Issuu on Google+

ANO V Nº42 | SETEMBRO 2016 | R$ 10,00

O PODER A REVISTA DOS GRANDES LEITORES

Túnel do tempo dr. edinor batalha

perfil

nina SOUZA

Dr. monte neto dedicação e seriedade


O PODER A REVISTA DOS GRANDES LEITORES

10

!

!

Índice

6 capa | entrevista

dr. monte neto fala sobre tendência da política em natal

coluna perfil com YRAGUACI SOUZA

colunas

16

8

Nutrição funcional POR SOCORRO MORAIS

Setembro cidadão marca calendário com ações de CIDADANIA

5 12 22 24 26

Adauto medeiros

Povo destrói escolas e governo destrói ensino

ANDREZZA TAVARES CAPITAL CULTURAL com o Coach Rodrigo Peixoto

GIRÃO MONTEIRO ACREDITE SE QUISER OU SE PUDER

YURI CARVALHO TECNOLOGIA NAS ELEIÇÕES 2016

NEY LOPES OPINIÃO PÚBLICA E TEMER

Setembro/2016 O poder! 3


!

editorial | expediente

independência, coach e religião Chegamos em setembro, o mês da independencia do Brasil e aproveitando este periodo cívico da nossa história foi criado pela advogada Ligia Limeira e o Juiz Jarbas Bezerra o SETEMBRO CIDADÃO que foi proveniente do Programa Brasileiro de Educação Cidadão (PROBEC). Pioneiro em todo o país, o projeto transforma, anualmente, o Estado, na “Terra do Sol, do Sal e da Cidadania”. Nossa entrevista de capa é com o candidato a vereador Dr. Monte Neto que relata nas páginas do poder suas metas e objetivos quando chegar na Câmara Municipal de Natal. O nosso perfil desse mês é com a professora Nina Souza como é mais conhecida. Ela já foi secretária de educação de dois municipios potiguares, e onde passou deixou a sua marca de sucesso, além disso é Presidente Municipal do Partido Ecológico Nacional (PEN). Contamos nesta edição um pouco da historia do Cirurgião-Dentista Dr. Edinor Batalha de Araújo, que nascido na cidade de Flores no seridó, lutou, trabalhou e se tornou um odontólogo de sucesso em nosso estado. Quem estreia com artigos mensais em nossa revista é a médica e nutrológa Dra. Socorro Morais, que vai transmitir para nossos leitores toda a sua experiência na área de nutrologia e estética. Temos também uma excelente matéria escrita pelo jornalista Listz Madruga onde conta um pouco da história da ACERN - Associação dos Cronistas Esportivos do Rio Grande do Norte. Além disso temos os nosso colunistas: Adalto Medeiros, Yuri Arcanjo, Gel. Monteiro, Ney Lopes e a Coluna Capital Cultural de Andrezza Tavares. Desejo uma excelente leitura. Gleydson Batalha Jornalista e Diretor da Revista O Poder.

O PODER A REVISTA DOS GRANDES LEITORES

revista o poder: artigos, matérias, entrevistas e colunas voltados para a classe política e formadores de opinião

revistaopoder@gmail DIRETOR Gleydson Batalha ASSESSORIA JURÍDICA Alberto Vila Nova oab 13.630 PROJETO E EXECUÇÃO Terceirize Editora 84 3211 5075 www.terceirize.com Capital Intelectual CNPJ: 10.989.231/0001 23 Av. Rodrigues Alves 682, Petrópo lis | Nata l/RN A direção não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos e matérias assinados

4 Setembro/2016 O poder!


POR Adauto Medeiros Engenheiro Civil e Empresário

seção Coluna

adautomedeiros@bol.com.br

Povo destrói escolas e governo

destrói ensino

Nosso ensino está literalmente no chão. Os alunos, hoje, terminam o ginásio, atual ensino médio, sem saber os rudimentos, por exemplo, da matemática, ou sem saber conjugar o indicativo presente do verbo estudar. Ora, o grande físico, Albert Einstein, já tinha profetizado que no futuro a civilização iria avançar na área tecnológica, mas o povo estaria totalmente alienado. O nosso tempo parece vir provando a teoria do grande cientista judeu alemão, pai da teoria da relatividade. A tecnologia avançou, por um lado, mas produziu um bando de imbecis, por outro. Hoje estamos no tempo do celular que retirou ou vem retirando a “inteligência” da

Hoje estamos no tempo do celular que retirou ou vem retirando a “inteligência” da cabeça, transportando para a ponta dos dedos cabeça, transportando para a ponta dos dedos. Finalmente, parece que encontramos um novo uso para os dedos. Parece até um castigo.

Em um passado não tão distante, quem apontasse o dedo para alguém, era considerado doido ou mal educado. Hoje, trocam a cabeça pelos dedos e viraram macacos “eruditos”. Os mais otimistas, chamam a isso de “evolução da espécie”. O grande Charles Darwin talvez adorasse a noticia. A humanidade vem se embrutecendo do ponto de vista intelectual e de desenvolvimento cognitivo. As coisas e os hábitos mudaram tanto, que quando alguém conhecia alguém, ao se encontrar com esse alguém, desejava-lhe felicidade e saúde, mas hoje não desejamos nada, apenas que esse alguém possa adquirir um celular. Final dos tempos. Eita civilização, pai dégua!

Setembro/2016 O poder! 5

!


!

Dr. Monte Neto entrevista

ENTREVISTA Dr. Monte Neto O SENHOR É CANDIDATO À VEREADOR DE NATAL, QUAL A SUA PRINCIPAL BANDEIRA DE LUTA ? Sem sombra de dúvida, a minha principal bandeira foi a ética e probidade ao lidar com o patrimônio do município. Resgatar a credibilidade de uma classe política tão desacreditada. Hoje ninguém acredita mais na classe política, me incluo nesse meio, por isso me lancei como candidato a vereador pela primeira vez, após experiências administrativas de sucesso à frente de entidades de classes 6 Setembro/2016 O poder!

profissionais. Minha classe agora é o cidadão natalense, é fácil para mim trabalhar para o povo de modo independente, pois não sigo orientação de nenhum grupo político profissional ultrapassado e danoso a nossa cidade . Minha campanha foi realmente individual e independente, quem me ajudou foi minha vontade de mudar de verdade, o que vem sendo muito bem aceito pela população de Natal, que está cansada dos mais dos mesmos , de parentes de fichas sujas ou de famílias de velhas

ou novas oligarquias. Minha família tem história de ética e serviços prestados à nossa sociedade, desde meus tios-avôs Dom Nivaldo Monte e Padre Monte, meu avô Sebastião Monte, meu pai Manoel Duarte , meus irmãos Bento Herculano, Paulo e Patricia Monte, a população está engajada nessa mudança com qualidade intelectual , ética e experiente. Um mandato popular jamais deverá ser encarado como um emprego. Um vereador deve servir ao povo e não se servir do povo!


