Issuu on Google+

Carro & Cia. agora é Carro&

] Distribuição Gratuita 10.000 exemplares Anuncie (34) 3315-9797 ]

] 11/06 a 1 7/06/20 11 + Edit or: Daniel Moisés ] 17/06/20 7/06/2011 Editor: www.temroda.com.br

Uberaba

] 9 - Maio é melhor mês da história da Kia no país

TESTE-DRIVE TEM R OD A ] FIA T BRA VO ESSENCE 1 .8 1 6V ] ROD ODA FIAT BRAV 1.8 16V

DANIEL MOISÉS

Bravo com estilo

Hatchback que é sucesso na Europa chegou com a missão de substituir o Stilo  ] 6 e 7

] 4 - Hyundai i30 é destaque entre hatches médios

] 5 - Volksw agen lança olkswagen versão básica da picape média Amarok

] 8 - C3 ajuda crescimento de vendas da Citroën


02  tem roda Uberaba

Modelo-ano 20 1 2: começa ant es, 201 antes, mais conteúdo, mesmo preço Não se mexe em mercado onde montadoras e importadoras estão ganhando - e muito. Por isto, sem investir para ter novidades, desnecessárias pois o mercado compra o que houver e a que preço for, e que em outras épocas seriam repelidos, impera a falta de criatividade, como se ocorresse uma combinação: 1 - anunciar neste ano os carros com numeral do próximo; 2 - agregar partes de outras versões ou opcionais; 3 - não corrigir preços. Nacionais e novidade estrangeira estão assim: LINEA - O Linea 2012 Fiat melhorou a versão de entrada Essence 1.8 16V, com opcional automatizador Dualogic para o câmbio - R$ 3 mil, incrementando o conteúdo, oferecendo segurança com freios ABS, duas almofadas de ar, e os confortos deste nível: computador de bordo, direção hidráulica, volante em couro, ar condicionado, trio elétrico, por R$ 56.700. Acima, a Absolute com a mesma motorização e itens de tecnologia, ar condicionado digital com saídas para o banco traseiro, volante com comando de rádio e telefone, Blue&Me, sensor de estacionamento, e a aposição de rodas com 17", sem aumento de custo, R$ 67.750. Versão superior, com motor 1.4 Turbo, R$ 71.860. Como diferenciais, o cliente Linea tem tratamento especial. Além da garantia de 3 anos; linha de comunicação direta com a fábrica e benefícios exclusivos, como ser membro de clube especial, recebendo convites para shows e eventos; e a disponibilidade de técnico para pegar e devolver o carro nos períodos de revisão ou manutenção. O Linea é o mais completo do segmento e quer distinguir seu cliente. PEUGEOT 207 - Mesmo caminho na linha Peugeot 207, agregando itens, como garras de para choques, frisos laterais, lanternas traseiras com fundo aluminizado. No picape Hogar a

Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011

fábrica se curvou à cobrança por ar condicionado na versão de entrada e de protetor de caçamba na superior passando a incorporá-los. Caros para veículos pequenos e com linhas já antiga. Preços de tabela entre 207 XR 1.4 a R$ 35.700 ao SW 1.6 com transmissão automática, a R$ 52.290. MITSUBISHI DAKAR - Ampliou a linha nacionalizada do Pajeto Dakar tornando flex o motor V6, 24V, 3.500 cm3 de deslocamento, produzindo 205 cv e 33,5 kgfm de torque a álcool, e 200 cv e 31,5 kgfm a gasolina. Consumo ignorado, mas ampliou a capacidade do tanque a 90 l. Transmissão antiga, pobre em suas quatro velocidades de engate automático. A versão HPE, só existente no Brasil, porta GPS, CD, DVD, MP3, Bluetooth, sensores de chuva e acendimento dos faróis. Segurança em duas almofadas de ar frontais, barras anti intrusão nas portas, freios com auxiliar ABS e gestor EBD. A R$ 134.990. Próximos dias nova versão diesel, 3.2 a R$ 131.990. KIA KOUP - Nome óbvio, bem achado, indica a versão cupê feita sobre o bem vendido Cerato, e seu porte de médio permite espaço para quatro pessoas. Complementando a imagem, motor 2.0, dois comandos de abertura variável, 16 válvulas, 156 cv, câmbio automático com seis velocidades e troca seqüencial, direção hidráulica progressiva, e confortos como comandos de som no volante, bancos em couro, computador, piloto automático, freios a disco na 4 rodas, com ABS e EBD, almofadas de ar frontais e laterais, bom pacote de mecânica, conforto e segurança. Suas importações, contidas, deverão significar 50 carros/mês, ou seja menos de meio carro/mês/revendedor. Assim, não terá descontos, ao contrário. Quer ? Pesquise e negocie.

