Issuu on Google+

O IMPACTO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZADO (AVA) NA ADESAO TERAPÊUTICA E NO EFEITO DO JALECO BRANCO DO HIPERTENSO Enfª Isabela Ribeiro Braga Fistarol1,2, Drº Luiz Aparecido Bortolotto2 , Drª Ivonete Sanches Giacometti Kowalski2, Drº Chao Lung Wen3, Drº Dante Marcelo Artigas Giorgi2, Drª Miriam Tsunemi4, Drª Margarida Vieira5, Drª Grazia Maria Guerra1,2

1. Centro Universitário São Camilo – Mestrado Profissional em Enfermagem no Processo do Cuidar – São Paulo 2. Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (InCor FMUSP) – São Paulo 3. Telemedicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – São Paulo 4. Departamento de Bioestatística do Instituto de Biociência da UNESP SP – Botucatu 5. Universidade Católica Portuguesa UCP – Cidade do Porto, Portugal

Introdução: A Hipertensão Arterial Sistêmica é um fator de alto risco para as doenças cardiovasculares e tem se tornado problema de saúde pública no mundo. A prevenção da hipertensão exige mudanças no estilo de vida e a adesão ao tratamento. Objetivos: Avaliar o impacto de um Programa de promoção e educação em saúde no Ambiente Virtual de Aprendizado (AVA) “E-Care da Hipertensão” sobre a adesão terapêutica e o efeito do jaleco branco em pacientes hipertensos de difícil controle dos níveis pressóricos com orientação individual por meio da Consulta de Enfermagem a cada 20 dias, por um período de 120 dias através da tecnologia educacional. Métodos: Trata-se de um Ensaio Clínico Randomizado em andamento, no qual será constituído um grupo exclusivo que será empregada a orientação individual por meio da consulta de enfermagem a cada 20 dias, onde será testado o efeito adicional sobre o comportamento de adesão por meio do “AVA: E-Care da Hipertensão”. Serão aplicados os seguintes instrumentos de avaliação: Morisky e Green,


Inventário 1 Traço de Ansiedade e Inventário 2 Estado de Ansiedade de Spielberger, além do estudo da MAPA (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial) e MRPA (Monitorização Residencial da Pressão Arterial). A pesquisa será realizada com a randomização de 25 pacientes matriculados no Ambulatório da Unidade de Hipertensão do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. O ECare da Hipertensão disponibilizará um ambiente informacional para saúde de pacientes hipertensos com abordagem metodológica para aprofundar a circulação inter/transdisciplinar do conhecimento entre os campos de saberes com uso da tecnologia da informação. Constará com os

seguintes

materiais

instrucionais:

vídeos

com

entrevista

multiprofissional (enfermeiro, nutricionista, educador físico e psicóloga), debate entre especialistas (cardiologista, nefrologista e neurologista), curtas metragens, aulas em power point e webgame. O projeto em questão está sendo elaborado em paralelo ao projeto “A adesão do paciente hipertenso ao tratamento e o uso da comunicação terapêutica associada a tecnologia educacional” do Grupo de pesquisa da unidade de Hipertensão do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP com financiamento FAPESP 12/50556-1.

Enfª Isabela Ribeiro Braga Fistarol – isabela.braga@gmail.com Drª Grazia Maria Guerra - grazia.guerra@incor.usp.br Drª Ivonete Sanches Giacometti Kowalski - isg.kowalski@uol.com.br Drº ChaoLung Wen – chaolung@terra.com.br Drº Dante Marcelo Artigas Giorgi - hipdante@incor.usp.br Drª Miriam Tsunemi - mtsunemi@ibb.unesp.br Drª Margarida Vieira - mmvieira@porto.ucp.pt Drº Luiz Aparecido Bortolotto - luiz.bortolotto@incor.usp.br


A147