Page 1

tempo.news@outlook.com

NEWS

Luciano Huck homenageia, em quadro de seu programa, o Colégio Estadual Oscar Batista, de São João do Paraíso, considerado um dos três melhores da rede pública no Brasil Página 13

ANO 2 - EDIÇÃO 12 - OUTUBRO DE 2016 - CIRCULA NO NORTE/NOROESTE FLUMINENSE E SUL CAPIXABA

10.000 EXEMPLARES - DISTRIBUIÇÃO DIRIGIDA

REVISÃO DE ROYALTIES DO PETRÓLEO PODE ALIVIAR CRISE FINANCEIRA DO R. J. Queda entre janeiro e agosto de 2014 em relação ao mesmo período deste ano é de 60%

BISPO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES ALERTA PARA RISCOS DA PEC DO TETO “Na prática, assistiremos ao desmonte do Sistema Único de Saúde (SUS) e a privatização do sistema de saúde”, opina Dom Roberto Francisco

Página 6

PREFEITURA DE ITAPERUNA/RJ TERÁ MAIS 154 FUNCIONÁRIOS A partir do dia 20 de outubro, 154 concursados aprovados desde 2012 serão convocados para a Prefeitura Municipal de Itaperuna. A convocação se deve ao cumprimento de uma ordem judicial . Em 2009 o prefeito Claudão fez um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), prometendo criar uma vaga de cada concursado para cada uma correspondente a um contratado ou RPA. Na gestão de Fernando Paulada, em 2012, o concurso público foi feito, cumprindo as exigências firmadas no Termo de Ajuste, porém por ser candidato e por força de Lei Eleitoral o então prefeito não pode convocar os aprovados no concurso, mas deixou o mesmo homologado. Tendo sido eleito em 2012 o atual prefeito Alfredão, chamou até agora aproximadamente 70% dos aprovados.Como a validade do concurso termina em 31 de dezembro deste ano, foi determinado que todos os 154 sejam empossados. Em caso de descumpri-

Página 5

INSS cancela 80% dos auxílios-doença Também há casos de beneficiários que deveriam receber auxíliodoença por motivo de incapacidade temporária, mas já eram contemplados há mais de 15 anos Página 11

O amor é lindo Italva realiza o primeiro casamento por procuração Página 7

COLUNAS DE OPINIÃO Luiz Carlos Gomes

mento por parte da Prefeitura, multa diária de 50 mil reais.

A surpresa dessas eleições foi a reprovação de quem já estava no poder Pág. 3

O aumento na folha salarial será de 258.567,65 ( duzentos e cinquenta e oito mil reais quinhentos e sessenta e sete reais e sessenta e cinco centavos, sem contar os encargos. Sendo convocados os concursados e assumindo os cargos, o primeiro salário será pago pelo novo prefeito Dr Vinícius a partir de janeiro de 2017. Mais um grande desafio para o novo mandatário do município que terá uma despesa fixa que até agora com certeza não contava com ela.

Cristina Rios

A força das mulheres Pág. 3

Jefferson Leite

A eleição da renovação? Pág. 3


NEWS

02 A Abertura oficial da FIPE (Feira de Itaperuna de Preços Especiais) aconteceu no final da tarde da quintafeira, 13/10, no município de Itaperuna, Noroeste Fluminense. O evento, que vem sendo considerado referência no interior do Estado do Rio de Janeiro, foi realizado nos dias 13, 14 e 15 de outubro, na Rua Buarque de Nazareth, Centro, de 17h às 23h. A FIPE é uma oportunidade ímpar para lojistas e principalmente para os consumidores que encontraram produtos com até 70% de descontos. Foram mais de 50 empresas de inúmeros segmentos do comércio, oferecendo produtos de qualidade, a preços acessíveis. Em sua sexta edição, a segunda em 2016, a FIPE proporciona a movimentação dos estoques de lojistas, gerando lucro e aquecendo a economia local. Além disso, o evento possibilita que consumidores de cidades vizinhas conheçam os produtos e serviços da ‘Capital do Noroeste Fluminense’. A FIPE potencializa a renovação de vitrines, com produtos da próxima estação; aumenta a visibilidade das empresas, já que a mídia regional se interessa pelo assunto; conquista muitos outros clientes; e ainda gera postos de trabalho temporário, durante a realização do evento. O espaço infantil foi uma atração à parte, oferecendo atividades e brincadeiras para a criançada. O local com quase 200 m², tem piso nivelado e forrado com grama sintética. Dentre as atividades, Basquete Inflável, Chute a Gol, cama elástica e muito mais. Vale ressaltar que todas as atividades foram gratuitas. Além disso, também houve as atividades que informam e transformam, todas coordenadas pelas equipes do Sistema FECOMÉRCIO/SESC, ratificando o padrão de qualidade do evento. No Espaço Sustentabilidade houve oficinas de reaproveitamento de material, nos seguintes horários: 18h às 19h, confecção de bolsa com banner; e de 20h às 21h, confecção de embalagens de presentes. No Espaço Biblioteca, a área de leitura e troca de livros aconteceu de 17h às 22h. Já a contação de história, às 19h. O Espaço Infantil SESC funcionou das 17h às 23h.

MAIS UMA EDIÇÃO DA FIPE EM ITAPERUNA Consumidores aprovaram o evento que vem se tornando referência no interior do Estado do Rio de Janeiro

CONSUMIDORES APROVAM O EVENTO A FIPE já caiu nas graças dos consumidores, que aprovam o evento e aguardam ansiosamente esta época do ano. A dona de casa Ana Maria Ribeiro, disse que “conta nos dedos, os dias para a FIPE chegar”. E complementa: “é muito bom, pois, a gente consegue comprar bons produtos, muito mais barato”, diz. Apaixonada por sapatos, a advogada Rafaela Muniz aproveitou a FIPE para comprar novos pares de sapatos. “Compro uma média de quatro a seis pares de sapatos”, diz com um leve sorriso nos lábios. Quem também aproveitou os preços foi o comerciante Adalberto Rodrigues, que estava ansioso pelo início do evento. “Vinha juntando um dinheiro para poder comprar os produtos aqui [na FIPE] devido as oportunidades. Esse evento é uma grande ideia e proporciona a nós, consumidores, oportunidades de boas de compras. Comprei algumas camisas de marca”, finaliza. A FIPE é uma organização da B2B Empreendimentos, apoio da Prefeitura de Itaperuna, parceria Sincomércio, patrocínio do SEBRAE e patrocínio master Sistema FECOMÉRCIO/SESC.

22

9851-8083 2785-1116 - 2785-1127

Entregas em Domicílio

Rua Cel. Salgueiro, 34 - Cardoso Moreira/RJ

OUTUBRO/2016


NEWS

OUTUBRO/2016

Por Luiz Carlos Gomes

Defesa do Consumidor

A surpresa dessas eleições foi a reprovação de quem já estava no poder

A eleição da renovação? Jefferson Leite

O eleitor demonstrou vontade de mudanças profundas A rota política parece que sofreu uma modificação muito grande nessa eleição, e o resultado foi que na região grande números de mulheres vão assumir a partir de 1º de janeiro a cadeira de mandatárias de seus municípios. Carla Machado (PP) obteve vitória sobre Neco (PMDB) em São João da Barra, com 73,02% dos votos, e será novamente chefe do Executivo a partir de 2017. Fátima Pacheco (PTN) derrotou Armando Carneiro (PSB) em Quissamã com 46,03% dos votos contra 35,14%. Francimara (PSB) derrotou o prefeito Pedrinho Cherene (PMDB) por apenas 113 votos em São Francisco de Itabapoana. Christiane Cordeiro (PP) venceu com folga em Carapebus, com 61,12% dos votos. Em Italva, Margareth do Joelson (PP) venceu Léo Pelanca (PSC) por 141 votos. De fato, ao que tudo indica as mulheres chegaram com força de vontade e determinação para ocupar o lugar que há muito vem sendo ocupado por maioria de homens, demonstrando que lugar de mulher é sim na política e tantas quantas áreas elas quiserem.Muitos fatores podem ser atribuídos a essa mudança radical no comportamentos dos eleitores da região, contudo, particularmente, penso que o maior de todos eles seja o de ver uma administração mais arrojada e transparente livre dos velhos vícios do passado. Saindo dessa participação a vitória feminina encontrou o outro lado da moeda, o de que a grande maioria dos prefeitos de mandato não lograram êxito na região, chegando mesmo alguns a amargarem uma sangrenta derrota. Começamos por Campos dos Goytacazes, onde a prefeita Rosinha não conseguiu emplacar dr Chicão, e Rafael Diniz (PPS) surgiu como nova liderança derrotando a família Garotinho já no primeiro turno, com 55,19%. Em Cardoso Moreira Gilson

