condições de conforto. Precauções ao ar livre - Quando a temperatura baixa muito e se há muito vento, procure um local baixo e abrigado; - Se tiver que sair, faça-o de forma breve, protegendo-se com roupa adequada não apertada; - Procure manter-se seco dado que o corpo arrefece rapidamente com a humidade; - Se tiver que realizar trabalho com muito esforço, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço; - Evite caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda. Se vai viajar de automóvel - No caso de andar de carro tenha em conta que pode ficar bloqueado; Previna-se: leve roupas quentes, mantas e roupa para troca bem como comida e bebidas quentes num termo; - Tenha um mapa à mão; - Evite viajar sozinho de automóvel; - Ligue o aquecimento do veículo 10 minutos em cada hora e baixe os vidros uns milímetros para arejar; - Observe o tubo de escape para ver se não está tapado, evitando o risco de envenenamento por monóxido de carbono; - Se o carro bloquear, coloque uma manta brilhante na antena do veículo para chamar a atenção, cubra o corpo com mantas e mantenha-se desperto. Outras recomendações Evite entrar e permanecer em locais fechados e com grande concentração de pessoas, onde se transmitem os vírus, em particular, a gripe; - Evite o contacto com outras pessoas doentes. Em caso de dúvidas contacte o Centro de Saúde de Borba (tel.: 268 848 110).

[PROPRIETÁRIO E EDITOR] MediaBorba - Sociedade de Comunicação Social, Unipessoal, Lda. Rua Fernão Penteado, 20 I 7150-128 Borba I NIPC: 505 680 386 [ADMINISTRAÇÃO E REDACÇÃO] Rua Fernão Penteado, 20 I 7150-128 Borba I Telefone: 268 894 580 I Fax: 268 890 677 [DIRECTOR] David Guégués [COORDENADOR DE REDACÇÃO] João Oliveira [RESPONSÁVEL DE MARKETING E PUBLICIDADE] Luís Capitão [REDACÇÃO] Benjamim Espiguinha, João Oliveira, Joaquim Trincheiras, Luís Capitão e André Canoa [COLABORADORES] João Azaruja, Manuel Esteves, Tomé Leitão, Joaquim Coimbra, Carlos Bacalhau, Centro de Saúde Borba [PUBLICIDADE] Telefone: 268 894 580 I Fax: 268 890 677 I E-mail: terrasbrancas@net.sapo.pt [TIRAGEM] 3000 Exemplares [REGISTO DE IMPRENSA] n.º 117749 Membro da [DEPOSITO LEGAL] n.º 290807/09 [IMPRESSÃO] Coraze - Centro de Impressão I Zona Industrial de Oliveira de Azeméis, 587 I 3720 Oliveira de Azeméis

Guarda Nacional Republicana Ocorrências nos concelhos de Estremoz, Borba, Arraiolos; Mora e Vimieiro. No Período de 24 a 31 de Janeiro de 2011. Acidentes de Trânsito – Neste período ocorreram: 6 em Borba; 1 em Estremoz; 1 em Vimieiro; 2 em Arraiolos; 1 em Pavia; 1 em Mora. Dos quais resultaram danos materiais nos veículos e três feridos ligeiros. Furtos – Furto de baterias, em Borba, valor de 1.277 euros. Furto de diversas máquinas eléctricas em Estremoz, no valor de 7.000 euros. Furto de pilhas, em Mora, no valor de 115 euros. Furto de um computador do interior de estabelecimento comercial, em Borba, no valor de 935 euros. Furto de pinhas, em Estremoz, valor não indicado. Furto de um posto transformação eléctrico da EDP, em Estremoz, valor não indicado. Furto de combustível na área de serviço de Estremoz da A6, em Estremoz, no valor de 62.60 euros. Outras Denúncias – Posto de Arraiolos – Crime de introdução lugar vedado ao público. Posto de Arraiolos – Crime de uso de documentos de identificação ou de viagem alheios. Posto de Mora – Crime de ofensas à integridade física simples. Posto de Estremoz – Crime de dano em bens públicos. Posto de Estremoz – Crime de dano. Posto de Estremoz – Crime de violência doméstica. Posto de Pavia – Crime de violência doméstica. Outros – Posto de Vimieiro elaborou Auto de Notícia para Tribunal contra cidadão português, maior de idade por condução de veículo automóvel sem que possuísse carta de condução. Posto de Borba elaborou Auto de Notícia para Tribunal contra cidadão português, maior de idade por conduzir um veículo automóvel foi envolvido em acidente de trânsito, após teste de álcool acusou uma TAS de 1,77g/ l álcool no sangue.