] DE CARRO POR AÍ ] DE por ROBERTO NASSER (edita@rnasser.com.br) DIVULGAÇÃO

] Renault Duster: o nosso será levemente modificado

Dust er enault Duster er,, o olhar R Renault sobre o FFord ord EcoSpor EcoSportt Nome esquisito, inglês para carro romeno de marca francesa e a ser feito no Brasil, tem duas interpretações: guarda-pó ou fazedor de poeira. Mas, seja lá qual o entendimento, esta denominação correspondente ao utilitário esportivo feito sobre a plataforma utilizada em Logan e Sandero, será intensamente divulgada pela Renault. Afinal, não tem produto similar para perder vendas, e todo o clima que preparar servirá para forçar o aguardo ao seu produto. Começou com pré-apresentação a restrito grupo de jornalistas, com transmissão em rede privada pela Internet e continuará com noticiário freqüente. Dá para entender produto e interesse. No mercado brasileiro a presença dos pequenos utilitários esportivos, os SSUV, indica números de expansão chinesa: 1% no mercado em 2.000; 8% em 2011. Ou, como visão, 280 mil veículos com esta morfologia serão vendidos neste ano no Brasil. Faixa altamente atrativa. O Duster foca no EcoSport, melhor exemplo e ficha referencial no arquivo da Ford: nove anos de liderança, melhor lucratividade. E se credencia indicando pontos superiores: maiores dimensões - 4,30m de comprimento; 1,80m de largura; porta

malas quase duas vezes maior que o do Eco. E, considerando a ampla variedade de clientes, dos freqüentadores do liso estacionamento de shoppings aos que os utilizam em estradas ruins, deu-lhe características afins: dois motores, 2.0 e 1.6; tração nas duas ou em quatro rodas; maior altura, 221 mm de vão livre, montado sobre uma plataforma robusta, reforçada, a que permitiu a pioneira garantia de três anos a Logan e depois ao Sandero. Discretos sorrisos franceses ao dizer que seu produto é um verdadeiro utilitário esportivo, capaz de andar em lugares desafiadores. Historicamente a marca tem tradição no assunto, e recentemente, quando produzia o Scénic, chegou a estudar equipá-lo com tração 4x4, como em versão européia. O sistema adotado não é Renault, mas absorvido da Nissan, mais moderno. A partir de novembro, quando lançá-lo, quer vender proporção superior de seu SSUV. O modelo é fundamental ao seu projeto de ascensão em querer ser a primeira mais vendida após as quatro pioneiras. Compromisso de confidencialidade, as fotos da versão brasileira não podem ser publicadas. Em seu lugar, o modelo romeno que lhe deu base.

ROD A-A-R OD A ODA ROD ODA - Signori - A Fiat pagará US$ 575M pelos 6% das ações do governo dos EUA na Chrysler, elevando seu percentual a 52%, e pelo direito de recompra de ações do fundo de aposentados da empresa. O governo Obama festeja. Evitou a falência e recebeu de volta o investimento. - Junção - Próximo passo, junção da Fiat e da Chrysler, com registros contábeis e passos administrativos iguais. Sergio Marchionne, no. 1 da operação quer vender, das marcas sob a Fiat, 6,6M de unidades em 2014, volume de entusiasmo, consideradas 3,6M vendidas em 2010. A junção sinaliza a abertura do capital. - Mais - Outros 5% de ações detidos pelos EUA devem ser obtidos contra a prestação tecnológica embutida no negócio, quando a Fiat homologar novo Dodge capaz de rodar quase 18 km/litro em estrada. - Novo 1.0 - Primeiro nos EUA e Europa, após no Brasil, um motor 1.0 da Ford, 3 cilindros, duplo comando de válvulas, turbo, capaz de produzir 120 cv. É o menor da marca e moverá todos os seus carros pequenos. Objetivando economia, baixas emissões, custos e performance, terá transmissão automática com 8 velocidades. - Democratização - Os freios ABS, restritos a motos de alta cilindrada e preço migraram a modelos menores. Alfredo Guedes, engenheiro da Moto Honda acredita, o volume de produção de motos menores pode permitir a aplicação. O ABS impede o bloqueio das rodas em freadas. - Um e outro - Novo aditivo para combustível - gasálcool ou o próprio, em qualquer proporção. Diz a Draft, criadora, limpa tanque de combustível, bicos injetores, câmara de combustão, com melhor rendimento, consumo e menores emissões. Chama-se, obviamente, Ecoflex. - Em casa - Os Correios terão sua própria empresa de transporte aéreo, a Correiolog, investindo até R$ 1M em estrutura e aviões cargueiros, os C 390F, encomendados e mantidos pela Embraer. Diz, a capacidade de transporte de correspondências se esgotará em ano e meio.

EXPEDIENTE • Tem Roda é uma publicação semanal da Imprima Editora & Gráfica Ltda., distribuído gratuitamente em vários pontos de Uberaba • Editor: Jornalista Daniel Moisés (dmoises@terra.com.br) • Diretores: Abrão Moisés Neto, Paulo Cesar de Oliveira e Daniel Moisés • Redação, Comercial e Parque Gráfico: Rua Edson Gonçalves Prata, 200 Parque do Mirante - CEP 38.081-232 Uberaba/MG • PABX: (34) 3315-9797 • www.temroda.com.br • Críticas e sugestões podem ser enviadas para o endereço acima, para o e-mail dmoises@terra.com.br, ou ainda pelo fone (34) 3315-9797


Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011

tem roda Uberaba 03

Promoção da Chevrolet vai dar 45 Celtas em 45 dias Um bate-papo de bastidores foi a forma descontraída que a Chevrolet encontrou para comunicar sua megapromoção Chevrolet na Hora, que vai dar 45 Celtas em 45 dias, sem sorteio. Criada pela Salles Chemistri, a campanha traz muito humor em três atos. O primeiro é um teaser, estrelado pela atriz e modelo Fernanda Lima, que nos bastidores da gravação de um comercial para a Chevrolet, comenta com a maquiadora que a marca vai lançar a maior promoção do Brasil. A atriz pede segredo, mas a notícia vai parar no telejornal. No dia seguinte, entra no ar o filme que revela a promoção, que distribuirá os Celtas. Dessa vez, Fernanda Lima está no camarim conversando

com o ator Mateus Solano, que está ensaiando o comercial com ela. Eles (foto) comentam a repercussão da conversa dos bastidores do dia anterior, que foi parar na mídia, e falam sobre detalhes da promoção, sem perceber que a maquiadora está por perto. Mais uma vez, a informação vai parar na tevê. “Todo o sucesso da campanha Vida, com a participação de Fernanda Lima e trilha sonora com a música Vou deixar, do Skank, foi integrado ao novo momento. Nesta fase, encontramos um jeito bem-humorado e diferente de falar para as pessoas que a Chevrolet está sempre pensando nelas. A estratégia de presentear os consumidores com um produto que

Vendo Punto ótimo estado Fiat Punto ELX 1.4 Flex 2007/2008, ótimo estado, completo, 4 portas, preto, 26.500 km. Preço a negociar. Tratar 9994-4446

é referência no segmento também é uma forma de agradar aos fãs da marca”, explica Hermann Mahnke, gerente de marketing da General Motors Brasil (marca representada em Uberaba pela Ubervel). A mecânica da promoção é

bem simples. Pessoas de todo o país receberão a gravata Chevrolet, símbolo da marca, pelo correio - clientes -, por meio de encartes em revistas, ou ainda ao se cadastrar na internet e imprimir a logomarca, que funcionará como um QR code, código que

proporciona uma leitura ótica de seu conteúdo. Com a gravata em mãos, os candidatos a ganhadores de um novo Celta deverão ir à concessionária e fazer a leitura do seu QR code. Na mesma hora, saberão se são ou não os ganhadores de um dos 45 Celtas.


04  tem roda Uberaba

11/06 a 17/06/2011

Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

Hyundai i30 é destaque no segment o dos hatc hes médios segmento hatches ]Modelo coreano consegue um market share superior a 40% em um dos segmentos mais disputados do mercado ] Criado no estúdio de design da Hyundai na Alemanha, o hatch médio i30 (foto) chegou ao Brasil em maio de 2009 e agitou o todo o mercado. Com linhas robustas e um elegante toque esportivo, o carro chegou com a missão de repetir o sucesso da Tucson, concebido para proporcionar prazer ao dirigir. O modelo é um sucesso de vendas desde seu lançamento no mercado brasileiro. No primeiro trimestre de 2011, o modelo acumulou 9.861 unidades vendidas no país e registrou um market share de 45% do seu segmento. No acumulado do ano passado, o i30 manteve a liderança do segmento com 35.935 unidades

vendidas e um market share de 42,6% do segmento. O i30 vendeu 25.121 unidades a mais que o segundo colocado em sua categoria. Entre os atrativos, além dos imbatíveis cinco anos de garantia, o i30 traz amplo conteúdo de série. O Hyundai i30 destacouse recentemente entre os veículos finalistas e conquistou o prêmio Best Cars 2011 na categoria hatch médio, sendo o veículo mais votado pelos leitores da revista Carro, do grupo Motorpress, obtendo 29,7 % dos votos. Em Uberaba, o i30 e os demais modelos da Hyundai podem ser encontrados na concessionária Urca Motors. ARQUIVO


Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011

tem roda Uberaba 05

Picape média Amarok ganha versão básica ] Volkswagen amplia oferta de opções para sua picape, com a chegada de uma nova versão de entrada ] à Frenagem A VolkswaDistrigen (represen- Tant o na opção (BAS), anto buidor Eletrôtada em Ube4x2 como na nico da Força raba pela DisFrenagem trive) lança a 4x4, a versão de (EBD) e Conversão básica trole Eletrônide sua picape básica da co de Frenamédia Amarok. Amarok traz gem (EBC). Disponível na A Amarok configuração ABS de série básica também cabine dupla, a traz de série novidade tem ar-condicionaas opções de tração 4x2 traseira, ou 4x4 sele- do Climatic, direção hidráulica, cionável, e vem equipada com a protetor do cárter, rádio CD/ versão de 122 cv do motor 2.0 MP3 Single DIN com entradas turbodiesel, que dispõe de uma SD-card e USB e com Bluetooturbina. Com a chegada dessas th, quatro alto-falantes e dois duas novas opções, a linha Ama- tweeters, ajuste de altura para o rok passa a contar com quatro banco do motorista, transmissão versões. As versões Trendline e manual de 6 velocidades, paraHighline, que já eram oferecidas choque dianteiro na cor e traseicom motor TDI de 2.0 litros, 4 ro preto, entre outros. Entre os opcionais da Amacilindros e 16 válvulas, com 163 rok básica estão airbags para cv, não tiveram alterações. O motor 2.0 TDI turbodiesel motorista e passageiro, alarme de 4 cilindros e 16 válvulas, com antifurto, travamento manual do injeção Common Rail de alta diferencial traseiro, rodas de liga performance, da versão de en- leve Tarumã aro 16, pneus 245/ trada da Amarok é o mesmo pro- 70 R16, estepe em liga leve, trapulsor básico da versão Highline vamento central das portas por (topo de linha da picape), porém controle remoto, além de vidros com um único turbocompressor, e espelhos com acionamento elécapaz de atingir potência máxi- trico. A tração 4x2 oferece uma ma de 122 cv. Essa motorização traz o conceito de “downsizing”, opção econômica e racional com motores de baixa cilindra- para aqueles que usam a Amada mas com alta potência e tor- rok predominantemente no asque. Trata-se de um propulsor falto. A Amarok com tração moderno, econômico e com bai- 4x4 selecionável (4Motion), xo índice de emissões. Com au- por sua vez, proporciona um tonomia próxima de 1.000 qui- excelente desempenho em lômetros, graças ao consumo qualquer condição de piso, médio reduzido, o abastecimen- principalmente fora de estrada to é realizado com muito menos e é identificada pelo algarismo 4 em vermelho na designação frequência que o normal. A Amarok básica, tanto na do modelo. Essa versão utiliza versão 4x2 como na 4x4, traz de acoplamento por engrenagens, série ABS para off-road, que oti- sistema amplamente adotado miza a ação do ABS em solo no segmento das picapes. Ao solto (por exemplo, pedriscos e acionar o modo 4x4, por meio areia), proporcionando maior efi- de um botão, o torque é districiência de frenagem. Outros itens buído igualmente entre os dois de segurança oferecidos de sé- eixos. Para enfrentar situações mais rie na Amarok básica são Bloqueio Eletrônico do Diferencial difíceis, está disponível o modo (EDL) - que aciona o freio da 4x4 reduzido que permite transroda que ficou sem tração em bai- por os trechos mais exigentes, até mesmo subidas íngrexa velocidade, mes, com ângulo de evitando que a 45º (100% de picape inclinapatine -, ção), além do com o Sistema veículo de Controle de totalTração mente (TCS), carreDIVULGAÇÃO Sistema de Assistência gado.


06  tem roda Uberaba

Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011

Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011

tem roda Uberaba 07

]TESTE-DRIVE TEM RODA - FIAT BRAVO ESSENCE DUALOGIC 1.8 16V E.TORQ ]

Novo hatch da Fiat substitui bem o Stilo e tem apelo mais esportivo FOTOS DANIEL MOISÉS

] Volant e multifunções na vver er são ttestada estada por TTem em R oda olante ersão Roda ] ]DANIELANGOTTI MOISÉS Veículo cedido pela Fiat

] Versão Essence traz acabamento mais esportivo

DESIGN - O que mais se destaca no estilo do Fiat Bravo é, sem dúvida, sua estrutura com linhas fortemente arredondadas. Na dianteira, não há grandes surpresas, já que pode-se dizer, sem medo de errar, que o Bravo é “irmão gêmeo” do Punto, hatchback de um segmento ligeiramente abaixo. O capô pontudo e a frente mais alongada, uma grade estreita e os amplos faróis transparentes invadindo a lateral são os principais destaques. Na lateral, uma linha de cintura mais elevada e ótima área envidraçada, e na traseira mais alta, forte curvatura do vidro e imponente conjunto ótico em vermelho intenso também partindo para a lateral.

Se o hatch médio Stilo não foi um prodígio em vendas - pelo menos em grandes volumes -, ainda que tenha liderado seu segmento por vários anos, sem dúvida foi um dos produtos mais bem acabados da Fiat no mercado brasileiro. Portanto, a tarefa de substitui-lo não seria simples, e, para fazê-lo, a montadora instalada em Betim (MG), foi buscar na Europa o Bravo, que chegou no fim do ano passado ao Brasil, com um atraso de quase três anos em relação ao modelo vendido lá fora. A estratégia, porém, mostrouse acertada, e o Bravo (disponível em Uberaba na San Marco), com linhas mais modernas e utiDESEMPENHO - O modelizando nova lo testado por motorização, Tem Roda, tem tudo para com O Bravo tem a equipado se firmar. Tem o novo proRoda testou a pulsor 1.8 difícil missão versão de en16V E.torQ de substituir trada Essence, bicombustível, equipada com produzido no o Stilo, um a boa caixa de Paraná pela câmbio DualoFPT, braço do dos melhores gic. Confira as grupo Fiat impressões ao produtos da Fiat para a produdirigir: ção de moto-

] Nova grade e sensor de estacionamento dianteiro

] Traseira do Fiat Bra em ffor or ernas Bravv o ttem ortt e inclinação e destaque para as amplas lant lanternas

res, é mais leve e econômico que o conjunto disponível para o Stilo. São 130 cv de potência com gasolina e 132 cv com etanol, chegando à velocidade máxima de 193 km/h (etan.) e 191 km/h (gas.), numa aceleração de 0 a 100 km/h próximo de 10s. Vale destacar o ótimo regime de torque em baixas rotações, retomadas seguras e condução mais esportiva, inclusive com a

• MOTOR - Dianteiro transversal, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, 1.747 cm³, potência máxima de 130 cv (gasolina) e 132 cv (etanol) a 5.250 rpm, torque máximo de 18,4 kgfm (gas.) e 18,9 kgfm a 4.500 rpm, bicombustível • DIREÇÃO - Elétrica com pinhão e cremalheira • TRANSMISSÃO - O modelo testado traz câmbio au-

caixa de câmbio Dualogic. Também é importante lembrar a boa economia de combustível, sendo que com gasolina o Bravo chega a fazer 11,3 km/l na cidade e mais de 16 km/l na estrada. VISIBILIDADE - Como é praxe em praticamente todos os hatchbacks disponíveis no mercado brasileiro, visibilidade, pelo menos traseira, não é uma virtu-

de deste tipo de modelo, e o mesmo acontece com o Fiat Bravo. Porém, graças à boa posição de dirigir do motorista e satisfatória área envidraçada lateral, a visão frontal e lateral é facilitada para quem conduz o Bravo.