03

Siqueira(PP) obteve 50,29% dos votos. Em São Fidélis quem ganhou a eleição foi Amarildo do Hospital (PR) com 48,40%. Em Itaperuna, venceu a eleição o dr Vinicius (PR) com 66.99%. Em São José de Ubá o vencedor foi Marcionílio (PP) com 51,27% dos votos. Em Natividade o ganhador foi Severiano Nenem (PEN). Na cidade de Porciúncula o vencedor foi Léo Coutinho (PP) com 63,12 % dos votos. Em Varre-Sai, o prefeito eleito foi Dr Silvestre (PSD) com 53,37% dos votos. As grandes exceções de prefeitos reeleitos da região ficaram por conta de apenas três municípios: Santo Antônio de Pádua, Josias Quintal (PSB) com 37,23% dos votos; Cambuci, Agnaldinho (PMDB) com 35,65% e Laje do Muriaé, Dr. Rivelino (PP) com 49,92% dos votos. Outro dado de grande expressão foi no município de Itaperuna, que possuiu a primeira Câmara Municipal com maioria republicana em plena monarquia, e dos treze vereadores, apenas dois conseguiram se reeleger, o que demonstra o desejo de mudança fortemente expressado nas urnas e a grande responsabilidade carregada nos ombros por parte dos eleitos. Se de fato a eleição pertenceu às mulheres na região (e isso foi um fator surpresa da eleição), o outro fator foi a reprovação da maioria esmagadora dos prefeitos de mandato. Seriam sinais de novos tempos? Entramos cheios de esperança por mudanças estruturais nos municípios, por desenvolvimento, geração de empregos e avanços na saúde, educação, cultura, esporte, lazer, promoção social, enfim em todas as outras áreas que nossa gente merece e precisa. A todas as eleitas e eleitos, os sinceros votos de êxito e boa administração, e parabéns pelos votos obtidos. Como o próprio nome diz são VOTOS DE CONFIANÇA.

NEWS PUBLICAÇÃO DE LC SOUZA GOMES - ME - CNPJ 39.213.392/0001-02 - RUA JOÃO MENEZES, 65 - CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ - (22) 99926-8643 TIRAGEM 10.000 EXEMPLARES - DISTRIBUIÇÃO DIRIGIDA

tempo.news@outlook.com MUNICÍPIOS ONDE CIRCULA * Norte/Noroeste Fluminense Campos dos Goytacazes, São João da Barra, São Francisco do Itabapoana, São Fidélis, Cambuci, Cardoso Moreira, Italva, São José de Ubá, Itaperuna, Natividade, Laje do Muriaé e Bom Jesus do Itabapoana. * Sul do Espírito Santo Bom Jesus do Norte, São José do Calçado, Apiacá, Mimoso do Sul e Muqui. Redação/Arte/Diagramação - José Henrique Vaillant. É permitida a reprodução de qualquer matéria, em parte ou no todo, desde que citada a fonte. Os textos opinativos assinados podem não corresponder à opinião do jornal.

Como falamos no artigo anterior na última semana da eleição, tivemos uma campanha sem ânimo e motivação. Hoje, portanto, temos o resultado: a maioria dos prefeitos ou não conseguiu se reeleger, ou mesmo eleger seus sucessores. A população informada pelos acontecimentos envolvendo a classe política resolveu MUDAR. Essa palavra talvez traga um sentimento de esperança, contudo não se sabe até onde esse sentimento não se transformará em REVOLTA ou DECEPÇÃO. O fato é que, só teremos condições de alterar o quadro na próxima eleição municipal (é bastante tempo). Nesta dita mudança, muitos exprefeitos e aliados que perderam o poder, voltaram agora como “salvadores da cidade”. Será que a população tem memória curta ou será que vale mesmo aquele velho ditado popular: “Ruim com ele, pior sem ele”? O fato é que os novos gestores irão enfrentar municípios endividados, receita caindo dia após dia e pior de tudo, a população querendo a tal MUDANÇA que tanto foi prometida. Todavia, por trás dos

olhos visíveis do eleitor, estão acontecendo os “acordos” que destroem qualquer gestor, e esse cenário começa numa nova eleição ainda pouco entendida pela maioria da população. A presidência da Câmara, nessa disputa, tem a chamada governabilidade, o que pode determinar o êxito ou o fracasso do chefe do Executivo municipal e por consequência, da cidade. Todo esse quadro me faz recorrer a uma frase de um amigo meu: “Mais do mesmo”. O fato é que somos brasileiros e não iremos desistir de lutar por nossas cidades. Mantenhamos o sonho vivo e não pensemos que, acabou a eleição, iremos nos afastar do assunto política. Devemos sim nos vestir com a armadura da persistência e irmos em frente à construção de uma sociedade mais justa e igualitária, a começar por nossas cidades. “Um otimista vê uma oportunidade em cada calamidade. Um pessimista vê uma calamidade em cada oportunidade” (Winston Churchill)

A FORÇA DAS MULHERES O avanço feminino A mulher tem se desfrente à política e à ecotacado nos últimos anos, nomia ainda mostra a formostrando que compeça da mulher em perceber tência no trabalho tame apontar os problemas, bém é um grande marco tendo sempre boas forfeminino e na política mas de resolvê-los. O também. Anteriormente avanço e a inovação é fatachada como sexo frágil, tor preponderante da mua mulher tem se mostrado lher, ela lidera, ela coorforte o bastante para encadena, ela inova, ela faz. rar os desafios, as metas e Por Cristina Rios Lutadora e guerreira, objetivos. Mesmo enfrentando diversas dis- agimos com o pulso forte de um gigante criminações, vista como a cuidadora da e, ao mesmo tempo, com a doçura de uma casa e da família, a mulher conseguiu criança. Somos incansáveis e defendesuperar suas dificuldades e ainda admi- mos o que é justo e correto. Somos vernistrar seu tempo a favor de suas ativi- dadeiras no jeito de tratar as pessoas. Assim é a mulher que com toda sua dades, para que as questões familiares não entrem em conflito com questões magia feminina, com todo seu ar de fraqueza, com toda a meiguice que lhe é profissionais e sociais. Dinâmica, audaciosa, a mulher ain- simbólica, quando tolhida em seus direda é alvo de grande discriminação por itos, quando ferida em seus brios, desce aqueles que ainda acreditam que “lugar de seu altar de mesuras e carinhos e parde mulher é no fogão”, e por isso en- te rápido em sua defesa. Nos momentos críticos incorporafrenta o grande desafio de mostrar que apesar de considerada sexo frágil, é mui- mos uma guerreira, uma combatente auto forte em relação às adversidades da daz, expondo todas as nossas certezas. Revelamo-nos fortes e potentes, quanvida e seus enfrentamentos. Embora os desafios encontrados do nos vemos lesadas no que nos é justo. Se avaliarmos cuidadosamente as pelas mulheres tanto na política quanto na sociedade, podemos dizer que nós, prerrogativas femininas, descobriremulheres, estamos conquistando nosso mos serem elas de igual teor das mascuespaço. Politicamente a mulher vem en- linas. Assim sendo, presumo não estar frentando grandes guerras e desafios tão longe o dia em que os dois possam viver pacificamente em igualdade. com maestria e sabedoria.


