Issuu on Google+

Sistema interativo em Smarthphones para o diagnóstico diferencial das cardiopatias congênitas Autores: 1. Felipe Alves Mourato – Círculo do Coração de Pernambuco, Recife (PE); 2. Lúcia Roberta Didier Nunes Moser– Círculo do Coração de Pernambuco, Recife (PE); 3. Sandra da Silva Mattos– Círculo do Coração de Pernambuco, Recife (PE). Objetivo: Descrever a elaboração de um sistema interativo para o diagnóstico diferencial das cardiopatias congênitas para tablets e smarthphones utilizando o ambiente de desenvolvimento para sistema Android denominado “AppInventor”. Métodos: Um fluxograma diagnóstico baseado nos principais sinais e sintomas das cardiopatias congênitas e elaborado por cardiologistas pediátricos foi utilizado. O mesmo foi adaptado a um sistema especialista por um médico que utilizou um sistema integrado de desenvolvimento on-line denominado “App Inventor” disponível no site: http://beta.appinventor.mit.edu/. Adicionalmente, foram incluídas imagens de radiografias torácicas das principais cardiopatias congênitas. Pequenas descrições das cardiopatias congênitas, exemplos de auscultas cardíacas com fonogramas também foram adicionadas ao programa. Resultados: A elaboração do aplicativo culminou na criação de um sistema especialista e três ferramentas auxiliares. Foi utilizada uma hierarquização das cardiopatias congênitas baseada nos sinais e sintomas. A partir da escolha de um sintoma principal, o usuário é levado a outras perguntas sobre sinais e sintomas distintos que dependem diretamente do sintoma principal. Já as ferramentas auxiliares foram: exemplos de radiografias torácicas, auscultas cardíacas com respectivos fonogramas e descrições das principais cardiopatias congênitas. Nas radiografias torácicas foram incluídas imagens de hiperfluxo pulmonar, hipofluxo pulmonar, imagem de “boneco de neve” (associado com drenagem anômala total de veias pulmonares), imagem em tamanco holândes (associado com tetralogia de Fallot) e imagem em ovo deitado (associado com a transposição das grandes artérias). As auscultas cardíacas inseridas foram de ausculta normal, de persistência do canal arterial, de coarctação da aorta, de comunicação interatrial, de comunicação


interventricular, de anomalia de Ebstein, de estenose aórtica, de estenose pulmonar e de estenose mitral. Todas as cardiopatias mencionadas anteriormente foram incluídas na ferramenta com resumos das mesmas. Discussão: Os aplicativos móveis com sistemas especialistas vêm entrando cada vez mais na rotina médica. Na pediatria não é diferente, mas são raros os destinados à cardiologia pediátrica. O aplicativo descrito contém um sistema especialista para auxílio ao diagnóstico das cardiopatias congênitas e ferramentas de apoio às respostas requeridas pelo sistema, para que possa ser utilizado por outros profissionais com alguma experiência em cardiologia pediátrica. A utilização de um código aberto diminui os custos de produção e permite sua utilização nos mais variados equipamentos. A utilização do “App Inventor” permitiu que o mesmo fosse desenvolvido por um profissional com conhecimentos básicos de programação. Conclusão: A elaboração de um sistema de apoio ao diagnóstico em cardiologia pediátrica, com o auxílio de cardiologistas pediátricos, é possível. A utilização de um programa de código aberto, assim como a utilização de um ambiente de desenvolvimento de sistemas, permitiu um melhor custo/benefício na criação do mesmo. Contato: 1. Felipe Alves Mourato: felipe.a.mourato@gmail.com; 2. Lúcia Roberta Didier Nunes Moser: luciardnmoser@gmail.com; 3. Sandra da Silva Mattos: ssmattos@gmail.com.


A127