FICHA TÉCNICA tomático Dualogic, mas de série o câmbio é manual • SUSPENSÃO - McPherson com rodas independentes (dianteira) e rodas semi-independentes (traseira) • FREIOS - Discos ventilados (diant.) e disco sólido (tras.) • RODAS/PNEUS - Rodas liga leve 7 x 16; pneus 205/45 R16

] Diant eira do hatc hbac k é muit o parecida com a do seu “irmão” menor o Dianteira hatchbac hback muito menor,, o Punt Punto

Pr opulsor 1 .8 Propulsor 1.8 16V E.torQ é mais leve e garante ao Bravo uma per perff ormance esportiva

RUÍDOS - Nem de longe é um problema no modelo, mesmo quando circulando por ruas de calçamento, ainda em grande número em Uberaba. O painel muito bem fixado não promove barulhos desagradáveis, o mesmo

acontecendo com a interferência tem boa estabilidade nas curvas, de ruídos do motor no habitácu- e sua direção elétrica deixa o lo, praticamente imperceptível. modelo ainda mais suave para manobrar. DIRIGIBILIDADE - Por suas próprias características, o INTERIOR - No modelo Fiat Bravo privilegia a condução testado por Tem Roda os banmais esportiva, e mostra-se bas- cos trazem revestimento mais tante confiável nas estradas e esportivo. O painel de instrumuito ágil no trânsito urbano. O mentos é completo, com grafiscarro fica grudado no chão mes- mos de fácil leitura e boa ilumimo em velocidades mais altas, nação, inclusive os instrumentos

Fiat Bra .8 1 6V E.t orQ Bravvo Essence 1 1.8 16V E.torQ

C AP A CID ADES/DIMENAPA CIDADES/DIMEN• SÕES - Porta-malas: 400 litros (bancos na posição normal); - Tanque de combustível: 58 litros; Comprimento: 4.336 mm; - Largura (sem retrovisores): 1.792 mm; Altura: 1.508 mm; - Distância entreeixos: 2.602 mm • DESEMPENHO - Velocidade máxima: 193 km/h (etan.) e 191 km/

h (gas.); - 0 a 100 km/h: 9,9s (etan.) e 10,3s (gas.); - Consumo cidade: 11,3 km/l (gas.) / 7,9 km/l (etan.); Consumo estrada: 16,1 km/l (gas.) / 11,2 km/l (etan.) • VERSÕES - O Fiat Bravo, disponível em Uberaba na San Marco, pode ser encontrado nas versões Essence (R$ 56.840,00 com câmbio manual e R$ 59.470,00 com

transmissão Dualogic - testada por Tem Roda), Absolute (R$ 63.480,00 manual e R$ 66.480,00 Dualogic) • ITENS DE SÉRIE (Essence) - Airbag duplo para motorista e passageiro da frente, arcondicionado, direção elétrica, trio elétrico, piloto automático, rodas em liga leve aro 16, vo-

digitais, volanITENS DE te de excelenSÉRIE Qualquer te empunhaduMesmo na verra e muito consão de entrada semelhança forto para os Essence, testadois ocupantes entre a dianteira da por Tem da frente. No Roda, o Fiat do Punto e Bravo banco traseiro Bravo é geneé acanhado roso nos equinão é mera para três ocupamentos de coincidência pantes, e a série, entre curvatura muieles airbag duto acentuada plo para motodo teto acaba atrapalhando um rista e passageiro da frente, arpouco passageiros mais altos condicionado, direção elétrica, que viajam nas duas laterais. trio elétrico, piloto automático, Há vários porta-objetos espa- rodas em liga leve aro 16, volhados pelo habitáculo. lante com regulagem de altura e profundidade, computador de SEGURANÇA - Airbag du- bordo, banco do motorista com plo frontal é item de série na ver- regulagem de altura. são Essence Dualogic, mas os freios ABS são opcionais, o mesOPCIONAIS - Freios ABS, mo acontecendo com sensores bancos revestidos parcialmente de estacionamento (inclusive di- em couro, teto solar elétrico anteiros). O carro traz ainda pi- Skydome, rodas em liga aro 17, loto automático de série. sistema de navegação Blue&Me Nav e outros são opcionais. PORTA-MALAS - Esperar um porta-malas generoso de um VERSÕES E PREÇOS - O hatchback não dá. No caso do Fiat Bravo é comercializado nas Fiat Bravo, no entanto, apesar de versões Essence 1.8 16V (R$ sua traseira bem curta, o com- 56.840,00 manual e R$ partimento de bagagens conse- 59.470,00 Dualogic) e Absolute gue levar até 400 litros com os 1.8 16V (R$ 63.480,00 manual bancos na posição normal. e R$ 66.480,00 Dualogic).

lante com regulagem de altura e profundidade, computador de bordo, banco do motorista com regulagem entre outros • OPCIONAIS (Essence) - Freios ABS, apoia-braço central, bancos revestidos parcialmente em couro, sistema de navegação Blue&Me Nav, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, rodas em liga aro 17, teto solar etc. Fonte: Dados do fabricante

] Propulsor 1.8 16V E.torQ: mais leve e econômico


08  tem roda Uberaba

Aircross e C3 ajudam cresciment o crescimento da Citroën O crescimento acelerado das vendas do SUV compacto Aircross no mercado brasileiro e o significativo aumento nos volumes de vendas do compacto premium C3 foram fatores fundamentais para o resultado positivo da Citroën no mês de maio, que apresentou 8.192 unidades comercializadas e um resultado 37,24% superior ao de igual período de 2010. No acumulado do ano, a Citroën (representada em Uberaba pela Santa Emília) já registra 38.287 unidades, com uma participação de mercado de 2,84%. Um crescimento de 24,52% sobre o mesmo período de 2010 e três vezes superior, portanto, ao do mercado brasileiro - que no período apresentou uma evolução de 7,90% (veículos de passeio + veículos utilitários). Domingos Boragina Neto, diretor comercial da marca, explica que estes números são os resultados de uma conjunção de fatores. “Além da grande aceitação do Aircross pelo consumidor brasileiro e da chegada da linha C3 2012 à rede de concessionárias, temos oferecido uma política comercial agressiva. É o caso, por exemplo, da taxa zero para os modelos C4, C4 Pallas e para o próprio Aircross. Estamos realmente dispostos a superar a expectativa de nossos clientes”, explica o executivo.