Dr. Monte Neto entrevista

O SENHOR TEM PERCORRIDO VÁRIOS BAIRROS DE NATAL, QUAL A MAIOR REIVINDICAÇÃO DA POPULAÇÃO? As pessoas, a população da nossa cidade reivindica ser tratada com respeito pelos seus representantes, ter a sua atenção. Claro que há reclamações de desemprego, falta de segurança, educação e outros problemas fundamentais que devem ser sanados com urgência , mas, com certeza, a maior reclamação é a precarização do atendimento à saúde, o povo está doente. Como médico do SUS há 25 anos, com atuação intensa não só como médico, mas também como dirigente de entidades médicas, entendo disso mais do que ninguém , conheço as deficiências in loco, vivencio isso no meu dia a dia, bem como sei do papel fundamental do município para otimizar o atendimento à saúde da população, das suas obrigações nesse sentido. São propostas óbvias e não tão difíceis de serem realizadas , desde que se fiscalize com seriedade e independência as ações do executivo, se estão sendo seguidas as normativas legais do sistema SUS, como a dotação de 15% da arrecadação do município para investimentos na saúde do nosso povo, assim como formatação de projetos de lei que realmente assegurem que Natal tenha uma saúde se não perfeita, muito próxima disso. De saúde entendo muito bem e tenho minha vocação e conhecimento profundo para fazer isso, com muita coragem e determinação.

A SEGURANÇA É PAPEL DO GOVERNO DO ESTADO. O SR. TEM ALGUMA PROPOSTA PARA QUE O MUNICÍPIO POSSA CONTRIBUIR NESTA ÁREA? Não é verdade que a segurança é dever somente do Estado. O papel do município é fundamental nesse sentido . Primeiramente deve haver sincronia entre município e Estado para combater a violência em nossa cidade. Não adianta colocar a culpa em um ou no outro. Fogueiras de vaidades só colaboram para literalmente os marginais colocarem fogo na nossa cidade. O município é responsável pela boa iluminação pública, boas condições de mobilidade nos logradouros e outros itens que podem colaborar e muito com a segurança, como o pleno funcionamento da guarda municipal , assegurando que a mesma tenha condições de trabalho , com equipamentos adequados e pessoal suficiente. Não devemos esquecer que uma má educação é diretamente responsável pela violência, ao não assegurar mercado de trabalho para os nossos jovens, os levando muitas vezes ao mundo das drogas, com consequente aumento da violência. Educação é fundamental para praticamente tudo, uma educação de qualidade sanaria quase todos os problemas de uma sociedade. Além disso, também faz parte dos meus projetos uma monitorização eletrônica em todos os pontos críticos da cidade. COMO O SENHOR AVALIA A ADMINISTRAÇÃO DO PREFEITO CARLOS EDUARDO.

!

Eu daria uma nota 5. Pegou uma cidade acabada pela gestão anterior, melhorou alguma coisa, mas poderia ter sido muito mais. COMO O SR. ANALISA O AFASTAMENTO DA PRESIDENTA DILMA? O processo em si , da votação final do Senado, foi uma palhaçada . O fatiamento da sentença foi um acordão inconstitucional, jamais poderiam ser processos separados. Estava mais do que na hora do governo do PT sair do poder, não poderíamos correr o iminente risco de virar uma nova Venezuela, uma ditadura de esquerda. Mas como foi feito , só demonstrou a parceria retomada entre PT e PMDB, para

Minha família tem história de ética e serviços prestados à nossa sociedade salvar das mãos da justiça federal e do incansável Sérgio Moro, nomes como a própria ex-Presidente, Renan, Cunha e outros medalhões dos dois partidos . É preciso urgentemente mudar o modo de se fazer política no Brasil. O sistema está falido . São farinhas de sacos que só mudam de cores. Como bom brasileiro, torço pela rápida recuperação econômica e política do nosso país, que a “nova” direção tenha mais sucesso que o desastre que foi a anterior. Sou brasileiro e não desisto nunca! Setembro/2016 O poder! 7


!

Setembro cidadão

“Terra do Sol, do Sal e

da Cidadania”

Ensinar e aprender. Direitos e deveres. As palavras anteriores formam um conjunto virtuoso do ciclo cidadão e educacional dos indivíduos em uma sociedade. E foi com base na importância das palavras ‘cidadania’ e ‘educação’ que surgiu em 2013, no Rio Grande do Norte, o projeto Setembro Cidadão, proveniente do Programa Brasileiro de Educação Cidadã (PROBEC), resultado de uma parceria entre o juiz Jarbas Bezerra e a advogada Lígia Limeira. Pioneiro em todo o país, o projeto transforma, anualmente, o Estado na “Terra do Sol, do Sal e da Cidadania”. Virou data relevante no calendário nordestino. Uma proposição de projeto de lei foi 8 Setembro/2016 O poder!

encaminhada ao Governo do Estado do RN e, em 27 de agosto de 2013, a Assembleia Legislativa, a partir da Lei Complementar nº 494/2013, instituiu o mês de Setembro como o mês da cidadania e o dia 10 de setembro como o “Dia Estadual da Educação Cidadã” – data que se refere à nota máxima dada aos melhores alunos no âmbito da educação. Portanto, há três anos, durante todo o mês de setembro, Natal sedia várias ações, expandindo-se para outros municípios do estado que também já adotaram o propósito da campanha. De acordo com o juiz Jarbas Bezerra, a iniciativa foi inspirada em dois movimentos populares reco-

nhecidos internacionalmente: o Outubro Rosa e o Novembro Azul. “No Brasil, e talvez no mundo, uma das maiores ‘enfermidades’ é a não educação cidadã. As pessoas custam a exercer o básico, como não jogar lixo nas ruas e ser gentil no trânsito e, o Setembro Cidadão surge com o ideal de mudar essa realidade”, expressa o juiz, Jarbas Bezerra. As atividades e comemorações da edição 2016 tiveram início na capital potiguar com a inauguração da primeira “Parada Cidadã” em parceria com a STTU (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana) e o SETURN (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do município).


