Page 1

Concurso de Poesia Popular em Borba [pág. 3]

Juvenis do Borbense vencem Torneio de Preparação [pág. 9]

Publicação quinzenal I Propriedade: Mediaborba, Lda. I Director: David Guégués

Paço Ducal de Vila Viçosa reabre Espaço do Tesouro [pág. 4]

Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010 I Preço (IVA incluído): 0,50 euros I terrasbrancas@net.sapo.pt

A participação cívica é o mais importante para resolver os pequenos e os grandes problemas da Freguesia

António Anselmo Presidente da Junta de Freguesia de Matriz

Gala do Desporto homenageia Atletas Alentejanos [pág. 5] Encontros no Alto da Praça [pág. 6 e 7]

Festa da Vinha e do Vinho 2010

O Blog Alto da Praça (http://altodapraca.blogspot.com/), do nosso colaborador Joaquim Trincheiras, lançou o desafio e dos comentários registados, publicamos um breve resumo das opiniões dos visitantes e expositores que, livremente, expressaram a sua avaliação da 19.ª edição da Festa da Vinha e do Vinho e apresentaram sugestões para a melhorar no futuro. [pág. 7]

Centro de Ciência Viva de Estremoz comemora a Semana da Ciência e Tecnologia [pág. 3]


2

Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

[Editorial] “Senhores á força” Muito embora já seja passado, e, até mesmo parecendo dum passado algo longínquo, lá passou mais uma, inútil, dita cimeira da NATO, desta vez em Lisboa. Do pouco a que assisti, pela televisão, era duma tristeza atroz, ver as avenidas principais totalmente desertas mais parecendo uma cidade totalmente despovoada, aparecendo, somente de quando em quando grupos de extraterrestres (leiase forças ditas da ordem) e, tudo isto para receber uns quantos “senhores convencidos”, que vieram reunir-se para nada resolver, aliás coisa já esperada, pois nada podem (nem querem) mudar pois que assim está tudo de acordo com os seus (deles) interesses, isto é manterem o poder a favor dumas minorias e espezinhando os interesses de sobrevivência e bem estar da maioria dos povos do Mundo. Pois, os pobres, cadenciados e com dificuldades em levar uma vida minimamente digna dum qualquer ser humano, são duma maioria mui esmagadora em relação aos “senhores á força e mandadores sem lei”. Senhores á força pois estão escudados pelas forças militares; mandadores sem lei pois as leis são feitas pelos próprios e que as executam segundo os próprios interesses. E, ainda por cima não se apercebem que todo o sistema já está caduco e fede como um cadáver há muito perecido. DG

Restaurante Churrasqueira Irmãos Broa, Lda - Vila Viçosa Grelhados de Porco Preto - Frango na Brasa - Bacalhau à Casa Carpa à Casa - Coelho na Caçarola Largo Gago Coutinho, 40 - A

Telef.: 268 980 355 / Telem.: 938 607 853

Agência de Viagens e Turismo Rainha Santa Isabel Largo Combatentes da Grande Guerra, 9 e 10 7100 - 111 Estremoz Telefone: 268 333 228 | Fax: 268 333 285

* Circuito de Andaluzia – De 27 de Novembro a 01 de Dezembro – Córdoba, Granada, Serra Nevada * BARCELONA - DE 1 A 5 DE DEZEMBRO * Andorra – Compras & Neve – De 4 a 8 de Dezembro * ESPECTÁCULO mendes.come com FERNANDO MENDES – Dia 5 de Dezembro – Teatro Villaret * Mercados de Natal – Munique – De 9 a 12 de Dezembro * Visita ao Porto na Época Natalícia – De 11 a 12 de Dezembro * FILIPE LA FÉRIA – POLITEAMA – UM VIOLINO NO TELHADO – DIA 11 DE DEZEMBRO * Regresso de Florbela Queiroz – Vai de em@il a pior! – Parque Mayer – Dia 12 de Dezembro * FADO A HISTÓRIA DE UM POVO – Casino do Estoril – DIA 19 DE DEZEMBRO * Fim de Ano em Toledo – De 31/12 a 02/01 – Hotel Beatriz Toledo * Fim de Ano na Serra da Estrela – De 31/12 a 02/01 – Subida à Serra da Estrela e visitas às aldeias históricas * Fim de Ano em Salamanca – De 31/12 a 02/01 – Hotel Monterrey 4* * Fim de Ano em Vieira de Leiria – De 31/12 a 02/01 – Hotel Vieira Cristal Praia & SPA * Fim de Ano em Torremolinos – De 30/12 a 2/01 – Hotel El Pinar 4* Consulte-nos para mais informações e detalhes!

MUNICÍPIO DE BORBA Praça da República - 7150-249 Borba . Telef.: 268 891 630 . Fax: 268 894 806 . e-mail: angelo.sa@cm-borba.pt http://www.cm-borba.pt - Contribuinte n.º 503 956 546

EDITAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL NO GRUPO CRÉDITO AGRÍCOLA VALE-LHE O CRACHÁ DE OURO DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES

O Grupo Crédito Agrícola, representado pela FENACAM – Federação Nacional das Caixas de Crédito Agrícola Mútuo, foi agraciado pela Liga dos Bombeiros Portugueses (Confederação das Associações e Corpos de Bombeiros) com o Crachá de Ouro daquela Confederação, uma das mais relevantes condecorações do seu Regulamento de Distinções Honoríficas. Este reconhecimento visa distinguir a colaboração e o apoio das Caixas Agrícolas às associações profissionais e humanitárias de Bombeiros das localidades e regiões onde estas Instituições de Crédito estão inseridas. Grande parte do orçamento das Caixas de Crédito Agrícola é canalizado para apoio a iniciativas de cariz social, desportivo, cultural e recreativo, representando, anualmente, vários milhões de euros. É pois neste contexto, que a relação com os Bombeiros tem sido especialmente acarinhada. Só nos últimos 50 anos, um universo de 65 Caixas Agrícolas contribui financeiramente para os Bombeiros com 2,1 milhões de euros. Nesta lista está incluída a Caixa de Borba que contribuiu com 1.550,00 euros.

SEDE: Av. do Povo, 48 a 52 - 7150 BORBA – Telefs.: 268894218 – 268894644 – Fax: 268894644 DELEGAÇÃO: Rua Combatentes Ultramar, 30 – Telef./Fax: 268801493 RIO DE MOINHOS

A Câmara Municipal de Borba, reunida ordinariamente em 10 de Novembro de 2010, pelas 10:00 horas, no Salão Nobre dos Paços do Município, estando presentes os Senhores vereadores Humberto Luís Russo Ratado, Rosa Maria Basílio Véstia e, ao abrigo do disposto nos artigos.78º e 79º da Lei nº.169/99 de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei nº.5-A/2002 de 11 de Janeiro, a Senhora vereadora Sandra Dolores Alexandre Ganito Prates em substituição do Senhor vereador Joaquim José Serra Silva, e ausente o senhor vereador Artur João Rebola Pombeiro, sob a presidência do Senhor Ângelo João Guarda Verdades de Sá, e em conformidade com o nº.4 do artigo 92º da Lei nº.169/99 de 18 de Setembro na nova redacção dada pela Lei nº.5-A/2002, de 11 de Janeiro, torna público que foram tomadas as seguintes deliberações relativamente aos pontos abaixo indicados. Ponto 2. Ordem do Dia: Ponto 2.2 – Proposta de Lançamento de Derrama para o ano de 2011 – Deliberado, por maioria, solicitar autorização à Assembleia Municipal para lançar uma derrama de 1,5% do lucro tributável das empresas sujeitas e não isentas de IRC. Ponto 2.3 – Ratificação de Despacho – Deliberado, por unanimidade, ratificar o despacho do Senhor Presidente da Câmara, que determinou a abertura do procedimento concursal para contratação de um técnico superior para o ensino de inglês, visto os candidatos inscritos nos anteriores procedimentos não terem aceite o lugar, por já se encontrarem colocados. Ponto 2.4 – Pedido de pagamento em prestações de taxas urbanísticas – Deliberado, por maioria, autorizar a empresa Marmenor – Mármores da Nora, Ldª. pagar em 60 meses as taxas respeitantes à emissão da licença de construção, referentes à 1ª fase do processo de obras nº.52/ 09, no valor de 28.205,94 euros, tendo em conta o estabelecido no artigo nº.24 do Regulamento da Tabela de Taxas Municipal, desde que seja prestada caução nos termos do nº.2 do artº.54º do Decreto-Lei nº.555/99, de 16 de Dezembro, com a redacção conferida pelo Decreto-Lei nº. 26/10. Ponto 2.5 – Pedido de anulação de recibo de água – Deliberado, por unanimidade, anular a factura nº.43448, com o valor de 153,05 euros, relativa ao mês de Outubro e emitir nova factura com base na média verificada nos últimos meses. Para conhecimento geral se publica o presente edital e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares do costume. Borba, 11 de Novembro de 2010 O Presidente da Câmara ____________________________ (Dr. Ângelo João Guarda Verdades de Sá)


Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

[Notícias] Concurso de Poesia Popular em Borba Decorreu em Borba no passado dia 21 de Novembro o concurso de poesia popular, organizado pelo Centro de Cultura e Desporto da Freguesia Matriz. O evento realizado no Auditório do Palacete dos Melos contou com a presença de diversas entidades locais, júri do concurso e cerca de trinta poetas e acompanhantes, vindos de diversos pontos do País. Em primeiro lugar ficou Maria Aliete Cavaco Penha, de Faro, em segundo lugar Gabriel Raminhos, de Carcavelos, em terceiro Joaquim da Conceição Barão Rato, de Beja e em quarto, António Isidoro Viegas Cavaco também de Faro.

