Issuu on Google+

12

Brasil

setembro de 2009

Posse do 2o condutor da Igreja Nordeste Hoyo

N

o dia 30 de agosto foi realizada magnificamente a Cerimônia de Posse do Segundo Condutor Kazuyoshi Sakaguchi., da Igreja Nordeste Hoyo, em Recife (PE). Estiveram presentes o representante do condutor de Igreja-Mor Heishin e também sucessor, reverendo Yoshimasa Shimizu e esposa, o Primaz do Dendotyo do Brasil, além de convidados do Paraguai, condutores de igreja e muitos fiéis. Na leitura da dedicatória, o novo condutor disse que também era exatamente o significativo ano da comemoração do Trigésimo Aniversário de Fundação da Igreja e prometeu se esforçar na prática da vida-modelo de Oyassama para fazer a evolução espiritual, além de continuar o diálogo e as deliberações com todos para seguir o caminho deixado pelos antecessores e solicitou a onipotente providência de Deus-Parens. O reverendo Shimizu fez a leitura da mensagem de congratulações do condutor da Igreja-Mor Heishin, o qual agradeceu ao ex-condutor Shoji Sakaguchi pelos longos anos de dedicação no Brasil e pediu para que o novo condutor não se esquecesse do dia original e juntamente com os diretores e fiéis continuassem cultivando a fé e que espargissem o Caminho a todas as pessoas. Ao término do Serviço Sagrado e da Dança das Mãos, realizados

O

Igreja Jussara comemora 80 anos de Missionamento

missionamento iniciado pela Igreja Ayanomoto, filiada a Igreja-Mor Kawaramachi completou em janeiro de 2009, 80 anos de caminhada no Brasil. E no dia 6 de setembro foi realizada na Igreja Jussara a cerimônia comemorativa, recebendo a honrosa presença do Primaz da Sede Missionária de Dendotyo, do

25 Anos de Fundação da Igreja Taimo

F

alegremente, o Primaz do Dendotyo fez a saudação, agradecendo ao ex-condutor pelos anos à frente da igreja e ao novo condutor pediu que estivesse sempre na liderança e se dedicasse unicamente à Jiba, com espírito alegre e animado. Ao final, o ex-contutor agradeceu a todos pelos 30 anos de apoio e colaboração e pediu o mesmo empenho ao novo condutor. O novo condutor também agradeceu o hinokshin dos fiéis para os preparativos da posse e manifestou a sua gratidão ao ex-condutor, pedindo a sua orientação a partir de agora. Foi tirada a foto de lembrança no recinto de reverência e depois houve uma alegre e animada festa de confraternização por toda a tarde.

diretor da Igreja-Mor Kawaramachi, rev. Ikuo Yamamoto e do condutor da Igreja Ayanomoto, rev. Shinichi Ishida e esposa, além da presença de mais de 130 convidados Sem se esquecer do dia original, reafirmaram a caminhada visando a partir de agora os 90 anos de missão no Brasil. Ainda, o mal tempo da noite anterior resultou num grande “apagão” e o Serviço Sagrado foi realizado sem energia elétrica, o que, pela graça de Deus-Parens, fez-se relembrar e sentir o árduo caminho trilhado pelos precursores. Foi uma alegria comemorar os 80 anos e que as raízes do ensinamento fixadas, se expandam por todas as gerações.

Jornal Tenri

oi magnificamente celebrada no dia 5 de setembro do ano 172 RD a cerimônia comemorativa dos 25 anos de fundação da Igreja Taimo (Rev. Yoshimiti Matsuzaki), situada no bairro do Ipiranga, na cidade de São Paulo, contando com a presença do Diretor da Sede Mundial e Primaz da Sede Missionária do Brasil, Rev. Yuji Murata, do casal condutor da Igreja-Mor Shuto, Rev. Ken e Emiko Hironaga, e do condutor da Igreja Nada, Rev. Hiromiti Hinoshita. Tendo em vista a cerimônia comemorativa, foi feita a ampliação do recinto de reverência que exalava um agradável cheiro de madeira nova. A cerimônia iniciou-se às 10:30h com a leitura da dedicatória pelo condutor Matsuzaki, seguida pela saudação do condutor da Igreja-Mor Shuto e pela execução animada do Serviço Sagrado por todos os fiéis da Igreja Taimo. Após o término do Serviço Sagrado, o Primaz Yuji Murata proferiu uma palestra, na qual falou sobre o significado do estabelecimento da igreja na Tenrikyo, explicando concreta e compreensivelmente sobre o fato de ser o local para a salvação do mundo, o local para a prática da vida plena de alegria. Em seguida, o Rev. Matsuzaki fez a sua saudação de agradecimento e, após a foto de lembrança, todos participaram do alegre almoço de comemoração. Devido à instabilidade do tempo, houve muita preocupação até a véspera, mas no dia da comemoração a sinceridade das pessoas envolvidas foi aceita por Deus-Parens e houve a graça de um bom tempo. Incluindo colaboradores de Hinokishin e amigos do Caminho, cerca de 200 pessoas reverenciaram a cerimônia comemorativa.

Ano XXXVII - nº 459

São Paulo, setembro de 2009

Órgão de divulgação da Igreja Tenrikyo

Méritos para a felicidade

P

elo fato de vivermos inseridos na sociedade, como seguidores do ensinamento de Oyassama, devemos tomar sempre o cuidado de não sermos levados ou influenciados pelo pensamento comum, modismos ou cogitação humana. O homem pensa estar usando e movimentando o corpo, o espírito e a sua sabedoria de acordo com a sua vontade, pensa que está vivendo pela força do seu raciocínio, mas está totalmente equivocado. O homem foi criado por Deus-Parens e vive graças à proteção que lhe é concedida; e ainda, foi-nos permitida a liberdade plena do uso espiritual. Se deixarmos acumulados méritos e virtudes, DeusParens vai nos conceder as coisas de acordo com esse merecimento. Para acumular méritos é preciso agir no dia a dia de maneira a corresponder ao desejo de Deus. Por exemplo, Deus nos concedeu a graça da visão para ver o mundo, mas podemos usar de várias maneiras. Podemos usar os olhos para rebaixar as pessoas, para humilhar, para mostrar inveja ou para discriminar. O melhor seria usar os

olhos para alegrar e animar o próximo. Usar de um modo que a nossa visão esteja de acordo com a vontade de Deus. Dessa maneira estaremos acumulando virtudes. O trabalho do espírito não tem forma concreta, mas é a única coisa que pertence ao homem. O restante, a começar do corpo e de todas as coisas que existem neste mundo são empréstimos de Deus-Parens. Assim, para que possamos usar livremente e por um longo tempo estes empréstimos, devemos

manter sempre o espírito de ajuda e salvação mútua. A liberdade espiritual não significa que cada um pode agir conforme o seu desejo, fazendo apenas coisas do seu interesse e benefício. Desta forma não receberemos a proteção de Deus. Deus observa as nossas atitudes e concede a graça de acordo com o merecimento de cada um. Para quem não conhece ou não compreende esta verdade, geralmente pensa que tudo é possível de se fazer tendo

Leia mais . . . Palestra

rev. Yoitiro Miyamori

Atitudes de satisfação págs 6 e 7

vontade, ou que se consegue fazer conforme a sua força e capacidade. À primeira vista, isto parece ser lógico e natural, porque o homem parte do princípio que vive somente com a sua própria força. Mas este tipo de pensamento equivocado, a primeiro momento, pode parecer funcionar bem, sem nada que diga o contrário, mas logo o leva a um beco sem-saída. Se esse pensamento for realmente correto, uma pessoa com excelente saúde e capacidade física

e intelectual que se esforça diariamente pelo sucesso na vida, não precisaria se lamentar pela falha, infelicidade e desgraça inesperada. No ensinamento, qualquer graça onipotente é concedida dependendo unicamente da ‘razão do espírito’ou da ‘proteção conforme o espírito’. Temos no Ofudessaki: Se não souberem que o corpo de cada um é tomado emprestado, não compreenderão nada. Ofu. III-137 Está sendo explicado que de nada adianta sermos vaidosos e orgulhosos da nossa própria força e inteligência. Ao recebermos uma orientação, ou seja, uma vez adoentados, sofremos sob febres, dores e calafrios e podemos chegar ao ponto de nem mover um simples membro do corpo. Se refletirmos bem sobre isso, seremos convencidos de que o corpo é realmente emprestado de Deus-Parens. Farei com que não tenham dificuldades. Venham a amparar-se no espírito de Deus. Mik. IX-2 Se não desejarmos passar por dificuldades e sofrimentos, devemos nos amparar nos ensinamentos de Deus, assim, seremos conduzidos para a vida plena de alegria e felicidade.

Para maiores informações, procure-nos:

Depoimento

Minha história uma reflexão pág 8

Missionamento

Seguindo os passos dos pioneiros

Oferenda por inteiro pág 9


2 Editorial

setembro de 2009

Palavras de Oyassama Fiquem quietos, pois poderão tropeçar e cair se forem contra o vendaval. Seguindo com calma depois que passar, nada haverá que os impeça de avançarem. do livro Episódios da Vida de Oyassama 183. Vendaval

As palavras acima foram dirigidas a Kuemon Hayashi, responsável de uma irmandade da Vila de Kire, região de Settsu, por volta de 1885 ou 1886 – uma época em que os ataques e as oposições dos bonzos, sacerdotes e da própria sociedade tornavam-se cada vez mais violentos, à proporção da rápida expansão deste ensinamento, e começavam a aparecer fiéis que propunham reagir a estes atos hostis. Assim, as palavras acima ensinam a postura espiritual que devemos tomar quando deparamos com ataques e oposições. Por vezes, é preciso esperar com calma para podermos prosseguir posteriormente com calma. Antes destas palavras, Oyassama ainda disse: “Falarei alegorizando num vendaval. O vendaval não sopra para sempre. Por isso, enquanto sopra forte, é bom permanecerem imóveis e sigam ao acalmar.” Numa outra ocasião, Nossa-Mãe explicou da seguinte maneira a um grupo de pessoas da região de Wakasa: “A água lodosa é a água suja que aflorou momentaneamente. Experimentem despejar um copo de água pura dentro dela. Embora tentem, a água não se purificará.”

EDITORIAL

José Katsumi Ishii* Nasci numa sexta-feira, dia 13, por isso me acho uma pessoa de muita sorte. Os meus pais, imigrantes japoneses, trabalhavam como empregados num sítio, no interior de Bauru. Quando eu estava para nascer, meus pais decidiram buscar a parteira com o trator emprestado do patrão. Já era noite e estava escuro, mas como o trator estava sem gasolina, o meu pai resolveu colocá-la no tanque iluminando com um lampião. De repente o trator começou a pegar fogo e todos ficaram desesperados. Então, ele correu até o quarto onde a minha mãe estava dormindo, puxou o cobertor, correu até o trator e abafou o fogo. Depois, com mais cuidado, colocou a gasolina, buscou a parteira, e eu nasci. Parece que dei muito trabalho aos meus pais no nascimento. Sei a história do meu nascimento com detalhes e exatidão porque os meus pais me contaram; e sei quem são os meus pais, porque eles também me contaram. E eu não duvido desta

história, acredito fielmente. Então porque deveríamos duvidar quando Deus-Parens nos diz que é o nosso pai e mãe? Reverenciamos Deus-Parens e sabemos que é o nosso criador porque Ele nos contou, através da Oyassama. Ainda, nos conta com detalhes a criação dos seres humanos. Há mais de 900 milhões de anos, Deus, observando o mundo sem graça, teve a idéia de criar os seres humanos para viverem a vida plena de alegria e felicidade. No mar de lama encontrou primeiramente dois seres, chamou-os e explicou a sua intenção. Tomando seus consentimentos fez a promessa de que, quando passarem 900.099.999 anos, voltaria ao local original da criação dos homens e faria com que fossem adorados como Deus. Então no corpo da mãe de toda a humanidade foram gerados 900.099.999 filhos. À mãe de toda a humanidade chamamos carinhosamente de Oyassama. Ela nasceu no dia 18 de abril de 1798 e no dia 26 de outubro de 1838,

aos 41 anos de idade, regressou ao local original, exatamente passados os determinados 900.099.999 anos desde a criação dos seres humanos. Neste dia, Deus revelou-se e introduziu-se no corpo de Oyassama, transmitiu a verdade de todas as coisas, ensinando como viver sempre alegres e felizes, salvando-se mutuamente. Portanto este ano completamos 900.100.170 anos desde que Deus nos criou. Somente Deus saberia com exatidão nos explicar a criação dos homens, e também o tempo exato, porque ele é o nosso pai e mãe, o nosso criador. Todos nós somos gerados por nossos pais. E se retrocedermos chegaremos ao principio que chamamos de Deus Parens. Portanto respeitando os pais estaremos respeitando Deus Parens. Temos na indicação divina de 14 de outubro de 1889: “Por mais sábio que seja o filho, respeitar os pais é um princípio.” *é yoboku da Igreja Tsuhakuryu, em Mogi das Cruzes-SP

Jornal Tenri

Jornal Tenri

Dendotyo 60 anos

Jornal Tenri é uma publicação com fins religiosos, órgão da Igreja Tenrikyo de Dendotyo para divulgação. Publicação mensal editada desde 1971.

Obras comemorativas

Igreja Tenrikyo de Dendotyo (Sede Missionária do Brasil) R. Tenri, 4- 58 - C. P. 515 CEP 17054-250 - Bauru - SP Fone: (14) 3236-1144 e-mail: b.tenrikyo@uol.com.br

Chegando finalmente ao desfecho da construção do salão multi-funcional, os serviços seguem em ritmo acelerado. A colocação do piso foi concluída, bem como o azulejamento dos toaletes e da cozinha. Estão em fase final de acabamento a colocação do forro, dos tijolos aparentes da parede externa e a concretagem da rampa de entrada principal. A pintura das paredes internas prossegue normalmente. No prédio das salas de aulas, está praticamente terminada a concretagem do piso das salas; a colocação do telhado está concluída. O reboque das paredes foi acabado e as janelas também foram colocadas. Logo estará iniciando a fase de acabamento.