Cidadão Setembro

Ações do Setembro Cidadão por toda a cidade Localizada no bairro da Ribeira, zona leste de Natal, no largo do Teatro Alberto Maranhão, o ponto de ônibus traz um novo formato, com toda a sinalização necessária para que o usuário exerça seu direito de ir e vir com tranquilidade. Na ocasião, estavam presentes as simpáticas e carismáticas mascotes da campanha, Edu (abreviação de educação) e Cidinha (originada de cidadania). Um dos principais objetivos da “Parada Cidadã” é integrar e levar à população conhecimentos de cidadania e fazer de cada cidadão um agente de transformação. “O progresso de qualquer nação não reside apenas em uma educação voltada ao conhecimento científico e sim a junção de uma formação educativa para a cidadania, tendo como objetivo a mudança gradual da realidade brasileira”, completa a advogada Lígia Limeira. Em virtude das comemorações do Setembro Cidadão, no dia (05), a Câmara Municipal de Natal realizou uma sessão solene em homenagem ao projeto e de um ano da Lei Mu-

Advogada Lígia Limeira e Dr. Jarbas Bezerra, idealizadores do projeto que virou Lei

nicipal Setembro Cidadão. Na sessão de proposição do vereador Raniere Barbosa (PDT), os idealizadores, Lígia Limeira e Jarbas Bezerra foram agraciados com diploma de reconhecimento pelos serviços prestados à sociedade. Outros momentos significativos durante a campanha foi a realização do Seminário Estadual de Educação Cidadã em conjunto com a Secretaria de Educação e Cultura do RN (SEEC). Contou com a presença de 600 professores da rede estadual de ensino, além dos representantes do projeto e do Governo do Estado. Durante o desfile cívico na capital, no dia 7 de setembro, como não poderia ser diferente, o Setembro Cidadão marcou presença, difundindo seus objetivos, em Natal e também em Campo Redondo, onde foi prestigiado por mais de 2 mil estudantes. Ao todo desfilaram 14 escolas rurais, três municipais, duas estaduais e uma escola privada, além de um grupo de idosos assistidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Se-

cretaria de Assistência Social. No decorrer da programação da campanha, outros municípios são integrados, como: Galinhos, Santo Antônio, São Miguel do Gostoso e demais cidades. Já a festa de comemoração ao “Dia Estadual da Educação Cidadã” – 10 de setembro -, aconteceu na Cidade da Criança com uma programação que incluiu desfiles, bandas, exposições, mostra fotográfica do renomado Canindé Soares e oficinas ambientais, além de shows musicais e peça teatral. Ação que teve parceria com a Fundação José Augusto e a OAB. Neste ano, uma iniciativa que chamou bastante atenção do público foi a “Arte e Dança no Mundo da Cidadania”, por meio da Companhia de Dança do TAM, ocorrida no Shopping Midway Mall, parceiro do PROBEC. Composto por apresentações de dança e corais, além da mostra fotográfica “Eu Não Me Calo”, da fotógrafa Kalina Veloso, a proposta do ‘Arte e Dança no Mundo da Cidadania’ é ocorrer, semanalmente, dentro do shopping, até o final de setembro. Setembro/2016 O poder! 9

!


!

Perfil do mês

Yraguaci Souza

Presidente Municipal do Partido Ecológico Nacional (PEN) Por Kalina Veloso

Blogueira - www.kalinavelloso.blogspot.com

O sorriso de menina que fala nos lábios Yraguaci Souza, ou Nina Souza. Uma mulher simples e batalhadora que aos 16 anos de idade já se mostrava incansável na lutas para conquistar os seus sonhos iniciando sua árdua labuta cursando o magistério. Desde então, seguiu a vocação em lecionar e levar a educação as crianças e jovens do Rio Grande do Norte. Sua inteligência e beleza suave logo fizeram encantar ao jovem engenheiro agrônomo Henrique Souza que aos 18 anos uniu-se em matrimônio a Nina, hoje com 25 anos de casados constituindo assim a família Souza com Maria Helena, Ezequiel e Pedro Henrique e relata: “minha família é meu maior tesouro”. Natural de Natal, nasceu na Casa de Saúde Petrópolis e passou parte da sua infância e adolescência no bairro do Alecrim. A professora Nina formou-se em pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. Passou no concurso público do Estado para professora e após seu estágio probatório assumiu funções como: coordenadora, supervisora e diretora de instituição escolar. Foi secretária de educação nos municípios de Brejinho e Monte Alegre; Chefe de gabinete e secretária adjunta da Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Norte. Durante os anos em que continuava a lecionar, a professora Nina percebeu que não poderia se resumir a sala de aula e resolveu continuar sua luta em prol ao próximo voltando para faculdade, desta vez, 10 Setembro/2016 O poder!


Perfil do mês

no curso direito da Universidade Potiguar e após quatro anos de dedicação acadêmica, passou na Ordem dos Advogados do Brasil-OAB e tornou-se advogada especialista em direito criminal, civil e eleitoral. Atualmente Nina Souza é aluna de mestrado em educação na Universidade Federal do Rio Grande Norte (UFRN). Uma mulher proativa e sensível à causa da população, participante de ações sociais nas pastorais das igrejas e comunidades de Natal. Contudo sua dedicação continuava incessante e com isso, percebeu sua vocação em contribuir efetivamente para a melhoria da qualidade de vida do cidadão natalense; demonstrando assim, sua capacidade em participar das decisões que envolvem as políticas públicas numa gestão de resultados

para a sociedade. Em dias difíceis, no ano de 2014 a professora e advogada não resistiu à pressão da mente e do corpo cansado passando por um momento delicado de saúde onde aos 40 anos foi acometida por um Acidente Cardiovascular (AVC), passando por uma cirurgia de coração. E como “forte” poderia ser seu sobrenome, conseguiu levantar-se com o escudo da fé em Deus e o apoio da família. Restaurada do susto, a proativa Nina reinteirou mais ainda sua capacidade em continuar prestando seus serviços à sociedade, mas desta vez aprendeu a dedicar-se mais a si, a família e aos amigos não dispensando os encontros de lazer e de leitura. “Todos os dias recomeçamos nossa vida, Deus nos dá essa oportunidade a cada manhã, não quero mais

desperdiçá-la”, lembra nossa professora no tempo que estava no hospital. Nina Souza é Presidente Municipal do Partido Ecológico Nacional (PEN) e foi eleita no pleito eleitoral 2016 com a votação de 2.289 votos assumindo a cadeira na Câmara dos Vereadores de Natal na próxima legislação, continuando assim, acreditar no sonho de dias melhoras para uma sociedade que clama por dignidade e respeito, tendo como bandeira o resgate dos direitos sociais, da educação e saúde. Nosso perfil finaliza suas palavras numa mensagem com de motivação aos nossos eleitores: “Não poderemos jamais abandonar nossos sonhos mesmo em dias difíceis, as marcas da luta sempre servirão de lembrança no dia da glória alcançada”. Setembro/2016 O poder! 11

!