Para além destes prémios o júri atribuiu á poetisa de Borba, Maria da Conceição Compõete, uma Menção Honrosa pela sua dedicação de há mais de cinquenta anos, a escrever e dizer poesia popular. No final da cerimónia o fadista borbense João Ficalho e membro do júri, cantou para os presentes alguns fados do seu novo CD, intitulado “Fados Novos”. O concurso contou com o apoio do Município de Borba, Freguesia de Matriz, Fundação Inatel – Agencia de Évora e Vinhos Ana Vieira Pinto de Borba.

Aulas de Motricidade no Lar de Arcos Todas as Terças-Feiras os utentes do Lar de Arcos frequentam as Aulas de Motricidade, que fazem parte dos Ateliers da Academia Sénior e intitulam-se “Idades vs Movimento”.

Estes Ateliers integram uma série de actividades regulares que a Câmara Municipal está a realizar nos Lares e Centros de Dia das freguesias rurais do Concelho de Estremoz. O objectivo desta iniciativa é melhorar a aptidão física e funcional dos utentes, o que lhes permite exercitar a capacidade e habilidade para realizar actividades diárias, de uma forma mais eficaz. Estas aulas realizam-se uma vez por semana, durante 45 minutos e, em média, participam 25 utentes, que se têm mostrado muito receptivos e dinâmicos. Esta iniciativa é uma organização da Câmara Municipal de Estremoz e insere-se no Contrato Local de Desenvolvimento Social da Zona dos Mármores, do qual a autarquia é parceira.

Centro de Ciência Viva de Estremoz comemora a Semana da Ciência e Tecnologia

Núcleo de Estremoz da Liga dos combatentes comemora aniversário No passado dia 11 de Novembro, o Núcleo de Estremoz da Liga dos Combatentes comemorou o seu 85º Aniversário, numa cerimónia junto ao monumento aos Combatentes, em simultâneo com as Cerimónias do 92º Aniversário do Armistício da I Guerra Mundial. As Cerimónias tiveram início com a deposição de flores na base do Monumento, local onde foi feita

3

uma invocação religiosa e um Momento dedicado à Paz. O Município de Estremoz esteve representado pelo Presidente da Assembleia Municipal, Martinho Torrinha, pelo Vice-Presidente Francisco Ramos e pela Vereadora Sílvia Dias, tendo homenageado os combatentes da I Guerra Mundial através da deposição de uma coroa de flores.

Durante esta semana, de 22 a 28 de Novembro, várias instituições científicas, universidades, escolas, associações, museus e Centros Ciência Viva de todo o País abrem as suas portas ao público para comemorar a Semana da Ciência e da Tecnologia. O Centro Ciência Viva de Estremoz festeja esta semana com diversas actividades científicas e lúdicopedagógicas, onde o tema central é “Uma viagem ao fundo do oceano”. Nos dias 23 e 24 de Novembro foram apresentadas duas vídeo-conferências na Escola Secundária Rainha Santa Isabel que se intitularam “Em directo do fundo do oceano” e” Montanhas e planícies do fundo do oceano”. Também no dia 24, nos claustros do Centro de Ciência Viva de Estremoz, decorreu uma exposição de t-shirts alusivas ao concurso de ilustração científica “Uma viagem ao fundo do oceano…500 milhões de anos à actualidade”. Hoje algumas das escolas do ensino básico, irão apresentar no Centro de Ciência Viva, histórias e experiências científicas sobre os oceanos. Amanhã, dia 26, pelas 11:00 é inaugurada uma nova exposição no Centro Ciência Viva de Estremoz, designada “Rovin dos mares, uma viagem ao fundo do oceano”, a qual foi idealizada em parceria com o EMEPC- Estrutura de Missão Para a Extensão da Plataforma Continental. “Rovin dos mares” vai levar os visitantes numa espectacular viagem pelas mais recentes descobertas nos oceanos. Durante

o dia, irão ainda decorrer, na escola básica 2+3 Sebastião da Gama, actividades experimentais sobre o tema “O Tamanho Conta”. O “mercado do sábado” já uma tradição na cidade de Estremoz, nesse dia, os visitantes, irão questionar-se Como descobrimos o fundo do oceano?. Actividades experimentais, muitas respostas e surpresas irão divertir os mais curiosos. “Vinte mil léguas submarinas” de Júlio Verne, é a história que irá pôr muitas cabeças a pensar. No dia 28 irá realizar-se uma sessão extra de contos no espaço Bookcrossing – Centro de Ciência Viva de Estremoz. Para os mais aventureiros, realiza-se um passeio de BTT pelos Mares de Estremoz. Neste dia, será ainda ser nomeado o vencedor do concurso de ilustração científica.

Grupo de Teatro de Amadores de Vila Viçosa vai homenagear Rita Peixinhos No próximo dia 27 de Novembro, o Grupo de Teatro de Amadores de Vila Viçosa (GTAVV) vai homenagear Rita Peixinhos, fundadora e dinamizadora do Grupo de Teatro, que sempre se empenhou em promover a cultura calipolense. A homenagem realiza-se no Cine-Teatro Florbela Espanca em Vila Viçosa, pelas 21h30. A noite ficará marcada pela dança e a música num serão em que as emoções vão estar à flor da pele. O público terá ainda a oportunidade de ver alguns dos trabalhos já realizados pelo Grupo de Teatro de Amadores de Vila Viçosa. Numa homenagem póstuma, a vida e obra da calipolense Rita Peixinhos serão relembrados por quem com ela trabalhou e partilhou experiências.


4

Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

Paço Ducal de Vila Viçosa reabre Espaço do Tesouro Depois de sofrer obras de requalificação ao longo deste ano, o Paço Ducal de Vila Viçosa reabriu ao público no inicio deste mês o Espaço do Tesouro. De entre o espólio poderá encontrar varias peças de ourivesaria, nomeadamente a Cruz de D. Catarina de Bragança, a Caravela-Cofre, Pintura e Tapeçaria flamengas de Quatrocentos, dois Tikis Maoris neo-zelandeses; Paramentos em lhama e bordados a ouro e algumas peças notáveis de cerâmica. A colecção permite ao visitante um relance sobre um núcleo de ourivesaria civil que incide

sobre os séculos XVIII e XIX, época áurea dessa arte em Portugal em que ressaltam nomes como João Coelho Sampaio. Incluem-se também peças de joalharia, pintura, cerâmica, vidros e escultura, particularmente a Santa Bárbara flamenga ou a colecção de marfins indo-portugueses, em que se destaca o Menino Jesus Bom Pastor indoportuguês, de marfim, de lavor e dimensões notáveis. A exposição está aberta ao público no sábado e domingo das 09h30 às 13h00, de quarta a sexta das 10h00 às 13h00, e de terça-feira a domingo das 14h00 às 17h00.

Alandroal caminha contra a Pobreza e a Exclusão Social È já no próximo sábado, 27 de Novembro, que se realiza em Alandroal a Caminhada contra a pobreza e exclusão social. Este é o desafio que a Câmara Municipal de Alandroal propõe a todos aqueles que queiram participar. A iniciativa integrase nas comemorações do “Ano Europeu Contra a Pobreza e Exclusão Social”. O percurso da caminhada terá aproximadamente 7 quilómetros de extensão e será feito exclusivamente dentro da vila de Alandroal, possibilitado aos participantes conhecer alguns dos monumentos que embelezam a histórica vila do distrito de Évora. A concentração está marcada para as 09:30, na Praça da República. O objectivo da Autarquia alandroalense, passa por contribuir para a consciencialização da população sobre a problemática da pobreza e exclusão social.

Centro de Artes Tradicionais de Évora encerra temporariamente para passar a Museu do Design e do Artesanato

Universidade Sénior de Alandroal inicia novo Ano Lectivo O Fórum Cultural de Alandroal acolheu no passado dia 21 de Novembro, Domingo, a abertura do novo ano lectivo do Pólo de Alandroal da Universidade Sénior Túlio Espanca. A cerimónia marcada para as 17:00 horas contou com a presença do Director da Universidade Sénior Túlio Espanca, Bravo Nico, e do Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, João Grilo. A sessão teve como objectivo fomentar a participação e envolvência do público presente, para recolher as opiniões de todos, relativamente às actividades já desenvolvidas e outras que estão planeadas para os próximos meses. Foi debatida a questão do local, onde vai funcionar o Pólo de Alandroal da Universidade

Sénior Túlio Espanca, até que as obras de requalificação do edifício da antiga Escola Primária de Alandroal estejam concluídas, a solução encontrada pela Câmara Municipal passa pelas instalações do Fórum Cultural e Transfronteiriço. No final da sessão foi apresentado e discutido o Plano de Actividades para o novo ano lectivo, documento que tem vindo a ser construído em conjunto, entre os técnicos da Autarquia alandroalense, os responsáveis da Universidade Sénior Túlio Espanca e os próprios alunos do Pólo de Alandroal da Universidade Sénior. Iniciativas de apoio à alfabetização e visitas de estudo são algumas das actividades já agendadas.

