Page 16

vontade de arriscar e de fazer experiências com a língua. Como tal, tem de ser encarado com mais tolerância, porque é um elemento indissociável do processo criativo que é aprender uma língua estrangeira e, acima de tudo, na minha perspectiva, porque revela um espírito de aventura, uma vontade de ultrapassar o desconhecido, característica que deve ser constantemente incentivada e estimulada pelo professor.

Resumo 1.

O erro faz parte da aprendizagem e a correcção é parte integrante do ensino.

2.

É importante aprender a linguagem adequada às situações e aos interlocutores, porque ser educado é geralmente mais importante do que ser linguisticamente correcto.

3.

Nem sempre existe sintonia entre o pocesso ensino-aprendizagem, ou seja, aprender não é sinónimo de ensinar.

4.

É fundamental criar condições que motivem os alunos.

5.

É fundamental informar os alunos dos seus progressos e elogiá-los pelos mesmos.

6.

Infringir uma regra fundamental é considerado mais grave do que infringir uma regra menos importante ou uma excepção à regra.

7.

Errar é aprender, por isso o erro deve ser encarado com mais tolerância.

15

Reflexões sobre a problemática do erro  

Trabalho pesquisado e escrito em 1995, mas só agora (Out10) publicado por mim

Advertisement