!

POR Andrezza Tavares Face: Andrezza Tavares Instam: @andrezzatavares

capital cultural A Coluna Capital Cultural segue fiel ao objetivo de colaborar com os leitores para a ampliação e valorização de suas aquisições de conhecimento e de suas relações sociais. Para isso, nesse mês, decidiu presentear o nosso distinto leitor com reflexões sobre um importante tema que tem despontado entre as necessidades formativas de sujeitos profissionais liberais, bem como, de sujeitos empresários e gestores de ambientes empresariais. Estamos falando da imprescindível atividade de Coach. Cumprindo a missão de ser um referencial seguro para abordar os temas selecionados, a Coluna promoveu um construtivo diálogo com um importante entrevistado, um Coach de destaque no Estado do Rio Grande do Norte, o renomado: Rodrigo Peixoto. Coach é uma palavra em inglês que significa treinador ou instrutor. Em inglês, quando usada como verbo, a palavra Coach significa treinar ou ensinar. Um Coach ou Coacher é um profissional que exerce o Coaching como uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional. Rodrigo Peixoto complementa tal sentido da expressão ao destacar que para a cultura européia, Coach deriva de cocheiro, significando também condutor de um lugar para outro. Essa última compreensão, sinaliza o poder pedagógico de ampliação de horizontes dos indivíduos. Em outras palavras, nos alerta para o quanto que a mediação da atividade Coach pode promover saltos de qualidade na organização do pensamento dos envolvidos.

Ele está mudando a cara das Empresas! A experiência como Coach empresarial no RN foi iniciada por Rodrigo Peixoto na empresa Mármore Limitada, situada em Natal, do prestigiado empresário Paulo Diórgenes. Rodrigo Peixoto demonstra imensa gratidão a esse empresário que disponibilizou o seu ambiente empresarial em 2011 para as primeiras assessorias estruturantes como Coach. A experiência pioneira foi fundamental para a sistematização do método de abordagem extremamente focado no desenvolvimento da inteligência emocional que o Coach passou assertivamente a mediar. A partir dessa imersão de sucesso, Rodrigo se autoafirmou como Coach empresarial, com experiência e métodos próprios para transformar as debilidades emocionais dos sujeitos. 12 Setembro/2016 O poder!


capital cultural

Rodrigo Peixoto, Coach empresarial Hoje, a atividade de Coach desenvolvida, se organiza nas modalidaes: Team Coach (pensada para formação de grupos nas empresas, atendendo aos grupos por setores ou equipes de funcionamento) e Coach Business individual (pensada para os empresários). Ambas as ações visam o aceleramento de resultados pessoais e empresariais. A grande vantagem das pessoas com inteligência emocional é a capacidade de se automotivar. Entre as características da inteligência emocional está a capacidade de controlar impulsos, canalizar emoções para situações adequadas, praticar a gratidão e motivar as pessoas. Essa competência ajuda a encorajar outros indivíduos. As características que compõem a inteligência emocional são uma junção das inteligências Interpessoais e Intrapessoais, presentes na chamada Teoria das Inteligências Múltiplas, desenvolvida pelo psicólogo americano Howard Gardner.

Na entrevista ficou evidente os múltiplos relatos de mediação positiva que o entrevistado desenvolveu nas organizações que presta assessoria. A atividade de Team coach desenvolvida por Rodrigo Peixoto se subdivide em: 1) seminários e 2) Coach individual. Essas atividades são propagadas fortemente por indicação entre os egressos que participam das sessões. Isso é um indicador de sua qualidade. Rodrigo destaca também a importância dos ciclos de palestras que realiza como formação continuada em inteligência emocional. Tais palestras são eventos abertos e os temas contemplados envolvem reflexividades sobre: emoções de vida, equilíbrio pessoal, qualidade de vida, vida em abundancia, gestão eficiente de tempo, entre outros de mesma relevância. Ao longo da entrevista ficou muito claro que deve buscar o Coach Rodrigo Peixoto às empresas ou pessoas que

desejem êxito no: gerenciamento de suas equipes, na fidelização de suas equipes, no tempo de produção de qualidade, no desenvolvimento de ideias e de operacionalidades, no pensamento estratégico. Em síntese, deve procurar a sua assessoria quem deseja entrar para o hall do melhor de seu ramo ou negócio, seja no cenário local, nacional ou internacional. O Escritório de Rodrigo Peixoto está localizado na Avenida Romualdo Galvão, numero 773. Edifício Sfax. O entrevistado realça ainda que está aberto para diferentes tipos de convênios e parcerias no RN. Para isso, se serve deste espaço para ressaltar os seus diferentes contatos para com o público.

A grande vantagem das pessoas com inteligência emocional é a capacidade de se automotivar

Rodrigo Peixoto http://www.rodrigocoach.com/. Rodrigo@rodrigocoach.com Telefone: (84) 9 9645-9069

Setembro/2016 O poder! 13

!


!

túnel do tempo

história:

EDINOR BATALHA DE ARAÚJO

Edinor Batalha de Araújo, nasceu na cidade de Flôres, hoje Florânia, no dia 25.10.1920,portanto é seridoense da gema. Foi casado com a professora Nenzinha Maciel de saudosa memória. Desse consórcio nasceram quatro filhos, dos quais três permane-

14 Setembro/2016 O poder!

cem vivos, nove netos e oito bisnetos. No próximo mês de outubro o Dr. Batalha como era conhecido, completaria 96 anos de idade. Sempre foi um homem conciliador, calmo, pacato e compreensivo.Foi um lutador contra o tempo e as adversidades.