O actual Centro de Artes Tradicionais de Évora irá dar lugar antes do Verão do próximo ano ao novo “Museu do Artesanato e do Design”. Num esforço conjunto da Turismo do Alentejo, ERT e da Câmara Municipal de Évora, a cidade museu disporá a curto prazo de um renovado espaço museológico, localizado numa das zonas mais frequentadas por turistas em todo o Alentejo. Sem abdicar da filosofia e da actual colecção de artesanato, os promotores deste projecto esperam com a introdução da nova valência de design, refrescar a imagem do edifício do Celeiro Comum, introduzindo uma dinâmica mais comercial no respectivo projecto museológico com o intuito de reforçar a ligação do espaço do antigo museu do artesanato à cidade, às suas instituições e ao sector turístico local. O novo projecto museológico pretende constituir-se como um claro up-grade relativamente à exposição permanente com a qual o Centro de Artes Tradicionais abriu as suas portas. Uma prestigiada equipa de técnicos liderada pelo Professor Paulo Parra, está encarregue de preparar o novo programa expositivo que dinamizará ligações a centros de exposição similares

na Europa e no Brasil, num esforço que tem como objectivo colocar o novo “Museu do Artesanato e do Design” no mapa internacional deste tipo de equipamentos, em linha com a vocação da cidade de Évora como destino de turismo estrangeiro. A Turismo do Alentejo, ERT espera que o “Museu do Artesanato e do Design” abra as portas ao público antes do Verão do próximo ano, tornando-se num argumento válido de visita a Évora e ao Alentejo. Para que tal seja possível as instalações do Centro de Artes Tradicionais encerraram ao público na semana passada, isto para que o espaço possa receber as obras de adaptação que carece visando a implementação do novo programa museológico. Entretanto a colecção de artesanato até agora exposta permanecerá durante a fase de obras devidamente acondicionada nas instalações do Celeiro Comum. Relativamente às peças que a compõem será realizado neste período um trabalho de investigação e de estudo, com vista a inclui-las na exposição permanente e no ciclo de actividades a desenvolver pelo novo Museu a partir do próximo ano.


Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

Dormidas no Alentejo aumentam 14,6% e regista o melhor resultado do Continente Segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no passado mês de Setembro o número de dormidas nas unidades hoteleiras do Alentejo foi de 125,6 mil, contra as 109,6 mil registadas em igual período de 2009, o que se traduz num aumento de 14,6%. Ainda segundo os dados do INE, os números relativos ao Alentejo representam o melhor resultado registado nas regiões continentais e um acréscimo superior ao do total do país. No que respeita à taxa líquida de ocupaçãocama, em Setembro foi de 36,3% contra os 33,8%

registados em igual período do ano passado. Para o Presidente da Turismo do Alentejo, E.R.T., Ceia da Silva, “os dados são satisfatórios, comprovam a crescente procura do destino, revelam o esforço que tem vindo a ser desenvolvido para afirmar o Alentejo como uma marca de excelência e qualidade e reforçam o reconhecimento que o destino tem tido ao ser congratulado com vários distinções, a última das quais o Global Award da World Travel Market, o maior evento mundial do sector, realizado em Londres.

Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, considera que “foi uma honra termos recebido a Gala do Desporto e quero agradecer à CIMAC pelo importante papel que tem no apoio e no reconhecimento do valor dos desportistas desta região, pois com estes prémios está a motivar os atletas para alcançarem ainda melhores resultados”. Entre os homenageados esteve uma atleta de Borba, Maria Carolina Líliu, que foi

5

homenageada relativamente ao Desporto Escolar na modalidade de atletismo. A 5ª Gala do Desporto do Alentejo Central teve como objectivo valorizar a prestação dos atletas que durante a época desportiva 2008/2009 projectaram o desporto da região e contribuíram para o desenvolvimento desportivo dos seus concelhos.

Gala do Desporto homenageia atletas alentejanos A 5ª Gala do Desporto do Alentejo Central decorreu no último sábado, dia 20 de Novembro, no Pavilhão Multiusos do Parque de Feiras e Exposições de Reguengos de Monsaraz. Mais de 400 pessoas assistiram a este evento onde foram homenageados 84 desportistas que se destacaram no desporto nacional e internacional. Esta iniciativa organizada pela Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC) e pelo Município de Reguengos de Monsaraz homenageou atletas de 17 modalidades: Hipismo (1 atleta), Columbofilia (2), Pesca (8), Desporto Escolar na modalidade de atletismo (4), Judo (2), Orientação (10), Andebol (1), Trampolins (5), Atletismo (2), Desporto Escolar na modalidade de Futsal (12), Danças de Salão (4), Tiro (6), Futebol (2), Duatlo (1), Esgrima (1), Basquetebol (2) e Orientação (21). A Gala do Desporto integrou também as actuações musicais do Grupo Coral da

Freguesia de Monsaraz e do projecto Rayos (Centro das Artes de Arraiolos), tendo terminado com um convívio com todos os atletas. Ângelo de Sá, Presidente do Conselho Executivo da CIMAC, realçou “a importância que o desporto tem para a promoção da região Alentejo e para o qual é essencial o apoio do Estado, olhando para o desporto amador mas não como se fosse praticado por profissionais, tendo por isso especial atenção aos valores cobrados aos atletas pelas associações e federações, para que assim existam maiores incentivos para a prática desportiva”. José Calixto, Presidente da

OFERTA DE EMPREGO A Delegação de Vila viçosa da Cruz Vermelha Portuguesa aceita propostas de emprego para “Auxiliares de Acção Médica”. Os candidatos devem possuir o 12º Ano de Escolaridade. As propostas / Currículos devem ser enviados para a sede da delegação, sita na Rua Dr. Couto Jardim, n.º1, 7160-263 Vila Viçosa. As propostas devem dar entrada na morada acima referida, até dia 30 de Novembro de 2010.

Rua Rodrigo da Cunha Ferreira, 10 7150 - 169 Borba Telefs: 268 890 375 / 475 Fax: 268 890 381

CONSULTAS CARDIOLOGIA Dr. José de Aguiar (Évora)

GASTRENTOLOGIA Dr. Paulo Maia (Portalegre)

CONSULTA DE DIABETES Dr. Pintão Antunes

ORTOPEDIA Dr.Mário Ramos

EXAMES RADIOLOGIA CONVENCIONAL ECOGRAFIA MAMOGRAFIA ECOCARDIOGRAFIA

TAC DENSITOMETRIA ÓSSEA

PEDIATRIA Dr. Felix Romero Vivas, Dr. Manuel Escobar Bejarano e Dr. Francisco Ruiz Niñas (Complexo Infanta Cristina)

NUTRICIONISTA Dr. João Sampaio

PSIQUIATRIA Dr.Prata de Matos (Évora)

CONVENÇÕES: ARS, ADSE, ADMG, PT-ACS, SSCGD, SAMS QUADROS, MÉDIS, ADVANCECARE

ACORDOS - COMPANHIAS DE SEGUROS (SEGUROS DE ACIDENTES) Médis Acidentes, Fidelidade-Mundial, Tranquilidade, Império-Bonança, Global, Rural, Lusitania, Europeia, Allianz, Royal Exchange,

ECODOPPER A CORES

OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. Alfonso Ambel (Badajoz)

ACORDOS

ENDOSCOPIA / COLONOSCOPIA

NUTRICIONISTA Dr. João Sampaio

CONSULTA DE DIABETES Dr. Pintão Antunes

RADIOLOGISTAS: Dr. António Lopes (Beja) / Dr. Francisco Mancha (Cáceres) / Dr. José Filipe (Beja) / Dr. Enrique Fernandez (Badajoz)

ORTOPEDIA Dr. Mário Ramos

ELECTROCARDIOGRAFIA CARDIOLOGISTA

MEDICINA DO TRABALHO

Dr. José de Aguiar (Évora)