Diretores responsáveis: Idioma Japonês - Yoshio Watanabe Idioma Português - Hiroshi Kajiura Administ., redação e publicidade: Centro Cultural e Social de S. Paulo Rua Pelotas, 385 - Vila Mariana São Paulo - SP - CEP 04012-001 Fone: ( 11) 5579-1959 e-mail: spkaikan@uol.com.br

Associação Itiretsu-kai

Undokai de São Paulo

Total de doações (agosto/09): R$ 7.535,00 Igrejas: *Alvorada; *Arapongas; *Atlântico; *Brasil Koshihiro; *Brasil Tinzei; *Brasil Yamashiro; *Campinas; *Central; *Continental; *Diadema; *Duartina; *Manaus; *Marialva; *Marília; *Meihakuichi; *Monte Brás; *Monte Kemel; *Nippaku; *Nova Yooki; *Oriente; *Paineira; *Penápolis; *Rikuhaku Osasco; *Seiki Brasil; *Sul América; *Taimo; *Tsuhakuryu; *Tucuruvi; Casas de Divulgação: *4º Paineira; *5º Paulista; *Aliança; *Brasil Kowa; *BrasilSeinenkai Yukikai; *Brasil Yushin; *Cravinhos; *Horizonte; *Líder; *Mihaku; *Namihiro; *Nanyo; *Miko São Todos, com vigor Paulo; *Primavera; *Saúde; *Takehaku; *Tamahaku; *Terrae Nova; *Tohaku; *Kaoru, Nobuko, Haruko e Keiko Murata; *Fukushi, Guilherme e Artur Nakamine; *Mitsuhiro Tanaka; *Kazuaki Kosaka; *Mitsukazu e Haruyo Nakanishi; *Massatoshi, Yuji, Mika, Sumie, Mitie, Lie e Mei Ukei; *Massashi, Takeshi, Yoshinori, Yoshitaka e Chizuru Fujishige; *Yutaka, Yuri e Akiyoshi Tanio, Yoshie Ishii, Karen Nakamura e Yumi Yamamoto; *Miwa, Massaharu, Mika, Miyuki e Atsuko Murakami; *Henrique, Heitor e Juliana Oshiro; *Douglas, Daisy, Dalton, Dennis e Daniela Takeuchi; *Clarissa, Thais e Nilson Otake; *Mitiko Kameoka; *Kunimasa Kosaka; *Yoko Nakao; *Yuiti, Hiroe, Hitomi, Mitiaki e Yuri Namiki; *Akira e Nana Yamase; *Sanae e Helio Ota; *Ichiro Kusakawa; *Momoe, Mari, Koji, Motoo e Yae Saito; *Otoichi Oka; *Ricardo Fujikawa; *Shoichi Nakano; *Tadashi Ota; *Akiyoshi, Hideaki e Yuuki Watanabe; *Carlos Miyoshi; *Erika Miyoshi; *Priscila Sakurai; *Giovanna e Lucas Morita; *Terumassa e Mitsuyuki Kuroki; *Ernesto Sanbuichi; *Morio Aoki; *Giuliana Seo; *Aline Ishikawa; *Atsushi Aoyagi; *Thiago Massuda; *Gilberto Massuda; *Guilherme e Gustavo Fuzimoto da Silva, Roberto e Carolina Lopes Fuzimoto; *Hiroo, Yoshihiro, Risa e Airi Sohara; *Leandro, Lenice e Rubens Nozu; *Aline Yaschiro; *Risa Nakamura; *Emerson Seo; *Hiromi Kaneshiro; *Cintia Sakurai; *Aki Hashimoto; *Fábio Ushida; *Dalton, Sueri, Minoru e Shuji Haga; *Yoshinobu Tanaka; *Yasuyuki Ohashi; *Victor Hara; *Hitomi e Satoru Nagasawa; *Toshimitsu Kosaka; *Tomie e Massao Mukai; *Vinicius Hara; *Shinji Kubota; *Kunimasa Kosaka; *Cintia Tokura; *Amanda e Paulo Mukai; *Igor e Bruno Harayshiki; *Caroline Sasaki; *Mitio, Edilaine, Artur e Amanda Ikeuchi; *Noriaki Ito; *Lie Motoda; *Yasunori Okamura; *Vítor Mitsunaga Araújo – 1 ano de retornamento de Jaqueline Mitsunaga Araújo.

Doutrina 11

setembro de 2009

Colégio Kyoko Gakuen no Brasil

ânimo! No dia 30 de agosto foi realizada a Gincana Poli Esportiva Undokai, promovida pela Associação dos Fiéis da Tenrikyo da Regional de São Paulo, contando com a participação de 910 pessoas vindas de todas as nove sub-regionais da Grande São Paulo. Recebendo a graça de um dia bastante agradável, nesta oportunidade, diferente dos anos anteriores,

a gincana foi realizada no Centro Esportivo da Associação de Cultura Japonesa Bunkyo de Mogi das Cruzes, que também cedeu todos os materiais essenciais de infraestrutura utilizados no evento. Sendo uma atividade de entretenimento dedicada às famílias dos fiéis, ao final do evento, todos deixavam transparecer a grande alegria que sentiram durante todo o dia.

Alunos do Colégio Kyoko Gakuen, uma das escolas de ensino médio da Sede da Igreja, desembarcaram no Brasil no último dia 6 de agosto e permaneceram no país por dezesseis dias, quando participaram de diversas atividades de intercâmbio. O objetivo da visita é, paralelo às atividades de intercâmbio, dar oportunidade aos jovens estudantes conhecerem e entusiasmarem-se com os aspectos do missionamento local, para que no futuro, cada um em sua posição, possam colaborar com o desenvolvimento do Caminho no Brasil. Professor: Hiroaki Yanagida; assistente: Michiaki Tsukamoto; alunos: Helio Shoichiro Okuyama (Kawaramati), Zenta Hanai (Takayasu), Michiko Oguri (Shiroha), e Kaori Sugiyama (Takayasu).


10 Associações

setembro de 2009

Fujinkai

Encontro das Seguidoras de Kokan Olá meninas! Como estão? O JOSHI convida todas vocês para o 28º Encontro das Seguidoras de Kokan, que acontecerá dia 12 de dezembro de 2009 na Sede Dendotyo do Brasil, em Bauru! Vamos nos reencontrar e fazer novas amizades, ouvir os relatos de experiência, fazer todas juntas a divulgação e participar do curso de maquiagem! Chamem e convidem as suas amigas! Importante: não esqueçam de levar o seu kit-maquiagem!

28º Encontro das Seguidoras de Kokan Dia: 12 de dezembro de 2009 Local: Sede Missionária de Dendotyo Horário: a partir das 7:30 horas Taxa de inscrição: R$ 5,00 Idade: 14 a 18 anos

Jornal Tenri

Shonenkai

Vamos participar do Renseikai! Todo ano, depois do serviço mensal do Dendotyo do mês de dezembro tem o Renseikai (Encontro de estudos da lingua japonesa). Muita gente acha que para participar do Renseikai precisa saber o japonês, mas, quem não sabe, aprende lá. Além de estudar japonês, aprendemos mais sobre os ensinamento da Tenrikyo. No primeiro dia há o treino das marchas; é um pouco cansativo, porém é para aprendermos a ter respeito com o próximo. Depois, todos pensamos que os professores são bravos, mas são muitos simpáticos! Gosto muito de ir, participo desde os sete anos. E nem preciso me preocupar, pois os mais velhos do nosso grupo sempre cuidam dos mais novos. Cada dia tem uma atividade marcada, como piscina, camping, noite do terror e mais um monte de atividades. Eu gosto muito das atividades noturnas, porque brincamos muito, aprendemos música e dança. A noite do terror também é muito divertida; os professores nos assustam contando histórias que já aconteceram no Dendotyo; nessa noite todos vão dormir morrendo de medo. No camping, cada grupo prepara o seu próprio almoço e fazemos atividades de competição, é muito legal! E, também, tem um dia que vamos à piscina e aqueles que não querem entrar, ficam na quadra jogando futebol ou vôlei. No último Renseikai veio pouca gente. Eu acho que todos os filhos de condutores de igreja e casa de divulgação, com menos de 14 anos, deveriam participar, pois não é para sempre que podemos ir! Ellen Mutsumi Senda, 12 (Igreja Guaimbê)

Seinenkai

Gakusei

Estudando a doutrina com o prof. Tiago Deus-Parens (IV) Jéssica: Apesar de estarmos usando o corpo no dia a dia, temos muita coisas que não conhecemos, mas sinto que está repleto do trabalho de Deus. Professor: Já que começaram a perceber os trabalhos de Deus-Parens no nosso corpo, gostaria que lessem esta parte da Doutrina de Tenrikyo: “Na ocasião da criação original, Deus-Parens introduziu-se intimamente nos protótipos e instrumentos e criou o mundo e os seres humanos com suas dez providências. Emprestou-lhes inteiramente os respectivos corpos, e veio protegendo inalteradamente com essas providências onipotentes. Além disso, concede a todos o alimento e outras necessidades para a vida... Assim, neste mundo, os homens e todos os outros seres continuam a existir vivificadamente e a evoluir graças às dez providências de Deus-Parens, Tenri-Ô-no-Mikoto.” Fábio: Está escrito “dez providências”, mas o que isso significa? Professor: Não significa dez deuses, mas os trabalhos de Deus-Parens foram divididos em dez e a cada trabalho foi concedido um nome divino. Jéssica: Tendo como base estas dez providências, se refletirmos os trabalhos maravilhosos do nosso corpo, compreenderemos melhor os trabalhos de Deus-Parens. Fábio: É uma sensação estranha! Parece que o corpo é meu, mas não é! Daqui em diante, vou usá-lo com todo cuidado e não exagerar na alimentação. Jéssica: Isso é muito importante. Já era tempo. Professor: Gostaria que, os dois percebessem como estão sendo vivificados pelos trabalhos maravilhosos de Deus-Parens no dia a dia e façam o bom uso deste corpo. (continua na próxima edição)

Todos, com vigor e ânimo! A Associação dos Moços está convidando jovens voluntários (Yobokus) para participarem da 40º Caravana de Missionamento, a ser realizada entre os dias 10 e 21 de janeiro de 2010. Para este evento histórico, programase enviar três veículos para três localidades diferentes, regressando à Sede Missionária até o dia do início do Encontro Infanto-Juvenil (Tsudoi). Informações: Yutaka Tanio (yutakatanio@hotmail.com) ou Massanori Kimura (44) 3631-7747 40º Caravana de Missionamento da Associação dos Moços

Dias: 10 e 21 de janeiro de 2010 Informações: Yutaka Tanio > yutakatanio@hotmail.com ou Massanori Kimura > (44) 3631-7747

Resultado da rifa do Seinenkai (11 de Julho) 1º colocado (Nintendo Wii): Sra. Cecília Takahashi (Igreja Diadema) 2º colocado (Chopeira): Sra. Terumi Harayshiki (Igreja Paineira)

Jornal Tenri

Doutrina 3

setembro de 2009

O casamento Eiko Yaschiro*

Chegar à realização do casamento é realmente um dos grandes sonhos de nossas vidas. E representa um grande marco, uma etapa importante da vida, que se inicia. A criança que brincou, cresceu, estudou, saiu para o mundo e encontrou a sua metade, deseja se unir a ela e construir um novo lar. Esta é a ordem natural das coisas e é o desejo de todos os pais. Os filhos amadureceram e vão caminhar por si, constituindo uma nova família. Muito se comentou que o casamento era uma instituição falida. Que o fato de se unirem de papel passado, seria o começo do fim. Que o melhor é não ter nenhum documento para garantir nada, que é muito mais autêntico ficar junto, simplesmente porque se quer. O que significa também que, quando não mais quiserem, basta que se separem. Mas, sejam uniões legalmente concretizadas, ou apenas “estáveis”, o fato é que o aumento do

índice de separações que ocorre no mundo atual, é um fato preocupante. Embora as religiões preguem que o casamento é indissolúvel, as leis permitem a separação, e há que se ponderar que cada caso é um caso. Acerca da união entre um homem e uma mulher, temos na Escritura Divina Ofudessaki: “Protejo-os unindo as predestinações das vidas anteriores. Isto se estabelecerá firme para todo o sempre.” Ofu. I-74 De acordo com estas palavras divinas, um casal se une para todo o sempre, pela profunda intenção de Deus Parens, seguindo a predestinação de ambos. Portanto, embora achemos que escolhemos o nosso parceiro pela nossa exclusiva vontade, o fato é que, apenas seguimos a nossa predestinação. Na vida a dois, acabada a fase do encantamento, vem a rotina, ambos caem na real, e descobrem que, nem todos os dias são tão maravilhosos. Na luta do dia-a-dia, nos revezes que sofremos na vida, as

diferenças de um e de outro se evidenciam, percebem que não se dão tão bem assim. Será que há incompatibilidade de gênios, será que fizemos uma escolha errada? Deus criou o homem e a mulher, dando-lhes papéis distintos. É preciso que saibamos que papéis são esses, com que qualidades Deus dotou o homem e a mulher, o que Ele reservou para cada um... A família é a menor e a mais importante célula da sociedade. Famílias desestruturadas levam a uma sociedade desestruturada. A felicidade da vida a dois é algo que deve ser construído. Conhecendo o ensinamento de Deus Parens e a Vida Modelo da Oyassama, procuremos adotar na prática, um pouco desse ensinamento. Creio que este é o caminho seguro e certo para a realização de uma união conjugal e uma vida familiar verdadeiramente feliz. *é yoboku da Igreja Campinas e colaboradora deste Jornal

Compreendendo a Tenrikyo

Dedicação e salvação As palavras “dedicação” e “condução” significam literalmente “dedicar a máxima sinceridade” e “conduzir os passos com sinceridade”. No Okakissage, essas palavras significam dedicar o espírito sincero e conduzir o espírito sincero. Ainda, ensina-se que sua prática concreta deve ser feita não pelo bem de outros, mas como o seu dever. Oferendar dinheiro, que é o fruto do trabalho árduo, tendo o sentimento de agradecer a DeusParens, costuma-se dizer “dedicação”. Dedicação é o termo que vem a consagrar a sinceridade que acompanha a oferenda. Deus-Parens

aceita essa sinceridade e a oferenda em forma de dinheiro, que é considerado geralmente como um objeto de ambição. Assim, limpamos as nossas poeiras espirituais, livrando-nos expontaneamente da ambição. Uma vez que a palavra “condução” significa “dirigir-se” e “executar”, pode também significar “reverenciar a igreja” e “conduzir os passos à igreja para fazer hinokishin”. Além disso, freqüentar, fazer a salvação, dizse também “conduzir à salvação” ou “conduzir ao Besseki”.

Oferendar o espírito Não é que vou fazer algo porque trouxe alguma coisa. Aceito a razão que se sente excelente em espírito. É gratificante. É gratificante. Aceito quando oferece o espírito. Deus não aceita quando oferece chorando. Ossashizu, 20/julho/1902 Tendo o espírito de agradecimento e alegria, é importante fazer dedicação e condução com o espírito de sinceridade de querer servir no trabalho de Deus-Parens.


setembro de 2009

Visita do Cardeal Tauran

Jean-Louis Tauran, Presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-Religioso, e comitiva de dez membros visitaram Jiba no dia 5 de agosto. Antecedendo ao encontro, o Cardeal Tauran participou no dia 4, em monte Hiei – província de Kyoto, do encontro anual de oração internacional pela paz. Primeiramente o diretor de assuntos administrativos, Massahiko Iburi, apresentou os Recintos de Reverências e a Residência de Oyassama à comitiva. Em seguida, todos foram conhecer a biblioteca de Tenri. Encerradas as visitas, o Shimbashira recebeu-os no alojamento 38 Moya. Tenri Jiho, 16 de agosto

adicionada a divulgação do nome divino kaminanagashi. Os 1º anistas espargiram a fragrância da fé cantando

o Hino Yorozuyo na cidade de Tenri e os 2º e 3º anistas na cidade de Nara. Tenri Jiho, 23 de agosto

Corpo Internacional de Hinokishin do Seinenkai A Sede da Associação dos Moços realizou entre os dias 18 a 24 de julho, na Terra Parental, a sétima edição do Corpo Internacional de Hinokishin voltado aos associados do exterior. Esta atividade, realizada de três em três anos e programada especialmente para que os jovens desbravadores dediquem a semente da sinceridade em

Dia da Divulgação Atividade anual programada para os yoboku que se empenham dia-a-dia no espargimento da fragrância de suas igrejas ou pontos de missionamento, o dia da divulgação visa reunir os companheiros yoboku das regionais para que juntos possam espargir em união espiritual a fragrância da fé. E, dando continuidade ao slogan do ano anterior: “Vamos espargir ao mundo: A Fragrância do Caminho”, o Departamento de Divulgação da Sede da Igreja incentiva todos os yoboku a atuarem efetivamente nos eventos. Tenri Jiho, 2 de agosto

Seminário Estudantil em Jiba Foi realizado em Jiba entre os dias 9 e 15 de agosto (participação de 1.425 estudantes) o Seminário Estudantil voltado para colegiais. As equipes são divididas em homens e mulheres, turma (1º, 2º, e 3º ano) e número de participações. Para cada equipe há um orientador e para cada turma um mestre onde todos convivem em regime de internato aprendendo sobre os ensinamentos do Caminho e apreciando a gratidão para com a família e amigos. Anualmente a grade da programação é com aulas dos Doze Hinos, Instrumentos Sacros e Caminhada dos Precursores, mas neste ano foi

Jornal Tenri

Jiba através da prática do hinokishin, tem também o objetivo de fortalecer os laços de amizade entre os associados do ultramar. Os participantes foram os 96 associados dos seguintes países: Estados Unidos, Havaí, Coréia, Taiwan, Inglaterra, França e Brasil. No dia 18 de manhã, o Shimbashira, que também é presidente da

associação, dirigiu algumas palavras aos participantes durante a cerimônia de abertura. Além de explicar sobre o espírito do corpo de hinokishin da associação dos moços e o significado do hinokishin, proferiu a importância de dedicar ao hinokishin possuindo o espírito de gratidão. Tenri Jiho, 2 de agosto