[Última hora] IX MoraPesca espera 25 mil visitantes A vila de Mora espera receber cerca de 25 mil visitantes de 18 a 20 de Fevereiro, por ocasião da IX edição da MoraPesca, o maior certame nacional dedicado aos artigos e à Pesca desportiva. A edição 2011 realiza-se no Pavilhão Municipal de Exposições do parque de Feiras de Mora e apresenta no mesmo espaço as principais empresas de pesca, os agentes do sector e as mais recentes tecnologias ligadas aquele desporto, numa feira que aglutina todo o tipo de artigos de pesca desportiva, dos carretos às canas, dos engodos às amostras, passando pelo vestuário e outros apetrechos próprios. Do programa oficial, além de demonstrações de pesca no recinto da feira, há um Grande Concurso de Pesca Desportiva na pista internacional de cabeção, provas de ensino para jovens pescadores e outras competições desportivas durante o fim-de-semana do evento.

Sistema Regional de Transferência de Tecnologia O Secretário de Estado da Energia e Inovação, Carlos Zorrinho, presidiu à sessão de assinatura de protocolo de financiamento do Programa Estratégico do “Sistema Regional de Transferência de Tecnologia”, que decorreu na Universidade de Évora, assinado entre a Autoridade de Gestão do INALENTEJO e a Agencia de Desenvolvimento Regional do Alentejo. Recorde-se que o Programa Estratégico do “Sistema Regional de Transferência de Tecnologia – SRTT” foi recentemente aprovado pelo INALENTEJO - Programa Operacional Regional do Alentejo e insere-se no âmbito dos Regulamentos Específicos “Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras” e ao “Sistema de Apoio a Infra-estruturas Científicas e Tecnológicas” , que se enquadram no Eixo I do Programa. O Programa apresenta um investimento proposto de 41,8 Milhões de Euros, a que corresponde um montante comunitário FEDER de 29,3 Milhões de Euros.

Agenda Cultural CINEMA Estremoz - Teatro Bernardim Ribeiro Dos homens e dos Deuses 10 de Fevereiro - 21.30h Realizador: Xavier Beauvois Com: Lambert Wilson, Michael Lonsdale, Philippe Laudenbach (M/12) Stone - Ninguém é inocente 17 de Fevereiro – 21.30h Realizador: John Curran Com: Robert De Niro, Edward Norton, Milla Jovovich M/12

MÚSICA Redondo – Emma Get Wild Café Concerto – 12 de Fevereiro – 22.00h Belíssimo projecto pop folk liderado pela britânica Isabel Castro, acompanhada na guitarra pelo espanhol Salva Fito.

EXPOSIÇÕES Estremoz – Fragmentos Sala de Exposições Temporárias do Centro Cultural Dr. Marques Crespo – até 05 de Março. Exposição colectiva de escultura da autoria de Ana Oliveira, Clara Almada e Roberto Miquelino. Elvas – O Museu em ruínas – Obras da colecção António Cachola Museu de Arte Contemporânea – 06 de Fevereiro a 03 de Abril. Sousel – O Ciclo do Mel Biblioteca Municipal Dr. António Garção – 07 de Fevereiro a 31 de Março. A Sociedade Harmonia Eborense expõe um espólio fotográfico, dedicado ao mel, datado a partir dos finais do século XIX. Sousel - Escultura Barroca Centro Cultural – 17 de Fevereiro a 17 de Abril. No âmbito do Ciclo de exposições temporárias “A colecção de Cristo de Sousel”, surge a mostra “Escultura Barroca”.

TEATRO Estremoz – Se o mundo fosse bom, o dono morava nele (Cendrev) Teatro Bernardim Ribeiro – 05 de Fevereiro – 21.30h A partir de textos de Ariano Suassuna, Januário de Oliveira e Gil Vicente, este é um espectáculo integral, onde até o público é convocado a participar, numa fusão de actores/bonecos/músicos, subvertendo as unidades de tempo, lugar e acção, deixando soltar-se a imaginação dos espectadores. Uma dramaturgia que mergulha no universo popular para falar do desconserto do mundo.

DIVERSOS Estremoz – Saldos de Stocks 2011 Parque de Feiras e Exposições de Estremoz – 4 a 6 de Fevereiro. Entrada gratuita e poderá ser visitada nos seguintes horários: Sexta – Feira das 18h00 às 23h00, Sábado das 10h00 às 24h00 e Domingo das 11h00 às 19h00.


Terras Brancas n.º 438  

Terras Brancas n.º 438

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you