ANÁLISES CLÍNICAS

Évoralabor


6

Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

A participação cívica é o mais importante para resolver os pequenos e os grandes problemas da Freguesia Freguesia Matriz, a maior freguesia do concelho de Borba. Desde Outubro de 2010 dirigida pelo empresário António José Lopes Anselmo. Aos 53 anos, este borbense com carreira militar e empresarial, foi confrontado com uma proposta de transferência do 8 para o 80, ou seja, da Freguesia mais pequena (S. Bartolomeu) para a maior (Matriz) do concelho de Borba. Aceitou! Venceu, e o trabalho tem vindo a aparecer. Fui recolher as suas ideias quanto ao papel das Freguesias, assim como sobre as dificuldades financeiras que estas atravessam. Quando aceitou o desafio de se transferir de S. Bartolomeu para a Matriz, qual o primeiro pensamento que lhe ocorreu? O pensamento comum a todas as pessoas que se apresentam ao eleitorado, servir a Freguesia, servir a nossa terra. Preparámos um programa de intenções, os eleitores da Freguesia votaram nele maioritariamente e tentaremos não os defraudar. Temos a noção da grandeza da Freguesia e naturalmente haverá situações que desconhecemos ou que acompanhamos menos, daí o meu apelo à participação cívica dos moradores da Freguesia, dirijam-se à sede da Junta, ou a qualquer dos eleitos, para participar as coisas básicas, avarias na iluminação pública, limpeza, etc..., que nós resolveremos de imediato o que for da nossa competência e o que nos ultrapassar encaminharemos para as entidades competentes. A participação cívica é o mais importante para resolver os pequenos e os grandes problemas da Freguesia. Queremos que a sede da Junta seja um local de participação, de informação, de ajuda, principalmente à população idosa. É importante que as pessoas entendam que podem pagar a luz e o telefone na Junta, mas este serviço que prestamos, sendo útil, não é o mais importante que podemos prestar aos moradores da Freguesia. Quais as diferenças mais significativas entre as duas Juntas de Freguesia? A principal diferença é a dimensão da Freguesia, dou um pequeno exemplo, quando estava em S. Bartolomeu, dava uma volta pela Freguesia, apercebia-me das coisas que estavam mal, ou menos bem e no dia seguinte eram resolvidas ou encaminhadas para quem as pudesse solucionar, é evidente que na Matriz é impossível fazer o mesmo. Como já referi se houver participação cívica dos Fregueses, o problema do tamanho da Freguesia é facilmente ultrapassado, porque as pessoas de cada rua, de cada monte, dos aglomerados habitacionais, como a Nora, Aldeia Lacerda, Monte da Rocha, Cortes, etc..., podem, devem participar o que está mal na sua zona para rapidamente os problemas serem solucionados. O papel que está reservado às Juntas de Freguesia é, entre outros, o de ter o primeiro contacto com a população. É à Junta de Freguesia que a população recorre em primeira instância. Quais as grandes preocupações que os munícipes lhe têm vindo a apresentar? Tem obtido resposta para todas elas? As principais preocupações são as mais evidentes e que incomodam toda a gente, nomeadamente a limpeza das vias públicas, as deficiências de iluminação, entre muitas outras. Naturalmente que nos contactam apresentando sugestões para melhorias a todos os níveis, tudo o que nos têm informado, tem sido resolvido. Por exemplo, vi na estrada de Santa Bárbara, uma situação que era já um hábito, um contentor de lixo cheio e na sua envolvência uma enorme quantidade de lixo, contactei os serviços competentes da Câmara, o assunto foi resolvido e os moradores da área nunca mais se queixaram. Na Urbanização da Horta do Rossio, candeeiros sem globos, situação que se arrastava há anos, contactámos a EDP e o assunto foi resolvido. Em Agosto antes das festas, a Praça e toda a zona em volta das muralhas, estavam bastante sujas, os serviços competentes da Câmara, não tinham pessoal suficiente, falei com os Bombeiros Voluntários, a Câmara disponibilizou uma funcionária que juntamente com os funcionários da Junta fizeram a limpeza adequada. Poderia dar mais exemplos, mas penso que estes são elucidativos da forma como trabalhamos. Quero chamar à atenção aos amigos dos animais, que não custa nada recolher os dejectos que estes naturalmente produzem, e colocá-los no contentor. E nunca é demais referir que a Câmara tem um serviço de recolha de determinado tipo de lixo, por isso contactem a Junta ou a Câmara, para se evitar principalmente aos fins-de-semana, aquilo que se vê junto a alguns contentores do lixo. Em S. Bartolomeu tinha o património histórico e as antiguidades, instituiu inclusive a Feira mensal de Antiguidades. A Matriz é diferente, tem população e as diferentes associações. Que iniciativas tem previstas realizar durante este mandato?

Logo após a tomada de posse, reuni com todas as Associações Humanitárias, Desportivas e Culturais da Freguesia, foi estabelecido o tipo de apoio que poderíamos dar, mas principalmente as actividades que poderíamos realizar em conjunto. Penso que após um ano de mandato, havendo situações a corrigir pontualmente, foi adequado o apoio dado pela Junta a todas as Associações da Freguesia. As iniciativas previstas, são muitas e variadas: Uma vez por mês tentaremos realizar a Feira de Antiguidades, desta vez no Largo da Fonte das Bicas, no mesmo Domingo iremos tentar que o mercado tradicional seja realizado na Praça, estas duas iniciativas serão benéficas para o comércio local, nomeadamente o sector da restauração. É nossa intenção complementar a oferta cultural da Câmara, com algumas actividades: - Ciclos de cinema, para os quais já contactamos a Cinemateca Nacional. - Promover conferências, sobre temas variados de interesse para a população. - A semana da criança e a semana do idoso serão uma realidade em 2011. - Como já o fizemos, tentaremos promover exposições sobre variados temas, daí o nosso apelo aos interessados. - Manteremos os passeios temáticos para os mais velhos, com inovação de passeios Avós/Netos, Velhos/Novos. - O Concerto de Natal, a matine dançante, o baile dos santos populares, serão concerteza realizados. Quase todas as iniciativas referidas serão organizadas pela Freguesia de Matriz e pela Freguesia de S. Bartolomeu. Os cortes orçamentais têm-se feito sentir um pouco por todo o lado. Apesar de ser a Freguesia mais rica, quais as prioridades que teve que repensar, ou adiar, em virtude dos referidos cortes? Refiro que em 2010 as receitas da Junta reduziram substancialmente e que em 2011 irão reduzir mais. Relativamente aos objectivos para 2011, estamos neste momento a preparar o orçamento e com certeza com ponderação definiremos o mais importante para a Freguesia. Resumidamente e porque faz um ano que tomamos posse, aproveito para fazer um balanço deste ano de trabalho: - Placas toponímicas pintadas, colocadas novas onde não existiam, relógio da torre na Praça, vasos de mármore, brasões, Santa Padroeira da Freguesia, remodelação da sede da Junta, remodelação da instalação eléctrica da sede, colocação de pavimento adequado no Jardim de Infância, sinais de trânsito nas Urbanizações da Cerca e Chalé, Zona Industrial e nalgumas ruas da nossa terra. Poderia enumerar muitas mais coisas que foram feitas, mas não vale a pena. Aumentámos o Património da Junta, Borba ficou mais rica, mas o mais

António Anselmo

Presidente da Junta de Freguesia de Matriz

Não arranjarei qualquer tipo de desculpa para o que não puder fazer

Devem participar o que está mal na sua zona para rapidamente os problemas serem solucionados

Há cerca de oito anos lutei pela reorganização administrativa das Freguesias de S. Bartolomeu e Matriz

Parceria com o blog

Texto: Joaquim Trincheiras Foto: João Oliveira


Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

7

A participação cívica é o mais importante para resolver os pequenos e os grandes problemas da Freguesia importante foi servirmos a comunidade, única razão da existência de qualquer Instituição Pública. Como todos sabem, além de mim a Junta é composta pela Vanda Godinho, secretária e Luís Pécurto, Tesoureiro. Refiro que felizmente os membros da Assembleia de Freguesia são participativos, críticos e exigentes, o que nos dá uma maior motivação no trabalho. Dos funcionários da Junta temos recebido o apoio necessário, mas como já lhes disse nunca é demais o empenho e a dedicação. Que fique claro que não arranjarei qualquer tipo de desculpa para o que não puder fazer, que não estou para agradar a ninguém, estou neste cargo de livre vontade e irei cumprir adequadamente esta missão que me foi confiada pelos eleitores da Matriz.

a delimitação das áreas “futuras” das mesmas, as Assembleias de Freguesia aprovaram, penso que por unanimidade, a partir daí contactámos o Deputado pelo círculo eleitoral de Évora, Dr. José Carlos Bravo Nico do Partido Socialista e a informação que nos foi dada é que aparentemente todos os requisitos necessários estavam correctos. Entretanto, houve eleições legislativas e o caso ficou por aí. Actualmente penso que é mais provável estudarem a criação de uma só Freguesia Urbana. Neste momento não me incomoda a incorporação das duas Freguesias, mantendo a sua identidade histórica, porque culturalmente não existem diferenças. Os benefícios ou desvantagens para o Concelho, só poderão ser avaliados depois de esta situação ser uma realidade, o que penso demorará.

Aproxima-se o Natal do Idoso que, em conjunto com a outra Freguesia urbana, levam a efeito ano após ano por altura do Natal. Esta é a iniciativa mais relevante que recebe sempre a presença de umas centenas de idosos. Os idosos podem ficar descansados que haverá Natal do Idoso? Que novidades haverá? Quando esta entrevista sair, já estarão na rua as inscrições para as pessoas interessadas em participar no almoço do Natal do Idoso, organizado pelas duas Freguesias. Sei que as pessoas conhecendo os responsáveis pelas duas Juntas, nunca duvidaram da realização deste almoço. Haverá animação musical por uma Senhora de Portalegre, a Tuna da Universidade Sénior da Santa Casa e da Banda do Centro Cultural. Será uma festa, com a dignidade e qualidade merecida por todos.