NEWS

04

OUTUBRO/2016

CARDOSO MOREIRA/RJ

PREFEITO GEGE CANTARINO CONCEDE ENTREVISTA À RADIO TRANSMANIA FM E FAZ BALANÇO POSITIVO DE SUAS AÇÕES O Prefeito de Cardoso Moreira, Gege Cantarino concedeu entrevista na manhã desta sexta feira, dia 14 de outubro, para a Rádio Transmania FM. Em conversa com o radialista Cilas Júnior, o prefeito fez um balanço de sua Gestão e ressaltou o progresso alcançado pela administração e principalmente, pela população

Cardosense. De acordo com o prefeito Gege Cantarino, a realização de entrevista à rádio fortalece o compromisso com a transparência da administração municipal. “A responsabilidade com a gestão pública e o respeito à população no emprego de verbas devem ser tratados com clareza e a nossa intenção é man-

ter a população sempre informada sobre todas as ações desenvolvidas pela Prefeitura”, ressaltou. Na oportunidade o Prefeito agradeceu os votos recebidos na última eleição e desejou sorte ao Prefeito Eleito Gilson Siqueira.Estiveram na Rádio acompanhando o Prefeito Gege Cantarino o Pecuarista Cesar

Carneiro, Ex-Secretário de Educação Neto Sardinha, Secretário de F i n a n ç a s We l l i n g t o n d a S i l v a Oliveira, Secretário de Assistência Social Fernando Mello, Dr. João Gandra, Dr. Ligekson Monteiro, Vereadores eleitos Lilinho da Oficina, Flavinho Bonede, Geane do Povo e vários amigos.

Posto Cardoso Moreira Combustível

de Qualidade

Tel.: 2785-1125 BR 356 - Cardoso Moreira/RJ


NEWS

OUTUBRO/2016

05

REVISÃO DE ROYALTIES DO PETRÓLEO PODE ALIVIAR CRISE FINANCEIRA DO R.J. A revisão do cálculo dos royalties de petróleo pagos à União, estados e municípios pode provocar um alívio para os cofres do Rio, que agonizam com a queda brusca na arrecadação. Se a medida vingar, o estado receberá mais R$ 1 bilhão por ano, com prioridade para pagar servidor. A mudança é defendida pelo governo estadual, que luta na Justiça para que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) enfim aplique a nova metodologia. O argumento é de que os critérios de fixação de preços mínimos de petróleo, e utilizados para calcular os royalties, estão defasados e não se equiparam aos padrões internacionais. Audiência pública na ANP retomará a proposta e discussão do tema. Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Marco Capute diz que se a nova sistemática tivesse sido reformulada há cinco anos, o estado já teria recebido mais R$6 bilhões em royalties e Participações Especiais (PE) neste período.“A revisão não vai aumentar imposto, vai corrigir um dado errado. Nós analisamos o cálculo e reivindicamos à ANP uma modificação. A maneira de calcular tem que obedecer a padrões internacionais”, defende. A proposta da agência, no entanto, é diferente da apresen-

tada pelo estado. Mas o secretário afirma que “corrige” erros. A defesa nessa mudança seria mais um socorro financeiro ao estado, que, em dois anos, começou a sentir a queda na arrecadação de impostos como ICMS e, sobretudo, de royalties e PE. Para se ter uma ideia, em 2014, o estado arrecadou R$8,7 bilhões com royalties e PE, enquanto em 2015 o valor chegou a R$ 5,3 bilhões: um recuo de 39%. E se comparar a arrecadação entre janeiro e agosto de 2014 com o mesmo período de 2016, a queda é ainda maior: de 60%. A audiência reunirá partes interessadas, como o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) e o governo do Rio. A reunião tem sido adiada desde o início do ano. Isso porque, em janeiro, quando a agência abriu consulta pública para a revisão dos critérios de fixação do preço mínimo do petróleo, o governo federal barrou a iniciativa. A União publicou resolução dia 22 daquele mês pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) suspendendo a medida. O texto impedia a revisão do cálculo até que o preço da commodity retornasse a US$ 50 por barril. Dados da ANP mostram que, em janeiro, o valor médio do barril Brent era US$ 30. Em julho deste ano, chegou a US$ 45. Agora, está em torno de

US$ 50. IBP diz que mudança impacta o setor e afasta investimentos A briga judicial começou quando o estado entrou com ação no Supremo Tribunal Federal para que valesse a proposta da ANP. O governo conseguiu liminar favorável, em 5 de maio deste ano. O ministro Luiz Fux suspendeu a resolução do CNPE e decidiu que a ANP tinha autonomia para reformular o cálculo. Desde então, a agência vem tentando retomar a consulta pública, mas as reuniões foram adiadas. Em setembro, Fux suspendeu o processo até 10 de novembro e determinou que as partes se manifestem após a audiência pública de amanhã. Para a indústria petroleira, a mudança impactará negativamente o setor, deixando de atrair investidores. “O impacto é de aumento em média de 6,5% de pagamento de royalties e PE. A União suspendeu por entender que o aumento tira ainda mais a atratividade do país”, argumenta o secretárioexecutivo de Exploração e Produção do IBP, Antônio Guimarães, que defende a prerrogativa da União para decidir sobre o tema. A ANP informou que “a audiência tem como objetivo aprofundamento do debate so-

bre a proposta de metodologia apresentada, servindo para aperfeiçoá-la a partir de contribuições a serem feitas pela indústria e pelos beneficiários das participações governamentais”. Procurado pelo DIA, o Ministério de Minas e Energia, responsável pelo CNPE, não respondeu. Estado pode pleitear valor dos últimos 5 anos de R$ 6 bi Presidente da Comissão de Tributação da Alerj, o deputado Luiz Paulo (PSDB) defende a revisão do cálculo e diz que o Rio deveria pleitear na Justiça valores atrasados em 5 anos, conforme prevê a lei, e que somam cerca de R$ 6 bilhões. “A ANP diz que a fórmula, criada em 2000, não se coaduna com a qualidade do petróleo que o estado produz. É pleito da Alerj, desde 2015,

quando fizemos a CPI para apurar perdas econômicas ao Rio pela quebra da Petrobras”, diz. O secretário Marco Capute refuta a tese de que a revisão vai afastar investidores. “Isso representa um dólar por barril. O investidor de petróleo não vai sentir isso, porque a volatilidade do petróleo é de cerca de 35% ao ano. Ou seja, quem investe nisso está acostumado com variação muito superior a um dólar por barril”, explica. O estado confirmou que estará na audiência e ressalta que a medida pode render R$ 1 bilhão por ano ao Rio, com prioridade ao pagamento de servidor. E diz que a expectativa é de desfecho positivo: os argumentos são “técnicos, claros e imbatíveis”. O Dia (Paloma Savedra) Arte: O Dia

UM EM CADA TRÊS VEREADORES ELEITOS NÃO TEM ENSINO MÉDIO COMPLETO A cada 3 vereadores eleitos neste ano, 1 não tem o ensino médio completo, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os números mostram ainda que 26,1% dos candidatos têm superior completo – percentual maior que o da eleição passada, em 2012, quando 23,7% tinham completado um curso universitário. Outros 4% iniciaram uma faculdade, mas ainda não a concluíram. A principal parcela dos vereadores eleitos declarou ter o ensino médio completo. São 21,4 mil dos 57,7

mil candidatos eleitos, o que representa 37% dos total. O índice subiu, pois, há quatro anos, o percentual de eleitos com o mesmo nível de escolaridade era de 35,5%. Já o grau de instrução mais baixo, o de candidatos que apenas leem e escrevem, caiu. Em 2012, 2,3% dos vereadores eleitos se enquadraram nesta categoria; em 2016, o percental é de 1,8% – ou 1.016 novos vereadores. Proporção das eleições A proporção de vereadores eleitos que não têm ensino médio com-

pleto é parecida com a encontrada considerando todos os candidatos das eleições de 2016. Dados do TSE mostram que 37,1% dos candidatos não têm o ensino médio completo. O índice de candidatos que dizem apenas ler e escrever, porém, é mais elevado: 3% do total. Leia mais A média dos políticos, no entanto, está acima da brasileira. Segundo o IBGE, metade da população não tem o ensino médio completo e só 12% têm ensino superior. Fonte G1