11/06 a 17/06/2011

Carro &Cia. agora é tem roda Carro&


Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011

tem roda Uberaba 09

Kia tem melhor mês da história no Brasil A Kia Motors do Brasil (representada em Uberaba pela Kamelcar - foto) obteve o melhor resultado mensal de sua história em maio último, ao emplacar 8.111 veículos - 114,3% mais que no mesmo período do ano passado. Em relação a abril, quando foram emplacados 7.708 veículos da marca, o crescimento foi de 5,2%. No acumulado de janeiro a maio, a Kia chegou a 33.149 unidades emplacadas, total 76% superior aos 18.838 veículos em igual período do ano passado. Veículo mais vendido da marca, o sedã Cerato também teve vendas recorde no mês de maio: emplacou 3.064 unidades, ante

DANIEL MOISÉS

(34) 3312 3030 / (34) 3332 2030

2.651 registradas no mês anterior. O segundo modelo mais vendido no mês foi o crossover Soul, com 1.806 unidades, e em terceiro lugar ficou o SUV Sportage, com 959 unidades emplacadas. “Temos obtido consecutivos resultados positivos graças aos nossos atualizados produtos e

também devido à força de nossa rede”, avalia José Luiz Gandini, presidente da Kia Motors do Brasil, “e devemos aumentar ainda mais esse ritmo de desempenho comercial, com a chegada do Koup, este mês, da nova Carnival em julho, do novo Picanto em agosto e do Optima em novembro”.

- Fox 1.0 City 4p 08/08 cinza alarme, trava, ldt - Fox 1.0 City 4p 08/08 prata sargas, completo (sem ar) - Gol 1.6 Power 07/08 cinza urano, dh - Gol 1.6 Power 4p Total Flex 07/08 branco cristal, ar, dh - Gol GL 92/92 bege básico - Santana 2.0 95/95 cinza, completo - Polo 1.6 03/03 preto metálico completo - Saveiro 1.6 CE Total Flex 10/11 vermelho, completo (sem ar) - Pampa 1.6 L 96/96 gasolina azul básica - Fiesta Flex 1.0 07/08 prata - Ka 1.0 09/00 vermelho, básico - F-1000 86/86 azul + CD - Civic EX 98/98 gasolina azul automático completo, ar, dh, ve, te - Corsa W Sup 4p 98/99, branco, trava, alarme - Corsa Wind 4p 00/01, prata, trava, ldt - Monza GL 94/94, azul, 2p, ve - Pick-up Corsa Sport, 03/03 preta, completa

- S10 2.4 CD EXE 09/10 preta, completa - S10 2.4 CD Advant. 07/07 prata completa - Palio ELX 1.4 Flex 07/08 prata, completo (sem ar) - Palio Week 1.0 01/02 vermelho, completo (sem ar) - Palio Fire Flex 4p azul 09/10 Economy - Strada Fire 1.3 CE flex 04/05 prata, dh - Strada Work 01/01 branca - Uno Mille Fire 2p 06/06 azul básico - Uno Mille Fire flex 4p 07/08 prata - Uno Mille Fire 4p 02/03 verde, te, alarme, ldt - Clio S Expres 1.0 05/06 prata completo - C3 1.6 Exclusive 07/08 prata, completo, ar, dh, ve, 36.000 km - Tucson GL 2.0 07/08 preta, completa, mecânica, 41.000 km - Corolla XE-i 09/10 preto, completo - Hilux SW4 07/07 bege metálico, SRV, 4x4, aut., completo (+ banco couro)

Confira estoque com fotos no site www.temroda.com.br


10  tem roda Uberaba

Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011 ARQUIVO

] AL TA R OD A ] AL ALT ROD ODA por FERNANDO CALMON (fernando@calmon.jor.br)

Mais uma marca centenária

] Automóvel equipado com farol xenon: agora, permitido só saindo de fábrica

]CONSULTÓRIO MECÂNICO ]

Farol xenon só saindo de fábrica, determina Contran O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) decidiu proibir novamente o uso de faróis de xenon, em todo o território nacional. A decisão foi publicada na última terça-feira 7 de junho, no Diário Oficial da União (DOU). Com a decisão, apenas carros que já saem de fábrica com esse tipo de iluminação poderão circular livremente. Entre esses, aqueles que apresentarem defeito também poderão trocar a lâmpada normalmente. Outros carros, que não tem o item originalmente, não poderão colocá-lo. A decisão foi baseada em questões de segurança, pois os faróis de xenon iluminam até três vezes mais que os normais, o que poderia ofuscar a visão do motorista que está à frente ou do que vem na direção contrária. Quem for pego com esse tipo de farol sem estar dentro das novas normas terá de pagar multa (R$ 127,69) e ainda terá cinco pontos na CNH.

Trânsito, apenas ônibus e motos são obrigados a circular com faróis acesos à luz do dia. Os estímulos luminosos chamam a atenção dos olhos e, portanto, o nível de conscientização e atenção no trânsito aumenta quando há identificação de faróis. Para os proprietários de veículos de passeio, o uso do farol em tempo integral é opcional. Vale destacar que, na ausência do farol auxiliar, o farol baixo ligado também pode ser usado em situações de baixa visibilidade, como

FAROL ACESO - A Polícia Rodoviária Federal lançou este mês uma campanha para estimular os motoristas a adotar um hábito que pode ajudar a reduzir o número de acidentes: viajar com os faróis ligados durante todo o percurso da viagem, mesmo durante o dia. Segundo a PRF, automóveis com faróis acesos durante o dia tornam-se 60% mais visíveis, evitando principalmente acidentes de colisão frontal. Pelo Código Nacional de

em neblina, chuva ou na estrada. Por isso, o Contran, já pensa em tornar obrigatório o uso do farol baixo durante o dia pois, além de reduzir acidentes, auxilia os pedestres a perceberem a velocidade e dimensionar os movimentos dos veículos. Segundo Lázaro Moraes, gerente de desenvolvimento da Nino Faróis, a medida é importante, mas o motorista tem que ficar atento para alguns detalhes. “O farol comum baixo não tem vida útil longa para

Agora, apenas carros que saem de fábrica com farol xenon podem circular livremente

ser usado também durante o dia, por esse motivo é necessária a instalação da luz diurna para que sua manutenção ocorra em intervalos mais longos”, explica o gerente. Para isso, já existe uma resolução do Contran, número 227, para quem deseja instalar o Farol de Rodagem Diurna, DRL, sigla que em inglês para Daytime Running Lamp, semelhante aos utilizados em alguns caminhões. A função do DRL é de sinalização e não iluminação, portanto tem função de lanterna. Como esse item é opcional, a instalação pode ser feita em revendas e autoelétricas. Mas vale um alerta para a instalação do acessório que deve seguir as prescrições da resolução do Contran, especialmente quanto ao funcionamento, o DRL deve ser acionado automaticamente quando o veículo for ligado e, quando aceso o farol baixo, o auxiliar DRL deve ser desligado automaticamente. Assim como a instalação de qualquer acessório, a iluminação adicional não pode causar desconforto aos demais motoristas. Mas atenção, o DRL ligado à noite atrapalha os motoristas em sentido contrário, portanto seu uso é exclusivo para o dia. Muitos proprietários de veículos confundem os faróis auxiliares e acreditam que neblina e milha são os mesmos, mas não. O primeiro ilumina para baixo e próximo ao veículo, enquanto o outro ilumina para frente e longas distâncias.

A história do automóvel fascina pela inserção na cultura dos povos, além da diversidade criativa e as paixões que desperta. Desde a primeira patente, em 29 de janeiro de 1896, quando nasceu a atual Mercedes-Benz, foram 125 anos de trajetórias brilhantes e muitas nem tanto. Mais de mil marcas com alguma expressão disputaram lugar ao sol nesse século e um quarto de vida. Hoje menos de uma centena sobrevive, sem contar fabricantes de nicho e a prolixidade existente na China, já em processo de consolidação. A seleção natural e as exigências de mercado, tão volúvel como sensível às condições econômicas, barraram ideias e sonhos. Por consequência, apenas 13 conseguiram se tornar centenárias: Alfa Romeo, Audi, Buick, Cadillac, Fiat, Ford, Lancia, MercedesBenz, Opel, Peugeot, Renault, RollsRoyce e Skoda. Nesse clube fechadíssimo, o próximo membro a incluir é a Chevrolet. O suíço Louis Chevrolet tem ligação histórica com a também centenária 500 Milhas de Indianápolis. Ele e os irmãos Arthur (correu na primeira prova, em 30 de maio de 1911) e Gaston (venceu a edição de 1920) nutriam paixão pelas corridas. Louis se associou a William Crapo Durant e a dois financistas para cofundar a Chevrolet, em Detroit, no dia 3 de novembro de 1911. A sociedade durou pouco. Em 1915, Chevrolet se desentendeu com Durant sobre o projeto dos carros e vendeu sua parte na sociedade. Durant tornou a empresa lucrativa já no ano seguinte e comprou a General Motors, de onde tinha saído em 1910, fundindo-a com a Chevrolet em 1917. Para competir com outras 270 marcas existentes na época nos EUA, Durant decidiu que o refinado Classic Six, de US$ 2.150, teria que dar um lugar a um modelo mais simples, de US$ 525, para combater o Ford modelo T. A Chevrolet só alcançou a liderança do mercado americano em 1931 e lá permaneceu até 1985 (à exceção de quatros anos). Como verdadeiro ícone americano, é citado em mais de 300 músicas. Sobreviveu à crise econômica de 2008/09, quando o governo federal injetou dinheiro e se tornou dono da companhia até a reabertura recente do capital em bolsa. Em data incerta o governo venderá sua participação, agora minoritária. A GM reforçou a imagem da Chevrolet, rebatizando a sul-coreana Daewoo com essa marca no ano passado. Assim, 51% das 4,27 milhões unidades vendidas pela GM no mundo ostentavam a gravata borboleta dourada na grade. No Brasil desde 1925, inicialmente apenas montando veículos, a marca detém uma estável terceira posição de mercado, mas lidera na América do Sul com um milhão de unidades comerci-

alizadas em 2010. O país é o segundo mercado mundial para a Chevrolet, depois dos EUA, porém a filial chinesa deve assumir esse posto em 2011. No ano do centenário da 500 Milhas de Indianápolis, a marca anunciou sua volta, em 2011, à corrida de mais de 300.000 espectadores. Fornecerá motores V-6 turbo, a exemplo de Honda e Lotus, todos utilizando etanol de cana-de-açúcar. Este ano o carro-madrinha foi o Camaro conversível. A GM estuda importar essa versão 10% mais cara, a partir do próximo ano, para fazer par com o cupê, que vem superando as expectativas de venda. Challenger, da Dodge e o Mustang, da Ford entrarão nessa disputa. • RODA VIVA - Melhor mês de maio da série histórica, os 318.000 veículos vendidos tiveram a influência do maior número de dias úteis em relação a abril. No critério de vendas diárias, as 14.500 unidades ficaram 5% abaixo do mês anterior. No acumulado do ano, comparado a 2010, crescimento foi de 8,8%. Ainda dentro da previsão da Anfavea de acomodação nos próximos meses. - Renault prevê que seu SUV compacto Duster, no segundo semestre, pouco afetará as vendas do Sandero Stepway. Para tanto, reduziu o preço da versão aventureira do seu compacto anabolizado, no ano modelo 2012, mantendo diferença confortável. Mercado dos utilitários esporte no Brasil cresceu nada menos de 16 vezes, em dez anos. - Versões de duas portas dos compactos, que já reinaram no mercado, ensaiam uma retomada. Caso do Uno Sporting, com retoques de decoração na carroceria e novas rodas, além do motor de 1,4 litro/88 cv (etanol). Interior também recebeu cuidados específicos. Só não dá para entender porque os comandos internos dos retrovisores laterais dispensaram comando elétrico. - Retorno do Salão do Automóvel do México, dessa vez em Guadalajara e por iniciativa do brasileiro Sérgio Oliveira, promete novidades como o March sedã (hatch é esperado aqui em um mês). Mais de 22 marcas confirmaram participação. A última exposição foi há três anos na cidade do México. Este ano se realizará entre 2 e 10 de julho. - Motores de três cilindros vão "invadir" os modelos compactos. Ford confirmou, nos EUA, que a versão de 1 litro com turbocompressor e injeção direta estará pronta, em menos de dois anos. É alternativa aos motores de aspiração natural de quatro cilindros e 1,6 litro. E também no Brasil dentro da política de atualização para todas as filiais do grupo.


Carro &Cia. agora é tem roda Carro&

11/06 a 17/06/2011

DIVULGAÇÃO

Ford “democratiza” ABS e airbag duplo para o Fiesta A oferta especial do Fiesta RoCam 1.6 completo com ABS e duplo airbag, lançada pela Ford inicialmente nos mercados de São Paulo e Rio de Janeiro, passa, a partir deste mês, a ser válida em todo o Brasil. Nesta oferta, o Ford Fiesta RoCam 1.6 Flex completo, com ABS e airbags, é oferecido por R$ 37.900,00 na versão hatch (foto) e R$ 39.900,00 no sedã. “O lançamento deste novo catálogo a este preço trouxe um aumento de mais de 263% na venda de modelos com esses equipamentos. Diante desse sucesso, resolvemos aumentar a produção deste catálogo e estender a promoção em todos os distribuidores no país (em Uberaba a Ford é representada pela Texas Automóveis)”, diz Oswaldo Ramos, gerente nacional de vendas da Ford. Os veículos são do modelo

Class, que também vêm equipados com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, computador de bordo, faróis de neblina e travamento automático das portas a 15 km/ h. Pneus 175/65 R14 e tanque de combustível de 54 litros são outros diferenciais da linha. “O crescimento expressivo nas vendas do Fiesta RoCam com ABS e airbags confirma a tendência de valorização desses equipamentos por parte do consumidor brasileiro. Aumentamos a oferta do kit de segurança na linha e a resposta foi imediata”, comenta o executivo. Segundo ele, essa ação reforça a proposta da linha Fiesta Rocam 1.6 de oferecer veículos completos e com custo-benefício atraente. “O preço acessível contribui para democratizar os freios ABS e airbags no segmento”, acrescenta Ramos.

Toyota Cor olla se destaca Corolla entre os sedãs médios O Toyota Corolla acaba de receber o prêmio Best Cars na categoria sedãs médios. A eleição é feita por meio de votação dos leitores da revista Carro, que elegem os destaques do ano entre modelos e marcas. No país, o novo Corolla 2012 (encontrado em Uberaba na Govesa) vem equipado com motor 2.0 16V Flex Dual VVTi nas versões topo de linha XEi e Altis e 1.8 16V Flex Dual VVTi nas versões de entrada XLi e GLi. Nas versões XEi e Altis estão presentes conectividade USB para iPod, pen drive e MP3/ MP4 no sistema de som e Bluetooth com reprodução da agenda telefônica no visor do CD Player. O Corolla Altis ainda se dife-

rencia pela exclusividade de possuir a câmera de visão traseira, que é automaticamente acionada assim que o motorista engata a marcha à ré, reproduzindo com amplitude a visão do motorista em manobras no retrovisor interno. O concurso Best Cars foi criado em 1996 e é promovido simultaneamente em 24 países, onde a editora Motorpress - que publica a Carro no Brasil - edita revistas especializadas, tais quais: Auto Motor und Sport (Alemanha), Auto Hoje (Portugal), Automóvel (Espanha), L'Automobile (França) e Autocar (Inglaterra). Há quatro anos a eleição nacional tem critérios de apuração alinhados aos demais títulos mundiais da editora.

tem roda Uberaba 11


12  tem roda Uberaba

11/06 a 17/06/2011

Carro &Cia. agora ĂŠ tem roda Carro&


Tem Roda - 11/06 a 17/06/2011