Para finalizar, consegue imaginar o concelho dentro de 10 anos? Se fosse um pessimista diria: o Concelho não existirá dentro de dez anos. Se fosse um optimista diria: será o paraíso. Como sou realista penso que o mais importante é o empenho dos políticos locais, das Instituições, Associações, Trabalhadores, Empresários, etc..., analisarem concretamente a situação existente: - O mármore - importantíssimo na evolução da nossa terra e Concelhos limítrofes. - O vinho - sector fundamental por motivos óbvios. - O azeite – com prestígio reconhecido, mas na situação em que está. - A agricultura e pecuária – em geral com o peso que têm. Penso que se conseguirmos criar actividades alternativas aos sectores tradicionais, mas apostando sempre neles, inovando e adaptando-os aos mercados existentes cada vez mais exigentes, reforçar a componente turismo, conseguiremos fixar e aumentar população. Se não forem criadas alternativas, seremos dentro de dez anos uma terra bonita, cada vez mais envelhecida, com esta localização geográfica de excelência, que tem sido tão mal aproveitada.

Se um dia se colocasse a questão da incorporação das duas Freguesias urbanas numa só, qual a sua posição? Seria benéfico para o concelho? É uma questão que em termos de avaliação e resposta é complicada para mim, porque há cerca de oito anos lutei pela reorganização administrativa das Freguesias de S. Bartolomeu e Matriz. Negociámos

Festa da Vinha e do Vinho 2010

O Blog Alto da Praça (http://altodapraca.blogspot.com/), do nosso colaborador Joaquim Trincheiras, lançou o desafio e dos comentários registados, publicamos um breve resumo das opiniões dos visitantes e expositores que, livremente, expressaram a sua avaliação da 19.ª edição da Festa da Vinha e do Vinho e apresentaram sugestões para a melhorar no futuro. É compreensível minimizar os gastos com eventos tendo em atenção a grave crise económica que o país atravessa e a situação económica do nosso município, neste sentido considero bastante sensato colocar um programa cultural menos apelativo. No que se refere aos stands penso que, no caso dos produtores de vinhos, todas as condições são dadas para integrarem esta feira e é uma pena não haver mais produtores a participar no evento. Manter a Festa da Vinha e do Vinho em Borba é necessário e uma mais valia para o nosso concelho, por isso considero importante repensar e reorganizar algumas medidas. Carla Latas (Borba) Para ser sincero continuei a não gostar da Festa naquele espaço. Sei que é ali que deve ser feito, mas na minha opinião a festa desde que se mudou que se perdeu a tradição do final da tarde se beberem uns copos. […] Uma das coisas que comentei o ano passado e que repito este ano dedica-se aos compradores de vinho. Este ano pior ainda devido a haver uma só porta de acesso. É que, quem quer comprar umas garrafas de vinho não tem como levar o vinho ao carro. Torna-se impossível! Façam alguma coisa em relação a isso... ou carrinhos, ou alguma pessoa que ajudem, porque assim não incentiva nada à compra do néctar. José Lobo (Vila Viçosa) Em relação à Festa da Vinha e do Vinho, ela esta a ser desfigurada. Façam sim uma festa com mais tascas, melhores preços para o povo poder lá ir deliciar-se com os petiscos e o néctar que lhes deu o nome. Joaquim Letras (Estremoz) Todos concordamos que a Festa da Vinha e do Vinho deve continuar, e muito melhor será se a Festa se transformar no banquete anual da vasta fama que os vinhos do Alentejo têm em Portugal, na Europa e por esse mundo afora, contudo, para que esta festa tenha pernas para andar e faça desta festa o expoente máximo dos nossos vinhos, todos os produtores têm de dar as mãos e todos os produtores têm que contribuir para que a festa seja realmente uma justa homenagem ao belíssimo vinho produzido em Borba e nos arredores de Borba. Outro dos pormenores que tenho reparado, cada vez mais, é o facto de haver cada vez menos tasquinhas regionais e sítios onde podemos saborear este bom vinho à boa maneira antiga e à revelia dos fiscalizadores da ASAE. António Prates (Borba) Eu achei que teve mais fraca que outros anos, o programa podia ser melhor mas é compreensível estamos em crise, e pareceu-me não haver tanta aderência de visitantes. Acho que se for para continuar a ser feita, porque não ser feita só num fim-de-semana! Durante a semana é quando está mais fraco. Poupavase muitos euros. É uma sugestão para analisar. Carla Pinto (Borba) Acho que, se a Câmara pedisse opiniões ao expositores (que são eles têm contacto directo com o publico) saíamos todos a ganhar. Eu, como expositor, acho que deveriam esquecer o pavilhão e voltar ao antigamente. A respeito da variedade de vinhos acho que qualquer supermercado tem mais variedade. Pastelaria O Forno (Estremoz) Participei no passeio TT e adorei, entrei no pavilhão paguei o meu bilhete entrei pela zona de degustação de vinhos, gostei muito. Do que vi e comprei um copo para começar a prova dos vinhos. Foi uma experiência muito boa e que levou a comprar vinhos de alguns que nunca tinha degustado e que achei muito bons e a bons preços. Depois passei pelos senhores do artesanato e reparei que existiam trabalhos dignos de ver e comprar. Desci para a zona das tasquinhas e apreciei a gastronomia que me foi dado oportunidade de saborear, entretanto iniciava um espectáculo o que me pareceu muito bem. Reparei que os vinhos que estavam

na carta de vinhos tinham um preço muito, muito bom, acho um bom princípio. Depois quando terminei estes sabores passei pelo outro lado onde estavam doces, queijos e outros e acabei por comprar algumas coisas. Dizer que comigo eram mais 5 pessoas e o certo é que saímos e gostámos do que vimos e provámos. Pareceu organizado, limpo e seguro o que em certas Feiras que visito tal não acontece com regularidade. Ricardo Faria (Barreiro)


8

Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

1ª Divisão Distrital de Évora

[Desporto] Em colaboração com o blog da Força Azul de Carlos Bacalhau www.forcaazulborbense.blogspot.com

Divisão de Honra do Distrital de Évora Borbense cai em Santiago Maior! A equipa do S.C. Borbense foi este fim de semana à Aldeia das Pias defrontar o Santiago Maior e acabou derrotado por 2-0 em jogo a contar para a 7ª Jornada da Divisão de Honra do Distrital de Évora. Depois de ter defrontado duas semanas seguidas, equipas que lutam pelo titulo distrital, e de ter conquistado empates em ambos os jogos, o Borbense tinha agora um adversário que luta pela manutenção, num estádio onde no ano passado conseguiu uma boa vitória, mas este ano a história foi diferente e o Borbense acabou derrotado no “quintal” do Santiago Maior. O Mister Canhoto fez alinhar Pedro; Tiago, Valter, Luis Espiguinha e Márcio; Mendes, Filipe e Ruca; Ema, André e Bravo. Entraram depois no decorrer do jogo o Cláudio, Deco e Pina. O jogo começou com maior ascendente para a equipa do Borbense que a jogar com o vento a favor conseguiu criar vários lances de perigo e esteve mesmo muito perto de marcar, enquanto que a equipa da casa tentava reagir em rápidos contra-ataques mas sem grande perigo. A primeira parte estava-se a passar e a equipa azul e branca não conseguia traduzir a sua superioridade em golos, tendo mesmo sido a equipa do Santaiago Maior a marcar mesmo em cima do intervalo, num

pontapé de canto onde aparece um jogador a cabecear sozinho para o fundo das redes. Na segunda parte, o Borbense tentou ir em busca dos golos para mudar o resultado, mas foi mesmo o Santiago Maior a voltar a marcar num lance rápido em que o avançado parte em posição ilegal e na cara do guarda-redes não perdoa e faz o 2-0 para os da casa. Com este golo os da casa ganharam mais confiança e conseguiam aliviar o perigo que a equipa azul e branca ia criando, enquanto que os jogadores borbenses davam tudo e não conseguiam mudar o rumo do resultado. Na parte final do jogo, já após a expulsão de Márcio por duplo amarelo, era a pressão do Borbense com o Santiago Maior a criar perigo nos contra-ataques. Com o resultado de 2-0 favorável ao Santiago Maior chegávamos ao final deste jogo disputado quase sempre à chuva, num campo pequeno e pesado. A equipa de arbitragem liderada por Nelson Dias não esteve em dia SIM e o erro do assistente João Serra teve interferência directa no resultado do jogo. Na próxima jornada o Borbense recebe o Canaviais, que vem motivado após a goleada diante do Calipolense, mas o Borbense vai tentar regressar às vitórias que já lhe escapa há 5 jornadas.

100% Vitorioso para as Equipas da Zona dos Mármores Realizou-se este fim-de-semana a 7ª Jornada da 1ª Divisão Distrital de Évora, onde as equipas da Zona dos Mármores tiveram uma excelente prestação e venceram os seus jogos, chegandose cada vez mais à frente da classificação. O C.F. Estremoz foi ao dificil terreno do São Manços e conseguiu uma brilhante vitória por 3-2, com os golos a serem marcados por Fábio Tracanas que bisou, e o avançado Ruben Caldeira. Foi uma vitoria muito importante no terreno de outro dos candidatos ao titulo, e assim a equipa treinada pelo Mister Mourão continua em igualdade pontual com o lider Cabrela; O S.C. Arcoense continua a sua recuperação e alcançou mais uma vitoria, desta vez diante do Vera Cruz por 3-1, com golos marcados por João Pires, Catá e Roberto Gato. Com esta vitoria a equipa treinada pelo Mister Generoso já se está a chegar à frente na classificação e neste momento,

apesar de ainda ter um jogo em atraso, faz parte do grupo de equipas que ocupam a 5ª posição, a 5 pontos da liderança; O Rosário continua a sua grande época e foi ao terreno do Aldeense conquistar uma grande vitória por 3-0, que lhe permite estar também no grupo dos quintos classificados com 10 pontos.