MERCADO NOVO MUNDO Direção: Adão e Família

Qualidade, preço e bom atendimento

(22) 2785-2088 - Cardoso Moreira/RJ


NEWS

06

OUTUBRO/2016

RISCOS DA PEC 241

DOM ROBERTO FRANCISCO ALERTA O bispo de Campos (RJ) e responsável pela Pastoral da Saúde, dom Roberto Francisco Ferreria Paz, escreveu um artigo sobre a Proposta de Emenda à Constituição 241/2016. O texto de dom Paz, intitulado “Uma PEC devastadora e brutal, a 241”, foi publicado no site da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e está estruturado em perguntas e respostas. No último trecho, quando propõe o questionamento sobre o que fazer para impedir a PEC 241 e os seus “desdobramentos perversos” na seguridade social e na saúde, dom Paz afirma que é preciso manifestar “repúdio e indignação, pensando como sempre nos mais pobres que serão as vítimas principais desta política antipopular contra a vida”. “Na prática, assistiremos ao desmonte do Sistema Único de Saúde (SUS) e a privatização do sistema de saúde, onde todo esforço para melhorar as condições de saúde das famílias brasileiras ficará à deriva, prejudicando os recentes avanços obtidos no combate à desigualdade e acesso universal à saúde coletiva”, denuncia o bispo. A PEC, enviada pelo governo interino ao Congresso Nacional, altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias para instituir um “Novo Regime Fiscal”. O projeto visa fixar

um limite para as despesas primárias do Governo por um período de 20 anos. Dom Paz explica que o texto “focaliza a transferência de recursos públicos das áreas sociais para o pagamento de juros e para a redução da dívida pública”. Na proposta do Executivo, a alteração da regra de fixação do gasto mínimo em algumas áreas, como saúde e educação, é considerada um desafio a se enfrentar. “É preciso alterar esse sistema, justamente para evitar que nos momentos de forte expansão econômica seja obrigatório o aumento de gastos nessas áreas e, quando da reversão do ciclo econômico, os gastos tenham que desacelerar bruscamente”, justificaram os autores da proposta. Dom Paz contesta a argumentação do governo interino de “estabilizar o crescimento da despesa primária, como instrumento para conter a expansão da dívida pública”. “Esse é o objetivo desta proposta de Emenda à Constituição, no entanto, traduzindo para os efeitos reais da sua aplicação, significa cortes drásticos na saúde, educação, habitação, transportes etc”, diz. “Esta visão econômica, que volta aos anos 90 da hegemonia neoliberal e do Acordo de Washington, deixa claro que a dívida está muito acima da vida

ta seja aprovada e que a população sinta seus desdobramentos “perversos” na seguridade social e na saúde. “Devemos manifestar nosso repúdio e indignação, pensando como sempre nos mais pobres que serão as vítimas principais desta política antipopular contra a vida. Conclamar a uma mobilização geral em defesa da Constituição, do Estado Social de Direito, da Seguridade Social e do SUS”, exorta. Participação A CNBB tem participado de audiências públicas e outros espaços de do povo e que a economia para ser sana- debate, junto com a Pastoral da Saúde, da exige o sacrifício da população espe- sobre o financiamento da saúde e os cialmente aqueles que não estão inclu- investimentos sociais. No último dia 5, ídos no mercado”, denuncia dom Paz. o bispo auxiliar de Brasília e secretário “O tripé econômico de meta infla- da Conferência, dom Leonardo Ulrich ção, altos juros e superávit primário Steiner, alertou, no Senado, que a PEC traz como consequências: o aumento significará um “retrocesso” para o da desigualdade, coloca em risco a ex- País. pansão duradoura e prejudica seriaNo dia 6, a Pastoral da Saúde e entimente a sustentabilidade do cresci- dades sociais realizaram a Marcha em mento”, analisa o bispo. Defesa da Saúde, da Seguridade Social Em seu artigo, o bispo fala das con- e da Democracia, na Esplanada dos sequências da PEC para a população, Ministérios, em Brasília. A mobilizacomo o aumento de doenças e mortes, ção, de acordo com os organizadores, além de apresentar os benefícios de foi contra as medidas anunciadas pelo gastos sociais nos índices do “multi- governo interino “que promove perdas plicador fiscal”. de direitos e o desmonte da saúde púAo final do texto, ele escreve sobre blica”. o que fazer para impedir que a proposFonte Site CNBB Nacional

PAPA FRANCISCO: “A VIDA É UM ESPETÁCULO INCRÍVEL”

“Você pode ter defeitos, ser ansioso, e viver alguma vez irritado, mas não esqueça que a sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode impedir que vá em declínio. Muitos lhe apreciam, lhe admiram e o amam. Gostaria que lembrasse que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, uma estrada sem acidentes,

trabalho sem cansaço, relações sem decepções. Ser feliz é achar a força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor na discórdia. Ser feliz não é só apreciar o sorriso, mas também refletir sobre a tristeza.Não é só celebrar os sucessos, mas aprender lições dos fracassos. Não é só sentir-se feliz com os aplausos, mas ser feliz no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões, períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista para aqueles que conseguem viajar para dentro de si mesmo. Ser feliz é parar de sentir-se vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas conseguir achar um oásis no fundo da nossa alma. É agradecer a Deus por cada manhã, pelo milagre da vida. Ser feliz, não é ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si. É ter coragem de ouvir um "não". É sentir-se seguro ao receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar os filhos, mimar os pais, vi-

ver momentos poéticos com os amigos, mesmo quando nos magoam. Ser feliz é deixar viver a criatura que vive em cada um de nós, livre, alegre e simples. É ter maturidade para poder dizer: "errei". É ter a coragem de dizer: "perdão". É ter a sensibilidade para dizer: "eu preciso de você". É ter a capacidade de dizer: "te amo". Que a tua vida se torne um jardim de oportunidades para ser feliz... Que nas suas primaveras seja amante da alegria. Que nos seus invernos seja amante da sabedoria. E que quando errar recomece tudo do início. Pois somente assim será apaixonado pela vida. Descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Utilizar as perdas para treinar a paciência. Usar os erros para esculpir a serenidade. Utilizar a dor para lapidar o prazer. Utilizar os obstáculos para abrir janelas de inteligência. Nunca desista....Nunca renuncie às pessoas que lhes amam. Nunca renuncie à felicidade, pois a vida é um espetáculo incrível.