Festival do verão

Realizado durante dez dias, de 26 de julho a 4 de agosto, uma das atividades de maior destaque da Sede da Igreja: o Regresso das Crianças a Jiba do ano 172 da R.D. A Sede da Associação Infanto-Juvenil divulgou no dia da abertura, após o término da Cerimônia Mensal de Julho, o novo tema e música-tema “Minna kyoudai Oyasato e” - Todos somos irmãos, a Oyassato. Apesar do prolongado tempo chuvoso, 244 mil regressantes, vindos de diversas localidades do mundo, participaram deste grande evento; 429 caravanas de bandas Koteki tocaram na Oferenda a DeusParens; e 1.619 crianças participaram do Corpo de Hinokishin Infanto-juvenil. Tenri Jiho, 9 de agosto

Jornal Tenri

Missionamento Família 9

setembro de 2009

Dias de Divulgação

Apresentação de 1 minuto Shigeru Nakamura*

Há um concurso de comédia para jovens artistas em um canal de TV do Japão. Eles devem realizar a apresentação cômica durante apenas um minuto. Hoje em dia, pessoas estão muito apressadas, não querem perder tempo para qualquer coisa. Ser o mais breve é a palavra chave em campanha eleitoral dos partidos politicos. No dia 30 de agosto, houve a eleição geral do parlamento do Japão. O partido dos Democratas venceu ao Partido Liberal-Democrata e se tornou maior partido do Japão. A palavra chave do partido dos Democratas foi “Tomar o poder governamental” Daquí a pouco, o Partido dos Democratas será o partido do governo. Há 4 anos, na eleição passada, o Partido Liberal-Democrata tinha como palavra chave “ privatização dos correios” e ganhou a maioria dos votos. Pensei que “a Palavra Chave” e “a Apresentação de um minuto” poderiam também serem aplicadas na divulgação. Por exemplo, o texto do folheto da divulgação pode ter apenas um assunto onde pudesse ser lido em um minuto. Não pode ser longo e complicado. Se não for assim, ninguém quer ler. As pessoas modernas são muito ocupadas. Setembro é o mês de promover a divulgação. O quarto domingo, dia 27 de setembro foi determinado como dia de divulgação em lugares públicos por todos os condutores de igrejas. O assunto da palestra em praça pública deve durar um minuto. O ouvinte geralmente passa na frente do palestrante e não pára, por isso é necessário sentenças curtas e impressionantes. Qual seria a palavra-chave da divulgação? Por exemplo, “Salvando os outros, estará salvando a si mesmo” Oyassama disse; Dizer uma palavra é hinokishin, Apenas deixa-se espargida a fragrância. Mik. VII-1 É uma palavra! Não são duas ou três palavras. Use a palavra fácil e simples. Estamos no significativo mês de promover a divulgação. Um dia, fui à praça e perguntei à policia de lá se poderia fazer a divulgação de nossa igreja. “ Vai montar alguma coisa?” “Não!” “Se for só pela boca, pode!” Ele concedeu fazer a divulgação.  Vamos lá! *é condutor anterior da Casa de Divulgação Mukunibras, e missiona em São Paulo

Seguindo os passos dos pioneiros -Oferenda por inteiro-

Kanzo Nakadai, nasceu em 1840, como o primogênito de um dos maiores atacadistas de peixe de Edo Nihonbashi. Quando ele tinha 47 anos, foi-lhe espargida a fragrância da fé por Sasuke Uehara, e após receber uma nítida graça de sua doença, iniciou-se na fé. Em abril de 1888, a Sede da Igreja Tenrikyo foi estabelecida na cidade de Tokyo, no bairro Shimoya, Kitainari 42 (posteriormente endereço da Igreja-Mor Azuma), no fim dos esforços do 1º Shimbashira e de muitas pessoas. Tanto o prédio como o terreno dali foram cedidos como empréstimo. No entanto, nem dois meses haviam passado desde a Cerimônia de Inauguração transbordante de alegria e o proprietário veio com a seguinte proposta: “Gostaria que desocupassem imediatamente porque quero vender esta propriedade. Caso contrário, gostaria que comprassem do jeito que está o prédio e o terreno.” Com relação a essa inesperada proposta, transmitiram a ordem dos fatos ao 1º Shimbashira, que logo recebeu a Indicação Divina, e segundo a intenção de Deus era para que fosse adquirido. Esse problema deixou os mestres da época preocupados. Por terem acabado de receber finalmente a autorização, após vários esforços na busca da liberdade de missionamento e da fé, não tinham como fazer logo a mudança; e para comprar também não havia tal disponibilidade nas condições financeiras da Jiba da época. Nessas circunstâncias, Sasuke Uehara consultou Kanzo, que de alguma forma prometeu se responsabilizar pela metade do valor de 1550 ienes1 estipulado pela outra parte. Porém, após Uehara ir embora, a esposa de Kanzo, Sada, que estava ouvindo toda a conversa entre os dois num quarto vizinho, dirigiuse ao marido: “Ouvindo as deliberações de ambos há pouco, achei realmente magnífico. Entretanto, se pensarmos bem, somos uma peixaria. Ao oferecermos um peixe PRODUÇÕES PRODUÇÕES ,/-/ ,/-/ -

** Foto Foto

** Vídeo Vídeo

** Som Som

Katsumi Mizoguchi Katsumi Mizoguchi Av. Celso Garcia, 1.017 Av. Celso Garcia, 1.017 Belenzinho - Capital - SP Belenzinho - Capital - SP Tel. (11) 2694-4771 / 2557-6792 Tel. (11) 2694-4771 / 2557-6792 e-mail: seimiprod@hotmail.com

ao cliente, oferecemos a metade? Eu presumo que oferecemos um peixe inteiro. Ainda mais a conversa de agora envolve Deus. Nesse caso a melhor coisa, não seria comprar por inteiro e oferecer totalmente a Deus? Acho que esse é o meio correto.” Kanzo assentiu de coração as palavras de sua esposa Sada. “É isso mesmo!” Imediatamente Kanzou visitou Sasuke Uehara, e falou: “Mestre, pode ser que se torne uma intromissão, mas eu Nakadai, responsabilizarei-me por inteiro com respeito a compra do terreno e do prédio. Por favor fique tranquilo.” Imaginem quão foi a alegria de Sasuke Uehara e de todas as pessoas da Sede da Igreja. Deste modo, devido a oferenda da sinceridade de Kanzo, a Sede da Igreja Tenrikyo resolveu o problema de despejo, não necessitando se transferir para outro lugar. (1) o salário inicial de um professor de escola primária da época era aproximadamente 5 ienes.

Revista Taimo nº 446 - fevereiro/2006

JVVRLQTPCNVGPTKM[QEQODT

4 Tenri Jiho


8 Depoimento

setembro de 2009

Jornal Tenri

Minha história - uma reflexão

Esta é a história de Augusto e Noriko Itida, condutores da Casa de Divulgação Yodo Campo Limpo. Faz exatamente 20 anos que eles se tornaram fiéis fervorosos deste Caminho e freqüentadores assíduos do Dendotyo. O Sr.Augusto é filho de tenrikyanos, mas, não era muito dedicado. A sogra da sra. Noriko aconselhava-a para que regressasse a Jiba, mas esta recusava dizendo que não poderia abandonar o trabalho na quitanda. Mas tudo mudou na vida da família Itida, a partir daquele dia. Era o dia 15 de novembro de 1989 – um domingo ensolarado, e então, o Sr. Itida (na época com 51 anos) e seu filho Edson Minoru (23 anos) resolveram ir pescar. O filho iria sozinho, mas, como pretendia voltar logo, o pai resolveu acompanhá-lo. A mãe, Noriko, estava de malas prontas. Ia fazer um seminário de 3 dias na Seicho-no-Ie. Para isso, deixou a casa toda arrumada, a geladeira abastecida. Já fazia cerca de 10 anos que Noriko se dedicava à Seicho-no-Ie. Era fervorosa e uma grande divulgadora daquela seita. Mas, ainda não tinha feito o seminário. Anteriormente havia tentado fazer o curso, porém, estranhamente, algo aconteceu que suas pernas simplesmente travaram e por isso, ela não pôde participar. O telefone tocou. E o mundo pareceu ruir sob os pés de Noriko. Um grave acidente ocorrera com os dois na estrada de Jarinu; numa curva, um caminhão tentou ultrapassar outro, e invadiu a pista contrária. Edson tentou desviar o

carro, mas, bateram de frente. Itida-san foi logo transportado para o hospital, mas, o filho ficou preso nas ferragens. Ambos sofreram fraturas e ferimentos, e Edson, além de tudo, teve embolia pulmonar e entrou em coma. Dor, sofrimento, desespero, medo... Como definir o que Noriko sentiu? O médico lhe disse que Augusto não voltaria a andar. Noriko chorou muito. A dor era tanta, que parecia partir-lhe o peito. Rezou muito, pediu, implorou para os seus deuses. Mas não conseguia parar de chorar. Nada havia que a acalmasse. Foi quando, olhando para o altar de Deus Parens, percebeu que ainda não havia rezado para Ele. As lágrimas rolavam enquanto entoava “Ashiki-o-harôte ...” nem sabe quantas vezes repetiu – quando, a certa altura, percebeu que já não chorava mais. Uma doce serenidade começou a tomar conta de seu coração e o peito já não lhe doía mais. Com o otsutome, toda aquela angústia foi se dissipando. Então compreendeu e sentiu no fundo do coração, que estava amparada no Deus Verdadeiro. E nesse momento pressentiu que seu marido e seu filho haveriam de ser salvos. Foi tranqüila para o hospital. Lá, lhe disseram que seu filho estava muito mal e que pouca esperança havia. Mas ela não se desesperou, estava serenamente amparada em sua fé. No terceiro dia, o médico disse que Edson começou a respirar por si. Foi quando ela sonhou com o filho. E nesse sonho ele era ainda

uma criança. Percebeu então que era o seu filho que estava renascendo. Veio então um missionário – o Sr. Ureshino. Ministrou o Sazuke, falava amavelmente, mas Noriko quase não entendeu, porque ele só falava em japonês. Mas sentiu-se imensamente grata. No momento em que recebeu o telefonema do acidente - Noriko compreendeu que tinha um caminho diferente a seguir em sua vida. Pois novamente tinha sido impedida de realizar um curso em outra religião. Desde pequena, ela teve uma vida religiosa. Cresceu recebendo os ensinamentos de outras religiões, mas acredita que Deus Parens e Oyassama sempre os estiveram guiando para ingressarem neste Caminho. Noriko contou que muitos fatos que aconteceram em sua vida, hoje, ela compreende que eram “cuidados divinos”, para que ela enxergasse os seus erros espirituais. Mas, como nada sabia desta fé, ela acreditava que suas opiniões eram as mais certas, não abria mão de suas convicções, tudo tinha de ser do jeito que queria... Não compreendia que as coisas não são como queremos, mas são como Deus deseja. Hoje, ela acredita que muita coisa teria sido diferente, se tivesse dado ouvidos aos sogros e conhecido este Caminho há mais tempo. Sempre acreditou que Deus era um só e que, portanto, não importaria por qual caminho seguisse... Após 10 dias do acidente, Edson despertou do coma. Mas ainda estava muito debilitado. Após 15 dias, foi submetido

a uma cirurgia na perna. E tudo correu maravilhosamente bem. Dos profundos ferimentos da perna, não sobraram seqüelas. Nem mesmo uma ficou diferente da outra. Deste terrível acidente, pai e filho foram milagrosamente salvos. Emocionada, Noriko-san diz que foi preciso passar por tão grande sofrimento para poder conhecer o verdadeiro amor de Deus Parens e da Oyassama, saber dar o devido valor aos pais, à família e à dor dos outros. Assim que pôde, Noriko foi ao Dendotyo fazer os cursos de doutrina. A princípio, sentiu alguma dificuldade, porque não entende o japonês, e pensou que não conseguiria aprender a dança das mãos. Então, ela e o marido passaram a dançar os 12 hinos diariamente e o fazem até hoje. Juntamente com o treino da dança, as palavras dos hinos vão sendo gravadas em seu coração. O casal passou a freqüentar o Dendotyo e desempenham suas funções com grande dedicação. Noriko-sam diz que a freqüência ao Dendotyo tem sido muito importante para a evolução de sua fé. Hoje, a vida do casal está totalmente dedicada ao Caminho. Vão a qualquer lugar que lhes peçam, para ministrar o Sazuke. Mantêm um bazar beneficente, onde vendem um pouco de tudo a preços bem acessíveis. Recebem doações que distribuem a quem precise. Com o valor que arrecadam, organizam caravanas para o Dendotyo e para a regional em Campinas.

Relatos de seminaristas Estou fazendo o curso pela 2ª vez, no início estava desanimada com o pensamento: “fazer tudo outra vez! Um mês!” Mas com o passar dos dias fui percebendo que quem faz o Shuyokai são os cursantes, pois são os mesmos livros, a mesma programação, mas o dia a dia quem faz é cada um, as pessoas são diferentes. No início achei estranho, porque éramos tão individualistas ou ... orgulhosos talvez, que ao encerrar as aulas todos ficavam nos quartos e as

conversas eram só ali. Até que precisou Deus-Parens nos chamar atenção por várias formas. Como continuamos não entendendo teve que ser mais forte. Uma cursante de repente ficou desacordada por algumas horas e foi descoberto um aneurisma. De acordo com os médicos não tinha o que fazer, pois a hemorragia era grande. Só assim para nos unir espiritualmente e por mais que estivéssemos abatidos, foi então que me animei, pois percebi a presença de Deus, mudando toda uma órbita em que nos

encontrávamos. Graças a Deus ela foi melhorando, fez a cirurgia e como os próprios médicos disseram: Só a fé para ela estar viva e bem. E nós, cursantes, estamos bem melhores agora, conseguimos terminar o curso sem maiores problemas, com o espírito unido e animado. E em particular, consegui aprender muito mais do que no primeiro Shuyokai, onde o pensamento de que tudo e todos são novidades, acaba não nos deixando devidamente centrados.

Agradeço muito a minha Kaityosam (contudora de igreja) por ter me dado esta oportunidade.

Jornal Tenri

Família Brasil 5

setembro de 2009

Curtas Curso de Doutrina de Um Dia O Curso de Doutrina de um dia em português foi realizado no último dia 30 de agosto, 5º domingo, em 6 localidades, tendo a participação total de 315 pessoas. Abaixo segue a relação de cada localidade com o respectivo número de participantes: - Reg. Paulista (Igreja Marília): 47 pessoas - Reg. Paraná Sul (Igr Curitiba): 72 pessoas - Reg. Noroeste (Igreja Paineira): 36 pessoas - Reg. Bauru (Igreja Bauru): 57 pessoas - Reg. Campinas (Igreja Estrela): 77 pessoas - Reg. Mogiana (Igreja Ribeirão): 26 pessoas Recebimento do Dom do Sazuke (jul/09) Dia 7 - Kevin Hajime Fujikawa (Sul América) - Alan Lima Invenção (Eldorado) Dia 8 - Camila Lie Gomes Hara (Ribeirão) - Paulo Vinicius M. C. Menezes (Dendotyo) - Rodolfo Yoshimitsu Tanaka (Maringá) - Henrique Hiromi Shimada (São Paulo) - Kenji Nakahara (Saikai Brasil)

- Edilaine Fama Ikeuchi (Central) - Shuri Ito (Meisei) - Julie Kiku Nakashima (Bauru) - Nilson Yoshihito Otake (Bauru) - Camila Takeko Kakimoto (São Paulo) Dia 20 - William Yoiti Ono (Tomé-Açu) Dia 27 - Alan Yui K. Fukashiro (Bauru) Alterações cadastrais - telefone - Igreja Oriente: (11) 4341-5128 - Casa Divulgação Minaharu: (11) 2035-0660 Curso para condutores de Igreja e esposas Realizado na véspera da Cerimônia Mensal de agosto, com a presença do Diretor da Sede da Igreja e Chefe do Departamento de Missões Exteriores, Rev. Yoichiro Miyamori, contando com a participação total de 134 pessoas. Na 1ª palestra, sob o tema “O papel e a missão da Igreja”, o Revº. Miyamori falou sobre as dificuldades em administrar uma igreja na prática, em meio as várias experiências e equívocos, orientando

Agenda

Outubro 10

Assembleia Geral da Ass. dos Fiéis Encontro de Incentivo aos Yoboku Festival Tenri Matsuri 11 Cerimônia Mensal 12~16 Seminário de 5 Dias (Koshu)

Novembro 7

8 13

Encontro de Casais Culto às Almas dos Antepassados Cerimônia Mensal Caravana de Regresso a Jiba

Dia da Divulgação Setembro é o mês que se dá ênfase às atividades de divulgação e este ano estará sendo realizada principalmente entre os dias 26 e 27 de setembro. Para o evento foi preparado um panfleto que explica sobre o fato de estarmos sendo vivificados, recebendo as providências do fogo, da água e do vento de Deus-Parens, e sobre a importância da dedicação dos filhos aos pais. Para que um maior número de pessoas venha conhecer a intenção de Deus-Parens o mais rápido possível e que possam apreciar o valor das graças, vamos andar animados distribuindo firmemente os panfletos e convidando-as ativamente.