Cursou odontologia com brilhantismo.Foi o precursor da odontologia no bairro do Alecrim durante 26 anos, onde atendeu a 45.000 pessoas no Hospital Evangélico do Rio Grande do Norte. O Dr. Batalha criou laços de amizades com a população do referido


túnel do tempo

bairro. Foi um profissional que durante sua vida,dignificou a odontologia do Rio Grande do Norte no relacionamento pessoal. Foi um semeador de amizades, um exemplo de esposo, pai, avô e bisavô. Sua esposa foi uma grande companheira no apoio, na dedicação, na amizade, nos momentos alegres e tristes, como também nas adversidades. Ele foi um líder na profissão, seguro de sí mesmo, amistoso sempre apaixonado por tudo que fazia e realizava. Era determinado, cheio de imaginação, de sonhos e de coragem. Dizia Oscar Neimeyer: “ A GENTE TEM QUE SONHAR, SE NÃO AS COISAS NÃO ACONTECEM”. O Dr. Batalha lutou toda a vida por seus objetivos, por seus ideais em pró do bem comum. Foi um homem imprescindível para o engrandecimento de sua profissão. Foi gigante ao lado da sua esposa, na educação saudável, ética e respeitosa dos filhos. Foi um homem integro de

fino trato, que pautava as suas ações sob o prima da honestidade e cautela. circunspecto, as vezes meio fechado impondo austeridade, característica herdada de seu pai. Por amar a odontologia foi um profissional competente e respeitável. Os colegas demonstravam apreço e reconhecimento do seu dinamismo como Cirurgião-Dentista. Era reconhecido no seu traço característico, como o amigo, o cristão, o dentista, o pai e companheiro nas horas incertas.Ele partiu, a essência do seu legado continua viva em nossos corações. Ele foi um odontólogo por profissão e evangélico por convicção. Como odontólogo dedicava-se a tratar com amor da saúde de seus semelhantes. Como cristão, dedicava-se a leitura das Sagradas Escrituras e a historia da sua igreja, a qual ele frequentava. Sua vida foi pautada com honradez, dignidade e caráter ilibado, ajudando sempre a quem o procurava sem distinção de credo religioso,político ou raça.

Setembro/2016 O poder! 15

!


!

POR Socorro Morais Médica & Nutrológo clinica@institutosocorromorais.com.br

Nutrologia

na prevenção de doenças Iniciando nossa participação na Revista O Poder, vamos falar da Nutrologia. A Nutrologia ou Nutrologia Funcional ou Nutrologia Médica é uma especialidade médica que estuda, pesquisa e avalia os benefícios e malefícios causados pela ingestão dos nutrientes, aplicando este conhecimento para a avaliação de nossas ne-

cessidades orgânicas, visando a manutenção da saúde e redução de risco de doenças, assim como o tratamento das manifestações de deficiência ou excesso. Nutrientes são os componentes dos alimentos, como carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, indispensáveis para a realização de nossas funções vitais.

O acompanhamento do estado nutricional do paciente e a compreensão da fisiopatologia das doenças diretamente relacionadas aos nutrientes permitem ao nutrólogo atuar no diagnóstico, prevenção e tratamento destas doenças, contribuindo na promoção de uma longevidade saudável, com melhor qualidade de vida.

Onde e como o médico nutrólogo pode atuar: > No diagnóstico e tratamento das doenças nutricionais (que incluem as doenças metabólicas de alta prevalência nos dias de hoje como a obesidade, a hipertensão arterial e o diabetes mellitus), recorrendo à solicitação e avaliação de exames diagnósticos, quando necessário; > Na identificação de possíveis “erros” alimentares, hábitos de vida ou estados orgânicos que estejam contribuindo para o quadro nutricional do paciente, já que as interrelações entre nutrientes-nutrientes, nutrientes-medicamentos e de mecanismos regulatórios orgânicos são complexas; > Na educação e esclarecimento do paciente: – que doenças nutricionais envolvem desde condições mais simples, como anemia ferropriva e carência de vitamina A, até condições mais complexas, como: obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus, vários tipos de câncer, anorexia nervosa, osteoporose, entre muitas outras; – quais são as substâncias benéficas e maléficas presentes nos alimentos, de modo 16 Setembro/2016 O poder!

que ele mesmo saiba fazer as suas escolhas alimentares para viver mais e melhor; – que a ingestão do nutriente não assegura o seu aproveitamento pelo organismo; – que a informação nutricional se torna fundamental para a diminuição de riscos de doenças e promoção da saúde e bem-estar; – que o seu comportamento alimentar – como a distribuição dos alimentos ao longo do dia e intervalos entre as refeições – assim como suas escolhas alimentares, influenciam os mecanismos regulatórios endógenos; > Na construção, junto com o paciente, nas mudanças de hábitos de vida, em particular de hábitos dietéticos, que possam contribuir para a prevenção e tratamento de doenças, e, naturalmente, evitar a recorrência de quadros previamente tratados; > Em enfatizar a necessidade de acompanhamento sistemático do estado nutricional através de uma avaliação periódica (check-up nutrológico) para permitir, inclusive, o diagnóstico precoce de possíveis desequilíbrios nutricionais;


Nutrologia funcional > Na participação da composição da Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional para atendimento aos pacientes que necessitam de Nutrição Enteral ou Parenteral. > No estabelecimento de parcerias: – com médicos de outras especialidades (como Endrocrinologia, Gastroenterologia, Cardiologia e Medicina Esportiva) e vários profissionais da área da Saúde (como nutricionistas, enfermeiros, psicoterapeutas e fisioterapeutas), compondo uma equipe multidisciplinar que possa atender melhor as necessidades do paciente; – com a indústria alimentícia com a intenção de promover a inclusão cada vez maior de alimentos nutricionalmente mais adequados no mercado; além disso, ela possibilita a fortificação de alimentos com nutrientes de difícil reposição através da dieta e desenvolve produtos que podem ser usados tanto na prevenção como no tratamento de doenças; – com a indústria farmacêutica, na busca contínua por avanços terapêuticos, em benefício dos pacientes;

> Em contribuir continuamente com o estudo do papel dos nutrientes em todas as fases da vida em prol de uma longevidade saudável. Portanto o Médico Nutrológo é sobretudo um educador. O verbo educar é originário do latim “educare” e quer dizer “extrair de dentro”. Segundo o filósofo Léon Denis, a “educação não se constitui em mero estabelecimento de informações, mas, sim, de se trabalhar as potencialidades interiores do ser a fim de que floresçam”. E florescer, em termos de alimentação, é descobrir o prazer de se alimentar saudavelmente. Esta é a essência da proposta da Nutrologia, uma especialidade médica focada sobretudo na educação e na qualidade de vida das pessoas.

