Page 46

( produção) Equipe da Prodigo grava segunda temporada da série “Copa Hotel” para o GNT. O canal já fez a encomenda de duas temporadas.

tes. “O nosso core business não é produção, é propriedade intelectual. É desenvolvimento, é dramaturgia, é storytelling”, explica. Apesar de ter longas no portfólio e de não ter abandonado o cinema, D’Ávila conta que um dos fatores que o conduziu para a televisão era a necessidade real de conquistar um público. “Na produção do longa, você tem que satisfazer os requisitos de financiamento, e não do público final, para ser perene na sua atividade”, observa. D’Ávila acredita que outro aspecto fundamental para desenvolver atrações duradouras, sejam elas de ficção ou não-ficção, é fazer uma entrega de qualidade mesmo dentro de uma limitação de orçamento, entendendo que é preciso ser competitivo com as atrações internacionais da grade. A Moonshot produziu três edições do reality show “Brazil’s Next Top Model” para o canal Sony. O programa tinha orçamento oito vezes menor que a versão americana do formato, mas tinha audiência melhor. Para D’Ávila são três pilares que fazem com que a produtora tenha programas que permaneçam na grade dos canais com o passar do tempo: a compreensão dos fundamentos do produto, um norte para a atração e a reunião de talentos. Para a segunda temporada de “Sessão de Terapia”, que tem 35 episódios, a Moonshot trabalha essencialmente com a mesma equipe dos primeiros episódios, com o remanejamento de alguns roteiristas e uma nova diretora de arte. Novos pacientes 46

Outro aspecto importante é a compreensão do canal sobre a dinâmica de produção de dramaturgia seriada, os tempos de produção e os orçamentos das séries. “Os canais em geral trabalham com o planejamento muito a curto prazo. Agora frequentarão o conestão começando a entender essa sultório do psicanalisparte”, observa. ta Theo, que terá Para Mariana Koehler, do GNT, seus conflitos aprovivemos um momento atípico na TV fundados nesta tempaga, mas com o tempo e o hábito de porada. Junto com a produzir, canais e produtoras estarão estreia da segunda sintonizados. “A questão principal é o temporada, serão volume de produção. O mercado lançados produtos inteiro está entrando com um volume baseados na primeira temporada, como de série que até pouco tempo não um box de DVD da Som Livre, e um livro tinha. É um volume de mercado que da Editora Sextante, que está sendo escriexige de todo mundo”, ressalta. to por Jaqueline Vargas, coordenadora de Christian Machado, gerente de roteiro de “Sessão de Terapia”. produção artística do Multishow concorda com Mariana e enfatiza o Erros e acertos pouco tempo que o mercado de pay Na opinião de Giuliano Cedroni, direTV tem de formação e os investimentor de conteúdo da Prodigo, construir tos que têm sido feitos também por uma atração que se prolongue nas grades parte das programadoras, como a dos canais é uma junção de vários fatores Globosat, para identificar e lapidar e de interesses. O canal precisa se estrunovos talentos. O turar para entender a tem alguaposta em dramaturgia Mercado ainda se Multishow mas atrações de ficcomo um investimento de estrutura para ção que ganharam longo prazo e o produtor também precisa entender produzir séries em novas temporadas como “Adorável o tempo que leva para a escala, com formação de talentos. esforço de canais, Psicose” (Limite), Na Prodigo, que programadoras e “Meu Passado me (Atitude) e estreou no ano passado produtoras para Condena” “Sensacionalistas” “FDP” pela HBO e tem identificar e (Publytape). conversas com o canal a lapidar talentos. De acordo com respeito de uma possível Machado, um detanova temporada, e dedilhe importante ao se decidir uma cou-se esse ano às duas temporadas de segunda temporada é buscar um “Copa Hotel” (o canal encomendou as duas elemento novo, um frescor para a temporadas de uma vez) e “Passionais” segunda temporada, sem fugir da para o GNT, a proposta é trabalhar com trama central da série. Na primeira roteiristas soltos e ter um modelo de coortemporada da série “Adorável denação de roteiro sólido dentro da produPsicose”, escrita e interpretada por tora. Cedroni reconhece que os grandes Natalia Klein, os dilemas vividos nomes estão comprometidos com contratos pela protagonista se desenvolvem fixos com emissoras ou estão com as agenem cenários básicos, como o condas quase sempre lotadas. Com esse cenásultório de psicanálise, a casa e o rio é preciso dar oportunidades a novos trabalho. Na segunda temporada, a talentos também. “Não tem jeito de formar produção investiu em uma viagem. essa mão de obra especializada se não for A audiência cresceu 30% da pripela prática. É um movimento que está meira para a segunda temporada. acontecendo, mas leva tempo”, conclui.

T e l a

V i v a

j u l 2 0 1 3

Revista TelaViva - 239 - Julho de 2013  

Revista TelaViva - 239 - Julho de 2013

Advertisement