S. C. Arcoense

2ª e 3ª Divisão Nacional Juventude faz história e segue na Taça

Borbense defrontou o Santiago Maior

O Juventude de Évora recebeu hoje o Santa Maria de Barcelos em jogo a contar para a quarta eliminatória da Taça de Portugal e venceu por 30, com golos de Carlos Gomes, André Xavier e Carlos Mota. A equipa treinada pelo Mister Miguel Angelo está a fazer uma época brilhante, ocupando a segunda posição no Campeonato Nacional da 2ª

Divisão e agora com a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal, onde já tem grandes probabilidades de calhar uma grande equipa portuguesa. O sorteio da próxima eliminatória irá realizarse já esta quinta-feira, dia 25 de Novembro pelas 12:00 Horas e vamos ver o que calha em sorte a este representante do Alentejo.

GERÊNCIA DE:

Manuel Matos Gomes Telemóvel: 919 398 382 Zona Insdustrial, Lote 88 APART. 35 - EC 7101 - 909 ESTREMOZ

Telefone: 268 337 563/5 Fax: 268 337 564


Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

Camadas Jovens

Barbus Futsal

Borbense vence Torneio de Preparação em Juvenis!

Seniores voltam a perder

A equipa de Juvenis do S.C. Borbense venceu este fim de semana o Torneio de Preparação do Campeonato Distrital de Juvenis, após ter derrotado o Juventude de Évora na grande final realizada no Campo do Calvário em Redondo por 5-0. A equipa treinada pelos Mister Lobinho, Mister Espiga e Mister Sabido está assim de parabéns por esta brilhante conquista e ganha uma motivação e confiança extra para encarar o Campeonato Distrital, que começa já na próxima semana com o Borbense a receber o adversário de hoje, o Juventude de Évora. O resultado foi desnivelado, mas descreve bem o que aconteceu no jogo, pois o Borbense foi sempre superior e não deu qualquer hipotese ao adversário. O Borbense alinhou com João Ferrão; Miguel Ramos, Brazão, Mackoy e Cachapa; Filipe, Mauro Pinto e Rui Rodrigo; Zorrinho, André Avó e Cachapela. Entraram depois no decorrer da 2ªparte o João Costa, Pernas e Ricardo Pereiros para os lugares de André Avó, Rui Rodrigo e Cachapela. O jogo começou com a equipa do Borbense a dominar e em busca do golo, que viria a conseguir ainda antes do primeiro quarto de hora de jogo, com um grande remate de Zorrinho de fora da área. Após o golo esperava-se a reacção da equipa eborense, mas era o borbense que continuava a dominar e foi com alguma normalidade

que viria a fazer o 2-0 por intermédio do central Mackoy após a marcação de um pontapé de canto. Ainda antes do intervalo, novamente na marcação de um pontapé de canto o borbense viria a aumentar a vantagem, desta vez foi o lateral Miguel Ramos a rematar para o fundo das redes. Com o resultado de 3-0 chegávamos ao intervalo. Na segunda parte apareceu finalmente a tentativa de reacção do Juventude que beneficia de uma grande penalidade, de onde resulta a expulsão de Cachapa, e a hipotese de reduzir ficando a jogar com mais um jogador. Mas uma boa defesa de João Ferrão, manteve o resultado como estava e ainda desmotivou mais os jogadores do Juventude que mesmo em superioridade numérica viram sofrer o quarto golo num grande remate de Mauro Pinto de fora da área. Os jogadores eborenses estavam de cabeça perdida e endureceram o jogo, no que resultou em duas expulsões para a sua equipa. Já perto do final da partida o borbense beneficia de uma grande penalidade, que o capitão Filipe, para coroar uma excelente exibição do pivot da equipa, não desperdiçou e fixou o resultado final em 5-0. No final do jogo assistimos a uma festa bonita dos jogadores, treinadores, directores e a enorme massa associativa que acompanhou a equipa à Vila de Redondo, a comemorar esta conquista dos Juvenis do Borbense.

A equipa do Barbus Futsal recebeu na sexta-feira a equipa do Núcleo Futsal SIMM e acabou derrotada por 2-5 em jogo a contar para a 4ª Jornada do Campeonato Distrital de Futsal. O jogo começou com a equipa do Barbus Futsal a entrar muito bem, concentrada e com vontade de mudar o rumo dos acontecimentos, conseguindo marcar 2 golos em apenas quatro miutos, ambos por intermédio de Carika. A meio da primeira parte começaram as mexidas e enquanto que a equipa de Borba fraquejou um pouco, os visitantes fizeram entrar Tó Cunha, que foi eleito o melhor jogador do campeonato da época passada, e aos poucos o jogo foi mudando, com a equipa de Mora a conseguir reduzir aproveitando uma falha defensiva. Pouco depois, num grande lance

9

individual de Tó Cunha o empate estava reposto e mesmo em cima do intervalo, a apenas 2 segundos do final, nova falha defensiva e a equipa visitante colocava-se em vantagem. Com o resultado de 23 chegávamos ao intervalo. Na segunda parte a equipa do Barbus tentou chegar à igualdade, mais com o coração do que com a cabeça, mas os visitantes defendiam-se muito bem e ainda criavam perigo nos contra-ataques, conseguindo aumentar a vantagem até aos 2-5 com que chegávamos ao final do desafio. Esta foi a terceira derrota em outros tantos jogos e na próxima jornada tem a deslocação a Estremoz, num belo derby da Zona dos Mármores, para defrontar uma equipa que este ano está muito forte e ocupa os primeiros lugares.

Juniores perdem num grande jogo A equipa Junior do Barbus Futsal foi este sábado à noite a Cabeção defrontar o Sport Cabeção e Benfica e perdeu por 2-1 em jogo a contar para a 4ª Jornada do Campeonato Distrital Junior de Futsal. Aí estava um jogo de grande dificuldade para esta equipa junior do Barbus Futsal que realiza a sua primeira época no Campeonato Distrital, diante de uma equipa muito forte, candidata ao titulo, com jogadores de grande qualidade, muito bem liderada pelo Mister Clemente e com um publico que preenche sempre muito bem as bancadas do Pavilhão de Cabeção. Nesta pré-época estas equipas ja se tinham defrontado no jogo de apresentação do Barbus, onde a equipa de Cabeção conseguiu vencer por goleada. Neste jogo as equipas entraram em grande ritmo, ambas com vontade de ganhar e dispondo de algumas oportunidades de marcar. No entanto com o passar do tempo a equipa da casa

foi começando a dominar o jogo e conseguiu adiantar-se num ataque rápido muito bem finalizado. O Barbus tentava reagir, mas eram novamente os da casa a chegar ao golo e com o resultado de 20 favorável aos da casa chegávamos ao intervalo. Na segunda parte já foi um jogo diferente, com o Barbus em busca da mudança do marcador e a dominar o jogo, enquanto que a equipa de Cabeção defendia-se muito bem e como podia. Já nos ultimos 5 minutos, André consegue reduzir e aí o jogo ficou bastante emocionante com a equipa de Borba a tentar chegar ao empate, mas a bola não entrava e com o resultado de 2-1 chegávamos ao final do jogo. Esta foi a primeira derrota desta equipa do Barbus, que já tinha empatado em Viana do Alentejo, e ganho na recepção ao Almansor. Na próxima jornada recebem a Casa do Benfica de Viana do Alentejo que conseguiu uma grande vitória esta semana diante do Ferroviários.

Femininas ganham em Mora

Equipa de Juvenis do Borbense

INFANTIS

BENJAMINS

Equipas

Equipas 1º 2º 3º 4º 5º 6º

Redondense Calipolense S. C. Borbense S. C.Bencatelense C.F. Estremoz Terena

- Oficina de chocalhos - Comércio de artesanato - artigos equestres e correaria - cadeiras alentejanas

12 12 9 4 1 0

1º 2º 3º 4º

Redondense C. F. Estremoz S. C. Bencatelense Calipolense

5º 6º

G. D. C. Rio de Moinhos Terena

Montoito

Tel. 268 323 130 / 268 324 181/ 967 623 057 www.casagalileu.com.sapo.pt psimsim@hotmail.com Rua Victor Cordon, 16 7100 - 560 ESTREMOZ

8 8 7 7 5 4 1

A equipa Feminina do Barbus Futsal foi no domingo a Mora defrontar a equipa do Luso Morense e conseguiu uma grande vitoria por 1-2 em jogo a contar para a 6ª Jornada do Campeonato Distrital Feminino de Futsal. O jogo começou muito equilibrado e com algum ascendente para a equipa da casa. No entanto aos poucos o Barbus Futsal foi acentando o jogo e criando algumas jogadas de perigo, embora tenha sido a equipa da casa a adiantar-se por intermédio de Paulinha que é uma das melhores jogadoras do distrito, que finalizou muito bem uma jogada colectiva. Pouco depois a equipa de Borba conseguiu repor a igualdade. Parreira ofereceu o golo a Ganhão que com um grande remate empatou a partida a uma bola. Na segunda parte o jogo

continuou muito equilibrado e com muitas oportunidades para ambos os lados, destacandose as guarda-redes que conseguiram defender praticamente tudo. Já nos minutos finais do jogo, novamente Parreira com uma boa jogada individual consegue fazer o 1-2. Daí até ao final a equipa da casa tudo fez para chegar ao empate, mas a equipa do Barbus conseguiu somar a segunda vitoria consecutiva. Na próxima jornada, a equipa feminina do Barbus Futsal recebe a grande dominadora do Futsal Distrital dos ultimos anos, a equipa do Juventude Évora, que lidera isolada a classificação e este fim-de-semana até conseguiu uma goleada record, tendo vencido a equipa de Cabeção por 52-0.