- UKEI

Assessoria Contábil / Assessoria Empresarial / Corretora de Seguros

Ukei Contábil “Tradição, Competência e Seriedade” Lídia de Souza Dias Cunha – Igreja Recife Hoyo

minuciosamente. Em seguida, o Primaz Murata falou sobre “A disposição espiritual e a missão do casal de condutor de igreja”, ele expôs em números a situação atual das igrejas da Tenrikyo do Brasil, e ensinou concretamente como devem ser as atividades do cotidiano da igreja. No período vespertino houve atividades de debates de seis grandes temas, divididos em 15 grupos por sexo, idade e idioma. Em seguida, os homens tiveram aula de como vestir e as mulheres de como dobrar o Otsutomegui, respectivamente na sala de espera do Shinden e na sala de treino de Intrumentos Sacros Feminino.

Desde 1967 - sede própria Rua Lino Coutinho, 1721, Ipiranga

(11) 2272-2511

e-mail: ukei@ukei.com.br – http://www.ukei.com.br

Encontro de Incentivo ao Yoboku No dia 10 de outubro, véspera da Grande Cerimônia da Sede Missionária de Dendotyo, será realizado a partir das 13 horas, a Assembleia Geral da Associação dos Fiéis, com a execução do Ensaio do Serviço Sagrado em 13 trocas. Na sequência, será realizado o Encontro de Incentivo ao Yoboku para os 60 anos de Fundação da Sede Missionária do Brasil; o preletor da palestra comemorativa será o Diretor Geral Administrativo da Sede da Igreja, Rev. Masahiko Iburi. Ainda, na noite desse dia, realizar-se-á também o habitual e animado Festival Tenri Matsuri, nas dependência do Recanto Tenri.


6 Palestra

setembro de 2009

Jornal Tenri

Atitudes de satisfação

Reverendo Yoitiro Miyamori* - Palestra na Cerimônia Mensal de agosto da Sede Missionária de Dendotyo As minhas felicitações a todos os senhores, neste dia em que foi realizado com muita alegria a Cerimônia Mensal de agosto do Dendotyo. Nesta oportunidade em que pude reverenciar a cerimônia mensal, recebi a incumbência de palestrar aos senhores. Assim, conto com a atenção de todos. Gostaria que todos imaginassem comigo. Daqui a dois anos, em junho de 2011, será comemorado os 60 anos de fundação do Dendotyo do Brasil. O Primaz já fez o pedido ao Shimbashira solicitando o seu comparecimento na comemoração e, se caso não surgir nenhum imprevisto, com certeza o Shimbashira e esposa estarão aqui no Brasil. Então, vamos imaginar que o senhor ou a senhora esteja diante do Shimbashira e estão tomando sorvete. (Não pensem que isso nunca vai acontecer.) Diante do Shimbashira tem um sorvete de chocolate e diante de você tem um sorvete de baunilha. Você tem vontade de experimentar o sorvete de chocolate do Shimbashira. (Mesmo as pessoas que não gostam de chocolate, devem imaginar a essa situação). Porém, quem está sentado na sua frente é o Shimbashira, e por isso não é tão simples pedir para experimentar o seu sorvete. Talvez seja até falta de educação fazer isso. Então, como fazer para que o Shimbashira ofereça a você o sorvete de chocolate que ele está tomando? Pensem um pouco. Para poder experimentar o sorvete de chocolate do Shimbashira, em primeiro lugar, você tem que oferecer dizendo: O senhor deseja experimentar o meu sorvete de baunilha? Ou seja, deve oferecer primeiro o seu sorvete. Fazendo assim, ele também vai dizer: você quer experimentar o meu sorvete também? E vai oferecer o sorvete de chocolate. Se tivermos o sentimento de ambição, não vamos ter nada. Quando abandonarmos a ambição é que o desejo será realizado. Quando dedicarmos em primeiro lugar as nossas forças, com certeza vai voltar a virtude. Esta é a razão do céu. Todos nós desejamos receber a graça de DeusParens. Desejamos ser protegidos. Então, o que devemos fazer para que Deus-Parens nos dê a sua força? Hoje foi o dia da Cerimônia Mensal. Na Cerimônia Mensal realizamos o Serviço Sagrado. Este Serviço Sagrado é realizado tocando-se os nove instrumentos musicais acompanhado do canto dos Hinos Sagrados. Entretanto, não se pode dizer que o Serviço foi realizado apenas porque as pessoas tocaram bem os instrumentos, que cantaram com voz afinada ou que dançaram sem erros. Se apenas o formato do Serviço Sagrado fosse importante, então teria que ser escalado somente os melhores

em sua função. O mais importante na realização do Serviço é o sentimento de cada pessoa. Deus-Parens está observando o coração das pessoas no momento da realização do Serviço. Deste modo, qual seria a postura espiritual para se realizar o Serviço? Existem três atitudes que são: A primeira é o “espírito purificado”. No momento da realização do Serviço é preciso deixar de lado todas as cogitações e preocupações. Tornar o espírito puro. Quando alguém pede algo para nós, se a pessoa faz e pedido de qualquer maneira, preocupado com outras coisas, não vamos nos sentir bem. Vamos tentar corresponder ao pedido, quando esse é feito com sinceridade. A segunda postura é o “espírito de união”. No Serviço são utilizados instrumentos que são diferentes um do outro, tanto na forma como na maneira de tocar. Assim, os nove instrumentos devem estar harmonizados, ajustando-se ao canto dos hinos. Deve ser de um modo que as seis pessoas da dança, possam dançar agradavelmente. Se alguém das seis pessoas dançar a seu modo, não se importando com o ritmo dos instrumentos ou das demais pessoas, não haverá harmonia. O importante é o sentimento de ajustar-se aos demais, criando o espírito de união. A terceira atitude é o “espírito animado”.

Através do Serviço é que será manifestada a maravilhosa salvação de Deus-Parens. Não há algo mais gratificante do que isso. Se animarmos, DeusParens também trabalhará animado. Quando conversamos com um amigo, se ele falar desanimado e com tristeza, nós também acabamos ficando desanimados. Ao contrário, se o amigo falar com sentimento de alegria e ânimo, nós também ficaremos animados. O Serviço Sagrado é o momento de nos comunicarmos com Deus-Parens. Por isso, devemos primeiramente nos animar. Estas três atitudes espirituais que acabei de citar que são: “espírito purificado”, “espírito de união” e “espírito animado” são importantes para a realização do Serviço. Peço aos senhores que na igreja, na casa de divulgação e na família, isso possa ser praticado todos os dias. No Ofudessaki temos: Se o espírito de todas as pessoas se animar dia a dia, a colheita de todas as coisas será animadora. Ofu. III-143 Significa que o espírito animado não deve ser somente momentâneo, ou de vez em quando. Dia a dia significa em todos os momentos. Em Jiba existe a escola de línguas chamado Tenrikyo Gogaku-in. Os jovens estrangeiros que seguem o Caminho, aprendem em Jiba a língua japonesa e também tem a oportunidade para se aprofundarem no ensinamento de Oyassama. O curso tem a duração de um ano e antes da formatura, todos os alunos realizam o Ensaio do Serviço, “Otsutome Manabi”. Nessa ocasião perguntei para os alunos: - Qual é a atitude espiritual ideal para se realizar o Serviço? Um dos alunos respondeu que era o “espírito de sinceridade”. Não esperava que a resposta fosse “espírito de sinceridade”. Fiquei meio sem jeito, mas não podia mostrar que tinha ficado um pouco espantado com a resposta tão direta. O que veio à minha mente naquele momento foram as palavras de Deus-Parens contido no Okakissague. Quando recebemos o dom do Sazuke, recebemos a escrita Okakissague em que tem o seguinte trecho: “Digo diário e digo constante. Digo que o diário e o constante é a sinceridade. Falando em espírito de sinceridade, visto superficialmente, parece muito frágil; porém não há nada mais firme e duradouro. A sinceridade é a razão do céu. Como razão celestial, receber e retribuir imediatamente é uma verdade”. Talvez pelo pensamento comum, a sinceridade possa parecer algo frágil e sem segurança, porém aos olhos de Deus-Parens, não há algo tão firme e correto. Então o que seria esta sinceridade.

Jornal Tenri

Palestra 7

setembro de 2009

Assim, para o aluno que respondeu “espírito de sinceridade” perguntei como era essa sinceridade. Então, ele respondeu que era o “desejo de salvar as pessoas”. Para salvar as pessoas é preciso deixar de lado o seu interesse, o seu tempo e as suas conveniências e solicitar com fervor a Deus-Parens. Esta ação de se dedicar para a salvação, aparentemente pode parecer que a pessoa que faz a salvação está tendo somente prejuízos. Entretanto, pelo lado de Deus-Parens, este espírito é o que realmente alcança e satisfaz Deus-Parens e no momento em que o alcança, imediatamente surgirá o seu maravilhoso trabalho. Esta deve ser a nossa postura espiritual. Se pedir somente a sua salvação, não será salvo. Se solicitar a salvação dos outros, estes serão salvos, inclusive a própria pessoa. No Ofudessaki temos: Se têm realmente espírito de dedicação única à salvação, embora nada digam, aceito-o firme. Of. III-38 Significa que se realmente a pessoa possuir o sentimento de desejar a salvação das outras, não será necessário dizer coisas bonitas, pois Deus-Parens estará aceitando o seu espírito sincero. A nenhum ser humano é permitido escolher o dia para nascer. Nem o lugar, nem o sexo, e também a forma do seu rosto e a sua altura. Mesmo que a pessoa queira decidir tudo sobre a sua vida, existem coisas que não podem ser mudadas. Isto por que o corpo é algo emprestado por Deus-Parens. No meu caso, este é o corpo que Deus-Parens me emprestou, por isso, por mais que eu reclame, não vai mudar. Na época de criança, ela tem que aceitar o que os pais decidem sobre a sua vida, mas de acordo com a idade, vai aumentando as coisas que ela mesma escolhe e determina. Em qual colégio vai estudar, qual esporte vai praticar, as pessoas que irá gostar e o trabalho que vai fazer serão pouco a pouco decididas e determinadas de acordo com o crescimento e a evolução da pessoa. De acordo com o crescimento, a vida da pessoa vai sendo determinada pela escolha que faz todos os dias. Existem as grandes decisões e as pequenas, mas o resultado pode ser bem diferente dependendo da escolha. Os senhores estão aqui porque decidiram vir ao Dendotyo fazer a reverência. Se caso tivessem decidido não vir aqui, eu não poderia ter me encontrado com os senhores. De acordo com os encontros, as pessoas vão mudando e se desenvolvendo. Vão até renascendo. Encontrar pessoas que nos dão boas influências em nossa vida e o inverso também, tudo é “destino”. No nosso ensinamento este “destino” foi ensinado como “predestinação”. Na nossa vida os encontros são muito importantes. É importante também, como e o que sentimos quando encontramos as pessoas. No Ofudessaki tem-se: Todas as pessoas do mundo são igualmente ir-

mãos, não há quem seja estranho. Of. XIII-43 Um ponto relevante é se pensamos que todas as pessoas que encontramos é a manifestação da nossa predestinação. Por isso, valorizar as pessoas que encontramos é um modo de mudar a nossa predestinação para melhor, ou seja, melhorar o nosso destino. Há dois anos, a determinação espiritual da minha igreja de fazer a oferenda, “ossonae” para a Sede da Igreja estava abaixo da quantia determinada. Essa era uma determinação minha, como condutor, ou seja, como responsável e representante da igreja. Essa determinação espiritual é o resultado da união da sinceridade de todos os fiéis que pertencem a igreja. Com a concretização da determinação é que os fiéis podem receber a onipotente providência de Deus-Parens. Por isso, não se deve negligenciar a meta a ser atingida. Por mais que me esforçasse, estava muito longe de alcançar o objetivo. A minha igreja fica no interior, nas montanhas, e a construção já é bem antiga. Por isso, pouco a pouco, estava fazendo uma economia para fazer os reparos necessários para acabar com as goteiras na época da chuva. Se utilizasse esse dinheiro, poderia completar a quantia que estava faltando. Fiquei muito indeciso e sem saber o que fazer. Se usasse essa economia, como faria se precisasse fazer um reparo de urgência? Passei em frente do banco várias vezes. Ao final, tomei a decisão. Peguei o cheque para fazer a oferenda e sai do banco. Bem nesse momento, um carro passou na minha frente. O carro da igreja já está bem velho e o carro que passou na minha frente, era um novo que queria comprar faz tempo. Sem querer olhei para o cheque que estava na minha mão.

Depois de dois ou três dias, choveu muito forte e apareceram muitos lugares com goteiras em minha igreja. Entretanto, não tinha nada para se fazer, pois não havia mais dinheiro no banco. Fiquei um pouco tranqüilo por saber que não se podia fazer nada naquele momento. Estava conformado. Pensei que como são coisas de Deus-Parens, sempre haverá um jeito. Então, algo extraordinário aconteceu. Recebi um recado de uma família que tinha feito a divulgação há muito tempo, avisando que o avô tinha retornado. O familiar disse que como a igreja tinha sido atenciosa com ele, gostaria de fazer uma doação de agradecimento. Tinha ido algumas vezes em sua residência para convidar a freqüentar o Besseki, mas ele sempre recusou. Na verdade, tinha esquecido completamente desse senhor. Mas, como era uma oferenda, aceitei prontamente e imediatamente fiz a oferenda de uma parte para a Sede da Igreja. O restante utilizei para a reforma do telhado e ainda, pude trocar de carro. Isso é segredo. Mesmo sendo usado, pude trocar por um carro mais novo. Deus-Parens nunca vai nos abandonar. Pelo contrário, trabalha sempre à nossa frente. Por isso, devemos nos dedicar aos trabalhos de Deus-Parens sem nenhuma preocupação. Essa disposição é muito importante. Muitas vezes, as novelas policiais são interessantes porque não sabemos quem é o criminoso. Acontecem muitos imprevistos no final. No relacionamento humano também ocorrem muitas contradições. Pensamos em como fazer para gostarmos das pessoas que não nos relacionamos bem, pensamos em como fazer para mudarmos as pessoas e a vida se torna interessante, e isto que é interessante. Para salvarmos as pessoas é preciso mudar o seu coração. Para fazermos essa mudança é necessário em primeiro lugar a nossa mudança. A melhor maneira para fazer a nossa mudança é mudar as nossas atitudes. Então, o que devemos fazer? Devemos realizar o hinokishin, o Serviço Sagrado e a ministração do Sazuke. Em primeiro lugar, oferecer a Deus-Parens dizendo: aceite a minha parte. Ou seja, oferecermos a nossa dedicação. Na Indicação Divina Ossashizu de 19 de dezembro de 1891, temos: “Dia a dia, o contentamento na dedicação. Plantar a semente sem dedicação é como estar manchando diariamente o caderno. Um grão de semente de contentamento diário se assentará dia a dia, multiplicado em milhões.” Significa que se dedicarmos uma parte, DeusParens estará aceitando isso multiplicado em milhares de vezes. Visando os 60 anos de fundação do Dendotyo, desejo que todos os senhores se dediquem ao máximo para receberem a graça da salvação. Assim, termino as minhas palavras. *é Chefe do Departamento de Missões Exteriores da Sede da Igreja


