Page 1

Título: PROVAB e a adesão ao telessaúde no Estado de Pernambuco: Relato de Experiência Autores: Magdala de Araújo Novaes1, Tatiana de Paula Santana da Silva1, Mariana Boulitreau Siqueira Campos Barros1, Karolina de Cássia Lima da Silva1, Danielle Alves dos Santos1, Mariana Cordeiro de Melo Batista1, Paula Rejane Beserra Diniz1. 1

Núcleo de Telessaúde da Universidade Federal de Pernambuco, Programa Rede de Núcleos de Telessaúde de Pernambuco/Telessaúde Brasil Redes. Recife-PE, Brasil. Objetivos: Relatar a experiência da adesão dos profissionais médicos do PROVAB aos serviços oferecidos pela Rede de Núcleos de Telessaúde de Pernambuco – RedeNUTES, membro do Programa Telessaúde Brasil Redes. Métodos: Trata-se de um relato de experiência realizado nos meses de junho a setembro 2013 no Núcleo de Telessaúde da Universidade Federal de Pernambuco, coordenador da RedeNUTES. Foram promovidas sensibilizações junto aos médicos do Programa de Valorização dos Profissionais da Atenção Básica do estado de Pernambuco para o conhecimento da telessaúde como estratégia de fortalecimento e humanização da rede de atenção à saúde. As sensibilizações ocorreram por telefone e via correio eletrônico. Resultados: A amostra total de médicos do PROVAB no estado de Pernambuco correspondia a 283, destes 258 (91,2%) profissionais se cadastraram no portal da RedeNUTES. Ressalta-se que todos os inscritos receberam via correio eletrônico um portfólio que apresentava uma síntese dos serviços ofertados e tutorial contendo informações sobre formas de acesso aos serviços de telessaúde providos por meio do portal da RedeNUTES. Obteve-se contato telefônico positivo com 132 profissionais; a abordagem foi norteada por um roteiro de sensibilização e divulgação dos serviços, além de orientações para conhecerem o portal. Os indicadores apontaram que 29 teleconsultorias assíncronas foram enviadas via plataforma de telessaúde tendo com principal foco casos clínicos para especialidades médicas de difícil acesso na rede de atenção à saúde, tais como reumatologia, pneumologia, onco-pediatria, entre outras. Com relação a tele-educação observou-se a participação dos mesmos em seminários e em cursos de atualização à distância. Discussão: Apesar das práticas de telessaúde contribuírem para a ampliação e melhora da qualidade do serviço da atenção primária por meio do suporte assistencial e da qualificação profissional, ressalta-se que alguns desafios ainda persistem como a baixa inclusão digital e conectividade no ambiente de trabalho. Conclusão: Pode-se considerar que a adesão dos médicos do PROVAB a telessaúde no estado de Pernambuco ainda está em fase inicial, porém o processo de sensibilização mostrou-se como um método efetivo, apesar de ainda ser necessária a construção de uma política que insira a telessaúde na agenda


diária destes profissionais e melhore a infraestrutura digital das unidades de saúde da atenção primária. Autores: Tatiana de Paula Santana da Silva – tatiana.santana@nutes.ufpe.br Mariana Boulitreau Siqueira Campos Barros – mariana.barros@nutes.ufpe.br Karolina de Cássia Lima da Silva – karolina.silva@nutes.ufpe.br Danielle Alves dos Santos – danielle.alves@nutes.ufpe.br Mariana Cordeiro de Melo Batista – mariana.batista@nutes.ufpe.br Paula Rejane Beserra Diniz – paula.diniz@nutes.ufpe.br Magdala de Araújo Novaes – magdala.novaes@nutes.ufpe.br

A034  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you