Issuu on Google+


Implicações Genéticas nas Doenças do Coração Dr. Alexandre da Costa Pereira Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular – InCor - HCFMUSP


CASO 43 Masculino, 56 anos – dor precordial


CASO 43 Dados do paciente: 56 anos, masculino. Dor precordial. ECG: - Ritmo sinusal, com frequência de 60 bpm; P = 0,09s; PR = 205ms; QRS = 0,09; QTc = 440ms. SÂQRS = -30º. Presença de Supradesnivelamento do segmento ST de V1 a V3. Discussão: - A Síndrome de Brugada é uma doença genética autossômica dominante, com maior prevalência em homens, principalmente relacionado a defeito no cromossomo 3 (SCN5A) com predisposição à morte súbita por arritmias ventriculares complexas. A manifestação eletrocardiográfica dessa Síndrome, nem sempre evidente, é a elevação do ponto J de V1 a V3.

Conclusão: - ECG com padrão da Síndrome de Brugada. REF.: Antzelevitch, C., Pacing Clim Electrophysiol 2006, oct, 29 (10):1130-59.


Casodralexandreperera