6 Palestra

setembro de 2009

Jornal Tenri

Atitudes de satisfação

Reverendo Yoitiro Miyamori* - Palestra na Cerimônia Mensal de agosto da Sede Missionária de Dendotyo As minhas felicitações a todos os senhores, neste dia em que foi realizado com muita alegria a Cerimônia Mensal de agosto do Dendotyo. Nesta oportunidade em que pude reverenciar a cerimônia mensal, recebi a incumbência de palestrar aos senhores. Assim, conto com a atenção de todos. Gostaria que todos imaginassem comigo. Daqui a dois anos, em junho de 2011, será comemorado os 60 anos de fundação do Dendotyo do Brasil. O Primaz já fez o pedido ao Shimbashira solicitando o seu comparecimento na comemoração e, se caso não surgir nenhum imprevisto, com certeza o Shimbashira e esposa estarão aqui no Brasil. Então, vamos imaginar que o senhor ou a senhora esteja diante do Shimbashira e estão tomando sorvete. (Não pensem que isso nunca vai acontecer.) Diante do Shimbashira tem um sorvete de chocolate e diante de você tem um sorvete de baunilha. Você tem vontade de experimentar o sorvete de chocolate do Shimbashira. (Mesmo as pessoas que não gostam de chocolate, devem imaginar a essa situação). Porém, quem está sentado na sua frente é o Shimbashira, e por isso não é tão simples pedir para experimentar o seu sorvete. Talvez seja até falta de educação fazer isso. Então, como fazer para que o Shimbashira ofereça a você o sorvete de chocolate que ele está tomando? Pensem um pouco. Para poder experimentar o sorvete de chocolate do Shimbashira, em primeiro lugar, você tem que oferecer dizendo: O senhor deseja experimentar o meu sorvete de baunilha? Ou seja, deve oferecer primeiro o seu sorvete. Fazendo assim, ele também vai dizer: você quer experimentar o meu sorvete também? E vai oferecer o sorvete de chocolate. Se tivermos o sentimento de ambição, não vamos ter nada. Quando abandonarmos a ambição é que o desejo será realizado. Quando dedicarmos em primeiro lugar as nossas forças, com certeza vai voltar a virtude. Esta é a razão do céu. Todos nós desejamos receber a graça de DeusParens. Desejamos ser protegidos. Então, o que devemos fazer para que Deus-Parens nos dê a sua força? Hoje foi o dia da Cerimônia Mensal. Na Cerimônia Mensal realizamos o Serviço Sagrado. Este Serviço Sagrado é realizado tocando-se os nove instrumentos musicais acompanhado do canto dos Hinos Sagrados. Entretanto, não se pode dizer que o Serviço foi realizado apenas porque as pessoas tocaram bem os instrumentos, que cantaram com voz afinada ou que dançaram sem erros. Se apenas o formato do Serviço Sagrado fosse importante, então teria que ser escalado somente os melhores

em sua função. O mais importante na realização do Serviço é o sentimento de cada pessoa. Deus-Parens está observando o coração das pessoas no momento da realização do Serviço. Deste modo, qual seria a postura espiritual para se realizar o Serviço? Existem três atitudes que são: A primeira é o “espírito purificado”. No momento da realização do Serviço é preciso deixar de lado todas as cogitações e preocupações. Tornar o espírito puro. Quando alguém pede algo para nós, se a pessoa faz e pedido de qualquer maneira, preocupado com outras coisas, não vamos nos sentir bem. Vamos tentar corresponder ao pedido, quando esse é feito com sinceridade. A segunda postura é o “espírito de união”. No Serviço são utilizados instrumentos que são diferentes um do outro, tanto na forma como na maneira de tocar. Assim, os nove instrumentos devem estar harmonizados, ajustando-se ao canto dos hinos. Deve ser de um modo que as seis pessoas da dança, possam dançar agradavelmente. Se alguém das seis pessoas dançar a seu modo, não se importando com o ritmo dos instrumentos ou das demais pessoas, não haverá harmonia. O importante é o sentimento de ajustar-se aos demais, criando o espírito de união. A terceira atitude é o “espírito animado”.

Através do Serviço é que será manifestada a maravilhosa salvação de Deus-Parens. Não há algo mais gratificante do que isso. Se animarmos, DeusParens também trabalhará animado. Quando conversamos com um amigo, se ele falar desanimado e com tristeza, nós também acabamos ficando desanimados. Ao contrário, se o amigo falar com sentimento de alegria e ânimo, nós também ficaremos animados. O Serviço Sagrado é o momento de nos comunicarmos com Deus-Parens. Por isso, devemos primeiramente nos animar. Estas três atitudes espirituais que acabei de citar que são: “espírito purificado”, “espírito de união” e “espírito animado” são importantes para a realização do Serviço. Peço aos senhores que na igreja, na casa de divulgação e na família, isso possa ser praticado todos os dias. No Ofudessaki temos: Se o espírito de todas as pessoas se animar dia a dia, a colheita de todas as coisas será animadora. Ofu. III-143 Significa que o espírito animado não deve ser somente momentâneo, ou de vez em quando. Dia a dia significa em todos os momentos. Em Jiba existe a escola de línguas chamado Tenrikyo Gogaku-in. Os jovens estrangeiros que seguem o Caminho, aprendem em Jiba a língua japonesa e também tem a oportunidade para se aprofundarem no ensinamento de Oyassama. O curso tem a duração de um ano e antes da formatura, todos os alunos realizam o Ensaio do Serviço, “Otsutome Manabi”. Nessa ocasião perguntei para os alunos: - Qual é a atitude espiritual ideal para se realizar o Serviço? Um dos alunos respondeu que era o “espírito de sinceridade”. Não esperava que a resposta fosse “espírito de sinceridade”. Fiquei meio sem jeito, mas não podia mostrar que tinha ficado um pouco espantado com a resposta tão direta. O que veio à minha mente naquele momento foram as palavras de Deus-Parens contido no Okakissague. Quando recebemos o dom do Sazuke, recebemos a escrita Okakissague em que tem o seguinte trecho: “Digo diário e digo constante. Digo que o diário e o constante é a sinceridade. Falando em espírito de sinceridade, visto superficialmente, parece muito frágil; porém não há nada mais firme e duradouro. A sinceridade é a razão do céu. Como razão celestial, receber e retribuir imediatamente é uma verdade”. Talvez pelo pensamento comum, a sinceridade possa parecer algo frágil e sem segurança, porém aos olhos de Deus-Parens, não há algo tão firme e correto. Então o que seria esta sinceridade.

Jornal Tenri

Palestra 7

setembro de 2009

Assim, para o aluno que respondeu “espírito de sinceridade” perguntei como era essa sinceridade. Então, ele respondeu que era o “desejo de salvar as pessoas”. Para salvar as pessoas é preciso deixar de lado o seu interesse, o seu tempo e as suas conveniências e solicitar com fervor a Deus-Parens. Esta ação de se dedicar para a salvação, aparentemente pode parecer que a pessoa que faz a salvação está tendo somente prejuízos. Entretanto, pelo lado de Deus-Parens, este espírito é o que realmente alcança e satisfaz Deus-Parens e no momento em que o alcança, imediatamente surgirá o seu maravilhoso trabalho. Esta deve ser a nossa postura espiritual. Se pedir somente a sua salvação, não será salvo. Se solicitar a salvação dos outros, estes serão salvos, inclusive a própria pessoa. No Ofudessaki temos: Se têm realmente espírito de dedicação única à salvação, embora nada digam, aceito-o firme. Of. III-38 Significa que se realmente a pessoa possuir o sentimento de desejar a salvação das outras, não será necessário dizer coisas bonitas, pois Deus-Parens estará aceitando o seu espírito sincero. A nenhum ser humano é permitido escolher o dia para nascer. Nem o lugar, nem o sexo, e também a forma do seu rosto e a sua altura. Mesmo que a pessoa queira decidir tudo sobre a sua vida, existem coisas que não podem ser mudadas. Isto por que o corpo é algo emprestado por Deus-Parens. No meu caso, este é o corpo que Deus-Parens me emprestou, por isso, por mais que eu reclame, não vai mudar. Na época de criança, ela tem que aceitar o que os pais decidem sobre a sua vida, mas de acordo com a idade, vai aumentando as coisas que ela mesma escolhe e determina. Em qual colégio vai estudar, qual esporte vai praticar, as pessoas que irá gostar e o trabalho que vai fazer serão pouco a pouco decididas e determinadas de acordo com o crescimento e a evolução da pessoa. De acordo com o crescimento, a vida da pessoa vai sendo determinada pela escolha que faz todos os dias. Existem as grandes decisões e as pequenas, mas o resultado pode ser bem diferente dependendo da escolha. Os senhores estão aqui porque decidiram vir ao Dendotyo fazer a reverência. Se caso tivessem decidido não vir aqui, eu não poderia ter me encontrado com os senhores. De acordo com os encontros, as pessoas vão mudando e se desenvolvendo. Vão até renascendo. Encontrar pessoas que nos dão boas influências em nossa vida e o inverso também, tudo é “destino”. No nosso ensinamento este “destino” foi ensinado como “predestinação”. Na nossa vida os encontros são muito importantes. É importante também, como e o que sentimos quando encontramos as pessoas. No Ofudessaki tem-se: Todas as pessoas do mundo são igualmente ir-

mãos, não há quem seja estranho. Of. XIII-43 Um ponto relevante é se pensamos que todas as pessoas que encontramos é a manifestação da nossa predestinação. Por isso, valorizar as pessoas que encontramos é um modo de mudar a nossa predestinação para melhor, ou seja, melhorar o nosso destino. Há dois anos, a determinação espiritual da minha igreja de fazer a oferenda, “ossonae” para a Sede da Igreja estava abaixo da quantia determinada. Essa era uma determinação minha, como condutor, ou seja, como responsável e representante da igreja. Essa determinação espiritual é o resultado da união da sinceridade de todos os fiéis que pertencem a igreja. Com a concretização da determinação é que os fiéis podem receber a onipotente providência de Deus-Parens. Por isso, não se deve negligenciar a meta a ser atingida. Por mais que me esforçasse, estava muito longe de alcançar o objetivo. A minha igreja fica no interior, nas montanhas, e a construção já é bem antiga. Por isso, pouco a pouco, estava fazendo uma economia para fazer os reparos necessários para acabar com as goteiras na época da chuva. Se utilizasse esse dinheiro, poderia completar a quantia que estava faltando. Fiquei muito indeciso e sem saber o que fazer. Se usasse essa economia, como faria se precisasse fazer um reparo de urgência? Passei em frente do banco várias vezes. Ao final, tomei a decisão. Peguei o cheque para fazer a oferenda e sai do banco. Bem nesse momento, um carro passou na minha frente. O carro da igreja já está bem velho e o carro que passou na minha frente, era um novo que queria comprar faz tempo. Sem querer olhei para o cheque que estava na minha mão.

Depois de dois ou três dias, choveu muito forte e apareceram muitos lugares com goteiras em minha igreja. Entretanto, não tinha nada para se fazer, pois não havia mais dinheiro no banco. Fiquei um pouco tranqüilo por saber que não se podia fazer nada naquele momento. Estava conformado. Pensei que como são coisas de Deus-Parens, sempre haverá um jeito. Então, algo extraordinário aconteceu. Recebi um recado de uma família que tinha feito a divulgação há muito tempo, avisando que o avô tinha retornado. O familiar disse que como a igreja tinha sido atenciosa com ele, gostaria de fazer uma doação de agradecimento. Tinha ido algumas vezes em sua residência para convidar a freqüentar o Besseki, mas ele sempre recusou. Na verdade, tinha esquecido completamente desse senhor. Mas, como era uma oferenda, aceitei prontamente e imediatamente fiz a oferenda de uma parte para a Sede da Igreja. O restante utilizei para a reforma do telhado e ainda, pude trocar de carro. Isso é segredo. Mesmo sendo usado, pude trocar por um carro mais novo. Deus-Parens nunca vai nos abandonar. Pelo contrário, trabalha sempre à nossa frente. Por isso, devemos nos dedicar aos trabalhos de Deus-Parens sem nenhuma preocupação. Essa disposição é muito importante. Muitas vezes, as novelas policiais são interessantes porque não sabemos quem é o criminoso. Acontecem muitos imprevistos no final. No relacionamento humano também ocorrem muitas contradições. Pensamos em como fazer para gostarmos das pessoas que não nos relacionamos bem, pensamos em como fazer para mudarmos as pessoas e a vida se torna interessante, e isto que é interessante. Para salvarmos as pessoas é preciso mudar o seu coração. Para fazermos essa mudança é necessário em primeiro lugar a nossa mudança. A melhor maneira para fazer a nossa mudança é mudar as nossas atitudes. Então, o que devemos fazer? Devemos realizar o hinokishin, o Serviço Sagrado e a ministração do Sazuke. Em primeiro lugar, oferecer a Deus-Parens dizendo: aceite a minha parte. Ou seja, oferecermos a nossa dedicação. Na Indicação Divina Ossashizu de 19 de dezembro de 1891, temos: “Dia a dia, o contentamento na dedicação. Plantar a semente sem dedicação é como estar manchando diariamente o caderno. Um grão de semente de contentamento diário se assentará dia a dia, multiplicado em milhões.” Significa que se dedicarmos uma parte, DeusParens estará aceitando isso multiplicado em milhares de vezes. Visando os 60 anos de fundação do Dendotyo, desejo que todos os senhores se dediquem ao máximo para receberem a graça da salvação. Assim, termino as minhas palavras. *é Chefe do Departamento de Missões Exteriores da Sede da Igreja


8 Depoimento

setembro de 2009

Jornal Tenri

Minha história - uma reflexão

Esta é a história de Augusto e Noriko Itida, condutores da Casa de Divulgação Yodo Campo Limpo. Faz exatamente 20 anos que eles se tornaram fiéis fervorosos deste Caminho e freqüentadores assíduos do Dendotyo. O Sr.Augusto é filho de tenrikyanos, mas, não era muito dedicado. A sogra da sra. Noriko aconselhava-a para que regressasse a Jiba, mas esta recusava dizendo que não poderia abandonar o trabalho na quitanda. Mas tudo mudou na vida da família Itida, a partir daquele dia. Era o dia 15 de novembro de 1989 – um domingo ensolarado, e então, o Sr. Itida (na época com 51 anos) e seu filho Edson Minoru (23 anos) resolveram ir pescar. O filho iria sozinho, mas, como pretendia voltar logo, o pai resolveu acompanhá-lo. A mãe, Noriko, estava de malas prontas. Ia fazer um seminário de 3 dias na Seicho-no-Ie. Para isso, deixou a casa toda arrumada, a geladeira abastecida. Já fazia cerca de 10 anos que Noriko se dedicava à Seicho-no-Ie. Era fervorosa e uma grande divulgadora daquela seita. Mas, ainda não tinha feito o seminário. Anteriormente havia tentado fazer o curso, porém, estranhamente, algo aconteceu que suas pernas simplesmente travaram e por isso, ela não pôde participar. O telefone tocou. E o mundo pareceu ruir sob os pés de Noriko. Um grave acidente ocorrera com os dois na estrada de Jarinu; numa curva, um caminhão tentou ultrapassar outro, e invadiu a pista contrária. Edson tentou desviar o

carro, mas, bateram de frente. Itida-san foi logo transportado para o hospital, mas, o filho ficou preso nas ferragens. Ambos sofreram fraturas e ferimentos, e Edson, além de tudo, teve embolia pulmonar e entrou em coma. Dor, sofrimento, desespero, medo... Como definir o que Noriko sentiu? O médico lhe disse que Augusto não voltaria a andar. Noriko chorou muito. A dor era tanta, que parecia partir-lhe o peito. Rezou muito, pediu, implorou para os seus deuses. Mas não conseguia parar de chorar. Nada havia que a acalmasse. Foi quando, olhando para o altar de Deus Parens, percebeu que ainda não havia rezado para Ele. As lágrimas rolavam enquanto entoava “Ashiki-o-harôte ...” nem sabe quantas vezes repetiu – quando, a certa altura, percebeu que já não chorava mais. Uma doce serenidade começou a tomar conta de seu coração e o peito já não lhe doía mais. Com o otsutome, toda aquela angústia foi se dissipando. Então compreendeu e sentiu no fundo do coração, que estava amparada no Deus Verdadeiro. E nesse momento pressentiu que seu marido e seu filho haveriam de ser salvos. Foi tranqüila para o hospital. Lá, lhe disseram que seu filho estava muito mal e que pouca esperança havia. Mas ela não se desesperou, estava serenamente amparada em sua fé. No terceiro dia, o médico disse que Edson começou a respirar por si. Foi quando ela sonhou com o filho. E nesse sonho ele era ainda