NEWS

OUTUBRO/2016

07

PRIMEIRO CASAMENTO POR PROCURAÇÃO NO MUNICÍPIO DE ITALVA UNE UMA ITALVENSE A UM AMERICANO A globalização chegou definitivamente a um dos ícones mais tradicionais da família brasileira: o casamento civil. Repetindo inovação que aconteceu no Município de Italva-RJ, o cartório de Registro Civil, realizado pela Juíza de Paz Mara Suely Pessanha, ousou, e realizou no dia 14 de outubro o primeiro casamento unindo à noiva Elizangela Crispim, presente à celebração, com o noivo natural de Portugal José Loureiro, que atualmente reside nos Estados Unidos. A legislação brasileira permite a realização do casa-

mento através de procuração. Ou seja, outra pessoa que não o(a) noivo(a) está apta a presenciar o ato, em nome do(a) noivo(a), perante a autoridade que celebrará o casamento. O art. 1.542 do Código Civil Brasileiro dispõe que “o casamento pode celebrar-se mediante procuração, por instrumento público, com poderes especiais.” "Foi diferente, bem interessante", afirmou a Oficial. "A noiva questionou sobre a possibilidade da conexão on line com o noivo, o que foi de pronto providenciado pela Serventia, para que este pudesse, mesmo à distância, compartilhar a emoção da cerimônia, e poder ouvir as palavras da Juíza de Paz", explicou Elisangela, que esclareceu que o noivo esteve representado na cerimônia por sua irmã Kelly Crispim, nomeada procuradora. Este Casamento, sem dúvida marcou a todos os presentes no Registro Civil de Italva onde todos ficaram emocionados. Que os noivos, agora casados sejam muitos felizes. Elisangela Crispim, agora aguarda a documentação de praxe para que possa fixar residência nos Estados Unidos ao lado de seu Marido José Loureiro.

MINION FAZ A FESTA COM AS CRIANÇAS NA AÇAITERIA E SORVETERIA MAIS SABOR EM ITALVA sorvetes, açai e paletitas da Mais Sabor, inclusive as novidades sorvete banana com nutela, sorvete rafaello e os picolés macakids. A galerinha obviamente ficou feliz com mais esse presentão da Açaiteria e Sorveteria Mais Sabor em Italva.

Q

s re ho s el ço M e Pr

ua Ma li is da de

Mais uma vez a Açaiteria e Sorveteria Mais Sabor em Italva não deixou o Dias das Crianças passar em branco. A criançada se divertiu com o Minion que brincou e tirou fotos com a criançada que aproveitou o dia quente para saborear os deliciosos


NEWS OUTUBRO/2016

Cristina Rios e Geane Vincler

Festa Santo Eduardo

Desine e Paulo Sérgio Enoque e Kamila

Marcos Raça e Veronica Madureira

Lu Amil, Dirceu Amil e Iracilda Teixeira

Jefferson Leite e Paola Ribeiro

Luiz Carlos Gomes e netas Isabele e Rayna

Dr. Sandro Dias e Tays Cordeiro


NEWS OUTUBRO/2016

O clima na Globo não parece muito bom por conta de algumas mudanças que deverão ocorrer ainda ano que vem na programação. Angélica, que anda com uma baixa audiência em seu programa “Estrelas”, transmitido aos sábados, poderá ver sua atração se tornar apenas um quadro do “Video Show”. Fátima Bernardes é outra que não está nada feliz. Isso porque querem tirar o “É de Casa” dos sábados de manhã e colocar no horário do “Encontro”.

Fonte: Yahoo Celebridades

Angélica e Fátima Bernardes andam insatisfeitas com possíveis mudanças na Globo Neto Sardinha, Geane Vincler, Cristina Rios, Claudia Cantarino, Prefeito Gege Cantarino e Thiago Vantarino Rayra Figueiredo e William Souza Rene Ferraz e Cláudia Márcia Telma Felix, Elbinha, Ana Lúcia e Binha

Walkiria Cordeiro e Família

Weiber Soares e Caroline Florido

Admar, Herondina, Ferreira e Cesar Carneiro

Alex, Vereador Marcao, Prefeito Eleito Rafael Diniz e Ormíria

(Farmácia do Enock)

Cardosenses curtindo Show Aviões

(22) 2783-1415 / 2783-2780 Av. Gov. Leonel de Moura Brizola, 354 - Boa Vista - Italva/RJ

2783-1333 - 2783-2580 - 99775-0952

A FARMÁCIA POPULAR MUDOU! MUDOU PARA MELHOR!

Unidade 14: Rua São Sebastião, Italva/RJ

www.cardosonet.com.br TEL: (22) 2785-1117 CEL: (22) 99974-5190

www.italvense.com.br s.v.italvense@bol.com.br


NEWS

10

OUTUBRO/2016


NEWS

OUTUBRO/2016

11

FESTIVAL GASTRONÔMICO AGITA MIRACEMA EM NOVEMBRO Fest Gourmet será o primeiro evento do Núcleo Gastronômico Mira Gourmet - Culinária das Colônias O primeiro festival gastronômico de Miracema, no Noroeste Fluminense, já tem data marcada. Entre os dias 11 e 30 de novembro o núcleo gastronômico “Mira Gourmet – Culinária das Colônias” realiza o I Fest Gourmet, onde os estabelecimentos participantes vão oferecer pratos especiais com preços que variam entre R$ 10 e R$ 30. Nos dias 11, 12, 13, 14 e 15/11, o festival acontece na Praça do Rink, no centro de Miracema, com shows musicais e eventos culturais, cuja programação já está sendo preparada pelos organizadores e irá prestigiar os artistas locais. O objetivo é reunir as famílias miracemenses e visitantes em uma praça de alimentação onde serão servidos o melhor da culinária de Miracema, com música ambiente, promovendo um circuito integrado entre os estabelecimentos que participam do evento. Após o dia 15, os pratos poderão ser degustados nos restaurantes participantes, até o dia 30/11, seguindo os horários de funcionamento de cada um. O I Fest Gourmet é uma realização do Núcleo Mira Gourmet – Culinária das Colônias, com patrocínio do SEBRAE/RJ e apoio da Prefeitura de Miracema, Colombo Festas e Eventos, Ponto Designer e União Visual. O festival pretende evidenciar as potencialidades dos restaurantes, lanchonetes, bares, padarias e buffets, destacando os chefs e suas receitas, e usando a culinária local para fomentar o turismo na

cidade. O festival foi anunciado durante o lançamento do Núcleo Mira Gourmet, na última segunda (10/10). Composto por 12 estabelecimentos do segmento de alimentos e bebidas, o Núcleo foi formado pelo SEBRAE/RJ, através do Programa Sebrae na Mesa, com apoio da Prefeitura de Miracema, através das Secretarias de Emprego e Renda e de Cultura e Turismo. O objetivo é aperfeiçoar e divulgar a culinária local, aumentar o fluxo de turismo na cidade além de fomentar a cultura local do associativismo, do empreendedorismo, das expressões artísticas e da gastronomia. A empresária Simone de Paula Marques conta que o Núcleo surgiu de uma iniciativa da Prefeitura, que procurou o SEBRAE para alavancar a gastronomia, a cultura e o turismo. “Nós começamos a participar das reuniões e vimos que a criação do Núcleo seria positiva para os municípios e também para nós, empresários. E a realização do festival vem da necessidade de termos mais eventos na cidade. Sempre fomos uma cidade festiva, cheia de eventos, e isso foi ficando para trás. Queremos organizar pelo menos três festivais por ano, com temas e pratos diferentes. Vamos unir a boa culinária com a cultura e alavancar a economia de Miracema”, diz Simone.

Os estabelecimentos que integram o Núcleo são: Banana Grill, L e M u s t Ta b e r n a , E m p ó r i o Speciale, Padaria da Maria, Sorveteria Picolelo, Sol de Verão Festas, Restaurante Delom, Açougue Colombo, Tudo Acaba em Pizza, Sushi House Miracema, Pizzaria e Restaurante Snob's, Beer 87 (cervejaria artesanal). Desde julho os empresários tem participado de oficinas e capacitações visando o aprimoramento da atividade. Coordenador regional do Sebrae/RJ no Noroeste Fluminense, Nelson Rocha filho destaca o protagonismo dos empresários. “O Núcleo Mira Gourmet é resultado do esforço de cada um dos participantes, que enxergaram no associativismo o caminho para vencer as dificuldades e fortalecer seu negócio. O Sebrae apoia a iniciativa e vai ajudar a melhorar a gestão das empresas para aprimorar o segmento. Estamos incentivando o desenvolvimento da gastronomia em todo o Noroeste porque acreditamos que a nossa culinária é uma grande aliada para fortalecer o turismo nas cidades da região”, afirma.