!

a intenção de promover a inclusão cada vez maior de alimentos nutricionalmente mais adequados no mercado

Setembro/2016 O poder! 17


!

Psicologia e religião

“ORAI PELA PAZ DA CIDADE”

18 Setembro/2016 O poder!

“Orai pela paz da cidade e trabalhai põe ela, pois na sua paz voz tereis paz”. Esta enfática mensagem do profeta Jeremias, indutor da intercessão em sua época (cap.29 vs.7) nunca foi tão óbvio e atual quando está sendo no Brasil dos nossos dias. Vivemos em uma nação, graças a Deus, livre de cataclismos (não temos vulcões e não estamos sujeitos a grandes terremotos nem a vendavais devastadores, como os tornados que atormentam de quando em vez o território norte-americanos). O potencial das riquezas de nosso subsolo é incalculável e a área das terras agricultáveis é uma das maiores do mundo. Entretanto, por culpa das nossas elites, somos um dos países mais injustos do planeta. A reforma agrária – uma orientação divina, através do grande estadista Moises, que já deveria ter sido promovida há 60/70 anos, continua se arrastando indefinidamente e, com sua delonga, provocando crises no campo e nas cidades. No campo, porque estimula invasões e desencadeia reações de pequenos e médios proprietários,


Psicologia e religião

causando choques armados e mortes. Nas cidades, porque, indo em buscas de emprego nas metrópoles, os agricultores (que são mão-de-obra desqualificada para a indústria e o comércio) terminam sem encontrar oportunidades de trabalho, engrossando a legião de desocupados, de drogados, de assaltantes, de maníacos sexuais e meliantes que infernizam a vida. No Rio de Janeiro, em São Paulo, em (Natal) e suas regiões metropolitanas e de todas as outras grandes cidades do país. Onde está a solução? Na oração e na evangelização, responderão muitos irmãos. Certíssimo. Mas está também na transformação da injustiça em justiça social; da exploração em amor ao próximo; da ambição desmedida em efetivos programas de fraternidade; dos projetos eleitorais em programas de desenvolvimento. Precisamos orar pelo Brasil e trabalhar em função da melhoria de vida do nosso povo. Não basta orar e pregar. É preciso que cada igrejeiro (como pessoas físicas) façam mais do que estão fazendo na área da ação social. Quanto espaço ocioso temos nos anexos dos nossos templos, que poderiam transforma-se em escolas para alfabetização ou capacitação profissional? São milhares de salas fechadas de segunda a sexta e que sérias e respeitadas); tudo, naturalmente, sob o controle da respectiva igreja. Quantos recursos poderiam ser diligentemente, aplicados em abrigos, creches, casa de recuperação para drogados, postos de saúde e, ao contrário disso, muitos pastores e cren-

tes (ainda) ficam alegando que isso é responsabilidade dos governos? Claro! Cuidar dos crentes é dever essencial do poder público, mas é responsabilidade também do seu Igrejário, no qual é filiado, se quisermos seguir corretamente o que Jesus e os apóstolos ensinaram no Novo Testamento, sem falar nas recomendações insistentes do velho Testamento. Vamos orar pelo Brasil! Vamos, também, trabalhar para diminuir as desigualdades sociais porque elas são uma das causas da violência e da insegurança crescente que começam a atingir os nossos arraiais.

Urgir, refletir e agir, o povo de Deus, deve se mobilizar e orar, pela segurança dos cidadãos da cidade: segurança contra conflitos, violência (contra a mulher) e crimes outros contra o indivíduo e a propriedade. A verdadeira natureza de Shalom é expressa em “mas assentar-se-á cada um debaixo da sua videira, e de baixo de sua figueira, e não haverá quem os espante” (Mq 4:4). Se a criminalidade não está sendo reduzida e não for mantido, sob rígido controle, 9aos que são outorgados exercer com precisão) então esta cidade está prestes a sofrer um colapso psicológico.

!

Eliezer Sylvestre Membro Correspondente do Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos

Setembro/2016 O poder! 19


!

ESPORTE

Por Listz Madruga

ACERN

EPOPEIA DA SUA BRILHANTE TRAJETORIA 20 Setembro/2016 O poder!

Jornalista, Diretor Secretário da ACERN

A história da fundação da ACERN - Associação dos Cronistas Esportivos do Rio Grande do Norte remonta aos idos de 1950, num ambiente de euforia em que envolvia o Brasil, às vésperas da Copa do Mundo, realizada no histórico Maracanã, no Rio de Janeiro. Todavia, a criação da ACERN aconteceu, de fato e de direito, em 22 de dezembro de 1954, com as presenças dos confrades Amauri Dantas Emereciano, Hélio Menezes Santa Rosa, Aluizio Menezes de Melo, José Alexandre A. Garcia, Jaime


ESPORTE

Queiroz, Marcino Dias de Oliveira, Eider Furtado de Mendonça e Menezes, José Gurgel Guará, Roberval Pinheiro Borges, Waldemar M. Araújo, Ernani Lopes, Luiz G. M. Bezerra e Mirocem Ferreira Lima. No período de 1954 a 1970, a ACERN ocupou diversas sedes provisórias, como nos altos da Casa Rubi, na Av. Rio Branco, numa sala do prédio da sucursal do Jornal do Comércio – Recife, liberada por Everaldo Porciúncula, e numa sala do 1º andar do Banco de Campina Grande. Com a criação da Assessoria de Esportes pelo Governo do Rio Grande do Norte, a ACERN se instalou num grande salão ao lado das demais Federações Amadoras; tempos depois as entidades foram despejadas pelo proprietário, alegando falta de pagamento do governo. Na gestão de José Procópio Filgueira Neto (1971), a ACERN foi contemplada com uma sala no Palácio dos Esportes, sede da FENAT – Fundação de Esportes de Natal, presidida por Humberto Nesi. Foi um período de salutar administração vivenciada ACERN e seus associados. Durante anos, a ACERN deu apoio às competições amadoras, revertendo para elas toda a receita, fruto da renda dos torneios inícios, através de taças, troféus, medalhas e até mesmo apoio financeiro. Ao longo da sua brilhante história em prol das atividades esportivas e sociais, e pela seriedade administrativa dos seus presidentes, a ACERN foi reconhecida e contemplada com uma área em Pirangi, doada pelo então governador Sílvio Pedroza, em 1957; o fato pitoresco era que a ACERN