uma criança. Percebeu então que era o seu filho que estava renascendo. Veio então um missionário – o Sr. Ureshino. Ministrou o Sazuke, falava amavelmente, mas Noriko quase não entendeu, porque ele só falava em japonês. Mas sentiu-se imensamente grata. No momento em que recebeu o telefonema do acidente - Noriko compreendeu que tinha um caminho diferente a seguir em sua vida. Pois novamente tinha sido impedida de realizar um curso em outra religião. Desde pequena, ela teve uma vida religiosa. Cresceu recebendo os ensinamentos de outras religiões, mas acredita que Deus Parens e Oyassama sempre os estiveram guiando para ingressarem neste Caminho. Noriko contou que muitos fatos que aconteceram em sua vida, hoje, ela compreende que eram “cuidados divinos”, para que ela enxergasse os seus erros espirituais. Mas, como nada sabia desta fé, ela acreditava que suas opiniões eram as mais certas, não abria mão de suas convicções, tudo tinha de ser do jeito que queria... Não compreendia que as coisas não são como queremos, mas são como Deus deseja. Hoje, ela acredita que muita coisa teria sido diferente, se tivesse dado ouvidos aos sogros e conhecido este Caminho há mais tempo. Sempre acreditou que Deus era um só e que, portanto, não importaria por qual caminho seguisse... Após 10 dias do acidente, Edson despertou do coma. Mas ainda estava muito debilitado. Após 15 dias, foi submetido

a uma cirurgia na perna. E tudo correu maravilhosamente bem. Dos profundos ferimentos da perna, não sobraram seqüelas. Nem mesmo uma ficou diferente da outra. Deste terrível acidente, pai e filho foram milagrosamente salvos. Emocionada, Noriko-san diz que foi preciso passar por tão grande sofrimento para poder conhecer o verdadeiro amor de Deus Parens e da Oyassama, saber dar o devido valor aos pais, à família e à dor dos outros. Assim que pôde, Noriko foi ao Dendotyo fazer os cursos de doutrina. A princípio, sentiu alguma dificuldade, porque não entende o japonês, e pensou que não conseguiria aprender a dança das mãos. Então, ela e o marido passaram a dançar os 12 hinos diariamente e o fazem até hoje. Juntamente com o treino da dança, as palavras dos hinos vão sendo gravadas em seu coração. O casal passou a freqüentar o Dendotyo e desempenham suas funções com grande dedicação. Noriko-sam diz que a freqüência ao Dendotyo tem sido muito importante para a evolução de sua fé. Hoje, a vida do casal está totalmente dedicada ao Caminho. Vão a qualquer lugar que lhes peçam, para ministrar o Sazuke. Mantêm um bazar beneficente, onde vendem um pouco de tudo a preços bem acessíveis. Recebem doações que distribuem a quem precise. Com o valor que arrecadam, organizam caravanas para o Dendotyo e para a regional em Campinas.

Relatos de seminaristas Estou fazendo o curso pela 2ª vez, no início estava desanimada com o pensamento: “fazer tudo outra vez! Um mês!” Mas com o passar dos dias fui percebendo que quem faz o Shuyokai são os cursantes, pois são os mesmos livros, a mesma programação, mas o dia a dia quem faz é cada um, as pessoas são diferentes. No início achei estranho, porque éramos tão individualistas ou ... orgulhosos talvez, que ao encerrar as aulas todos ficavam nos quartos e as

conversas eram só ali. Até que precisou Deus-Parens nos chamar atenção por várias formas. Como continuamos não entendendo teve que ser mais forte. Uma cursante de repente ficou desacordada por algumas horas e foi descoberto um aneurisma. De acordo com os médicos não tinha o que fazer, pois a hemorragia era grande. Só assim para nos unir espiritualmente e por mais que estivéssemos abatidos, foi então que me animei, pois percebi a presença de Deus, mudando toda uma órbita em que nos

encontrávamos. Graças a Deus ela foi melhorando, fez a cirurgia e como os próprios médicos disseram: Só a fé para ela estar viva e bem. E nós, cursantes, estamos bem melhores agora, conseguimos terminar o curso sem maiores problemas, com o espírito unido e animado. E em particular, consegui aprender muito mais do que no primeiro Shuyokai, onde o pensamento de que tudo e todos são novidades, acaba não nos deixando devidamente centrados.

Agradeço muito a minha Kaityosam (contudora de igreja) por ter me dado esta oportunidade.

Jornal Tenri

Família Brasil 5

setembro de 2009

Curtas Curso de Doutrina de Um Dia O Curso de Doutrina de um dia em português foi realizado no último dia 30 de agosto, 5º domingo, em 6 localidades, tendo a participação total de 315 pessoas. Abaixo segue a relação de cada localidade com o respectivo número de participantes: - Reg. Paulista (Igreja Marília): 47 pessoas - Reg. Paraná Sul (Igr Curitiba): 72 pessoas - Reg. Noroeste (Igreja Paineira): 36 pessoas - Reg. Bauru (Igreja Bauru): 57 pessoas - Reg. Campinas (Igreja Estrela): 77 pessoas - Reg. Mogiana (Igreja Ribeirão): 26 pessoas Recebimento do Dom do Sazuke (jul/09) Dia 7 - Kevin Hajime Fujikawa (Sul América) - Alan Lima Invenção (Eldorado) Dia 8 - Camila Lie Gomes Hara (Ribeirão) - Paulo Vinicius M. C. Menezes (Dendotyo) - Rodolfo Yoshimitsu Tanaka (Maringá) - Henrique Hiromi Shimada (São Paulo) - Kenji Nakahara (Saikai Brasil)

- Edilaine Fama Ikeuchi (Central) - Shuri Ito (Meisei) - Julie Kiku Nakashima (Bauru) - Nilson Yoshihito Otake (Bauru) - Camila Takeko Kakimoto (São Paulo) Dia 20 - William Yoiti Ono (Tomé-Açu) Dia 27 - Alan Yui K. Fukashiro (Bauru) Alterações cadastrais - telefone - Igreja Oriente: (11) 4341-5128 - Casa Divulgação Minaharu: (11) 2035-0660 Curso para condutores de Igreja e esposas Realizado na véspera da Cerimônia Mensal de agosto, com a presença do Diretor da Sede da Igreja e Chefe do Departamento de Missões Exteriores, Rev. Yoichiro Miyamori, contando com a participação total de 134 pessoas. Na 1ª palestra, sob o tema “O papel e a missão da Igreja”, o Revº. Miyamori falou sobre as dificuldades em administrar uma igreja na prática, em meio as várias experiências e equívocos, orientando

Agenda

Outubro 10

Assembleia Geral da Ass. dos Fiéis Encontro de Incentivo aos Yoboku Festival Tenri Matsuri 11 Cerimônia Mensal 12~16 Seminário de 5 Dias (Koshu)

Novembro 7

8 13

Encontro de Casais Culto às Almas dos Antepassados Cerimônia Mensal Caravana de Regresso a Jiba

Dia da Divulgação Setembro é o mês que se dá ênfase às atividades de divulgação e este ano estará sendo realizada principalmente entre os dias 26 e 27 de setembro. Para o evento foi preparado um panfleto que explica sobre o fato de estarmos sendo vivificados, recebendo as providências do fogo, da água e do vento de Deus-Parens, e sobre a importância da dedicação dos filhos aos pais. Para que um maior número de pessoas venha conhecer a intenção de Deus-Parens o mais rápido possível e que possam apreciar o valor das graças, vamos andar animados distribuindo firmemente os panfletos e convidando-as ativamente.

- UKEI

Assessoria Contábil / Assessoria Empresarial / Corretora de Seguros

Ukei Contábil “Tradição, Competência e Seriedade” Lídia de Souza Dias Cunha – Igreja Recife Hoyo

minuciosamente. Em seguida, o Primaz Murata falou sobre “A disposição espiritual e a missão do casal de condutor de igreja”, ele expôs em números a situação atual das igrejas da Tenrikyo do Brasil, e ensinou concretamente como devem ser as atividades do cotidiano da igreja. No período vespertino houve atividades de debates de seis grandes temas, divididos em 15 grupos por sexo, idade e idioma. Em seguida, os homens tiveram aula de como vestir e as mulheres de como dobrar o Otsutomegui, respectivamente na sala de espera do Shinden e na sala de treino de Intrumentos Sacros Feminino.

Desde 1967 - sede própria Rua Lino Coutinho, 1721, Ipiranga

(11) 2272-2511

e-mail: ukei@ukei.com.br – http://www.ukei.com.br

Encontro de Incentivo ao Yoboku No dia 10 de outubro, véspera da Grande Cerimônia da Sede Missionária de Dendotyo, será realizado a partir das 13 horas, a Assembleia Geral da Associação dos Fiéis, com a execução do Ensaio do Serviço Sagrado em 13 trocas. Na sequência, será realizado o Encontro de Incentivo ao Yoboku para os 60 anos de Fundação da Sede Missionária do Brasil; o preletor da palestra comemorativa será o Diretor Geral Administrativo da Sede da Igreja, Rev. Masahiko Iburi. Ainda, na noite desse dia, realizar-se-á também o habitual e animado Festival Tenri Matsuri, nas dependência do Recanto Tenri.


setembro de 2009

Visita do Cardeal Tauran

Jean-Louis Tauran, Presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-Religioso, e comitiva de dez membros visitaram Jiba no dia 5 de agosto. Antecedendo ao encontro, o Cardeal Tauran participou no dia 4, em monte Hiei – província de Kyoto, do encontro anual de oração internacional pela paz. Primeiramente o diretor de assuntos administrativos, Massahiko Iburi, apresentou os Recintos de Reverências e a Residência de Oyassama à comitiva. Em seguida, todos foram conhecer a biblioteca de Tenri. Encerradas as visitas, o Shimbashira recebeu-os no alojamento 38 Moya. Tenri Jiho, 16 de agosto

adicionada a divulgação do nome divino kaminanagashi. Os 1º anistas espargiram a fragrância da fé cantando

o Hino Yorozuyo na cidade de Tenri e os 2º e 3º anistas na cidade de Nara. Tenri Jiho, 23 de agosto

Corpo Internacional de Hinokishin do Seinenkai A Sede da Associação dos Moços realizou entre os dias 18 a 24 de julho, na Terra Parental, a sétima edição do Corpo Internacional de Hinokishin voltado aos associados do exterior. Esta atividade, realizada de três em três anos e programada especialmente para que os jovens desbravadores dediquem a semente da sinceridade em

Dia da Divulgação Atividade anual programada para os yoboku que se empenham dia-a-dia no espargimento da fragrância de suas igrejas ou pontos de missionamento, o dia da divulgação visa reunir os companheiros yoboku das regionais para que juntos possam espargir em união espiritual a fragrância da fé. E, dando continuidade ao slogan do ano anterior: “Vamos espargir ao mundo: A Fragrância do Caminho”, o Departamento de Divulgação da Sede da Igreja incentiva todos os yoboku a atuarem efetivamente nos eventos. Tenri Jiho, 2 de agosto

Seminário Estudantil em Jiba Foi realizado em Jiba entre os dias 9 e 15 de agosto (participação de 1.425 estudantes) o Seminário Estudantil voltado para colegiais. As equipes são divididas em homens e mulheres, turma (1º, 2º, e 3º ano) e número de participações. Para cada equipe há um orientador e para cada turma um mestre onde todos convivem em regime de internato aprendendo sobre os ensinamentos do Caminho e apreciando a gratidão para com a família e amigos. Anualmente a grade da programação é com aulas dos Doze Hinos, Instrumentos Sacros e Caminhada dos Precursores, mas neste ano foi

Jornal Tenri

Jiba através da prática do hinokishin, tem também o objetivo de fortalecer os laços de amizade entre os associados do ultramar. Os participantes foram os 96 associados dos seguintes países: Estados Unidos, Havaí, Coréia, Taiwan, Inglaterra, França e Brasil. No dia 18 de manhã, o Shimbashira, que também é presidente da

associação, dirigiu algumas palavras aos participantes durante a cerimônia de abertura. Além de explicar sobre o espírito do corpo de hinokishin da associação dos moços e o significado do hinokishin, proferiu a importância de dedicar ao hinokishin possuindo o espírito de gratidão. Tenri Jiho, 2 de agosto

Festival do verão

Realizado durante dez dias, de 26 de julho a 4 de agosto, uma das atividades de maior destaque da Sede da Igreja: o Regresso das Crianças a Jiba do ano 172 da R.D. A Sede da Associação Infanto-Juvenil divulgou no dia da abertura, após o término da Cerimônia Mensal de Julho, o novo tema e música-tema “Minna kyoudai Oyasato e” - Todos somos irmãos, a Oyassato. Apesar do prolongado tempo chuvoso, 244 mil regressantes, vindos de diversas localidades do mundo, participaram deste grande evento; 429 caravanas de bandas Koteki tocaram na Oferenda a DeusParens; e 1.619 crianças participaram do Corpo de Hinokishin Infanto-juvenil. Tenri Jiho, 9 de agosto

Jornal Tenri

Missionamento Família 9

setembro de 2009

Dias de Divulgação

Apresentação de 1 minuto Shigeru Nakamura*

Há um concurso de comédia para jovens artistas em um canal de TV do Japão. Eles devem realizar a apresentação cômica durante apenas um minuto. Hoje em dia, pessoas estão muito apressadas, não querem perder tempo para qualquer coisa. Ser o mais breve é a palavra chave em campanha eleitoral dos partidos politicos. No dia 30 de agosto, houve a eleição geral do parlamento do Japão. O partido dos Democratas venceu ao Partido Liberal-Democrata e se tornou maior partido do Japão. A palavra chave do partido dos Democratas foi “Tomar o poder governamental” Daquí a pouco, o Partido dos Democratas será o partido do governo. Há 4 anos, na eleição passada, o Partido Liberal-Democrata tinha como palavra chave “ privatização dos correios” e ganhou a maioria dos votos. Pensei que “a Palavra Chave” e “a Apresentação de um minuto” poderiam também serem aplicadas na divulgação. Por exemplo, o texto do folheto da divulgação pode ter apenas um assunto onde pudesse ser lido em um minuto. Não pode ser longo e complicado. Se não for assim, ninguém quer ler. As pessoas modernas são muito ocupadas. Setembro é o mês de promover a divulgação. O quarto domingo, dia 27 de setembro foi determinado como dia de divulgação em lugares públicos por todos os condutores de igrejas. O assunto da palestra em praça pública deve durar um minuto. O ouvinte geralmente passa na frente do palestrante e não pára, por isso é necessário sentenças curtas e impressionantes. Qual seria a palavra-chave da divulgação? Por exemplo, “Salvando os outros, estará salvando a si mesmo” Oyassama disse; Dizer uma palavra é hinokishin, Apenas deixa-se espargida a fragrância. Mik. VII-1 É uma palavra! Não são duas ou três palavras. Use a palavra fácil e simples. Estamos no significativo mês de promover a divulgação. Um dia, fui à praça e perguntei à policia de lá se poderia fazer a divulgação de nossa igreja. “ Vai montar alguma coisa?” “Não!” “Se for só pela boca, pode!” Ele concedeu fazer a divulgação.  Vamos lá! *é condutor anterior da Casa de Divulgação Mukunibras, e missiona em São Paulo