10

Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

[Autor do Mês] SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE BORBA INSTITUIÇÃO PARTICULAR SOLIDARIEDADE SOCIAL

EDITAL O ENGº DIOGO MANUEL CANHÃO SAPATINHA – PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL DA IRMANDADE DA SANTA CASA DA MISERICORDIA DE BORBA: Convoca ao abrigo do ponto 1. do artigo 31º do compromisso da SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE BORBA a Assembleia Geral Ordinária desta Instituição, para o próximo dia 28 de Novembro de 2010, pelas 9.00 horas na Sala de Despacho da Santa Casa da Misericórdia de Borba, com a seguinte ordem de trabalhos: 1-

Leitura da Acta da Assembleia anterior.

2-

Apreciação, discussão e votação do Plano de Actividades e Orçamento para 2011.

3-

Outros assuntos de interesse para a Instituição.

Não havendo número legal de Irmãos presentes, conforme preceitua o ponto 1. do artigo 29º do Compromisso, funcionará a dita Assembleia uma hora depois no mesmo local e com idêntica ordem de trabalhos, de harmonia com o ponto 2. daquele artigo. Borba, 8 de Novembro de 2010

RUA HUMBERTO SILVEIRA FERNANDES, 16 – 7150-129 BORBA Telefs: Administração: 268 891 601 Fax: 268 891 602 – Lar: 268 891 607 – Infantário: 268 891 607 – Centro Dia Rio de Moinhos: 268 801 354 E-mail: scmborba@netvisao.pt – Contribuinte N.º 500 848 572

Miguel Torga, pseudónimo literário de Adolfo Correia da Rocha nasceu a 12 de Agosto de 1907, na freguesia de São Martinho de Anta, concelho de Sabrosa (Vila Real). Foi criado no seio de uma família humilde e por esta razão viveu uma infância rural, que lhe deu a conhecer a dureza e o ritmo contínuo do trabalho dos campos. Adoptou, no pseudónimo, o apelido Torga para representar metaforicamente a sua ligação às suas raízes rurais transmontanas; a torga, planta muito comum na sua província natal, é conhecida por urze, no Alentejo, que embora sugira fragilidade, é resistente aos rigores da natureza pelas profundas raízes que a prendem à terra, tal como se considerava o próprio escritor. Em 1917, com dez anos, parte para o Porto, onde vai trabalhar, como moço de recados, no palacete de uns familiares. Um ano mais tarde, ingressa no Seminário de Lamego, onde aprende Português, Latim, Geografia e ganha familiaridade com os textos sagrados. A passagem de Torga pelo Seminário foi efémera e, em 1919 segue para o Brasil, onde irá trabalhar na fazenda de um tio, no Estado de Minas Gerais. Mais tarde, regressou a Portugal acompanhado daquele familiar, que se prontificou a paga-lhe lhe os estudos em Coimbra, onde fez o curso liceal em apenas três anos. Matricula-se, na Faculdade de Medicina, onde terminaria a licenciatura em 1933. Exerceu a profissão de médico, em São Martinho de Anta, em Miranda do Corvo, acabando por

estabelecer-se, definitivamente, em Coimbra, como otorrinolaringologista, em 1941. No campo dos movimentos literários, aderiu, inicialmente, ao grupo da revista Presença, de que se desligou em 1930, fundando nesse mesmo ano, com Branquinho da Fonseca, a Sinal, de que sairia apenas um número. Em 1936, lançou outra revista, Manifesto, também de duração breve. A obra de Miguel Torga inspirase nos ciclos dos trabalhos agrícolas do Douro vinhateiro, das serras transmontanas e reflecte o valor de cada homem, como criador e propagador da vida e da natureza, bem assim o contacto com as misérias e com a morte. Na sua obra repleta de simbologia bíblica revolta-se contra a violência dos homens e a tirania divina, leis que aprisionam a dignidade do Homem. Decorrente da forma como encarava a missão do poeta denunciou o apoio do Estado Novo aos Franquistas na Guerra Civil de Espanha (1936-39), identificando os crimes do ditador, que lhe implicaram a apreensão de algumas das suas obras pela censura e, até a sua prisão pela PIDE. Miguel Torga, contista de excepcional craveira, romancista, ensaísta, dramaturgo foi autor de mais de cinquenta obras publicadas desde os 21 anos, tendo-se estreado em 1928 com o volume de poesia “Ansiedade”. Morreu em Coimbra em 17 de Janeiro de 1995. Várias vezes proposto para Prémio Nobel da Literatura, foi-lhe recusado tal galardão, que justamente teria recompensado os méritos da sua obra. Prémios recebidos: Diário de Notícias (1969); Internacional de Poesia (1977); Montaigne (1981); Camões (1989); Vida Literária da Associação Portuguesa de Escritores (1992); Prémio da Crítica, consagrando a sua obra (1993). - Consulte as obras disponíveis para empréstimo domiciliário no catálogo da Biblioteca Escolar, alojado em http://212.55.43.29/bibliopac/bin/wxis.exe/ bibliopac/ A equipa da BE


Ano XVI I Nº. 433 I 25 de Novembro de 2010

Os piolhos são transmitidos por contacto directo, pelo que não se deve emprestar chapéus, cachecol, pentes…

[Opinião] Festa da Vinha e do Vinho 2010 Após ter falhado a edição do ano passado, lá consegui arranjar um fim-de-semana para ir ver a Festa da Vinha e do Vinho, agora na versão “Pavilhão de Eventos”. Agarrei nuns casais amigos e lá fomos nós a caminho de Borba. Fim-de-semana de sonho! Mas a Festa... Para mim, e que me desculpe a organização constituída em grande parte por pessoas que conheço e por quem tenho enorme estima, tratou-se de uma enorme desilusão. Deixarei para outra oportunidade uma opinião mais profunda acerca do dito Pavilhão. Reportando-me ao evento, é claro para mim que a Festa da Vinha e do Vinho perdeu identidade nos últimos anos. Há por ali uma mistura composta por gente que vende de tudo um pouco, desde produtos de limpeza até Ginja de Óbidos, o que banaliza o evento e o aproxima de outros do género. As zonas de provas e a feira de vinhos são quase insignificantes pela escassez de produtores existentes. Os restaurantes são praticamente os mesmos que fazem o circuito das Feiras – Lampião, Tasca Rasca são exemplos – e a zona de espectáculos encaixada ali no meio parece-me bastante forçada. O mais constrangedor, na minha opinião, é o facto de não se ver interacção entre o evento e a cidade. Não há Borba na Festa! Provavelmente sou eu que estou a ver mal as coisas e, como já referi, não quero ser injusto. Há a crise, os condicionalismos orçamentais... Mas temos hoje um leque de restaurantes de enormíssima qualidade, que mantém a tradição alentejana e que criam um ambiente único. Os vinhos de Borba estão como nunca estiveram. Diversidade, qualidade, imagem como não existe no Alentejo. Temos oferta pequena mas de bom nível em matéria de alojamento. A paisagem nesta época do ano é cativante. Estamos rodeados de História e Património no nosso e nos concelhos vizinhos. Há acessibilidades, a cidade está bonita. O que falta? Porque não ligamos todos estes factores que nos diferenciam para valorizar o todo, fazendo-o reflectir nesta Festa e fazendo desta, uma Festa de todos? A Festa da Vinha e do Vinho deve ter um objectivo, um desígnio. Deve representar a expressão da nossa terra. Deve envolver os agentes económicos, porque ela existe para criar riqueza no curto e no longo prazo. Mas, tal como está, mais parece fruto de uma gestão administrativa, burocrática. E é isso que mata as boas ideias... Penso, sinceramente, que a Festa da Vinha do Vinho é uma boa ideia. Não quero ser mal interpretado. Há que valorizar o enormíssimo empenho de dezenas de pessoas que se envolvem neste projecto. E, apesar destas considerações, continuo certo de que presta um grande serviço à região. Mas há que refundar a Festa, aproximála da cidade e aproveitá-la para valorizar um conjunto de características associadas a Borba e a toda a “Zona dos Mármores” cujo potencial, todos sabemos, é extraordinário. E isso consegue-se!

SINTOMAS: - Comichão - Feridas decorrentes de coçar - Marcas vermelhas das picadas

Ocorrências nos concelhos de Estremoz, Borba, Arraiolos; Mora e Vimieiro. No Periodo de 08 de Novembro a 21 de Novembro de 2010.

TRATAMENTO - Aplicar o produto no cabelo e deixa-lo actuar o tempo indicado na embalagem - Usar um pente fino para remover os piolhos e lêndeas mortos - Lavar a roupa das camas toalhas e vestuário com água quente - Desinfectar pentes e escovas com loção antiparasitária

[Saúde]

UCSPB (Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Borba) Vamos combater os Piolhos PIOLHOS, o que são? São insectos minúsculos que vivem no cabelo dos humanos, reproduzem-se em pequenos ovos (Lêndeas). Como se pega?