PENTE-FINO: INSS CANCELA 80% DOS AUXÍLIOS-DOENÇA No primeiro mês da operação pente-fino em auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, concedidos pelo INSS, o órgão já cancelou 80% dos benefícios analisados. Segundo balanço divulgado pela Associação Nacional dos Médicos Peritos do INSS (ANMP), os 20% dos casos que estavam de acordo com as normas foram transformados em aposentadoria por invalidez. O objetivo da operação é fazer uma revisão nos benefícios que estavam há mais de dois anos sem passar por perícia. Estão nessa situação 530 mil pessoas que recebem auxílio-doença e 1,1 milhão de aposentados por invalidez. Segundo a ANMP, só foram analisados, até agora, 5.000 casos de auxílio-doença. As informações constam em matéria de O Globo. Depois desses primeiros levantamentos, o órgão chegou à conclusão de que metade dos segurados irregulares estavam trabalhando e contribuindo com a Previdência, o que não é permitido. A análise também detectou que 20% dos envolvidos nunca contribuíram com a Previdência ou não atingiram o número mínimo de contribuições necessário para ter direito ao benefício. “Mais da metade das pes-

soas com a situação analisada estava trabalhando, e 20% não eram nem filiado ao INSS. Ou seja, os juízes estão dando direito a quem não tem. A gente já esperava que os números fossem altos. Essa revisão vai fazer com que o dinheiro seja pago a quem realmente tem direito”, disse o presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos do INSS, Francisco Cardoso. O INSS está enviando pelos Correios cartas registradas para os beneficiários informando sobre a necessidade de fazer a revisão. As primeiras convocações ocorreram no início do mês passado. Ainda de acordo com O Globo, também há casos de beneficiários que deveriam receber auxílio-doença por motivo de incapacidade temporária, mas já eram contemplados há mais de 15 anos, e de mulheres que continuam recebendo o benefício concedido anos antes, por determinação judicial, devido a uma gestação de risco. Ao anunciar o pente-fino, no início de julho, o governo estimou uma economia de cerca de R$ 6,3 bilhões.

INELEGÍVEIS, EX-PREFEITOS FAZEM SUAS MULHERES PREFEITAS As eleições municipais deste ano no Estado do Rio reservaram um papel especial para algumas mulheres que se elegeram prefeitas em seus municípios. Elas substituíram seus maridos, que por estarem inelegíveis, ficaram de fora da disputa, mas continuam a controlar indiretamente as prefeituras de suas cidades, através das esposas. Em Carapebus, o ex-prefeito Eduardo Cordeiro (PP), que enfrenta problemas na Justiça, lançou à última hora sua mulher como candidata, a servidora pública estadual Christiane Cordeiro (PP), eleita prefeita. “Ele estava com as certidões nas mãos, dando-lhe a garantia de que sua candida-

tura poderia ser lançada, mas preferiu não arriscar diante de eventuais problemas”, disse o jornalista Nilo Muniz, um dos coordenadores da campanha da futura prefeita. Em Saquarema, na Região dos Lagos, o ex-prefeito Antônio Peres Alves (PTN), também na mesma situação, escalou também a esposa Manoela Peres (PTN) para disputar a prefeitura, sendo vitoriosa na disputa. Manoela destronou o deputado estadual Paulo Mello (PMDB), cacique da política local, derrotando o seu candidato e afilhado político Hamilton Nunes (PMDB), o

SUA INTERNET PERTO DE VOCÊ.

Pitico, apoiado também pela atual prefeita Franciane Motta, mulher de Mello. A prefeita eleita teve 23.600 votos, 52,20% do total apurado e Pitico obteve 20.037. Manuela foi anunciada como postulante ao cargo de prefeito há menos de um mês, quando o partido resolveu substituir seu marido por conta de problemas judiciais. Inelegível até 2020, condenado por improbidade administrativa, o ex-prefeito de Araruama, Francisco Carlos Fernandes Ribeiro (PDT), o Chiquinho da Educação (PDT), teve cinco contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), além de inúmeras multas. No entanto, nada disso o desencorajou a lançar sua mulher Livia Soares Belo da Silva, a Lívia de Chiquinho (PDT), emprestando-lhe também o próprio nome.

2783-1313 Cel. Luiz Salles

Italva/RJ

Direção: Nelton Gonçalves de Souza Fone: 99958-0799 lojaitalva@hotmail.com

PADARIA & AÇOUGUE


NEWS

12

OUTUBRO/2016

PRODUTORES EM ITALVA/RJ

TRABALHO COLETIVO NO CAMPO MELHORA QUALIDADE DE VIDA No meio rural é comum que produtores trabalhem em sistema de mutirão. Plantar ou colher com o apoio de parceiros promove economia de despesas com mão de obra. Em Italva essa integração na agricultura familiar tem se fortalecido. A disseminação dos projetos do Programa Rio Rural, com incentivos do Banco Mundial, está dinamizando a produção agrícola, aumentando o número de áreas cultivadas e melhorando a geração de renda das comunidades. Na microbacia Valão Carqueja, assim como em outras áreas de Italva, algumas famílias começaram a trabalhar em mutirão desde a década de 1950, época em que a produção de arroz estava em alta. Com a desvalorização do produto, os grupos se desmobilizaram. A chegada do programa, há quase dez anos, renovou o ânimo e a tradição do trabalho em conjunto. “A queda no preço do arroz fez as pessoas se mudarem para as cidades. Com a renovação da agricultura, muitas famílias querem voltar”, conta o agricultor Almeirindo Corrêa. Quatro famílias vizinhas à propriedade de Corrêa trabalham com ele. Em dias pré-determinados, o grupo se reúne para fazer a colheita em uma das lavouras, fartamente abastecidas com pi-

pimentão e 1.200 de tomate. “Eu trabalhava para os outros. Hoje, somos os nossos patrões. É incomparável”, diz o agricultor.

mentão e tomate. A cada semana, 61 toneladas são colhidas na microbacia e levadas para comercialização no município de Itaocara. “O mutirão é muito bom. Plantar sozinho é possível, mas colher não dá. Caso contrário, eu perderia parte da lavoura”, comenta o agricultor Agnaldo da Silva. Por dois anos, Silva trabalhou em uma serralheria. Ao perceber que o momento era propício, ele retornou ao campo e hoje tira o sustento da família exclusivamente da horta. Semeando melhorias Não são apenas os beneficiários

do Rio Rural que saem ganhando. Os efeitos da melhoria de renda impactam toda a comunidade agrícola. Ao receber incentivos do programa e implantar a irrigação mecanizada, Almeirindo Corrêa passou a ter tempo para aumentar sua área cultivada. Mas com a necessidade de mais mão de obra, foi preciso também ampliar a rede de parceiros. Corrêa decidiu, então, ceder um pequeno espaço dentro de sua propriedade para que o produtor Francisco Pereira construísse uma casa. Aos poucos, o novo morador estabeleceu sua lavoura de 7 mil pés de

Unir para preservar A integração das famílias tem efeito positivo nos cuidados ambientais. Na microbacia Valão Carqueja, o Rio Rural também forneceu incentivos para a proteção de uma área de recarga de 27 hectares, que abrange nove propriedades. “Há 40 anos, o pessoal colocava fogo na mata. Hoje, não mais. A natureza já nos respondeu que estamos no rumo certo. Enquanto muita gente passa sufoco com a seca, nós temos água”, comemora Corrêa. Para o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, esse é um dos maiores legados que serão deixados pelo Rio Rural. “Além dos inúmeros benefícios aos agricultores, o programa também apoia a adequação ambiental das propriedades, o que antes não era possível, muitas vezes por falta de recursos. A conscientização do produtor e o protagonismo rural vão ficar para as futuras gerações”, enfatiza. Fonte: Rio Rural

CARDOSO MOREIRA/RJ

SAÚDE BUCAL VEM SE DESTACANDO COMO UMA DAS MELHORES O município de Cardoso Moreira-RJ, vem se destacando no cenário quando o assunto é Saúde Bucal e vem mostrando que os cuidados com a saúde da população têm prioridade e estão sendo levados a sério. A Saúde Bucal nos últimos anos está sendo referência com apresentação de trabalhos, projetos e programas de saúde bucal. Para o coordenador de Saúde Bucal, Dr. André Soares, o serviço é muito bem estruturado. “Temos uma atenção em rede muito abrangente, estamos no caminho certo, graças ao comprometimento de toda equipe de Saúde Bucal”, conta. Percebe-se que as ações desenvolvidas pela Equipe de Saúde Bucal do Município de Cardoso Moreira estão de acordo com as estratégias emanadas do Ministério da Saúde, visando à melhoria da qualidade de vida da população e o resgate da autoestima, estimulando o comprometimento com sua saúde, afinal a saúde começa pela boca.

REIS Distribuição

tos n e Alim

se a d bi e Rua Amélia Motta, 03 B Centro - CEP 28.250-000 Italva-RJ

Ricardo

22

2783-2916 99825-4462

reis.r.d@hotmail.com

C

CA M I N I L

ÉDICA ODONTOLÓGICA DE ITALVA

- dentística - prótese - endodontia - ortodontia - implantes dentários - cirurgias

O SORRISO É O GESTO MAIS LINDO DO SER HUMANO

VÁ AO DENTISTA

Dra. Verônica Fernandes Corrêa Dra. Isabel Cristina S. Fernandes Rua Amélia Motta, 41 - Italva/RJ

22

2783-1186

Av. Cardoso Moreira, 322 sala 210 - Itaperuna/RJ

22

3824-1723


NEWS

OUTUBRO/2016

13

'AO MESTRE COM CARINHO' ESTREIA NO 'CALDEIRÃO' COM HOMENAGEM NO DIA DO PROFESSOR Não podia ter data melhor: no Dia do Professor, 15/10, o Caldeirão estreou o quadro Ao Mestre com Carinho com uma linda homenagem à professora Regina Célia Leal, do Colégio Estadual Oscar Batista, considerado um dos três melhores da rede pública no Brasil e a melhor do Estado do Rio. Para isso, Luciano Huck foi até o distrito de São João do Paraíso, no Rio de Janeiro! Imagine só: Regina vem de uma família de cinco crianças em que os pais eram lavradores e decidiu que queria fazer uma reviravolta na sua vida e estudar. Acabou se tornando professora de História e deu aulas para boa

parte da cidade onde mora. Para estrear o Ao Mestre com Carinho, o Caldeirão realizou um sonho da professora a levando para conhecer Portugal. Para fechar com chave de ouro, Luciano Huck recebeu Regina Célia no palco do Caldeirão para mostrar a homenagem que a cidade inteira fez para ela no distrito de São João do Paraíso: em um vídeo sem cortes, a galera armou uma baita festa para honrá-la no dia dela e de todos os professores do Brasil. Parabéns aos nossos educadores! Fonte G1

Supermercado São João Bebidas - Ração para animais e um completo açougue

20 anos de bom

atendimento TELE-ENTREGA (22) 2785-2172/1389 Cardoso Moreira/RJ

3865-1295 - São João do Paraíso - RJ


NEWS

14

OPINIÃO POR JOSÉ HENRIQUE VAILLANT

Em Calçado, votos de Cuíca aquém do esperado foram pesos insuficientes para equilibrar a balança da Justiça, que pendeu para José Carlos de Almeida? Parece que os eleitores de Zé Carlos (PMDB) em SÃO JOSÉ DO CALÇADO/ES, intuíram que só uma vitória com uma grande margem de diferença seria condicionante para que ele assumisse. Bingo, vai assumir. Condenado à perda do mandato decidida pela Câmara se não me engano no tercdeiro ano de sua primeira administração (2011), com o detalhe de que naquela oportunidade o presidente da “Casa Cassadora” era o seu atual vice-prefeito Teté, Zé Carlos teve o recurso deferido pelo TRE/ES, que contrariou argumentação interposta pelo segundo colocado Cuíca. No entendimento da corte, a cassação que foi chancelada em 1ª instância do Judiciário não previa a perda dos direitos políticos, como informa o Jornal Folha Vitória. Por que digo que a opinião pública pode ter influenciado a tomada de decisão dos doutos juízes? Insinuo, acaso, que suas excelências foram parciais? Que saltitaram nas botinas com solas de tachinhas em cima das leis e da Constituição? Não. Coloquemos de outra maneira: numa democracia, a vontade da maioria é soberana. E quanto mais expressiva essa maioria, mais soberana tende a ser sua vontade. Decisões judiciais não advêm de ciências exatas como a Lei da Gravidade, que independentemente de quem vê, de onde vê, da hora que vê, os corpos caem inapelavelmente. No Direito a coisa é mais subjetiva, sujeita a interpretações de seres humanos com conceitos e entendimentos os mais diversos, ainda que numa assembleia de vestais. Fosse diferente não existiriam recursos, advogados, erros jurídicos, coisa e tal. E mesmo as togas em plenários refrigerados não estão imu-

Zé Carlos nes às emanações quentes das urnas, cuja influência pode ser sutil, imperceptível, por osmose. A diferença de Zé Carlos para Cuíca (PDT) foi grande. Tanto que, se o município tivesse hipoteticamente mais de 200 mil habitantes, Zé Carlos precisaria de meros 0,7% a mais de votos válidos para levar no primeiro turno. Ele ganhou de Cuíca por 3.584 x 2012. Foram 49,3% contra 27.7% dos 7261 votos válidos (os demais candidatos, professor Ciro - PV e Bodoque – PROS obtiveram respectivamente 1489 e 176). Portanto, Zé Carlos assume, acima de tudo, com a legitimidade das urnas e com as bênçãos do PMDB do governador Paulo Hartung, que é diferente do de Cabral, Pezão e Paes, no RJ (e pesadelo de Sávio Saboia em Bom Jesus do Itabapoana/RJ). O que faltou a Cuíca foi o entendimento contrário da Justiça, claro, que indeferiu suas aspirações. Mas tenho pra mim que se ele realmente tivesse tido votos suficientes para reduzir a um tamanho ínfimo a derrota (como ocorreu, aliás, com o próprio Zé Carlos em 2008, quando ganhou de Alcemar Pimentel naquela oportunidade por exíguos 119 votos), a banda poderia ter tocado música diferente da “campeão, vencedor, ô, uô…”.

OUTUBRO/2016

PF DEFLAGRA OPERAÇÃO QUE MIRA EM BANDA AVIÕES DO FORRÓ

Divulgação – site ocial

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram nesta terça-feira a Operação “For All” que investiga fraudes no imposto de renda envolvendo o grupo cearense Aviões do Forró, que administra, entre outras bandas, a Aviões do Forró e casas de show. As investigações apontam que o grupo estaria fornecendo dados falsos ou omitindo informações relevantes em suas declarações de Imposto de Renda, para eximir-se da cobrança de tributos, além da possível ocorrência de lavagem de capitais, falsidade ideológica e associação criminosa. A Coluna apurou que a banda Aviões do Forró também é alvo da operação e há mandados de condução coercitiva contra os cantores Solange Almeida e José Alexandre, conhecido como Xandy Avião. Não há presos nessa operação. Os envolvidos tiveram seus sigilos fiscais quebrados pela investigação, o que ajudou a localizar diversas pessoas físicas e jurídicas envolvidas no esquema. Os investigados são acusados de inserir dados falsos em declarações de Imposto de Renda; não declararem aquisição de veículos e imóveis. Há, ainda, divergências sobre valores pagos a título de distribuição de lucros e dividendos, movimentações bancárias incompatíveis com os rendimentos declarados, pagamentos elevados em espécie, além das diversas variações patrimoniais a descoberto. A PF informa que o nome “FOR ALL” faz referência à expressão da língua inglesa “for all” (para todos), uma vez que existem notícias de que no início do século XX, os engenheiros britânicos, instalados em