Seguindo os passos dos pioneiros -Oferenda por inteiro-

Kanzo Nakadai, nasceu em 1840, como o primogênito de um dos maiores atacadistas de peixe de Edo Nihonbashi. Quando ele tinha 47 anos, foi-lhe espargida a fragrância da fé por Sasuke Uehara, e após receber uma nítida graça de sua doença, iniciou-se na fé. Em abril de 1888, a Sede da Igreja Tenrikyo foi estabelecida na cidade de Tokyo, no bairro Shimoya, Kitainari 42 (posteriormente endereço da Igreja-Mor Azuma), no fim dos esforços do 1º Shimbashira e de muitas pessoas. Tanto o prédio como o terreno dali foram cedidos como empréstimo. No entanto, nem dois meses haviam passado desde a Cerimônia de Inauguração transbordante de alegria e o proprietário veio com a seguinte proposta: “Gostaria que desocupassem imediatamente porque quero vender esta propriedade. Caso contrário, gostaria que comprassem do jeito que está o prédio e o terreno.” Com relação a essa inesperada proposta, transmitiram a ordem dos fatos ao 1º Shimbashira, que logo recebeu a Indicação Divina, e segundo a intenção de Deus era para que fosse adquirido. Esse problema deixou os mestres da época preocupados. Por terem acabado de receber finalmente a autorização, após vários esforços na busca da liberdade de missionamento e da fé, não tinham como fazer logo a mudança; e para comprar também não havia tal disponibilidade nas condições financeiras da Jiba da época. Nessas circunstâncias, Sasuke Uehara consultou Kanzo, que de alguma forma prometeu se responsabilizar pela metade do valor de 1550 ienes1 estipulado pela outra parte. Porém, após Uehara ir embora, a esposa de Kanzo, Sada, que estava ouvindo toda a conversa entre os dois num quarto vizinho, dirigiuse ao marido: “Ouvindo as deliberações de ambos há pouco, achei realmente magnífico. Entretanto, se pensarmos bem, somos uma peixaria. Ao oferecermos um peixe PRODUÇÕES PRODUÇÕES ,/-/ ,/-/ -

** Foto Foto

** Vídeo Vídeo

** Som Som

Katsumi Mizoguchi Katsumi Mizoguchi Av. Celso Garcia, 1.017 Av. Celso Garcia, 1.017 Belenzinho - Capital - SP Belenzinho - Capital - SP Tel. (11) 2694-4771 / 2557-6792 Tel. (11) 2694-4771 / 2557-6792 e-mail: seimiprod@hotmail.com

ao cliente, oferecemos a metade? Eu presumo que oferecemos um peixe inteiro. Ainda mais a conversa de agora envolve Deus. Nesse caso a melhor coisa, não seria comprar por inteiro e oferecer totalmente a Deus? Acho que esse é o meio correto.” Kanzo assentiu de coração as palavras de sua esposa Sada. “É isso mesmo!” Imediatamente Kanzou visitou Sasuke Uehara, e falou: “Mestre, pode ser que se torne uma intromissão, mas eu Nakadai, responsabilizarei-me por inteiro com respeito a compra do terreno e do prédio. Por favor fique tranquilo.” Imaginem quão foi a alegria de Sasuke Uehara e de todas as pessoas da Sede da Igreja. Deste modo, devido a oferenda da sinceridade de Kanzo, a Sede da Igreja Tenrikyo resolveu o problema de despejo, não necessitando se transferir para outro lugar. (1) o salário inicial de um professor de escola primária da época era aproximadamente 5 ienes.

Revista Taimo nº 446 - fevereiro/2006

JVVRLQTPCNVGPTKM[QEQODT

4 Tenri Jiho


10 Associações

setembro de 2009

Fujinkai

Encontro das Seguidoras de Kokan Olá meninas! Como estão? O JOSHI convida todas vocês para o 28º Encontro das Seguidoras de Kokan, que acontecerá dia 12 de dezembro de 2009 na Sede Dendotyo do Brasil, em Bauru! Vamos nos reencontrar e fazer novas amizades, ouvir os relatos de experiência, fazer todas juntas a divulgação e participar do curso de maquiagem! Chamem e convidem as suas amigas! Importante: não esqueçam de levar o seu kit-maquiagem!

28º Encontro das Seguidoras de Kokan Dia: 12 de dezembro de 2009 Local: Sede Missionária de Dendotyo Horário: a partir das 7:30 horas Taxa de inscrição: R$ 5,00 Idade: 14 a 18 anos

Jornal Tenri

Shonenkai

Vamos participar do Renseikai! Todo ano, depois do serviço mensal do Dendotyo do mês de dezembro tem o Renseikai (Encontro de estudos da lingua japonesa). Muita gente acha que para participar do Renseikai precisa saber o japonês, mas, quem não sabe, aprende lá. Além de estudar japonês, aprendemos mais sobre os ensinamento da Tenrikyo. No primeiro dia há o treino das marchas; é um pouco cansativo, porém é para aprendermos a ter respeito com o próximo. Depois, todos pensamos que os professores são bravos, mas são muitos simpáticos! Gosto muito de ir, participo desde os sete anos. E nem preciso me preocupar, pois os mais velhos do nosso grupo sempre cuidam dos mais novos. Cada dia tem uma atividade marcada, como piscina, camping, noite do terror e mais um monte de atividades. Eu gosto muito das atividades noturnas, porque brincamos muito, aprendemos música e dança. A noite do terror também é muito divertida; os professores nos assustam contando histórias que já aconteceram no Dendotyo; nessa noite todos vão dormir morrendo de medo. No camping, cada grupo prepara o seu próprio almoço e fazemos atividades de competição, é muito legal! E, também, tem um dia que vamos à piscina e aqueles que não querem entrar, ficam na quadra jogando futebol ou vôlei. No último Renseikai veio pouca gente. Eu acho que todos os filhos de condutores de igreja e casa de divulgação, com menos de 14 anos, deveriam participar, pois não é para sempre que podemos ir! Ellen Mutsumi Senda, 12 (Igreja Guaimbê)

Seinenkai

Gakusei

Estudando a doutrina com o prof. Tiago Deus-Parens (IV) Jéssica: Apesar de estarmos usando o corpo no dia a dia, temos muita coisas que não conhecemos, mas sinto que está repleto do trabalho de Deus. Professor: Já que começaram a perceber os trabalhos de Deus-Parens no nosso corpo, gostaria que lessem esta parte da Doutrina de Tenrikyo: “Na ocasião da criação original, Deus-Parens introduziu-se intimamente nos protótipos e instrumentos e criou o mundo e os seres humanos com suas dez providências. Emprestou-lhes inteiramente os respectivos corpos, e veio protegendo inalteradamente com essas providências onipotentes. Além disso, concede a todos o alimento e outras necessidades para a vida... Assim, neste mundo, os homens e todos os outros seres continuam a existir vivificadamente e a evoluir graças às dez providências de Deus-Parens, Tenri-Ô-no-Mikoto.” Fábio: Está escrito “dez providências”, mas o que isso significa? Professor: Não significa dez deuses, mas os trabalhos de Deus-Parens foram divididos em dez e a cada trabalho foi concedido um nome divino. Jéssica: Tendo como base estas dez providências, se refletirmos os trabalhos maravilhosos do nosso corpo, compreenderemos melhor os trabalhos de Deus-Parens. Fábio: É uma sensação estranha! Parece que o corpo é meu, mas não é! Daqui em diante, vou usá-lo com todo cuidado e não exagerar na alimentação. Jéssica: Isso é muito importante. Já era tempo. Professor: Gostaria que, os dois percebessem como estão sendo vivificados pelos trabalhos maravilhosos de Deus-Parens no dia a dia e façam o bom uso deste corpo. (continua na próxima edição)

Todos, com vigor e ânimo! A Associação dos Moços está convidando jovens voluntários (Yobokus) para participarem da 40º Caravana de Missionamento, a ser realizada entre os dias 10 e 21 de janeiro de 2010. Para este evento histórico, programase enviar três veículos para três localidades diferentes, regressando à Sede Missionária até o dia do início do Encontro Infanto-Juvenil (Tsudoi). Informações: Yutaka Tanio (yutakatanio@hotmail.com) ou Massanori Kimura (44) 3631-7747 40º Caravana de Missionamento da Associação dos Moços

Dias: 10 e 21 de janeiro de 2010 Informações: Yutaka Tanio > yutakatanio@hotmail.com ou Massanori Kimura > (44) 3631-7747

Resultado da rifa do Seinenkai (11 de Julho) 1º colocado (Nintendo Wii): Sra. Cecília Takahashi (Igreja Diadema) 2º colocado (Chopeira): Sra. Terumi Harayshiki (Igreja Paineira)

Jornal Tenri

Doutrina 3

setembro de 2009

O casamento Eiko Yaschiro*

Chegar à realização do casamento é realmente um dos grandes sonhos de nossas vidas. E representa um grande marco, uma etapa importante da vida, que se inicia. A criança que brincou, cresceu, estudou, saiu para o mundo e encontrou a sua metade, deseja se unir a ela e construir um novo lar. Esta é a ordem natural das coisas e é o desejo de todos os pais. Os filhos amadureceram e vão caminhar por si, constituindo uma nova família. Muito se comentou que o casamento era uma instituição falida. Que o fato de se unirem de papel passado, seria o começo do fim. Que o melhor é não ter nenhum documento para garantir nada, que é muito mais autêntico ficar junto, simplesmente porque se quer. O que significa também que, quando não mais quiserem, basta que se separem. Mas, sejam uniões legalmente concretizadas, ou apenas “estáveis”, o fato é que o aumento do

índice de separações que ocorre no mundo atual, é um fato preocupante. Embora as religiões preguem que o casamento é indissolúvel, as leis permitem a separação, e há que se ponderar que cada caso é um caso. Acerca da união entre um homem e uma mulher, temos na Escritura Divina Ofudessaki: “Protejo-os unindo as predestinações das vidas anteriores. Isto se estabelecerá firme para todo o sempre.” Ofu. I-74 De acordo com estas palavras divinas, um casal se une para todo o sempre, pela profunda intenção de Deus Parens, seguindo a predestinação de ambos. Portanto, embora achemos que escolhemos o nosso parceiro pela nossa exclusiva vontade, o fato é que, apenas seguimos a nossa predestinação. Na vida a dois, acabada a fase do encantamento, vem a rotina, ambos caem na real, e descobrem que, nem todos os dias são tão maravilhosos. Na luta do dia-a-dia, nos revezes que sofremos na vida, as

diferenças de um e de outro se evidenciam, percebem que não se dão tão bem assim. Será que há incompatibilidade de gênios, será que fizemos uma escolha errada? Deus criou o homem e a mulher, dando-lhes papéis distintos. É preciso que saibamos que papéis são esses, com que qualidades Deus dotou o homem e a mulher, o que Ele reservou para cada um... A família é a menor e a mais importante célula da sociedade. Famílias desestruturadas levam a uma sociedade desestruturada. A felicidade da vida a dois é algo que deve ser construído. Conhecendo o ensinamento de Deus Parens e a Vida Modelo da Oyassama, procuremos adotar na prática, um pouco desse ensinamento. Creio que este é o caminho seguro e certo para a realização de uma união conjugal e uma vida familiar verdadeiramente feliz. *é yoboku da Igreja Campinas e colaboradora deste Jornal

Compreendendo a Tenrikyo

Dedicação e salvação As palavras “dedicação” e “condução” significam literalmente “dedicar a máxima sinceridade” e “conduzir os passos com sinceridade”. No Okakissage, essas palavras significam dedicar o espírito sincero e conduzir o espírito sincero. Ainda, ensina-se que sua prática concreta deve ser feita não pelo bem de outros, mas como o seu dever. Oferendar dinheiro, que é o fruto do trabalho árduo, tendo o sentimento de agradecer a DeusParens, costuma-se dizer “dedicação”. Dedicação é o termo que vem a consagrar a sinceridade que acompanha a oferenda. Deus-Parens

aceita essa sinceridade e a oferenda em forma de dinheiro, que é considerado geralmente como um objeto de ambição. Assim, limpamos as nossas poeiras espirituais, livrando-nos expontaneamente da ambição. Uma vez que a palavra “condução” significa “dirigir-se” e “executar”, pode também significar “reverenciar a igreja” e “conduzir os passos à igreja para fazer hinokishin”. Além disso, freqüentar, fazer a salvação, dizse também “conduzir à salvação” ou “conduzir ao Besseki”.

Oferendar o espírito Não é que vou fazer algo porque trouxe alguma coisa. Aceito a razão que se sente excelente em espírito. É gratificante. É gratificante. Aceito quando oferece o espírito. Deus não aceita quando oferece chorando. Ossashizu, 20/julho/1902 Tendo o espírito de agradecimento e alegria, é importante fazer dedicação e condução com o espírito de sinceridade de querer servir no trabalho de Deus-Parens.


2 Editorial

setembro de 2009

Palavras de Oyassama Fiquem quietos, pois poderão tropeçar e cair se forem contra o vendaval. Seguindo com calma depois que passar, nada haverá que os impeça de avançarem. do livro Episódios da Vida de Oyassama 183. Vendaval

As palavras acima foram dirigidas a Kuemon Hayashi, responsável de uma irmandade da Vila de Kire, região de Settsu, por volta de 1885 ou 1886 – uma época em que os ataques e as oposições dos bonzos, sacerdotes e da própria sociedade tornavam-se cada vez mais violentos, à proporção da rápida expansão deste ensinamento, e começavam a aparecer fiéis que propunham reagir a estes atos hostis. Assim, as palavras acima ensinam a postura espiritual que devemos tomar quando deparamos com ataques e oposições. Por vezes, é preciso esperar com calma para podermos prosseguir posteriormente com calma. Antes destas palavras, Oyassama ainda disse: “Falarei alegorizando num vendaval. O vendaval não sopra para sempre. Por isso, enquanto sopra forte, é bom permanecerem imóveis e sigam ao acalmar.” Numa outra ocasião, Nossa-Mãe explicou da seguinte maneira a um grupo de pessoas da região de Wakasa: “A água lodosa é a água suja que aflorou momentaneamente. Experimentem despejar um copo de água pura dentro dela. Embora tentem, a água não se purificará.”

EDITORIAL

José Katsumi Ishii* Nasci numa sexta-feira, dia 13, por isso me acho uma pessoa de muita sorte. Os meus pais, imigrantes japoneses, trabalhavam como empregados num sítio, no interior de Bauru. Quando eu estava para nascer, meus pais decidiram buscar a parteira com o trator emprestado do patrão. Já era noite e estava escuro, mas como o trator estava sem gasolina, o meu pai resolveu colocá-la no tanque iluminando com um lampião. De repente o trator começou a pegar fogo e todos ficaram desesperados. Então, ele correu até o quarto onde a minha mãe estava dormindo, puxou o cobertor, correu até o trator e abafou o fogo. Depois, com mais cuidado, colocou a gasolina, buscou a parteira, e eu nasci. Parece que dei muito trabalho aos meus pais no nascimento. Sei a história do meu nascimento com detalhes e exatidão porque os meus pais me contaram; e sei quem são os meus pais, porque eles também me contaram. E eu não duvido desta

história, acredito fielmente. Então porque deveríamos duvidar quando Deus-Parens nos diz que é o nosso pai e mãe? Reverenciamos Deus-Parens e sabemos que é o nosso criador porque Ele nos contou, através da Oyassama. Ainda, nos conta com detalhes a criação dos seres humanos. Há mais de 900 milhões de anos, Deus, observando o mundo sem graça, teve a idéia de criar os seres humanos para viverem a vida plena de alegria e felicidade. No mar de lama encontrou primeiramente dois seres, chamou-os e explicou a sua intenção. Tomando seus consentimentos fez a promessa de que, quando passarem 900.099.999 anos, voltaria ao local original da criação dos homens e faria com que fossem adorados como Deus. Então no corpo da mãe de toda a humanidade foram gerados 900.099.999 filhos. À mãe de toda a humanidade chamamos carinhosamente de Oyassama. Ela nasceu no dia 18 de abril de 1798 e no dia 26 de outubro de 1838,

aos 41 anos de idade, regressou ao local original, exatamente passados os determinados 900.099.999 anos desde a criação dos seres humanos. Neste dia, Deus revelou-se e introduziu-se no corpo de Oyassama, transmitiu a verdade de todas as coisas, ensinando como viver sempre alegres e felizes, salvando-se mutuamente. Portanto este ano completamos 900.100.170 anos desde que Deus nos criou. Somente Deus saberia com exatidão nos explicar a criação dos homens, e também o tempo exato, porque ele é o nosso pai e mãe, o nosso criador. Todos nós somos gerados por nossos pais. E se retrocedermos chegaremos ao principio que chamamos de Deus Parens. Portanto respeitando os pais estaremos respeitando Deus Parens. Temos na indicação divina de 14 de outubro de 1889: “Por mais sábio que seja o filho, respeitar os pais é um princípio.” *é yoboku da Igreja Tsuhakuryu, em Mogi das Cruzes-SP

Jornal Tenri

Jornal Tenri

Dendotyo 60 anos

Jornal Tenri é uma publicação com fins religiosos, órgão da Igreja Tenrikyo de Dendotyo para divulgação. Publicação mensal editada desde 1971.