[PROPRIETÁRIO E EDITOR] MediaBorba - Sociedade de Comunicação Social, Unipessoal, Lda. Rua Fernão Penteado, 20 I 7150-128 Borba I NIPC: 505 680 386 [ADMINISTRAÇÃO E REDACÇÃO] Rua Fernão Penteado, 20 I 7150-128 Borba I Telefone: 268 894 580 I Fax: 268 890 677 [DIRECTOR] David Guégués [COORDENADOR DE REDACÇÃO] João Oliveira [RESPONSÁVEL DE MARKETING E PUBLICIDADE] Vanessa Barriga [REDACÇÃO] Benjamim Espiguinha, Neide Bagulho, João Oliveira, Joaquim Trincheiras [COLABORADORES] João Azaruja, Manuel Esteves, Tomé Leitão, Joaquim Coimbra e Carlos Bacalhau [PUBLICIDADE] Telefone: 268 894 580 I Fax: 268 890 677 I E-mail: terrasbrancas@net.sapo.pt [TIRAGEM] 3000 Exemplares [REGISTO DE IMPRENSA] n.º 117749 Membro da [DEPOSITO LEGAL] n.º 290807/09 [IMPRESSÃO] Coraze - Centro de Impressão I Zona Industrial de Oliveira de Azeméis, 587 I 3720 Oliveira de Azeméis

[Ocorrências] Guarda Nacional Republicana

UMA VEZ ENCONTRADOS OS PIOLHOS, DEVE-SE FAZER O TRATAMENTO O MAIS PRECOCE POSSÍVEL!

Paulo Dias (Albufeira)

11

PREVENÇÃO: Inspeccionar as cabeças uma a duas vezes por semana. Ao notar que uma criança têm piolhos, todos os membros da família devem fazer a desinfestação, pois os adultos também podem apanhar. Os piolhos também gostam de cabelos lavados.

Acidentes de Trânsito- Neste período ocorreram: 2 em Borba; 1 em Pavia e 1 em Estremoz. Dos quais resultaram danos materiais nos veiculos. Furtos - Furto de diversos artigos, em Borba, no valor de 13.125 euros. Furto de diversos artigos do interior de residência, em Mora, no valor de 2.546 euros. Furto de artigos em prata em interior de estabelecimento, em Mora. Furto de dinheiro no interior de estabelecimento, em Mora, no valor de 450 euros. Furto de seis animais de espécie ovina, em Estremoz, no valor de 750 euros. Furto de cabo electrico em Pedreira, em Estremoz no valor de 7.500 euros. Furto de gasóleo na bomba de abastecimento da A6, em Estremoz, no valor de 15 euros. Furto de diversos artigos, em Borba, no valor de 486 euros. Furto de cober do interior de um Posto de transformação de electricidade, em borba, no valor de 10.680 euros. Outras Denúncias - Posto de Borba - Denúncia de desobediência; Denúncia de um crime de burla. Posto de Estremoz - Denúncia de crime á integridade física simples. Posto de Mora - Denúncia de um crime de burla. Posto de Arraiolos - Denúncia de um crime de violência doméstica; Denúncia de crime de ameaças. Posto de Vimieiro Denúncia de crime de violência doméstica. Detenções - PBorba deteve cidadão angolano maior de idade por permanência ilegal no nosso País. Mesmo foi presente no Tribunal de Vila Viçosa e posteriormente, por determinação do MP foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Évora. Por determinação deste Tribunal este cidadão foi entregue ao SEF para posterior expulsão do nosso País.


Agenda Cultural

[Última hora] Município de Elvas atribui 1500 prendas de Natal a alunos do Préescolar e 1º Ciclo No passado dia de 10 de Novembro, em reunião de Câmara, o Município de Elvas, aprovou a atribuição de 1500 prendas de Natal aos alunos do pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico da rede pública do concelho. Cada criança irá receber um livro pedagógico, como forma de assinalar a

CINEMA - EM BORBA

SHREK PARA SEMPRE 27 de Novembro de 2010

quadra festiva, particularmente sensível para os mais novos. As prendas são constituídas por um livro, conforme o nível escolar: um para as crianças do pré-escolar, outro para os alunos dos 1º e 2º anos e um terceiro para as crianças dos 3º e 4º anos de escolaridade.

Sessões: 15.30h / 21.00h Realizador: Mike Mitchell Actores: Mike Myers, Eddie Murphy, Cameron Diaz, Antonio Banderas Ano: 2010

Campanha integrada sobre a Depressão está esta semana em Évora A primeira campanha nacional integrada sobre depressão já começou. Sob o mote “A Depressão dói. Mas pode deixar de doer”, a campanha de televisão, rádio, imprensa, online e de cartazes em unidades de saúde e farmácias, será ainda suportada por uma unidade móvel interactiva que percorre diversas capitais de distrito até ao início de Dezembro e pelo website www.adepressaodoi.pt. A próxima paragem é na Praça Joaquim António de Aguiar, em Évora. «A depressão dói. Mas pode deixar de doer.» tem por objectivo falar sobre a depressão numa perspectiva integrada, informar, esclarecer e desmistificar muitas dúvidas que ainda existem e modificar comportamentos e atitudes perante uma

doença que tem uma dimensão emocional e física. Esta é uma iniciativa da Lilly Portugal, com o apoio da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental. A campanha arrancou no dia 6 de Outubro em simultâneo com a unidade móvel, sendo que a mesma está em Évora desde o dia de ontem até hoje. No camião, as pessoas poderão, através de conteúdos interactivos, perceber o que é a depressão, como se manifesta e quais os sintomas associados. Procurar ajuda especializada é fundamental para diagnosticar e tratar os sintomas emocionais e físicos associados à doença.

Duração: 93 min Género: Animação, Comédia País de Origem: EUA Para maiores de 6 anos Sinopse: Depois de alguns anos a viver a etapa do “felizes para sempre”, as pressões da rotina, os filhos e todas as complicações próprias de uma família numerosa levam Shrek (voz de Mike Myers), numa espécie de crise de identidade, a pôr em causa as suas opções e a questionar se não seria mais feliz nos tempos em que era um ogre malcheiroso, de mau feitio e... solteiro. É então que surge Rumpelstiltskin (Walt Dohrn) que, através de uma estranha magia, resolve fazer um pacto tornando os “desejos” de Shrek realidade. E este dá por si numa versão alternativa da sua própria vida, na qual o rei de Bué-Bué Longe é o próprio Rumpelstiltskin e Shrek nunca

conheceu o amor de Fiona, nem o Gato das Botas (Antonio Banderas) ou o Burro (Eddie Murphy), seus leais companheiros. Agora, o ogre mais feroz e corajoso de todo o reino terá de encontrar a forma de quebrar o feitiço, restaurar a paz em Bué-Bué Longe e, mais importante do que isso, recuperar o amor da sua família e a admiração dos seus amigos. Com a realização de Mike Mitchell (“Gigolo Profissional”, “Sky High - Escola de Heróis”) é a quarta reinvenção do conto de fadas sobre um ogre que reúne, na mesma sala, crianças e adultos de todas as gerações.

TOY STORY 3 11 de Dezembro de 2010 Sessões: 15.30h / 21.00h Realizador: Lee Unkrich Actores: Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Michael Keaton Ano: 2010 Duração: 103 min Género: Animação País de Origem: EUA Para maiores de 6 anos Sinopse: Andy tem já quase 18 anos e, agora que vai entrar para a faculdade, tem de decidir o que fazer com todos os seus brinquedos. Woody, Buzz Lightyear, Jessie, o Sr. e a Sra. Cabeça de Batata , Slinky Dog, Rex e Hamm, temendo o seu destino, vivem aterrados com a decisão de Andy. Quando, por engano, vão todos parar ao caixote do lixo, reúnem-se e resolvem entrar num infantário que, infelizmente, mais parece um manicómio. Aí, vão ser agarrados, beijocados e quase esquartejados por um sem número pequenas criaturas humanas um bocadinho

histéricas e (muito) pouco cuidadosas. E é então que, temendo pela própria segurança e com a ajuda de outros brinquedos amigos com quem acabaram por travar amizade, resolvem arquitectar um novo plano de fuga. Depois do relançamento do primeiro e segundo filme da série “Toy Story”, é lançada a terceira aventura dos brinquedos mais adorados do mundo inteiro, desta vez com a realização a solo de Lee Unkrich (“Monstros e Companhia”, “À Procura de Nemo” e “Toy Story 2 - Em Busca de Woody 3D”).

DIVERSOS - Exposição de desenhos "O Inverno... e o preto e o branco", de Brumãras Dragos (natural da roménia), patente até 05 de Dezembro no Caffé - Caffé, em Borba. - Torneio da Malha, em Borba, no largo da Fonte das Bicas, pelas 10 horas no dia 28 de Novembro. - XVIII Cozinha dos Ganhões, de 1 a 5 de Dezembro, no Parque de Feiras e Exposições de Estremoz.

Terras Brancas n.º 433  

Terras Brancas n.º 433

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you