Os cantores Sol e Xandy, da Aviões do Forró

Pernambuco para construir a ferrovia Great Western, promoviam bailes abertos ao público (for all). Assim, o termo passaria a ser pronunciado “forró” pelos nordestinos. O nome da operação veio dessa origem popular da palavra Forró, principal ramo de atividade do grupo investigado. Estão sendo cumpridos 32 mandados de condução coercitiva e 44 de busca e apreensão, além de terem sido decretados os bloqueios de imóveis e veículos de pessoas ligadas a grupo empresarial atuante no ramo do entretenimento e responsável por grandes bandas de forró e casas de shows do Estado. Fonte: Andreza Matais

PREFEITO DE CARDOSO MOREIRA GEGE CANTARINO RENUNCIA AO DIREITO DE RECEBER SEU PRÓPRIO SALÁRIO Por Cristina Rios Para tentar conter gastos e arcar com custos essenciais até o final do ano, e mostrando mais uma vez o comprometimento com a população Cardosense, o prefeito Gege Cantarino surpreendeu a todos ao assinar o Decreto Nº. 072, de 3 de outubro 2016, renunciando ao direito de receber dos cofres públicos os subsídios correspondentes ao cargo de prefeito, referente aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016. Com a renúncia dos vencimentos do chefe do Executivo, haverá uma economia considerável neste trimestre no Município de Cardoso Moreira. Ao prefeito Gege Cantarino meus parabéns pela bela atitude consciente, e que Deus esteja sempre presente em suas decisões!


NEWS

OUTUBRO/2016

15

FESTA REVERENCIA SANTO EDUARDO Os olhos de encantamento daqueles que presenciaram, até então, pela última vez na década de 80, os desfiles pela principal Rua de Santo Eduardo, 13º distrito de Campos, foram resgatados no anoitecer do último sábado (15). A história da localidade, fundada em meados do século 19, foi retratada em alegorias e principalmente na garra da comunidade, representada por moradores que iam de crianças a idosos. O desfile foi um dos pontos altos da tradicional festa em homenagem ao padroeiro, na sua 155ª edição, que chegou ao fim do dia 17 de outubro. Usando da metalinguagem, o idealizador do desfile, Thiago Gomes, fez um resgate histórico, relembrando os grandes eventos já realizados na localidade. “A nova geração não conhece a história de Santo Eduardo. Além de resgatar uma tradição perdida há quase 30 anos, dando a oportunidade aos mais jovens de presenciar o que seus pais e avós vivenciaram, foi gratificante ver também a emoção dos que voltaram a desfilar após anos e os que assistiram”, destacou Thiago. Aberto por cavaleiros e um pelotão de bandeiras o desfile seguiu ao som da tradicional banda marcial de Santo Eduardo. Foram alegorias e alas referenciando o progresso que avançou em forma de trilhos, que modificou a bucólica paisagem, rumo a Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo. A estação ferroviária, a maior do interior, ganhou uma réplica, resgatando o início de um novo tempo para a região, graças à chegada da companhia inglesa Leopoldina Railway, responsável pela construção da Estrada de Ferro Leopoldina. Os ingleses foram os primeiros a chegar e abriram caminho para a vinda de outros imigrantes: libaneses, portugueses, italianos, franceses, suíços. A presença dos ingleses para construir a estrada de ferro, ligando os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, deu nome à vila e consagrou seu padroeiro — uma homenagem ao Rei Eduardo, da Inglaterra. Até então o santo estrangeiro era pouco venerado no país e desconhecido para a maioria dos católicos da região. Outro marco importante para a localidade foi à construção da Igreja Matriz de Santo Eduardo, cuja fundação acredita-se ter ocorrido no mesmo ano da criação da vila. No início, era uma simples capela, mas a fé da comunidade a transformou em uma igreja para abrigar um rei. O altar principal da igreja foi replicado em uma alegoria, que trouxe um jovem com as vestimentas do padroeiro, ladeado por dois anjos. A comunidade foi crescendo no entorno da igreja e a economia acompanhou esta prosperidade graças, principalmente, às culturas da cana-de-açúcar e do café, também retratado por um carro de boi no desfile. A cultura do café era tão forte que Santo Eduardo chegou a abrigar um escritório do Instituto Brasileiro do Café, que ficava localizado no bairro do Departamento. Banda Elite Vibe A história também se revelou com a criação de uma escola. O Grupo Escolar Estefânia Pereira Pinto foi o primeiro educandário de Santo Eduardo, construído pela Família Pereira Pinto. Na década de 60, por obra do então governador do Rio de Janeiro, o santoeduardense Celso Peçanha, que depois virou a Escola Estadual Estefânia Pereira Pinto. Pessoas que estudaram e estudam neste colégio deram ao desfile ainda mais realidade, assim como os que freqüentaram o extinto Cenecista, que hoje é a Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida. No passado, eram as escolas, junto com a Usina Santa Maria, que organizavam os desfiles, que marcaram época em Santo Eduardo. Na década de 1960, o tema 'Primavera Através do Mundo' mostrou como vários países recebiam a estação das flores. Além de uma charrete enfeitada com flores, o grande destaque foi uma ala de alunos e professores da Creche Escola Municipal Professor Paulo Freire. A diversidade musical também esteve presente no evento. Um ala relembrou o desfile “Ritmos Brasileiros”, organizado na década 70. No alto de um carro alegórico, uma Carmem Miranda saudava o público. Outro evento que marcou época e que era o último, até então, foi o que contou a vida de Jesus Cristo, na década de 80. Neste ano, um presépio foi à rua para contar parte da maior historia do mundo. O desfile foi encerrado com uma homenagem a Celso Peçanha, filho mais ilustre de Santo Eduardo, que morreu em 13 de junho, aos 99 anos. Advogado, jornalista, professor, escritor e político, Celso Peçanha não poupou esforços para o desenvolvimento de Santo Eduardo. Ele governou o Estado do Rio de Janeiro, entre 1961 e 1962. Também foi prefeito de Bom Jardim, Rio Bonito e deputado federal. Nasceu na Fazenda Coqueiro, em 2 de agosto de 1916. Como legado, ele nos deixou o campo de futebol, o posto de saúde, a Praça Nilo Peçanha e contribuiu para a construção do Centro PóMelhoramento de Santo Eduardo. A festa durou cinco dias e contou ainda com a parte religiosa, barracas e vários shows, dentre eles a Banda TB6 e Elite Vibe. O prefeito eleito de Campos dos Goytacazes Rafael Diniz acompanhado pelos Vereadores Marcão, Fred Machado e Abu marcou presença, fato este marcante, pois há muitos anos que um Prefeito não comparece nos Festejos de Santo Eduardo. - Por Thiago Gomes - Fonte folha da Manhã

Santo Eduardo e Ponte do Itabapoana

Tels.

Prefeito eleito Rafael Diniz (2º a partir da esq.), vereadores Marcão, Fred Machado e Abu

Banda TB6


NEWS

16

OUTUBRO/2016

NTATO Controle de Ponto e Acesso Tradição e qualidade em sistema de Controle de Ponto, há 35 anos de credibilidade no mercado.

VEM AÍ O ANIVERSÁRIO DA AUTOESCOLA ITALVA COM UMA GRANDE PROMOÇÃO DE HABILITAÇÃO!!!!

Comercial | Financeiro Tel: (21) 2581-0125 | 2233-7641 (21) 2281-6712 | 2233-5720 Site: www.contatorelogios.com.br

Rod. BR 356 - KM 77 - Italva/RJ DIREÇÃO: ROBERTO WAGNER DA SILVA

TEL 22 27831695

Jornaltemponewsed 12 online  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you