__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Dossiê de pesquisa Para a peça Rasga coração

1


Oduvaldo Vianna Filho Dossiê de pesquisa Para a peça Rasga coração organização

Maria Sílvia Betti

3


6 Apresentação

Maria Sílvia Betti

12

Nota editorial

14

Dossiê de pesquisa

14

Dicionário de gírias

34

58

Música brasileira Rio década de 1930

90

Rio antigo

110

Nomes

130

Piadas

142

Gírias e expressões

162

História política

218

Febre amarela

234

Juventude

262

Falas

312

Sobre o autor

313

Sobre a organizadora


Apresentação Maria Sílvia Betti


Escrever Rasga coração demandou a Vianna etapas de trabalho diferentes das envolvidas em todas suas obras anteriores. A peça colocava em foco o militante anônimo do PCB, seu cotidiano e seus ideais políticos, mas o fazia de forma inseparável de uma grande síntese da vida histórica do país. A concepção dramatúrgica demandava o acompanhamento de três sucessivas gerações de uma mesma família, e tinha como balizas históricas o declínio da velha República, de um lado, e o período da articulação da contracultura e das manifestações hippies no Brasil, do outro. Tratava-se de um imenso painel em que as questões históricas e políticas não eram mero pano de fundo para a ação dramática, pois faziam contraponto épico a ela, e construíam processos paralelos de espaço e de tempo. Dar materialidade dramatúrgica e cênica a um recorte temático de tão grande envergadura requeria pesquisa extensa e minuciosa de caráter documental, sociológico, linguístico e musicológico. Para realizá-la, Vianna contou com a colaboração de Maria Célia Teixeira, jornalista a quem já havia recorrido na época em que trabalhara na TV Tupi do Rio de Janeiro. O percurso de pesquisa, iniciado em 1971, estendeu-se por cerca de dois anos de trabalho conjunto, e resultou num riquíssimo levantamento histórico-documental registrado em um dossiê de 154 páginas datilografadas em espaço um em folhas de tamanho ofício. O material nele compilado provém das anotações feitas a partir de fontes primárias e bibliográficas consultadas nos acervos da Biblioteca Nacional e da Discoteca Pública do Rio de Janeiro, e foi organizado em onze capítulos ou seções, apresentando um espectro impressionantemente amplo e detalhado de observação. Interessavam a Vianna os registros miúdos da história cotidiana veiculada nos jornais e revistas, nos anúncios de bondes, nos reclames de rádio, nas charges e nas ilustrações de época. Interessavam-no as transformações que foram se evidenciando por meio das grandes reformas 7


urbanas, das ocorrências ligadas aos movimentos de luta sindical e partidária, dos estilos de vestimentas e cabelos, dos hábitos de consumo, dos gêneros musicais e dos sucessos do cinema e do rádio. Um dos focos de particular destaque na pesquisa realizada diz respeito às características expressivas e léxicas da língua falada nas primeiras décadas do século XX, que resultou num dicionário de gírias com um total de 527 palavras, 460 expressões e 95 provérbios. A pesquisa privilegiou também o levantamento dos primeiros registros sonoros do início do século, a compilação de pregões dos vendedores ambulantes do Rio de Janeiro, o gradual desaparecimento do mundo da boêmia, das modinhas e serenatas, o inventário ano a ano dos sucessos carnavalescos de 1929 a 1939, a relação de compositores, letristas e conjuntos vocais, os grandes sucessos radiofônicos da década de 1930, os blocos carnavalescos, as canções e orquestras. O papel da música na pesquisa realizada foi determinante para a função épica que ela veio a exercer dentro da peça. Não casualmente, foi no percurso musical do levantamento realizado por Vianna e Maria Célia que se daria a descoberta da valsa que viria a dar título ao trabalho: “Rasga o coração”, de Catulo da Paixão Cearerense e Anacleto de Medeiros. Também fundamentais foram as observações tomadas aos registros jornalísticos da vida nacional: anotações relativas à epidemia de febre amarela que se alastrava pelo Rio de Janeiro nas primeiras décadas do século, compilações de piadas envolvendo figuras-chave da vida política nacional, e registros das transformações impostas à feição urbana do Rio de Janeiro do início do século aos anos 1930. Nada escapou à atenção documental de Vianna: anúncios, classificados, listas de preços, remédios, artigos de toucador e higiene, roupas e vestuário, cigarros, cabarés, restaurantes, cinemas, filmes, seriados, escalação de seleções de futebol e lista de trabalhos curiosos. 8

Profile for temporaleditora

Dossiê de pesquisa para Rasga coração - Oduvaldo Vianna Filho  

Volume integrante da edição especial de Rasga coração da Editora Temporal.

Dossiê de pesquisa para Rasga coração - Oduvaldo Vianna Filho  

Volume integrante da edição especial de Rasga coração da Editora Temporal.

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded