Issuu on Google+

Vídeo Moradia Segura para o Idoso Eduardo Batista Soares Moura, Carlos Reinaldo Carneiro Marques, Wilson Freire de Lima, Raul Antônio Morais Melo. Universidade de Pernambuco – UPE, Recife, PE, Brasil.

Objetivo: Apresentar as etapas de elaboração de um filme instrucional sobre “Moradia Segura para o Idoso” de modo a potencializar a ação de Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) junto à comunidade. Metodologia: O projeto foi desenvolvido na Universidade de Pernambuco em 2012/2013 e consistiu de: revisão bibliográfica sobre o tema; análise do conteúdo por especialistas; treinamento cinematográfico; elaboração de storyline, sinopse, escaleta de sequência e roteiro; concepção de personagens; pesquisa qualitativa junto a grupo de ACSs; storyboard; esboço de cenário; modelagem de personagens, cenário e objetos; animação; inclusão de falas, áudio, créditos; renderização; pós-produção e release. Resultados: Produção de um making off e de um filme em 3D, com duração de quatro minutos, para disponibilização em website e do qual participam quatro personagens (ACS, casal de idosos e cão). Diferentes áreas e riscos em uma residência são apresentados de modo a suscitar

questionamentos

e

soluções

para

os

problemas

existentes.

Discussão: O projeto Casa Segura, apoiado pelo Ministério da Saúde, visa estimular a utilização de itens de segurança nas novas construções e motivar a adoção de medidas simples, de baixo custo e práticas nas atuais residências. Os ACSs participam do Programa Saúde da Família e são responsáveis pelo seguimento de um número definido de famílias, localizadas em uma área geográfica delimitada. A disponibilidade de recursos audiovisuais auxiliares de qualidade para esses ACSs pode ser uma ferramenta útil na compreensão de temas relacionados à promoção da saúde, prevenção de agravos e melhoria da qualidade de vida da população, inclusive para uma moradia mais segura. A produção do filme envolveu a participação de equipe multidisciplinar, treinamentos

em

diferentes

técnicas

e

experiências

de

trabalho

de

fortalecimento da relação ensino-serviço. Nesse sentido, a avaliação prévia do


material a ser produzido por parte de ACSs ajudou na compreensão da temática e foi fundamental para a concepção dos personagens. Conclusão: O filme produzido pode ser útil para Agentes Comunitários de Saúde no papel de traduzir o universo científico para o popular e ampliar o elo entre a equipe multiprofissional e a comunidade. Palavras-chave: Agentes Comunitários de Saúde; Recursos Audiovisuais; Telessaúde. Eduardo Batista Soares Moura – dudumouraplayer@hotmail.com Carlos Reinaldo Carneiro Marques – naldo@elogica.com.br Wilson Freire de Lima – Wilson-freire2011@hotmail.com Raul Antônio Morais Melo – raul.melo@hotmail.com


A089