Obras comemorativas

Igreja Tenrikyo de Dendotyo (Sede Missionária do Brasil) R. Tenri, 4- 58 - C. P. 515 CEP 17054-250 - Bauru - SP Fone: (14) 3236-1144 e-mail: b.tenrikyo@uol.com.br

Chegando finalmente ao desfecho da construção do salão multi-funcional, os serviços seguem em ritmo acelerado. A colocação do piso foi concluída, bem como o azulejamento dos toaletes e da cozinha. Estão em fase final de acabamento a colocação do forro, dos tijolos aparentes da parede externa e a concretagem da rampa de entrada principal. A pintura das paredes internas prossegue normalmente. No prédio das salas de aulas, está praticamente terminada a concretagem do piso das salas; a colocação do telhado está concluída. O reboque das paredes foi acabado e as janelas também foram colocadas. Logo estará iniciando a fase de acabamento.

Diretores responsáveis: Idioma Japonês - Yoshio Watanabe Idioma Português - Hiroshi Kajiura Administ., redação e publicidade: Centro Cultural e Social de S. Paulo Rua Pelotas, 385 - Vila Mariana São Paulo - SP - CEP 04012-001 Fone: ( 11) 5579-1959 e-mail: spkaikan@uol.com.br

Associação Itiretsu-kai

Undokai de São Paulo

Total de doações (agosto/09): R$ 7.535,00 Igrejas: *Alvorada; *Arapongas; *Atlântico; *Brasil Koshihiro; *Brasil Tinzei; *Brasil Yamashiro; *Campinas; *Central; *Continental; *Diadema; *Duartina; *Manaus; *Marialva; *Marília; *Meihakuichi; *Monte Brás; *Monte Kemel; *Nippaku; *Nova Yooki; *Oriente; *Paineira; *Penápolis; *Rikuhaku Osasco; *Seiki Brasil; *Sul América; *Taimo; *Tsuhakuryu; *Tucuruvi; Casas de Divulgação: *4º Paineira; *5º Paulista; *Aliança; *Brasil Kowa; *BrasilSeinenkai Yukikai; *Brasil Yushin; *Cravinhos; *Horizonte; *Líder; *Mihaku; *Namihiro; *Nanyo; *Miko São Todos, com vigor Paulo; *Primavera; *Saúde; *Takehaku; *Tamahaku; *Terrae Nova; *Tohaku; *Kaoru, Nobuko, Haruko e Keiko Murata; *Fukushi, Guilherme e Artur Nakamine; *Mitsuhiro Tanaka; *Kazuaki Kosaka; *Mitsukazu e Haruyo Nakanishi; *Massatoshi, Yuji, Mika, Sumie, Mitie, Lie e Mei Ukei; *Massashi, Takeshi, Yoshinori, Yoshitaka e Chizuru Fujishige; *Yutaka, Yuri e Akiyoshi Tanio, Yoshie Ishii, Karen Nakamura e Yumi Yamamoto; *Miwa, Massaharu, Mika, Miyuki e Atsuko Murakami; *Henrique, Heitor e Juliana Oshiro; *Douglas, Daisy, Dalton, Dennis e Daniela Takeuchi; *Clarissa, Thais e Nilson Otake; *Mitiko Kameoka; *Kunimasa Kosaka; *Yoko Nakao; *Yuiti, Hiroe, Hitomi, Mitiaki e Yuri Namiki; *Akira e Nana Yamase; *Sanae e Helio Ota; *Ichiro Kusakawa; *Momoe, Mari, Koji, Motoo e Yae Saito; *Otoichi Oka; *Ricardo Fujikawa; *Shoichi Nakano; *Tadashi Ota; *Akiyoshi, Hideaki e Yuuki Watanabe; *Carlos Miyoshi; *Erika Miyoshi; *Priscila Sakurai; *Giovanna e Lucas Morita; *Terumassa e Mitsuyuki Kuroki; *Ernesto Sanbuichi; *Morio Aoki; *Giuliana Seo; *Aline Ishikawa; *Atsushi Aoyagi; *Thiago Massuda; *Gilberto Massuda; *Guilherme e Gustavo Fuzimoto da Silva, Roberto e Carolina Lopes Fuzimoto; *Hiroo, Yoshihiro, Risa e Airi Sohara; *Leandro, Lenice e Rubens Nozu; *Aline Yaschiro; *Risa Nakamura; *Emerson Seo; *Hiromi Kaneshiro; *Cintia Sakurai; *Aki Hashimoto; *Fábio Ushida; *Dalton, Sueri, Minoru e Shuji Haga; *Yoshinobu Tanaka; *Yasuyuki Ohashi; *Victor Hara; *Hitomi e Satoru Nagasawa; *Toshimitsu Kosaka; *Tomie e Massao Mukai; *Vinicius Hara; *Shinji Kubota; *Kunimasa Kosaka; *Cintia Tokura; *Amanda e Paulo Mukai; *Igor e Bruno Harayshiki; *Caroline Sasaki; *Mitio, Edilaine, Artur e Amanda Ikeuchi; *Noriaki Ito; *Lie Motoda; *Yasunori Okamura; *Vítor Mitsunaga Araújo – 1 ano de retornamento de Jaqueline Mitsunaga Araújo.

Doutrina 11

setembro de 2009

Colégio Kyoko Gakuen no Brasil

ânimo! No dia 30 de agosto foi realizada a Gincana Poli Esportiva Undokai, promovida pela Associação dos Fiéis da Tenrikyo da Regional de São Paulo, contando com a participação de 910 pessoas vindas de todas as nove sub-regionais da Grande São Paulo. Recebendo a graça de um dia bastante agradável, nesta oportunidade, diferente dos anos anteriores,

a gincana foi realizada no Centro Esportivo da Associação de Cultura Japonesa Bunkyo de Mogi das Cruzes, que também cedeu todos os materiais essenciais de infraestrutura utilizados no evento. Sendo uma atividade de entretenimento dedicada às famílias dos fiéis, ao final do evento, todos deixavam transparecer a grande alegria que sentiram durante todo o dia.

Alunos do Colégio Kyoko Gakuen, uma das escolas de ensino médio da Sede da Igreja, desembarcaram no Brasil no último dia 6 de agosto e permaneceram no país por dezesseis dias, quando participaram de diversas atividades de intercâmbio. O objetivo da visita é, paralelo às atividades de intercâmbio, dar oportunidade aos jovens estudantes conhecerem e entusiasmarem-se com os aspectos do missionamento local, para que no futuro, cada um em sua posição, possam colaborar com o desenvolvimento do Caminho no Brasil. Professor: Hiroaki Yanagida; assistente: Michiaki Tsukamoto; alunos: Helio Shoichiro Okuyama (Kawaramati), Zenta Hanai (Takayasu), Michiko Oguri (Shiroha), e Kaori Sugiyama (Takayasu).


12

Brasil

setembro de 2009

Posse do 2o condutor da Igreja Nordeste Hoyo

N

o dia 30 de agosto foi realizada magnificamente a Cerimônia de Posse do Segundo Condutor Kazuyoshi Sakaguchi., da Igreja Nordeste Hoyo, em Recife (PE). Estiveram presentes o representante do condutor de Igreja-Mor Heishin e também sucessor, reverendo Yoshimasa Shimizu e esposa, o Primaz do Dendotyo do Brasil, além de convidados do Paraguai, condutores de igreja e muitos fiéis. Na leitura da dedicatória, o novo condutor disse que também era exatamente o significativo ano da comemoração do Trigésimo Aniversário de Fundação da Igreja e prometeu se esforçar na prática da vida-modelo de Oyassama para fazer a evolução espiritual, além de continuar o diálogo e as deliberações com todos para seguir o caminho deixado pelos antecessores e solicitou a onipotente providência de Deus-Parens. O reverendo Shimizu fez a leitura da mensagem de congratulações do condutor da Igreja-Mor Heishin, o qual agradeceu ao ex-condutor Shoji Sakaguchi pelos longos anos de dedicação no Brasil e pediu para que o novo condutor não se esquecesse do dia original e juntamente com os diretores e fiéis continuassem cultivando a fé e que espargissem o Caminho a todas as pessoas. Ao término do Serviço Sagrado e da Dança das Mãos, realizados

O

Igreja Jussara comemora 80 anos de Missionamento

missionamento iniciado pela Igreja Ayanomoto, filiada a Igreja-Mor Kawaramachi completou em janeiro de 2009, 80 anos de caminhada no Brasil. E no dia 6 de setembro foi realizada na Igreja Jussara a cerimônia comemorativa, recebendo a honrosa presença do Primaz da Sede Missionária de Dendotyo, do

25 Anos de Fundação da Igreja Taimo

F

alegremente, o Primaz do Dendotyo fez a saudação, agradecendo ao ex-condutor pelos anos à frente da igreja e ao novo condutor pediu que estivesse sempre na liderança e se dedicasse unicamente à Jiba, com espírito alegre e animado. Ao final, o ex-contutor agradeceu a todos pelos 30 anos de apoio e colaboração e pediu o mesmo empenho ao novo condutor. O novo condutor também agradeceu o hinokshin dos fiéis para os preparativos da posse e manifestou a sua gratidão ao ex-condutor, pedindo a sua orientação a partir de agora. Foi tirada a foto de lembrança no recinto de reverência e depois houve uma alegre e animada festa de confraternização por toda a tarde.

diretor da Igreja-Mor Kawaramachi, rev. Ikuo Yamamoto e do condutor da Igreja Ayanomoto, rev. Shinichi Ishida e esposa, além da presença de mais de 130 convidados Sem se esquecer do dia original, reafirmaram a caminhada visando a partir de agora os 90 anos de missão no Brasil. Ainda, o mal tempo da noite anterior resultou num grande “apagão” e o Serviço Sagrado foi realizado sem energia elétrica, o que, pela graça de Deus-Parens, fez-se relembrar e sentir o árduo caminho trilhado pelos precursores. Foi uma alegria comemorar os 80 anos e que as raízes do ensinamento fixadas, se expandam por todas as gerações.

Jornal Tenri

oi magnificamente celebrada no dia 5 de setembro do ano 172 RD a cerimônia comemorativa dos 25 anos de fundação da Igreja Taimo (Rev. Yoshimiti Matsuzaki), situada no bairro do Ipiranga, na cidade de São Paulo, contando com a presença do Diretor da Sede Mundial e Primaz da Sede Missionária do Brasil, Rev. Yuji Murata, do casal condutor da Igreja-Mor Shuto, Rev. Ken e Emiko Hironaga, e do condutor da Igreja Nada, Rev. Hiromiti Hinoshita. Tendo em vista a cerimônia comemorativa, foi feita a ampliação do recinto de reverência que exalava um agradável cheiro de madeira nova. A cerimônia iniciou-se às 10:30h com a leitura da dedicatória pelo condutor Matsuzaki, seguida pela saudação do condutor da Igreja-Mor Shuto e pela execução animada do Serviço Sagrado por todos os fiéis da Igreja Taimo. Após o término do Serviço Sagrado, o Primaz Yuji Murata proferiu uma palestra, na qual falou sobre o significado do estabelecimento da igreja na Tenrikyo, explicando concreta e compreensivelmente sobre o fato de ser o local para a salvação do mundo, o local para a prática da vida plena de alegria. Em seguida, o Rev. Matsuzaki fez a sua saudação de agradecimento e, após a foto de lembrança, todos participaram do alegre almoço de comemoração. Devido à instabilidade do tempo, houve muita preocupação até a véspera, mas no dia da comemoração a sinceridade das pessoas envolvidas foi aceita por Deus-Parens e houve a graça de um bom tempo. Incluindo colaboradores de Hinokishin e amigos do Caminho, cerca de 200 pessoas reverenciaram a cerimônia comemorativa.

Ano XXXVII - nº 459

São Paulo, setembro de 2009

Órgão de divulgação da Igreja Tenrikyo

Méritos para a felicidade

P

elo fato de vivermos inseridos na sociedade, como seguidores do ensinamento de Oyassama, devemos tomar sempre o cuidado de não sermos levados ou influenciados pelo pensamento comum, modismos ou cogitação humana. O homem pensa estar usando e movimentando o corpo, o espírito e a sua sabedoria de acordo com a sua vontade, pensa que está vivendo pela força do seu raciocínio, mas está totalmente equivocado. O homem foi criado por Deus-Parens e vive graças à proteção que lhe é concedida; e ainda, foi-nos permitida a liberdade plena do uso espiritual. Se deixarmos acumulados méritos e virtudes, DeusParens vai nos conceder as coisas de acordo com esse merecimento. Para acumular méritos é preciso agir no dia a dia de maneira a corresponder ao desejo de Deus. Por exemplo, Deus nos concedeu a graça da visão para ver o mundo, mas podemos usar de várias maneiras. Podemos usar os olhos para rebaixar as pessoas, para humilhar, para mostrar inveja ou para discriminar. O melhor seria usar os

olhos para alegrar e animar o próximo. Usar de um modo que a nossa visão esteja de acordo com a vontade de Deus. Dessa maneira estaremos acumulando virtudes. O trabalho do espírito não tem forma concreta, mas é a única coisa que pertence ao homem. O restante, a começar do corpo e de todas as coisas que existem neste mundo são empréstimos de Deus-Parens. Assim, para que possamos usar livremente e por um longo tempo estes empréstimos, devemos

manter sempre o espírito de ajuda e salvação mútua. A liberdade espiritual não significa que cada um pode agir conforme o seu desejo, fazendo apenas coisas do seu interesse e benefício. Desta forma não receberemos a proteção de Deus. Deus observa as nossas atitudes e concede a graça de acordo com o merecimento de cada um. Para quem não conhece ou não compreende esta verdade, geralmente pensa que tudo é possível de se fazer tendo

Leia mais . . . Palestra

rev. Yoitiro Miyamori

Atitudes de satisfação págs 6 e 7

vontade, ou que se consegue fazer conforme a sua força e capacidade. À primeira vista, isto parece ser lógico e natural, porque o homem parte do princípio que vive somente com a sua própria força. Mas este tipo de pensamento equivocado, a primeiro momento, pode parecer funcionar bem, sem nada que diga o contrário, mas logo o leva a um beco sem-saída. Se esse pensamento for realmente correto, uma pessoa com excelente saúde e capacidade física

e intelectual que se esforça diariamente pelo sucesso na vida, não precisaria se lamentar pela falha, infelicidade e desgraça inesperada. No ensinamento, qualquer graça onipotente é concedida dependendo unicamente da ‘razão do espírito’ou da ‘proteção conforme o espírito’. Temos no Ofudessaki: Se não souberem que o corpo de cada um é tomado emprestado, não compreenderão nada. Ofu. III-137 Está sendo explicado que de nada adianta sermos vaidosos e orgulhosos da nossa própria força e inteligência. Ao recebermos uma orientação, ou seja, uma vez adoentados, sofremos sob febres, dores e calafrios e podemos chegar ao ponto de nem mover um simples membro do corpo. Se refletirmos bem sobre isso, seremos convencidos de que o corpo é realmente emprestado de Deus-Parens. Farei com que não tenham dificuldades. Venham a amparar-se no espírito de Deus. Mik. IX-2 Se não desejarmos passar por dificuldades e sofrimentos, devemos nos amparar nos ensinamentos de Deus, assim, seremos conduzidos para a vida plena de alegria e felicidade.

Para maiores informações, procure-nos:

Depoimento

Minha história uma reflexão pág 8

Missionamento

Seguindo os passos dos pioneiros

Oferenda por inteiro pág 9


Jt ed0459