Page 42

nativo provavelmente não diria'. Estou plenamente de acordo, especialmente quando dizem que o aluno pode e deve ter conhecimento da forma nativa, padrão, standard de dizer certas coisas. Muito frequentemente digo ao aluno que, embora a sua frase esteja correcta, não é a maneira mais natural de a dizer. Depois digo-a na forma habitual. Deste modo, vão estando expostos a diferentes níveis de linguagem e a linguagem nova, dita de uma forma natural; •

o treino do uso da língua é mais importante do que dizer tudo correctamente.

Resumo 1. Autocorrecção, heterocorrecção e correcção pelo professor são as técnicas fundamentais. 2. A escolha da técnica prioritária deve ser feita em função do objectivo da aula. 3. Há diversos estratagemas para assinalarmos erros, desde o humor à negociação. 4. É fundamental o máximo de envolvimento dos alunos na correcção. 5. O recurso à correcção pelo professor implica necessariamente voltar a ensinar o assunto, mas de maneira diferente. 6. A aula de accuracy deve recorrer à correcção, de preferência a autocorrecção. 7. A aula de fluência/conversação deve ter o mínimo de correcção.

41

Reflexões sobre a problemática do erro  

Trabalho pesquisado e escrito em 1995, mas só agora (Out10) publicado por mim