Issuu on Google+

Núcleo de Teleodontologia FOUSP: implementação e alcances Mary Caroline Skelton-Macedo, Ana Estela Haddad, Márcio Souza, Leandro Costa, João Humberto Antoniazzi – FOUSP, São Paulo – SP Objetivos Apresentar a experiência de implementação do Núcleo de Teleldontologia FOUSP, a metodologia adotada e os alcances internos e externos obtidos. Métodos A implementação do Núcleo de Teleodontologia FOUSP foi realizada com a oferta de um servidor dedicado à Plataforma Moodle para apoio ao ensino presencial. Os professores foram convidados a utilizar o ambiente virtual, sob oferta de apoio tecnológico e pedagógico. Os dados de inserção de cursos/disciplinas, usuários cadastrados (entre alunos e professores) foram coletados do sistema para se averiguar a adesão dos professores e qual o perfil de uso do ambiente. Também foram disponibilizados: apoio a construção de objetos educacionais (Centro de Referência para a Produção de Recursos Educacionais); mini-estúdio, sala de aula digital, sala de reuniões; sala de defesa de tese com professores a distância; e, oferta de comunicação síncrona. Foram registradas, em paralelo, as parcerias advindas da implementação. Resultados Em julho de 2013 os dados do sistema foram coletados, tabulados e analisados. Registrou-se: Graduação: 40 cursos – 834 alunos registrados; Pós-graduação: 09 cursos - 190 alunos registrados; Extensão: 06 cursos – 246 alunos registrados. Entre Professores/Tutores alcançou-se 325 registros. A adesão é duradoura e não somente pontual, como nas metodologias de adesão obrigatória. Esse movimento gerou inúmeras aproximações e parcerias, dentre as quais: o SIG de Teleodontologia pela Rede RUTE/RNP, pedido de criação de um Grupo de Trabalho na SBIS; o convite para a criação de um Working Group na ISfTeH - International Society for Telemedicine & eHealth. Além dessas parcerias, foram propostas outras, com as instâncias: ABENO - Associação Brasileira do Ensino Odontológico – parceria para lançamento de curso de capacitação para as Instituições de Ensino Superior implementarem núcleos de Teleodontologia; UERJ/UFRGS/Secretaria de Saúde do Mato Grosso do Sul; UFPB Videocolaboração em Saúde; Bireme; OPAS/MS; UnA-SUS; FMUSP Projeto CAPES; IBM do Brasil; UNIFESP; CROSP; e, Armado de Red Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Discussão A Teleodontologia tem alcançado espaço no meio odontológico e tecnológico. Os resultados obtidos por este mapeamento mostram a adesão educacional da FOUSP e a adesão das instâncias relacionadas. O método de adesão voluntária tem demostrado sua eficiência ao longo da implementação e das ações desenvolvidas na FOUSP e nas parcerias estabelecidas. Conclusão As experiências de obrigatoriedade de adesão incluem resistências que


comprometem os resultados da proposta. Apesar da estratégia empregada ser de lenta evolução, os resultados são sólidos, com atores que se envolvem por iniciativa própria e permanecem nas ações, com amadurecimento de uso das TIC. Não foram realizados levantamentos sobre a opinião pessoal dos atores, visto que estão em estágios de uso distintos e conhecimentos diversificados sobre o uso das TIC na formação em Saúde, o que induziria a dados não confiáveis. As parcerias mostram a solidez do projeto de implementação e permitem ampliação da rede. Mary Caroline Skelton-Macedo – marycskelton@gmail.com Ana Estela Haddad – aehaddad@gmail.com Márcio Souza - marciosouza12@gmail.com Leandro Costa - leandrocosta@usp.br João Humberto Antoniazzi – jhantoni@usp.br


A135