Page 32

PHOTOFRIDAY/SHUTTERSTOCK.COM

TECNOLOGIA

TV COM PINTA DE INTERNET SERGEY NIVENS/SHUTTERSTOCK.COM

PKING4TH/SHUTTERSTOCK.COM

IPTV OFERECE A POSSIBILIDADE DE OPERADORES DIFERENCIAR SERVIÇOS, ATRAIR CLIENTES E COMPETIR COM OTTS, MAS DEMANDA INVESTIMENTOS E PLANEJAMENTO.

Leandro Sanfelice leandro@convergecom.com.br

I

mpulsionadas pelas novas condições de distribuição trazidas pela Lei 12.485/2011, que instituiu o Serviço de Acesso Condicionado (SeAC) e estabeleceu o novo marco para o setor de TV paga, operadoras brasileiras começaram a lançar em 2012 seus serviços de IPTV, tecnologia que possibilita a transmissão da programação da televisão usando a rede de dados e o protocolo de Internet. Até o momento, Vivo, Oi e GVT já lançaram suas plataformas. Unindo características da televisão e da Internet, o IPTV permite a interação entre a programação da TV, os múltiplos dispositivos móveis presentes nas casas dos assinantes, a oferta de serviços como o VOD (vídeo on-demand) e a interatividade em tempo real com redes sociais, como Facebook e Twitter. Por

3 2

T E L A

V I V A

J U L 2 0 1 3

isso, a tecnologia é vista por operadoras e fornecedores como uma maneira de diferenciar serviços, atrair novos assinantes e competir com plataformas OTT (over-the-top, serviços de vídeo oferecido por provedores que não têm rede própria e trafegam sobre a rede de terceiros, como Netflix e YouTube). Comparado com serviços de vídeo lançados na Internet como o Netflix, o IPTV oferece a vantagem de garantir a qualidade na entrega do vídeo, pois não utiliza rede pública da Internet, mas as redes proprietárias, e, portanto, de qualidade controlada, das operadoras de telecom. “As empresas de serviços de VOD na Internet não são donas da rede de transmissão, elas oferecem conteúdo que vai trafegar nas redes das operadoras. No meu caso, eu sou o dono do ‘tubo’, e posso garantir a passagem do conteúdo de vídeo”, explica o diretor de marketing da Vivo em São Paulo, Gustavo Fonseca. Contudo, o serviço demanda investimentos na rede para suportar o tráfego de vídeo em HD, e futuramente 4K e até 8K (ultra high-definition). Além disso, com a possibilidade de usar a rede para oferecer novos features, programadores, operadoras e fornecedores ainda buscam a melhor forma de entregar conteúdo diferenciado e atrativo para o cliente. As vantagens

E S P E C I A L

I P T V

E

S E R V I Ç O S

Revista TelaViva - 239 - Julho de 2013  

Revista TelaViva - 239 - Julho de 2013

Advertisement