Listz Madruga com o presidente da ACERN Walfran Bezerra Valentim desconhecida localização. Posteriormente o terreno foi regularizado pela diretoria, e que serviria anos depois, como produto de sua venda, dar início à construção do balneário na Praia da Redinha, pelo presidente Eli Morais, na área doada pelo governador Lavoisier Maia. Aquela área foi invadida, e o processo de despejo tramita na Justiça. Em 1978, os clubes filiados a então FND – Federação Norte-Rio-Grandense de Desportos, hoje, FNF – Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol, acordaram liberar 1% das rendas do futebol em favor da ACERN, reconhecendo o trabalho da crônica esportiva em prol dos clubes profissionais e amadores, mas só no ano seguinte a deci-

são foi homologada no acordo firmado em 8 de março. A ACERN é reconhecida de Utilidade Pública Estadual, Lei 1.425 de 12 de dezembro de 1955, e de Utilidade Pública Municipal, Lei 429 de 31 de dezembro de 1955, Leis oriundas da Assembléia Legislativa do RN e da Câmara Municipal do Natal. Seu atual presidente é o ínclito desportista Walfran Valentim (Diretor Regional Nordeste da ACEB) que realizada notável gestão. A ACERN participou ativamente da fundação da ACEB – ASSOCIAÇÃO DE CRONISTAS ESPORTIVOS DO BRASIL, é reconhecida pela Confederação Brasileira de Futebol, e outras entidades que lidam com o futebol no Brasil e alhures. Setembro/2016 O poder! 21

!


!

POR Girão Monteiro Filho General de Brigada

ACREDITE SE QUISER OU SE PUDER Aconteceu do nada, numa cidade litorânea paulista. Um político estava andando na rua quando um empreiteiro “bonzinho” lhe perguntou se ele não queria aceitar a doação de uma cobertura triplex de luxo. “Jamais”, disse o político, “sou o pai dos pobres”. “Mas é de coração, nós vimos como você tirou 36 milhões de pobres da miséria mesmo eles tendo que continuar a receber Bolsa Família para viver e gostaríamos de ajudá-lo”, disse o bondoso empreiteiro. “Bom, se é assim, eu aceito, mas só se reformar a cobertura do jeito que eu quiser e colocar uma piscina com deck. E não colocar no meu nome porque sou tímido com essas coisas”, disse o político. E assim o generoso empreiteiro fez sua boa ação, entregando uma reles cobertura triplex de R$ 1,8 milhão de reais a um pobre político que encontrou na rua. Sabendo de tão nobre ação, outro caridoso empreiteiro se prontificou a garantir que o nobre político também tivesse um local para morar no in-

22 Setembro/2016 O poder!

Jesus Cristo seria o único a ganhar dele no Brasil em honestidade terior paulista. “Não precisa, companheiro”, rejeitou o querido político, “já tenho um puxadinho no litoral”. “Você merece dar suas pedaladas também, e sua defesa dos pobres empresários bilionários que tomaram dinheiro subsidiado do BNDES é de emocionar, você faz por merecer”, lembrou o bondoso empreiteiro. “Bom, se é assim, eu aceito, mas só se os pedalinhos tiverem os nomes dos meus netos, houver uma adega climatizada no subsolo, diversos quadros e itens com o meu nome, mas a escritura não estiver no meu nome para evitar o

olho gordo”, respondeu o político. E assim outro empreiteiro de bom coração doou um sítio de R$ 1,7 milhão de reais ao miserável político. Mesmo com tanta caridade, “malvados investigadores treinados pela CIA” em aliança com a mídia golpista resolveram provar que o político estava lá, em ambos os locais, e todos aplaudiram quando eles anunciaram a descoberta em uma coletiva de imprensa, menos aqueles que defendem a caridade e os mais pobres, como o miserável político, que chorou ao saber que seu coração bondoso que aceita pequenas doações para saciar a caridade de empreiteiros estava sendo colocado em dúvida. “Pai, perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem”, disse o pobre político enquanto era pendurado numa cruz como Jesus Cristo. Claro que por afirmação desse mesmo político, Jesus Cristo seria o único a ganhar dele no Brasil em honestidade e popularidade. Por acaso alguns dos leitores imagina quem seria esse personagem da política?


seção Coluna

Setembro/2016 O poder! 23

!


!

POR Yuri A. de Carvalho Gestor do Núcleo de T I do INCRA/RN - Diretor no SINDPD/RN e Consultor de TI www.yuriarcanjo.com.br

Tecnologia nas Eleições 2016 A cada eleição, aumenta a importância da internet e da tecnologia na conquista de eleitores e seus votos, e as eleições deste ano serão as mais tecnológicas, conectadas e inovadoras de todos os tempos. É cada vez mais comum a utilização de redes sociais e da internet para que as pessoas tenham informações a respeito dos candidatos, aplicativos como Facebook, twitter, whatsapp, instagram, crowdfunding são as novas armas no arsenal dos partidos e candidatos. No decorrer dos anos, o próprio processo eleitoral no Brasil vem inovando através da tecnologia digital para garantir uma eleição mais rápida, transparente, simples e confiável. Desde 1996 o uso da urna eletrônica permitiu que as eleições passassem a ser totalmente informatizadas. Em 2008, o sistema biométrico de identificação do eleitor passou a ser adotado em algumas localidades e, em 2016, os cidadãos poderão pessoalmente auditar o resultado das urnas através do Código QR ou QR Code, que é um código de barras em 2D. Por meio da câmera fotográfica de alguns aparelhos celulares, qualquer pessoa poderá escanear o código e ter acesso às informações do Boletins de Urna, esses mesmos que são impressos diretamente da urna eletrônica após o fim da votação. 24 Setembro/2016 O poder!

