Page 31

desenvolver no aluno a capacidade de usar a língua estrangeira com criatividade, o que implica não se agarrar demasiado à accuracy;

fazer ver aos alunos que errar é natural, faz parte de qualquer aprendizagem − errar é sinónimo de aprendizagem;

em trabalhos escritos, não se limitar a assinalar e/ou corrigir erros − comentar o trabalho duma forma positiva, construtiva.

Não havendo teorias ou regras fixas que digam ao professor, em primeiro lugar, se deve corrigir e, seguidamente, quando, o que e como corrigir, é a ele que cabe decidir o que fazer, tudo se limitando a uma questão quase exclusivamente pessoal (não esquecendo, evidentemente, os factores atrás apontados que condicionam a nossa acção em maior ou menor grau). E a experiência tem-me demonstrado que uma receita equilibrada se baseia essencialmente numa mistura 'q.b' de intuição e bom senso com uns pozinhos de sensibilidade e flexibilidade. É importante que os alunos tenham na frente alguém que dê ênfase acima de tudo à comunicação e não à accuracy, a não ser quando esta é imprescindível, pois só assim o aluno se sentirá à-vontade para usar e aprender a língua. E só assim é que o aluno poderá adquirir uma noção clara da linguagem que existe à sua volta e que está à sua disposição, bem como ter ideias concretas da linguagem que se está a desenvolver dentro de si próprio. Compete ao professor promover e orientar estas duas facetas.

Para terminar, deixo para reflexão a seguinte frase de Bartram e Walton: 'It is not clear that the teachers who correct most are the most successful teachers; there is some evidence that the opposite may be true!'

Resumo 1. Não há fórmulas mágicas para a correcção. 2. Não se deve corrigir nem de mais nem de menos − no meio-termo é que está a virtude. 3. A atitude do professor face à correcção, ou ausência dela, depende essencialmente do objectivo da aula. 4. Numa aula dedicada à accuracy é importante haver correcção no momento oportuno.

30

Reflexões sobre a problemática do erro  

Trabalho pesquisado e escrito em 1995, mas só agora (Out10) publicado por mim

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you