a tecnologia digital garante uma eleição mais rápida e transparente Segundo a Justiça Eleitoral, o uso do QR Code é resultado da busca pelo que há de mais moderno no que se refere a eleições, com o objetivo de promover um processo transparente, seguro e eficiente aos eleitores. A Justiça Eleitoral defende ainda que os Smartphones estão por toda a parte e ela quer aproveitar essa tecnologia para inovar nas eleições de 2016. E é exatamente nos Smartphones que está a próxima fronteira de inovação, para onde candidatos e partidos também querem e precisam avançar. Os candidatos buscam alcançar seus eleitores de todas as formas, via o clássico material impresso, distribuído amplamente nos meses que antecedem as eleições, através da propaganda obrigatória na TV e no rádio e, ultimamente, por meio das mídias digitais - internet, redes sociais e vídeos on-line. E, como dia após dia o smartphone está cada vez mais presente na vida dos brasileiros, partidos e candidatos querem

espaço nesse aparelho que não sai das mãos das pessoas. Com a proximidade das eleições municipais, os candidatos e partidos políticos procuram oportunidades para divulgar seus planos de governo e conquistar eleitores. Neste contexto, talvez a inovação mais revolucionária e eficaz de 2016 seja o uso do santinho digital, no qual um código smart-conectado dá acesso a informações ilimitadas que colaboram na estratégia de marketing da campanha. A solução é de uma startup da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica IPEN/USP/ Cietec, que inovou em uma tecnologia para que os eleitores e consumidores capturem conteúdo do meio impresso e o armazene no smartphone. Com essa inovação, o conteúdo não tem alterações: um panfleto entregue na rua será digitalmente capturado na íntegra, dando fácil acesso a outros conteúdos, como planos de governo, imagens, páginas web e vídeos. E o eleitor, além de ter todo esse conteúdo disponível em seu celular, poderá compartilhá-lo com quem quiser. Certamente, o Smartphone é a mais nova e revolucionária ferramenta com baixo custo que candidatos possuem para convencerem seus eleitores e transformar o processo eleitoral em um evento cada vez mais tecnológico, inovador e inteligente.


MIDIA

DIVERSIDADE e informações Dentre o mundo de sites e blogs que existem virtualmente, encontrar um portal com informações diversificadas e de qualidade tem sido uma tarefa difícil entre os internautas. Diante disso, o blog “3 Sobretudo” nasce da ideia de três amigas: Fabiana Oliveira (auxiliar administrativa), Gabriella Persico (estudante de medicina veterinária) e Michelle Sucar (tesoureira); de produzir um material de mídia diferenciado, o qual fosse capaz de oferecer entretenimento, informações, dicas e discussões que sejam de interesse e aplicáveis no dia-a-dia do público em geral, incorporando matérias textuais e audiovisuais que contarão, inclusive, com a participação de profissionais de diversas áreas. O trio, unido pelo espírito empreendedor, visa conciliar saúde, beleza, qualidade de vida, lazer, liberdade financeira, ou como o próprio nome sugere, um pouco sobre tudo, em um projeto diferenciado por sua essência, o qual já foi abraçado por algumas empresas, como Karina Veste, Milla Costa, WM

Gabriella Persico, Michelle Sucar e Fabiana Oliveira Fitness, Jeunesse Global, dentre outros. Devem estar se perguntando: “onde está o link de acesso?”; sua divulgação será no dia 19 de outubro, quando o blog irá “ao ar” em seu coquetel de lançamento que acontecerá na recepção Michelangelo, em areia preta. Enquanto isso, aguardamos ansiosamente pela página, as três amigas e um “tudo” para explorar. Setembro/2016 O poder! 25

!


!

POR Ney Lopes Jornalista, advogado, ex-deputado federal e professor de direito constitucional www.blogdoneylopes.com.br

nl@neylopes.com.br

Opinião pública e Temer Já se disse que após a máxima de Descartes – “penso, logo existo” – coube a Ortega y Gasset expressar com precisão a existência humana: “Eu sou eu e a minha circunstância e se não a salvo, não salvo a mim mesmo”. Após ser confirmado na presidência da República, o ex-presidente da Câmara Federal, Michel Temer, torna-se inseparável e dependente da realidade nacional. Chega ao poder e encontra um país destroçado politica, econômica e eticamente, em consequência das massas enganadas pela demagogia de uma prosperidade inexistente. Para resgatar as “circunstancias” que o levaram à presidência da República, a sua alternativa será assumir a responsabilidade da restauração e agir como um líder. Nesse particular há o dever da maioria da nação brasileira dar-lhe um voto de confiança. Há razões evidentes para essa confiança. O Presidente Michel Temer exerceu mandatos sucessivos de deputado federal, sem a pretensão de tornar-se campeão de votações. Sempre cultivou origens jurídicas, como instrumento de trabalho no legislativo. Presidiu por três vezes a Câmara Federal e exercitou “avanços e recuos”, numa Casa em que todos são iguais e que por 26 Setembro/2016 O poder!

isso impõe o diálogo permanente, como único meio de alcançar objetivos duradouros. Na interinidade, o Presidente mostrou que segue a trilha de sua experiência no legislativo e por tal razão chegou a ser chamado de “indeciso”. Em verdade, não houve indecisão, mas unicamente a praxis de superar divergências e buscar convergências. Agora, na efetividade da presidência, certamente manterá o mesmo comportamento, porém já acompanhado da responsabilidade institucional de definir rumos, com firmeza e precisão. Ao retornar recentemente da China, o Presidente sinalizou esse momento do seu segundo governo. Demonstrou não se intimidar com o medo da impopularidade e anunciou o envio ao Congresso da reforma previdenciária, sem a qual a falência das contas públicas será inevitável. Posteriormente, lançou pacote de 34 concessões e privatizações de empresas públicas. Os efeitos serão de médio e longo prazo, já que os primeiros leilões só deverão ocorrer em meados de 2017. Para alcançar efetivamente a estabilidade, a Nação espera que Temer lance, após as medidas econômicas urgentes, uma reforma política, eleitoral e partidária. Essa ser a tarefa de maior dimensão do novo governo. De que adiantará recolocar a

economia nos trilhos, se o sistema eleitoral e partidário continuar carcomido, infectado e comprometido com verdadeiros cancros, que contaminam a democracia e a governabilidade? As reformas inadiáveis impõem a alteração das regras eleitorais, políticas e partidárias vigentes. Muitos são céticos (e com razões) em relação ao atual Congresso, que resiste violentamente às mudanças radicais nessa área. A reforma política, entretanto, só terá sentido se Temer enfrentar o conservadorismo do Congresso, enviando um texto corajoso, que enfrente as “ditaduras partidárias” alojadas e protegidas pelas benesses do Fundo Partidário e a “autonomia constitucional”, que imuniza os partidos de até prestarem contas à justiça. O governo mandaria a proposta e comunicaria à opinião pública que a decisão caberá aos deputados e senadores. Os congressistas terão que ser colocados frente a frente com o eleitor, através da informação permanente da mídia sobre o andamento no Congresso. O segundo governo Temer começa agora. O timoneiro, com certeza, saberá como navegar e conduzir o barco. A opinião pública nacional lhe dá “voto de confiança”, nesse primeiro momento. Mas exigirá resultados.



O Poder! ed. 42